SlideShare uma empresa Scribd logo
GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011             http:// murielpintogeografia.blogspot.com




                     GEOGRAFIA




                                   ELABORAÇÃO MATERIAL
     Autor: Muriel Pinto
     * Licenciado em Geografia.
     * Consultor Turístico e Patrimonial.
     E-mail: murielpinto@yahoo.com.br
     Blog : http:// murielpintogeografia.blogspot.com
     Fone: 055-99145468

Artigo

                                                 1
GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011                  http:// murielpintogeografia.blogspot.com

A interdisciplinariedade da Geografia nos processos vestibulares
MURIEL PINTO/ Licenciado em Geografia e Consultor Turístico/ Professor UP Vestibulares e Grécia Cursos.
E-mail: murielpinto@yahoo.com.br – Fone: (055) 99145468
O sistema educacional das épocas de hoje, pode ser definido como um processo
formador da competência humana, visto que possui uma forte relação com a qualidade
formal e a política, ou seja, está perfeitamente adequado com os acontecimentos do
globo terrestre, relacionando-se em conseqüência com os conceitos geográficos. Os
estudos da Geografia são de suma importância para o ensino, uma vez que suas
diversas áreas estão diretamente relacionadas com as ações humanas, expondo para os
discentes as diferentes atribuições do homem na superfície terrestre como: noções de
espaço, localização, modo de vida, lugar, paisagem, contextualização histórica e
cultural, turismo etc. Os conceitos tradicionais da geografia são relevantes para dar á
sustentação básica a devida disciplina, mas não podemos esquecer das questões que
envolvem as épocas de hoje, o chamado contexto atual, que de uma forma ou de outra,
salienta para os alunos, a conjuntura em que estamos inseridos, e suas respectivas
transformações dentro de uma conjuntura histórica. Esse mundo dinâmico de hoje, vem
a cada dia nos revelando novos acontecimentos (busca por fontes renováveis de
energia, crise alimentar, equilíbrio econômico do Brasil, problemas ambientais
globais,entre outros). De modo geral esse contexto atual vem contribuindo na
elaboração das provas dos vestibulares, tornando os mesmos interdisciplinares. Dentre
os muitos fatores benéficos dessa dinamização da Geografia para os processos
vestibulares, podemos destacar a contribuição na interpretação de textos, elaboração de
redação e resolução de questões de outras disciplinas e de questões descritivas, pois os vestibulares de hoje
tentam mostrar a atualidade, utilizando provas temáticas. Finalizando o que foi observado somos testemunhas de
que as noções geográficas são de grande valia para os processos seletivos vestibulares, pois as mesmas dão uma
orientação de mundo para os discentes, mostrando toda uma conjuntura local e global, devendo ter uma maior
atenção dos candidatos, pois é uma das disciplinas que mais vem eliminando nos respectivos processos seletivos.

                              DICAS GEOGRAFIA - PEIES
 Interpretação de mapas.
 Interpretação de trechos literários.
 Provas temáticas (tematizações atuais).
 Interdisplinariedade (miscigenação de disciplinas).
 Interpretação de enunciados, gráficos, tabelas, mapas ( busca a atenção
do candidato).
 Geografia crítica (análise geopolítica) agregada com a geografia cultural.



    CURRÍCULO BÁSICO PEIES 2004 – GEOGRAFIA - III SÉRIE DE 2008
                                                        2
GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011   http:// murielpintogeografia.blogspot.com




                                      3
GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011   http:// murielpintogeografia.blogspot.com



                             SUMÁRIO

               Temática       1

          Posição geográfica do Brasil________________                             5


               Temática       2

          Geologia e Relevo do Brasil_________________                            17



               Temática       3

          Hidrografia brasileira______________________                            30


Temátic
               Temática       4

          Climas brasileiros_________________________                             37


               Temática       5

          Vegetação brasileira_______________________45

          Gabaritos_______________________________                                64




                                      4
GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011                     http:// murielpintogeografia.blogspot.com




      Temática 1

    A Posição geográfica brasileira


    LOCALIZAÇÃO


                                                              A República Federativa do Brasil localiza-se:

                                                              a oeste = (hemisfério ocidental) do meridiano
                                                             inicial ou de Greenwich;
                                                              É cortado, ao norte, pela linha do equador e
                                                             apresenta 7% de suas terras no hemisfério norte
                                                             ou setentrional, e 93%, no hemisfério sul, ou
                                                             meridional.
                                                              Ao sul, é cortado pelo Trópico de Capricórnio
                                                             (esta linha imaginária passa em São Paulo, Mato
                                                             Grosso do Sul e Norte do Paraná
                                                              apresenta 92% do seu território na zona
                                                             intertropical, isto é, entre os trópicos de Câncer e
                                                             de Capricórnio.




  FRONTEIRAS DO BRASIL


Integrante do continente americano, o Brasil situa-se:

       na porção centro-oriental (leste) da América do Sul.
       limitando-se com quase a totalidade dos países sul-americanos, a exceção do Equador e do Chile.

                                                                           AMÉRICA DO SUL




     Fonte: Almanaque Abril, 2007.



                                                         5
GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011                    http:// murielpintogeografia.blogspot.com




                                   PROGRAMA CALHA NORTE
                 ATUALIDADES




                  Projeto de Militarização das fronteiras setentrionais
          do país = criado em 1985 (Ditadura Militar), nas épocas de
          hoje é subordinado ao Ministério da Defesa.



           Objetivos principais:
            contribuircom a manutenção da soberania na
           Amazônia.
            contribuir com a promoção do seu
           desenvolvimento ordenado.
            promoção da assistência e proteção das populações
           indígenas.




                 FUSOS HORÁRIOS DO BRASIL




CTERÍSTICAS


este, o território brasileiro, incluindo as ilhas oceânicas,
e abril de 2008, Brasil passa de 4 para 3 fusos horários).
s horários).
rasília, a capital federal, determina a hora oficial do país.
suem horas atrasadas em relação a Greenwich = país
o.
                                                                   6
GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011                      http:// murielpintogeografia.blogspot.com



    1º Fuso horário brasileiro:
    * Contém as ilhas oceânicas do país (arquipélago de Fernando de Noronha, atol das Rocas, penedos de
    São Pedro e São Paulo, Trindade e Martin Vaz).
    * É o de menor importância, por abranger uma diminuta área e pouca população.
    * É o 2º fuso a oeste de Greenwich = está à 2 horas atrasado = 1 hora adiantado em relação a Brasília.


    2º Fuso horário brasileiro
    * É o mais importante por conter a maior parte da população brasileira, bem como a grande do
    território nacional.
    * Esse fuso abrange o Amapá, Pará, Tocantins, Goiás, Distrito Federal, além de todos os estados das
    regiões Nordeste, Sudeste e Sul.
    * Está 3 horas de Greenwich = horário oficial de Brasília.


    3º Fuso horário brasileiro:
    *Composto pelos estados: Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Roraima, Amazonas e Acre.
    * Está 4 horas atrasado em relação a Greenwich = 1 hora atrasado em relação a Brasília.


    Obs: Estado do Acre e oeste do Amazonas, a partir de abril de 2008 = aparecem no 3º fuso horário
    brasileiro.
  DIVISÕES REGIONAIS BRASILEIRAShoras atrasaso em relação a Brasíli
   * está 4h atrasado em relação a Greenwich = 2


        DIVIVISÃO REGIONAL OFICIAL (IBGE) OU POLÍTICO-ADMINISTRATIVA
         A noção de planejamento consolidou-se no Brasil durante a Segunda Guerra Mundial. Essa noção tem um
claro significado territorial: para planejar, é preciso conhecer as características de cada área do país e as diferenças
socioeconômicas e naturais entre elas.




                                                           7
GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011                      http:// murielpintogeografia.blogspot.com



CARACTERÍSTICAS                                                        ÁREAS TERRITORIAIS GLOBAIS

   A atual divisão regional surgiu pela constituição de 1988.
   Divide o país de cinco macrorregiões.
   respeita os limites dos estados.
   Falta de integração Regional.
   Muito genérica para as necessidades de planejamento.               5º BRASIL



                                Características das Regiões brasileiras
Região                    Aspectos Físicos                     Aspectos Humanos         Aspectos Econômicos
Norte                             Clima equatorial             Escassez       de       Extrativismo      Mineral       e
                          Floresta amazônica                   população.               Vegetal.
                          Relevo: Planície Amazônica.           Maior população         Agricultura .
                          Planalto das Guianas                 indígena.                 Pecuária.
                           Bacia Amazônica                     Conflitos
                           Chuvas de convecção.               fundiários.
                          Problemas Ambientais:                 Grilagem       de
                          (Desmatamentos + entrada de          terras públicas.
                          hidrelétricas + criação Bovina e      Compra de áreas
                          soja).                               da Amazônia.

Nordeste                           Clima tropical úmido e            Maior      em            Zona da mata (cana-de-
                          Semi-árido.                          número de estados        açúcar=cacau).
                                   Mata dos cocais            Faixa       litorânea            Agreste (pecuária, arroz,
                                   Caatinga                   densamente               milho e algodão)
                                   Mata Atlântica             povoada.                         Meio-norte (extrativismo
                                   Rio São Francisco                 2ª      região   vegetal e agricultura)
                                   Relevo     de     serras   mais populosa e 3ª               Sertão          (pecuária
                          (cristalinas) e chapadas.            mais povoada do          extensiva + fruticultura).
                          Problema Ambiental                   Brasil.                          Indústria: Aumento dos
                          Desertificação                                                índices industriais.
                                                                                                Turismo

Sudeste                          Mares de Morros                  Áreas mais                  Importante             área
                                 Clima tropical            urbanizadas do país.        econômica
                                 Mata tropical e campos           Região mais                 Perda    dos      índices
                                                            populosa e mais             industriais.
                                                            povoada do brasil
Centro-oeste                     Clima tropical                   2ª    região               Agroindústrias (carnes +
                                 Cerrado,         floresta mais urbanizada do          grãos )
                          equatorial e o pantanal.          Brasil                      Maior produtora de grãos do
                                 Relevo constituído por População                      país.
                          palnaltos, chapadas e Planície concentrada no sul
                          do pantanal.                      da região.




SUL                        Clima Subtropical           Maior emigração européia               Pecuária
                           Vegetação Mata de araucária Mobilidade populacional                Indústria de Celulose
                           Planalto Meridional                                                Cultivo do arroz



                                                           8
GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011                      http:// murielpintogeografia.blogspot.com




               REGIÕES GEOECONÔMICAS OU COMPLEXOS REGIONAIS
       Há uma outra forma de regionalizar o Brasil, embora não seja oficial. Muitos geógrafos optam pela divisão
do país em três grandes complexos regionais (Centro-Sul, Nordeste e Amazônia), baseada na situação
geoeconômica e nas relações entre população e espaço natural.

                                                                CARACTERÍSTICAS:
                                                                 Divisão não-oficial do país.
                                                                 Dividida em três complexos regionais (Centro-
                                                                Sul, Nordeste e Amazônia).
                                                                 Não respeitam os limites políticos dos estados
                                                                (Ex: Norte de MG faz parte do Nordeste).
                                                                 Demonstram a integração econômica promovida
                                                                pela concentração industrial do sudeste.




                                         COMPLEXO DO NORDESTE

1) ÁREA DE ABRANGÊNCIA


    Estende no norte de MG até o Leste do Maranhão (Polígono das Secas).
    Possui 30 % da população nacional.
    Contrastes naturais (litoral úmido, interior seco).


                                           SUB-REGIÕES NORDESTINAS

                                                                ANOTAÇÕES:




                                         1 – MEIO-NORTE
                                         2- SERTÃO
                                         3- AGRESTE
                                         4-ZONA DA MATA




                                                          9
GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011                  http:// murielpintogeografia.blogspot.com


2) CARACTERÍSTICAS:

Zona da Mata: Primeira área do país a ser colonizada (desmatamentos Mata Atlântica).

 Localiza-se ao Litoral.
 Sub-região mais rica e mais populosa do nordeste.
 Possui as duas monoculturas latifundiárias nordestinas     (Cana-de-açúcar + cacau) = latifúndios +
monoculturas.
  Aumento da industrialização.

Agreste: Área de transição entre o litoral (Zona da Mata) e o Sertão.

 Densidade demográfica superior a do sertão.
Economia: Policultura Comercial + Pecuária Leiteira (pequenas e médias propriedades).

Sertão: mais extensa das sub-regiões.

 Aspectos físicos: clima semi-árido + vegetação da caatinga + rios temporários) = POLÍGONO DAS
SECAS.

 Rio São Francisco (único rio perene que passa na sub-região).
Economia: agricultura extensiva + agricultura tradicional (mandioca, milho, feijão e cana-de-açucar) +
fruticultura irrigada.

Meio-Norte: Constituído pelos estados do Maranhão e do Piauí.

 Zona de transição entre a Amazônia e o Nordeste.
 Aspectos físicos: Clima tropical úmido + Mata dos Cocais (Babaçu e Caranaúba).


         COMPLEXO DO CENTRO-SUL                                 COMPLEXO DA AMAZONIA

 1) ÁREA DE ABRANGÊNCIA                             1) ÁREA DE ABRANGÊNCIA


  Abrange    as áreas mais industrializadas do            Principal reduto de povos indígenas.
 país (Sudeste + Sul) e áreas de economia mais             Mais extensa das regiões geoeconômicas (58%
 dinâmica do Centro-Oeste (Sul de MT e os estado    do país).
 de Goiás e MS).
                                                           Seus limites ultrapassam muito os da Região
                                                    Norte (abrangendo a maior parte dos estados do Mato
                                                    Grosso e Tocantins + oeste do Maranhão).




                                                     10
GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011               http:// murielpintogeografia.blogspot.com


 OMPLEXO DO CENTRO-SUL                                 COMPLEXO DA AMAZÔNIA


 2) CARACTERÍSTICAS:                                   2) CARACTERÍSTICAS:

  Núcleo   econômico do país   (maiores parque da     Quadro natural marcante: planície Amazônica +
 Agropecuária e industria).                            clima equatorial quente e úmido + exuberante
                                                       floresta equatorial + riquíssima rede hidrográfica).
  Concentra mais de 60% da população do país.                 Apresenta       densidade      demográfica
                                                       baixíssima.
  Melhores infra-estruturas.                                  Economia: baseada no extrativismo
                                                       mineral e vegetal (látex, açaí, madeira e
                                                       castanha).
 Problemas: favelização, narcotráfico, criminalidade
                                                               Indústria: vem crescendo nos últimos anos
 entre outros.                                         (Mineração + eletroeletrônicos).

                                                       Problemas:
                                                                Conflitos fundiários (disputas pelo acesso a
                                                       terra).
                                                              Problemas ambientais (desmatamentos,
                                                       queimadas, e entrada de usinas hidrelétricas).
                                                              Grilagens de Terras (apossamento de
                                                       terras públicas = reservas indígenas).




                            TESTES – TEMÁTICA 1
 1(PEIES – 2007)
                                               De acordo com os seus conhecimentos e com a representação cartográfica
                                               em anamorfose da distribuição do PIB total pelas unidades da federação, é
                                               correto afirmar:
                                               1. O estado que se destaca na participação do PIB nacional é o que mais
                                               tardiamente modernizou suas estruturas produtivas.
                                               II. A dimensão territorial não exerce influência sobre o P18, pois, apesar das
                                               extensas áreas das unidades da federação da região Norte, a participação do
                                               PIB é muito pequena quando é comparada à das unidades do Sudeste.
                                               III, A importância do estado de São Paulo, construída desde o período
                                               colonial, ainda permanece hegemônica.
                                               Está(ão) correta(s)
                                               a) apenas I.
                                               b) apenas II.
                                               c) apenas III.
                                               d) apenas II e III
                                               e) I, II e III




                                                  11
GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011                                  http:// murielpintogeografia.blogspot.com

                                                                       Está(ão) correta(s)
2 (PEIES/ 2007) Leia o texto:
                                                                       a) apenas I.
―[...] na vida dos sertanejos, um açude é um bem inestimável. Só
nos últimos cinco anos, 20.000 moradores de Mombaça, a metade          b) apenas II.
da população atual, migraram para outras regiões em épocas de
seca. Boa parte deles nunca voltou.‖                                   c) apenas I e III.
                                 COELHO, M. A; TERRA, L.
Geografia do Brasil. 5 Ed. São Paulo: Moderna,2002. p. 133.            d) apenas II e III.

Assinale verdadeira (V) ou falsa (F) em cada afirmativa a seguir.      e) I, II e III.
(      ) As medidas governamentais contra a seca no Nordeste,
como a construção de açudes, têm solucionado o problema,                  5 (PEIES – 2005)
principalmente, dos sertanejos pobres.                                    Observe os mapas.
(    ) O Sertão nordestino constitui uma área de baixa densidade
demográfica e de economia baseada na pecuária extensiva de
corte e na agricultura tradicional.
(    ) A distribuição de verbas aos municípios das áreas atingidas
pela seca tem sido uma medida ineficaz para a solução do
problema, contribuindo, sim, para a chamada ―indústria da seca‖.
A seqüência correta é:
a) V-V-F.
b) F-V-V.
c) V-F-V.
d) F-V-F.
e) F-F-F.

3 (PEIES/ 2007) Leia o texto:
―[...] na vida dos sertanejos, um açude é um bem inestimável. Só
nos últimos cinco anos, 20.000 moradores de Mombaça, a metade
da população atual, migraram para outras regiões em épocas de
seca. Boa parte deles nunca voltou.‖
                                 COELHO, M. A; TERRA, L.
Geografia do Brasil. 5 Ed. São Paulo: Moderna,2002. p. 133.

Assinale verdadeira (V) ou falsa (F) em cada afirmativa a seguir.         Sobre a divisão regional do Brasil, em especial a mostrada
( ) As medidas governamentais contra a seca no Nordeste, como             nos mapas, é INCORRETO afirmar que
a construção de açudes, têm solucionado o problema,
principalmente, dos sertanejos pobres.                                    a) as subdivisões regionais são mais numerosas quanto maior
(    ) O Sertão nordestino constitui uma área de baixa densidade          é a extensão da transformação do espaço pela sociedade.
demográfica e de economia baseada na pecuária extensiva de
corte e na agricultura tradicional.                                       b) as subdivisões em mesa e microrregiões relacionam-se
(    ) A distribuição de verbas aos municípios das áreas atingidas        com a complexidade gerada pelas atividades produtivas.
pela seca tem sido uma medida ineficaz para a solução do
problema, contribuindo, sim, para a chamada ―indústria da seca‖.          c) a identificação das microrregiões geográficas se
                                                                          diferenciam basicamente pela influência dos centros urbanos
A seqüência correta é:                                                    e pelos tipos dominantes do uso do solo.
a) V-V-F.
b) F-V-V.                                                                 d) a idéia de se estabelecer uma regionalização oficial do
c) V-F-V.                                                                 território nacional é conseqüência da noção de que o
d) F-V-F.                                                                 planejamento do desenvolvimento econômico tem significado
e) F-F-F.                                                                 territorial.

                                                                          e) as subdivisões regionais do Rio Grande do Sul e do Acre
4 (PEIES – 2006) Considerando a dinâmica regional da                      refletem a homogeneidade da organização do espaço
economia brasileira, expressa pelos complexos regionais, pode-se          geográfico brasileiro.
afirmar que

I. o Centro-Sul expressa a integração econômica do Sudeste                6 (PEIES – 2002) Cosiderando que o Brasil é um país
industrial e financeiro com o Sul agrícola e industrial,
demonstrando também a expansão da agropecuária para a porção              de grandes contrastes nais, pode(m)-se afirmar:
meridional do Centro-Oeste.

II. o Complexo do Nordeste representa a região de povoamento              I- As enormes diferenças naturais existentes no interior do
antigo e a apropriação produtiva baseada em estruturas agrárias e
                                                                          território brasileiro vieram juntar-se as disparidades humanas.
sociais arcaicas. É a principal área de refluxo de pessoas nas
migrações internas.                                                       II-   As       disparidades   regionais   agravaram-se   com   a
                                                                          industrialização do país, com a integração nacional e com a
III. o Complexo Amazônico expressa a existência de uma fronteira
de expansão da economia nacional, que é uma fronteira tanto               formação de um espaço geográfico unificado.
demográfica quanto de recursos.


