SlideShare uma empresa Scribd logo
As
curiosidades
do Gaspar
Ficha Técnica
As curiosidades do Gaspar
Autora: Rita Feijão
Ilustração: José Lucena
Arranjo gráfico: Susana Guerra
Departamento de Educação Especial
Agrupamento de Escolas de Campelos
Rua 21 de Junho
2565-007 Campelos
O Gaspar vai entrar para a
escola e, como quase todos os
meninos e meninas da sua
idade,
está
muito
entusiasmado. É que para
dizer a verdade, ele já é um
menino muito crescido. O
Gaspar está pronto para
aprender a ler, a escrever, a
fazer contas e outras coisas
mais, que se aprendem na
escola.
Mas este menino tem
algumas dúvidas.

- Afinal porque é que é tão
importante saber ler e escrever? perguntou ele à sua mãe.
- Vivi bem até agora mesmo sem
saber ler e escrever. Não podia
continuar assim?
????.
...???
A mãe
pára para pensar… De repente, diz-lhe para
acompanhá-la à cozinha e pede-lhe para a ajudar a
fazer o seu bolo preferido. O Gaspar não percebeu
muito bem porquê, mas gostou da ideia e lá foi com
uma enorme vontade de comer o bolo.
A mãe foi ao armário buscar o livro dos doces e leu a
receita do bolo de chocolate de que o Gaspar tanto gosta.
A receita do bolo de chocolate
Misturam-se 5 ovos, 250 gramas de açúcar, 250 gramas de
farinha, 80 gramas de chocolate, 80 gramas de manteiga e 1
colher de fermento.
Bate-se tudo muito
bem e deita-se numa
forma untada com
manteiga. Leva-se ao
forno, que deve estar
quente a 150 graus, e
espera-se 45 minutos.
Quando estiver
pronto coloca-se num
prato e depois de
arrefecer está pronto a
ser saboreado!
E o menino logo percebeu, que se a sua mãe não soubesse
ler, não conseguia cozinhar o bolo e, claro, ele ficava sem bolo!
Então começou a pensar sozinho. Para que mais, sem ser
para fazer bolos, é necessário saber ler e escrever?
E as ideias foram surgindo: se eu for na rua e me perder,
saber ler o nome das ruas é importante para poder dizer à
minha mãe onde estou e ela me ir buscar. Quando eu for às
compras também é importante ler os rótulos das coisas que
quero comprar, se não, posso trazer aquilo que não quero.
E quando os
filmes da
televisão são
falados em
línguas que eu
não entendo,
pois é… Só os
consigo
entender se
souber ler as
legendas!
Entretanto chega o pai do Gaspar com o jornal na mão, e
pergunta-lhe:
- Estás muito sossegado, estás a pensar em quê?
- Estava aqui a pensar por que é que é importante saber ler e
escrever. Por que é que estás com o jornal?... Tem tantas
letras…!!!
O pai explica-lhe, que ao ler o jornal consegue saber coisas
importantes que se passam no nosso país e também no resto do
mundo.
- Mas que tipo de coisas? - pergunta Gaspar.
O pai responde:
 
- Oh, muita coisa! Por

exemplo: uma
tempestade que
acontece noutro país;
coisas sobre o desporto,
principalmente sobre o
jogo de ontem que eu
não vi; posso também
saber como vai estar o
tempo amanhã: se vai
chover ou se afinal vou
poder passar o dia
inteirinho na praia com
o meu filhote; e tantas,
tantas outras coisas
mais…
 

- Pois é! Parece que a nossa vida muda muito quando
sabemos ler e escrever. Ficamos a fazer parte do mundo dos
crescidos, podemos escrever estórias, aquilo que vai na nossa
cabeça, podemos escrever e ler recados do pai e da mãe,
podemos fazer a lista de compras… E tudo isto pode ser escrito
no papel ou no computador…. 
- “Mas quem é que se lembrou de inventar a escrita? E
porquê?” - pensou o Gaspar novamente.
- Vou perguntar ao pai!
- Pai, sabes quem é que inventou a escrita? E
porquê?
O pai pousou o jornal e explicou:
- A escrita foi inventada, há muitos, muitos anos
por um povo chamado Sumério que vivia num sítio
chamado Mesopotâmia. Estas pessoas trabalhavam
no campo e criavam animais. Com o passar do tempo
começaram a perceber que se escrevessem quantos
animais tinham, quantos sacos de cereais, de grãos e
de outras coisas eram colhidos, não se perdiam nas
contas. Assim, sabiam sempre o que tinham.
Imagina por exemplo: se alguém roubasse um saco
de cevada e o dono tivesse escrito quantos sacos
tinha, dava logo pela falta desse saco.
- E escreviam onde? - Pergunta o Gaspar.
 

