SlideShare uma empresa Scribd logo
Nome:
Turma:
Data: __/__/2015
1. Resolva a cruzadinhaabaixo sobre a Sociedade Medieval:
1) Propriedade rural comum na Alta Idade Média.
2) Doença que chegou a Europa nos porões dos navios comerciais vindos da
Ásia.
3) Grupo Social ligado ao comércio que se fortaleceu durante a Baixa Idade
Média.
4) Após o século X, elas se tornaram importantes centros de comércio e
educação.
5) Religião que se fortaleceu durante a Idade Média.
6) Imposto pago pelos servos aos senhores feudais pelo uso do moinho e do
forno.
7) Teve seu poder fortalecido pela Igreja na Baixa Idade Média.
8) Trabalhador do Feudo.
9) Nos Feudos, essa atividade era baseada, sobretudo na troca.
10)Grupo social que dominou o sistema educacional e a administração real na
Idade Média.
Resposta
1. Feudo
2. Peste Negra
3. Burguesia
4. Cidades
5. Igreja Católica
6. Banalidades
7. Rei
8. Servo
9. Comércio
10.Clero
Introdução
A Idade Média teve início na Europa com as invasões germânicas (bárbaras), no
século V, sobre o Império Romano do Ocidente. Essa época estende-se até o
século XV, com a retomada comercial e o renascimento urbano. A Idade Média
caracteriza-se pela economia ruralizada, enfraquecimento comercial, supremacia
da Igreja Católica, sistema de produção feudal e sociedade hierarquizada.
EstruturaPolítica
Prevaleceu na Idade Média as relações de vassalagem e suserania. O suserano
era quem dava um lote de terra ao vassalo, sendo que este último deveria
prestar fidelidade e ajuda ao seu suserano. O vassalo oferecia ao senhor, ou
suserano, fidelidade e trabalho, em troca de proteção e um lugar no sistema de
produção. As redes de vassalagem se estendiam por várias regiões, sendo o rei
o suserano mais poderoso.
Todo os poderes jurídico, econômico e político concentravam-se nas mãos dos
senhores feudais, donos de lotes de terras (feudos).
Sociedade Medieval
A sociedade era estática (com pouca mobilidade social) e hierarquizada. A
nobreza feudal (senhores feudais, cavaleiros, condes, duques, viscondes) era
detentora de terras e arrecadava impostos dos camponeses. O clero (membros
da Igreja Católica) tinha um grande poder, pois era responsável pela proteção
espiritual da sociedade. Era isento de impostos e arrecadava o dízimo. A terceira
camada da sociedade era formada pelos servos (camponeses) e pequenos
artesãos. Os servos deviam pagar várias taxas e tributos aos senhores feudais,
tais como: corvéia (trabalho de 3 a 4 dias nas terras do senhor feudal), talha
(metade da produção), banalidades (taxas pagas pela utilização do moinho e
forno do senhor feudal).
EconomiaMedieval
A economia feudal baseava-se principalmente na agricultura. Existiam moedas
na Idade Média, porém eram pouco utilizadas. As trocas de produtos e
mercadorias eram comuns na economia feudal. O feudo era a base econômica
deste período, pois quem tinha a terra possuía mais poder. O artesanato
também era praticado na Idade Média. A produção era baixa, pois as técnicas de
trabalho agrícola eram extremamente rudimentares. O arado puxado por bois
era muito utilizado na agricultura.
Religião na Idade Média
Na Idade Média, a Igreja Católica dominava o cenário religioso. Detentora do
poder espiritual, a Igreja influenciava o modo de pensar, a psicologia e as formas
de comportamento na Idade Média. A igreja também tinha grande poder
econômico, pois possuía terras em grande quantidade e até mesmo servos
trabalhando. Os monges viviam em mosteiros e eram responsáveis pela
proteção espiritual da sociedade. Passavam grande parte do tempo rezando e
copiando livros e a Bíblia.
Educação,cultura e arte medieval
A educação era para poucos, pois só os filhos dos nobres estudavam. Esta era
marcada pela influência da Igreja, ensinando o latim, doutrinas religiosas e
táticas de guerras. Grande parte da população medieval era analfabeta e não
tinha acesso aos livros.
A arte medieval também era fortemente marcada pela religiosidade da época. As
pinturas retratavam passagens da Bíblia e ensinamentos religiosos. As pinturas
medievais e os vitrais das igrejas eram formas de ensinar à população um pouco
mais sobre a religião.
Podemos dizer que, no geral, a cultura medieval foi fortemente influenciada pela
religião. Na arquitetura destacou-se a construção de castelos, igrejas e
catedrais.
No campo da Filosofia, podemos destacar a escolástica (linha filosófica de base
cristã), representada pelo padre dominicano, teólogo e filósofo italiano São
Tomás de Aquino.
As Cruzadas
No século XI, dentro do contexto histórico da expansão árabe, os muçulmanos
conquistaram a cidade sagrada de Jerusalém. Diante dessa situação, o papa
Urbano II convocou a Primeira Cruzada (1096), com o objetivo de expulsar os
"infiéis" (árabes) da Terra Santa. Essas batalhas, entre católicos e muçulmanos,
