SlideShare uma empresa Scribd logo
Relações Sócio Profissionais,
Cidadania e Ética
Compreender as diferenças culturais na formação do povo brasileiro e seus reflexos nas relações
sociais e de trabalho,
refletindo quanto à necessidade de desenvolver comportamento ético no exercício da cidadania e da
carreira profissional.
Fundamentos Técnicos e Científicos
Reconhecer-se como parte integrante do seu contexto
• sociocultural, fruto de um processo histórico e herdeiro da cultura
• do País e da Região em que vive.
• • Formação do Povo Brasileiro
• - Colonizadores (Europeus)
• - Primitivos – (Índios)
• - Escravos (Africanos)
• - Imigrantes (Italianos, Japoneses, Alemães,
• Poloneses, Árabes, entre outros).
•Reconhecer a contribuição das diferentes etnias na formação do
Povo Brasileiro.
Reconhecer os principais traços da cultura local, considerando as
• contribuições de cada etnia na língua, na vestimenta, na culinária,
• na religião, nas manifestações culturais e na organização do
• trabalho na sua região.
• Reconhecer a composição do território nacional, considerando as
diferentes regiões, suas condições climáticas, economia e cultura.
• Reconhecer o contexto da área ocupacional de que trata o curso
na sua região, considerando demandas, perfil profissional da
ocupação e oportunidades de crescimento profissional.
Demonstrar atitudes éticas nas ações e nas relações profissionais
Apresentar comportamento ético no desenvolvimento das atividades sob a sua
responsabilidade.
Reconhecer os conceitos básicos de direitos humanos e suas implicações no cotidiano da vida em sociedade e no trabalho,
tendo como base o código e a declaração universal dos direito humanos;
• Reconhecer princípios relacionados ao estatuto da igualdade racial no contexto da formação da sociedade brasileira;
• Identificar as premissas básicas que constituem o estatuto do idoso, tendo em vista a
estimativa de vida do brasileiro(a);
Diferenciar as implicações relacionadas à violência decorrente de assédio, discriminação e
falta de orientação sexual, especialmente no trabalho.
Reconhecer os direitos e a legislação básica
que rege as relações
entre empregado e trabalhador no país.
Formação do
Povo Brasileiro
• Colonizadores (Europeus);
• Primitivos (Índios);
• Escravos (Africanos);
• Imigrantes (Italianos, Japoneses,
Alemães, Poloneses, Árabes,
entre outros).
O povo brasileiro é resultado da
miscigenação de vários povos.
Quais povos compuseram o povo Brasileiro?
Povos indígenas
Tendo em vista essa diversidade de raças, culturas e etnias, o resultado só poderia ser uma
miscigenação, a qual promoveu uma grande riqueza cultural.
Por esse motivo, encontramos inúmeras manifestações culturais, costumes, pratos típicos, entre outros
aspectos.
Povos africanos
Imigrantes europeus
Imigrantes asiáticos
Povos indígenas
População
• Oito milhões de pessoas viviam aqui em 1500. O número não é exato, mas é um
consenso entre os historiadores. Desse total, 5 milhões estavam na Amazônia.
• Para ter uma ideia, na época, Portugal tinha pouco mais de 1 milhão de
habitantes.
Algumas das mais populosas
Tupiniquim (SP, ES e BA)
Potiguar (Nordeste)
Tamoio (RJ)
Carijó (SP, PR e RS)
Charrua (RS)
Guarani (MS)
8 milhões de habitantes – Divididos em mais de 1.000 tribos
Cultura Indígenas
antes da colonização
• Organização social baseada no coletivismo;
• Ausência de política, Estado e governo;
• Ausência de moeda
• Sobreviviam da caça, da pesca, do extrativismo
e da agricultura.
Com as fibras nativas dos campos e
florestas, fabricavam-se cordas, cestos,
peneiras, esteiras, redes, abanos de fogo;
moldavam-se em barro diversos tipos de
potes, vasos e urnas funerárias, pois
enterravam seus mortos.
A primeira marcante mistura aconteceu no momento em que as populações indígenas
da região entraram em contato com os colonizadores do Velho Mundo.
Em meio ao interesse de exploração e o afastamento dos padrões morais europeus, os
portugueses engravidaram várias índias que deram à luz nossa primeira geração de
mestiços.
• https://www.youtube.com/watch?v=cQkA5PDow2s
Chegada dos Colonizadores
EUROPEUS
• Motivados pelo contexto da economia mercantilista e o
desenvolvimento das grandes navegações, os portugueses
ocuparam o Brasil com a intenção de realizar a colonização das
terras e, consequentemente, explorar as riquezas existentes.
• Sob o signo da dominação e da adaptação, os lusitanos
trouxeram para cá as particularidades de sua cultura de origem e
da Europa Cristã.
A colonização portuguesa no Brasil teve como principais características: civilizar,
exterminar, explorar, povoar, conquistar e dominar.
• Ao longo das idades moderna e
contemporânea, notamos a chegada de
outros povos de origem europeia.
• Espanhóis, franceses, alemães e
holandeses apareceram por aqui
buscando disputar as terras que
estavam sendo dominadas pelos
portugueses.
vídeo
• https://youtu.be/Ufi2J8jcnQo
Entre os séculos 16 e 19, cerca de 4
milhões de homens, mulheres e
crianças africanas desembarcaram
no Brasil como escravos.
Uma atividade lucrativa para os
portugueses, o tráfico de
escravos africanos para o Brasil
iniciou a captura, transporte,
venda e exploração sistemática
de vários povos do continente
africano.
Escravidão
• https://youtu.be/2YdHpruuNlk
Miscigenação
Imigração no século
XIX
• https://youtu.be/uwCpKeQCN_g
A imigração propriamente dita verificou-se a partir de 1808, vésperas da independência, quando
instalou-se um permanente fluxo de europeus para o Brasil, que se acentuou com a fundação da
colônia de Nova Friburgo, na província do Rio de Janeiro, em 1818, e a de São Leopoldo, no Rio
Grande do Sul, em 1824.
Dois mil suíços e mil alemães radicaram-se no Brasil nessa época, incentivados pela abertura dos
portos às nações amigas. Outras tentativas de assentar irlandeses e alemães, especialmente no
Nordeste, fracassaram completamente.
Apesar de autorizada a concessão de terras a estrangeiros, o latifúndio impedia a implantação da
pequena propriedade rural e a escravidão obstaculizava o trabalho livre assalariado.
Diversidade.pptx

