SlideShare uma empresa Scribd logo
ESTAMOS TODOS NO MESMO BARCO
Um dia, o executivo principal decidiu que  todo grupo gerencial, um total de 12 pessoas, deveria participar de um  curso de sobrevivência. Há muitos anos, Tom era funcionário de uma empresa muito preocupada com a educação.
A prova era cruzar um rio violento e impetuoso. O grupo  foi solicitado a dividir-se em três grupos menores de quatro pessoas para a superação daquele obstáculo. Os grupos eram: A, B e C
O grupo “A” recebeu:  quatro tambores vazios; duas grandes toras de madeira; uma pilha de tábuas; um grande rolo de corda;  e dois remos.
O grupo “B” recebeu: dois tambores;  uma tora de madeira; um rolo de barbante.
Já o grupo “C” não recebeu recurso nenhum; eles foram solicitados a usarem os recursos fornecidos pela natureza, caso conseguissem encontrar algum.
Não foi dada nenhuma instrução a mais.  Simplesmente foi dito aos participantes que todos deveriam atravessar o rio dentro de quatro horas
Tom teve a “sorte” de estar no grupo “A”, que não levou mais do que meia hora para construir uma maravilhosa jangada. Um quarto de hora mais tarde, todo o grupo estava em segurança e com os pés enxutos no outro lado do rio, observando os grupos em sua luta desesperada.
O grupo “B”, ao contrário, levou quase duas horas para atravessar o rio. Havia muito tempo que Tom e sua equipe não riam tanto como no momento em que a tora e dois dos tambores viraram com o grupo “B”. E o melhor estava por vir.
Nem mesmo o rugido das águas do rio era suficiente para sufocar o riso  quando o grupo “C” tentou lutar contra as águas espumantes. Os coitados agarraram-se a um emaranhado de galhos, que estavam se movendo rapidamente com a correnteza.
O auge da diversão foi quando o grupo bateu em um rochedo, quebrando os galhos. Somente reunindo todas as forças que lhes restavam foi que o último membro do grupo “C” todo arranhado e com os óculos quebrados, conseguiu atingir a margem.
Quando o líder do curso voltou, depois de 4 horas, perguntou: —  Então, como vocês se saíram? O grupo “A” respondeu em coro: —  Nós vencemos! Nós vencemos!
O líder do curso responde: —  Vocês devem ter entendido mal. Vocês não foram solicitados a vencer os outros. —  A tarefa seria concluída quando os três grupos atravessassem o rio dentro de quatro horas.
Nenhum deles pensou em ajuda mútua, nem sonhou em dividir os recursos (tambores, toras, corda e remos) para atingirem uma meta comum. Não ocorreu a nenhum dos grupos coordenar os esforços e ajudar os outros.
Foi uma lição para todos. Caíram direto na armadilha. Mas naquele dia, o grupo aprendeu muito a respeito de trabalho em equipe e de lealdade em relação aos outros.
O maior prêmio de nossa existência está na capacidade de compartilharmos a vida! Moral da História
Estamos todos no mesmo barco! Experimente acolher ao invés de julgar,  perdoar ao invés de acusar e  compreender ao invés de revidar!
É difícil, sem dúvida! Mas é possível e extremamente gratificante. A vida fica mais leve, o caminho fica mais fácil  e a recompensa, muito mais valiosa.
A equipe só sobrevive quando todos estiverem empenhados e comprometidos com os resultados, respeitando indistintamente a tudo e a todos. A EQUIPE FAZ A FORÇA!
Texto: autor desconhecido Música: How do I Live Formatação: Magna Felix Lima contato:  [email_address]

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Dicas de gestão da sala de aula
Dicas de gestão da sala de aulaDicas de gestão da sala de aula
Dicas de gestão da sala de aula
Escola Estadual Deputado Emílio Justo
 
0325 auto estima - Daniela
0325 auto estima - Daniela0325 auto estima - Daniela
0325 auto estima - Daniela
laiscarlini
 
A organização do espaço na sala de aula
A organização do espaço na sala de aulaA organização do espaço na sala de aula
A organização do espaço na sala de aula
Escola Estadual Deputado Emílio Justo
 
Escola inclusiva: desafios e possibilidades
Escola inclusiva: desafios e possibilidadesEscola inclusiva: desafios e possibilidades
Escola inclusiva: desafios e possibilidades
inovaDay .
 
