SlideShare uma empresa Scribd logo
Características:

• Objectivismo                        • Sensacionismo

- apagamento do sujeito               - poeta das sensações tal como elas
                                        são
- atitude antilírica
                                - poeta do olhar
- atenção à “eterna novidade do
   mundo”                       - predomínio das sensações visuais
                                  (“Vi como um danado”) e das
- integração e comunhão com a auditivas
   Natureza
                                - o “Argonauta das sensações
- poeta deambulatório             verdadeiras”
• Anti-metafísico               • Panteísmo Naturalista

(“Há bastante metafísica em não - tudo é Deus, as coisas são divinas
pensar em nada.”)                   (“Deus é as árvores e as flores/ E
                                    os montes e o luar e o sol...”)
- recusa do pensamento (“Pensar é
   estar doente dos olhos”)       - paganismo

- recusa do mistério                  - desvalorização do tempo enquanto
                                        categoria conceptual (“Não quero
- recusa do misticismo                  incluir o tempo no meu esquema”)

                                      -     contradição   entre   “teoria”   e
                                          “prática”



CARACTERÍSTICAS ESTILÍSTICAS

- Discurso em verso livre, em estilo coloquial e espontâneo. Proximidade
da linguagem do falar quotidiano, fluente, simples e natural;

- Pouca subordinação e pronominalização

- Ausência de preocupações estilísticas

- Versilibrismo, indisciplina formal e ritmo lento mas espontâneo.
- Vocabulário simples e familiar, em frases predominantemente
coordenadas, repetições de expressões longas, uso de paralelismo de
construção, de simetrias, de comparações simples.

- número reduzido de vocábulos e de classes de palavras: (dando uma
impressão de pobreza lexical) pouca adjectivação, predomínio de
substantivos concretos, uso de verbos no presente do indicativo (acções
ocasionais) ou no gerúndio. (sugerindo simultaneidade e arrastamento).

 Frases predominantemente coordenadas, uso de paralelismos de
construção, de comparações simples

- Verso livre                           - Pontuação lógica

- Métrica irregular                     - Predomínio        do   presente   do
                                        indicativo
- Despreocupação a nível fónico
                                        - Frases simples
- Pobreza lexical          (linguagem
simples, familiar)                      - Predomínio da coordenação

- Adjectivação objectiva                - Comparações simples

                                        - Raras metáforas



Alberto Caeiro

- Vê a realidade de forma objectiva e natural

- Aceita a realidade tal como é, de forma tranquila; vê um mundo sem
necessidade de explicações, sem princípio nem fim; existir é um facto
maravilhoso.

- Recusa o pensamento metafísico (“pensar é estar doente dos olhos”), o
misticismo e o sentimentalismo social e individual.

- Poeta da Natureza

- Personifica o sonho da reconciliação do Universo, com a harmonia pagã e
primitiva da Natureza

- Simples “guardador de rebanhos”
- Inexistência de tempo (unificação do tempo)

- Poeta sensacionista (sensações): especial importância do acto de ver

- Inocência e constante novidade das coisas

- Mestre de Pessoa e dos outros heterónimos

- Relação com Pessoa Ortónimo – elimina a dor de pensar

- Relação com Pessoa Ortónimo, Campos e Reis – regresso às origens, ao
paganismo primitivo, à sinceridade plena

                     Mestre do ortónimo e dos heterónimos

A partir da carta a Adolfo Casais Monteiro

*nasceu em Lisboa (1889);

*morreu tuberculoso em 1915;

*viveu quase toda a sua vida no campo;

*só teve instrução primária;

*não teve educação, nem profissão;

*escreve por inspiração;

Filosofia de Caeiro:

*é anti-religião;

*é anti-metafísica;

*é anti-filosofia;

Fisicamente:

*estatura média;

*frágil;

*louro, quase sem cor;

*olhos azuis;
*cara rapada;

Características:

Importância dos sentidos, nomeadamente a visão;

O incomodo de pensar associado à tristeza;

Ele não quer pensar, mas não o consegue evitar;

Escreve intuitivamente;

Para ele a natureza é para usufruir, não é para pensar;

Desejo de despersonificação (de fusão com a natureza);

