SlideShare uma empresa Scribd logo
A Inovação como solução de
competitividade
Sergei Brin & Larry PageSteve Jobs
Mark ZuckerbergJeff Bezos
ABIPLAST / PLÁSTICO MODERNO AGOSTO 2012
 Um mundo conectado, globalizado e um
nível de competição
diferente
 Há muito mais competição em nosso ambiente e tudo
ocorre de forma muito mais rápida:
 Os 10 tipos de emprego mais demandados nos dias
de hoje não existiam há 10 anos
 Abaixo a tabela de anos para chegar a um uso por
parte de 50 milhões de pessoas
 Radio 38 anos
 TV 13 anos
 Internet 4 anos
 i-pod 3 anos
 Facebook 2 anos
 Twitter 1 ano
 Para estudantes que iniciem um curso de quatro
anos muito do que aprenderem nos primeiros dois
anos estará fora de uso no terceiro
Por que Inovação ?
Na História do Homem sempre houve
evolução tecnológica....
Agora isto ocorre num AMBIENTE
MUITO MAIS CONECTADO...
O NOVO NECESSÁRIO agora é mais
percebido e provoca necessidade
imediata criando mercados numa
forma explosiva em impulso.
NOVAS FORMAS de fazer o mesmo
provocam revoluções nos processos
massificando o que antes era um
privilégio e tornando comodidade
temas antes inatingíveis para certos
consumidores.
Mas qual é realmente o
CONCEITO de Inovação?
 hoje há diferentes definições e muitos
modismos. Um excesso de menção.
 É mais fácil observar o que NÃO é
inovação.
 Não é ciência...
 Não é tecnologia...
 Não é capacidade de Pesquisa &
Desenvolvimento.
 Não é simplesmente o novo, o diferente...
 Não é algo determinado que possa ser
projetado simplesmente...
Algumas reflexões que podem
auxiliar muito no conceito:
 “... inovação não é, ela ACONTECE... !”
 inovação é um fenômeno gerador de
riqueza típico do ambiente econômico
mundial recente e vigente.
 A inovação se manifesta principalmente
num ambiente social onde o MERCADO
tem um papel preponderante, somente
ali.
 Não existe inovação sem MERCADO !
Será INOVAÇÃO?
As 10 organizações mais
inovadoras do mundo em 2012
Características que saltam aos olhos
destas empresas
 Todas trabalham no ambiente
novo vinculado a internet e TIC
 90% americanas e 10% asiáticas
(onde estão os outros, a
Europa ?)
 80% com menos de 20 anos
 Maioria com produtos e
serviços inexistentes há cinco
anos atrás
Ambiente da Inovação
 A inovação acontece por
que o ambiente permite, e é
a criação deste ambiente
permissivo que deve ser o
objeto da atenção de quem
pretende estimular as
condições de aparecimento
do fenômeno.
Competitividade
 Competitividade é a CAPACIDADE de um país (região, cidade ou
locus qualquer) DE CRIAR CONDIÇÕES para que as pessoas,
empresas e organizações nele instaladas produzam o maior
bem-estar possível para seus cidadãos e para que o façam
crescer ao longo do tempo em relação ao dos cidadãos de
outros países (regiões, cidades ou locus).
Como o Brasil pode ser mais competitivo?
É preciso investir em pesquisa e inovação.
 Em 2010 o país destinou 1,14% do PIB para este fim.
 A CNI e o Governo estimam a elevação deste
percentual para 1,8% do PIB em 2014.
E a Prosperidade...
 A PROSPERIDADE é resultado cada
vez mais de....
 COMPETITIVIDADE que é
estabelecida a partir de fatores
entre os quais, um dos principais
no mundo moderno é a...
 INOVAÇÃO, que uma vez obtida
com regularidade gera mais ...
 PROSPERIDADE.
Ciclo virtuoso daCiclo virtuoso da
prosperidadeprosperidade
Gestão & Inovação são
propulsores
A GESTÃO através da qualidade
total é um fundamento de uma
empresa competitiva. Trata-se de
condição necessária mas talvez
não suficiente para o atingimento
de resultados notáveis.
A INOVAÇÃO é sempre
identificada na
organização de exceção
e na maior parte das
vezes sustentada por
uma gestão excelente.
Sustentabilidade & Governança
são Limites
 A INOVAÇÃO portanto é capaz de
gerar riqueza infinita afrontando o
tema da concentração de riquezas
gerador de conflitos ideológicos no
século passado e sustentando a
predominância do capitalismo como
sistema econômico.
 No entanto é a SUSTENTABILIDADE
que cria o limite para o capitalismo a
partir da consciência da destruição de
valor quando agredimos o meio
ambiente
 A GOVERNANÇA aqui aparece como
os limites do capitalismo acordados a
partir da sabedoria do ser humano
O CASE MEDABIL
A Educação
 Capital Humano é um dos principais
ativos de uma sociedade
competitiva
 O processo educacional desta
sociedade, definidor da cultura, é a
base para a formação do Capital
Humano.
 A Educação fundamental, o ensino
médio e o ensino superior são
processos que influenciam
completamente na formação de um
ambiente de prosperidade
Reflexões para ação
 A partir do conceito e com a
meta de aumentar a
prosperidade e criar um
ambiente competitivo, pode-
se fazer uma reflexão sobre o
tripé que sustentaria uma
comunidade que tivesse mais
chances de competir com
melhores resultados.
 Como escolhemos os líderes ?
 Quais os resultados na educação ?
 Qual o nível de empreendedorismo
dos nossos líderes, o que eles
realmente construíram ?
Pode-se afirmar :
 Que o futuro próspero de uma nação
depende diretamente de como ela vai
tratar seu ambiente social e
econômico de forma a incentivar a
educação e os empreendedores
gerando com isto capacidade de
inovação e aumento da
competitividade de suas empresas
em busca de mais riqueza e bem estar
social.
Educação
Gestão
E como serão
os plásticos em
A maioria dos futuristas, futurólogos e cientistas
concordam que, em algum momento entre 2030
e 2040 um marco em termos de
desenvolvimento tecnológico será alcançado e
causará uma ruptura, uma disjunção completa na
evolução humana.
Nesta época iremos construir o primeiro
computador intelectualmente equivalente ao
ser humano.
Reflexão: seremos deuses?
Este ponto projetado da história da humanidade futura é
chamado de “Singularidade” por futuristas e futurólogos
porque uma vez que as máquinas super-inteligentes
começam a assumir a tarefa de desenvolvimento
tecnológico, espera-se que o progresso seja tão rápido e
que tenha sentidos tão imprevisíveis, que é inútil especular
a sobre a vida nos próximos 25 anos.
No entanto é possível identificar algumas mudanças sociais,
físicas, tecnológicas e cientificas que irão aparecer entre
hoje e o ponto em que ocorrerá a “Singularidade”.
Estas mudanças são...
Crescimento da População
 Plásticos podem ajudar a combater
os problemas causados pelo rápido
crescimento da população em pelo
menos duas maneiras principais:
 Combate à escassez de alimentos
 Combate à escassez de água potável
Através da...
 preservação dos alimentos: filmes plásticos – transporte, shelf-life,
refrigeração, sensores de temperatura, integridade e cozimento(chips
e baixo custo com base em polímeros condutores).
 maximizar a produtividade das culturas – coberturas de estufas, filmes
plásticos foto seletivos, silagem/silos, hidropônica em containers,
tubos e fitas de irrigação (durabilidade e redução de desperdício de
água)
 preservação da água potável – tubos plásticos evitam vazamentos,
inertes, duráveis, isolamento de contaminantes do solo, filtros para
recuperação da água, geomembrama (condução eficiente da água e
preservação do lençol freático em aterros).
 gerando água potável – dessalinização da água do mar por osmose
reversa (membrana plástica + nanotecnologia, dutos que suportam a
agressividade dos sais).
Mudança
Social
Demográfica
Os plásticos têm um
papel útil a desempenhar
na resposta às
necessidades de uma
população que cada vez
vive mais.
 Hoje uma importante contribuição está nas necessidades
especificas dos idosos no que se refere a saúde.
 Produtos plásticos são leves e resistentes e isto auxilia a
portabilidade de uma série de equipamentos. Embalagens fáceis
de abrir e de usar, produtos ergonômicos, entre outros
benefícios.
 O plástico tem importante papel na robótica, incluindo moveis
inteligentes. Prestação de cuidados em casa será alvo de
desenvolvimento para idosos e pessoas com limitação de
movimentos.
 Miniaturização de componentes para produção de próteses e
produtos para proporcionar maior conforto.
Mudanças Climáticas
Plásticos podem nos ajudar a lidar
com as mudanças climáticas e suas
consequências, pelo menos,
em dois aspectos importantes:
 Reduzir a necessidade do uso de
