SlideShare uma empresa Scribd logo
https://www.abdallaevolution.com.br/início
Abdalla
Evolution
Do Zero a
Consistência
CONTAGEM
REGRESSIVA
PARA FIM DA PROMOÇÃO
QUERO CONHECER!
Abdalla oferece uma ampla gama de ser​viços
especializados sobre o mercado financeiro,
acompanhamos nosso clientes em todas as etapas,
focando em suas necessidades, apresentando ideias e
estrategias eficientes com soluções escaláveis de alta
qualidade.
CURSO EAD EVOLUTION
O EAD Evolution é um curso voltado para iniciantes no
mercado financeiro, que ensina o passo a passo para
começar a carreira de Trader com sucesso. O curso
abrange todos os assuntos essenciais para os iniciantes
no mundo do mercado, desde princípios básicos até
conteúdos mais técnicos.
O EAD Evolution é o treinamento mais completo que
você pode encontrar no mercado, pois além das aulas
agrupadas em módulos, com linguagem simples e de
fácil interpretação com resultados reais para
consistência no mercado financeiro, com conteúdo
exclusivos alem de educação financeira inteiramente
grátis.
CLIQUE NO BOTÃO A BAIXO E CONHEÇA AGORA!
QUERO CONHECER!
Confira alguns depoimentos dos alunos que fazem
parte do team Evolution
Adriano Teixeira - Artur Nogueira -SP
Thalita - Araras - SP
Daniel Paiva - Gurinhém - PB
Lais - Artur Nogueira - SP
CLIQUE NO BOTÃO ABAIXO E
COMPRE AGORA MESMO!
QUERO COMPRAR!
Quer saber como ganhar um
desconto adicional ​de 5% na compra do curso?
Peça as informações aqui e garanta já.
QUERO ATIVAR O DESCONTO AGORA!
POR TEMPO INDETERMINADO OU EM QUANTO
DURAR AS VAGAS
QUERO CONHECER!
QUERO CONHECER O
COACHING AG​ORA​!
QUERO CONHECER!
DÚVIDAS FREQUENTES!
Nunca estudei nada, posso fazer o curso?
Sim, no curso abordaremos desde o iniciante até as técnicas mais avançado
que o Team Evolution utiliza, no início recomendamos o curso EAD Evolution,
que ajuda no desenvolvimento e entendimento do absoluto zero ate a
consistência.
Meus resultados serão 100% garantido?
Atenção “os resultados podem variar de pessoa a pessoa”, tudo depende da
sua disciplina e paciência ate adquirir a consistência.
As aulas são gravadas ou ao vivo?
As aulas já estão gravadas na plataforma da hotmart.
Assim que realiza o pagamento do curso, já são liberadas todas as aulas.
Terei assessoria para tirar dúvida?
- Você terá acesso a um grupo do whatsapp exclusivo, onde, o Team
Evolution estará presente, tirando todas as dúvidas dos alunos.
Quais as formas de pagamento?
Aceitamos Transferência Bancária (entrar em contato), Pagseguro, Boleto
bancário,Pic Pay e Cartão de Crédito, sendo permitido a divisão em até 12x.
©Abdalla Evolution - Todos os Direitos Reservados
Contato: Abdallaevolution@gmail.com
Seja consistente você também,
seja
Abdalla
Evolution
O curso abrange todos os assuntos essenciais para os
iniciantes no mundo do mercado, desde princípios
básicos até os conteúdos mais técnicos.
COACHING
QUERO COMPRAR!
Curso Evolution
QUERO COMPRAR!
Curso Alpha
QUERO COMPRAR!
CONTEÚDO
■ Introdução ao mercado financeiro
■ Tipos de investimentos
■ Educação financeira
■ Psicologia do Trader
■ Onda de Elliot
■ Price action
■ Candlestick na pratica
■ Como escolher uma corretora
■ Plataforma
■ Ferramentas de analise
■ Gerenciamento de Risco
■ Telas operacional
■ Estrategias
■ Suporte e resistência
■ Linhas de Tendência
■ Freqüência de mercado
■ Mercado Mundial
■ Momentos para não operar
■ Operando na prática
■ Darf
■ Do 0 a consistência
■ Estrategia Evolution
QUERO COMPRAR EAD EVOLUTION!
ALPHA
■ ALEM DE TODO CONTEÚDO DO EVOLUTION.
■ ACOMPANHAMENTOS EXCLUSIVOS.
■ UM PREGÃO DE ACOMPANHAMENTO.
■ 40% DE DESCONTO NA AQUISIÇÃO DE
COACHING PRESENCIAL/ONLINE.
■ SUPORTE POR 3 MESES.
QUERO COMPRAR O EAD ALPHA
D
o Zero a Consistência em
3 meses!
Método testado e aprovado pelo team Evolution
Quero Comprar!
Quero Conhecer o ​muitos produtos
são comercializados, e mercados especializados, onde apenas um tipo de
mercadoria é negociada.
Os mercados funcionam colocando muitos compradores e vendedores
Coaching agora!
QUERO CONHECER!
QUERO VOLTAR A PAGINA INICIAL!
RAMO DE ATUAÇÃO!
MERCADO FINANCEIRO
Em​ economia​ e​ finanças​, ​mercado financeiro​ é como se denomina todo o
universo que envolve as operações de compra e venda de​ ativos financeiros​,
tais como​ valores mobiliários​ (​ações​,​ obrigações​, etc.),​ mercadorias​ (pedras
preciosas, commodities, etc.) e​ câmbio​. É todo o ambiente em que ocorrem
as operações de​ investimentos financeiros​. Existem mercados gerais, onde
interessados num mesmo "local", tornando assim mais fácil encontrarem-se
uns aos outros. Uma economia que depende principalmente de interações
entre compradores e vendedores para alocar recursos é conhecida como
uma​ economia de mercado​, em contraste a​ economia de comando​ ou com a
economia de não-mercado​, como é exemplo a​ economia de doação​.
Economistas como o​ americano​ Milton Friedman​ e o​ austríaco​ Friedrich
Hayek​, ambos ganhadores do​ Prêmio Nobel​ de economia, afirmam que este
setor é um dos principais responsáveis por potencializar o crescimento
econômico, gerando consequente desenvolvimento humano e, portanto,
aumentando a qualidade de vida e o bem-estar da sociedade.
A​ B3​, antiga BOVESPA, é a​ bolsa de valores​ oficial do​ Brasil​, sediada na
cidade de​ São Paulo​. O​ mercado de ações​ é uma subdivisão do mercado
financeiro.
Em​ finanças​, os mercados financeiros permitem:
■ A angariação de​ capital​ (no​ mercado de capitais​)
■ A transferência de​ risco​ (no mercado de​ derivativos​, que são
títulos futuros)
■ O​ comércio internacional​ (no mercado de​ divisas​, sinônimo de
moeda)
Um exemplo conhecido é um processo de​ financiamento​. Normalmente,
quem quer ser financiado emite um​ recibo​ ao seu financiador, prometendo
restituir o capital investido. Essas receitas são​ títulos​, que podem ser
comprados ou vendidos livremente. Em troca do empréstimo de dinheiro,
quem o concede (financiador) espera uma compensação sob a forma de​ juros
ou​ dividendos​.
Em​ matemática financeira​, o conceito de um mercado financeiro é definido
em termos de um​ processo estocástico​ de​ movimento Browniano​ em tempo
contínuo
O mercado financeiro pode ser dividido em quatro grandes​ mercados
■ Mercado de capitais​: é um meio de distribuição de valores
mobiliários, que tem o objetivo de gerar liquidez aos títulos
emitidos pelas empresas e viabilizar o seu processo de
capitalização. Isto quer dizer que o objetivo é direcionar os
recursos financeiros da sociedade para o comércio, a indústria e
outras atividades econômicas, assim remunerando melhor o
investidor. Fazem parte desta área a compra e a venda de​ ações​,
debêntures​, etc.​]​;
■ Mercado de crédito​: atuam neste segmento diversas instituições
financeiras e não financeiras prestando serviços de intermediação
de recursos de curto, médio e longo prazo para agentes
deficitários que necessitam de recursos para consumo ou capital
de giro.É o segmento onde ocorrem operações de​ empréstimo​,
arrendamento​,​ financiamento​, etc.;
■ Mercado de câmbio​: é onde são negociadas as trocas de moedas
estrangeiras (​dólar​,​ euro​,​ yuan​, etc.).
■ Mercado monetário​: é o mercado onde se concentram as
operações para controle da oferta de moeda e das taxas de juros
de curto e curtíssimo prazo com vistas a garantir a liquidez da
economia.​[14]​ Abrange toda a rede de entidades ou órgãos
financeiros que negociam títulos ou valores, concedendo
empréstimos a empresas ou particulares a curto prazo, em troca
do pagamento de juros.
Sociologia do mercado financeiro
A Sociologia ainda tem poucas produções sobre o que forma os mercados
financeiros, uma vez que eles são uma instituição em constante mudança que
há pouco tempo tem reflexos palpáveis na organização social e instituições
tradicionais.
Nesse sentido, os esforços de autoras como Karen Ho e Annelise Riles
retratam bem quem faz os grandes centros financeiros, desde os
responsáveis pelo setor de trading (compra e venda de ativos) até quem
trabalha no back-office (setor operacional, que vai desde advogados que
formulam contratos até operadores de mesas de câmbio).
No que tange à questão do trabalho nessas instituições, tanto as
antropólogas como o economista Costas Lapavitsas, em um livro publicado
em 2016, “Profiting Without Producing: how finance exploits us all”, notam
que, à revelia do crescimento do valor e da influência das instituições
financeiras no desenvolvimento da economia mundial, isso não se refletiu na
contratação de mais trabalhadores. Esta constatação leva a duas conclusões:
a primeira é de que grande parte do trabalho dentro dos mercados financeiros
é automatizado e baseado no desenvolvimento constante de novas
tecnologias que tornem as transações cada vez mais rápidas e que
favoreçam o autoatendimento de seus clientes – inserindo, dessa forma, uma
parcela maior da população no sistema bancário e financeiro – e a segunda
aparece quando a lente é colocada sobre quem trabalha dentro dessas
instituições, onde há uma cultura já consolidada de competição interna e de
altos níveis de exploração, sem garantia de contrapartida financeira para
esses trabalhadores. Quando, no entanto, a lente é colocada sobre a “elite”
dos mercados, nota-se que, assim como nos ambientes nacionais, existe em
curso o surgimento de uma nova “elite internacional”, formada nas mesmas
instituições, com as mesmas origens e cultura, que reproduz a separação
entre quem comanda o processo e quem opera para que o mercado consiga
funcionar.
Importância do direito
O Direito desempenhou um papel fundamental durante o adensamento do
processo de financeirização mundial. Costas Lapavitsas, em seu livro:
“Profiting Without Producing – How Finance Exploits Us All” retrata, em
determinada parte da obra, como ocorreu essa evolução financeira,
destacando a importância da regulação como parte do desenvolvimento. A
seguir será exposta, com base no trabalho do Lapavitsas, a arquitetura
jurídica da financeirização.
Logo após a Segunda Guerra Mundial, havia a visão baseada no
keynesianismo e estimulada pelo fantasma da crise de 1930, de que as
finanças precisavam ser controladas de forma a estabilizar o sistema de
acumulação capitalista. O controle era feito tanto no interior dos Estados,
quanto de forma externa, no sistema internacional. No âmbito interno, o
grande destaque e marco jurídico do período foi a introdução do Glass
Steagall Act em 1933 nos Estados Unidos, pelo qual eram limitadas as
associações dos bancos, separando os de investimento dos comerciais,
assim como a emissão de títulos. Já no meio externo, a evidência é
principalmente do acordo de Bretton Woods de 1944, o qual garantia a
relevância do dólar como moeda do sistema financeiro internacional, sendo
que poderia ser convertido para seu valor em ouro.
Foi o sistema Bretton Woods que delineou o capitalismo no pós Segunda
Guerra Mundial. Logo, com o fim do acordo na década de 1970, essa época
de grande controle sobre os sistemas financeiros declinou. Também com a
ajuda da expansão dos “euromarkets” que começaram a surgir já por volta de
1960, pelos quais as corporações conseguiam negociar fora dos controles
estatais. Tais mudanças afetaram permanentemente o sistema financeiro.
Na década de 1980 tem início o que Lapavitsas chama de a era da
financeirização. Após o declínio da antiga forma de regulação do sistema
financeiro o que surge não é a completa ausência de controle, mas uma
mudança em sua natureza. O foco agora é moderar cada instituição
financeira não como um sistema, mas individualmente. O olhar passa a ser
mais liberal e microeconômico, com os órgãos públicos tendo centralidade
para o funcionamento dessa nova conjuntura financeira.
Nesse novo cenário a regulação existe para corrigir possíveis falhas do
mercado, possuindo três características fundamentais, segundo Lapavitsas.
Primeiramente os bancos centrais dos países passam a ter o papel de “lender
