SlideShare uma empresa Scribd logo
Universidade PresbiterianaUniversidade Presbiteriana
MackenzieMackenzie
O Sistema Financeiro
Nacional – uma visão
geral
Prof. Dr. Vivaldo José BreternitzProf. Dr. Vivaldo José Breternitz
Faculdade de Computação e Informática
• Existem diversos personagens no mercado financeiro,
alguns com excesso de recursos e dispostos a investi-
los, outros precisando de recursos visando atender
suas necessidades de caixa.
• O “local” onde esses personagens se encontram é o
Sistema Financeiro Nacional, onde instituições
captam a poupança dos investidores e transferem para
aqueles que necessitam de recursos.
• Esse processo é chamado intermediação financeira
SFN
Subsistema
Normativo
Subsistema de
Intermediação
Conselho Monetário Nacional
Banco Central do Brasil
Comissão de Valores Mobiliários
Superintendência de Seguros Privados - SUSEP
Secretaria de Previdência Complementar
Agentes Especiais
Demais Instituições
• Banco do Brasil
• BNDES
•Caixa Econômica Federal
• Bancos Múltiplos
• Bancos Comerciais
• Bancos de Desenvolvimento
• Sociedades de Crédito Financiamento e
Investimento
• Corretoras e Distribuidoras
• Bolsas
Estrutura básica
do SFN
CONSELHO MONETÁRIO NACIONAL
• É o responsável por expedir as diretrizes gerais para o bom
funcionamento do Sistema Financeiro Nacional. Suas
principais atribuições são:
– Estabelecer as diretrizes gerais das políticas monetária, cambial e
creditícia. Por exemplo, é competência do CMN definir a meta de
inflação no País e disciplinar todos os tipos de crédito.
– Regular as condições de constituição, funcionamento e fiscalização
das instituições financeiras.
– Estabelecer medidas de prevenção ou correção de desequilíbrios
econômicos.
• É um órgão normativo, não é executor - ele regula o
funcionamento e a fiscalização das instituições financeiras,
mas quem fiscaliza, são o Banco Central e a CVM.
BANCO CENTRAL DO BRASIL
• É o principal executor das orientações do Conselho Monetário
Nacional e responsável por garantir o poder de compra da moeda
nacional, combatendo a inflação. Dentre suas atribuições estão:
– Autorizar o funcionamento e fiscalizar as instituições financeiras.
– Efetuar operações de compra e venda de títulos públicos federais.
– Receber recolhimentos compulsórios das instituições financeiras.
– Realizar operações de empréstimo às instituições financeiras.
– Exercer o controle de crédito e da movimentação de capitais estrangeiros.
– Emitir moeda.
COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
• É responsável por regulamentar, desenvolver, controlar e
fiscalizar o mercado de valores mobiliários do país,
promovendo medidas incentivadoras para a canalização de
poupança de investimentos ao mercado de capitais - é
competência da CVM tudo que diz respeito a valores
mobiliários - ações, por exemplo, são valores mobiliários.
Para este fim, procura:
– assegurar o funcionamento eficiente dos mercados de capitais (bolsas
de valores e mercado de balcão);
– das instituições operadoras do mercado de capitais;
– proteger os investidores, coibir fraudes e manipulação do mercado;
– assegurar transparência de informações do mercado de capitais
SUSEP
• é responsável pelo
controle e
fiscalização dos
mercados de
seguro, resseguro,
previdência privada
aberta e
capitalização
Secretaria da Previdência Complementar
• responsável por
fiscalizar as
atividades das
entidades
fechadas de
Previdência
Complementar
(fundos de
pensão).
Agentes Especiais
• O Banco do Brasil e a CEF são assim
chamados por terem algumas
funções um pouco diferentes dos
demais bancos, mas que no
momento não nos interessam
• O BNDES: empresa pública federal,
é o principal instrumento de
financiamento de longo prazo para
investimentos em todos os
segmentos da economia, incluindo
as dimensões social, regional e
ambiental.
Demais instituições
Bancos múltiplos e comerciais
• Há algumas diferenças entre os bancos múltiplos e os bancos
comerciais, mas que não interessam em nosso curso. De maneira
simplificada, podemos dizer que bancos são instituições
financeiras que realizam operações ativas (operações de crédito),
passivas (operações de captação) e serviços diversos como:
– Contas correntes;
– Empréstimos;
– Investimentos (CDBs, p. ex)
– Crédito e financiamento (financeiras);
– Arrendamento mercantil (leasing).
• Alguns desses serviços podem ser efetuados por instituições
financeiras especializadas, como veremos mais à frente
Bancos múltiplos e comerciais –
bancos/carteiras de investimento
• Um tipo mais especializado de banco são os bancos de
investimento, instituições financeiras especializadas em:
• financiamento de capital fixo e capital de giro, a médio e longo
prazos;
• administração de recursos de terceiros (administração e venda de
fundos de investimento);
• Os bancos de investimento frequentemente são carteiras
(partes) dos bancos múltiplos.
Bancos de desenvolvimento
• são instituições financeiras controladas pelos governos
estaduais, e têm como objetivo proporcionar os
recursos necessários ao financiamento, a médio e a
longo prazos, de programas e projetos que visem a
promover o desenvolvimento econômico e social do
respectivo Estado
Sociedades de crédito,
financiamento e investimento
• também conhecidas
por financeiras, têm
como objetivo
básico a realização
de financiamento
para a aquisição de
bens, serviços e
capital de giro.
CORRETORAS E DISTRIBUIDORAS DE TÍTULOS E
VALORES MOBILIÁRIOS
• são instituições cuja área de atuação é, basicamente, o mercado
acionário, de câmbio e de commodities (mercadorias). Dentre
suas principais funções estão:
– operar em bolsas por conta própria e de terceiros;
– administração de carteiras e custódia de títulos e valores mobiliários;
– instituir, organizar e administrar fundos e clubes de investimento;
– intermediar operações de câmbio;
– praticar operações de compra e venda de metais preciosos e outras
mercadorias , no mercado físico, por conta própria e de terceiros.
• As distribuidoras podem ser vistas como corretoras que não
podem realizar algumas das atividades destas (essa diferença não
nos interessa no momento)
BOLSAS
• Em termos práticos, temos no Brasil uma empresa chamada
BM&FBOVESPA S.A. – Bolsa de Valores, Mercadorias e
Futuros, criada em 2008 a partir da integração entre a Bolsa
de Mercadorias & Futuros (BM&F) e a Bolsa de Valores de São
Paulo (BOVESPA). Juntas, formam uma das maiores bolsas do
mundo em valor de mercado, a segunda das Américas e a
líder no continente latino-americano.
• Para facilidade de entendimento, consideraremos que
existem duas bolsas, a BOVESPA e a BM&F; na primeira são
negociadas basicamente ações, e na segunda commodities
(mercadorias), moedas e índices.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Administração financeira
Administração financeiraAdministração financeira
Administração financeira
PMY TECNOLOGIA LTDA
 
