SlideShare uma empresa Scribd logo
APR – ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO
FO-SEG-004
Anexo:
PO-SEG-001
Rev.: Folha:
3 1/2
Obra: Localização Data Início: Data Term.: APR n°:
676 – Philip Morris Santa Cruzdo Sul - RS Prédio - C2/C1 21/07//2011 01/08/2011
Descrição da Atividade: Subcontratada: Revisão Folha:
Trabalho com solda elétrica Serpal/ Vox
EPI’s Aplicáveis EPC’s Aplicáveis Procedimentos Aplicáveis
( x ) Aventalde raspa ( ) Luva Pigmentada ( ) Óculos de solda ( ) Cone
( ) Bota de PVC ( ) Luva para Eletricista ( ) Protetor Auricular tipo concha ( x ) Tela para Proteção física
( ) Botina de segurança ( x ) Luva de Raspa ( x ) Protetor Auricular - Plug ( x ) Placa de sinalização
( x ) Botina com Biqueira de aço ( x ) Mangote de Raspa ( ) Protetor Facial ( ) Corrente de Sinalização
( ) Capa de chuva ( x ) Máscara proteção respiratória ( x ) Respirador c/ filtro mecânico ( ) Trava Queda comum
( x ) Capacete com jugular ( x ) Máscara prot. respirat. c/ valvula ( ) Outros ( ) Trava Queda retratil
( x ) Capuz de soldador ( x ) Máscara para Solda ( x ) Linha de vida
( x ) Cinto de segurança - paraquedista ( ) Óculos de proteção ( ) Outros:
( ) Luva de látex ( x ) Óculos de seg. contra impacto
APROVAÇÕES
Luciano Coan Jadir Souza da Luz Florisvaldo Polegatti Leonardo B. Oliveira
Gerente de Contrato Encarregado/ Resp. da
Contratada
Engenheiro de
Produção
Técnico/ Engenheiro
de Segurança
Técnico/ Engenheiro de
Segurança da Contratada
Gerenciadora/ Respons.
Cliente
____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____
Telefones Úteis Vigilância: Bombeiro:193 Ambulância: Segurança: Meio Ambiente:
Item Etapas da Atividade Perigo / Risco Conseqüências Medidas Preventivas
1
Preparar os colaboradores para as atividades
Falta de comunicação, interpretação e
conhecimento da tarefa
Acidentes.
Orientar os executantes quanto aos procedimentos desta Análise Preliminar
de Risco e registrar em folha de treinamento.
- Observar junto ao encarregado responsávelpelas atividades, a liberação
do local e os serviços a seremexecutados.
Elaborar a (PPT) Permissão para trabalhos antes do inicio das atividade e
colocar nas frentes de trabalhos.
Fazer DDS diariamente antes dos inicio das atividades.
talabartes trabalho em altura.
2 Realizar check list do equipamento
1-Ruído
2-Queda de mesmo nível
3- Corpo estranho nos olhos
1-Danos na audição
2-Ferimentos
3-Danos na visão
1-Fazer uso constante do protetor auditivo,
2-Atentar comas condições do local de trabalho,
3-Fazer uso constante dos óculos de proteção,
APR – ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO
FO-SEG-004
Anexo:
PO-SEG-001
Rev.: Folha:
3 2/2
Obra: Localização Data Início: Data Term.: APR n°:
676 – Philip Morris Santa Cruzdo Sul - RS Prédio - C2/C1 21/07//2011 01/08/2011
Descrição da Atividade: Subcontratada: Revisão Folha:
Trabalho com solda elétrica Serpal/ Vox
Item Etapas da Atividade Perigo / Risco Conseqüências Medidas Preventivas
APROVAÇÕES
Luciano Coan Jadir Souza da Luz Florisvaldo Polegatti Leonardo B. Oliveira
Gerente de Contrato Encarregado/ Resp. da
Contratada
Engenheiro de
Produção
Técnico/ Engenheiro
de Segurança
Técnico/ Engenheiro de
Segurança da Contratada
Gerenciadora/ Respons.
Cliente
____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____
3
Transportar o equipamento de solda elétrica
para o local de trabalho
1-Ruido
2-Corpo estranho nos olhos
3-Esforço excessivo
4-Queda do equipamento
5-Prensamento de membros
1-Danos na audição
2-Perda da visão
3-Danos na coluna
4-Escoriações
5-Esmagamento
1-Fazer uso constante do protetor auditivo e demais EPI,s
2-Fazer uso constante dos óculos de proteção,
3-Não fazer forçaexcessiva durante as atividades e se necessário solicitar
ajuda ao colega,
4-Fazer o transporte correto do equipamento,
5-Não expor membros entre peças e equipamentos, fazer uso das luvas de
proteção.
4
Testar o equipamento de solda
1-Choque elétrico
2-Ruido
1-Queimaduras
2-Danos na audição
1-Fazer o checklist do equipamento antes da atividade e fazer uso dos
demais EPI’s
2-Fazer uso do protetor auditivo durante as atividades.
5 Trabalho em altura
Queda de pessoas de diferente nível,
queda de material, projeção de
partículas.
Fraturas, torções, cortes,
escoriações, lacerações, morte.
Os andaimes somente poderão ser montados por profissionais treinados e
qualificados. Assegurar se todos os colaboradoresenvolvidosna execução
dos trabalhos em altura estão em perfeitas condições físicas;
Uso obrigatório de cinto de segurança tipo pára-quedista com02 talabartes
preso a estrutura fixa para os trabalhos acima de 2,00m;
Antes de acessar qualquer andaime verifique antes:
O Andaime devera ter uma placa escrita Andaime Liberado;
Os andaimes deverão estar providos de (1,20mde guarda corpo), (0,70m
patamar intermediário) e 0,20m rodapé; Forrados por completo as
plataformas de trabalho;
Os pranchões das plataformas deverão estar bemfixados/travados;
Os andaimes deverão estar providos de escadas de acesso, juntamente
com proteção (guarda corpo);
Qualquer peça danificada ou andaime atingido terá sua liberação revogada
até a completa reavaliação;
É proibido sobre o piso do andaime a utilização de escada e outros meios
para se atingir lugares mais altos
É proibido o deslocamento das estruturas dos andaimes comcolaboradores.
6 Movimentação e operação de PTA
Operação de PTA sem
autorização/capacitação.
Condição de teto baixo, queda da PTA
Tombamento da maquina, fratura,
corte, laceração e morte, perda da
audição, stress, náuseas,
Manter cadastro atualizado dos operadores autorizados/ treinados. – Os
operadores devemportar a autorização para operação do equipamento,
Movimentar PTA .Realizar avaliação do piso das áreas de
APR – ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO
FO-SEG-004
Anexo:
PO-SEG-001
Rev.: Folha:
3 2/2
Obra: Localização Data Início: Data Term.: APR n°:
676 – Philip Morris Santa Cruzdo Sul - RS Prédio - C2/C1 21/07//2011 01/08/2011
Descrição da Atividade: Subcontratada: Revisão Folha:
Trabalho com solda elétrica Serpal/ Vox
Item Etapas da Atividade Perigo / Risco Conseqüências Medidas Preventivas
APROVAÇÕES
Luciano Coan Jadir Souza da Luz Florisvaldo Polegatti Leonardo B. Oliveira
Gerente de Contrato Encarregado/ Resp. da
Contratada
Engenheiro de
Produção
Técnico/ Engenheiro
de Segurança
Técnico/ Engenheiro de
Segurança da Contratada
Gerenciadora/ Respons.
Cliente
____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____
de um nível para outro abaixo,
