SlideShare uma empresa Scribd logo
1. O Arcanjo Miguel
Na hierarquia angelical a palavra “arcanjo” representa a posição
mais elevada. O prefixo “arc”do grego “arch”, sugere tratar-se de
um chefe, um príncipe, um primeiro ministro. Miguel é o único
chamado na Bíblia de arcanjo “... Mas, o Arcanjo Miguel, quando
contendia com o diabo e disputava a respeito do corpo de Moises
não ousou pronunciar juízo de maldição contra ele, mas disse o
Senhor te repreenda...” Judas 9.
A Organização dos Anjos
Esse Arcanjo se destaca biblicamente como um administrador e
protetor dos interesses divinos em relação a Israel (Dn 12.1). O Arcanjo
Miguel, é denominado “príncipe dos filhos de Israel” porque é guardião
desta nação: “... E eis que Miguel um dos primeiros príncipes, veio para
ajudar-me...”Daniel 12.1.
Miguel sempre aparece em conotação com Israel, trazendo a
imagem de um guerreiro: “... E naquele tempo se levantará Miguel, o
grande príncipe, que se levanta pelos filhos do seu povo...” Daniel
12.1.
A Organização dos Anjos
A Organização dos Anjos
2. O anjo Gabriel
“Gabriel significa varão de Deus”
“... E, respondendo o anjo, disse-lhe: Eu sou Gabriel, que assisto
diante de Deus, e fui enviado a falar-te e dar-te estas alegres
novas...” Lucas 1.19. É o mensageiro da misericórdia e da promessa
de Deus. Ele aparece 4 vezes na Bíblia e em todas aparece trazendo
boas noticias (Dn 8.16; 9.21; Lc 1.19,26). Em razão de suas aparições
terem caráter especial de um embaixador, ele também é visto como
um embaixador celestial:
 Trouxe a Daniel a notícia do futuro de Israel;
 Avisou Zacarias do nascimento de João Batista;
 Trouxe ao mundo a notícia do nascimento de Jesus
Cristo.
A Organização dos Anjos
Gabriel é tido como um anjo de elevado poder angelical, da mais
alta confiança da corte celestial.
3. Os Serafins
O vocábulo Serafim deriva de “saraph” e significa ardente, refulgente, ou
brilhante, nobres ou afogueados. Essa classe de anjos aparece uma só vez na Bíblia
Isaias 6.1-3
“...Os Serafins estavam por cima dele; cada um tinha seis asas; com duas
cobriam os seus rostos, e com duas cobriam os seus pés, e com duas voavam...”
Isaias 6.2.
Os Serafins estão intimamente ligados ao serviço de adoração e louvor ao
Senhor. nesse serviço, eles promovem, proclamam e mantém a santidade de Deus.
O termo Serafim fala de adoração incessante, do seu ministério de purificação.
A Organização dos Anjos
Na visão de Isaias, os Serafins são representados como tendo seis asas. As
asas de cada Serafim tinham funções especificas: com duas asas cobriam o rosto,
numa atitude de reverencia ao Senhor; com outras duas cobriam os pés, falando
da santidade no andar diante de Deus; e com as duas ultimas asas eles voavam.
Essa visão de seres alados não significa que todos os anjos,
obrigatoriamente, tem de ter asas. As asas desses Serafins tinham por objetivo
mostrar ao profeta a capacidade de movimento e locomoção dos anjos para
realizarem a vontade de Deus. É uma forma materializada que os seres espirituais
usam para serem compreendidos, porque, de fato, os anjos são incorpóreos.
“... E clamavam uns aos outros, dizendo: Santo, Santo, Santo é o SENHOR
dos Exércitos; toda a terra está cheia da sua glória...” Isaias 6.3
A Organização dos Anjos
Os Querubins aparecem na Bíblia pela primeira vez, como guardas da
entrada do Jardim do Edem: “... E havendo lançado fora o homem, pôs
querubins ao oriente do jardim do Éden...”Genesis 3.24
A palavra querubim, no original hebraico “querub” tem o sentido de
guardar, cobrir.
Os querubins possuem uma posição elevada na corte celestial e estão
diretamente ligados ao trono de Deus (1Sm 4.4; 2Rs 19.15; Sl 80.1; 99.1; Is
37.16). Em Ezequiel 10, os Querubins aprecem cheios de olhos e o trono de
Deus está acima deles (significa a onividência de Deus).
A Organização dos Anjos
4. Os querubins
A ligação dos Querubins com o trono de Deus nos ensina que eles guardam o
acesso à presença de Deus, com a função de proteger para que o pecado não venha
poluir a Santa presença de Deus. Também são encontrado sobre a arca da aliança como
protetores (Ex 25.20). Para entrar no Santo dos Santos ou no “Lugar Santíssimo”
somente com o sangue da aliança em nossas vidas (Hb 10.19-22).
Em outros textos encontramos os Querubins representando as coisas celestiais e
sempre associados à Gloria de Deus.
 Salmos 99.1: “O SENHOR reina; tremam os povos. Ele está assentado entre os
querubins”
 Hebreus 9.5: “E sobre a arca os querubins da glória...”
 Ezequiel 9.3a, 10.2b: “E a glória do Deus de Israel se levantou de sobre o querubim
sobre o qual estava...”.
A Organização dos Anjos
A Atividade dos Anjos
Temos na Bíblia esses termos que também se relacionam aos
Anjos: “... Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos
céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam
dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado
por ele e para ele...” (Cl 1.16). “... Porque estou certo de que, nem a
morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as
potestades...” (Rm 8.38).
Tronos
O original grego “thronoi” tem um sentido especial porque se
refere a uma classe de anjos que está diretamente ligada a
majestade e soberania de Deus, havendo a possibilidade de os
Querubins estarem diretamente ligados a esse tipo de atividade
real, pois alguns textos identificam os Querubins como os seres
sobre os quais Deus está assentado e reinando (1Sm 4.4; 2Rs
