SlideShare uma empresa Scribd logo
Os Domínios Morfoclimáticos do
            Brasil




          VISITE E CONHEÇA MEU BLOG

       WWW.GEOGRAFIADOBEM.BLOGSPOT.COM
Conceito

     Os domínios morfoclimáticos são divisões que se
 baseiam nos diferentes tipos de relevos que são
 resultantes das condições climáticas atuais e do passado
 bem como na cobertura vegetal e nos tipos de solo.
Quantos são?
      Os domínios morfoclimáticos brasileiros são definidos a partir
 das características climáticas, botânicas, hidrológicas entre outras.
 Devido à extensão territorial do Brasil ser muito grande, vamos nos
 defrontar com domínios muito diferenciados uns dos outros. Esta
 classificação feita, segundo o geógrafo Aziz Ab’Sáber (1970), dividiu
 o Brasil em seis domínios.
Quais são?
Domínio Amazônico:

• Localização: É a maior região morfoclimática do Brasil, com uma
  área de aproximadamente 5 milhões km² – equivalente a 60% do
  território nacional – abrangendo os Estados: Amazonas, Amapá,
  Acre, Pará, Maranhão, Rondônia, Roraima, Tocantins e Mato
  Grosso.

• Clima: Equatorial, a qual é o mais quente e o mais úmido da Terra.

• Rios: Apresenta a maior bacia fluvial da Terra ocupando ¼ das
  terras da América do Sul (Amazonas).

• Vegetação: Predomina a floresta equatorial Amazônica.
Continuação
Domínio do Cerrado:

• Localização: Região central do Brasil, o domínio morfoclimático do
  Cerrado detém uma área de 45 milhões de hectares, sendo o
  segundo maior domínio por extensão territorial. Incluindo neste
  espaço os Estados: do Mato Grosso, do Mato Grosso do Sul, do
  Tocantins (parte sul), de Goiás, da Bahia (parte oeste), do Maranhão
  (parte sudoeste) e de Minas Gerais (parte noroeste).

• Relevo: Chapadas e Chapadões.

• Clima: Tropical com uma estação seca bem definida.

• Solos: Ácidos.

• Rios: Diminuem muito na época das secas e transbordam na época
  das chuvas.

• Vegetação: Campos que apresentam árvores retorcidas com cascas
Continuação
Domínio da Caatinga:
• Localização: Situado no nordeste brasileiro, o domínio
  morfoclimático das caatingas abrange em seu território a região dos
  polígonos das secas. Com uma extensão de aproximadamente
  850.000 km², este domínio inclui o Estado do Ceará e partes dos
  Estados da Bahia, de Sergipe, de Alagoas, de Pernambuco, da
  Paraíba, do Rio Grande do Norte e do Piauí.
• Relevo: Chapadas e serras.
• Clima: Semi-Árido quente, com chuvas escassas e mal distribuídas.
• Solos: ricos em minerais e pobres em matérias orgânicas.
• Rios temporários – predominantes.
• Vegetação: Arbustos espinhentos e cactos além de árvores que
  perdem suas folhas nas secas.
Continuação
Domínio dos Mares de Morros:

• Localização: Acompanha a faixa litorânea do Brasil, do nordeste até
  o sul do País, obtendo uma área total de aproximadamente
  1.000.000 km².

• Relevo: Morros arredondados que resultam da alternância de
  períodos de secas e de chuvas .
• Clima: Tropical quente, com uma estação seca e outra chuvosa.
• Solos Férteis.
• Rios: Muito importantes pelo grande potencial hidroelétrico.
• Vegetação: Predomina a Mata Atlântica que está muito devastada.
  Também apresenta campos e cerrados.
Continuação
Domínio das Araucárias:
• Localização: Encontrado desde o sul paulista até o norte gaúcho, o
  domínio das araucárias ocupa uma área de 400.000 km².

• Relevo: Predomina o planalto.
• Clima: Subtropical.
• Solos: fértil
• Rios: Importantes para a navegação e para a geração de eletricidade.

• Vegetação: Floresta dos Pinhais ou de Araucária a qual está muito
  devastada.
Continuação
Domínio das Pradarias :

• Localização: Situado ao extremo sul brasileiro, mais exatamente a
  sudeste gaúcho, o domínio morfoclimático das pradarias
  compreende uma extensão de 45.000 km² a 80.000 km² .

• Relevo: Planícies.

• Clima: Subtropical.

• Solos: Férteis.

• Rios de planície.

• Vegetação: Gramais que formam imensos campos muito utilizados
  para a pecuária.
Quais são os processos de degradação
ambiental que cada um vem sofrendo nas
últimas décadas?
Domínio Amazônico



        Nos dias atuais é grande a devastação ambiental na Amazônia – queimadas,
 desmatamentos, extinção de espécies, etc. – isso faz com que a região e o mundo
 preocupe-se com seu futuro, pois se trata da maior reserva florestal do globo.
 Ecologicamente a Amazônia está correndo muito perigo, devido ao grande atrativo
 econômico natural que é encontrado nesta região, o equilíbrio é colocado muitas
 vezes em risco. A exploração descontrolada faz com que as ideologias
 conservacionistas sejam deixadas de lado. As indústrias mineradoras geram
 conseqüências incalculáveis ao ambiente e nos rios são despejados muitos produtos
 químicos para esta exploração. A agricultura torna áreas de vegetação em solos de
 fácil erosividade. São poucas as atividades econômicas que não agridem a natureza. A
 extração da borracha, por exemplo, era uma economia viável ecologicamente, pois
 necessitava da floresta para o crescimento das seringueiras. Mas atualmente, esta
 exploração é quase rara, devido à falta de indústrias consumidoras.
Continuação
Domínio dos Cerrados


      O cerrado atraiu muita atenção para a agricultura, o que lhe
 tornou uma região de grande produção de grãos como a soja e
 agropastoril, com a ótima adaptação dos gados zebu, nelore e ibagé.
 Em virtude disso, o solo nativo foi retirado e alterado por outra
 vegetação, condizendo a uma maior facilidade aos processos
 erosivos, devido à falta de cobertura vegetal, seja ela gramínea ou
 herbácea. Nesse sentido, faz-se muito pouco pela preservação e
 conservação das matas nativas – a não ser nas áreas demarcadas
 como reservas bio-ecológicas. Outra exploração ativa é a mineral,
 como o ouro e o diamante, donde decorre uma grande devastação à
 natureza.
Continuação
Domínio dos Mares de Morros:

