SlideShare uma empresa Scribd logo
1. (Unesp) Para responder a questão abaixo, leia o texto.
As outras chagas de Chagas
Em abril será lançada a primeira cartilha médica sobre a
infecção causada pelo barbeiro. A doença sempre esteve
associada à zona rural... e graças a um intenso programa de
erradicação do barbeiro na zona rural, em 2006 a
Organização Pan-Americana da Saúde havia decretado o
fim no país da infecção pelo contato direto com o inseto.
Porém, nos últimos anos as contaminações ressurgiram.
Agora elas ocorrem por via oral e estão disseminadas
também nas zonas urbanas. Os casos mais recentes
aconteceram pelo consumo de restos do barbeiro
misturados a alimentos como açaí e caldo de cana. Os
novos doentes já somam 600. O número de casos
registrados cresce, em média, 20% ao ano.
(Veja, 24.02.2010. Adaptado.)
Sobre a notícia, pode-se afirmar corretamente:
a) a substituição de alimentos manufaturados, como o açaí e
o caldo de cana, por alimentos industrializados, poria fim à
doença de Chagas no Brasil.
b) a transmissão via oral só acontece quando, junto com os
alimentos, também forem ingeridos insetos ainda vivos.
c) a transmissão via oral traz uma forma mais agressiva da
doença, pois o sistema digestório humano não tem defesas
imunológicas contra o barbeiro.
d) na transmissão via oral, o organismo humano recebe uma
carga de parasitas maior que aquela que receberia pelos
modos convencionais de transmissão da doença.
e) se nada for feito em termos de saúde publica, em cinco
anos o numero de casos registrados terá quase que
dobrado.
Na contaminação pelo Trypanosoma cruzi, por via oral, em
decorrência do inseto ter sido triturado, a quantidade dos
microorganismos contaminantes é muito alta, provocando o
aparecimento de uma reação aguda do organismo humano,
o que pode levar a morte mais rapidamente do que pela
forma usual.
2. ALGAS NA GUARAPIRANGA NA MIRA DA SABESP
Proliferação da planta, que causa odor e gostos estranhos à
água, vai ser monitorada daqui a 1 ano.
Jornal da Tarde, 25/08/2009
Nas classificações mais usuais, as algas estão colocadas no
Reino Protoctista (Protista), mas durante muito tempo foram
consideradas como plantas.
Todas as algas e plantas possuem, em comum,
a) parede celular basicamente constituída de celulose.
b) amido como material de reserva.
c) tecidos condutores especializados.
d) fases alternantes de vida.
e) capacidade fotossintética, utilizando como matéria prima
o CO2 e a água.
3. (UFMG) Se ingerirem alimentos contaminados por fezes
de gatos portadores do Toxoplasma gondii, as mulheres
grávidas podem transmitir esse agente ao filho.
Considerando-se essas informações e outros
conhecimentos sobre o assunto, é INCORRETO afirmar que
a toxoplasmose assim transmitida se inclui no grupo das
doenças
a) congênitas.
b) genéticas.
c) infecciosas.
d) parasitárias.
4. (UFPEL-RS) A Malária ou Paludismo é uma doença
infecciosa aguda ou crônica causada por protozoários
parasitas, transmitido através da picada do mosquito.
Segundo dados da Organização Mundial da Saúde -OMS -,
a malária mata 2 milhões de pessoas no mundo por ano,
(uma criança africana a cada 30 segundos), que quando
sobrevivem a casos severos, sofrem danos cerebrais graves
e têm dificuldades de aprendizagem.Baseado no texto e em
seus conhecimentos, indique a alternativa que cita o agente
causador (parasita) e o agente transmissor (vetor) desta
doença, respectivamente:
a) o esporozoário do gênero Plasmodium e o inseto do
gênero Phlebotomus.
b) o flagelado do gênero Tricomona e o inseto do gênero
Aedes.
c) o flagelado do gênero Trichonympha e o inseto do gênero
Culex.
d) o esporozoário do gênero Plasmodium e o inseto do
gênero Anopheles.
e) o esporozoário do gênero Trypanosoma e o inseto do
gênero Triatoma.
5. (UNIFESP-SP) O jornal Folha de S.Paulo noticiou em
29.07.2006 que moradores de Santarém, no Pará, foram
contaminados por mal de Chagas após terem ingerido um
suco de frutas que continha fezes de barbeiro ou o próprio
animal triturado. Uma das pessoas faleceu. Fato semelhante
ocorreu em Santa Catarina em março do ano passado. A
partir dessa notícia, um dos leitores elaborou as afirmações
seguintes.
I. Essa doença, endêmica de algumas regiões do Brasil,
pode vir a se tornar uma epidemia, principalmente por meio
do mecanismo de transmissão relatado pelo jornal.
II. Na transmissão por ingestão do protozoário, a infestação
é direta, tirando do ciclo um dos vetores da doença.
III. A pessoa que morreu já era portadora do protozoário,
pois a doença leva à morte nos casos em que existe
reinfestação do hospedeiro definitivo.
IV. Certamente existem outras pessoas infectadas com o
mal de Chagas em Santarém, caso contrário, a doença não
teria aparecido.
Estão corretas somente as afirmações:
a) I e II.
b) I e III.
c) I e IV.
d) II e IV.
e) III e IV
6. (UFMG) Uma pesquisa realizada pela Escola de
Enfermagem da UFMG revelou a ocorrênciade altos índices
de leishmaniose visceral humana na Região Nordeste de
Belo Horizonte.
É CORRETO afirmar que esses altos índices de
leishmaniose podem ser explicados por
a) presença de caixas d´água destampadas.
b) aumento da população de hospedeiros contaminados.
c) ausência de tratamento adequado de esgoto.
d) existência de casas sem reboco ou de tábua.
7. Abaixo estão citadas quatro medidas profiláticas para
evitar 4 doenças muito comuns no nosso país,
especialmente em áreas rurais e mais carentes.
