SlideShare uma empresa Scribd logo
ECUMENISMO
Escola Secundária Braamcamp Freire
Andreia Silva, nº5 – 12º4
INTRODUÇÃO
 No ambito da disciplina de História vou realizar um trabalho sobre
Ecumenismo. É um tema que desconheço totalmente por isso vou
tentar explorar tudo o que encontrar para de maneira simples
conseguir transmitir o máximo de informação que consegui aprender
com este trabalho.
ALGUMAS DEFINIÇÕES..
 O termo ecumênico provém da palavra grega oikouméne que
significa "toda a terra habitada".
 O Dicionário Aurélio define ecumenismo como movimento que
visa à unificação das igrejas cristãs (católica, ortodoxa e protestante).
...
 A definição eclesiástica, mais abrangente, diz que é a aproximação, a cooperação,
a busca fraterna da superação das divisões entre as diferentes igrejas cristãs.
 Do ponto de vista do Cristianismo, pode-se dizer que o ecumenismo é um
movimento entre diversas denominações cristãs na busca do diálogo e cooperação
comum, buscando superar as divergências históricas e culturais, a partir de uma
reconciliação cristã que aceite a diversidade entre as igrejas .
 Segundo a Igreja Evangélica Luterana do Brasil, o termo ecumênico quer
representar que a Igreja de Cristo vai além das diferenças geográficas, culturais e
políticas entre diversas igrejas .
 Surge em um novo momento
histórico: Um apelo, um desafio às
igrejas cristãs para
experimentarem a oração do
Senhor: “que todos sejam um para
que o mundo creia! “
 O movimento ecumênico é uma das mais importantes marcas do
século XX. Há muito se reconhece que as relações com o sobrenatural
nas diversas formas que o sagrado assume na sociedade humana,
condicionam os estilos, as normas e a atitudes do homem nas suas
relações com os outros e com a natureza.
HISTÓRIA DO
ECUMENISMO
 A maior parte dos historiadores situa as raízes do ecumenismo nas missões protestantes
modernas e nos movimentos de jovens. À expansão colonial dos povos protestantes seguia-se a
expansão religiosa. O enriquecimento destes povos gerou recursos capazes de prover a expansão
missionária. Associada a estes dois fatores, a teologia de John Wesley trouxe uma resposta à
busca de salvação do homem em um mundo de profundas transformações. Sua doutrina católica
serviu para superar a divisão protestante ao nível das formas de crença e ajudou a uniformizar a
mensagem missionária. A partir daí, foi possível o surgimento de diversas sociedades
missionárias interdenominacionais: a Sociedade Missionária de Londres (1795), a Sociedade da
Tratados Religiosos (1799), a Sociedade Bíblica Britânica e Estrangeira (1804), a Sociedade
Bíblica Americana (1816), a Sociedade Americana de Tratados (1825).
 Em 1846, foi criada em Londres a Aliança Evangélica, com a finalidade de
congregar as diversas igrejas diante da ameaça de fragmentação do Protestantismo.
( Protestantismo: Conjuntos dos protestantes ou das igrejas protestantes.)
 A partir da segunda metade do século XIX surgiram as associações mundiais
leigas de jovens, que foram fundamentais para o desenvolvimento do ecumenismo.
A primeira destas associações de caractér ecumênico foi a Associação Cristã de
Moços, criada em Londres em 1844, por George William, que se espalhou pelo
mundo e organizou-se em uma Associação Mundial a partir de 1855.
...
 A Associação Cristã Feminina, também londrina, foi criada em
1855.
 Outras organizações também tiveram sua importância:
Movimento de Estudantes Voluntários para as Missões Estrangeiras