tombamento da PTA, piso irregular,
elevação de materiais na PTA,
condições climáticas adversas, solo
inadequado, queda de pessoa,
atropelamento
ferimentos ,lombalgias e torções,
atolamento.
trabalho/movimentação das PTAs, para garantir a estabilidade do
equipamento; Respeitar a capacidade de carga do equipamento, no caso de
materiais passarema área da cesta, amarrar as extremidades; Não permitir
utilização do equipamento como elevador de carga; Interromper as
atividades imediatamente ao primeiro sinal de chuva, vento ou descargas
elétricas atmosféricas.
Utilizar cinto de segurança comdois talabartes.
Se necessário a saída da cesta da PTA o funcionário devera solicitar a
presença de um técnico de segurança do trabalho para a verificação e
liberação do trabalho.
Verificar as condiçõesdo solo e dos apoios,certificando-se que será
garantida a resistência e estabilidade necessária
Cuidados com queda de material.
Não realizar diretamente o abastecimento, somente pessoa treinada e
autorizada pode fazer o abastecimento.
Movimentar a plataforma em terrenos planos sema presença de buracos e
declives superiores a 15°.
Uso obrigatório do cinto de segurança comos 02 talabarte travado em ponto
fixo da gaiola da plataforma.
isolar e sinalizar o local do serviço, evitando pessoas na proximidade.
Inspecionar o equipamento (check-list), usar a luva, botina de Polipropileno,
óculos de segurança, protetor auricular, capacete e roupa adequada;
Realizar preenchimentode APR– Análise Preliminar de Risco/PPT–
Permissão paraTrabalho e fazer check list da plataforma aérea
Articulada.
7 Realizar solda elétrica
1-Choque elétrico
2-Ruído
3-Radiação não ionizante
4-Projeção de fagulhas incandescente
5-Queda humana
6-Queda de material
1-Queimaduras
2-Danos a audição
3-Doenças
4-Escoriações
5-Morte
6-Isolar a área de trabalho
1-Fazer o checklist do equipamento antes da atividade e fazer uso dos
demais EPI’s,
2-Fazer uso constante do protetor auditivo.
3-Fazer uso dos EPI’s específico durante a atividade,
4-Fazer uso da mascara de soldador durante a atividade e dos óculos de
proteção.
APR – ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO
FO-SEG-004
Anexo:
PO-SEG-001
Rev.: Folha:
3 2/2
Obra: Localização Data Início: Data Term.: APR n°:
676 – Philip Morris Santa Cruzdo Sul - RS Prédio - C2/C1 21/07//2011 01/08/2011
Descrição da Atividade: Subcontratada: Revisão Folha:
Trabalho com solda elétrica Serpal/ Vox
Item Etapas da Atividade Perigo / Risco Conseqüências Medidas Preventivas
APROVAÇÕES
Luciano Coan Jadir Souza da Luz Florisvaldo Polegatti Leonardo B. Oliveira
Gerente de Contrato Encarregado/ Resp. da
Contratada
Engenheiro de
Produção
Técnico/ Engenheiro
de Segurança
Técnico/ Engenheiro de
Segurança da Contratada
Gerenciadora/ Respons.
Cliente
____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____
7-Incêndio
8-Poeira química
7-Ferimentos diversos
8- Intoxicação
5-Fazer do cinto de segurança acima de 2mts de altura, atracar os dois
talabarte em local seguro.
6-Fazer a sinalização do local de trabalho.
7-Verificar há existência de material inflamável no local de trabalho.
8-Fazer uso da mascara de proteção PFF2 durante a atividade.
8 Limpeza e organização
Ruído ambiente, queda de objetos,
peças e ferramentas, batida contra,
ergonômicos (posição), risco de
provocar impactos ambientais
(destinação de resíduos).
Perda da audição, stress,
náuseas, fratura, ferimentos,
lombalgias e torções,
contaminação do Solo, da água,
etc
Usar corretamente o protetor auricular;
É obrigatório amarrar todas as ferramentas e objetos;
Manusear ferramentas e equipamentos com atenção para proteger a si e
aos colegas em volta. Utilizar luva apropriada para o trabalho;
Executar movimentos adequados para levantar e baixar peso, (Maximo
23kg).
Separar cada tipo de resíduo e destinar corretamente. Juntar
restos de varrição em sacos, organizar ou destinar sobras de
material, recolher e guardar ferramentas em local adequado.
9
Emergência
Falta de comunicação Dificuldade na localização e no
acesso ao local de ocorrência.
É proibido o armazenamento de materiais em locais de acesso de veiculo de
emergência.
Manter a calma quando for comunicar qualquer ocorrência.
Acionar e orientar a equipe de brigadistas para o local da ocorrência.
Manter passagens, corredores e portas desobstruídas para deixar
passagemlivres para o resgate.
Manter curiosos afastadosfora do localdo incidente ou acidente.
Não alterar o cenário, não retirar equipamentos e ferramentas do local da
ocorrência, para registrar as evidencias
10
Produtos Químicos:
Manuseio e utilização de tintas, solventes,
impermeabilizantes, desmoldantes, colas, óleos
lubrificantes, gasolina, óleo disel, thinners,
neutrol, entre outros produtos químicos
inflamáveis.
Ingestão, inalação, contato com a pele,
contato com os olhos, incêndios,
derramamento e vazamento.
Desmaios, falta de ar, mal estar,
náuseas, alergias, coceiras,
contaminação do solo, água e ar.
Acompanhar sempre ao produto perigoso a FISPQ ( Ficha de segurança de
informação de produtos químicos).
As medidas preventivas bemcomo os perigos e riscos específicosde cada
produto químico constam nas respectivas FISPQ.
APR – ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO
FO-SEG-004
Anexo:
PO-SEG-001
Rev.: Folha:
3 2/2
Obra: Localização Data Início: Data Term.: APR n°:
676 – Philip Morris Santa Cruzdo Sul - RS Prédio - C2/C1 21/07//2011 01/08/2011
Descrição da Atividade: Subcontratada: Revisão Folha:
Trabalho com solda elétrica Serpal/ Vox
Item Etapas da Atividade Perigo / Risco Conseqüências Medidas Preventivas
APROVAÇÕES
Luciano Coan Jadir Souza da Luz Florisvaldo Polegatti Leonardo B. Oliveira
Gerente de Contrato Encarregado/ Resp. da
Contratada
Engenheiro de
Produção
Técnico/ Engenheiro
de Segurança
Técnico/ Engenheiro de
Segurança da Contratada
Gerenciadora/ Respons.
Cliente
____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____
11 Aspectos relativos a Coleta Seletiva
Riscos Ambientais Impactos Ambientais Praticar Coleta Seletiva, Respeitando as cores dos coletores de
resíduos, conforme abaixo:
Azul Papel
Vermelho Plástico
Amarelo  Metal
Marrom Resíduo orgânico
Preto Madeira
VerdeVidro
Cinza Material não reciclável
Laranja Contaminado
Respeite a Natureza e os Animais.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apr montagem de andaime
Apr montagem de andaimeApr montagem de andaime
Apr montagem de andaime
Lazaro Carvalho Neto
 