      Essas terras já estão sendo utilizadas economicamente há
 muitos anos. Decorrente disso, observa-se uma considerável
 desgastação do solo que diminui a atual preservação das matas
 restantes. Esta região já sofreu muita devastação do homem e da
 sociedade e devem ser tomadas atitudes urgentes para sua
 conservação. Neste sentido, a solução mais adequada para este
 domínio, seria a estagnação de muitos processos agrícolas ao longo
 de sua área, pois o solo encontra-se desgastado e com problemas
 erosivos muito acentuados. Deixando assim, a terra em desuso por
 um tempo,e assim iniciar um projeto de reconstituição à vegetação
 nativa.
Continuação
Domínio da Caatinga

      O homem não intervém de significativa maneira em seu
 habitat, assim o ambiente natural da caatinga encontra-se pouco
 devastado. Sua região poderia ser ocupada mais a nível agrícola, em
 virtude do seu solo possuir boas condições de manejo, só
 necessitando de irrigação artificial. Assim, considerando os fatos
 apresentados, a caatinga teria condições de desenvolver-se
 economicamente com a agricultura, que seria de grande
 importância para acabar com a miséria existente. Mas sem esquecer
 de utilizar os recursos naturais com equilíbrio, sendo feito de modo
 organizado e pré-estabelecido à não causar desastres e
 conseqüências ambientais futuros.
Continuação
Domínio das Araucárias:

       Percebe-se atualmente que esta arbórea ( as araucárias) quase
 desapareceu dessa região, devido à descontrolada exploração da
 araucária para produção de celulose. Mas os questionamentos
 ambientais não estão somente na vegetação. Devido este solo ser
 utilizado há anos vêem a ocorrer uma erosividade considerada. Em
 virtude do mesmo, surge a técnica de manejo agrícola chamada
 plantio direto, que evidencia uma proteção ao solo nu em épocas de
 pós-safra. Nesse sentido, o domínio morfoclimático das araucárias,
 que compreende uma importante área no sul brasileiro, detém um
 nível de conservação e reestruturação vegetal considerável. Mas não
 se deve estagnar esse processo positivo, pois necessitamos muito
 dessas terras férteis que mantém as economias locais.
Continuação
Domínio das Pradarias :


      Apesar de existir diversos parques ecológicos nesses domínio as
 condições ambientais atuais fora desses parques, são muito
 preocupantes. Com o início da formação de um deserto que tende a
 crescer anualmente, essa região está sendo foco de muitos estudos e
 projetos para estagnar esse processo. Devido ao mau uso da terra
 pelo homem, como a monocultura e as queimadas, essas darão
 origem as ravinas, que por sua vez farão surgir às voçorocas. Como o
 solo é muito arenoso e a morfologia do relevo é levemente ondulado,
 rapidamente os montantes de areia espalham-se na região
 ocasionados pela ação eólica.
Existem órgãos do governo e entidades
preocupadas com a preservação desses
domínios?Quais?
      Sim, existem.Entretanto, essa preocupação é bem desigual
 entre os domínios.
      Entre os principais órgãos e entidades se destacam:
 Domínio da Amazônia: Apesar da vontade de proteção do nosso
 governo, apenas 53 por cento da floresta está protegida, assim
 devem ser tomadas medidas urgentes, pois as atividades praticadas
 nessa região causam grandes prejuízos. O Programa Proteção da
 Amazônia é viabilizado pelo SIVAM (Sistema de Vigilância da
 Amazônia) e tem contribuído para isso, juntamente com a ação da
 Polícia Federal.
 Domínio dos Mares de Morros: Estão presentes a fundação O
 Boticário (privado), que detém áreas de preservação ao ambiente
 natural e o SOS Mata Atlântica (governamental e privado), apesar
 disso a região foi muito devastada.
Continuação
 Domínio do Cerrado: Nessa região são praticadas diversas
 atividades, porém há poucos projetos de proteção,dessa forma, os
 governos, tanto federal, estadual ou municipal, deverão tomar
 decisões imediatas quanto à proteção do meio natural, pois deve
 ocorrer, sim, a exploração pastoril, agrícola e mineral dessa região,
 porém não se deve esquecer que para a efetiva existência dessas
 economias o ambiente deverá ser prudentemente conservado.
 Domínio da Caatinga: Pela razão de o homem não intervir
 diretamente no seu habitat, há pouco desgaste e assim pouca
 proteção nessa região
Continuação
 Domínio das Araucárias: Pela razão principalmente de sua
 vegetação ser quase totalmente desgastado, por causa da extração
 de celulose, atualmente medidas foram tomadas e hoje a araucária é
 protegida por lei estadual no Paraná
 Domínio das Pradarias: O domínio morfoclimático das
 Pradarias detém importantes reservas biológicas, como a do Parque
 Estadual do Espinilho (Uruguaiana e Barra do Quarai) e a Reserva
 Biológica de Donato (São Borja). Entretanto, em áreas fora desses
 parques há um deserto em expansão devido as queimadas e
 monoculturas, o que se torna foco de diversos estudos e
 projetos.Fora esses projetos, o governo local deve ficar atento a
 soluções para estagnar esse processo.
Bibliografia
• http://www.algosobre.com.br/geografia/dominios-
  morfloclimaticos-brasileiros-os-segundo-aziz-ab-saber.html

• http://www2.uol.com.br/aprendiz/n_simulado/revisao/revisao08/
  er030008.pdf

• http://200.136.76.125/portal/frm_conteudo.aspx?
  codConteudo=77&tituloanterior=Roteiros+para+Estudo

• http://escolas.trendnet.com.br/icjsantoandre/sexta_serie.htm

• http://www.abrasil.gov.br/nivel3/index.asp?id=218&cod=NRIQU

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

África - aspectos naturais
África -  aspectos naturaisÁfrica -  aspectos naturais
África - aspectos naturais
Rodrigo Baglini
 
