SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 12
Navegando A expectativa de vida era de 30 anos Morria-se fácil em terra, seja de fome, seja de peste. Por que navegar ? Para muitos, a aventura no Mar Tenebroso representava a chance rara de melhorar de vida .
Cartografia Planisfério T-O (século IX) Planisfério de Zona (Século XII) Planisfério dito de Cantino, este planisfério representa a África com bastante exactidão e é a mais antiga carta portuguesa e inclui um largo trecho de litoral brasileiro Planisfério de 1457, salienta-se a forma correcta como  a costa do Mediterrâneo está delineada, enquanto o restante foi construído de forma um pouco arbitrária.
Navegando – Monstros Mitológicos O Abismo da Borda do Mundo Os navegantes tinham que vencer o medo de serem devorados por monstros marinhos, que eles acreditavam tomar conta das portas do oceanos.
Navegando Comércio bem armado Para cada marinheiro embarcado, havia, em média, dois  soldados.  O objetivo das expedições era comercial, mas as formas de negociação iam da troca de mercadorias ao saque de navios e cidades.
 
Navegando Os camarotes eram para o comandante, o piloto e para os padres.  Bagunça a bordo Com os porões carregados de mantimentos e armas, dormia-se por todos os cantos do convés.
Navegando ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Adolescentes entre 9 e 15 anos,  também embarcavam como grumetes e pajens . Na maioria das vezes os próprios pais alistavam os meninos e embolsavam o dinheiro.
Navegando Uma porção de biscoito salgado, uma jarra de vinho e outra de água era a refeição básica a bordo.  A sobrevivência era uma conquista diária nas embarcações Alimentação
Navegando A água tinha mau cheiro e causava diarréia Fome e sede   No fim da viagem, o maior problema era a fome. Comia-se qualquer coisa, de pedaços de couro a ratos.  Muitos morriam e seus corpos eram jogados ao mar.
Navegando Ninguém se lavava o banho era considerado nocivo a saúde. Para as necessidades fisiológicas, havia um balde pendurado por uma corda no casco do navio.  Que era, usado por todos e lavado pela água do mar. Higiene
Navegando Mal das gengivas Por falta de vitamina C, as gengivas inchavam, os doentes sangravam, muitas vezes até morrer.  Contavam-se casos de que das 400 pessoas a bordo, apenas uma dezena conseguia escapar a tal doença.
Navegando Carteado Escondido Jogar cartas era das poucas  distrações dos marujos, desde que longe  das vistas dos padres, que consideravam o jogo "coisa do diabo" e lançavam as cartas ao mar. Para entreter os marujos, os jesuítas costumavam dirigir peças com temas religiosos.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (14)

A heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhauA heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhau
 
Ae vh acores
Ae vh acoresAe vh acores
Ae vh acores
 
Descoberta Das Ilhas Atanticas
Descoberta Das Ilhas AtanticasDescoberta Das Ilhas Atanticas
Descoberta Das Ilhas Atanticas
 
Ae vt acores
Ae vt acoresAe vt acores
Ae vt acores
 
Apresentação Final NG Urbanismo e Mobilidade
Apresentação Final NG Urbanismo e MobilidadeApresentação Final NG Urbanismo e Mobilidade
Apresentação Final NG Urbanismo e Mobilidade
 
Expansão
ExpansãoExpansão
Expansão
 
Osdescobrimentosportugueses parteii-130426164154-phpapp01
Osdescobrimentosportugueses parteii-130426164154-phpapp01Osdescobrimentosportugueses parteii-130426164154-phpapp01
Osdescobrimentosportugueses parteii-130426164154-phpapp01
 
Descoberta e exploração da costa ocidental africana
Descoberta e exploração da costa ocidental africanaDescoberta e exploração da costa ocidental africana
Descoberta e exploração da costa ocidental africana
 
Expansão marítima
Expansão marítimaExpansão marítima
Expansão marítima
 
A heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhauA heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhau
 
Relatorio final de historia
Relatorio final de historiaRelatorio final de historia
Relatorio final de historia
 
A Heróica Pesca do Bacalhau, fado e receitas
A Heróica Pesca do Bacalhau, fado e receitasA Heróica Pesca do Bacalhau, fado e receitas
A Heróica Pesca do Bacalhau, fado e receitas
 
A heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhauA heroica pesca do bacalhau
A heroica pesca do bacalhau
 
A bordo das caravelas
A bordo das caravelasA bordo das caravelas
A bordo das caravelas
 

Semelhante a Dia A Dia Das Viagens

Capítulo 3 a técnologiaa serviça da expansão do mercado - as grandes navega...
Capítulo 3   a técnologiaa serviça da expansão do mercado - as grandes navega...Capítulo 3   a técnologiaa serviça da expansão do mercado - as grandes navega...
Capítulo 3 a técnologiaa serviça da expansão do mercado - as grandes navega...
dayvid
 
6ª A Costa de Caparica que desconhecia
6ª A Costa de Caparica que desconhecia6ª A Costa de Caparica que desconhecia
6ª A Costa de Caparica que desconhecia
guestfab0cf
 
As grandes navegações_QUIZ 7º Anllllllllllllllllllllllllllllllllo.pptxk
As grandes navegações_QUIZ 7º Anllllllllllllllllllllllllllllllllo.pptxkAs grandes navegações_QUIZ 7º Anllllllllllllllllllllllllllllllllo.pptxk
As grandes navegações_QUIZ 7º Anllllllllllllllllllllllllllllllllo.pptxk
AntonioVieira539017
 

Semelhante a Dia A Dia Das Viagens (20)