Medida 1: Adicionar cloro à água de preparo de alimentos,
deixar frutos e verduras imersos em água com vinagre antes
de ingerí-los.
A M E R I C A N A
AULAS COMPLEMENTARES - BIOLOGIA
REINO PROTISTA - PROF. JAMES
Medida 2: Combater o inseto “barbeiro”, evitar moradias de
“pau a pique” ou com condições de abrigar o barbeiro em
frestas e rachaduras;
Medida 3: Combater o inseto fêmea do gênero anopheles
(mosquito-prego) e uso de telas protetoras em janelas e
portas.
Medida 4: Combater o inseto conhecido como birigui ou
mosquito-palha e uso de telas protetoras em janelas e
portas.
Indique para cada medida profilática qual a respectiva
protozoose.
Medida 1: amebíase. Medida 2: doença de chagas.
Medida 3: malária. Medida 4: Leishmaniose ou úlcera de
bauru.
8. A Doença de Chagas continua causando muitas mortes
no Brasil e em países pobres do mundo. O texto a seguir
sobre esta doença é hipotético. Leia-o com atenção.
“Um paciente residente na periferia de Fortaleza procurou o
posto médico, queixando-se, entre outras coisas, de febre;
anemia, cansaço e arritmia cardíaca. Após os exames
clínico e laboratorial, diagnosticou-se, corretamente, que ele
estava com a Doença de Chagas. Ao tomar conhecimento
do caso, um professor resolveu discutir o caso com seus
alunos, solicitando que eles opinassem sobre que medidas
deveriam ser tomadas para controlar a propagação da
doença.”
Responda:
a) Qual o agente etiológico do mal de chagas? A qual reino
ele pertence?
O agente etiológico do mal de chagas é Trypanosoma
cruzi, conhecido como barbeiro. Este parasita pertence
ao reino protista.
b) Se você fosse um desses alunos consultados, que
medidas profiláticas você sugeriria para combater a
propagação dessa doença?
Como medidas profiláticas podemos citar a eliminação
do barbeiro, uso de telas em janelas/portas e melhoria
das habitações.
9. Os telejornais noticiaram recentemente que uma seca
acentuada causou um aumento nos casos de malária na
Amazônia. Isso foi atribuído ao fato de crianças brincarem
nas águas represadas e em alguns casos ingerir água
contaminada por protozoários.
a) Essa explicação está certa ou errada para os casos de
malária? Justifique.
A explicação está incorreta. A transmissão da malária
ocorre através da picada do inseto conhecido como
mosquito-rego fêmea (Anopheles sp) e não através de
ingestão de água como citado na notícia.
b) Os protozoários são classificados quanto a sua estrutura
locomotora. Como o protozoário que causa a malária pode
ser classificado?
O plasmodium pode ser classificado como
esporozoário, já que não possui estrutura locomotora.
10. (MODELO ENEM) “Em água doce e no oceano, existem
flagelados que apresentam celulose em suas estruturas,
formando carapaças duplas esculpidas, que se encaixam
como armadura. São os dinoflagelados. A maioria destes
protistas vive nas camadas superiores do mar, onde pode
realizar a fotossíntese, porém muitos obtêm alimento de
matéria em decomposição e outros ainda capturam e
digerem bactérias. Um dos dinoflagelados mais parecidos
com animal é a Noctiluca, que emite luz quando estimulada.
Frequentemente, à noite, grandes quantidades destes
organismos são agitadas pelas braçadas de um nadador ou
por um barco que passa, ficando a água cheia de pequenos
pontos luminosos.”
A análise do texto permite concluir, corretamente, que os
organismos descritos
a) pertencem ao Reino Monera com nutrição autótrofa ou
heterótrofa.
b) são vegetais, porque possuem parede celular e nutrição
autótrofa.
c) são planctônicos e contribuem para a produção de
alimentos nos ecossistemas aquáticos.
d) são animais, uma vez que apresentam bioluminescência.
e) são todos clorofilados.
11. A leishmaniose tegumentar ou úlcera de Bauru
apresenta graves sintomas de ulcerações na pele: no rosto,
nos braços e nas pernas. Esta doença que afeta diversas
regiões do Brasil tem como forma de contágio
a) ingestão de alimentos ou água contaminada por cistos de
protozoários.
b) picada do mosquito-palha, também conhecido como
birigui.
c) picada de barbeiros ou chupanças, insetos hemípteros; os
principais transmissores são do gênero Triatoma.
d) picada da mosca tsé-tsé.
e) picada do mosquito-prego, um pernilongo pertencente ao
gênero Anopheles.
12. (MODELO ENEM) A malária é uma doença típica de
regiões tropicais. De acordo com dados do Ministério da
Saúde, no final do século XX, foram registrados mais de 600
mil casos de malária no Brasil, 99% dos quais na região
amazônica. Os altos índices de malária nessa região podem
ser explicados por várias razões, entre as quais:
a) As características genéticas das populações locais
facilitam a transmissão e dificultam o tratamento da doença.
b) A falta de saneamento básico propicia o desenvolvimento
do mosquito transmissor da malária nos esgotos não
tratados.
c) A inexistência de predadores capazes de eliminar o
causador e o transmissor em seus focos impede o controle
da doença.
d) A temperatura elevada e os altos índices de chuva na
floresta equatorial favorecem a proliferação do mosquito
transmissor.
e) O Brasil é o único País do mundo que não implementou
medidas concretas para interromper sua transmissão em
núcleos urbanos.
13. Marque a alternativa que, corretamente, associa os
parasitas com os respectivos sintomas.
a) I-A, II-B, llI-C e IV-D.
b) I-A, II-B, llI-D e IV-C.
c) I-B, II-C, llI-A e IV-D.
d) I-A, II-D, llI-C e IV-B.
e) I-B, II-A, llI-C e IV-D.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