of last resort”, também, são feitas garantias de segurança para depósito tendo
em vista estabilizar a confiabilidade entre o banco e o povo, o terceiro
princípio, de suma importância para a financeirização tem respaldo na
expressão “too big to fail” em que, o Estado se torna obrigado a proteger as
instituições financeiras devido aos grandes impactos que sua queda poderia
causar na economia, ocasionando lucros e segurança para os bancos e
incertezas para o povo. As conseqüências de um colapso nesse sistema e da
falha dessa forma de regulação foram sentidas mundialmente durante a crise
de 2007, gerando questionamentos e teorias sobre o desenrolar da
financeirização.
Dessa maneira, é possível notar como o direito agiu de forma a possibilitar o
ambiente necessário para o desenvolvimento do fenômeno da
financeirização. Tendo nas primeiras décadas do Século XX, estabelecido os
moldes do capitalismo mundial com o advento do sistema Bretton Woods e
leis nacionais como o Glass Steagall Act de países desenvolvidos como os
Estados Unidos, lançaram tendências que foram seguidas mundialmente. E,
mais tarde, as redes de proteção oferecidas pelas entidades nacionais às
instituições financeiras.
Hoje, o direito, ainda permeia diversos aspectos da financeirização, como por
exemplo, as instituições financeiras internacionais buscam leis mais seguras
e previsíveis, do que aquelas tidas como parte de sistemas incompletos que
provocam incertezas para os investidores. Esse tema da segurança jurídica é
apenas um dentro dos diversos papéis que o direito ainda possui na atual
conjuntura das finanças.
Financeirização
O processo que ficou conhecido como financeirização é uma fase do
desenvolvimento do sistema capitalista caracterizado pelo aumento da
liberdade e fluidez dos fluxos de capital entre os países e pelo surgimento de
novos atores e de uma nova dinâmica de funcionamento dentro dos
mercados financeiros, como o surgimento de diversos ativos e produtos
financeiros e seus derivados, previamente dominados por grandes
corporações e bancos comerciais, com forte influência estatal e
regulamentação dentro dos espaços nacionais.
Ao final da 2ª Guerra Mundial, as principais economias mundiais se
encontraram e redigiram um acordo que pautaria as regras da economia
mundial a partir daquele momento, o que ficou conhecido como o Acordo de
Bretton Woods, em 1946, que instaurou a política conhecida como “Estado de
Bem-Estar Social”, tendo como inspiração teórica a Macroeconomia de John
Maynard Keynes, lançada pouco tempo antes e que previa a necessidade de
intervenção estatal tanto para recuperação quanto para o desenvolvimento
das economias, partindo da análise de agregados macroeconômicos (PIB,
renda, despesas, investimento e poupança) e de índices como inflação e
desemprego.
Essa estrutura político-econômica serviu para que os países pudessem
recuperar suas economias e fizessem os índices econômicos e sociais se
manterem em patamares saudáveis durante os anos 1950 e 1960. Em 1973,
quando o presidente dos Estados Unidos à época, Richard Nixon,
desvinculou a taxa de câmbio do dólar à taxa de conversão do ouro, teve fim
o Acordo de Bretton Woods. No mesmo período, já no âmbito da Terceira
Revolução Industrial, há um aumento da importância do setor financeiro
dentro das economias nacionais. Antes disso, sua participação era muito
modesta e tinha como finalidade financiar a produção das grandes empresas.
A partir deste momento, “as taxas de lucro [das empresas transnacionais]
permaneceram abaixo dos níveis de 1950 e 1960, o desemprego, no geral,
subiu e se manteve enquanto os salários reais não mostraram nenhuma
tendência sólida de crescimento”​[16]​.
Assim, ao final dos anos 1970 e início dos anos 1980, sob o comando de
Margaret Thatcher e Ronald Reagan, teve início a chamada “Reforma
Conservadora”, que desregulamentou boa parte dos ativos e alimentou o
funcionamento dos mercados financeiros através do aumento exponencial da
dívida pública e da criação dos “derivativos” – produtos financeiros fechados
em contrato entre duas partes nos quais o preço deste é definido através do
preço de um outro produto no futuro, quando o valor deste contrato será
pago. O produto cujo preço determina o valor derivado do contrato pode
variar desde uma commodity ao preço de uma moeda.
Entretanto, nos anos 1980, as novas políticas de reajuste do funcionamento
dos mercados estavam ainda restritas aos países do “Norte”, principalmente
Estados Unidos, Europa e Japão, o que gerou um processo intensivo de
concentração de capital nesses países, gerando um desequilíbrio acentuado
dentro do sistema internacional. Nesse momento, fica clara a importância da
política para a expansão dos ideias neoliberais e a inserção de “mercados
emergentes” no processo de financeirização, uma vez que estes países
(como foi o caso do Brasil e do México) estavam com dívidas públicas
altíssimas e se mostraram incapazes de atrair capital suficiente para financiar
seu crescimento.
Nesse ínterim, entram em cena organizações internacionais como o FMI
(Fundo Monetário Internacional) e o Banco Mundial, que, ao salvar países
subdesenvolvidos da bancarrota, impõem uma série de medidas que devem
ser tomadas por estes governos, de forma que eles se tornem países mais
atrativos ao investimento externo e assim possam financiar o seu
desenvolvimento, no documento conhecido como “Consenso de Washington”,
em 1988.
Desde então, a gestão dos países subdesenvolvidos sempre está envolvida
em questões de gastos públicos para atração de investimentos externos,
numa era em que a produção industrial tem baixas taxas de lucro, o emprego
e os salários são cada vez mais flexibilizados para que, progressivamente, o
“lucro não-investido” de empresas seja aplicado em mercados financeiros e
produtos que nada têm a ver com a produção, de forma a gerar “dinheiro que
gera mais dinheiro”, em um espaço onde a produção de capital perde espaço
para a circulação, que passa a ser o fator fundamental da análise do
processo de acumula
Financeirização no Brasil
Roberto Grün em seu trabalho: “Decifra-me ou Te Devoro! As Finanças e a
Sociedade Brasileira” defende a tese de que o Brasil passou por uma
construção de dominação cultural financeira, na qual não somente permeia os
meios econômicos mas, também a cultura, uma espécie de visão de mundo
que procura explicar e resolver os problemas do Brasil por meio de seu olhar
“imbatível”, da lógica financeira.
A construção dessa dominação começa por volta de 1970 em que os pontos
centrais eram as grandes empresas nacionais, juntamente com os projetos
desenvolvimentistas e com o “milagre econômico”. Entretanto, com o advento
do governo Collor essa perspectiva começa a mudar, passando da
centralidade da grande empresa, para o foco no indivíduo, sendo tal processo
aprofundado durante o governo FHC, com as privatizações das empresas
estatais e os limites impostos aos mercados sendo vistos como algo negativo
e contrário ao progresso.
A mudança da imagem do que constitui o mercado financeiro, antes visto
como um jogo de apostas é agora um mercado de investimentos, essa
mudança é um exemplo de como as mentalidades foram sendo moldadas
para abraçarem esse novo método financeiro. Outro ponto que contribuiu
para o avanço da dominação foram as chamadas inovações financeiras,
como a governança corporativa que por meio de processos nas empresas
colabora para que funcionários passem a pensar e a se comportar buscando
os objetivos dos acionistas, as altas taxas de juros brasileiras que são
justificadas devido a um componente moral da sociedade também são
simbólicas dessa dominação.
Segundo Grun, essa dominação cultural é difícil de ser superada devido à
legitimidade que advém por intermédio da opinião das elites do país e
validada através de teorias intelectuais que corroboram para a permanência
do status quo.
DAY TRADE
Day trading​, ​day​(-)​trade​ ou ​intraday trading​ (do​ inglês​, literalmente: compra
e venda no mesmo dia), é uma modalidade de negociação utilizada em
mercados financeiros​ (como​ bolsa de valores​), que tem por objetivo a
obtenção de​ lucro​ com a oscilação de preço, ao longo do dia, de​ ativos
financeiros​.
O especulador, profissional ou amador, de day trading é chamado de day
trader. Tal atividade ganhou impulso com o estabelecimento de bolsas como
a​ NASDAQ​ (cuja primeira sessão ocorreu em​ 1971​), e de plataformas de
negociação eletrônicas, que se tornaram populares pela​ internet​, ao final da
década de 1990.
O day trading consiste na compra e venda, ou​ venda​ e recompra de um
mesmo ativo financeiro (que pode se tratar de​ ações​,​ derivativos​,
commodities​ ou​ moedas​) no mesmo dia, pelo mesmo especulador ou por
meio de uma mesma​ sociedade corretora​. Dependendo do prazo entre a
compra e venda diferentes, termos específicos, como Scalping são
empregados para caracterizar a operação. Neste contexto, negócios de
arbitragem​ são - na maioria - efetuados entre segundos, ou até centésimos
ou mesmo milésimos de segundos, como no caso das chamadas Operações
de Alta Frequência (em inglês HFT, High Frequency Trading).
Ao se utilizar da​ alavancagem financeira​, através de recursos como margin
trading ou margin buying (uma forma de financiar as transações diárias), para
minimizar o peso dos​ custos de transação​ (como taxa de corretagem,
emolumentos, Impostos etc) envolvidos, o daytrader também maximiza os
riscos.
O Day trading é uma operação altamente especulativa que tanto pode
eventualmente trazer ganhos acima da média do mercado para operadores
de grande porte ou considerável experiência de mercado, que tenham rígido
controle de risco​; como também (nas médias​ estatística​ e​ probabilística​)
caracterizar-se pelo alto risco e a tendência de gerar vultosos prejuízos aos
operadores com pouca experiência de mercado, especialmente os de
pequeno e médio porte, e que além disso tenham controle de risco frouxo ou
inexistente. Conforme estudos da FGV, cerca de 97% dos investidores
daytraders perdem dinheiro, e quanto mais tentam mais perdem.
Existem vários tipos de day trader, entre eles os institucionais, que trabalham
para as instituições financeiras e têm certas vantagens devido ao seu acesso
a mais recursos, ferramentas, equipamentos, grandes quantidades de capital
e alavancagem, grande disponibilidade de fluxos de fundos para negociar
continuamente no mercados, linhas dedicadas e diretas para centros de
dados e de intercâmbio, de comércio e software analítico, equipes de apoio
para ajudar e muito mais.
Existem também os retail day traders, que usam corretoras de varejo e,
geralmente, o comércio com seu próprio capital, e os​ algo traders​, que usam
programas de computador​ e outras ferramentas para entrar com ordens de
negociação automaticamente. Pelo fato de tudo isso acontece com o auxílio
do algoritmo de computador, esse processo também é chamado de
negociação algorítmica (algo trading, em inglês).
RENDA FIXA
Renda fixa é um termo que se refere a qualquer tipo de investimento que
possui regras de remuneração definidas no momento da aplicação no título.
Essas regras estipulam o prazo e a forma que a remuneração será calculada
e paga ao investidor.
A renda fixa é a modalidade de investimento mais procurada pelos
investidores que procuram rendimentos mais estáveis e segurança.
É o primeiro tipo de investimento que você deve fazer caso não tenha
nenhuma​ reserva de emergência​, por exemplo.
Chama-se renda fixa justamente porque possui uma ​rentabilidade
previsível​. Ela pode ser fixada em um percentual mensal ou seguir algum
índice como a taxa Selic, o CDI, a inflação ou outro.
O​ índice de referência mais comum na renda fixa é o​ CDI​. Na Rico, você
encontrará muitos investimentos que rendem desde 90% ou até mais 130%
do CDI.
Alguns ativos também são indexados pela Taxa Selic, que está cotada a 6%
