SlideShare uma empresa Scribd logo
Trabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria FarmacêuticaTrabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria Farmacêutica
ESTUDOS CLÍNICOS
Traduzido Tiago Antonio Ferreira da Silva Programa de Marketing Healthcare Products – Chicago 2012
ESTUDOSESTUDOS
CLÍNICOSCLÍNICOS
Como melhor utilizar estaComo melhor utilizar esta
ferramenta no campo?ferramenta no campo?
Trabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria FarmacêuticaTrabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria Farmacêutica
ESTUDOS CLÍNICOS
Traduzido Tiago Antonio Ferreira da Silva Programa de Marketing Healthcare Products – Chicago 2012
Quais são os benefícios em usarmos os estudos clínicos?
Para o médico:Para o médico:
Demonstra que o produto está suportado por pesquisa e/ou continua sendo estuda
Oferece informações importantes sobre o produto, através de comprovações
científicas( medicina baseada em evidência ).
Dá credibilidade aos beneficios do produto.
Oferece segurança para o médico na prescrição.
Conecta os resultados de pesquisa ao dia a dia do médico.
Atualiza o médico.
Trabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria FarmacêuticaTrabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria Farmacêutica
ESTUDOS CLÍNICOS
Traduzido Tiago Antonio Ferreira da Silva Programa de Marketing Healthcare Products – Chicago 2012
Quais são os benefícios em usarmos os estudos clínicos?
Para o representante:Para o representante:
Melhora a capacidade técnica.
Melhora o conhecimento.
Aumenta a credibilidade e segurança
Aumenta a motivação aó falar do produto.
Diferencia a promoçao
Trabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria FarmacêuticaTrabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria Farmacêutica
ESTUDOS CLÍNICOS
Traduzido Tiago Antonio Ferreira da Silva Programa de Marketing Healthcare Products – Chicago 2012
Como é a estrutura dos trabalhos clínicos?
Estrutura:Estrutura:
Resumo
Introdução
Pacientes e Métodos
Resultados
Conclusão
Discussão
Trabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria FarmacêuticaTrabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria Farmacêutica
ESTUDOS CLÍNICOS
Traduzido Tiago Antonio Ferreira da Silva Programa de Marketing Healthcare Products – Chicago 2012
Descreve o estudo em poucas sentenças
RESUMO
Trabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria FarmacêuticaTrabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria Farmacêutica
ESTUDOS CLÍNICOS
Traduzido Tiago Antonio Ferreira da Silva Programa de Marketing Healthcare Products – Chicago 2012
INTRODUÇÃO
Informa ao médico o assunto a ser estudado
Estabelece objetivos do estudo
Trabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria FarmacêuticaTrabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria Farmacêutica
ESTUDOS CLÍNICOS
Traduzido Tiago Antonio Ferreira da Silva Programa de Marketing Healthcare Products – Chicago 2012
PACIENTES E MÉTODOS
Descrevem em detalhes como foi realizado o estudo:Descrevem em detalhes como foi realizado o estudo:
Local do estudo
Tipo do estudo
Definição dos pacientes
Como foram selecionados
Procedimentos diagnósticos
Descrição dos tratamentos
Métodos de avaliação
Trabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria FarmacêuticaTrabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria Farmacêutica
ESTUDOS CLÍNICOS
Traduzido Tiago Antonio Ferreira da Silva Programa de Marketing Healthcare Products – Chicago 2012
RESULTADOS
Informa o que aconteceu aos pacientes como resultado do estudo
Trabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria FarmacêuticaTrabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria Farmacêutica
ESTUDOS CLÍNICOS
Traduzido Tiago Antonio Ferreira da Silva Programa de Marketing Healthcare Products – Chicago 2012
CONCLUSÃO
Descrevem em detalhes como foi realizado o estudo:Descrevem em detalhes como foi realizado o estudo:
Mostra a conclusão dos autores sobre o uso da medicação e pontos positivos e
negativos.
Trabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria FarmacêuticaTrabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria Farmacêutica
ESTUDOS CLÍNICOS
Traduzido Tiago Antonio Ferreira da Silva Programa de Marketing Healthcare Products – Chicago 2012
DISCUSSÃO
Na discussão de estudo gera uma oportunidade para os representantes realizaremNa discussão de estudo gera uma oportunidade para os representantes realizarem
pequenos encontros com seus médicos líderes de opinião:pequenos encontros com seus médicos líderes de opinião:
Resume os achados do estudo
Discute suas implicações
Compara com a literatura
Trabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria FarmacêuticaTrabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria Farmacêutica
ESTUDOS CLÍNICOS
Traduzido Tiago Antonio Ferreira da Silva Programa de Marketing Healthcare Products – Chicago 2012
PONTOS MAIS IMPORTANTERS A SEREM DESTACADOS PELO REPRESENTANTE
RESUMO
RESULTADOS
Trabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria FarmacêuticaTrabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria Farmacêutica
ESTUDOS CLÍNICOS
Traduzido Tiago Antonio Ferreira da Silva Programa de Marketing Healthcare Products – Chicago 2012
COMO APRESENTAR UM TRABALHO CLINICO?
Valorize o trabalhoValorize o trabalho
Onde foi publicado
Falar da importância do assunto
Falar da importância dos autores
Falar da importância do local
Apresente o resumo de forma objetiva
Destaque os resultados obtidos
Avalie a OPINIÃO DO MÉDICO
Destaque que os pacientes do médico poderão beneficiar-se com o produto

