SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
Permanecei Comigo
Programa de Catequese
com Adultos
Catecumenato Roteiro para encontros catequéticos
Iniciação Cristã de AdultosIniciação Cristã de Adultos
III - A verdade sobre a Igreja
O que é a Igreja
7
A IGREJA DOS PRIMEIROS CRISTÃOS:
Catequista: A Igreja nasce, justamente, no dia em se
celebrava a festa de Pentecostes. São Lucas narra
o momento solene, em que os Apóstolos foram
revestidos da força do Alto.
Leitor 1: At 2,1-4.
Catequista: Cheios do Espírito Santo, os apóstolos eram
liderados por Pedro. Este ergue a voz e faz o
primeiro discurso à multidão.
Leitor 2: At 2,22-24.
Catequista: Estavam todos espantados e, sem saber o
que pensar, diziam uns aos outros: que significa isto?
Catequizando 1: “Saibam todos, com absoluta certeza
de que este Jesus, que vós crucificastes Deus o
constituiu Senhor e Cristo” (At 2,36).
Catequista: Estas palavras emocionaram os ouvintes.
E perguntavam a Pedro e aos outros apóstolos:
ACOLHIDA:
Catequista: Após a ascensão do Senhor aos céus,
os apóstolos voltaram para Jerusalém. E lá se
reuniram no lugar onde se encontravam
habitualmente. E todos unidos pelos mesmos
sentimentos, entregavam-se assiduamente à
oração, em companhia de algumas mulheres, entre
as quais Maria, a Mãe de Jesus. Foi nesse contexto
de fé que o Espírito Santo foi enviado no dia de
Pentecostes, quando se deu o nascimento da
Igreja. A partir desse dia, a Igreja foi desenvolvendo,
sustentada pela Graça de Deus, até se tornar o
que ela é hoje: o povo eleito que Cristo reuniu.
Música:
CD Cantos de Abertura e
Comunhão - Faixa Nº 1
Ó Pai, somos nós o povo
eleito, que Cristo veio
reunir! (bis)
1. Pra viver da sua vida,
aleluia, o Senhor nos
enviou. Aleluia!
2. Pra ser Igreja peregrina,
aleluia, o Senhor nos
enviou. Aleluia!
3. Pra ser sinal de salvação, aleluia, o Senhor nos enviou...
4. Pra anunciar o Evangelho, aleluia, o Senhor nos enviou...
A IGREJA FOI CRIADA POR INICIATIVA DIVINA:
Catequista: Deus quis a Igreja desde o princípio. Ela foi
prefigurada e preparada pelas várias alianças de
Deus com a humanidade. Tudo foi acontecendo
progressivamente, como uma gestação.
Catequizando 1: O Povo de Deus no Antigo Testamento
era formado por doze tribos. Jesus ao escolher
doze Apóstolos, mostrou sua intenção de fundar a
Igreja, o novo Povo de Deus, que fora anunciado
pelos profetas por longo tempo.
Catequizando 2: Na instituição da Eucaristia, o cordeiro
pascal foi substituído pelo Corpo de Jesus. O cálice
da antiga aliança foi substituído pelo Cálice da nova
e eterna aliança, o Sangue de Jesus Cristo.
Catequista: Foram atos fundantes da Igreja, sobretudo,
a Páscoa da paixão, morte e ressurreição de Jesus
e o acontecimento de Pentecostes.
Catequizando 1: Acreditamos que a Igreja é a
comunidade onde Jesus ressuscitado está
presente, porque cremos em sua palavra: “Eis que
estou convosco todos os dias, até o fim do mundo”
(Mt 28,20b).
Catequizando 2: A Igreja, como aprendemos, não foi
fundada por iniciativa humana, mas divina. Ela é
dom de Deus à humanidade. Jesus está presente
nela. Quando a palavra de Jesus é anunciada nas
celebrações, é Ele mesmo que nos fala.
Todos: “Cremos, Senhor, mas aumentai a nossa fé!”
Catequizando 1: Os Sacramentos que a Igreja celebra
comunicam a força espiritual que provém do seu
Mistério Pascal. Quem se alimenta do Corpo de
Cristo, a Eucaristia, torna-se um com Ele.