a.a. (Agosto/2019), menor patamar histórico desde a sua criação.
Com isso, os rendimentos da renda fixa também estão em baixa. No entanto,
você vai entender nesse artigo que essa continua sendo uma boa opção para
quem busca segurança e rentabilidade.
Como nos investimentos em geral, esta categoria também oferece ativos com
perfis de riscos e objetivos variados.
Diante disso, preparamos um guia completo com tudo que você precisa saber
sobre renda fixa e dicas incríveis para você investir com ​rentabilidade e
segurança​ ainda hoje:
■ O que é aplicação de renda fixa?
■ Como funciona a renda fixa
■ Vantagens e desvantagens de investir em renda fixa
■ Renda fixa ou renda variável?
■ Modalidades dos títulos de renda fixa
■ Tipos de investimento em renda fixa
■ Qual é a rentabilidade dos investimentos de renda fixa? Confira o
Simulador
■ Custos e taxas para aplicar em renda fixa
■ Investir em renda fixa por banco ou corretora?
■ Como investir em renda fixa com segurança
Se você tiver qualquer dúvida, deixe um comentário no final da página.
Boa leitura!
O que é Renda Fixa?
A renda fixa é uma modalidade de investimento onde a rentabilidade é
previsível.
O ideal é que seja o seu primeiro tipo de investimento, principalmente se você
é um iniciante. É arriscado começar a investir na Bolsa de Valores se não tem
investimentos mais seguros e garantidos na renda fixa, por exemplo.
E esse é um erro que muitas pessoas cometem. Elas preferem a chance de
ganhar muito, mesmo sem ter um ​patrimônio construído e garantido.
Não seja uma dessas pessoas que prefere se arriscar no 'incerto' antes de
garantir o 'certo'. A renda fixa pode trazer rendimentos previsíveis e deve ser
a base do seu patrimônio.
Mas como dito, é uma ​categoria de investimentos​.
Existem diversos tipos de aplicações na renda fixa. Elas são caracterizadas
por objetivos, risco, emissor, rentabilidade etc. Veja abaixo os investimentos
mais populares da renda fixa:
■ Poupança​ (um dos piores investimentos da renda fixa)
■ CDB
■ Tesouro Direto
■ LCI e LCA
■ Letra de Câmbio
■ CRI/CRA
Ela pode ser emitida por instituições financeiras privadas e públicas, como os
bancos, empresas ou pelo governo.
Como Funciona a Renda Fixa?
Os investimentos de renda fixa ​funcionam como um empréstimo do seu
dinheiro​ para o emissor.
Em troca, você recebe uma taxa de rentabilidade fixa, que é definida no
momento da compra.
A quantia captada é utilizada para o financiamento de projetos, pagamento de
dívidas ou desenvolvimento de áreas específicas, como o agronegócio e o
setor imobiliário, por exemplo.
Então, ao investir em títulos de renda fixa ​você ganha dinheiro​ e ainda
auxilia no crescimento de instituições e setores importantes para a economia.
Qual é o Rendimento da Renda
Fixa?
O rendimento da renda fixa, apesar do nome, varia de acordo com o
investimento escolhido. A principal referência nesta categoria de
investimentos é o​ CDI (Certificado de Depósito Interbancário)​ que segue de
perto a taxa básica de juros.
Em outras palavras, o rendimento mínimo que normalmente um investidor de
renda fixa espera é de 100% do CDI. Caso haja isenção de impostos, um
ativo de renda fixa pode render menos que 100% de CDI.
Mas investir e ter um rendimento muito menor do que este, significa que você
aplicou e teve uma performance abaixo da principal referência de mercado.
O Tesouro Selic é um investimento de renda fixa que possui um rendimento
seguro de quase 100% do CDI. Esse investimento pode ser resgatado a
qualquer momento porque possui liquidez diária.
Outros investimentos da renda fixa podem render muito mais que o CDI, caso
você abra mão de um pouco de segurança, prazo e/ou liquidez.
Um bom exemplo é o Tesouro IPCA+. Ele pode render muito mais que o
Tesouro Selic, mas caso seja vendido antes da hora, pode ser que ele tenha
uma performance negativa caso o mercado esteja em uma tendência de
baixa.
AÇÕES
Ações, também chamadas simplesmente de "papéis", são as parcelas que
compõem o capital social de uma empresa, ou seja, são as unidades de
títulos emitidas por sociedades anônimas. Quando as ações são emitidas por
companhias abertas ou assemelhadas, são negociados em bolsa de valores
ou no mercado de balcão.
Tipos de ações
Existem dois tipos de ação:
■ Ordinárias nominativas (ON)​ - Ação que proporciona
participação nos resultados​ econômicos​ de uma empresa.
Confere a seu titular o direito de​ voto​ em​ assembleia​. Não dão
direito preferencial a​ dividendos​.
■ Preferenciais​ nominativas (PN)​ - Ação que oferece a seu
detentor​ prioridades​ no recebimento de dividendos e/ou, no caso
de​ dissolução​ da empresa, no​ reembolso​ de​ capital​. Em geral,
não concede direito a​ voto​ em assembleia. As ações também
podem ser diferenciadas por classes: A, B, C ou alguma outra
letra que apareça após o "ON" ou o "PN". As características de
cada classe são estabelecidas pela empresa emissora da ação,
em seu​ estatuto social​. Essas diferenças variam de empresa para
empresa, portanto não é possível fazer uma definição geral das
classes de ações.
Uma ​ação endossável​ é uma ação nominativa que pode ser transferida
mediante simples​ endosso​ no verso. De acordo com o tipo de registro podem
ser classificadas como:
■ Nominativas​:​ Cautela ou certificado que apresenta o nome do
acionista​, cuja transferência é feita com a entrega da cautela e a
averbação do termo, em livro próprio da sociedade emitente e
identificada pelo acionista.
■ Escriturais:​ não são representadas por cautela ou certificado.
Funciona como uma​ conta corrente​, na qual os valores são
lançados a​ débito​ ou a​ crédito​ dos acionistas. Não há
movimentação física de documentos. Por exemplo, as ações
negociadas no​ Brasil​ na​ Bovespa​ e no​ mercado de balcão
organizado são deste tipo.
■ Ao portador:​ Sem identificação de propriedade. São de quem
apresentar as ações. Desde​ 1990​ o Brasil não possui mais ações
dessa forma, como forma de coibir o uso desses papéis na
lavagem de dinheiro​.
Pela liquidez do papel:
■ Primeira linha ou​ blue chips​:​ grande volume negociado, grande
número de vendedores e compradores;
■ Segunda linha:​ ações menos negociadas.
Pelo grau de​ capitalização de mercado​ da empresa:
■ Large caps:​ alta​ capitalização
■ Mid caps:​ média capitalização
■ Small caps​:​ baixa capitalização
Pelo tipo de mercado que são vendidos:
■ Mercado integral (lote-padrão):​ Lote de​ títulos​ que apresentam
múltiplos da quantidade estabelecida como lote padrão. Essa
quantidade de títulos é prefixada pelas bolsas de valores. Quando
um investidor opera comprando ou vendendo em múltiplos do lote
padrão, sua ordem cai no Mercado Integral, onde estará
disponível para investidores de maior porte, que também estão
operando dentro do lote padrão.
■ Mercado fracionário (lote fracionário):​ Lote de títulos que
apresenta uma quantidade de ações inferior ao lote-padrão
estabelecido. Quando um investidor opera comprando ou
vendendo em quantidades abaixo do lote padrão, sua ordem cai
em um mercado paralelo chamado de Mercado Fracionário, onde
estará disponível somente para investidores de pequeno porte, os
quais também estão operando abaixo do lote padrão.
RENDA VARIÁVEL
Ativos de renda variável são aqueles cuja remuneração ou retorno de capital
não pode ser dimensionado no momento da aplicação, podendo variar
positivamente ou negativamente, de acordo com as expectativas do mercado.
Então, ao investir nesta categoria, você não tem certeza do quanto o seu
dinheiro irá render ao longo do tempo.
Já na​ renda fixa​, ocorre o oposto, pois os investimentos possuem taxa de
rentabilidade definida no momento da compra.
Desta forma, você consegue calcular quanto o seu capital deverá render até a
data do resgate.
A renda variável possui esta volatilidade, pois os investimentos variam
conforme as expectativas dos investidores quanto a fatores como:
■ Empresa ou ativo principal (commodity, imóvel ou moeda)
■ Cenário econômico e político local e externo
■ Setor de atuação
Por se tratar de fatores que mudam ao longo do tempo, algo que hoje é
lucrativo e bem visto pode se tornar pouco apreciado pelo mercado em um
curto espaço de tempo.
Assim, não é possível saber qual será a visão dos investidores em relação ao
ativo que você possui, uma vez que todo o cenário esperado poderá não se
concretizar.
A renda variável possui volatilidade e isso é natural no mercado. Caso você
queira ter bons lucros investindo em ações, é preciso aceitar esse risco de
curto prazo.
O que é um Título de Renda
Variável?
O mais comum é a ação, que nada mais é do que título emitido por empresas
grandes e instituições a fim de captar recursos.
Esse dinheiro captado é usado para realizar investimentos, pagar contas,
desenvolver novos produtos.
Por exemplo, uma ação representa uma pequena parte de uma empresa de
capital aberto. Se essa empresa der lucro e crescer, ela será mais valorizada
na​ Bolsa de Valores​, assim você lucra com sua valorização e possíveis
dividendos.
No entanto, existem muitos outros títulos além das ações no mercado de
renda variável.
Veja alguns deles abaixo:
■ Ações
■ Contratos futuros
■ Opções
■ ETFs
■ Commodities
■ Câmbio
B3
B3​ (estilizado como ​[B]³​ em referência às letras iniciais de Brasil, Bolsa,
Balcão) é a​ bolsa de valores​ oficial do​ Brasil​, sediada na cidade de​ São
Paulo​. Em 2017, era a quinta maior​ bolsa​ de​ mercado de capitais​ e​ financeiro
do mundo, com patrimônio de 13 bilhões de dólares.
A B3 surgiu sob o formato atual após a fusão da Bolsa de Valores,
Mercadorias e Futuros de São Paulo (​BM&FBOVESPA​) com a Central de
Custódia e de Liquidação Financeira de Títulos (​CETIP​), aprovada pela
Comissão de Valores Mobiliários​ (CVM) e pelo​ Conselho Administrativo de
Defesa Econômica​ (CADE) em 22 de março de 2017.​[​A BM&FBOVESPA
havia surgido em 8 de maio de 2008, quando houve a fusão da Bolsa de
Valores de São Paulo (​Bovespa​), cuja criação remonta a 1890, e a Bolsa de
Mercadorias e Futuros (​BM&F​), fundada em 1917.
A B3 está ligada a todas as bolsas de valores brasileiras, incluindo a​ Bolsa de
Valores do Rio de Janeiro​ (BVRJ), onde são negociados apenas títulos. O
indicador de referência é o​ Ibovespa​. Em 29 de agosto de 2014 as empresas
cotadas na Bovespa bateram o maior recorde da história em​ valor de
mercado​, todas as 328 companhias listadas na bolsa brasileira valiam 2,595
trilhões de​ reais​. A bolsa é uma entidade autorreguladora que opera sob a
supervisão da​ Comissão de Valores Mobiliários​ (CVM).
Acompanhamento
Do zero a consistência venha ser Abdalla Evolution
Coaching é uma forma de desenvolvimento na qual
alguém denominado coach ou um profissional, ajuda um
iniciante ou cliente a adquirir um objetivo pessoal ou
profissional específico através de treinamento e
orientação.
Abadalla tem os melhores profissionais capacitados
para orientar e lhe ajudar a atingir seus objetivos
2 HORA
4 HORA
8 HORA
1 SEMANA
Fazemos um coaching presencial ou online por duas horas para suprir todas
as suas duvidas e necessidades
QUERO COMPRAR!
Fazemos um coaching presencial ou online por quatro horas para suprir todas
as suas duvidas e necessidades
QUERO COMPRAR!
Fazemos um coaching presencial ou online por um pregão para suprir todas
as suas duvidas e necessidades alem de digas configuração de plataformas e
ajudas com analises e estrategias exclusivas
QUERO COMPRAR!
Fazemos um coaching presencial ou online por um semana para suprir todas
as suas duvidas e necessidades, alem de digas configuração de plataformas
e ajudas com analises e estrategias exclusivas
QUERO COMPRAR!
"Apos pagamento nos envie o comprovante por e-mail:
Abdallaevolution@gmail.com para marcar seu coaching, venha você também
fazer parte desta equipe que mais cresce no brasil, somo todos abdalla."
Venha fazer parte do
Team Evolution
Abdalla evolution I Mercado Financeiro I Day Trade I Ações I Renda variável I Reanda fixa I B