combustíveis fósseis
 Proteger as pessoas contra os
efeitos das alterações climáticas
A maioria dos combustíveis fósseis é utilizada para gerar
eletricidade e calor. Plásticos podem e são utilizados como
isolamento térmico (150 x a energia utilizada para produzi-lo) e ainda
podem gerar energia.
O consumo de combustíveis fósseis em transporte diminui com o
peso dos veículos. Os plásticos são cada vez mais utilizados para
este setor (Boeing 787 Dreamliner - quase 50% - reduz 20% consumo).
O plástico é um importante agente na redução do peso das cargas
transportadas.
O plástico também continuará a desempenhar um papel
importante na ajuda aos desabrigados. Operações, com boa
infraestrutura e que são fáceis de transportar, instalar e manter,
incluindo hospitais de campanha, tendas, barcos, roupas
impermeáveis, sistemas de transporte e armazenamento de água.
Escassez de Energia
Os plásticos podem ajudar a
aliviar a iminência da
crise energética, ao menos de
três maneiras:
 Melhorar a eficiência
energética das residências e
dos locais de trabalho
 Facilitar a busca por
combustível fóssil
 Apoiar a busca de um novo
mix de energia
Os plásticos serão mais utilizados na indústria da construção, em conjunto com
outros materiais. Aumento da eficiência energética dos edifícios.
Os polímeros são usados para ajustar a viscosidade do óleo bruto pesado,
tornando mais fácil a sua extração.
Busca por um novo mix de energia:
 energia eólica - componentes críticos feitos de material plástico forte, leve e
resistente. Plásticos também desempenham um papel importante na construção
de turbinas para uso em parques eólicos offshore.
 energia solar – painéis usualmente plásticos.
 energia geotérmica – usados na coleta de calor natural da Terra. A energia
geotérmica tubo que está instalado no subsolo é feito tipicamente de plástico.
 energia do hidrogênio – desenvolvimento de células eletrolíticas combustíveis
(poliméricas).
Globalização
A globalização, se for realizada de
forma justa e ética, poderá tirar da
pobreza um bilhão de pessoas e
trazer melhores condições de vida
em um mundo em
desenvolvimento e estimular o
crescimento econômico global.
A indústria do plástico terá um
papel significativo a desempenhar
na globalização em pelo menos as
seguintes áreas:
 Criação de postos de trabalho
 Facilitar a mobilidade e as
comunicações
Criação de empregos
a produção de polímeros é uma indústria de capital intensivo, mas a industria de
transformação é uma industria de mão de obra intensiva e baixo investimento
inicial.
A globalização irá fornecer novas oportunidades e mercados para os plásticos.
Facilitar a mobilidade e as comunicações
A globalização levará ao aumento do transporte de bens e aumento das viagens.
Plásticos, como temos visto, têm um papel importante a desempenhar na
minimização do consumo de combustíveis fósseis e este papel será cada vez mais
importante.
Comunicação eletrônica crescente em detrimento do correio tradicional. O plástico
continuará a desempenhar um papel fundamental na a evolução da comunicação
digital, permitindo a miniaturização e a portabilidade.
Quanto ao aumento dos resíduos plásticos, especialmente tendo em conta o
interesse público sobre questões como o lixo marinho, biodegradabilidade e o uso
de sacolas, nas próximas décadas, a indústria de plásticos terá de redobrar os seus
esforços para educar o público e esclarecer percepções equivocadas da população
sobre o plástico, promovendo ao mesmo tempo, o descarte responsável e a
reutilização e a reciclagem dos plásticos e, especialmente, o aumento da
valorização energética dos plásticos.
Quanto ao aumento dos resíduos plásticos, especialmente tendo em conta o
interesse público sobre questões como o lixo marinho, biodegradabilidade e o uso
de sacolas, nas próximas décadas, a indústria de plásticos terá de redobrar os seus
esforços para educar o público e esclarecer percepções equivocadas da população
sobre o plástico, promovendo ao mesmo tempo, o descarte responsável e a
reutilização e a reciclagem dos plásticos e, especialmente, o aumento da
valorização energética dos plásticos.
Aceleração das
Mudanças Tecnológicas
Os plásticos têm percorrido um longo
caminho durante os
últimos vinte anos e ,segundo Ray
Hammond, podemos esperar
desenvolvimentos ainda mais
surpreendentes nos próximos anos.
Atualmente os trabalhos têm sido
direcionados para:
 Desenvolvimento de novas
possibilidades em nanotecnologia.
 Chips mais baratos a partir de
plásticos condutores.
Novas possibilidades com a nanotecnologia: performance - resistência à
calor, chama, abrasão.
Nanotubos de plástico - condutores flexíveis, leves e
duráveis - serão utilizados para a condução de tintas e revestimentos dando
origem a fibras 'inteligentes'.
A miniaturização dos circuitos e componentes depende de plásticos de alta
performance – resistência e estabilidade dimensional.
No futuro, o polímero condutor (desenvolvido a partir da nanotecnologia)
formará a base da experiência futura de fazer compras, substituindo código
de barras e tags de identificação por radiofrequência.
Uma outra serie de aplicações como braceletes hospitalares, atualizados
com informações do paciente e embalagens que avisam que a data do
produto irá expirar.
A Revolução nos
Cuidados com a Saúde
Quanto mais vivermos mais
dependeremos dos plásticos para
assegurar saúde e bem estar.
Já dependemos dos plásticos para
manter a higiene, através da proteção
de alimentos e de medicamentos.
Esterilidade de equipamentos médicos
e materiais cirúrgicos.
Dois segmentos onde os plásticos já
representam importantes
contribuições:
Facilitam diagnósticos e tratamentos
Possibilitam próteses mais efetivas e
próximas da nossa anatomia.
• Facilitando diagnósticos e tratamentos
Presente em uma série de Equipamentos
Cirurgias mais seguras e precisas através de robôs
 Possibilitando próteses mais efetivas e próximas da realidade corporal
Plásticos são componentes chave de aparelhos protéticos, proporcionando
conforto, flexibilidade, mobilidade e aparência real. São ideais para esse
propósito pois são seguros, higiênicos e desenvolvidos para serem
biocompatíveis com o corpo humano.
Juntas - Quadris e Joelhos artificiais
Músculos - Nova geração de polímeros eletroativos
Órgãos - Novas partes do corpo humano
Sangue – Sangue plástico artificial
Plásticos no dia-a-dia
em 2030
Plásticos não serão somente
uma ferramenta para
responder aos maiores
desafios da comunidade
global, eles também serão
uma parte intrínseca de
nossas vidas diárias.
O principal fator de mudança
será a aceleração tecnológica:
a combinação de tecnologia e
plásticos mudará nossos
estilos de vida, de trabalho e
de lazer.
• Em casa, no trabalho, em movimento
Muitos desenvolvimentos afetarão nossas vidas em 2030, fortemente
baseados em plásticos – nanotecnologia, implantes, satélites , sistemas de
controle de tráfego, veículos automatizados, robôs no trabalho e em casa.
 Assegurando Saúde e Segurança
Saúde e segurança: duas das maiores preocupações das pessoas em todas
partes do mundo nos próximos anos.
Plásticos ajudam a manter a saúde através de embalagens alimentícias
higiênicas.
Plásticos terão uma parte vital expressiva nos cuidados com a saúde.
Plásticos terão uma função significativa de manter pessoas protegidas
de danos físicos - máxima proteção com mínimo desconforto através de
plásticos mais resistentes, transparentes, flexíveis e com melhor toque.
 Lazer e Esportes
Plásticos revolucionaram a indústria dos esportes através de inovações e
seguirão revolucionando, pois permitem a execução de diferentes design e
a aplicação de muita criatividade.
A cadeia do plástico tem
total legitimidade para a
condução da
INOVAÇÃO nas próximas
décadas, pois tem mostrado
esta vocação ao trazer
inúmeros benefícios para a
sociedade.
Referências:
Michael Porter Criando as vantagens de amanhã
Rowan Gibson Repensando o Futuro
Peter Ferdinand Drucker Inovação e espírito empreendedor
Ricardo Felizzola Apresentação na FIERGS em junho 2012
Ray Hammond The World In 2030 - 2012 Edition
Muito obrigado!
Alfredo Felipe Schmitt
Diretor da ABIPLAST
Presidente da ABIEF
Presidente do SINPLAST