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Slides de estatística aplicada (3º bimestre.2012)
Slides de estatística aplicada (3º bimestre.2012)Slides de estatística aplicada (3º bimestre.2012)
Slides de estatística aplicada (3º bimestre.2012)
Enio José Bolognini
 
Estamos No Mesmo Barco
Estamos No Mesmo BarcoEstamos No Mesmo Barco
Estamos No Mesmo Barco
profmagna
 
1 estatística descritiva, distribuição de frequência v discreta e continua
1   estatística descritiva, distribuição de frequência v discreta e continua1   estatística descritiva, distribuição de frequência v discreta e continua
1 estatística descritiva, distribuição de frequência v discreta e continua
Nilson Costa
 
Estamos Todos No Mesmo Barco
Estamos Todos No Mesmo BarcoEstamos Todos No Mesmo Barco
Estamos Todos No Mesmo Barco
Leonardo Michel
 
Estatística Descritiva
Estatística DescritivaEstatística Descritiva
Estatística Descritiva
Federal University of Bahia
 
Bioestatística
 Bioestatística Bioestatística
Bioestatística
felipethoaldo
 
Bioestatistica basica completa-apresentacao
Bioestatistica basica completa-apresentacaoBioestatistica basica completa-apresentacao
Bioestatistica basica completa-apresentacao
Fabiano Reis
 
Estatística - Aula 2 - Estatística descritiva
Estatística - Aula 2 - Estatística descritivaEstatística - Aula 2 - Estatística descritiva
Estatística - Aula 2 - Estatística descritiva
Helder Lopes
 
Odontologia
OdontologiaOdontologia
Odontologia
John Fjv
 
Testes parametricos e nao parametricos
Testes parametricos e nao parametricosTestes parametricos e nao parametricos
Testes parametricos e nao parametricos
Rosario Cação
 

Destaque (10)

Slides de estatística aplicada (3º bimestre.2012)
Slides de estatística aplicada (3º bimestre.2012)Slides de estatística aplicada (3º bimestre.2012)
Slides de estatística aplicada (3º bimestre.2012)
 
Estamos No Mesmo Barco
Estamos No Mesmo BarcoEstamos No Mesmo Barco
Estamos No Mesmo Barco
 
1 estatística descritiva, distribuição de frequência v discreta e continua
1   estatística descritiva, distribuição de frequência v discreta e continua1   estatística descritiva, distribuição de frequência v discreta e continua
1 estatística descritiva, distribuição de frequência v discreta e continua
 
Estamos Todos No Mesmo Barco
Estamos Todos No Mesmo BarcoEstamos Todos No Mesmo Barco
Estamos Todos No Mesmo Barco
 
Estatística Descritiva
Estatística DescritivaEstatística Descritiva
Estatística Descritiva
 
Bioestatística
 Bioestatística Bioestatística
Bioestatística
 
Bioestatistica basica completa-apresentacao
Bioestatistica basica completa-apresentacaoBioestatistica basica completa-apresentacao
Bioestatistica basica completa-apresentacao
 
Estatística - Aula 2 - Estatística descritiva
Estatística - Aula 2 - Estatística descritivaEstatística - Aula 2 - Estatística descritiva
Estatística - Aula 2 - Estatística descritiva
 
Odontologia
OdontologiaOdontologia
Odontologia
 
Testes parametricos e nao parametricos
Testes parametricos e nao parametricosTestes parametricos e nao parametricos
Testes parametricos e nao parametricos
 

