SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 18
Baixar para ler offline
Composição étnica do Brasil
E.M. “Vovó Fiuta”
5º anos
Composição étnica do Brasil
A composição étnica do Brasil envolve uma ampla diversidade de raças e etnias, tradições, culturas, idiomas e
outros elementos.
O Brasil, como se sabe, é um país com uma
grande diversidade étnica, ou seja, apresenta
uma elevada variedade de raças e etnias. Nesse
caso, o termo “raça” não é compreendido em
seu sentido biológico, mas sim em seus aspectos
socioculturais de modo a diferenciar os grupos
populacionais por características físicas externas,
geralmente a cor e outros aspectos. Já o termo
“etnia” costuma definir as populações com base
também em suas diferenciações culturais e
linguísticas, envolvendo também tradições,
religiões e outros elementos.
https://www.youtube.com/watch?v=a8jTDZnOqdQ
Por exemplo, só de indígenas, segundo dados do
IBGE, existem cerca de 305 etnias que pronunciam
mais de 270 idiomas. Esse número é acrescido às
diferentes ramificações de povos europeus,
africanos, asiáticos e tantos outros que
descenderam dos povos que migraram para o país
durante o seu período histórico pós-descobrimento.
Há, dessa forma, uma incontável variedade de tipos que definem a composição étnica do Brasil.
Os índios formam os agrupamentos
descendentes daqueles que aqui habitavam
antes do período do descobrimento
efetuado pelos portugueses. Com a invasão
dos europeus, boa parte dos grupos
indígenas foi dizimada, de modo que várias
de suas etnias foram erradicadas.
De um modo geral, podemos dizer que a composição étnica brasileira é basicamente oriunda de três grandes e
principais grupos étnicos: os indígenas, os africanos e os europeus
Boa parte de nossa cultura, práticas sociais,
religiões, tradições e costumes está associada a
valores oriundos desses povos. Dentre as etnias
africanas que vieram para o Brasil, destacam-se os
bantos, os sudaneses e outras populações.
Já os negros africanos compõem o grupo dos povos que foram trazidos à força da África e que aqui foram
escravizados, sustentando a economia do país durante vários anos por meio de seu trabalho.
https://www.youtube.com/watch?v=y2-SAxldlcc
Já os povos europeus que vieram para o Brasil basicamente se formaram de populações portuguesas, além de
grupos franceses, holandeses, italianos, espanhóis e outros, que configuraram a matriz étnica predominante
no país, segundo vários estudos.
Há de se registrar também a miscigenação dessas
diferentes composições étnicas que habitam o Brasil.
Por miscigenação entende-se a mistura das diversas
etnias, que deu origem a novas populações que
resguardaram traços físicos e também culturais de
ambas as suas matrizes.
https://www.youtube.com/watch?v=HfaeWT6qZl0
A miscigenação entre brancos e negros
originou os povos chamados de mulatos. Já
da mistura entre índios e brancos surgiram
os mamelucos, considerados como os
primeiros brasileiros no período após o
descobrimento. Já a miscigenação entre
índios e negros deu origem aos cafuzos.
Mulatos, mamelucos e cafuzos
https://www.youtube.com/watch?v=7fN3zTJV4-k
Mas é claro que essa divisão é apenas uma visão simplista, pois é impossível dizer que apenas essas etnias
formam a população brasileira, conforme o “mito das três raças” e suas derivações. Na verdade, existem
centenas ou talvez milhares de agrupamentos diferentes ao longo do território brasileiro, de modo que qualquer
classificação sempre restringirá a um certo limite algo que é muito mais amplo.
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística
(IBGE) classifica a população brasileira com base
em cinco tipos diferentes de raças: os brancos, os
negros, os pardos, os amarelos e os indígenas,
cuja distribuição podemos observar no quadro a
seguir, elaborado com base em informações
obtidas pelo Censo Demográfico de 2010:
População brasileira por cor ou raça, de acordo com o Censo de 2010
Em 1500, quando os portugueses chegaram às terras que formariam o Brasil, calcula-se que havia aproximadamente 5
milhões de indígenas de diferentes povos.
Conforme os portugueses avançavam na ocupação das terras, foram ocorrendo conflitos com os indígenas. Milhares
de pessoas morreram, e alguns povos indígenas foram dizimados, desaparecendo por completo.
Outros povos foram expulsos do litoral
brasileiro e se deslocaram para o interior
do país.
De acordo com o Censo Demográfico, em
2010 a população indígena no Brasil era
de 896 mil habitantes. Desse total, 517
mil vivem em Terras Indígenas.
Ainda hoje ocorrem muitos conflitos
entre indígenas e não indígenas no
Brasil.
Muitos povos indígenas tentam, como o
apoio de órgãos como a Fundação
Nacional do Índio (FUNAI), garantir a
posse de suas terras.
Os africanos foram escravizados e trazidos à força para o Brasil a partir do século XVI , para realizar trabalho
escravo em diferentes atividades econômicas.
Durante mais de três séculos, cerca de 4 milhões de africanos, entre homens e mulheres e crianças chegaram
ao Brasil.
Os povos africanos contribuíram enormemente para a riqueza da cultura brasileira. A cultura africana está
presente na nossa língua, comida, religião, música e arte.
https://www.youtube.com/watch?v=N92tZ_KxXyE
Outros povos foram expulsos do litoral
brasileiro e se deslocaram para o interior do
