SlideShare uma empresa Scribd logo
Raio X
 O Raio X foi descoberto pelo físico Alemão Wilhelm Roentgen (1845-1923).Em 8
de novembro de 1895.
Raio, por ele
Ter descoberto
um novo raio.

RAIO X
Símbolo cientifico do
desconhecido .
Os Raios X se devem a liberação de grão de energia, os fótons que são
minúsculas partículas elementares.
Anodo

Catodo

O tubo a vácuo é uma bolha de vidro dentro da qual foi colocado um catodo e
um anodo onde se criou o vácuo.
Quando se passa uma descarga elétrica uma fluorescência se produz ,atrás do
anodo evidenciando uma radiação emitida pelo catodo.
Rontgen resolve colocar uma fina camada de folha de alumínio e constata que os
raios catódicos atravessa o alumínio e alguns centímetros para fora fica
luminescente.
Podendo manchar uma chapa fotográfica.
Ele confeccionou uma capa de cartolina preta afim de evitar que a iluminação do
tubo influencia-se na sua experiência.
Rontgen aumento a frequência dos raios, ele queria verificar se os raios poderia
sensibilizar uma tela revestida de partículas fluorescente.
Ele retirou a cartolina e colou a tela em um alcance mais direto da radiação,
quando ele envia uma descarga ele passa sem querer a mão entre o tubo a vácuo e
a tela fluorescente.
Raio X
Através disto ele descobriu também que os raios imprimia copia nas placas
fotográfica.
Em 1921 com a falta de nitidez devido a outros tecidos que se encontra na
frente, o medico francês Andre Bocaje propõe deslocar em um movimento
inverso e acoplado o tubo de emissor de raio X e a placa receptora em
relação ao um eixo e percebeu- se que o órgão desejado ficou mais nítido
Com isso criaram a tomografia.
Raio X
 Esses raios são raios de energia eletromagnética assim como a luz ou as micros
ondas de raio.

 Devido ao curto comprimento de ondas elas passavam facilmente por algumas
substância como a carne, mas era detida por outras como o osso.

Antes

Depois
Raio X
O Raio X tem varias utilidades:

 O dentista que usa para encontrar caries ou dentes inclusos.
Pelos médico:

Fratura

Verificar objetos
Seguranças de aviões para encontrar pequenas rachaduras no metal que não são
visíveis ao olho nu.
No aeroporto que utiliza sensores eletrônicos para olhar o que tem em nossas
bagagens.
 Os Raios X não são produzido apenas pelas máquinas de Raio X , eles são produzido na
natureza.



Pelo Sol
Pelas estrelas e outros corpos celestiais.

Raio X produzido por corpos celestiais
AGRADEÇO Á TODOS

Tayná Zorzetti

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

AULA DE FÍSICA DAS RADIAÇÕES
AULA DE FÍSICA DAS RADIAÇÕESAULA DE FÍSICA DAS RADIAÇÕES
AULA DE FÍSICA DAS RADIAÇÕES
Magno Cavalheiro
 
Radiografia industrial
Radiografia industrialRadiografia industrial
Radiografia industrial
Nathanael Melchisedeck Brancaglione
 
Evolução Radiologia
Evolução RadiologiaEvolução Radiologia
Evolução Radiologia
Thyago Soares
 
Principios da radiologia
Principios da radiologiaPrincipios da radiologia
História da radiologia aula
História da radiologia aulaHistória da radiologia aula
História da radiologia aula
Douglas Henrique
 
Aula 05 proteção e higiene das radiações
Aula 05 proteção e higiene das radiaçõesAula 05 proteção e higiene das radiações
Aula 05 proteção e higiene das radiações
Nathanael Melchisedeck Brancaglione
 
INTRODUÇÃO A RADIOLOGIA
INTRODUÇÃO A RADIOLOGIAINTRODUÇÃO A RADIOLOGIA
INTRODUÇÃO A RADIOLOGIA
Herculys Douglas Clímaco Marques
 
EQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS DE RADIOLOGIA
EQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS DE RADIOLOGIAEQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS DE RADIOLOGIA
EQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS DE RADIOLOGIA
Willian R. Bandeira
 