Mais de Ts Agency

Coach 9 plano de acao
Coach 9   plano de acaoCoach 9   plano de acao
Coach 9 plano de acao
Ts Agency
 
Coach 8 por que enterrar o passado
Coach 8  por que enterrar o passadoCoach 8  por que enterrar o passado
Coach 8 por que enterrar o passado
Ts Agency
 
Coach 7 revisando a bagagem de mao
Coach 7   revisando a bagagem de maoCoach 7   revisando a bagagem de mao
Coach 7 revisando a bagagem de mao
Ts Agency
 
Coach 6 a clareza do proposito
Coach 6   a clareza do propositoCoach 6   a clareza do proposito
Coach 6 a clareza do proposito
Ts Agency
 
Coach 5 a linguagem do projeto e a linguagem do
Coach 5  a linguagem do projeto e a linguagem doCoach 5  a linguagem do projeto e a linguagem do
Coach 5 a linguagem do projeto e a linguagem do
Ts Agency
 
Coach 4 interpretacao deo conceito de feedback
Coach 4   interpretacao deo conceito de feedbackCoach 4   interpretacao deo conceito de feedback
Coach 4 interpretacao deo conceito de feedback
Ts Agency
 
Coach 3 uma relacao de confianca abertura e responsabilidade
Coach 3  uma relacao de confianca abertura e responsabilidadeCoach 3  uma relacao de confianca abertura e responsabilidade
Coach 3 uma relacao de confianca abertura e responsabilidade
Ts Agency
 
Coach 1 uma ponte entre o sonho e a realizacao
Coach 1   uma ponte entre o sonho e a realizacaoCoach 1   uma ponte entre o sonho e a realizacao
Coach 1 uma ponte entre o sonho e a realizacao
Ts Agency
 
As 7 leis espirituais do sucesso
As 7 leis espirituais do sucessoAs 7 leis espirituais do sucesso
As 7 leis espirituais do sucesso
Ts Agency
 
Processo interativo de vendas 2
Processo interativo de vendas 2Processo interativo de vendas 2
Processo interativo de vendas 2
Ts Agency
 
TCC Choperia Genuíno : ESPM Curso de Pós Graduação em Pesquisa de Mercado, O...
TCC  Choperia Genuíno : ESPM Curso de Pós Graduação em Pesquisa de Mercado, O...TCC  Choperia Genuíno : ESPM Curso de Pós Graduação em Pesquisa de Mercado, O...
TCC Choperia Genuíno : ESPM Curso de Pós Graduação em Pesquisa de Mercado, O...
Ts Agency
 
Felicidade e a prosperidade na maçonaria
Felicidade e a prosperidade na maçonariaFelicidade e a prosperidade na maçonaria
Felicidade e a prosperidade na maçonaria
Ts Agency
 
Emotion marketing
Emotion marketingEmotion marketing
Emotion marketing
Ts Agency
 
Emirates
Emirates Emirates
Emirates
Ts Agency
 
TCC - Business School São Paulo - Marketing Farmacêutico Dayprox
TCC - Business School São Paulo - Marketing Farmacêutico DayproxTCC - Business School São Paulo - Marketing Farmacêutico Dayprox
TCC - Business School São Paulo - Marketing Farmacêutico Dayprox
Ts Agency
 
The windsor
The windsor The windsor
The windsor
Ts Agency
 
Farmacovigilância 2013
Farmacovigilância 2013Farmacovigilância 2013
Farmacovigilância 2013
Ts Agency
 
Little creatures in japan
Little creatures in japanLittle creatures in japan
Little creatures in japan
Ts Agency
 
Avodart campinas[1]
Avodart campinas[1]Avodart campinas[1]
Avodart campinas[1]
Ts Agency
 

Mais de Ts Agency (19)

Coach 9 plano de acao
Coach 9   plano de acaoCoach 9   plano de acao
Coach 9 plano de acao
 
Coach 8 por que enterrar o passado
Coach 8  por que enterrar o passadoCoach 8  por que enterrar o passado
Coach 8 por que enterrar o passado
 
Coach 7 revisando a bagagem de mao
Coach 7   revisando a bagagem de maoCoach 7   revisando a bagagem de mao
Coach 7 revisando a bagagem de mao
 
Coach 6 a clareza do proposito
Coach 6   a clareza do propositoCoach 6   a clareza do proposito
Coach 6 a clareza do proposito
 
Coach 5 a linguagem do projeto e a linguagem do
Coach 5  a linguagem do projeto e a linguagem doCoach 5  a linguagem do projeto e a linguagem do
Coach 5 a linguagem do projeto e a linguagem do
 