1.vírus e bactérias + ecossistemas biosfera
1.vírus e bactérias + ecossistemas biosfera1.vírus e bactérias + ecossistemas biosfera
1.vírus e bactérias + ecossistemas biosfera
Regina Silva
 
Lista de exercícios Ecologia e Relações ecológicas
Lista de exercícios Ecologia e Relações ecológicas Lista de exercícios Ecologia e Relações ecológicas
Lista de exercícios Ecologia e Relações ecológicas
Carlos Priante
 
Simulado saresp 6ºano
Simulado saresp 6ºanoSimulado saresp 6ºano
Simulado saresp 6ºano
Juliana Gomes
 
Revisao do 3 bimestre de biologia 2
Revisao do 3 bimestre de biologia 2Revisao do 3 bimestre de biologia 2
Revisao do 3 bimestre de biologia 2
Estude Mais
 
Lista bio terceirão 1º bim com respostas esperadas - Questões james
Lista bio terceirão 1º bim com respostas esperadas - Questões jamesLista bio terceirão 1º bim com respostas esperadas - Questões james
Lista bio terceirão 1º bim com respostas esperadas - Questões james
James Martins
 
Prova ciencias ecossistemas
Prova ciencias ecossistemasProva ciencias ecossistemas
Prova ciencias ecossistemas
Atividades Diversas Cláudia
 
Av1 de biologia,química e física
Av1 de biologia,química e física Av1 de biologia,química e física
Av1 de biologia,química e física
emanuel
 
Provas do segundo dia do SSA2 da UPE
Provas do segundo dia do SSA2 da UPEProvas do segundo dia do SSA2 da UPE
Provas do segundo dia do SSA2 da UPE
Luiza Freitas
 
Atividades de-ecologia
Atividades de-ecologiaAtividades de-ecologia
Atividades de-ecologia
emersongoncalves
 
Ciências - 7º ano
Ciências - 7º anoCiências - 7º ano
Ciências - 7º ano
Patrícia Costa Grigório
 
SSA_2_dia
SSA_2_diaSSA_2_dia
SSA_2_dia
Portal NE10
 
Revisão Seduc Biologia 2015
Revisão Seduc Biologia 2015Revisão Seduc Biologia 2015
Revisão Seduc Biologia 2015
Pré-Enem Seduc
 