Avidaabordonapocadosdescobrimentos1212 110227064712-phpapp01
Avidaabordonapocadosdescobrimentos1212 110227064712-phpapp01Avidaabordonapocadosdescobrimentos1212 110227064712-phpapp01
Avidaabordonapocadosdescobrimentos1212 110227064712-phpapp01
 
expansomartima-
expansomartima-expansomartima-
expansomartima-
 
Expansão Marítima
Expansão MarítimaExpansão Marítima
Expansão Marítima
 
Reflexão do 2º desafio
Reflexão do 2º desafioReflexão do 2º desafio
Reflexão do 2º desafio
 
1207
12071207
1207
 
As Grandes Navegações
As Grandes NavegaçõesAs Grandes Navegações
As Grandes Navegações
 
Capítulo 3 a técnologiaa serviça da expansão do mercado - as grandes navega...
Capítulo 3   a técnologiaa serviça da expansão do mercado - as grandes navega...Capítulo 3   a técnologiaa serviça da expansão do mercado - as grandes navega...
Capítulo 3 a técnologiaa serviça da expansão do mercado - as grandes navega...
 
Piratas
PiratasPiratas
Piratas
 
MARCO DE POSSE DO BRASIL
MARCO DE POSSE DO BRASILMARCO DE POSSE DO BRASIL
MARCO DE POSSE DO BRASIL
 
Historia da Expansão Marítima e Comercial
Historia da Expansão Marítima e ComercialHistoria da Expansão Marítima e Comercial
Historia da Expansão Marítima e Comercial
 
Expansão marítima
Expansão marítimaExpansão marítima
Expansão marítima
 
trabalho de história
trabalho de históriatrabalho de história
trabalho de história
 
Grandes navegações
Grandes navegaçõesGrandes navegações
Grandes navegações
 
Avaliação expansão marítima
Avaliação expansão marítimaAvaliação expansão marítima
Avaliação expansão marítima
 
6ª A Costa de Caparica que desconhecia
6ª A Costa de Caparica que desconhecia6ª A Costa de Caparica que desconhecia
6ª A Costa de Caparica que desconhecia
 
Texto jogo "A viagem de Cabral".
Texto jogo "A viagem de Cabral".Texto jogo "A viagem de Cabral".
Texto jogo "A viagem de Cabral".
 
Apresentação Final
Apresentação FinalApresentação Final
Apresentação Final
 
As grandes navegações_QUIZ 7º Anllllllllllllllllllllllllllllllllo.pptxk
As grandes navegações_QUIZ 7º Anllllllllllllllllllllllllllllllllo.pptxkAs grandes navegações_QUIZ 7º Anllllllllllllllllllllllllllllllllo.pptxk
As grandes navegações_QUIZ 7º Anllllllllllllllllllllllllllllllllo.pptxk
 
Início expansão.pptx
Início expansão.pptxInício expansão.pptx
Início expansão.pptx
 
Fragata d. fernando ii
Fragata d. fernando iiFragata d. fernando ii
Fragata d. fernando ii
 

Dia A Dia Das Viagens

  • 1. Navegando A expectativa de vida era de 30 anos Morria-se fácil em terra, seja de fome, seja de peste. Por que navegar ? Para muitos, a aventura no Mar Tenebroso representava a chance rara de melhorar de vida .
  • 2. Cartografia Planisfério T-O (século IX) Planisfério de Zona (Século XII) Planisfério dito de Cantino, este planisfério representa a África com bastante exactidão e é a mais antiga carta portuguesa e inclui um largo trecho de litoral brasileiro Planisfério de 1457, salienta-se a forma correcta como a costa do Mediterrâneo está delineada, enquanto o restante foi construído de forma um pouco arbitrária.
  • 3. Navegando – Monstros Mitológicos O Abismo da Borda do Mundo Os navegantes tinham que vencer o medo de serem devorados por monstros marinhos, que eles acreditavam tomar conta das portas do oceanos.
  • 4. Navegando Comércio bem armado Para cada marinheiro embarcado, havia, em média, dois soldados. O objetivo das expedições era comercial, mas as formas de negociação iam da troca de mercadorias ao saque de navios e cidades.
  • 5.  
  • 6. Navegando Os camarotes eram para o comandante, o piloto e para os padres. Bagunça a bordo Com os porões carregados de mantimentos e armas, dormia-se por todos os cantos do convés.
  • 7.
  • 8. Navegando Uma porção de biscoito salgado, uma jarra de vinho e outra de água era a refeição básica a bordo. A sobrevivência era uma conquista diária nas embarcações Alimentação
  • 9. Navegando A água tinha mau cheiro e causava diarréia Fome e sede No fim da viagem, o maior problema era a fome. Comia-se qualquer coisa, de pedaços de couro a ratos. Muitos morriam e seus corpos eram jogados ao mar.
  • 10. Navegando Ninguém se lavava o banho era considerado nocivo a saúde. Para as necessidades fisiológicas, havia um balde pendurado por uma corda no casco do navio. Que era, usado por todos e lavado pela água do mar. Higiene
  • 11. Navegando Mal das gengivas Por falta de vitamina C, as gengivas inchavam, os doentes sangravam, muitas vezes até morrer. Contavam-se casos de que das 400 pessoas a bordo, apenas uma dezena conseguia escapar a tal doença.
  • 12. Navegando Carteado Escondido Jogar cartas era das poucas distrações dos marujos, desde que longe das vistas dos padres, que consideravam o jogo "coisa do diabo" e lançavam as cartas ao mar. Para entreter os marujos, os jesuítas costumavam dirigir peças com temas religiosos.