duraram cerca de dois séculos, deixando milhares de mortos e um grande rastro
de destruição. Ao mesmo tempo em que eram guerras marcadas por diferenças
religiosas, também possuíam um forte caráter econômico. Muitos cavaleiros
cruzados, ao retornarem para a Europa, saqueavam cidades árabes e vendiam
produtos nas estradas, nas chamadas feiras e rotas de comércio. De certa
forma, as Cruzadas contribuíram para o renascimento urbano e comercial a
partir do século XIII. Após as Cruzadas, o Mar Mediterrâneo foi aberto para os
contatos comerciais.
Peste Negra ou Peste Bubônica
Em meados do século XIV, uma doença devastou a população europeia.
Historiadores calculam que aproximadamente um terço dos habitantes morreram
desta doença. A Peste Negra era transmitida através da picada de pulgas de
ratos doentes. Estes ratos chegavam à Europa nos porões dos navios vindos do
Oriente. Como as cidades medievais não tinham condições higiênicas
adequadas, os ratos se espalharam facilmente. Após o contato com a doença, a
pessoa tinha poucos dias de vida. Febre, mal-estar e bulbos (bolhas) de sangue
e pus espalhavam-se pelo corpo do doente, principalmente nas axilas e virilhas.
Como os conhecimentos médicos eram pouco desenvolvidos, a morte era certa.
Para complicar ainda mais a situação, muitos atribuíam a doença a fatores
comportamentais, ambientais ou religiosos.
Revoltas Camponesas: as Jacqueries
Após a Peste Negra, a população europeia diminuiu muito. Muitos senhores
feudais resolveram aumentar os impostos, taxas e obrigações de trabalho dos
servos sobreviventes. Muitos tiveram que trabalhar dobrado para compensar o
trabalho daqueles que tinham morrido na epidemia. Em muitas regiões da
Inglaterra e da França estouraram revoltas camponesas contra o aumento da
exploração dos senhores feudais. Combatidas com violência por partes dos
nobres, muitas foram sufocadas e outras conseguiram conquistar seus objetivos,
diminuindo a exploração e trazendo conquistas para os camponeses.
IDADE MÉDIA:
 Inicia com a queda do Império Romano e chega ao seu final com o fim de
Constantinopla.
ALTA IDADE MÉDIA.
 Feudalismo: Modo de produção marcado pela descentralização política,
agricultura de subsistência, teocentrismo e sociedade estamental.
 Descentralização: cada feudo tinha o seu próprio senhor.
 Agricultura de subsistência: plantar e colher para o próprio consumo e
abastecimento dos senhores.
 Teocentrismo: Deus sobre todas as coisas. Consolidação da Igreja Católica.
O poder da igreja.
 Sociedade estamental: cuja mobilidade social é praticamente impossível.
PIRÂMIDE SOCIAL:
ALTO CLERO: bispos, arcebispos, cardeais;
NOBREZA: senhor feudal;
SERVOS
Havia relações de suserania e vassalagem dentro da nobreza.
suserania: nobre que doa a terra a outro nobre enquanto este se
torna vassalo do nobre que lhe deu a terra.
Suserania: doar Vassalagem: receber
– Devido à economia agrícola de subsistência, o comércio era fraco e muito
criticado pela Igreja Católica.
– A descentralização gerava uma dificuldade de circulação intensa de
mercadorias, enfraquecendo o comércio.
– A Igreja Católica promovia uma dominação ideológica e cultural sobre a
sociedade da época
– O Islamismo ameaçou o Cristianismo.
– Muitos conflitos entre islamismo e cristianismo.
BAIXA IDADE MÉDIA.
o Crise Feudal
o Renascimento comercial
o Cruzadas (1096 – 1270)
o Crise geral séc. XIV: Fome, peste e Guerra dos 100 anos
Renascimento comercial: responsável por gerar gradativamente a
formação das cidades comerciais próximas aos feudos. Fortalecimento
comercial.
– A formação das cidades comerciais e burgus dão origem à burguesia.
 Será o principal segmento socioeconômico interessado em investir no
capitalismo;
– Com o fim do feudalismo e da Idade Média, ocorre o surgimento dos Estados
Nacionais centralizados.
 Centralização através do financiamento de um exército, feito pela burguesia
para o Rei, a fim de que ele pudesse promover essa centralização (mandar
sobre tudo e sobre todos).
– O Rei passa a ser o chefe da nação, exercendo maior poder sobre a nobreza.
– A burguesia passa a ter uma só nação para fazer comércio, fortalecendo o
capitalismo.
Cruzadas: fundamentais no processo de renascimento comercial e urbano.
– 8 expedições comandadas pela Igreja a fim de libertar Jerusalém do domínio
islâmico.
– Cruzada Comercial (4ª) foi marcada pela libertação do mediterrâneo do
domínio islâmico, possibilitando a intensificação da circulação de mercadorias,
fortalecendo o renascimento comercial.
Crise geral: Ondas de fome, Peste Negra e a Guerra dos 100 Anos.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cruzadinha revolução industrial
Cruzadinha revolução industrialCruzadinha revolução industrial
Cruzadinha revolução industrial
Ócio do Ofício
 