Catequizando 2: Quando a Igreja envia missionários
ao mundo, é Jesus que continua a enviar seus
discípulos. A Igreja é, ao mesmo tempo, divina e
humana. Ela é expressão da vontade divina e da
vontade humana de levar a todos a mensagem de
salvação e de vida.
Catequista: O mistério da Igreja é sua relação com a
Santíssima Trindade e sua união íntima com o
Cristo Ressuscitado.
Todos: Cremos na Igreja e nela nos mergulhamos
cheios de respeito, alegria e encantamento.
Todos: “Que devemos fazer, irmãos?”
Catequizando 2: “Arrependei-vos, e cada um de vós
seja batizado em nome de Jesus Cristo, para o
perdão dos vossos pecados, e recebereis o dom
do Espírito Santo” (At 2,38).
Catequizando 1: Muitos foram batizados e eram
assíduos aos ensinamentos dos apóstolos, à união
fraterna, à fração do pão e às orações.
Todos: “Viviam unidos e possuíam tudo em comum” (At
4,32).
Catequizando 2: E a Igreja, Povo de Deus, se expandia
para muitos outros lugares, pois era enviada pelo
Espírito Santo para evangelizar todos os povos.
Refrão: Igreja Santa, templo do Senhor, glória a Ti,
Igreja Santa! Oh! cidade dos cristãos que teus
filhos hoje e sempre, vivam todos como irmãos!
IMAGENS QUE EXPRIMEM A MISSÃO DA IGREJA:
Catequista: Jesus Cristo disse aos doze apóstolos: “Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra. Ide, pois, e
ensinai a todas as nações; batizai-as em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Ensinai-as a observar
tudo o que vos prescrevi. Eis que estou convosco todos os dias, até o fim do mundo” (Mt 28,18-20). Vamos
refletir sobre algumas imagens que exprimem o ser e a missão da Igreja.
Catequizando 1: Quando o Novo Testamento denomina a Igreja templo de Deus ou templo do Espírito Santo,
esta expressão significa a comunidade reunida, que é o templo onde habita Deus.
Catequizando 2: A Igreja é também designada nossa Mãe e Mestra, porque nos comunica a vida divina através
dos Sacramentos; ela nos ensina a Palavra de Deus e nos educa como verdadeiros discípulos de Jesus.
Catequizando 1: A Igreja é também chamada Esposa de Cristo, pois ela forma com Ele uma totalidade, e está
unida a Ele pelo amor e pela fidelidade.
Catequizando 2: São Paulo usa três imagens complementares para falar da Igreja: Novo Israel, Corpo de Cristo
e Templo do Espírito. Estas imagens mostram a dimensão trinitária da Igreja: a criação do Pai (Novo Israel),
através da obra redentora do Filho (Corpo de Cristo), na comunhão do Espírito Santo (Templo de Deus).
Catequista: Qual a imagem que você considera mais interessante? (Partilha.)
Refrão: Igreja Santa, templo do Senhor, glória a Ti, Igreja Santa! Oh! cidade dos cristãos que teus filhos hoje
e sempre, vivam todos como irmãos!
FATO DA VIDA:
O Sr. José Reinaldo Ferreira, narrou numa reunião na Paróquia de
sua cidade a bonita vida espiritual da família: “Temos a oração nas
refeições e à noite rezamos o terço com quem está em casa. Os
domingos são dias especiais. Tudo é diferente, vamos todos à
celebração da Santa Missa, A pregação do padre, que explica muito
bem a Palavra de Deus, orienta a nossa vida para toda a semana.
Aprendi na Igreja que a vida só vale se crescemos na fé e vivemos
a caridade para com o próximo.
Fazer a partilha:
1. Qual a noção que temos de Igreja?
2. Qual a dificuldade principal que as
pessoas enfrentam para participar da
Igreja com mais frequência?
3. Você conhece a programação de
celebrações de sua comunidade ou
paróquia?