19.15; Sl 80.1; 99.1).
A Atividade dos Anjos
Domínios
O termo grego “kuriothes”ou “kuriotethoi” tem o sentido de
soberania ou dominações. O Apostolo Paulo apresenta esses anjos
executando as ordens divinas sob a autoridade de Cristo (Ef 1.21).
Essa classe de anjos dominadores tem como função principal
executar as ordens de Deus sobre as coisas criadas.
A Atividade dos Anjos
Principados
A palavra principados no grego bíblico é “archai”, e referen-se a uma classe de
anjos que tem poderes de príncipes. Nos reinos terrestres, os principados regem sobre
territórios pertencentes ao reino. O que está revelado acerca dessa classe de anjos nos é
suficiente para entendermos sua importância e o seu ministério:
 Satanás, o qual havia sido estabelecido como “querubim ungido para proteger”
estava no monte Santo antes da sua queda. Sua posição de “Querubim” é fortalecida por
outra posição de “principado”. Parece-nos que ele governava a terra na posição de
principado, e só perdeu essa posição quando se rebelou (Is 14.13; Ez 28.16; Ap 12.9).
 Miguel, referido na Bíblia como “um dos primeiros príncipes” de Deus (Dn10.13).
A Atividade dos Anjos
A Atividade dos Anjos
Potestades
Esse termo refere-se a anjos que executam tarefas especiais. São
chamados de “potestades” porque foram investidos de uma autoridades especial.
Temos vários exemplos na Bíblia das ações poderosas dessa classe de anjos:
 1Cr 21.1-27 - Um anjo foi enviado por Deus para destruir a cidade de
Jerusalém e só parou sua destruição quando Deus ordenou que guardasse a sua
espada.
 Sl 103.20 - Davi diz que eles são “magníficos em poder”. Esses anjos
pertencem a uma classe de anjos poderosos. A magnitude do poder dessas
potestades se limita ao nível da capacitação dada por Deus para o cumprimento
dessas obrigações.
Satanás Príncipe dos Anjos criados
1. ORIGEM
Os anjos foram criados em estado de perfeição. No relato da criação
lemos sete vezes que o que Deus havia feito era bom. Isso certamente
inclui a perfeição dos Anjos em Santidade quando originalmente foram
criados, mas diversas passagens mostram alguns dos anjos como maus (Mt
25.41). Há muitos demônios mas existe um único diabo. Diabo é a
transliteração do vocábulo Grego “diabolos”, nome sempre usado no
singular, que significa acusador e é aplicado nas Escrituras exclusivamente
a Satanás. Demônio é a transliteração de “daimonion”, o plural é
“daimonia”
2. Nomes e Títulos
São inúmeros os nomes e os títulos que a Bíblia usa para descrever a
personalidade, o caráter a natureza os atributos e a missão de Satanás:
a) Diabo – Efésios 6.11: Este nome significa originalmente “caluniador”
aquele que gosta de fazer acusações secretas e indiscretas. Ele é o
semeador do Joio espiritual no mundo (Mt 13.39). Ele pôs no coração de
Judas que traísse a Jesus (Jo 13.2). Ele é um grande opressor (At 10.38 )
Satanás Príncipe dos Anjos criados
b) Satanás– Zacarias 3.1: Este nome fala da pessoa do diabo como um
permanente adversário de Deus, de seu povo e de suas obras. Um que está
sempre do lado oposto, hostilizando, eternamente predisposto contra Deus
(Ap 19.2; Sl 71.13; 1Sm 29.4; Ed 4.6). Ele se apresentou como adversário
de Jesus na tentação (Mt 4.10); tentou dissuadir Jesus no caminho da cruz
(Mt 16.23); ele se opôs a Deus ainda no principio, tendo por isso sido
expulso do céu (Lc 10.18); ele desejou cirandar com Pedro como trigo (Lc
22.31); ele entrou no coração de Ananias e Safira (At5.3); não devemos
ignorar seus ardis.
Satanás Príncipe dos Anjos criados
c) Dragão – Apocalipse 12.9: Este terrível aspecto é descrito em
apocalipse com 7 cabeças, 10 chifres e 7 diademas, arrebatando
após si um terço dos anjos do céu (visto como estrelas) para se
opor a Cristo, devido a gloria que ele alcançou por decreto do
Pai (Jo 17). Na Condição de “dragão” ele envia espíritos maus
por toda terra para oprimir os homens, inclusive Para efetuar
prodígios (Ap 16.13,14).
Satanás Príncipe dos Anjos criados
d) Serpente - Apocalipse 12.9: Ele é a velha serpente,
antigamente dotado de brilho, mas que recebeu a punição divina
(2 Co 4.14; 11.13-15; Ez 28.13,14,17). Jesus deu autoridades aos
seus discípulos para pisarem serpentes (Lc 10.19;Mc 16.18). O
fim da serpente está em Ap 20.2,5.
Satanás Príncipe dos Anjos criados
e) Inimigo – Marcos 13.39: Quem se torna amigo de Deus torna-se inimigo
de Satanás e vice versa (Tg 4.4). Satanás jamais estará de acordo com Deus.
É um inimigo eterno e declarado. Os crentes por pertencerem a Deus,
também são alvos da inimizade do diabo.
f) Tentador – Mateus 4.2: A missão favorita de Satanás, na terra, parece ser
a tentação. Desde os primeiros dias quando tentou Eva e Adão, até agora,
assim vem ele procedendo.Jesus exortou os discípulos a orarem, por causa
da tentação (Mc 26.41). Nem mesmo Jesus escapou da Tentação. Ele foi
tentado em tudo (Mt 4.1-1; Hb 4.15)
Satanás Príncipe dos Anjos criados
Satanás Príncipe dos Anjos criados
g) Acusador - Apocalipse 12.10: “já o acusador de nossos irmãos é
derrubado, o qual diante de nosso Deus os acusava de dia e de noite”
h) Ladrão – João 10.10: “ o ladrão veio se não a matar roubar e
destruir”.
I) Deus deste mundo II Coríntios 4.4: A palavra mundo refere-se ao
presente século, que jaz no maligno.
j) Outros nomes:
 Apoilion – Destruição ruína (Ap 9.11)
 Belzebu – Maioral dos demônios (Mt 12.24);
 Pai da mentira – Enganador (Jo 8.44).