Brasil – domínios morfoclimáticos
Brasil – domínios morfoclimáticosBrasil – domínios morfoclimáticos
Brasil – domínios morfoclimáticos
Professor
 
Urbanização Mundial e Brasileira
Urbanização Mundial e BrasileiraUrbanização Mundial e Brasileira
Urbanização Mundial e Brasileira
Artur Lara
 
Relevo
RelevoRelevo
Hidrografia do brasil
Hidrografia do brasilHidrografia do brasil
Hidrografia do brasil
Prof.Paulo/geografia
 
A cartografia 6 ano
A cartografia  6 anoA cartografia  6 ano
A cartografia 6 ano
quilaPriscila
 
7º ano unidade 5 - Região Norte
7º ano   unidade 5 - Região Norte7º ano   unidade 5 - Região Norte
7º ano unidade 5 - Região Norte
Christie Freitas
 
A questão agrária no brasil
A questão agrária no brasilA questão agrária no brasil
A questão agrária no brasil
Uilson Pereira da Silva
 
Cap. 4 - A industrialização brasileira
Cap. 4 - A industrialização brasileiraCap. 4 - A industrialização brasileira
Cap. 4 - A industrialização brasileira
profacacio
 
Agricultura no brasil
Agricultura no brasilAgricultura no brasil
Agricultura no brasil
João José Ferreira Tojal
 
O Território Brasileiro
O Território BrasileiroO Território Brasileiro
O Território Brasileiro
André Luiz Marques
 
A Formação do Território Brasileiro - 7º Ano (2017)
A Formação do Território Brasileiro - 7º Ano (2017)A Formação do Território Brasileiro - 7º Ano (2017)
A Formação do Território Brasileiro - 7º Ano (2017)
Nefer19
 
Industrialização brasil
Industrialização brasilIndustrialização brasil
Industrialização brasil
edsonluz
 
Agropecuária geral e do brasil
Agropecuária   geral e do brasilAgropecuária   geral e do brasil
Agropecuária geral e do brasil
Professor
 
Formação Territorial Do Brasil
Formação Territorial Do BrasilFormação Territorial Do Brasil
Formação Territorial Do Brasil
Luciano Pessanha
 
Cartografia 1º ano
Cartografia 1º anoCartografia 1º ano
Cartografia 1º ano
Celso Roberto Pitta Santos
 
Hidrografia
HidrografiaHidrografia
Geografia do Brasil - Região Nordeste
Geografia do Brasil - Região Nordeste Geografia do Brasil - Região Nordeste
Geografia do Brasil - Região Nordeste
Vania Leão
 
Sistemas Agrícolas
Sistemas AgrícolasSistemas Agrícolas
Sistemas Agrícolas
joao paulo
 
Vegetação Brasileira
Vegetação BrasileiraVegetação Brasileira
Vegetação Brasileira
Cleber Reis
 

Mais procurados (20)

África - aspectos naturais
África -  aspectos naturaisÁfrica -  aspectos naturais
África - aspectos naturais
 
Brasil – domínios morfoclimáticos
Brasil – domínios morfoclimáticosBrasil – domínios morfoclimáticos
Brasil – domínios morfoclimáticos
 
Urbanização Mundial e Brasileira
Urbanização Mundial e BrasileiraUrbanização Mundial e Brasileira
Urbanização Mundial e Brasileira
 
Relevo
RelevoRelevo
Relevo
 
Hidrografia do brasil
Hidrografia do brasilHidrografia do brasil
Hidrografia do brasil
 
A cartografia 6 ano
A cartografia  6 anoA cartografia  6 ano
A cartografia 6 ano
 
7º ano unidade 5 - Região Norte
7º ano   unidade 5 - Região Norte7º ano   unidade 5 - Região Norte
7º ano unidade 5 - Região Norte
 
A questão agrária no brasil
A questão agrária no brasilA questão agrária no brasil
A questão agrária no brasil
 
Cap. 4 - A industrialização brasileira
Cap. 4 - A industrialização brasileiraCap. 4 - A industrialização brasileira
Cap. 4 - A industrialização brasileira
 
Agricultura no brasil
Agricultura no brasilAgricultura no brasil
Agricultura no brasil
 
O Território Brasileiro
O Território BrasileiroO Território Brasileiro
O Território Brasileiro
 
A Formação do Território Brasileiro - 7º Ano (2017)
A Formação do Território Brasileiro - 7º Ano (2017)A Formação do Território Brasileiro - 7º Ano (2017)
A Formação do Território Brasileiro - 7º Ano (2017)
 
Industrialização brasil
Industrialização brasilIndustrialização brasil
Industrialização brasil
 
Agropecuária geral e do brasil
Agropecuária   geral e do brasilAgropecuária   geral e do brasil
Agropecuária geral e do brasil
 
Formação Territorial Do Brasil
Formação Territorial Do BrasilFormação Territorial Do Brasil
Formação Territorial Do Brasil
 
Cartografia 1º ano
Cartografia 1º anoCartografia 1º ano
Cartografia 1º ano
 
Hidrografia
HidrografiaHidrografia
Hidrografia
 
Geografia do Brasil - Região Nordeste
Geografia do Brasil - Região Nordeste Geografia do Brasil - Região Nordeste
Geografia do Brasil - Região Nordeste
 
Sistemas Agrícolas
Sistemas AgrícolasSistemas Agrícolas
Sistemas Agrícolas
 
Vegetação Brasileira
Vegetação BrasileiraVegetação Brasileira
Vegetação Brasileira
 

Destaque

Domínio dos Mares de Morros
Domínio dos Mares de MorrosDomínio dos Mares de Morros
Domínio dos Mares de Morros
Antonio Carlos da Silva
 
Dominio Mares e Morros
Dominio Mares e Morros Dominio Mares e Morros
Dominio Mares e Morros
Laguat
 
Domínios Morfoclimátcos-Araucária
Domínios Morfoclimátcos-AraucáriaDomínios Morfoclimátcos-Araucária
Domínios Morfoclimátcos-Araucária
Icaro Oliveira
 
