SlideShare uma empresa Scribd logo
Dicas de
Português
Ortografia
Com O: Com U: Com H:
Costume Goela Mágoa
Cobiça Tossir Toalha
Nódoa Mocambo Femoral
Chover Coelho Zoado
Polenta Moeda Engolir
Capoeira Focinho Névoa
Caçoar Cortiça
Cochicho Mochila
Sortir(misturar)
Polir Soar(som)
Cataclismo Meteorologia
Camundongo Usufruto
Embutir Acudir
Buzina
Surtir(efeito) Cuspir
Curtume Fêmur
Escapulir
Bueiro Tábua
Entupir Tabuleiro
Urtiga Cueiro
Rebuliço Jabuti
Suar(transpirar)
Harmonia Higiene Heresia Hipnose
Hábil Hélice Hamster Herói
Hesitar Herança Humor Harém
Handebol Haras Herdar Horror
Honra Hostil Humilhar Horta
Hemisfério
Com I: Com E:
Mendigo Perônio
Úmido Aborígine
Crânio Imaturo
Disenteria Aleijar
Crioulo Casimira
Imbuia Pinicar
Ridículo Digladiar
Privilégio Manteigueira
Reivindicar Reincidência
Cumeeira Acordeão Creolina Arrepio Bandeja Seringa
Beneficente Mexerica Corpóreo Quesito Anteontem
Desfilar Azulejo Chateado Mortadela Sequer Paletó
Seriema Cadeado Encanar Periquito Penico Engolir
Almejar Caranguejo Terraplenagem
Ortografia
Com G: Com J Com X
Gesto Ferrugem
Geringonça Gibi
Bege Algema
Gilete Doge
Rigidez Ligeiro
Monge Agiota
Tigela Massagem
Terminações em :
agem/ igem/ ágio/ égio/ ígio/
ógio/ ugem/ úgio, com
exceção nas palavras: Lajem/
Pajem/ Lambujem
Berinjela Laranja
Pajem Projeção
Lojista Granja
Jiló Sarja
Jejum Gorjeta
Jerimum Sarjeta
Cereja Lisonjear
Rejeição Jiboia
Sujeito Canjica
Loja Jenipapo
Jeito Gorja
Ultraje
Laxativo Puxar Textura Abacaxi
Flexível Enxofre Feixe Engraxate
Expedir Enxame Xereta Xampu
Extrato Rixa Mexer Bexiga
Ameixa Enxugar Enxurrada Maxixe
Enxuto Enxerto Enxoval Enxaqueca
Lagartixa Caxumba Faxina
Atarraxar Xícara Enxerido
Com CH
Brocha Encharcar Hachuras Salsicha Guincho
Ficha Mochila Penacho Chimarrão Chumaço
Boliche Charque Cocho Cochicho Pechincha
Fantoche Inchar Flecha Cochilo Deboche
Bochecha Bucha Apetrecho Chuchu Piche
Estrebuchar Despacho Cachaça
Ortografia
ComZ Com S
Esterilizar Batizar Azar Anarquizar
Catequizar Vulgarizar Bazar Vizinho
Civilizar Chafariz Buzina Amenizar
Atualizar Prezado Xadrez Vazar
Dramatizar Prezar Proeza Azedo
Colonizar Amizade Ojeriza Desmazelo
Localizar/ Granizo/Talvez/Economizar/Baliza
Buzina/ Hipnotizar/ Fragilizar/ Cicatriz/Azeite
Avisar Alisar Freguesa Usina
Paralisar Fusível Base Dose
Atrasada Traseiro Improvisar Surpresa
Através Prosa Milanesa Pêsames
Pretensão Tesouro Síntese Catalisar
Analisar Empresa Risoto Anestesia
Pesquisar Hipnose Marquesa Catequese
Ansiedade Desemprego
ATENÇÃO
Obcecação Discussão Excêntrico Oscilar
Obsessivo Ascensão Fricção Acesso
Obscenidade Excesso Descer Excursão
Rescisão Exceção Víscera
Excerto Desço Essencial
Excedente Consciência Facção
Esplêndido Procissão Excelência
Suscetível Abscesso Seccional
Acordo Ortográfico
Entrou em vigor em 01/01/09. Devido a um
projeto de ortografia unificada da Língua
Portuguesa.
Aprovada em Lisboa em 12/10/90, junto
com a Academia Brasileira de Letras,
Academia das Ciências de Lisboa e
delegações de Angola, Cabo Verde,
Guiné- Bissau, Moçambique, São Tomé e
Príncipe e Timor Leste.
1) Prefixo diante de “H”: anti-higiênico, super-homem.
2) Prefixos ex-, sem-, além-, aquém-, recém-, pós-, pré-, pró-,++ palavra: ex-aluno, pré-vestibular
3) Prefixos hiper, inter, super ,sub e sobb diante de ‘r’:hiper- rancoroso, super-romântico/ sub-raça.
4) Circum e Pan ++ “m”, “n” e “vogal”: circum-navegação/ pan-americano
5) Vogais e consoantes iguais: anti-ibérico/ sub-bibliotecário
6) Prefixo ab, ob e ad ++ ‘‘b’, ‘d’, ou ‘r’: Ad-digital, ad-renal, ob-rogar
7) Atenção para forma correta: e-mail, e-commerce, on-line, para-lama, para-brisa, para-choque.
8) Prefixo vice, sempre com hífen: vice-rei, vice-almirante
9) Na palavra mal diante de ‘h’ ou ‘e’: Mal-entendido, mal-humorado, mal-estar
10)10) PPara ligar duas ou mais palavras que se combinam: ponte Rio-Niterói, eixo Rio-São Paulo.
11) Elementos repetidos: blá-blá-blá, zum-zum, reco-reco, lero-lero, lenga-lenga.
Novas Regras- Uso do Hífen/Com Hífen
1) Letras diferentes se atraem: interescolar, hiperativo, superamigo, semicírculo, autoestrada
2) Prefixo terminar por vogal ++ ‘r’ ou ‘s’, dobram-se as letras:: mini+saia (minissaia), anti +
racismo(antirracismo), semirreta, antissocial.
3) Prefixos ‘des’ e ‘in’,’, perdendo o ‘o ‘h’:’: desumano, inábil, desabilitar.
4) Prefixo co aglutina-se em geral com o segundo elemento, mesmo sendo a vogal“o” e perde o ‘h’:
coobrigação, cooperação, coedição, cofundador, cosseno, corresponsável, co+habitação (coabitação).
5) Prefixos numéricos (bi, tri, tetra, penta, hexa, etc ):): bicampeão, tetracampeão, hexacampeão.
6) Palavras que perderam a noção de composição: girassol, madressilva, mandachuva, pontapé,
paraquedas, paraquedista.
7) Nos prefixos ‘pre’ e ‘re’, diante da vogal ‘e’: preelaborar, preexistente, reescrever, reenviar.
Novas Regras- Uso do Hífen/Sem Hífen
Novo Acordo Ortográfico
O Alfabeto Compõem-se de 26 letras:
a- b- c- d- e- f- g- h- i- j- k- m- n-o-p- q- r- s- t- v-x- w- y- z
Trema (¨)
Não se usa mais, com exceção de palavras estrangeiras como:
Müller- Mülleriano
Forma(Molde-´/ Recipiente-^/ Verbo)
Ex.: O bolo toma a forma da forma.
Pôde/ Pode
Pôde→ forma do passado do verbo poder.
Pode→ forma do presente do verbo poder.
Ex.: Ontem, ele não pôde sair mais cedo, mas hoje ele pode.
Fins dos Acentos Diferenciais dos pares: pára/para, péla(s)/ pela(s),pêlo(s)/pelo(s),
pólo(s)/polo(s) e pêra/pera.
Para- Ele para o carro. Pera- Eu comi uma pera.
Pelo- O gato tem pelos brancos. Polo- Ele foi ao Polo Norte.
Pela- Ele pela o frango.
Permanecem os acentos que diferenciam o singular do plural( ter, vir, manter, deter,
reter, convir, intervir, advir).
Singular( sem acento) Plural( com acento)
Ela tem dois carros. Eles têm dois carros.
Verbos terminados em guar, quar e quis, quando a tônica cair no i ou a iremos
acentuar.
Ex.: águo, delínquo, enxáguam
→Se a tônica cais na pronúncia u, não será acentuada, que, qui e gue e gui:
Averiguo apazigue oblique argui enxague averigue
Novo Acordo Ortográfico- Acentos diferenciais
Novo Acordo Ortográfico
1. Não se usa mais o acento dos ditongos abertos éi e ói das palavras paroxítonas.
Como era Como fica Como era Como fica
alcalóide alcaloide Coréia Coreia
alcatéia alcateia debilóide debiloide
andróide androide epopéia epopeia
apóia apoia (verbo apoiar) estóico/paranóico estoico/ paranoico
apóio apoio (verbo apoiar) estréia estreia
asteróide asteroide estréio estreio (verbo estrear)
bóia boia geléia geleia
celulóide celuloide heróico heroico
clarabóia claraboia idéia/ platéia ideia/ plateia
colméia colmeia jibóia jiboia
tramóia tramoia jóia joia
odisséia odisseia paranóia paranoia
Novo Acordo Ortográfico
2. Nas palavras paroxítonas, não se usa mais o acento no i e no u tônicos quando vierem
depois de um ditongo.
Como era Como fica
bai-ú-ca bai-u-ca
bo-cai-ú-va bo-cai-u-va
cau-í-la cau-i-la
fei-ú-ra fei-u-ra
tui-ú-ca tui-u-ca
3. Não se usa mais o acento das palavras terminadas em êem e ôo(s).
Como era Como fica Como era Como fica
povôo povoo (verbo povoar) enjôo enjoo
perdôo perdoo (verbo perdoar) vôos voos
crêem creem (verbo crer) vêem veem (verbo ver)
dêem deem (verbo dar) dôo doo (verbo doar)
lêem leem (verbo ler) zôo zoo
magôo magoo (verbo magoar) abençôo abençoo
Fonética→ se ocupa dos fonemas (= sons); são eles as vogais, as consoantes e as
semivogais. Veja:
Letra→É a representação gráfica dos sons da fala.( casa→ cê+ a+ esse+ a).
Fonema→ Menor unidade de som. ( casa→k+a+zê+a).
Vogal Oral: Som sai pela boca. Ex.: fica, veja e pá.
Vogal Nasal: Som sai pela boca e nariz. Ex.: lenda, tenta.
Classificação:
Vogais: a-e-i-o-u
Consoantes: b- c- d-f- g- h- j- k- l- m- n- p- q- r- s- t- v- x-w- y- z
Semivogais: Tem que estar ao lado de uma vogal, ter o som de i ou u e ter o som fraco.
Ex: Caiu ( a=vogal/ i=semivogal/ u=semivogal)
Quais ( u= semivogal/ a= vogal/ i= semivogal)
Saguão ( u=semivogal/ a= vogal/ o= com som de u, semivogal)
Fonética
Fonética
Sílaba→ Conjunto de um ou mais fonemas pronunciados numa única emissão de voz.
Número de Sílabas:
(1)Monossílaba: pá, pé, mal / (2)Dissílaba: Ca-sa / (3) Trissílaba: pa-le-tó (4)Polissílaba:
car-to-li-na
Intensidade das sílabas e sua classificação:
Tônica: sílaba mais forte: Ce-lu-lar
Atônica: Sílaba fraca: Ce-lu-lar
Ortoépia→ trata da pronúncia correta dos sons das palavras: queijo e não quejo.
Prosódia→trata da tonacidade da palavra: no-bel
Encontro Consonantal→ Sequência de sons consonantais nas palavras.
Puro, próprio ou perfeito, não se separa: Br, Cl, Pr, Cr, Pl, Fr, Cr, Bl, etc. Bra-sil
Disjunto, impróprio ou imperfeito, se separa: Pt, Ct, Dv, Dj, etc. Ap-to
Fonética
Dígrafo→ Agrupamento de duas letras com apenas 1 só fonema e tem duas classificação:
Consonantais: ch, lh, nh( que se separa) / rr, ss, sc, sç, xc ( que se separam)/ gu e qu
( que deve vir seguido de e ou i e não se pronuncia o u, queijo).
Vocálico ou Nasalizado: am, an (ã)- campo, cantor/ em, en(ë)- membro, lenda/ im, in( ï)-
limbo, lindo/ om, on (õ)- bombom, conto/ um, um (ü)- bumbum, corcunda.
Dífono→ Letra que representa dois fonemas.
Sexo(ks) Táxi(ks) Tóxico(ks)
As letras M e N, tem diferentes formas de interpretá-los, tendo a função de :
Consoante, quando estiver no início da palavra: pla- ne-ta / mãe
Semivogais, quando formar os grupos am, em, en e ens em final de palavra:
Ve-jam men-sa-gem vi-a-gem hi-fens
Fonética
Encontros Vocálicos→ São sequências de sons vocálicos, vogal e/ ou semivogal.
Classificam-se em:
Ditongo: é o encontro de uma vogal com uma semivogal ou de uma semivogal com uma
vogal e pode ser:
*Crescente: sv + V→ do menor para o maior. Ex.: gê-nio/ á-gua/ sé-rie
*Decrescente: V + sv→ do maior para o menor. Ex.: coi-sa/ i-dei-a/ cai-xa
Tritongo: é o encontro de sv + V +s v. Ex.: pa-ra-guai / sa-guão / u-ru-guai
Hiato: sequência de duas vogais em sílabas diferentes:
sa-í-da fa-ís-ca com-pre-en-do en-jo-o ba-ú jo-e-lho mi-ú-do
Fonética
Regras para separação de sílaba:
1)Não se separa: ditongos e tritongos.
Ex.: lei-te cai-xa pa-ra-guai
2)Separam-se os hiatos.
Ex.: sa-í-da vo-o
3)Separam-se os ditongos decrescentes das vogais:
Ex.: prai-a tei-a es-tei-o
4)Separação de sub, super e pneu:
Superabundante→ su-pe-ra-bun-dan-te Subaério→ su-ba-é-reo
Suboficial→ su-bo-fi-ci-al Subseção→ sub-se-ção
Sublinhar→ sub-li-nhar Sublime→ su-bli-me
Pneumático→ pneu-má-ti-co Psicólogo→ psi-có-lo-go
Oxítona→ é a última sílaba tônica(mais forte ) e as terminadas em: a, e, o, em,ens
seguidos ou não de s e os ditongos abertos em éu, éi e ói:
a-ma-pá va-ta-pá ro-bô compô-lo pas-téis a-néis len-çóis chá
ca-fé re-fém ji-ló trazê-lo he-rói tro-féu fi-éis fé
a-tra-vés pa-ra-béns achá-la pa-péis an-zóis i-lhéus to-néis réis
Paroxítona→ é a penúltima sílaba tônica e as terminadas em:
jú-ri tórax a-fá-vel jó-quei
a-çú-car tê-nue ví-rus tú-neis
con-têi-ner á-gua pró-tons bí-ceps
hífen sá-bio ór-fão ân-sai
pó-len í-gneo dol-mã bar-bá-rie
Proparoxítona→ é a antepenúltima sílaba tônica:
xí-ca-ra a-ná-te-ma náu-fra-go
ú-mi-do ae-ró-li-to ê-xo-do
ló-gi-co so-nâm-bu-lo pro-tó-ti-po
lê-ve-do ver-mí-fugo cri-sân-te-mo
Regras de Acentuação Gráfica
ps, ei, um ditongo?
ã, não, rilxons
Hiato→ o i e o u levam acento se estiverem sozinhas nas sílabas, seguidos ou não de s:
Ba-la-ús-tre Pi-au-í ba-ú
sa-ú-de Ja-ú tra-í-da
sa-í-da Já-ca-re-í fa-ís-ca
Ru-í-na Ju-í-zes ba-ús
Não levam acento→ o i e o u seguidos de: nh, r, n, z, m, u e l :
Ta-i-nha ra-iz co-im-bra fu-i-nha
Na-ir ju-iz ca-iu ca-ju
Ca-in-do ca-im Ra-ul bai-u-ca
Su-til ru-im mo-i-nho
Palavras cuja tonacidade não levam acento:
ca-te-ter u-ru-bu u-re-ter re-cor-de
cis-ter con-dor a-va-ro cu-pi-do
ca-ju han-gar ci-clo-pe i-tem
a-ra-ca-ju mis-ter i-be-ro fi-lan-tro-po
pa-ca-em-bu no-bel gra-tui-to a-vit-o
Pu-di-co ru-bri-ca tu-li-pa a-cro-ba-ta
Regras de Acentuação Gráfica
→É o estudo da Estrutura, da Formação e da Classificação das palavras.
Primitiva→ não provém de outra palavras. Ex.: Pedra
Derivada→ provém de outra palavra. Ex.: Pedreiro
Simples → possui apenas um radical. Ex.: Guarda
Composto → possui mais de um radical. Ex.: Guarda- chuva
Derivação prefixal e sufixal→ pode-se tirar tanto o sufixo quanto o sufixo, que não perde
o sentido da palavra. Ex.: Infeliz
Derivação parassintética → quando não para tirar o prefixo e nem o sufixo, se tirar um
ou outro perde o sentido da palavra. Ex.: Amolecer
Derivação regressiva → é a diminuição em relação a palavra que deu origem a ela.
Ex.: chorar→ chora
Derivação imprórpia→ sofre alteração na sua classe de palavra.
Ex.: Ela comprou uma saia vinho. ( a pal. vinho é um subst. Tendo função de adj.)
Análise Morfológica- Formação das Palavras
Substantivo→ nomeia seres, nomes de coisas, como:
Pessoas: Karla, Douglas, ... Sentimentos: felicidade, amor,...
Lugares: Tahiti, Pernambuco,... Ações: corrida, esforço, estudo, trabalho, ...
Classifica-se em :
Comum→ especifica qualquer ser da mesma espécie. Ex.: pessoa, cidade, empresa, etc.
Próprio→ especifica um ser em particular. Ex.: Paris, Dell, Laura, etc.
Concreto→ designa seres de existência real ou não. Ex.: pedra, alma, Deus, ar, fada, etc.
Abstrato→ designa: Qualidade(beleza, coragem) Sentimento(amor, saudade)
Ação(fuga, viagem) Estado( vida, doente).
Ex.: A caça foi boa.( a palavra caça designa ação, logo subst. Concreto)
Ele trouxe a caça para comer. ( aqui a pal. Caça designa um animal, logo subst. concreto).
Classificação das Palavras- Substantivo
Classificação das Palavras- Substantivo Coletivo
Classificação das Palavras- Flexão do Substantivo
Número
Singular Plural
Capelão/ capitão Capelães/capitães
Acórdão/ cidadão Acórdãos/Cidadãos
Réptil/ projétil Répteis/ Projéteis
Fóssil Fósseis
Canôn cânones
Album/som Álbuns/ Sons
Giz/ mês Gizes/ Meses
Sal/ pau Sais/ Pauis
Cal/ mal Cales/ Males
Pires/ lápis Os pires/ os lapis
Éden/ abdomêm édens/ abdômens
Aldeão/ ancião ões/ ães/ ãos
Charlatão/ corrimão ões/ ães/ ãos
Substantivo sobrecomum→ possui um único gênero e serve para tanto para
masculino como para feminino:
a pessoa a criatura o indivíduo
a testemunha a sentinela o animal
a criança a estrela o pé-frio
Comum de dois gêneros→ apenas uma forma para ambos os gêneros:
o/a estudante agente personagem
o/a imigrante viajante atleta
o/a acrobata artista chofer
Gênero Vacilante→ trazem dificuldades quanto ao gênero:
Maculino(o) Feminino(a)
Áçucar dogma aguardente/ cólera
Ágape dó/diagrama Alface / Libido
Antílope grama(peso) Análise /Omoplata
Clã suéter Cal / Vertigem
Eclipse Champanha Elipse / Sentinela
Classificação das Palavras- Flexão do Substantivo
Plural dos Composto→ possui dois radicais separados ou não por hífen, a composição pode ocorrer por:
Justaposição→ o substantivo não ganha e nem perde letra durante sua formação. Ex.: passa+tempo= passtempo.
Aglutinação→ durante sua formação, pode ganhar ou perder letra. Ex.: água+ardente=aguardente,perdeu a letra a.
Regras:
1) O substantivo composto formado por palavras repetidas ou semelhantes, somente o segundo elemento irá
variar. Ex.: o pingue- pongue→ os pingue – pongues
2) Nos compostos formados por verbos repetidos ambos variam. Ex.: o corre – corre→ os corres – corres
3) Nos compostos formados pelos verbos oposto, ambos os elementos invariam. Ex.: o leva – traz→ os leva – traz
4) Nos compostos formados pelos prefixos: grão, grã, bel, pós e pré, somente o segundo elemento varia:
Ex.: o grão-mestre→ os grão – mestre
a grã – duquesa→ as grã - duquesas
o bel- prazer→ os bel – prazeres
5) O segundo elemento do substantivo composto indica o tipo do primeiro elemento,fazendo função de adjetivo,
sendo assim, somente o primeiro elemento irá variar.
Ex.: A manga - rosa→ As mangas - rosa
A banana - maçã→As bananas- maçã
A caneta - tinteiro→ As canteas - tinteiro
Classificação das Palavras- Substantivo Composto
6) Para os demais substantivos compostos, irá variar somente o que for substantivo, adjetivo e numeral:
Ex.: guarda- florestais→ guardas-florestais(o 1º elemento refere-se à pessoa e não ao verbo guardar)
couve- flor→ couves- flores boa-vida→ boas - vidas
boia- fria→ boias-frias guarda- roupa→ guarda- roupas
beija-flor→ beija-flores meio-dia→ meios-dias
7) Os substantivos compostos ligados por preposição, somente o primeiro elemento irá variar:
Ex.: A água -de- colônia→ As águas -de- colônia
A mula -sem- cabeça→ As mulas -sem- cabeça
8) Nos compostos formados por verbo+subst. no plural, ambos não variam:
Ex.: o saca-rolhas→ os saca-rolhas
o guarda-costas→ os guarda-costas
9) Nos nomes de rezas, somente o segundo irá variar. Ex.: A ave-maria→ As aves-marias
10) Nos adjetivos compostos somente o último elemento varia. Ex.: sapato verde-claro→ sapatos verde-claros/
Acordo sócio-político-econômico→ Acordos sócio-político-econômicos
11) Se o segundo elemento do adjetivo composto for um substantivo, o mesmo ficará invariável:
Ex.: camisa azul-pavão→ camisas azul-pavão / saia verde-musgo→ saias verde-musgo
12) O adjetivo composto surdo-mudo variam os dois. Ex.: surdos- mudos / surdas-mudas
13) Os substantivos simples empregados como adj. ficam invariáveis:
Ex.: blusa rosa→ blusas- rosa/ blusa laranja→ blusas laranja
Classificação das Palavras- Substantivo Composto
→É a palavra variável que determina o substantivo de modo preciso ou vago.
→Quando houver artigo depois haverá um substantivo.
Classificação:
Artigo definido→ quando definem ou determinam o substantivo de modo preciso( o, a, os, as)
Ex.: Todos viram o menino.
Artigo Indefinido→ quando determina de modo vago, indefinido, incerto( um, uma, uns, umas)
Ex.: Todos viram um menino.
Flexão em:
Gênero( M/ F)→ Todos viram o menino. / Todos viram a menina.
Número( S/ P)→ Todos viram o menino. / Todos viram os meninos.
Observe:
1)O trabalho é grande, mas sei que o farei.
o = artigo trabalho = substantivo o = pronome, pois retoma a palavra trabalho.
Dica!
Artigo não precede ao Verbo, Pronome e Preposição.
Classificação das Palavras- Artigo
→ É uma palavra variável, que dá significação de qualidade, defeito, estado ou modo de ser ao
subst. Ex.: O pai de Joana é um homem bom./ homem= subst. bom= adj.
Locução adjetivo
de abelha apícola de chuva pluvial de astro sideral de justiça eclesiástico
de estrela estelar de gado pecuário de gelo glacial de guerra bélico
de junho junino de lua lunar de mãe maternal de pai paternal
de páscoa pascal de fogo ígneo de tarde vespertino de sol solar
de verão estival de Bispo episcopal
Flexão em :
Gênero( M/ F)→ Ele é bom./ Ela é boa.
Número( S/P)→ Eles são bons./ Elas são boas.
Grau:
* Comparativo de igualdade: Lucas é tão extrovertido quanto seu irmão.
* Comparativo de inferioridade: Lucas é menos extrovertido (do) que seu irmão.
* Comparativo de superioridade: Lucas é mais extrovertido (do) que seu irmão.
* Superlativo relativo de superioridade: Douglas é o mais inteligente da sala.
* Superlativo relativo de inferioridade: Luan é o menos participativo da sala.
* superlativo absoluto analítico: Esta garota é muito educada
* superlativo absoluto sintético: Todos os ambientes são agradabilíssimos.
Classificação das Palavras- Adjetivo
Classificação das Palavras- Adjetivos
Alguns adjetivos Pátrios
UF(unidade da federação)Capitlal Gentílico
Acre Rio Branco rio-branquense/ Acriano
Amapá Macapá macapaense/ amapaense
Amazonas Manaus manauense; manauara
Bahia Salvador soteropolitano, salvadorense
Espírito Santo Vitória capixaba, vitoriense
Maranhão São Luís ludovicense ou são-luisense
Mato Grosso Cuiabá cuiabano
Mato Grosso do Sul Campo G. campo-grandense
Paraíba João Pessoa pessoense
Piauí Teresina teresinense
Rio Grande do Norte Natal natalense
Rio Grande do Sul Porto Alegr porto-alegrense
Rondônia Porto Velho porto-velhense
Roraima Boa Vista boa-vistense
Sergipe Aracaju aracajuano, aracajuense
Rio de Janeiro RJ Fluminense/Carioca
São Paulo SP Paulista/ Paulistano
Adjetivos Pátrios
África→ afro: cultura afro-americana
Alemanha→ germano/ teuto: competições teuto/germano-inglesas
Bélgica→ belgo: acampamentos belgo- franceses
China→ sino : acordos sinos-japoneses
Espanha→hispano: mercado hispano- português
Portugal→ luso: acordos luso- brasileiros
França→ franco ou galo: reunião franco-italianas
Numeral é uma das palavras que se relaciona diretamente ao substantivo, dando a ideia de número.
Ex.: Andei por duas quadras./ Fui a segunda colocada no concurso./ Comi um quarto da pizza.
Dica: Um artigo indica indefinição do substantivo e o um numeral indica quantidade do substantivo.
Classificação do numeral:
CARDINAL→Indica quantidade, serve para fazer a contagem.
ORDINAL→Expressa ordem.
MULTIPLICATIVO→Indica multiplicação.
FRACIONÁRIO→Expressa divisão, fração e partes.
COLETIVO→Indica um conjunto. Exemplo: centena, dúzia, dezena, década e milheiro.
Números substantivo→ aparecem isolados, ou seja não acompanham um subst., desempenham
função do próprio subst. Ex.: Morreram três naquele trágico acidente.
Números adjetivos→ aparecem relacionam a um subst. exercendo a função de Adjunto Adnominal.
Ex.: Morreram três pessoas naquele acidente.
Números Coletivos:
Bíduo→período de 2 dias Decênio→ per. de 10 anos centena→conj.de 100 unid.
Bimestre→ ´´ ´´ de 2 anos Mês→per. de 30 dias dístico→estrofe de 2 versos
Centenário→´´ ´´ de 100 anos Milênio→ per. de 1000 anos terceto→ ´´ ´´ de 3 versos
Novena→ per. de 9 dias Quarentena→ per. de 40 dias dúzia/grosa→ 12 unid.
Classificação das Palavras- Adjetivos
Cardinais Ordinais Multiplicativos Fracionários
um primeiro - -
dois segundo dobro, duplo meio
três terceiro triplo, tríplice terço
quatro quarto quádruplo quarto
cinco quinto quíntuplo quinto
seis sexto sêxtuplo sexto
sete sétimo sétuplosétimo
oito oitavo óctuplo oitavo
nove nono nônuplo nono
dez décimo décuplo décimo
onze décimo primeiro... - onze avos
vinte vigésimo - vinte avos
trinta trigésimo - trinta avos
quarenta quadragésimo - quarenta avos
cinquenta quinquagésimo - cinqüenta avos
sessenta sexagésimo - sessenta avos
setenta septuagésimo - setenta avos
oitenta octogésimo - oitenta avos
noventa nonagésimo - noventa avos
cem centésimo cêntuplo centésimo
duzentos ducentésimo - ducentésimo
trezentos trecentésimo - trecentésimo
quatrocento quadringentésimo - quadringentésimo
quinhentos qüingentésimo- qüingentésimo
seiscentos sexcentésimo - sexcentésimo
setecentos septingentésimo - septingentésimo
oitocentos octingentésimo - octingentésimo
novecentos nongentésimo ou noningentésimo - nongentésimo
mil milésimo - milésimo
milhão milionésimo - milionésimo
bilhão
Classificação das Palavras- Adjetivos
Romanos
1: I 900: CM
2: II 1000: M
3: III 2000: MM
4: IV 3000: MMM
5: V 4000: IV
6: VI 5000: V
7: VII
8: VIII
9: IX
10: X
20: XX
30: XXX
40: XL
50: L
60: LX
70: LXX
80: LXXX
90: XC
100: C
200: CC
300: CCC
400: CD
500: D
600: DC
800: DCCC
Pronomes Retos→ tem por função principal representar o sujeito e o predicado.
Pronomes Oblíquos→ exercem a função de complemento.
Pronomes Reflexivos→ quando o sujeito pratica ação sobre si mesmo( me, nos, te, vos e se ).
Ex.: Paula depilou-se.
Pronome Recíproco→ quando houver uma ação trocada, entre dois ou mais sujeitos.
Ex.: Karla e Douglas amam-se./ Eu e ele nos cumprimentamos.
Pronomes átonos→ ocupam três posições diferentes: Próclise→ anteposto ao verbo: não –me diga
Mesóclise→ interposto ao verbo: pôr- te-ei a par./ Ênclise→ posposto ao verbo: quero-te bem
Colocação Pronominal
Os pronomes oblíquos: o, a, os, as, quando associados a verbos terminados em r, z e s, assumem as
formas de lo, la, los, las. Ex.: Doug quer convencer seu amigo→ Doug quer convencê-lo.
→quando associados a verbos terminados em ditongo nasal:-am,-em,-ão,-õe, assumem as formas de
no, na, nos, nas. Ex.: Fizeram-no./ Põe-na. /Peguem-nos.
pron. Substantivo→ substitui um substantivo, representando-o. (Ele prestou socorro)
pron. Adjetivo→ acompanha um substantivo, determinando-o. (Aquele rapaz é belo)
Dica!
Quando os pronomes referem-se a pessoa:
→ 3ª pessoa, com quem se fala: Vossa
→3ª pessoa, de quem se fala: Sua
Classificação das Palavras- Pronome
Classificação das Palavras- Pronome
Pronome de Tratamento Abrev. Usos
Você V. Em algumas regiões é substituído pelo "tu’’
Senhor, Senhora- Sr., Sr.ª Usado quando falamos com pessoas com as quais não temos intimidade
Vossa Senhoria V. S.ª À autoridades em geral, diretores, chefes, vereadores, secretários, etc.
Vossa Excelência V. Ex.ª
Autoridades mais altas, como Presidente da República, Ministros de
Estado, Senadores, Deputados, etc.
Vossa Eminência V. Em.ª Usados para falarmos com Cardeais
Vossa Alteza V. A. Para nos referirmos a Príncipes e Princesas, Duques
Vossa Santidade V.S. Para o Papa
Vossa Reverendíssima Rev.mª Bispos e Sacerdotes
Vossa Paternidade V. P. Superiores de Ordens Religiosas.
Vossa Magnificência V. Mag.ª V. Mag.ªs Reitores de Universidades
Vossa Majestade V. M. V V. M M. Reis e Rainhas.
Pronomes Pessoais
Pronomes Retos Pronomes Oblíquos
Singular Plural Singular Plural
1ª pessoa- Eu Nós me, mim, comigo nos, conosco (quem fala)
2ª pessoa- Tu Vós te, ti, contigo vos, convosco (com quem se fala)
3ª pessoa- Ele/Ela Eles/Elas o, a, lhe, si, consigo os, as, lhes, consigo (de quem se fala)
Classificação das Palavras- Pronome Adjetivo
Pronome Possessivos Singular/ Plural Singular/ Plural
Pessoa Masculino Feminino
1ª meu(s), nosso(s) minha(s), nossa(s)
2ª teu(s), vosso(s) tua(s), vossa(s)
3ª Seu(s) Sua(s)
PRONOMES DEMONSTRATIVOS
Pessoas Variáveis Invariáveis
Masculino Feminino
Singular Plural Singular Plural
1ª este estes esta estas Isto
2ª esse esses essa essas Isso
3ª aquele aqueles aquela aquelas aquilo
PRONOMES INDEFINIDOS Pronomes Pronome
Variáveis Invariáveis Relativo Interrogativos
algum, nenhum, todo,
outro, muito, pouco,
certo, vários, tanto,
quanto, qualquer.
alguém, ninguém, tudo,
outrem, nada, quem,
cada, algo.
o qual, os quais, a qual, as
quais, que, cujo, cujas,
quem, quanto, quantos,
quanta, quantas, onde
quem?, qual?, que?,
quanto?
Estrutura das palavras
Pedra Pedreiro Pedregulho
Radical/lexema ou raiz, é a parte da palavra que não muda(invariável) do verbo.
Afixos→ Deslealdade
prefixo sufixo
radical
Desinência→ elemento final da palavra, que indica o gênero(M/F), número(S/P), tempo ou modo,
pessoa ou grau:
Desinência Nominal: gênero e número, Gatas→ gat a s
Desinência Verbal: modo temporal( DMT), falava→ fal a va
Desinência Verbal: número e pessoa( DNP), falávamos→ fal á va mos
Tema = radical+ vogal temática
Verbos nominais→ indica as formas nominais do verbo:
Infinitivo→ cantar- Pessoal: cantar eu.../ Impessoal: cantar...,
Gerundio→ cantando
Particípio→ cantado
Classificação das Palavras- Verbo
O Verbo é uma palavra variável e que exprime ação, estado ou fenômeno.
Classificação:
Regular→ o verbo não sofre ação no radical e conserva as mesmas terminações: Cantar
Eu canto ele/ela canta vós cantais
Tu cantas nós cantamos eles/elas cantam
Irregular→ o verbo sofre alterações no radical e não conserva as mesmas terminações do modelo: Dar
Eu dou ele/ela dá vós dais
Tu dás nós damos eles/elas dão
Terminações→ é a parte final que varia de diferentes maneiras.
Classificação das Palavras- Verbo
Radical Terminações Tema( rad+ vogal temática)
Cant AR Cant+ a
Vend Er Vend+e
Part Ir Part+i
Cant o, a, amos, ais, em
Classificação das Palavras- Verbo
Modo Indicativo→ Expressa certeza
Tempo Conjugação Indica
Presente→ Eu canto, tu cantas,... Fato no momento
Pretérito Perfeito→ Eu cantei, tu cantastes,... Fato concluído ou terminado
Pretérito Imperfeito→ Eu cantava, tu cantavas,... Ação inacabado
Pretérito mais-que-perfeito→ Eu cantara, tu cantaras,... Passado do passado
Futuro do Presente→ Eu cantarei, tu cantarás,... Que vai realizar
Futuro do Pretérito→ Eu cantaria, tu catarias,... Que gostaria de fazer.
Modo Subjuntivo→ Expressa dúvida
Tempo Conjugação
Presente Que eu cante, que tu cantes
Pretérito Imperfeito Se eu catasse, se tu cantasse
Futuro Quando eu canto, quando tu cantares
Imperativo→ expressa ordem
Afirmativo Negativo
Feche a porta! Não feche a porta!
Voz Ativa→ o sujeito pratica a ação expressada pelo verbo, sendo assim, dizemos que o verbo
está na voz ativa e o sujeito chama-se agente.
Ex.: O aluno estudou a lição. / Vendeu- se a casa.
verbo (voz ativa)
agente (sujeito)
Voz Passiva→ sujeito recebe ou sofre a ação do verbo, o verbo está na voz passiva e o sujeito
chama-se paciente. Ex.: A lição foi estudada pelo aluno. / A casa foi vendida.
paciente(sujeito)
verbo (voz passiva)
Locução verbal→ são dois ou mais verbos unidos, tendo o valor de um só.
Ex.: Os alunos precisarão enviar ao professor o trabalho.
Loc.verbal
Classificação das Palavras- Verbo
ADVÉRBIO MODIFICA OUTRO ADVÉRBIO
Ocorre quando o advérbio modifica um adjetivo ou outro advérbio, geralmente intensificando o
significado.
Ex.: Grande parte da população adulta lê muito mal.
adverb.de intensidade
Classificação das Palavras- Advérvio
Tipos de Advérbio
Advérbio de modo→ Bem, mal, assim, melhor, pior, depressa, acinte, devagar, aos poucos, desse jeito,
pacientemente, escandalosamente, generosamente, atualmente.
Advérbio de Intensidade→
Muito, demais, pouco, tão, menos, bastante, pouco, mais, menos, demasiado, quanto,
quão, tanto, assaz, que(equivale a quão), tudo, nada, todo, quase, por completo, bem .
Advérbio de Tempo→
Hoje, logo, primeiro, ontem, tarde outrora, amanhã, cedo, dantes, depois, jamais,
antigamente, antes, nunca, então, ora, agora, sempre, já, enfim, afinal, breve,
constantemente, imediatamente, provisoriamente, sucessivamente.
Advérbio de lugar→
Aqui, antes, dentro, ali, adiante, fora, acolá, atrás, além, lá, detrás, aquém, cá, acima,
onde, perto, aí, abaixo, aonde, longe, debaixo, defronte, adentro, afora, aquém,
embaixo, em+local (em São Paulo)
Advérbio de negação→ Não, nem, nunca, jamais, de modo algum, tampouco, de jeito nenhum
Advérbio de dúvida→
Acaso, porventura, possivelmente, provavelmente, quiçá, talvez, casualmente, por
certo, quem sabe
Advérbio de afirmação→
Sim, certamente, realmente, decerto, efetivamente, certo, decididamente, realmente,
deveras, indubitavelmente.
Locução Adverbial→
de longe, de perto, em cima, à direita, à esquerda, ao lado, em volta, às vezes, à tarde, à
noite, de manhã, de repente, às pressas, às claras, às cegas, à toa, à vontade, de fora.
Preposição é uma palavra invariável que serve para ligar termos ou orações.
Tipos de Preposição:
1. Preposições essenciais→ palavras que atuam exclusivamente como preposições.
A, ante, perante, após, até, com, contra, de, desde, em, entre, para, por, sem, sob, sobre, trás, atrás de,
dentro de, para com.
2. Preposições acidentais→ palavras de outras classes gramaticais que podem atuar como
preposições: como, durante, exceto, fora, mediante, salvo, segundo, senão, visto.
3. Locuções prepositivas: duas ou mais palavras valendo como uma preposição, sendo que a última
palavra é uma delas.
Abaixo de, acerca de, acima de, ao lado de, a respeito de, de acordo com, em cima de, embaixo de, em
frente a, ao redor de, graças a, junto a, com, perto de, por causa de, por cima de, por trás de.
Classificação das Palavras- Preposição
Conectivos→ são conjunções que ligam as orações, estabelecem a conexão entre as orações nos períodos compostos
e também as preposições, que ligam um vocábulo a outro.
Conectivos Coordenativos→ são conjunções coordenativos e que ligam oração da mesma natureza sem depender
uma da outra :
ADITIVAS(adicionam, acrescentam, não altera a ideia particular): e, nem, também.
Ex: Ela estuda e trabalha.
ADVERSATIVAS (oposição, contraste): mas, porém, todavia, contudo, entretanto, senão, que.
Ex.: Ela estuda, no entanto não trabalha.
ALTERNATIVAS (alternância, cujo pensamento se exclui): ou. Também as locuções ou...ou, ora...ora, já...já,
quer...quer...
Ex.: Ou ela estuda ou trabalha.
CONCLUSIVAS (indica conclusão da oração anterior): logo, portanto, pois, por conseguinte, então.
Ex.: Ela estudou com dedicação, logo deverá ser aprovada.
EXPLICATIVAS (justificam a proposição da oração anterior): pois, que, porque, porquanto...
Ex.: Vamos estudar, que as provas começam amanhã.
Locução Conjuntiva→ São duas ou mais palavras que tem o valor de uma conjunção.
Todas as vezes que ainda que
Apesar de que afim de que
Uma vez que logo que
Conectivos ou Conjunção
Conectivos Subordinativos→ são conjunções subordinativas e os pronomes relativos, dando ideia
de dependência.
CAUSAIS (iniciam a oração subordinada denotando causa.): porque, por isso que, pois que, já que, visto que...
Ex.: Ela deverá ser aprovada, pois estudou com dedicação.
COMPARATIVAS (estabelecem comparação): que, do que, maior, melhor ou menos, menor, pior), como,
tão...como, tanto...como, mais...do que, menos...do que, assim como. Ex.: Ela é mais estudiosa do que a maioria dos
alunos.
CONCESSIVAS (iniciam oração que modifica oração principal, sem impedir a ação declarada): que, embora,
conquanto, ainda que, mesmo que se bem que, nem que, por mais que, por menos que...
Ex.: Ela não foi aprovada, embora tenha estudado com dedicação.
CONDICIONAIS (indicam condição): se, caso, contanto que, desde que, sem que, a menos que, a não ser que, uma
vez que. Ex.: Ela pode ser aprovada, se estudar com dedicação.
Finais (indicam finalidade): As locuções para que, a fim de que, por que...
Ex.: É necessário estudar com dedicação, para que se obtenha aprovação.
TEMPORAIS (indicam circunstância de tempo): quando, depois que, logo que, assim que, desde que, sempre que...
Ex.: Ela deixou de estudar com dedicação, quando foi aprovada.
CONSECUTIVAS (indicam conseqüência): tal/tão/tanto...que, de modo que, de forma que, Ela estudava tanto, que
pouco tempo tinha para dedicar-se à família.
