SlideShare uma empresa Scribd logo
Sistemas Integrados
SISTEMA FINANCEIRO: segundo Calderelli (2002, p.885).
Sistema Financeiro é aquele que se encarrega do controle dos bens numerários, direitos
pessoais e obrigações, patrimoniais. Fazem parte do sistema financeiro, todas as contas
encarregadas do registro das disponibilidades, direitos e obrigações, tais como:
Disponibilidades: Caixa, Bancos C/ Movimento. Direitos: Duplicatas a Receber, Letras
a Receber, Devedores Diversos, etc. Obrigações: Fornecedores, Títulos a Pagar,
Obrigações a Pagar, Bancos C/ Garantia, Títulos Descontados, etc.
Em regra geral, é no no Sistema Financeiro que são definidas as informações gerenciais
da Entidade, tais como: alocação das naturezas de receitas e despesas, centro de custo,
projetos, etc.
“ O R I G E M ”
SISTEMA CONTABILIDADE:
Pode-se resumir os objetivos de um sistema de informação contábil como sendo:
I. Prover informações monetárias e não-monetárias destinadas às atividades e decisões
nos níveis Operacional, Tático e Estratégico da empresa, e também para os usuários
externos a ela;
II. Constituir-se na peça fundamental do Sistema de Informação Gerencial (RICCIO,
1992, p. 33).
“ R E G I S T R O”
SISTEMAS INTEGRADOS:
Produzir dados confiáveis, em tempo rápido e com a diminuição do retrabalho, é uma
mudança relevante que a integração dos sistemas proporcionam a uma Entidade.
Segundo Oliveira (2001, p. 37):
Uma informação produzida que não seja distribuída em tempo hábil da tomada de
decisão praticamente perde o seu sentido. Sua capacidade de reduzir incertezas está
associada com a oportunidade de sua distribuição, assim como a identificação das
prioridades será função direta do processo de planejamento que identifica a
necessidade de avaliação e controle, conforme determinado no modelo básico de
gestão estabelecido pela empresa.
“ E F I C I Ê N C I A”
www.qualityassociados.com.br
www.qualityassociados.com.br

Mais conteúdo relacionado

Destaque

www.ezpark.hu
www.ezpark.huwww.ezpark.hu
www.ezpark.hu
RaM Colosseum Parkoló
 
Representation edited 2
Representation edited 2Representation edited 2
Representation edited 2
clivecaines
 
Bb nene rincon power point
Bb nene rincon power pointBb nene rincon power point
Bb nene rincon power point
ALCALDIA DE LA JAGUA DE IBIRICO-CESAR
 
A lenda do amor
A lenda do amorA lenda do amor
A lenda do amor
Mensagens Virtuais
 
Session10
Session10Session10
Session10
Wansoo Im
 
We Are Family
We Are FamilyWe Are Family
We Are Family
Ivor Jones
 
Improving the Performance of Action Prediction through ...
Improving the Performance of Action Prediction through ...Improving the Performance of Action Prediction through ...
Improving the Performance of Action Prediction through ...
butest
 

Destaque (8)

к и м 6
к и м 6к и м 6
к и м 6
 
www.ezpark.hu
www.ezpark.huwww.ezpark.hu
www.ezpark.hu
 
Representation edited 2
Representation edited 2Representation edited 2
Representation edited 2
 
Bb nene rincon power point
Bb nene rincon power pointBb nene rincon power point
Bb nene rincon power point
 
A lenda do amor
A lenda do amorA lenda do amor
A lenda do amor
 
Session10
Session10Session10
Session10
 
We Are Family
We Are FamilyWe Are Family
We Are Family
 
Improving the Performance of Action Prediction through ...
Improving the Performance of Action Prediction through ...Improving the Performance of Action Prediction through ...
Improving the Performance of Action Prediction through ...
 

Semelhante a Fife 2014 1

Apostila decontabilidade teoria (3)
Apostila decontabilidade teoria (3)Apostila decontabilidade teoria (3)
Apostila decontabilidade teoria (3)
Angelo Nhar
 
Apostila contabilidade concursos - teoria
Apostila contabilidade   concursos - teoriaApostila contabilidade   concursos - teoria
Apostila contabilidade concursos - teoria
apostilacontabil
 
Teoria
TeoriaTeoria
Teoria
albumina
 
Apostila teoria contabil
Apostila teoria contabilApostila teoria contabil
Apostila teoria contabil
profcontabil
 
Teoria
TeoriaTeoria
Apostila teoria contabil
Apostila teoria contabilApostila teoria contabil
Apostila teoria contabil
zeramento contabil
 
Apostila contabilidade concursos - teoria
Apostila contabilidade   concursos - teoriaApostila contabilidade   concursos - teoria
Apostila contabilidade concursos - teoria
apostilacontabil
 