Domínios mares de morros
Domínios mares de morrosDomínios mares de morros
Domínios mares de morros
karolpoa
 
Vegetacao geral mundo e brasil prof edu gonzaga 2011
Vegetacao geral mundo e brasil prof edu gonzaga 2011 Vegetacao geral mundo e brasil prof edu gonzaga 2011
Vegetacao geral mundo e brasil prof edu gonzaga 2011
Edu Gonzaga
 
Domínios morfoclimáticos brasileiros condições ambientais
Domínios morfoclimáticos brasileiros condições ambientaisDomínios morfoclimáticos brasileiros condições ambientais
Domínios morfoclimáticos brasileiros condições ambientais
karolpoa
 
Mata de Araucária
Mata de AraucáriaMata de Araucária
Mata de Araucária
diegovicari
 
Panpas ou pradarias
Panpas ou pradariasPanpas ou pradarias
Panpas ou pradarias
rogerwdd
 
Cerrado Brasileiro
Cerrado BrasileiroCerrado Brasileiro
Cerrado Brasileiro
ecsette
 
Dominios morfoclimaticos exercicios
Dominios morfoclimaticos exerciciosDominios morfoclimaticos exercicios
Dominios morfoclimaticos exercicios
Ademir Aquino
 
Mata de araucária slide
Mata de araucária   slideMata de araucária   slide
Mata de araucária slide
matheusvilela123
 
Brasil – Domínios Morfoclimáticos
Brasil – Domínios MorfoclimáticosBrasil – Domínios Morfoclimáticos
Brasil – Domínios Morfoclimáticos
Rogerio Silveira
 
Geografia do brasil relevo, clima, vegetação, hidrografia e fusos horários-pm ba
Geografia do brasil relevo, clima, vegetação, hidrografia e fusos horários-pm baGeografia do brasil relevo, clima, vegetação, hidrografia e fusos horários-pm ba
Geografia do brasil relevo, clima, vegetação, hidrografia e fusos horários-pm ba
Nilberte
 
Brasil – domínios morfoclimáticos
Brasil – domínios morfoclimáticosBrasil – domínios morfoclimáticos
Brasil – domínios morfoclimáticos
Professor
 

Destaque (14)

Domínio dos Mares de Morros
Domínio dos Mares de MorrosDomínio dos Mares de Morros
Domínio dos Mares de Morros
 
Dominio Mares e Morros
Dominio Mares e Morros Dominio Mares e Morros
Dominio Mares e Morros
 
Domínios Morfoclimátcos-Araucária
Domínios Morfoclimátcos-AraucáriaDomínios Morfoclimátcos-Araucária
Domínios Morfoclimátcos-Araucária
 
Domínios mares de morros
Domínios mares de morrosDomínios mares de morros
Domínios mares de morros
 
Vegetacao geral mundo e brasil prof edu gonzaga 2011
Vegetacao geral mundo e brasil prof edu gonzaga 2011 Vegetacao geral mundo e brasil prof edu gonzaga 2011
Vegetacao geral mundo e brasil prof edu gonzaga 2011
 
Domínios morfoclimáticos brasileiros condições ambientais
Domínios morfoclimáticos brasileiros condições ambientaisDomínios morfoclimáticos brasileiros condições ambientais
Domínios morfoclimáticos brasileiros condições ambientais
 
Mata de Araucária
Mata de AraucáriaMata de Araucária
Mata de Araucária
 
Panpas ou pradarias
Panpas ou pradariasPanpas ou pradarias
Panpas ou pradarias
 
Cerrado Brasileiro
Cerrado BrasileiroCerrado Brasileiro
Cerrado Brasileiro
 
Dominios morfoclimaticos exercicios
Dominios morfoclimaticos exerciciosDominios morfoclimaticos exercicios
Dominios morfoclimaticos exercicios
 
Mata de araucária slide
Mata de araucária   slideMata de araucária   slide
Mata de araucária slide
 
Brasil – Domínios Morfoclimáticos
Brasil – Domínios MorfoclimáticosBrasil – Domínios Morfoclimáticos
Brasil – Domínios Morfoclimáticos
 
Geografia do brasil relevo, clima, vegetação, hidrografia e fusos horários-pm ba
Geografia do brasil relevo, clima, vegetação, hidrografia e fusos horários-pm baGeografia do brasil relevo, clima, vegetação, hidrografia e fusos horários-pm ba
Geografia do brasil relevo, clima, vegetação, hidrografia e fusos horários-pm ba
 
Brasil – domínios morfoclimáticos
Brasil – domínios morfoclimáticosBrasil – domínios morfoclimáticos
Brasil – domínios morfoclimáticos
 

Semelhante a Dominios morfoclimáticos

Os DomíNios MorfoclimáTicos Do Brasil
Os DomíNios MorfoclimáTicos Do BrasilOs DomíNios MorfoclimáTicos Do Brasil
Os DomíNios MorfoclimáTicos Do Brasil
ceama
 
Dominios%20 morfoclim%c1ticos
Dominios%20 morfoclim%c1ticosDominios%20 morfoclim%c1ticos
Dominios%20 morfoclim%c1ticos
Bruno-machado Bruno
 
Dominios Morfoclimaticos do Brasil
Dominios Morfoclimaticos do BrasilDominios Morfoclimaticos do Brasil
Dominios Morfoclimaticos do Brasil
professordelamare
 
Trab. de geografia
Trab. de geografiaTrab. de geografia
Trab. de geografia
AnaTajes
 
Domínios morfloclimáticos brasileiros
Domínios morfloclimáticos brasileirosDomínios morfloclimáticos brasileiros
Domínios morfloclimáticos brasileiros
Ysla Mayara Tavares
 
Dominios morfoclimaticos superhumanas
Dominios morfoclimaticos superhumanasDominios morfoclimaticos superhumanas
Dominios morfoclimaticos superhumanas
Ademir Aquino
 