MOMENTO DE ORAÇÃO:
Catequista: Peçamos ao Senhor que nos ajude a perceber
sua presença nos acontecimentos da vida cotidiana e
na Igreja, dizendo:
Todos: Senhor, ficai sempre com a vossa Igreja!
1. Para que a Igreja, Corpo de Cristo, continue agindo no
mundo através de seus membros, guiados pela Graça e
pelo amor do Pai, rezemos:
2. Para que na Igreja cada membro assuma sua função como
serviço, visando sempre a construção do Reino e o bem
de todos, rezemos:
3. Para que a Igreja, Templo do Espírito Santo, caminhe na
certeza da fé, na força da esperança e na vivência da
caridade, rezemos:
4. Preces espontâneas.
Catequista: Rezemos como Jesus nos ensinou:
Pai Nosso...
Todos: Senhor, pedimos que a Igreja seja sempre
a comunidade dos que crêem em vosso
Filho Jesus Cristo, assistida pelo Espírito
Santo, e guarde, celebre e testemunhe
vossa presença no mundo. Amém!
Refrão: Igreja Santa, templo do Senhor, glória
a Ti, Igreja Santa! Oh! cidade dos cristãos
que teus filhos hoje e sempre, vivam
todos como irmãos!
Para aprofundamento:
SER IGREJA É VIVER A COMUNHÃO
A Igreja é a Família de Deus, são todos os que têm a mesma fé,
somos todos nós. Como cristãos, membros do Corpo de Cristo,
precisamos estar sempre atentos em:
1. ver as coisas boas e más da comunidade e descobrir o que
podemos fazer diante disso;
2. realizar o Reino de Deus no bairro, em nossa cidade;
3. conhecer e participar do plano de trabalho da Igreja do Brasil,
da Diocese, da Paróquia;
4. participar da comunidade de modo comprometido e não
somente em algumas ocasiões (casamento, Missa de 7º.Dia).
Igreja é comunidade viva
É necessário viver intensamente essa experiência nas pequenas
Comunidades Eclesiais de Base. Comunidade de Base é um
grupo de pessoas que procuram ter um relacionamento pessoal
mais profundo, capaz de criar o sentido de solidariedade. É a
união de moradores de um lugar em torno dos seus problemas,
das suas necessidades, dos seus desejos em vista a um objetivo
comum. A partir de grupos de base, de grupos de reflexão, de
círculos bíblicos, podemos caminhar para chegar às
Comunidades Eclesiais de Base.
Características do Povo de Deus
O Povo de Deus tem características que o distinguem de
todos os agrupamentos religiosos, étnicos, políticos ou
culturais da história:
1. Ele é o Povo de Deus: Deus não é propriedade de
nenhum povo. Mas adquiriu para si um povo, dentre os
que outrora não eram um povo: ‘uma raça eleita, um
sacerdócio régio, uma nação santa’;
2. A pessoa torna-se membro deste povo não pelo
nascimento físico, mas pelo nascimento do alto, da água
e do Espírito, isto é, pela fé em Cristo e pelo Batismo;
3. Este povo tem Jesus Cristo por “Chefe”, “Cabeça”, o
“Messias = Ungido”; pelo fato da mesma Unção derivar
da Cabeça para o Corpo, o povo é o Povo Messiânico;
4. A condição deste povo é a dignidade dos filhos de Deus:
como num templo, onde reside o Espírito Santo;
Sua lei é o mandamento novo de amar como Cristo
mesmo nos amou. É a lei nova do Espírito Santo;
5. Sua missão é ser sal da terra e luz do mundo. Ele
constitui para todo o gênero humano o mais forte germe
de unidade, esperança e salvação;
6. Sua meta é o Reino de Deus iniciado na terra por Deus
mesmo, Reino a ser estendido mais e mais, até que, no
fim dos tempos, seja consumado por Deus.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Doutrina da igreja
Doutrina da igrejaDoutrina da igreja
Doutrina da igreja
ugleybson
 
