SlideShare uma empresa Scribd logo
ANALISE PRELIMINAR DE RISCO
Data de
Elaboração:
21/08/2017
OBRA: VIVIX VIDROS PLANOS UNIDADE: GOIANA
Equipe responsável pela elaboração: EDUARDO GAMA / FABIO HENRIQUE SETOR: FORNO
Descrição da tarefa: FABRICAÇÃO E MONTAGEM DE TUBULAÇÕES PARA A IMPLANTAÇÃO DO VIDRO PIROVIX
Ferramentas e equipamentos relacionados à tarefa: MAQUINA DE SOLDA, ESMERILHADEIRA 7", ESMERILADEIRA 4.1/2, FURADEIRA), RETIFICA e Ferramentas
manuais (MARTELOS E MARRETAS, ALICATE BICO, CORTE E UNIVERSAL, CHAVES DE BOCA, ESTRIA E COMBINADO, CHAVE INGLESA, CHAVE GRIFO, CHAVE
DE FENDA, PHILLIPS, ARCO DE SERRA, CHAVE ALLEN, CHAVE CATRACA E ACESSÓRIOS, ESPINA, CUNHA, ALAVANCA E TALHADEIRA, LIMA, MORSA), TALHA DE
ELEVAÇÃO E CATRACA, SACA POLIA, TIFFOR, PAINEL ELÉTRICO, EXTENSÃO, CINTAS PARA ELEVAÇÃO.
EPI: Capacete, Óculos de Segurança, Protetor Auditivo, Bota de Segurança, Máscara PFF1, Máscara PFF2, Máscara de Solda, Avental Simples, Mangote, Perneira, Protetor Facial, Luva de
Raspa Cano Longo, Luva de Raspa cano curto, Luva de Vaqueta, Cinto de Segurança.
Etapas da tarefa Perigo /aspecto Risco / Impacto Instruções operacionais
Mobilização dos
integrantes frente do
serviço.
1.1 Risco de Acidente por
falta de analise previa
do local da atividade
(entorno);
1.2 Queda de mesmo nível.
1.3 Atropelamento;
1.1.1 Ferimentos,
fraturas, cortes,
contusão, batida
contra;
1.2.1 Contusão,
ferimentos.
1.3.1 Fratura,
prensamento;
1.1.1.1 Avaliar os riscos das atividades englobando todo o cenário antes da execução;
1.1.1.2 Manter nos locais de trabalho as vias de circulação e os espaços em gerais
limpos e organizados, livre de obstáculos;
1.2.1.1. Avaliar acesso antes do início das atividades;
1.3.1.2. Armazenar adequadamente os materiais;
1.3.1.3 Todas as máquinas e equipamentos para elevação e movimentação de cargas só
poderão acessar à obra após vistoria prévia de SMS DA VIVIX.
Área de fabricação dos
SPOOL’s
- (PISO -4/300 LADO
ESQUERDO)
1.4 Risco de Acidente por
falta de analise previa
do local da atividade
(entorno);
1.5 Queda de mesmo nível
1.4.1 Ferimentos,
fraturas, cortes,
contusão, batida
contra;
1.5.1 Contusão,
ferimentos.
1.4.1.1. Avaliar os riscos das atividades englobando todo o cenário antes da execução;
1.4.1.2 Manter nos locais de trabalho as vias de circulação e os espaços em gerais
limpos e organizados, livre de obstáculos;
1.5.1.1. Avaliar acesso antes do início das atividades;
1.5.1.2. Armazenar adequadamente os materiais
1.5.1.3. Sinalizar área de fabricação de spool’s / corte e desbaste
IMPRESSÂO: 20/09/2017
Fabricação de
SPOOL’S
- Utilização de biombos
para contenção das
partículas metálicas;
2.1 Exposição à pontos de
Prensamento;
2.2 Ferramentas
inadequadas ou defeituosas
(não energizadas);
2.3 Queda de materiais e/ou
ferramentas;
2.4 Exposição ao calor.
2.5 Exposição a solda
2.1.1 Esmagamento,
amputação de membros;
2.2.1 Ferimentos,
Distensões, Torção;
2.3.1 Escoriação,
Abrasão, Ferimentos;
2.3.2 Cansaço, fadiga,
problemas digestivos
Cansaço, problemas
digestivos;
2.4.1 Queimaduras;
câimbras; desidratação;
pontos quentes;
2.5
2.1.1.1 Os envolvidos na operação de movimentação de cargas, não devem colocar as
mãos na carga em movimento, principalmente em possíveis pontos de Prensamento das
mãos;
2.2.1.1 Inspecionar máquinas, equipamentos, ferramentas e acessórios usando check list
de inspeção;
2.2.1.2 Sempre que forem encontradas irregularidades na inspeção de acessórios, os
mesmos deverão ser inutilizados e realizada comunicação imediata ao responsável pelo
acessório.
2.3.1.1 Isolamento físico da área de trabalho, com utilização de cerquite, tapume, fita
zebrada ou corrente plástica fixas em pontaletes;
2.3.1.2 Verificação correta da amarração da carga;
2.3.1.3 Toda a carga a ser transportada não deverá ultrapassar as dimensões da
carroceria do veículo que a transporta;
2.4.2.1 Pausas programadas, realizar revezamento em curto espaço de tempo;
2.5.1.1 Tomar bastante água para se manter hidratado.
Deslocamento de
Tubos e Acessórios
(Utilizando carro
plataforma de 04 rodas)
3.1 Aprisionamento em, sob
ou entre materiais, objetos,
equipamentos;
3.2 Atrito, abrasão,
perfuração, corte por
compressão;
3.3 Postura inadequada.
3.1.1 Deslizamento de
materiais, objetos,
equipamentos;
3.2.1 Lesões cortantes,
escoriações e
esmagamentos;
3.3.1 Esforço físico
excessivo;
3.1.1.1. Manter-se atento para execução da atividade, posicionando-se sempre em local
e de forma segura;
3.2.1.1. Utilizar os Epi’s básicos e específicos adequados à atividade e manter-se atento
para execução da atividade, posicionando-se sempre em local e de forma segura;
3.3.1.1. Manter postura adequada ao realizar as atividades e não realizar movimentação
e/ou levantamento de material com peso incompatível, à capacidade física;
IMPRESSÂO: 20/09/2017