Prova 7º ano - 3º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
Prova 7º ano - 3º bimestre  - 2010 - SME - Cientistas do AmanhãProva 7º ano - 3º bimestre  - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
Prova 7º ano - 3º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
Leonardo Kaplan
 
1º pp de_ciências_6º_ano-27-03
1º pp de_ciências_6º_ano-27-031º pp de_ciências_6º_ano-27-03
1º pp de_ciências_6º_ano-27-03
Simone Dantas
 
Itens 8ºano
Itens 8ºanoItens 8ºano
Itens 8ºano
Deolinda Silva
 
Atividade de ciencias 3 7 ano - 1° bim - 2013
Atividade de ciencias 3    7 ano - 1° bim - 2013Atividade de ciencias 3    7 ano - 1° bim - 2013
Atividade de ciencias 3 7 ano - 1° bim - 2013
Luciano Mendes
 
Questoes ciencias e
Questoes ciencias eQuestoes ciencias e
Questoes ciencias e
Atividades Diversas Cláudia
 
AV2 - ciências humanas e naturais - I unidade
AV2 - ciências humanas e naturais - I unidadeAV2 - ciências humanas e naturais - I unidade
AV2 - ciências humanas e naturais - I unidade
emanuel
 
Aula complementar - bio reino protista - prof james
Aula complementar  -  bio reino protista - prof jamesAula complementar  -  bio reino protista - prof james
Aula complementar - bio reino protista - prof james
James Martins
 
Lista de exercícios - Invertebrados - Prof. James Martins
Lista de exercícios - Invertebrados - Prof. James MartinsLista de exercícios - Invertebrados - Prof. James Martins
Lista de exercícios - Invertebrados - Prof. James Martins
James Martins
 

Mais procurados (20)

1.vírus e bactérias + ecossistemas biosfera
1.vírus e bactérias + ecossistemas biosfera1.vírus e bactérias + ecossistemas biosfera
1.vírus e bactérias + ecossistemas biosfera
 
Lista de exercícios Ecologia e Relações ecológicas
Lista de exercícios Ecologia e Relações ecológicas Lista de exercícios Ecologia e Relações ecológicas
Lista de exercícios Ecologia e Relações ecológicas
 
Simulado saresp 6ºano
Simulado saresp 6ºanoSimulado saresp 6ºano
Simulado saresp 6ºano
 
Revisao do 3 bimestre de biologia 2
Revisao do 3 bimestre de biologia 2Revisao do 3 bimestre de biologia 2
Revisao do 3 bimestre de biologia 2
 
Lista bio terceirão 1º bim com respostas esperadas - Questões james
Lista bio terceirão 1º bim com respostas esperadas - Questões jamesLista bio terceirão 1º bim com respostas esperadas - Questões james
Lista bio terceirão 1º bim com respostas esperadas - Questões james
 
Prova ciencias ecossistemas
Prova ciencias ecossistemasProva ciencias ecossistemas
Prova ciencias ecossistemas
 
Av1 de biologia,química e física
Av1 de biologia,química e física Av1 de biologia,química e física
Av1 de biologia,química e física
 
Provas do segundo dia do SSA2 da UPE
Provas do segundo dia do SSA2 da UPEProvas do segundo dia do SSA2 da UPE
Provas do segundo dia do SSA2 da UPE
 
Atividades de-ecologia
Atividades de-ecologiaAtividades de-ecologia
Atividades de-ecologia
 
Ciências - 7º ano
Ciências - 7º anoCiências - 7º ano
Ciências - 7º ano
 
SSA_2_dia
SSA_2_diaSSA_2_dia
SSA_2_dia
 
Revisão Seduc Biologia 2015
Revisão Seduc Biologia 2015Revisão Seduc Biologia 2015
Revisão Seduc Biologia 2015
 
Prova 7º ano - 3º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
Prova 7º ano - 3º bimestre  - 2010 - SME - Cientistas do AmanhãProva 7º ano - 3º bimestre  - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
Prova 7º ano - 3º bimestre - 2010 - SME - Cientistas do Amanhã
 
1º pp de_ciências_6º_ano-27-03
1º pp de_ciências_6º_ano-27-031º pp de_ciências_6º_ano-27-03
1º pp de_ciências_6º_ano-27-03
 
Itens 8ºano
Itens 8ºanoItens 8ºano
Itens 8ºano
 
Atividade de ciencias 3 7 ano - 1° bim - 2013
Atividade de ciencias 3    7 ano - 1° bim - 2013Atividade de ciencias 3    7 ano - 1° bim - 2013
Atividade de ciencias 3 7 ano - 1° bim - 2013
 