Analise preliminar de riscos 22
Analise preliminar de riscos 22Analise preliminar de riscos 22
Analise preliminar de riscos 22
ThaisCoimbra2
 
Apr trabalho em altura
Apr trabalho em alturaApr trabalho em altura
Apr trabalho em altura
Célio Silva Oliveira Oliveira
 
APR - SERVIÇOS DE APLICAÇÃO E LANÇAMENTO DE FORMAS ESTRUTURAIS DE MADEIRA
APR - SERVIÇOS DE APLICAÇÃO E LANÇAMENTO DE FORMAS ESTRUTURAIS DE MADEIRAAPR - SERVIÇOS DE APLICAÇÃO E LANÇAMENTO DE FORMAS ESTRUTURAIS DE MADEIRA
APR - SERVIÇOS DE APLICAÇÃO E LANÇAMENTO DE FORMAS ESTRUTURAIS DE MADEIRA
NRFACIL www.nrfacil.com.br
 
Modelo apr perfuratriz
Modelo apr perfuratrizModelo apr perfuratriz
Modelo apr perfuratriz
RosaneLopes14
 
Treinamento nr 12
Treinamento nr 12Treinamento nr 12
Treinamento nr 12
RogrioTorresTorres
 
Analise de riscos de tarefas
Analise de riscos de tarefasAnalise de riscos de tarefas
Analise de riscos de tarefas
Silvia Nascimento
 
Apr pinturade piso 160316
Apr   pinturade piso 160316Apr   pinturade piso 160316
Apr pinturade piso 160316
Mirlley de Mendonça
 
Modelo de Cronograma de Treinamento Continuado da Brigada
Modelo de Cronograma de Treinamento Continuado da BrigadaModelo de Cronograma de Treinamento Continuado da Brigada
Modelo de Cronograma de Treinamento Continuado da Brigada
IZAIAS DE SOUZA AGUIAR
 
Apr bastida
Apr bastidaApr bastida
Apr bastida
Andre Cruz
 
Apr carpintaria
Apr carpintariaApr carpintaria
Permissão Para Trabalho em Altura - NR 35
Permissão Para Trabalho em Altura  - NR 35Permissão Para Trabalho em Altura  - NR 35
Permissão Para Trabalho em Altura - NR 35
IZAIAS DE SOUZA AGUIAR
 
Apr 23 - pintura predial
Apr   23 - pintura predialApr   23 - pintura predial
Apr 23 - pintura predial
André Alves
 
Permissao para-trabalho-a-quente
Permissao para-trabalho-a-quentePermissao para-trabalho-a-quente
Permissao para-trabalho-a-quente
Jose Fernandes
 
Apr pintura
Apr   pinturaApr   pintura
Apr pintura
JonathanPessotti
 
PT ou ATR novo Modelo
PT ou ATR novo ModeloPT ou ATR novo Modelo
PT ou ATR novo Modelo
IZAIAS DE SOUZA AGUIAR
 
Treinamento Trabalho em Altura - Atualizado 2023
Treinamento Trabalho em Altura - Atualizado 2023Treinamento Trabalho em Altura - Atualizado 2023
Treinamento Trabalho em Altura - Atualizado 2023
José Valfrido
 
Apr 1 atividade de topografia
Apr  1 atividade de topografiaApr  1 atividade de topografia
Apr 1 atividade de topografia
Everton Soares
 
APR
APRAPR
Modelo de PTE (Permissão para trabalho especial)
Modelo de PTE (Permissão para trabalho especial)Modelo de PTE (Permissão para trabalho especial)
Modelo de PTE (Permissão para trabalho especial)
Ane Costa
 

Mais procurados (20)

Apr montagem de andaime
Apr montagem de andaimeApr montagem de andaime
Apr montagem de andaime
 
Analise preliminar de riscos 22
Analise preliminar de riscos 22Analise preliminar de riscos 22
Analise preliminar de riscos 22
 
Apr trabalho em altura
Apr trabalho em alturaApr trabalho em altura
Apr trabalho em altura
 
APR - SERVIÇOS DE APLICAÇÃO E LANÇAMENTO DE FORMAS ESTRUTURAIS DE MADEIRA
APR - SERVIÇOS DE APLICAÇÃO E LANÇAMENTO DE FORMAS ESTRUTURAIS DE MADEIRAAPR - SERVIÇOS DE APLICAÇÃO E LANÇAMENTO DE FORMAS ESTRUTURAIS DE MADEIRA
APR - SERVIÇOS DE APLICAÇÃO E LANÇAMENTO DE FORMAS ESTRUTURAIS DE MADEIRA
 