Pré-montagem e
montagem de
tubulações, Suportes e
estruturas metálicas
- Desenrolar cabos de
solda até o local da solda
- Conexão do cabo terra
na estrutura
- Isolar área abaixo da
atividade (se necessário)
- Instalar tapume abaixo
da atividade (se
necessário);
- Içamento das
estruturas (talhas de
elevação / tifor).
- Observar as válvulas
de retenção dos cilindros
de gases do conjunto
oxi-corte e garantir seu
funcionamento.
4.1 Exposição à radiação
não ionizante (EXECUÇÃO
DE SOLDAGEM ELÉTRICA
TIG/ER E OPERAÇÃO DE
CORTE COM CONJUNTO
OXICORTE PARA O
CORTE E SOLDAGEM DAS
ESTRUTURAS E
SUPORTES METALICOS)
4.2 Exposição a poeiras e
fumos metálicos;
4.3 Choque elétrico;
4.4 Postura inadequada;
4.5 Trabalho em altura;
4.6 Queda de mesmo nível;
4.7 Queda de níveis
diferentes;
4.8 Exposição ao ruído;
4.9 Risco de queimaduras;
4.10 Risco de queda de
material;
4.1.1 Problemas
neurológicos;
4.2.1 Problemas
alérgicos e respiratórios;
4.3.1 Queimaduras,
descargas elétricas;
4.4.1 Lombalgia;
4.5.1 Fratura, contusão,
ferimentos.
4.6.1 Fratura, contusão,
ferimentos.
4.7.1 Fratura, contusão,
ferimentos, paralisia;
4.8.1 Perda auditiva;
4.9.1 Superfícies a
quente ou com fogo;
4.10.1 Escoriação
abrasão (ferimento
superficial) contusão,
esmagamento;
4.1.1.1 Não olhar diretamente para a solda sem a devida proteção;
4.1.1.2 Manter a fonte de radiação protegida;
4.1.1.3 Permanecer no local o tempo estritamente necessário;
4.2.1.1 Utilizar mascara de proteção com filtro (PFF2) e evitar exposição desnecessária a
fumos metálicos;
4.3.1.1 Não deixar cabos elétricos presos em estruturas metálicas;
4.3.1.2 Realizar inspeção das ferramentas e equipamentos antes das atividades;
4.4.1.1 Preservar a posição da coluna vertebral e flexionar os joelhos sempre que
necessário;
4.5.1.1 Todos os integrantes deverão estar autorizados para trabalhar em altura através
do crachá especifico; Deverá ser garantido local adequado para o acesso e fixação do
sinto de segurança;
4.5.1.2 Utilizar o cinto de segurança com talabarte preso ao ponto de ancoragem seguro;
4.5.1.3 Caso necessário auxilio de andaime solicitar a liberação através da PT
(Permissão para trabalho);
4.5.1.4 Isolar de delimitar área de trabalho para que pessoas e ou equipamento não se
aproximem do local de trabalho.
4.5.1.5 Em trabalhos com alturas deve-se aferir a pressão arterial.
4.6.1.1 Avaliar as condições do solo/piso ao se locomover no local de trabalho;
4.6.1.2 Não improvisar acesso.
4.7.1.1 Utilizar acesso adequado para movimentar-se no local de trabalho;
4.7.1.2 Fixar o cinto de segurança em linha de vida ou em estrutura apropriada;
4.8.1.1 Permanecer na área ruidosa apenas o tempo estritamente necessário;
4.8.1.2 Utilizar o protetor auricular tipo plug/concha;
4.9.1.1 Utilizar EPI´s específicos para trabalho com solda (Avental, mangas, perneiras e
luva de vaqueta, Mascara de solda);
4.9.1.2 Isolar delimitar área de trabalho para que pessoas e/ou equipamentos não se
aproximem do local de trabalho;
4.9.1.3 Ter extintor de incêndio no local do trabalho;
4.9.1.4 Prover contenção dos respingos do corte e solda; (Caso necessite de um
ajudante o mesmo deve usar os EPIs específicos para os trabalhos com solda);
4.10.1.1 Orientar colaboradores da área sobre o risco de queda de material durante a
atividade;
4.10.1.2 Sinalizar e/ou isolar a área;
4.10.1.3 Inspecionar equipamentos de içamentos (cabos de aço, cintas);
4.10.1.4 Não fazer fixação de cintas sem o uso de manilhas ou em quinas vivas.
Aplicação das tintas
nas estruturas
metálicas.
5.1 Exposição a substâncias
químicas, vapores,
compostos ou produtos
químicos em geral;
5.1.1 Intoxicação,
queimaduras e Irritação
da pele;
5.1.1.1. Avaliar a utilização da máscara adequada à situação (verificar se a máscara está
em perfeitas condições). Utilizar o EPI corretamente, higienizar e substituir o protetor
periodicamente ou quando saturado;
IMPRESSÂO: 20/09/2017
TESTE HIDROSTÁTICO
- Pressurização;
- Utilização de
manômetro para
verificação da pressão;
- Informar a sala de
controle sobre a
atividade a ser realizada.
6.1 Batida Contra / Batida
por;
6.2 Postura inadequada;
6.3 Rompimento e escape
de mangueiras (sub-
dimensionadas/desgastadas
/mal conectadas).
6.1.1 Escoriação abrasão
(ferimento superficial)
contusão, esmagamento;
6.2.1 Danos Pessoais,
Lombalgia, DORT;
6.3.1 Danos Pessoais
Vazamento
6.1.1.1. Manusear e transportar materiais não deixando partes do corpo no raio de ação
de possíveis batidas e/ou prensamentos
6.1.1.2. Utilizar ferramentas manuais corretamente e inspecioná-las antes do uso;
6.2.1.1. Manter os locais de acesso livres e desimpedidos de materiais;
6.2.1.2. Não realizar movimentação e/ou levantamento de material com peso
incompatível, à capacidade física;
6.2.1.3. Solicitar apoio manual e/ou mecânico quando houver necessidade;