Ligação das orações por coordenações e subordinações;

Poeta bucólico, do real e do objectivo;

Valorização das sensações;

Amor pela vida e pela natureza;

Preocupação apenas com o presente;

Critica ao subjectivismo sentimentalista;

Na Linguagem:

Predomínio do Presente do Indicativo;

Figuras de estilo muito simples;

Vocabulário simples e reduzido; (pobreza lexical);

Uso da coordenação para a ligação das orações;

Frases incorrectas;

Aproximação à linguagem falada, objectiva, familiar, simples;

Repetições frequentes;

Uso do paralelismo;
Pouca adjectivação;

Uso dos substantivos concretos;

Ausência da rima;

Irregularidade métrica;

Discurso em verso livre;

Estilo coloquial e espontâneo;

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Pessoa heterónimos
Pessoa heterónimosPessoa heterónimos
Pessoa heterónimos
Cátia Marques
 
Alberto Caeiro (1889 – 1915)
Alberto Caeiro (1889 – 1915)Alberto Caeiro (1889 – 1915)
Alberto Caeiro (1889 – 1915)
Fernanda Maite dos Passos
 
Poesia Heterônima de Alberto Caiero
 Poesia Heterônima de Alberto Caiero Poesia Heterônima de Alberto Caiero
Poesia Heterônima de Alberto Caiero
Lindolfo Teixeira
 
Principais Temáticas de Alberto Caeiro
Principais Temáticas de Alberto CaeiroPrincipais Temáticas de Alberto Caeiro
Principais Temáticas de Alberto Caeiro
Dina Baptista
 
Poemas de Alberto Caeiro
Poemas de Alberto CaeiroPoemas de Alberto Caeiro
Poemas de Alberto Caeiro
Leonardo C. Arinelli
 
O Meu Olhar é Nítido Como Um Girassol
O Meu Olhar é Nítido Como Um GirassolO Meu Olhar é Nítido Como Um Girassol
O Meu Olhar é Nítido Como Um Girassol
guestd53d60
 
Modernismo
Modernismo Modernismo
“Eu nunca guardei rebanhos”-Alberto Caeiro
“Eu nunca guardei rebanhos”-Alberto Caeiro“Eu nunca guardei rebanhos”-Alberto Caeiro
“Eu nunca guardei rebanhos”-Alberto Caeiro
Ana Beatriz
 
Fernando pessoa
Fernando pessoaFernando pessoa
Fernando pessoa
Ana Martins
 
Literatura aula de apresentação da disciplina - 2014
Literatura   aula de apresentação da disciplina - 2014Literatura   aula de apresentação da disciplina - 2014
Literatura aula de apresentação da disciplina - 2014
Marcos Paulo Lopes Pessoa
 
O guardador de rebanhos
O guardador de rebanhosO guardador de rebanhos
O guardador de rebanhos
euequesei
 
Alberto Caeiro - poema I do guardador de rebanhos
Alberto Caeiro - poema I do guardador de rebanhosAlberto Caeiro - poema I do guardador de rebanhos
Alberto Caeiro - poema I do guardador de rebanhos
Bruno Meirim
 
Poesias para se salvar da paranoia
Poesias para se salvar da paranoiaPoesias para se salvar da paranoia
Poesias para se salvar da paranoia
Fabi Menassi
 
Harmonia
HarmoniaHarmonia
Harmonia
Luzia Gabriele
 
Alberto Caeiro
Alberto CaeiroAlberto Caeiro
Alberto Caeiro
António Mateus
 
Poesias de Ivone Boechat
Poesias de Ivone BoechatPoesias de Ivone Boechat
Poesias de Ivone Boechat
Ivone Boechat
 
Procura me
Procura meProcura me
Procura me
Ivone Boechat
 
Antonio candido e outros a personagem de fic+º+úo (pdf)(rev)
Antonio candido e outros   a personagem de fic+º+úo (pdf)(rev)Antonio candido e outros   a personagem de fic+º+úo (pdf)(rev)
Antonio candido e outros a personagem de fic+º+úo (pdf)(rev)
Edilberto Cleutom Santos
 