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Angelologia (power point)
Angelologia (power point)Angelologia (power point)
Angelologia (power point)
Filipe Rodrigues
 
Teontologia - AULA 01
Teontologia - AULA 01Teontologia - AULA 01
Teontologia - AULA 01
Pastor W. Costa
 
Proféticos 4 Ezequiel
Proféticos 4   EzequielProféticos 4   Ezequiel
Proféticos 4 Ezequiel
Pastor W. Costa
 
1º Aula de Livros Históricos do Antigo Testamento
1º Aula de Livros Históricos do Antigo Testamento1º Aula de Livros Históricos do Antigo Testamento
1º Aula de Livros Históricos do Antigo Testamento
Jefferson Evangelista
 
Proféticos 1 Introdução e Isaías
Proféticos 1   Introdução e IsaíasProféticos 1   Introdução e Isaías
Proféticos 1 Introdução e Isaías
Pastor W. Costa
 
Angelologia slide
Angelologia  slideAngelologia  slide
Angelologia slide
José Ventura
 
4 aula profetas menores
4 aula profetas menores4 aula profetas menores
4 aula profetas menores
RODRIGO FERREIRA
 
Profetas maiores
Profetas maioresProfetas maiores
Profetas maiores
Silvio Fagundes
 
Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2
Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2
Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2
Respirando Deus
 
Livros históricos aula 3
Livros  históricos aula 3Livros  históricos aula 3
Livros históricos aula 3
Moisés Sampaio
 
24. Os poéticos: Salmos
24. Os poéticos: Salmos24. Os poéticos: Salmos
24. Os poéticos: Salmos
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Livro de Joel
Livro de JoelLivro de Joel
Livro de Joel
Rogério Nunes
 
Os livros de crônicas
Os livros de crônicasOs livros de crônicas
Os livros de crônicas
mbrandao7
 
Reis e Profetas - Aula 4
Reis e Profetas -  Aula 4Reis e Profetas -  Aula 4
Reis e Profetas - Aula 4
Moisés Sampaio
 
As 70 semanas de daniel
As 70 semanas de danielAs 70 semanas de daniel
Curso de teologia IBADEP
Curso de teologia IBADEPCurso de teologia IBADEP
Curso de teologia IBADEP
Moisés Sampaio
 
Angeologia
 Angeologia Angeologia
Angeologia
RODRIGO FERREIRA
 
3. O Evangelho Segundo Mateus
3. O Evangelho Segundo Mateus3. O Evangelho Segundo Mateus
3. O Evangelho Segundo Mateus
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
11 visão panorâmica da bíblia sagrada
11   visão panorâmica da bíblia sagrada11   visão panorâmica da bíblia sagrada
11 visão panorâmica da bíblia sagrada
Luiz Ferreira
 
26. Os poéticos: Eclesiastes
26. Os poéticos: Eclesiastes26. Os poéticos: Eclesiastes
26. Os poéticos: Eclesiastes
Igreja Presbiteriana de Dourados
 

Mais procurados (20)

Angelologia (power point)
Angelologia (power point)Angelologia (power point)
Angelologia (power point)
 
Teontologia - AULA 01
Teontologia - AULA 01Teontologia - AULA 01
Teontologia - AULA 01
 
Proféticos 4 Ezequiel
Proféticos 4   EzequielProféticos 4   Ezequiel
Proféticos 4 Ezequiel
 
1º Aula de Livros Históricos do Antigo Testamento
1º Aula de Livros Históricos do Antigo Testamento1º Aula de Livros Históricos do Antigo Testamento
1º Aula de Livros Históricos do Antigo Testamento
 
Proféticos 1 Introdução e Isaías
Proféticos 1   Introdução e IsaíasProféticos 1   Introdução e Isaías
Proféticos 1 Introdução e Isaías
 
Angelologia slide
Angelologia  slideAngelologia  slide
Angelologia slide
 
4 aula profetas menores
4 aula profetas menores4 aula profetas menores
4 aula profetas menores
 
Profetas maiores
Profetas maioresProfetas maiores
Profetas maiores
 
Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2
Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2
Estudo Panorâmico do AT - Crônicas 1 e 2
 
Livros históricos aula 3
Livros  históricos aula 3Livros  históricos aula 3
Livros históricos aula 3
 
24. Os poéticos: Salmos
24. Os poéticos: Salmos24. Os poéticos: Salmos
24. Os poéticos: Salmos
 
Livro de Joel
Livro de JoelLivro de Joel
Livro de Joel
 
Os livros de crônicas
Os livros de crônicasOs livros de crônicas
Os livros de crônicas
 
Reis e Profetas - Aula 4
Reis e Profetas -  Aula 4Reis e Profetas -  Aula 4
Reis e Profetas - Aula 4
 
As 70 semanas de daniel
As 70 semanas de danielAs 70 semanas de daniel
As 70 semanas de daniel
 
Curso de teologia IBADEP
Curso de teologia IBADEPCurso de teologia IBADEP
Curso de teologia IBADEP
 
Angeologia
 Angeologia Angeologia
Angeologia
 
3. O Evangelho Segundo Mateus
3. O Evangelho Segundo Mateus3. O Evangelho Segundo Mateus
3. O Evangelho Segundo Mateus
 
11 visão panorâmica da bíblia sagrada
11   visão panorâmica da bíblia sagrada11   visão panorâmica da bíblia sagrada
11 visão panorâmica da bíblia sagrada
 
26. Os poéticos: Eclesiastes
26. Os poéticos: Eclesiastes26. Os poéticos: Eclesiastes
26. Os poéticos: Eclesiastes
 

Destaque

61 oitava categoria e caso 01
61   oitava categoria e caso 0161   oitava categoria e caso 01
61 oitava categoria e caso 01
Fatoze
 
Lotd logo-inspiration-e book-vol1
Lotd logo-inspiration-e book-vol1Lotd logo-inspiration-e book-vol1
Lotd logo-inspiration-e book-vol1
Thierabsy
 
Apresentação do curso medicina do sono
Apresentação do curso medicina do sonoApresentação do curso medicina do sono
Apresentação do curso medicina do sono
Eduardo Cesar
 
Evolução em dois mundos
Evolução em dois mundosEvolução em dois mundos
Evolução em dois mundos
EWALDO DE SOUZA
 
081029 le–livro ii-cap.8–o sono e os sonhos
081029 le–livro ii-cap.8–o sono e os sonhos081029 le–livro ii-cap.8–o sono e os sonhos
081029 le–livro ii-cap.8–o sono e os sonhos
Carlos Alberto Freire De Souza
 
Fichas de la ventana principal de Word 2010
Fichas de la ventana principal de Word 2010Fichas de la ventana principal de Word 2010
Fichas de la ventana principal de Word 2010
Alondra García
 
Fundamentos da avaliação neurológica
Fundamentos da avaliação neurológicaFundamentos da avaliação neurológica
Fundamentos da avaliação neurológica
Faculdade Metropolitanas Unidas - FMU
 
ENVELHECIMENTO E SAÚDE DA PESSOA IDOSA
ENVELHECIMENTO E SAÚDE DA PESSOA IDOSAENVELHECIMENTO E SAÚDE DA PESSOA IDOSA
ENVELHECIMENTO E SAÚDE DA PESSOA IDOSA
Centro Universitário Ages
 