6.3.1.1. Inspecionar as mangueiras, conexões e engates;
6.3.1.2. Instalar correntes entre as conexões: mangueiras / bomba;
6.3.1.3. Durante a pressurização todos os envolvidos e terceiros deverão permanecer
fora do raio de isolamento.
Desmobilização da
frente de serviço;
Limpeza e Organização
da Área.
7.1 Risco de Acidentes ao
deixar materiais sem
isolamento e ferramentas
espalhadas pelo chão
(tropeços, escorregões,
quedas de materiais, queda
de pessoas)
7.1.1 Ferimentos;
7.2.1 Contusão;
7.2.3 Esmagamento;
7.1.1 Não deixar o material espalhado;
7.2.1 Não deixar materiais sem isolamento e sinalização adequada;
7.3.1 Guardar ferramentas/equipamentos em local adequado após o término da
atividade.
Divulgação do teor deste documento, através do DDS.
IMPRESSÂO: 20/09/2017
PROCEDIMENTOS OBRIGATÓRIOS – MEDIDAS PREVENTIVAS Atividade
FABRICAÇÃO E MONTAGEM DE TUBULAÇÕES
PARA A IMPLANTAÇÃO DO VIDRO PIROVIX
 Seguir as Regras de Ouro estabelecidas pela empresa. EXECUTANTES DAS
TAREFAS
DATA ASSINATURA
 Utilizar os EPIs obrigatórios, conforme discriminado no PO ou os que se fizerem necessários, mantendo-os
em perfeito estado de conservação e higiene. Comunicar ao superior imediato ou à Segurança do Trabalho
qualquer alteração que o torne impróprio para o uso. OBS.: Constitui ato faltoso do empregado a recusa
injustificada ao uso dos equipamentos de proteção individual fornecidos pela empresa (Art. 158 (b))
 Verificar se a máquina ou equipamento está em boas condições de uso. Em caso de irregularidade não
inicie a operação sem comunicar ao seu superior imediato e emitir relato de incidente.
 Não operar o equipamento sem a utilização das proteções necessárias e/ou existentes.
 Não permitir a presença de pessoas estranhas na operação ou serviço.
 Não permitir pessoas não qualificadas, não treinadas e não autorizadas a operar o equipamento.
 Não colocar as mãos ou parte do corpo nos pontos de operação, partes móveis ou energizadas com a
máquina ou equipamento em operação.
 Qualquer manutenção e/ou intervenção do tipo reparo elétrico, mecânico, hidráulico, pneumático ou térmico,
deverá ser observado o procedimento de Bloqueio Elétrico de Equipamentos.
 Não operar nenhuma máquina ou equipamento se você não estiver em condições físicas adequadas. Neste
caso, comunicar imediatamente a liderança ou serviço médico.
 Em caso de acidente do trabalho e/ou suspeita de doença ocupacional, comunique imediatamente a
liderança, serviço médico ou técnico de segurança.
 Em caso de incêndio ou emergências, solicite apoio dos brigadistas, socorristas e SSMA.
 Intervenções em redes de energia e sistemas elétricos só podem ser efetuados por profissionais
qualificados, treinados e autorizados para tal finalidade, conforme determinado pela Portaria 3214/78 (NR–10).
 Irregularidades observadas em máquinas e/ou equipamentos que representem riscos à integridade do(s)
empregado(s) na operação deverão ser informadas imediatamente ao supervisor ou a área de SSMA, e o
equipamento deverá ser interditado até sua regularização.
 Não operar qualquer máquina ou equipamento sem estar devidamente treinado e autorizado. E manter
distância segura de cargas suspensas ou em movimentação.
 Não permanecer em local de risco elevado sem estar autorizado e não permitir a permanência de outros.
 Somente acesse espaços confinados com autorização de seu superior imediato e após a verificação das
condições do ambiente, observando, as seguintes medidas de prevenção: ventilação do ambiente, verificação de
oxigênio ou gases, meios de escape e resgate, vigia e outras medidas que se fizerem necessárias.
NOTA 1: Estou ciente do inteiro teor deste documento. Comprometo-me a cumprir
este PO integralmente e estou ciente de que o descumprimento do aqui
estabelecido importará em ato faltoso, sujeito a aplicação das penalidades cabíveis.
NOTA 2: Observar se todos os itens de segurança descritos estão sendo atendidos.
 Em caso de descumprimento das determinações contidas nesta Análise de Risco da Tarefa, a não utilização
ou neutralização dos dispositivos de segurança e o descumprimento das normas de segurança existentes
constitui falta grave e, para tanto, serão adotadas as medidas legais cabíveis, conforme legislação trabalhista
contida na CLT (capítulo V, título II, artigo 157) e NR–1 (itens 1.8.1 e 1.9).
Segurança do trabalho Supervisor da Obra Gestor do Projeto Técnico de Segurança da VIVIX
EDUARDO GAMA FABIO HENRIQUE FERNANDO AKIRA ALISON DUTRA
Atos negligentes ou imprudentes no tocante ao descumprimento das normas e procedimentos de Segurança e Medicina do Trabalho serão considerados como atos faltosos,
passíveis de aplicação de penalidades com base especialmente no artigo 158 da CLT e portaria nº 3.214/78 NR 1 item 1.8 e sub-item 1.8.1.
IMPRESSÂO: 20/09/2017