                                                                     12
GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011                                   http:// murielpintogeografia.blogspot.com

                                                                           9 (PEIES – 2000)
III- Na atualidade, uma série de problemas é comum em todo o
                                                                           "O Complexo Regional Nordestino é uma realidade recente na
país, e mesmo as particularidades locais devem ser enfrentadas
                                                                           história e na geografia brasileira. Ele é resultado da
em conjunto.                                                               industrialização do país e da integração do mercado interno. "
                                                                           MAGNOLl, D. & ARAUJO, R. Geografia Geral e do BrasillPaisagem e
                                                                           Território. São Paulo: Moderna, 1997.p.154.
Está (ão) correta(s)
a) apenas I.                                                               O texto pode ser complementado, afirmando-se também que
b) apenas II.
                                                                           I. a economia agroexportadora produziu, no espaço brasileiro,
c) apenas III.                                                             uma regionalização diferente daquela produzida pela economia
                                                                           urbano-industrial; muitos "nordestes" conviveram no Nordeste
d) apenas I e II.
                                                                           brasileiro.
e) I, II e III.
                                                                           II. a invasão das mercadorias industriais e agrícolas produzidas no
                                                                           centro dinâmico da economia nacional abalou a base das
7 (PEIES – 2002) Leia o texto:                                             economias regionais nordestinas.

"Na casa de taipa e chão batido, o pequeno Jackson, dois anos,             III. o Complexo Regional Nordestino, marcado pela disseminação
caminhava alegre de um lado para outro agarrado a um pacote de             da pobreza, pela repulsão populacional, pela baixa produtividade
bolacha (...) Havia um mês, o menino e outros oito moradores do            da agricultura e pela presença de pólos industriais voltados para
casebre comiam apenas resto de arroz e angu (...) A gente ia               mercados extra-regionais, é resultado da integração nacional e da
morrer de fome, não fosse a comida que dão para nós na cidade              intervenção da SUDENE.
(...) Em Canindé, 110 quilômetros da capital cearense, o agricultor
conta que, na região, ninguém ganha nem R$ 0,50, há quatro                 Está(ão) correta(s).
meses (...) Vivemos escapando da morte e só Deus sabe o que
será de nós (...)"                                                         a) apenas I.

Isto é, N° 1658, 11107/2001, p.4S.                                         b) apenas II.

A partir da leitura da reportagem, pode-se afirmar que a mesma             c) apenas III.
se refere
                                                                           d) apenas I e III.
a) ao meio-norte nordestino, que se constitui em uma área de
transição entre a Amazônia úmida, coberta de floresta, e o Sertão,         e) I, II e III.
de clima árido e vegetação xerófila.
b) ao litoral nordestino, representado por parte da planície               10 (PEIES – 2000)
litorânea que vai desde o Rio Grande do Norte até o sul da Bahia.
c) ao sertão nordestino que é caracterizado por clima semi-árido e         "O Complexo Regional Nordestino é uma realidade recente na
vegetaçâo de caatinga e que ocupa a área mais extensa do interior          história e na geografia brasileira. Ele é resultado da
do Nordeste.                                                               industrialização do país e da integração do mercado interno. "
d) ao agreste nordestino, que corresponde à zona de transição              MAGNOLl, D. & ARAUJO, R. Geografia Geral e do BrasillPaisagem e
entre o litoral úmido e o sertão semi-árido.                               Território. São Paulo: Moderna, 1997.p.154.
e) à Região Nordeste como um todo.
                                                                           O texto pode ser complementado, afirmando-se também que

8 (PEIES – 2000) Sabendo que o Brasil está dividido em                     I. a economia agroexportadora produziu, no espaço brasileiro,
três grandes regiões geoeconômicas, associe a região à afirmativa          uma regionalização diferente daquela produzida pela economia
correspondente.                                                            urbano-industrial; muitos "nordestes" conviveram no Nordeste
                                                                           brasileiro.
(     ) Na porção centro-oeste desse espaço regional, a grande
disponibilidade de terras, de incentivos fiscais e financeiros             II. a invasão das mercadorias industriais e agrícolas produzidas no
contribuiu para que a fronteira agrícola se ampliasse.                     centro dinâmico da economia nacional abalou a base das
                                                                           economias regionais nordestinas.
(     ) As políticas regionais de desenvolvimento. com incentivos
fiscais· e investimentos estatais diretos, criaram outras formas de        III. o Complexo Regional Nordestino, marcado pela disseminação
integração desse espaço regional ao restante do país.                      da pobreza, pela repulsão populacional, pela baixa produtividade
                                                                           da agricultura e pela presença de pólos industriais voltados para
(   ) O dinamismo industrial dessa área continuou associado ao             mercados extra-regionais, é resultado da integração nacional e da
desenvolvimento de complexos agroindustriais.                              intervenção da SUDENE.

A seqüência correta é                                                      Está(ão) correta(s).

a) 3 - 3 - 2 – 1.                                                          a) apenas I.
b) 2 - 1 - 1 - 3.
c) 3 - 2 - 1 - 2.                                                          b) apenas II.
d) 3 - 1 - 3 - 2.
e) 2 - 2 - 3 - 1.                                                          c) apenas III.

                                                                           d) apenas I e III.

                                                                           e) I, II e III.

                                                                      13
GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011                                 http:// murielpintogeografia.blogspot.com
11 (ENEM – 2005) Observe as seguintes estratégias para a                 14 (UNIFRA – 2008/ Inverno)
ocupação da Amazônia Brasileira.
I - Desenvolvimento de infra-estrutura do projeto Calha Norte;           Um avião parte de Santa Maria, Rio Grande do Sul, às 10 horas da
II - Exploração mineral por meio do Projeto Ferro Carajás;               manhã do dia 8 de julho de 2008 com destino a São Paulo. O
III - Criação da Superintendência para o Desenvolvimento da
Amazônia;                                                                tempo de viagem é de 2 horas. Após 1 hora de escala o avião
IV - Extração do látex durante o chamado Surto da Borracha.              parte novamente com destino a Manaus, Amazonas. O tempo de

A ordenação desses elementos, desde o mais antigo ao mais recente,       vôo é de 4 horas. Após 1 hora de escala o avião levanta vôo,
é a seguinte:                                                            novamente, com destino a Rio Branco, Acre. O tempo de vôo é de
(A) IV, III, II, I.
(B) I, II, III, IV.                                                      1 hora. Partindo desses dados, identifique:
(C) IV, II, I, III.                                                      • a hora em São Paulo no momento do pouso;
(D) III, IV, II, I.
(E) III, IV, I, II.                                                      a hora cm Manaus no momento da clecolagem em São Paulo;
                                                                         • a hora cm Rio Branco no momento cio pouso;
                                                                         • a hora em Londres (próxima ao Meridiano de Greenwich) no
12 (UFSC) Nos meses de junho e julho do corrente ano, realizou-
se, na França, a Copa do Mundo de Futebol. Considerando a posição        momento da decolagcm em Santa Maria.
geográfica do Brasil e da França, assinale a(s) proposição(ões)
                                                                         Assinale a alternativa correta é
VERDADEIRA(S):
                                                                         A) 12h - 13h - 19h - 7h.
01. A hora marcada para a realização dos jogos apresentava uma
                                                                         B) 12h — 14h — 20h — l3h.
coincidência entre os horários brasileiro e francês, porque os dois
países estão no hemisfério meridional.                                   C) 12h — 12h — 18h — 13h.
02. Os horários brasileiros foram uniformizados para todo o território   D) 12h - l4h - l9h - 13h.
nacional durante a realização da Copa do Mundo, para que todos
pudessem acompanhar as transmissões a partir da França.                  E) 10h - 12h - l9h- 7h.
04. Durante os jogos, as horas no Brasil estavam atrasadas porque
                                                                         15 (UFRGS) - Em qual das cidades do Rio Grande do Sul,
nosso território fica localizado na parte oriental do globo terrestre.
                                                                         referidas nas alternativas, o nascimento do Sol ocorre mais cedo e
08. Os horários franceses sempre coincidiram com os horários             o pôr-do-sol ocorre mais tarde, respectivamente, num mesmo dia
brasileiros, porque çs dois países se situam no meridiano de 45° de      do ano?
longitude oeste.
16. O horário brasileiro está sempre atrasado em relação ao francês,     (A) Pelotas (31°45‘S, 52°21‘W Gr) e Quaraí (30°23‘S, 56°26‘W Gr).
porque o Brasil situa-se no hemisfério oeste, enquanto a França          (B) Itaqui (29°07‘S, 56°33‘ W Gr) e Santa Vitória do Palmar
localiza-se no hemisfério leste.                                         (33°31‘S, 53°22‘W Gr).
                                                                         (C) Santa Maria (29°41‘S, 53°49‘W Gr) e Santo Augusto (27°54‘S,
                                                                         53°45‘W Gr).
13 (UNIFRA – 2008/ Inverno) O presidente Lula, em 24
                                                                         (D) Rio Grande (32°02‘S, 52°06‘W Gr) e Santana do Livramento
de abril de 2008, sancionou a lei que altera o fuso horário cm 46
                                                                         (30°53‘S, 55°32‘W Gr).
municípios da região Norte (Folha dc São Paulo, 26 dc abril dc 2008).
                                                                         (E) Torres (29°21‘S, 49°44‘W Gr) e Uruguaiana (29°45‘S, 57°05‘W
                                                                         Gr).




A) As mudanças atingem todos os Estados da Região Norte e parte
dos Estados da Região Centro-Oeste.
B) O fuso horário de Rio Branco passou a ter 4 horas de atraso em
                                                                         16 (UFRGS, adaptada) - No mapa acima, os fusos
relação a Greenwich.
C) A maior dificuldade foi adequar o fuso horário cio Acre que passou    hurários ‗O‖, ―P‖, ―Q‖‖ possuem, em relação ao fuso ―Z‖ (indicador

a pertencer ao fuso de Brasília.                                         da hora TMG), uma diferença que é, respectivamente, de:

D) O ponto referencial mais importante dos fusos na região passou a      (A) -2h, -3h, -4h.

ser Manaus, no Amazonas.                                                 (B) +3h, +4h, +5h e +6h.

E) O Brasil passou a ter quatro fusos horários, e todos atrasados em     (C) -3h, -3h30 min, -4h e - 4h30min.

relação a Grecnwich.                                                     (D) +1h, +2h, +3h e +4h.
                                                                         (E) -2h30min, -3h, -4h e - 4h30min.


                                                                    14
GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011                                     http:// murielpintogeografia.blogspot.com
17 (UFRGS, adaptada) - Devido à sua grande extensão,                      20 (UFPEL – 2008/ INVERNO)
o território brasileiro possui 3 fusos horários. Qual as alternativas
contém os nomes de três áreas brasileiras com fusos horários
diferentes entre si?
(A) Rio Branco - Boa Vista - Porto Alegre.
(B) Boa Vista - Belém - Cuiabá.
(C) Porto Velho - Porto Alegre – Ilha de Fernado de Noronha.
(D) Belo Horizonte - Boa Vista - Manaus.
(E) Rio Branco - Porto Velho - Cuiabá.


18 (PUCRS, Adaptado) Se em Belém são 12 horas, em
Porto Alegre e Cuiabá são, respectivamente:
a) 12 horas e 10 horas.
b) 12 horas e 11 horas.
c) 1 horas e 12 horas.
d) 11 horas e 10 horas.
e) 10 horas e 12 horas.

19 (UFPEL – 2006/ Inverno) Devido à sua grande
extensão territorial, o Brasil apresenta muitos contrastes, seja em
aspectos físicos, econômicos ou humanos. Com base nessas
diferenças, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística)
dividiu o país em cinco regiões há cerca de trinta anos. As regiões
                                                                             Devido à necessidade de adequação das transmissões de TV
identificadas pelo IBGE são as seguintes:
                                                                             aos diferentes fusos horários vigentes no país, em função da
                                                                             classificação indicativa dos programas, foi sancionado em
I. Norte
                                                                             24/04/2008 projeto de lei que altera os fusos horários no
II. Centro-Oeste
                                                                             Brasil. Com a medida se iguala o horário do Acre e do
III. Nordeste
                                                                             Amazonas com o adiantamento de uma hora no fuso dos
IV. Sudeste
                                                                             municípios que tinham duas horas de atraso em relação à
V. Sul
                                                                             Brasília. O Pará terá seu fuso igualado ao da capital do país.
Analise as seguintes afirmações sobre a divisão regional do Brasil.
                                                                             A partir da nova definição dos fusos horários no Brasil, é
(     ) É uma região de contrastes nos aspectos naturais, humanos
                                                                             correto afirmar que um programa de televisão exibido em
e econômicos. Ela apresenta áreas chuvosas e áreas de clima
                                                                             Brasília às 15 h local será visto:
semi-árido. Além disso, quase um quarto da população vive na
miséria, enquanto uma pequena parcela detém parte das riquezas.
                                                                             (a) em Manaus às 16 h local, devido ao fato de que o fuso
Ela contribui muito com a migração para outras regiões.
                                                                             horário de Manaus está à leste de Greenwich.
(      ) É a região mais extensa do país, embora apresente baixa
                                                                             (b) em Rio Branco às 14 h local, considerando que essa
densidade demográfica. Nessa região predominam aspectos
                                                                             cidade estará um fuso horário legal à oeste de Brasília.
naturais, floresta densa e heterogênea, clima quente e úmido, rios
                                                                             (c) em São Paulo no mesmo horário local, porque ambas as
extensos e caudalosos, os quais drenam terras geralmente de
                                                                             cidades estarão no mesmo paralelo.
altitude pouco elevada. Ela equivale a cerca de 60 % do território
                                                                             (d) em Porto Alegre no mesmo horário local, apesarde o Rio
brasileiro.
                                                                             Grande do Sul estar em outro fuso horário legal.
(     ) Região que corresponde a 6,8 % do território brasileiro, mas
                                                                             (e) no Acre às 15 h local, considerando que os dois locais
é a segunda em importância econômica. Ela apresenta uma
                                                                             estão à oeste de Greenwich. chega à superfície, em um
densidade demográfica significativa, com mais de 41 hab/km2.
                                                                             processo vulcânico resultante de sua localização.
Nessa região, destaca-se o predomínio de um clima subtropical.
(      ) Região mais povoada do Brasil, a qual possui quase 43% da
população brasileira e concentra a maior produção agrícola e
industrial do país, assim como a maior rede de transportes. É                   ANOTAÇÕES:
nessa região que podemos observar melhor a diversidade
espacial resultante do desigual desenvolvimento do país.
(     ) Esta região corresponde a quase 19% do território brasileiro.
Pouco povoada, apresenta uma densidade demográfica de 6,8
hab/km2. Foi desbravada nos séculos XVII e XVIII pelos
bandeirantes, que procuravam pedras e metais preciosos. Desde
a década de 1960, a região atrai imigrantes por oferecer grande
quantidade de terras a serem exploradas.

Escolha a alternativa que apresenta a relação correta entre as
regiões e suas características.
(a) I, II, V, III e IV.
(b) II, III, IV, V e I.
(c) V, III, I, II e IV.
(d) III, I, V, IV e II.
(e) IV, I, III, II e V.
(f) I. R.




                                                                        15
GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011                                 http:// murielpintogeografia.blogspot.com

                                                                       (e) a área afetada por secas periódicas, no Meio Norte da região
21 (UFPEL – 2006) O sistema de organização político-                   geoeconômica Nordeste, constitui o ―Polígono das Secas‖. Nessa
administrativa do Brasil, desde o descobrimento até a                  área, funciona a chamada indústria da seca, como ficou conhecida
atualidade, apresentou variações, evidenciadas, por exemplo,           a prática de políticos e fazendeiros para obter lucros e vantagens
nas capitanias hereditárias, no governo geral, na monarquia, no        pessoais com esse flagelo.
império e na república. Um dos problemas verificados na divisão        (f) I.R.
do território tem sido a multiplicação de estados, motivada pela
necessidade de acomodar interesses políticos das oligarquias
                                                                       22 (FURG – 2007) Entre as características da atual divisão
que continuam desequilibrando o sistema representativo,
                                                                       regional do Brasil, analise as afirmativas a seguir:
favorecendo os estados do Norte e do Nordeste, tradicionais
redutos políticos de elites agrárias.
                                                                       I. A divisão baseou-se no conceito de regiõeshomogêneas,
                                                                       definidas pela combinação e predominância de aspectos naturais,
                                                                       sociais eeconômicos que permitem diferenciá-las.
                                                                       II. A atual divisão regional apresentou, entre suas modificações, a
                                                                       criação do estado de Tocantins, que foi incluído na região Norte.
                                                                       III. Os limites de uma região não coincidem com os dos estados;
                                                                       assim, um estado, dependendo de suas características, pode ter
                                                                       parte do seu território em uma região e parte em outra.
                                                                       IV. Foram estabelecidos dois níveis hierárquicos básicos: as
                                                                       microrregiões e as macrorregiões homogêneas.
                                                                       V. As regiões foram divididas em seis grandes unidades territoriais,
                                                                       que apresentam características que as individualizam.

                                                                       Estão corretas as afirmativas:
                                                                       A) III, IV e V.
                                                                       B) I, II e III.
                                                                       C) II, III e IV.
                                                                       D) II, III e V.
                                                                       E) I, II e IV.

                                                                       23 (FURG – 2005) Leia o texto abaixo:
                                                                       ―Considerando-se a geografia nacional, pode-se dizer que, seja em
                                                                       termos quantitativos, seja em termos qualitativos, a produção e a
                                                                       reprodução da exclusão estão sujeitas a intensidades, alcances e
                                                                       modalidades diferenciados nas regiões _________ e __________,
                                                                       por um lado, e na região__________, por outro. Nas primeiras
                                                                       constata-se uma ampla ‗selva‘ de exclusão, marcada pela pobreza
                                                                       e também pela fome, que atingem famílias numerosas jovens,
                                                                       população pouco instruída e sem experiência assalariada formal. Já
                                                                       na segunda, observa-se uma ‗selva‘ de exclusão pontuada por
                                                                       alguns ‗acampamentos‘ de inclusão, onde a pobreza atinge
                                                                       principalmente famílias pouco numerosas, com número reduzido de
                                                                       crianças e jovens, sendo os indivíduos relativamente escolarizados
                                                                       e com experiência de assalariamento formal‖.
                                                                                     Atlas da Exclusão Social no Brasil, 2003, vol. 1, p. 26.

                                                                       Considerando-se os grandes conjuntos regionais da nova divisão
                                                                       regional brasileira, as regiões referidas no texto são,
Com base nas informações anteriores e em seus                          respectivamente:
conhecimentos sobre o assunto, é correto afirmar que                   A) Nordeste - Sudeste - Centro-Sul.
                                                                       B) Amazônia - Sul - Sudeste.
(a) os limites da região geoeconômica Amazônia praticamente            C) Sul - Nordeste - Sudeste.
coincidem com os da Região Norte do IBGE. Trata-se de uma              D) Norte - Nordeste - Centro-sul.
região de grande população absoluta - apesar da baixa densidade        E) Sul - Sudeste - Nordeste.
demográfica – que apresenta um crescimento na industrialização,
sobretudo no setor de mineração.
(b) a região geoeconômica Nordeste é caracterizada por uma
homogeneidade natural marcada pela seca. É uma região que
concentra um grande contingente populacional e que se constitui
em uma ―região-problema‖, em face das graves dificuldades
sociais e econômicas que apresenta.
(c) a região geoeconômica Centro-Sul abrange as duas porções
mais industrializadas do país (Sudeste e Sul) e as áreas de
economia mais dinâmica da região Centro-Oeste (de acordo com o
IBGE): sul de Tocantins, norte de Goiás e parte de Minas Gerais.
(d) parte do norte do estado de Minas Gerais – porção semi-árida,
de economia pouco dinâmica – integra o complexo regional do
Nordeste. O restante desse estado integra o complexo regional
Centro-Sul, que também é composto por parte de Tocantins
(Região Norte) e parte de Mato Grosso, (Região Centro-Oeste).




                                                                    16
GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011                  http:// murielpintogeografia.blogspot.com



       Temática 2



   RELEVO BRASILEIRO
   Os aspectos físicos do espaço entendem-se por um conjunto de elementos naturais que interagem entre si:


 Figura: Elementos naturais
                                                      Sustentabilidade:


             Geologia                  Relevo



                        Hidrografia
                                                      Aquecimento global:
                                                      Relatório IPCC:
        Vegetação                     Climas


                    Problemas
                    ambientais

 Fonte: PINTO, Muriel.


  GEOLOGIA DO BRASIL

  Geologia: Os dados fundamentais desses estudos obtêm-se pela análise das rochas, solos, minerais e restos
  fósseis.


         O território brasileiro é formado basicamente, por dois tipos de estruturas geológicas: os escudos
cristalinos (blocos cratônicos) e as bacias sedimentares.

                                                                   Brasil: Rochas vulcânicas




                                                     17
GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011                 http:// murielpintogeografia.blogspot.com


                                  ERAS GEOLÓGICAS




                                                                       Terremotos no Brasil




 A     pouca incidência de terremotos no Brasil é proveniente de sua localização no centro da placa Sul-
 americana (São cerca de 80 a 90 por ano, a maioria com magnitude inferior a 4 = Numa escala que vai de
 1 até 9, são considerados relativamente fracos).
  A maior atividade sísmica do Brasil é no Nordeste, sobretudo no Rio Grande do Norte, Ceará,
 Pernambuco e Recôncavo Baiano.
  O maior terremoto já registrado no Brasil foi o da Serra do Tombador, no Mato Grosso, em 1955, que
 atingiu 6,6 pontos na escala Richter.
  O terremoto com a primeira vítima fatal aconteceu em dezembro de 2007, na cidade de Itacarambi,
 Minas Gerais, com um tremor de 4,9 pontos na escala Richter.