Los animales. 4º primaria. vertebrados
Los animales. 4º primaria. vertebradosLos animales. 4º primaria. vertebrados
Los animales. 4º primaria. vertebrados
evamacedacano
 
Médiuns
MédiunsMédiuns
Médiuns
carlos freire
 
Avaliação de desempenho - Tutorial passo a passo
Avaliação de desempenho - Tutorial passo a passoAvaliação de desempenho - Tutorial passo a passo
Avaliação de desempenho - Tutorial passo a passo
CM Center
 
Animais
AnimaisAnimais
O sono e os sonhos
O sono e os sonhosO sono e os sonhos
O sono e os sonhos
Shantappa Jewur
 
Sonhos na visão espírita
Sonhos na visão espíritaSonhos na visão espírita
Sonhos na visão espírita
Eduardo Ottonelli Pithan
 
06 perespirito e mediunidade
06   perespirito e mediunidade06   perespirito e mediunidade
06 perespirito e mediunidade
carlos freire
 
Epifise - Luiz Lima
Epifise - Luiz LimaEpifise - Luiz Lima
Epifise - Luiz Lima
carlos freire
 
Mocidade Espírita Chico Xavier - Desdobramento
Mocidade Espírita Chico Xavier - DesdobramentoMocidade Espírita Chico Xavier - Desdobramento
Mocidade Espírita Chico Xavier - Desdobramento
Sergio Lima Dias Junior
 
Mocidade Espírita Chico Xavier - Sono e Sonhos
Mocidade Espírita Chico Xavier - Sono e SonhosMocidade Espírita Chico Xavier - Sono e Sonhos
Mocidade Espírita Chico Xavier - Sono e Sonhos
Sergio Lima Dias Junior
 
07 sono e sonhos
07   sono e sonhos07   sono e sonhos
07 sono e sonhos
jcevadro
 
Sono e Sonhos na visão Espírita
Sono e Sonhos na visão EspíritaSono e Sonhos na visão Espírita
Sono e Sonhos na visão Espírita
ARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ
 

Destaque (20)

61 oitava categoria e caso 01
61   oitava categoria e caso 0161   oitava categoria e caso 01
61 oitava categoria e caso 01
 
Lotd logo-inspiration-e book-vol1
Lotd logo-inspiration-e book-vol1Lotd logo-inspiration-e book-vol1
Lotd logo-inspiration-e book-vol1
 
Apresentação do curso medicina do sono
Apresentação do curso medicina do sonoApresentação do curso medicina do sono
Apresentação do curso medicina do sono
 
Evolução em dois mundos
Evolução em dois mundosEvolução em dois mundos
Evolução em dois mundos
 
081029 le–livro ii-cap.8–o sono e os sonhos
081029 le–livro ii-cap.8–o sono e os sonhos081029 le–livro ii-cap.8–o sono e os sonhos
081029 le–livro ii-cap.8–o sono e os sonhos
 
Fichas de la ventana principal de Word 2010
Fichas de la ventana principal de Word 2010Fichas de la ventana principal de Word 2010
Fichas de la ventana principal de Word 2010
 
Fundamentos da avaliação neurológica
Fundamentos da avaliação neurológicaFundamentos da avaliação neurológica
Fundamentos da avaliação neurológica
 
ENVELHECIMENTO E SAÚDE DA PESSOA IDOSA
ENVELHECIMENTO E SAÚDE DA PESSOA IDOSAENVELHECIMENTO E SAÚDE DA PESSOA IDOSA
ENVELHECIMENTO E SAÚDE DA PESSOA IDOSA
 
Los animales. 4º primaria. vertebrados
Los animales. 4º primaria. vertebradosLos animales. 4º primaria. vertebrados
Los animales. 4º primaria. vertebrados
 
Médiuns
MédiunsMédiuns
Médiuns
 
Avaliação de desempenho - Tutorial passo a passo
Avaliação de desempenho - Tutorial passo a passoAvaliação de desempenho - Tutorial passo a passo
Avaliação de desempenho - Tutorial passo a passo
 
Animais
AnimaisAnimais
Animais
 
O sono e os sonhos
O sono e os sonhosO sono e os sonhos
O sono e os sonhos
 
Sonhos na visão espírita
Sonhos na visão espíritaSonhos na visão espírita
Sonhos na visão espírita
 
06 perespirito e mediunidade
06   perespirito e mediunidade06   perespirito e mediunidade
06 perespirito e mediunidade
 
Epifise - Luiz Lima
Epifise - Luiz LimaEpifise - Luiz Lima
Epifise - Luiz Lima
 
Mocidade Espírita Chico Xavier - Desdobramento
Mocidade Espírita Chico Xavier - DesdobramentoMocidade Espírita Chico Xavier - Desdobramento
Mocidade Espírita Chico Xavier - Desdobramento
 
Mocidade Espírita Chico Xavier - Sono e Sonhos
Mocidade Espírita Chico Xavier - Sono e SonhosMocidade Espírita Chico Xavier - Sono e Sonhos
Mocidade Espírita Chico Xavier - Sono e Sonhos
 
07 sono e sonhos
07   sono e sonhos07   sono e sonhos
07 sono e sonhos
 
Sono e Sonhos na visão Espírita
Sono e Sonhos na visão EspíritaSono e Sonhos na visão Espírita
Sono e Sonhos na visão Espírita
 

Semelhante a Angelologia IBADERJ

ANGEOLOGIA DEMONOLOGIA SATANOLOGIA.pptx
ANGEOLOGIA DEMONOLOGIA SATANOLOGIA.pptxANGEOLOGIA DEMONOLOGIA SATANOLOGIA.pptx
ANGEOLOGIA DEMONOLOGIA SATANOLOGIA.pptx
LucianoMachado52
 
Anjos e suas atividades
Anjos e suas atividadesAnjos e suas atividades
Anjos e suas atividades
Instituto Teológico Gamaliel
 
ANGEOLOGIA SLIDE.pptx
ANGEOLOGIA SLIDE.pptxANGEOLOGIA SLIDE.pptx
ANGEOLOGIA SLIDE.pptx
Vinnydiscipulos
 
ANGEOLOGIA SLIDE.pptx
ANGEOLOGIA SLIDE.pptxANGEOLOGIA SLIDE.pptx
ANGEOLOGIA SLIDE.pptx
ViniciusFerreira700331
 