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a pdfcoffee.com_apr-fabricaao-e-montagem-de-tubulaao-pdf-free.pdf

Ar 02 carga e descarga de materiais
Ar 02 carga e descarga de materiaisAr 02 carga e descarga de materiais
Ar 02 carga e descarga de materiais
Mauro Sergio Vales de Souza
 
APR MONTAGEM CREMALHEIRA.docx
APR MONTAGEM CREMALHEIRA.docxAPR MONTAGEM CREMALHEIRA.docx
APR MONTAGEM CREMALHEIRA.docx
robsonferreirapintos
 
St apr análise preliminar de risco 04 12-2009 rev1
St apr análise preliminar de risco 04 12-2009 rev1St apr análise preliminar de risco 04 12-2009 rev1
St apr análise preliminar de risco 04 12-2009 rev1
Ricardo Mardonado
 
APR-Manunteção-Preventiva-e-Corretiva-em-Geral.pdf
APR-Manunteção-Preventiva-e-Corretiva-em-Geral.pdfAPR-Manunteção-Preventiva-e-Corretiva-em-Geral.pdf
APR-Manunteção-Preventiva-e-Corretiva-em-Geral.pdf
carlosfuzario
 
APT- 12 CARPINTARIA.doc
APT- 12 CARPINTARIA.docAPT- 12 CARPINTARIA.doc
APT- 12 CARPINTARIA.doc
PHDirceuFilho
 
Analise_de_Risco_-_escavacoes.pdf
Analise_de_Risco_-_escavacoes.pdfAnalise_de_Risco_-_escavacoes.pdf
Analise_de_Risco_-_escavacoes.pdf
CristianoMartinez7
 
Apr modelo
Apr modeloApr modelo
Apr modelo
Antonio Ricardo
 
Modelo apr perfuratriz
Modelo apr perfuratrizModelo apr perfuratriz
Modelo apr perfuratriz
RosaneLopes14
 
Apr trabalho com solda eletrica
Apr   trabalho com solda eletricaApr   trabalho com solda eletrica
Apr trabalho com solda eletrica
Gleuciane Rocha
 
Apr solda
Apr soldaApr solda
APR MONTAGEM QUE MONTA O MONTADOR QUE FOI MONTADO
APR MONTAGEM QUE MONTA O MONTADOR QUE FOI MONTADOAPR MONTAGEM QUE MONTA O MONTADOR QUE FOI MONTADO
APR MONTAGEM QUE MONTA O MONTADOR QUE FOI MONTADO
negodjow
 
Apr cobertura bloco c v1
Apr cobertura bloco c v1Apr cobertura bloco c v1
Apr cobertura bloco c v1
Uanderson Alves
 
APRIA - Atividade instalação linha de vida1.pdf
APRIA -  Atividade instalação linha de vida1.pdfAPRIA -  Atividade instalação linha de vida1.pdf
APRIA - Atividade instalação linha de vida1.pdf
RaynaraGoes1
 
Apr canteiro geral de obra
Apr canteiro geral de obraApr canteiro geral de obra
Apr canteiro geral de obra
gabrielmc2
 
╝÷┴ñ Apt calandra
╝÷┴ñ Apt calandra ╝÷┴ñ Apt calandra
╝÷┴ñ Apt calandra
José Santos
 
APR-Pintura-de-Paredes EDIFICAR.docx
APR-Pintura-de-Paredes EDIFICAR.docxAPR-Pintura-de-Paredes EDIFICAR.docx
APR-Pintura-de-Paredes EDIFICAR.docx
ManutenoMANUTENO
 
Apr bastida
Apr bastidaApr bastida
Apr bastida
Andre Cruz
 
024.apr.16.09 -montagem_de_tubulações_envelopes_02
024.apr.16.09  -montagem_de_tubulações_envelopes_02024.apr.16.09  -montagem_de_tubulações_envelopes_02
024.apr.16.09 -montagem_de_tubulações_envelopes_02
Jupira Silva
 