Análise de investimentos
Análise de investimentosAnálise de investimentos
Análise de investimentos
Derson Lopes Jr, Msc, PMP
 
Aula 1 Introdução à Gestão Financeira 06.04.2011
Aula 1   Introdução à Gestão Financeira 06.04.2011Aula 1   Introdução à Gestão Financeira 06.04.2011
Aula 1 Introdução à Gestão Financeira 06.04.2011
Rafael Gonçalves
 
Aula Instituições e mercados financeiros 04.04
Aula   Instituições e mercados financeiros 04.04Aula   Instituições e mercados financeiros 04.04
Aula Instituições e mercados financeiros 04.04
Rafael Gonçalves
 
Investimento
InvestimentoInvestimento
Investimento
Nuno Casimiro
 
Fluxo de caixa
Fluxo de caixaFluxo de caixa
Fluxo de caixa
alunocontabil
 
Aula Pós - Instrumentos de Renda Fixa, Variável e Derivativos
Aula Pós - Instrumentos de Renda Fixa, Variável e DerivativosAula Pós - Instrumentos de Renda Fixa, Variável e Derivativos
Aula Pós - Instrumentos de Renda Fixa, Variável e Derivativos
Milton Henrique do Couto Neto
 
Contabilidade Geral
Contabilidade GeralContabilidade Geral
Contabilidade Geral
Superprovas Software
 