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Diversidade.pptx

slides História.pdf
slides História.pdfslides História.pdf
slides História.pdf
Lídia Pereira Silva Souza
 
Boletim - Diversidade Brasileira
Boletim - Diversidade BrasileiraBoletim - Diversidade Brasileira
Boletim - Diversidade Brasileira
Rodrigo Silveira
 
241642272 1-cutura-material-e-imaterial-pdf
241642272 1-cutura-material-e-imaterial-pdf241642272 1-cutura-material-e-imaterial-pdf
241642272 1-cutura-material-e-imaterial-pdf
gisele picolli
 
Fabiana
FabianaFabiana
Fabiana
George Alex
 
Formação da cultura brasileira
Formação da cultura brasileiraFormação da cultura brasileira
Formação da cultura brasileira
Patricia Moreira
 
A FORMAÇÃO DO POVO BRASILEIRO
A FORMAÇÃO DO POVO BRASILEIROA FORMAÇÃO DO POVO BRASILEIRO
A FORMAÇÃO DO POVO BRASILEIRO
Ronaldo Junio
 
Aula 02 - população do brasil6anoEF.pptx
Aula 02 - população do brasil6anoEF.pptxAula 02 - população do brasil6anoEF.pptx
Aula 02 - população do brasil6anoEF.pptx
AlderleyCarvalho1
 