APR - CINZEL.doc
APR - CINZEL.docAPR - CINZEL.doc
APR - CINZEL.doc
Ivson Barbosa
 
Npg man-305 apr
Npg man-305 aprNpg man-305 apr
Npg man-305 apr
Ucélio Melo
 

Semelhante a pdfcoffee.com_apr-fabricaao-e-montagem-de-tubulaao-pdf-free.pdf (20)

Ar 02 carga e descarga de materiais
Ar 02 carga e descarga de materiaisAr 02 carga e descarga de materiais
Ar 02 carga e descarga de materiais
 
APR MONTAGEM CREMALHEIRA.docx
APR MONTAGEM CREMALHEIRA.docxAPR MONTAGEM CREMALHEIRA.docx
APR MONTAGEM CREMALHEIRA.docx
 
St apr análise preliminar de risco 04 12-2009 rev1
St apr análise preliminar de risco 04 12-2009 rev1St apr análise preliminar de risco 04 12-2009 rev1
St apr análise preliminar de risco 04 12-2009 rev1
 
APR-Manunteção-Preventiva-e-Corretiva-em-Geral.pdf
APR-Manunteção-Preventiva-e-Corretiva-em-Geral.pdfAPR-Manunteção-Preventiva-e-Corretiva-em-Geral.pdf
APR-Manunteção-Preventiva-e-Corretiva-em-Geral.pdf
 
APT- 12 CARPINTARIA.doc
APT- 12 CARPINTARIA.docAPT- 12 CARPINTARIA.doc
APT- 12 CARPINTARIA.doc
 
Analise_de_Risco_-_escavacoes.pdf
Analise_de_Risco_-_escavacoes.pdfAnalise_de_Risco_-_escavacoes.pdf
Analise_de_Risco_-_escavacoes.pdf
 
Apr modelo
Apr modeloApr modelo
Apr modelo
 
Modelo apr perfuratriz
Modelo apr perfuratrizModelo apr perfuratriz
Modelo apr perfuratriz
 
Apr trabalho com solda eletrica
Apr   trabalho com solda eletricaApr   trabalho com solda eletrica
Apr trabalho com solda eletrica
 
Apr solda
Apr soldaApr solda
Apr solda
 
APR MONTAGEM QUE MONTA O MONTADOR QUE FOI MONTADO
APR MONTAGEM QUE MONTA O MONTADOR QUE FOI MONTADOAPR MONTAGEM QUE MONTA O MONTADOR QUE FOI MONTADO
APR MONTAGEM QUE MONTA O MONTADOR QUE FOI MONTADO
 
Apr cobertura bloco c v1
Apr cobertura bloco c v1Apr cobertura bloco c v1
Apr cobertura bloco c v1
 
APRIA - Atividade instalação linha de vida1.pdf
APRIA -  Atividade instalação linha de vida1.pdfAPRIA -  Atividade instalação linha de vida1.pdf
APRIA - Atividade instalação linha de vida1.pdf
 
Apr canteiro geral de obra
Apr canteiro geral de obraApr canteiro geral de obra
Apr canteiro geral de obra
 
╝÷┴ñ Apt calandra
╝÷┴ñ Apt calandra ╝÷┴ñ Apt calandra
╝÷┴ñ Apt calandra
 
APR-Pintura-de-Paredes EDIFICAR.docx
APR-Pintura-de-Paredes EDIFICAR.docxAPR-Pintura-de-Paredes EDIFICAR.docx
APR-Pintura-de-Paredes EDIFICAR.docx
 
Apr bastida
Apr bastidaApr bastida
Apr bastida
 
024.apr.16.09 -montagem_de_tubulações_envelopes_02
024.apr.16.09  -montagem_de_tubulações_envelopes_02024.apr.16.09  -montagem_de_tubulações_envelopes_02
024.apr.16.09 -montagem_de_tubulações_envelopes_02
 