Avaliação da aprendizagem
Avaliação da aprendizagemAvaliação da aprendizagem
Avaliação da aprendizagem
Cleyton Carvalho
 
Dinâmicas do Sofrimento 1 de 8
Dinâmicas do Sofrimento 1 de 8Dinâmicas do Sofrimento 1 de 8
Dinâmicas do Sofrimento 1 de 8
Pedro Siena
 
Quem Sou Eu
Quem Sou EuQuem Sou Eu
Quem Sou Eu
Oscar Luiz Neto
 
Dinâmicas e vivências para o trabalho em grupo(1)
Dinâmicas e vivências para o trabalho em grupo(1)Dinâmicas e vivências para o trabalho em grupo(1)
Dinâmicas e vivências para o trabalho em grupo(1)
Mestrado-Teologia Mestrado
 
Inteligências Múltiplas
Inteligências MúltiplasInteligências Múltiplas
Inteligências Múltiplas
Regina Fazioli
 
Estrutura do plano de trabalho docente
Estrutura do plano de trabalho docenteEstrutura do plano de trabalho docente
Estrutura do plano de trabalho docente
fabiobento1984
 
Indisciplina e violência na escola
Indisciplina e violência na escolaIndisciplina e violência na escola
Indisciplina e violência na escola
lucia_nunes
 
Apresentação1 autoestima AUTOESTIMA
Apresentação1 autoestima AUTOESTIMA Apresentação1 autoestima AUTOESTIMA
Apresentação1 autoestima AUTOESTIMA
Eunice Mendes de Oliveira
 
Não se mate você não morre
Não se mate você não morreNão se mate você não morre
Não se mate você não morre
Valter Luiz Matao Lemos
 
Avaliação Educacional Escolar: Para Além do Autoritarismo
Avaliação Educacional Escolar: Para Além do AutoritarismoAvaliação Educacional Escolar: Para Além do Autoritarismo
Avaliação Educacional Escolar: Para Além do Autoritarismo
Otaciso Silva
 
A inclusão e o tdah
A inclusão e o tdahA inclusão e o tdah
A inclusão e o tdah
Alzira Dias
 
Unidade 5 -_ ativ. 14 deficiencia_multipla
Unidade 5 -_ ativ. 14 deficiencia_multiplaUnidade 5 -_ ativ. 14 deficiencia_multipla
Unidade 5 -_ ativ. 14 deficiencia_multipla
eurenicedosreis
 
Diagnóstico trabalho23
Diagnóstico trabalho23Diagnóstico trabalho23
Diagnóstico trabalho23
Lucia Barbosa
 
Autoestima
AutoestimaAutoestima
Os desafios do tdah nos processos de ensino aprendizagem sopee
Os desafios do tdah nos processos de ensino aprendizagem sopeeOs desafios do tdah nos processos de ensino aprendizagem sopee
Os desafios do tdah nos processos de ensino aprendizagem sopee
Anaí Peña
 
TDAH para Educadores
TDAH para EducadoresTDAH para Educadores
TDAH para Educadores
Fabricio Batistoni
 

Mais procurados (20)

Dicas de gestão da sala de aula
Dicas de gestão da sala de aulaDicas de gestão da sala de aula
Dicas de gestão da sala de aula
 
0325 auto estima - Daniela
0325 auto estima - Daniela0325 auto estima - Daniela
0325 auto estima - Daniela
 
A organização do espaço na sala de aula
A organização do espaço na sala de aulaA organização do espaço na sala de aula
A organização do espaço na sala de aula
 