INTEGRANTES (Função de subst.):se, que. Ex.: Ela sabe que é importante estudar com dedicação.
Conectivos ou Conjunção
→É o estudo da disposição, relação e combinação das palavras nas frases e das frases no discurso.
→ O adj. concorda com o subst. em: gênero(M/F) e número(S/P):
Ex.: Aluno(a) estudioso(a) / Alunos(as) estudiosos(as).
→Se o adj. estiver anteposto ao subst.da oração, o mesmo concordará como subst.mais próximo:
Ex.: Conheci ótima praça e condomínio. / Conheci ótimo condomínio e praça.
adj. subst. composto
→Se o adj. estiver posposto ao subst. da oração, o mesmo concordará com o *mais próximo ou
**com todos. Ex.: Conheci condomínios e praça *ótima /**ótimos.
Subst. composto
→O predicativo do suj., concorda com o sujeito em gênero e número. Ex.: A madrugada é linda.
→Quando o suj. é um subst. de *sentido indeterminado, o predicativo fica no masculino singular:
Ex.: *Limonada é bom para a gripe./ *Entrada é proibido.
→Quando o suj. é um subst. de *sentido determinado, o predicativo concorda com ele:
Ex.: *Esta limonada é boa para gripe. / *A entrada é proibida
Sintaxe- Concordância Nominal:
→O suj. composto leva o verbo para o plural. Ex.: Pedro e Paula foram à praia.
suj.composto (verbo)
→O verbo concorda com o sujeito em nº e pessoa. Ex: Eu admiti o erro./ Nós admitimos o erro.
→ Os verbos: dar, bater e suar na indicação de hora ou balada. Ex.: O padre bateu o sino.
suj. verbo
E na ausência da pessoa e da coisa, o sujeito passa a ser a hora anunciada. Ex: Deu duas horas na
matriz.
verbo suj.
Na ausência da pessoa, o sujeito passa a ser a coisa. Ex.: Bateu o sino.
sujeito
→ A concordância com os pronomes de tratamento ficará com o verbo na 3º pessoa do singular ou
plural. Ex.: Vossa Exc.ª é bondosa./ Vossas Excelências são bondosas.
→Concorda com o núcleo coletivo, se não houver especificação. Se houver especificação, o verbo
poderá concordar com este termo. →conc.c/ suj. no singular.
Ex.: O grupo fez a apresentação. / Ex.: O grupo *de artistas fizeram/fez a apresentação.
conc. c/ o subst. no plural.
(suj.sem especificação) (suj.*com especificação)
Sintaxe- Concordância Verbal
Regência Verbal
Regência Nominal
→ É a relação lógica que as frases estabelecem uma com as outras: Relação/ Oração e
Período:
Frase→ qualquer enunciado de sentido completo.
Ex.: Por favor, silêncio!
Oração→ enunciado linguístico organizado em torno de um verbo e constituído de
sujeito e predicado, ou ao menos predicado.
Ex.: A esperança nunca morrerá.
→ pode haver mais de uma oração:
Ex.: Cheguei, vi e venci.
Período→ é um enunciado linguístico com sentido acabado. Temos dois tipos de
período:
simples: possui apenas uma oração.
composta: possui duas ou mais orações
Análise Sintática- Frase, Oração e Período
Sujeito→ é o termo que concorda com o verbo, sua posição pode variar:
Antes do Predicado. Os alunos fizeram um excelente trabalho.
suj. Predicado
Depois do verbo. Desenhavam despreocupados os alunos. / Despreocupados os alunos desenhavam.
predicado suj. Predicado suj. predicado
Núcleo do sujeito:
→ é a palavra central do sujeito, que pode ser (subst./pronome subst./palavras substantivadas/ numeral)
Suj.simples→ possui apenas um núcleo. Ou uma expressão indivisa(subst./pronome/substantivada)
Ex.: O rapaz estudou.
Suj.composto→ possui mais de um núcleo.
Ex.: Carlos e sua mulher estudam.
Suj.indeterminado→ não está evidente, e nem pode ser identificado por meio da desinência verbal, e sempre
haverá um verbo na 3ªp. do sing. ou plural, pode vir também acompanhado do pronome se.
Ex.: Roubaram meu carro./ Canta-se bem.
Suj. oculto/elíptico/implícito/desinencial→ não tem núcleo, porque teoricamente ele não aparece.
Ex.: Compramos duas jaquetas. Quem comprou? → nós
Suj.inexistente/oração sem sujeito:
→verbos haver, fazer e ser no sentido de tempo corrido. Ex.: Há anos desapareceu./ Era meia noite.
→Fenômenos da natureza (chover, anoitecer, faz frio, faz calor, vento, etc.). Ex.: Choveu muito ontem.
Análise Sintática- Termos Essenciais da Oração
Predicado
→É o termo da oração que contém o verbo como núcleo.
Verbo intransitivo→ não precisam de complemento, pois exprime um ideia completa.
Ex.: O gato mia./ O balão subiu.
Verbo Transitivo→ precisam de um complemento por não terem sentido completo.
Direto(VTD)→complemento sem preposição. Ex.: O vento de ontem derrubou o poste.→comple.verbal
Indireto( VTI)→ complemento com preposição. Ex.: Todos necessitam de apoio.→compl.verbal
Direto e indireto→ exige os dois complementos ao mesmo tempo. Ex.: Peço a Deus paciência.
(VTDI) – transita diretamente para um objeto e indiretamente para outro ) (VTI) (VTD)
Complemento Verbal→ Completa o sentido de um VTD ou VTI
Ex.: O vento de ontem derrubou o poste./ Todos necessitam de apoio./ Peço a Deus paciência.
Complemento Nominal→ completa a significação de um nome( subst., adj. ou advérbio).
Ex.: O professor foi digno da homenagem./ (sempre virá acompanhado de preposição)
Verbos de ligação→ indica estado, não é verbo de ação e logo após vem sempre um predicativo do
sujeito. Ex.: Ser→ O computador é novo. (é, está, anda, parece, fica, continua, permanece, torna-se)
Predicado do sujeito ou predicado nominal→ palavra ou expressão usada junto ao verbo de ligação,
completando o sentido do sujeito. Ex.: Lígia é estudiosa./ O Brasil é majestoso.
Termos acessórios da Oração e Termos Integrantes
Predicado do objeto→ completa o sentido do verbo, referindo-se ao objeto e modificando-o.
Ex.: O clube elegeu-o tesoureiro.
Predicado Verbal→ é o verbo+ expressão que completa o sentido verbal. Ex.: O diretor abriu a porta.
Agente da passiva→ é o complemento dos verbos passivos. Ex.: Os pães foram comprados por mim.
Termos acessórios da Oração
Indica circunstâncias da oração:
Adjunto Adnominal→ palavra ou expressão que modifica um substantivo e pode ser:
adjetivo/ artigo/ numeral/ pronome adjetivo/ locução adjetiva
Adjunto Adverbial→ é uma expressão ou palavra que modifica o verbo, um adj., ou adv.
lugar/ tempo/ negação/ dúvida/ intensidade/ afirmação/ interrogação
Aposto→ é uma expressão, palavra ou mesmo oração, que explica outros termos e está
entre vírgulas. Ex.: Brasília, capital do Brasil, é uma das mais lindas cidades do mundo.
Vocativo→ é uma expressão ou palavra que encerra uma palavra de caráter exclamativo e
pode vir acompanhado de interjeição. Ex.: Meus amigos, sejam sinceros!
→não faz parte do sujeito e nem do predicado.
Ex.: Tenho certeza, amigos, de que é bom.
Termos Integrantes
1ª Regra- Ache o verbo.
2ª Regra- Dividir a oração em sujeito e predicado.
3ª Faça perguntas das regras de ouro para identificar o sujeito.
3ª Regra- Achar os núcleos do sujeito e do predicado
4ª Regra- Denominar os termos relacionados ao verbo e ao nome.
Ex.: Os filhos obedecem aos pais.
Verbo→ obedecem (VTI )
Predicado→ obedecem aos pais
Sujeito Simples→ quem obedecem aos pais = os filhos
Núcleo do sujeito → filhos
Núcleo do predicado→ obedecem
Adj. Adnominal → artigo (os)
OI→ Os filhos obedecem a quem = aos pais (complemento do VTI)
Regras para analisar termos numa oração
Regras de ouro
Perguntas Perguntar ao verbo
para achar o sujeito
VTD
O quê?
Quem?
Sem preposição. OD
VTI
De quê? De quem?
A quê? A quem?
Em quê? Em quem?
Preposicionadas OI
Crase- Fusão: Artigo feminino(a) + preposição(a):
Usa Crase Não usa crase
Nas loc. adverbiais femininas. Ex.: Sairemos a noite.
(à direita/ à tarde/ às claras/ às vezes/ às avessas)
Antes de palavras masculinas. Ex.: O guarda foi a pé da
lagoa até o viaduto.
Nas loc. prepositivas. Ex.: Mobiliar *à Luís XV.
(*à estilo de, à moda de, à força de, à beira de)
Com o a no singular + palavra no plural. Ex.: O advogado
se refere a acusações mentirosas.
Nas loc. conjuntivas. Ex.: À medida que estuda, mais
confiante fica.(à proporção que, tanto mais...quanto
menos)
Antes de pronomes. Ex.: Nada disse a ela e nem a Vossa
Senhoria.
Nos pron. relativos. A lei à qual obedeço. Antes de verbos. Ex.: Estás prestes a cantar e a estudar.
Nos pron. demonstrativos. Ex.: Este caderno é igual
àquele.
Nas expressões com palavras repetidas. Ex.: Pouco a
pouco./Frente a frente.
Antes das palavras casa e antes de nomes
de( países, regiões, continentes, cidades, vilas,
acidentes geográficos), quando especificados ou
determinados por adjetivo ou complemento. Ex.: O
jovem foi à casa de Misericórdia. /O jovem foi à
Brasília de JK./
Fomos à Roma Antiga.
Depois das preposições (desde, até, após, entre e para)
Ex.: A sessão estava marcado para as 20h.
Os ingressos serão vendidos até as 18h.
Os portões serão fechados após as 7h20.
Em medidas de distância. Ex.: Daqui a 100 metros.
Na correlação “da(s)...às(s). Ex.: 8h às 9h.
Leia página 5 à 10./ Trabalhamos das duas às quatro.
Na correlação “ de...a”. Ex.: Leia de cinco a dez pg. por
dia./
De janeiro a Janeiro.
Trocar por “ Vim da”. Ex.: Vou à Itália.( Vim da
Itália)
Trocar por “Vim de”. Ex.: Vou a Roma./ Chegamos a São
Paulo.
Significados das palavras
Homônimos→ mesmo som, grafia diferente. Parônimos→ semelhantes na forma e sentidos
diferentes.
Cessão→ ato de ceder
Sessão→ tempo de reunião
Seção→ repartição, cada departamento.
Descriminar→ tirar a culpa / sortido→ variado
Discriminar→ distinguir / surtido→ alcançado
Cheque→ ordem de pagamento.
Xeque→ jogo de xadrez
Delatar→ denunciar / arrear→ pôr arreios
Dilatar→ aumentar, estender / arriar→ abaixar
Ascender→ subir, elevar-se
Acender→ por fogo
Despensa→ guarda-mantimentos
Dispensa→ licença, descartar, liberar
Concerto→ compostura, harmonia
Conserto→ remendo
Emigrante→ sai do país / eminente→ pessoa notável
Imigrante→ entra no país / iminente→ prestes a acontecer
Faixa→ tira, correia
Facha→ cara
Comprimento→ extensão de linha
Cumprimento→ saudação
Tacha→ prego
Taxa→ imposto
Ratificar→ validar, confirmar
Retificar→ corrigir
Laço→ laçada/ nó
Lasso→ cansado
Deferimento→ atender / emenda→ alteração
Diferimento→ delongar, adiar / ementa→ anotação
Coser→ costura
Cozer→ conzinhar
Destratar→ tratar mal
Distratar→ desfazer (trato/contrato)
Cerrar→ fechar
Serrar→ cortar
Infligir→ repreensão / auferir→ ganhar, colher,
interessar
Infrigir→ violar / aferir→ conferir, adaptar-se
Incipiente→ iniciante
Insipiente→ ignorante
Absolver→ declarar inocente
Absorver→ embeber
Significados das palavras
Antônimos→ palavras de significado oposto Sinônimos→ palavras de sentido igual ou aproximado
Afluência→ abundância
Ausência→ falta
Defender→ proteger
Déficit→ falta
Egoísta→ interesseiro
Generoso→ benevolente, complacente
Dependente→ subalterno/ subordinado
Depreciar→ desvalorizar/
Simpático→ carismático, atencioso, alegre
Antipático→ invasivo, hostil, provocador
Desletrado→ analfabeto
Desmedido→ enorme/ excessivo/ exagerado
Progredir→ ampliar, acrescentar, abundância
Regredir→ cair, retroceder
Mensurar→ medir/ avaliar
Escusar→ desculpar/ absolver
Explícito→ aberto, categórico, transparência
Implícito→ secreto, reservado, discreto
Funesto→ sinistro/ nocivo/ prejudicial
Assiduidade→ pontualidade/ comprometimento
Condescendência→ consentimento, tolerância.
Intransigente→ intolerância
Ressalva→ declaro/ restringe ou considera exceções
Procrastinar→ enrolar/ prorrogar/ adiar
Leviano→ insensato, desatento, mentiroso
Sensato→ responsável, confiável
Pleitear→ disputar/ defender/ solicitar/ pretendido
Adversário→ antagonista/ concorrência/
Altruísmo→ devoção, benevolente, desapego
Egocentrismo→ egoísmo, apego, individualismo
Falácia→ mentiroso/ engano
Chiste→ piada/ cômico
Ambivalência→ contrariedade, paradoxo/dúvida
Clareza→ indubitabilidade / transparência
Síntese→ resumo/ abreviação
Disseminar→ divulgar/ espalhar
Eficiência→ realizar trabalho correto, sem muitos
erros, menos tempo, menor orçamento e utilidade
Eficácia→ realiza um trabalho que atinja totalmente o
resultado/ alcançar a meta.
Empregos de outras expressões
Cujo(a)(s)→este pronome indica posse(algo de
alguém). Na montagem deve-se se colocar entre o
possuidor e o possuído, não se deve usar o artigo.
Ex.: Antipatizei com o rapaz, você conhece a
namorada do rapaz →Antipatizei com o rapaz cuja
namorada você conhece.
Correto: Aconteceu entre mim e você.
Ficou sentado entre mim e ela.
Nada houve entre ele e ti.
Algo houve entre mim e ti.
Isto é para eu levar.
Ele trouxe o livro para mim.
Que→ substitui o subst.(pessoa ou coisa), trocar
pelo(o/a (s)) qual, pelo(a)(s) qual).
Ex.: Roubaram a peça que era rara no Brasil.
Viagem→ subst. Que faz parte do sujeito e indica o ato de
viajar. Ex.: A viagem foi curta.
Viajem→ verbo na 3ª p. do sujeito. Ex.: Que eles viajem.
Há→ sentido de verbo existir. Há 40 alunos na sala.
Há cerca de → tempo decorrido. Há cerca de 20
anos não o vejo. Em uma construção nunca coloque
a palavra Há e atrás juntos, ou um ou outro.
A→ tempo futuro. Estamos a 20 min., do destino
A cerca de→ distância percorrida. Rafael mora a cerca de
cinco quilômetros da cidade.
Acerca de→ troque por sobre. Falávamos acerca do edital.
A baixo→ oposição “ de cima”. Me olhava de cima
a baixo.
Abaixo→ oposição de “acima”. Moro no alto da colina,
abaixo passa um riacho.
De baixo→ opõe “cima”. de baixo para cima. Debaixo→ Loc. Prepositivas. Debaixo de uma ponte.
Embaixo→ adver. de lugar→ O depósito fica
embaixo do edifício.
Em cima→ oposição de embaixo. O vaso está em cima do
armário.
Sob→ sinônimo de “debaixo de”. Sob pressão
Sobre→ sinônimo de “em cima de”. Sobre a mesa
Onde→ Usa verbos de estado. Eu sei onde fica a sua agenda.
Aonde→ ideia de movimento. Aonde ela foi.
Mal→ oposto de bem. Ele foi mal na prova
Mau→ oposto de bom. Ele é um mau aluno.
Enquanto→ indica contemporaneidade. Pas/Pres./ Futuro
Em quanto→ indica quantidade.
Senão→ trocar por “ do contrário” ou “a não
ser”. Nada fazia senão reclamar.
Se não→ troque por “caso não”. Se não fosse o trânsito,
chegaria cedo.
Empregos de outras expressões
Haja vista→ verbo haver concorda sempre com a
palavra que segue aos substantivo vista.
Haja vista o sucesso.
Hajam visto os sucessos.
Faz→ quando refere-se a tempo. Faz um mês./ Faz 24
anos.
Fazem→ Quando estiver na 3ª pessoa do plural.
As gêmeas fazem 15 anos.
À domicílio→ utilizamos em verbos, que designam
movimentos como(ir dirigir-se, chegar, voltar, cair,
vir). Enviarei à domicílio seus documentos.
Em domicílio→ utilizado com ideia estática (parado).
Ex.: Fazemos entrega em domicílio.
Ao par→ indica equivalência entre valores cambiais.
O real está ao par do dólar.
A par→ sentido de bem informado. Estou a par de
todos os acontecimentos
Erro: A longo prazo, serão necessárias mudanças.
Correto: Em longo prazo, serão necessárias mudanças.
Explicação: Usa-se a preposição em nos seguintes casos:
em longo prazo, em curto prazo e em médio prazo.
A pouco/ há pouco
Erro: O diretor chegará daqui há pouco.
Correto: O diretor chegará daqui a pouco.
Erro: José, residente à rua Estados Unidos.
Correto: José, residente na rua Estados Unidos.
Os vocábulos residir, morador, residente, situado e sito
pedem o uso da preposição em.
Erro: O móvel não se adequa à sala
Correto: O móvel não é adequado à sala.
Erro: Agradecemos pela preferência
Correto: Agradecemos a preferência
Erro: Fui avisada através de um email.
Correto: Fui avisada por email .
Não existe a expressão ao meu ver. As formas corretas
são: a meu ver, a nosso ver, a vosso ver.
Erro: Ao invés de comprar carros, compre motos.
Correto: Em vez de comprar carros, compre motos.
Aumentar ainda mais/ aumentar muito
Erro: Precisamos aumentar ainda mais os lucros.
Correto: Precisamos aumentar muito os lucros.
Erro: Somos em cinco.
Correto: Somos cinco.
Bastante→ intensidade. Todos ficaram bastante
assustados.
Bastantes→ trocar por muitos. Compramos bastantes
doces.
Empregos de outras expressões
Anexo→ concorda normalmente com o subst.
(variável).O bilhete estava anexo.
Segue anexa a carta de apresentação
Em anexo→ é invariável(não flexiona)
As fotos permanece em anexo.
Alerta→ é invariável
Nós ficamos alerta.
As moças andam alerta.
Meio→ intensidade. A porta está meio aberta.
Tomei meio copo de água.
Meia→ quantidade. Bebi meia garrafa de água.
Regras dos Porquês
Por que→ Início de perguntas e equivale
a “por qual motivo” ou “pelo(a) qual
motivo”
Ex.: Por que você faltou?
Não sei por que não quero ir.
Por quê→ Final de frases.
Ex.: Por quê faltou, por quê?
Nem ela sabe por quê?
Porque→ Nas respostas e equivale a
“pois”, indicando explicação ou causa.
Ex.: Não fui ao clube porque tenho que
estudar.
Fiz isso porque era necessário.
Porquê→ Função de substantivo, equivale
a “motivo” e vem precedido de:
Artigo→ O porquê de não ter falado, é
porque estou concentrado.
Pronome Adj.→ Este porquê é um
substantivo.
Numeral→ Existem quatro porquês.
Referências Bibliográfica
http://www.infoescola.com/filosofia/
http://www.pciconcursos.com.br/aulas/portugues/
http://vestibular.uol.com.br/resumo-das-
disciplinas/portugues/

