SlideShare uma empresa Scribd logo
12.º Ano   Português
   Síntese das características literário-estilísticas de Alberto Caeiro



Síntese das características literário-estilísticas de Alberto Caeiro

      Eu não tenho filosofia: tenho sentidos...
                      Alberto Caeiro

      Amar é a eterna inocência,
      E a única inocência é não pensar.
                      Alberto Caeiro

      •   Alberto Caeiro é o poeta da simplicidade completa e clareza total. É o
          homem da calma absoluta perante o não-sentido da realidade:

          "Há metafísica bastante em não pensar em nada […]
          O único sentido íntimo dos coisas
          É elas não terem sentido íntimo nenhum.”

      •   É Pessoa quem afirma ter este heterónimo nascido em 1889 e falecido
          onde nasceu em 1915, vítima de tuberculose. A sua vida terá decorrido
          numa quinta do Ribatejo, onde seriam escritos quase todos os seus
          poemas, em especial o livro “O Guardador de Rebanhos”. "A obra fala por
          si, com a voz que lhe é própria, naquela linguagem que se forma no
          mente." "Se, depois de eu morrer, quiserem escrever a minha biografia, /
          Não há nada mais simples. / Tem só duas datas - a da minha nascença e
          a da minha morte. / Entre uma e outra coisa todos os dias são meus.”

      •   Este Alberto Caeiro tem entretanto dois discípulos: Ricardo Reis e Álvaro
          de Campos.


Apologia da visão como valor essencial

      •   Alberto Caeiro apresenta-se como um simples “guardador de rebanhos”,
          que só vê de forma objectiva e natural a realidade com a qual constata a
          todo o momento.

      •   O mundo é visto sem necessidade de explicações, sem princípios nem fim
          e por isso acredita na “eterna novidade do mundo”. Recusa o pensamento
          metafísico (“pensar é não compreender”, pensar “é estar doente dos
          olhos”), insistindo naquilo a que chama "aprendizagem de desaprender",
          ou seja, aprender a não pensar, para se libertar de todos os modelos
          ideológicos, culturais ou outros, e poder ver a realidade concreta. O
          pensamento gera a infelicidade ("pensar incomodo como andar à chuva /
          quando o vento cresce e parece que chove mais"), deturpa o significado
          das coisas que existem. E alguma tristeza que aparece resulta do excesso
          de sensações, por gozar “tanto” “um dia de calor”.

                                                                                             Página 1
www.edusurfa.pt                                                           copyright  2003 Porto Editora
12.º Ano   Português
   Síntese das características literário-estilísticas de Alberto Caeiro




      •   Em Caeiro verificamos a simbiose plena entre o sujeito poético e a
          "Natureza sem gente", conseguida através de uma relação directa com os
          seus elementos: o vento, o sol, os rebanhos, a chuva, as nuvens, a
          árvore antiga...
          Esta identificação entre o sujeito poético e a Natureza revela-nos um ser
          em paz consigo mesmo, reconciliado consigo e com o Mundo, um
          panteísta que é apenas mais um elemento do real que o envolve.

      •   Caeiro foi o heterónimo que melhor interpretou o Sensacionismo. Só lhe
          interessa vivenciar o mundo que capta pelas sensações. Alberto Caeiro
          não passa além do realismo sensorial; o único sentido oculto das coisas
          fica reduzido à própria percepção: cor, forma e existência. Vive aderindo
          espontaneamente às coisas, tais como são, e procura gozá-las com
          despreocupada e alegre sensualidade.

      •   Representando a reconstrução integral do paganismo, descreve o mundo
          sem pensar nele e cria um conceito de universo que não contém uma
          interpretação.


Linguagem e estilo

      •   Aparente simplicidade e natureza argumentativa do discurso poético,
          visível no recurso a uma linguagem corrente e a construções causais.

      •   Plano formal: linguagem simples; léxico objectivo; adjectivação quase
          ausente; paralelismos; assíndetos; predominância das formas verbais no
          presente do indicativo.

      •   Plano fónico: ritmo lento; alternância entre sons nasais e vogais abertas e
          semiabertas; ausência de rima.