Prof Demétrio Melo - Brasil: Domínios Morfoclimáticos
Prof Demétrio Melo - Brasil: Domínios MorfoclimáticosProf Demétrio Melo - Brasil: Domínios Morfoclimáticos
Prof Demétrio Melo - Brasil: Domínios Morfoclimáticos
Deto - Geografia
 
Os domínios morfoclimáticos do brasil
Os domínios morfoclimáticos do brasilOs domínios morfoclimáticos do brasil
Os domínios morfoclimáticos do brasil
Anderson Santos
 
Os Domínios Morfoclimáticos do Brasil
Os Domínios Morfoclimáticos do BrasilOs Domínios Morfoclimáticos do Brasil
Os Domínios Morfoclimáticos do Brasil
Anderson Santos
 
Os domínios morfoclimáticos do brasil
Os domínios morfoclimáticos do brasilOs domínios morfoclimáticos do brasil
Os domínios morfoclimáticos do brasil
Anderson Santos
 
Os domínios morfoclimáticos do brasil 10
Os domínios morfoclimáticos do brasil 10Os domínios morfoclimáticos do brasil 10
Os domínios morfoclimáticos do brasil 10
Anderson Santos
 
Domínios morfoclimáticos brasileiros condições ambientais
Domínios morfoclimáticos brasileiros condições ambientaisDomínios morfoclimáticos brasileiros condições ambientais
Domínios morfoclimáticos brasileiros condições ambientais
Suely Takahashi
 
2º ano dominios morfoclimáticos
2º ano dominios morfoclimáticos2º ano dominios morfoclimáticos
2º ano dominios morfoclimáticos
Maria Cledionora Tavares Tavares
 
Domínios morfoclimáticos brasileiros condições ambientais
Domínios morfoclimáticos brasileiros condições ambientaisDomínios morfoclimáticos brasileiros condições ambientais
Domínios morfoclimáticos brasileiros condições ambientais
karolpoa
 
Brasildomniosmorfoclimticos 120820152533-phpapp02 (1)
Brasildomniosmorfoclimticos 120820152533-phpapp02 (1)Brasildomniosmorfoclimticos 120820152533-phpapp02 (1)
Brasildomniosmorfoclimticos 120820152533-phpapp02 (1)
JANAINAIARANASCIMENT
 
Dominios Climatobotanicos-Brasileiros
Dominios Climatobotanicos-BrasileirosDominios Climatobotanicos-Brasileiros
Dominios Climatobotanicos-Brasileiros
Stéfano Silveira
 
brasildomniosmorfoclimticos- 7 ano.pptxa
brasildomniosmorfoclimticos- 7 ano.pptxabrasildomniosmorfoclimticos- 7 ano.pptxa
brasildomniosmorfoclimticos- 7 ano.pptxa
CarladeOliveira25
 
brasildomniosmorfoclimticos-120820152533-phpapp02.pptx
brasildomniosmorfoclimticos-120820152533-phpapp02.pptxbrasildomniosmorfoclimticos-120820152533-phpapp02.pptx
brasildomniosmorfoclimticos-120820152533-phpapp02.pptx
Rosiney1
 
DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS. Quql a diferença entre Bioma e Domínio Morfoclimático
DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS. Quql a diferença entre Bioma e Domínio MorfoclimáticoDOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS. Quql a diferença entre Bioma e Domínio Morfoclimático
DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS. Quql a diferença entre Bioma e Domínio Morfoclimático
SlviaVieira13
 
Cobertura vegetalbrasil
Cobertura vegetalbrasilCobertura vegetalbrasil
Cobertura vegetalbrasil
rdbtava
 

Semelhante a Dominios morfoclimáticos (20)

Os DomíNios MorfoclimáTicos Do Brasil
Os DomíNios MorfoclimáTicos Do BrasilOs DomíNios MorfoclimáTicos Do Brasil
Os DomíNios MorfoclimáTicos Do Brasil
 
Dominios%20 morfoclim%c1ticos
Dominios%20 morfoclim%c1ticosDominios%20 morfoclim%c1ticos
Dominios%20 morfoclim%c1ticos
 
Dominios Morfoclimaticos do Brasil
Dominios Morfoclimaticos do BrasilDominios Morfoclimaticos do Brasil
Dominios Morfoclimaticos do Brasil
 
Trab. de geografia
Trab. de geografiaTrab. de geografia
Trab. de geografia
 
Domínios morfloclimáticos brasileiros
Domínios morfloclimáticos brasileirosDomínios morfloclimáticos brasileiros
Domínios morfloclimáticos brasileiros
 
Dominios morfoclimaticos superhumanas
Dominios morfoclimaticos superhumanasDominios morfoclimaticos superhumanas
Dominios morfoclimaticos superhumanas
 
Prof Demétrio Melo - Brasil: Domínios Morfoclimáticos
Prof Demétrio Melo - Brasil: Domínios MorfoclimáticosProf Demétrio Melo - Brasil: Domínios Morfoclimáticos
Prof Demétrio Melo - Brasil: Domínios Morfoclimáticos
 
Os domínios morfoclimáticos do brasil
Os domínios morfoclimáticos do brasilOs domínios morfoclimáticos do brasil
Os domínios morfoclimáticos do brasil
 
Os Domínios Morfoclimáticos do Brasil
Os Domínios Morfoclimáticos do BrasilOs Domínios Morfoclimáticos do Brasil
Os Domínios Morfoclimáticos do Brasil
 
Os domínios morfoclimáticos do brasil
Os domínios morfoclimáticos do brasilOs domínios morfoclimáticos do brasil
Os domínios morfoclimáticos do brasil
 
Os domínios morfoclimáticos do brasil 10
Os domínios morfoclimáticos do brasil 10Os domínios morfoclimáticos do brasil 10
Os domínios morfoclimáticos do brasil 10
 
Domínios morfoclimáticos brasileiros condições ambientais
Domínios morfoclimáticos brasileiros condições ambientaisDomínios morfoclimáticos brasileiros condições ambientais
Domínios morfoclimáticos brasileiros condições ambientais
 
2º ano dominios morfoclimáticos
2º ano dominios morfoclimáticos2º ano dominios morfoclimáticos
2º ano dominios morfoclimáticos
 