Diálogos do Turismo: Uma viagem de Inclusão - IGUALDADE RACIAL E TURISMO (P. ...
Diálogos do Turismo: Uma viagem de Inclusão - IGUALDADE RACIAL E TURISMO (P. ...Diálogos do Turismo: Uma viagem de Inclusão - IGUALDADE RACIAL E TURISMO (P. ...
Diálogos do Turismo: Uma viagem de Inclusão - IGUALDADE RACIAL E TURISMO (P. ...
Maísa Fernandes
 
Mobilidades locais e globais
Mobilidades locais e globaisMobilidades locais e globais
Mobilidades locais e globais
xikofonseca
 
Trab. socio miscigenação cultural brasileira
Trab. socio miscigenação cultural brasileiraTrab. socio miscigenação cultural brasileira
Trab. socio miscigenação cultural brasileira
Minguimingui
 
Projeto feira de cultura
Projeto feira de culturaProjeto feira de cultura
Projeto feira de cultura
Luciene Rosa Gugé
 
Formação do povo brasileiro
Formação do povo brasileiroFormação do povo brasileiro
Formação do povo brasileiro
feraps
 
Indios
IndiosIndios
Europa e Europeus - Latinos (2018/2019)
Europa e Europeus - Latinos (2018/2019)Europa e Europeus - Latinos (2018/2019)
Europa e Europeus - Latinos (2018/2019)
Carlos Ribeiro Medeiros
 
Matéria lecionada história fundamental. tudo
Matéria lecionada história fundamental. tudoMatéria lecionada história fundamental. tudo
Matéria lecionada história fundamental. tudo
Atividades Diversas Cláudia
 
Plano de ensino 7º ano história
Plano de ensino 7º ano históriaPlano de ensino 7º ano história
Plano de ensino 7º ano história
Atividades Diversas Cláudia
 
Cultura na Colônia.ppt
Cultura na Colônia.pptCultura na Colônia.ppt
Cultura na Colônia.ppt
bernardoborges
 
Matrizes culturais – 2ª parte
Matrizes culturais – 2ª parteMatrizes culturais – 2ª parte
Matrizes culturais – 2ª parte
felipedacarpereira
 
Matéria lecionada história fundamental. tudo
Matéria lecionada história fundamental. tudoMatéria lecionada história fundamental. tudo
Matéria lecionada história fundamental. tudo
Atividades Diversas Cláudia
 
OP Os povos africanos
OP Os povos africanosOP Os povos africanos
OP Os povos africanos
Lauri Rene Reis Filho
 

Semelhante a Diversidade.pptx (20)

slides História.pdf
slides História.pdfslides História.pdf
slides História.pdf
 
Boletim - Diversidade Brasileira
Boletim - Diversidade BrasileiraBoletim - Diversidade Brasileira
Boletim - Diversidade Brasileira
 
241642272 1-cutura-material-e-imaterial-pdf
241642272 1-cutura-material-e-imaterial-pdf241642272 1-cutura-material-e-imaterial-pdf
241642272 1-cutura-material-e-imaterial-pdf
 
Fabiana
FabianaFabiana
Fabiana
 
Formação da cultura brasileira
Formação da cultura brasileiraFormação da cultura brasileira
Formação da cultura brasileira
 
A FORMAÇÃO DO POVO BRASILEIRO
A FORMAÇÃO DO POVO BRASILEIROA FORMAÇÃO DO POVO BRASILEIRO
A FORMAÇÃO DO POVO BRASILEIRO
 
Aula 02 - população do brasil6anoEF.pptx
Aula 02 - população do brasil6anoEF.pptxAula 02 - população do brasil6anoEF.pptx
Aula 02 - população do brasil6anoEF.pptx
 
Diálogos do Turismo: Uma viagem de Inclusão - IGUALDADE RACIAL E TURISMO (P. ...
Diálogos do Turismo: Uma viagem de Inclusão - IGUALDADE RACIAL E TURISMO (P. ...Diálogos do Turismo: Uma viagem de Inclusão - IGUALDADE RACIAL E TURISMO (P. ...
Diálogos do Turismo: Uma viagem de Inclusão - IGUALDADE RACIAL E TURISMO (P. ...
 