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Trend Report Update 17.20
Trend Report Update 17.20Trend Report Update 17.20
Trend Report Update 17.20
Luis Rasquilha
 
Innovation Update
Innovation UpdateInnovation Update
Innovation Update
Andre Coutinho
 
Mutantes, Inovação, Commons, Coprodução e Sistemas
Mutantes, Inovação, Commons, Coprodução e SistemasMutantes, Inovação, Commons, Coprodução e Sistemas
Mutantes, Inovação, Commons, Coprodução e Sistemas
Roberto C. S. Pacheco
 
EvoluçãO Da Tecnologia
EvoluçãO Da TecnologiaEvoluçãO Da Tecnologia
EvoluçãO Da Tecnologia
guest4fc34a
 
Eletiva
EletivaEletiva
As três tendências que todo RH deve saber
As três tendências que todo RH deve saberAs três tendências que todo RH deve saber
As três tendências que todo RH deve saber
Camila Ghattas
 
Dez grandes tendências de um mundo em mudança
Dez grandes tendências de um mundo em mudançaDez grandes tendências de um mundo em mudança
Dez grandes tendências de um mundo em mudança
Luis Rasquilha
 
Futurologia Valetec
Futurologia ValetecFuturologia Valetec
Futurologia Valetec
Guilherme Souto, MBA, PMP, CSM
 