Angeologia Aula Unica
Angeologia Aula UnicaAngeologia Aula Unica
Angeologia Aula Unica
neymattos
 
Os Anjos.pdf
Os Anjos.pdfOs Anjos.pdf
Os Anjos.pdf
AureoSilva2
 
anjos-1223906965162057-8.pdf
anjos-1223906965162057-8.pdfanjos-1223906965162057-8.pdf
anjos-1223906965162057-8.pdf
MarcosPacheco61
 
Lição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo Espiritual
Lição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo EspiritualLição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo Espiritual
Lição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo Espiritual
Hamilton Souza
 
Restauração completa22 apocalípse
Restauração completa22   apocalípseRestauração completa22   apocalípse
Restauração completa22 apocalípse
Oucam
 
Anjos
AnjosAnjos
Apostila doutrina dos anjos
Apostila  doutrina dos anjosApostila  doutrina dos anjos
Apostila doutrina dos anjos
Antonio Rodrigues
 
Estudo sobre anjos
Estudo sobre anjosEstudo sobre anjos
Estudo sobre anjos
Instituto Teológico Gamaliel
 
Anjo da guarda
Anjo da guardaAnjo da guarda
Anjo da guarda
Pastor Robson Colaço
 
Anjo da guarda
Anjo da guardaAnjo da guarda
Anjo da guarda
lucena
 
Angelologia
AngelologiaAngelologia
Angelologia
Edivaldo Pereira
 
Angelologia bíblica
Angelologia bíblicaAngelologia bíblica
Angelologia bíblica
Luiz Ferreira
 
Estudos sobre anjos
Estudos sobre anjosEstudos sobre anjos
Estudos sobre anjos
Luiz Ferreira
 
ESTUDO NO BREVE CATECISMO
ESTUDO NO BREVE CATECISMOESTUDO NO BREVE CATECISMO
ESTUDO NO BREVE CATECISMO
Eli Vieira
 
LIÇÃO 9 - O PRENÚNCIO DO TEMPO DO FIM
LIÇÃO 9 - O PRENÚNCIO DO TEMPO DO FIMLIÇÃO 9 - O PRENÚNCIO DO TEMPO DO FIM
LIÇÃO 9 - O PRENÚNCIO DO TEMPO DO FIM
Lourinaldo Serafim
 
Lição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo Espiritual
Lição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo EspiritualLição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo Espiritual
Lição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo Espiritual
Éder Tomé
 

Semelhante a Angelologia IBADERJ (20)

ANGEOLOGIA DEMONOLOGIA SATANOLOGIA.pptx
ANGEOLOGIA DEMONOLOGIA SATANOLOGIA.pptxANGEOLOGIA DEMONOLOGIA SATANOLOGIA.pptx
ANGEOLOGIA DEMONOLOGIA SATANOLOGIA.pptx
 
Anjos e suas atividades
Anjos e suas atividadesAnjos e suas atividades
Anjos e suas atividades
 
ANGEOLOGIA SLIDE.pptx
ANGEOLOGIA SLIDE.pptxANGEOLOGIA SLIDE.pptx
ANGEOLOGIA SLIDE.pptx
 
ANGEOLOGIA SLIDE.pptx
ANGEOLOGIA SLIDE.pptxANGEOLOGIA SLIDE.pptx
ANGEOLOGIA SLIDE.pptx
 
Angeologia Aula Unica
Angeologia Aula UnicaAngeologia Aula Unica
Angeologia Aula Unica
 
Os Anjos.pdf
Os Anjos.pdfOs Anjos.pdf
Os Anjos.pdf
 
anjos-1223906965162057-8.pdf
anjos-1223906965162057-8.pdfanjos-1223906965162057-8.pdf
anjos-1223906965162057-8.pdf
 
Lição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo Espiritual
Lição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo EspiritualLição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo Espiritual
Lição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo Espiritual
 
Restauração completa22 apocalípse
Restauração completa22   apocalípseRestauração completa22   apocalípse
Restauração completa22 apocalípse
 
Anjos
AnjosAnjos
Anjos
 
Apostila doutrina dos anjos
Apostila  doutrina dos anjosApostila  doutrina dos anjos
Apostila doutrina dos anjos
 
Estudo sobre anjos
Estudo sobre anjosEstudo sobre anjos
Estudo sobre anjos
 
Anjo da guarda
Anjo da guardaAnjo da guarda
Anjo da guarda
 
Anjo da guarda
Anjo da guardaAnjo da guarda
Anjo da guarda
 
Angelologia
AngelologiaAngelologia
Angelologia
 
Angelologia bíblica
Angelologia bíblicaAngelologia bíblica
Angelologia bíblica
 
Estudos sobre anjos
Estudos sobre anjosEstudos sobre anjos
Estudos sobre anjos
 
ESTUDO NO BREVE CATECISMO
ESTUDO NO BREVE CATECISMOESTUDO NO BREVE CATECISMO
ESTUDO NO BREVE CATECISMO
 
LIÇÃO 9 - O PRENÚNCIO DO TEMPO DO FIM
LIÇÃO 9 - O PRENÚNCIO DO TEMPO DO FIMLIÇÃO 9 - O PRENÚNCIO DO TEMPO DO FIM
LIÇÃO 9 - O PRENÚNCIO DO TEMPO DO FIM
 
Lição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo Espiritual
Lição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo EspiritualLição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo Espiritual
Lição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo Espiritual
 

Mais de Dangelo Nascimento

Evangelismo e missões ibaderj Parte 1
Evangelismo e missões ibaderj Parte 1Evangelismo e missões ibaderj Parte 1
Evangelismo e missões ibaderj Parte 1
Dangelo Nascimento
 
Lição 8 israel no plano da salvação
Lição 8  israel no plano da salvaçãoLição 8  israel no plano da salvação
Lição 8 israel no plano da salvação
Dangelo Nascimento
 
Hermenêutica Biblica parte 1
Hermenêutica Biblica parte 1Hermenêutica Biblica parte 1
Hermenêutica Biblica parte 1
Dangelo Nascimento
 
A vida segundo o espírito lição 7
A vida segundo o espírito lição 7A vida segundo o espírito lição 7
A vida segundo o espírito lição 7
Dangelo Nascimento
 
Teologia pastoral ibaderj
Teologia pastoral ibaderjTeologia pastoral ibaderj
Teologia pastoral ibaderj
Dangelo Nascimento
 