- Naquela altura não
havia papel. Então,
estas pessoas
escreviam em placas
de barro e depois
punham-nas a secar
ao sol, para que
aquilo que estava
escrito não se
apagasse. A partir daí
começaram a escrever
muitas outras coisas.
E foi assim que a
escrita foi inventada.
- Que engraçado! Nunca
ninguém me tinha explicado
estas coisas! - diz o Gaspar
com uma cara de espanto.
- Mas será que é muito difícil
aprender a ler e a escrever? pergunta ele novamente.
O pai disse-lhe que quase toda a gente é capaz de aprender a ler
e a escrever, mas às vezes há meninos e meninas que demoram
mais tempo, precisam de mais ajuda. Quando isso acontece,
existem pessoas que podem ajudar, como a professora, os pais, o
psicólogo e, claro, deve haver sempre muita vontade de aprender.
Mesmo que seja difícil, temos sempre que acreditar que somos
capazes!
-E claro, tu também vais ser
capaz! - afirma o pai fazendo-lhe uma festa nos cabelos.

Fim

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A menina que não gostava de ler
A menina que não gostava de lerA menina que não gostava de ler
A menina que não gostava de ler
Alci Lacerda de Jesus
 
Marcelo, marmelo, martelo e outras histórias
Marcelo, marmelo, martelo e outras históriasMarcelo, marmelo, martelo e outras histórias
Marcelo, marmelo, martelo e outras histórias
Natalia Bonfim
 
Marcelo marmelo martelo livro
Marcelo marmelo martelo livroMarcelo marmelo martelo livro
Marcelo marmelo martelo livro
Andréa Silveira
 
A escola no tempo dos nossos avós
A escola no tempo dos nossos avósA escola no tempo dos nossos avós
A escola no tempo dos nossos avós
Diogo Guerreiro
 
Marcelo,marmelo,martelo
Marcelo,marmelo,marteloMarcelo,marmelo,martelo
Marcelo,marmelo,martelo
Yvana Costa
 
marcelo , marmelo, martelo
marcelo , marmelo, martelomarcelo , marmelo, martelo
marcelo , marmelo, martelo
mariaelidias
 
Documento de josy lima(5)
Documento de josy lima(5)Documento de josy lima(5)
Documento de josy lima(5)
Josykanind
 
Marcelo Marmelo Martelo Ruth Rocha
Marcelo Marmelo Martelo Ruth RochaMarcelo Marmelo Martelo Ruth Rocha
Marcelo Marmelo Martelo Ruth Rocha
Nadia Gal Stabile
 
Infantilruthrocha marcelomarmelomartelo
Infantilruthrocha marcelomarmelomarteloInfantilruthrocha marcelomarmelomartelo
Infantilruthrocha marcelomarmelomartelo
Ana Paula Pacheco Martins Santos
 
A Descoberta - Luis Fernando Verissimo
A Descoberta - Luis Fernando VerissimoA Descoberta - Luis Fernando Verissimo
A Descoberta - Luis Fernando Verissimo
Adilson P Motta Motta
 
[Infantil] ruth rocha_-_marcelo_marmelo_martelo
[Infantil] ruth rocha_-_marcelo_marmelo_martelo[Infantil] ruth rocha_-_marcelo_marmelo_martelo
[Infantil] ruth rocha_-_marcelo_marmelo_martelo
Roseli Aparecida Tavares
 
O menino que não gostava de ler
O menino que não gostava de lerO menino que não gostava de ler
O menino que não gostava de ler
genarui
 