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mercado capitais
Mercado capitaisMercado capitais
Mercado capitais
simuladocontabil
 
O Sistema Financeiro Nacional - uma visão geral
O Sistema Financeiro Nacional - uma visão geralO Sistema Financeiro Nacional - uma visão geral
O Sistema Financeiro Nacional - uma visão geral
Vivaldo Jose Breternitz
 
Introdução ao Mercado de Capitais
Introdução ao Mercado de CapitaisIntrodução ao Mercado de Capitais
Introdução ao Mercado de Capitais
Milton Henrique do Couto Neto
 
Apostila resumão sobre sistema financeiro e mercado de capitais
Apostila   resumão sobre sistema financeiro e mercado de capitaisApostila   resumão sobre sistema financeiro e mercado de capitais
Apostila resumão sobre sistema financeiro e mercado de capitais
Paulocelso
 
Home Broker e o Mercado de Ações
Home Broker e o Mercado de AçõesHome Broker e o Mercado de Ações
Home Broker e o Mercado de Ações
investBolsa Home Broker
 
Mercado financeiro
Mercado financeiroMercado financeiro
Mercado financeiro
Margareth Marcon
 
Mercado Financeiro Professor Danilo Pires
Mercado Financeiro Professor Danilo PiresMercado Financeiro Professor Danilo Pires
Mercado Financeiro Professor Danilo Pires
Danilo Pires
 
Mercado de Ações - Como Investir
Mercado de Ações - Como InvestirMercado de Ações - Como Investir
Mercado de Ações - Como Investir
Kenneth Corrêa
 
Curso de Análise Fundamentalista - Método INI
Curso de Análise Fundamentalista - Método INICurso de Análise Fundamentalista - Método INI
Curso de Análise Fundamentalista - Método INI
Bom Fundamento
 
Evolução Econômica do Comercio Exterior
Evolução Econômica do Comercio ExteriorEvolução Econômica do Comercio Exterior
Evolução Econômica do Comercio Exterior
Hinton Bentes
 
Como investir em acoes helio santiago-1-50
Como investir em acoes   helio santiago-1-50Como investir em acoes   helio santiago-1-50
Como investir em acoes helio santiago-1-50
Hélio Santiago
 
1 201010243711613
1 2010102437116131 201010243711613
1 201010243711613
Luizeba Alface
 
A bolsa de valores
A bolsa de valoresA bolsa de valores
A bolsa de valores
Daniel Ferreira
 
Desenvolvimento de projetos em baixa das commodities
Desenvolvimento de projetos em baixa das commoditiesDesenvolvimento de projetos em baixa das commodities
Desenvolvimento de projetos em baixa das commodities
Tito Livio M. Cardoso
 
Teoria e Prática Cambial_Texto 1.pdf
Teoria e Prática Cambial_Texto 1.pdfTeoria e Prática Cambial_Texto 1.pdf
Teoria e Prática Cambial_Texto 1.pdf
rmlabsmaesso
 
Slides #02 - Tudo sobre Ações
Slides #02 - Tudo sobre AçõesSlides #02 - Tudo sobre Ações
Slides #02 - Tudo sobre Ações
Link Trade
 
Aula 1 - Sistema Financeiro e Instituições do Mercado Financeiro e de Capitais
Aula 1 - Sistema Financeiro e Instituições do Mercado Financeiro e de CapitaisAula 1 - Sistema Financeiro e Instituições do Mercado Financeiro e de Capitais
Aula 1 - Sistema Financeiro e Instituições do Mercado Financeiro e de Capitais
Prof. Paulo Marques
 
Apostila 01 sistema financeiro nacional
Apostila 01   sistema financeiro nacionalApostila 01   sistema financeiro nacional
Apostila 01 sistema financeiro nacional
zeramento contabil
 
Bolsa de valores
Bolsa de valoresBolsa de valores
Bolsa de valores
Jadiel Leite
 

Mais procurados (19)

Mercado capitais
Mercado capitaisMercado capitais
Mercado capitais
 
O Sistema Financeiro Nacional - uma visão geral
O Sistema Financeiro Nacional - uma visão geralO Sistema Financeiro Nacional - uma visão geral
O Sistema Financeiro Nacional - uma visão geral
 
Introdução ao Mercado de Capitais
Introdução ao Mercado de CapitaisIntrodução ao Mercado de Capitais
Introdução ao Mercado de Capitais
 
Apostila resumão sobre sistema financeiro e mercado de capitais
Apostila   resumão sobre sistema financeiro e mercado de capitaisApostila   resumão sobre sistema financeiro e mercado de capitais
Apostila resumão sobre sistema financeiro e mercado de capitais
 
Home Broker e o Mercado de Ações
Home Broker e o Mercado de AçõesHome Broker e o Mercado de Ações
Home Broker e o Mercado de Ações
 
Mercado financeiro
Mercado financeiroMercado financeiro
Mercado financeiro
 
Mercado Financeiro Professor Danilo Pires
Mercado Financeiro Professor Danilo PiresMercado Financeiro Professor Danilo Pires
Mercado Financeiro Professor Danilo Pires
 
Mercado de Ações - Como Investir
Mercado de Ações - Como InvestirMercado de Ações - Como Investir
Mercado de Ações - Como Investir
 
Curso de Análise Fundamentalista - Método INI
Curso de Análise Fundamentalista - Método INICurso de Análise Fundamentalista - Método INI
Curso de Análise Fundamentalista - Método INI
 
Evolução Econômica do Comercio Exterior
Evolução Econômica do Comercio ExteriorEvolução Econômica do Comercio Exterior
Evolução Econômica do Comercio Exterior
 
Como investir em acoes helio santiago-1-50
Como investir em acoes   helio santiago-1-50Como investir em acoes   helio santiago-1-50
Como investir em acoes helio santiago-1-50
 
1 201010243711613
1 2010102437116131 201010243711613
1 201010243711613
 
A bolsa de valores
A bolsa de valoresA bolsa de valores
A bolsa de valores
 
Desenvolvimento de projetos em baixa das commodities
Desenvolvimento de projetos em baixa das commoditiesDesenvolvimento de projetos em baixa das commodities
Desenvolvimento de projetos em baixa das commodities
 
Teoria e Prática Cambial_Texto 1.pdf
Teoria e Prática Cambial_Texto 1.pdfTeoria e Prática Cambial_Texto 1.pdf
Teoria e Prática Cambial_Texto 1.pdf
 
Slides #02 - Tudo sobre Ações
Slides #02 - Tudo sobre AçõesSlides #02 - Tudo sobre Ações
Slides #02 - Tudo sobre Ações
 
Aula 1 - Sistema Financeiro e Instituições do Mercado Financeiro e de Capitais
Aula 1 - Sistema Financeiro e Instituições do Mercado Financeiro e de CapitaisAula 1 - Sistema Financeiro e Instituições do Mercado Financeiro e de Capitais
Aula 1 - Sistema Financeiro e Instituições do Mercado Financeiro e de Capitais
 
Apostila 01 sistema financeiro nacional
Apostila 01   sistema financeiro nacionalApostila 01   sistema financeiro nacional
Apostila 01 sistema financeiro nacional
 
Bolsa de valores
Bolsa de valoresBolsa de valores
Bolsa de valores
 

Semelhante a Abdalla evolution I Mercado Financeiro I Day Trade I Ações I Renda variável I Reanda fixa I B

E-book Mercado Financeiro finanças fáceis
E-book Mercado Financeiro finanças fáceisE-book Mercado Financeiro finanças fáceis
E-book Mercado Financeiro finanças fáceis
Sergio Augusto da Luz
 
Mercado financeiro vs instituicoes financeiras
Mercado financeiro vs instituicoes financeirasMercado financeiro vs instituicoes financeiras
Mercado financeiro vs instituicoes financeiras
Universidade Pedagogica
 