5 dons ministeriais
5 dons ministeriais5 dons ministeriais
5 dons ministeriais
Luiza Dayana
 
Celebração da palavra
Celebração da palavraCelebração da palavra
Celebração da palavra
luciano
 
Exortação Apostólica Verbum Domini - Papa Bento XVI
Exortação Apostólica Verbum Domini - Papa Bento XVIExortação Apostólica Verbum Domini - Papa Bento XVI
Exortação Apostólica Verbum Domini - Papa Bento XVI
José Eduardo
 

Mais procurados (19)

Porque ser membro de uma igreja?
Porque ser membro de uma igreja?Porque ser membro de uma igreja?
Porque ser membro de uma igreja?
 
Lição 1 2º trimestre 2014
Lição 1 2º trimestre 2014Lição 1 2º trimestre 2014
Lição 1 2º trimestre 2014
 
Eclesiologia ana
Eclesiologia anaEclesiologia ana
Eclesiologia ana
 
LBJ Lição 5 - Ordenanças da igreja
LBJ Lição 5 - Ordenanças da igrejaLBJ Lição 5 - Ordenanças da igreja
LBJ Lição 5 - Ordenanças da igreja
 
Verbum domini
Verbum dominiVerbum domini
Verbum domini
 
Doutrina da igreja
Doutrina da igrejaDoutrina da igreja
Doutrina da igreja
 
2º Trimestre 2014 - Lição 01 E Deu Dons aos Homens
2º Trimestre 2014 - Lição 01 E Deu Dons aos Homens2º Trimestre 2014 - Lição 01 E Deu Dons aos Homens
2º Trimestre 2014 - Lição 01 E Deu Dons aos Homens
 
5 dons ministeriais
5 dons ministeriais5 dons ministeriais
5 dons ministeriais
 
Dei verbum
Dei verbumDei verbum
Dei verbum
 
Doutrina Da Igreja Modulo 2
Doutrina Da Igreja Modulo 2Doutrina Da Igreja Modulo 2
Doutrina Da Igreja Modulo 2
 
Celebração da palavra
Celebração da palavraCelebração da palavra
Celebração da palavra
 
Lbj lição 5 Ordenanças da igreja
Lbj lição 5   Ordenanças da igrejaLbj lição 5   Ordenanças da igreja
Lbj lição 5 Ordenanças da igreja
 
Exortação Apostólica Verbum Domini - Papa Bento XVI
Exortação Apostólica Verbum Domini - Papa Bento XVIExortação Apostólica Verbum Domini - Papa Bento XVI
Exortação Apostólica Verbum Domini - Papa Bento XVI
 
Resumo dei verbum
Resumo dei verbumResumo dei verbum
Resumo dei verbum
 
Lição 5 Os Dons Espirituais
Lição 5   Os Dons EspirituaisLição 5   Os Dons Espirituais
Lição 5 Os Dons Espirituais
 
IBADEP - ECLESIOLOGIA E MISSIOLOGIA
IBADEP - ECLESIOLOGIA E MISSIOLOGIAIBADEP - ECLESIOLOGIA E MISSIOLOGIA
IBADEP - ECLESIOLOGIA E MISSIOLOGIA
 
2º Encontro Catequese - Igreja-Missa-Biblia
2º Encontro Catequese - Igreja-Missa-Biblia2º Encontro Catequese - Igreja-Missa-Biblia
2º Encontro Catequese - Igreja-Missa-Biblia
 
Lição 6 - Santificação: Comprometidos com a Ética do Espírito
Lição 6 - Santificação: Comprometidos com a Ética do EspíritoLição 6 - Santificação: Comprometidos com a Ética do Espírito
Lição 6 - Santificação: Comprometidos com a Ética do Espírito
 
Lição 08- A Igreja e Os Dons Espirituais
Lição 08- A Igreja e Os Dons EspirituaisLição 08- A Igreja e Os Dons Espirituais
Lição 08- A Igreja e Os Dons Espirituais
 

Destaque (15)

Ivc mod 2-cap1-2a-parte2003
Ivc mod 2-cap1-2a-parte2003Ivc mod 2-cap1-2a-parte2003
Ivc mod 2-cap1-2a-parte2003
 