Exercicio revolução russa
Exercicio revolução russaExercicio revolução russa
Exercicio revolução russa
Atividades Diversas Cláudia
 
Cuzadinha sobre a era vargas
Cuzadinha sobre a era vargasCuzadinha sobre a era vargas
Cuzadinha sobre a era vargas
Atividades Diversas Cláudia
 
Mesopotamia cruzadinha
Mesopotamia cruzadinhaMesopotamia cruzadinha
Mesopotamia cruzadinha
Viviane Simões
 
Atividade de História - O Humanismo e o Renascimento
Atividade  de História - O Humanismo e  o Renascimento Atividade  de História - O Humanismo e  o Renascimento
Atividade de História - O Humanismo e o Renascimento
Mary Alvarenga
 
Cruzadinha feudalismo
Cruzadinha feudalismoCruzadinha feudalismo
Cruzadinha feudalismo
Marcia Oliveira Lupion
 
Lista exercícios reformaprotestante
Lista exercícios reformaprotestanteLista exercícios reformaprotestante
Lista exercícios reformaprotestante
Elisângela Martins Rodrigues
 
Crise do feudalismo atividade.
Crise do feudalismo atividade.Crise do feudalismo atividade.
Crise do feudalismo atividade.
Jean Carlos Nunes Paixão
 
Questões áfrica e civilizações pré colombianas
Questões áfrica e civilizações pré colombianasQuestões áfrica e civilizações pré colombianas
Questões áfrica e civilizações pré colombianas
Acrópole - História & Educação
 
Caça palavras - Segunda Guerra Mundial
Caça palavras - Segunda Guerra MundialCaça palavras - Segunda Guerra Mundial
Caça palavras - Segunda Guerra Mundial
Martileny Vieira
 
Palavras cruzadas - feudalimso
Palavras cruzadas  - feudalimso  Palavras cruzadas  - feudalimso
Palavras cruzadas - feudalimso
Mary Alvarenga
 
L ista de exercicios 8º ano abdamides
L ista de exercicios 8º ano abdamidesL ista de exercicios 8º ano abdamides
L ista de exercicios 8º ano abdamides
Abdamides Carvalho
 
Grécia Antiga
 Grécia Antiga Grécia Antiga
Grécia Antiga
Luis Silva
 
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacinaAvaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
Acrópole - História & Educação
 
Pré-Historia e Mesopotâmia
 Pré-Historia e Mesopotâmia Pré-Historia e Mesopotâmia
Pré-Historia e Mesopotâmia
Luis Silva
 
Caça palavras revolução industrial
Caça palavras revolução industrialCaça palavras revolução industrial
Caça palavras revolução industrial
Ócio do Ofício
 
Prova Parcial 8serie A 2 Etapa Emei Vicente Fialho Gabarito
Prova Parcial 8serie A 2 Etapa Emei Vicente Fialho GabaritoProva Parcial 8serie A 2 Etapa Emei Vicente Fialho Gabarito
Prova Parcial 8serie A 2 Etapa Emei Vicente Fialho Gabarito
Jana Bento
 
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
Prof. Noe Assunção
 
Atividades primeira republica (as questoes são um resumo de toda a 1 republica)
Atividades primeira republica (as questoes são um resumo de toda a 1 republica)Atividades primeira republica (as questoes são um resumo de toda a 1 republica)
Atividades primeira republica (as questoes são um resumo de toda a 1 republica)
Atividades Diversas Cláudia
 