Aula 1 introdução a adm financeira
Aula 1   introdução a adm financeiraAula 1   introdução a adm financeira
Aula 1 introdução a adm financeira
sscutrim
 
Investindo em Ações
Investindo em AçõesInvestindo em Ações
Investindo em Ações
Milton Henrique do Couto Neto
 
Contabilidade patrimônio 2
Contabilidade patrimônio 2Contabilidade patrimônio 2
Contabilidade patrimônio 2
Rita Lombarde Vilela Vitoriano
 
Operações com Ações - Introdução a Bolsa de Valores
Operações com Ações - Introdução a Bolsa de ValoresOperações com Ações - Introdução a Bolsa de Valores
Operações com Ações - Introdução a Bolsa de Valores
Milton Henrique do Couto Neto
 
Gestão Financeira
Gestão FinanceiraGestão Financeira
Gestão Financeira
Cadernos PPT
 
A Importância da Gestão Financeira nas Empresas
A Importância da Gestão Financeira nas EmpresasA Importância da Gestão Financeira nas Empresas
A Importância da Gestão Financeira nas Empresas
Conselho Regional de Administração de São Paulo
 
86032339 resumao-conhecimentos-bancarios
86032339 resumao-conhecimentos-bancarios86032339 resumao-conhecimentos-bancarios
86032339 resumao-conhecimentos-bancarios
Luan Smith
 
Aulas de Custos (Margem de Contribuicao)
Aulas de Custos (Margem de Contribuicao)Aulas de Custos (Margem de Contribuicao)
Aulas de Custos (Margem de Contribuicao)
Adriano Bruni
 
Introdução à Contabilidade
Introdução à ContabilidadeIntrodução à Contabilidade
Introdução à Contabilidade
Eliseu Fortolan
 
Aula 1- Analise de Investimento
Aula 1- Analise de InvestimentoAula 1- Analise de Investimento
Aula 1- Analise de Investimento
Luciano Rodrigues
 
Contabilidade conceitos básicos
Contabilidade   conceitos básicosContabilidade   conceitos básicos
Contabilidade conceitos básicos
Celso Frederico Lago
 
Slides Introdução à Contabilidade
Slides  Introdução à ContabilidadeSlides  Introdução à Contabilidade
Slides Introdução à Contabilidade
Ana Paula Bevilacqua
 

Mais procurados (20)

Administração financeira
Administração financeiraAdministração financeira
Administração financeira
 
Análise de investimentos
Análise de investimentosAnálise de investimentos
Análise de investimentos
 
Aula 1 Introdução à Gestão Financeira 06.04.2011
Aula 1   Introdução à Gestão Financeira 06.04.2011Aula 1   Introdução à Gestão Financeira 06.04.2011
Aula 1 Introdução à Gestão Financeira 06.04.2011
 
Aula Instituições e mercados financeiros 04.04
Aula   Instituições e mercados financeiros 04.04Aula   Instituições e mercados financeiros 04.04
Aula Instituições e mercados financeiros 04.04
 
Investimento
InvestimentoInvestimento
Investimento
 
Fluxo de caixa
Fluxo de caixaFluxo de caixa
Fluxo de caixa
 
Aula Pós - Instrumentos de Renda Fixa, Variável e Derivativos
Aula Pós - Instrumentos de Renda Fixa, Variável e DerivativosAula Pós - Instrumentos de Renda Fixa, Variável e Derivativos
Aula Pós - Instrumentos de Renda Fixa, Variável e Derivativos
 
Contabilidade Geral
Contabilidade GeralContabilidade Geral
Contabilidade Geral
 
Aula 1 introdução a adm financeira
Aula 1   introdução a adm financeiraAula 1   introdução a adm financeira
Aula 1 introdução a adm financeira
 
Investindo em Ações
Investindo em AçõesInvestindo em Ações
Investindo em Ações
 
Contabilidade patrimônio 2
Contabilidade patrimônio 2Contabilidade patrimônio 2
Contabilidade patrimônio 2
 
Operações com Ações - Introdução a Bolsa de Valores
Operações com Ações - Introdução a Bolsa de ValoresOperações com Ações - Introdução a Bolsa de Valores
Operações com Ações - Introdução a Bolsa de Valores
 