Escola inclusiva: desafios e possibilidades
Escola inclusiva: desafios e possibilidadesEscola inclusiva: desafios e possibilidades
Escola inclusiva: desafios e possibilidades
 
Avaliação da aprendizagem
Avaliação da aprendizagemAvaliação da aprendizagem
Avaliação da aprendizagem
 
Dinâmicas do Sofrimento 1 de 8
Dinâmicas do Sofrimento 1 de 8Dinâmicas do Sofrimento 1 de 8
Dinâmicas do Sofrimento 1 de 8
 
Quem Sou Eu
Quem Sou EuQuem Sou Eu
Quem Sou Eu
 
Dinâmicas e vivências para o trabalho em grupo(1)
Dinâmicas e vivências para o trabalho em grupo(1)Dinâmicas e vivências para o trabalho em grupo(1)
Dinâmicas e vivências para o trabalho em grupo(1)
 
Inteligências Múltiplas
Inteligências MúltiplasInteligências Múltiplas
Inteligências Múltiplas
 
Estrutura do plano de trabalho docente
Estrutura do plano de trabalho docenteEstrutura do plano de trabalho docente
Estrutura do plano de trabalho docente
 
Indisciplina e violência na escola
Indisciplina e violência na escolaIndisciplina e violência na escola
Indisciplina e violência na escola
 
Apresentação1 autoestima AUTOESTIMA
Apresentação1 autoestima AUTOESTIMA Apresentação1 autoestima AUTOESTIMA
Apresentação1 autoestima AUTOESTIMA
 
Não se mate você não morre
Não se mate você não morreNão se mate você não morre
Não se mate você não morre
 
Avaliação Educacional Escolar: Para Além do Autoritarismo
Avaliação Educacional Escolar: Para Além do AutoritarismoAvaliação Educacional Escolar: Para Além do Autoritarismo
Avaliação Educacional Escolar: Para Além do Autoritarismo
 
A inclusão e o tdah
A inclusão e o tdahA inclusão e o tdah
A inclusão e o tdah
 
Unidade 5 -_ ativ. 14 deficiencia_multipla
Unidade 5 -_ ativ. 14 deficiencia_multiplaUnidade 5 -_ ativ. 14 deficiencia_multipla
Unidade 5 -_ ativ. 14 deficiencia_multipla
 
Diagnóstico trabalho23
Diagnóstico trabalho23Diagnóstico trabalho23
Diagnóstico trabalho23
 
Autoestima
AutoestimaAutoestima
Autoestima
 
Os desafios do tdah nos processos de ensino aprendizagem sopee
Os desafios do tdah nos processos de ensino aprendizagem sopeeOs desafios do tdah nos processos de ensino aprendizagem sopee
Os desafios do tdah nos processos de ensino aprendizagem sopee
 
TDAH para Educadores
TDAH para EducadoresTDAH para Educadores
TDAH para Educadores
 

Semelhante a Estamos No Mesmo Barco

Trabalho em equipe
Trabalho em equipeTrabalho em equipe
Trabalho em equipe
escolamarialuiza
 
06 competição ou cooperação - encerramento formação dia1
06   competição ou cooperação - encerramento formação dia106   competição ou cooperação - encerramento formação dia1
06 competição ou cooperação - encerramento formação dia1
Luciene Gomes
 
Sma trabalhoem equipe
Sma trabalhoem equipeSma trabalhoem equipe
Sma trabalhoem equipe
Ariana Martins
 
Reunião de diretores e professores estamos todos no mesmo barco
Reunião de diretores e professores   estamos todos no mesmo barcoReunião de diretores e professores   estamos todos no mesmo barco
Reunião de diretores e professores estamos todos no mesmo barco
Adilson P Motta Motta
 
Estamos Todos no Mesmo Barco (Trabalho em Equipe)
Estamos Todos no Mesmo Barco (Trabalho em Equipe)Estamos Todos no Mesmo Barco (Trabalho em Equipe)
Estamos Todos no Mesmo Barco (Trabalho em Equipe)
Adilson P Motta Motta
 