Coach 4 interpretacao deo conceito de feedback
Coach 4   interpretacao deo conceito de feedbackCoach 4   interpretacao deo conceito de feedback
Coach 4 interpretacao deo conceito de feedback
 
Coach 3 uma relacao de confianca abertura e responsabilidade
Coach 3  uma relacao de confianca abertura e responsabilidadeCoach 3  uma relacao de confianca abertura e responsabilidade
Coach 3 uma relacao de confianca abertura e responsabilidade
 
Coach 1 uma ponte entre o sonho e a realizacao
Coach 1   uma ponte entre o sonho e a realizacaoCoach 1   uma ponte entre o sonho e a realizacao
Coach 1 uma ponte entre o sonho e a realizacao
 
As 7 leis espirituais do sucesso
As 7 leis espirituais do sucessoAs 7 leis espirituais do sucesso
As 7 leis espirituais do sucesso
 
Processo interativo de vendas 2
Processo interativo de vendas 2Processo interativo de vendas 2
Processo interativo de vendas 2
 
TCC Choperia Genuíno : ESPM Curso de Pós Graduação em Pesquisa de Mercado, O...
TCC  Choperia Genuíno : ESPM Curso de Pós Graduação em Pesquisa de Mercado, O...TCC  Choperia Genuíno : ESPM Curso de Pós Graduação em Pesquisa de Mercado, O...
TCC Choperia Genuíno : ESPM Curso de Pós Graduação em Pesquisa de Mercado, O...
 
Felicidade e a prosperidade na maçonaria
Felicidade e a prosperidade na maçonariaFelicidade e a prosperidade na maçonaria
Felicidade e a prosperidade na maçonaria
 
Emotion marketing
Emotion marketingEmotion marketing
Emotion marketing
 
Emirates
Emirates Emirates
Emirates
 
TCC - Business School São Paulo - Marketing Farmacêutico Dayprox
TCC - Business School São Paulo - Marketing Farmacêutico DayproxTCC - Business School São Paulo - Marketing Farmacêutico Dayprox
TCC - Business School São Paulo - Marketing Farmacêutico Dayprox
 
The windsor
The windsor The windsor
The windsor
 
Farmacovigilância 2013
Farmacovigilância 2013Farmacovigilância 2013
Farmacovigilância 2013
 
Little creatures in japan
Little creatures in japanLittle creatures in japan
Little creatures in japan
 
Avodart campinas[1]
Avodart campinas[1]Avodart campinas[1]
Avodart campinas[1]
 

Último

Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdfVacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
rickriordan
 
Tipos de pontos e suturas técnicas de sutura
Tipos de pontos e suturas técnicas de suturaTipos de pontos e suturas técnicas de sutura
Tipos de pontos e suturas técnicas de sutura
DelcioVumbuca
 
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
sula31
 
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino
5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino
5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino
AmaroAlmeidaChimbala
 
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptxSíndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
marjoguedes1
 

Último (6)

Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdfVacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
 
Tipos de pontos e suturas técnicas de sutura
Tipos de pontos e suturas técnicas de suturaTipos de pontos e suturas técnicas de sutura
Tipos de pontos e suturas técnicas de sutura
 
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
Programa de Saúde do Adolescente( PROSAD)
 
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
Livro do Instituto da Saúde: amplia visões e direitos no ciclo gravídico-puer...
 
5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino
5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino
5. SISTEMA ENDOCRINO-- (2).pptx florentino
 
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptxSíndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
Síndrome do Desconforto Respiratório do Recém-Nascido (SDR).pptx
 