IFV Indice de Future Vision: A Equação do Futuro
IFV Indice de Future Vision: A Equação do FuturoIFV Indice de Future Vision: A Equação do Futuro
IFV Indice de Future Vision: A Equação do Futuro
Luis Rasquilha
 
1-As influências da tecnologia em nossa vida.
1-As influências da tecnologia em nossa vida.1-As influências da tecnologia em nossa vida.
1-As influências da tecnologia em nossa vida.
HizqeelMajoka
 
Tecnologia, Mudanças Sociais e Aldeia Global
Tecnologia, Mudanças Sociais e Aldeia GlobalTecnologia, Mudanças Sociais e Aldeia Global
Tecnologia, Mudanças Sociais e Aldeia Global
Turmacef201617
 
Conhecimento e Inovação em Gestão Pública CBTIM 2009
Conhecimento e Inovação em Gestão Pública CBTIM 2009Conhecimento e Inovação em Gestão Pública CBTIM 2009
Conhecimento e Inovação em Gestão Pública CBTIM 2009
Secretaria de Governo do Estado de São Paulo
 
Ellen fedrigo 4° fef matemática mídias e globalização
Ellen fedrigo 4° fef matemática mídias e globalizaçãoEllen fedrigo 4° fef matemática mídias e globalização
Ellen fedrigo 4° fef matemática mídias e globalização
'' Ellen Fedrigo
 
A evolução da tecnologia
A evolução da tecnologiaA evolução da tecnologia
A evolução da tecnologia
Maria Freitas
 
BIZCOOL - Curso novo mundo, novas empresas
BIZCOOL - Curso novo mundo, novas empresasBIZCOOL - Curso novo mundo, novas empresas
BIZCOOL - Curso novo mundo, novas empresas
Bizcool | Escola Aceleradora
 
Gerenciamento de Projetos e Engenharia de Produção - Desafios do Século XXI
Gerenciamento de Projetos e Engenharia de Produção - Desafios do Século XXIGerenciamento de Projetos e Engenharia de Produção - Desafios do Século XXI
Gerenciamento de Projetos e Engenharia de Produção - Desafios do Século XXI
Alex Urbano, PMP
 
A reputacao
A reputacaoA reputacao
A reputacao
Nadege Lomando
 
FGV/EAESP - Caderno de Inovacao | Vol. 10
FGV/EAESP - Caderno de Inovacao | Vol. 10FGV/EAESP - Caderno de Inovacao | Vol. 10
FGV/EAESP - Caderno de Inovacao | Vol. 10
FGV | Fundação Getulio Vargas
 
Grupo 01
Grupo 01Grupo 01
Folder Luis Rasquilha Palestrante
Folder Luis Rasquilha PalestranteFolder Luis Rasquilha Palestrante
Folder Luis Rasquilha Palestrante
Luis Rasquilha
 

Mais procurados (20)

Trend Report Update 17.20
Trend Report Update 17.20Trend Report Update 17.20
Trend Report Update 17.20
 
Innovation Update
Innovation UpdateInnovation Update
Innovation Update
 
Mutantes, Inovação, Commons, Coprodução e Sistemas
Mutantes, Inovação, Commons, Coprodução e SistemasMutantes, Inovação, Commons, Coprodução e Sistemas
Mutantes, Inovação, Commons, Coprodução e Sistemas
 
EvoluçãO Da Tecnologia
EvoluçãO Da TecnologiaEvoluçãO Da Tecnologia
EvoluçãO Da Tecnologia
 
Eletiva
EletivaEletiva
Eletiva
 
As três tendências que todo RH deve saber
As três tendências que todo RH deve saberAs três tendências que todo RH deve saber
As três tendências que todo RH deve saber
 
Dez grandes tendências de um mundo em mudança
Dez grandes tendências de um mundo em mudançaDez grandes tendências de um mundo em mudança
Dez grandes tendências de um mundo em mudança
 
Futurologia Valetec
Futurologia ValetecFuturologia Valetec
Futurologia Valetec
 
IFV Indice de Future Vision: A Equação do Futuro
IFV Indice de Future Vision: A Equação do FuturoIFV Indice de Future Vision: A Equação do Futuro
IFV Indice de Future Vision: A Equação do Futuro
 
1-As influências da tecnologia em nossa vida.
1-As influências da tecnologia em nossa vida.1-As influências da tecnologia em nossa vida.
1-As influências da tecnologia em nossa vida.
 
Tecnologia, Mudanças Sociais e Aldeia Global
Tecnologia, Mudanças Sociais e Aldeia GlobalTecnologia, Mudanças Sociais e Aldeia Global
Tecnologia, Mudanças Sociais e Aldeia Global
 
Conhecimento e Inovação em Gestão Pública CBTIM 2009
Conhecimento e Inovação em Gestão Pública CBTIM 2009Conhecimento e Inovação em Gestão Pública CBTIM 2009
Conhecimento e Inovação em Gestão Pública CBTIM 2009
 
Ellen fedrigo 4° fef matemática mídias e globalização
Ellen fedrigo 4° fef matemática mídias e globalizaçãoEllen fedrigo 4° fef matemática mídias e globalização
Ellen fedrigo 4° fef matemática mídias e globalização
 
A evolução da tecnologia
A evolução da tecnologiaA evolução da tecnologia
A evolução da tecnologia
 
BIZCOOL - Curso novo mundo, novas empresas
BIZCOOL - Curso novo mundo, novas empresasBIZCOOL - Curso novo mundo, novas empresas
BIZCOOL - Curso novo mundo, novas empresas
 
Gerenciamento de Projetos e Engenharia de Produção - Desafios do Século XXI
Gerenciamento de Projetos e Engenharia de Produção - Desafios do Século XXIGerenciamento de Projetos e Engenharia de Produção - Desafios do Século XXI
Gerenciamento de Projetos e Engenharia de Produção - Desafios do Século XXI
 
A reputacao
A reputacaoA reputacao
A reputacao
 
FGV/EAESP - Caderno de Inovacao | Vol. 10
FGV/EAESP - Caderno de Inovacao | Vol. 10FGV/EAESP - Caderno de Inovacao | Vol. 10
FGV/EAESP - Caderno de Inovacao | Vol. 10
 