Grupo escolar
Grupo escolarGrupo escolar
Grupo escolar
Ariana Martins
 
Pnl 2 ceb - sonho-ou_realidade
Pnl   2 ceb - sonho-ou_realidadePnl   2 ceb - sonho-ou_realidade
Pnl 2 ceb - sonho-ou_realidade
O Ciclista
 

Mais procurados (14)

A menina que não gostava de ler
A menina que não gostava de lerA menina que não gostava de ler
A menina que não gostava de ler
 
Marcelo, marmelo, martelo e outras histórias
Marcelo, marmelo, martelo e outras históriasMarcelo, marmelo, martelo e outras histórias
Marcelo, marmelo, martelo e outras histórias
 
Marcelo marmelo martelo livro
Marcelo marmelo martelo livroMarcelo marmelo martelo livro
Marcelo marmelo martelo livro
 
A escola no tempo dos nossos avós
A escola no tempo dos nossos avósA escola no tempo dos nossos avós
A escola no tempo dos nossos avós
 
Marcelo,marmelo,martelo
Marcelo,marmelo,marteloMarcelo,marmelo,martelo
Marcelo,marmelo,martelo
 
marcelo , marmelo, martelo
marcelo , marmelo, martelomarcelo , marmelo, martelo
marcelo , marmelo, martelo
 
Documento de josy lima(5)
Documento de josy lima(5)Documento de josy lima(5)
Documento de josy lima(5)
 
Marcelo Marmelo Martelo Ruth Rocha
Marcelo Marmelo Martelo Ruth RochaMarcelo Marmelo Martelo Ruth Rocha
Marcelo Marmelo Martelo Ruth Rocha
 
Infantilruthrocha marcelomarmelomartelo
Infantilruthrocha marcelomarmelomarteloInfantilruthrocha marcelomarmelomartelo
Infantilruthrocha marcelomarmelomartelo
 
A Descoberta - Luis Fernando Verissimo
A Descoberta - Luis Fernando VerissimoA Descoberta - Luis Fernando Verissimo
A Descoberta - Luis Fernando Verissimo
 
[Infantil] ruth rocha_-_marcelo_marmelo_martelo
[Infantil] ruth rocha_-_marcelo_marmelo_martelo[Infantil] ruth rocha_-_marcelo_marmelo_martelo
[Infantil] ruth rocha_-_marcelo_marmelo_martelo
 
O menino que não gostava de ler
O menino que não gostava de lerO menino que não gostava de ler
O menino que não gostava de ler
 
Grupo escolar
Grupo escolarGrupo escolar
Grupo escolar
 
Pnl 2 ceb - sonho-ou_realidade
Pnl   2 ceb - sonho-ou_realidadePnl   2 ceb - sonho-ou_realidade
Pnl 2 ceb - sonho-ou_realidade
 

Semelhante a As curiosidades do gaspar

MARCELO, MARMELO, MARTELO E OUTRAS HISTÓRIAS DE RUTH ROCHA
MARCELO, MARMELO, MARTELO E OUTRAS HISTÓRIAS DE RUTH ROCHAMARCELO, MARMELO, MARTELO E OUTRAS HISTÓRIAS DE RUTH ROCHA
MARCELO, MARMELO, MARTELO E OUTRAS HISTÓRIAS DE RUTH ROCHA
Marisa Seara
 
Marcelo marmelo martelo
Marcelo marmelo marteloMarcelo marmelo martelo
Marcelo marmelo martelo
PamellaSilveira3
 
Livro, marcelo o marmelo.pdfxcxcxccccccc
Livro, marcelo o marmelo.pdfxcxcxcccccccLivro, marcelo o marmelo.pdfxcxcxccccccc
Livro, marcelo o marmelo.pdfxcxcxccccccc
LetciaSousa100
 
[Infantil] ruth rocha_-_marcelo_marmelo_martelo
[Infantil] ruth rocha_-_marcelo_marmelo_martelo[Infantil] ruth rocha_-_marcelo_marmelo_martelo
[Infantil] ruth rocha_-_marcelo_marmelo_martelo
Gisele dos Santos santos
 
[Infantil] ruth rocha marcelo marmelo martelo
[Infantil] ruth rocha   marcelo marmelo martelo[Infantil] ruth rocha   marcelo marmelo martelo
[Infantil] ruth rocha marcelo marmelo martelo
Vanessa Reis
 