Eclesiologia ibaderj parte 1 professor Dangelo Nascimento.
Eclesiologia ibaderj parte 1 professor Dangelo Nascimento.Eclesiologia ibaderj parte 1 professor Dangelo Nascimento.
Eclesiologia ibaderj parte 1 professor Dangelo Nascimento.
Dangelo Nascimento
 
Soteriologia ibaderj Prof. Dangelo Nascimento
Soteriologia ibaderj Prof. Dangelo NascimentoSoteriologia ibaderj Prof. Dangelo Nascimento
Soteriologia ibaderj Prof. Dangelo Nascimento
Dangelo Nascimento
 
Pneumatologia ibaderj Prof. Dangelo nascimento aula 2
Pneumatologia ibaderj Prof. Dangelo nascimento aula 2Pneumatologia ibaderj Prof. Dangelo nascimento aula 2
Pneumatologia ibaderj Prof. Dangelo nascimento aula 2
Dangelo Nascimento
 
Pneumatologia ibaderj pdf Prof. Dangelo nascimento
Pneumatologia ibaderj pdf Prof. Dangelo nascimentoPneumatologia ibaderj pdf Prof. Dangelo nascimento
Pneumatologia ibaderj pdf Prof. Dangelo nascimento
Dangelo Nascimento
 
Lição 12 20 de setembro de 2015 exortações gerais lições bíblicas cpad 3º tri...
Lição 12 20 de setembro de 2015 exortações gerais lições bíblicas cpad 3º tri...Lição 12 20 de setembro de 2015 exortações gerais lições bíblicas cpad 3º tri...
Lição 12 20 de setembro de 2015 exortações gerais lições bíblicas cpad 3º tri...
Dangelo Nascimento
 
Lição 11 A Organização de uma Igreja Local 13 de Setembro de 2015 LIÇÕES BÍBL...
Lição 11 A Organização de uma Igreja Local 13 de Setembro de 2015 LIÇÕES BÍBL...Lição 11 A Organização de uma Igreja Local 13 de Setembro de 2015 LIÇÕES BÍBL...
Lição 11 A Organização de uma Igreja Local 13 de Setembro de 2015 LIÇÕES BÍBL...
Dangelo Nascimento
 
Lição 10 06 de Setembro de 2015 O líder diante da chegada da morte LIÇÕES BÍB...
Lição 10 06 de Setembro de 2015 O líder diante da chegada da morte LIÇÕES BÍB...Lição 10 06 de Setembro de 2015 O líder diante da chegada da morte LIÇÕES BÍB...
Lição 10 06 de Setembro de 2015 O líder diante da chegada da morte LIÇÕES BÍB...
Dangelo Nascimento
 
Adorando a Deus em toda nossa maneira de viver
Adorando a Deus em toda nossa maneira de viverAdorando a Deus em toda nossa maneira de viver
Adorando a Deus em toda nossa maneira de viver
Dangelo Nascimento
 
O precioso sangue de Jesus
O precioso sangue de JesusO precioso sangue de Jesus
O precioso sangue de Jesus
Dangelo Nascimento
 
Ebd lição 6 conselhos gerais 3ºtrimestre 2015
Ebd lição 6 conselhos gerais 3ºtrimestre 2015Ebd lição 6 conselhos gerais 3ºtrimestre 2015
Ebd lição 6 conselhos gerais 3ºtrimestre 2015
Dangelo Nascimento
 

Mais de Dangelo Nascimento (15)

Evangelismo e missões ibaderj Parte 1
Evangelismo e missões ibaderj Parte 1Evangelismo e missões ibaderj Parte 1
Evangelismo e missões ibaderj Parte 1
 
Lição 8 israel no plano da salvação
Lição 8  israel no plano da salvaçãoLição 8  israel no plano da salvação
Lição 8 israel no plano da salvação
 
Hermenêutica Biblica parte 1
Hermenêutica Biblica parte 1Hermenêutica Biblica parte 1
Hermenêutica Biblica parte 1
 
A vida segundo o espírito lição 7
A vida segundo o espírito lição 7A vida segundo o espírito lição 7
A vida segundo o espírito lição 7
 
Teologia pastoral ibaderj
Teologia pastoral ibaderjTeologia pastoral ibaderj
Teologia pastoral ibaderj
 
Eclesiologia ibaderj parte 1 professor Dangelo Nascimento.
Eclesiologia ibaderj parte 1 professor Dangelo Nascimento.Eclesiologia ibaderj parte 1 professor Dangelo Nascimento.
Eclesiologia ibaderj parte 1 professor Dangelo Nascimento.
 
Soteriologia ibaderj Prof. Dangelo Nascimento
Soteriologia ibaderj Prof. Dangelo NascimentoSoteriologia ibaderj Prof. Dangelo Nascimento
Soteriologia ibaderj Prof. Dangelo Nascimento
 
Pneumatologia ibaderj Prof. Dangelo nascimento aula 2
Pneumatologia ibaderj Prof. Dangelo nascimento aula 2Pneumatologia ibaderj Prof. Dangelo nascimento aula 2
Pneumatologia ibaderj Prof. Dangelo nascimento aula 2
 
Pneumatologia ibaderj pdf Prof. Dangelo nascimento
Pneumatologia ibaderj pdf Prof. Dangelo nascimentoPneumatologia ibaderj pdf Prof. Dangelo nascimento
Pneumatologia ibaderj pdf Prof. Dangelo nascimento
 
Lição 12 20 de setembro de 2015 exortações gerais lições bíblicas cpad 3º tri...
Lição 12 20 de setembro de 2015 exortações gerais lições bíblicas cpad 3º tri...Lição 12 20 de setembro de 2015 exortações gerais lições bíblicas cpad 3º tri...
Lição 12 20 de setembro de 2015 exortações gerais lições bíblicas cpad 3º tri...
 
Lição 11 A Organização de uma Igreja Local 13 de Setembro de 2015 LIÇÕES BÍBL...
Lição 11 A Organização de uma Igreja Local 13 de Setembro de 2015 LIÇÕES BÍBL...Lição 11 A Organização de uma Igreja Local 13 de Setembro de 2015 LIÇÕES BÍBL...
Lição 11 A Organização de uma Igreja Local 13 de Setembro de 2015 LIÇÕES BÍBL...
 
Lição 10 06 de Setembro de 2015 O líder diante da chegada da morte LIÇÕES BÍB...
Lição 10 06 de Setembro de 2015 O líder diante da chegada da morte LIÇÕES BÍB...Lição 10 06 de Setembro de 2015 O líder diante da chegada da morte LIÇÕES BÍB...
Lição 10 06 de Setembro de 2015 O líder diante da chegada da morte LIÇÕES BÍB...
 