Livro objeto
Livro objetoLivro objeto
Livro objeto
Fabiola Sampaio
 

Mais procurados (19)

Pessoa heterónimos
Pessoa heterónimosPessoa heterónimos
Pessoa heterónimos
 
Alberto Caeiro (1889 – 1915)
Alberto Caeiro (1889 – 1915)Alberto Caeiro (1889 – 1915)
Alberto Caeiro (1889 – 1915)
 
Poesia Heterônima de Alberto Caiero
 Poesia Heterônima de Alberto Caiero Poesia Heterônima de Alberto Caiero
Poesia Heterônima de Alberto Caiero
 
Principais Temáticas de Alberto Caeiro
Principais Temáticas de Alberto CaeiroPrincipais Temáticas de Alberto Caeiro
Principais Temáticas de Alberto Caeiro
 
Poemas de Alberto Caeiro
Poemas de Alberto CaeiroPoemas de Alberto Caeiro
Poemas de Alberto Caeiro
 
O Meu Olhar é Nítido Como Um Girassol
O Meu Olhar é Nítido Como Um GirassolO Meu Olhar é Nítido Como Um Girassol
O Meu Olhar é Nítido Como Um Girassol
 
Modernismo
Modernismo Modernismo
Modernismo
 
“Eu nunca guardei rebanhos”-Alberto Caeiro
“Eu nunca guardei rebanhos”-Alberto Caeiro“Eu nunca guardei rebanhos”-Alberto Caeiro
“Eu nunca guardei rebanhos”-Alberto Caeiro
 
Fernando pessoa
Fernando pessoaFernando pessoa
Fernando pessoa
 
Literatura aula de apresentação da disciplina - 2014
Literatura   aula de apresentação da disciplina - 2014Literatura   aula de apresentação da disciplina - 2014
Literatura aula de apresentação da disciplina - 2014
 
O guardador de rebanhos
O guardador de rebanhosO guardador de rebanhos
O guardador de rebanhos
 
Alberto Caeiro - poema I do guardador de rebanhos
Alberto Caeiro - poema I do guardador de rebanhosAlberto Caeiro - poema I do guardador de rebanhos
Alberto Caeiro - poema I do guardador de rebanhos
 
Poesias para se salvar da paranoia
Poesias para se salvar da paranoiaPoesias para se salvar da paranoia
Poesias para se salvar da paranoia
 
Harmonia
HarmoniaHarmonia
Harmonia
 
Alberto Caeiro
Alberto CaeiroAlberto Caeiro
Alberto Caeiro
 
Poesias de Ivone Boechat
Poesias de Ivone BoechatPoesias de Ivone Boechat
Poesias de Ivone Boechat
 
Procura me
Procura meProcura me
Procura me
 
Antonio candido e outros a personagem de fic+º+úo (pdf)(rev)
Antonio candido e outros   a personagem de fic+º+úo (pdf)(rev)Antonio candido e outros   a personagem de fic+º+úo (pdf)(rev)
Antonio candido e outros a personagem de fic+º+úo (pdf)(rev)
 
Livro objeto
Livro objetoLivro objeto
Livro objeto
 

Semelhante a Caracteristicas da poesia_de_caeiro

albertocaeiro.doc
albertocaeiro.docalbertocaeiro.doc
albertocaeiro.doc
isabaraujo67
 
Alberto caeiro biografia e caracteristicas
Alberto caeiro biografia e caracteristicasAlberto caeiro biografia e caracteristicas
Alberto caeiro biografia e caracteristicas
Anabela Fernandes
 
O heteronimo Alberto Caeiro
O heteronimo Alberto CaeiroO heteronimo Alberto Caeiro
O heteronimo Alberto Caeiro
guest155834
 
resumos
resumosresumos
resumos
Diogo Tavares
 
Síntese programa12º
Síntese programa12ºSíntese programa12º
Síntese programa12º
Mª Galvão
 
Poemas Completos de Alberto Caeiro - Fernando Pessoa
Poemas Completos de Alberto Caeiro - Fernando PessoaPoemas Completos de Alberto Caeiro - Fernando Pessoa
Poemas Completos de Alberto Caeiro - Fernando Pessoa
vestibular
 