Grupo 01
Grupo 01Grupo 01
Grupo 01
 
Folder Luis Rasquilha Palestrante
Folder Luis Rasquilha PalestranteFolder Luis Rasquilha Palestrante
Folder Luis Rasquilha Palestrante
 

Semelhante a Apresentação Inovação

Workshop: Como Desenvolver seu Negócio Sustentável
 Workshop: Como Desenvolver seu Negócio Sustentável Workshop: Como Desenvolver seu Negócio Sustentável
Workshop: Como Desenvolver seu Negócio Sustentável
Hudson Mendonça
 
01 novas tecnologias
01 novas tecnologias01 novas tecnologias
01 novas tecnologias
danimateus
 
TECNOLOGIA e a SOCIEDADE.ppt
TECNOLOGIA e a SOCIEDADE.pptTECNOLOGIA e a SOCIEDADE.ppt
TECNOLOGIA e a SOCIEDADE.ppt
AlbertoPinho6
 
Vision 2050
Vision 2050Vision 2050
02 novas tecnologias
02 novas tecnologias02 novas tecnologias
02 novas tecnologias
danimateus
 
Crise ambiental x consumo 1
Crise ambiental x consumo 1Crise ambiental x consumo 1
Crise ambiental x consumo 1
Instituto 5º Elemento
 
Crise ambiental x consumo
Crise ambiental x consumo Crise ambiental x consumo
Crise ambiental x consumo
Marcia Marques
 
Fiemg simantob 20.10.11
Fiemg simantob 20.10.11Fiemg simantob 20.10.11
Fiemg simantob 20.10.11
kleber.torres
 
Areas de gestao
Areas de gestaoAreas de gestao
Areas de gestao
Arleno
 
O Futuro do Trabalho: Os Drivers da Mudança: BuzzMedia Jan16
O Futuro do Trabalho: Os Drivers da Mudança: BuzzMedia Jan16O Futuro do Trabalho: Os Drivers da Mudança: BuzzMedia Jan16
O Futuro do Trabalho: Os Drivers da Mudança: BuzzMedia Jan16
Luis Rasquilha
 
Globalização e internet unicastelo
Globalização e internet   unicasteloGlobalização e internet   unicastelo
Globalização e internet unicastelo
Amarildo Souza
 
Decrescimento – Crescer no Essencial, Jorge Moreira, Revista O Instalador 270
Decrescimento – Crescer no Essencial, Jorge Moreira, Revista O Instalador 270Decrescimento – Crescer no Essencial, Jorge Moreira, Revista O Instalador 270
Decrescimento – Crescer no Essencial, Jorge Moreira, Revista O Instalador 270
Jorge Moreira
 
Apresentação Thymus - Triple Bottom Line - Results ON Day
Apresentação Thymus - Triple Bottom Line - Results ON DayApresentação Thymus - Triple Bottom Line - Results ON Day
Apresentação Thymus - Triple Bottom Line - Results ON Day
rafaelbucco
 
Inova GestòO Cgpei Gci Slides Final
Inova GestòO Cgpei Gci Slides FinalInova GestòO Cgpei Gci Slides Final
Inova GestòO Cgpei Gci Slides Final
Inova Gestão
 
Ij ds ocup espaço 04fev ago11 pages-iphone
Ij ds ocup espaço 04fev ago11 pages-iphoneIj ds ocup espaço 04fev ago11 pages-iphone
Ij ds ocup espaço 04fev ago11 pages-iphone
Instituto Jatobas
 
Gestão Social Responsável
Gestão Social ResponsávelGestão Social Responsável
Gestão Social Responsável
CRA-BA
 
Analise das iniciativas em sustentabilidade das empresas do varejo de moda
Analise das iniciativas em sustentabilidade das empresas do varejo de modaAnalise das iniciativas em sustentabilidade das empresas do varejo de moda
Analise das iniciativas em sustentabilidade das empresas do varejo de moda
Larissa Kaneko
 
Sustentabilidade o que_e
Sustentabilidade o que_eSustentabilidade o que_e
Sustentabilidade o que_e
Angelica Vasconcelos
 
Gestao sustentavel
Gestao sustentavelGestao sustentavel
Gestao sustentavel
Ricardo Mendes Jr
 
Aula 3 sociedade do conhecimento
Aula 3 sociedade do conhecimentoAula 3 sociedade do conhecimento
Aula 3 sociedade do conhecimento
Carlos Alves
 

Semelhante a Apresentação Inovação (20)

Workshop: Como Desenvolver seu Negócio Sustentável
 Workshop: Como Desenvolver seu Negócio Sustentável Workshop: Como Desenvolver seu Negócio Sustentável
Workshop: Como Desenvolver seu Negócio Sustentável
 
01 novas tecnologias
01 novas tecnologias01 novas tecnologias
01 novas tecnologias
 
TECNOLOGIA e a SOCIEDADE.ppt
TECNOLOGIA e a SOCIEDADE.pptTECNOLOGIA e a SOCIEDADE.ppt
TECNOLOGIA e a SOCIEDADE.ppt
 
Vision 2050
Vision 2050Vision 2050
Vision 2050
 
02 novas tecnologias
02 novas tecnologias02 novas tecnologias
02 novas tecnologias
 
Crise ambiental x consumo 1
Crise ambiental x consumo 1Crise ambiental x consumo 1
Crise ambiental x consumo 1
 
Crise ambiental x consumo
Crise ambiental x consumo Crise ambiental x consumo
Crise ambiental x consumo
 
Fiemg simantob 20.10.11
Fiemg simantob 20.10.11Fiemg simantob 20.10.11
Fiemg simantob 20.10.11
 
Areas de gestao
Areas de gestaoAreas de gestao
Areas de gestao
 
O Futuro do Trabalho: Os Drivers da Mudança: BuzzMedia Jan16
O Futuro do Trabalho: Os Drivers da Mudança: BuzzMedia Jan16O Futuro do Trabalho: Os Drivers da Mudança: BuzzMedia Jan16
O Futuro do Trabalho: Os Drivers da Mudança: BuzzMedia Jan16
 
Globalização e internet unicastelo
Globalização e internet   unicasteloGlobalização e internet   unicastelo
Globalização e internet unicastelo
 