APR - CINZEL.doc
APR - CINZEL.docAPR - CINZEL.doc
APR - CINZEL.doc
 
Npg man-305 apr
Npg man-305 aprNpg man-305 apr
Npg man-305 apr
 

pdfcoffee.com_apr-fabricaao-e-montagem-de-tubulaao-pdf-free.pdf

  • 1. ANALISE PRELIMINAR DE RISCO Data de Elaboração: 21/08/2017 OBRA: VIVIX VIDROS PLANOS UNIDADE: GOIANA Equipe responsável pela elaboração: EDUARDO GAMA / FABIO HENRIQUE SETOR: FORNO Descrição da tarefa: FABRICAÇÃO E MONTAGEM DE TUBULAÇÕES PARA A IMPLANTAÇÃO DO VIDRO PIROVIX Ferramentas e equipamentos relacionados à tarefa: MAQUINA DE SOLDA, ESMERILHADEIRA 7", ESMERILADEIRA 4.1/2, FURADEIRA), RETIFICA e Ferramentas manuais (MARTELOS E MARRETAS, ALICATE BICO, CORTE E UNIVERSAL, CHAVES DE BOCA, ESTRIA E COMBINADO, CHAVE INGLESA, CHAVE GRIFO, CHAVE DE FENDA, PHILLIPS, ARCO DE SERRA, CHAVE ALLEN, CHAVE CATRACA E ACESSÓRIOS, ESPINA, CUNHA, ALAVANCA E TALHADEIRA, LIMA, MORSA), TALHA DE ELEVAÇÃO E CATRACA, SACA POLIA, TIFFOR, PAINEL ELÉTRICO, EXTENSÃO, CINTAS PARA ELEVAÇÃO. EPI: Capacete, Óculos de Segurança, Protetor Auditivo, Bota de Segurança, Máscara PFF1, Máscara PFF2, Máscara de Solda, Avental Simples, Mangote, Perneira, Protetor Facial, Luva de Raspa Cano Longo, Luva de Raspa cano curto, Luva de Vaqueta, Cinto de Segurança. Etapas da tarefa Perigo /aspecto Risco / Impacto Instruções operacionais Mobilização dos integrantes frente do serviço. 1.1 Risco de Acidente por falta de analise previa do local da atividade (entorno); 1.2 Queda de mesmo nível. 1.3 Atropelamento; 1.1.1 Ferimentos, fraturas, cortes, contusão, batida contra; 1.2.1 Contusão, ferimentos. 1.3.1 Fratura, prensamento; 1.1.1.1 Avaliar os riscos das atividades englobando todo o cenário antes da execução; 1.1.1.2 Manter nos locais de trabalho as vias de circulação e os espaços em gerais limpos e organizados, livre de obstáculos; 1.2.1.1. Avaliar acesso antes do início das atividades; 1.3.1.2. Armazenar adequadamente os materiais; 1.3.1.3 Todas as máquinas e equipamentos para elevação e movimentação de cargas só poderão acessar à obra após vistoria prévia de SMS DA VIVIX. Área de fabricação dos SPOOL’s - (PISO -4/300 LADO ESQUERDO) 1.4 Risco de Acidente por falta de analise previa do local da atividade (entorno); 1.5 Queda de mesmo nível 1.4.1 Ferimentos, fraturas, cortes, contusão, batida contra; 1.5.1 Contusão, ferimentos. 1.4.1.1. Avaliar os riscos das atividades englobando todo o cenário antes da execução; 1.4.1.2 Manter nos locais de trabalho as vias de circulação e os espaços em gerais limpos e organizados, livre de obstáculos; 1.5.1.1. Avaliar acesso antes do início das atividades; 1.5.1.2. Armazenar adequadamente os materiais 1.5.1.3. Sinalizar área de fabricação de spool’s / corte e desbaste IMPRESSÂO: 20/09/2017
  • 2. Fabricação de SPOOL’S - Utilização de biombos para contenção das partículas metálicas; 2.1 Exposição à pontos de Prensamento; 2.2 Ferramentas inadequadas ou defeituosas (não energizadas); 2.3 Queda de materiais e/ou ferramentas; 2.4 Exposição ao calor. 2.5 Exposição a solda 2.1.1 Esmagamento, amputação de membros; 2.2.1 Ferimentos, Distensões, Torção; 2.3.1 Escoriação, Abrasão, Ferimentos; 2.3.2 Cansaço, fadiga, problemas digestivos Cansaço, problemas digestivos; 2.4.1 Queimaduras; câimbras; desidratação; pontos quentes; 2.5 2.1.1.1 Os envolvidos na operação de movimentação de cargas, não devem colocar as mãos na carga em movimento, principalmente em possíveis pontos de Prensamento das mãos; 2.2.1.1 Inspecionar máquinas, equipamentos, ferramentas e acessórios usando check list de inspeção; 2.2.1.2 Sempre que forem encontradas irregularidades na inspeção de acessórios, os mesmos deverão ser inutilizados e realizada comunicação imediata ao responsável pelo acessório. 2.3.1.1 Isolamento físico da área de trabalho, com utilização de cerquite, tapume, fita zebrada ou corrente plástica fixas em pontaletes; 2.3.1.2 Verificação correta da amarração da carga; 2.3.1.3 Toda a carga a ser transportada não deverá ultrapassar as dimensões da carroceria do veículo que a transporta; 2.4.2.1 Pausas programadas, realizar revezamento em curto espaço de tempo; 2.5.1.1 Tomar bastante água para se manter hidratado. Deslocamento de Tubos e Acessórios (Utilizando carro plataforma de 04 rodas) 3.1 Aprisionamento em, sob ou entre materiais, objetos, equipamentos; 3.2 Atrito, abrasão, perfuração, corte por compressão; 3.3 Postura inadequada. 3.1.1 Deslizamento de materiais, objetos, equipamentos; 3.2.1 Lesões cortantes, escoriações e esmagamentos; 3.3.1 Esforço físico excessivo; 3.1.1.1. Manter-se atento para execução da atividade, posicionando-se sempre em local e de forma segura; 3.2.1.1. Utilizar os Epi’s básicos e específicos adequados à atividade e manter-se atento para execução da atividade, posicionando-se sempre em local e de forma segura; 3.3.1.1. Manter postura adequada ao realizar as atividades e não realizar movimentação e/ou levantamento de material com peso incompatível, à capacidade física; IMPRESSÂO: 20/09/2017