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sólidos geométricos 6º ano
Sólidos geométricos   6º anoSólidos geométricos   6º ano
Sólidos geométricos 6º ano
Rafael Marques
 
www.AulasDeMatematicaApoio.com - Matemática - Ciclo Trigonométrico
 www.AulasDeMatematicaApoio.com  - Matemática - Ciclo Trigonométrico www.AulasDeMatematicaApoio.com  - Matemática - Ciclo Trigonométrico
www.AulasDeMatematicaApoio.com - Matemática - Ciclo Trigonométrico
Aulas De Matemática Apoio
 
Retas semirretas-e-segmentos-de-reta- -posicao-relativa-de-2-retas
Retas semirretas-e-segmentos-de-reta- -posicao-relativa-de-2-retasRetas semirretas-e-segmentos-de-reta- -posicao-relativa-de-2-retas
Retas semirretas-e-segmentos-de-reta- -posicao-relativa-de-2-retas
Victor Martins
 
Atividade de Geometria 6º ano (retas)
Atividade de Geometria 6º ano (retas)Atividade de Geometria 6º ano (retas)
Atividade de Geometria 6º ano (retas)
Ilton Bruno
 
Notação cientifica
Notação cientificaNotação cientifica
Notação cientifica
Murilo Martins
 
Áreas e volumes de sólidos
Áreas e volumes de sólidosÁreas e volumes de sólidos
Áreas e volumes de sólidos
Joana Ferreira
 
Solidos exercicios resolvidos
Solidos exercicios resolvidosSolidos exercicios resolvidos
Solidos exercicios resolvidos
Helena Borralho
 
Funcão Afim
Funcão AfimFuncão Afim
Funcão Afim
Nome Sobrenome
 
Ângulos triângulos
Ângulos triângulosÂngulos triângulos
Ângulos triângulos
MaryCerq
 
Conjuntos numéricos - 7 ano
Conjuntos numéricos - 7 anoConjuntos numéricos - 7 ano
Conjuntos numéricos - 7 ano
Otávio Sales
 
Números Complexos - Representação Geométrica
Números Complexos - Representação GeométricaNúmeros Complexos - Representação Geométrica
Números Complexos - Representação Geométrica
Raphael Silveira
 
Matematica Basica
Matematica BasicaMatematica Basica
Matematica Basica
Nyedson Barbosa
 
Eq. 2º grau
Eq. 2º grauEq. 2º grau
Eq. 2º grau
Nilton Seixas Santos
 
Aula 14 números irracionais
Aula 14   números irracionaisAula 14   números irracionais
Aula 14 números irracionais
Ronei Badaró
 
Domínio, contradomínio e imagem de uma função
Domínio, contradomínio e imagem de uma funçãoDomínio, contradomínio e imagem de uma função
Domínio, contradomínio e imagem de uma função
Dosvaldo Alves
 
Areas volumes
Areas volumesAreas volumes
Areas volumes
Professor
 
Inequações do 2°grau
Inequações do 2°grauInequações do 2°grau
Inequações do 2°grau
LSKY
 
Desenvolvimento piaget
Desenvolvimento   piagetDesenvolvimento   piaget
Desenvolvimento piaget
Lusiane Carvalho da Silva
 
Fonologia aula 01
Fonologia aula 01Fonologia aula 01
Fonologia aula 01
Maria De Lourdes Ramos
 
prof.Calazans(Geom.plana) - Polígonos(20 questões resolvidas)
prof.Calazans(Geom.plana) - Polígonos(20 questões resolvidas)prof.Calazans(Geom.plana) - Polígonos(20 questões resolvidas)
prof.Calazans(Geom.plana) - Polígonos(20 questões resolvidas)
ProfCalazans
 

Mais procurados (20)

Sólidos geométricos 6º ano
Sólidos geométricos   6º anoSólidos geométricos   6º ano
Sólidos geométricos 6º ano
 
www.AulasDeMatematicaApoio.com - Matemática - Ciclo Trigonométrico
 www.AulasDeMatematicaApoio.com  - Matemática - Ciclo Trigonométrico www.AulasDeMatematicaApoio.com  - Matemática - Ciclo Trigonométrico
www.AulasDeMatematicaApoio.com - Matemática - Ciclo Trigonométrico
 
Retas semirretas-e-segmentos-de-reta- -posicao-relativa-de-2-retas
Retas semirretas-e-segmentos-de-reta- -posicao-relativa-de-2-retasRetas semirretas-e-segmentos-de-reta- -posicao-relativa-de-2-retas
Retas semirretas-e-segmentos-de-reta- -posicao-relativa-de-2-retas
 
Atividade de Geometria 6º ano (retas)
Atividade de Geometria 6º ano (retas)Atividade de Geometria 6º ano (retas)
Atividade de Geometria 6º ano (retas)
 
Notação cientifica
Notação cientificaNotação cientifica
Notação cientifica
 
Áreas e volumes de sólidos
Áreas e volumes de sólidosÁreas e volumes de sólidos
Áreas e volumes de sólidos
 
Solidos exercicios resolvidos
Solidos exercicios resolvidosSolidos exercicios resolvidos
Solidos exercicios resolvidos
 
Funcão Afim
Funcão AfimFuncão Afim
Funcão Afim
 
Ângulos triângulos
Ângulos triângulosÂngulos triângulos
Ângulos triângulos
 
Conjuntos numéricos - 7 ano
Conjuntos numéricos - 7 anoConjuntos numéricos - 7 ano
Conjuntos numéricos - 7 ano
 
Números Complexos - Representação Geométrica
Números Complexos - Representação GeométricaNúmeros Complexos - Representação Geométrica
Números Complexos - Representação Geométrica
 
Matematica Basica
Matematica BasicaMatematica Basica
Matematica Basica
 
Eq. 2º grau
Eq. 2º grauEq. 2º grau
Eq. 2º grau
 
Aula 14 números irracionais
Aula 14   números irracionaisAula 14   números irracionais
Aula 14 números irracionais
 
Domínio, contradomínio e imagem de uma função
Domínio, contradomínio e imagem de uma funçãoDomínio, contradomínio e imagem de uma função
Domínio, contradomínio e imagem de uma função
 
Areas volumes
Areas volumesAreas volumes
Areas volumes
 
Inequações do 2°grau
Inequações do 2°grauInequações do 2°grau
Inequações do 2°grau
 
Desenvolvimento piaget
Desenvolvimento   piagetDesenvolvimento   piaget
Desenvolvimento piaget
 
Fonologia aula 01
Fonologia aula 01Fonologia aula 01
Fonologia aula 01
 
prof.Calazans(Geom.plana) - Polígonos(20 questões resolvidas)
prof.Calazans(Geom.plana) - Polígonos(20 questões resolvidas)prof.Calazans(Geom.plana) - Polígonos(20 questões resolvidas)
prof.Calazans(Geom.plana) - Polígonos(20 questões resolvidas)
 

Destaque

Substantivo coletivo atividades para casa
Substantivo coletivo atividades para casaSubstantivo coletivo atividades para casa
Substantivo coletivo atividades para casa
arlan2000
 
Substantivo coletivo atividades 3
Substantivo coletivo atividades 3Substantivo coletivo atividades 3
Substantivo coletivo atividades 3
arlan2000
 
Substantivo coletivo
Substantivo coletivoSubstantivo coletivo
Substantivo coletivo
arlan2000
 
Substantivo coletivo atividades 4
Substantivo coletivo atividades 4Substantivo coletivo atividades 4
Substantivo coletivo atividades 4
arlan2000
 
Livro 650 questões de português
Livro 650 questões de portuguêsLivro 650 questões de português
Livro 650 questões de português
Rafael Vieira
 
Substantivo coletivo atividades 2
Substantivo coletivo atividades 2Substantivo coletivo atividades 2
Substantivo coletivo atividades 2
arlan2000
 