                                                    18
GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011            http:// murielpintogeografia.blogspot.com



                                                         Tremor     no litoral é sentido em São Paulo
                                                        no dia 22 de abril.
                                                         O epicentro do terremoto ocorreu a 270 km
                                                        de São Vicente, localizada no litoral sul de São
                                                        Paulo, e atingiu 5,2 graus na escala Richter.

                                                        Conheça a escala Richter :
                                                        Menos de 3,5 graus - É registrado, mas
                                                        muitas vezes não é sentido
                                                        3,5 a 5,4 graus - É sentido, mas pode
                                                        causar danos
                                                        5,5 a 6 graus - Ocasiona danos pequenos em
                                                        prédios
                                                        6,1 a 6,9 graus - Pode causar danos graves
                                                        em regiões onde vivem muitas pessoas
                                                        7 a 7,9 graus - Terremoto de grandes
                                                        proporções e causa danos graves
                                                        8 graus ou mais - Terremoto muito forte e
                                                        causa destruição na área atingida e em áreas
                                                        vizinhas



                                              Escudos Cristalinos ou Maciços antigos (36%) = origina
                                              minerais metálicos.
                                              Ex: Ferro + Manganês + Bauxita + Cassiterita + Ouro
BRASIL - ESTRUTURA GEOLÓGICA

(origina a formação dos solos e das rochas)
                                              Bacias Sedimentares (64%) = origina minerais energéticos
                                              (Combustíveis fósseis = Não-renováveis).
                                              Ex: Petróleo + Carvão Mineral + Gás Natural + Urânio +
                                              Xisto Betuminoso.

      Brasil: Bacias sedimentares
                                                               ANOTAÇÕES:




                                                 19
GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011           http:// murielpintogeografia.blogspot.com



 Figura: Principais concentrações de minerais metálicos




                                              20
GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011                   http:// murielpintogeografia.blogspot.com




                                      RELEVO BRASILEIRO
         A formação do relevo possui uma relação direta com as características gelógicas dos locais. Como vimos
anteriormente, nosso país possui uma estrutura geológica constituida por bacias sedimentare (64%) e escudos
cristalinos (36%), não apresentando dobramentos modernos (formação recente = grandes altitudes).

 Aproximadamente     93 % do território apresenta altitudes inferiores a 900 m (altimetria) = altitudes modestas.


                                        Composição do relevo brasileiro:
  * Planaltos: facilita a produção de energia elétrica e dificulta a navegação = processo de desgaste ou
  degradação supera a deposição de sedimentos (superfícies irregulares, formadas por serras, morros e chapadas).
  * Planícies: processo de sedimentação supera a degradação.
  * Depressões: é área ou porção do relevo que se situa abaixo do nível do mar ou dos terrenos que a circundam
  = no Brasil não aparecem depressões absolutas.
  * Ainda aparecem Serras + chapadas.




        Criada em 1942.                                           Criada em 1962.
        Dividida em sete unidades.                                Elevou para dez o número de unidades do
                                                           relevo brasileiro.
                                                                   Manteve em grande parte a proposta elaborada
                                                            por Azevedo.




                                                       21
GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011                  http:// murielpintogeografia.blogspot.com

                                    CLASSIFICAÇÃO DE JURANDIR ROSS
 Apresenta maior detalhamento e complexidade em relação a outras classificações do relevo brasileiro.
 Baseada em critérios: morfoestruturais (leva em conta a estrutura geológica na gênese das formas de relevo)
morfoclimáticos e morfoesculturais (valoriza a geometria ou modelado do relevo).
 Dividida em 28 unidades = introduziu o conceito de depressões.
 Resultou de emprego de tecnologia avançada (aerofotogrametria) = importante ferramenta de planejamento
regional.




 ANOTAÇÕES:




                                                      22
GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011   http:// murielpintogeografia.blogspot.com




  ANOTAÇÕES:




                                      23
GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011                                  http:// murielpintogeografia.blogspot.com




                                         TESTES TEMÁTICA 2
1 (PEIES/ 2007) Leia o texto:
―A ação dos agentes do modelado sobre um substrato geológico no qual predominam os dobramentos cristalinos da Era Pré-Cambriana
produziu um relevo típico [...] As oscilações climáticas do período Quaternário e a grande variação topográfica que marca sua extensa área de
ocorrência são tidas como elementos explicativos da densidade, complexidade e biodiversidade desse domínio [...] Os mais importantes núcleos
urbanos e industriais do país se ergueram sobre os despojos dos ecossistemas florestados originais [...].―
MAGNOLI, D.;ARAÙJO, R. Geografia:a construção do mundo: Geografia Geral e do Brasil. São Paulo: Moderna. 2005. p. 107 e 108.
As características descritas são relativas ao domínio
a) amazônico.
b) dos mares de morros.
c) dos cerrados.
d) das pradarias.
e) das caatingas.


2 (PEIES/ 2007, adaptada) Observe as figuras:

               1                                                               2




               3                                                               4




                                       As figuras correspondem, respectivamente, às formas de relevo:
                                                  a) depressão - planalto - serra - planície.
                                                  b) serra - planalto - planície - depressão.
                                                  c)) serra - depressão - planalto - planície.
                                                 d) depressão - planície - planalto - montanhas
                                                  e) planalto - planície - serra - depressão.




                                                                      24
GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011                                http:// murielpintogeografia.blogspot.com
                                                                                 5 (PEIES – 2005)
3 (PEIES – 2006)




    a) A significativa presença de formações florestais na área
    indicada no mapa B é conseqüência das condições climáticas do
    passado.

    b) As áreas destacadas nos mapas A e B correspondem,
    respectivamente, a espaços susceptíveis à desertificação e a
    processos de arenização.

    c) No mapa B, a área destacada apresenta solos com elevados                o mapa mostra o relevo brasileiro, conforme a classificação:
    teores de areia onde as ativídades agropecuárias e os processos
    erosivos fazem surgir areais.                                              a) proposta por Jurandir Ross que está baseada nos critérios
                                                                               morfoestrutural, morfoclimático e morfoescultural.
    d) As áreas indicadas no mapa A caracterizam-se por
    irregularidade das precipitações, solos pouco profundos,                   b) de AzizAb'Saber que emprega o critério morfoclimático.
    afloramentos rochosos e práticas agrícolas inadequadas, o que
    potencializa o processo de desertificação.                                 c) proposta por Aroldo de Azevedo que empregou termos
                                                                               geomorfológicos para denominar as díivisões gerais e usou
    e) Embora representem domínios morfoclimáticos distintos, as               critérios geológicos para classificar as subdivisões.
    áreas destacadas nos mapas apresentam em comum
    vulnerabilidade ecológica.                                                 d) de AzizAb'Saber que ampliou a classificação deAroldo de
                                                                               Azevedo, acrescentando novas unidades ao relevo
                                                                               brasileiro.
4 (PEIES – 2002)
                                                                               e) de Aroldo deAzevedo que se baseou nos processos de erosão
                                                                               e sedimentação para diferenciar planalto de
                                                                               planície.


                                                                           Considerando o ciclo das rochas, assinale verdadeira (V) ou
                                                                           falsa (F) as afirmativas a seguir.


                                                                           (        ) Nos quadros B e C, Calvin faz referência às rochas :
                                                                           sedimentares. Essas rochas são formadas pela deposição : de
                                                                           material originado da destruição erosiva de qualquer : tipo de rocha e
                                                                           formam a base do relevo do planalto das Guianas.


                                                                           (     ) No quadro C, Calvin não explica a origem das rochas vulcânicas
                                                                           que provêm da consolidação extrusiva do magma. O território
brasileiro, na era mesozóica, foi palco de intensas erupções vulcânicas.


(      ) No quadro B, Calvin refere que, ao longo do tempo, as rochas formadas vêm sendo continuamente destruídas. Isso ocorre pelo
intemperismo, pela erosão ou pela conjugação de ambos os processos.
A seqüência correta é
a) V- V -V . b) F – V - V. c) F – V -F. d) V - F - F. e) F - F - F.




                                                                       25
GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011                               http:// murielpintogeografia.blogspot.com

6 (UFSM – 2004) Observe e compare os mapas:




Considerando os mapas de geologia e de recursos minerais do Brasil, assinale verdadeira (V) ou falsa (F) nas alternativas a seguir.

(      ) Os minerais metálicos são explorados nas áreas de predomínio de rochas sedimentares muito antigas.
(     ) Nas áreas de escudos e faixas de dobramentos antigos, concentra-se a exploração de minerais tanto metálicos quanto não-metálicos.
(       ) Os minerais energéticos são explorados, essencialmente, onde predominam estruturas geológicas sedimentares.
(    ) A maior parte dos minerais está sendo igualmente explorada nas áreas de rochas sedimentares e nas de estruturas cristalinas.

A seqüência correta é
a) V – V – F - V
b) V - F - V - F.
c) F - V - V – F.
d) F – F – V – V.
e) F – V – F –V.
    7 (UFSM – 2003)




                                                                      26
GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011                                 http:// murielpintogeografia.blogspot.com

Considerando os mapas das áreas de riscos de erosão e do relevo brasileiro, pode-se inferir que as áreas de
a) fracos riscos de erosão correspondem aos relevos de planícies, como ocorre nas regiões do Río Amazonas e do Pantanal Mato-Grossense .

b) riscos de erosão forte a muito forte abrangem a maior parte dos Planaltos e Chapadas da Bacia do Paraná.

c) riscos moderados a fortes correspondem exclusivamente às Depressões, como a Depressão Sul-Amazônica.

d) riscos de erosão fracos a moderados restrigem-se às Depressões e Planícies, como ocorre na maior parte da região Norte-Amazônica e no
Pantanal Mato-Grossense, reSpectivamente.

e) riscos de erosão extremamente fortes correspondem à Serra do Espinhaço, que pertence ao compartimento dos Planaltos e Serras do Leste-
Sudeste.


8 (ENEM – 2006)


                                                           A situação poeticamente descrita acima sinaliza, do ponto de vista ambiental,
                                                           para a necessidade de:

Esta manhã acordo e                                        I- manter-se rigoroso controle sobre os processos de instalação de novas
não a encontro.                                            mineradoras.
Britada em bilhões de lascas                               II- criarem-se estratégias para reduzir o impacto ambiental no ambiente
deslizando em correia transportadora                       degradado.
entupindo 150 vagões                                       III- reaproveitarem-se materiais, reduzindo-se a necessidade de extração de
no trem-monstro de 5 locomotivas                           minérios.
— trem maior do mundo, tomem nota —                        É correto o que se afirma:
foge minha serra, vai                                      A) apenas em I.
deixando no meu corpo a paisagem                           B) apenas em II.
mísero pó de ferro, e este não passa.                      C) apenas em I e II.
Carlos Drummond de Andrade. Antologia poética.             D) apenas em II e III.
Rio de Janeiro: Record, 2000.                              E) em I, II e III.


9 (UFPEL – 2008/ Inverno) ―Espalhadas do Espírito Santo à Santa Catarina, reservas de petróleo na área chamada de pré-sal
prometem dar novo sentido à estrofe do Hino Nacional ‗deitado eternamente em berço esplêndido.‘‖
                                                                                                                 Zero Hora, 20/04/2008.

Acerca do tema, que envolve as descobertas petrolíferas a grandes profundidades, é correto afirmar que o petróleo é um(a)

(a) substância que no Brasil é encontrada principalmente em escudos cristalinos oceânicos, formada pela deposição de restos animais e
vegetais em ambientes planctônicos.
(b) hidrocarboneto fóssil de origem orgânica, encontrado em bacias sedimentares, explorado no Brasil principalmente em solo marítimo por
meio de plataformas, e está em risco de escassez no mundo.
(c) substância oleosa constituída basicamente por uma combinação de carbono e hidrogênio encontrada em escudos cristalinos, cuja
descoberta, no Brasil, tornou desnecessária a importação.
(d) recurso energético renovável utilizado como instrumento de influência política global e especulação financeira; sua descoberta elevou o
Brasil, em curto prazo, ao grupo de elite dos produtores de petróleo.
(e) substância que, juntamente com seus derivados, possui uso isento de riscos ambientais; sua tecnologia de exploração, desenvolvida pela
PETROBRAS, coloca o Brasil como membro da OPEP.
(f) I.R.
10 (UFPEL – 2007/ Inverno) A representação cartográfica do relevo traduz, para duas dimensões de um plano, um fenômeno que,
na realidade, se apresenta de maneira tridimensional.
Observe as figuras a seguir.




                                                                    27
GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011                                 http:// murielpintogeografia.blogspot.com




           Com relação ao corte apresentado na carta topográfica da Figura A, é correto afirmar que o perfil topográfico correspondente está
representado na Figura:
(a) B, e as altitudes diminuem no seu conjunto de oeste-noroeste para leste-sudeste, acompanhando a orientação do perfil.
(b) C, e as linhas hipsométricas, na carta topográfica, unem pontos que, sobre o terreno, possuem idêntica altitude.
(c) B, e as curvas de nível na carta topográfica apresentam uma eqüidistância de 100 m.
(d) B, e as curvas de nível que representam as partes do terreno mais planas são em maior quantidade e menos espaçadas do que nas partes
mais íngremes do relevo.
(e) C, e a altitude de qualquer ponto do terreno poderá ser determinada por meio de interpolação linear de curvas contíguas.
(f) I.R.


11 (UFPEL – 2007) Relevo é o conjunto de diferentes                       12 (FURG – 2008/ Inverno) Em abril de 2008, um
formas apresentadas pela superfície terrestre, as quais são              sismo de 5,2°, na escala de Richter, atingiu a região costeira do
definidas pela estrutura geológica a partir da combinações de            Sudeste e Sul do Brasil, o abalo chegou a gerar danos leves a
ações da dinâmica externa e interna da Terra.                            estruturas de vários edifícios. Sobre os abalos sísmicos no Brasil,
                                                                         pode-se afirmar que
Com base no texto acima e em seus conhecimentos, é correto
afirmar que                                                              I. no Brasil, não ocorrem terremotos de grande magnitude, pois o
                                                                         mesmo está distante dos limites da placa sul-americana.
(a) as modificações ocorridas no relevo brasileiro devem-se a            II. os terremotos, no Brasil, ocorrem em maior freqüência e menor
intensa atividade geológica interna no passado, como vulcanismo,         intensidade que em países situados nas proximidades de borda de
terremoto e dobramentos, verificadas no Brasil.                          placa.
(b) considerando que planícies são relevos em construção e               III. mesmo no interior de placas estáveis, podem ocorrer
planaltos relevos em destruição, no caso brasileiro, não devemos         falhamentos ativos onde o acúmulo de esforços pode gerar
levar em conta os processos que os constituíam para tal                  terremotos.
classificação.                                                           IV. no Brasil, o estado do Acre é que apresenta sismos em zonas
(c) o clima tipicamente quente e úmido do Brasil não condiciona os       profundas da crosta.
mecanismos externos de atuação do intemperismo e da erosão               V. a região Sul do Brasil é a que apresenta o menor número de
sobre as rochas cristalinas e sedimentares.                              falhamentos ativos, portanto, a de menor sismicidade.
(d) o relevo não exerce influência sobre a pecuária e as atividades
agrícolas no caso brasileiro, por sua característica de baixas           Com base no exposto acima, estão corretas apenas as afirmativas
altitudes.                                                               A) I, II e V
(e) predominam baixas altitudes no relevo brasileiro, e isso se          B) I, III, IV e V
deve a inexistêcia de dobramentos modernos durante o período             C) II, IV e V
terciário.                                                               D) II, III e IV
(f) I.R.                                                                 E) I, III e IV



    ANOTAÇÕES:




                                                                      28
GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011                                    http:// murielpintogeografia.blogspot.com

                                                                             15 (UFGRS – 2007)
13 (FURG – 2008/ Inverno) No mapa abaixo, estão
representados dois tipos de estruturas geológicas presentes em
território brasileiro: bacias sedimentares e escudos cristalinos.




1) relacione os números correspondentes às estruturas geológicas
representadas no mapa:
( ) bacias sedimentares
( ) escudos cristalinos

2)    relacione  os    números    das    estruturas       geológicas
correspondentes aos recursos mineraisassociados:
( ) minério de ferro
( ) petróleo

3)    relacione  os    números    das       estruturas    geológicas
correspondentes às rochas associadas:
( ) arenito
( ) granito

Assinale a alternativa que apresenta as relações corretas:
A) (1- I e II), (2-I e II) e (3-II e I)
B) (1- II e I), (2-I e II) e (3-I e II)
C) (1- I e II), (2-II e I) e (3-I e II)
D) (1- II e I), (2-II e I) e (3-II e I)
E) (1- I e II), (2-II e I) e (3-II e I)

14 (FURG – 2008) A formação do relevo brasileiro decorre
da ação de diversos elementos, como a estrutura geológica do
território, os agentes internos, o tectonismo e o vulcanismo, além
de agentes externos, como a água corrente e o intemperismo. Leia
as afirmativas abaixo sobre algumas das unidades do relevo do
Brasil.

I - As depressões no território brasileiro, à exceção da Depressão
Amazônica Central, foram geradas por processos erosivos com
grande atuação nas bordas das bacias sedimentares.
II - As planícies brasileiras são áreas planas, geradas por
deposição de sedimentos muito antigos de origem marinha, fluvial
e lacustre, estando associadas aos depósitos do Quaternário.
III - Entre as unidades de planaltos encontradas no Brasil, os
planaltos em núcleos cristalinos arqueados fazem parte do cinturão
orogênico da faixa atlântica, podendo ser citado o Planalto Sul-
Riograndense.

Assinale a alternativa que apresenta a(s) afirmativa(s) correta (s).
A) II.
B) I e II.
C) II e III.
D) I, II e III.
E) I e III.

                                                                       29
GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011                     http:// murielpintogeografia.blogspot.com



    Temática 3


      HIDROGRAFIA BRASILEIRA
   O conjunto de rios e lagos é responsável pela intensa umidade do território brasileiro (clima quente e
    úmido).
   Predominam em nosso território rios de planalto (em conseqüência da composição do relevo).
   Cerca de 70% dos recursos hídricos estão na Amazônia (população relativamente pequena e as agressões
    humanas um pouco menores).



1. Características       da    rede    hidrográfica          5. Tipos de foz (final do rio, desembocadura)
brasileira:
                                                             Foz de estuário: predominante no Brasil = forma
*Rica em rios                                                uma canal no final do rio.
*Pobre em lagos                                              Foz de delta: forma vários canais no final do rio
*Formada por rios volumosos (vazão = grande                  (Ex: Rio Paranaíba);
quantidade de água);                                         Foz mista: é uma junção das foz de estuário com a
                                                             foz de delta (estuário + delta).
2. Regime dos rios (alimentação do rio)
                                                             6. Aproveitamento dos rios brasileiros
Regime pluvial: dependem da sazonalidade das                 * geração de energia elétrica (Usina Hidrelétricas);
chuvas (maioria dos rios brasileiros);                       * abastecimento;
Regime nival ou glacial: dependem do                         * irrigação;
derretimento do gele e da neve;                              * pesca;
Regime complexo ou misto: é uma mistura do                   * transporte ( o transporte hidroviário é pouco
regime pluvial com o nival (pluvial+nival) (Ex: Rio          utilizado no Brasil – 18%)
Amazonas – nasce na Cordilheira dos Andes).                  * turismo

Obs: período de maiores cheias dos rios brasileiros é
sempre o verão (zona climática intertropical – clima
                                                               ANOTAÇÕES:
tropical).

3.Tipos de rios

Rios permanentes ou perenes: rios que não
secam (maioria dos rios brasileiros);
Rios Intermitentes ou temporários: rios que
secam (alguns rios do sertão nordestino).

4. Drenagem dos rios (destino das águas)

Drenagem exorréica: rios que deságuam no
oceano (maioria dos rios brasileiros);
Drenagem endorréica: rios que deságuam em
outros rios;
Drenagem arréica: quando os rios desparecem por
infiltração.




                                                        30
GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011              http:// murielpintogeografia.blogspot.com


               BACIAS HIDROGRÁFICAS BRASILEIRAS
       Conceituadas como um conjunto de terra drenadas por um rio principal e seus afluentes, as bacias
hidrográficas brasileiras são constituídas basicamente por bacias principais e secundários.