Decrescimento – Crescer no Essencial, Jorge Moreira, Revista O Instalador 270
Decrescimento – Crescer no Essencial, Jorge Moreira, Revista O Instalador 270Decrescimento – Crescer no Essencial, Jorge Moreira, Revista O Instalador 270
Decrescimento – Crescer no Essencial, Jorge Moreira, Revista O Instalador 270
 
Apresentação Thymus - Triple Bottom Line - Results ON Day
Apresentação Thymus - Triple Bottom Line - Results ON DayApresentação Thymus - Triple Bottom Line - Results ON Day
Apresentação Thymus - Triple Bottom Line - Results ON Day
 
Inova GestòO Cgpei Gci Slides Final
Inova GestòO Cgpei Gci Slides FinalInova GestòO Cgpei Gci Slides Final
Inova GestòO Cgpei Gci Slides Final
 
Ij ds ocup espaço 04fev ago11 pages-iphone
Ij ds ocup espaço 04fev ago11 pages-iphoneIj ds ocup espaço 04fev ago11 pages-iphone
Ij ds ocup espaço 04fev ago11 pages-iphone
 
Gestão Social Responsável
Gestão Social ResponsávelGestão Social Responsável
Gestão Social Responsável
 
Analise das iniciativas em sustentabilidade das empresas do varejo de moda
Analise das iniciativas em sustentabilidade das empresas do varejo de modaAnalise das iniciativas em sustentabilidade das empresas do varejo de moda
Analise das iniciativas em sustentabilidade das empresas do varejo de moda
 
Sustentabilidade o que_e
Sustentabilidade o que_eSustentabilidade o que_e
Sustentabilidade o que_e
 
Gestao sustentavel
Gestao sustentavelGestao sustentavel
Gestao sustentavel
 
Aula 3 sociedade do conhecimento
Aula 3 sociedade do conhecimentoAula 3 sociedade do conhecimento
Aula 3 sociedade do conhecimento
 