(1886), e a Federação Mundial de Estudantes Cristãos (1895) ambos
organizados por John Raleigh Mott, que foi um grande líder das
iniciativas ecumênicas .
 No âmbito católico, o papa Leão XIII, ao promulgar a encíclica Provida Mater, em
1895, instituiu um tempo de novena pela reconciliação dos cristãos entre as festas da
Ascensão e de Pentecostes, que foi constituído em um tempo perpétuo dois anos depois .
 Em 1908, os anglicanos Spencer Jones e Lewis Thomas promoveram oito dias de
oração pela unidade dos cristãos entre 18 de janeiro (Festa da cátedra de São Pedro) e 25
de janeiro (festa da conversão de São Paulo). Posteriormente, Watson converteu-se ao
catolicismo e foi instituído na Igreja Católica a Semana de Oração pela Unidade dos
Cristãos neste mesmo período .
 Em 1905, foi criado nos Estados Unidos o Conselho Nacional das Igrejas.
 A Conferência Missionária Mundial, em
Edimburgo em 1910, é considerada o marco
do ecumenismo . Foi idealizado e realizado
por John Mott. ao convocar esta conferência
Mott conclamava os líderes do
protestantismo para a necessidade de
cooperação entre as igrejas no campo
missionário, para além das diferenças
confessionais. A partir de então surgiram
diversas iniciativas ecumênicas: a criação do
Conselho Internacional de Missões (1921), o
Conselho Universal da Vida e do Trabalho
(Estocolmo, 1925) e o Conselho Mundial Fé
e Ordem (Lausanne, 1927).
 Em 1948, foi criado o Conselho Mundial das Igrejas - CMI, que reuniu
inicialmente 197 denominações. No âmbito desta organização, o termo
ecumenismo designa os esforços entre Igrejas com vista a uma reconciliação
cristã que aceite a realidade da diversidade das diversas igrejas cristãs.
 Numa edição especial, a revista ‘’Sem Fronteiras’’ descreve o ecumenismo
como um movimento que se preocupa com as divisões entre as várias Igrejas
cristãs. E explica: "Trabalha-se para que estas divisões sejam superadas de
forma que se possa realizar o desejo de Jesus Cristo: de que todos os seus
seguidores estivessem unidos, assim como Ele e o Pai são um só."
 A Igreja Católica incorpora-se oficialmente ao movimento ecumênico a partir de
1960 quando o papa João XXIII criou o Secretariado Romano para a Unidade dos
Cristãos.
 Algumas denominações protestantes participam do movimento ecumênico.
Outras, entretanto, não só não o aceitam como creem que o ecumenismo cumpre
perfeitamente as profecias bíblicas no livro do Apocalipse que prevê o seu líder - o
falso profeta - que levará a humanidade a aceitar o Anticristo que está por vir
(Apocalipse 13.11-12). Esta visão é compartilhada sobretudo pelos pentecostais e
neopentecostais.
CONCLUSÃO
 Com este trabalho pude aprender que ecumismo foi uma forma de
união entre todas as igrejas cristãs. Ser ecumênico é muito mais que ser e
estar numa mesma terra, mais do que concelebrar e aceitaras diferenças
inclusas ao sistema seguido pelo próximo. Ser ecumênico é, pelo menos
deve, ser sincero e crítico o bastante para buscar a verdade em todas as
questões referentes a vida cristã, e através desta busca estabelecer pelo
diálogo religioso o que realmente for comum a todos.
NETGRAFIA
 http://www.koinonia.org.br/tpdigital/detalhes.asp?cod_artigo=23
6&cod_boletim=13&tipo=Artigo
 https://pt.wikipedia.org/wiki/Ecumenismo
 http://www.dicionarioinformal.com.br/ecumenismo/
 http://www.youtube.com/watch?v=gjR_VulLXTA
 http://www.youtube.com/watch?v=RoRK7MptnHo