Aula 01 proteção radiológica
Aula 01  proteção radiológicaAula 01  proteção radiológica
Aula 01 proteção radiológica
Nathanael Melchisedeck Brancaglione
 
Física básica radiologia convencional
Física básica radiologia convencionalFísica básica radiologia convencional
Física básica radiologia convencional
Murilo Cavalcanti
 
Aula 02 proteção radiológica
Aula 02 proteção radiológicaAula 02 proteção radiológica
Aula 02 proteção radiológica
Nathanael Melchisedeck Brancaglione
 
Palestra de Efeitos Biológicos das Radiações Ionizantes
Palestra de Efeitos Biológicos das Radiações Ionizantes Palestra de Efeitos Biológicos das Radiações Ionizantes
Palestra de Efeitos Biológicos das Radiações Ionizantes
Fabiano Ladislau
 
Medicina nuclear aula 01
Medicina nuclear aula 01Medicina nuclear aula 01
Medicina nuclear aula 01
Walmor Godoi
 
Proteção radiológica
Proteção radiológicaProteção radiológica
Proteção radiológica
Sandro Molter
 
Tomografia computadorizada
Tomografia computadorizadaTomografia computadorizada
Tomografia computadorizada
Profissão Professor
 
Radiaçao ionizante
Radiaçao ionizanteRadiaçao ionizante
Radiaçao ionizante
Moisés Barbosa
 
Princípios de física radiológica
Princípios de física radiológicaPrincípios de física radiológica
Princípios de física radiológica
grtalves
 
Espectro Raio X
Espectro Raio XEspectro Raio X
Espectro Raio X
AulasParticulares
 
Conceitos basicos de qualidade da imagem
Conceitos basicos de qualidade da imagemConceitos basicos de qualidade da imagem
Conceitos basicos de qualidade da imagem
Pollyanna Medeiros
 
HEMODINÂMICA
HEMODINÂMICAHEMODINÂMICA

Mais procurados (20)

AULA DE FÍSICA DAS RADIAÇÕES
AULA DE FÍSICA DAS RADIAÇÕESAULA DE FÍSICA DAS RADIAÇÕES
AULA DE FÍSICA DAS RADIAÇÕES
 
Radiografia industrial
Radiografia industrialRadiografia industrial
Radiografia industrial
 
Evolução Radiologia
Evolução RadiologiaEvolução Radiologia
Evolução Radiologia
 
Principios da radiologia
Principios da radiologiaPrincipios da radiologia
Principios da radiologia
 
História da radiologia aula
História da radiologia aulaHistória da radiologia aula
História da radiologia aula
 
Aula 05 proteção e higiene das radiações
Aula 05 proteção e higiene das radiaçõesAula 05 proteção e higiene das radiações
Aula 05 proteção e higiene das radiações
 
INTRODUÇÃO A RADIOLOGIA
INTRODUÇÃO A RADIOLOGIAINTRODUÇÃO A RADIOLOGIA
INTRODUÇÃO A RADIOLOGIA
 
EQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS DE RADIOLOGIA
EQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS DE RADIOLOGIAEQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS DE RADIOLOGIA
EQUIPAMENTOS E ACESSÓRIOS DE RADIOLOGIA
 
Aula 01 proteção radiológica
Aula 01  proteção radiológicaAula 01  proteção radiológica
Aula 01 proteção radiológica
 
Física básica radiologia convencional
Física básica radiologia convencionalFísica básica radiologia convencional
Física básica radiologia convencional
 
Aula 02 proteção radiológica
Aula 02 proteção radiológicaAula 02 proteção radiológica
Aula 02 proteção radiológica
 
Palestra de Efeitos Biológicos das Radiações Ionizantes
Palestra de Efeitos Biológicos das Radiações Ionizantes Palestra de Efeitos Biológicos das Radiações Ionizantes
Palestra de Efeitos Biológicos das Radiações Ionizantes
 
Medicina nuclear aula 01
Medicina nuclear aula 01Medicina nuclear aula 01
Medicina nuclear aula 01
 
Proteção radiológica
Proteção radiológicaProteção radiológica
Proteção radiológica
 
Tomografia computadorizada
Tomografia computadorizadaTomografia computadorizada
Tomografia computadorizada
 