                                                  31
GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011                   http:// murielpintogeografia.blogspot.com



                                          BACIAS PRINCIPAIS
1. Bacia Amazônica
                                                          4. Bacia do Rio Uruguai
 maior     bacia hidrográfica brasileira (drena 46% do
território nacional).                                      formado pelos rios (Canoas e Pelotas).
 Recentemente estudos reconheceram o Rio                  drena 2% da superfície brasileira.
Amazonas como o maior rio em extensão do planeta =         Seu potencial hidráulico é pouco utilizado.
já era o maior em vazão (quantidade de água).
                                                          Fator atual!!!
   Rio Madeira: vem se destacando na construção
das usinas hidrelétricas (Jirau + Santo Antônio).          vem     recebendo investimentos na construção de
 Rio Xingu: Usina Hidrelétrica de Belo Monte (PA).       Usinas hidrelétricas de pequeno porte (PCHS).
 O amazonas é o típico Rio de planície (favorece a        Conflito político na fronteira entre a Argentina e o
navegação).                                               Uruguai (no Rio Uruguai) – questão da instalação de
 A bacia Amazônica apresenta o maior potencial           fábricas de celulose.
hidrelétrico brasileiro (geração de energia ainda é       Principais afluentes:
pequena).                                                 Rio Ijuí, Ibicuí, Piratini, Canoas e Pelotas, além do
                                                          Uruguai (principal).
2. Bacia do Tocantins ou Tocantins –Araguaia
 Drena 10% da superfície barsileira.                     5. Bacia do São Francisco
 é a maior bacia formada por terras exclusivamente
brasileiras.                                               pode     ser considerada genuínamente brasileira
                                                          (nasce na Serra da Canastra em Minas Gerais =
 O Rio Araguaia é o seu principal afluente.              percorre o sertão nordestino).
* Nela está situada a Usina de Tucuruí (PA) a 2ª maior
                                                           Ocupa 7,5% do território nacional.
do país (instalação do projeto grande Carajás).            Possui um grande potencial hidrelétrico:
 encontra-se a Ilha do bananal (maior ilha fluvial do    Usina Hidrelétrica de Paulo Afonso (BA), Três Marias
mundo).                                                   (MG), Sobradinho (PE/ BA) e Moxotó (AL/ BA).
                                                           apresenta um longo trecho navegável (de Pirapora
3. Bacia do Paraná                                        (MG) à Juazeiro (BA).
                                                           É denominado Rio dos Currais (devido a criação de
 Pertence a Bacia do Prata ou Platina ( Rio Paraná +     gado ao longo de seu curso) e Rio da Unidade Nacional
Rio Uruguai + Rio Paraguai) = possibilita a integração    (por interligar vários estados).
do Mercosul = rios são de domínio de mais de um país.
 Bacia com maior potencial hidrelétrico instalado        6. Bacia do Paraguai
(maior aproveitamento do que o potencial).
Usina de Itaipu, Usina de Furnas (Rio Grande),             Abriga a planície do Pantanal-Matogrossense.
Complexo de Urubupungá ( Usina de Jupiá + Usina de         Nasce no Brasil (serra do Araporé-MT) = percorre
                                                          um terço de sua extensão dentro do Brasil, e o resto na
Ilha Solteira + Usina Binacional de Itaipu (Brasil/       Argentina, Bolívia e Paraguai.
Paraguai).                                                 Os rios da bacia são muito usados na navegação.
 Rio   Paraná é o rio principal (formado pelos rios
Paranaíba e Grande).
Principais rios da bacia:                                    ANOTAÇÕES:
Rio Paraná, Tietê, Paranapanema, Peixe e Iguaçu .




                                                     32
GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011                       http:// murielpintogeografia.blogspot.com




                                                                    Aqüífero: formação geológica capaz de
    Água Subterrânea: Corresponde à água que infiltra
    no subsolo. Essas águas tendem a migrar                         armazenar e fornecer quantidades significativas
    continuamente, abastecendo nascentes, leitos de rios,           de água. Representa um reservatório de água
    lagos e oceanos.                                                subterrânea.
                                                                    - zonas saturadas (áreas encharcadas).

     O Brasil possui grandes reservas subterrâneas de água. Estima-se que 51% do suprimento de água potável
    do Brasil seja originário dos recursos hídricos subterrâneos.
     O Aqüífero Guarani, maior reservatório de água doce das Américas e um dos maiores do mundo, esta
    localizado na Bacia Sedimentar do Paraná (Centro-Leste da América do Sul), abrangendo 4 países: Brasil,
    Argentina, Uruguai e Paraguai.
     De seus 1,2 milhões de Km², cerca de 840 mil Km² (71% do total) estão em território brasileiro,
    envolvendo os estados de (Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, São Paulo, Santa Catarina,
    Paraná e Rio Grande do Sul).
     Está se tornando uma das principais formas de abastecimento urbano do Centro-Sul brasileiro.


Riscos dos recursos hídricos subterrâneos brasileiros:
- exploração execessiva que pode provocar o esgotamento dos aqüíferos.
- a contaminação por efluentes industriais e sanitários, agrotóxicos, fertilizantes.




                                                          33
GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011                                http:// murielpintogeografia.blogspot.com




                                      TESTES TEMÁTICA 3
 1 (PEIES – 2004)
                                                                          Área assinalada no mapa se refere a
                                                                          a) áreas planas geradas por deposição de sedimentos
                                                                          recentes (período quaternário).

                                                                          b) depressões resultantes de ação de denudação ou retirada
 Desde a segunda metade da década de 80, o Brasil tem investido           de materiais situados em torno das bacias sedimentares por
 muito pouco na construção de novas hidroelétricas; mesmo assim, a        ações erosivas continuadas.
 maior parte da energia elétrica produzida no país é oriunda de
 hidroelétricas.                                                          c) planaltos e núcleos cristalinos arqueados.
                                                                          d) planaltos em cinturões orogênicos, correspondendo a
 No que diz respeito às bacias hidrográficas, numere a 2ª coluna de       relevos residuais sustentados por litologias diversas, quase
 acordo com a 1ª.                                                         sempre metamórficas associadas a intrusivas.
                                                                          e) planaltos e chapadas da Bacia do Paraná que abriga o
 1 . Bacia Amazônica                                                      Aqüífero Guarani.
 2. Bacia do São Francisco
 3 Bacia do Paraná
 4. Bacia do Uruguai                                                      3     (ENEM – 2006) O aqüífero Guarani,
 (       ) ocupa a maior área do território brasileiro, seu potencial     megarreservatório hídrico subterrâneo da América do Sul,
 hidráulico disponível é hoje considerado o mais elevado do país.         com 1,2 milhões de km2, não é o "mar de água doce" que
  (          ) localizada no centro-sul do país, é típica de planalto e   se pensava existir. Enquanto em algumas áreas a água é
 primeira em                                                              excelente, em outras, inacessível, escassa ou não-potável. O
 aproveitamento hidroelétrico, nela encontram-se algumas das              aquífero pode ser dividido em quatro grandes
 maiores hidroelétricas do país                                           compartimentos.
 ( ) totalmente brasileira, segunda em aproveitamento hidroelétrico,      No compartimento Oeste, há boas condições estruturais que
 as maiores hidroelétricas em operação localizam-se no baixo curso do     proporcionam recarga rápida a partir das chuvas e as águas
 rio ai existente                                                         são, em geral, de boa qualidade e potáveis. Já no
 (        ) seu potencial hidroelétrico ainda é pouco utilizado, ai se    compartimento Norte-Alto Uruguai, o sistema encontra-se
 destacam as hidroelétricas de Machadinho e Itá                           coberto por rochas vulcânicas, a profundidades que variam
                                                                          de 350 m a 1.200 m. Suas águas são muito antigas, datando
 A seqüência correta é                                                    da EraMesozóica, e não são potáveis em grande parte da
                                                                          área, com elevada salinidade, sendo que os altos teores de
 a) 1-4-3-2.                                                              fluoretos e de sódio podem causar alcalinização do solo.
                                                                          Scientific American Brasil, n.º 47, abr./2006 (com
 b) 1-3-2-4.                                                              adaptações).

 c) 2 - 1 - 4 - 3.
                                                                          Em relação ao aquífero Guarani, é correto afirmar que:
 d) 3-4-2-1.
                                                                          A) seus depósitos não participam do ciclo da água.
 e) 4-2-1-3.                                                              B) águas provenientes de qualquer um de seus
 2 (PEIES – 2003)                                                         compartimentos solidificam-se a 0º C.
 Observe o mapa                                                           C) É necessário, para utilização de seu potencial como
                                                                          reservatório de água potável, conhecer detalhadamente o
                                                                          aqüífero.
                                                                          D) a água é adequada ao consumo humano direto em
                                                                          grande parte da área do compartimento Norte-Alto Uruguai.
                                                                          E) o uso das águas do compartimento Norte-Alto Uruguai
                                                                          para irrigação deixaria ácido o solo.




                                                                   34
GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011                          http:// murielpintogeografia.blogspot.com

4 (UFSM, adaptada) Observe o mapa referente ao projeto de transposição de águas do São Francisco.


                                                                        Considerando seus conhecimentos e as informações obtidas,
                                                                        analise as proposições.
                                                                        l. O projeto prevê uma mudança no curso do rio São
                                                                        Francisco, para beneficiar áreas do semi-árido nordestino.
                                                                        II. Os maiores custos de execução do projeto deverão ocorrer
                                                                        na construção de açudes para o armazenamento da água, já
                                                                        que todo o transporte será feito por gravidade, aproveitando o
                                                                        relevo plano do sertão.
                                                                        III. O projeto prevê uma redistribuição de parte das águas do
                                                                        São Francisco para bacias menores, através da construção de
                                                                        canais artificiais.
                                                                        IV. A realização desse projeto poderá ter grandes impactos
                                                                        para os pequenos agricultores, que sobrevivem das culturas
                                                                        de vazantes.

                                                                        Estão corretas
                                                                        a) apenas I e II
                                                                        b) apenas II e III.
                                                                        c) apenas III e IV.
                                                                        d) apenas I e IV.
                                                                        e) I, II, III e IV.




5 (UFSM) Observe o quadro:


                                                           Com base no quadro, assinale a alternativa correta.

                                                           a) Na região Norte, a relação entre disponibilidade e consumo de água é
                                                           elevada.
                                                           b) Na região Sudeste, há certa demanda por água aumentando a
                                                           disponibilidade.
                                                           c) No Nordeste, a alta relação entre disponibilidade e consumo advém,
                                                           basicamente, da menor abundância dos recursos hídricos em comparação
                                                           ao resto do país.
                                                           d) Em todo o país, o setor industrial é o maior consumidor de água.
                                                           e) A disponibilidade de água apresenta-se em um nível de igualdade em
                                                           todas as regiões.




                                                          6 (UFSM – 2000)
                                                          Com base no gráfico da descarga fluvial e no seu conhecimento sobre o
                                                          assunto, marque a alternativa correta.

                                                          a) Os níveis máximos (as cheias) ocorrem no inverno e na primavera,
                                                          enquanto os níveis mínimos ocorrem no verão, o que é característico do
                                                          regime pluvial dos rios brasileiros.
                                                          b) Refere-se a um rio perene de regime nival típico, em que as cheias
                                                          ocorrem na estação chuvosa e as vazantes, na estação seca.
                                                          c) Trata-se de um rio temporário, típico de clima semi- árido, encontrado no
                                                          sertão nordestino, onde as chuvas são bastante irregulares.
                                                          d) O máximo da descarga fluvial atingido no inverno deve-se às intensas
                                                          chuvas frontais, que caracterizam o regime pluvial tropical.
                                                          e) Por ser um rio de regime pluvial subtropical, com duas estações de cheias,
                                                          permite a navegação e a produção de energia durante todo o ano.



                                                             35
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_
APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Cartografia 2013
Cartografia 2013Cartografia 2013
Cartografia 2013
alfredo1ssa
 
SIMULADO ESSA GEOGRAFIA
SIMULADO ESSA GEOGRAFIASIMULADO ESSA GEOGRAFIA
SIMULADO ESSA GEOGRAFIA
Muriel Pinto
 
Resumo geografia
Resumo geografiaResumo geografia
Resumo geografia
Patricia Santos
 
Melhor resumo de geografia do brasil e geografia do amapá do Prof Gesiel Oliv...
Melhor resumo de geografia do brasil e geografia do amapá do Prof Gesiel Oliv...Melhor resumo de geografia do brasil e geografia do amapá do Prof Gesiel Oliv...
Melhor resumo de geografia do brasil e geografia do amapá do Prof Gesiel Oliv...
Gesiel Oliveira
 
Geografia – hidrografia 01 – 2013 – ifba
Geografia – hidrografia 01 – 2013 – ifbaGeografia – hidrografia 01 – 2013 – ifba
Geografia – hidrografia 01 – 2013 – ifba
Jakson Raphael Pereira Barbosa
 
Exercício
ExercícioExercício
Exercício
Mário Lima
 
Resumo geografia
Resumo geografiaResumo geografia
Resumo geografia
Rita Silva
 
Educação Patrimonial e o ensino do Patrimônio Cultural Missioneiro na cidade ...
Educação Patrimonial e o ensino do Patrimônio Cultural Missioneiro na cidade ...Educação Patrimonial e o ensino do Patrimônio Cultural Missioneiro na cidade ...
Educação Patrimonial e o ensino do Patrimônio Cultural Missioneiro na cidade ...
Muriel Pinto
 
SIMULADO ESSA GEOGRAFIA
SIMULADO ESSA GEOGRAFIASIMULADO ESSA GEOGRAFIA
SIMULADO ESSA GEOGRAFIA
Muriel Pinto
 
Artigo: Quando a geo-história avança sobre os significados de um espaço urbano...
Artigo: Quando a geo-história avança sobre os significados de um espaço urbano...Artigo: Quando a geo-história avança sobre os significados de um espaço urbano...
Artigo: Quando a geo-história avança sobre os significados de um espaço urbano...
Muriel Pinto
 
Artigo iphan
Artigo iphanArtigo iphan
Artigo iphan
Muriel Pinto
 
História brasil
História brasilHistória brasil
História brasil
Muriel Pinto
 
Divisao regional brasil
Divisao regional brasilDivisao regional brasil
Divisao regional brasil
Alexandre Sampaio
 
Resumoprob 1-111026144406-phpapp01
Resumoprob 1-111026144406-phpapp01Resumoprob 1-111026144406-phpapp01
Resumoprob 1-111026144406-phpapp01
Patricia Justino
 
Urbanização
UrbanizaçãoUrbanização
Urbanização
Alexandre Sampaio
 
Tese_Muriel Pinto
Tese_Muriel PintoTese_Muriel Pinto
Tese_Muriel Pinto
Muriel Pinto
 
Regiões geoeconômicas dos EUA
Regiões geoeconômicas dos EUARegiões geoeconômicas dos EUA
Regiões geoeconômicas dos EUA
Camila Brito
 
Demografia mundial
Demografia mundialDemografia mundial
Demografia mundial
Suely Takahashi
 
Probabilidade e Estatística Resumo 01
Probabilidade e  Estatística Resumo 01Probabilidade e  Estatística Resumo 01
Probabilidade e Estatística Resumo 01
Israel serique
 
Brasil geoeconômico maisa
Brasil geoeconômico maisaBrasil geoeconômico maisa
Brasil geoeconômico maisa
Alaor
 

Destaque (20)

Cartografia 2013
Cartografia 2013Cartografia 2013
Cartografia 2013
 
SIMULADO ESSA GEOGRAFIA
SIMULADO ESSA GEOGRAFIASIMULADO ESSA GEOGRAFIA
SIMULADO ESSA GEOGRAFIA
 
Resumo geografia
Resumo geografiaResumo geografia
Resumo geografia
 
Melhor resumo de geografia do brasil e geografia do amapá do Prof Gesiel Oliv...
Melhor resumo de geografia do brasil e geografia do amapá do Prof Gesiel Oliv...Melhor resumo de geografia do brasil e geografia do amapá do Prof Gesiel Oliv...
Melhor resumo de geografia do brasil e geografia do amapá do Prof Gesiel Oliv...
 
Geografia – hidrografia 01 – 2013 – ifba
Geografia – hidrografia 01 – 2013 – ifbaGeografia – hidrografia 01 – 2013 – ifba
Geografia – hidrografia 01 – 2013 – ifba
 
Exercício
ExercícioExercício
Exercício
 
Resumo geografia
Resumo geografiaResumo geografia
Resumo geografia
 
Educação Patrimonial e o ensino do Patrimônio Cultural Missioneiro na cidade ...
Educação Patrimonial e o ensino do Patrimônio Cultural Missioneiro na cidade ...Educação Patrimonial e o ensino do Patrimônio Cultural Missioneiro na cidade ...
Educação Patrimonial e o ensino do Patrimônio Cultural Missioneiro na cidade ...
 
SIMULADO ESSA GEOGRAFIA
SIMULADO ESSA GEOGRAFIASIMULADO ESSA GEOGRAFIA
SIMULADO ESSA GEOGRAFIA
 
Artigo: Quando a geo-história avança sobre os significados de um espaço urbano...
Artigo: Quando a geo-história avança sobre os significados de um espaço urbano...Artigo: Quando a geo-história avança sobre os significados de um espaço urbano...
Artigo: Quando a geo-história avança sobre os significados de um espaço urbano...
 
Artigo iphan
Artigo iphanArtigo iphan
Artigo iphan
 
História brasil
História brasilHistória brasil
História brasil
 
Divisao regional brasil
Divisao regional brasilDivisao regional brasil
Divisao regional brasil
 
Resumoprob 1-111026144406-phpapp01
Resumoprob 1-111026144406-phpapp01Resumoprob 1-111026144406-phpapp01
Resumoprob 1-111026144406-phpapp01
 
Urbanização
UrbanizaçãoUrbanização
Urbanização
 
Tese_Muriel Pinto
Tese_Muriel PintoTese_Muriel Pinto
Tese_Muriel Pinto
 
Regiões geoeconômicas dos EUA
Regiões geoeconômicas dos EUARegiões geoeconômicas dos EUA
Regiões geoeconômicas dos EUA
 
Demografia mundial
Demografia mundialDemografia mundial
Demografia mundial
 
Probabilidade e Estatística Resumo 01
Probabilidade e  Estatística Resumo 01Probabilidade e  Estatística Resumo 01
Probabilidade e Estatística Resumo 01
 
Brasil geoeconômico maisa
Brasil geoeconômico maisaBrasil geoeconômico maisa
Brasil geoeconômico maisa
 

Semelhante a APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_

Geografia divisao e dinamica regional do brasil
Geografia   divisao e dinamica regional do brasilGeografia   divisao e dinamica regional do brasil
Geografia divisao e dinamica regional do brasil
Gustavo Soares
 
Estudos orientados 7 ano 2
Estudos orientados 7 ano 2Estudos orientados 7 ano 2
Estudos orientados 7 ano 2
Atividades Diversas Cláudia
 
Estudos orientados 7 ano 2
Estudos orientados 7 ano 2Estudos orientados 7 ano 2
Estudos orientados 7 ano 2
Atividades Diversas Cláudia
 
Regionalização.pdf
Regionalização.pdfRegionalização.pdf
Regionalização.pdf
Gustavoluis40
 
Regiões do Brasil
Regiões do Brasil  Regiões do Brasil
Regiões do Brasil
Colégio Nova Geração COC
 
Simulado 2533
Simulado 2533Simulado 2533
Simulado 2533
Nunesrosangela
 
Estudos orientados 7 ano
Estudos orientados 7 anoEstudos orientados 7 ano
Estudos orientados 7 ano
Atividades Diversas Cláudia
 
Estudos orientados 7 ano
Estudos orientados 7 anoEstudos orientados 7 ano
Estudos orientados 7 ano
Atividades Diversas Cláudia
 
Regionalizações brasileiras
Regionalizações brasileirasRegionalizações brasileiras
Regionalizações brasileiras
Stephany Buxbaum
 
Geografia
GeografiaGeografia
regionalização do Brasil.pptxXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
regionalização do Brasil.pptxXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXregionalização do Brasil.pptxXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
regionalização do Brasil.pptxXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
MiriamCamily
 
A geoeconomia brasileira apresentação
A geoeconomia brasileira  apresentaçãoA geoeconomia brasileira  apresentação
A geoeconomia brasileira apresentação
LUCIA FERREIRA
 
Slide 1- Regionalização do Brasil - terceiro Ano
Slide 1-  Regionalização do Brasil - terceiro AnoSlide 1-  Regionalização do Brasil - terceiro Ano
Slide 1- Regionalização do Brasil - terceiro Ano
Laisa Cabral Caetano
 
Exercícios aula 25.03.11 cafc
Exercícios aula 25.03.11 cafcExercícios aula 25.03.11 cafc
Exercícios aula 25.03.11 cafc
Raquel Avila
 