Modelo apr perfuratriz
Modelo apr perfuratrizModelo apr perfuratriz
Modelo apr perfuratriz
 
Treinamento nr 12
Treinamento nr 12Treinamento nr 12
Treinamento nr 12
 
Analise de riscos de tarefas
Analise de riscos de tarefasAnalise de riscos de tarefas
Analise de riscos de tarefas
 
Apr pinturade piso 160316
Apr   pinturade piso 160316Apr   pinturade piso 160316
Apr pinturade piso 160316
 
Modelo de Cronograma de Treinamento Continuado da Brigada
Modelo de Cronograma de Treinamento Continuado da BrigadaModelo de Cronograma de Treinamento Continuado da Brigada
Modelo de Cronograma de Treinamento Continuado da Brigada
 
Apr bastida
Apr bastidaApr bastida
Apr bastida
 
Apr carpintaria
Apr carpintariaApr carpintaria
Apr carpintaria
 
Permissão Para Trabalho em Altura - NR 35
Permissão Para Trabalho em Altura  - NR 35Permissão Para Trabalho em Altura  - NR 35
Permissão Para Trabalho em Altura - NR 35
 
Apr 23 - pintura predial
Apr   23 - pintura predialApr   23 - pintura predial
Apr 23 - pintura predial
 
Permissao para-trabalho-a-quente
Permissao para-trabalho-a-quentePermissao para-trabalho-a-quente
Permissao para-trabalho-a-quente
 
Apr pintura
Apr   pinturaApr   pintura
Apr pintura
 
PT ou ATR novo Modelo
PT ou ATR novo ModeloPT ou ATR novo Modelo
PT ou ATR novo Modelo
 
Treinamento Trabalho em Altura - Atualizado 2023
Treinamento Trabalho em Altura - Atualizado 2023Treinamento Trabalho em Altura - Atualizado 2023
Treinamento Trabalho em Altura - Atualizado 2023
 
Apr 1 atividade de topografia
Apr  1 atividade de topografiaApr  1 atividade de topografia
Apr 1 atividade de topografia
 
APR
APRAPR
APR
 
Modelo de PTE (Permissão para trabalho especial)
Modelo de PTE (Permissão para trabalho especial)Modelo de PTE (Permissão para trabalho especial)
Modelo de PTE (Permissão para trabalho especial)
 

Semelhante a Apr trabalho com solda eletrica

Apr 002 oficina de fabricação embutido
Apr  002 oficina de fabricação embutidoApr  002 oficina de fabricação embutido
Apr 002 oficina de fabricação embutido
NRFACIL www.nrfacil.com.br
 
Apr 003 oficina de fabricação industrial uhe fg rev 00 (1)
Apr  003 oficina de fabricação   industrial  uhe fg rev 00 (1)Apr  003 oficina de fabricação   industrial  uhe fg rev 00 (1)
Apr 003 oficina de fabricação industrial uhe fg rev 00 (1)
Elmer Gueiros
 
apr-66-instalacao-hidraulica.docx
apr-66-instalacao-hidraulica.docxapr-66-instalacao-hidraulica.docx
apr-66-instalacao-hidraulica.docx
DeMarco3
 
SERVIÇOS DE PERFURAÇÃO, ENSAIO DE PERCA D’ÁGUA E INJEÇÃO DE CONCRETO
SERVIÇOS DE PERFURAÇÃO, ENSAIO DE PERCA D’ÁGUA E INJEÇÃO DE CONCRETOSERVIÇOS DE PERFURAÇÃO, ENSAIO DE PERCA D’ÁGUA E INJEÇÃO DE CONCRETO
SERVIÇOS DE PERFURAÇÃO, ENSAIO DE PERCA D’ÁGUA E INJEÇÃO DE CONCRETO
NRFACIL www.nrfacil.com.br
 
APR rocha serviço de manutenção e encanameto
APR rocha serviço de manutenção e encanametoAPR rocha serviço de manutenção e encanameto
APR rocha serviço de manutenção e encanameto
TiagoBarbosa798007
 
APR 33 - TERRAPLENAGEM.docx
APR 33 - TERRAPLENAGEM.docxAPR 33 - TERRAPLENAGEM.docx
APR 33 - TERRAPLENAGEM.docx
Lrian1
 
2015 11 20 análise preliminar de risco rev 4 (2)
2015 11 20 análise preliminar de risco rev 4 (2)2015 11 20 análise preliminar de risco rev 4 (2)
2015 11 20 análise preliminar de risco rev 4 (2)
Paula Silva
 
2015 11 20 análise preliminar de risco rev 4 (2)
2015 11 20 análise preliminar de risco rev 4 (2)2015 11 20 análise preliminar de risco rev 4 (2)
2015 11 20 análise preliminar de risco rev 4 (2)
Paula Silva
 
12 - APR ESCAVAÇÃO MANUAL E MECANICA.docx
12 - APR ESCAVAÇÃO MANUAL E MECANICA.docx12 - APR ESCAVAÇÃO MANUAL E MECANICA.docx
12 - APR ESCAVAÇÃO MANUAL E MECANICA.docx
ssuser518843
 
Ordem de-servico
Ordem de-servicoOrdem de-servico
Ordem de-servico
Wíndila Santana
 
APR 001 - MOBILIZAÇÃO CANTEIRO DE OBRAS.doc
APR 001 - MOBILIZAÇÃO CANTEIRO DE OBRAS.docAPR 001 - MOBILIZAÇÃO CANTEIRO DE OBRAS.doc
APR 001 - MOBILIZAÇÃO CANTEIRO DE OBRAS.doc
CceroOliveira17
 
Npg man-305 apr
Npg man-305 aprNpg man-305 apr
Npg man-305 apr
Ucélio Melo
 
TREINAMENTO MARTELETE.pptx
TREINAMENTO MARTELETE.pptxTREINAMENTO MARTELETE.pptx
TREINAMENTO MARTELETE.pptx
RicardoTST2
 
232107594-Treinamento-Serra-Policorte.pptx
232107594-Treinamento-Serra-Policorte.pptx232107594-Treinamento-Serra-Policorte.pptx
232107594-Treinamento-Serra-Policorte.pptx
MarcosJnio3
 