Cruzadinha reinos africanos e islamismo octacilio
Cruzadinha reinos africanos e islamismo octacilioCruzadinha reinos africanos e islamismo octacilio
Cruzadinha reinos africanos e islamismo octacilio
monica araujo
 

Mais procurados (20)

Cruzadinha revolução industrial
Cruzadinha revolução industrialCruzadinha revolução industrial
Cruzadinha revolução industrial
 
Exercicio revolução russa
Exercicio revolução russaExercicio revolução russa
Exercicio revolução russa
 
Cuzadinha sobre a era vargas
Cuzadinha sobre a era vargasCuzadinha sobre a era vargas
Cuzadinha sobre a era vargas
 
Mesopotamia cruzadinha
Mesopotamia cruzadinhaMesopotamia cruzadinha
Mesopotamia cruzadinha
 
Atividade de História - O Humanismo e o Renascimento
Atividade  de História - O Humanismo e  o Renascimento Atividade  de História - O Humanismo e  o Renascimento
Atividade de História - O Humanismo e o Renascimento
 
Cruzadinha feudalismo
Cruzadinha feudalismoCruzadinha feudalismo
Cruzadinha feudalismo
 
Lista exercícios reformaprotestante
Lista exercícios reformaprotestanteLista exercícios reformaprotestante
Lista exercícios reformaprotestante
 
Crise do feudalismo atividade.
Crise do feudalismo atividade.Crise do feudalismo atividade.
Crise do feudalismo atividade.
 
Questões áfrica e civilizações pré colombianas
Questões áfrica e civilizações pré colombianasQuestões áfrica e civilizações pré colombianas
Questões áfrica e civilizações pré colombianas
 
Caça palavras - Segunda Guerra Mundial
Caça palavras - Segunda Guerra MundialCaça palavras - Segunda Guerra Mundial
Caça palavras - Segunda Guerra Mundial
 
Palavras cruzadas - feudalimso
Palavras cruzadas  - feudalimso  Palavras cruzadas  - feudalimso
Palavras cruzadas - feudalimso
 
L ista de exercicios 8º ano abdamides
L ista de exercicios 8º ano abdamidesL ista de exercicios 8º ano abdamides
L ista de exercicios 8º ano abdamides
 
Grécia Antiga
 Grécia Antiga Grécia Antiga
Grécia Antiga
 
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacinaAvaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
 
Pré-Historia e Mesopotâmia
 Pré-Historia e Mesopotâmia Pré-Historia e Mesopotâmia
Pré-Historia e Mesopotâmia
 
Caça palavras revolução industrial
Caça palavras revolução industrialCaça palavras revolução industrial
Caça palavras revolução industrial
 
Prova Parcial 8serie A 2 Etapa Emei Vicente Fialho Gabarito
Prova Parcial 8serie A 2 Etapa Emei Vicente Fialho GabaritoProva Parcial 8serie A 2 Etapa Emei Vicente Fialho Gabarito
Prova Parcial 8serie A 2 Etapa Emei Vicente Fialho Gabarito
 
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
 
Atividades primeira republica (as questoes são um resumo de toda a 1 republica)
Atividades primeira republica (as questoes são um resumo de toda a 1 republica)Atividades primeira republica (as questoes são um resumo de toda a 1 republica)
Atividades primeira republica (as questoes são um resumo de toda a 1 republica)
 
Cruzadinha reinos africanos e islamismo octacilio
Cruzadinha reinos africanos e islamismo octacilioCruzadinha reinos africanos e islamismo octacilio
Cruzadinha reinos africanos e islamismo octacilio
 

Destaque

Cruzadinha - Idade Média - 1º ano
Cruzadinha -  Idade Média - 1º ano Cruzadinha -  Idade Média - 1º ano
Cruzadinha - Idade Média - 1º ano
Mary Alvarenga
 
05. aula de história geral - idade média parte 1 alta idade média
05. aula de história geral - idade média parte 1 alta idade média05. aula de história geral - idade média parte 1 alta idade média
05. aula de história geral - idade média parte 1 alta idade média
Darlan Campos
 
Marketing Político Estratégico
Marketing Político Estratégico Marketing Político Estratégico
Marketing Político Estratégico
Darlan Campos
 
ALTA IDADE MÉDIA
ALTA IDADE MÉDIAALTA IDADE MÉDIA
Escola felipe camarão 7ª série - a expansão da américa portuguesa - tema 01...
Escola felipe camarão   7ª série - a expansão da américa portuguesa - tema 01...Escola felipe camarão   7ª série - a expansão da américa portuguesa - tema 01...
Escola felipe camarão 7ª série - a expansão da américa portuguesa - tema 01...
Salvio Farias
 
Prova de história
Prova de históriaProva de história
Prova de história
Isa ...
 