Domínios morfoclimáticos brasileiros condições ambientais
Domínios morfoclimáticos brasileiros condições ambientaisDomínios morfoclimáticos brasileiros condições ambientais
Domínios morfoclimáticos brasileiros condições ambientais
 
Brasildomniosmorfoclimticos 120820152533-phpapp02 (1)
Brasildomniosmorfoclimticos 120820152533-phpapp02 (1)Brasildomniosmorfoclimticos 120820152533-phpapp02 (1)
Brasildomniosmorfoclimticos 120820152533-phpapp02 (1)
 
Dominios Climatobotanicos-Brasileiros
Dominios Climatobotanicos-BrasileirosDominios Climatobotanicos-Brasileiros
Dominios Climatobotanicos-Brasileiros
 
brasildomniosmorfoclimticos- 7 ano.pptxa
brasildomniosmorfoclimticos- 7 ano.pptxabrasildomniosmorfoclimticos- 7 ano.pptxa
brasildomniosmorfoclimticos- 7 ano.pptxa
 
brasildomniosmorfoclimticos-120820152533-phpapp02.pptx
brasildomniosmorfoclimticos-120820152533-phpapp02.pptxbrasildomniosmorfoclimticos-120820152533-phpapp02.pptx
brasildomniosmorfoclimticos-120820152533-phpapp02.pptx
 
DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS. Quql a diferença entre Bioma e Domínio Morfoclimático
DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS. Quql a diferença entre Bioma e Domínio MorfoclimáticoDOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS. Quql a diferença entre Bioma e Domínio Morfoclimático
DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS. Quql a diferença entre Bioma e Domínio Morfoclimático
 
Cobertura vegetalbrasil
Cobertura vegetalbrasilCobertura vegetalbrasil
Cobertura vegetalbrasil
 

Mais de Pessoal

Introduoao sensoriamentoremoto
Introduoao sensoriamentoremotoIntroduoao sensoriamentoremoto
Introduoao sensoriamentoremoto
Pessoal
 
Metodologia de fotointerpretação geológica
Metodologia de fotointerpretação geológicaMetodologia de fotointerpretação geológica
Metodologia de fotointerpretação geológica
Pessoal
 
Pesquisa aplicada
Pesquisa aplicadaPesquisa aplicada
Pesquisa aplicada
Pessoal
 
Projetos metodologias
Projetos   metodologiasProjetos   metodologias
Projetos metodologias
Pessoal
 
Serra do tepequém – roraima
Serra do tepequém – roraimaSerra do tepequém – roraima
Serra do tepequém – roraima
Pessoal
 
Solo e agricultura
Solo e agriculturaSolo e agricultura
Solo e agricultura
Pessoal
 
Poluição do ar
Poluição do arPoluição do ar
Poluição do ar
Pessoal
 
Solos e a agricultura no brasil
Solos e a agricultura no brasil Solos e a agricultura no brasil
Solos e a agricultura no brasil
Pessoal
 
Ser geografo
Ser geografoSer geografo
Ser geografo
Pessoal
 
Sensoriamento remoto
Sensoriamento remotoSensoriamento remoto
Sensoriamento remoto
Pessoal
 
Poluição do solo
Poluição do soloPoluição do solo
Poluição do solo
Pessoal
 
Origem e tipos de solos
Origem e tipos de solosOrigem e tipos de solos
Origem e tipos de solos
Pessoal
 
Origem dos oceanos
Origem dos oceanosOrigem dos oceanos
Origem dos oceanos
Pessoal
 
Modelos de aprendizagem
Modelos de aprendizagemModelos de aprendizagem
Modelos de aprendizagem
Pessoal
 
Microbiologia do solo
Microbiologia do soloMicrobiologia do solo
Microbiologia do solo
Pessoal
 
Introdução geral à topografia
Introdução geral à topografiaIntrodução geral à topografia
Introdução geral à topografia
Pessoal
 
Cartografia interpretando mapas
Cartografia interpretando mapasCartografia interpretando mapas
Cartografia interpretando mapas
Pessoal
 
Bacia hidrografica
Bacia hidrograficaBacia hidrografica
Bacia hidrografica
Pessoal
 
Aula conceitos básicos monografia
Aula conceitos básicos monografiaAula conceitos básicos monografia
Aula conceitos básicos monografia
Pessoal
 
Análise morfoestrutural
Análise morfoestruturalAnálise morfoestrutural
Análise morfoestrutural
Pessoal
 

Mais de Pessoal (20)

Introduoao sensoriamentoremoto
Introduoao sensoriamentoremotoIntroduoao sensoriamentoremoto
Introduoao sensoriamentoremoto
 
Metodologia de fotointerpretação geológica
Metodologia de fotointerpretação geológicaMetodologia de fotointerpretação geológica
Metodologia de fotointerpretação geológica
 
Pesquisa aplicada
Pesquisa aplicadaPesquisa aplicada
Pesquisa aplicada
 
Projetos metodologias
Projetos   metodologiasProjetos   metodologias
Projetos metodologias
 
Serra do tepequém – roraima
Serra do tepequém – roraimaSerra do tepequém – roraima
Serra do tepequém – roraima
 
Solo e agricultura
Solo e agriculturaSolo e agricultura
Solo e agricultura
 
Poluição do ar
Poluição do arPoluição do ar
Poluição do ar
 
Solos e a agricultura no brasil
Solos e a agricultura no brasil Solos e a agricultura no brasil
Solos e a agricultura no brasil
 
Ser geografo
Ser geografoSer geografo
Ser geografo
 
Sensoriamento remoto
Sensoriamento remotoSensoriamento remoto
Sensoriamento remoto
 
Poluição do solo
Poluição do soloPoluição do solo
Poluição do solo
 
Origem e tipos de solos
Origem e tipos de solosOrigem e tipos de solos
Origem e tipos de solos
 
Origem dos oceanos
Origem dos oceanosOrigem dos oceanos
Origem dos oceanos
 
Modelos de aprendizagem
Modelos de aprendizagemModelos de aprendizagem
Modelos de aprendizagem
 
Microbiologia do solo
Microbiologia do soloMicrobiologia do solo
Microbiologia do solo
 