JHA04_Temporary Construction Facilities Assembly_Rev00 PT.pdf
JHA04_Temporary Construction Facilities Assembly_Rev00 PT.pdfJHA04_Temporary Construction Facilities Assembly_Rev00 PT.pdf
JHA04_Temporary Construction Facilities Assembly_Rev00 PT.pdf
JESUSBASILIOANTONIO
 
pdfcoffee.com_apr-fabricaao-e-montagem-de-tubulaao-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_apr-fabricaao-e-montagem-de-tubulaao-pdf-free.pdfpdfcoffee.com_apr-fabricaao-e-montagem-de-tubulaao-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_apr-fabricaao-e-montagem-de-tubulaao-pdf-free.pdf
aureliofaria41
 
APR - Armação de ferragem para o piso.doc
APR - Armação de ferragem para o piso.docAPR - Armação de ferragem para o piso.doc
APR - Armação de ferragem para o piso.doc
julianaestagiariasol
 
APT- 12 CARPINTARIA.doc
APT- 12 CARPINTARIA.docAPT- 12 CARPINTARIA.doc
APT- 12 CARPINTARIA.doc
PHDirceuFilho
 
APR análise de Riscos Paradas IMPRIMIR 09.ppt
APR análise de Riscos Paradas IMPRIMIR 09.pptAPR análise de Riscos Paradas IMPRIMIR 09.ppt
APR análise de Riscos Paradas IMPRIMIR 09.ppt
moisestssms
 
SSO - APR Movimentação de cargas e materiais- DAMEDA.doc
SSO - APR  Movimentação de cargas e materiais- DAMEDA.docSSO - APR  Movimentação de cargas e materiais- DAMEDA.doc
SSO - APR Movimentação de cargas e materiais- DAMEDA.doc
Gegiane Melo
 

Semelhante a Apr trabalho com solda eletrica (20)

Apr 002 oficina de fabricação embutido
Apr  002 oficina de fabricação embutidoApr  002 oficina de fabricação embutido
Apr 002 oficina de fabricação embutido
 
Apr 003 oficina de fabricação industrial uhe fg rev 00 (1)
Apr  003 oficina de fabricação   industrial  uhe fg rev 00 (1)Apr  003 oficina de fabricação   industrial  uhe fg rev 00 (1)
Apr 003 oficina de fabricação industrial uhe fg rev 00 (1)
 
apr-66-instalacao-hidraulica.docx
apr-66-instalacao-hidraulica.docxapr-66-instalacao-hidraulica.docx
apr-66-instalacao-hidraulica.docx
 
SERVIÇOS DE PERFURAÇÃO, ENSAIO DE PERCA D’ÁGUA E INJEÇÃO DE CONCRETO
SERVIÇOS DE PERFURAÇÃO, ENSAIO DE PERCA D’ÁGUA E INJEÇÃO DE CONCRETOSERVIÇOS DE PERFURAÇÃO, ENSAIO DE PERCA D’ÁGUA E INJEÇÃO DE CONCRETO
SERVIÇOS DE PERFURAÇÃO, ENSAIO DE PERCA D’ÁGUA E INJEÇÃO DE CONCRETO
 
APR rocha serviço de manutenção e encanameto
APR rocha serviço de manutenção e encanametoAPR rocha serviço de manutenção e encanameto
APR rocha serviço de manutenção e encanameto
 
APR 33 - TERRAPLENAGEM.docx
APR 33 - TERRAPLENAGEM.docxAPR 33 - TERRAPLENAGEM.docx
APR 33 - TERRAPLENAGEM.docx
 
2015 11 20 análise preliminar de risco rev 4 (2)
2015 11 20 análise preliminar de risco rev 4 (2)2015 11 20 análise preliminar de risco rev 4 (2)
2015 11 20 análise preliminar de risco rev 4 (2)
 
2015 11 20 análise preliminar de risco rev 4 (2)
2015 11 20 análise preliminar de risco rev 4 (2)2015 11 20 análise preliminar de risco rev 4 (2)
2015 11 20 análise preliminar de risco rev 4 (2)
 
12 - APR ESCAVAÇÃO MANUAL E MECANICA.docx
12 - APR ESCAVAÇÃO MANUAL E MECANICA.docx12 - APR ESCAVAÇÃO MANUAL E MECANICA.docx
12 - APR ESCAVAÇÃO MANUAL E MECANICA.docx
 
Ordem de-servico
Ordem de-servicoOrdem de-servico
Ordem de-servico
 
APR 001 - MOBILIZAÇÃO CANTEIRO DE OBRAS.doc
APR 001 - MOBILIZAÇÃO CANTEIRO DE OBRAS.docAPR 001 - MOBILIZAÇÃO CANTEIRO DE OBRAS.doc
APR 001 - MOBILIZAÇÃO CANTEIRO DE OBRAS.doc
 
Npg man-305 apr
Npg man-305 aprNpg man-305 apr
Npg man-305 apr
 
TREINAMENTO MARTELETE.pptx
TREINAMENTO MARTELETE.pptxTREINAMENTO MARTELETE.pptx
TREINAMENTO MARTELETE.pptx
 
232107594-Treinamento-Serra-Policorte.pptx
232107594-Treinamento-Serra-Policorte.pptx232107594-Treinamento-Serra-Policorte.pptx
232107594-Treinamento-Serra-Policorte.pptx
 
JHA04_Temporary Construction Facilities Assembly_Rev00 PT.pdf
JHA04_Temporary Construction Facilities Assembly_Rev00 PT.pdfJHA04_Temporary Construction Facilities Assembly_Rev00 PT.pdf
JHA04_Temporary Construction Facilities Assembly_Rev00 PT.pdf
 
pdfcoffee.com_apr-fabricaao-e-montagem-de-tubulaao-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_apr-fabricaao-e-montagem-de-tubulaao-pdf-free.pdfpdfcoffee.com_apr-fabricaao-e-montagem-de-tubulaao-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_apr-fabricaao-e-montagem-de-tubulaao-pdf-free.pdf
 
APR - Armação de ferragem para o piso.doc
APR - Armação de ferragem para o piso.docAPR - Armação de ferragem para o piso.doc
APR - Armação de ferragem para o piso.doc
 
APT- 12 CARPINTARIA.doc
APT- 12 CARPINTARIA.docAPT- 12 CARPINTARIA.doc
APT- 12 CARPINTARIA.doc
 
APR análise de Riscos Paradas IMPRIMIR 09.ppt
APR análise de Riscos Paradas IMPRIMIR 09.pptAPR análise de Riscos Paradas IMPRIMIR 09.ppt
APR análise de Riscos Paradas IMPRIMIR 09.ppt
 