Questoes ciencias e
Questoes ciencias eQuestoes ciencias e
Questoes ciencias e
 
AV2 - ciências humanas e naturais - I unidade
AV2 - ciências humanas e naturais - I unidadeAV2 - ciências humanas e naturais - I unidade
AV2 - ciências humanas e naturais - I unidade
 
Aula complementar - bio reino protista - prof james
Aula complementar  -  bio reino protista - prof jamesAula complementar  -  bio reino protista - prof james
Aula complementar - bio reino protista - prof james
 
Lista de exercícios - Invertebrados - Prof. James Martins
Lista de exercícios - Invertebrados - Prof. James MartinsLista de exercícios - Invertebrados - Prof. James Martins
Lista de exercícios - Invertebrados - Prof. James Martins
 

Semelhante a Aula complementar COM RESPOSTAS - bio reino protista - prof james

Aula 04
Aula 04Aula 04
Aula 03
Aula 03Aula 03
Parasitologia - Lista 01 gabarito
Parasitologia - Lista 01 gabaritoParasitologia - Lista 01 gabarito
Parasitologia - Lista 01 gabarito
Defesa da Classe Biomédica
 
Biologia aula 09 parasitoses
Biologia aula 09 parasitosesBiologia aula 09 parasitoses
Biologia aula 09 parasitoses
Alpha Colégio e Vestibulares
 
Questões dissertativas ciências - 7º ano - reinos monera, fungi e protista
Questões dissertativas  ciências - 7º ano - reinos monera, fungi e protistaQuestões dissertativas  ciências - 7º ano - reinos monera, fungi e protista
Questões dissertativas ciências - 7º ano - reinos monera, fungi e protista
James Martins
 
monerasprotistasfungos______________.pdf
monerasprotistasfungos______________.pdfmonerasprotistasfungos______________.pdf
monerasprotistasfungos______________.pdf
MayaraLaun1
 
Aulão Enem 2020 Celio - Biologia.pdf
Aulão Enem 2020 Celio - Biologia.pdfAulão Enem 2020 Celio - Biologia.pdf
Aulão Enem 2020 Celio - Biologia.pdf
osiasmartinsmagalhes
 
Exerc. protozoarios-e-algas2010-a-2013
Exerc. protozoarios-e-algas2010-a-2013Exerc. protozoarios-e-algas2010-a-2013
Exerc. protozoarios-e-algas2010-a-2013
Juarez Silva
 
Filo arthropoda texto
Filo arthropoda   textoFilo arthropoda   texto
Filo arthropoda texto
Wil Robson Frazao
 
Biologia
BiologiaBiologia
Biologia
bjsjd
 
Biologia
BiologiaBiologia
Biologia
bjsjd
 
Biologia
BiologiaBiologia
Biologia
bjsjd
 
AMEBIASE E GIARDIASE (AULA 1).ppt
AMEBIASE E GIARDIASE (AULA 1).pptAMEBIASE E GIARDIASE (AULA 1).ppt
AMEBIASE E GIARDIASE (AULA 1).ppt
dirleyvalderez1
 
exercicios sobre os reinos
 exercicios sobre os reinos  exercicios sobre os reinos
exercicios sobre os reinos
Vivi Alves
 
Respostas da galera virus e reinos
Respostas da galera virus e reinosRespostas da galera virus e reinos
Respostas da galera virus e reinos
Vivi Alves
 
Caderno de provas SSA 2 UPE - 2º dia
Caderno de provas SSA 2 UPE -  2º diaCaderno de provas SSA 2 UPE -  2º dia
Caderno de provas SSA 2 UPE - 2º dia
Portal NE10
 
Bac, virus , fungi e protista
Bac, virus , fungi e protistaBac, virus , fungi e protista
Bac, virus , fungi e protista
Edilena Rodrigues
 
Doencas infecciosas parte 1 via fecal oral
Doencas infecciosas parte 1 via fecal oralDoencas infecciosas parte 1 via fecal oral
Doencas infecciosas parte 1 via fecal oral
Fabio Dias
 
Doencas infecciosas parte 1 via fecal oral
Doencas infecciosas parte 1 via fecal oralDoencas infecciosas parte 1 via fecal oral
Doencas infecciosas parte 1 via fecal oral
Fabio Magalhães
 
Reino monera
Reino moneraReino monera
Reino monera
Ewerton Leonardo
 

Semelhante a Aula complementar COM RESPOSTAS - bio reino protista - prof james (20)

Aula 04
Aula 04Aula 04
Aula 04
 
Aula 03
Aula 03Aula 03
Aula 03
 
Parasitologia - Lista 01 gabarito
Parasitologia - Lista 01 gabaritoParasitologia - Lista 01 gabarito
Parasitologia - Lista 01 gabarito
 