                                                                                             Página 2
www.edusurfa.pt                                                           copyright  2003 Porto Editora

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Heterônimos de Fernando Pessoa
Heterônimos de Fernando PessoaHeterônimos de Fernando Pessoa
Heterônimos de Fernando Pessoa
Ana Carolina Oliveira
 
Trabalho sobre o poema trigésimo nono de alberto caeiro
Trabalho sobre o poema trigésimo nono de alberto caeiroTrabalho sobre o poema trigésimo nono de alberto caeiro
Trabalho sobre o poema trigésimo nono de alberto caeiro
MiguelavRodrigues
 
Alberto caeiro eu nunca guardei rebanhos- análise
Alberto caeiro   eu nunca guardei rebanhos- análiseAlberto caeiro   eu nunca guardei rebanhos- análise
Alberto caeiro eu nunca guardei rebanhos- análise
Anabela Fernandes
 
Alvaro de Campos-Exp12
Alvaro de Campos-Exp12Alvaro de Campos-Exp12
Alvaro de Campos-Exp12
Experiências Português
 
Fernando pessoa e seus heterónimos
Fernando pessoa e seus heterónimosFernando pessoa e seus heterónimos
Fernando pessoa e seus heterónimos
Vanessa Pereira
 
Principais Temáticas de Alberto Caeiro
Principais Temáticas de Alberto CaeiroPrincipais Temáticas de Alberto Caeiro
Principais Temáticas de Alberto Caeiro
Dina Baptista
 
Heterónimos de Fernando Pessoa
Heterónimos de Fernando PessoaHeterónimos de Fernando Pessoa
Heterónimos de Fernando Pessoa
Alexandra Almeida
 
Fernando Pessoa Por Ele Mesmo
Fernando Pessoa Por Ele MesmoFernando Pessoa Por Ele Mesmo
Fernando Pessoa Por Ele Mesmo
luzitania
 
Poemas Completos de Alberto Caeiro - Fernando Pessoa
Poemas Completos de Alberto Caeiro - Fernando PessoaPoemas Completos de Alberto Caeiro - Fernando Pessoa
Poemas Completos de Alberto Caeiro - Fernando Pessoa
vestibular
 
Alberto Caeiro- Exp12
Alberto Caeiro- Exp12Alberto Caeiro- Exp12
Alberto Caeiro- Exp12
Experiências Português
 
Exp12 fp-ortonimo-pp-PortoEd
Exp12 fp-ortonimo-pp-PortoEdExp12 fp-ortonimo-pp-PortoEd
Exp12 fp-ortonimo-pp-PortoEd
Experiências Português
 
Alberto Caeiro
Alberto CaeiroAlberto Caeiro
Alberto Caeiro
Licinio Borges
 
Fernandopessoa ortonimoeheteronimos
Fernandopessoa ortonimoeheteronimosFernandopessoa ortonimoeheteronimos
Fernandopessoa ortonimoeheteronimos
GonaloCastro11
 
15
1515
Alberto Caeiro
Alberto CaeiroAlberto Caeiro
Alberto Caeiro
guestde10d2
 
Fernando Pessoa e os seus heterónimos
Fernando Pessoa e os seus heterónimosFernando Pessoa e os seus heterónimos
Fernando Pessoa e os seus heterónimos
guest472d02
 
Fernando Pessoa e Heterónimos
Fernando Pessoa e HeterónimosFernando Pessoa e Heterónimos
Fernando Pessoa e Heterónimos
Custódia Rebocho
 
Ricardo Reis - Heterónimo de Fernando Pessoa
Ricardo Reis - Heterónimo de Fernando Pessoa Ricardo Reis - Heterónimo de Fernando Pessoa
Ricardo Reis - Heterónimo de Fernando Pessoa
suzana patricia
 
VergíLio Ferreira
VergíLio FerreiraVergíLio Ferreira
VergíLio Ferreira
Antónia Mancha
 
Poesia Heterônima de Alberto Caiero
 Poesia Heterônima de Alberto Caiero Poesia Heterônima de Alberto Caiero
Poesia Heterônima de Alberto Caiero
Lindolfo Teixeira
 

Mais procurados (20)

Heterônimos de Fernando Pessoa
Heterônimos de Fernando PessoaHeterônimos de Fernando Pessoa
Heterônimos de Fernando Pessoa
 