  • 3. Pré-montagem e montagem de tubulações, Suportes e estruturas metálicas - Desenrolar cabos de solda até o local da solda - Conexão do cabo terra na estrutura - Isolar área abaixo da atividade (se necessário) - Instalar tapume abaixo da atividade (se necessário); - Içamento das estruturas (talhas de elevação / tifor). - Observar as válvulas de retenção dos cilindros de gases do conjunto oxi-corte e garantir seu funcionamento. 4.1 Exposição à radiação não ionizante (EXECUÇÃO DE SOLDAGEM ELÉTRICA TIG/ER E OPERAÇÃO DE CORTE COM CONJUNTO OXICORTE PARA O CORTE E SOLDAGEM DAS ESTRUTURAS E SUPORTES METALICOS) 4.2 Exposição a poeiras e fumos metálicos; 4.3 Choque elétrico; 4.4 Postura inadequada; 4.5 Trabalho em altura; 4.6 Queda de mesmo nível; 4.7 Queda de níveis diferentes; 4.8 Exposição ao ruído; 4.9 Risco de queimaduras; 4.10 Risco de queda de material; 4.1.1 Problemas neurológicos; 4.2.1 Problemas alérgicos e respiratórios; 4.3.1 Queimaduras, descargas elétricas; 4.4.1 Lombalgia; 4.5.1 Fratura, contusão, ferimentos. 4.6.1 Fratura, contusão, ferimentos. 4.7.1 Fratura, contusão, ferimentos, paralisia; 4.8.1 Perda auditiva; 4.9.1 Superfícies a quente ou com fogo; 4.10.1 Escoriação abrasão (ferimento superficial) contusão, esmagamento; 4.1.1.1 Não olhar diretamente para a solda sem a devida proteção; 4.1.1.2 Manter a fonte de radiação protegida; 4.1.1.3 Permanecer no local o tempo estritamente necessário; 4.2.1.1 Utilizar mascara de proteção com filtro (PFF2) e evitar exposição desnecessária a fumos metálicos; 4.3.1.1 Não deixar cabos elétricos presos em estruturas metálicas; 4.3.1.2 Realizar inspeção das ferramentas e equipamentos antes das atividades; 4.4.1.1 Preservar a posição da coluna vertebral e flexionar os joelhos sempre que necessário; 4.5.1.1 Todos os integrantes deverão estar autorizados para trabalhar em altura através do crachá especifico; Deverá ser garantido local adequado para o acesso e fixação do sinto de segurança; 4.5.1.2 Utilizar o cinto de segurança com talabarte preso ao ponto de ancoragem seguro; 4.5.1.3 Caso necessário auxilio de andaime solicitar a liberação através da PT (Permissão para trabalho); 4.5.1.4 Isolar de delimitar área de trabalho para que pessoas e ou equipamento não se aproximem do local de trabalho. 4.5.1.5 Em trabalhos com alturas deve-se aferir a pressão arterial. 4.6.1.1 Avaliar as condições do solo/piso ao se locomover no local de trabalho; 4.6.1.2 Não improvisar acesso. 4.7.1.1 Utilizar acesso adequado para movimentar-se no local de trabalho; 4.7.1.2 Fixar o cinto de segurança em linha de vida ou em estrutura apropriada; 4.8.1.1 Permanecer na área ruidosa apenas o tempo estritamente necessário; 4.8.1.2 Utilizar o protetor auricular tipo plug/concha; 4.9.1.1 Utilizar EPI´s específicos para trabalho com solda (Avental, mangas, perneiras e luva de vaqueta, Mascara de solda); 4.9.1.2 Isolar delimitar área de trabalho para que pessoas e/ou equipamentos não se aproximem do local de trabalho; 4.9.1.3 Ter extintor de incêndio no local do trabalho; 4.9.1.4 Prover contenção dos respingos do corte e solda; (Caso necessite de um ajudante o mesmo deve usar os EPIs específicos para os trabalhos com solda); 4.10.1.1 Orientar colaboradores da área sobre o risco de queda de material durante a atividade; 4.10.1.2 Sinalizar e/ou isolar a área; 4.10.1.3 Inspecionar equipamentos de içamentos (cabos de aço, cintas); 4.10.1.4 Não fazer fixação de cintas sem o uso de manilhas ou em quinas vivas. Aplicação das tintas nas estruturas metálicas. 5.1 Exposição a substâncias químicas, vapores, compostos ou produtos químicos em geral; 5.1.1 Intoxicação, queimaduras e Irritação da pele; 5.1.1.1. Avaliar a utilização da máscara adequada à situação (verificar se a máscara está em perfeitas condições). Utilizar o EPI corretamente, higienizar e substituir o protetor periodicamente ou quando saturado; IMPRESSÂO: 20/09/2017
  • 4. TESTE HIDROSTÁTICO - Pressurização; - Utilização de manômetro para verificação da pressão; - Informar a sala de controle sobre a atividade a ser realizada. 6.1 Batida Contra / Batida por; 6.2 Postura inadequada; 6.3 Rompimento e escape de mangueiras (sub- dimensionadas/desgastadas /mal conectadas). 