Extensão, localização e regionalização do território brasileiro
Extensão, localização e regionalização do território brasileiroExtensão, localização e regionalização do território brasileiro
Extensão, localização e regionalização do território brasileiro
Marco Santos
 
Revisao1_setor 372_monet
Revisao1_setor 372_monetRevisao1_setor 372_monet
Revisao1_setor 372_monet
Ademir Aquino
 
Aspectos físicos da_américa_latina_7ª
Aspectos físicos da_américa_latina_7ªAspectos físicos da_américa_latina_7ª
Aspectos físicos da_américa_latina_7ª
Adriana Pires Marcial
 
Slide 1 - Regionalização do Brasil
Slide 1 - Regionalização do BrasilSlide 1 - Regionalização do Brasil
Slide 1 - Regionalização do Brasil
Laisa Cabral Caetano
 
Slide 1 - Regionalização do Brasil - terceiro ano
Slide 1  - Regionalização do Brasil - terceiro anoSlide 1  - Regionalização do Brasil - terceiro ano
Slide 1 - Regionalização do Brasil - terceiro ano
Laisa Cabral Caetano
 

Semelhante a APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_ (20)

Geografia divisao e dinamica regional do brasil
Geografia   divisao e dinamica regional do brasilGeografia   divisao e dinamica regional do brasil
Geografia divisao e dinamica regional do brasil
 
Estudos orientados 7 ano 2
Estudos orientados 7 ano 2Estudos orientados 7 ano 2
Estudos orientados 7 ano 2
 
Estudos orientados 7 ano 2
Estudos orientados 7 ano 2Estudos orientados 7 ano 2
Estudos orientados 7 ano 2
 
Regionalização.pdf
Regionalização.pdfRegionalização.pdf
Regionalização.pdf
 
Regiões do Brasil
Regiões do Brasil  Regiões do Brasil
Regiões do Brasil
 
Simulado 2533
Simulado 2533Simulado 2533
Simulado 2533
 
Estudos orientados 7 ano
Estudos orientados 7 anoEstudos orientados 7 ano
Estudos orientados 7 ano
 
Estudos orientados 7 ano
Estudos orientados 7 anoEstudos orientados 7 ano
Estudos orientados 7 ano
 
Regionalizações brasileiras
Regionalizações brasileirasRegionalizações brasileiras
Regionalizações brasileiras
 
Geografia
GeografiaGeografia
Geografia
 
regionalização do Brasil.pptxXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
regionalização do Brasil.pptxXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXregionalização do Brasil.pptxXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
regionalização do Brasil.pptxXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
 
A geoeconomia brasileira apresentação
A geoeconomia brasileira  apresentaçãoA geoeconomia brasileira  apresentação
A geoeconomia brasileira apresentação
 
Slide 1- Regionalização do Brasil - terceiro Ano
Slide 1-  Regionalização do Brasil - terceiro AnoSlide 1-  Regionalização do Brasil - terceiro Ano
Slide 1- Regionalização do Brasil - terceiro Ano
 
Exercícios aula 25.03.11 cafc
Exercícios aula 25.03.11 cafcExercícios aula 25.03.11 cafc
Exercícios aula 25.03.11 cafc
 
Avaliação geo regionalização
Avaliação geo  regionalizaçãoAvaliação geo  regionalização
Avaliação geo regionalização
 
Extensão, localização e regionalização do território brasileiro
Extensão, localização e regionalização do território brasileiroExtensão, localização e regionalização do território brasileiro
Extensão, localização e regionalização do território brasileiro
 
Revisao1_setor 372_monet
Revisao1_setor 372_monetRevisao1_setor 372_monet
Revisao1_setor 372_monet
 
Aspectos físicos da_américa_latina_7ª
Aspectos físicos da_américa_latina_7ªAspectos físicos da_américa_latina_7ª
Aspectos físicos da_américa_latina_7ª
 
Slide 1 - Regionalização do Brasil
Slide 1 - Regionalização do BrasilSlide 1 - Regionalização do Brasil
Slide 1 - Regionalização do Brasil
 
Slide 1 - Regionalização do Brasil - terceiro ano
Slide 1  - Regionalização do Brasil - terceiro anoSlide 1  - Regionalização do Brasil - terceiro ano
Slide 1 - Regionalização do Brasil - terceiro ano
 

Mais de Muriel Pinto

Integração regional fronteiriça entre Argentina e Brasil_ atores educacionais...
Integração regional fronteiriça entre Argentina e Brasil_ atores educacionais...Integração regional fronteiriça entre Argentina e Brasil_ atores educacionais...
Integração regional fronteiriça entre Argentina e Brasil_ atores educacionais...
Muriel Pinto
 
Artigo - Marcadores culturais, espaços sagrados e representações identitárias...
Artigo - Marcadores culturais, espaços sagrados e representações identitárias...Artigo - Marcadores culturais, espaços sagrados e representações identitárias...
Artigo - Marcadores culturais, espaços sagrados e representações identitárias...
Muriel Pinto
 
ARTIGO_Comunidades Tradicionais, Marcadores Territoriais e Identidades Sociai...
ARTIGO_Comunidades Tradicionais, Marcadores Territoriais e Identidades Sociai...ARTIGO_Comunidades Tradicionais, Marcadores Territoriais e Identidades Sociai...
ARTIGO_Comunidades Tradicionais, Marcadores Territoriais e Identidades Sociai...
Muriel Pinto
 
História, Memória e as Paisagens Culturais da Cidade Histórica de São Borja-RS
História, Memória e as Paisagens Culturais da Cidade Histórica de São Borja-RSHistória, Memória e as Paisagens Culturais da Cidade Histórica de São Borja-RS
História, Memória e as Paisagens Culturais da Cidade Histórica de São Borja-RS
Muriel Pinto
 
Turismo e Relações Internacionais: Fronteiras Transnacionais, Paradiplomacia...
Turismo e Relações Internacionais:  Fronteiras Transnacionais, Paradiplomacia...Turismo e Relações Internacionais:  Fronteiras Transnacionais, Paradiplomacia...
Turismo e Relações Internacionais: Fronteiras Transnacionais, Paradiplomacia...
Muriel Pinto
 
Cartilha: História missioneira de São Borja: métodos para o ensino do patrimô...
Cartilha: História missioneira de São Borja: métodos para o ensino do patrimô...Cartilha: História missioneira de São Borja: métodos para o ensino do patrimô...
Cartilha: História missioneira de São Borja: métodos para o ensino do patrimô...
Muriel Pinto
 
Manual Elaboração Projetos Culturais (Votorantim)
Manual Elaboração Projetos Culturais (Votorantim)Manual Elaboração Projetos Culturais (Votorantim)
Manual Elaboração Projetos Culturais (Votorantim)
Muriel Pinto
 
Obra: Políticas culturais para o desenvolvimento (UNESCO)
Obra: Políticas culturais para o desenvolvimento (UNESCO)Obra: Políticas culturais para o desenvolvimento (UNESCO)
Obra: Políticas culturais para o desenvolvimento (UNESCO)
Muriel Pinto
 
Manual incentivo fiscais do Conselho de Contabilidade do RS
Manual incentivo fiscais do Conselho de Contabilidade do RSManual incentivo fiscais do Conselho de Contabilidade do RS
Manual incentivo fiscais do Conselho de Contabilidade do RS
Muriel Pinto
 
Obra políticas culturais_no_brasil
Obra políticas culturais_no_brasilObra políticas culturais_no_brasil
Obra políticas culturais_no_brasil
Muriel Pinto
 
Guia incentivo a_cultura
Guia incentivo a_culturaGuia incentivo a_cultura
Guia incentivo a_cultura
Muriel Pinto
 
ARTIGO: AS MICRO-IDENTIDADES DA REGIÃO DAS MISSÕES JESUÍTICA-GUARANI ATRAVÉS ...
ARTIGO: AS MICRO-IDENTIDADES DA REGIÃO DAS MISSÕES JESUÍTICA-GUARANI ATRAVÉS ...ARTIGO: AS MICRO-IDENTIDADES DA REGIÃO DAS MISSÕES JESUÍTICA-GUARANI ATRAVÉS ...
ARTIGO: AS MICRO-IDENTIDADES DA REGIÃO DAS MISSÕES JESUÍTICA-GUARANI ATRAVÉS ...
Muriel Pinto
 
O surgimento de um pensamento reflexivo para uma cidade histórica influenciad...
O surgimento de um pensamento reflexivo para uma cidade histórica influenciad...O surgimento de um pensamento reflexivo para uma cidade histórica influenciad...
O surgimento de um pensamento reflexivo para uma cidade histórica influenciad...
Muriel Pinto
 
Projeto de Educação Patrimonial - levantamento e criação acervo museológico
Projeto de Educação Patrimonial - levantamento e criação acervo museológicoProjeto de Educação Patrimonial - levantamento e criação acervo museológico
Projeto de Educação Patrimonial - levantamento e criação acervo museológico
Muriel Pinto
 
Mapa bens culturais de São Borja-RS
Mapa bens culturais de São Borja-RSMapa bens culturais de São Borja-RS
Mapa bens culturais de São Borja-RS
Muriel Pinto
 
SIMULADO ATUALIDADES INSS 2011
SIMULADO ATUALIDADES INSS 2011SIMULADO ATUALIDADES INSS 2011
SIMULADO ATUALIDADES INSS 2011
Muriel Pinto
 
SIMULADO_ATUALIDADES_INSS_2011
SIMULADO_ATUALIDADES_INSS_2011SIMULADO_ATUALIDADES_INSS_2011
SIMULADO_ATUALIDADES_INSS_2011
Muriel Pinto
 
APOSTILA_BRIGADA_MILITAR
APOSTILA_BRIGADA_MILITARAPOSTILA_BRIGADA_MILITAR
APOSTILA_BRIGADA_MILITAR
Muriel Pinto
 
PANORAMA GEOHISTÓRICO-PATRIMONIAL DE ÁREA DE FRONTEIRA: ESTUDO DE CASO SÃO BO...
PANORAMA GEOHISTÓRICO-PATRIMONIAL DE ÁREA DE FRONTEIRA: ESTUDO DE CASO SÃO BO...PANORAMA GEOHISTÓRICO-PATRIMONIAL DE ÁREA DE FRONTEIRA: ESTUDO DE CASO SÃO BO...
PANORAMA GEOHISTÓRICO-PATRIMONIAL DE ÁREA DE FRONTEIRA: ESTUDO DE CASO SÃO BO...
Muriel Pinto
 
SIMULADO ESPCEX GEOGRAFIA
SIMULADO ESPCEX GEOGRAFIASIMULADO ESPCEX GEOGRAFIA
SIMULADO ESPCEX GEOGRAFIA
Muriel Pinto
 

Mais de Muriel Pinto (20)

Integração regional fronteiriça entre Argentina e Brasil_ atores educacionais...
Integração regional fronteiriça entre Argentina e Brasil_ atores educacionais...Integração regional fronteiriça entre Argentina e Brasil_ atores educacionais...
Integração regional fronteiriça entre Argentina e Brasil_ atores educacionais...
 
Artigo - Marcadores culturais, espaços sagrados e representações identitárias...
Artigo - Marcadores culturais, espaços sagrados e representações identitárias...Artigo - Marcadores culturais, espaços sagrados e representações identitárias...
Artigo - Marcadores culturais, espaços sagrados e representações identitárias...
 
ARTIGO_Comunidades Tradicionais, Marcadores Territoriais e Identidades Sociai...
ARTIGO_Comunidades Tradicionais, Marcadores Territoriais e Identidades Sociai...ARTIGO_Comunidades Tradicionais, Marcadores Territoriais e Identidades Sociai...
ARTIGO_Comunidades Tradicionais, Marcadores Territoriais e Identidades Sociai...
 
História, Memória e as Paisagens Culturais da Cidade Histórica de São Borja-RS
História, Memória e as Paisagens Culturais da Cidade Histórica de São Borja-RSHistória, Memória e as Paisagens Culturais da Cidade Histórica de São Borja-RS
História, Memória e as Paisagens Culturais da Cidade Histórica de São Borja-RS
 
Turismo e Relações Internacionais: Fronteiras Transnacionais, Paradiplomacia...
Turismo e Relações Internacionais:  Fronteiras Transnacionais, Paradiplomacia...Turismo e Relações Internacionais:  Fronteiras Transnacionais, Paradiplomacia...
Turismo e Relações Internacionais: Fronteiras Transnacionais, Paradiplomacia...
 
Cartilha: História missioneira de São Borja: métodos para o ensino do patrimô...
Cartilha: História missioneira de São Borja: métodos para o ensino do patrimô...Cartilha: História missioneira de São Borja: métodos para o ensino do patrimô...
Cartilha: História missioneira de São Borja: métodos para o ensino do patrimô...
 
Manual Elaboração Projetos Culturais (Votorantim)
Manual Elaboração Projetos Culturais (Votorantim)Manual Elaboração Projetos Culturais (Votorantim)
Manual Elaboração Projetos Culturais (Votorantim)
 
Obra: Políticas culturais para o desenvolvimento (UNESCO)
Obra: Políticas culturais para o desenvolvimento (UNESCO)Obra: Políticas culturais para o desenvolvimento (UNESCO)
Obra: Políticas culturais para o desenvolvimento (UNESCO)
 
Manual incentivo fiscais do Conselho de Contabilidade do RS
Manual incentivo fiscais do Conselho de Contabilidade do RSManual incentivo fiscais do Conselho de Contabilidade do RS
Manual incentivo fiscais do Conselho de Contabilidade do RS
 
Obra políticas culturais_no_brasil
Obra políticas culturais_no_brasilObra políticas culturais_no_brasil
Obra políticas culturais_no_brasil
 
Guia incentivo a_cultura
Guia incentivo a_culturaGuia incentivo a_cultura
Guia incentivo a_cultura
 
ARTIGO: AS MICRO-IDENTIDADES DA REGIÃO DAS MISSÕES JESUÍTICA-GUARANI ATRAVÉS ...
ARTIGO: AS MICRO-IDENTIDADES DA REGIÃO DAS MISSÕES JESUÍTICA-GUARANI ATRAVÉS ...ARTIGO: AS MICRO-IDENTIDADES DA REGIÃO DAS MISSÕES JESUÍTICA-GUARANI ATRAVÉS ...
ARTIGO: AS MICRO-IDENTIDADES DA REGIÃO DAS MISSÕES JESUÍTICA-GUARANI ATRAVÉS ...
 
O surgimento de um pensamento reflexivo para uma cidade histórica influenciad...
O surgimento de um pensamento reflexivo para uma cidade histórica influenciad...O surgimento de um pensamento reflexivo para uma cidade histórica influenciad...
O surgimento de um pensamento reflexivo para uma cidade histórica influenciad...
 
Projeto de Educação Patrimonial - levantamento e criação acervo museológico
Projeto de Educação Patrimonial - levantamento e criação acervo museológicoProjeto de Educação Patrimonial - levantamento e criação acervo museológico
Projeto de Educação Patrimonial - levantamento e criação acervo museológico
 
Mapa bens culturais de São Borja-RS
Mapa bens culturais de São Borja-RSMapa bens culturais de São Borja-RS
Mapa bens culturais de São Borja-RS
 
SIMULADO ATUALIDADES INSS 2011
SIMULADO ATUALIDADES INSS 2011SIMULADO ATUALIDADES INSS 2011
SIMULADO ATUALIDADES INSS 2011
 
SIMULADO_ATUALIDADES_INSS_2011
SIMULADO_ATUALIDADES_INSS_2011SIMULADO_ATUALIDADES_INSS_2011
SIMULADO_ATUALIDADES_INSS_2011
 
APOSTILA_BRIGADA_MILITAR
APOSTILA_BRIGADA_MILITARAPOSTILA_BRIGADA_MILITAR
APOSTILA_BRIGADA_MILITAR
 
PANORAMA GEOHISTÓRICO-PATRIMONIAL DE ÁREA DE FRONTEIRA: ESTUDO DE CASO SÃO BO...
PANORAMA GEOHISTÓRICO-PATRIMONIAL DE ÁREA DE FRONTEIRA: ESTUDO DE CASO SÃO BO...PANORAMA GEOHISTÓRICO-PATRIMONIAL DE ÁREA DE FRONTEIRA: ESTUDO DE CASO SÃO BO...
PANORAMA GEOHISTÓRICO-PATRIMONIAL DE ÁREA DE FRONTEIRA: ESTUDO DE CASO SÃO BO...
 
SIMULADO ESPCEX GEOGRAFIA
SIMULADO ESPCEX GEOGRAFIASIMULADO ESPCEX GEOGRAFIA
SIMULADO ESPCEX GEOGRAFIA
 

Último

Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
Ailton Barcelos
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Centro Jacques Delors
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
JakiraCosta
 
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
y6zh7bvphf
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Militao Ricardo
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
MarcoAurlioResende
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Demetrio Ccesa Rayme
 

Último (20)

Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
 
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
 

APOSTILA GEOGRAFIA_PEIES_3º_ANO_

  • 1. GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011 http:// murielpintogeografia.blogspot.com GEOGRAFIA ELABORAÇÃO MATERIAL Autor: Muriel Pinto * Licenciado em Geografia. * Consultor Turístico e Patrimonial. E-mail: murielpinto@yahoo.com.br Blog : http:// murielpintogeografia.blogspot.com Fone: 055-99145468 Artigo 1
  • 2. GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011 http:// murielpintogeografia.blogspot.com A interdisciplinariedade da Geografia nos processos vestibulares MURIEL PINTO/ Licenciado em Geografia e Consultor Turístico/ Professor UP Vestibulares e Grécia Cursos. E-mail: murielpinto@yahoo.com.br – Fone: (055) 99145468 O sistema educacional das épocas de hoje, pode ser definido como um processo formador da competência humana, visto que possui uma forte relação com a qualidade formal e a política, ou seja, está perfeitamente adequado com os acontecimentos do globo terrestre, relacionando-se em conseqüência com os conceitos geográficos. Os estudos da Geografia são de suma importância para o ensino, uma vez que suas diversas áreas estão diretamente relacionadas com as ações humanas, expondo para os discentes as diferentes atribuições do homem na superfície terrestre como: noções de espaço, localização, modo de vida, lugar, paisagem, contextualização histórica e cultural, turismo etc. Os conceitos tradicionais da geografia são relevantes para dar á sustentação básica a devida disciplina, mas não podemos esquecer das questões que envolvem as épocas de hoje, o chamado contexto atual, que de uma forma ou de outra, salienta para os alunos, a conjuntura em que estamos inseridos, e suas respectivas transformações dentro de uma conjuntura histórica. Esse mundo dinâmico de hoje, vem a cada dia nos revelando novos acontecimentos (busca por fontes renováveis de energia, crise alimentar, equilíbrio econômico do Brasil, problemas ambientais globais,entre outros). De modo geral esse contexto atual vem contribuindo na elaboração das provas dos vestibulares, tornando os mesmos interdisciplinares. Dentre os muitos fatores benéficos dessa dinamização da Geografia para os processos vestibulares, podemos destacar a contribuição na interpretação de textos, elaboração de redação e resolução de questões de outras disciplinas e de questões descritivas, pois os vestibulares de hoje tentam mostrar a atualidade, utilizando provas temáticas. Finalizando o que foi observado somos testemunhas de que as noções geográficas são de grande valia para os processos seletivos vestibulares, pois as mesmas dão uma orientação de mundo para os discentes, mostrando toda uma conjuntura local e global, devendo ter uma maior atenção dos candidatos, pois é uma das disciplinas que mais vem eliminando nos respectivos processos seletivos. DICAS GEOGRAFIA - PEIES  Interpretação de mapas.  Interpretação de trechos literários.  Provas temáticas (tematizações atuais).  Interdisplinariedade (miscigenação de disciplinas).  Interpretação de enunciados, gráficos, tabelas, mapas ( busca a atenção do candidato).  Geografia crítica (análise geopolítica) agregada com a geografia cultural. CURRÍCULO BÁSICO PEIES 2004 – GEOGRAFIA - III SÉRIE DE 2008 2
  • 3. GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011 http:// murielpintogeografia.blogspot.com 3
  • 4. GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011 http:// murielpintogeografia.blogspot.com SUMÁRIO Temática 1 Posição geográfica do Brasil________________ 5 Temática 2 Geologia e Relevo do Brasil_________________ 17 Temática 3 Hidrografia brasileira______________________ 30 Temátic Temática 4 Climas brasileiros_________________________ 37 Temática 5 Vegetação brasileira_______________________45 Gabaritos_______________________________ 64 4
  • 5. GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011 http:// murielpintogeografia.blogspot.com Temática 1 A Posição geográfica brasileira LOCALIZAÇÃO A República Federativa do Brasil localiza-se:  a oeste = (hemisfério ocidental) do meridiano inicial ou de Greenwich;  É cortado, ao norte, pela linha do equador e apresenta 7% de suas terras no hemisfério norte ou setentrional, e 93%, no hemisfério sul, ou meridional.  Ao sul, é cortado pelo Trópico de Capricórnio (esta linha imaginária passa em São Paulo, Mato Grosso do Sul e Norte do Paraná  apresenta 92% do seu território na zona intertropical, isto é, entre os trópicos de Câncer e de Capricórnio. FRONTEIRAS DO BRASIL Integrante do continente americano, o Brasil situa-se:  na porção centro-oriental (leste) da América do Sul.  limitando-se com quase a totalidade dos países sul-americanos, a exceção do Equador e do Chile. AMÉRICA DO SUL Fonte: Almanaque Abril, 2007. 5
  • 6. GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011 http:// murielpintogeografia.blogspot.com PROGRAMA CALHA NORTE ATUALIDADES Projeto de Militarização das fronteiras setentrionais do país = criado em 1985 (Ditadura Militar), nas épocas de hoje é subordinado ao Ministério da Defesa. Objetivos principais:  contribuircom a manutenção da soberania na Amazônia.  contribuir com a promoção do seu desenvolvimento ordenado.  promoção da assistência e proteção das populações indígenas. FUSOS HORÁRIOS DO BRASIL CTERÍSTICAS este, o território brasileiro, incluindo as ilhas oceânicas, e abril de 2008, Brasil passa de 4 para 3 fusos horários). s horários). rasília, a capital federal, determina a hora oficial do país. suem horas atrasadas em relação a Greenwich = país o. 6
  • 7. GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011 http:// murielpintogeografia.blogspot.com 1º Fuso horário brasileiro: * Contém as ilhas oceânicas do país (arquipélago de Fernando de Noronha, atol das Rocas, penedos de São Pedro e São Paulo, Trindade e Martin Vaz). * É o de menor importância, por abranger uma diminuta área e pouca população. * É o 2º fuso a oeste de Greenwich = está à 2 horas atrasado = 1 hora adiantado em relação a Brasília. 2º Fuso horário brasileiro * É o mais importante por conter a maior parte da população brasileira, bem como a grande do território nacional. * Esse fuso abrange o Amapá, Pará, Tocantins, Goiás, Distrito Federal, além de todos os estados das regiões Nordeste, Sudeste e Sul. * Está 3 horas de Greenwich = horário oficial de Brasília. 3º Fuso horário brasileiro: *Composto pelos estados: Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Roraima, Amazonas e Acre. * Está 4 horas atrasado em relação a Greenwich = 1 hora atrasado em relação a Brasília. Obs: Estado do Acre e oeste do Amazonas, a partir de abril de 2008 = aparecem no 3º fuso horário brasileiro. DIVISÕES REGIONAIS BRASILEIRAShoras atrasaso em relação a Brasíli * está 4h atrasado em relação a Greenwich = 2 DIVIVISÃO REGIONAL OFICIAL (IBGE) OU POLÍTICO-ADMINISTRATIVA A noção de planejamento consolidou-se no Brasil durante a Segunda Guerra Mundial. Essa noção tem um claro significado territorial: para planejar, é preciso conhecer as características de cada área do país e as diferenças socioeconômicas e naturais entre elas. 7
  • 8. GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011 http:// murielpintogeografia.blogspot.com CARACTERÍSTICAS ÁREAS TERRITORIAIS GLOBAIS  A atual divisão regional surgiu pela constituição de 1988.  Divide o país de cinco macrorregiões.  respeita os limites dos estados.  Falta de integração Regional.  Muito genérica para as necessidades de planejamento. 5º BRASIL Características das Regiões brasileiras Região Aspectos Físicos Aspectos Humanos Aspectos Econômicos Norte  Clima equatorial  Escassez de  Extrativismo Mineral e Floresta amazônica população. Vegetal. Relevo: Planície Amazônica.  Maior população  Agricultura . Planalto das Guianas indígena.  Pecuária.  Bacia Amazônica  Conflitos  Chuvas de convecção. fundiários. Problemas Ambientais:  Grilagem de (Desmatamentos + entrada de terras públicas. hidrelétricas + criação Bovina e  Compra de áreas soja). da Amazônia. Nordeste  Clima tropical úmido e  Maior em  Zona da mata (cana-de- Semi-árido. número de estados açúcar=cacau).  Mata dos cocais Faixa litorânea  Agreste (pecuária, arroz,  Caatinga densamente milho e algodão)  Mata Atlântica povoada.  Meio-norte (extrativismo  Rio São Francisco  2ª região vegetal e agricultura)  Relevo de serras mais populosa e 3ª  Sertão (pecuária (cristalinas) e chapadas. mais povoada do extensiva + fruticultura). Problema Ambiental Brasil.  Indústria: Aumento dos Desertificação índices industriais.  Turismo Sudeste  Mares de Morros  Áreas mais  Importante área  Clima tropical urbanizadas do país. econômica  Mata tropical e campos  Região mais  Perda dos índices populosa e mais industriais. povoada do brasil Centro-oeste  Clima tropical  2ª região  Agroindústrias (carnes +  Cerrado, floresta mais urbanizada do grãos ) equatorial e o pantanal. Brasil Maior produtora de grãos do  Relevo constituído por População país. palnaltos, chapadas e Planície concentrada no sul do pantanal. da região. SUL  Clima Subtropical Maior emigração européia  Pecuária  Vegetação Mata de araucária Mobilidade populacional  Indústria de Celulose  Planalto Meridional  Cultivo do arroz 8
  • 9. GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011 http:// murielpintogeografia.blogspot.com REGIÕES GEOECONÔMICAS OU COMPLEXOS REGIONAIS Há uma outra forma de regionalizar o Brasil, embora não seja oficial. Muitos geógrafos optam pela divisão do país em três grandes complexos regionais (Centro-Sul, Nordeste e Amazônia), baseada na situação geoeconômica e nas relações entre população e espaço natural. CARACTERÍSTICAS:  Divisão não-oficial do país.  Dividida em três complexos regionais (Centro- Sul, Nordeste e Amazônia).  Não respeitam os limites políticos dos estados (Ex: Norte de MG faz parte do Nordeste).  Demonstram a integração econômica promovida pela concentração industrial do sudeste. COMPLEXO DO NORDESTE 1) ÁREA DE ABRANGÊNCIA  Estende no norte de MG até o Leste do Maranhão (Polígono das Secas).  Possui 30 % da população nacional.  Contrastes naturais (litoral úmido, interior seco). SUB-REGIÕES NORDESTINAS ANOTAÇÕES: 1 – MEIO-NORTE 2- SERTÃO 3- AGRESTE 4-ZONA DA MATA 9
  • 10. GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011 http:// murielpintogeografia.blogspot.com 2) CARACTERÍSTICAS: Zona da Mata: Primeira área do país a ser colonizada (desmatamentos Mata Atlântica).  Localiza-se ao Litoral.  Sub-região mais rica e mais populosa do nordeste.  Possui as duas monoculturas latifundiárias nordestinas (Cana-de-açúcar + cacau) = latifúndios + monoculturas.  Aumento da industrialização. Agreste: Área de transição entre o litoral (Zona da Mata) e o Sertão.  Densidade demográfica superior a do sertão. Economia: Policultura Comercial + Pecuária Leiteira (pequenas e médias propriedades). Sertão: mais extensa das sub-regiões.  Aspectos físicos: clima semi-árido + vegetação da caatinga + rios temporários) = POLÍGONO DAS SECAS.  Rio São Francisco (único rio perene que passa na sub-região). Economia: agricultura extensiva + agricultura tradicional (mandioca, milho, feijão e cana-de-açucar) + fruticultura irrigada. Meio-Norte: Constituído pelos estados do Maranhão e do Piauí.  Zona de transição entre a Amazônia e o Nordeste.  Aspectos físicos: Clima tropical úmido + Mata dos Cocais (Babaçu e Caranaúba). COMPLEXO DO CENTRO-SUL COMPLEXO DA AMAZONIA 1) ÁREA DE ABRANGÊNCIA 1) ÁREA DE ABRANGÊNCIA  Abrange as áreas mais industrializadas do  Principal reduto de povos indígenas. país (Sudeste + Sul) e áreas de economia mais  Mais extensa das regiões geoeconômicas (58% dinâmica do Centro-Oeste (Sul de MT e os estado do país). de Goiás e MS).  Seus limites ultrapassam muito os da Região Norte (abrangendo a maior parte dos estados do Mato Grosso e Tocantins + oeste do Maranhão). 10
  • 11. GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011 http:// murielpintogeografia.blogspot.com OMPLEXO DO CENTRO-SUL COMPLEXO DA AMAZÔNIA 2) CARACTERÍSTICAS: 2) CARACTERÍSTICAS:  Núcleo econômico do país (maiores parque da Quadro natural marcante: planície Amazônica + Agropecuária e industria). clima equatorial quente e úmido + exuberante floresta equatorial + riquíssima rede hidrográfica).  Concentra mais de 60% da população do país.  Apresenta densidade demográfica baixíssima.  Melhores infra-estruturas.  Economia: baseada no extrativismo mineral e vegetal (látex, açaí, madeira e castanha). Problemas: favelização, narcotráfico, criminalidade  Indústria: vem crescendo nos últimos anos entre outros. (Mineração + eletroeletrônicos). Problemas:  Conflitos fundiários (disputas pelo acesso a terra).  Problemas ambientais (desmatamentos, queimadas, e entrada de usinas hidrelétricas).  Grilagens de Terras (apossamento de terras públicas = reservas indígenas). TESTES – TEMÁTICA 1 1(PEIES – 2007) De acordo com os seus conhecimentos e com a representação cartográfica em anamorfose da distribuição do PIB total pelas unidades da federação, é correto afirmar: 1. O estado que se destaca na participação do PIB nacional é o que mais tardiamente modernizou suas estruturas produtivas. II. A dimensão territorial não exerce influência sobre o P18, pois, apesar das extensas áreas das unidades da federação da região Norte, a participação do PIB é muito pequena quando é comparada à das unidades do Sudeste. III, A importância do estado de São Paulo, construída desde o período colonial, ainda permanece hegemônica. Está(ão) correta(s) a) apenas I. b) apenas II. c) apenas III. d) apenas II e III e) I, II e III 11
  • 12. GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011 http:// murielpintogeografia.blogspot.com Está(ão) correta(s) 2 (PEIES/ 2007) Leia o texto: a) apenas I. ―[...] na vida dos sertanejos, um açude é um bem inestimável. Só nos últimos cinco anos, 20.000 moradores de Mombaça, a metade b) apenas II. da população atual, migraram para outras regiões em épocas de seca. Boa parte deles nunca voltou.‖ c) apenas I e III. COELHO, M. A; TERRA, L. Geografia do Brasil. 5 Ed. São Paulo: Moderna,2002. p. 133. d) apenas II e III. Assinale verdadeira (V) ou falsa (F) em cada afirmativa a seguir. e) I, II e III. ( ) As medidas governamentais contra a seca no Nordeste, como a construção de açudes, têm solucionado o problema, 5 (PEIES – 2005) principalmente, dos sertanejos pobres. Observe os mapas. ( ) O Sertão nordestino constitui uma área de baixa densidade demográfica e de economia baseada na pecuária extensiva de corte e na agricultura tradicional. ( ) A distribuição de verbas aos municípios das áreas atingidas pela seca tem sido uma medida ineficaz para a solução do problema, contribuindo, sim, para a chamada ―indústria da seca‖. A seqüência correta é: a) V-V-F. b) F-V-V. c) V-F-V. d) F-V-F. e) F-F-F. 3 (PEIES/ 2007) Leia o texto: ―[...] na vida dos sertanejos, um açude é um bem inestimável. Só nos últimos cinco anos, 20.000 moradores de Mombaça, a metade da população atual, migraram para outras regiões em épocas de seca. Boa parte deles nunca voltou.‖ COELHO, M. A; TERRA, L. Geografia do Brasil. 5 Ed. São Paulo: Moderna,2002. p. 133. Assinale verdadeira (V) ou falsa (F) em cada afirmativa a seguir. Sobre a divisão regional do Brasil, em especial a mostrada ( ) As medidas governamentais contra a seca no Nordeste, como nos mapas, é INCORRETO afirmar que a construção de açudes, têm solucionado o problema, principalmente, dos sertanejos pobres. a) as subdivisões regionais são mais numerosas quanto maior ( ) O Sertão nordestino constitui uma área de baixa densidade é a extensão da transformação do espaço pela sociedade. demográfica e de economia baseada na pecuária extensiva de corte e na agricultura tradicional. b) as subdivisões em mesa e microrregiões relacionam-se ( ) A distribuição de verbas aos municípios das áreas atingidas com a complexidade gerada pelas atividades produtivas. pela seca tem sido uma medida ineficaz para a solução do problema, contribuindo, sim, para a chamada ―indústria da seca‖. c) a identificação das microrregiões geográficas se diferenciam basicamente pela influência dos centros urbanos A seqüência correta é: e pelos tipos dominantes do uso do solo. a) V-V-F. b) F-V-V. d) a idéia de se estabelecer uma regionalização oficial do c) V-F-V. território nacional é conseqüência da noção de que o d) F-V-F. planejamento do desenvolvimento econômico tem significado e) F-F-F. territorial. e) as subdivisões regionais do Rio Grande do Sul e do Acre 4 (PEIES – 2006) Considerando a dinâmica regional da refletem a homogeneidade da organização do espaço economia brasileira, expressa pelos complexos regionais, pode-se geográfico brasileiro. afirmar que I. o Centro-Sul expressa a integração econômica do Sudeste 6 (PEIES – 2002) Cosiderando que o Brasil é um país industrial e financeiro com o Sul agrícola e industrial, demonstrando também a expansão da agropecuária para a porção de grandes contrastes nais, pode(m)-se afirmar: meridional do Centro-Oeste. II. o Complexo do Nordeste representa a região de povoamento I- As enormes diferenças naturais existentes no interior do antigo e a apropriação produtiva baseada em estruturas agrárias e território brasileiro vieram juntar-se as disparidades humanas. sociais arcaicas. É a principal área de refluxo de pessoas nas migrações internas. II- As disparidades regionais agravaram-se com a industrialização do país, com a integração nacional e com a III. o Complexo Amazônico expressa a existência de uma fronteira de expansão da economia nacional, que é uma fronteira tanto formação de um espaço geográfico unificado. demográfica quanto de recursos. 12
  • 13. GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011 http:// murielpintogeografia.blogspot.com 9 (PEIES – 2000) III- Na atualidade, uma série de problemas é comum em todo o "O Complexo Regional Nordestino é uma realidade recente na país, e mesmo as particularidades locais devem ser enfrentadas história e na geografia brasileira. Ele é resultado da em conjunto. industrialização do país e da integração do mercado interno. " MAGNOLl, D. & ARAUJO, R. Geografia Geral e do BrasillPaisagem e Território. São Paulo: Moderna, 1997.p.154. Está (ão) correta(s) a) apenas I. O texto pode ser complementado, afirmando-se também que b) apenas II. I. a economia agroexportadora produziu, no espaço brasileiro, c) apenas III. uma regionalização diferente daquela produzida pela economia urbano-industrial; muitos "nordestes" conviveram no Nordeste d) apenas I e II. brasileiro. e) I, II e III. II. a invasão das mercadorias industriais e agrícolas produzidas no centro dinâmico da economia nacional abalou a base das 7 (PEIES – 2002) Leia o texto: economias regionais nordestinas. "Na casa de taipa e chão batido, o pequeno Jackson, dois anos, III. o Complexo Regional Nordestino, marcado pela disseminação caminhava alegre de um lado para outro agarrado a um pacote de da pobreza, pela repulsão populacional, pela baixa produtividade bolacha (...) Havia um mês, o menino e outros oito moradores do da agricultura e pela presença de pólos industriais voltados para casebre comiam apenas resto de arroz e angu (...) A gente ia mercados extra-regionais, é resultado da integração nacional e da morrer de fome, não fosse a comida que dão para nós na cidade intervenção da SUDENE. (...) Em Canindé, 110 quilômetros da capital cearense, o agricultor conta que, na região, ninguém ganha nem R$ 0,50, há quatro Está(ão) correta(s). meses (...) Vivemos escapando da morte e só Deus sabe o que será de nós (...)" a) apenas I. Isto é, N° 1658, 11107/2001, p.4S. b) apenas II. A partir da leitura da reportagem, pode-se afirmar que a mesma c) apenas III. se refere d) apenas I e III. a) ao meio-norte nordestino, que se constitui em uma área de transição entre a Amazônia úmida, coberta de floresta, e o Sertão, e) I, II e III. de clima árido e vegetação xerófila. b) ao litoral nordestino, representado por parte da planície 10 (PEIES – 2000) litorânea que vai desde o Rio Grande do Norte até o sul da Bahia. c) ao sertão nordestino que é caracterizado por clima semi-árido e "O Complexo Regional Nordestino é uma realidade recente na vegetaçâo de caatinga e que ocupa a área mais extensa do interior história e na geografia brasileira. Ele é resultado da do Nordeste. industrialização do país e da integração do mercado interno. " d) ao agreste nordestino, que corresponde à zona de transição MAGNOLl, D. & ARAUJO, R. Geografia Geral e do BrasillPaisagem e entre o litoral úmido e o sertão semi-árido. Território. São Paulo: Moderna, 1997.p.154. e) à Região Nordeste como um todo. O texto pode ser complementado, afirmando-se também que 8 (PEIES – 2000) Sabendo que o Brasil está dividido em I. a economia agroexportadora produziu, no espaço brasileiro, três grandes regiões geoeconômicas, associe a região à afirmativa uma regionalização diferente daquela produzida pela economia correspondente. urbano-industrial; muitos "nordestes" conviveram no Nordeste brasileiro. ( ) Na porção centro-oeste desse espaço regional, a grande disponibilidade de terras, de incentivos fiscais e financeiros II. a invasão das mercadorias industriais e agrícolas produzidas no contribuiu para que a fronteira agrícola se ampliasse. centro dinâmico da economia nacional abalou a base das economias regionais nordestinas. ( ) As políticas regionais de desenvolvimento. com incentivos fiscais· e investimentos estatais diretos, criaram outras formas de III. o Complexo Regional Nordestino, marcado pela disseminação integração desse espaço regional ao restante do país. da pobreza, pela repulsão populacional, pela baixa produtividade da agricultura e pela presença de pólos industriais voltados para ( ) O dinamismo industrial dessa área continuou associado ao mercados extra-regionais, é resultado da integração nacional e da desenvolvimento de complexos agroindustriais. intervenção da SUDENE. A seqüência correta é Está(ão) correta(s). a) 3 - 3 - 2 – 1. a) apenas I. b) 2 - 1 - 1 - 3. c) 3 - 2 - 1 - 2. b) apenas II. d) 3 - 1 - 3 - 2. e) 2 - 2 - 3 - 1. c) apenas III. d) apenas I e III. e) I, II e III. 13