Mercado Forex - Um Guia para Iniciantes
Mercado Forex - Um Guia para IniciantesMercado Forex - Um Guia para Iniciantes
Mercado Forex - Um Guia para Iniciantes
Junior Dias
 
Ebook Diego Velasques.pdf
Ebook Diego Velasques.pdfEbook Diego Velasques.pdf
Ebook Diego Velasques.pdf
ads116
 
ATPS Administração Financeira e Orçamentaria
ATPS Administração Financeira e OrçamentariaATPS Administração Financeira e Orçamentaria
ATPS Administração Financeira e Orçamentaria
Jonathan Barcelos
 
ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA EAD-1ª AULA 2021.pptx
ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA EAD-1ª AULA 2021.pptxADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA EAD-1ª AULA 2021.pptx
ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA EAD-1ª AULA 2021.pptx
claudio336989
 
Mercado de capitais bovespa
Mercado de capitais bovespaMercado de capitais bovespa
Mercado de capitais bovespa
João Guthemberg
 
Manual forex pt
Manual forex ptManual forex pt
Manual forex pt
Nelson Duarte
 
Aula 01 - Adm Financeira.pptx
Aula 01 - Adm Financeira.pptxAula 01 - Adm Financeira.pptx
Aula 01 - Adm Financeira.pptx
FtimaSousa31
 
Analise fundamentalista de empresas helio santiago-1-40
Analise fundamentalista de empresas   helio santiago-1-40Analise fundamentalista de empresas   helio santiago-1-40
Analise fundamentalista de empresas helio santiago-1-40
Hélio Santiago
 
Neon Tipográfica Apresentação_20240321_235721_0000.pdf
Neon Tipográfica Apresentação_20240321_235721_0000.pdfNeon Tipográfica Apresentação_20240321_235721_0000.pdf
Neon Tipográfica Apresentação_20240321_235721_0000.pdf
jhowck28
 
Aula_3_de_Mercado_de_Capitais.pptx
Aula_3_de_Mercado_de_Capitais.pptxAula_3_de_Mercado_de_Capitais.pptx
Aula_3_de_Mercado_de_Capitais.pptx
lilianeferreirarosar
 
ANÁLISE COMPARATIVA DOS CUSTOS DA ABERTURA DE CAPITAL DE UMA MÉDIA EMPRESA NO...
ANÁLISE COMPARATIVA DOS CUSTOS DA ABERTURA DE CAPITAL DE UMA MÉDIA EMPRESA NO...ANÁLISE COMPARATIVA DOS CUSTOS DA ABERTURA DE CAPITAL DE UMA MÉDIA EMPRESA NO...
ANÁLISE COMPARATIVA DOS CUSTOS DA ABERTURA DE CAPITAL DE UMA MÉDIA EMPRESA NO...
Douglas R R Santos
 
Termos Técnicos e definições do Mercado Financeiro
Termos Técnicos e definições do Mercado FinanceiroTermos Técnicos e definições do Mercado Financeiro
Termos Técnicos e definições do Mercado Financeiro
Grupo Shield
 
Estrategias de investimentos no mercado financeiro helio santiago-1-50
Estrategias de investimentos no mercado financeiro   helio santiago-1-50Estrategias de investimentos no mercado financeiro   helio santiago-1-50
Estrategias de investimentos no mercado financeiro helio santiago-1-50
Hélio Santiago
 
Regulação do Sistema Bancário II, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG 2014)
Regulação do Sistema Bancário II, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG 2014)Regulação do Sistema Bancário II, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG 2014)
Regulação do Sistema Bancário II, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG 2014)
A. Rui Teixeira Santos
 
Regulação do Sistema Financeiro II, prof. doutor Rui Teixeira Santos (2014)
Regulação do Sistema Financeiro II, prof. doutor Rui Teixeira Santos (2014)Regulação do Sistema Financeiro II, prof. doutor Rui Teixeira Santos (2014)
Regulação do Sistema Financeiro II, prof. doutor Rui Teixeira Santos (2014)
A. Rui Teixeira Santos
 
Mercados de derivativos
Mercados de derivativosMercados de derivativos
Mercados de derivativos
Universidade Pedagogica
 
Como investir-na-bolsa-de-valores
Como investir-na-bolsa-de-valoresComo investir-na-bolsa-de-valores
Como investir-na-bolsa-de-valores
Edson Sousa
 
Atps analise de credito em risco de investimento
Atps analise de credito em risco de investimentoAtps analise de credito em risco de investimento
Atps analise de credito em risco de investimento
Rosangela Santos
 

Semelhante a Abdalla evolution I Mercado Financeiro I Day Trade I Ações I Renda variável I Reanda fixa I B (20)

E-book Mercado Financeiro finanças fáceis
E-book Mercado Financeiro finanças fáceisE-book Mercado Financeiro finanças fáceis
E-book Mercado Financeiro finanças fáceis
 
Mercado financeiro vs instituicoes financeiras
Mercado financeiro vs instituicoes financeirasMercado financeiro vs instituicoes financeiras
Mercado financeiro vs instituicoes financeiras
 
Mercado Forex - Um Guia para Iniciantes
Mercado Forex - Um Guia para IniciantesMercado Forex - Um Guia para Iniciantes
Mercado Forex - Um Guia para Iniciantes
 
Ebook Diego Velasques.pdf
Ebook Diego Velasques.pdfEbook Diego Velasques.pdf
Ebook Diego Velasques.pdf
 
ATPS Administração Financeira e Orçamentaria
ATPS Administração Financeira e OrçamentariaATPS Administração Financeira e Orçamentaria
ATPS Administração Financeira e Orçamentaria
 
ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA EAD-1ª AULA 2021.pptx
ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA EAD-1ª AULA 2021.pptxADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA EAD-1ª AULA 2021.pptx
ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA EAD-1ª AULA 2021.pptx
 
Mercado de capitais bovespa
Mercado de capitais bovespaMercado de capitais bovespa
Mercado de capitais bovespa
 
Manual forex pt
Manual forex ptManual forex pt
Manual forex pt
 
Aula 01 - Adm Financeira.pptx
Aula 01 - Adm Financeira.pptxAula 01 - Adm Financeira.pptx
Aula 01 - Adm Financeira.pptx
 
Analise fundamentalista de empresas helio santiago-1-40
Analise fundamentalista de empresas   helio santiago-1-40Analise fundamentalista de empresas   helio santiago-1-40
Analise fundamentalista de empresas helio santiago-1-40
 
Neon Tipográfica Apresentação_20240321_235721_0000.pdf
Neon Tipográfica Apresentação_20240321_235721_0000.pdfNeon Tipográfica Apresentação_20240321_235721_0000.pdf
Neon Tipográfica Apresentação_20240321_235721_0000.pdf
 
Aula_3_de_Mercado_de_Capitais.pptx
Aula_3_de_Mercado_de_Capitais.pptxAula_3_de_Mercado_de_Capitais.pptx
Aula_3_de_Mercado_de_Capitais.pptx
 
ANÁLISE COMPARATIVA DOS CUSTOS DA ABERTURA DE CAPITAL DE UMA MÉDIA EMPRESA NO...
ANÁLISE COMPARATIVA DOS CUSTOS DA ABERTURA DE CAPITAL DE UMA MÉDIA EMPRESA NO...ANÁLISE COMPARATIVA DOS CUSTOS DA ABERTURA DE CAPITAL DE UMA MÉDIA EMPRESA NO...
ANÁLISE COMPARATIVA DOS CUSTOS DA ABERTURA DE CAPITAL DE UMA MÉDIA EMPRESA NO...
 
Termos Técnicos e definições do Mercado Financeiro
Termos Técnicos e definições do Mercado FinanceiroTermos Técnicos e definições do Mercado Financeiro
Termos Técnicos e definições do Mercado Financeiro
 
Estrategias de investimentos no mercado financeiro helio santiago-1-50
Estrategias de investimentos no mercado financeiro   helio santiago-1-50Estrategias de investimentos no mercado financeiro   helio santiago-1-50
Estrategias de investimentos no mercado financeiro helio santiago-1-50
 
Regulação do Sistema Bancário II, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG 2014)
Regulação do Sistema Bancário II, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG 2014)Regulação do Sistema Bancário II, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG 2014)
Regulação do Sistema Bancário II, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG 2014)
 
Regulação do Sistema Financeiro II, prof. doutor Rui Teixeira Santos (2014)
Regulação do Sistema Financeiro II, prof. doutor Rui Teixeira Santos (2014)Regulação do Sistema Financeiro II, prof. doutor Rui Teixeira Santos (2014)
Regulação do Sistema Financeiro II, prof. doutor Rui Teixeira Santos (2014)
 
Mercados de derivativos
Mercados de derivativosMercados de derivativos
Mercados de derivativos
 
Como investir-na-bolsa-de-valores
Como investir-na-bolsa-de-valoresComo investir-na-bolsa-de-valores
Como investir-na-bolsa-de-valores
 
Atps analise de credito em risco de investimento
Atps analise de credito em risco de investimentoAtps analise de credito em risco de investimento
Atps analise de credito em risco de investimento
 

Último

Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
PatriciaZanoli
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 

Último (20)

Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 

Abdalla evolution I Mercado Financeiro I Day Trade I Ações I Renda variável I Reanda fixa I B