Apresentação Inovação

  • 1. A Inovação como solução de competitividade Sergei Brin & Larry PageSteve Jobs Mark ZuckerbergJeff Bezos ABIPLAST / PLÁSTICO MODERNO AGOSTO 2012
  • 2.  Um mundo conectado, globalizado e um nível de competição diferente  Há muito mais competição em nosso ambiente e tudo ocorre de forma muito mais rápida:  Os 10 tipos de emprego mais demandados nos dias de hoje não existiam há 10 anos  Abaixo a tabela de anos para chegar a um uso por parte de 50 milhões de pessoas  Radio 38 anos  TV 13 anos  Internet 4 anos  i-pod 3 anos  Facebook 2 anos  Twitter 1 ano  Para estudantes que iniciem um curso de quatro anos muito do que aprenderem nos primeiros dois anos estará fora de uso no terceiro
  • 3. Por que Inovação ? Na História do Homem sempre houve evolução tecnológica.... Agora isto ocorre num AMBIENTE MUITO MAIS CONECTADO... O NOVO NECESSÁRIO agora é mais percebido e provoca necessidade imediata criando mercados numa forma explosiva em impulso. NOVAS FORMAS de fazer o mesmo provocam revoluções nos processos massificando o que antes era um privilégio e tornando comodidade temas antes inatingíveis para certos consumidores.
  • 4. Mas qual é realmente o CONCEITO de Inovação?  hoje há diferentes definições e muitos modismos. Um excesso de menção.  É mais fácil observar o que NÃO é inovação.  Não é ciência...  Não é tecnologia...  Não é capacidade de Pesquisa & Desenvolvimento.  Não é simplesmente o novo, o diferente...  Não é algo determinado que possa ser projetado simplesmente...
  • 5. Algumas reflexões que podem auxiliar muito no conceito:  “... inovação não é, ela ACONTECE... !”  inovação é um fenômeno gerador de riqueza típico do ambiente econômico mundial recente e vigente.  A inovação se manifesta principalmente num ambiente social onde o MERCADO tem um papel preponderante, somente ali.  Não existe inovação sem MERCADO !
  • 7. As 10 organizações mais inovadoras do mundo em 2012
  • 8. Características que saltam aos olhos destas empresas  Todas trabalham no ambiente novo vinculado a internet e TIC  90% americanas e 10% asiáticas (onde estão os outros, a Europa ?)  80% com menos de 20 anos  Maioria com produtos e serviços inexistentes há cinco anos atrás
  • 9. Ambiente da Inovação  A inovação acontece por que o ambiente permite, e é a criação deste ambiente permissivo que deve ser o objeto da atenção de quem pretende estimular as condições de aparecimento do fenômeno.
  • 10. Competitividade  Competitividade é a CAPACIDADE de um país (região, cidade ou locus qualquer) DE CRIAR CONDIÇÕES para que as pessoas, empresas e organizações nele instaladas produzam o maior bem-estar possível para seus cidadãos e para que o façam crescer ao longo do tempo em relação ao dos cidadãos de outros países (regiões, cidades ou locus).
  • 11. Como o Brasil pode ser mais competitivo? É preciso investir em pesquisa e inovação.  Em 2010 o país destinou 1,14% do PIB para este fim.  A CNI e o Governo estimam a elevação deste percentual para 1,8% do PIB em 2014.
  • 12. E a Prosperidade...  A PROSPERIDADE é resultado cada vez mais de....  COMPETITIVIDADE que é estabelecida a partir de fatores entre os quais, um dos principais no mundo moderno é a...  INOVAÇÃO, que uma vez obtida com regularidade gera mais ...  PROSPERIDADE.
  • 13. Ciclo virtuoso daCiclo virtuoso da prosperidadeprosperidade
  • 14. Gestão & Inovação são propulsores A GESTÃO através da qualidade total é um fundamento de uma empresa competitiva. Trata-se de condição necessária mas talvez não suficiente para o atingimento de resultados notáveis. A INOVAÇÃO é sempre identificada na organização de exceção e na maior parte das vezes sustentada por uma gestão excelente.
  • 15. Sustentabilidade & Governança são Limites  A INOVAÇÃO portanto é capaz de gerar riqueza infinita afrontando o tema da concentração de riquezas gerador de conflitos ideológicos no século passado e sustentando a predominância do capitalismo como sistema econômico.  No entanto é a SUSTENTABILIDADE que cria o limite para o capitalismo a partir da consciência da destruição de valor quando agredimos o meio ambiente  A GOVERNANÇA aqui aparece como os limites do capitalismo acordados a partir da sabedoria do ser humano
  • 16.
  • 18. A Educação  Capital Humano é um dos principais ativos de uma sociedade competitiva  O processo educacional desta sociedade, definidor da cultura, é a base para a formação do Capital Humano.  A Educação fundamental, o ensino médio e o ensino superior são processos que influenciam completamente na formação de um ambiente de prosperidade
  • 19. Reflexões para ação  A partir do conceito e com a meta de aumentar a prosperidade e criar um ambiente competitivo, pode- se fazer uma reflexão sobre o tripé que sustentaria uma comunidade que tivesse mais chances de competir com melhores resultados.
  • 20.  Como escolhemos os líderes ?  Quais os resultados na educação ?  Qual o nível de empreendedorismo dos nossos líderes, o que eles realmente construíram ?
  • 21. Pode-se afirmar :  Que o futuro próspero de uma nação depende diretamente de como ela vai tratar seu ambiente social e econômico de forma a incentivar a educação e os empreendedores gerando com isto capacidade de inovação e aumento da competitividade de suas empresas em busca de mais riqueza e bem estar social.
  • 23. E como serão os plásticos em
  • 24. A maioria dos futuristas, futurólogos e cientistas concordam que, em algum momento entre 2030 e 2040 um marco em termos de desenvolvimento tecnológico será alcançado e causará uma ruptura, uma disjunção completa na evolução humana. Nesta época iremos construir o primeiro computador intelectualmente equivalente ao ser humano. Reflexão: seremos deuses?
  • 25. Este ponto projetado da história da humanidade futura é chamado de “Singularidade” por futuristas e futurólogos porque uma vez que as máquinas super-inteligentes começam a assumir a tarefa de desenvolvimento tecnológico, espera-se que o progresso seja tão rápido e que tenha sentidos tão imprevisíveis, que é inútil especular a sobre a vida nos próximos 25 anos. No entanto é possível identificar algumas mudanças sociais, físicas, tecnológicas e cientificas que irão aparecer entre hoje e o ponto em que ocorrerá a “Singularidade”. Estas mudanças são...
  • 26. Crescimento da População  Plásticos podem ajudar a combater os problemas causados pelo rápido crescimento da população em pelo menos duas maneiras principais:  Combate à escassez de alimentos  Combate à escassez de água potável
  • 27. Através da...  preservação dos alimentos: filmes plásticos – transporte, shelf-life, refrigeração, sensores de temperatura, integridade e cozimento(chips e baixo custo com base em polímeros condutores).  maximizar a produtividade das culturas – coberturas de estufas, filmes plásticos foto seletivos, silagem/silos, hidropônica em containers, tubos e fitas de irrigação (durabilidade e redução de desperdício de água)  preservação da água potável – tubos plásticos evitam vazamentos, inertes, duráveis, isolamento de contaminantes do solo, filtros para recuperação da água, geomembrama (condução eficiente da água e preservação do lençol freático em aterros).  gerando água potável – dessalinização da água do mar por osmose reversa (membrana plástica + nanotecnologia, dutos que suportam a agressividade dos sais).
  • 28. Mudança Social Demográfica Os plásticos têm um papel útil a desempenhar na resposta às necessidades de uma população que cada vez vive mais.
  • 29.  Hoje uma importante contribuição está nas necessidades especificas dos idosos no que se refere a saúde.  Produtos plásticos são leves e resistentes e isto auxilia a portabilidade de uma série de equipamentos. Embalagens fáceis de abrir e de usar, produtos ergonômicos, entre outros benefícios.  O plástico tem importante papel na robótica, incluindo moveis inteligentes. Prestação de cuidados em casa será alvo de desenvolvimento para idosos e pessoas com limitação de movimentos.  Miniaturização de componentes para produção de próteses e produtos para proporcionar maior conforto.
  • 30. Mudanças Climáticas Plásticos podem nos ajudar a lidar com as mudanças climáticas e suas consequências, pelo menos, em dois aspectos importantes:  Reduzir a necessidade do uso de combustíveis fósseis  Proteger as pessoas contra os efeitos das alterações climáticas