Substantivos 120821052556-phpapp01
Substantivos 120821052556-phpapp01Substantivos 120821052556-phpapp01
Substantivos 120821052556-phpapp01
Cleo Aguiar
 
Estrutura das palavras
Estrutura das palavrasEstrutura das palavras
Estrutura das palavras
Vivianegb
 
Gramatica completa
Gramatica completaGramatica completa
Gramatica completa
portaljm
 
Silaba tonica 5
Silaba tonica 5Silaba tonica 5
Silaba tonica 5
arlan2000
 
Substantivos
SubstantivosSubstantivos
Substantivos
Ingridd Lopes
 
01 língua portuguesa - técnico em enfermagem - versão 2012 - editora tradição
01   língua portuguesa - técnico em enfermagem - versão 2012 - editora tradição01   língua portuguesa - técnico em enfermagem - versão 2012 - editora tradição
01 língua portuguesa - técnico em enfermagem - versão 2012 - editora tradição
Tatiane Mota
 
Adverbios
AdverbiosAdverbios
Regras de acentuação gráfica
Regras de acentuação gráficaRegras de acentuação gráfica
Regras de acentuação gráfica
Camila Rodrigues
 
Gramatica completa
Gramatica completaGramatica completa
Gramatica completa
Claudio Bertode
 
Substantivo
SubstantivoSubstantivo
Substantivo
Sebastião Herodes
 
Substantivo coletivo atividades
Substantivo coletivo atividadesSubstantivo coletivo atividades
Substantivo coletivo atividades
arlan2000
 
Substantivos
Substantivos Substantivos
Substantivos
Diniz Anjos
 
Substantivos
SubstantivosSubstantivos
Substantivos
Andriane Cursino
 
Silaba tonica e divisão silabica
Silaba tonica e divisão silabicaSilaba tonica e divisão silabica
Silaba tonica e divisão silabica
arlan2000
 

Destaque (20)

Substantivo coletivo atividades para casa
Substantivo coletivo atividades para casaSubstantivo coletivo atividades para casa
Substantivo coletivo atividades para casa
 
Substantivo coletivo atividades 3
Substantivo coletivo atividades 3Substantivo coletivo atividades 3
Substantivo coletivo atividades 3
 
Substantivo coletivo
Substantivo coletivoSubstantivo coletivo
Substantivo coletivo
 
Substantivo coletivo atividades 4
Substantivo coletivo atividades 4Substantivo coletivo atividades 4
Substantivo coletivo atividades 4
 
Livro 650 questões de português
Livro 650 questões de portuguêsLivro 650 questões de português
Livro 650 questões de português
 
Substantivo coletivo atividades 2
Substantivo coletivo atividades 2Substantivo coletivo atividades 2
Substantivo coletivo atividades 2
 
Substantivos 120821052556-phpapp01
Substantivos 120821052556-phpapp01Substantivos 120821052556-phpapp01
Substantivos 120821052556-phpapp01
 
Estrutura das palavras
Estrutura das palavrasEstrutura das palavras
Estrutura das palavras
 
Gramatica completa
Gramatica completaGramatica completa
Gramatica completa
 
Silaba tonica 5
Silaba tonica 5Silaba tonica 5
Silaba tonica 5
 
Substantivos
SubstantivosSubstantivos
Substantivos
 
01 língua portuguesa - técnico em enfermagem - versão 2012 - editora tradição
01   língua portuguesa - técnico em enfermagem - versão 2012 - editora tradição01   língua portuguesa - técnico em enfermagem - versão 2012 - editora tradição
01 língua portuguesa - técnico em enfermagem - versão 2012 - editora tradição
 
Adverbios
AdverbiosAdverbios
Adverbios
 
Regras de acentuação gráfica
Regras de acentuação gráficaRegras de acentuação gráfica
Regras de acentuação gráfica
 
Gramatica completa
Gramatica completaGramatica completa
Gramatica completa
 
Substantivo
SubstantivoSubstantivo
Substantivo
 
Substantivo coletivo atividades
Substantivo coletivo atividadesSubstantivo coletivo atividades
Substantivo coletivo atividades
 
Substantivos
Substantivos Substantivos
Substantivos
 
Substantivos
SubstantivosSubstantivos
Substantivos
 
Silaba tonica e divisão silabica
Silaba tonica e divisão silabicaSilaba tonica e divisão silabica
Silaba tonica e divisão silabica
 

Semelhante a Dicas de português

Novo Acordo Ortográfico
Novo Acordo OrtográficoNovo Acordo Ortográfico
Novo Acordo Ortográfico
gracielaloss
 
1ª série E. M. - Fonética
1ª série E. M. - Fonética1ª série E. M. - Fonética
1ª série E. M. - Fonética
Angélica Manenti
 
Apostila De Portugues Especifico Concurso
Apostila De Portugues Especifico ConcursoApostila De Portugues Especifico Concurso
Apostila De Portugues Especifico Concurso
mauricio souza
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
AdelmaTorres2
 
Nova ortografia
Nova ortografiaNova ortografia
Nova ortografia
Vânia Franco
 
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
MkrH Uniesp
 
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
MkrH Uniesp
 
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
MkrH Uniesp
 
Ortografia i
Ortografia iOrtografia i
Ortografia i
Tio Hatiro
 
Acordo ortográfico (1)
Acordo ortográfico (1)Acordo ortográfico (1)
Nova Ortografia
Nova OrtografiaNova Ortografia
Nova Ortografia
Valeria Bortoluzzi
 
Acentuacao grafica
Acentuacao graficaAcentuacao grafica
Acentuacao grafica
Flávio Ferreira
 
Língua portuguesa 1
Língua portuguesa 1Língua portuguesa 1
Língua portuguesa 1
Fabioarslonga
 
Nova Ortografia
Nova OrtografiaNova Ortografia
Nova Ortografia
dilsoncatarino
 
Resumo acordo ortogr.
Resumo acordo ortogr.Resumo acordo ortogr.
Resumo acordo ortogr.
Margarida Botelho da Silva
 
Nova ortografia do português
Nova ortografia do portuguêsNova ortografia do português
Nova ortografia do português
luizcarmo
 
Reforma ortográfica
Reforma ortográficaReforma ortográfica
Reforma ortográfica
ISJ
 
preparatorio de oficiais para concurso publico
preparatorio de oficiais para concurso publicopreparatorio de oficiais para concurso publico
preparatorio de oficiais para concurso publico
MarcosSilvaMontelo1
 
Atividade sobre acentuação gráfica e o novo acordo ortográfico
Atividade sobre acentuação gráfica e o novo acordo ortográficoAtividade sobre acentuação gráfica e o novo acordo ortográfico
Atividade sobre acentuação gráfica e o novo acordo ortográfico
anne carolyne
 
Ortografia e acentuação
Ortografia e acentuaçãoOrtografia e acentuação
Ortografia e acentuação
Solange Mendes
 

Semelhante a Dicas de português (20)

Novo Acordo Ortográfico
Novo Acordo OrtográficoNovo Acordo Ortográfico
Novo Acordo Ortográfico
 
1ª série E. M. - Fonética
1ª série E. M. - Fonética1ª série E. M. - Fonética
1ª série E. M. - Fonética
 
Apostila De Portugues Especifico Concurso
Apostila De Portugues Especifico ConcursoApostila De Portugues Especifico Concurso
Apostila De Portugues Especifico Concurso
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
Nova ortografia
Nova ortografiaNova ortografia
Nova ortografia
 
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
 
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
 
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
 
Ortografia i
Ortografia iOrtografia i
Ortografia i
 
Acordo ortográfico (1)
Acordo ortográfico (1)Acordo ortográfico (1)
Acordo ortográfico (1)
 
Nova Ortografia
Nova OrtografiaNova Ortografia
Nova Ortografia
 
Acentuacao grafica
Acentuacao graficaAcentuacao grafica
Acentuacao grafica
 
Língua portuguesa 1
Língua portuguesa 1Língua portuguesa 1
Língua portuguesa 1
 
Nova Ortografia
Nova OrtografiaNova Ortografia
Nova Ortografia
 
Resumo acordo ortogr.
Resumo acordo ortogr.Resumo acordo ortogr.
Resumo acordo ortogr.
 
Nova ortografia do português
Nova ortografia do portuguêsNova ortografia do português
Nova ortografia do português
 
Reforma ortográfica
Reforma ortográficaReforma ortográfica
Reforma ortográfica
 
preparatorio de oficiais para concurso publico
preparatorio de oficiais para concurso publicopreparatorio de oficiais para concurso publico
preparatorio de oficiais para concurso publico
 
Atividade sobre acentuação gráfica e o novo acordo ortográfico
Atividade sobre acentuação gráfica e o novo acordo ortográficoAtividade sobre acentuação gráfica e o novo acordo ortográfico
Atividade sobre acentuação gráfica e o novo acordo ortográfico
 
Ortografia e acentuação
Ortografia e acentuaçãoOrtografia e acentuação
Ortografia e acentuação
 

Último

Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
enpfilosofiaufu
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
sthefanydesr
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Mary Alvarenga
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Mary Alvarenga
 
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptxAula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
kdn15710
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023
MatildeBrites
 
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptxFato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
MariaFatima425285
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
Escola Municipal Jesus Cristo
 
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdfArundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Ana Da Silva Ponce
 
Biologia - Jogos da memória genetico.pdf
Biologia - Jogos da memória genetico.pdfBiologia - Jogos da memória genetico.pdf
Biologia - Jogos da memória genetico.pdf
Ana Da Silva Ponce
 
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e MateusAtividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Mary Alvarenga
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptxApresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
JulianeMelo17
 

Último (20)

Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
 
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptxAula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
 
Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023
 
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptxFato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
 
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdfArundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
 
Biologia - Jogos da memória genetico.pdf
Biologia - Jogos da memória genetico.pdfBiologia - Jogos da memória genetico.pdf
Biologia - Jogos da memória genetico.pdf
 
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e MateusAtividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptxApresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
 