Fernando pessoa ortónimo
Fernando pessoa ortónimoFernando pessoa ortónimo
Fernando pessoa ortónimo
Conceicao Mousinho
 
Há muitos poetas em Pessoa
Há muitos poetas em PessoaHá muitos poetas em Pessoa
Há muitos poetas em Pessoa
Eduardcoelho
 
2782472-Sintese-da-materia-de-12º-ano-Portugues-preparacao-para-o-exame.doc
2782472-Sintese-da-materia-de-12º-ano-Portugues-preparacao-para-o-exame.doc2782472-Sintese-da-materia-de-12º-ano-Portugues-preparacao-para-o-exame.doc
2782472-Sintese-da-materia-de-12º-ano-Portugues-preparacao-para-o-exame.doc
Paula Duarte
 
Fernandopessoa ortonimoeheteronimos
Fernandopessoa ortonimoeheteronimosFernandopessoa ortonimoeheteronimos
Fernandopessoa ortonimoeheteronimos
GonaloCastro11
 
Heteronimo Alberto Caeiro
Heteronimo Alberto CaeiroHeteronimo Alberto Caeiro
Heteronimo Alberto Caeiro
Pedro Martins
 
Resumos de Português: Heterónimos De Fernando Pessoa
Resumos de Português: Heterónimos De Fernando PessoaResumos de Português: Heterónimos De Fernando Pessoa
Resumos de Português: Heterónimos De Fernando Pessoa
Raffaella Ergün
 
Fernando Pessoa e Heterónimos
Fernando Pessoa e HeterónimosFernando Pessoa e Heterónimos
Fernando Pessoa e Heterónimos
Custódia Rebocho
 
fernandopessoa_ortonimoeheteronimos.pdf
fernandopessoa_ortonimoeheteronimos.pdffernandopessoa_ortonimoeheteronimos.pdf
fernandopessoa_ortonimoeheteronimos.pdf
Cátia Sofia Gomes Rocha
 
Fernando pessoa ortónimos e heterónimos
Fernando pessoa   ortónimos e heterónimosFernando pessoa   ortónimos e heterónimos
Fernando pessoa ortónimos e heterónimos
Mariana338866
 
Fernando Pessoa - Alberto Caeiro.pptx
Fernando Pessoa - Alberto Caeiro.pptxFernando Pessoa - Alberto Caeiro.pptx
Fernando Pessoa - Alberto Caeiro.pptx
Colégio Waldorf Micael
 
Fernando Pessoa Por Ele Mesmo
Fernando Pessoa Por Ele MesmoFernando Pessoa Por Ele Mesmo
Fernando Pessoa Por Ele Mesmo
luzitania
 
Fernandopessoa1
Fernandopessoa1 Fernandopessoa1
Fernandopessoa1
satense
 
david-lapoujade-as-existc3aancias-minimas.pdf
david-lapoujade-as-existc3aancias-minimas.pdfdavid-lapoujade-as-existc3aancias-minimas.pdf
david-lapoujade-as-existc3aancias-minimas.pdf
RobertaPaixo4
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 21-22
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 21-22Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 21-22
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 21-22
luisprista
 

Semelhante a Caracteristicas da poesia_de_caeiro (20)

albertocaeiro.doc
albertocaeiro.docalbertocaeiro.doc
albertocaeiro.doc
 
Alberto caeiro biografia e caracteristicas
Alberto caeiro biografia e caracteristicasAlberto caeiro biografia e caracteristicas
Alberto caeiro biografia e caracteristicas
 
O heteronimo Alberto Caeiro
O heteronimo Alberto CaeiroO heteronimo Alberto Caeiro
O heteronimo Alberto Caeiro
 
resumos
resumosresumos
resumos
 
Síntese programa12º
Síntese programa12ºSíntese programa12º
Síntese programa12º
 
Poemas Completos de Alberto Caeiro - Fernando Pessoa
Poemas Completos de Alberto Caeiro - Fernando PessoaPoemas Completos de Alberto Caeiro - Fernando Pessoa
Poemas Completos de Alberto Caeiro - Fernando Pessoa
 
Fernando pessoa ortónimo
Fernando pessoa ortónimoFernando pessoa ortónimo
Fernando pessoa ortónimo
 