  • 14. GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011 http:// murielpintogeografia.blogspot.com 11 (ENEM – 2005) Observe as seguintes estratégias para a 14 (UNIFRA – 2008/ Inverno) ocupação da Amazônia Brasileira. I - Desenvolvimento de infra-estrutura do projeto Calha Norte; Um avião parte de Santa Maria, Rio Grande do Sul, às 10 horas da II - Exploração mineral por meio do Projeto Ferro Carajás; manhã do dia 8 de julho de 2008 com destino a São Paulo. O III - Criação da Superintendência para o Desenvolvimento da Amazônia; tempo de viagem é de 2 horas. Após 1 hora de escala o avião IV - Extração do látex durante o chamado Surto da Borracha. parte novamente com destino a Manaus, Amazonas. O tempo de A ordenação desses elementos, desde o mais antigo ao mais recente, vôo é de 4 horas. Após 1 hora de escala o avião levanta vôo, é a seguinte: novamente, com destino a Rio Branco, Acre. O tempo de vôo é de (A) IV, III, II, I. (B) I, II, III, IV. 1 hora. Partindo desses dados, identifique: (C) IV, II, I, III. • a hora em São Paulo no momento do pouso; (D) III, IV, II, I. (E) III, IV, I, II. a hora cm Manaus no momento da clecolagem em São Paulo; • a hora cm Rio Branco no momento cio pouso; • a hora em Londres (próxima ao Meridiano de Greenwich) no 12 (UFSC) Nos meses de junho e julho do corrente ano, realizou- se, na França, a Copa do Mundo de Futebol. Considerando a posição momento da decolagcm em Santa Maria. geográfica do Brasil e da França, assinale a(s) proposição(ões) Assinale a alternativa correta é VERDADEIRA(S): A) 12h - 13h - 19h - 7h. 01. A hora marcada para a realização dos jogos apresentava uma B) 12h — 14h — 20h — l3h. coincidência entre os horários brasileiro e francês, porque os dois países estão no hemisfério meridional. C) 12h — 12h — 18h — 13h. 02. Os horários brasileiros foram uniformizados para todo o território D) 12h - l4h - l9h - 13h. nacional durante a realização da Copa do Mundo, para que todos pudessem acompanhar as transmissões a partir da França. E) 10h - 12h - l9h- 7h. 04. Durante os jogos, as horas no Brasil estavam atrasadas porque 15 (UFRGS) - Em qual das cidades do Rio Grande do Sul, nosso território fica localizado na parte oriental do globo terrestre. referidas nas alternativas, o nascimento do Sol ocorre mais cedo e 08. Os horários franceses sempre coincidiram com os horários o pôr-do-sol ocorre mais tarde, respectivamente, num mesmo dia brasileiros, porque çs dois países se situam no meridiano de 45° de do ano? longitude oeste. 16. O horário brasileiro está sempre atrasado em relação ao francês, (A) Pelotas (31°45‘S, 52°21‘W Gr) e Quaraí (30°23‘S, 56°26‘W Gr). porque o Brasil situa-se no hemisfério oeste, enquanto a França (B) Itaqui (29°07‘S, 56°33‘ W Gr) e Santa Vitória do Palmar localiza-se no hemisfério leste. (33°31‘S, 53°22‘W Gr). (C) Santa Maria (29°41‘S, 53°49‘W Gr) e Santo Augusto (27°54‘S, 53°45‘W Gr). 13 (UNIFRA – 2008/ Inverno) O presidente Lula, em 24 (D) Rio Grande (32°02‘S, 52°06‘W Gr) e Santana do Livramento de abril de 2008, sancionou a lei que altera o fuso horário cm 46 (30°53‘S, 55°32‘W Gr). municípios da região Norte (Folha dc São Paulo, 26 dc abril dc 2008). (E) Torres (29°21‘S, 49°44‘W Gr) e Uruguaiana (29°45‘S, 57°05‘W Gr). A) As mudanças atingem todos os Estados da Região Norte e parte dos Estados da Região Centro-Oeste. B) O fuso horário de Rio Branco passou a ter 4 horas de atraso em 16 (UFRGS, adaptada) - No mapa acima, os fusos relação a Greenwich. C) A maior dificuldade foi adequar o fuso horário cio Acre que passou hurários ‗O‖, ―P‖, ―Q‖‖ possuem, em relação ao fuso ―Z‖ (indicador a pertencer ao fuso de Brasília. da hora TMG), uma diferença que é, respectivamente, de: D) O ponto referencial mais importante dos fusos na região passou a (A) -2h, -3h, -4h. ser Manaus, no Amazonas. (B) +3h, +4h, +5h e +6h. E) O Brasil passou a ter quatro fusos horários, e todos atrasados em (C) -3h, -3h30 min, -4h e - 4h30min. relação a Grecnwich. (D) +1h, +2h, +3h e +4h. (E) -2h30min, -3h, -4h e - 4h30min. 14
  • 15. GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011 http:// murielpintogeografia.blogspot.com 17 (UFRGS, adaptada) - Devido à sua grande extensão, 20 (UFPEL – 2008/ INVERNO) o território brasileiro possui 3 fusos horários. Qual as alternativas contém os nomes de três áreas brasileiras com fusos horários diferentes entre si? (A) Rio Branco - Boa Vista - Porto Alegre. (B) Boa Vista - Belém - Cuiabá. (C) Porto Velho - Porto Alegre – Ilha de Fernado de Noronha. (D) Belo Horizonte - Boa Vista - Manaus. (E) Rio Branco - Porto Velho - Cuiabá. 18 (PUCRS, Adaptado) Se em Belém são 12 horas, em Porto Alegre e Cuiabá são, respectivamente: a) 12 horas e 10 horas. b) 12 horas e 11 horas. c) 1 horas e 12 horas. d) 11 horas e 10 horas. e) 10 horas e 12 horas. 19 (UFPEL – 2006/ Inverno) Devido à sua grande extensão territorial, o Brasil apresenta muitos contrastes, seja em aspectos físicos, econômicos ou humanos. Com base nessas diferenças, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) dividiu o país em cinco regiões há cerca de trinta anos. As regiões Devido à necessidade de adequação das transmissões de TV identificadas pelo IBGE são as seguintes: aos diferentes fusos horários vigentes no país, em função da classificação indicativa dos programas, foi sancionado em I. Norte 24/04/2008 projeto de lei que altera os fusos horários no II. Centro-Oeste Brasil. Com a medida se iguala o horário do Acre e do III. Nordeste Amazonas com o adiantamento de uma hora no fuso dos IV. Sudeste municípios que tinham duas horas de atraso em relação à V. Sul Brasília. O Pará terá seu fuso igualado ao da capital do país. Analise as seguintes afirmações sobre a divisão regional do Brasil. A partir da nova definição dos fusos horários no Brasil, é ( ) É uma região de contrastes nos aspectos naturais, humanos correto afirmar que um programa de televisão exibido em e econômicos. Ela apresenta áreas chuvosas e áreas de clima Brasília às 15 h local será visto: semi-árido. Além disso, quase um quarto da população vive na miséria, enquanto uma pequena parcela detém parte das riquezas. (a) em Manaus às 16 h local, devido ao fato de que o fuso Ela contribui muito com a migração para outras regiões. horário de Manaus está à leste de Greenwich. ( ) É a região mais extensa do país, embora apresente baixa (b) em Rio Branco às 14 h local, considerando que essa densidade demográfica. Nessa região predominam aspectos cidade estará um fuso horário legal à oeste de Brasília. naturais, floresta densa e heterogênea, clima quente e úmido, rios (c) em São Paulo no mesmo horário local, porque ambas as extensos e caudalosos, os quais drenam terras geralmente de cidades estarão no mesmo paralelo. altitude pouco elevada. Ela equivale a cerca de 60 % do território (d) em Porto Alegre no mesmo horário local, apesarde o Rio brasileiro. Grande do Sul estar em outro fuso horário legal. ( ) Região que corresponde a 6,8 % do território brasileiro, mas (e) no Acre às 15 h local, considerando que os dois locais é a segunda em importância econômica. Ela apresenta uma estão à oeste de Greenwich. chega à superfície, em um densidade demográfica significativa, com mais de 41 hab/km2. processo vulcânico resultante de sua localização. Nessa região, destaca-se o predomínio de um clima subtropical. ( ) Região mais povoada do Brasil, a qual possui quase 43% da população brasileira e concentra a maior produção agrícola e industrial do país, assim como a maior rede de transportes. É ANOTAÇÕES: nessa região que podemos observar melhor a diversidade espacial resultante do desigual desenvolvimento do país. ( ) Esta região corresponde a quase 19% do território brasileiro. Pouco povoada, apresenta uma densidade demográfica de 6,8 hab/km2. Foi desbravada nos séculos XVII e XVIII pelos bandeirantes, que procuravam pedras e metais preciosos. Desde a década de 1960, a região atrai imigrantes por oferecer grande quantidade de terras a serem exploradas. Escolha a alternativa que apresenta a relação correta entre as regiões e suas características. (a) I, II, V, III e IV. (b) II, III, IV, V e I. (c) V, III, I, II e IV. (d) III, I, V, IV e II. (e) IV, I, III, II e V. (f) I. R. 15
  • 16. GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011 http:// murielpintogeografia.blogspot.com (e) a área afetada por secas periódicas, no Meio Norte da região 21 (UFPEL – 2006) O sistema de organização político- geoeconômica Nordeste, constitui o ―Polígono das Secas‖. Nessa administrativa do Brasil, desde o descobrimento até a área, funciona a chamada indústria da seca, como ficou conhecida atualidade, apresentou variações, evidenciadas, por exemplo, a prática de políticos e fazendeiros para obter lucros e vantagens nas capitanias hereditárias, no governo geral, na monarquia, no pessoais com esse flagelo. império e na república. Um dos problemas verificados na divisão (f) I.R. do território tem sido a multiplicação de estados, motivada pela necessidade de acomodar interesses políticos das oligarquias 22 (FURG – 2007) Entre as características da atual divisão que continuam desequilibrando o sistema representativo, regional do Brasil, analise as afirmativas a seguir: favorecendo os estados do Norte e do Nordeste, tradicionais redutos políticos de elites agrárias. I. A divisão baseou-se no conceito de regiõeshomogêneas, definidas pela combinação e predominância de aspectos naturais, sociais eeconômicos que permitem diferenciá-las. II. A atual divisão regional apresentou, entre suas modificações, a criação do estado de Tocantins, que foi incluído na região Norte. III. Os limites de uma região não coincidem com os dos estados; assim, um estado, dependendo de suas características, pode ter parte do seu território em uma região e parte em outra. IV. Foram estabelecidos dois níveis hierárquicos básicos: as microrregiões e as macrorregiões homogêneas. V. As regiões foram divididas em seis grandes unidades territoriais, que apresentam características que as individualizam. Estão corretas as afirmativas: A) III, IV e V. B) I, II e III. C) II, III e IV. D) II, III e V. E) I, II e IV. 23 (FURG – 2005) Leia o texto abaixo: ―Considerando-se a geografia nacional, pode-se dizer que, seja em termos quantitativos, seja em termos qualitativos, a produção e a reprodução da exclusão estão sujeitas a intensidades, alcances e modalidades diferenciados nas regiões _________ e __________, por um lado, e na região__________, por outro. Nas primeiras constata-se uma ampla ‗selva‘ de exclusão, marcada pela pobreza e também pela fome, que atingem famílias numerosas jovens, população pouco instruída e sem experiência assalariada formal. Já na segunda, observa-se uma ‗selva‘ de exclusão pontuada por alguns ‗acampamentos‘ de inclusão, onde a pobreza atinge principalmente famílias pouco numerosas, com número reduzido de crianças e jovens, sendo os indivíduos relativamente escolarizados e com experiência de assalariamento formal‖. Atlas da Exclusão Social no Brasil, 2003, vol. 1, p. 26. Considerando-se os grandes conjuntos regionais da nova divisão regional brasileira, as regiões referidas no texto são, Com base nas informações anteriores e em seus respectivamente: conhecimentos sobre o assunto, é correto afirmar que A) Nordeste - Sudeste - Centro-Sul. B) Amazônia - Sul - Sudeste. (a) os limites da região geoeconômica Amazônia praticamente C) Sul - Nordeste - Sudeste. coincidem com os da Região Norte do IBGE. Trata-se de uma D) Norte - Nordeste - Centro-sul. região de grande população absoluta - apesar da baixa densidade E) Sul - Sudeste - Nordeste. demográfica – que apresenta um crescimento na industrialização, sobretudo no setor de mineração. (b) a região geoeconômica Nordeste é caracterizada por uma homogeneidade natural marcada pela seca. É uma região que concentra um grande contingente populacional e que se constitui em uma ―região-problema‖, em face das graves dificuldades sociais e econômicas que apresenta. (c) a região geoeconômica Centro-Sul abrange as duas porções mais industrializadas do país (Sudeste e Sul) e as áreas de economia mais dinâmica da região Centro-Oeste (de acordo com o IBGE): sul de Tocantins, norte de Goiás e parte de Minas Gerais. (d) parte do norte do estado de Minas Gerais – porção semi-árida, de economia pouco dinâmica – integra o complexo regional do Nordeste. O restante desse estado integra o complexo regional Centro-Sul, que também é composto por parte de Tocantins (Região Norte) e parte de Mato Grosso, (Região Centro-Oeste). 16
  • 17. GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011 http:// murielpintogeografia.blogspot.com Temática 2 RELEVO BRASILEIRO Os aspectos físicos do espaço entendem-se por um conjunto de elementos naturais que interagem entre si: Figura: Elementos naturais Sustentabilidade: Geologia Relevo Hidrografia Aquecimento global: Relatório IPCC: Vegetação Climas Problemas ambientais Fonte: PINTO, Muriel. GEOLOGIA DO BRASIL Geologia: Os dados fundamentais desses estudos obtêm-se pela análise das rochas, solos, minerais e restos fósseis. O território brasileiro é formado basicamente, por dois tipos de estruturas geológicas: os escudos cristalinos (blocos cratônicos) e as bacias sedimentares. Brasil: Rochas vulcânicas 17
  • 18. GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011 http:// murielpintogeografia.blogspot.com ERAS GEOLÓGICAS Terremotos no Brasil A pouca incidência de terremotos no Brasil é proveniente de sua localização no centro da placa Sul- americana (São cerca de 80 a 90 por ano, a maioria com magnitude inferior a 4 = Numa escala que vai de 1 até 9, são considerados relativamente fracos).  A maior atividade sísmica do Brasil é no Nordeste, sobretudo no Rio Grande do Norte, Ceará, Pernambuco e Recôncavo Baiano.  O maior terremoto já registrado no Brasil foi o da Serra do Tombador, no Mato Grosso, em 1955, que atingiu 6,6 pontos na escala Richter.  O terremoto com a primeira vítima fatal aconteceu em dezembro de 2007, na cidade de Itacarambi, Minas Gerais, com um tremor de 4,9 pontos na escala Richter. 18
  • 19. GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011 http:// murielpintogeografia.blogspot.com  Tremor no litoral é sentido em São Paulo no dia 22 de abril.  O epicentro do terremoto ocorreu a 270 km de São Vicente, localizada no litoral sul de São Paulo, e atingiu 5,2 graus na escala Richter. Conheça a escala Richter : Menos de 3,5 graus - É registrado, mas muitas vezes não é sentido 3,5 a 5,4 graus - É sentido, mas pode causar danos 5,5 a 6 graus - Ocasiona danos pequenos em prédios 6,1 a 6,9 graus - Pode causar danos graves em regiões onde vivem muitas pessoas 7 a 7,9 graus - Terremoto de grandes proporções e causa danos graves 8 graus ou mais - Terremoto muito forte e causa destruição na área atingida e em áreas vizinhas Escudos Cristalinos ou Maciços antigos (36%) = origina minerais metálicos. Ex: Ferro + Manganês + Bauxita + Cassiterita + Ouro BRASIL - ESTRUTURA GEOLÓGICA (origina a formação dos solos e das rochas) Bacias Sedimentares (64%) = origina minerais energéticos (Combustíveis fósseis = Não-renováveis). Ex: Petróleo + Carvão Mineral + Gás Natural + Urânio + Xisto Betuminoso. Brasil: Bacias sedimentares ANOTAÇÕES: 19
  • 20. GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011 http:// murielpintogeografia.blogspot.com Figura: Principais concentrações de minerais metálicos 20
  • 21. GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011 http:// murielpintogeografia.blogspot.com RELEVO BRASILEIRO A formação do relevo possui uma relação direta com as características gelógicas dos locais. Como vimos anteriormente, nosso país possui uma estrutura geológica constituida por bacias sedimentare (64%) e escudos cristalinos (36%), não apresentando dobramentos modernos (formação recente = grandes altitudes).  Aproximadamente 93 % do território apresenta altitudes inferiores a 900 m (altimetria) = altitudes modestas. Composição do relevo brasileiro: * Planaltos: facilita a produção de energia elétrica e dificulta a navegação = processo de desgaste ou degradação supera a deposição de sedimentos (superfícies irregulares, formadas por serras, morros e chapadas). * Planícies: processo de sedimentação supera a degradação. * Depressões: é área ou porção do relevo que se situa abaixo do nível do mar ou dos terrenos que a circundam = no Brasil não aparecem depressões absolutas. * Ainda aparecem Serras + chapadas.  Criada em 1942.  Criada em 1962.  Dividida em sete unidades.  Elevou para dez o número de unidades do  relevo brasileiro.  Manteve em grande parte a proposta elaborada por Azevedo. 21
  • 22. GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011 http:// murielpintogeografia.blogspot.com CLASSIFICAÇÃO DE JURANDIR ROSS  Apresenta maior detalhamento e complexidade em relação a outras classificações do relevo brasileiro.  Baseada em critérios: morfoestruturais (leva em conta a estrutura geológica na gênese das formas de relevo) morfoclimáticos e morfoesculturais (valoriza a geometria ou modelado do relevo).  Dividida em 28 unidades = introduziu o conceito de depressões.  Resultou de emprego de tecnologia avançada (aerofotogrametria) = importante ferramenta de planejamento regional. ANOTAÇÕES: 22
  • 23. GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011 http:// murielpintogeografia.blogspot.com ANOTAÇÕES: 23
  • 24. GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011 http:// murielpintogeografia.blogspot.com TESTES TEMÁTICA 2 1 (PEIES/ 2007) Leia o texto: ―A ação dos agentes do modelado sobre um substrato geológico no qual predominam os dobramentos cristalinos da Era Pré-Cambriana produziu um relevo típico [...] As oscilações climáticas do período Quaternário e a grande variação topográfica que marca sua extensa área de ocorrência são tidas como elementos explicativos da densidade, complexidade e biodiversidade desse domínio [...] Os mais importantes núcleos urbanos e industriais do país se ergueram sobre os despojos dos ecossistemas florestados originais [...].― MAGNOLI, D.;ARAÙJO, R. Geografia:a construção do mundo: Geografia Geral e do Brasil. São Paulo: Moderna. 2005. p. 107 e 108. As características descritas são relativas ao domínio a) amazônico. b) dos mares de morros. c) dos cerrados. d) das pradarias. e) das caatingas. 2 (PEIES/ 2007, adaptada) Observe as figuras: 1 2 3 4 As figuras correspondem, respectivamente, às formas de relevo: a) depressão - planalto - serra - planície. b) serra - planalto - planície - depressão. c)) serra - depressão - planalto - planície. d) depressão - planície - planalto - montanhas e) planalto - planície - serra - depressão. 24
  • 25. GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011 http:// murielpintogeografia.blogspot.com 5 (PEIES – 2005) 3 (PEIES – 2006) a) A significativa presença de formações florestais na área indicada no mapa B é conseqüência das condições climáticas do passado. b) As áreas destacadas nos mapas A e B correspondem, respectivamente, a espaços susceptíveis à desertificação e a processos de arenização. c) No mapa B, a área destacada apresenta solos com elevados o mapa mostra o relevo brasileiro, conforme a classificação: teores de areia onde as ativídades agropecuárias e os processos erosivos fazem surgir areais. a) proposta por Jurandir Ross que está baseada nos critérios morfoestrutural, morfoclimático e morfoescultural. d) As áreas indicadas no mapa A caracterizam-se por irregularidade das precipitações, solos pouco profundos, b) de AzizAb'Saber que emprega o critério morfoclimático. afloramentos rochosos e práticas agrícolas inadequadas, o que potencializa o processo de desertificação. c) proposta por Aroldo de Azevedo que empregou termos geomorfológicos para denominar as díivisões gerais e usou e) Embora representem domínios morfoclimáticos distintos, as critérios geológicos para classificar as subdivisões. áreas destacadas nos mapas apresentam em comum vulnerabilidade ecológica. d) de AzizAb'Saber que ampliou a classificação deAroldo de Azevedo, acrescentando novas unidades ao relevo brasileiro. 4 (PEIES – 2002) e) de Aroldo deAzevedo que se baseou nos processos de erosão e sedimentação para diferenciar planalto de planície. Considerando o ciclo das rochas, assinale verdadeira (V) ou falsa (F) as afirmativas a seguir. ( ) Nos quadros B e C, Calvin faz referência às rochas : sedimentares. Essas rochas são formadas pela deposição : de material originado da destruição erosiva de qualquer : tipo de rocha e formam a base do relevo do planalto das Guianas. ( ) No quadro C, Calvin não explica a origem das rochas vulcânicas que provêm da consolidação extrusiva do magma. O território brasileiro, na era mesozóica, foi palco de intensas erupções vulcânicas. ( ) No quadro B, Calvin refere que, ao longo do tempo, as rochas formadas vêm sendo continuamente destruídas. Isso ocorre pelo intemperismo, pela erosão ou pela conjugação de ambos os processos. A seqüência correta é a) V- V -V . b) F – V - V. c) F – V -F. d) V - F - F. e) F - F - F. 25