Marcelo marmelo martelo
Marcelo marmelo marteloMarcelo marmelo martelo
Marcelo marmelo martelo
Professora dos anos iniciais do EFI
 
[Infantil] ruth rocha_-_marcelo_marmelo_martelo
[Infantil] ruth rocha_-_marcelo_marmelo_martelo[Infantil] ruth rocha_-_marcelo_marmelo_martelo
[Infantil] ruth rocha_-_marcelo_marmelo_martelo
Cynthia Preta
 
[Infantil] ruth rocha_-_marcelo_marmelo_martelo
[Infantil] ruth rocha_-_marcelo_marmelo_martelo[Infantil] ruth rocha_-_marcelo_marmelo_martelo
[Infantil] ruth rocha_-_marcelo_marmelo_martelo
Francine Soares
 
Ensino religioso 2
Ensino religioso 2Ensino religioso 2
Ensino religioso 2
Atividades Diversas Cláudia
 
5308703 marcelo-marmelo-martelo-ruth-rocha-091118215625-phpapp02
5308703 marcelo-marmelo-martelo-ruth-rocha-091118215625-phpapp025308703 marcelo-marmelo-martelo-ruth-rocha-091118215625-phpapp02
5308703 marcelo-marmelo-martelo-ruth-rocha-091118215625-phpapp02
Carol Tosetto
 
Ruth rocha marcelo marmelo martelo
Ruth rocha   marcelo marmelo marteloRuth rocha   marcelo marmelo martelo
Ruth rocha marcelo marmelo martelo
Patrícia Fernanda da Costa Santos
 
Ruth Rocha _ Marcelo, Marmelo, Martelo
Ruth Rocha _ Marcelo, Marmelo, MarteloRuth Rocha _ Marcelo, Marmelo, Martelo
Ruth Rocha _ Marcelo, Marmelo, Martelo
Patrícia Fernanda da Costa Santos
 
Infantilruthrocha marcelo-
Infantilruthrocha marcelo-Infantilruthrocha marcelo-
Infantilruthrocha marcelo-
Colégio Cerp
 
[Infantil]_Ruth_Rocha_-_Marcelo_Marmelo_Martelo
[Infantil]_Ruth_Rocha_-_Marcelo_Marmelo_Martelo[Infantil]_Ruth_Rocha_-_Marcelo_Marmelo_Martelo
[Infantil]_Ruth_Rocha_-_Marcelo_Marmelo_Martelo
Roseli Aparecida Tavares
 
Avaliação de língua portuguesa 8º ano .
Avaliação de língua portuguesa 8º ano .Avaliação de língua portuguesa 8º ano .
Avaliação de língua portuguesa 8º ano .
GlaucoRobertoBertucc
 
As escolas de Joana
As escolas de JoanaAs escolas de Joana
As escolas de Joana
Jamile Menezes
 
Avs So O Mximo
Avs So O MximoAvs So O Mximo
Avs So O Mximo
Marilia Brasil
 
Misterio na biblioteca
Misterio na bibliotecaMisterio na biblioteca
Misterio na biblioteca
Marisa Seara
 
54 misterio na_biblioteca
54 misterio na_biblioteca54 misterio na_biblioteca
54 misterio na_biblioteca
Maurício Guimarães
 
O enigma de Santo Antônio do Paraibuna
O enigma de Santo Antônio do ParaibunaO enigma de Santo Antônio do Paraibuna
O enigma de Santo Antônio do Paraibuna
Pablo Itaboray
 

Semelhante a As curiosidades do gaspar (20)

MARCELO, MARMELO, MARTELO E OUTRAS HISTÓRIAS DE RUTH ROCHA
MARCELO, MARMELO, MARTELO E OUTRAS HISTÓRIAS DE RUTH ROCHAMARCELO, MARMELO, MARTELO E OUTRAS HISTÓRIAS DE RUTH ROCHA
MARCELO, MARMELO, MARTELO E OUTRAS HISTÓRIAS DE RUTH ROCHA
 
Marcelo marmelo martelo
Marcelo marmelo marteloMarcelo marmelo martelo
Marcelo marmelo martelo
 