Introdução geral à topografia
Introdução geral à topografiaIntrodução geral à topografia
Introdução geral à topografia
 
Cartografia interpretando mapas
Cartografia interpretando mapasCartografia interpretando mapas
Cartografia interpretando mapas
 
Bacia hidrografica
Bacia hidrograficaBacia hidrografica
Bacia hidrografica
 
Aula conceitos básicos monografia
Aula conceitos básicos monografiaAula conceitos básicos monografia
Aula conceitos básicos monografia
 
Análise morfoestrutural
Análise morfoestruturalAnálise morfoestrutural
Análise morfoestrutural
 

Dominios morfoclimáticos

  • 1. Os Domínios Morfoclimáticos do Brasil VISITE E CONHEÇA MEU BLOG WWW.GEOGRAFIADOBEM.BLOGSPOT.COM
  • 2. Conceito Os domínios morfoclimáticos são divisões que se baseiam nos diferentes tipos de relevos que são resultantes das condições climáticas atuais e do passado bem como na cobertura vegetal e nos tipos de solo.
  • 3. Quantos são? Os domínios morfoclimáticos brasileiros são definidos a partir das características climáticas, botânicas, hidrológicas entre outras. Devido à extensão territorial do Brasil ser muito grande, vamos nos defrontar com domínios muito diferenciados uns dos outros. Esta classificação feita, segundo o geógrafo Aziz Ab’Sáber (1970), dividiu o Brasil em seis domínios.
  • 4. Quais são? Domínio Amazônico: • Localização: É a maior região morfoclimática do Brasil, com uma área de aproximadamente 5 milhões km² – equivalente a 60% do território nacional – abrangendo os Estados: Amazonas, Amapá, Acre, Pará, Maranhão, Rondônia, Roraima, Tocantins e Mato Grosso. • Clima: Equatorial, a qual é o mais quente e o mais úmido da Terra. • Rios: Apresenta a maior bacia fluvial da Terra ocupando ¼ das terras da América do Sul (Amazonas). • Vegetação: Predomina a floresta equatorial Amazônica.
  • 5. Continuação Domínio do Cerrado: • Localização: Região central do Brasil, o domínio morfoclimático do Cerrado detém uma área de 45 milhões de hectares, sendo o segundo maior domínio por extensão territorial. Incluindo neste espaço os Estados: do Mato Grosso, do Mato Grosso do Sul, do Tocantins (parte sul), de Goiás, da Bahia (parte oeste), do Maranhão (parte sudoeste) e de Minas Gerais (parte noroeste). • Relevo: Chapadas e Chapadões. • Clima: Tropical com uma estação seca bem definida. • Solos: Ácidos. • Rios: Diminuem muito na época das secas e transbordam na época das chuvas. • Vegetação: Campos que apresentam árvores retorcidas com cascas
  • 6. Continuação Domínio da Caatinga: • Localização: Situado no nordeste brasileiro, o domínio morfoclimático das caatingas abrange em seu território a região dos polígonos das secas. Com uma extensão de aproximadamente 850.000 km², este domínio inclui o Estado do Ceará e partes dos Estados da Bahia, de Sergipe, de Alagoas, de Pernambuco, da Paraíba, do Rio Grande do Norte e do Piauí. • Relevo: Chapadas e serras. • Clima: Semi-Árido quente, com chuvas escassas e mal distribuídas. • Solos: ricos em minerais e pobres em matérias orgânicas. • Rios temporários – predominantes. • Vegetação: Arbustos espinhentos e cactos além de árvores que perdem suas folhas nas secas.
  • 7. Continuação Domínio dos Mares de Morros: • Localização: Acompanha a faixa litorânea do Brasil, do nordeste até o sul do País, obtendo uma área total de aproximadamente 1.000.000 km². • Relevo: Morros arredondados que resultam da alternância de períodos de secas e de chuvas . • Clima: Tropical quente, com uma estação seca e outra chuvosa. • Solos Férteis. • Rios: Muito importantes pelo grande potencial hidroelétrico. • Vegetação: Predomina a Mata Atlântica que está muito devastada. Também apresenta campos e cerrados.
  • 8. Continuação Domínio das Araucárias: • Localização: Encontrado desde o sul paulista até o norte gaúcho, o domínio das araucárias ocupa uma área de 400.000 km². • Relevo: Predomina o planalto. • Clima: Subtropical. • Solos: fértil • Rios: Importantes para a navegação e para a geração de eletricidade. • Vegetação: Floresta dos Pinhais ou de Araucária a qual está muito devastada.
  • 9. Continuação Domínio das Pradarias : • Localização: Situado ao extremo sul brasileiro, mais exatamente a sudeste gaúcho, o domínio morfoclimático das pradarias compreende uma extensão de 45.000 km² a 80.000 km² . • Relevo: Planícies. • Clima: Subtropical. • Solos: Férteis. • Rios de planície. • Vegetação: Gramais que formam imensos campos muito utilizados para a pecuária.
  • 10. Quais são os processos de degradação ambiental que cada um vem sofrendo nas últimas décadas? Domínio Amazônico Nos dias atuais é grande a devastação ambiental na Amazônia – queimadas, desmatamentos, extinção de espécies, etc. – isso faz com que a região e o mundo preocupe-se com seu futuro, pois se trata da maior reserva florestal do globo. Ecologicamente a Amazônia está correndo muito perigo, devido ao grande atrativo econômico natural que é encontrado nesta região, o equilíbrio é colocado muitas vezes em risco. A exploração descontrolada faz com que as ideologias conservacionistas sejam deixadas de lado. As indústrias mineradoras geram conseqüências incalculáveis ao ambiente e nos rios são despejados muitos produtos químicos para esta exploração. A agricultura torna áreas de vegetação em solos de fácil erosividade. São poucas as atividades econômicas que não agridem a natureza. A extração da borracha, por exemplo, era uma economia viável ecologicamente, pois necessitava da floresta para o crescimento das seringueiras. Mas atualmente, esta exploração é quase rara, devido à falta de indústrias consumidoras.