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Historia da igreja
Historia da igrejaHistoria da igreja
Historia da igreja
ESTUDANTETEOLOGIA
 
CNBB - Diretorio Nancional de Catequese
CNBB - Diretorio Nancional de CatequeseCNBB - Diretorio Nancional de Catequese
CNBB - Diretorio Nancional de Catequese
Luís Miguel Rodrigues
 
História da Igreja - Visão geral
História da Igreja - Visão geralHistória da Igreja - Visão geral
História da Igreja - Visão geral
Glauco Gonçalves
 
Aula de missiologia basico em theologia
Aula de missiologia basico em theologiaAula de missiologia basico em theologia
Aula de missiologia basico em theologia
casa
 
1º Aula de História da Igreja
1º Aula de História da Igreja1º Aula de História da Igreja
1º Aula de História da Igreja
Jefferson Evangelista
 
A Igreja e a Reforma
A Igreja e a ReformaA Igreja e a Reforma
A Igreja e a Reforma
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
A história da igreja cristã
A história da igreja cristãA história da igreja cristã
A história da igreja cristã
Filipe
 
História dos Batistas2010 pt2
História dos Batistas2010 pt2História dos Batistas2010 pt2
História dos Batistas2010 pt2
Eliezer Almeida
 
Lição 4 – A história da Igreja até a Reforma Protestante
Lição 4 – A história da Igreja até a Reforma ProtestanteLição 4 – A história da Igreja até a Reforma Protestante
Lição 4 – A história da Igreja até a Reforma Protestante
Éder Tomé
 
Concílio Vaticano II - 50 Anos
Concílio Vaticano II - 50 AnosConcílio Vaticano II - 50 Anos
Concílio Vaticano II - 50 Anos
Rubens Júnior
 
Porquê evangelizar?
Porquê evangelizar?Porquê evangelizar?
Porquê evangelizar?
conceicaoborges
 
Aula 1 A Igreja Apostólica
Aula 1 A Igreja ApostólicaAula 1 A Igreja Apostólica
Aula 1 A Igreja Apostólica
Marcia oliveira
 
10º Aula de História da Igreja
10º Aula de História da Igreja10º Aula de História da Igreja
10º Aula de História da Igreja
Jefferson Evangelista
 
Capitulo 1 Conceito de Igreja
Capitulo 1   Conceito de IgrejaCapitulo 1   Conceito de Igreja
Capitulo 1 Conceito de Igreja
Klaus Newman
 
1 introdução à missiologia
1 introdução à missiologia1 introdução à missiologia
1 introdução à missiologia
faculdadeteologica
 
Panorama da História do Cristianismo
Panorama da História do CristianismoPanorama da História do Cristianismo
Panorama da História do Cristianismo
Pr. Welfany Nolasco Rodrigues
 
Curso de-ministros
Curso de-ministrosCurso de-ministros
Curso de-ministros
Wesley Mallbross
 
Pessoa de jesus
Pessoa de jesusPessoa de jesus
Pessoa de jesus
Ramon Gimenez
 
Sagrado Magistério da Igreja Católica
Sagrado Magistério da Igreja Católica Sagrado Magistério da Igreja Católica
Sagrado Magistério da Igreja Católica
Gleicy Laranjeira - Consultora de Marketing Digital
 
CF 2024.pptx
CF 2024.pptxCF 2024.pptx
CF 2024.pptx
KleytonRezende2
 

Mais procurados (20)

Historia da igreja
Historia da igrejaHistoria da igreja
Historia da igreja
 
CNBB - Diretorio Nancional de Catequese
CNBB - Diretorio Nancional de CatequeseCNBB - Diretorio Nancional de Catequese
CNBB - Diretorio Nancional de Catequese
 
História da Igreja - Visão geral
História da Igreja - Visão geralHistória da Igreja - Visão geral
História da Igreja - Visão geral
 
Aula de missiologia basico em theologia
Aula de missiologia basico em theologiaAula de missiologia basico em theologia
Aula de missiologia basico em theologia
 
1º Aula de História da Igreja
1º Aula de História da Igreja1º Aula de História da Igreja
1º Aula de História da Igreja
 
A Igreja e a Reforma
A Igreja e a ReformaA Igreja e a Reforma
A Igreja e a Reforma
 
A história da igreja cristã
A história da igreja cristãA história da igreja cristã
A história da igreja cristã
 
História dos Batistas2010 pt2
História dos Batistas2010 pt2História dos Batistas2010 pt2
História dos Batistas2010 pt2
 
Lição 4 – A história da Igreja até a Reforma Protestante
Lição 4 – A história da Igreja até a Reforma ProtestanteLição 4 – A história da Igreja até a Reforma Protestante
Lição 4 – A história da Igreja até a Reforma Protestante
 
Concílio Vaticano II - 50 Anos
Concílio Vaticano II - 50 AnosConcílio Vaticano II - 50 Anos
Concílio Vaticano II - 50 Anos
 
Porquê evangelizar?
Porquê evangelizar?Porquê evangelizar?
Porquê evangelizar?
 