Trabalho sobre o poema trigésimo nono de alberto caeiro
Trabalho sobre o poema trigésimo nono de alberto caeiroTrabalho sobre o poema trigésimo nono de alberto caeiro
Trabalho sobre o poema trigésimo nono de alberto caeiro
 
Alberto caeiro eu nunca guardei rebanhos- análise
Alberto caeiro   eu nunca guardei rebanhos- análiseAlberto caeiro   eu nunca guardei rebanhos- análise
Alberto caeiro eu nunca guardei rebanhos- análise
 
Alvaro de Campos-Exp12
Alvaro de Campos-Exp12Alvaro de Campos-Exp12
Alvaro de Campos-Exp12
 
Fernando pessoa e seus heterónimos
Fernando pessoa e seus heterónimosFernando pessoa e seus heterónimos
Fernando pessoa e seus heterónimos
 
Principais Temáticas de Alberto Caeiro
Principais Temáticas de Alberto CaeiroPrincipais Temáticas de Alberto Caeiro
Principais Temáticas de Alberto Caeiro
 
Heterónimos de Fernando Pessoa
Heterónimos de Fernando PessoaHeterónimos de Fernando Pessoa
Heterónimos de Fernando Pessoa
 
Fernando Pessoa Por Ele Mesmo
Fernando Pessoa Por Ele MesmoFernando Pessoa Por Ele Mesmo
Fernando Pessoa Por Ele Mesmo
 
Poemas Completos de Alberto Caeiro - Fernando Pessoa
Poemas Completos de Alberto Caeiro - Fernando PessoaPoemas Completos de Alberto Caeiro - Fernando Pessoa
Poemas Completos de Alberto Caeiro - Fernando Pessoa
 
Alberto Caeiro- Exp12
Alberto Caeiro- Exp12Alberto Caeiro- Exp12
Alberto Caeiro- Exp12
 
Exp12 fp-ortonimo-pp-PortoEd
Exp12 fp-ortonimo-pp-PortoEdExp12 fp-ortonimo-pp-PortoEd
Exp12 fp-ortonimo-pp-PortoEd
 
Alberto Caeiro
Alberto CaeiroAlberto Caeiro
Alberto Caeiro
 
Fernandopessoa ortonimoeheteronimos
Fernandopessoa ortonimoeheteronimosFernandopessoa ortonimoeheteronimos
Fernandopessoa ortonimoeheteronimos
 
15
1515
15
 
Alberto Caeiro
Alberto CaeiroAlberto Caeiro
Alberto Caeiro
 
Fernando Pessoa e os seus heterónimos
Fernando Pessoa e os seus heterónimosFernando Pessoa e os seus heterónimos
Fernando Pessoa e os seus heterónimos
 
Fernando Pessoa e Heterónimos
Fernando Pessoa e HeterónimosFernando Pessoa e Heterónimos
Fernando Pessoa e Heterónimos
 
Ricardo Reis - Heterónimo de Fernando Pessoa
Ricardo Reis - Heterónimo de Fernando Pessoa Ricardo Reis - Heterónimo de Fernando Pessoa
Ricardo Reis - Heterónimo de Fernando Pessoa
 
VergíLio Ferreira
VergíLio FerreiraVergíLio Ferreira
VergíLio Ferreira
 
Poesia Heterônima de Alberto Caiero
 Poesia Heterônima de Alberto Caiero Poesia Heterônima de Alberto Caiero
Poesia Heterônima de Alberto Caiero
 

Semelhante a Alberto%20 caeirosíntese

Fernandopessoa1
Fernandopessoa1 Fernandopessoa1
Fernandopessoa1
satense
 
Fernando pessoa
Fernando pessoaFernando pessoa
Fernando pessoa
Carolina Loçasso Pereira
 
resumos
resumosresumos
resumos
Diogo Tavares
 
Fernando_Pessoa.pdf
Fernando_Pessoa.pdfFernando_Pessoa.pdf
Fernando_Pessoa.pdf
MarciaGlacidaSilvaBu
 