Livro, marcelo o marmelo.pdfxcxcxccccccc
Livro, marcelo o marmelo.pdfxcxcxcccccccLivro, marcelo o marmelo.pdfxcxcxccccccc
Livro, marcelo o marmelo.pdfxcxcxccccccc
 
[Infantil] ruth rocha_-_marcelo_marmelo_martelo
[Infantil] ruth rocha_-_marcelo_marmelo_martelo[Infantil] ruth rocha_-_marcelo_marmelo_martelo
[Infantil] ruth rocha_-_marcelo_marmelo_martelo
 
[Infantil] ruth rocha marcelo marmelo martelo
[Infantil] ruth rocha   marcelo marmelo martelo[Infantil] ruth rocha   marcelo marmelo martelo
[Infantil] ruth rocha marcelo marmelo martelo
 
Marcelo marmelo martelo
Marcelo marmelo marteloMarcelo marmelo martelo
Marcelo marmelo martelo
 
[Infantil] ruth rocha_-_marcelo_marmelo_martelo
[Infantil] ruth rocha_-_marcelo_marmelo_martelo[Infantil] ruth rocha_-_marcelo_marmelo_martelo
[Infantil] ruth rocha_-_marcelo_marmelo_martelo
 
[Infantil] ruth rocha_-_marcelo_marmelo_martelo
[Infantil] ruth rocha_-_marcelo_marmelo_martelo[Infantil] ruth rocha_-_marcelo_marmelo_martelo
[Infantil] ruth rocha_-_marcelo_marmelo_martelo
 
Ensino religioso 2
Ensino religioso 2Ensino religioso 2
Ensino religioso 2
 
5308703 marcelo-marmelo-martelo-ruth-rocha-091118215625-phpapp02
5308703 marcelo-marmelo-martelo-ruth-rocha-091118215625-phpapp025308703 marcelo-marmelo-martelo-ruth-rocha-091118215625-phpapp02
5308703 marcelo-marmelo-martelo-ruth-rocha-091118215625-phpapp02
 
Ruth rocha marcelo marmelo martelo
Ruth rocha   marcelo marmelo marteloRuth rocha   marcelo marmelo martelo
Ruth rocha marcelo marmelo martelo
 
Ruth Rocha _ Marcelo, Marmelo, Martelo
Ruth Rocha _ Marcelo, Marmelo, MarteloRuth Rocha _ Marcelo, Marmelo, Martelo
Ruth Rocha _ Marcelo, Marmelo, Martelo
 
Infantilruthrocha marcelo-
Infantilruthrocha marcelo-Infantilruthrocha marcelo-
Infantilruthrocha marcelo-
 
[Infantil]_Ruth_Rocha_-_Marcelo_Marmelo_Martelo
[Infantil]_Ruth_Rocha_-_Marcelo_Marmelo_Martelo[Infantil]_Ruth_Rocha_-_Marcelo_Marmelo_Martelo
[Infantil]_Ruth_Rocha_-_Marcelo_Marmelo_Martelo
 
Avaliação de língua portuguesa 8º ano .
Avaliação de língua portuguesa 8º ano .Avaliação de língua portuguesa 8º ano .
Avaliação de língua portuguesa 8º ano .
 
As escolas de Joana
As escolas de JoanaAs escolas de Joana
As escolas de Joana
 
Avs So O Mximo
Avs So O MximoAvs So O Mximo
Avs So O Mximo
 
Misterio na biblioteca
Misterio na bibliotecaMisterio na biblioteca
Misterio na biblioteca
 
54 misterio na_biblioteca
54 misterio na_biblioteca54 misterio na_biblioteca
54 misterio na_biblioteca
 
O enigma de Santo Antônio do Paraibuna
O enigma de Santo Antônio do ParaibunaO enigma de Santo Antônio do Paraibuna
O enigma de Santo Antônio do Paraibuna
 

Mais de ritafeijao

orientação vocacional
orientação vocacionalorientação vocacional
orientação vocacional
ritafeijao
 
Brochura de métodos e técnicas de estudo workshop
Brochura de métodos e técnicas de estudo workshopBrochura de métodos e técnicas de estudo workshop
Brochura de métodos e técnicas de estudo workshop
ritafeijao
 