Gestão Financeira
Gestão FinanceiraGestão Financeira
Gestão Financeira
 
A Importância da Gestão Financeira nas Empresas
A Importância da Gestão Financeira nas EmpresasA Importância da Gestão Financeira nas Empresas
A Importância da Gestão Financeira nas Empresas
 
86032339 resumao-conhecimentos-bancarios
86032339 resumao-conhecimentos-bancarios86032339 resumao-conhecimentos-bancarios
86032339 resumao-conhecimentos-bancarios
 
Aulas de Custos (Margem de Contribuicao)
Aulas de Custos (Margem de Contribuicao)Aulas de Custos (Margem de Contribuicao)
Aulas de Custos (Margem de Contribuicao)
 
Introdução à Contabilidade
Introdução à ContabilidadeIntrodução à Contabilidade
Introdução à Contabilidade
 
Aula 1- Analise de Investimento
Aula 1- Analise de InvestimentoAula 1- Analise de Investimento
Aula 1- Analise de Investimento
 
Contabilidade conceitos básicos
Contabilidade   conceitos básicosContabilidade   conceitos básicos
Contabilidade conceitos básicos
 
Slides Introdução à Contabilidade
Slides  Introdução à ContabilidadeSlides  Introdução à Contabilidade
Slides Introdução à Contabilidade
 

Destaque

Apostila 01 sistema financeiro nacional
Apostila 01   sistema financeiro nacionalApostila 01   sistema financeiro nacional
Apostila 01 sistema financeiro nacional
zeramento contabil
 
Matemática Financeira - Juros Simples
Matemática Financeira - Juros SimplesMatemática Financeira - Juros Simples
Matemática Financeira - Juros Simples
guest20a5fb
 
Juros simples e compostos
Juros simples e compostosJuros simples e compostos
Juros simples e compostos
Rodrigo Carvalho
 
Matematica Financeira
Matematica FinanceiraMatematica Financeira
Matematica Financeira
Superprovas Software
 
1740 habilidades no atendimento apostila amostra
1740 habilidades no atendimento   apostila amostra1740 habilidades no atendimento   apostila amostra
1740 habilidades no atendimento apostila amostra
Turma Quimica
 
Regulação do Sistema Bancário I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG 2014)
Regulação do Sistema Bancário I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG 2014)Regulação do Sistema Bancário I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG 2014)
Regulação do Sistema Bancário I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG 2014)
A. Rui Teixeira Santos
 
Aula Matematica Financeira
Aula   Matematica FinanceiraAula   Matematica Financeira
Aula Matematica Financeira
Alexandre Moraes
 
Matemática Financeira Básica
Matemática Financeira BásicaMatemática Financeira Básica
Matemática Financeira Básica
Marcus Santos
 
Rotinas administrativas
Rotinas administrativasRotinas administrativas
Rotinas administrativas
Valéria Lins
 
Aulas de matematica financeira (diagramas de fluxo de caixa)
Aulas de matematica financeira (diagramas de fluxo de caixa)Aulas de matematica financeira (diagramas de fluxo de caixa)
Aulas de matematica financeira (diagramas de fluxo de caixa)
Adriano Bruni
 

Destaque (10)

Apostila 01 sistema financeiro nacional
Apostila 01   sistema financeiro nacionalApostila 01   sistema financeiro nacional
Apostila 01 sistema financeiro nacional
 
Matemática Financeira - Juros Simples
Matemática Financeira - Juros SimplesMatemática Financeira - Juros Simples
Matemática Financeira - Juros Simples
 
Juros simples e compostos
Juros simples e compostosJuros simples e compostos
Juros simples e compostos
 
Matematica Financeira
Matematica FinanceiraMatematica Financeira
Matematica Financeira
 
1740 habilidades no atendimento apostila amostra
1740 habilidades no atendimento   apostila amostra1740 habilidades no atendimento   apostila amostra
1740 habilidades no atendimento apostila amostra
 
Regulação do Sistema Bancário I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG 2014)
Regulação do Sistema Bancário I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG 2014)Regulação do Sistema Bancário I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG 2014)
Regulação do Sistema Bancário I, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG 2014)
 
Aula Matematica Financeira
Aula   Matematica FinanceiraAula   Matematica Financeira
Aula Matematica Financeira
 