país.
De acordo com o Censo Demográfico, em 2010
a população indígena no Brasil era de 896 mil
habitantes. Desse total, 517 mil vivem em Terras
Indígenas.
Ainda hoje ocorrem muitos conflitos entre
indígenas e não indígenas no Brasil.
Muitos povos indígenas tentam, como o apoio
de órgãos como a Fundação Nacional do Índio
(FUNAI), garantir a posse de suas terras.
Africanos Indígenas
Quem foi Zumbi dos Palmares
Em 1600, escravos que haviam fugido dos engenhos de açúcar
de Pernambuco fundaram, na Serra da Barriga, no Alagoas, o
Quilombo dos Palmares. O local chegou a congregar 30 mil
pessoas.
Em 1644, os holandeses falharam em sua tentativa de invadir o
quilombo. Dez anos depois, os holandeses foram expulsos da
região pelos portugueses.
Zumbi foi o último líder da República dos Palmares. Ele nasceu
em 1655 no quilombo, mas ainda criança foi aprisionado por
colonos portugueses e dado ao padre Antonio Melo, que o
batizou como Francisco. Ele conseguiu retornar anos depois
para os Palmares, no período em que o governo da Capitania
de Pernambuco negociava com as lideranças quilombolas que
se submetessem à Coroa Portuguesa. Zumbi
Zumbi foi um dos três líderes que se conhece do Quilombo dos Palmares, o maior quilombo que surgiu na
história do Brasil. O primeiro registro que se tem desse quilombo remonta a 1597, mas existem algumas
especulações de que ele tenha surgido antes. Palmares era o nome que se dava ao conjunto de mocambos
que o formava.
https://www.youtube.com/watch?v=-LRhaqMht3U
O quilombo dos Palmares era então comandado por Ganga Zumba. Zumbi se opôs à decisão de ceder aos
portugueses. Com a morte de Ganga Zumba, ele assumiu o comando dos negros foragidos em 1680 e esteve à
frente da comunidade até 1694.
Nesse período, o quilombo foi atacado várias vezes por grupos
de bandeirantes, até ser destruído. Zumbi foi caçado, morto e
sua cabeça cortada e exibida em praça pública. A escravidão no
Brasil só teria fim em 1888, com a Lei Áurea, cerca de 193 anos
após sua morte.
Nos anos 1970, organizações começaram a utilizar a data de 20
de novembro para refletir sobre o legado da escravidão no
Brasil. Essa reflexão levantou debates sobre a valorização da
cultura negra e sua contribuição para a história brasileira, além
de servir como modelo de resistência e luta pelos direitos dos
negros.
Quilombos eram comunidades formadas por negros escravizados que resistiam à escravidão e fugiam em busca de liberdade.
Quilombo https://www.youtube.com/watch?v=N92tZ_KxXyE
Dos povos europeus, os portugueses foram os que participaram de forma mais efetiva na composição da
população brasileira. Durante o período em que o Brasil foi colônia de Portugal de 1500 á 1822- os
portugueses vieram para cá com a missão principal de colonizar, ou seja, ocupar o território. Depois da
Independência do Brasil, os portugueses continuaram a vir na condição de imigrantes, para trabalhar
principalmente nas atividades urbanas.
A maioria dos imigrantes vinha trabalhar
na indústria, no comércio ou como
profissionais liberais ( marceneiros,
carpinteiros, pintores, mecânicos, entre
outros).
Observe nas fotos a seguir alguns pratos
típicos dos países de origem dos
principais grupos que imigraram para o
Brasil.
Pizza: Itália
Sushi e sashimi: Japão
Esfiha, quibe e tabule: Siria e Líbano
Paella valenciana: Espanha:
1) Quando os portugueses chegaram, já havia habitantes no Brasil, eles eram:
A) ( )Índios
B) ( )Holandeses
2) É correto afirmar que o povo brasileiro é formado pela mistura de grupos étnicos (raças)?
A) ( ) sim
B) ( )não
3) O Brasil é um país com:
A) ( ) pouca miscigenação
B) ( ) grande miscigenação
Responda as questões no caderno de Geografia
4) O povo africano foi forçado a ser escravo no Brasil pelos portugueses:
A) ( ) sim
B) ( )não
5) Indique qual é o seu significado:
A) Mulato ( ) mistura de negro com índio.
B) Caboclo ( ) mistura de branco com negro
C) Cafuzo ( ) mistura branco com índio
6) Descreva quem foi Zumbi?
7) O que você sabe sobre os povos indígenas?
8) Como os africanos foram trazidos para o Brasil?
Inclassificáveis
Arnaldo Antunes
Que preto, que branco, que índio o quê?
Que branco, que índio, que preto o quê?
Que índio, que preto, que branco o quê?
Que preto branco índio o quê?
Branco índio preto o quê?
Índio preto branco o quê?
Aqui somos mestiços mulatos
Cafuzos pardos mamelucos sararás
Crilouros guaranisseis e judárabes
Orientupis orientupis
Ameriquítalos luso nipo caboclos
Orientupis orientupis
Iberibárbaros indo ciganagôs
Somos o que somos
Inclassificáveis
Não tem um, tem dois,
Não tem dois, tem três,
Não tem lei, tem leis,
Não tem vez, tem vezes,
Não tem deus, tem deuses,
Não há sol a sós
Aqui somos mestiços mulatos
Cafuzos pardos tapuias tupinamboclos
Americarataís yorubárbaros.
Somos o que somos
Inclassificáveis
Que preto, que branco, que índio o quê?
Que branco, que índio, que preto o…
Como são as brasileiras e os brasileiros? Como você os descreveria?
Leia a letra dessa canção.
https://www.youtube.com/watch?v=8OZtF9FuF3g
11) Como a cultura africana está presente na nossa língua?
12) A data 20 de novembro, representa o que para a comunidade negra no Brasil?
9) Por que a letra diz que somos “inclassificáveis”?
10) Você saberia dizer de quais grupos étnicos você é descendente? Anote.
Geografia  a