SSO - APR Movimentação de cargas e materiais- DAMEDA.doc
SSO - APR  Movimentação de cargas e materiais- DAMEDA.docSSO - APR  Movimentação de cargas e materiais- DAMEDA.doc
SSO - APR Movimentação de cargas e materiais- DAMEDA.doc
 

Mais de Gleuciane Rocha

ginastica laboral.ppt exercício de compesação
ginastica laboral.ppt exercício de compesaçãoginastica laboral.ppt exercício de compesação
ginastica laboral.ppt exercício de compesação
Gleuciane Rocha
 
cipa_assedio (2).pdf_comissão_inetrna de
cipa_assedio (2).pdf_comissão_inetrna decipa_assedio (2).pdf_comissão_inetrna de
cipa_assedio (2).pdf_comissão_inetrna de
Gleuciane Rocha
 
NR01 - Treinamento - Ciclo PDCA - 2022.pptx
NR01 - Treinamento - Ciclo PDCA - 2022.pptxNR01 - Treinamento - Ciclo PDCA - 2022.pptx
NR01 - Treinamento - Ciclo PDCA - 2022.pptx
Gleuciane Rocha
 
Nr 20 inflamáveis
Nr 20   inflamáveisNr 20   inflamáveis
Nr 20 inflamáveis
Gleuciane Rocha
 
Manual de produtos perigosos
Manual de produtos perigososManual de produtos perigosos
Manual de produtos perigosos
Gleuciane Rocha
 
04 manual balancim-leve
04 manual balancim-leve04 manual balancim-leve
04 manual balancim-leve
Gleuciane Rocha
 
Aula 09
Aula 09Aula 09
Manual nr 10
Manual nr 10Manual nr 10
Manual nr 10
Gleuciane Rocha
 
Ergonomia
ErgonomiaErgonomia
Ergonomia
Gleuciane Rocha
 
Talha elétrica
Talha elétricaTalha elétrica
Talha elétrica
Gleuciane Rocha
 
Curso ppp
Curso pppCurso ppp
Curso ppp
Gleuciane Rocha
 
Código 08 (prova)
Código 08 (prova)Código 08 (prova)
Código 08 (prova)
Gleuciane Rocha
 
Modelo ppra
Modelo ppraModelo ppra
Modelo ppra
Gleuciane Rocha
 
Aula de caldeiras
Aula de caldeirasAula de caldeiras
Aula de caldeiras
Gleuciane Rocha
 
Vasodepressao
VasodepressaoVasodepressao
Vasodepressao
Gleuciane Rocha
 
Apostila ergonomia
Apostila ergonomiaApostila ergonomia
Apostila ergonomia
Gleuciane Rocha
 
Análise preliminar de risco
Análise preliminar de riscoAnálise preliminar de risco
Análise preliminar de risco
Gleuciane Rocha
 
Alcool alcoolismo
Alcool alcoolismoAlcool alcoolismo
Alcool alcoolismo
Gleuciane Rocha
 

Mais de Gleuciane Rocha (18)

ginastica laboral.ppt exercício de compesação
ginastica laboral.ppt exercício de compesaçãoginastica laboral.ppt exercício de compesação
ginastica laboral.ppt exercício de compesação
 
cipa_assedio (2).pdf_comissão_inetrna de
cipa_assedio (2).pdf_comissão_inetrna decipa_assedio (2).pdf_comissão_inetrna de
cipa_assedio (2).pdf_comissão_inetrna de
 
NR01 - Treinamento - Ciclo PDCA - 2022.pptx
NR01 - Treinamento - Ciclo PDCA - 2022.pptxNR01 - Treinamento - Ciclo PDCA - 2022.pptx
NR01 - Treinamento - Ciclo PDCA - 2022.pptx
 
Nr 20 inflamáveis
Nr 20   inflamáveisNr 20   inflamáveis
Nr 20 inflamáveis
 
Manual de produtos perigosos
Manual de produtos perigososManual de produtos perigosos
Manual de produtos perigosos
 
04 manual balancim-leve
04 manual balancim-leve04 manual balancim-leve
04 manual balancim-leve
 
Aula 09
Aula 09Aula 09
Aula 09
 
Manual nr 10
Manual nr 10Manual nr 10
Manual nr 10
 
Ergonomia
ErgonomiaErgonomia
Ergonomia
 
Talha elétrica
Talha elétricaTalha elétrica
Talha elétrica
 
Curso ppp
Curso pppCurso ppp
Curso ppp
 
Código 08 (prova)
Código 08 (prova)Código 08 (prova)
Código 08 (prova)
 
Modelo ppra
Modelo ppraModelo ppra
Modelo ppra
 
Aula de caldeiras
Aula de caldeirasAula de caldeiras
Aula de caldeiras
 
Vasodepressao
VasodepressaoVasodepressao
Vasodepressao
 
Apostila ergonomia
Apostila ergonomiaApostila ergonomia
Apostila ergonomia
 
Análise preliminar de risco
Análise preliminar de riscoAnálise preliminar de risco
Análise preliminar de risco
 
Alcool alcoolismo
Alcool alcoolismoAlcool alcoolismo
Alcool alcoolismo
 

Último

Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptxA Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
tamirissousa11
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Miguel Delamontagne
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
edusegtrab
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
Sandra Pratas
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptxA Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 