Apostila contabil pef
Apostila contabil pefApostila contabil pef
Apostila contabil pef
zeramento contabil
 
Apostila contabil pef
Apostila contabil pefApostila contabil pef
Apostila contabil pef
zeramento contabil
 
Cg unidade 01
Cg unidade 01Cg unidade 01
Cg unidade 01
simuladocontabil
 
Apost contab 1
Apost contab 1Apost contab 1
Apost contab 1
apostilacontabil
 
Material complementar 1
Material complementar 1Material complementar 1
Material complementar 1
brazuk
 
Apostila contabilidade geral manual basico
Apostila contabilidade geral manual basicoApostila contabilidade geral manual basico
Apostila contabilidade geral manual basico
apostilacontabil
 
Apostila contabilidade geral manual basico
Apostila contabilidade geral manual basicoApostila contabilidade geral manual basico
Apostila contabilidade geral manual basico
apostilacontabil
 
UFCD 6217 - Gastos Rendimentos e Resultados.pptx
UFCD 6217 - Gastos   Rendimentos e Resultados.pptxUFCD 6217 - Gastos   Rendimentos e Resultados.pptx
UFCD 6217 - Gastos Rendimentos e Resultados.pptx
Nome Sobrenome
 
Apostila n 1_contabilidade_1_sem_2010_pag-01-33
Apostila n 1_contabilidade_1_sem_2010_pag-01-33Apostila n 1_contabilidade_1_sem_2010_pag-01-33
Apostila n 1_contabilidade_1_sem_2010_pag-01-33
razonetecontabil
 
Contabilidade Basica
Contabilidade BasicaContabilidade Basica
Contabilidade Basica
Cristiano Rodrigues Barcellos
 
Slides Introdução à Contabilidade
Slides  Introdução à ContabilidadeSlides  Introdução à Contabilidade
Slides Introdução à Contabilidade
Ana Paula Bevilacqua
 
Slidesintroducaoacontabilidade 140827102848-phpapp02
Slidesintroducaoacontabilidade 140827102848-phpapp02Slidesintroducaoacontabilidade 140827102848-phpapp02
Slidesintroducaoacontabilidade 140827102848-phpapp02
Nailson Moreira
 
Estrutura patrimonial e plano de contas
Estrutura patrimonial e plano de contasEstrutura patrimonial e plano de contas
Estrutura patrimonial e plano de contas
Concurseiro Antenado
 

Semelhante a Fife 2014 1 (20)

Apostila decontabilidade teoria (3)
Apostila decontabilidade teoria (3)Apostila decontabilidade teoria (3)
Apostila decontabilidade teoria (3)
 
Apostila contabilidade concursos - teoria
Apostila contabilidade   concursos - teoriaApostila contabilidade   concursos - teoria
Apostila contabilidade concursos - teoria
 
Teoria
TeoriaTeoria
Teoria
 
Apostila teoria contabil
Apostila teoria contabilApostila teoria contabil
Apostila teoria contabil
 
Teoria
TeoriaTeoria
Teoria
 
Apostila teoria contabil
Apostila teoria contabilApostila teoria contabil
Apostila teoria contabil
 
Apostila contabilidade concursos - teoria
Apostila contabilidade   concursos - teoriaApostila contabilidade   concursos - teoria
Apostila contabilidade concursos - teoria
 
Apostila contabil pef
Apostila contabil pefApostila contabil pef
Apostila contabil pef
 
Apostila contabil pef
Apostila contabil pefApostila contabil pef
Apostila contabil pef
 
Cg unidade 01
Cg unidade 01Cg unidade 01
Cg unidade 01
 
Apost contab 1
Apost contab 1Apost contab 1
Apost contab 1
 
Material complementar 1
Material complementar 1Material complementar 1
Material complementar 1
 
Apostila contabilidade geral manual basico
Apostila contabilidade geral manual basicoApostila contabilidade geral manual basico
Apostila contabilidade geral manual basico
 
Apostila contabilidade geral manual basico
Apostila contabilidade geral manual basicoApostila contabilidade geral manual basico
Apostila contabilidade geral manual basico
 
UFCD 6217 - Gastos Rendimentos e Resultados.pptx
UFCD 6217 - Gastos   Rendimentos e Resultados.pptxUFCD 6217 - Gastos   Rendimentos e Resultados.pptx
UFCD 6217 - Gastos Rendimentos e Resultados.pptx
 
Apostila n 1_contabilidade_1_sem_2010_pag-01-33
Apostila n 1_contabilidade_1_sem_2010_pag-01-33Apostila n 1_contabilidade_1_sem_2010_pag-01-33
Apostila n 1_contabilidade_1_sem_2010_pag-01-33
 
Contabilidade Basica
Contabilidade BasicaContabilidade Basica
Contabilidade Basica
 