Mobilidades locais e globais
Mobilidades locais e globaisMobilidades locais e globais
Mobilidades locais e globais
 
Trab. socio miscigenação cultural brasileira
Trab. socio miscigenação cultural brasileiraTrab. socio miscigenação cultural brasileira
Trab. socio miscigenação cultural brasileira
 
Projeto feira de cultura
Projeto feira de culturaProjeto feira de cultura
Projeto feira de cultura
 
Formação do povo brasileiro
Formação do povo brasileiroFormação do povo brasileiro
Formação do povo brasileiro
 
Indios
IndiosIndios
Indios
 
Europa e Europeus - Latinos (2018/2019)
Europa e Europeus - Latinos (2018/2019)Europa e Europeus - Latinos (2018/2019)
Europa e Europeus - Latinos (2018/2019)
 
Matéria lecionada história fundamental. tudo
Matéria lecionada história fundamental. tudoMatéria lecionada história fundamental. tudo
Matéria lecionada história fundamental. tudo
 
Plano de ensino 7º ano história
Plano de ensino 7º ano históriaPlano de ensino 7º ano história
Plano de ensino 7º ano história
 
Cultura na Colônia.ppt
Cultura na Colônia.pptCultura na Colônia.ppt
Cultura na Colônia.ppt
 
Matrizes culturais – 2ª parte
Matrizes culturais – 2ª parteMatrizes culturais – 2ª parte
Matrizes culturais – 2ª parte
 
Matéria lecionada história fundamental. tudo
Matéria lecionada história fundamental. tudoMatéria lecionada história fundamental. tudo
Matéria lecionada história fundamental. tudo
 
OP Os povos africanos
OP Os povos africanosOP Os povos africanos
OP Os povos africanos
 

Último

D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AntonioVieira539017
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 

Último (20)