Apr trabalho com solda eletrica

  • 1. APR – ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO FO-SEG-004 Anexo: PO-SEG-001 Rev.: Folha: 3 1/2 Obra: Localização Data Início: Data Term.: APR n°: 676 – Philip Morris Santa Cruzdo Sul - RS Prédio - C2/C1 21/07//2011 01/08/2011 Descrição da Atividade: Subcontratada: Revisão Folha: Trabalho com solda elétrica Serpal/ Vox EPI’s Aplicáveis EPC’s Aplicáveis Procedimentos Aplicáveis ( x ) Aventalde raspa ( ) Luva Pigmentada ( ) Óculos de solda ( ) Cone ( ) Bota de PVC ( ) Luva para Eletricista ( ) Protetor Auricular tipo concha ( x ) Tela para Proteção física ( ) Botina de segurança ( x ) Luva de Raspa ( x ) Protetor Auricular - Plug ( x ) Placa de sinalização ( x ) Botina com Biqueira de aço ( x ) Mangote de Raspa ( ) Protetor Facial ( ) Corrente de Sinalização ( ) Capa de chuva ( x ) Máscara proteção respiratória ( x ) Respirador c/ filtro mecânico ( ) Trava Queda comum ( x ) Capacete com jugular ( x ) Máscara prot. respirat. c/ valvula ( ) Outros ( ) Trava Queda retratil ( x ) Capuz de soldador ( x ) Máscara para Solda ( x ) Linha de vida ( x ) Cinto de segurança - paraquedista ( ) Óculos de proteção ( ) Outros: ( ) Luva de látex ( x ) Óculos de seg. contra impacto APROVAÇÕES Luciano Coan Jadir Souza da Luz Florisvaldo Polegatti Leonardo B. Oliveira Gerente de Contrato Encarregado/ Resp. da Contratada Engenheiro de Produção Técnico/ Engenheiro de Segurança Técnico/ Engenheiro de Segurança da Contratada Gerenciadora/ Respons. Cliente ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ Telefones Úteis Vigilância: Bombeiro:193 Ambulância: Segurança: Meio Ambiente: Item Etapas da Atividade Perigo / Risco Conseqüências Medidas Preventivas 1 Preparar os colaboradores para as atividades Falta de comunicação, interpretação e conhecimento da tarefa Acidentes. Orientar os executantes quanto aos procedimentos desta Análise Preliminar de Risco e registrar em folha de treinamento. - Observar junto ao encarregado responsávelpelas atividades, a liberação do local e os serviços a seremexecutados. Elaborar a (PPT) Permissão para trabalhos antes do inicio das atividade e colocar nas frentes de trabalhos. Fazer DDS diariamente antes dos inicio das atividades. talabartes trabalho em altura. 2 Realizar check list do equipamento 1-Ruído 2-Queda de mesmo nível 3- Corpo estranho nos olhos 1-Danos na audição 2-Ferimentos 3-Danos na visão 1-Fazer uso constante do protetor auditivo, 2-Atentar comas condições do local de trabalho, 3-Fazer uso constante dos óculos de proteção,
  • 2. APR – ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO FO-SEG-004 Anexo: PO-SEG-001 Rev.: Folha: 3 2/2 Obra: Localização Data Início: Data Term.: APR n°: 676 – Philip Morris Santa Cruzdo Sul - RS Prédio - C2/C1 21/07//2011 01/08/2011 Descrição da Atividade: Subcontratada: Revisão Folha: Trabalho com solda elétrica Serpal/ Vox Item Etapas da Atividade Perigo / Risco Conseqüências Medidas Preventivas APROVAÇÕES Luciano Coan Jadir Souza da Luz Florisvaldo Polegatti Leonardo B. Oliveira Gerente de Contrato Encarregado/ Resp. da Contratada Engenheiro de Produção Técnico/ Engenheiro de Segurança Técnico/ Engenheiro de Segurança da Contratada Gerenciadora/ Respons. Cliente ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ 3 Transportar o equipamento de solda elétrica para o local de trabalho 1-Ruido 2-Corpo estranho nos olhos 3-Esforço excessivo 4-Queda do equipamento 5-Prensamento de membros 1-Danos na audição 2-Perda da visão 3-Danos na coluna 4-Escoriações 5-Esmagamento 1-Fazer uso constante do protetor auditivo e demais EPI,s 2-Fazer uso constante dos óculos de proteção, 3-Não fazer forçaexcessiva durante as atividades e se necessário solicitar ajuda ao colega, 4-Fazer o transporte correto do equipamento, 5-Não expor membros entre peças e equipamentos, fazer uso das luvas de proteção. 4 Testar o equipamento de solda 1-Choque elétrico 2-Ruido 1-Queimaduras 2-Danos na audição 1-Fazer o checklist do equipamento antes da atividade e fazer uso dos demais EPI’s 2-Fazer uso do protetor auditivo durante as atividades. 5 Trabalho em altura Queda de pessoas de diferente nível, queda de material, projeção de partículas. Fraturas, torções, cortes, escoriações, lacerações, morte. Os andaimes somente poderão ser montados por profissionais treinados e qualificados. Assegurar se todos os colaboradoresenvolvidosna execução dos trabalhos em altura estão em perfeitas condições físicas; Uso obrigatório de cinto de segurança tipo pára-quedista com02 talabartes preso a estrutura fixa para os trabalhos acima de 2,00m; Antes de acessar qualquer andaime verifique antes: O Andaime devera ter uma placa escrita Andaime Liberado; Os andaimes deverão estar providos de (1,20mde guarda corpo), (0,70m patamar intermediário) e 0,20m rodapé; Forrados por completo as plataformas de trabalho; Os pranchões das plataformas deverão estar bemfixados/travados; Os andaimes deverão estar providos de escadas de acesso, juntamente com proteção (guarda corpo); Qualquer peça danificada ou andaime atingido terá sua liberação revogada até a completa reavaliação; É proibido sobre o piso do andaime a utilização de escada e outros meios para se atingir lugares mais altos É proibido o deslocamento das estruturas dos andaimes comcolaboradores. 6 Movimentação e operação de PTA Operação de PTA sem autorização/capacitação. Condição de teto baixo, queda da PTA Tombamento da maquina, fratura, corte, laceração e morte, perda da audição, stress, náuseas, Manter cadastro atualizado dos operadores autorizados/ treinados. – Os operadores devemportar a autorização para operação do equipamento, Movimentar PTA .Realizar avaliação do piso das áreas de