Brochura de métodos e técnicas de estudo workshop
Brochura de métodos e técnicas de estudo workshopBrochura de métodos e técnicas de estudo workshop
Brochura de métodos e técnicas de estudo workshop
ritafeijao
 
Estratégias de memorização
Estratégias de memorizaçãoEstratégias de memorização
Estratégias de memorização
ritafeijao
 
1ª infância 0 aos 3 anos
1ª infância 0 aos 3 anos1ª infância 0 aos 3 anos
1ª infância 0 aos 3 anos
ritafeijao
 
Ansiedade face aos testes
Ansiedade face aos testesAnsiedade face aos testes
Ansiedade face aos testes
ritafeijao
 
Phad hiperatividade
Phad  hiperatividadePhad  hiperatividade
Phad hiperatividade
ritafeijao
 
Ansiedade face aos testes
Ansiedade face aos testesAnsiedade face aos testes
Ansiedade face aos testes
ritafeijao
 
Dislexia power point
Dislexia power pointDislexia power point
Dislexia power point
ritafeijao
 
Ansiedade em avaliação
Ansiedade em avaliaçãoAnsiedade em avaliação
Ansiedade em avaliação
ritafeijao
 
Dislexia definição, causas e intervenção
Dislexia definição, causas e intervençãoDislexia definição, causas e intervenção
Dislexia definição, causas e intervenção
ritafeijao
 

Mais de ritafeijao (11)

orientação vocacional
orientação vocacionalorientação vocacional
orientação vocacional
 
Brochura de métodos e técnicas de estudo workshop
Brochura de métodos e técnicas de estudo workshopBrochura de métodos e técnicas de estudo workshop
Brochura de métodos e técnicas de estudo workshop
 
Brochura de métodos e técnicas de estudo workshop
Brochura de métodos e técnicas de estudo workshopBrochura de métodos e técnicas de estudo workshop
Brochura de métodos e técnicas de estudo workshop
 
Estratégias de memorização
Estratégias de memorizaçãoEstratégias de memorização
Estratégias de memorização
 
1ª infância 0 aos 3 anos
1ª infância 0 aos 3 anos1ª infância 0 aos 3 anos
1ª infância 0 aos 3 anos
 
Ansiedade face aos testes
Ansiedade face aos testesAnsiedade face aos testes
Ansiedade face aos testes
 
Phad hiperatividade
Phad  hiperatividadePhad  hiperatividade
Phad hiperatividade
 
Ansiedade face aos testes
Ansiedade face aos testesAnsiedade face aos testes
Ansiedade face aos testes
 
Dislexia power point
Dislexia power pointDislexia power point
Dislexia power point
 
Ansiedade em avaliação
Ansiedade em avaliaçãoAnsiedade em avaliação
Ansiedade em avaliação
 
Dislexia definição, causas e intervenção
Dislexia definição, causas e intervençãoDislexia definição, causas e intervenção
Dislexia definição, causas e intervenção
 