Aula 1 A Igreja Apostólica
Aula 1 A Igreja ApostólicaAula 1 A Igreja Apostólica
Aula 1 A Igreja Apostólica
 
10º Aula de História da Igreja
10º Aula de História da Igreja10º Aula de História da Igreja
10º Aula de História da Igreja
 
Capitulo 1 Conceito de Igreja
Capitulo 1   Conceito de IgrejaCapitulo 1   Conceito de Igreja
Capitulo 1 Conceito de Igreja
 
1 introdução à missiologia
1 introdução à missiologia1 introdução à missiologia
1 introdução à missiologia
 
Panorama da História do Cristianismo
Panorama da História do CristianismoPanorama da História do Cristianismo
Panorama da História do Cristianismo
 
Curso de-ministros
Curso de-ministrosCurso de-ministros
Curso de-ministros
 
Pessoa de jesus
Pessoa de jesusPessoa de jesus
Pessoa de jesus
 
Sagrado Magistério da Igreja Católica
Sagrado Magistério da Igreja Católica Sagrado Magistério da Igreja Católica
Sagrado Magistério da Igreja Católica
 
CF 2024.pptx
CF 2024.pptxCF 2024.pptx
CF 2024.pptx
 

Destaque

ECUMENISMO
ECUMENISMOECUMENISMO
ECUMENISMO
luciano
 
Ecumenismo
EcumenismoEcumenismo
Ecumenismo
gueste91014
 
Entendendo ecumenismo
Entendendo ecumenismoEntendendo ecumenismo
Entendendo ecumenismo
Jose Moraes
 
Ecumenismo catolico - precentacion con diapositivas
Ecumenismo catolico - precentacion con diapositivasEcumenismo catolico - precentacion con diapositivas
Ecumenismo catolico - precentacion con diapositivas
Hans Anderson Salazar Villanueva
 
Diapositivas Ecumenismo
Diapositivas EcumenismoDiapositivas Ecumenismo
Diapositivas Ecumenismo
Financieros2008
 
El ecumenismo en preguntas
El ecumenismo en preguntasEl ecumenismo en preguntas
El ecumenismo en preguntas
Universidad Técnica Particular de Loja
 
8 ano ecumenismo
8 ano ecumenismo8 ano ecumenismo
8 ano ecumenismo
palexgo
 
Os movimentos ecuménicos joana nº 13 8.5.
Os movimentos ecuménicos joana nº 13 8.5.Os movimentos ecuménicos joana nº 13 8.5.
Os movimentos ecuménicos joana nº 13 8.5.
Manuela Vieira
 
Diálogo inter religioso
Diálogo inter religiosoDiálogo inter religioso
Diálogo inter religioso
Espaço Emrc
 
Pastoral del ecumenismo y del dialogo interreligioso. - Ecumenismo
Pastoral del ecumenismo y del dialogo interreligioso. - EcumenismoPastoral del ecumenismo y del dialogo interreligioso. - Ecumenismo
Pastoral del ecumenismo y del dialogo interreligioso. - Ecumenismo
Universidad Técnica Particular de Loja
 
Clase Octubre 2009 Ecumenismo
Clase Octubre 2009 EcumenismoClase Octubre 2009 Ecumenismo
Clase Octubre 2009 Ecumenismo
christian robert
 
Diálogo inter religioso
Diálogo inter religiosoDiálogo inter religioso
Diálogo inter religioso
luciano
 
Aula de Ensino Religioso - Resgatando Valores
Aula de Ensino Religioso - Resgatando ValoresAula de Ensino Religioso - Resgatando Valores
Aula de Ensino Religioso - Resgatando Valores
hartmanneli
 
Ecumenismo
EcumenismoEcumenismo
Ecumenismo
lutero7
 
Irmão Roger
Irmão RogerIrmão Roger
Irmão Roger
JoseOliveiraPT
 
Taizé 2008
Taizé 2008Taizé 2008
Taizé 2008
Lénise Parreira
 
Diversidad religiosa (Mayo 2012).pdf
Diversidad religiosa (Mayo 2012).pdfDiversidad religiosa (Mayo 2012).pdf
Diversidad religiosa (Mayo 2012).pdf
Irekia - EJGV
 
Ecumenismoy nuevosmovreligiosos1
Ecumenismoy nuevosmovreligiosos1Ecumenismoy nuevosmovreligiosos1
Ecumenismoy nuevosmovreligiosos1
José Pavlov Valdivia Reynoso
 
O ESQUELETO
O ESQUELETOO ESQUELETO
O ESQUELETO
Bárbara Martins
 
Esqueleto
EsqueletoEsqueleto
Esqueleto
Claudia N
 

Destaque (20)

ECUMENISMO
ECUMENISMOECUMENISMO
ECUMENISMO
 
Ecumenismo
EcumenismoEcumenismo
Ecumenismo
 
Entendendo ecumenismo
Entendendo ecumenismoEntendendo ecumenismo
Entendendo ecumenismo
 