Slides Introdução à Contabilidade
Slides  Introdução à ContabilidadeSlides  Introdução à Contabilidade
Slides Introdução à Contabilidade
 
Slidesintroducaoacontabilidade 140827102848-phpapp02
Slidesintroducaoacontabilidade 140827102848-phpapp02Slidesintroducaoacontabilidade 140827102848-phpapp02
Slidesintroducaoacontabilidade 140827102848-phpapp02
 
Estrutura patrimonial e plano de contas
Estrutura patrimonial e plano de contasEstrutura patrimonial e plano de contas
Estrutura patrimonial e plano de contas
 

Mais de FIFE2014

Um brasil para todos com todos
Um brasil para todos com todosUm brasil para todos com todos
Um brasil para todos com todos
FIFE2014
 
Indicadores e monitoramento de resultados de projetos
Indicadores e monitoramento de resultados de projetosIndicadores e monitoramento de resultados de projetos
Indicadores e monitoramento de resultados de projetos
FIFE2014
 
Diálogo natal curso planejamento e gestão de institutos e fundações mar-2014
Diálogo natal   curso planejamento e gestão de institutos e fundações mar-2014Diálogo natal   curso planejamento e gestão de institutos e fundações mar-2014
Diálogo natal curso planejamento e gestão de institutos e fundações mar-2014
FIFE2014
 
Fife 2014 - natal-mateus ferreira
Fife   2014 - natal-mateus ferreiraFife   2014 - natal-mateus ferreira
Fife 2014 - natal-mateus ferreira
FIFE2014
 
Fife 2014 desenv comunitário e trabalho com famílias
Fife 2014 desenv comunitário e trabalho com famíliasFife 2014 desenv comunitário e trabalho com famílias
Fife 2014 desenv comunitário e trabalho com famílias
FIFE2014
 
Link para vídeo – vivência pessoal
Link para vídeo – vivência pessoalLink para vídeo – vivência pessoal
Link para vídeo – vivência pessoal
FIFE2014
 
Organização de eventos
Organização de eventosOrganização de eventos
Organização de eventos
FIFE2014
 
20140313 natal vfinal
20140313 natal vfinal20140313 natal vfinal
20140313 natal vfinal
FIFE2014
 
Certificado
CertificadoCertificado
Certificado
FIFE2014
 
Cvsp e debate fife 2014
Cvsp    e debate fife 2014 Cvsp    e debate fife 2014
Cvsp e debate fife 2014
FIFE2014
 
Fife rosa morales - palestra 2014 - portugues 13 marzo
Fife   rosa morales - palestra 2014 - portugues 13 marzoFife   rosa morales - palestra 2014 - portugues 13 marzo
Fife rosa morales - palestra 2014 - portugues 13 marzo
FIFE2014
 
Filantropia chapina monello
Filantropia chapina    monelloFilantropia chapina    monello
Filantropia chapina monello
FIFE2014
 
Apresentação congresso interamericano filantropia 10_03_14
Apresentação congresso interamericano filantropia 10_03_14Apresentação congresso interamericano filantropia 10_03_14
Apresentação congresso interamericano filantropia 10_03_14
FIFE2014
 
Alan apresentação mktd fife rn
Alan     apresentação mktd fife rnAlan     apresentação mktd fife rn
Alan apresentação mktd fife rn
FIFE2014
 
Oficina paganatto
Oficina paganattoOficina paganatto
Oficina paganatto
FIFE2014
 
Siconv fife
Siconv fifeSiconv fife
Siconv fife
FIFE2014
 
Apresentação michelle fife 2014
Apresentação michelle fife 2014Apresentação michelle fife 2014
Apresentação michelle fife 2014
FIFE2014
 
Sustentabilidadeerelacionamentocomempresas fifemar-140312121236-phpapp02
Sustentabilidadeerelacionamentocomempresas fifemar-140312121236-phpapp02Sustentabilidadeerelacionamentocomempresas fifemar-140312121236-phpapp02
Sustentabilidadeerelacionamentocomempresas fifemar-140312121236-phpapp02
FIFE2014
 
Filantropia revisada
Filantropia revisadaFilantropia revisada
Filantropia revisada
FIFE2014
 
Oficinafife
OficinafifeOficinafife
Oficinafife
FIFE2014
 

Mais de FIFE2014 (20)

Um brasil para todos com todos
Um brasil para todos com todosUm brasil para todos com todos
Um brasil para todos com todos
 
Indicadores e monitoramento de resultados de projetos
Indicadores e monitoramento de resultados de projetosIndicadores e monitoramento de resultados de projetos
Indicadores e monitoramento de resultados de projetos
 
Diálogo natal curso planejamento e gestão de institutos e fundações mar-2014
Diálogo natal   curso planejamento e gestão de institutos e fundações mar-2014Diálogo natal   curso planejamento e gestão de institutos e fundações mar-2014
Diálogo natal curso planejamento e gestão de institutos e fundações mar-2014
 