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Identidade, diferença e desigualdades no brasil
Identidade, diferença e desigualdades no brasilIdentidade, diferença e desigualdades no brasil
Identidade, diferença e desigualdades no brasilferaps
 
A formação da população brasileira (3 ano B 2016)
A formação da população brasileira (3 ano B 2016)A formação da população brasileira (3 ano B 2016)
A formação da população brasileira (3 ano B 2016)Geová da Silva
 
A formação do povo brasileiro
A formação do povo brasileiroA formação do povo brasileiro
A formação do povo brasileiroJoão Marcelo
 
O Povo Brasileiro – a formação e o sentido do Brasil
O Povo Brasileiro – a formação e o sentido do BrasilO Povo Brasileiro – a formação e o sentido do Brasil
O Povo Brasileiro – a formação e o sentido do BrasilLuci Bonini
 
Web aula 1éder
Web aula 1éderWeb aula 1éder
Web aula 1éderDudu1980
 
Formação do povo brasileiro
Formação do povo brasileiroFormação do povo brasileiro
Formação do povo brasileiroferaps
 
Webquest contribuições indígenas e africanas
Webquest  contribuições indígenas e africanasWebquest  contribuições indígenas e africanas
Webquest contribuições indígenas e africanasInstituto Crescer
 
O povo brasileiro imigação
O povo brasileiro   imigaçãoO povo brasileiro   imigação
O povo brasileiro imigaçãoAndré Moraes
 
Uma historia do negro no brasil
Uma historia do negro no brasilUma historia do negro no brasil
Uma historia do negro no brasilnatielemesquita
 
Modulo 17 - População brasileira - os indígenas (Apostila Anglo)
Modulo 17 - População brasileira - os indígenas (Apostila Anglo)Modulo 17 - População brasileira - os indígenas (Apostila Anglo)
Modulo 17 - População brasileira - os indígenas (Apostila Anglo)Claudio Henrique Ramos Sales
 
íNdios do brasil aula 1º ano
íNdios do brasil   aula 1º anoíNdios do brasil   aula 1º ano
íNdios do brasil aula 1º anoseixasmarianas
 