Ecumenismo catolico - precentacion con diapositivas
Ecumenismo catolico - precentacion con diapositivasEcumenismo catolico - precentacion con diapositivas
Ecumenismo catolico - precentacion con diapositivas
 
Diapositivas Ecumenismo
Diapositivas EcumenismoDiapositivas Ecumenismo
Diapositivas Ecumenismo
 
El ecumenismo en preguntas
El ecumenismo en preguntasEl ecumenismo en preguntas
El ecumenismo en preguntas
 
8 ano ecumenismo
8 ano ecumenismo8 ano ecumenismo
8 ano ecumenismo
 
Os movimentos ecuménicos joana nº 13 8.5.
Os movimentos ecuménicos joana nº 13 8.5.Os movimentos ecuménicos joana nº 13 8.5.
Os movimentos ecuménicos joana nº 13 8.5.
 
Diálogo inter religioso
Diálogo inter religiosoDiálogo inter religioso
Diálogo inter religioso
 
Pastoral del ecumenismo y del dialogo interreligioso. - Ecumenismo
Pastoral del ecumenismo y del dialogo interreligioso. - EcumenismoPastoral del ecumenismo y del dialogo interreligioso. - Ecumenismo
Pastoral del ecumenismo y del dialogo interreligioso. - Ecumenismo
 
Clase Octubre 2009 Ecumenismo
Clase Octubre 2009 EcumenismoClase Octubre 2009 Ecumenismo
Clase Octubre 2009 Ecumenismo
 
Diálogo inter religioso
Diálogo inter religiosoDiálogo inter religioso
Diálogo inter religioso
 
Aula de Ensino Religioso - Resgatando Valores
Aula de Ensino Religioso - Resgatando ValoresAula de Ensino Religioso - Resgatando Valores
Aula de Ensino Religioso - Resgatando Valores
 
Ecumenismo
EcumenismoEcumenismo
Ecumenismo
 
Irmão Roger
Irmão RogerIrmão Roger
Irmão Roger
 
Taizé 2008
Taizé 2008Taizé 2008
Taizé 2008
 
Diversidad religiosa (Mayo 2012).pdf
Diversidad religiosa (Mayo 2012).pdfDiversidad religiosa (Mayo 2012).pdf
Diversidad religiosa (Mayo 2012).pdf
 
Ecumenismoy nuevosmovreligiosos1
Ecumenismoy nuevosmovreligiosos1Ecumenismoy nuevosmovreligiosos1
Ecumenismoy nuevosmovreligiosos1
 
O ESQUELETO
O ESQUELETOO ESQUELETO
O ESQUELETO
 
Esqueleto
EsqueletoEsqueleto
Esqueleto
 

Semelhante a Ecumenismo

Fundamentos da educação religiosa ecumenismo e diálogo inter-religioso
Fundamentos da educação religiosa   ecumenismo e diálogo inter-religiosoFundamentos da educação religiosa   ecumenismo e diálogo inter-religioso
Fundamentos da educação religiosa ecumenismo e diálogo inter-religioso
Werkson Azeredo
 
0 ecumenismo religioso-por- tomás nsunda lelo.cmt
0 ecumenismo religioso-por- tomás nsunda lelo.cmt0 ecumenismo religioso-por- tomás nsunda lelo.cmt
0 ecumenismo religioso-por- tomás nsunda lelo.cmt
LELO
 
Apostila 09
Apostila 09Apostila 09
Apostila 09
Omar Gebara
 
Apostila 09
Apostila 09Apostila 09
Apostila 09
Omar Gebara
 
Teologia 09
Teologia 09Teologia 09
Teologia 09
marcelo olegario
 
simpósio ecumenismo e missão
simpósio ecumenismo e missãosimpósio ecumenismo e missão
simpósio ecumenismo e missão
Gilbraz Aragão
 
Sebenta espiritualidade parte vi
Sebenta espiritualidade parte viSebenta espiritualidade parte vi
Sebenta espiritualidade parte vi
Sandra Vale
 
Sebenta espiritualidade parte vi
Sebenta espiritualidade parte viSebenta espiritualidade parte vi
Sebenta espiritualidade parte vi
Sandra Vale
 
Identidade Nazarena - M2
Identidade Nazarena - M2Identidade Nazarena - M2
Identidade Nazarena - M2
semnazarenovirtual
 
A história da ordem de santo agostinho
A história da ordem de santo agostinhoA história da ordem de santo agostinho
A história da ordem de santo agostinho
ESEP
 