Estamos Todos no Mesmo Barco
Estamos Todos no Mesmo BarcoEstamos Todos no Mesmo Barco
Estamos Todos no Mesmo Barco
Adilson P Motta Motta
 
Trabalhoem equipe
Trabalhoem equipeTrabalhoem equipe
Trabalhoem equipe
Atitude Profissional
 
Estamos todos no mesmo barco
Estamos todos no mesmo barcoEstamos todos no mesmo barco
Estamos todos no mesmo barco
Adilson P Motta Motta
 
Estamos no mesmo barco
Estamos no mesmo barcoEstamos no mesmo barco
Estamos no mesmo barco
Luiz Carlos Dias
 
Atravessiadorio
AtravessiadorioAtravessiadorio
Atravessiadorio
AtravessiadorioAtravessiadorio
Atravessiadorio
AtravessiadorioAtravessiadorio
Estamostodosnomesmobarco
EstamostodosnomesmobarcoEstamostodosnomesmobarco
Estamostodosnomesmobarco
annamoon7
 
Estamos todos no mesmo barco
Estamos todos no mesmo barcoEstamos todos no mesmo barco
Estamos todos no mesmo barco
Newton Luiz Machado
 
O TODO É MAIS IMPORTANTE DO QUE AS PARTES
O TODO É MAIS IMPORTANTE DO QUE AS PARTESO TODO É MAIS IMPORTANTE DO QUE AS PARTES
O TODO É MAIS IMPORTANTE DO QUE AS PARTES
MARYNÊS FREIXO PEREIRA
 
Trabalho em equipe
Trabalho em equipeTrabalho em equipe
Trabalho em equipe
MATARANGAS
 
Estamos Todos No Mesmo Barco
Estamos Todos No Mesmo BarcoEstamos Todos No Mesmo Barco
Estamos Todos No Mesmo Barco
Leonardo Michel
 
Trabalho em Equipe
Trabalho em EquipeTrabalho em Equipe
Trabalho em Equipe
guest90f41f
 
A travessia do rio
A travessia do rioA travessia do rio
A travessia do rio
isaiasdsh
 
A Travessia Do Rio
A Travessia Do RioA Travessia Do Rio
A Travessia Do Rio
geha
 

Semelhante a Estamos No Mesmo Barco (20)

Trabalho em equipe
Trabalho em equipeTrabalho em equipe
Trabalho em equipe
 
06 competição ou cooperação - encerramento formação dia1
06   competição ou cooperação - encerramento formação dia106   competição ou cooperação - encerramento formação dia1
06 competição ou cooperação - encerramento formação dia1
 
Sma trabalhoem equipe
Sma trabalhoem equipeSma trabalhoem equipe
Sma trabalhoem equipe
 
Reunião de diretores e professores estamos todos no mesmo barco
Reunião de diretores e professores   estamos todos no mesmo barcoReunião de diretores e professores   estamos todos no mesmo barco
Reunião de diretores e professores estamos todos no mesmo barco
 
Estamos Todos no Mesmo Barco (Trabalho em Equipe)
Estamos Todos no Mesmo Barco (Trabalho em Equipe)Estamos Todos no Mesmo Barco (Trabalho em Equipe)
Estamos Todos no Mesmo Barco (Trabalho em Equipe)
 
Estamos Todos no Mesmo Barco
Estamos Todos no Mesmo BarcoEstamos Todos no Mesmo Barco
Estamos Todos no Mesmo Barco
 
Trabalhoem equipe
Trabalhoem equipeTrabalhoem equipe
Trabalhoem equipe
 
Estamos todos no mesmo barco
Estamos todos no mesmo barcoEstamos todos no mesmo barco
Estamos todos no mesmo barco
 
Estamos no mesmo barco
Estamos no mesmo barcoEstamos no mesmo barco
Estamos no mesmo barco
 