Cultura brasileira/ Dicas para o Enem
Cultura brasileira/ Dicas para o EnemCultura brasileira/ Dicas para o Enem
Cultura brasileira/ Dicas para o EnemJoemille Leal
 
ENEM - HISTÓRIA - Cultura brasileira
ENEM - HISTÓRIA - Cultura brasileiraENEM - HISTÓRIA - Cultura brasileira
ENEM - HISTÓRIA - Cultura brasileiraPROENEM - Unicruz
 

Mais procurados (20)

Identidade, diferença e desigualdades no brasil
Identidade, diferença e desigualdades no brasilIdentidade, diferença e desigualdades no brasil
Identidade, diferença e desigualdades no brasil
 
Povo brasileiro
Povo brasileiroPovo brasileiro
Povo brasileiro
 
A formação da população brasileira (3 ano B 2016)
A formação da população brasileira (3 ano B 2016)A formação da população brasileira (3 ano B 2016)
A formação da população brasileira (3 ano B 2016)
 
A formação do povo brasileiro
A formação do povo brasileiroA formação do povo brasileiro
A formação do povo brasileiro
 
O Povo Brasileiro – a formação e o sentido do Brasil
O Povo Brasileiro – a formação e o sentido do BrasilO Povo Brasileiro – a formação e o sentido do Brasil
O Povo Brasileiro – a formação e o sentido do Brasil
 
Formação do Povo Brasileiro: indagações
Formação do Povo Brasileiro: indagaçõesFormação do Povo Brasileiro: indagações
Formação do Povo Brasileiro: indagações
 
Web aula 1éder
Web aula 1éderWeb aula 1éder
Web aula 1éder
 
Formação do povo brasileiro
Formação do povo brasileiroFormação do povo brasileiro
Formação do povo brasileiro
 
Hist.3 aula02 (2014)
Hist.3 aula02 (2014)Hist.3 aula02 (2014)
Hist.3 aula02 (2014)
 
Webquest contribuições indígenas e africanas
Webquest  contribuições indígenas e africanasWebquest  contribuições indígenas e africanas
Webquest contribuições indígenas e africanas
 
O povo brasileiro imigação
O povo brasileiro   imigaçãoO povo brasileiro   imigação
O povo brasileiro imigação
 
Uma historia do negro no brasil
Uma historia do negro no brasilUma historia do negro no brasil
Uma historia do negro no brasil
 
Imigrantes
ImigrantesImigrantes
Imigrantes
 
Modulo 17 - População brasileira - os indígenas (Apostila Anglo)
Modulo 17 - População brasileira - os indígenas (Apostila Anglo)Modulo 17 - População brasileira - os indígenas (Apostila Anglo)
Modulo 17 - População brasileira - os indígenas (Apostila Anglo)
 
Consciencia negra
Consciencia negraConsciencia negra
Consciencia negra
 
íNdios do brasil aula 1º ano
íNdios do brasil   aula 1º anoíNdios do brasil   aula 1º ano
íNdios do brasil aula 1º ano
 
O brasil e suas etnias
O brasil e suas etniasO brasil e suas etnias
O brasil e suas etnias
 
Cultura brasileira/ Dicas para o Enem
Cultura brasileira/ Dicas para o EnemCultura brasileira/ Dicas para o Enem
Cultura brasileira/ Dicas para o Enem
 
06
0606
06
 
ENEM - HISTÓRIA - Cultura brasileira
ENEM - HISTÓRIA - Cultura brasileiraENEM - HISTÓRIA - Cultura brasileira
ENEM - HISTÓRIA - Cultura brasileira
 

Semelhante a Geografia a

slides formação da população brasileira.pdf
slides formação da população brasileira.pdfslides formação da população brasileira.pdf
slides formação da população brasileira.pdfStfaniSousa1
 
Web aula 1éder
Web aula 1éderWeb aula 1éder
Web aula 1éderDudu1980
 
História dos povos indigenas- 7º ano B- Profº Jader
História dos povos indigenas- 7º ano B- Profº JaderHistória dos povos indigenas- 7º ano B- Profº Jader
História dos povos indigenas- 7º ano B- Profº JaderAlziro Lopes
 
Henrique e Julio 603 Aula Roma
Henrique e Julio 603   Aula RomaHenrique e Julio 603   Aula Roma
Henrique e Julio 603 Aula RomaVera Mln Silva
 
Crescimento da população brasileira
Crescimento da população brasileiraCrescimento da população brasileira
Crescimento da população brasileiraCBM
 