  • 11. Continuação Domínio dos Cerrados O cerrado atraiu muita atenção para a agricultura, o que lhe tornou uma região de grande produção de grãos como a soja e agropastoril, com a ótima adaptação dos gados zebu, nelore e ibagé. Em virtude disso, o solo nativo foi retirado e alterado por outra vegetação, condizendo a uma maior facilidade aos processos erosivos, devido à falta de cobertura vegetal, seja ela gramínea ou herbácea. Nesse sentido, faz-se muito pouco pela preservação e conservação das matas nativas – a não ser nas áreas demarcadas como reservas bio-ecológicas. Outra exploração ativa é a mineral, como o ouro e o diamante, donde decorre uma grande devastação à natureza.
  • 12. Continuação Domínio dos Mares de Morros: Essas terras já estão sendo utilizadas economicamente há muitos anos. Decorrente disso, observa-se uma considerável desgastação do solo que diminui a atual preservação das matas restantes. Esta região já sofreu muita devastação do homem e da sociedade e devem ser tomadas atitudes urgentes para sua conservação. Neste sentido, a solução mais adequada para este domínio, seria a estagnação de muitos processos agrícolas ao longo de sua área, pois o solo encontra-se desgastado e com problemas erosivos muito acentuados. Deixando assim, a terra em desuso por um tempo,e assim iniciar um projeto de reconstituição à vegetação nativa.
  • 13. Continuação Domínio da Caatinga O homem não intervém de significativa maneira em seu habitat, assim o ambiente natural da caatinga encontra-se pouco devastado. Sua região poderia ser ocupada mais a nível agrícola, em virtude do seu solo possuir boas condições de manejo, só necessitando de irrigação artificial. Assim, considerando os fatos apresentados, a caatinga teria condições de desenvolver-se economicamente com a agricultura, que seria de grande importância para acabar com a miséria existente. Mas sem esquecer de utilizar os recursos naturais com equilíbrio, sendo feito de modo organizado e pré-estabelecido à não causar desastres e conseqüências ambientais futuros.
  • 14. Continuação Domínio das Araucárias: Percebe-se atualmente que esta arbórea ( as araucárias) quase desapareceu dessa região, devido à descontrolada exploração da araucária para produção de celulose. Mas os questionamentos ambientais não estão somente na vegetação. Devido este solo ser utilizado há anos vêem a ocorrer uma erosividade considerada. Em virtude do mesmo, surge a técnica de manejo agrícola chamada plantio direto, que evidencia uma proteção ao solo nu em épocas de pós-safra. Nesse sentido, o domínio morfoclimático das araucárias, que compreende uma importante área no sul brasileiro, detém um nível de conservação e reestruturação vegetal considerável. Mas não se deve estagnar esse processo positivo, pois necessitamos muito dessas terras férteis que mantém as economias locais.
  • 15. Continuação Domínio das Pradarias : Apesar de existir diversos parques ecológicos nesses domínio as condições ambientais atuais fora desses parques, são muito preocupantes. Com o início da formação de um deserto que tende a crescer anualmente, essa região está sendo foco de muitos estudos e projetos para estagnar esse processo. Devido ao mau uso da terra pelo homem, como a monocultura e as queimadas, essas darão origem as ravinas, que por sua vez farão surgir às voçorocas. Como o solo é muito arenoso e a morfologia do relevo é levemente ondulado, rapidamente os montantes de areia espalham-se na região ocasionados pela ação eólica.
  • 16. Existem órgãos do governo e entidades preocupadas com a preservação desses domínios?Quais? Sim, existem.Entretanto, essa preocupação é bem desigual entre os domínios. Entre os principais órgãos e entidades se destacam: Domínio da Amazônia: Apesar da vontade de proteção do nosso governo, apenas 53 por cento da floresta está protegida, assim devem ser tomadas medidas urgentes, pois as atividades praticadas nessa região causam grandes prejuízos. O Programa Proteção da Amazônia é viabilizado pelo SIVAM (Sistema de Vigilância da Amazônia) e tem contribuído para isso, juntamente com a ação da Polícia Federal. Domínio dos Mares de Morros: Estão presentes a fundação O Boticário (privado), que detém áreas de preservação ao ambiente natural e o SOS Mata Atlântica (governamental e privado), apesar disso a região foi muito devastada.
  • 17. Continuação Domínio do Cerrado: Nessa região são praticadas diversas atividades, porém há poucos projetos de proteção,dessa forma, os governos, tanto federal, estadual ou municipal, deverão tomar decisões imediatas quanto à proteção do meio natural, pois deve ocorrer, sim, a exploração pastoril, agrícola e mineral dessa região, porém não se deve esquecer que para a efetiva existência dessas economias o ambiente deverá ser prudentemente conservado. Domínio da Caatinga: Pela razão de o homem não intervir diretamente no seu habitat, há pouco desgaste e assim pouca proteção nessa região
  • 18. Continuação Domínio das Araucárias: Pela razão principalmente de sua vegetação ser quase totalmente desgastado, por causa da extração de celulose, atualmente medidas foram tomadas e hoje a araucária é protegida por lei estadual no Paraná Domínio das Pradarias: O domínio morfoclimático das Pradarias detém importantes reservas biológicas, como a do Parque Estadual do Espinilho (Uruguaiana e Barra do Quarai) e a Reserva Biológica de Donato (São Borja). Entretanto, em áreas fora desses parques há um deserto em expansão devido as queimadas e monoculturas, o que se torna foco de diversos estudos e projetos.Fora esses projetos, o governo local deve ficar atento a soluções para estagnar esse processo.
  • 19. Bibliografia • http://www.algosobre.com.br/geografia/dominios- morfloclimaticos-brasileiros-os-segundo-aziz-ab-saber.html • http://www2.uol.com.br/aprendiz/n_simulado/revisao/revisao08/ er030008.pdf • http://200.136.76.125/portal/frm_conteudo.aspx? codConteudo=77&tituloanterior=Roteiros+para+Estudo • http://escolas.trendnet.com.br/icjsantoandre/sexta_serie.htm • http://www.abrasil.gov.br/nivel3/index.asp?id=218&cod=NRIQU