Dicas de português

  • 2. Ortografia Com O: Com U: Com H: Costume Goela Mágoa Cobiça Tossir Toalha Nódoa Mocambo Femoral Chover Coelho Zoado Polenta Moeda Engolir Capoeira Focinho Névoa Caçoar Cortiça Cochicho Mochila Sortir(misturar) Polir Soar(som) Cataclismo Meteorologia Camundongo Usufruto Embutir Acudir Buzina Surtir(efeito) Cuspir Curtume Fêmur Escapulir Bueiro Tábua Entupir Tabuleiro Urtiga Cueiro Rebuliço Jabuti Suar(transpirar) Harmonia Higiene Heresia Hipnose Hábil Hélice Hamster Herói Hesitar Herança Humor Harém Handebol Haras Herdar Horror Honra Hostil Humilhar Horta Hemisfério Com I: Com E: Mendigo Perônio Úmido Aborígine Crânio Imaturo Disenteria Aleijar Crioulo Casimira Imbuia Pinicar Ridículo Digladiar Privilégio Manteigueira Reivindicar Reincidência Cumeeira Acordeão Creolina Arrepio Bandeja Seringa Beneficente Mexerica Corpóreo Quesito Anteontem Desfilar Azulejo Chateado Mortadela Sequer Paletó Seriema Cadeado Encanar Periquito Penico Engolir Almejar Caranguejo Terraplenagem
  • 3. Ortografia Com G: Com J Com X Gesto Ferrugem Geringonça Gibi Bege Algema Gilete Doge Rigidez Ligeiro Monge Agiota Tigela Massagem Terminações em : agem/ igem/ ágio/ égio/ ígio/ ógio/ ugem/ úgio, com exceção nas palavras: Lajem/ Pajem/ Lambujem Berinjela Laranja Pajem Projeção Lojista Granja Jiló Sarja Jejum Gorjeta Jerimum Sarjeta Cereja Lisonjear Rejeição Jiboia Sujeito Canjica Loja Jenipapo Jeito Gorja Ultraje Laxativo Puxar Textura Abacaxi Flexível Enxofre Feixe Engraxate Expedir Enxame Xereta Xampu Extrato Rixa Mexer Bexiga Ameixa Enxugar Enxurrada Maxixe Enxuto Enxerto Enxoval Enxaqueca Lagartixa Caxumba Faxina Atarraxar Xícara Enxerido Com CH Brocha Encharcar Hachuras Salsicha Guincho Ficha Mochila Penacho Chimarrão Chumaço Boliche Charque Cocho Cochicho Pechincha Fantoche Inchar Flecha Cochilo Deboche Bochecha Bucha Apetrecho Chuchu Piche Estrebuchar Despacho Cachaça
  • 4. Ortografia ComZ Com S Esterilizar Batizar Azar Anarquizar Catequizar Vulgarizar Bazar Vizinho Civilizar Chafariz Buzina Amenizar Atualizar Prezado Xadrez Vazar Dramatizar Prezar Proeza Azedo Colonizar Amizade Ojeriza Desmazelo Localizar/ Granizo/Talvez/Economizar/Baliza Buzina/ Hipnotizar/ Fragilizar/ Cicatriz/Azeite Avisar Alisar Freguesa Usina Paralisar Fusível Base Dose Atrasada Traseiro Improvisar Surpresa Através Prosa Milanesa Pêsames Pretensão Tesouro Síntese Catalisar Analisar Empresa Risoto Anestesia Pesquisar Hipnose Marquesa Catequese Ansiedade Desemprego ATENÇÃO Obcecação Discussão Excêntrico Oscilar Obsessivo Ascensão Fricção Acesso Obscenidade Excesso Descer Excursão Rescisão Exceção Víscera Excerto Desço Essencial Excedente Consciência Facção Esplêndido Procissão Excelência Suscetível Abscesso Seccional
  • 5. Acordo Ortográfico Entrou em vigor em 01/01/09. Devido a um projeto de ortografia unificada da Língua Portuguesa. Aprovada em Lisboa em 12/10/90, junto com a Academia Brasileira de Letras, Academia das Ciências de Lisboa e delegações de Angola, Cabo Verde, Guiné- Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor Leste.
  • 6. 1) Prefixo diante de “H”: anti-higiênico, super-homem. 2) Prefixos ex-, sem-, além-, aquém-, recém-, pós-, pré-, pró-,++ palavra: ex-aluno, pré-vestibular 3) Prefixos hiper, inter, super ,sub e sobb diante de ‘r’:hiper- rancoroso, super-romântico/ sub-raça. 4) Circum e Pan ++ “m”, “n” e “vogal”: circum-navegação/ pan-americano 5) Vogais e consoantes iguais: anti-ibérico/ sub-bibliotecário 6) Prefixo ab, ob e ad ++ ‘‘b’, ‘d’, ou ‘r’: Ad-digital, ad-renal, ob-rogar 7) Atenção para forma correta: e-mail, e-commerce, on-line, para-lama, para-brisa, para-choque. 8) Prefixo vice, sempre com hífen: vice-rei, vice-almirante 9) Na palavra mal diante de ‘h’ ou ‘e’: Mal-entendido, mal-humorado, mal-estar 10)10) PPara ligar duas ou mais palavras que se combinam: ponte Rio-Niterói, eixo Rio-São Paulo. 11) Elementos repetidos: blá-blá-blá, zum-zum, reco-reco, lero-lero, lenga-lenga. Novas Regras- Uso do Hífen/Com Hífen
  • 7. 1) Letras diferentes se atraem: interescolar, hiperativo, superamigo, semicírculo, autoestrada 2) Prefixo terminar por vogal ++ ‘r’ ou ‘s’, dobram-se as letras:: mini+saia (minissaia), anti + racismo(antirracismo), semirreta, antissocial. 3) Prefixos ‘des’ e ‘in’,’, perdendo o ‘o ‘h’:’: desumano, inábil, desabilitar. 4) Prefixo co aglutina-se em geral com o segundo elemento, mesmo sendo a vogal“o” e perde o ‘h’: coobrigação, cooperação, coedição, cofundador, cosseno, corresponsável, co+habitação (coabitação). 5) Prefixos numéricos (bi, tri, tetra, penta, hexa, etc ):): bicampeão, tetracampeão, hexacampeão. 6) Palavras que perderam a noção de composição: girassol, madressilva, mandachuva, pontapé, paraquedas, paraquedista. 7) Nos prefixos ‘pre’ e ‘re’, diante da vogal ‘e’: preelaborar, preexistente, reescrever, reenviar. Novas Regras- Uso do Hífen/Sem Hífen
  • 8. Novo Acordo Ortográfico O Alfabeto Compõem-se de 26 letras: a- b- c- d- e- f- g- h- i- j- k- m- n-o-p- q- r- s- t- v-x- w- y- z Trema (¨) Não se usa mais, com exceção de palavras estrangeiras como: Müller- Mülleriano Forma(Molde-´/ Recipiente-^/ Verbo) Ex.: O bolo toma a forma da forma. Pôde/ Pode Pôde→ forma do passado do verbo poder. Pode→ forma do presente do verbo poder. Ex.: Ontem, ele não pôde sair mais cedo, mas hoje ele pode.
  • 9. Fins dos Acentos Diferenciais dos pares: pára/para, péla(s)/ pela(s),pêlo(s)/pelo(s), pólo(s)/polo(s) e pêra/pera. Para- Ele para o carro. Pera- Eu comi uma pera. Pelo- O gato tem pelos brancos. Polo- Ele foi ao Polo Norte. Pela- Ele pela o frango. Permanecem os acentos que diferenciam o singular do plural( ter, vir, manter, deter, reter, convir, intervir, advir). Singular( sem acento) Plural( com acento) Ela tem dois carros. Eles têm dois carros. Verbos terminados em guar, quar e quis, quando a tônica cair no i ou a iremos acentuar. Ex.: águo, delínquo, enxáguam →Se a tônica cais na pronúncia u, não será acentuada, que, qui e gue e gui: Averiguo apazigue oblique argui enxague averigue Novo Acordo Ortográfico- Acentos diferenciais
  • 10. Novo Acordo Ortográfico 1. Não se usa mais o acento dos ditongos abertos éi e ói das palavras paroxítonas. Como era Como fica Como era Como fica alcalóide alcaloide Coréia Coreia alcatéia alcateia debilóide debiloide andróide androide epopéia epopeia apóia apoia (verbo apoiar) estóico/paranóico estoico/ paranoico apóio apoio (verbo apoiar) estréia estreia asteróide asteroide estréio estreio (verbo estrear) bóia boia geléia geleia celulóide celuloide heróico heroico clarabóia claraboia idéia/ platéia ideia/ plateia colméia colmeia jibóia jiboia tramóia tramoia jóia joia odisséia odisseia paranóia paranoia
  • 11. Novo Acordo Ortográfico 2. Nas palavras paroxítonas, não se usa mais o acento no i e no u tônicos quando vierem depois de um ditongo. Como era Como fica bai-ú-ca bai-u-ca bo-cai-ú-va bo-cai-u-va cau-í-la cau-i-la fei-ú-ra fei-u-ra tui-ú-ca tui-u-ca 3. Não se usa mais o acento das palavras terminadas em êem e ôo(s). Como era Como fica Como era Como fica povôo povoo (verbo povoar) enjôo enjoo perdôo perdoo (verbo perdoar) vôos voos crêem creem (verbo crer) vêem veem (verbo ver) dêem deem (verbo dar) dôo doo (verbo doar) lêem leem (verbo ler) zôo zoo magôo magoo (verbo magoar) abençôo abençoo
  • 12. Fonética→ se ocupa dos fonemas (= sons); são eles as vogais, as consoantes e as semivogais. Veja: Letra→É a representação gráfica dos sons da fala.( casa→ cê+ a+ esse+ a). Fonema→ Menor unidade de som. ( casa→k+a+zê+a). Vogal Oral: Som sai pela boca. Ex.: fica, veja e pá. Vogal Nasal: Som sai pela boca e nariz. Ex.: lenda, tenta. Classificação: Vogais: a-e-i-o-u Consoantes: b- c- d-f- g- h- j- k- l- m- n- p- q- r- s- t- v- x-w- y- z Semivogais: Tem que estar ao lado de uma vogal, ter o som de i ou u e ter o som fraco. Ex: Caiu ( a=vogal/ i=semivogal/ u=semivogal) Quais ( u= semivogal/ a= vogal/ i= semivogal) Saguão ( u=semivogal/ a= vogal/ o= com som de u, semivogal) Fonética
  • 13. Fonética Sílaba→ Conjunto de um ou mais fonemas pronunciados numa única emissão de voz. Número de Sílabas: (1)Monossílaba: pá, pé, mal / (2)Dissílaba: Ca-sa / (3) Trissílaba: pa-le-tó (4)Polissílaba: car-to-li-na Intensidade das sílabas e sua classificação: Tônica: sílaba mais forte: Ce-lu-lar Atônica: Sílaba fraca: Ce-lu-lar Ortoépia→ trata da pronúncia correta dos sons das palavras: queijo e não quejo. Prosódia→trata da tonacidade da palavra: no-bel Encontro Consonantal→ Sequência de sons consonantais nas palavras. Puro, próprio ou perfeito, não se separa: Br, Cl, Pr, Cr, Pl, Fr, Cr, Bl, etc. Bra-sil Disjunto, impróprio ou imperfeito, se separa: Pt, Ct, Dv, Dj, etc. Ap-to
  • 14. Fonética Dígrafo→ Agrupamento de duas letras com apenas 1 só fonema e tem duas classificação: Consonantais: ch, lh, nh( que se separa) / rr, ss, sc, sç, xc ( que se separam)/ gu e qu ( que deve vir seguido de e ou i e não se pronuncia o u, queijo). Vocálico ou Nasalizado: am, an (ã)- campo, cantor/ em, en(ë)- membro, lenda/ im, in( ï)- limbo, lindo/ om, on (õ)- bombom, conto/ um, um (ü)- bumbum, corcunda. Dífono→ Letra que representa dois fonemas. Sexo(ks) Táxi(ks) Tóxico(ks) As letras M e N, tem diferentes formas de interpretá-los, tendo a função de : Consoante, quando estiver no início da palavra: pla- ne-ta / mãe Semivogais, quando formar os grupos am, em, en e ens em final de palavra: Ve-jam men-sa-gem vi-a-gem hi-fens
  • 15. Fonética Encontros Vocálicos→ São sequências de sons vocálicos, vogal e/ ou semivogal. Classificam-se em: Ditongo: é o encontro de uma vogal com uma semivogal ou de uma semivogal com uma vogal e pode ser: *Crescente: sv + V→ do menor para o maior. Ex.: gê-nio/ á-gua/ sé-rie *Decrescente: V + sv→ do maior para o menor. Ex.: coi-sa/ i-dei-a/ cai-xa Tritongo: é o encontro de sv + V +s v. Ex.: pa-ra-guai / sa-guão / u-ru-guai Hiato: sequência de duas vogais em sílabas diferentes: sa-í-da fa-ís-ca com-pre-en-do en-jo-o ba-ú jo-e-lho mi-ú-do
  • 16. Fonética Regras para separação de sílaba: 1)Não se separa: ditongos e tritongos. Ex.: lei-te cai-xa pa-ra-guai 2)Separam-se os hiatos. Ex.: sa-í-da vo-o 3)Separam-se os ditongos decrescentes das vogais: Ex.: prai-a tei-a es-tei-o 4)Separação de sub, super e pneu: Superabundante→ su-pe-ra-bun-dan-te Subaério→ su-ba-é-reo Suboficial→ su-bo-fi-ci-al Subseção→ sub-se-ção Sublinhar→ sub-li-nhar Sublime→ su-bli-me Pneumático→ pneu-má-ti-co Psicólogo→ psi-có-lo-go
  • 17. Oxítona→ é a última sílaba tônica(mais forte ) e as terminadas em: a, e, o, em,ens seguidos ou não de s e os ditongos abertos em éu, éi e ói: a-ma-pá va-ta-pá ro-bô compô-lo pas-téis a-néis len-çóis chá ca-fé re-fém ji-ló trazê-lo he-rói tro-féu fi-éis fé a-tra-vés pa-ra-béns achá-la pa-péis an-zóis i-lhéus to-néis réis Paroxítona→ é a penúltima sílaba tônica e as terminadas em: jú-ri tórax a-fá-vel jó-quei a-çú-car tê-nue ví-rus tú-neis con-têi-ner á-gua pró-tons bí-ceps hífen sá-bio ór-fão ân-sai pó-len í-gneo dol-mã bar-bá-rie Proparoxítona→ é a antepenúltima sílaba tônica: xí-ca-ra a-ná-te-ma náu-fra-go ú-mi-do ae-ró-li-to ê-xo-do ló-gi-co so-nâm-bu-lo pro-tó-ti-po lê-ve-do ver-mí-fugo cri-sân-te-mo Regras de Acentuação Gráfica ps, ei, um ditongo? ã, não, rilxons
  • 18. Hiato→ o i e o u levam acento se estiverem sozinhas nas sílabas, seguidos ou não de s: Ba-la-ús-tre Pi-au-í ba-ú sa-ú-de Ja-ú tra-í-da sa-í-da Já-ca-re-í fa-ís-ca Ru-í-na Ju-í-zes ba-ús Não levam acento→ o i e o u seguidos de: nh, r, n, z, m, u e l : Ta-i-nha ra-iz co-im-bra fu-i-nha Na-ir ju-iz ca-iu ca-ju Ca-in-do ca-im Ra-ul bai-u-ca Su-til ru-im mo-i-nho Palavras cuja tonacidade não levam acento: ca-te-ter u-ru-bu u-re-ter re-cor-de cis-ter con-dor a-va-ro cu-pi-do ca-ju han-gar ci-clo-pe i-tem a-ra-ca-ju mis-ter i-be-ro fi-lan-tro-po pa-ca-em-bu no-bel gra-tui-to a-vit-o Pu-di-co ru-bri-ca tu-li-pa a-cro-ba-ta Regras de Acentuação Gráfica
  • 19. →É o estudo da Estrutura, da Formação e da Classificação das palavras. Primitiva→ não provém de outra palavras. Ex.: Pedra Derivada→ provém de outra palavra. Ex.: Pedreiro Simples → possui apenas um radical. Ex.: Guarda Composto → possui mais de um radical. Ex.: Guarda- chuva Derivação prefixal e sufixal→ pode-se tirar tanto o sufixo quanto o sufixo, que não perde o sentido da palavra. Ex.: Infeliz Derivação parassintética → quando não para tirar o prefixo e nem o sufixo, se tirar um ou outro perde o sentido da palavra. Ex.: Amolecer Derivação regressiva → é a diminuição em relação a palavra que deu origem a ela. Ex.: chorar→ chora Derivação imprórpia→ sofre alteração na sua classe de palavra. Ex.: Ela comprou uma saia vinho. ( a pal. vinho é um subst. Tendo função de adj.) Análise Morfológica- Formação das Palavras
  • 20. Substantivo→ nomeia seres, nomes de coisas, como: Pessoas: Karla, Douglas, ... Sentimentos: felicidade, amor,... Lugares: Tahiti, Pernambuco,... Ações: corrida, esforço, estudo, trabalho, ... Classifica-se em : Comum→ especifica qualquer ser da mesma espécie. Ex.: pessoa, cidade, empresa, etc. Próprio→ especifica um ser em particular. Ex.: Paris, Dell, Laura, etc. Concreto→ designa seres de existência real ou não. Ex.: pedra, alma, Deus, ar, fada, etc. Abstrato→ designa: Qualidade(beleza, coragem) Sentimento(amor, saudade) Ação(fuga, viagem) Estado( vida, doente). Ex.: A caça foi boa.( a palavra caça designa ação, logo subst. Concreto) Ele trouxe a caça para comer. ( aqui a pal. Caça designa um animal, logo subst. concreto). Classificação das Palavras- Substantivo
  • 21. Classificação das Palavras- Substantivo Coletivo
  • 22. Classificação das Palavras- Flexão do Substantivo Número Singular Plural Capelão/ capitão Capelães/capitães Acórdão/ cidadão Acórdãos/Cidadãos Réptil/ projétil Répteis/ Projéteis Fóssil Fósseis Canôn cânones Album/som Álbuns/ Sons Giz/ mês Gizes/ Meses Sal/ pau Sais/ Pauis Cal/ mal Cales/ Males Pires/ lápis Os pires/ os lapis Éden/ abdomêm édens/ abdômens Aldeão/ ancião ões/ ães/ ãos Charlatão/ corrimão ões/ ães/ ãos
  • 23. Substantivo sobrecomum→ possui um único gênero e serve para tanto para masculino como para feminino: a pessoa a criatura o indivíduo a testemunha a sentinela o animal a criança a estrela o pé-frio Comum de dois gêneros→ apenas uma forma para ambos os gêneros: o/a estudante agente personagem o/a imigrante viajante atleta o/a acrobata artista chofer Gênero Vacilante→ trazem dificuldades quanto ao gênero: Maculino(o) Feminino(a) Áçucar dogma aguardente/ cólera Ágape dó/diagrama Alface / Libido Antílope grama(peso) Análise /Omoplata Clã suéter Cal / Vertigem Eclipse Champanha Elipse / Sentinela Classificação das Palavras- Flexão do Substantivo
  • 24. Plural dos Composto→ possui dois radicais separados ou não por hífen, a composição pode ocorrer por: Justaposição→ o substantivo não ganha e nem perde letra durante sua formação. Ex.: passa+tempo= passtempo. Aglutinação→ durante sua formação, pode ganhar ou perder letra. Ex.: água+ardente=aguardente,perdeu a letra a. Regras: 1) O substantivo composto formado por palavras repetidas ou semelhantes, somente o segundo elemento irá variar. Ex.: o pingue- pongue→ os pingue – pongues 2) Nos compostos formados por verbos repetidos ambos variam. Ex.: o corre – corre→ os corres – corres 3) Nos compostos formados pelos verbos oposto, ambos os elementos invariam. Ex.: o leva – traz→ os leva – traz 4) Nos compostos formados pelos prefixos: grão, grã, bel, pós e pré, somente o segundo elemento varia: Ex.: o grão-mestre→ os grão – mestre a grã – duquesa→ as grã - duquesas o bel- prazer→ os bel – prazeres 5) O segundo elemento do substantivo composto indica o tipo do primeiro elemento,fazendo função de adjetivo, sendo assim, somente o primeiro elemento irá variar. Ex.: A manga - rosa→ As mangas - rosa A banana - maçã→As bananas- maçã A caneta - tinteiro→ As canteas - tinteiro Classificação das Palavras- Substantivo Composto
  • 25. 6) Para os demais substantivos compostos, irá variar somente o que for substantivo, adjetivo e numeral: Ex.: guarda- florestais→ guardas-florestais(o 1º elemento refere-se à pessoa e não ao verbo guardar) couve- flor→ couves- flores boa-vida→ boas - vidas boia- fria→ boias-frias guarda- roupa→ guarda- roupas beija-flor→ beija-flores meio-dia→ meios-dias 7) Os substantivos compostos ligados por preposição, somente o primeiro elemento irá variar: Ex.: A água -de- colônia→ As águas -de- colônia A mula -sem- cabeça→ As mulas -sem- cabeça 8) Nos compostos formados por verbo+subst. no plural, ambos não variam: Ex.: o saca-rolhas→ os saca-rolhas o guarda-costas→ os guarda-costas 9) Nos nomes de rezas, somente o segundo irá variar. Ex.: A ave-maria→ As aves-marias 10) Nos adjetivos compostos somente o último elemento varia. Ex.: sapato verde-claro→ sapatos verde-claros/ Acordo sócio-político-econômico→ Acordos sócio-político-econômicos 11) Se o segundo elemento do adjetivo composto for um substantivo, o mesmo ficará invariável: Ex.: camisa azul-pavão→ camisas azul-pavão / saia verde-musgo→ saias verde-musgo 12) O adjetivo composto surdo-mudo variam os dois. Ex.: surdos- mudos / surdas-mudas 13) Os substantivos simples empregados como adj. ficam invariáveis: Ex.: blusa rosa→ blusas- rosa/ blusa laranja→ blusas laranja Classificação das Palavras- Substantivo Composto