  • 3. APR – ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO FO-SEG-004 Anexo: PO-SEG-001 Rev.: Folha: 3 2/2 Obra: Localização Data Início: Data Term.: APR n°: 676 – Philip Morris Santa Cruzdo Sul - RS Prédio - C2/C1 21/07//2011 01/08/2011 Descrição da Atividade: Subcontratada: Revisão Folha: Trabalho com solda elétrica Serpal/ Vox Item Etapas da Atividade Perigo / Risco Conseqüências Medidas Preventivas APROVAÇÕES Luciano Coan Jadir Souza da Luz Florisvaldo Polegatti Leonardo B. Oliveira Gerente de Contrato Encarregado/ Resp. da Contratada Engenheiro de Produção Técnico/ Engenheiro de Segurança Técnico/ Engenheiro de Segurança da Contratada Gerenciadora/ Respons. Cliente ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ de um nível para outro abaixo, tombamento da PTA, piso irregular, elevação de materiais na PTA, condições climáticas adversas, solo inadequado, queda de pessoa, atropelamento ferimentos ,lombalgias e torções, atolamento. trabalho/movimentação das PTAs, para garantir a estabilidade do equipamento; Respeitar a capacidade de carga do equipamento, no caso de materiais passarema área da cesta, amarrar as extremidades; Não permitir utilização do equipamento como elevador de carga; Interromper as atividades imediatamente ao primeiro sinal de chuva, vento ou descargas elétricas atmosféricas. Utilizar cinto de segurança comdois talabartes. Se necessário a saída da cesta da PTA o funcionário devera solicitar a presença de um técnico de segurança do trabalho para a verificação e liberação do trabalho. Verificar as condiçõesdo solo e dos apoios,certificando-se que será garantida a resistência e estabilidade necessária Cuidados com queda de material. Não realizar diretamente o abastecimento, somente pessoa treinada e autorizada pode fazer o abastecimento. Movimentar a plataforma em terrenos planos sema presença de buracos e declives superiores a 15°. Uso obrigatório do cinto de segurança comos 02 talabarte travado em ponto fixo da gaiola da plataforma. isolar e sinalizar o local do serviço, evitando pessoas na proximidade. Inspecionar o equipamento (check-list), usar a luva, botina de Polipropileno, óculos de segurança, protetor auricular, capacete e roupa adequada; Realizar preenchimentode APR– Análise Preliminar de Risco/PPT– Permissão paraTrabalho e fazer check list da plataforma aérea Articulada. 7 Realizar solda elétrica 1-Choque elétrico 2-Ruído 3-Radiação não ionizante 4-Projeção de fagulhas incandescente 5-Queda humana 6-Queda de material 1-Queimaduras 2-Danos a audição 3-Doenças 4-Escoriações 5-Morte 6-Isolar a área de trabalho 1-Fazer o checklist do equipamento antes da atividade e fazer uso dos demais EPI’s, 2-Fazer uso constante do protetor auditivo. 3-Fazer uso dos EPI’s específico durante a atividade, 4-Fazer uso da mascara de soldador durante a atividade e dos óculos de proteção.
  • 4. APR – ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO FO-SEG-004 Anexo: PO-SEG-001 Rev.: Folha: 3 2/2 Obra: Localização Data Início: Data Term.: APR n°: 676 – Philip Morris Santa Cruzdo Sul - RS Prédio - C2/C1 21/07//2011 01/08/2011 Descrição da Atividade: Subcontratada: Revisão Folha: Trabalho com solda elétrica Serpal/ Vox Item Etapas da Atividade Perigo / Risco Conseqüências Medidas Preventivas APROVAÇÕES Luciano Coan Jadir Souza da Luz Florisvaldo Polegatti Leonardo B. Oliveira Gerente de Contrato Encarregado/ Resp. da Contratada Engenheiro de Produção Técnico/ Engenheiro de Segurança Técnico/ Engenheiro de Segurança da Contratada Gerenciadora/ Respons. Cliente ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ 7-Incêndio 8-Poeira química 7-Ferimentos diversos 8- Intoxicação 5-Fazer do cinto de segurança acima de 2mts de altura, atracar os dois talabarte em local seguro. 6-Fazer a sinalização do local de trabalho. 7-Verificar há existência de material inflamável no local de trabalho. 8-Fazer uso da mascara de proteção PFF2 durante a atividade. 8 Limpeza e organização Ruído ambiente, queda de objetos, peças e ferramentas, batida contra, ergonômicos (posição), risco de provocar impactos ambientais (destinação de resíduos). Perda da audição, stress, náuseas, fratura, ferimentos, lombalgias e torções, contaminação do Solo, da água, etc Usar corretamente o protetor auricular; É obrigatório amarrar todas as ferramentas e objetos; Manusear ferramentas e equipamentos com atenção para proteger a si e aos colegas em volta. Utilizar luva apropriada para o trabalho; Executar movimentos adequados para levantar e baixar peso, (Maximo 23kg). Separar cada tipo de resíduo e destinar corretamente. Juntar restos de varrição em sacos, organizar ou destinar sobras de material, recolher e guardar ferramentas em local adequado. 9 Emergência Falta de comunicação Dificuldade na localização e no acesso ao local de ocorrência. É proibido o armazenamento de materiais em locais de acesso de veiculo de emergência. Manter a calma quando for comunicar qualquer ocorrência. Acionar e orientar a equipe de brigadistas para o local da ocorrência. Manter passagens, corredores e portas desobstruídas para deixar passagemlivres para o resgate. Manter curiosos afastadosfora do localdo incidente ou acidente. Não alterar o cenário, não retirar equipamentos e ferramentas do local da ocorrência, para registrar as evidencias 10 Produtos Químicos: Manuseio e utilização de tintas, solventes, impermeabilizantes, desmoldantes, colas, óleos lubrificantes, gasolina, óleo disel, thinners, neutrol, entre outros produtos químicos inflamáveis. Ingestão, inalação, contato com a pele, contato com os olhos, incêndios, derramamento e vazamento. Desmaios, falta de ar, mal estar, náuseas, alergias, coceiras, contaminação do solo, água e ar. Acompanhar sempre ao produto perigoso a FISPQ ( Ficha de segurança de informação de produtos químicos). As medidas preventivas bemcomo os perigos e riscos específicosde cada produto químico constam nas respectivas FISPQ.
  • 5. APR – ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO FO-SEG-004 Anexo: PO-SEG-001 Rev.: Folha: 3 2/2 Obra: Localização Data Início: Data Term.: APR n°: 676 – Philip Morris Santa Cruzdo Sul - RS Prédio - C2/C1 21/07//2011 01/08/2011 Descrição da Atividade: Subcontratada: Revisão Folha: Trabalho com solda elétrica Serpal/ Vox Item Etapas da Atividade Perigo / Risco Conseqüências Medidas Preventivas APROVAÇÕES Luciano Coan Jadir Souza da Luz Florisvaldo Polegatti Leonardo B. Oliveira Gerente de Contrato Encarregado/ Resp. da Contratada Engenheiro de Produção Técnico/ Engenheiro de Segurança Técnico/ Engenheiro de Segurança da Contratada Gerenciadora/ Respons. Cliente ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ ____ / ____ / ____ 11 Aspectos relativos a Coleta Seletiva Riscos Ambientais Impactos Ambientais Praticar Coleta Seletiva, Respeitando as cores dos coletores de resíduos, conforme abaixo: Azul Papel Vermelho Plástico Amarelo  Metal Marrom Resíduo orgânico Preto Madeira VerdeVidro Cinza Material não reciclável Laranja Contaminado Respeite a Natureza e os Animais.