A historia da catequese
A historia da catequeseA historia da catequese
A historia da catequese
Hernane Freitas
 
Identidade Nazarena - M1
Identidade Nazarena - M1 Identidade Nazarena - M1
Identidade Nazarena - M1
semnazarenovirtual
 
Encerramento do ano_da_fe-(web)
Encerramento do ano_da_fe-(web)Encerramento do ano_da_fe-(web)
Encerramento do ano_da_fe-(web)
António Rodrigues
 
antonio inacio ferraz-Congregaçáo Cristã do Brasil
antonio inacio ferraz-Congregaçáo Cristã do Brasilantonio inacio ferraz-Congregaçáo Cristã do Brasil
antonio inacio ferraz-Congregaçáo Cristã do Brasil
ANTONIO INACIO FERRAZ
 
ENSINO RELIGIOSO - ORGANIZAÇÕES RELIGIOSAS
ENSINO RELIGIOSO - ORGANIZAÇÕES RELIGIOSASENSINO RELIGIOSO - ORGANIZAÇÕES RELIGIOSAS
ENSINO RELIGIOSO - ORGANIZAÇÕES RELIGIOSAS
Rodrigo Basílio da Silva
 
A família católica, 31 edição, dezembro 2015
A família católica, 31 edição, dezembro 2015A família católica, 31 edição, dezembro 2015
A família católica, 31 edição, dezembro 2015
JORNAL A FAMILIA CATÓLICA
 
19 periodo da igreja primitiva
19  periodo da igreja primitiva19  periodo da igreja primitiva
19 periodo da igreja primitiva
Pib Penha
 
Protestantismo E Reforma Protestante
Protestantismo E Reforma ProtestanteProtestantismo E Reforma Protestante
Protestantismo E Reforma Protestante
Alexandre Santos
 
A Exortação Apostólica Evangelii Nuntiandi
A Exortação Apostólica Evangelii NuntiandiA Exortação Apostólica Evangelii Nuntiandi
A Exortação Apostólica Evangelii Nuntiandi
João Pereira
 
Identidade Batistas Brasileiros
Identidade Batistas BrasileirosIdentidade Batistas Brasileiros
Identidade Batistas Brasileiros
usr_isaltino
 

Semelhante a Ecumenismo (20)

Fundamentos da educação religiosa ecumenismo e diálogo inter-religioso
Fundamentos da educação religiosa   ecumenismo e diálogo inter-religiosoFundamentos da educação religiosa   ecumenismo e diálogo inter-religioso
Fundamentos da educação religiosa ecumenismo e diálogo inter-religioso
 
0 ecumenismo religioso-por- tomás nsunda lelo.cmt
0 ecumenismo religioso-por- tomás nsunda lelo.cmt0 ecumenismo religioso-por- tomás nsunda lelo.cmt
0 ecumenismo religioso-por- tomás nsunda lelo.cmt
 
Apostila 09
Apostila 09Apostila 09
Apostila 09
 
Apostila 09
Apostila 09Apostila 09
Apostila 09
 
Teologia 09
Teologia 09Teologia 09
Teologia 09
 
simpósio ecumenismo e missão
simpósio ecumenismo e missãosimpósio ecumenismo e missão
simpósio ecumenismo e missão
 
Sebenta espiritualidade parte vi
Sebenta espiritualidade parte viSebenta espiritualidade parte vi
Sebenta espiritualidade parte vi
 
Sebenta espiritualidade parte vi
Sebenta espiritualidade parte viSebenta espiritualidade parte vi
Sebenta espiritualidade parte vi
 
Identidade Nazarena - M2
Identidade Nazarena - M2Identidade Nazarena - M2
Identidade Nazarena - M2
 
A história da ordem de santo agostinho
A história da ordem de santo agostinhoA história da ordem de santo agostinho
A história da ordem de santo agostinho
 
A historia da catequese
A historia da catequeseA historia da catequese
A historia da catequese
 
Identidade Nazarena - M1
Identidade Nazarena - M1 Identidade Nazarena - M1
Identidade Nazarena - M1
 
Encerramento do ano_da_fe-(web)
Encerramento do ano_da_fe-(web)Encerramento do ano_da_fe-(web)
Encerramento do ano_da_fe-(web)
 
antonio inacio ferraz-Congregaçáo Cristã do Brasil
antonio inacio ferraz-Congregaçáo Cristã do Brasilantonio inacio ferraz-Congregaçáo Cristã do Brasil
antonio inacio ferraz-Congregaçáo Cristã do Brasil
 