Pré barra mundo feudal
Pré barra mundo feudalPré barra mundo feudal
Pré barra mundo feudal
Jorge Marcos Oliveira
 
Saber e fazer 7º ano aluno
Saber e fazer 7º ano   alunoSaber e fazer 7º ano   aluno
Saber e fazer 7º ano aluno
Caroline Barbosa
 

Destaque (8)

Cruzadinha - Idade Média - 1º ano
Cruzadinha -  Idade Média - 1º ano Cruzadinha -  Idade Média - 1º ano
Cruzadinha - Idade Média - 1º ano
 
05. aula de história geral - idade média parte 1 alta idade média
05. aula de história geral - idade média parte 1 alta idade média05. aula de história geral - idade média parte 1 alta idade média
05. aula de história geral - idade média parte 1 alta idade média
 
Marketing Político Estratégico
Marketing Político Estratégico Marketing Político Estratégico
Marketing Político Estratégico
 
ALTA IDADE MÉDIA
ALTA IDADE MÉDIAALTA IDADE MÉDIA
ALTA IDADE MÉDIA
 
Escola felipe camarão 7ª série - a expansão da américa portuguesa - tema 01...
Escola felipe camarão   7ª série - a expansão da américa portuguesa - tema 01...Escola felipe camarão   7ª série - a expansão da américa portuguesa - tema 01...
Escola felipe camarão 7ª série - a expansão da américa portuguesa - tema 01...
 
Prova de história
Prova de históriaProva de história
Prova de história
 
Pré barra mundo feudal
Pré barra mundo feudalPré barra mundo feudal
Pré barra mundo feudal
 
Saber e fazer 7º ano aluno
Saber e fazer 7º ano   alunoSaber e fazer 7º ano   aluno
Saber e fazer 7º ano aluno
 

Semelhante a Aula de historia

Idade média
Idade médiaIdade média
Idade média
guiurey
 
A idade media francisco
A idade media   franciscoA idade media   francisco
A idade media francisco
IsabelPereira2010
 
Idade média 1 2015
Idade média 1 2015Idade média 1 2015
Idade média 1 2015
eduflopes
 
[Resumo] Sociedade Feudal: Características Sociais, Econômicas, Políticas e ...
[Resumo]  Sociedade Feudal: Características Sociais, Econômicas, Políticas e ...[Resumo]  Sociedade Feudal: Características Sociais, Econômicas, Políticas e ...
[Resumo] Sociedade Feudal: Características Sociais, Econômicas, Políticas e ...
Bruno Camargo
 
A Idade Média
A Idade MédiaA Idade Média
A Idade Média
Ramiro Bicca
 
Feudalimo Baixa Idade Média
Feudalimo Baixa Idade MédiaFeudalimo Baixa Idade Média
Feudalimo Baixa Idade Média
Edenilson Morais
 
Bárbaros feudalismo - igreja feudal
Bárbaros   feudalismo - igreja feudalBárbaros   feudalismo - igreja feudal
Bárbaros feudalismo - igreja feudal
Rodrigo HistóriaGeografia
 
Baixa Idade Média: As cruzadas e a Peste Negra
Baixa Idade Média: As cruzadas e a  Peste NegraBaixa Idade Média: As cruzadas e a  Peste Negra
Baixa Idade Média: As cruzadas e a Peste Negra
Maria Aparecida Ledesma
 
HIST: Ficha Formativa - A Europa Cristã e o Islão Nos Séculos VI a IX # A Soc...
HIST: Ficha Formativa - A Europa Cristã e o Islão Nos Séculos VI a IX # A Soc...HIST: Ficha Formativa - A Europa Cristã e o Islão Nos Séculos VI a IX # A Soc...
HIST: Ficha Formativa - A Europa Cristã e o Islão Nos Séculos VI a IX # A Soc...
7F
 
1° ano aula slide - feudalismo
1° ano   aula slide - feudalismo1° ano   aula slide - feudalismo
1° ano aula slide - feudalismo
Daniel Alves Bronstrup
 
1° ano - Idade Média Ocidental
1° ano  - Idade Média Ocidental1° ano  - Idade Média Ocidental
1° ano - Idade Média Ocidental
Daniel Alves Bronstrup
 
Idade Média- Prof.Altair Aguilar.
Idade Média- Prof.Altair Aguilar.Idade Média- Prof.Altair Aguilar.
Idade Média- Prof.Altair Aguilar.
Altair Moisés Aguilar
 