Cat06
Cat06Cat06
Cat06
 
Cat08
Cat08Cat08
Cat08
 
Cat09
Cat09Cat09
Cat09
 
INICIAÇÃO CRISTÃ Nº01
INICIAÇÃO CRISTÃ Nº01INICIAÇÃO CRISTÃ Nº01
INICIAÇÃO CRISTÃ Nº01
 
Cat04
Cat04Cat04
Cat04
 
Cat05
Cat05Cat05
Cat05
 
Cat02
Cat02Cat02
Cat02
 
7º, 8º, 9º e 10º mandamentos (1)
7º,  8º, 9º e 10º mandamentos (1)7º,  8º, 9º e 10º mandamentos (1)
7º, 8º, 9º e 10º mandamentos (1)
 
Cat03
Cat03Cat03
Cat03
 
Agenda Anual 2012
Agenda Anual 2012Agenda Anual 2012
Agenda Anual 2012
 
Catecumenato
CatecumenatoCatecumenato
Catecumenato
 
Historia da catequese
Historia da catequese Historia da catequese
Historia da catequese
 
Apresentação a iniciação da vida cristã
Apresentação a iniciação da vida cristãApresentação a iniciação da vida cristã
Apresentação a iniciação da vida cristã
 
Material de apoio à iniciação cristã
Material de apoio à iniciação cristãMaterial de apoio à iniciação cristã
Material de apoio à iniciação cristã
 

Semelhante a Cat07

Pastoral doutrina-espírito-santo
Pastoral doutrina-espírito-santoPastoral doutrina-espírito-santo
Pastoral doutrina-espírito-santo
Paulo Dias Nogueira
 
Revista Licoes Biblicas_Professor - 1º Trim 2024.pdf
Revista Licoes Biblicas_Professor - 1º Trim 2024.pdfRevista Licoes Biblicas_Professor - 1º Trim 2024.pdf
Revista Licoes Biblicas_Professor - 1º Trim 2024.pdf
Sergio Luis
 

Semelhante a Cat07 (20)

Liçao 04
Liçao 04  Liçao 04
Liçao 04
 
Liçao-04
Liçao-04  Liçao-04
Liçao-04
 
Pastoral doutrina-espírito-santo
Pastoral doutrina-espírito-santoPastoral doutrina-espírito-santo
Pastoral doutrina-espírito-santo
 
Pastoral doutrina-espírito-santo
Pastoral doutrina-espírito-santoPastoral doutrina-espírito-santo
Pastoral doutrina-espírito-santo
 
Pastoral doutrina-espírito-santo
Pastoral doutrina-espírito-santoPastoral doutrina-espírito-santo
Pastoral doutrina-espírito-santo
 
Revista Licoes Biblicas_Professor - 1º Trim 2024.pdf
Revista Licoes Biblicas_Professor - 1º Trim 2024.pdfRevista Licoes Biblicas_Professor - 1º Trim 2024.pdf
Revista Licoes Biblicas_Professor - 1º Trim 2024.pdf
 
Ebd licao 8-1o semestre2015_Eu Creio na Igreja de Cristo_22/02
Ebd licao 8-1o semestre2015_Eu Creio na Igreja de Cristo_22/02Ebd licao 8-1o semestre2015_Eu Creio na Igreja de Cristo_22/02
Ebd licao 8-1o semestre2015_Eu Creio na Igreja de Cristo_22/02
 
O ano da fé
O ano da féO ano da fé
O ano da fé
 
O que significa ser presbiteriano
O que significa ser presbiterianoO que significa ser presbiteriano
O que significa ser presbiteriano
 
A origem da Igreja-01.pptx
A origem da Igreja-01.pptxA origem da Igreja-01.pptx
A origem da Igreja-01.pptx
 
Ecovida set-out 2108
Ecovida   set-out 2108Ecovida   set-out 2108
Ecovida set-out 2108
 
ECUMENISMO NA IASD
ECUMENISMO NA IASDECUMENISMO NA IASD
ECUMENISMO NA IASD
 
A igreja
A igrejaA igreja
A igreja
 
Lição 1 - A Origem da Igreja - Lições Bíblicas.pptx
Lição 1 - A Origem da Igreja - Lições Bíblicas.pptxLição 1 - A Origem da Igreja - Lições Bíblicas.pptx
Lição 1 - A Origem da Igreja - Lições Bíblicas.pptx
 