Fife 2014 - natal-mateus ferreira
Fife   2014 - natal-mateus ferreiraFife   2014 - natal-mateus ferreira
Fife 2014 - natal-mateus ferreira
 
Fife 2014 desenv comunitário e trabalho com famílias
Fife 2014 desenv comunitário e trabalho com famíliasFife 2014 desenv comunitário e trabalho com famílias
Fife 2014 desenv comunitário e trabalho com famílias
 
Link para vídeo – vivência pessoal
Link para vídeo – vivência pessoalLink para vídeo – vivência pessoal
Link para vídeo – vivência pessoal
 
Organização de eventos
Organização de eventosOrganização de eventos
Organização de eventos
 
20140313 natal vfinal
20140313 natal vfinal20140313 natal vfinal
20140313 natal vfinal
 
Certificado
CertificadoCertificado
Certificado
 
Cvsp e debate fife 2014
Cvsp    e debate fife 2014 Cvsp    e debate fife 2014
Cvsp e debate fife 2014
 
Fife rosa morales - palestra 2014 - portugues 13 marzo
Fife   rosa morales - palestra 2014 - portugues 13 marzoFife   rosa morales - palestra 2014 - portugues 13 marzo
Fife rosa morales - palestra 2014 - portugues 13 marzo
 
Filantropia chapina monello
Filantropia chapina    monelloFilantropia chapina    monello
Filantropia chapina monello
 
Apresentação congresso interamericano filantropia 10_03_14
Apresentação congresso interamericano filantropia 10_03_14Apresentação congresso interamericano filantropia 10_03_14
Apresentação congresso interamericano filantropia 10_03_14
 
Alan apresentação mktd fife rn
Alan     apresentação mktd fife rnAlan     apresentação mktd fife rn
Alan apresentação mktd fife rn
 
Oficina paganatto
Oficina paganattoOficina paganatto
Oficina paganatto
 
Siconv fife
Siconv fifeSiconv fife
Siconv fife
 
Apresentação michelle fife 2014
Apresentação michelle fife 2014Apresentação michelle fife 2014
Apresentação michelle fife 2014
 
Sustentabilidadeerelacionamentocomempresas fifemar-140312121236-phpapp02
Sustentabilidadeerelacionamentocomempresas fifemar-140312121236-phpapp02Sustentabilidadeerelacionamentocomempresas fifemar-140312121236-phpapp02
Sustentabilidadeerelacionamentocomempresas fifemar-140312121236-phpapp02
 
Filantropia revisada
Filantropia revisadaFilantropia revisada
Filantropia revisada
 
Oficinafife
OficinafifeOficinafife
Oficinafife
 

Último

Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
Suzy De Abreu Santana
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 

Último (20)

Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 

Fife 2014 1

  • 2. SISTEMA FINANCEIRO: segundo Calderelli (2002, p.885). Sistema Financeiro é aquele que se encarrega do controle dos bens numerários, direitos pessoais e obrigações, patrimoniais. Fazem parte do sistema financeiro, todas as contas encarregadas do registro das disponibilidades, direitos e obrigações, tais como: Disponibilidades: Caixa, Bancos C/ Movimento. Direitos: Duplicatas a Receber, Letras a Receber, Devedores Diversos, etc. Obrigações: Fornecedores, Títulos a Pagar, Obrigações a Pagar, Bancos C/ Garantia, Títulos Descontados, etc. Em regra geral, é no no Sistema Financeiro que são definidas as informações gerenciais da Entidade, tais como: alocação das naturezas de receitas e despesas, centro de custo, projetos, etc. “ O R I G E M ”
  • 3. SISTEMA CONTABILIDADE: Pode-se resumir os objetivos de um sistema de informação contábil como sendo: I. Prover informações monetárias e não-monetárias destinadas às atividades e decisões nos níveis Operacional, Tático e Estratégico da empresa, e também para os usuários externos a ela; II. Constituir-se na peça fundamental do Sistema de Informação Gerencial (RICCIO, 1992, p. 33). “ R E G I S T R O”
  • 4. SISTEMAS INTEGRADOS: Produzir dados confiáveis, em tempo rápido e com a diminuição do retrabalho, é uma mudança relevante que a integração dos sistemas proporcionam a uma Entidade. Segundo Oliveira (2001, p. 37): Uma informação produzida que não seja distribuída em tempo hábil da tomada de decisão praticamente perde o seu sentido. Sua capacidade de reduzir incertezas está associada com a oportunidade de sua distribuição, assim como a identificação das prioridades será função direta do processo de planejamento que identifica a necessidade de avaliação e controle, conforme determinado no modelo básico de gestão estabelecido pela empresa. “ E F I C I Ê N C I A”
  • 5.