Radiaçao ionizante
Radiaçao ionizanteRadiaçao ionizante
Radiaçao ionizante
 
Princípios de física radiológica
Princípios de física radiológicaPrincípios de física radiológica
Princípios de física radiológica
 
Espectro Raio X
Espectro Raio XEspectro Raio X
Espectro Raio X
 
Conceitos basicos de qualidade da imagem
Conceitos basicos de qualidade da imagemConceitos basicos de qualidade da imagem
Conceitos basicos de qualidade da imagem
 
HEMODINÂMICA
HEMODINÂMICAHEMODINÂMICA
HEMODINÂMICA
 

Semelhante a Raio X

Aula 01 - Introdução aos Princípios de Formação dos Raios X.pptx
Aula 01 - Introdução aos Princípios de Formação dos Raios X.pptxAula 01 - Introdução aos Princípios de Formação dos Raios X.pptx
Aula 01 - Introdução aos Princípios de Formação dos Raios X.pptx
AdenildoBartender
 
Apostila raio x
Apostila raio xApostila raio x
Apostila raio x
Leticia Lima
 
Aula 23 radiografia industrial
Aula 23   radiografia industrialAula 23   radiografia industrial
Aula 23 radiografia industrial
Renaldo Adriano
 
apre-raio x.ppt
apre-raio x.pptapre-raio x.ppt
apre-raio x.ppt
AlexandrelindoVital1
 
Aula De Rx Texto
Aula De Rx TextoAula De Rx Texto
Aula De Rx Texto
AulasParticulares
 
Trab.física.raios x
Trab.física.raios xTrab.física.raios x
Trab.física.raios x
Albano Novaes
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
Karol Maia
 
RADIOATIVIDADE
RADIOATIVIDADERADIOATIVIDADE
RADIOATIVIDADE
pibidmarilia
 
Introdução a radiologia aula 1
Introdução a radiologia aula 1Introdução a radiologia aula 1
Introdução a radiologia aula 1
FernandaLima340323
 
Radiografias
RadiografiasRadiografias
Radiografias
Joao Marques
 
Raio x
Raio  xRaio  x
Estudo Complementar de Radiologia
Estudo Complementar de RadiologiaEstudo Complementar de Radiologia
Estudo Complementar de Radiologia
Dr Renato Soares de Melo
 
História da Radioatividade
História da RadioatividadeHistória da Radioatividade
História da Radioatividade
Gian Gabriel Guglielmelli
 
Rad conv6
Rad conv6Rad conv6
Rad conv6
Luanapqt
 
Radioatividade histórico
Radioatividade históricoRadioatividade histórico
Radioatividade histórico
Karol Maia
 
História da Física das Radiações Apresentação
História da Física das Radiações ApresentaçãoHistória da Física das Radiações Apresentação
História da Física das Radiações Apresentação
Cristian Souza
 
Ondas electromagneticas
Ondas electromagneticasOndas electromagneticas
Ondas electromagneticas
Patrícia Montenegro
 
Ondas electromagneticas
Ondas electromagneticasOndas electromagneticas
Ondas electromagneticas
Patrícia Montenegro
 
Como Funciona Uma MáQuina De Raios X
Como Funciona Uma MáQuina De Raios XComo Funciona Uma MáQuina De Raios X
Como Funciona Uma MáQuina De Raios X
AulasParticulares
 
Stm afm
Stm afmStm afm

Semelhante a Raio X (20)

Aula 01 - Introdução aos Princípios de Formação dos Raios X.pptx
Aula 01 - Introdução aos Princípios de Formação dos Raios X.pptxAula 01 - Introdução aos Princípios de Formação dos Raios X.pptx
Aula 01 - Introdução aos Princípios de Formação dos Raios X.pptx
 
Apostila raio x
Apostila raio xApostila raio x
Apostila raio x
 
Aula 23 radiografia industrial
Aula 23   radiografia industrialAula 23   radiografia industrial
Aula 23 radiografia industrial
 
apre-raio x.ppt
apre-raio x.pptapre-raio x.ppt
apre-raio x.ppt
 
Aula De Rx Texto
Aula De Rx TextoAula De Rx Texto
Aula De Rx Texto
 
Trab.física.raios x
Trab.física.raios xTrab.física.raios x
Trab.física.raios x
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
 