Adorando a Deus em toda nossa maneira de viver
Adorando a Deus em toda nossa maneira de viverAdorando a Deus em toda nossa maneira de viver
Adorando a Deus em toda nossa maneira de viver
 
O precioso sangue de Jesus
O precioso sangue de JesusO precioso sangue de Jesus
O precioso sangue de Jesus
 
Ebd lição 6 conselhos gerais 3ºtrimestre 2015
Ebd lição 6 conselhos gerais 3ºtrimestre 2015Ebd lição 6 conselhos gerais 3ºtrimestre 2015
Ebd lição 6 conselhos gerais 3ºtrimestre 2015
 

Último

PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
Nelson Pereira
 
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
HerverthRibeiro1
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Celso Napoleon
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
JaquelineSantosBasto
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermosEnfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
FernandoCavalcante48
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Nilson Almeida
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Celso Napoleon
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Nilson Almeida
 

Último (10)

PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
 
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermosEnfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
 

Angelologia IBADERJ

  • 1.
  • 2. 1. O Arcanjo Miguel Na hierarquia angelical a palavra “arcanjo” representa a posição mais elevada. O prefixo “arc”do grego “arch”, sugere tratar-se de um chefe, um príncipe, um primeiro ministro. Miguel é o único chamado na Bíblia de arcanjo “... Mas, o Arcanjo Miguel, quando contendia com o diabo e disputava a respeito do corpo de Moises não ousou pronunciar juízo de maldição contra ele, mas disse o Senhor te repreenda...” Judas 9. A Organização dos Anjos
  • 3. Esse Arcanjo se destaca biblicamente como um administrador e protetor dos interesses divinos em relação a Israel (Dn 12.1). O Arcanjo Miguel, é denominado “príncipe dos filhos de Israel” porque é guardião desta nação: “... E eis que Miguel um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me...”Daniel 12.1. Miguel sempre aparece em conotação com Israel, trazendo a imagem de um guerreiro: “... E naquele tempo se levantará Miguel, o grande príncipe, que se levanta pelos filhos do seu povo...” Daniel 12.1. A Organização dos Anjos
  • 4. A Organização dos Anjos 2. O anjo Gabriel “Gabriel significa varão de Deus” “... E, respondendo o anjo, disse-lhe: Eu sou Gabriel, que assisto diante de Deus, e fui enviado a falar-te e dar-te estas alegres novas...” Lucas 1.19. É o mensageiro da misericórdia e da promessa de Deus. Ele aparece 4 vezes na Bíblia e em todas aparece trazendo boas noticias (Dn 8.16; 9.21; Lc 1.19,26). Em razão de suas aparições terem caráter especial de um embaixador, ele também é visto como um embaixador celestial:
  • 5.  Trouxe a Daniel a notícia do futuro de Israel;  Avisou Zacarias do nascimento de João Batista;  Trouxe ao mundo a notícia do nascimento de Jesus Cristo. A Organização dos Anjos Gabriel é tido como um anjo de elevado poder angelical, da mais alta confiança da corte celestial.
  • 6. 3. Os Serafins O vocábulo Serafim deriva de “saraph” e significa ardente, refulgente, ou brilhante, nobres ou afogueados. Essa classe de anjos aparece uma só vez na Bíblia Isaias 6.1-3 “...Os Serafins estavam por cima dele; cada um tinha seis asas; com duas cobriam os seus rostos, e com duas cobriam os seus pés, e com duas voavam...” Isaias 6.2. Os Serafins estão intimamente ligados ao serviço de adoração e louvor ao Senhor. nesse serviço, eles promovem, proclamam e mantém a santidade de Deus. O termo Serafim fala de adoração incessante, do seu ministério de purificação. A Organização dos Anjos
  • 7. Na visão de Isaias, os Serafins são representados como tendo seis asas. As asas de cada Serafim tinham funções especificas: com duas asas cobriam o rosto, numa atitude de reverencia ao Senhor; com outras duas cobriam os pés, falando da santidade no andar diante de Deus; e com as duas ultimas asas eles voavam. Essa visão de seres alados não significa que todos os anjos, obrigatoriamente, tem de ter asas. As asas desses Serafins tinham por objetivo mostrar ao profeta a capacidade de movimento e locomoção dos anjos para realizarem a vontade de Deus. É uma forma materializada que os seres espirituais usam para serem compreendidos, porque, de fato, os anjos são incorpóreos. “... E clamavam uns aos outros, dizendo: Santo, Santo, Santo é o SENHOR dos Exércitos; toda a terra está cheia da sua glória...” Isaias 6.3 A Organização dos Anjos
  • 8. Os Querubins aparecem na Bíblia pela primeira vez, como guardas da entrada do Jardim do Edem: “... E havendo lançado fora o homem, pôs querubins ao oriente do jardim do Éden...”Genesis 3.24 A palavra querubim, no original hebraico “querub” tem o sentido de guardar, cobrir. Os querubins possuem uma posição elevada na corte celestial e estão diretamente ligados ao trono de Deus (1Sm 4.4; 2Rs 19.15; Sl 80.1; 99.1; Is 37.16). Em Ezequiel 10, os Querubins aprecem cheios de olhos e o trono de Deus está acima deles (significa a onividência de Deus). A Organização dos Anjos 4. Os querubins
  • 9. A ligação dos Querubins com o trono de Deus nos ensina que eles guardam o acesso à presença de Deus, com a função de proteger para que o pecado não venha poluir a Santa presença de Deus. Também são encontrado sobre a arca da aliança como protetores (Ex 25.20). Para entrar no Santo dos Santos ou no “Lugar Santíssimo” somente com o sangue da aliança em nossas vidas (Hb 10.19-22). Em outros textos encontramos os Querubins representando as coisas celestiais e sempre associados à Gloria de Deus.  Salmos 99.1: “O SENHOR reina; tremam os povos. Ele está assentado entre os querubins”  Hebreus 9.5: “E sobre a arca os querubins da glória...”  Ezequiel 9.3a, 10.2b: “E a glória do Deus de Israel se levantou de sobre o querubim sobre o qual estava...”. A Organização dos Anjos