Atravessiadorio
AtravessiadorioAtravessiadorio
Atravessiadorio
 
Atravessiadorio
AtravessiadorioAtravessiadorio
Atravessiadorio
 
Atravessiadorio
AtravessiadorioAtravessiadorio
Atravessiadorio
 
Estamostodosnomesmobarco
EstamostodosnomesmobarcoEstamostodosnomesmobarco
Estamostodosnomesmobarco
 
Estamos todos no mesmo barco
Estamos todos no mesmo barcoEstamos todos no mesmo barco
Estamos todos no mesmo barco
 
O TODO É MAIS IMPORTANTE DO QUE AS PARTES
O TODO É MAIS IMPORTANTE DO QUE AS PARTESO TODO É MAIS IMPORTANTE DO QUE AS PARTES
O TODO É MAIS IMPORTANTE DO QUE AS PARTES
 
Trabalho em equipe
Trabalho em equipeTrabalho em equipe
Trabalho em equipe
 
Estamos Todos No Mesmo Barco
Estamos Todos No Mesmo BarcoEstamos Todos No Mesmo Barco
Estamos Todos No Mesmo Barco
 
Trabalho em Equipe
Trabalho em EquipeTrabalho em Equipe
Trabalho em Equipe
 
A travessia do rio
A travessia do rioA travessia do rio
A travessia do rio
 
A Travessia Do Rio
A Travessia Do RioA Travessia Do Rio
A Travessia Do Rio
 

Mais de profmagna

Etapas Do Projeto
Etapas Do ProjetoEtapas Do Projeto
Etapas Do Projeto
profmagna
 
B I C H O P A PÃ O
B I C H O  P A PÃ OB I C H O  P A PÃ O
B I C H O P A PÃ O
profmagna
 
Te amo não diz tudo
Te amo não diz tudoTe amo não diz tudo
Te amo não diz tudo
profmagna
 
A Arte de não Adoecer
A Arte de não AdoecerA Arte de não Adoecer
A Arte de não Adoecer
profmagna
 
As melhores coisas da vida
As melhores coisas da vidaAs melhores coisas da vida
As melhores coisas da vida
profmagna
 
A Canoa
A CanoaA Canoa
A Canoa
profmagna
 
Fases da Escrita
Fases da EscritaFases da Escrita
Fases da Escrita
profmagna
 
Professores Apaixonados
Professores ApaixonadosProfessores Apaixonados
Professores Apaixonados
profmagna
 

Mais de profmagna (8)

Etapas Do Projeto
Etapas Do ProjetoEtapas Do Projeto
Etapas Do Projeto
 
B I C H O P A PÃ O
B I C H O  P A PÃ OB I C H O  P A PÃ O
B I C H O P A PÃ O
 
Te amo não diz tudo
Te amo não diz tudoTe amo não diz tudo
Te amo não diz tudo
 
A Arte de não Adoecer
A Arte de não AdoecerA Arte de não Adoecer
A Arte de não Adoecer
 
As melhores coisas da vida
As melhores coisas da vidaAs melhores coisas da vida
As melhores coisas da vida
 
A Canoa
A CanoaA Canoa
A Canoa
 
Fases da Escrita
Fases da EscritaFases da Escrita
Fases da Escrita
 
Professores Apaixonados
Professores ApaixonadosProfessores Apaixonados
Professores Apaixonados
 

Último

Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxFoi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
lindalva da cruz
 
Introduction to EFFECTUATION concepts and applications
Introduction to EFFECTUATION concepts and applicationsIntroduction to EFFECTUATION concepts and applications
Introduction to EFFECTUATION concepts and applications
João de Paula Ribeiro Neto
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Paulo Emerson Pereira
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
rihabkorbi24
 
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
InsttLcioEvangelista
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
Paulo Emerson Pereira
 

Último (6)

Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxFoi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Foi por amor.pptx xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
 
Introduction to EFFECTUATION concepts and applications
Introduction to EFFECTUATION concepts and applicationsIntroduction to EFFECTUATION concepts and applications
Introduction to EFFECTUATION concepts and applications
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
 