Igreja
IgrejaIgreja
Igreja
 
A nossa Igreja - Igreja Católica Apostólica Romana
A nossa Igreja - Igreja Católica Apostólica RomanaA nossa Igreja - Igreja Católica Apostólica Romana
A nossa Igreja - Igreja Católica Apostólica Romana
 
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 08
E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 08E.b.d   adultos 3ºtrimestre 2017 lição 08
E.b.d adultos 3ºtrimestre 2017 lição 08
 
Lição 8 - A Igreja de Cristo
Lição 8 - A Igreja de CristoLição 8 - A Igreja de Cristo
Lição 8 - A Igreja de Cristo
 
Em que creem os presbiterianos
Em que creem os presbiterianosEm que creem os presbiterianos
Em que creem os presbiterianos
 
Em que creem os presbiterianos
Em que creem os presbiterianosEm que creem os presbiterianos
Em que creem os presbiterianos
 

Cat07

  • 1. Permanecei Comigo Programa de Catequese com Adultos Catecumenato Roteiro para encontros catequéticos Iniciação Cristã de AdultosIniciação Cristã de Adultos III - A verdade sobre a Igreja O que é a Igreja 7 A IGREJA DOS PRIMEIROS CRISTÃOS: Catequista: A Igreja nasce, justamente, no dia em se celebrava a festa de Pentecostes. São Lucas narra o momento solene, em que os Apóstolos foram revestidos da força do Alto. Leitor 1: At 2,1-4. Catequista: Cheios do Espírito Santo, os apóstolos eram liderados por Pedro. Este ergue a voz e faz o primeiro discurso à multidão. Leitor 2: At 2,22-24. Catequista: Estavam todos espantados e, sem saber o que pensar, diziam uns aos outros: que significa isto? Catequizando 1: “Saibam todos, com absoluta certeza de que este Jesus, que vós crucificastes Deus o constituiu Senhor e Cristo” (At 2,36). Catequista: Estas palavras emocionaram os ouvintes. E perguntavam a Pedro e aos outros apóstolos: ACOLHIDA: Catequista: Após a ascensão do Senhor aos céus, os apóstolos voltaram para Jerusalém. E lá se reuniram no lugar onde se encontravam habitualmente. E todos unidos pelos mesmos sentimentos, entregavam-se assiduamente à oração, em companhia de algumas mulheres, entre as quais Maria, a Mãe de Jesus. Foi nesse contexto de fé que o Espírito Santo foi enviado no dia de Pentecostes, quando se deu o nascimento da Igreja. A partir desse dia, a Igreja foi desenvolvendo, sustentada pela Graça de Deus, até se tornar o que ela é hoje: o povo eleito que Cristo reuniu. Música: CD Cantos de Abertura e Comunhão - Faixa Nº 1 Ó Pai, somos nós o povo eleito, que Cristo veio reunir! (bis) 1. Pra viver da sua vida, aleluia, o Senhor nos enviou. Aleluia! 2. Pra ser Igreja peregrina, aleluia, o Senhor nos enviou. Aleluia! 3. Pra ser sinal de salvação, aleluia, o Senhor nos enviou... 4. Pra anunciar o Evangelho, aleluia, o Senhor nos enviou... A IGREJA FOI CRIADA POR INICIATIVA DIVINA: Catequista: Deus quis a Igreja desde o princípio. Ela foi prefigurada e preparada pelas várias alianças de Deus com a humanidade. Tudo foi acontecendo progressivamente, como uma gestação. Catequizando 1: O Povo de Deus no Antigo Testamento era formado por doze tribos. Jesus ao escolher doze Apóstolos, mostrou sua intenção de fundar a Igreja, o novo Povo de Deus, que fora anunciado pelos profetas por longo tempo. Catequizando 2: Na instituição da Eucaristia, o cordeiro pascal foi substituído pelo Corpo de Jesus. O cálice da antiga aliança foi substituído pelo Cálice da nova e eterna aliança, o Sangue de Jesus Cristo. Catequista: Foram atos fundantes da Igreja, sobretudo, a Páscoa da paixão, morte e ressurreição de Jesus e o acontecimento de Pentecostes. Catequizando 1: Acreditamos que a Igreja é a comunidade onde Jesus ressuscitado está presente, porque cremos em sua palavra: “Eis