Revisão capitulo 05 7º ano
Revisão capitulo 05 7º anoRevisão capitulo 05 7º ano
Revisão capitulo 05 7º anoprofessoraivani
 
Diversidade, Identidade e Sustentabilidade  
Diversidade, Identidade e Sustentabilidade  Diversidade, Identidade e Sustentabilidade  
Diversidade, Identidade e Sustentabilidade  Nina Lopes
 
Boletim - Diversidade Brasileira
Boletim - Diversidade BrasileiraBoletim - Diversidade Brasileira
Boletim - Diversidade BrasileiraRodrigo Silveira
 
Formação da cultura brasileira
Formação da cultura brasileiraFormação da cultura brasileira
Formação da cultura brasileiraPatricia Moreira
 
Sociologia unidade VI
Sociologia unidade VISociologia unidade VI
Sociologia unidade VIjoao paulo
 
Etnias,emigrações,imigrações e nacionalismo
Etnias,emigrações,imigrações e nacionalismoEtnias,emigrações,imigrações e nacionalismo
Etnias,emigrações,imigrações e nacionalismoAdriana Gomes Messias
 
Identidades Brasileiras
Identidades BrasileirasIdentidades Brasileiras
Identidades BrasileirasHelio Fagundes
 
Fatores psicossociais sulamericanos
Fatores psicossociais sulamericanosFatores psicossociais sulamericanos
Fatores psicossociais sulamericanosSaulo Barreto
 

Semelhante a Geografia a (20)

Documento de Helena.pptx
Documento de Helena.pptxDocumento de Helena.pptx
Documento de Helena.pptx
 
slides formação da população brasileira.pdf
slides formação da população brasileira.pdfslides formação da população brasileira.pdf
slides formação da população brasileira.pdf
 
Web aula 1éder
Web aula 1éderWeb aula 1éder
Web aula 1éder
 
História dos povos indigenas- 7º ano B- Profº Jader
História dos povos indigenas- 7º ano B- Profº JaderHistória dos povos indigenas- 7º ano B- Profº Jader
História dos povos indigenas- 7º ano B- Profº Jader
 
Henrique e Julio 603 Aula Roma
Henrique e Julio 603   Aula RomaHenrique e Julio 603   Aula Roma
Henrique e Julio 603 Aula Roma
 
Diversidade.pptx
Diversidade.pptxDiversidade.pptx
Diversidade.pptx
 
BR IMIGRANTES.pptx
BR IMIGRANTES.pptxBR IMIGRANTES.pptx
BR IMIGRANTES.pptx
 
Crescimento da população brasileira
Crescimento da população brasileiraCrescimento da população brasileira
Crescimento da população brasileira
 
Revisão capitulo 05 7º ano
Revisão capitulo 05 7º anoRevisão capitulo 05 7º ano
Revisão capitulo 05 7º ano
 
Da origem do hip
Da origem do hipDa origem do hip
Da origem do hip
 
Diversidade, Identidade e Sustentabilidade  
Diversidade, Identidade e Sustentabilidade  Diversidade, Identidade e Sustentabilidade  
Diversidade, Identidade e Sustentabilidade  
 
Boletim - Diversidade Brasileira
Boletim - Diversidade BrasileiraBoletim - Diversidade Brasileira
Boletim - Diversidade Brasileira
 
1º Mb Grupo 05
1º Mb   Grupo 051º Mb   Grupo 05
1º Mb Grupo 05
 
slides História.pdf
slides História.pdfslides História.pdf
slides História.pdf
 
Povos indigenas no Brasil.
Povos indigenas no Brasil.Povos indigenas no Brasil.
Povos indigenas no Brasil.
 
Formação da cultura brasileira
Formação da cultura brasileiraFormação da cultura brasileira
Formação da cultura brasileira
 
Sociologia unidade VI
Sociologia unidade VISociologia unidade VI
Sociologia unidade VI
 
Etnias,emigrações,imigrações e nacionalismo
Etnias,emigrações,imigrações e nacionalismoEtnias,emigrações,imigrações e nacionalismo
Etnias,emigrações,imigrações e nacionalismo
 
Identidades Brasileiras
Identidades BrasileirasIdentidades Brasileiras
Identidades Brasileiras
 
Fatores psicossociais sulamericanos
Fatores psicossociais sulamericanosFatores psicossociais sulamericanos
Fatores psicossociais sulamericanos
 

Mais de AlanWillianLeonioSil (20)

Melhorias na qualidade de vida
Melhorias na qualidade de vidaMelhorias na qualidade de vida
Melhorias na qualidade de vida
 