ENSINO RELIGIOSO - ORGANIZAÇÕES RELIGIOSAS
ENSINO RELIGIOSO - ORGANIZAÇÕES RELIGIOSASENSINO RELIGIOSO - ORGANIZAÇÕES RELIGIOSAS
ENSINO RELIGIOSO - ORGANIZAÇÕES RELIGIOSAS
 
A família católica, 31 edição, dezembro 2015
A família católica, 31 edição, dezembro 2015A família católica, 31 edição, dezembro 2015
A família católica, 31 edição, dezembro 2015
 
19 periodo da igreja primitiva
19  periodo da igreja primitiva19  periodo da igreja primitiva
19 periodo da igreja primitiva
 
Protestantismo E Reforma Protestante
Protestantismo E Reforma ProtestanteProtestantismo E Reforma Protestante
Protestantismo E Reforma Protestante
 
A Exortação Apostólica Evangelii Nuntiandi
A Exortação Apostólica Evangelii NuntiandiA Exortação Apostólica Evangelii Nuntiandi
A Exortação Apostólica Evangelii Nuntiandi
 
Identidade Batistas Brasileiros
Identidade Batistas BrasileirosIdentidade Batistas Brasileiros
Identidade Batistas Brasileiros
 

Ecumenismo

  • 1. ECUMENISMO Escola Secundária Braamcamp Freire Andreia Silva, nº5 – 12º4
  • 2. INTRODUÇÃO  No ambito da disciplina de História vou realizar um trabalho sobre Ecumenismo. É um tema que desconheço totalmente por isso vou tentar explorar tudo o que encontrar para de maneira simples conseguir transmitir o máximo de informação que consegui aprender com este trabalho.
  • 3. ALGUMAS DEFINIÇÕES..  O termo ecumênico provém da palavra grega oikouméne que significa "toda a terra habitada".  O Dicionário Aurélio define ecumenismo como movimento que visa à unificação das igrejas cristãs (católica, ortodoxa e protestante).
  • 4. ...  A definição eclesiástica, mais abrangente, diz que é a aproximação, a cooperação, a busca fraterna da superação das divisões entre as diferentes igrejas cristãs.  Do ponto de vista do Cristianismo, pode-se dizer que o ecumenismo é um movimento entre diversas denominações cristãs na busca do diálogo e cooperação comum, buscando superar as divergências históricas e culturais, a partir de uma reconciliação cristã que aceite a diversidade entre as igrejas .  Segundo a Igreja Evangélica Luterana do Brasil, o termo ecumênico quer representar que a Igreja de Cristo vai além das diferenças geográficas, culturais e políticas entre diversas igrejas .
  • 5.  Surge em um novo momento histórico: Um apelo, um desafio às igrejas cristãs para experimentarem a oração do Senhor: “que todos sejam um para que o mundo creia! “
  • 6.  O movimento ecumênico é uma das mais importantes marcas do século XX. Há muito se reconhece que as relações com o sobrenatural nas diversas formas que o sagrado assume na sociedade humana, condicionam os estilos, as normas e a atitudes do homem nas suas relações com os outros e com a natureza.
  • 7. HISTÓRIA DO ECUMENISMO  A maior parte dos historiadores situa as raízes do ecumenismo nas missões protestantes modernas e nos movimentos de jovens. À expansão colonial dos povos protestantes seguia-se a expansão religiosa. O enriquecimento destes povos gerou recursos capazes de prover a expansão missionária. Associada a estes dois fatores, a teologia de John Wesley trouxe uma resposta à busca de salvação do homem em um mundo de profundas transformações. Sua doutrina católica serviu para superar a divisão protestante ao nível das formas de crença e ajudou a uniformizar a mensagem missionária. A partir daí, foi possível o surgimento de diversas sociedades missionárias interdenominacionais: a Sociedade Missionária de Londres (1795), a Sociedade da Tratados Religiosos (1799), a Sociedade Bíblica Britânica e Estrangeira (1804), a Sociedade Bíblica Americana (1816), a Sociedade Americana de Tratados (1825).
  • 8.  Em 1846, foi criada em Londres a Aliança Evangélica, com a finalidade de congregar as diversas igrejas diante da ameaça de fragmentação do Protestantismo. ( Protestantismo: Conjuntos dos protestantes ou das igrejas protestantes.)  A partir da segunda metade do século XIX surgiram as associações mundiais leigas de jovens, que foram fundamentais para o desenvolvimento do ecumenismo. A primeira destas associações de caractér ecumênico foi a Associação Cristã de Moços, criada em Londres em 1844, por George William, que se espalhou pelo mundo e organizou-se em uma Associação Mundial a partir de 1855.