Biologia aula 09 parasitoses
Biologia aula 09 parasitosesBiologia aula 09 parasitoses
Biologia aula 09 parasitoses
 
Questões dissertativas ciências - 7º ano - reinos monera, fungi e protista
Questões dissertativas  ciências - 7º ano - reinos monera, fungi e protistaQuestões dissertativas  ciências - 7º ano - reinos monera, fungi e protista
Questões dissertativas ciências - 7º ano - reinos monera, fungi e protista
 
monerasprotistasfungos______________.pdf
monerasprotistasfungos______________.pdfmonerasprotistasfungos______________.pdf
monerasprotistasfungos______________.pdf
 
Aulão Enem 2020 Celio - Biologia.pdf
Aulão Enem 2020 Celio - Biologia.pdfAulão Enem 2020 Celio - Biologia.pdf
Aulão Enem 2020 Celio - Biologia.pdf
 
Exerc. protozoarios-e-algas2010-a-2013
Exerc. protozoarios-e-algas2010-a-2013Exerc. protozoarios-e-algas2010-a-2013
Exerc. protozoarios-e-algas2010-a-2013
 
Filo arthropoda texto
Filo arthropoda   textoFilo arthropoda   texto
Filo arthropoda texto
 
Biologia
BiologiaBiologia
Biologia
 
Biologia
BiologiaBiologia
Biologia
 
Biologia
BiologiaBiologia
Biologia
 
AMEBIASE E GIARDIASE (AULA 1).ppt
AMEBIASE E GIARDIASE (AULA 1).pptAMEBIASE E GIARDIASE (AULA 1).ppt
AMEBIASE E GIARDIASE (AULA 1).ppt
 
exercicios sobre os reinos
 exercicios sobre os reinos  exercicios sobre os reinos
exercicios sobre os reinos
 
Respostas da galera virus e reinos
Respostas da galera virus e reinosRespostas da galera virus e reinos
Respostas da galera virus e reinos
 
Caderno de provas SSA 2 UPE - 2º dia
Caderno de provas SSA 2 UPE -  2º diaCaderno de provas SSA 2 UPE -  2º dia
Caderno de provas SSA 2 UPE - 2º dia
 
Bac, virus , fungi e protista
Bac, virus , fungi e protistaBac, virus , fungi e protista
Bac, virus , fungi e protista
 
Doencas infecciosas parte 1 via fecal oral
Doencas infecciosas parte 1 via fecal oralDoencas infecciosas parte 1 via fecal oral
Doencas infecciosas parte 1 via fecal oral
 
Doencas infecciosas parte 1 via fecal oral
Doencas infecciosas parte 1 via fecal oralDoencas infecciosas parte 1 via fecal oral
Doencas infecciosas parte 1 via fecal oral
 
Reino monera
Reino moneraReino monera
Reino monera
 

Último

A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p..._jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 

Último (20)

A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p..._jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 