Chico mendes
Chico mendesChico mendes
Chico mendes
 
Quem cuida de nosso ambiente
Quem cuida de nosso ambienteQuem cuida de nosso ambiente
Quem cuida de nosso ambiente
 
Sete maravilhas do mundo moderno
Sete maravilhas do mundo modernoSete maravilhas do mundo moderno
Sete maravilhas do mundo moderno
 
Energias limpas
Energias limpasEnergias limpas
Energias limpas
 
Outros problemas ambientais
Outros problemas ambientaisOutros problemas ambientais
Outros problemas ambientais
 
Feira de ciencias 2020
Feira de ciencias 2020Feira de ciencias 2020
Feira de ciencias 2020
 
Ambiente e qualidade de vida iv
Ambiente e qualidade de vida ivAmbiente e qualidade de vida iv
Ambiente e qualidade de vida iv
 
7 maravilhas do mundo antigo
7 maravilhas do mundo antigo7 maravilhas do mundo antigo
7 maravilhas do mundo antigo
 
Problemas das Grandes cidades
Problemas das Grandes  cidadesProblemas das Grandes  cidades
Problemas das Grandes cidades
 
Feira de ciencias 2020
Feira de ciencias 2020Feira de ciencias 2020
Feira de ciencias 2020
 
A forma da terra
A forma da terraA forma da terra
A forma da terra
 
Comidas tipicas
Comidas tipicasComidas tipicas
Comidas tipicas
 
Sistema muscular
Sistema muscularSistema muscular
Sistema muscular
 
Patrimonios naturais
Patrimonios naturaisPatrimonios naturais
Patrimonios naturais
 
Patrimonios imateriais
Patrimonios imateriaisPatrimonios imateriais
Patrimonios imateriais
 
Sistema urinario
Sistema urinarioSistema urinario
Sistema urinario
 
Instrumentos de navegacao
Instrumentos de navegacaoInstrumentos de navegacao
Instrumentos de navegacao
 
Patrimonios culturais
Patrimonios culturaisPatrimonios culturais
Patrimonios culturais
 
Sistema respiratorio
Sistema respiratorioSistema respiratorio
Sistema respiratorio
 

Último

Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfdio7ff
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptxAULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptxrenatacolbeich1
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 

Último (20)

Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptxAULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
AULA 7 - REFORMA PROTESTANTE SIMPLES E BASICA.pptx
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 