  • 2. Abdalla oferece uma ampla gama de ser​viços especializados sobre o mercado financeiro, acompanhamos nosso clientes em todas as etapas, focando em suas necessidades, apresentando ideias e estrategias eficientes com soluções escaláveis de alta qualidade. CURSO EAD EVOLUTION O EAD Evolution é um curso voltado para iniciantes no mercado financeiro, que ensina o passo a passo para começar a carreira de Trader com sucesso. O curso abrange todos os assuntos essenciais para os iniciantes no mundo do mercado, desde princípios básicos até conteúdos mais técnicos. O EAD Evolution é o treinamento mais completo que você pode encontrar no mercado, pois além das aulas agrupadas em módulos, com linguagem simples e de fácil interpretação com resultados reais para consistência no mercado financeiro, com conteúdo exclusivos alem de educação financeira inteiramente grátis. CLIQUE NO BOTÃO A BAIXO E CONHEÇA AGORA! QUERO CONHECER!
  • 3. Confira alguns depoimentos dos alunos que fazem parte do team Evolution Adriano Teixeira - Artur Nogueira -SP Thalita - Araras - SP Daniel Paiva - Gurinhém - PB Lais - Artur Nogueira - SP CLIQUE NO BOTÃO ABAIXO E COMPRE AGORA MESMO! QUERO COMPRAR!
  • 4. Quer saber como ganhar um desconto adicional ​de 5% na compra do curso? Peça as informações aqui e garanta já. QUERO ATIVAR O DESCONTO AGORA!
  • 5. POR TEMPO INDETERMINADO OU EM QUANTO DURAR AS VAGAS QUERO CONHECER! QUERO CONHECER O COACHING AG​ORA​! QUERO CONHECER! DÚVIDAS FREQUENTES! Nunca estudei nada, posso fazer o curso? Sim, no curso abordaremos desde o iniciante até as técnicas mais avançado que o Team Evolution utiliza, no início recomendamos o curso EAD Evolution, que ajuda no desenvolvimento e entendimento do absoluto zero ate a consistência. Meus resultados serão 100% garantido? Atenção “os resultados podem variar de pessoa a pessoa”, tudo depende da sua disciplina e paciência ate adquirir a consistência.
  • 6. As aulas são gravadas ou ao vivo? As aulas já estão gravadas na plataforma da hotmart. Assim que realiza o pagamento do curso, já são liberadas todas as aulas. Terei assessoria para tirar dúvida? - Você terá acesso a um grupo do whatsapp exclusivo, onde, o Team Evolution estará presente, tirando todas as dúvidas dos alunos. Quais as formas de pagamento? Aceitamos Transferência Bancária (entrar em contato), Pagseguro, Boleto bancário,Pic Pay e Cartão de Crédito, sendo permitido a divisão em até 12x. ©Abdalla Evolution - Todos os Direitos Reservados Contato: Abdallaevolution@gmail.com Seja consistente você também, seja Abdalla Evolution O curso abrange todos os assuntos essenciais para os iniciantes no mundo do mercado, desde princípios básicos até os conteúdos mais técnicos.
  • 7. COACHING QUERO COMPRAR! Curso Evolution QUERO COMPRAR! Curso Alpha QUERO COMPRAR! CONTEÚDO ■ Introdução ao mercado financeiro ■ Tipos de investimentos ■ Educação financeira
  • 8. ■ Psicologia do Trader ■ Onda de Elliot ■ Price action ■ Candlestick na pratica ■ Como escolher uma corretora ■ Plataforma ■ Ferramentas de analise ■ Gerenciamento de Risco ■ Telas operacional ■ Estrategias ■ Suporte e resistência ■ Linhas de Tendência ■ Freqüência de mercado ■ Mercado Mundial ■ Momentos para não operar ■ Operando na prática ■ Darf ■ Do 0 a consistência ■ Estrategia Evolution
  • 9. QUERO COMPRAR EAD EVOLUTION! ALPHA ■ ALEM DE TODO CONTEÚDO DO EVOLUTION. ■ ACOMPANHAMENTOS EXCLUSIVOS. ■ UM PREGÃO DE ACOMPANHAMENTO. ■ 40% DE DESCONTO NA AQUISIÇÃO DE COACHING PRESENCIAL/ONLINE. ■ SUPORTE POR 3 MESES.
  • 10. QUERO COMPRAR O EAD ALPHA D
  • 11. o Zero a Consistência em 3 meses! Método testado e aprovado pelo team Evolution Quero Comprar! Quero Conhecer o ​muitos produtos são comercializados, e mercados especializados, onde apenas um tipo de mercadoria é negociada. Os mercados funcionam colocando muitos compradores e vendedores Coaching agora! QUERO CONHECER! QUERO VOLTAR A PAGINA INICIAL! RAMO DE ATUAÇÃO! MERCADO FINANCEIRO Em​ economia​ e​ finanças​, ​mercado financeiro​ é como se denomina todo o universo que envolve as operações de compra e venda de​ ativos financeiros​, tais como​ valores mobiliários​ (​ações​,​ obrigações​, etc.),​ mercadorias​ (pedras
  • 12. preciosas, commodities, etc.) e​ câmbio​. É todo o ambiente em que ocorrem as operações de​ investimentos financeiros​. Existem mercados gerais, onde interessados num mesmo "local", tornando assim mais fácil encontrarem-se uns aos outros. Uma economia que depende principalmente de interações entre compradores e vendedores para alocar recursos é conhecida como uma​ economia de mercado​, em contraste a​ economia de comando​ ou com a economia de não-mercado​, como é exemplo a​ economia de doação​. Economistas como o​ americano​ Milton Friedman​ e o​ austríaco​ Friedrich Hayek​, ambos ganhadores do​ Prêmio Nobel​ de economia, afirmam que este setor é um dos principais responsáveis por potencializar o crescimento econômico, gerando consequente desenvolvimento humano e, portanto, aumentando a qualidade de vida e o bem-estar da sociedade. A​ B3​, antiga BOVESPA, é a​ bolsa de valores​ oficial do​ Brasil​, sediada na cidade de​ São Paulo​. O​ mercado de ações​ é uma subdivisão do mercado financeiro. Em​ finanças​, os mercados financeiros permitem: ■ A angariação de​ capital​ (no​ mercado de capitais​) ■ A transferência de​ risco​ (no mercado de​ derivativos​, que são títulos futuros) ■ O​ comércio internacional​ (no mercado de​ divisas​, sinônimo de moeda) Um exemplo conhecido é um processo de​ financiamento​. Normalmente, quem quer ser financiado emite um​ recibo​ ao seu financiador, prometendo restituir o capital investido. Essas receitas são​ títulos​, que podem ser comprados ou vendidos livremente. Em troca do empréstimo de dinheiro,
  • 13. quem o concede (financiador) espera uma compensação sob a forma de​ juros ou​ dividendos​. Em​ matemática financeira​, o conceito de um mercado financeiro é definido em termos de um​ processo estocástico​ de​ movimento Browniano​ em tempo contínuo O mercado financeiro pode ser dividido em quatro grandes​ mercados ■ Mercado de capitais​: é um meio de distribuição de valores mobiliários, que tem o objetivo de gerar liquidez aos títulos emitidos pelas empresas e viabilizar o seu processo de capitalização. Isto quer dizer que o objetivo é direcionar os recursos financeiros da sociedade para o comércio, a indústria e outras atividades econômicas, assim remunerando melhor o investidor. Fazem parte desta área a compra e a venda de​ ações​, debêntures​, etc.​]​; ■ Mercado de crédito​: atuam neste segmento diversas instituições financeiras e não financeiras prestando serviços de intermediação de recursos de curto, médio e longo prazo para agentes deficitários que necessitam de recursos para consumo ou capital de giro.É o segmento onde ocorrem operações de​ empréstimo​, arrendamento​,​ financiamento​, etc.; ■ Mercado de câmbio​: é onde são negociadas as trocas de moedas estrangeiras (​dólar​,​ euro​,​ yuan​, etc.). ■ Mercado monetário​: é o mercado onde se concentram as operações para controle da oferta de moeda e das taxas de juros de curto e curtíssimo prazo com vistas a garantir a liquidez da economia.​[14]​ Abrange toda a rede de entidades ou órgãos
  • 14. financeiros que negociam títulos ou valores, concedendo empréstimos a empresas ou particulares a curto prazo, em troca do pagamento de juros. Sociologia do mercado financeiro A Sociologia ainda tem poucas produções sobre o que forma os mercados financeiros, uma vez que eles são uma instituição em constante mudança que há pouco tempo tem reflexos palpáveis na organização social e instituições tradicionais. Nesse sentido, os esforços de autoras como Karen Ho e Annelise Riles retratam bem quem faz os grandes centros financeiros, desde os responsáveis pelo setor de trading (compra e venda de ativos) até quem trabalha no back-office (setor operacional, que vai desde advogados que formulam contratos até operadores de mesas de câmbio). No que tange à questão do trabalho nessas instituições, tanto as antropólogas como o economista Costas Lapavitsas, em um livro publicado em 2016, “Profiting Without Producing: how finance exploits us all”, notam que, à revelia do crescimento do valor e da influência das instituições financeiras no desenvolvimento da economia mundial, isso não se refletiu na contratação de mais trabalhadores. Esta constatação leva a duas conclusões: a primeira é de que grande parte do trabalho dentro dos mercados financeiros é automatizado e baseado no desenvolvimento constante de novas tecnologias que tornem as transações cada vez mais rápidas e que favoreçam o autoatendimento de seus clientes – inserindo, dessa forma, uma parcela maior da população no sistema bancário e financeiro – e a segunda aparece quando a lente é colocada sobre quem trabalha dentro dessas
  • 15. instituições, onde há uma cultura já consolidada de competição interna e de altos níveis de exploração, sem garantia de contrapartida financeira para esses trabalhadores. Quando, no entanto, a lente é colocada sobre a “elite” dos mercados, nota-se que, assim como nos ambientes nacionais, existe em curso o surgimento de uma nova “elite internacional”, formada nas mesmas instituições, com as mesmas origens e cultura, que reproduz a separação entre quem comanda o processo e quem opera para que o mercado consiga funcionar. Importância do direito O Direito desempenhou um papel fundamental durante o adensamento do processo de financeirização mundial. Costas Lapavitsas, em seu livro: “Profiting Without Producing – How Finance Exploits Us All” retrata, em determinada parte da obra, como ocorreu essa evolução financeira, destacando a importância da regulação como parte do desenvolvimento. A seguir será exposta, com base no trabalho do Lapavitsas, a arquitetura jurídica da financeirização. Logo após a Segunda Guerra Mundial, havia a visão baseada no keynesianismo e estimulada pelo fantasma da crise de 1930, de que as finanças precisavam ser controladas de forma a estabilizar o sistema de acumulação capitalista. O controle era feito tanto no interior dos Estados, quanto de forma externa, no sistema internacional. No âmbito interno, o grande destaque e marco jurídico do período foi a introdução do Glass Steagall Act em 1933 nos Estados Unidos, pelo qual eram limitadas as associações dos bancos, separando os de investimento dos comerciais, assim como a emissão de títulos. Já no meio externo, a evidência é
  • 16. principalmente do acordo de Bretton Woods de 1944, o qual garantia a relevância do dólar como moeda do sistema financeiro internacional, sendo que poderia ser convertido para seu valor em ouro. Foi o sistema Bretton Woods que delineou o capitalismo no pós Segunda Guerra Mundial. Logo, com o fim do acordo na década de 1970, essa época de grande controle sobre os sistemas financeiros declinou. Também com a ajuda da expansão dos “euromarkets” que começaram a surgir já por volta de 1960, pelos quais as corporações conseguiam negociar fora dos controles estatais. Tais mudanças afetaram permanentemente o sistema financeiro. Na década de 1980 tem início o que Lapavitsas chama de a era da financeirização. Após o declínio da antiga forma de regulação do sistema financeiro o que surge não é a completa ausência de controle, mas uma mudança em sua natureza. O foco agora é moderar cada instituição financeira não como um sistema, mas individualmente. O olhar passa a ser mais liberal e microeconômico, com os órgãos públicos tendo centralidade para o funcionamento dessa nova conjuntura financeira. Nesse novo cenário a regulação existe para corrigir possíveis falhas do mercado, possuindo três características fundamentais, segundo Lapavitsas. Primeiramente os bancos centrais dos países passam a ter o papel de “lender of last resort”, também, são feitas garantias de segurança para depósito tendo em vista estabilizar a confiabilidade entre o banco e o povo, o terceiro princípio, de suma importância para a financeirização tem respaldo na expressão “too big to fail” em que, o Estado se torna obrigado a proteger as instituições financeiras devido aos grandes impactos que sua queda poderia causar na economia, ocasionando lucros e segurança para os bancos e incertezas para o povo. As conseqüências de um colapso nesse sistema e da