6.1.1 Escoriação abrasão (ferimento superficial) contusão, esmagamento; 6.2.1 Danos Pessoais, Lombalgia, DORT; 6.3.1 Danos Pessoais Vazamento 6.1.1.1. Manusear e transportar materiais não deixando partes do corpo no raio de ação de possíveis batidas e/ou prensamentos 6.1.1.2. Utilizar ferramentas manuais corretamente e inspecioná-las antes do uso; 6.2.1.1. Manter os locais de acesso livres e desimpedidos de materiais; 6.2.1.2. Não realizar movimentação e/ou levantamento de material com peso incompatível, à capacidade física; 6.2.1.3. Solicitar apoio manual e/ou mecânico quando houver necessidade; 6.3.1.1. Inspecionar as mangueiras, conexões e engates; 6.3.1.2. Instalar correntes entre as conexões: mangueiras / bomba; 6.3.1.3. Durante a pressurização todos os envolvidos e terceiros deverão permanecer fora do raio de isolamento. Desmobilização da frente de serviço; Limpeza e Organização da Área. 7.1 Risco de Acidentes ao deixar materiais sem isolamento e ferramentas espalhadas pelo chão (tropeços, escorregões, quedas de materiais, queda de pessoas) 7.1.1 Ferimentos; 7.2.1 Contusão; 7.2.3 Esmagamento; 7.1.1 Não deixar o material espalhado; 7.2.1 Não deixar materiais sem isolamento e sinalização adequada; 7.3.1 Guardar ferramentas/equipamentos em local adequado após o término da atividade. Divulgação do teor deste documento, através do DDS. IMPRESSÂO: 20/09/2017
  • 5. PROCEDIMENTOS OBRIGATÓRIOS – MEDIDAS PREVENTIVAS Atividade FABRICAÇÃO E MONTAGEM DE TUBULAÇÕES PARA A IMPLANTAÇÃO DO VIDRO PIROVIX  Seguir as Regras de Ouro estabelecidas pela empresa. EXECUTANTES DAS TAREFAS DATA ASSINATURA  Utilizar os EPIs obrigatórios, conforme discriminado no PO ou os que se fizerem necessários, mantendo-os em perfeito estado de conservação e higiene. Comunicar ao superior imediato ou à Segurança do Trabalho qualquer alteração que o torne impróprio para o uso. OBS.: Constitui ato faltoso do empregado a recusa injustificada ao uso dos equipamentos de proteção individual fornecidos pela empresa (Art. 158 (b))  Verificar se a máquina ou equipamento está em boas condições de uso. Em caso de irregularidade não inicie a operação sem comunicar ao seu superior imediato e emitir relato de incidente.  Não operar o equipamento sem a utilização das proteções necessárias e/ou existentes.  Não permitir a presença de pessoas estranhas na operação ou serviço.  Não permitir pessoas não qualificadas, não treinadas e não autorizadas a operar o equipamento.  Não colocar as mãos ou parte do corpo nos pontos de operação, partes móveis ou energizadas com a máquina ou equipamento em operação.  Qualquer manutenção e/ou intervenção do tipo reparo elétrico, mecânico, hidráulico, pneumático ou térmico, deverá ser observado o procedimento de Bloqueio Elétrico de Equipamentos.  Não operar nenhuma máquina ou equipamento se você não estiver em condições físicas adequadas. Neste caso, comunicar imediatamente a liderança ou serviço médico.  Em caso de acidente do trabalho e/ou suspeita de doença ocupacional, comunique imediatamente a liderança, serviço médico ou técnico de segurança.  Em caso de incêndio ou emergências, solicite apoio dos brigadistas, socorristas e SSMA.  Intervenções em redes de energia e sistemas elétricos só podem ser efetuados por profissionais qualificados, treinados e autorizados para tal finalidade, conforme determinado pela Portaria 3214/78 (NR–10).  Irregularidades observadas em máquinas e/ou equipamentos que representem riscos à integridade do(s) empregado(s) na operação deverão ser informadas imediatamente ao supervisor ou a área de SSMA, e o equipamento deverá ser interditado até sua regularização.  Não operar qualquer máquina ou equipamento sem estar devidamente treinado e autorizado. E manter distância segura de cargas suspensas ou em movimentação.  Não permanecer em local de risco elevado sem estar autorizado e não permitir a permanência de outros.  Somente acesse espaços confinados com autorização de seu superior imediato e após a verificação das condições do ambiente, observando, as seguintes medidas de prevenção: ventilação do ambiente, verificação de oxigênio ou gases, meios de escape e resgate, vigia e outras medidas que se fizerem necessárias. NOTA 1: Estou ciente do inteiro teor deste documento. Comprometo-me a cumprir este PO integralmente e estou ciente de que o descumprimento do aqui estabelecido importará em ato faltoso, sujeito a aplicação das penalidades cabíveis. NOTA 2: Observar se todos os itens de segurança descritos estão sendo atendidos.  Em caso de descumprimento das determinações contidas nesta Análise de Risco da Tarefa, a não utilização ou neutralização dos dispositivos de segurança e o descumprimento das normas de segurança existentes constitui falta grave e, para tanto, serão adotadas as medidas legais cabíveis, conforme legislação trabalhista contida na CLT (capítulo V, título II, artigo 157) e NR–1 (itens 1.8.1 e 1.9). Segurança do trabalho Supervisor da Obra Gestor do Projeto Técnico de Segurança da VIVIX EDUARDO GAMA FABIO HENRIQUE FERNANDO AKIRA ALISON DUTRA Atos negligentes ou imprudentes no tocante ao descumprimento das normas e procedimentos de Segurança e Medicina do Trabalho serão considerados como atos faltosos, passíveis de aplicação de penalidades com base especialmente no artigo 158 da CLT e portaria nº 3.214/78 NR 1 item 1.8 e sub-item 1.8.1. IMPRESSÂO: 20/09/2017