  • 31. A maioria dos combustíveis fósseis é utilizada para gerar eletricidade e calor. Plásticos podem e são utilizados como isolamento térmico (150 x a energia utilizada para produzi-lo) e ainda podem gerar energia. O consumo de combustíveis fósseis em transporte diminui com o peso dos veículos. Os plásticos são cada vez mais utilizados para este setor (Boeing 787 Dreamliner - quase 50% - reduz 20% consumo). O plástico é um importante agente na redução do peso das cargas transportadas. O plástico também continuará a desempenhar um papel importante na ajuda aos desabrigados. Operações, com boa infraestrutura e que são fáceis de transportar, instalar e manter, incluindo hospitais de campanha, tendas, barcos, roupas impermeáveis, sistemas de transporte e armazenamento de água.
  • 32. Escassez de Energia Os plásticos podem ajudar a aliviar a iminência da crise energética, ao menos de três maneiras:  Melhorar a eficiência energética das residências e dos locais de trabalho  Facilitar a busca por combustível fóssil  Apoiar a busca de um novo mix de energia
  • 33. Os plásticos serão mais utilizados na indústria da construção, em conjunto com outros materiais. Aumento da eficiência energética dos edifícios. Os polímeros são usados para ajustar a viscosidade do óleo bruto pesado, tornando mais fácil a sua extração. Busca por um novo mix de energia:  energia eólica - componentes críticos feitos de material plástico forte, leve e resistente. Plásticos também desempenham um papel importante na construção de turbinas para uso em parques eólicos offshore.  energia solar – painéis usualmente plásticos.  energia geotérmica – usados na coleta de calor natural da Terra. A energia geotérmica tubo que está instalado no subsolo é feito tipicamente de plástico.  energia do hidrogênio – desenvolvimento de células eletrolíticas combustíveis (poliméricas).
  • 34. Globalização A globalização, se for realizada de forma justa e ética, poderá tirar da pobreza um bilhão de pessoas e trazer melhores condições de vida em um mundo em desenvolvimento e estimular o crescimento econômico global. A indústria do plástico terá um papel significativo a desempenhar na globalização em pelo menos as seguintes áreas:  Criação de postos de trabalho  Facilitar a mobilidade e as comunicações
  • 35. Criação de empregos a produção de polímeros é uma indústria de capital intensivo, mas a industria de transformação é uma industria de mão de obra intensiva e baixo investimento inicial. A globalização irá fornecer novas oportunidades e mercados para os plásticos. Facilitar a mobilidade e as comunicações A globalização levará ao aumento do transporte de bens e aumento das viagens. Plásticos, como temos visto, têm um papel importante a desempenhar na minimização do consumo de combustíveis fósseis e este papel será cada vez mais importante. Comunicação eletrônica crescente em detrimento do correio tradicional. O plástico continuará a desempenhar um papel fundamental na a evolução da comunicação digital, permitindo a miniaturização e a portabilidade. Quanto ao aumento dos resíduos plásticos, especialmente tendo em conta o interesse público sobre questões como o lixo marinho, biodegradabilidade e o uso de sacolas, nas próximas décadas, a indústria de plásticos terá de redobrar os seus esforços para educar o público e esclarecer percepções equivocadas da população sobre o plástico, promovendo ao mesmo tempo, o descarte responsável e a reutilização e a reciclagem dos plásticos e, especialmente, o aumento da valorização energética dos plásticos. Quanto ao aumento dos resíduos plásticos, especialmente tendo em conta o interesse público sobre questões como o lixo marinho, biodegradabilidade e o uso de sacolas, nas próximas décadas, a indústria de plásticos terá de redobrar os seus esforços para educar o público e esclarecer percepções equivocadas da população sobre o plástico, promovendo ao mesmo tempo, o descarte responsável e a reutilização e a reciclagem dos plásticos e, especialmente, o aumento da valorização energética dos plásticos.
  • 36. Aceleração das Mudanças Tecnológicas Os plásticos têm percorrido um longo caminho durante os últimos vinte anos e ,segundo Ray Hammond, podemos esperar desenvolvimentos ainda mais surpreendentes nos próximos anos. Atualmente os trabalhos têm sido direcionados para:  Desenvolvimento de novas possibilidades em nanotecnologia.  Chips mais baratos a partir de plásticos condutores.
  • 37. Novas possibilidades com a nanotecnologia: performance - resistência à calor, chama, abrasão. Nanotubos de plástico - condutores flexíveis, leves e duráveis - serão utilizados para a condução de tintas e revestimentos dando origem a fibras 'inteligentes'. A miniaturização dos circuitos e componentes depende de plásticos de alta performance – resistência e estabilidade dimensional. No futuro, o polímero condutor (desenvolvido a partir da nanotecnologia) formará a base da experiência futura de fazer compras, substituindo código de barras e tags de identificação por radiofrequência. Uma outra serie de aplicações como braceletes hospitalares, atualizados com informações do paciente e embalagens que avisam que a data do produto irá expirar.
  • 38. A Revolução nos Cuidados com a Saúde Quanto mais vivermos mais dependeremos dos plásticos para assegurar saúde e bem estar. Já dependemos dos plásticos para manter a higiene, através da proteção de alimentos e de medicamentos. Esterilidade de equipamentos médicos e materiais cirúrgicos. Dois segmentos onde os plásticos já representam importantes contribuições: Facilitam diagnósticos e tratamentos Possibilitam próteses mais efetivas e próximas da nossa anatomia.
  • 39. • Facilitando diagnósticos e tratamentos Presente em uma série de Equipamentos Cirurgias mais seguras e precisas através de robôs  Possibilitando próteses mais efetivas e próximas da realidade corporal Plásticos são componentes chave de aparelhos protéticos, proporcionando conforto, flexibilidade, mobilidade e aparência real. São ideais para esse propósito pois são seguros, higiênicos e desenvolvidos para serem biocompatíveis com o corpo humano. Juntas - Quadris e Joelhos artificiais Músculos - Nova geração de polímeros eletroativos Órgãos - Novas partes do corpo humano Sangue – Sangue plástico artificial
  • 40. Plásticos no dia-a-dia em 2030 Plásticos não serão somente uma ferramenta para responder aos maiores desafios da comunidade global, eles também serão uma parte intrínseca de nossas vidas diárias. O principal fator de mudança será a aceleração tecnológica: a combinação de tecnologia e plásticos mudará nossos estilos de vida, de trabalho e de lazer.
  • 41. • Em casa, no trabalho, em movimento Muitos desenvolvimentos afetarão nossas vidas em 2030, fortemente baseados em plásticos – nanotecnologia, implantes, satélites , sistemas de controle de tráfego, veículos automatizados, robôs no trabalho e em casa.  Assegurando Saúde e Segurança Saúde e segurança: duas das maiores preocupações das pessoas em todas partes do mundo nos próximos anos. Plásticos ajudam a manter a saúde através de embalagens alimentícias higiênicas. Plásticos terão uma parte vital expressiva nos cuidados com a saúde. Plásticos terão uma função significativa de manter pessoas protegidas de danos físicos - máxima proteção com mínimo desconforto através de plásticos mais resistentes, transparentes, flexíveis e com melhor toque.  Lazer e Esportes Plásticos revolucionaram a indústria dos esportes através de inovações e seguirão revolucionando, pois permitem a execução de diferentes design e a aplicação de muita criatividade.
  • 42. A cadeia do plástico tem total legitimidade para a condução da INOVAÇÃO nas próximas décadas, pois tem mostrado esta vocação ao trazer inúmeros benefícios para a sociedade.
  • 43. Referências: Michael Porter Criando as vantagens de amanhã Rowan Gibson Repensando o Futuro Peter Ferdinand Drucker Inovação e espírito empreendedor Ricardo Felizzola Apresentação na FIERGS em junho 2012 Ray Hammond The World In 2030 - 2012 Edition
  • 44. Muito obrigado! Alfredo Felipe Schmitt Diretor da ABIPLAST Presidente da ABIEF Presidente do SINPLAST