  • 26. GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011 http:// murielpintogeografia.blogspot.com 6 (UFSM – 2004) Observe e compare os mapas: Considerando os mapas de geologia e de recursos minerais do Brasil, assinale verdadeira (V) ou falsa (F) nas alternativas a seguir. ( ) Os minerais metálicos são explorados nas áreas de predomínio de rochas sedimentares muito antigas. ( ) Nas áreas de escudos e faixas de dobramentos antigos, concentra-se a exploração de minerais tanto metálicos quanto não-metálicos. ( ) Os minerais energéticos são explorados, essencialmente, onde predominam estruturas geológicas sedimentares. ( ) A maior parte dos minerais está sendo igualmente explorada nas áreas de rochas sedimentares e nas de estruturas cristalinas. A seqüência correta é a) V – V – F - V b) V - F - V - F. c) F - V - V – F. d) F – F – V – V. e) F – V – F –V. 7 (UFSM – 2003) 26
  • 27. GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011 http:// murielpintogeografia.blogspot.com Considerando os mapas das áreas de riscos de erosão e do relevo brasileiro, pode-se inferir que as áreas de a) fracos riscos de erosão correspondem aos relevos de planícies, como ocorre nas regiões do Río Amazonas e do Pantanal Mato-Grossense . b) riscos de erosão forte a muito forte abrangem a maior parte dos Planaltos e Chapadas da Bacia do Paraná. c) riscos moderados a fortes correspondem exclusivamente às Depressões, como a Depressão Sul-Amazônica. d) riscos de erosão fracos a moderados restrigem-se às Depressões e Planícies, como ocorre na maior parte da região Norte-Amazônica e no Pantanal Mato-Grossense, reSpectivamente. e) riscos de erosão extremamente fortes correspondem à Serra do Espinhaço, que pertence ao compartimento dos Planaltos e Serras do Leste- Sudeste. 8 (ENEM – 2006) A situação poeticamente descrita acima sinaliza, do ponto de vista ambiental, para a necessidade de: Esta manhã acordo e I- manter-se rigoroso controle sobre os processos de instalação de novas não a encontro. mineradoras. Britada em bilhões de lascas II- criarem-se estratégias para reduzir o impacto ambiental no ambiente deslizando em correia transportadora degradado. entupindo 150 vagões III- reaproveitarem-se materiais, reduzindo-se a necessidade de extração de no trem-monstro de 5 locomotivas minérios. — trem maior do mundo, tomem nota — É correto o que se afirma: foge minha serra, vai A) apenas em I. deixando no meu corpo a paisagem B) apenas em II. mísero pó de ferro, e este não passa. C) apenas em I e II. Carlos Drummond de Andrade. Antologia poética. D) apenas em II e III. Rio de Janeiro: Record, 2000. E) em I, II e III. 9 (UFPEL – 2008/ Inverno) ―Espalhadas do Espírito Santo à Santa Catarina, reservas de petróleo na área chamada de pré-sal prometem dar novo sentido à estrofe do Hino Nacional ‗deitado eternamente em berço esplêndido.‘‖ Zero Hora, 20/04/2008. Acerca do tema, que envolve as descobertas petrolíferas a grandes profundidades, é correto afirmar que o petróleo é um(a) (a) substância que no Brasil é encontrada principalmente em escudos cristalinos oceânicos, formada pela deposição de restos animais e vegetais em ambientes planctônicos. (b) hidrocarboneto fóssil de origem orgânica, encontrado em bacias sedimentares, explorado no Brasil principalmente em solo marítimo por meio de plataformas, e está em risco de escassez no mundo. (c) substância oleosa constituída basicamente por uma combinação de carbono e hidrogênio encontrada em escudos cristalinos, cuja descoberta, no Brasil, tornou desnecessária a importação. (d) recurso energético renovável utilizado como instrumento de influência política global e especulação financeira; sua descoberta elevou o Brasil, em curto prazo, ao grupo de elite dos produtores de petróleo. (e) substância que, juntamente com seus derivados, possui uso isento de riscos ambientais; sua tecnologia de exploração, desenvolvida pela PETROBRAS, coloca o Brasil como membro da OPEP. (f) I.R. 10 (UFPEL – 2007/ Inverno) A representação cartográfica do relevo traduz, para duas dimensões de um plano, um fenômeno que, na realidade, se apresenta de maneira tridimensional. Observe as figuras a seguir. 27
  • 28. GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011 http:// murielpintogeografia.blogspot.com Com relação ao corte apresentado na carta topográfica da Figura A, é correto afirmar que o perfil topográfico correspondente está representado na Figura: (a) B, e as altitudes diminuem no seu conjunto de oeste-noroeste para leste-sudeste, acompanhando a orientação do perfil. (b) C, e as linhas hipsométricas, na carta topográfica, unem pontos que, sobre o terreno, possuem idêntica altitude. (c) B, e as curvas de nível na carta topográfica apresentam uma eqüidistância de 100 m. (d) B, e as curvas de nível que representam as partes do terreno mais planas são em maior quantidade e menos espaçadas do que nas partes mais íngremes do relevo. (e) C, e a altitude de qualquer ponto do terreno poderá ser determinada por meio de interpolação linear de curvas contíguas. (f) I.R. 11 (UFPEL – 2007) Relevo é o conjunto de diferentes 12 (FURG – 2008/ Inverno) Em abril de 2008, um formas apresentadas pela superfície terrestre, as quais são sismo de 5,2°, na escala de Richter, atingiu a região costeira do definidas pela estrutura geológica a partir da combinações de Sudeste e Sul do Brasil, o abalo chegou a gerar danos leves a ações da dinâmica externa e interna da Terra. estruturas de vários edifícios. Sobre os abalos sísmicos no Brasil, pode-se afirmar que Com base no texto acima e em seus conhecimentos, é correto afirmar que I. no Brasil, não ocorrem terremotos de grande magnitude, pois o mesmo está distante dos limites da placa sul-americana. (a) as modificações ocorridas no relevo brasileiro devem-se a II. os terremotos, no Brasil, ocorrem em maior freqüência e menor intensa atividade geológica interna no passado, como vulcanismo, intensidade que em países situados nas proximidades de borda de terremoto e dobramentos, verificadas no Brasil. placa. (b) considerando que planícies são relevos em construção e III. mesmo no interior de placas estáveis, podem ocorrer planaltos relevos em destruição, no caso brasileiro, não devemos falhamentos ativos onde o acúmulo de esforços pode gerar levar em conta os processos que os constituíam para tal terremotos. classificação. IV. no Brasil, o estado do Acre é que apresenta sismos em zonas (c) o clima tipicamente quente e úmido do Brasil não condiciona os profundas da crosta. mecanismos externos de atuação do intemperismo e da erosão V. a região Sul do Brasil é a que apresenta o menor número de sobre as rochas cristalinas e sedimentares. falhamentos ativos, portanto, a de menor sismicidade. (d) o relevo não exerce influência sobre a pecuária e as atividades agrícolas no caso brasileiro, por sua característica de baixas Com base no exposto acima, estão corretas apenas as afirmativas altitudes. A) I, II e V (e) predominam baixas altitudes no relevo brasileiro, e isso se B) I, III, IV e V deve a inexistêcia de dobramentos modernos durante o período C) II, IV e V terciário. D) II, III e IV (f) I.R. E) I, III e IV ANOTAÇÕES: 28
  • 29. GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011 http:// murielpintogeografia.blogspot.com 15 (UFGRS – 2007) 13 (FURG – 2008/ Inverno) No mapa abaixo, estão representados dois tipos de estruturas geológicas presentes em território brasileiro: bacias sedimentares e escudos cristalinos. 1) relacione os números correspondentes às estruturas geológicas representadas no mapa: ( ) bacias sedimentares ( ) escudos cristalinos 2) relacione os números das estruturas geológicas correspondentes aos recursos mineraisassociados: ( ) minério de ferro ( ) petróleo 3) relacione os números das estruturas geológicas correspondentes às rochas associadas: ( ) arenito ( ) granito Assinale a alternativa que apresenta as relações corretas: A) (1- I e II), (2-I e II) e (3-II e I) B) (1- II e I), (2-I e II) e (3-I e II) C) (1- I e II), (2-II e I) e (3-I e II) D) (1- II e I), (2-II e I) e (3-II e I) E) (1- I e II), (2-II e I) e (3-II e I) 14 (FURG – 2008) A formação do relevo brasileiro decorre da ação de diversos elementos, como a estrutura geológica do território, os agentes internos, o tectonismo e o vulcanismo, além de agentes externos, como a água corrente e o intemperismo. Leia as afirmativas abaixo sobre algumas das unidades do relevo do Brasil. I - As depressões no território brasileiro, à exceção da Depressão Amazônica Central, foram geradas por processos erosivos com grande atuação nas bordas das bacias sedimentares. II - As planícies brasileiras são áreas planas, geradas por deposição de sedimentos muito antigos de origem marinha, fluvial e lacustre, estando associadas aos depósitos do Quaternário. III - Entre as unidades de planaltos encontradas no Brasil, os planaltos em núcleos cristalinos arqueados fazem parte do cinturão orogênico da faixa atlântica, podendo ser citado o Planalto Sul- Riograndense. Assinale a alternativa que apresenta a(s) afirmativa(s) correta (s). A) II. B) I e II. C) II e III. D) I, II e III. E) I e III. 29
  • 30. GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011 http:// murielpintogeografia.blogspot.com Temática 3 HIDROGRAFIA BRASILEIRA  O conjunto de rios e lagos é responsável pela intensa umidade do território brasileiro (clima quente e úmido).  Predominam em nosso território rios de planalto (em conseqüência da composição do relevo).  Cerca de 70% dos recursos hídricos estão na Amazônia (população relativamente pequena e as agressões humanas um pouco menores). 1. Características da rede hidrográfica 5. Tipos de foz (final do rio, desembocadura) brasileira: Foz de estuário: predominante no Brasil = forma *Rica em rios uma canal no final do rio. *Pobre em lagos Foz de delta: forma vários canais no final do rio *Formada por rios volumosos (vazão = grande (Ex: Rio Paranaíba); quantidade de água); Foz mista: é uma junção das foz de estuário com a foz de delta (estuário + delta). 2. Regime dos rios (alimentação do rio) 6. Aproveitamento dos rios brasileiros Regime pluvial: dependem da sazonalidade das * geração de energia elétrica (Usina Hidrelétricas); chuvas (maioria dos rios brasileiros); * abastecimento; Regime nival ou glacial: dependem do * irrigação; derretimento do gele e da neve; * pesca; Regime complexo ou misto: é uma mistura do * transporte ( o transporte hidroviário é pouco regime pluvial com o nival (pluvial+nival) (Ex: Rio utilizado no Brasil – 18%) Amazonas – nasce na Cordilheira dos Andes). * turismo Obs: período de maiores cheias dos rios brasileiros é sempre o verão (zona climática intertropical – clima ANOTAÇÕES: tropical). 3.Tipos de rios Rios permanentes ou perenes: rios que não secam (maioria dos rios brasileiros); Rios Intermitentes ou temporários: rios que secam (alguns rios do sertão nordestino). 4. Drenagem dos rios (destino das águas) Drenagem exorréica: rios que deságuam no oceano (maioria dos rios brasileiros); Drenagem endorréica: rios que deságuam em outros rios; Drenagem arréica: quando os rios desparecem por infiltração. 30
  • 31. GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011 http:// murielpintogeografia.blogspot.com BACIAS HIDROGRÁFICAS BRASILEIRAS Conceituadas como um conjunto de terra drenadas por um rio principal e seus afluentes, as bacias hidrográficas brasileiras são constituídas basicamente por bacias principais e secundários. 31
  • 32. GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011 http:// murielpintogeografia.blogspot.com BACIAS PRINCIPAIS 1. Bacia Amazônica 4. Bacia do Rio Uruguai  maior bacia hidrográfica brasileira (drena 46% do território nacional).  formado pelos rios (Canoas e Pelotas).  Recentemente estudos reconheceram o Rio  drena 2% da superfície brasileira. Amazonas como o maior rio em extensão do planeta =  Seu potencial hidráulico é pouco utilizado. já era o maior em vazão (quantidade de água). Fator atual!!!  Rio Madeira: vem se destacando na construção das usinas hidrelétricas (Jirau + Santo Antônio).  vem recebendo investimentos na construção de  Rio Xingu: Usina Hidrelétrica de Belo Monte (PA). Usinas hidrelétricas de pequeno porte (PCHS).  O amazonas é o típico Rio de planície (favorece a  Conflito político na fronteira entre a Argentina e o navegação). Uruguai (no Rio Uruguai) – questão da instalação de  A bacia Amazônica apresenta o maior potencial fábricas de celulose. hidrelétrico brasileiro (geração de energia ainda é Principais afluentes: pequena). Rio Ijuí, Ibicuí, Piratini, Canoas e Pelotas, além do Uruguai (principal). 2. Bacia do Tocantins ou Tocantins –Araguaia  Drena 10% da superfície barsileira. 5. Bacia do São Francisco  é a maior bacia formada por terras exclusivamente brasileiras.  pode ser considerada genuínamente brasileira (nasce na Serra da Canastra em Minas Gerais =  O Rio Araguaia é o seu principal afluente. percorre o sertão nordestino). * Nela está situada a Usina de Tucuruí (PA) a 2ª maior  Ocupa 7,5% do território nacional. do país (instalação do projeto grande Carajás).  Possui um grande potencial hidrelétrico:  encontra-se a Ilha do bananal (maior ilha fluvial do Usina Hidrelétrica de Paulo Afonso (BA), Três Marias mundo). (MG), Sobradinho (PE/ BA) e Moxotó (AL/ BA).  apresenta um longo trecho navegável (de Pirapora 3. Bacia do Paraná (MG) à Juazeiro (BA).  É denominado Rio dos Currais (devido a criação de  Pertence a Bacia do Prata ou Platina ( Rio Paraná + gado ao longo de seu curso) e Rio da Unidade Nacional Rio Uruguai + Rio Paraguai) = possibilita a integração (por interligar vários estados). do Mercosul = rios são de domínio de mais de um país.  Bacia com maior potencial hidrelétrico instalado 6. Bacia do Paraguai (maior aproveitamento do que o potencial). Usina de Itaipu, Usina de Furnas (Rio Grande),  Abriga a planície do Pantanal-Matogrossense. Complexo de Urubupungá ( Usina de Jupiá + Usina de  Nasce no Brasil (serra do Araporé-MT) = percorre um terço de sua extensão dentro do Brasil, e o resto na Ilha Solteira + Usina Binacional de Itaipu (Brasil/ Argentina, Bolívia e Paraguai. Paraguai).  Os rios da bacia são muito usados na navegação.  Rio Paraná é o rio principal (formado pelos rios Paranaíba e Grande). Principais rios da bacia: ANOTAÇÕES: Rio Paraná, Tietê, Paranapanema, Peixe e Iguaçu . 32
  • 33. GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011 http:// murielpintogeografia.blogspot.com Aqüífero: formação geológica capaz de Água Subterrânea: Corresponde à água que infiltra no subsolo. Essas águas tendem a migrar armazenar e fornecer quantidades significativas continuamente, abastecendo nascentes, leitos de rios, de água. Representa um reservatório de água lagos e oceanos. subterrânea. - zonas saturadas (áreas encharcadas).  O Brasil possui grandes reservas subterrâneas de água. Estima-se que 51% do suprimento de água potável do Brasil seja originário dos recursos hídricos subterrâneos.  O Aqüífero Guarani, maior reservatório de água doce das Américas e um dos maiores do mundo, esta localizado na Bacia Sedimentar do Paraná (Centro-Leste da América do Sul), abrangendo 4 países: Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai.  De seus 1,2 milhões de Km², cerca de 840 mil Km² (71% do total) estão em território brasileiro, envolvendo os estados de (Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, São Paulo, Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul).  Está se tornando uma das principais formas de abastecimento urbano do Centro-Sul brasileiro. Riscos dos recursos hídricos subterrâneos brasileiros: - exploração execessiva que pode provocar o esgotamento dos aqüíferos. - a contaminação por efluentes industriais e sanitários, agrotóxicos, fertilizantes. 33
  • 34. GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011 http:// murielpintogeografia.blogspot.com TESTES TEMÁTICA 3 1 (PEIES – 2004) Área assinalada no mapa se refere a a) áreas planas geradas por deposição de sedimentos recentes (período quaternário). b) depressões resultantes de ação de denudação ou retirada Desde a segunda metade da década de 80, o Brasil tem investido de materiais situados em torno das bacias sedimentares por muito pouco na construção de novas hidroelétricas; mesmo assim, a ações erosivas continuadas. maior parte da energia elétrica produzida no país é oriunda de hidroelétricas. c) planaltos e núcleos cristalinos arqueados. d) planaltos em cinturões orogênicos, correspondendo a No que diz respeito às bacias hidrográficas, numere a 2ª coluna de relevos residuais sustentados por litologias diversas, quase acordo com a 1ª. sempre metamórficas associadas a intrusivas. e) planaltos e chapadas da Bacia do Paraná que abriga o 1 . Bacia Amazônica Aqüífero Guarani. 2. Bacia do São Francisco 3 Bacia do Paraná 4. Bacia do Uruguai 3 (ENEM – 2006) O aqüífero Guarani, ( ) ocupa a maior área do território brasileiro, seu potencial megarreservatório hídrico subterrâneo da América do Sul, hidráulico disponível é hoje considerado o mais elevado do país. com 1,2 milhões de km2, não é o "mar de água doce" que ( ) localizada no centro-sul do país, é típica de planalto e se pensava existir. Enquanto em algumas áreas a água é primeira em excelente, em outras, inacessível, escassa ou não-potável. O aproveitamento hidroelétrico, nela encontram-se algumas das aquífero pode ser dividido em quatro grandes maiores hidroelétricas do país compartimentos. ( ) totalmente brasileira, segunda em aproveitamento hidroelétrico, No compartimento Oeste, há boas condições estruturais que as maiores hidroelétricas em operação localizam-se no baixo curso do proporcionam recarga rápida a partir das chuvas e as águas rio ai existente são, em geral, de boa qualidade e potáveis. Já no ( ) seu potencial hidroelétrico ainda é pouco utilizado, ai se compartimento Norte-Alto Uruguai, o sistema encontra-se destacam as hidroelétricas de Machadinho e Itá coberto por rochas vulcânicas, a profundidades que variam de 350 m a 1.200 m. Suas águas são muito antigas, datando A seqüência correta é da EraMesozóica, e não são potáveis em grande parte da área, com elevada salinidade, sendo que os altos teores de a) 1-4-3-2. fluoretos e de sódio podem causar alcalinização do solo. Scientific American Brasil, n.º 47, abr./2006 (com b) 1-3-2-4. adaptações). c) 2 - 1 - 4 - 3. Em relação ao aquífero Guarani, é correto afirmar que: d) 3-4-2-1. A) seus depósitos não participam do ciclo da água. e) 4-2-1-3. B) águas provenientes de qualquer um de seus 2 (PEIES – 2003) compartimentos solidificam-se a 0º C. Observe o mapa C) É necessário, para utilização de seu potencial como reservatório de água potável, conhecer detalhadamente o aqüífero. D) a água é adequada ao consumo humano direto em grande parte da área do compartimento Norte-Alto Uruguai. E) o uso das águas do compartimento Norte-Alto Uruguai para irrigação deixaria ácido o solo. 34
  • 35. GEOGRAFIA| 1 | PEIES III ANO | 2011 http:// murielpintogeografia.blogspot.com 4 (UFSM, adaptada) Observe o mapa referente ao projeto de transposição de águas do São Francisco. Considerando seus conhecimentos e as informações obtidas, analise as proposições. l. O projeto prevê uma mudança no curso do rio São Francisco, para beneficiar áreas do semi-árido nordestino. II. Os maiores custos de execução do projeto deverão ocorrer na construção de açudes para o armazenamento da água, já que todo o transporte será feito por gravidade, aproveitando o relevo plano do sertão. III. O projeto prevê uma redistribuição de parte das águas do São Francisco para bacias menores, através da construção de canais artificiais. IV. A realização desse projeto poderá ter grandes impactos para os pequenos agricultores, que sobrevivem das culturas de vazantes. Estão corretas a) apenas I e II b) apenas II e III. c) apenas III e IV. d) apenas I e IV. e) I, II, III e IV. 5 (UFSM) Observe o quadro: Com base no quadro, assinale a alternativa correta. a) Na região Norte, a relação entre disponibilidade e consumo de água é elevada. b) Na região Sudeste, há certa demanda por água aumentando a disponibilidade. c) No Nordeste, a alta relação entre disponibilidade e consumo advém, basicamente, da menor abundância dos recursos hídricos em comparação ao resto do país. d) Em todo o país, o setor industrial é o maior consumidor de água. e) A disponibilidade de água apresenta-se em um nível de igualdade em todas as regiões. 6 (UFSM – 2000) Com base no gráfico da descarga fluvial e no seu conhecimento sobre o assunto, marque a alternativa correta. a) Os níveis máximos (as cheias) ocorrem no inverno e na primavera, enquanto os níveis mínimos ocorrem no verão, o que é característico do regime pluvial dos rios brasileiros. b) Refere-se a um rio perene de regime nival típico, em que as cheias ocorrem na estação chuvosa e as vazantes, na estação seca. c) Trata-se de um rio temporário, típico de clima semi- árido, encontrado no sertão nordestino, onde as chuvas são bastante irregulares. d) O máximo da descarga fluvial atingido no inverno deve-se às intensas chuvas frontais, que caracterizam o regime pluvial tropical. e) Por ser um rio de regime pluvial subtropical, com duas estações de cheias, permite a navegação e a produção de energia durante todo o ano. 35