  • 26. →É a palavra variável que determina o substantivo de modo preciso ou vago. →Quando houver artigo depois haverá um substantivo. Classificação: Artigo definido→ quando definem ou determinam o substantivo de modo preciso( o, a, os, as) Ex.: Todos viram o menino. Artigo Indefinido→ quando determina de modo vago, indefinido, incerto( um, uma, uns, umas) Ex.: Todos viram um menino. Flexão em: Gênero( M/ F)→ Todos viram o menino. / Todos viram a menina. Número( S/ P)→ Todos viram o menino. / Todos viram os meninos. Observe: 1)O trabalho é grande, mas sei que o farei. o = artigo trabalho = substantivo o = pronome, pois retoma a palavra trabalho. Dica! Artigo não precede ao Verbo, Pronome e Preposição. Classificação das Palavras- Artigo
  • 27. → É uma palavra variável, que dá significação de qualidade, defeito, estado ou modo de ser ao subst. Ex.: O pai de Joana é um homem bom./ homem= subst. bom= adj. Locução adjetivo de abelha apícola de chuva pluvial de astro sideral de justiça eclesiástico de estrela estelar de gado pecuário de gelo glacial de guerra bélico de junho junino de lua lunar de mãe maternal de pai paternal de páscoa pascal de fogo ígneo de tarde vespertino de sol solar de verão estival de Bispo episcopal Flexão em : Gênero( M/ F)→ Ele é bom./ Ela é boa. Número( S/P)→ Eles são bons./ Elas são boas. Grau: * Comparativo de igualdade: Lucas é tão extrovertido quanto seu irmão. * Comparativo de inferioridade: Lucas é menos extrovertido (do) que seu irmão. * Comparativo de superioridade: Lucas é mais extrovertido (do) que seu irmão. * Superlativo relativo de superioridade: Douglas é o mais inteligente da sala. * Superlativo relativo de inferioridade: Luan é o menos participativo da sala. * superlativo absoluto analítico: Esta garota é muito educada * superlativo absoluto sintético: Todos os ambientes são agradabilíssimos. Classificação das Palavras- Adjetivo
  • 28. Classificação das Palavras- Adjetivos Alguns adjetivos Pátrios UF(unidade da federação)Capitlal Gentílico Acre Rio Branco rio-branquense/ Acriano Amapá Macapá macapaense/ amapaense Amazonas Manaus manauense; manauara Bahia Salvador soteropolitano, salvadorense Espírito Santo Vitória capixaba, vitoriense Maranhão São Luís ludovicense ou são-luisense Mato Grosso Cuiabá cuiabano Mato Grosso do Sul Campo G. campo-grandense Paraíba João Pessoa pessoense Piauí Teresina teresinense Rio Grande do Norte Natal natalense Rio Grande do Sul Porto Alegr porto-alegrense Rondônia Porto Velho porto-velhense Roraima Boa Vista boa-vistense Sergipe Aracaju aracajuano, aracajuense Rio de Janeiro RJ Fluminense/Carioca São Paulo SP Paulista/ Paulistano Adjetivos Pátrios África→ afro: cultura afro-americana Alemanha→ germano/ teuto: competições teuto/germano-inglesas Bélgica→ belgo: acampamentos belgo- franceses China→ sino : acordos sinos-japoneses Espanha→hispano: mercado hispano- português Portugal→ luso: acordos luso- brasileiros França→ franco ou galo: reunião franco-italianas
  • 29. Numeral é uma das palavras que se relaciona diretamente ao substantivo, dando a ideia de número. Ex.: Andei por duas quadras./ Fui a segunda colocada no concurso./ Comi um quarto da pizza. Dica: Um artigo indica indefinição do substantivo e o um numeral indica quantidade do substantivo. Classificação do numeral: CARDINAL→Indica quantidade, serve para fazer a contagem. ORDINAL→Expressa ordem. MULTIPLICATIVO→Indica multiplicação. FRACIONÁRIO→Expressa divisão, fração e partes. COLETIVO→Indica um conjunto. Exemplo: centena, dúzia, dezena, década e milheiro. Números substantivo→ aparecem isolados, ou seja não acompanham um subst., desempenham função do próprio subst. Ex.: Morreram três naquele trágico acidente. Números adjetivos→ aparecem relacionam a um subst. exercendo a função de Adjunto Adnominal. Ex.: Morreram três pessoas naquele acidente. Números Coletivos: Bíduo→período de 2 dias Decênio→ per. de 10 anos centena→conj.de 100 unid. Bimestre→ ´´ ´´ de 2 anos Mês→per. de 30 dias dístico→estrofe de 2 versos Centenário→´´ ´´ de 100 anos Milênio→ per. de 1000 anos terceto→ ´´ ´´ de 3 versos Novena→ per. de 9 dias Quarentena→ per. de 40 dias dúzia/grosa→ 12 unid. Classificação das Palavras- Adjetivos
  • 30. Cardinais Ordinais Multiplicativos Fracionários um primeiro - - dois segundo dobro, duplo meio três terceiro triplo, tríplice terço quatro quarto quádruplo quarto cinco quinto quíntuplo quinto seis sexto sêxtuplo sexto sete sétimo sétuplosétimo oito oitavo óctuplo oitavo nove nono nônuplo nono dez décimo décuplo décimo onze décimo primeiro... - onze avos vinte vigésimo - vinte avos trinta trigésimo - trinta avos quarenta quadragésimo - quarenta avos cinquenta quinquagésimo - cinqüenta avos sessenta sexagésimo - sessenta avos setenta septuagésimo - setenta avos oitenta octogésimo - oitenta avos noventa nonagésimo - noventa avos cem centésimo cêntuplo centésimo duzentos ducentésimo - ducentésimo trezentos trecentésimo - trecentésimo quatrocento quadringentésimo - quadringentésimo quinhentos qüingentésimo- qüingentésimo seiscentos sexcentésimo - sexcentésimo setecentos septingentésimo - septingentésimo oitocentos octingentésimo - octingentésimo novecentos nongentésimo ou noningentésimo - nongentésimo mil milésimo - milésimo milhão milionésimo - milionésimo bilhão Classificação das Palavras- Adjetivos Romanos 1: I 900: CM 2: II 1000: M 3: III 2000: MM 4: IV 3000: MMM 5: V 4000: IV 6: VI 5000: V 7: VII 8: VIII 9: IX 10: X 20: XX 30: XXX 40: XL 50: L 60: LX 70: LXX 80: LXXX 90: XC 100: C 200: CC 300: CCC 400: CD 500: D 600: DC 800: DCCC
  • 31. Pronomes Retos→ tem por função principal representar o sujeito e o predicado. Pronomes Oblíquos→ exercem a função de complemento. Pronomes Reflexivos→ quando o sujeito pratica ação sobre si mesmo( me, nos, te, vos e se ). Ex.: Paula depilou-se. Pronome Recíproco→ quando houver uma ação trocada, entre dois ou mais sujeitos. Ex.: Karla e Douglas amam-se./ Eu e ele nos cumprimentamos. Pronomes átonos→ ocupam três posições diferentes: Próclise→ anteposto ao verbo: não –me diga Mesóclise→ interposto ao verbo: pôr- te-ei a par./ Ênclise→ posposto ao verbo: quero-te bem Colocação Pronominal Os pronomes oblíquos: o, a, os, as, quando associados a verbos terminados em r, z e s, assumem as formas de lo, la, los, las. Ex.: Doug quer convencer seu amigo→ Doug quer convencê-lo. →quando associados a verbos terminados em ditongo nasal:-am,-em,-ão,-õe, assumem as formas de no, na, nos, nas. Ex.: Fizeram-no./ Põe-na. /Peguem-nos. pron. Substantivo→ substitui um substantivo, representando-o. (Ele prestou socorro) pron. Adjetivo→ acompanha um substantivo, determinando-o. (Aquele rapaz é belo) Dica! Quando os pronomes referem-se a pessoa: → 3ª pessoa, com quem se fala: Vossa →3ª pessoa, de quem se fala: Sua Classificação das Palavras- Pronome
  • 32. Classificação das Palavras- Pronome Pronome de Tratamento Abrev. Usos Você V. Em algumas regiões é substituído pelo "tu’’ Senhor, Senhora- Sr., Sr.ª Usado quando falamos com pessoas com as quais não temos intimidade Vossa Senhoria V. S.ª À autoridades em geral, diretores, chefes, vereadores, secretários, etc. Vossa Excelência V. Ex.ª Autoridades mais altas, como Presidente da República, Ministros de Estado, Senadores, Deputados, etc. Vossa Eminência V. Em.ª Usados para falarmos com Cardeais Vossa Alteza V. A. Para nos referirmos a Príncipes e Princesas, Duques Vossa Santidade V.S. Para o Papa Vossa Reverendíssima Rev.mª Bispos e Sacerdotes Vossa Paternidade V. P. Superiores de Ordens Religiosas. Vossa Magnificência V. Mag.ª V. Mag.ªs Reitores de Universidades Vossa Majestade V. M. V V. M M. Reis e Rainhas. Pronomes Pessoais Pronomes Retos Pronomes Oblíquos Singular Plural Singular Plural 1ª pessoa- Eu Nós me, mim, comigo nos, conosco (quem fala) 2ª pessoa- Tu Vós te, ti, contigo vos, convosco (com quem se fala) 3ª pessoa- Ele/Ela Eles/Elas o, a, lhe, si, consigo os, as, lhes, consigo (de quem se fala)
  • 33. Classificação das Palavras- Pronome Adjetivo Pronome Possessivos Singular/ Plural Singular/ Plural Pessoa Masculino Feminino 1ª meu(s), nosso(s) minha(s), nossa(s) 2ª teu(s), vosso(s) tua(s), vossa(s) 3ª Seu(s) Sua(s) PRONOMES DEMONSTRATIVOS Pessoas Variáveis Invariáveis Masculino Feminino Singular Plural Singular Plural 1ª este estes esta estas Isto 2ª esse esses essa essas Isso 3ª aquele aqueles aquela aquelas aquilo PRONOMES INDEFINIDOS Pronomes Pronome Variáveis Invariáveis Relativo Interrogativos algum, nenhum, todo, outro, muito, pouco, certo, vários, tanto, quanto, qualquer. alguém, ninguém, tudo, outrem, nada, quem, cada, algo. o qual, os quais, a qual, as quais, que, cujo, cujas, quem, quanto, quantos, quanta, quantas, onde quem?, qual?, que?, quanto?
  • 34. Estrutura das palavras Pedra Pedreiro Pedregulho Radical/lexema ou raiz, é a parte da palavra que não muda(invariável) do verbo. Afixos→ Deslealdade prefixo sufixo radical Desinência→ elemento final da palavra, que indica o gênero(M/F), número(S/P), tempo ou modo, pessoa ou grau: Desinência Nominal: gênero e número, Gatas→ gat a s Desinência Verbal: modo temporal( DMT), falava→ fal a va Desinência Verbal: número e pessoa( DNP), falávamos→ fal á va mos Tema = radical+ vogal temática Verbos nominais→ indica as formas nominais do verbo: Infinitivo→ cantar- Pessoal: cantar eu.../ Impessoal: cantar..., Gerundio→ cantando Particípio→ cantado Classificação das Palavras- Verbo
  • 35. O Verbo é uma palavra variável e que exprime ação, estado ou fenômeno. Classificação: Regular→ o verbo não sofre ação no radical e conserva as mesmas terminações: Cantar Eu canto ele/ela canta vós cantais Tu cantas nós cantamos eles/elas cantam Irregular→ o verbo sofre alterações no radical e não conserva as mesmas terminações do modelo: Dar Eu dou ele/ela dá vós dais Tu dás nós damos eles/elas dão Terminações→ é a parte final que varia de diferentes maneiras. Classificação das Palavras- Verbo Radical Terminações Tema( rad+ vogal temática) Cant AR Cant+ a Vend Er Vend+e Part Ir Part+i Cant o, a, amos, ais, em
  • 36. Classificação das Palavras- Verbo Modo Indicativo→ Expressa certeza Tempo Conjugação Indica Presente→ Eu canto, tu cantas,... Fato no momento Pretérito Perfeito→ Eu cantei, tu cantastes,... Fato concluído ou terminado Pretérito Imperfeito→ Eu cantava, tu cantavas,... Ação inacabado Pretérito mais-que-perfeito→ Eu cantara, tu cantaras,... Passado do passado Futuro do Presente→ Eu cantarei, tu cantarás,... Que vai realizar Futuro do Pretérito→ Eu cantaria, tu catarias,... Que gostaria de fazer. Modo Subjuntivo→ Expressa dúvida Tempo Conjugação Presente Que eu cante, que tu cantes Pretérito Imperfeito Se eu catasse, se tu cantasse Futuro Quando eu canto, quando tu cantares Imperativo→ expressa ordem Afirmativo Negativo Feche a porta! Não feche a porta!
  • 37. Voz Ativa→ o sujeito pratica a ação expressada pelo verbo, sendo assim, dizemos que o verbo está na voz ativa e o sujeito chama-se agente. Ex.: O aluno estudou a lição. / Vendeu- se a casa. verbo (voz ativa) agente (sujeito) Voz Passiva→ sujeito recebe ou sofre a ação do verbo, o verbo está na voz passiva e o sujeito chama-se paciente. Ex.: A lição foi estudada pelo aluno. / A casa foi vendida. paciente(sujeito) verbo (voz passiva) Locução verbal→ são dois ou mais verbos unidos, tendo o valor de um só. Ex.: Os alunos precisarão enviar ao professor o trabalho. Loc.verbal Classificação das Palavras- Verbo
  • 38. ADVÉRBIO MODIFICA OUTRO ADVÉRBIO Ocorre quando o advérbio modifica um adjetivo ou outro advérbio, geralmente intensificando o significado. Ex.: Grande parte da população adulta lê muito mal. adverb.de intensidade Classificação das Palavras- Advérvio Tipos de Advérbio Advérbio de modo→ Bem, mal, assim, melhor, pior, depressa, acinte, devagar, aos poucos, desse jeito, pacientemente, escandalosamente, generosamente, atualmente. Advérbio de Intensidade→ Muito, demais, pouco, tão, menos, bastante, pouco, mais, menos, demasiado, quanto, quão, tanto, assaz, que(equivale a quão), tudo, nada, todo, quase, por completo, bem . Advérbio de Tempo→ Hoje, logo, primeiro, ontem, tarde outrora, amanhã, cedo, dantes, depois, jamais, antigamente, antes, nunca, então, ora, agora, sempre, já, enfim, afinal, breve, constantemente, imediatamente, provisoriamente, sucessivamente. Advérbio de lugar→ Aqui, antes, dentro, ali, adiante, fora, acolá, atrás, além, lá, detrás, aquém, cá, acima, onde, perto, aí, abaixo, aonde, longe, debaixo, defronte, adentro, afora, aquém, embaixo, em+local (em São Paulo) Advérbio de negação→ Não, nem, nunca, jamais, de modo algum, tampouco, de jeito nenhum Advérbio de dúvida→ Acaso, porventura, possivelmente, provavelmente, quiçá, talvez, casualmente, por certo, quem sabe Advérbio de afirmação→ Sim, certamente, realmente, decerto, efetivamente, certo, decididamente, realmente, deveras, indubitavelmente. Locução Adverbial→ de longe, de perto, em cima, à direita, à esquerda, ao lado, em volta, às vezes, à tarde, à noite, de manhã, de repente, às pressas, às claras, às cegas, à toa, à vontade, de fora.
  • 39. Preposição é uma palavra invariável que serve para ligar termos ou orações. Tipos de Preposição: 1. Preposições essenciais→ palavras que atuam exclusivamente como preposições. A, ante, perante, após, até, com, contra, de, desde, em, entre, para, por, sem, sob, sobre, trás, atrás de, dentro de, para com. 2. Preposições acidentais→ palavras de outras classes gramaticais que podem atuar como preposições: como, durante, exceto, fora, mediante, salvo, segundo, senão, visto. 3. Locuções prepositivas: duas ou mais palavras valendo como uma preposição, sendo que a última palavra é uma delas. Abaixo de, acerca de, acima de, ao lado de, a respeito de, de acordo com, em cima de, embaixo de, em frente a, ao redor de, graças a, junto a, com, perto de, por causa de, por cima de, por trás de. Classificação das Palavras- Preposição
  • 40. Conectivos→ são conjunções que ligam as orações, estabelecem a conexão entre as orações nos períodos compostos e também as preposições, que ligam um vocábulo a outro. Conectivos Coordenativos→ são conjunções coordenativos e que ligam oração da mesma natureza sem depender uma da outra : ADITIVAS(adicionam, acrescentam, não altera a ideia particular): e, nem, também. Ex: Ela estuda e trabalha. ADVERSATIVAS (oposição, contraste): mas, porém, todavia, contudo, entretanto, senão, que. Ex.: Ela estuda, no entanto não trabalha. ALTERNATIVAS (alternância, cujo pensamento se exclui): ou. Também as locuções ou...ou, ora...ora, já...já, quer...quer... Ex.: Ou ela estuda ou trabalha. CONCLUSIVAS (indica conclusão da oração anterior): logo, portanto, pois, por conseguinte, então. Ex.: Ela estudou com dedicação, logo deverá ser aprovada. EXPLICATIVAS (justificam a proposição da oração anterior): pois, que, porque, porquanto... Ex.: Vamos estudar, que as provas começam amanhã. Locução Conjuntiva→ São duas ou mais palavras que tem o valor de uma conjunção. Todas as vezes que ainda que Apesar de que afim de que Uma vez que logo que Conectivos ou Conjunção
  • 41. Conectivos Subordinativos→ são conjunções subordinativas e os pronomes relativos, dando ideia de dependência. CAUSAIS (iniciam a oração subordinada denotando causa.): porque, por isso que, pois que, já que, visto que... Ex.: Ela deverá ser aprovada, pois estudou com dedicação. COMPARATIVAS (estabelecem comparação): que, do que, maior, melhor ou menos, menor, pior), como, tão...como, tanto...como, mais...do que, menos...do que, assim como. Ex.: Ela é mais estudiosa do que a maioria dos alunos. CONCESSIVAS (iniciam oração que modifica oração principal, sem impedir a ação declarada): que, embora, conquanto, ainda que, mesmo que se bem que, nem que, por mais que, por menos que... Ex.: Ela não foi aprovada, embora tenha estudado com dedicação. CONDICIONAIS (indicam condição): se, caso, contanto que, desde que, sem que, a menos que, a não ser que, uma vez que. Ex.: Ela pode ser aprovada, se estudar com dedicação. Finais (indicam finalidade): As locuções para que, a fim de que, por que... Ex.: É necessário estudar com dedicação, para que se obtenha aprovação. TEMPORAIS (indicam circunstância de tempo): quando, depois que, logo que, assim que, desde que, sempre que... Ex.: Ela deixou de estudar com dedicação, quando foi aprovada. CONSECUTIVAS (indicam conseqüência): tal/tão/tanto...que, de modo que, de forma que, Ela estudava tanto, que pouco tempo tinha para dedicar-se à família. INTEGRANTES (Função de subst.):se, que. Ex.: Ela sabe que é importante estudar com dedicação. Conectivos ou Conjunção