Geografia a

  • 1. Composição étnica do Brasil E.M. “Vovó Fiuta” 5º anos
  • 2. Composição étnica do Brasil A composição étnica do Brasil envolve uma ampla diversidade de raças e etnias, tradições, culturas, idiomas e outros elementos. O Brasil, como se sabe, é um país com uma grande diversidade étnica, ou seja, apresenta uma elevada variedade de raças e etnias. Nesse caso, o termo “raça” não é compreendido em seu sentido biológico, mas sim em seus aspectos socioculturais de modo a diferenciar os grupos populacionais por características físicas externas, geralmente a cor e outros aspectos. Já o termo “etnia” costuma definir as populações com base também em suas diferenciações culturais e linguísticas, envolvendo também tradições, religiões e outros elementos. https://www.youtube.com/watch?v=a8jTDZnOqdQ
  • 3. Por exemplo, só de indígenas, segundo dados do IBGE, existem cerca de 305 etnias que pronunciam mais de 270 idiomas. Esse número é acrescido às diferentes ramificações de povos europeus, africanos, asiáticos e tantos outros que descenderam dos povos que migraram para o país durante o seu período histórico pós-descobrimento. Há, dessa forma, uma incontável variedade de tipos que definem a composição étnica do Brasil.
  • 4. Os índios formam os agrupamentos descendentes daqueles que aqui habitavam antes do período do descobrimento efetuado pelos portugueses. Com a invasão dos europeus, boa parte dos grupos indígenas foi dizimada, de modo que várias de suas etnias foram erradicadas. De um modo geral, podemos dizer que a composição étnica brasileira é basicamente oriunda de três grandes e principais grupos étnicos: os indígenas, os africanos e os europeus
  • 5. Boa parte de nossa cultura, práticas sociais, religiões, tradições e costumes está associada a valores oriundos desses povos. Dentre as etnias africanas que vieram para o Brasil, destacam-se os bantos, os sudaneses e outras populações. Já os negros africanos compõem o grupo dos povos que foram trazidos à força da África e que aqui foram escravizados, sustentando a economia do país durante vários anos por meio de seu trabalho. https://www.youtube.com/watch?v=y2-SAxldlcc
  • 6. Já os povos europeus que vieram para o Brasil basicamente se formaram de populações portuguesas, além de grupos franceses, holandeses, italianos, espanhóis e outros, que configuraram a matriz étnica predominante no país, segundo vários estudos. Há de se registrar também a miscigenação dessas diferentes composições étnicas que habitam o Brasil. Por miscigenação entende-se a mistura das diversas etnias, que deu origem a novas populações que resguardaram traços físicos e também culturais de ambas as suas matrizes. https://www.youtube.com/watch?v=HfaeWT6qZl0
  • 7. A miscigenação entre brancos e negros originou os povos chamados de mulatos. Já da mistura entre índios e brancos surgiram os mamelucos, considerados como os primeiros brasileiros no período após o descobrimento. Já a miscigenação entre índios e negros deu origem aos cafuzos. Mulatos, mamelucos e cafuzos https://www.youtube.com/watch?v=7fN3zTJV4-k
  • 8. Mas é claro que essa divisão é apenas uma visão simplista, pois é impossível dizer que apenas essas etnias formam a população brasileira, conforme o “mito das três raças” e suas derivações. Na verdade, existem centenas ou talvez milhares de agrupamentos diferentes ao longo do território brasileiro, de modo que qualquer classificação sempre restringirá a um certo limite algo que é muito mais amplo. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) classifica a população brasileira com base em cinco tipos diferentes de raças: os brancos, os negros, os pardos, os amarelos e os indígenas, cuja distribuição podemos observar no quadro a seguir, elaborado com base em informações obtidas pelo Censo Demográfico de 2010: População brasileira por cor ou raça, de acordo com o Censo de 2010
  • 9. Em 1500, quando os portugueses chegaram às terras que formariam o Brasil, calcula-se que havia aproximadamente 5 milhões de indígenas de diferentes povos. Conforme os portugueses avançavam na ocupação das terras, foram ocorrendo conflitos com os indígenas. Milhares de pessoas morreram, e alguns povos indígenas foram dizimados, desaparecendo por completo. Outros povos foram expulsos do litoral brasileiro e se deslocaram para o interior do país. De acordo com o Censo Demográfico, em 2010 a população indígena no Brasil era de 896 mil habitantes. Desse total, 517 mil vivem em Terras Indígenas. Ainda hoje ocorrem muitos conflitos entre indígenas e não indígenas no Brasil. Muitos povos indígenas tentam, como o apoio de órgãos como a Fundação Nacional do Índio (FUNAI), garantir a posse de suas terras.
  • 10. Os africanos foram escravizados e trazidos à força para o Brasil a partir do século XVI , para realizar trabalho escravo em diferentes atividades econômicas. Durante mais de três séculos, cerca de 4 milhões de africanos, entre homens e mulheres e crianças chegaram ao Brasil. Os povos africanos contribuíram enormemente para a riqueza da cultura brasileira. A cultura africana está presente na nossa língua, comida, religião, música e arte. https://www.youtube.com/watch?v=N92tZ_KxXyE Outros povos foram expulsos do litoral brasileiro e se deslocaram para o interior do país. De acordo com o Censo Demográfico, em 2010 a população indígena no Brasil era de 896 mil habitantes. Desse total, 517 mil vivem em Terras Indígenas. Ainda hoje ocorrem muitos conflitos entre indígenas e não indígenas no Brasil. Muitos povos indígenas tentam, como o apoio de órgãos como a Fundação Nacional do Índio (FUNAI), garantir a posse de suas terras. Africanos Indígenas