Alberto caeiro
Alberto caeiroAlberto caeiro
Alberto caeiro
Maria da Paz
 
Literatura aula 21 - modernismo em portugal
Literatura   aula 21 - modernismo em portugalLiteratura   aula 21 - modernismo em portugal
Literatura aula 21 - modernismo em portugal
Juliana Oliveira
 
Literatura aula 21 - modernismo em portugal
Literatura   aula 21 - modernismo em portugalLiteratura   aula 21 - modernismo em portugal
Literatura aula 21 - modernismo em portugal
Juliana Oliveira
 
FPOH-CT12
FPOH-CT12FPOH-CT12
Heterónimos Fernadno Pessoa.pptx
Heterónimos Fernadno Pessoa.pptxHeterónimos Fernadno Pessoa.pptx
Heterónimos Fernadno Pessoa.pptx
AnaCatarinaGomesCard
 
Modernismo_em_Portugal_e_Fernando_Pessoa.pptx
Modernismo_em_Portugal_e_Fernando_Pessoa.pptxModernismo_em_Portugal_e_Fernando_Pessoa.pptx
Modernismo_em_Portugal_e_Fernando_Pessoa.pptx
LUCELIOFERREIRADASIL
 
Alvaro de campos
Alvaro de camposAlvaro de campos
Alvaro de campos
ALYNNE FERREIRA
 
Caracteristicas da poesia_de_caeiro
Caracteristicas da poesia_de_caeiroCaracteristicas da poesia_de_caeiro
Caracteristicas da poesia_de_caeiro
Adélia Silvestre
 
Síntese fp
Síntese fpSíntese fp
Síntese fp
lenaeira
 
Barroco literatura
Barroco literatura Barroco literatura
Barroco literatura
91118538
 
Apariçao
ApariçaoApariçao
fernandopessoa_ortonimoeheteronimos.pdf
fernandopessoa_ortonimoeheteronimos.pdffernandopessoa_ortonimoeheteronimos.pdf
fernandopessoa_ortonimoeheteronimos.pdf
Cátia Sofia Gomes Rocha
 
Simbolismo/Decadentismo
Simbolismo/DecadentismoSimbolismo/Decadentismo
Simbolismo/Decadentismo
Daniele dos Santos Souza Onodera
 
Literatura e Movimentos Literários - uma introdução
Literatura e Movimentos Literários - uma introduçãoLiteratura e Movimentos Literários - uma introdução
Literatura e Movimentos Literários - uma introdução
Carolina Matuck
 
Síntese programa12º
Síntese programa12ºSíntese programa12º
Síntese programa12º
Mª Galvão
 
Resumos de Português: Heterónimos De Fernando Pessoa
Resumos de Português: Heterónimos De Fernando PessoaResumos de Português: Heterónimos De Fernando Pessoa
Resumos de Português: Heterónimos De Fernando Pessoa
Raffaella Ergün
 

Semelhante a Alberto%20 caeirosíntese (20)

Fernandopessoa1
Fernandopessoa1 Fernandopessoa1
Fernandopessoa1
 
Fernando pessoa
Fernando pessoaFernando pessoa
Fernando pessoa
 
resumos
resumosresumos
resumos
 
Fernando_Pessoa.pdf
Fernando_Pessoa.pdfFernando_Pessoa.pdf
Fernando_Pessoa.pdf
 
Alberto caeiro
Alberto caeiroAlberto caeiro
Alberto caeiro
 
Literatura aula 21 - modernismo em portugal
Literatura   aula 21 - modernismo em portugalLiteratura   aula 21 - modernismo em portugal
Literatura aula 21 - modernismo em portugal
 
Literatura aula 21 - modernismo em portugal
Literatura   aula 21 - modernismo em portugalLiteratura   aula 21 - modernismo em portugal
Literatura aula 21 - modernismo em portugal
 
FPOH-CT12
FPOH-CT12FPOH-CT12
FPOH-CT12
 
Heterónimos Fernadno Pessoa.pptx
Heterónimos Fernadno Pessoa.pptxHeterónimos Fernadno Pessoa.pptx
Heterónimos Fernadno Pessoa.pptx
 
Modernismo_em_Portugal_e_Fernando_Pessoa.pptx
Modernismo_em_Portugal_e_Fernando_Pessoa.pptxModernismo_em_Portugal_e_Fernando_Pessoa.pptx
Modernismo_em_Portugal_e_Fernando_Pessoa.pptx
 