As curiosidades do gaspar

  • 2. Ficha Técnica As curiosidades do Gaspar Autora: Rita Feijão Ilustração: José Lucena Arranjo gráfico: Susana Guerra Departamento de Educação Especial Agrupamento de Escolas de Campelos Rua 21 de Junho 2565-007 Campelos
  • 3. O Gaspar vai entrar para a escola e, como quase todos os meninos e meninas da sua idade, está muito entusiasmado. É que para dizer a verdade, ele já é um menino muito crescido. O Gaspar está pronto para aprender a ler, a escrever, a fazer contas e outras coisas mais, que se aprendem na escola.
  • 4. Mas este menino tem algumas dúvidas. - Afinal porque é que é tão importante saber ler e escrever? perguntou ele à sua mãe. - Vivi bem até agora mesmo sem saber ler e escrever. Não podia continuar assim?
  • 5. ????. ...??? A mãe pára para pensar… De repente, diz-lhe para acompanhá-la à cozinha e pede-lhe para a ajudar a fazer o seu bolo preferido. O Gaspar não percebeu muito bem porquê, mas gostou da ideia e lá foi com uma enorme vontade de comer o bolo. A mãe foi ao armário buscar o livro dos doces e leu a receita do bolo de chocolate de que o Gaspar tanto gosta.
  • 6. A receita do bolo de chocolate Misturam-se 5 ovos, 250 gramas de açúcar, 250 gramas de farinha, 80 gramas de chocolate, 80 gramas de manteiga e 1 colher de fermento. Bate-se tudo muito bem e deita-se numa forma untada com manteiga. Leva-se ao forno, que deve estar quente a 150 graus, e espera-se 45 minutos. Quando estiver pronto coloca-se num prato e depois de arrefecer está pronto a ser saboreado!
  • 7. E o menino logo percebeu, que se a sua mãe não soubesse ler, não conseguia cozinhar o bolo e, claro, ele ficava sem bolo! Então começou a pensar sozinho. Para que mais, sem ser para fazer bolos, é necessário saber ler e escrever? E as ideias foram surgindo: se eu for na rua e me perder, saber ler o nome das ruas é importante para poder dizer à minha mãe onde estou e ela me ir buscar. Quando eu for às compras também é importante ler os rótulos das coisas que quero comprar, se não, posso trazer aquilo que não quero.
  • 8. E quando os filmes da televisão são falados em línguas que eu não entendo, pois é… Só os consigo entender se souber ler as legendas!
  • 9. Entretanto chega o pai do Gaspar com o jornal na mão, e pergunta-lhe: - Estás muito sossegado, estás a pensar em quê? - Estava aqui a pensar por que é que é importante saber ler e escrever. Por que é que estás com o jornal?... Tem tantas letras…!!! O pai explica-lhe, que ao ler o jornal consegue saber coisas importantes que se passam no nosso país e também no resto do mundo. - Mas que tipo de coisas? - pergunta Gaspar. O pai responde:  
  • 10. - Oh, muita coisa! Por exemplo: uma tempestade que acontece noutro país; coisas sobre o desporto, principalmente sobre o jogo de ontem que eu não vi; posso também saber como vai estar o tempo amanhã: se vai chover ou se afinal vou poder passar o dia inteirinho na praia com o meu filhote; e tantas, tantas outras coisas mais…
  • 11.   - Pois é! Parece que a nossa vida muda muito quando sabemos ler e escrever. Ficamos a fazer parte do mundo dos crescidos, podemos escrever estórias, aquilo que vai na nossa cabeça, podemos escrever e ler recados do pai e da mãe, podemos fazer a lista de compras… E tudo isto pode ser escrito no papel ou no computador….  - “Mas quem é que se lembrou de inventar a escrita? E porquê?” - pensou o Gaspar novamente. - Vou perguntar ao pai!
  • 12. - Pai, sabes quem é que inventou a escrita? E porquê? O pai pousou o jornal e explicou: - A escrita foi inventada, há muitos, muitos anos por um povo chamado Sumério que vivia num sítio chamado Mesopotâmia. Estas pessoas trabalhavam no campo e criavam animais. Com o passar do tempo começaram a perceber que se escrevessem quantos animais tinham, quantos sacos de cereais, de grãos e de outras coisas eram colhidos, não se perdiam nas contas. Assim, sabiam sempre o que tinham. Imagina por exemplo: se alguém roubasse um saco de cevada e o dono tivesse escrito quantos sacos tinha, dava logo pela falta desse saco.
  • 13. - E escreviam onde? - Pergunta o Gaspar.   - Naquela altura não havia papel. Então, estas pessoas escreviam em placas de barro e depois punham-nas a secar ao sol, para que aquilo que estava escrito não se apagasse. A partir daí começaram a escrever muitas outras coisas. E foi assim que a escrita foi inventada.
  • 14. - Que engraçado! Nunca ninguém me tinha explicado estas coisas! - diz o Gaspar com uma cara de espanto. - Mas será que é muito difícil aprender a ler e a escrever? pergunta ele novamente.
  • 15. O pai disse-lhe que quase toda a gente é capaz de aprender a ler e a escrever, mas às vezes há meninos e meninas que demoram mais tempo, precisam de mais ajuda. Quando isso acontece, existem pessoas que podem ajudar, como a professora, os pais, o psicólogo e, claro, deve haver sempre muita vontade de aprender. Mesmo que seja difícil, temos sempre que acreditar que somos capazes!
  • 16. -E claro, tu também vais ser capaz! - afirma o pai fazendo-lhe uma festa nos cabelos. Fim