D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 

Diversidade.pptx

  • 1. Relações Sócio Profissionais, Cidadania e Ética Compreender as diferenças culturais na formação do povo brasileiro e seus reflexos nas relações sociais e de trabalho, refletindo quanto à necessidade de desenvolver comportamento ético no exercício da cidadania e da carreira profissional.
  • 2. Fundamentos Técnicos e Científicos Reconhecer-se como parte integrante do seu contexto • sociocultural, fruto de um processo histórico e herdeiro da cultura • do País e da Região em que vive. • • Formação do Povo Brasileiro • - Colonizadores (Europeus) • - Primitivos – (Índios) • - Escravos (Africanos) • - Imigrantes (Italianos, Japoneses, Alemães, • Poloneses, Árabes, entre outros). •Reconhecer a contribuição das diferentes etnias na formação do Povo Brasileiro. Reconhecer os principais traços da cultura local, considerando as • contribuições de cada etnia na língua, na vestimenta, na culinária, • na religião, nas manifestações culturais e na organização do • trabalho na sua região.
  • 3. • Reconhecer a composição do território nacional, considerando as diferentes regiões, suas condições climáticas, economia e cultura. • Reconhecer o contexto da área ocupacional de que trata o curso na sua região, considerando demandas, perfil profissional da ocupação e oportunidades de crescimento profissional. Demonstrar atitudes éticas nas ações e nas relações profissionais Apresentar comportamento ético no desenvolvimento das atividades sob a sua responsabilidade. Reconhecer os conceitos básicos de direitos humanos e suas implicações no cotidiano da vida em sociedade e no trabalho, tendo como base o código e a declaração universal dos direito humanos; • Reconhecer princípios relacionados ao estatuto da igualdade racial no contexto da formação da sociedade brasileira; • Identificar as premissas básicas que constituem o estatuto do idoso, tendo em vista a estimativa de vida do brasileiro(a); Diferenciar as implicações relacionadas à violência decorrente de assédio, discriminação e falta de orientação sexual, especialmente no trabalho.
  • 4. Reconhecer os direitos e a legislação básica que rege as relações entre empregado e trabalhador no país.
  • 5. Formação do Povo Brasileiro • Colonizadores (Europeus); • Primitivos (Índios); • Escravos (Africanos); • Imigrantes (Italianos, Japoneses, Alemães, Poloneses, Árabes, entre outros).
  • 6. O povo brasileiro é resultado da miscigenação de vários povos. Quais povos compuseram o povo Brasileiro?
  • 7. Povos indígenas Tendo em vista essa diversidade de raças, culturas e etnias, o resultado só poderia ser uma miscigenação, a qual promoveu uma grande riqueza cultural. Por esse motivo, encontramos inúmeras manifestações culturais, costumes, pratos típicos, entre outros aspectos. Povos africanos Imigrantes europeus Imigrantes asiáticos
  • 9. População • Oito milhões de pessoas viviam aqui em 1500. O número não é exato, mas é um consenso entre os historiadores. Desse total, 5 milhões estavam na Amazônia. • Para ter uma ideia, na época, Portugal tinha pouco mais de 1 milhão de habitantes. Algumas das mais populosas Tupiniquim (SP, ES e BA) Potiguar (Nordeste) Tamoio (RJ) Carijó (SP, PR e RS) Charrua (RS) Guarani (MS) 8 milhões de habitantes – Divididos em mais de 1.000 tribos
  • 10.
  • 11. Cultura Indígenas antes da colonização • Organização social baseada no coletivismo; • Ausência de política, Estado e governo; • Ausência de moeda • Sobreviviam da caça, da pesca, do extrativismo e da agricultura. Com as fibras nativas dos campos e florestas, fabricavam-se cordas, cestos, peneiras, esteiras, redes, abanos de fogo; moldavam-se em barro diversos tipos de potes, vasos e urnas funerárias, pois enterravam seus mortos.
  • 12. A primeira marcante mistura aconteceu no momento em que as populações indígenas da região entraram em contato com os colonizadores do Velho Mundo. Em meio ao interesse de exploração e o afastamento dos padrões morais europeus, os portugueses engravidaram várias índias que deram à luz nossa primeira geração de mestiços.
  • 14. Chegada dos Colonizadores EUROPEUS • Motivados pelo contexto da economia mercantilista e o desenvolvimento das grandes navegações, os portugueses ocuparam o Brasil com a intenção de realizar a colonização das terras e, consequentemente, explorar as riquezas existentes. • Sob o signo da dominação e da adaptação, os lusitanos trouxeram para cá as particularidades de sua cultura de origem e da Europa Cristã. A colonização portuguesa no Brasil teve como principais características: civilizar, exterminar, explorar, povoar, conquistar e dominar.
  • 15. • Ao longo das idades moderna e contemporânea, notamos a chegada de outros povos de origem europeia. • Espanhóis, franceses, alemães e holandeses apareceram por aqui buscando disputar as terras que estavam sendo dominadas pelos portugueses.
  • 17. Entre os séculos 16 e 19, cerca de 4 milhões de homens, mulheres e crianças africanas desembarcaram no Brasil como escravos.
  • 18. Uma atividade lucrativa para os portugueses, o tráfico de escravos africanos para o Brasil iniciou a captura, transporte, venda e exploração sistemática de vários povos do continente africano.
  • 21. Imigração no século XIX • https://youtu.be/uwCpKeQCN_g A imigração propriamente dita verificou-se a partir de 1808, vésperas da independência, quando instalou-se um permanente fluxo de europeus para o Brasil, que se acentuou com a fundação da colônia de Nova Friburgo, na província do Rio de Janeiro, em 1818, e a de São Leopoldo, no Rio Grande do Sul, em 1824. Dois mil suíços e mil alemães radicaram-se no Brasil nessa época, incentivados pela abertura dos portos às nações amigas. Outras tentativas de assentar irlandeses e alemães, especialmente no Nordeste, fracassaram completamente. Apesar de autorizada a concessão de terras a estrangeiros, o latifúndio impedia a implantação da pequena propriedade rural e a escravidão obstaculizava o trabalho livre assalariado.