Há muitos poetas em Pessoa
Há muitos poetas em PessoaHá muitos poetas em Pessoa
Há muitos poetas em Pessoa
 
2782472-Sintese-da-materia-de-12º-ano-Portugues-preparacao-para-o-exame.doc
2782472-Sintese-da-materia-de-12º-ano-Portugues-preparacao-para-o-exame.doc2782472-Sintese-da-materia-de-12º-ano-Portugues-preparacao-para-o-exame.doc
2782472-Sintese-da-materia-de-12º-ano-Portugues-preparacao-para-o-exame.doc
 
Fernandopessoa ortonimoeheteronimos
Fernandopessoa ortonimoeheteronimosFernandopessoa ortonimoeheteronimos
Fernandopessoa ortonimoeheteronimos
 
Heteronimo Alberto Caeiro
Heteronimo Alberto CaeiroHeteronimo Alberto Caeiro
Heteronimo Alberto Caeiro
 
Resumos de Português: Heterónimos De Fernando Pessoa
Resumos de Português: Heterónimos De Fernando PessoaResumos de Português: Heterónimos De Fernando Pessoa
Resumos de Português: Heterónimos De Fernando Pessoa
 
Fernando Pessoa e Heterónimos
Fernando Pessoa e HeterónimosFernando Pessoa e Heterónimos
Fernando Pessoa e Heterónimos
 
fernandopessoa_ortonimoeheteronimos.pdf
fernandopessoa_ortonimoeheteronimos.pdffernandopessoa_ortonimoeheteronimos.pdf
fernandopessoa_ortonimoeheteronimos.pdf
 
Fernando pessoa ortónimos e heterónimos
Fernando pessoa   ortónimos e heterónimosFernando pessoa   ortónimos e heterónimos
Fernando pessoa ortónimos e heterónimos
 
Fernando Pessoa - Alberto Caeiro.pptx
Fernando Pessoa - Alberto Caeiro.pptxFernando Pessoa - Alberto Caeiro.pptx
Fernando Pessoa - Alberto Caeiro.pptx
 
Fernando Pessoa Por Ele Mesmo
Fernando Pessoa Por Ele MesmoFernando Pessoa Por Ele Mesmo
Fernando Pessoa Por Ele Mesmo
 
Fernandopessoa1
Fernandopessoa1 Fernandopessoa1
Fernandopessoa1
 
david-lapoujade-as-existc3aancias-minimas.pdf
david-lapoujade-as-existc3aancias-minimas.pdfdavid-lapoujade-as-existc3aancias-minimas.pdf
david-lapoujade-as-existc3aancias-minimas.pdf
 
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 21-22
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 21-22Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 21-22
Apresentação para décimo segundo ano de 2016 7, aula 21-22
 

Último

A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdfA justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
MarcoAurlioResende
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
ConservoConstrues
 
Bem -aventurados pobres de espirito.pptx
Bem -aventurados pobres de espirito.pptxBem -aventurados pobres de espirito.pptx
Bem -aventurados pobres de espirito.pptx
MarcoAurlioResende
 
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdfO livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
dataprovider
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Maurício Bratz
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
Manuais Formação
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
MarcoAurlioResende
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
ThiagoRORISDASILVA1
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Demetrio Ccesa Rayme
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 

Último (20)

A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdfA justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
A justiça divina segundo o Espiritismo (V2).pdf
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
 
Bem -aventurados pobres de espirito.pptx
Bem -aventurados pobres de espirito.pptxBem -aventurados pobres de espirito.pptx
Bem -aventurados pobres de espirito.pptx
 
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdfO livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
O livro O Corpo Fala, a linguagem da comunicação não verbal.pdf
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 