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
7 - Gerenciamento e Economia de Sistemas de Operações Logísticas.pdf
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
 

Estamos No Mesmo Barco

  • 1. ESTAMOS TODOS NO MESMO BARCO
  • 2. Um dia, o executivo principal decidiu que todo grupo gerencial, um total de 12 pessoas, deveria participar de um curso de sobrevivência. Há muitos anos, Tom era funcionário de uma empresa muito preocupada com a educação.
  • 3. A prova era cruzar um rio violento e impetuoso. O grupo foi solicitado a dividir-se em três grupos menores de quatro pessoas para a superação daquele obstáculo. Os grupos eram: A, B e C
  • 4. O grupo “A” recebeu: quatro tambores vazios; duas grandes toras de madeira; uma pilha de tábuas; um grande rolo de corda; e dois remos.
  • 5. O grupo “B” recebeu: dois tambores; uma tora de madeira; um rolo de barbante.
  • 6. Já o grupo “C” não recebeu recurso nenhum; eles foram solicitados a usarem os recursos fornecidos pela natureza, caso conseguissem encontrar algum.
  • 7. Não foi dada nenhuma instrução a mais. Simplesmente foi dito aos participantes que todos deveriam atravessar o rio dentro de quatro horas
  • 8. Tom teve a “sorte” de estar no grupo “A”, que não levou mais do que meia hora para construir uma maravilhosa jangada. Um quarto de hora mais tarde, todo o grupo estava em segurança e com os pés enxutos no outro lado do rio, observando os grupos em sua luta desesperada.
  • 9. O grupo “B”, ao contrário, levou quase duas horas para atravessar o rio. Havia muito tempo que Tom e sua equipe não riam tanto como no momento em que a tora e dois dos tambores viraram com o grupo “B”. E o melhor estava por vir.
  • 10. Nem mesmo o rugido das águas do rio era suficiente para sufocar o riso quando o grupo “C” tentou lutar contra as águas espumantes. Os coitados agarraram-se a um emaranhado de galhos, que estavam se movendo rapidamente com a correnteza.
  • 11. O auge da diversão foi quando o grupo bateu em um rochedo, quebrando os galhos. Somente reunindo todas as forças que lhes restavam foi que o último membro do grupo “C” todo arranhado e com os óculos quebrados, conseguiu atingir a margem.
  • 12. Quando o líder do curso voltou, depois de 4 horas, perguntou: — Então, como vocês se saíram? O grupo “A” respondeu em coro: — Nós vencemos! Nós vencemos!
  • 13. O líder do curso responde: — Vocês devem ter entendido mal. Vocês não foram solicitados a vencer os outros. — A tarefa seria concluída quando os três grupos atravessassem o rio dentro de quatro horas.
  • 14. Nenhum deles pensou em ajuda mútua, nem sonhou em dividir os recursos (tambores, toras, corda e remos) para atingirem uma meta comum. Não ocorreu a nenhum dos grupos coordenar os esforços e ajudar os outros.
  • 15. Foi uma lição para todos. Caíram direto na armadilha. Mas naquele dia, o grupo aprendeu muito a respeito de trabalho em equipe e de lealdade em relação aos outros.
  • 16. O maior prêmio de nossa existência está na capacidade de compartilharmos a vida! Moral da História
  • 17. Estamos todos no mesmo barco! Experimente acolher ao invés de julgar, perdoar ao invés de acusar e compreender ao invés de revidar!
  • 18. É difícil, sem dúvida! Mas é possível e extremamente gratificante. A vida fica mais leve, o caminho fica mais fácil e a recompensa, muito mais valiosa.
  • 19. A equipe só sobrevive quando todos estiverem empenhados e comprometidos com os resultados, respeitando indistintamente a tudo e a todos. A EQUIPE FAZ A FORÇA!
  • 20. Texto: autor desconhecido Música: How do I Live Formatação: Magna Felix Lima contato: [email_address]