  • 42. →É o estudo da disposição, relação e combinação das palavras nas frases e das frases no discurso. → O adj. concorda com o subst. em: gênero(M/F) e número(S/P): Ex.: Aluno(a) estudioso(a) / Alunos(as) estudiosos(as). →Se o adj. estiver anteposto ao subst.da oração, o mesmo concordará como subst.mais próximo: Ex.: Conheci ótima praça e condomínio. / Conheci ótimo condomínio e praça. adj. subst. composto →Se o adj. estiver posposto ao subst. da oração, o mesmo concordará com o *mais próximo ou **com todos. Ex.: Conheci condomínios e praça *ótima /**ótimos. Subst. composto →O predicativo do suj., concorda com o sujeito em gênero e número. Ex.: A madrugada é linda. →Quando o suj. é um subst. de *sentido indeterminado, o predicativo fica no masculino singular: Ex.: *Limonada é bom para a gripe./ *Entrada é proibido. →Quando o suj. é um subst. de *sentido determinado, o predicativo concorda com ele: Ex.: *Esta limonada é boa para gripe. / *A entrada é proibida Sintaxe- Concordância Nominal:
  • 43. →O suj. composto leva o verbo para o plural. Ex.: Pedro e Paula foram à praia. suj.composto (verbo) →O verbo concorda com o sujeito em nº e pessoa. Ex: Eu admiti o erro./ Nós admitimos o erro. → Os verbos: dar, bater e suar na indicação de hora ou balada. Ex.: O padre bateu o sino. suj. verbo E na ausência da pessoa e da coisa, o sujeito passa a ser a hora anunciada. Ex: Deu duas horas na matriz. verbo suj. Na ausência da pessoa, o sujeito passa a ser a coisa. Ex.: Bateu o sino. sujeito → A concordância com os pronomes de tratamento ficará com o verbo na 3º pessoa do singular ou plural. Ex.: Vossa Exc.ª é bondosa./ Vossas Excelências são bondosas. →Concorda com o núcleo coletivo, se não houver especificação. Se houver especificação, o verbo poderá concordar com este termo. →conc.c/ suj. no singular. Ex.: O grupo fez a apresentação. / Ex.: O grupo *de artistas fizeram/fez a apresentação. conc. c/ o subst. no plural. (suj.sem especificação) (suj.*com especificação) Sintaxe- Concordância Verbal
  • 46. → É a relação lógica que as frases estabelecem uma com as outras: Relação/ Oração e Período: Frase→ qualquer enunciado de sentido completo. Ex.: Por favor, silêncio! Oração→ enunciado linguístico organizado em torno de um verbo e constituído de sujeito e predicado, ou ao menos predicado. Ex.: A esperança nunca morrerá. → pode haver mais de uma oração: Ex.: Cheguei, vi e venci. Período→ é um enunciado linguístico com sentido acabado. Temos dois tipos de período: simples: possui apenas uma oração. composta: possui duas ou mais orações Análise Sintática- Frase, Oração e Período
  • 47. Sujeito→ é o termo que concorda com o verbo, sua posição pode variar: Antes do Predicado. Os alunos fizeram um excelente trabalho. suj. Predicado Depois do verbo. Desenhavam despreocupados os alunos. / Despreocupados os alunos desenhavam. predicado suj. Predicado suj. predicado Núcleo do sujeito: → é a palavra central do sujeito, que pode ser (subst./pronome subst./palavras substantivadas/ numeral) Suj.simples→ possui apenas um núcleo. Ou uma expressão indivisa(subst./pronome/substantivada) Ex.: O rapaz estudou. Suj.composto→ possui mais de um núcleo. Ex.: Carlos e sua mulher estudam. Suj.indeterminado→ não está evidente, e nem pode ser identificado por meio da desinência verbal, e sempre haverá um verbo na 3ªp. do sing. ou plural, pode vir também acompanhado do pronome se. Ex.: Roubaram meu carro./ Canta-se bem. Suj. oculto/elíptico/implícito/desinencial→ não tem núcleo, porque teoricamente ele não aparece. Ex.: Compramos duas jaquetas. Quem comprou? → nós Suj.inexistente/oração sem sujeito: →verbos haver, fazer e ser no sentido de tempo corrido. Ex.: Há anos desapareceu./ Era meia noite. →Fenômenos da natureza (chover, anoitecer, faz frio, faz calor, vento, etc.). Ex.: Choveu muito ontem. Análise Sintática- Termos Essenciais da Oração
  • 48. Predicado →É o termo da oração que contém o verbo como núcleo. Verbo intransitivo→ não precisam de complemento, pois exprime um ideia completa. Ex.: O gato mia./ O balão subiu. Verbo Transitivo→ precisam de um complemento por não terem sentido completo. Direto(VTD)→complemento sem preposição. Ex.: O vento de ontem derrubou o poste.→comple.verbal Indireto( VTI)→ complemento com preposição. Ex.: Todos necessitam de apoio.→compl.verbal Direto e indireto→ exige os dois complementos ao mesmo tempo. Ex.: Peço a Deus paciência. (VTDI) – transita diretamente para um objeto e indiretamente para outro ) (VTI) (VTD) Complemento Verbal→ Completa o sentido de um VTD ou VTI Ex.: O vento de ontem derrubou o poste./ Todos necessitam de apoio./ Peço a Deus paciência. Complemento Nominal→ completa a significação de um nome( subst., adj. ou advérbio). Ex.: O professor foi digno da homenagem./ (sempre virá acompanhado de preposição) Verbos de ligação→ indica estado, não é verbo de ação e logo após vem sempre um predicativo do sujeito. Ex.: Ser→ O computador é novo. (é, está, anda, parece, fica, continua, permanece, torna-se) Predicado do sujeito ou predicado nominal→ palavra ou expressão usada junto ao verbo de ligação, completando o sentido do sujeito. Ex.: Lígia é estudiosa./ O Brasil é majestoso. Termos acessórios da Oração e Termos Integrantes
  • 49. Predicado do objeto→ completa o sentido do verbo, referindo-se ao objeto e modificando-o. Ex.: O clube elegeu-o tesoureiro. Predicado Verbal→ é o verbo+ expressão que completa o sentido verbal. Ex.: O diretor abriu a porta. Agente da passiva→ é o complemento dos verbos passivos. Ex.: Os pães foram comprados por mim. Termos acessórios da Oração Indica circunstâncias da oração: Adjunto Adnominal→ palavra ou expressão que modifica um substantivo e pode ser: adjetivo/ artigo/ numeral/ pronome adjetivo/ locução adjetiva Adjunto Adverbial→ é uma expressão ou palavra que modifica o verbo, um adj., ou adv. lugar/ tempo/ negação/ dúvida/ intensidade/ afirmação/ interrogação Aposto→ é uma expressão, palavra ou mesmo oração, que explica outros termos e está entre vírgulas. Ex.: Brasília, capital do Brasil, é uma das mais lindas cidades do mundo. Vocativo→ é uma expressão ou palavra que encerra uma palavra de caráter exclamativo e pode vir acompanhado de interjeição. Ex.: Meus amigos, sejam sinceros! →não faz parte do sujeito e nem do predicado. Ex.: Tenho certeza, amigos, de que é bom. Termos Integrantes
  • 50. 1ª Regra- Ache o verbo. 2ª Regra- Dividir a oração em sujeito e predicado. 3ª Faça perguntas das regras de ouro para identificar o sujeito. 3ª Regra- Achar os núcleos do sujeito e do predicado 4ª Regra- Denominar os termos relacionados ao verbo e ao nome. Ex.: Os filhos obedecem aos pais. Verbo→ obedecem (VTI ) Predicado→ obedecem aos pais Sujeito Simples→ quem obedecem aos pais = os filhos Núcleo do sujeito → filhos Núcleo do predicado→ obedecem Adj. Adnominal → artigo (os) OI→ Os filhos obedecem a quem = aos pais (complemento do VTI) Regras para analisar termos numa oração Regras de ouro Perguntas Perguntar ao verbo para achar o sujeito VTD O quê? Quem? Sem preposição. OD VTI De quê? De quem? A quê? A quem? Em quê? Em quem? Preposicionadas OI
  • 51. Crase- Fusão: Artigo feminino(a) + preposição(a): Usa Crase Não usa crase Nas loc. adverbiais femininas. Ex.: Sairemos a noite. (à direita/ à tarde/ às claras/ às vezes/ às avessas) Antes de palavras masculinas. Ex.: O guarda foi a pé da lagoa até o viaduto. Nas loc. prepositivas. Ex.: Mobiliar *à Luís XV. (*à estilo de, à moda de, à força de, à beira de) Com o a no singular + palavra no plural. Ex.: O advogado se refere a acusações mentirosas. Nas loc. conjuntivas. Ex.: À medida que estuda, mais confiante fica.(à proporção que, tanto mais...quanto menos) Antes de pronomes. Ex.: Nada disse a ela e nem a Vossa Senhoria. Nos pron. relativos. A lei à qual obedeço. Antes de verbos. Ex.: Estás prestes a cantar e a estudar. Nos pron. demonstrativos. Ex.: Este caderno é igual àquele. Nas expressões com palavras repetidas. Ex.: Pouco a pouco./Frente a frente. Antes das palavras casa e antes de nomes de( países, regiões, continentes, cidades, vilas, acidentes geográficos), quando especificados ou determinados por adjetivo ou complemento. Ex.: O jovem foi à casa de Misericórdia. /O jovem foi à Brasília de JK./ Fomos à Roma Antiga. Depois das preposições (desde, até, após, entre e para) Ex.: A sessão estava marcado para as 20h. Os ingressos serão vendidos até as 18h. Os portões serão fechados após as 7h20. Em medidas de distância. Ex.: Daqui a 100 metros. Na correlação “da(s)...às(s). Ex.: 8h às 9h. Leia página 5 à 10./ Trabalhamos das duas às quatro. Na correlação “ de...a”. Ex.: Leia de cinco a dez pg. por dia./ De janeiro a Janeiro. Trocar por “ Vim da”. Ex.: Vou à Itália.( Vim da Itália) Trocar por “Vim de”. Ex.: Vou a Roma./ Chegamos a São Paulo.
  • 52. Significados das palavras Homônimos→ mesmo som, grafia diferente. Parônimos→ semelhantes na forma e sentidos diferentes. Cessão→ ato de ceder Sessão→ tempo de reunião Seção→ repartição, cada departamento. Descriminar→ tirar a culpa / sortido→ variado Discriminar→ distinguir / surtido→ alcançado Cheque→ ordem de pagamento. Xeque→ jogo de xadrez Delatar→ denunciar / arrear→ pôr arreios Dilatar→ aumentar, estender / arriar→ abaixar Ascender→ subir, elevar-se Acender→ por fogo Despensa→ guarda-mantimentos Dispensa→ licença, descartar, liberar Concerto→ compostura, harmonia Conserto→ remendo Emigrante→ sai do país / eminente→ pessoa notável Imigrante→ entra no país / iminente→ prestes a acontecer Faixa→ tira, correia Facha→ cara Comprimento→ extensão de linha Cumprimento→ saudação Tacha→ prego Taxa→ imposto Ratificar→ validar, confirmar Retificar→ corrigir Laço→ laçada/ nó Lasso→ cansado Deferimento→ atender / emenda→ alteração Diferimento→ delongar, adiar / ementa→ anotação Coser→ costura Cozer→ conzinhar Destratar→ tratar mal Distratar→ desfazer (trato/contrato) Cerrar→ fechar Serrar→ cortar Infligir→ repreensão / auferir→ ganhar, colher, interessar Infrigir→ violar / aferir→ conferir, adaptar-se Incipiente→ iniciante Insipiente→ ignorante Absolver→ declarar inocente Absorver→ embeber
  • 53. Significados das palavras Antônimos→ palavras de significado oposto Sinônimos→ palavras de sentido igual ou aproximado Afluência→ abundância Ausência→ falta Defender→ proteger Déficit→ falta Egoísta→ interesseiro Generoso→ benevolente, complacente Dependente→ subalterno/ subordinado Depreciar→ desvalorizar/ Simpático→ carismático, atencioso, alegre Antipático→ invasivo, hostil, provocador Desletrado→ analfabeto Desmedido→ enorme/ excessivo/ exagerado Progredir→ ampliar, acrescentar, abundância Regredir→ cair, retroceder Mensurar→ medir/ avaliar Escusar→ desculpar/ absolver Explícito→ aberto, categórico, transparência Implícito→ secreto, reservado, discreto Funesto→ sinistro/ nocivo/ prejudicial Assiduidade→ pontualidade/ comprometimento Condescendência→ consentimento, tolerância. Intransigente→ intolerância Ressalva→ declaro/ restringe ou considera exceções Procrastinar→ enrolar/ prorrogar/ adiar Leviano→ insensato, desatento, mentiroso Sensato→ responsável, confiável Pleitear→ disputar/ defender/ solicitar/ pretendido Adversário→ antagonista/ concorrência/ Altruísmo→ devoção, benevolente, desapego Egocentrismo→ egoísmo, apego, individualismo Falácia→ mentiroso/ engano Chiste→ piada/ cômico Ambivalência→ contrariedade, paradoxo/dúvida Clareza→ indubitabilidade / transparência Síntese→ resumo/ abreviação Disseminar→ divulgar/ espalhar Eficiência→ realizar trabalho correto, sem muitos erros, menos tempo, menor orçamento e utilidade Eficácia→ realiza um trabalho que atinja totalmente o resultado/ alcançar a meta.
  • 54. Empregos de outras expressões Cujo(a)(s)→este pronome indica posse(algo de alguém). Na montagem deve-se se colocar entre o possuidor e o possuído, não se deve usar o artigo. Ex.: Antipatizei com o rapaz, você conhece a namorada do rapaz →Antipatizei com o rapaz cuja namorada você conhece. Correto: Aconteceu entre mim e você. Ficou sentado entre mim e ela. Nada houve entre ele e ti. Algo houve entre mim e ti. Isto é para eu levar. Ele trouxe o livro para mim. Que→ substitui o subst.(pessoa ou coisa), trocar pelo(o/a (s)) qual, pelo(a)(s) qual). Ex.: Roubaram a peça que era rara no Brasil. Viagem→ subst. Que faz parte do sujeito e indica o ato de viajar. Ex.: A viagem foi curta. Viajem→ verbo na 3ª p. do sujeito. Ex.: Que eles viajem. Há→ sentido de verbo existir. Há 40 alunos na sala. Há cerca de → tempo decorrido. Há cerca de 20 anos não o vejo. Em uma construção nunca coloque a palavra Há e atrás juntos, ou um ou outro. A→ tempo futuro. Estamos a 20 min., do destino A cerca de→ distância percorrida. Rafael mora a cerca de cinco quilômetros da cidade. Acerca de→ troque por sobre. Falávamos acerca do edital. A baixo→ oposição “ de cima”. Me olhava de cima a baixo. Abaixo→ oposição de “acima”. Moro no alto da colina, abaixo passa um riacho. De baixo→ opõe “cima”. de baixo para cima. Debaixo→ Loc. Prepositivas. Debaixo de uma ponte. Embaixo→ adver. de lugar→ O depósito fica embaixo do edifício. Em cima→ oposição de embaixo. O vaso está em cima do armário. Sob→ sinônimo de “debaixo de”. Sob pressão Sobre→ sinônimo de “em cima de”. Sobre a mesa Onde→ Usa verbos de estado. Eu sei onde fica a sua agenda. Aonde→ ideia de movimento. Aonde ela foi. Mal→ oposto de bem. Ele foi mal na prova Mau→ oposto de bom. Ele é um mau aluno. Enquanto→ indica contemporaneidade. Pas/Pres./ Futuro Em quanto→ indica quantidade. Senão→ trocar por “ do contrário” ou “a não ser”. Nada fazia senão reclamar. Se não→ troque por “caso não”. Se não fosse o trânsito, chegaria cedo.
  • 55. Empregos de outras expressões Haja vista→ verbo haver concorda sempre com a palavra que segue aos substantivo vista. Haja vista o sucesso. Hajam visto os sucessos. Faz→ quando refere-se a tempo. Faz um mês./ Faz 24 anos. Fazem→ Quando estiver na 3ª pessoa do plural. As gêmeas fazem 15 anos. À domicílio→ utilizamos em verbos, que designam movimentos como(ir dirigir-se, chegar, voltar, cair, vir). Enviarei à domicílio seus documentos. Em domicílio→ utilizado com ideia estática (parado). Ex.: Fazemos entrega em domicílio. Ao par→ indica equivalência entre valores cambiais. O real está ao par do dólar. A par→ sentido de bem informado. Estou a par de todos os acontecimentos Erro: A longo prazo, serão necessárias mudanças. Correto: Em longo prazo, serão necessárias mudanças. Explicação: Usa-se a preposição em nos seguintes casos: em longo prazo, em curto prazo e em médio prazo. A pouco/ há pouco Erro: O diretor chegará daqui há pouco. Correto: O diretor chegará daqui a pouco. Erro: José, residente à rua Estados Unidos. Correto: José, residente na rua Estados Unidos. Os vocábulos residir, morador, residente, situado e sito pedem o uso da preposição em. Erro: O móvel não se adequa à sala Correto: O móvel não é adequado à sala. Erro: Agradecemos pela preferência Correto: Agradecemos a preferência Erro: Fui avisada através de um email. Correto: Fui avisada por email . Não existe a expressão ao meu ver. As formas corretas são: a meu ver, a nosso ver, a vosso ver. Erro: Ao invés de comprar carros, compre motos. Correto: Em vez de comprar carros, compre motos. Aumentar ainda mais/ aumentar muito Erro: Precisamos aumentar ainda mais os lucros. Correto: Precisamos aumentar muito os lucros. Erro: Somos em cinco. Correto: Somos cinco. Bastante→ intensidade. Todos ficaram bastante assustados. Bastantes→ trocar por muitos. Compramos bastantes doces.
  • 56. Empregos de outras expressões Anexo→ concorda normalmente com o subst. (variável).O bilhete estava anexo. Segue anexa a carta de apresentação Em anexo→ é invariável(não flexiona) As fotos permanece em anexo. Alerta→ é invariável Nós ficamos alerta. As moças andam alerta. Meio→ intensidade. A porta está meio aberta. Tomei meio copo de água. Meia→ quantidade. Bebi meia garrafa de água. Regras dos Porquês Por que→ Início de perguntas e equivale a “por qual motivo” ou “pelo(a) qual motivo” Ex.: Por que você faltou? Não sei por que não quero ir. Por quê→ Final de frases. Ex.: Por quê faltou, por quê? Nem ela sabe por quê? Porque→ Nas respostas e equivale a “pois”, indicando explicação ou causa. Ex.: Não fui ao clube porque tenho que estudar. Fiz isso porque era necessário. Porquê→ Função de substantivo, equivale a “motivo” e vem precedido de: Artigo→ O porquê de não ter falado, é porque estou concentrado. Pronome Adj.→ Este porquê é um substantivo. Numeral→ Existem quatro porquês.