Caracteristicas da poesia_de_caeiro

  • 1. Características: • Objectivismo • Sensacionismo - apagamento do sujeito - poeta das sensações tal como elas são - atitude antilírica - poeta do olhar - atenção à “eterna novidade do mundo” - predomínio das sensações visuais (“Vi como um danado”) e das - integração e comunhão com a auditivas Natureza - o “Argonauta das sensações - poeta deambulatório verdadeiras” • Anti-metafísico • Panteísmo Naturalista (“Há bastante metafísica em não - tudo é Deus, as coisas são divinas pensar em nada.”) (“Deus é as árvores e as flores/ E os montes e o luar e o sol...”) - recusa do pensamento (“Pensar é estar doente dos olhos”) - paganismo - recusa do mistério - desvalorização do tempo enquanto categoria conceptual (“Não quero - recusa do misticismo incluir o tempo no meu esquema”) - contradição entre “teoria” e “prática” CARACTERÍSTICAS ESTILÍSTICAS - Discurso em verso livre, em estilo coloquial e espontâneo. Proximidade da linguagem do falar quotidiano, fluente, simples e natural; - Pouca subordinação e pronominalização - Ausência de preocupações estilísticas - Versilibrismo, indisciplina formal e ritmo lento mas espontâneo.
  • 2. - Vocabulário simples e familiar, em frases predominantemente coordenadas, repetições de expressões longas, uso de paralelismo de construção, de simetrias, de comparações simples. - número reduzido de vocábulos e de classes de palavras: (dando uma impressão de pobreza lexical) pouca adjectivação, predomínio de substantivos concretos, uso de verbos no presente do indicativo (acções ocasionais) ou no gerúndio. (sugerindo simultaneidade e arrastamento). Frases predominantemente coordenadas, uso de paralelismos de construção, de comparações simples - Verso livre - Pontuação lógica - Métrica irregular - Predomínio do presente do indicativo - Despreocupação a nível fónico - Frases simples - Pobreza lexical (linguagem simples, familiar) - Predomínio da coordenação - Adjectivação objectiva - Comparações simples - Raras metáforas Alberto Caeiro - Vê a realidade de forma objectiva e natural - Aceita a realidade tal como é, de forma tranquila; vê um mundo sem necessidade de explicações, sem princípio nem fim; existir é um facto maravilhoso. - Recusa o pensamento metafísico (“pensar é estar doente dos olhos”), o misticismo e o sentimentalismo social e individual. - Poeta da Natureza - Personifica o sonho da reconciliação do Universo, com a harmonia pagã e primitiva da Natureza - Simples “guardador de rebanhos”
  • 3. - Inexistência de tempo (unificação do tempo) - Poeta sensacionista (sensações): especial importância do acto de ver - Inocência e constante novidade das coisas - Mestre de Pessoa e dos outros heterónimos - Relação com Pessoa Ortónimo – elimina a dor de pensar - Relação com Pessoa Ortónimo, Campos e Reis – regresso às origens, ao paganismo primitivo, à sinceridade plena Mestre do ortónimo e dos heterónimos A partir da carta a Adolfo Casais Monteiro *nasceu em Lisboa (1889); *morreu tuberculoso em 1915; *viveu quase toda a sua vida no campo; *só teve instrução primária; *não teve educação, nem profissão; *escreve por inspiração; Filosofia de Caeiro: *é anti-religião; *é anti-metafísica; *é anti-filosofia; Fisicamente: *estatura média; *frágil; *louro, quase sem cor; *olhos azuis;
  • 4. *cara rapada; Características: Importância dos sentidos, nomeadamente a visão; O incomodo de pensar associado à tristeza; Ele não quer pensar, mas não o consegue evitar; Escreve intuitivamente; Para ele a natureza é para usufruir, não é para pensar; Desejo de despersonificação (de fusão com a natureza); Ligação das orações por coordenações e subordinações; Poeta bucólico, do real e do objectivo; Valorização das sensações; Amor pela vida e pela natureza; Preocupação apenas com o presente; Critica ao subjectivismo sentimentalista; Na Linguagem: Predomínio do Presente do Indicativo; Figuras de estilo muito simples; Vocabulário simples e reduzido; (pobreza lexical); Uso da coordenação para a ligação das orações; Frases incorrectas; Aproximação à linguagem falada, objectiva, familiar, simples; Repetições frequentes; Uso do paralelismo;
  • 5. Pouca adjectivação; Uso dos substantivos concretos; Ausência da rima; Irregularidade métrica; Discurso em verso livre; Estilo coloquial e espontâneo;