Idade média
Idade médiaIdade média
Idade média
Dirair
 
Idade média
Idade médiaIdade média
Idade média
Dirair
 
Feudalismo ens médio
Feudalismo ens médioFeudalismo ens médio
Feudalismo ens médio
Elisângela Martins Rodrigues
 
Soraia
SoraiaSoraia
Soraia
CarlaRosario
 
Soraia
SoraiaSoraia
Soraia
CarlaRosario
 
Trabalho De Arte 8ºB
Trabalho De Arte 8ºBTrabalho De Arte 8ºB
Trabalho De Arte 8ºB
Juliano55
 
Trabalho De Arte 8ºB
Trabalho De Arte 8ºBTrabalho De Arte 8ºB
Trabalho De Arte 8ºB
Juliano55
 
Soraia
SoraiaSoraia
Soraia
CarlaRosario
 

Semelhante a Aula de historia (20)

Idade média
Idade médiaIdade média
Idade média
 
A idade media francisco
A idade media   franciscoA idade media   francisco
A idade media francisco
 
Idade média 1 2015
Idade média 1 2015Idade média 1 2015
Idade média 1 2015
 
[Resumo] Sociedade Feudal: Características Sociais, Econômicas, Políticas e ...
[Resumo]  Sociedade Feudal: Características Sociais, Econômicas, Políticas e ...[Resumo]  Sociedade Feudal: Características Sociais, Econômicas, Políticas e ...
[Resumo] Sociedade Feudal: Características Sociais, Econômicas, Políticas e ...
 
A Idade Média
A Idade MédiaA Idade Média
A Idade Média
 
Feudalimo Baixa Idade Média
Feudalimo Baixa Idade MédiaFeudalimo Baixa Idade Média
Feudalimo Baixa Idade Média
 
Bárbaros feudalismo - igreja feudal
Bárbaros   feudalismo - igreja feudalBárbaros   feudalismo - igreja feudal
Bárbaros feudalismo - igreja feudal
 
Baixa Idade Média: As cruzadas e a Peste Negra
Baixa Idade Média: As cruzadas e a  Peste NegraBaixa Idade Média: As cruzadas e a  Peste Negra
Baixa Idade Média: As cruzadas e a Peste Negra
 
HIST: Ficha Formativa - A Europa Cristã e o Islão Nos Séculos VI a IX # A Soc...
HIST: Ficha Formativa - A Europa Cristã e o Islão Nos Séculos VI a IX # A Soc...HIST: Ficha Formativa - A Europa Cristã e o Islão Nos Séculos VI a IX # A Soc...
HIST: Ficha Formativa - A Europa Cristã e o Islão Nos Séculos VI a IX # A Soc...
 
1° ano aula slide - feudalismo
1° ano   aula slide - feudalismo1° ano   aula slide - feudalismo
1° ano aula slide - feudalismo
 
1° ano - Idade Média Ocidental
1° ano  - Idade Média Ocidental1° ano  - Idade Média Ocidental
1° ano - Idade Média Ocidental
 
Idade Média- Prof.Altair Aguilar.
Idade Média- Prof.Altair Aguilar.Idade Média- Prof.Altair Aguilar.
Idade Média- Prof.Altair Aguilar.
 
Idade média
Idade médiaIdade média
Idade média
 
Idade média
Idade médiaIdade média
Idade média
 
Feudalismo ens médio
Feudalismo ens médioFeudalismo ens médio
Feudalismo ens médio
 
Soraia
SoraiaSoraia
Soraia
 
Soraia
SoraiaSoraia
Soraia
 
Trabalho De Arte 8ºB
Trabalho De Arte 8ºBTrabalho De Arte 8ºB
Trabalho De Arte 8ºB
 
Trabalho De Arte 8ºB
Trabalho De Arte 8ºBTrabalho De Arte 8ºB
Trabalho De Arte 8ºB
 
Soraia
SoraiaSoraia
Soraia
 

Último

A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Falcão Brasil
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdfSistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Falcão Brasil
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Luzia Gabriele
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Miguel Delamontagne
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 

Último (20)

A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdfSistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 