RADIOATIVIDADE
RADIOATIVIDADERADIOATIVIDADE
RADIOATIVIDADE
 
Introdução a radiologia aula 1
Introdução a radiologia aula 1Introdução a radiologia aula 1
Introdução a radiologia aula 1
 
Radiografias
RadiografiasRadiografias
Radiografias
 
Raio x
Raio  xRaio  x
Raio x
 
Estudo Complementar de Radiologia
Estudo Complementar de RadiologiaEstudo Complementar de Radiologia
Estudo Complementar de Radiologia
 
História da Radioatividade
História da RadioatividadeHistória da Radioatividade
História da Radioatividade
 
Rad conv6
Rad conv6Rad conv6
Rad conv6
 
Radioatividade histórico
Radioatividade históricoRadioatividade histórico
Radioatividade histórico
 
História da Física das Radiações Apresentação
História da Física das Radiações ApresentaçãoHistória da Física das Radiações Apresentação
História da Física das Radiações Apresentação
 
Ondas electromagneticas
Ondas electromagneticasOndas electromagneticas
Ondas electromagneticas
 
Ondas electromagneticas
Ondas electromagneticasOndas electromagneticas
Ondas electromagneticas
 
Como Funciona Uma MáQuina De Raios X
Como Funciona Uma MáQuina De Raios XComo Funciona Uma MáQuina De Raios X
Como Funciona Uma MáQuina De Raios X
 
Stm afm
Stm afmStm afm
Stm afm
 

Raio X

  • 2.  O Raio X foi descoberto pelo físico Alemão Wilhelm Roentgen (1845-1923).Em 8 de novembro de 1895.
  • 3. Raio, por ele Ter descoberto um novo raio. RAIO X Símbolo cientifico do desconhecido .
  • 4. Os Raios X se devem a liberação de grão de energia, os fótons que são minúsculas partículas elementares.
  • 5. Anodo Catodo O tubo a vácuo é uma bolha de vidro dentro da qual foi colocado um catodo e um anodo onde se criou o vácuo.
  • 6. Quando se passa uma descarga elétrica uma fluorescência se produz ,atrás do anodo evidenciando uma radiação emitida pelo catodo.
  • 7. Rontgen resolve colocar uma fina camada de folha de alumínio e constata que os raios catódicos atravessa o alumínio e alguns centímetros para fora fica luminescente.
  • 8. Podendo manchar uma chapa fotográfica.
  • 9. Ele confeccionou uma capa de cartolina preta afim de evitar que a iluminação do tubo influencia-se na sua experiência.
  • 10. Rontgen aumento a frequência dos raios, ele queria verificar se os raios poderia sensibilizar uma tela revestida de partículas fluorescente.
  • 11. Ele retirou a cartolina e colou a tela em um alcance mais direto da radiação, quando ele envia uma descarga ele passa sem querer a mão entre o tubo a vácuo e a tela fluorescente.
  • 13. Através disto ele descobriu também que os raios imprimia copia nas placas fotográfica.
  • 14. Em 1921 com a falta de nitidez devido a outros tecidos que se encontra na frente, o medico francês Andre Bocaje propõe deslocar em um movimento inverso e acoplado o tubo de emissor de raio X e a placa receptora em relação ao um eixo e percebeu- se que o órgão desejado ficou mais nítido Com isso criaram a tomografia.
  • 15. Raio X  Esses raios são raios de energia eletromagnética assim como a luz ou as micros ondas de raio.  Devido ao curto comprimento de ondas elas passavam facilmente por algumas substância como a carne, mas era detida por outras como o osso. Antes Depois
  • 17. O Raio X tem varias utilidades:  O dentista que usa para encontrar caries ou dentes inclusos.
  • 19. Seguranças de aviões para encontrar pequenas rachaduras no metal que não são visíveis ao olho nu.
  • 20. No aeroporto que utiliza sensores eletrônicos para olhar o que tem em nossas bagagens.
  • 21.  Os Raios X não são produzido apenas pelas máquinas de Raio X , eles são produzido na natureza.   Pelo Sol Pelas estrelas e outros corpos celestiais. Raio X produzido por corpos celestiais