Alvaro de campos
Alvaro de camposAlvaro de campos
Alvaro de campos
 
Caracteristicas da poesia_de_caeiro
Caracteristicas da poesia_de_caeiroCaracteristicas da poesia_de_caeiro
Caracteristicas da poesia_de_caeiro
 
Síntese fp
Síntese fpSíntese fp
Síntese fp
 
Barroco literatura
Barroco literatura Barroco literatura
Barroco literatura
 
Apariçao
ApariçaoApariçao
Apariçao
 
fernandopessoa_ortonimoeheteronimos.pdf
fernandopessoa_ortonimoeheteronimos.pdffernandopessoa_ortonimoeheteronimos.pdf
fernandopessoa_ortonimoeheteronimos.pdf
 
Simbolismo/Decadentismo
Simbolismo/DecadentismoSimbolismo/Decadentismo
Simbolismo/Decadentismo
 
Literatura e Movimentos Literários - uma introdução
Literatura e Movimentos Literários - uma introduçãoLiteratura e Movimentos Literários - uma introdução
Literatura e Movimentos Literários - uma introdução
 
Síntese programa12º
Síntese programa12ºSíntese programa12º
Síntese programa12º
 
Resumos de Português: Heterónimos De Fernando Pessoa
Resumos de Português: Heterónimos De Fernando PessoaResumos de Português: Heterónimos De Fernando Pessoa
Resumos de Português: Heterónimos De Fernando Pessoa
 

Mais de menaneto1

Fichagastronomia proverbiosfilomena
Fichagastronomia proverbiosfilomenaFichagastronomia proverbiosfilomena
Fichagastronomia proverbiosfilomena
menaneto1
 
Fichagastronomia proverbiosfilomena
Fichagastronomia proverbiosfilomenaFichagastronomia proverbiosfilomena
Fichagastronomia proverbiosfilomena
menaneto1
 
Ficha de trabalho2 localização no espaço i
Ficha de trabalho2 localização no espaço iFicha de trabalho2 localização no espaço i
Ficha de trabalho2 localização no espaço i
menaneto1
 
Ficha ortografiagastronomiafilomena
Ficha ortografiagastronomiafilomenaFicha ortografiagastronomiafilomena
Ficha ortografiagastronomiafilomena
menaneto1
 
Ficha ortografiagastronomiafilomena
Ficha ortografiagastronomiafilomenaFicha ortografiagastronomiafilomena
Ficha ortografiagastronomiafilomena
menaneto1
 
Fichagastronomia proverbiosfilomena
Fichagastronomia proverbiosfilomenaFichagastronomia proverbiosfilomena
Fichagastronomia proverbiosfilomena
menaneto1
 
Fichagastronomia proverbiosfilomena
Fichagastronomia proverbiosfilomenaFichagastronomia proverbiosfilomena
Fichagastronomia proverbiosfilomena
menaneto1
 
Fichagastronomia proverbiosfilomena
Fichagastronomia proverbiosfilomenaFichagastronomia proverbiosfilomena
Fichagastronomia proverbiosfilomena
menaneto1
 
Ficha formativa oralidade receita típicatrabalhopnlm filomena netoseparada
Ficha formativa oralidade receita típicatrabalhopnlm filomena netoseparadaFicha formativa oralidade receita típicatrabalhopnlm filomena netoseparada
Ficha formativa oralidade receita típicatrabalhopnlm filomena netoseparada
menaneto1
 
Ficha formativa oralidade receita típicatrabalhopnlm filomena netoseparada
Ficha formativa oralidade receita típicatrabalhopnlm filomena netoseparadaFicha formativa oralidade receita típicatrabalhopnlm filomena netoseparada
Ficha formativa oralidade receita típicatrabalhopnlm filomena netoseparada
menaneto1
 
Ficha gastronomiafuncionamentolingua receitaverbosfilomena
Ficha gastronomiafuncionamentolingua receitaverbosfilomenaFicha gastronomiafuncionamentolingua receitaverbosfilomena
Ficha gastronomiafuncionamentolingua receitaverbosfilomena
menaneto1
 