  • 10. A Atividade dos Anjos Temos na Bíblia esses termos que também se relacionam aos Anjos: “... Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele...” (Cl 1.16). “... Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades...” (Rm 8.38).
  • 11. Tronos O original grego “thronoi” tem um sentido especial porque se refere a uma classe de anjos que está diretamente ligada a majestade e soberania de Deus, havendo a possibilidade de os Querubins estarem diretamente ligados a esse tipo de atividade real, pois alguns textos identificam os Querubins como os seres sobre os quais Deus está assentado e reinando (1Sm 4.4; 2Rs 19.15; Sl 80.1; 99.1). A Atividade dos Anjos
  • 12. Domínios O termo grego “kuriothes”ou “kuriotethoi” tem o sentido de soberania ou dominações. O Apostolo Paulo apresenta esses anjos executando as ordens divinas sob a autoridade de Cristo (Ef 1.21). Essa classe de anjos dominadores tem como função principal executar as ordens de Deus sobre as coisas criadas. A Atividade dos Anjos
  • 13. Principados A palavra principados no grego bíblico é “archai”, e referen-se a uma classe de anjos que tem poderes de príncipes. Nos reinos terrestres, os principados regem sobre territórios pertencentes ao reino. O que está revelado acerca dessa classe de anjos nos é suficiente para entendermos sua importância e o seu ministério:  Satanás, o qual havia sido estabelecido como “querubim ungido para proteger” estava no monte Santo antes da sua queda. Sua posição de “Querubim” é fortalecida por outra posição de “principado”. Parece-nos que ele governava a terra na posição de principado, e só perdeu essa posição quando se rebelou (Is 14.13; Ez 28.16; Ap 12.9).  Miguel, referido na Bíblia como “um dos primeiros príncipes” de Deus (Dn10.13). A Atividade dos Anjos
  • 14. A Atividade dos Anjos Potestades Esse termo refere-se a anjos que executam tarefas especiais. São chamados de “potestades” porque foram investidos de uma autoridades especial. Temos vários exemplos na Bíblia das ações poderosas dessa classe de anjos:  1Cr 21.1-27 - Um anjo foi enviado por Deus para destruir a cidade de Jerusalém e só parou sua destruição quando Deus ordenou que guardasse a sua espada.  Sl 103.20 - Davi diz que eles são “magníficos em poder”. Esses anjos pertencem a uma classe de anjos poderosos. A magnitude do poder dessas potestades se limita ao nível da capacitação dada por Deus para o cumprimento dessas obrigações.
  • 15. Satanás Príncipe dos Anjos criados 1. ORIGEM Os anjos foram criados em estado de perfeição. No relato da criação lemos sete vezes que o que Deus havia feito era bom. Isso certamente inclui a perfeição dos Anjos em Santidade quando originalmente foram criados, mas diversas passagens mostram alguns dos anjos como maus (Mt 25.41). Há muitos demônios mas existe um único diabo. Diabo é a transliteração do vocábulo Grego “diabolos”, nome sempre usado no singular, que significa acusador e é aplicado nas Escrituras exclusivamente a Satanás. Demônio é a transliteração de “daimonion”, o plural é “daimonia”
  • 16. 2. Nomes e Títulos São inúmeros os nomes e os títulos que a Bíblia usa para descrever a personalidade, o caráter a natureza os atributos e a missão de Satanás: a) Diabo – Efésios 6.11: Este nome significa originalmente “caluniador” aquele que gosta de fazer acusações secretas e indiscretas. Ele é o semeador do Joio espiritual no mundo (Mt 13.39). Ele pôs no coração de Judas que traísse a Jesus (Jo 13.2). Ele é um grande opressor (At 10.38 ) Satanás Príncipe dos Anjos criados
  • 17. b) Satanás– Zacarias 3.1: Este nome fala da pessoa do diabo como um permanente adversário de Deus, de seu povo e de suas obras. Um que está sempre do lado oposto, hostilizando, eternamente predisposto contra Deus (Ap 19.2; Sl 71.13; 1Sm 29.4; Ed 4.6). Ele se apresentou como adversário de Jesus na tentação (Mt 4.10); tentou dissuadir Jesus no caminho da cruz (Mt 16.23); ele se opôs a Deus ainda no principio, tendo por isso sido expulso do céu (Lc 10.18); ele desejou cirandar com Pedro como trigo (Lc 22.31); ele entrou no coração de Ananias e Safira (At5.3); não devemos ignorar seus ardis. Satanás Príncipe dos Anjos criados
  • 18. c) Dragão – Apocalipse 12.9: Este terrível aspecto é descrito em apocalipse com 7 cabeças, 10 chifres e 7 diademas, arrebatando após si um terço dos anjos do céu (visto como estrelas) para se opor a Cristo, devido a gloria que ele alcançou por decreto do Pai (Jo 17). Na Condição de “dragão” ele envia espíritos maus por toda terra para oprimir os homens, inclusive Para efetuar prodígios (Ap 16.13,14). Satanás Príncipe dos Anjos criados
  • 19. d) Serpente - Apocalipse 12.9: Ele é a velha serpente, antigamente dotado de brilho, mas que recebeu a punição divina (2 Co 4.14; 11.13-15; Ez 28.13,14,17). Jesus deu autoridades aos seus discípulos para pisarem serpentes (Lc 10.19;Mc 16.18). O fim da serpente está em Ap 20.2,5. Satanás Príncipe dos Anjos criados
  • 20. e) Inimigo – Marcos 13.39: Quem se torna amigo de Deus torna-se inimigo de Satanás e vice versa (Tg 4.4). Satanás jamais estará de acordo com Deus. É um inimigo eterno e declarado. Os crentes por pertencerem a Deus, também são alvos da inimizade do diabo. f) Tentador – Mateus 4.2: A missão favorita de Satanás, na terra, parece ser a tentação. Desde os primeiros dias quando tentou Eva e Adão, até agora, assim vem ele procedendo.Jesus exortou os discípulos a orarem, por causa da tentação (Mc 26.41). Nem mesmo Jesus escapou da Tentação. Ele foi tentado em tudo (Mt 4.1-1; Hb 4.15) Satanás Príncipe dos Anjos criados
  • 21. Satanás Príncipe dos Anjos criados g) Acusador - Apocalipse 12.10: “já o acusador de nossos irmãos é derrubado, o qual diante de nosso Deus os acusava de dia e de noite” h) Ladrão – João 10.10: “ o ladrão veio se não a matar roubar e destruir”. I) Deus deste mundo II Coríntios 4.4: A palavra mundo refere-se ao presente século, que jaz no maligno. j) Outros nomes:  Apoilion – Destruição ruína (Ap 9.11)  Belzebu – Maioral dos demônios (Mt 12.24);  Pai da mentira – Enganador (Jo 8.44).