que estou convosco todos os dias, até o fim do mundo” (Mt 28,20b). Catequizando 2: A Igreja, como aprendemos, não foi fundada por iniciativa humana, mas divina. Ela é dom de Deus à humanidade. Jesus está presente nela. Quando a palavra de Jesus é anunciada nas celebrações, é Ele mesmo que nos fala. Todos: “Cremos, Senhor, mas aumentai a nossa fé!” Catequizando 1: Os Sacramentos que a Igreja celebra comunicam a força espiritual que provém do seu Mistério Pascal. Quem se alimenta do Corpo de Cristo, a Eucaristia, torna-se um com Ele. Catequizando 2: Quando a Igreja envia missionários ao mundo, é Jesus que continua a enviar seus discípulos. A Igreja é, ao mesmo tempo, divina e humana. Ela é expressão da vontade divina e da vontade humana de levar a todos a mensagem de salvação e de vida. Catequista: O mistério da Igreja é sua relação com a Santíssima Trindade e sua união íntima com o Cristo Ressuscitado. Todos: Cremos na Igreja e nela nos mergulhamos cheios de respeito, alegria e encantamento. Todos: “Que devemos fazer, irmãos?” Catequizando 2: “Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para o perdão dos vossos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo” (At 2,38). Catequizando 1: Muitos foram batizados e eram assíduos aos ensinamentos dos apóstolos, à união fraterna, à fração do pão e às orações. Todos: “Viviam unidos e possuíam tudo em comum” (At 4,32). Catequizando 2: E a Igreja, Povo de Deus, se expandia para muitos outros lugares, pois era enviada pelo Espírito Santo para evangelizar todos os povos. Refrão: Igreja Santa, templo do Senhor, glória a Ti, Igreja Santa! Oh! cidade dos cristãos que teus filhos hoje e sempre, vivam todos como irmãos!
  • 2. IMAGENS QUE EXPRIMEM A MISSÃO DA IGREJA: Catequista: Jesus Cristo disse aos doze apóstolos: “Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra. Ide, pois, e ensinai a todas as nações; batizai-as em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Ensinai-as a observar tudo o que vos prescrevi. Eis que estou convosco todos os dias, até o fim do mundo” (Mt 28,18-20). Vamos refletir sobre algumas imagens que exprimem o ser e a missão da Igreja. Catequizando 1: Quando o Novo Testamento denomina a Igreja templo de Deus ou templo do Espírito Santo, esta expressão significa a comunidade reunida, que é o templo onde habita Deus. Catequizando 2: A Igreja é também designada nossa Mãe e Mestra, porque nos comunica a vida divina através dos Sacramentos; ela nos ensina a Palavra de Deus e nos educa como verdadeiros discípulos de Jesus. Catequizando 1: A Igreja é também chamada Esposa de Cristo, pois ela forma com Ele uma totalidade, e está unida a Ele pelo amor e pela fidelidade. Catequizando 2: São Paulo usa três imagens complementares para falar da Igreja: Novo Israel, Corpo de Cristo e Templo do Espírito. Estas imagens mostram a dimensão trinitária da Igreja: a criação do Pai (Novo Israel), através da obra redentora do Filho (Corpo de Cristo), na comunhão do Espírito Santo (Templo de Deus). Catequista: Qual a imagem que você considera mais interessante? (Partilha.) Refrão: Igreja Santa, templo do Senhor, glória a Ti, Igreja Santa! Oh! cidade dos cristãos que teus filhos hoje e sempre, vivam todos como irmãos! FATO DA VIDA: O Sr. José Reinaldo Ferreira, narrou numa reunião na Paróquia de sua cidade a bonita vida espiritual da família: “Temos a oração nas refeições e à noite rezamos o terço com quem está em casa. Os domingos são dias especiais. Tudo é diferente, vamos todos à celebração da Santa Missa, A pregação do padre, que explica muito bem a Palavra de Deus, orienta a nossa vida para toda a semana. Aprendi na Igreja que a vida só vale se crescemos na fé e vivemos a caridade para com o próximo. Fazer a partilha: 1. Qual a noção que temos de Igreja? 