  • 9. ...  A Associação Cristã Feminina, também londrina, foi criada em 1855.  Outras organizações também tiveram sua importância: Movimento de Estudantes Voluntários para as Missões Estrangeiras (1886), e a Federação Mundial de Estudantes Cristãos (1895) ambos organizados por John Raleigh Mott, que foi um grande líder das iniciativas ecumênicas .
  • 10.  No âmbito católico, o papa Leão XIII, ao promulgar a encíclica Provida Mater, em 1895, instituiu um tempo de novena pela reconciliação dos cristãos entre as festas da Ascensão e de Pentecostes, que foi constituído em um tempo perpétuo dois anos depois .  Em 1908, os anglicanos Spencer Jones e Lewis Thomas promoveram oito dias de oração pela unidade dos cristãos entre 18 de janeiro (Festa da cátedra de São Pedro) e 25 de janeiro (festa da conversão de São Paulo). Posteriormente, Watson converteu-se ao catolicismo e foi instituído na Igreja Católica a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos neste mesmo período .  Em 1905, foi criado nos Estados Unidos o Conselho Nacional das Igrejas.
  • 11.  A Conferência Missionária Mundial, em Edimburgo em 1910, é considerada o marco do ecumenismo . Foi idealizado e realizado por John Mott. ao convocar esta conferência Mott conclamava os líderes do protestantismo para a necessidade de cooperação entre as igrejas no campo missionário, para além das diferenças confessionais. A partir de então surgiram diversas iniciativas ecumênicas: a criação do Conselho Internacional de Missões (1921), o Conselho Universal da Vida e do Trabalho (Estocolmo, 1925) e o Conselho Mundial Fé e Ordem (Lausanne, 1927).
  • 12.  Em 1948, foi criado o Conselho Mundial das Igrejas - CMI, que reuniu inicialmente 197 denominações. No âmbito desta organização, o termo ecumenismo designa os esforços entre Igrejas com vista a uma reconciliação cristã que aceite a realidade da diversidade das diversas igrejas cristãs.  Numa edição especial, a revista ‘’Sem Fronteiras’’ descreve o ecumenismo como um movimento que se preocupa com as divisões entre as várias Igrejas cristãs. E explica: "Trabalha-se para que estas divisões sejam superadas de forma que se possa realizar o desejo de Jesus Cristo: de que todos os seus seguidores estivessem unidos, assim como Ele e o Pai são um só."
  • 13.  A Igreja Católica incorpora-se oficialmente ao movimento ecumênico a partir de 1960 quando o papa João XXIII criou o Secretariado Romano para a Unidade dos Cristãos.  Algumas denominações protestantes participam do movimento ecumênico. Outras, entretanto, não só não o aceitam como creem que o ecumenismo cumpre perfeitamente as profecias bíblicas no livro do Apocalipse que prevê o seu líder - o falso profeta - que levará a humanidade a aceitar o Anticristo que está por vir (Apocalipse 13.11-12). Esta visão é compartilhada sobretudo pelos pentecostais e neopentecostais.
  • 15.  Com este trabalho pude aprender que ecumismo foi uma forma de união entre todas as igrejas cristãs. Ser ecumênico é muito mais que ser e estar numa mesma terra, mais do que concelebrar e aceitaras diferenças inclusas ao sistema seguido pelo próximo. Ser ecumênico é, pelo menos deve, ser sincero e crítico o bastante para buscar a verdade em todas as questões referentes a vida cristã, e através desta busca estabelecer pelo diálogo religioso o que realmente for comum a todos.
  • 16. NETGRAFIA  http://www.koinonia.org.br/tpdigital/detalhes.asp?cod_artigo=23 6&cod_boletim=13&tipo=Artigo  https://pt.wikipedia.org/wiki/Ecumenismo  http://www.dicionarioinformal.com.br/ecumenismo/  http://www.youtube.com/watch?v=gjR_VulLXTA  http://www.youtube.com/watch?v=RoRK7MptnHo