Aula complementar COM RESPOSTAS - bio reino protista - prof james

  • 1. 1. (Unesp) Para responder a questão abaixo, leia o texto. As outras chagas de Chagas Em abril será lançada a primeira cartilha médica sobre a infecção causada pelo barbeiro. A doença sempre esteve associada à zona rural... e graças a um intenso programa de erradicação do barbeiro na zona rural, em 2006 a Organização Pan-Americana da Saúde havia decretado o fim no país da infecção pelo contato direto com o inseto. Porém, nos últimos anos as contaminações ressurgiram. Agora elas ocorrem por via oral e estão disseminadas também nas zonas urbanas. Os casos mais recentes aconteceram pelo consumo de restos do barbeiro misturados a alimentos como açaí e caldo de cana. Os novos doentes já somam 600. O número de casos registrados cresce, em média, 20% ao ano. (Veja, 24.02.2010. Adaptado.) Sobre a notícia, pode-se afirmar corretamente: a) a substituição de alimentos manufaturados, como o açaí e o caldo de cana, por alimentos industrializados, poria fim à doença de Chagas no Brasil. b) a transmissão via oral só acontece quando, junto com os alimentos, também forem ingeridos insetos ainda vivos. c) a transmissão via oral traz uma forma mais agressiva da doença, pois o sistema digestório humano não tem defesas imunológicas contra o barbeiro. d) na transmissão via oral, o organismo humano recebe uma carga de parasitas maior que aquela que receberia pelos modos convencionais de transmissão da doença. e) se nada for feito em termos de saúde publica, em cinco anos o numero de casos registrados terá quase que dobrado. Na contaminação pelo Trypanosoma cruzi, por via oral, em decorrência do inseto ter sido triturado, a quantidade dos microorganismos contaminantes é muito alta, provocando o aparecimento de uma reação aguda do organismo humano, o que pode levar a morte mais rapidamente do que pela forma usual. 2. ALGAS NA GUARAPIRANGA NA MIRA DA SABESP Proliferação da planta, que causa odor e gostos estranhos à água, vai ser monitorada daqui a 1 ano. Jornal da Tarde, 25/08/2009 Nas classificações mais usuais, as algas estão colocadas no Reino Protoctista (Protista), mas durante muito tempo foram consideradas como plantas. Todas as algas e plantas possuem, em comum, a) parede celular basicamente constituída de celulose. b) amido como material de reserva. c) tecidos condutores especializados. d) fases alternantes de vida. e) capacidade fotossintética, utilizando como matéria prima o CO2 e a água. 3. (UFMG) Se ingerirem alimentos contaminados por fezes de gatos portadores do Toxoplasma gondii, as mulheres grávidas podem transmitir esse agente ao filho. Considerando-se essas informações e outros conhecimentos sobre o assunto, é INCORRETO afirmar que a toxoplasmose assim transmitida se inclui no grupo das doenças a) congênitas. b) genéticas. c) infecciosas. d) parasitárias. 4. (UFPEL-RS) A Malária ou Paludismo é uma doença infecciosa aguda ou crônica causada por protozoários parasitas, transmitido através da picada do mosquito. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde -OMS -, a malária mata 2 milhões de pessoas no mundo por ano, (uma criança africana a cada 30 segundos), que quando sobrevivem a casos severos, sofrem danos cerebrais graves e têm dificuldades de aprendizagem.Baseado no texto e em seus conhecimentos, indique a alternativa que cita o agente causador (parasita) e o agente transmissor (vetor) desta doença, respectivamente: a) o esporozoário do gênero Plasmodium e o inseto do gênero Phlebotomus. b) o flagelado do gênero Tricomona e o inseto do gênero Aedes. c) o flagelado do gênero Trichonympha e o inseto do gênero Culex. d) o esporozoário do gênero Plasmodium e o inseto do gênero Anopheles. e) o esporozoário do gênero Trypanosoma e o inseto do gênero Triatoma. 5. (UNIFESP-SP) O jornal Folha de S.Paulo noticiou em 29.07.2006 que moradores de Santarém, no Pará, foram contaminados por mal de Chagas após terem ingerido um suco de frutas que continha fezes de barbeiro ou o próprio animal triturado. Uma das pessoas faleceu. Fato semelhante ocorreu em Santa Catarina em março do ano passado. A partir dessa notícia, um dos leitores elaborou as afirmações seguintes. I. Essa doença, endêmica de algumas regiões do Brasil, pode vir a se tornar uma epidemia, principalmente por meio do mecanismo de transmissão relatado pelo jornal. II. Na transmissão por ingestão do protozoário, a infestação é direta, tirando do ciclo um dos vetores da doença. III. A pessoa que morreu já era portadora do protozoário, pois a doença leva à morte nos casos em que existe reinfestação do hospedeiro definitivo. IV. Certamente existem outras pessoas infectadas com o mal de Chagas em Santarém, caso contrário, a doença não teria aparecido. Estão corretas somente as afirmações: a) I e II. b) I e III. c) I e IV. d) II e IV. e) III e IV 6. (UFMG) Uma pesquisa realizada pela Escola de Enfermagem da UFMG revelou a ocorrênciade altos índices de leishmaniose visceral humana na Região Nordeste de Belo Horizonte. É CORRETO afirmar que esses altos índices de leishmaniose podem ser explicados por a) presença de caixas d´água destampadas. b) aumento da população de hospedeiros contaminados. c) ausência de tratamento adequado de esgoto. d) existência de casas sem reboco ou de tábua. 7. Abaixo estão citadas quatro medidas profiláticas para evitar 4 doenças muito comuns no nosso país, especialmente em áreas rurais e mais carentes. Medida 1: Adicionar cloro à água de preparo de alimentos, deixar frutos e verduras imersos em água com vinagre antes de ingerí-los. A M E R I C A N A AULAS COMPLEMENTARES - BIOLOGIA REINO PROTISTA - PROF. JAMES