Fichagastronomia receitapaísde origemfilomena
Fichagastronomia receitapaísde origemfilomenaFichagastronomia receitapaísde origemfilomena
Fichagastronomia receitapaísde origemfilomena
menaneto1
 
Fichagastronomia receitapaísde origemfilomena
Fichagastronomia receitapaísde origemfilomenaFichagastronomia receitapaísde origemfilomena
Fichagastronomia receitapaísde origemfilomena
menaneto1
 
Cheira bem
Cheira bemCheira bem
Cheira bem
menaneto1
 
Travail de Français Claude Monet - André et Emilene 9 B
Travail de Français  Claude Monet -  André et Emilene 9 BTravail de Français  Claude Monet -  André et Emilene 9 B
Travail de Français Claude Monet - André et Emilene 9 B
menaneto1
 
Port De Mer Au Soleil Couchant Claude Lorraine
Port De Mer Au Soleil Couchant Claude LorrainePort De Mer Au Soleil Couchant Claude Lorraine
Port De Mer Au Soleil Couchant Claude Lorraine
menaneto1
 

Mais de menaneto1 (16)

Fichagastronomia proverbiosfilomena
Fichagastronomia proverbiosfilomenaFichagastronomia proverbiosfilomena
Fichagastronomia proverbiosfilomena
 
Fichagastronomia proverbiosfilomena
Fichagastronomia proverbiosfilomenaFichagastronomia proverbiosfilomena
Fichagastronomia proverbiosfilomena
 
Ficha de trabalho2 localização no espaço i
Ficha de trabalho2 localização no espaço iFicha de trabalho2 localização no espaço i
Ficha de trabalho2 localização no espaço i
 
Ficha ortografiagastronomiafilomena
Ficha ortografiagastronomiafilomenaFicha ortografiagastronomiafilomena
Ficha ortografiagastronomiafilomena
 
Ficha ortografiagastronomiafilomena
Ficha ortografiagastronomiafilomenaFicha ortografiagastronomiafilomena
Ficha ortografiagastronomiafilomena
 
Fichagastronomia proverbiosfilomena
Fichagastronomia proverbiosfilomenaFichagastronomia proverbiosfilomena
Fichagastronomia proverbiosfilomena
 
Fichagastronomia proverbiosfilomena
Fichagastronomia proverbiosfilomenaFichagastronomia proverbiosfilomena
Fichagastronomia proverbiosfilomena
 
Fichagastronomia proverbiosfilomena
Fichagastronomia proverbiosfilomenaFichagastronomia proverbiosfilomena
Fichagastronomia proverbiosfilomena
 
Ficha formativa oralidade receita típicatrabalhopnlm filomena netoseparada
Ficha formativa oralidade receita típicatrabalhopnlm filomena netoseparadaFicha formativa oralidade receita típicatrabalhopnlm filomena netoseparada
Ficha formativa oralidade receita típicatrabalhopnlm filomena netoseparada
 
Ficha formativa oralidade receita típicatrabalhopnlm filomena netoseparada
Ficha formativa oralidade receita típicatrabalhopnlm filomena netoseparadaFicha formativa oralidade receita típicatrabalhopnlm filomena netoseparada
Ficha formativa oralidade receita típicatrabalhopnlm filomena netoseparada
 
Ficha gastronomiafuncionamentolingua receitaverbosfilomena
Ficha gastronomiafuncionamentolingua receitaverbosfilomenaFicha gastronomiafuncionamentolingua receitaverbosfilomena
Ficha gastronomiafuncionamentolingua receitaverbosfilomena
 
Fichagastronomia receitapaísde origemfilomena
Fichagastronomia receitapaísde origemfilomenaFichagastronomia receitapaísde origemfilomena
Fichagastronomia receitapaísde origemfilomena
 
Fichagastronomia receitapaísde origemfilomena
Fichagastronomia receitapaísde origemfilomenaFichagastronomia receitapaísde origemfilomena
Fichagastronomia receitapaísde origemfilomena
 
Cheira bem
Cheira bemCheira bem
Cheira bem
 
Travail de Français Claude Monet - André et Emilene 9 B
Travail de Français  Claude Monet -  André et Emilene 9 BTravail de Français  Claude Monet -  André et Emilene 9 B
Travail de Français Claude Monet - André et Emilene 9 B
 