  • 17. falha dessa forma de regulação foram sentidas mundialmente durante a crise de 2007, gerando questionamentos e teorias sobre o desenrolar da financeirização. Dessa maneira, é possível notar como o direito agiu de forma a possibilitar o ambiente necessário para o desenvolvimento do fenômeno da financeirização. Tendo nas primeiras décadas do Século XX, estabelecido os moldes do capitalismo mundial com o advento do sistema Bretton Woods e leis nacionais como o Glass Steagall Act de países desenvolvidos como os Estados Unidos, lançaram tendências que foram seguidas mundialmente. E, mais tarde, as redes de proteção oferecidas pelas entidades nacionais às instituições financeiras. Hoje, o direito, ainda permeia diversos aspectos da financeirização, como por exemplo, as instituições financeiras internacionais buscam leis mais seguras e previsíveis, do que aquelas tidas como parte de sistemas incompletos que provocam incertezas para os investidores. Esse tema da segurança jurídica é apenas um dentro dos diversos papéis que o direito ainda possui na atual conjuntura das finanças. Financeirização O processo que ficou conhecido como financeirização é uma fase do desenvolvimento do sistema capitalista caracterizado pelo aumento da liberdade e fluidez dos fluxos de capital entre os países e pelo surgimento de novos atores e de uma nova dinâmica de funcionamento dentro dos mercados financeiros, como o surgimento de diversos ativos e produtos financeiros e seus derivados, previamente dominados por grandes
  • 18. corporações e bancos comerciais, com forte influência estatal e regulamentação dentro dos espaços nacionais. Ao final da 2ª Guerra Mundial, as principais economias mundiais se encontraram e redigiram um acordo que pautaria as regras da economia mundial a partir daquele momento, o que ficou conhecido como o Acordo de Bretton Woods, em 1946, que instaurou a política conhecida como “Estado de Bem-Estar Social”, tendo como inspiração teórica a Macroeconomia de John Maynard Keynes, lançada pouco tempo antes e que previa a necessidade de intervenção estatal tanto para recuperação quanto para o desenvolvimento das economias, partindo da análise de agregados macroeconômicos (PIB, renda, despesas, investimento e poupança) e de índices como inflação e desemprego. Essa estrutura político-econômica serviu para que os países pudessem recuperar suas economias e fizessem os índices econômicos e sociais se manterem em patamares saudáveis durante os anos 1950 e 1960. Em 1973, quando o presidente dos Estados Unidos à época, Richard Nixon, desvinculou a taxa de câmbio do dólar à taxa de conversão do ouro, teve fim o Acordo de Bretton Woods. No mesmo período, já no âmbito da Terceira Revolução Industrial, há um aumento da importância do setor financeiro dentro das economias nacionais. Antes disso, sua participação era muito modesta e tinha como finalidade financiar a produção das grandes empresas. A partir deste momento, “as taxas de lucro [das empresas transnacionais] permaneceram abaixo dos níveis de 1950 e 1960, o desemprego, no geral, subiu e se manteve enquanto os salários reais não mostraram nenhuma tendência sólida de crescimento”​[16]​.
  • 19. Assim, ao final dos anos 1970 e início dos anos 1980, sob o comando de Margaret Thatcher e Ronald Reagan, teve início a chamada “Reforma Conservadora”, que desregulamentou boa parte dos ativos e alimentou o funcionamento dos mercados financeiros através do aumento exponencial da dívida pública e da criação dos “derivativos” – produtos financeiros fechados em contrato entre duas partes nos quais o preço deste é definido através do preço de um outro produto no futuro, quando o valor deste contrato será pago. O produto cujo preço determina o valor derivado do contrato pode variar desde uma commodity ao preço de uma moeda. Entretanto, nos anos 1980, as novas políticas de reajuste do funcionamento dos mercados estavam ainda restritas aos países do “Norte”, principalmente Estados Unidos, Europa e Japão, o que gerou um processo intensivo de concentração de capital nesses países, gerando um desequilíbrio acentuado dentro do sistema internacional. Nesse momento, fica clara a importância da política para a expansão dos ideias neoliberais e a inserção de “mercados emergentes” no processo de financeirização, uma vez que estes países (como foi o caso do Brasil e do México) estavam com dívidas públicas altíssimas e se mostraram incapazes de atrair capital suficiente para financiar seu crescimento. Nesse ínterim, entram em cena organizações internacionais como o FMI (Fundo Monetário Internacional) e o Banco Mundial, que, ao salvar países subdesenvolvidos da bancarrota, impõem uma série de medidas que devem ser tomadas por estes governos, de forma que eles se tornem países mais atrativos ao investimento externo e assim possam financiar o seu desenvolvimento, no documento conhecido como “Consenso de Washington”, em 1988.
  • 20. Desde então, a gestão dos países subdesenvolvidos sempre está envolvida em questões de gastos públicos para atração de investimentos externos, numa era em que a produção industrial tem baixas taxas de lucro, o emprego e os salários são cada vez mais flexibilizados para que, progressivamente, o “lucro não-investido” de empresas seja aplicado em mercados financeiros e produtos que nada têm a ver com a produção, de forma a gerar “dinheiro que gera mais dinheiro”, em um espaço onde a produção de capital perde espaço para a circulação, que passa a ser o fator fundamental da análise do processo de acumula Financeirização no Brasil Roberto Grün em seu trabalho: “Decifra-me ou Te Devoro! As Finanças e a Sociedade Brasileira” defende a tese de que o Brasil passou por uma construção de dominação cultural financeira, na qual não somente permeia os meios econômicos mas, também a cultura, uma espécie de visão de mundo que procura explicar e resolver os problemas do Brasil por meio de seu olhar “imbatível”, da lógica financeira. A construção dessa dominação começa por volta de 1970 em que os pontos centrais eram as grandes empresas nacionais, juntamente com os projetos desenvolvimentistas e com o “milagre econômico”. Entretanto, com o advento do governo Collor essa perspectiva começa a mudar, passando da centralidade da grande empresa, para o foco no indivíduo, sendo tal processo aprofundado durante o governo FHC, com as privatizações das empresas estatais e os limites impostos aos mercados sendo vistos como algo negativo e contrário ao progresso.
  • 21. A mudança da imagem do que constitui o mercado financeiro, antes visto como um jogo de apostas é agora um mercado de investimentos, essa mudança é um exemplo de como as mentalidades foram sendo moldadas para abraçarem esse novo método financeiro. Outro ponto que contribuiu para o avanço da dominação foram as chamadas inovações financeiras, como a governança corporativa que por meio de processos nas empresas colabora para que funcionários passem a pensar e a se comportar buscando os objetivos dos acionistas, as altas taxas de juros brasileiras que são justificadas devido a um componente moral da sociedade também são simbólicas dessa dominação. Segundo Grun, essa dominação cultural é difícil de ser superada devido à legitimidade que advém por intermédio da opinião das elites do país e validada através de teorias intelectuais que corroboram para a permanência do status quo. DAY TRADE Day trading​, ​day​(-)​trade​ ou ​intraday trading​ (do​ inglês​, literalmente: compra e venda no mesmo dia), é uma modalidade de negociação utilizada em mercados financeiros​ (como​ bolsa de valores​), que tem por objetivo a obtenção de​ lucro​ com a oscilação de preço, ao longo do dia, de​ ativos financeiros​. O especulador, profissional ou amador, de day trading é chamado de day trader. Tal atividade ganhou impulso com o estabelecimento de bolsas como a​ NASDAQ​ (cuja primeira sessão ocorreu em​ 1971​), e de plataformas de negociação eletrônicas, que se tornaram populares pela​ internet​, ao final da década de 1990.
  • 22. O day trading consiste na compra e venda, ou​ venda​ e recompra de um mesmo ativo financeiro (que pode se tratar de​ ações​,​ derivativos​, commodities​ ou​ moedas​) no mesmo dia, pelo mesmo especulador ou por meio de uma mesma​ sociedade corretora​. Dependendo do prazo entre a compra e venda diferentes, termos específicos, como Scalping são empregados para caracterizar a operação. Neste contexto, negócios de arbitragem​ são - na maioria - efetuados entre segundos, ou até centésimos ou mesmo milésimos de segundos, como no caso das chamadas Operações de Alta Frequência (em inglês HFT, High Frequency Trading). Ao se utilizar da​ alavancagem financeira​, através de recursos como margin trading ou margin buying (uma forma de financiar as transações diárias), para minimizar o peso dos​ custos de transação​ (como taxa de corretagem, emolumentos, Impostos etc) envolvidos, o daytrader também maximiza os riscos. O Day trading é uma operação altamente especulativa que tanto pode eventualmente trazer ganhos acima da média do mercado para operadores de grande porte ou considerável experiência de mercado, que tenham rígido controle de risco​; como também (nas médias​ estatística​ e​ probabilística​) caracterizar-se pelo alto risco e a tendência de gerar vultosos prejuízos aos operadores com pouca experiência de mercado, especialmente os de pequeno e médio porte, e que além disso tenham controle de risco frouxo ou inexistente. Conforme estudos da FGV, cerca de 97% dos investidores daytraders perdem dinheiro, e quanto mais tentam mais perdem. Existem vários tipos de day trader, entre eles os institucionais, que trabalham para as instituições financeiras e têm certas vantagens devido ao seu acesso a mais recursos, ferramentas, equipamentos, grandes quantidades de capital
  • 23. e alavancagem, grande disponibilidade de fluxos de fundos para negociar continuamente no mercados, linhas dedicadas e diretas para centros de dados e de intercâmbio, de comércio e software analítico, equipes de apoio para ajudar e muito mais. Existem também os retail day traders, que usam corretoras de varejo e, geralmente, o comércio com seu próprio capital, e os​ algo traders​, que usam programas de computador​ e outras ferramentas para entrar com ordens de negociação automaticamente. Pelo fato de tudo isso acontece com o auxílio do algoritmo de computador, esse processo também é chamado de negociação algorítmica (algo trading, em inglês). RENDA FIXA Renda fixa é um termo que se refere a qualquer tipo de investimento que possui regras de remuneração definidas no momento da aplicação no título. Essas regras estipulam o prazo e a forma que a remuneração será calculada e paga ao investidor. A renda fixa é a modalidade de investimento mais procurada pelos investidores que procuram rendimentos mais estáveis e segurança. É o primeiro tipo de investimento que você deve fazer caso não tenha nenhuma​ reserva de emergência​, por exemplo. Chama-se renda fixa justamente porque possui uma ​rentabilidade previsível​. Ela pode ser fixada em um percentual mensal ou seguir algum índice como a taxa Selic, o CDI, a inflação ou outro.