2. Qual a dificuldade principal que as pessoas enfrentam para participar da Igreja com mais frequência? 3. Você conhece a programação de celebrações de sua comunidade ou paróquia? MOMENTO DE ORAÇÃO: Catequista: Peçamos ao Senhor que nos ajude a perceber sua presença nos acontecimentos da vida cotidiana e na Igreja, dizendo: Todos: Senhor, ficai sempre com a vossa Igreja! 1. Para que a Igreja, Corpo de Cristo, continue agindo no mundo através de seus membros, guiados pela Graça e pelo amor do Pai, rezemos: 2. Para que na Igreja cada membro assuma sua função como serviço, visando sempre a construção do Reino e o bem de todos, rezemos: 3. Para que a Igreja, Templo do Espírito Santo, caminhe na certeza da fé, na força da esperança e na vivência da caridade, rezemos: 4. Preces espontâneas. Catequista: Rezemos como Jesus nos ensinou: Pai Nosso... Todos: Senhor, pedimos que a Igreja seja sempre a comunidade dos que crêem em vosso Filho Jesus Cristo, assistida pelo Espírito Santo, e guarde, celebre e testemunhe vossa presença no mundo. Amém! Refrão: Igreja Santa, templo do Senhor, glória a Ti, Igreja Santa! Oh! cidade dos cristãos que teus filhos hoje e sempre, vivam todos como irmãos! Para aprofundamento: SER IGREJA É VIVER A COMUNHÃO A Igreja é a Família de Deus, são todos os que têm a mesma fé, somos todos nós. Como cristãos, membros do Corpo de Cristo, precisamos estar sempre atentos em: 1. ver as coisas boas e más da comunidade e descobrir o que podemos fazer diante disso; 2. realizar o Reino de Deus no bairro, em nossa cidade; 3. conhecer e participar do plano de trabalho da Igreja do Brasil, da Diocese, da Paróquia; 4. participar da comunidade de modo comprometido e não somente em algumas ocasiões (casamento, Missa de 7º.Dia). Igreja é comunidade viva É necessário viver intensamente essa experiência nas pequenas Comunidades Eclesiais de Base. Comunidade de Base é um grupo de pessoas que procuram ter um relacionamento pessoal mais profundo, capaz de criar o sentido de solidariedade. É a união de moradores de um lugar em torno dos seus problemas, das suas necessidades, dos seus desejos em vista a um objetivo comum. A partir de grupos de base, de grupos de reflexão, de círculos bíblicos, podemos caminhar para chegar às Comunidades Eclesiais de Base. Características do Povo de Deus O Povo de Deus tem características que o distinguem de todos os agrupamentos religiosos, étnicos, políticos ou culturais da história: 1. Ele é o Povo de Deus: Deus não é propriedade de nenhum povo. Mas adquiriu para si um povo, dentre os que outrora não eram um povo: ‘uma raça eleita, um sacerdócio régio, uma nação santa’; 2. A pessoa torna-se membro deste povo não pelo nascimento físico, mas pelo nascimento do alto, da água e do Espírito, isto é, pela fé em Cristo e pelo Batismo; 3. Este povo tem Jesus Cristo por “Chefe”, “Cabeça”, o “Messias = Ungido”; pelo fato da mesma Unção derivar da Cabeça para o Corpo, o povo é o Povo Messiânico; 4. A condição deste povo é a dignidade dos filhos de Deus: como num templo, onde reside o Espírito Santo; Sua lei é o mandamento novo de amar como Cristo mesmo nos amou. É a lei nova do Espírito Santo; 5. Sua missão é ser sal da terra e luz do mundo. Ele constitui para todo o gênero humano o mais forte germe de unidade, esperança e salvação; 6. Sua meta é o Reino de Deus iniciado na terra por Deus mesmo, Reino a ser estendido mais e mais, até que, no fim dos tempos, seja consumado por Deus.