  • 2. Medida 2: Combater o inseto “barbeiro”, evitar moradias de “pau a pique” ou com condições de abrigar o barbeiro em frestas e rachaduras; Medida 3: Combater o inseto fêmea do gênero anopheles (mosquito-prego) e uso de telas protetoras em janelas e portas. Medida 4: Combater o inseto conhecido como birigui ou mosquito-palha e uso de telas protetoras em janelas e portas. Indique para cada medida profilática qual a respectiva protozoose. Medida 1: amebíase. Medida 2: doença de chagas. Medida 3: malária. Medida 4: Leishmaniose ou úlcera de bauru. 8. A Doença de Chagas continua causando muitas mortes no Brasil e em países pobres do mundo. O texto a seguir sobre esta doença é hipotético. Leia-o com atenção. “Um paciente residente na periferia de Fortaleza procurou o posto médico, queixando-se, entre outras coisas, de febre; anemia, cansaço e arritmia cardíaca. Após os exames clínico e laboratorial, diagnosticou-se, corretamente, que ele estava com a Doença de Chagas. Ao tomar conhecimento do caso, um professor resolveu discutir o caso com seus alunos, solicitando que eles opinassem sobre que medidas deveriam ser tomadas para controlar a propagação da doença.” Responda: a) Qual o agente etiológico do mal de chagas? A qual reino ele pertence? O agente etiológico do mal de chagas é Trypanosoma cruzi, conhecido como barbeiro. Este parasita pertence ao reino protista. b) Se você fosse um desses alunos consultados, que medidas profiláticas você sugeriria para combater a propagação dessa doença? Como medidas profiláticas podemos citar a eliminação do barbeiro, uso de telas em janelas/portas e melhoria das habitações. 9. Os telejornais noticiaram recentemente que uma seca acentuada causou um aumento nos casos de malária na Amazônia. Isso foi atribuído ao fato de crianças brincarem nas águas represadas e em alguns casos ingerir água contaminada por protozoários. a) Essa explicação está certa ou errada para os casos de malária? Justifique. A explicação está incorreta. A transmissão da malária ocorre através da picada do inseto conhecido como mosquito-rego fêmea (Anopheles sp) e não através de ingestão de água como citado na notícia. b) Os protozoários são classificados quanto a sua estrutura locomotora. Como o protozoário que causa a malária pode ser classificado? O plasmodium pode ser classificado como esporozoário, já que não possui estrutura locomotora. 10. (MODELO ENEM) “Em água doce e no oceano, existem flagelados que apresentam celulose em suas estruturas, formando carapaças duplas esculpidas, que se encaixam como armadura. São os dinoflagelados. A maioria destes protistas vive nas camadas superiores do mar, onde pode realizar a fotossíntese, porém muitos obtêm alimento de matéria em decomposição e outros ainda capturam e digerem bactérias. Um dos dinoflagelados mais parecidos com animal é a Noctiluca, que emite luz quando estimulada. Frequentemente, à noite, grandes quantidades destes organismos são agitadas pelas braçadas de um nadador ou por um barco que passa, ficando a água cheia de pequenos pontos luminosos.” A análise do texto permite concluir, corretamente, que os organismos descritos a) pertencem ao Reino Monera com nutrição autótrofa ou heterótrofa. b) são vegetais, porque possuem parede celular e nutrição autótrofa. c) são planctônicos e contribuem para a produção de alimentos nos ecossistemas aquáticos. d) são animais, uma vez que apresentam bioluminescência. e) são todos clorofilados. 11. A leishmaniose tegumentar ou úlcera de Bauru apresenta graves sintomas de ulcerações na pele: no rosto, nos braços e nas pernas. Esta doença que afeta diversas regiões do Brasil tem como forma de contágio a) ingestão de alimentos ou água contaminada por cistos de protozoários. b) picada do mosquito-palha, também conhecido como birigui. c) picada de barbeiros ou chupanças, insetos hemípteros; os principais transmissores são do gênero Triatoma. d) picada da mosca tsé-tsé. e) picada do mosquito-prego, um pernilongo pertencente ao gênero Anopheles. 12. (MODELO ENEM) A malária é uma doença típica de regiões tropicais. De acordo com dados do Ministério da Saúde, no final do século XX, foram registrados mais de 600 mil casos de malária no Brasil, 99% dos quais na região amazônica. Os altos índices de malária nessa região podem ser explicados por várias razões, entre as quais: a) As características genéticas das populações locais facilitam a transmissão e dificultam o tratamento da doença. b) A falta de saneamento básico propicia o desenvolvimento do mosquito transmissor da malária nos esgotos não tratados. c) A inexistência de predadores capazes de eliminar o causador e o transmissor em seus focos impede o controle da doença. d) A temperatura elevada e os altos índices de chuva na floresta equatorial favorecem a proliferação do mosquito transmissor. e) O Brasil é o único País do mundo que não implementou medidas concretas para interromper sua transmissão em núcleos urbanos. 13. Marque a alternativa que, corretamente, associa os parasitas com os respectivos sintomas. a) I-A, II-B, llI-C e IV-D. b) I-A, II-B, llI-D e IV-C. c) I-B, II-C, llI-A e IV-D. d) I-A, II-D, llI-C e IV-B. e) I-B, II-A, llI-C e IV-D.