Aula de historia

  • 1. Nome: Turma: Data: __/__/2015 1. Resolva a cruzadinhaabaixo sobre a Sociedade Medieval: 1) Propriedade rural comum na Alta Idade Média. 2) Doença que chegou a Europa nos porões dos navios comerciais vindos da Ásia. 3) Grupo Social ligado ao comércio que se fortaleceu durante a Baixa Idade Média. 4) Após o século X, elas se tornaram importantes centros de comércio e educação. 5) Religião que se fortaleceu durante a Idade Média. 6) Imposto pago pelos servos aos senhores feudais pelo uso do moinho e do forno. 7) Teve seu poder fortalecido pela Igreja na Baixa Idade Média. 8) Trabalhador do Feudo. 9) Nos Feudos, essa atividade era baseada, sobretudo na troca. 10)Grupo social que dominou o sistema educacional e a administração real na Idade Média.
  • 2. Resposta 1. Feudo 2. Peste Negra 3. Burguesia 4. Cidades 5. Igreja Católica 6. Banalidades 7. Rei 8. Servo 9. Comércio 10.Clero
  • 3. Introdução A Idade Média teve início na Europa com as invasões germânicas (bárbaras), no século V, sobre o Império Romano do Ocidente. Essa época estende-se até o século XV, com a retomada comercial e o renascimento urbano. A Idade Média caracteriza-se pela economia ruralizada, enfraquecimento comercial, supremacia da Igreja Católica, sistema de produção feudal e sociedade hierarquizada. EstruturaPolítica Prevaleceu na Idade Média as relações de vassalagem e suserania. O suserano era quem dava um lote de terra ao vassalo, sendo que este último deveria prestar fidelidade e ajuda ao seu suserano. O vassalo oferecia ao senhor, ou suserano, fidelidade e trabalho, em troca de proteção e um lugar no sistema de produção. As redes de vassalagem se estendiam por várias regiões, sendo o rei o suserano mais poderoso. Todo os poderes jurídico, econômico e político concentravam-se nas mãos dos senhores feudais, donos de lotes de terras (feudos). Sociedade Medieval A sociedade era estática (com pouca mobilidade social) e hierarquizada. A nobreza feudal (senhores feudais, cavaleiros, condes, duques, viscondes) era detentora de terras e arrecadava impostos dos camponeses. O clero (membros da Igreja Católica) tinha um grande poder, pois era responsável pela proteção espiritual da sociedade. Era isento de impostos e arrecadava o dízimo. A terceira camada da sociedade era formada pelos servos (camponeses) e pequenos artesãos. Os servos deviam pagar várias taxas e tributos aos senhores feudais, tais como: corvéia (trabalho de 3 a 4 dias nas terras do senhor feudal), talha (metade da produção), banalidades (taxas pagas pela utilização do moinho e forno do senhor feudal). EconomiaMedieval A economia feudal baseava-se principalmente na agricultura. Existiam moedas na Idade Média, porém eram pouco utilizadas. As trocas de produtos e mercadorias eram comuns na economia feudal. O feudo era a base econômica deste período, pois quem tinha a terra possuía mais poder. O artesanato também era praticado na Idade Média. A produção era baixa, pois as técnicas de trabalho agrícola eram extremamente rudimentares. O arado puxado por bois era muito utilizado na agricultura. Religião na Idade Média Na Idade Média, a Igreja Católica dominava o cenário religioso. Detentora do poder espiritual, a Igreja influenciava o modo de pensar, a psicologia e as formas de comportamento na Idade Média. A igreja também tinha grande poder econômico, pois possuía terras em grande quantidade e até mesmo servos trabalhando. Os monges viviam em mosteiros e eram responsáveis pela
  • 4. proteção espiritual da sociedade. Passavam grande parte do tempo rezando e copiando livros e a Bíblia. Educação,cultura e arte medieval A educação era para poucos, pois só os filhos dos nobres estudavam. Esta era marcada pela influência da Igreja, ensinando o latim, doutrinas religiosas e táticas de guerras. Grande parte da população medieval era analfabeta e não tinha acesso aos livros. A arte medieval também era fortemente marcada pela religiosidade da época. As pinturas retratavam passagens da Bíblia e ensinamentos religiosos. As pinturas medievais e os vitrais das igrejas eram formas de ensinar à população um pouco mais sobre a religião. Podemos dizer que, no geral, a cultura medieval foi fortemente influenciada pela religião. Na arquitetura destacou-se a construção de castelos, igrejas e catedrais. No campo da Filosofia, podemos destacar a escolástica (linha filosófica de base cristã), representada pelo padre dominicano, teólogo e filósofo italiano São Tomás de Aquino. As Cruzadas No século XI, dentro do contexto histórico da expansão árabe, os muçulmanos conquistaram a cidade sagrada de Jerusalém. Diante dessa situação, o papa Urbano II convocou a Primeira Cruzada (1096), com o objetivo de expulsar os "infiéis" (árabes) da Terra Santa. Essas batalhas, entre católicos e muçulmanos, duraram cerca de dois séculos, deixando milhares de mortos e um grande rastro de destruição. Ao mesmo tempo em que eram guerras marcadas por diferenças religiosas, também possuíam um forte caráter econômico. Muitos cavaleiros cruzados, ao retornarem para a Europa, saqueavam cidades árabes e vendiam produtos nas estradas, nas chamadas feiras e rotas de comércio. De certa forma, as Cruzadas contribuíram para o renascimento urbano e comercial a partir do século XIII. Após as Cruzadas, o Mar Mediterrâneo foi aberto para os contatos comerciais. Peste Negra ou Peste Bubônica Em meados do século XIV, uma doença devastou a população europeia. Historiadores calculam que aproximadamente um terço dos habitantes morreram desta doença. A Peste Negra era transmitida através da picada de pulgas de ratos doentes. Estes ratos chegavam à Europa nos porões dos navios vindos do Oriente. Como as cidades medievais não tinham condições higiênicas adequadas, os ratos se espalharam facilmente. Após o contato com a doença, a pessoa tinha poucos dias de vida. Febre, mal-estar e bulbos (bolhas) de sangue e pus espalhavam-se pelo corpo do doente, principalmente nas axilas e virilhas.
  • 5. Como os conhecimentos médicos eram pouco desenvolvidos, a morte era certa. Para complicar ainda mais a situação, muitos atribuíam a doença a fatores comportamentais, ambientais ou religiosos. Revoltas Camponesas: as Jacqueries Após a Peste Negra, a população europeia diminuiu muito. Muitos senhores feudais resolveram aumentar os impostos, taxas e obrigações de trabalho dos servos sobreviventes. Muitos tiveram que trabalhar dobrado para compensar o trabalho daqueles que tinham morrido na epidemia. Em muitas regiões da Inglaterra e da França estouraram revoltas camponesas contra o aumento da exploração dos senhores feudais. Combatidas com violência por partes dos nobres, muitas foram sufocadas e outras conseguiram conquistar seus objetivos, diminuindo a exploração e trazendo conquistas para os camponeses. IDADE MÉDIA:  Inicia com a queda do Império Romano e chega ao seu final com o fim de Constantinopla. ALTA IDADE MÉDIA.  Feudalismo: Modo de produção marcado pela descentralização política, agricultura de subsistência, teocentrismo e sociedade estamental.  Descentralização: cada feudo tinha o seu próprio senhor.  Agricultura de subsistência: plantar e colher para o próprio consumo e abastecimento dos senhores.  Teocentrismo: Deus sobre todas as coisas. Consolidação da Igreja Católica. O poder da igreja.  Sociedade estamental: cuja mobilidade social é praticamente impossível. PIRÂMIDE SOCIAL: ALTO CLERO: bispos, arcebispos, cardeais; NOBREZA: senhor feudal; SERVOS
  • 6. Havia relações de suserania e vassalagem dentro da nobreza. suserania: nobre que doa a terra a outro nobre enquanto este se torna vassalo do nobre que lhe deu a terra. Suserania: doar Vassalagem: receber – Devido à economia agrícola de subsistência, o comércio era fraco e muito criticado pela Igreja Católica. – A descentralização gerava uma dificuldade de circulação intensa de mercadorias, enfraquecendo o comércio. – A Igreja Católica promovia uma dominação ideológica e cultural sobre a sociedade da época – O Islamismo ameaçou o Cristianismo. – Muitos conflitos entre islamismo e cristianismo. BAIXA IDADE MÉDIA. o Crise Feudal o Renascimento comercial o Cruzadas (1096 – 1270) o Crise geral séc. XIV: Fome, peste e Guerra dos 100 anos Renascimento comercial: responsável por gerar gradativamente a formação das cidades comerciais próximas aos feudos. Fortalecimento comercial. – A formação das cidades comerciais e burgus dão origem à burguesia.  Será o principal segmento socioeconômico interessado em investir no capitalismo; – Com o fim do feudalismo e da Idade Média, ocorre o surgimento dos Estados Nacionais centralizados.  Centralização através do financiamento de um exército, feito pela burguesia para o Rei, a fim de que ele pudesse promover essa centralização (mandar sobre tudo e sobre todos). – O Rei passa a ser o chefe da nação, exercendo maior poder sobre a nobreza. – A burguesia passa a ter uma só nação para fazer comércio, fortalecendo o capitalismo.
  • 7. Cruzadas: fundamentais no processo de renascimento comercial e urbano. – 8 expedições comandadas pela Igreja a fim de libertar Jerusalém do domínio islâmico. – Cruzada Comercial (4ª) foi marcada pela libertação do mediterrâneo do domínio islâmico, possibilitando a intensificação da circulação de mercadorias, fortalecendo o renascimento comercial. Crise geral: Ondas de fome, Peste Negra e a Guerra dos 100 Anos.