  • 11. Quem foi Zumbi dos Palmares Em 1600, escravos que haviam fugido dos engenhos de açúcar de Pernambuco fundaram, na Serra da Barriga, no Alagoas, o Quilombo dos Palmares. O local chegou a congregar 30 mil pessoas. Em 1644, os holandeses falharam em sua tentativa de invadir o quilombo. Dez anos depois, os holandeses foram expulsos da região pelos portugueses. Zumbi foi o último líder da República dos Palmares. Ele nasceu em 1655 no quilombo, mas ainda criança foi aprisionado por colonos portugueses e dado ao padre Antonio Melo, que o batizou como Francisco. Ele conseguiu retornar anos depois para os Palmares, no período em que o governo da Capitania de Pernambuco negociava com as lideranças quilombolas que se submetessem à Coroa Portuguesa. Zumbi Zumbi foi um dos três líderes que se conhece do Quilombo dos Palmares, o maior quilombo que surgiu na história do Brasil. O primeiro registro que se tem desse quilombo remonta a 1597, mas existem algumas especulações de que ele tenha surgido antes. Palmares era o nome que se dava ao conjunto de mocambos que o formava. https://www.youtube.com/watch?v=-LRhaqMht3U
  • 12. O quilombo dos Palmares era então comandado por Ganga Zumba. Zumbi se opôs à decisão de ceder aos portugueses. Com a morte de Ganga Zumba, ele assumiu o comando dos negros foragidos em 1680 e esteve à frente da comunidade até 1694. Nesse período, o quilombo foi atacado várias vezes por grupos de bandeirantes, até ser destruído. Zumbi foi caçado, morto e sua cabeça cortada e exibida em praça pública. A escravidão no Brasil só teria fim em 1888, com a Lei Áurea, cerca de 193 anos após sua morte. Nos anos 1970, organizações começaram a utilizar a data de 20 de novembro para refletir sobre o legado da escravidão no Brasil. Essa reflexão levantou debates sobre a valorização da cultura negra e sua contribuição para a história brasileira, além de servir como modelo de resistência e luta pelos direitos dos negros. Quilombos eram comunidades formadas por negros escravizados que resistiam à escravidão e fugiam em busca de liberdade. Quilombo https://www.youtube.com/watch?v=N92tZ_KxXyE
  • 13. Dos povos europeus, os portugueses foram os que participaram de forma mais efetiva na composição da população brasileira. Durante o período em que o Brasil foi colônia de Portugal de 1500 á 1822- os portugueses vieram para cá com a missão principal de colonizar, ou seja, ocupar o território. Depois da Independência do Brasil, os portugueses continuaram a vir na condição de imigrantes, para trabalhar principalmente nas atividades urbanas. A maioria dos imigrantes vinha trabalhar na indústria, no comércio ou como profissionais liberais ( marceneiros, carpinteiros, pintores, mecânicos, entre outros). Observe nas fotos a seguir alguns pratos típicos dos países de origem dos principais grupos que imigraram para o Brasil. Pizza: Itália Sushi e sashimi: Japão Esfiha, quibe e tabule: Siria e Líbano Paella valenciana: Espanha:
  • 14. 1) Quando os portugueses chegaram, já havia habitantes no Brasil, eles eram: A) ( )Índios B) ( )Holandeses 2) É correto afirmar que o povo brasileiro é formado pela mistura de grupos étnicos (raças)? A) ( ) sim B) ( )não 3) O Brasil é um país com: A) ( ) pouca miscigenação B) ( ) grande miscigenação Responda as questões no caderno de Geografia
  • 15. 4) O povo africano foi forçado a ser escravo no Brasil pelos portugueses: A) ( ) sim B) ( )não 5) Indique qual é o seu significado: A) Mulato ( ) mistura de negro com índio. B) Caboclo ( ) mistura de branco com negro C) Cafuzo ( ) mistura branco com índio 6) Descreva quem foi Zumbi? 7) O que você sabe sobre os povos indígenas? 8) Como os africanos foram trazidos para o Brasil?
  • 16. Inclassificáveis Arnaldo Antunes Que preto, que branco, que índio o quê? Que branco, que índio, que preto o quê? Que índio, que preto, que branco o quê? Que preto branco índio o quê? Branco índio preto o quê? Índio preto branco o quê? Aqui somos mestiços mulatos Cafuzos pardos mamelucos sararás Crilouros guaranisseis e judárabes Orientupis orientupis Ameriquítalos luso nipo caboclos Orientupis orientupis Iberibárbaros indo ciganagôs Somos o que somos Inclassificáveis Não tem um, tem dois, Não tem dois, tem três, Não tem lei, tem leis, Não tem vez, tem vezes, Não tem deus, tem deuses, Não há sol a sós Aqui somos mestiços mulatos Cafuzos pardos tapuias tupinamboclos Americarataís yorubárbaros. Somos o que somos Inclassificáveis Que preto, que branco, que índio o quê? Que branco, que índio, que preto o… Como são as brasileiras e os brasileiros? Como você os descreveria? Leia a letra dessa canção. https://www.youtube.com/watch?v=8OZtF9FuF3g
  • 17. 11) Como a cultura africana está presente na nossa língua? 12) A data 20 de novembro, representa o que para a comunidade negra no Brasil? 9) Por que a letra diz que somos “inclassificáveis”? 10) Você saberia dizer de quais grupos étnicos você é descendente? Anote.