Estudos Clinicos

  • 1. Trabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria FarmacêuticaTrabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria Farmacêutica ESTUDOS CLÍNICOS Traduzido Tiago Antonio Ferreira da Silva Programa de Marketing Healthcare Products – Chicago 2012 ESTUDOSESTUDOS CLÍNICOSCLÍNICOS Como melhor utilizar estaComo melhor utilizar esta ferramenta no campo?ferramenta no campo?
  • 2. Trabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria FarmacêuticaTrabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria Farmacêutica ESTUDOS CLÍNICOS Traduzido Tiago Antonio Ferreira da Silva Programa de Marketing Healthcare Products – Chicago 2012 Quais são os benefícios em usarmos os estudos clínicos? Para o médico:Para o médico: Demonstra que o produto está suportado por pesquisa e/ou continua sendo estuda Oferece informações importantes sobre o produto, através de comprovações científicas( medicina baseada em evidência ). Dá credibilidade aos beneficios do produto. Oferece segurança para o médico na prescrição. Conecta os resultados de pesquisa ao dia a dia do médico. Atualiza o médico.
  • 3. Trabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria FarmacêuticaTrabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria Farmacêutica ESTUDOS CLÍNICOS Traduzido Tiago Antonio Ferreira da Silva Programa de Marketing Healthcare Products – Chicago 2012 Quais são os benefícios em usarmos os estudos clínicos? Para o representante:Para o representante: Melhora a capacidade técnica. Melhora o conhecimento. Aumenta a credibilidade e segurança Aumenta a motivação aó falar do produto. Diferencia a promoçao
  • 4. Trabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria FarmacêuticaTrabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria Farmacêutica ESTUDOS CLÍNICOS Traduzido Tiago Antonio Ferreira da Silva Programa de Marketing Healthcare Products – Chicago 2012 Como é a estrutura dos trabalhos clínicos? Estrutura:Estrutura: Resumo Introdução Pacientes e Métodos Resultados Conclusão Discussão
  • 5. Trabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria FarmacêuticaTrabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria Farmacêutica ESTUDOS CLÍNICOS Traduzido Tiago Antonio Ferreira da Silva Programa de Marketing Healthcare Products – Chicago 2012 Descreve o estudo em poucas sentenças RESUMO
  • 6. Trabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria FarmacêuticaTrabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria Farmacêutica ESTUDOS CLÍNICOS Traduzido Tiago Antonio Ferreira da Silva Programa de Marketing Healthcare Products – Chicago 2012 INTRODUÇÃO Informa ao médico o assunto a ser estudado Estabelece objetivos do estudo
  • 7. Trabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria FarmacêuticaTrabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria Farmacêutica ESTUDOS CLÍNICOS Traduzido Tiago Antonio Ferreira da Silva Programa de Marketing Healthcare Products – Chicago 2012 PACIENTES E MÉTODOS Descrevem em detalhes como foi realizado o estudo:Descrevem em detalhes como foi realizado o estudo: Local do estudo Tipo do estudo Definição dos pacientes Como foram selecionados Procedimentos diagnósticos Descrição dos tratamentos Métodos de avaliação
  • 8. Trabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria FarmacêuticaTrabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria Farmacêutica ESTUDOS CLÍNICOS Traduzido Tiago Antonio Ferreira da Silva Programa de Marketing Healthcare Products – Chicago 2012 RESULTADOS Informa o que aconteceu aos pacientes como resultado do estudo
  • 9. Trabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria FarmacêuticaTrabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria Farmacêutica ESTUDOS CLÍNICOS Traduzido Tiago Antonio Ferreira da Silva Programa de Marketing Healthcare Products – Chicago 2012 CONCLUSÃO Descrevem em detalhes como foi realizado o estudo:Descrevem em detalhes como foi realizado o estudo: Mostra a conclusão dos autores sobre o uso da medicação e pontos positivos e negativos.
  • 10. Trabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria FarmacêuticaTrabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria Farmacêutica ESTUDOS CLÍNICOS Traduzido Tiago Antonio Ferreira da Silva Programa de Marketing Healthcare Products – Chicago 2012 DISCUSSÃO Na discussão de estudo gera uma oportunidade para os representantes realizaremNa discussão de estudo gera uma oportunidade para os representantes realizarem pequenos encontros com seus médicos líderes de opinião:pequenos encontros com seus médicos líderes de opinião: Resume os achados do estudo Discute suas implicações Compara com a literatura
  • 11. Trabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria FarmacêuticaTrabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria Farmacêutica ESTUDOS CLÍNICOS Traduzido Tiago Antonio Ferreira da Silva Programa de Marketing Healthcare Products – Chicago 2012 PONTOS MAIS IMPORTANTERS A SEREM DESTACADOS PELO REPRESENTANTE RESUMO RESULTADOS
  • 12. Trabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria FarmacêuticaTrabalhando Material de Campo para os Representantes de Vendas na Indústria Farmacêutica ESTUDOS CLÍNICOS Traduzido Tiago Antonio Ferreira da Silva Programa de Marketing Healthcare Products – Chicago 2012 COMO APRESENTAR UM TRABALHO CLINICO? Valorize o trabalhoValorize o trabalho Onde foi publicado Falar da importância do assunto Falar da importância dos autores Falar da importância do local Apresente o resumo de forma objetiva Destaque os resultados obtidos Avalie a OPINIÃO DO MÉDICO Destaque que os pacientes do médico poderão beneficiar-se com o produto