  • 24. O​ índice de referência mais comum na renda fixa é o​ CDI​. Na Rico, você encontrará muitos investimentos que rendem desde 90% ou até mais 130% do CDI. Alguns ativos também são indexados pela Taxa Selic, que está cotada a 6% a.a. (Agosto/2019), menor patamar histórico desde a sua criação. Com isso, os rendimentos da renda fixa também estão em baixa. No entanto, você vai entender nesse artigo que essa continua sendo uma boa opção para quem busca segurança e rentabilidade. Como nos investimentos em geral, esta categoria também oferece ativos com perfis de riscos e objetivos variados. Diante disso, preparamos um guia completo com tudo que você precisa saber sobre renda fixa e dicas incríveis para você investir com ​rentabilidade e segurança​ ainda hoje: ■ O que é aplicação de renda fixa? ■ Como funciona a renda fixa ■ Vantagens e desvantagens de investir em renda fixa ■ Renda fixa ou renda variável? ■ Modalidades dos títulos de renda fixa ■ Tipos de investimento em renda fixa ■ Qual é a rentabilidade dos investimentos de renda fixa? Confira o Simulador ■ Custos e taxas para aplicar em renda fixa ■ Investir em renda fixa por banco ou corretora? ■ Como investir em renda fixa com segurança Se você tiver qualquer dúvida, deixe um comentário no final da página.
  • 25. Boa leitura! O que é Renda Fixa? A renda fixa é uma modalidade de investimento onde a rentabilidade é previsível. O ideal é que seja o seu primeiro tipo de investimento, principalmente se você é um iniciante. É arriscado começar a investir na Bolsa de Valores se não tem investimentos mais seguros e garantidos na renda fixa, por exemplo. E esse é um erro que muitas pessoas cometem. Elas preferem a chance de ganhar muito, mesmo sem ter um ​patrimônio construído e garantido. Não seja uma dessas pessoas que prefere se arriscar no 'incerto' antes de garantir o 'certo'. A renda fixa pode trazer rendimentos previsíveis e deve ser a base do seu patrimônio. Mas como dito, é uma ​categoria de investimentos​. Existem diversos tipos de aplicações na renda fixa. Elas são caracterizadas por objetivos, risco, emissor, rentabilidade etc. Veja abaixo os investimentos mais populares da renda fixa: ■ Poupança​ (um dos piores investimentos da renda fixa) ■ CDB ■ Tesouro Direto ■ LCI e LCA ■ Letra de Câmbio ■ CRI/CRA
  • 26. Ela pode ser emitida por instituições financeiras privadas e públicas, como os bancos, empresas ou pelo governo. Como Funciona a Renda Fixa? Os investimentos de renda fixa ​funcionam como um empréstimo do seu dinheiro​ para o emissor. Em troca, você recebe uma taxa de rentabilidade fixa, que é definida no momento da compra. A quantia captada é utilizada para o financiamento de projetos, pagamento de dívidas ou desenvolvimento de áreas específicas, como o agronegócio e o setor imobiliário, por exemplo. Então, ao investir em títulos de renda fixa ​você ganha dinheiro​ e ainda auxilia no crescimento de instituições e setores importantes para a economia. Qual é o Rendimento da Renda Fixa? O rendimento da renda fixa, apesar do nome, varia de acordo com o investimento escolhido. A principal referência nesta categoria de investimentos é o​ CDI (Certificado de Depósito Interbancário)​ que segue de perto a taxa básica de juros.
  • 27. Em outras palavras, o rendimento mínimo que normalmente um investidor de renda fixa espera é de 100% do CDI. Caso haja isenção de impostos, um ativo de renda fixa pode render menos que 100% de CDI. Mas investir e ter um rendimento muito menor do que este, significa que você aplicou e teve uma performance abaixo da principal referência de mercado. O Tesouro Selic é um investimento de renda fixa que possui um rendimento seguro de quase 100% do CDI. Esse investimento pode ser resgatado a qualquer momento porque possui liquidez diária. Outros investimentos da renda fixa podem render muito mais que o CDI, caso você abra mão de um pouco de segurança, prazo e/ou liquidez. Um bom exemplo é o Tesouro IPCA+. Ele pode render muito mais que o Tesouro Selic, mas caso seja vendido antes da hora, pode ser que ele tenha uma performance negativa caso o mercado esteja em uma tendência de baixa. AÇÕES Ações, também chamadas simplesmente de "papéis", são as parcelas que compõem o capital social de uma empresa, ou seja, são as unidades de títulos emitidas por sociedades anônimas. Quando as ações são emitidas por companhias abertas ou assemelhadas, são negociados em bolsa de valores ou no mercado de balcão. Tipos de ações Existem dois tipos de ação:
  • 28. ■ Ordinárias nominativas (ON)​ - Ação que proporciona participação nos resultados​ econômicos​ de uma empresa. Confere a seu titular o direito de​ voto​ em​ assembleia​. Não dão direito preferencial a​ dividendos​. ■ Preferenciais​ nominativas (PN)​ - Ação que oferece a seu detentor​ prioridades​ no recebimento de dividendos e/ou, no caso de​ dissolução​ da empresa, no​ reembolso​ de​ capital​. Em geral, não concede direito a​ voto​ em assembleia. As ações também podem ser diferenciadas por classes: A, B, C ou alguma outra letra que apareça após o "ON" ou o "PN". As características de cada classe são estabelecidas pela empresa emissora da ação, em seu​ estatuto social​. Essas diferenças variam de empresa para empresa, portanto não é possível fazer uma definição geral das classes de ações. Uma ​ação endossável​ é uma ação nominativa que pode ser transferida mediante simples​ endosso​ no verso. De acordo com o tipo de registro podem ser classificadas como: ■ Nominativas​:​ Cautela ou certificado que apresenta o nome do acionista​, cuja transferência é feita com a entrega da cautela e a averbação do termo, em livro próprio da sociedade emitente e identificada pelo acionista. ■ Escriturais:​ não são representadas por cautela ou certificado. Funciona como uma​ conta corrente​, na qual os valores são lançados a​ débito​ ou a​ crédito​ dos acionistas. Não há movimentação física de documentos. Por exemplo, as ações
  • 29. negociadas no​ Brasil​ na​ Bovespa​ e no​ mercado de balcão organizado são deste tipo. ■ Ao portador:​ Sem identificação de propriedade. São de quem apresentar as ações. Desde​ 1990​ o Brasil não possui mais ações dessa forma, como forma de coibir o uso desses papéis na lavagem de dinheiro​. Pela liquidez do papel: ■ Primeira linha ou​ blue chips​:​ grande volume negociado, grande número de vendedores e compradores; ■ Segunda linha:​ ações menos negociadas. Pelo grau de​ capitalização de mercado​ da empresa: ■ Large caps:​ alta​ capitalização ■ Mid caps:​ média capitalização ■ Small caps​:​ baixa capitalização Pelo tipo de mercado que são vendidos: ■ Mercado integral (lote-padrão):​ Lote de​ títulos​ que apresentam múltiplos da quantidade estabelecida como lote padrão. Essa quantidade de títulos é prefixada pelas bolsas de valores. Quando um investidor opera comprando ou vendendo em múltiplos do lote padrão, sua ordem cai no Mercado Integral, onde estará disponível para investidores de maior porte, que também estão operando dentro do lote padrão. ■ Mercado fracionário (lote fracionário):​ Lote de títulos que apresenta uma quantidade de ações inferior ao lote-padrão estabelecido. Quando um investidor opera comprando ou
  • 30. vendendo em quantidades abaixo do lote padrão, sua ordem cai em um mercado paralelo chamado de Mercado Fracionário, onde estará disponível somente para investidores de pequeno porte, os quais também estão operando abaixo do lote padrão. RENDA VARIÁVEL Ativos de renda variável são aqueles cuja remuneração ou retorno de capital não pode ser dimensionado no momento da aplicação, podendo variar positivamente ou negativamente, de acordo com as expectativas do mercado. Então, ao investir nesta categoria, você não tem certeza do quanto o seu dinheiro irá render ao longo do tempo. Já na​ renda fixa​, ocorre o oposto, pois os investimentos possuem taxa de rentabilidade definida no momento da compra. Desta forma, você consegue calcular quanto o seu capital deverá render até a data do resgate. A renda variável possui esta volatilidade, pois os investimentos variam conforme as expectativas dos investidores quanto a fatores como: ■ Empresa ou ativo principal (commodity, imóvel ou moeda) ■ Cenário econômico e político local e externo ■ Setor de atuação Por se tratar de fatores que mudam ao longo do tempo, algo que hoje é lucrativo e bem visto pode se tornar pouco apreciado pelo mercado em um curto espaço de tempo.
  • 31. Assim, não é possível saber qual será a visão dos investidores em relação ao ativo que você possui, uma vez que todo o cenário esperado poderá não se concretizar. A renda variável possui volatilidade e isso é natural no mercado. Caso você queira ter bons lucros investindo em ações, é preciso aceitar esse risco de curto prazo. O que é um Título de Renda Variável? O mais comum é a ação, que nada mais é do que título emitido por empresas grandes e instituições a fim de captar recursos. Esse dinheiro captado é usado para realizar investimentos, pagar contas, desenvolver novos produtos. Por exemplo, uma ação representa uma pequena parte de uma empresa de capital aberto. Se essa empresa der lucro e crescer, ela será mais valorizada na​ Bolsa de Valores​, assim você lucra com sua valorização e possíveis dividendos. No entanto, existem muitos outros títulos além das ações no mercado de renda variável. Veja alguns deles abaixo: ■ Ações ■ Contratos futuros
  • 32. ■ Opções ■ ETFs ■ Commodities ■ Câmbio B3 B3​ (estilizado como ​[B]³​ em referência às letras iniciais de Brasil, Bolsa, Balcão) é a​ bolsa de valores​ oficial do​ Brasil​, sediada na cidade de​ São Paulo​. Em 2017, era a quinta maior​ bolsa​ de​ mercado de capitais​ e​ financeiro do mundo, com patrimônio de 13 bilhões de dólares. A B3 surgiu sob o formato atual após a fusão da Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros de São Paulo (​BM&FBOVESPA​) com a Central de Custódia e de Liquidação Financeira de Títulos (​CETIP​), aprovada pela Comissão de Valores Mobiliários​ (CVM) e pelo​ Conselho Administrativo de Defesa Econômica​ (CADE) em 22 de março de 2017.​[​A BM&FBOVESPA havia surgido em 8 de maio de 2008, quando houve a fusão da Bolsa de Valores de São Paulo (​Bovespa​), cuja criação remonta a 1890, e a Bolsa de Mercadorias e Futuros (​BM&F​), fundada em 1917. A B3 está ligada a todas as bolsas de valores brasileiras, incluindo a​ Bolsa de Valores do Rio de Janeiro​ (BVRJ), onde são negociados apenas títulos. O indicador de referência é o​ Ibovespa​. Em 29 de agosto de 2014 as empresas cotadas na Bovespa bateram o maior recorde da história em​ valor de mercado​, todas as 328 companhias listadas na bolsa brasileira valiam 2,595 trilhões de​ reais​. A bolsa é uma entidade autorreguladora que opera sob a supervisão da​ Comissão de Valores Mobiliários​ (CVM).
  • 33. Acompanhamento Do zero a consistência venha ser Abdalla Evolution Coaching é uma forma de desenvolvimento na qual alguém denominado coach ou um profissional, ajuda um iniciante ou cliente a adquirir um objetivo pessoal ou profissional específico através de treinamento e orientação. Abadalla tem os melhores profissionais capacitados para orientar e lhe ajudar a atingir seus objetivos 2 HORA 4 HORA 8 HORA 1 SEMANA
  • 34. Fazemos um coaching presencial ou online por duas horas para suprir todas as suas duvidas e necessidades QUERO COMPRAR! Fazemos um coaching presencial ou online por quatro horas para suprir todas as suas duvidas e necessidades QUERO COMPRAR! Fazemos um coaching presencial ou online por um pregão para suprir todas as suas duvidas e necessidades alem de digas configuração de plataformas e ajudas com analises e estrategias exclusivas QUERO COMPRAR!
  • 35. Fazemos um coaching presencial ou online por um semana para suprir todas as suas duvidas e necessidades, alem de digas configuração de plataformas e ajudas com analises e estrategias exclusivas QUERO COMPRAR! "Apos pagamento nos envie o comprovante por e-mail: Abdallaevolution@gmail.com para marcar seu coaching, venha você também fazer parte desta equipe que mais cresce no brasil, somo todos abdalla." Venha fazer parte do Team Evolution