Port De Mer Au Soleil Couchant Claude Lorraine
Port De Mer Au Soleil Couchant Claude LorrainePort De Mer Au Soleil Couchant Claude Lorraine
Port De Mer Au Soleil Couchant Claude Lorraine
 

Alberto%20 caeirosíntese

  • 1. 12.º Ano Português Síntese das características literário-estilísticas de Alberto Caeiro Síntese das características literário-estilísticas de Alberto Caeiro Eu não tenho filosofia: tenho sentidos... Alberto Caeiro Amar é a eterna inocência, E a única inocência é não pensar. Alberto Caeiro • Alberto Caeiro é o poeta da simplicidade completa e clareza total. É o homem da calma absoluta perante o não-sentido da realidade: "Há metafísica bastante em não pensar em nada […] O único sentido íntimo dos coisas É elas não terem sentido íntimo nenhum.” • É Pessoa quem afirma ter este heterónimo nascido em 1889 e falecido onde nasceu em 1915, vítima de tuberculose. A sua vida terá decorrido numa quinta do Ribatejo, onde seriam escritos quase todos os seus poemas, em especial o livro “O Guardador de Rebanhos”. "A obra fala por si, com a voz que lhe é própria, naquela linguagem que se forma no mente." "Se, depois de eu morrer, quiserem escrever a minha biografia, / Não há nada mais simples. / Tem só duas datas - a da minha nascença e a da minha morte. / Entre uma e outra coisa todos os dias são meus.” • Este Alberto Caeiro tem entretanto dois discípulos: Ricardo Reis e Álvaro de Campos. Apologia da visão como valor essencial • Alberto Caeiro apresenta-se como um simples “guardador de rebanhos”, que só vê de forma objectiva e natural a realidade com a qual constata a todo o momento. • O mundo é visto sem necessidade de explicações, sem princípios nem fim e por isso acredita na “eterna novidade do mundo”. Recusa o pensamento metafísico (“pensar é não compreender”, pensar “é estar doente dos olhos”), insistindo naquilo a que chama "aprendizagem de desaprender", ou seja, aprender a não pensar, para se libertar de todos os modelos ideológicos, culturais ou outros, e poder ver a realidade concreta. O pensamento gera a infelicidade ("pensar incomodo como andar à chuva / quando o vento cresce e parece que chove mais"), deturpa o significado das coisas que existem. E alguma tristeza que aparece resulta do excesso de sensações, por gozar “tanto” “um dia de calor”. Página 1 www.edusurfa.pt copyright  2003 Porto Editora
  • 2. 12.º Ano Português Síntese das características literário-estilísticas de Alberto Caeiro • Em Caeiro verificamos a simbiose plena entre o sujeito poético e a "Natureza sem gente", conseguida através de uma relação directa com os seus elementos: o vento, o sol, os rebanhos, a chuva, as nuvens, a árvore antiga... Esta identificação entre o sujeito poético e a Natureza revela-nos um ser em paz consigo mesmo, reconciliado consigo e com o Mundo, um panteísta que é apenas mais um elemento do real que o envolve. • Caeiro foi o heterónimo que melhor interpretou o Sensacionismo. Só lhe interessa vivenciar o mundo que capta pelas sensações. Alberto Caeiro não passa além do realismo sensorial; o único sentido oculto das coisas fica reduzido à própria percepção: cor, forma e existência. Vive aderindo espontaneamente às coisas, tais como são, e procura gozá-las com despreocupada e alegre sensualidade. • Representando a reconstrução integral do paganismo, descreve o mundo sem pensar nele e cria um conceito de universo que não contém uma interpretação. Linguagem e estilo • Aparente simplicidade e natureza argumentativa do discurso poético, visível no recurso a uma linguagem corrente e a construções causais. • Plano formal: linguagem simples; léxico objectivo; adjectivação quase ausente; paralelismos; assíndetos; predominância das formas verbais no presente do indicativo. • Plano fónico: ritmo lento; alternância entre sons nasais e vogais abertas e semiabertas; ausência de rima. Página 2 www.edusurfa.pt copyright  2003 Porto Editora