Matemática Financeira Básica
Matemática Financeira BásicaMatemática Financeira Básica
Matemática Financeira Básica
 
Rotinas administrativas
Rotinas administrativasRotinas administrativas
Rotinas administrativas
 
Aulas de matematica financeira (diagramas de fluxo de caixa)
Aulas de matematica financeira (diagramas de fluxo de caixa)Aulas de matematica financeira (diagramas de fluxo de caixa)
Aulas de matematica financeira (diagramas de fluxo de caixa)
 

Semelhante a O Sistema Financeiro Nacional - uma visão geral

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA EAD-1ª AULA 2021.pptx
ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA EAD-1ª AULA 2021.pptxADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA EAD-1ª AULA 2021.pptx
ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA EAD-1ª AULA 2021.pptx
claudio336989
 
Administração financeira introdução literatus
Administração financeira   introdução literatusAdministração financeira   introdução literatus
Administração financeira introdução literatus
Kleber Mantovanelli
 
Administração financeira introdução literatus
Administração financeira   introdução literatusAdministração financeira   introdução literatus
Administração financeira introdução literatus
Kleber Mantovanelli
 
Administração financeira introdução literatus
Administração financeira   introdução literatusAdministração financeira   introdução literatus
Administração financeira introdução literatus
Kleber Mantovanelli
 
Sfn 100818160354-phpapp01
Sfn 100818160354-phpapp01Sfn 100818160354-phpapp01
Sfn 100818160354-phpapp01
Silvana Angeloni
 
Regulação do Sistema Bancário II, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG 2014)
Regulação do Sistema Bancário II, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG 2014)Regulação do Sistema Bancário II, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG 2014)
Regulação do Sistema Bancário II, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG 2014)
A. Rui Teixeira Santos
 
Regulação do Sistema Financeiro II, prof. doutor Rui Teixeira Santos (2014)
Regulação do Sistema Financeiro II, prof. doutor Rui Teixeira Santos (2014)Regulação do Sistema Financeiro II, prof. doutor Rui Teixeira Santos (2014)
Regulação do Sistema Financeiro II, prof. doutor Rui Teixeira Santos (2014)
A. Rui Teixeira Santos
 
Slides gestão financeira
Slides gestão financeiraSlides gestão financeira
Slides gestão financeira
Sidinei Campos Barros
 
Sfn
SfnSfn
Videoaula conh banc
Videoaula conh bancVideoaula conh banc
Videoaula conh banc
Relva Morais Aishiteru
 
investeducar : Formação de Investidores
investeducar : Formação de Investidoresinvesteducar : Formação de Investidores
investeducar : Formação de Investidores
investeducar Educacao Financeira
 
Sistema Financeiro Nacional
Sistema Financeiro NacionalSistema Financeiro Nacional
Sistema Financeiro Nacional
rsampaio
 
Texto 3 sistema financeiro brasileiro Economia Damásio
Texto 3   sistema financeiro brasileiro Economia DamásioTexto 3   sistema financeiro brasileiro Economia Damásio
Texto 3 sistema financeiro brasileiro Economia Damásio
Carlos Aster
 
Conhecimetos Bancários - Parte II
Conhecimetos Bancários - Parte IIConhecimetos Bancários - Parte II
Conhecimetos Bancários - Parte II
Wandick Rocha de Aquino
 
Basa 2012 apost cb - mód. 02-02
Basa 2012   apost cb - mód. 02-02Basa 2012   apost cb - mód. 02-02
Basa 2012 apost cb - mód. 02-02
EdigleumaThatiany Menezes
 
Ec 08.06
Ec 08.06Ec 08.06
Ec 08.06
marinamolopes
 
Bacen o sistema financeiro nacional
Bacen  o sistema financeiro nacionalBacen  o sistema financeiro nacional
Bacen o sistema financeiro nacional
zeramento contabil
 
mercado financeiro.pdf
mercado financeiro.pdfmercado financeiro.pdf
mercado financeiro.pdf
RecoverySmart
 
Curso de Iniciação na Bolsa de Valores
Curso de Iniciação na Bolsa de ValoresCurso de Iniciação na Bolsa de Valores
Curso de Iniciação na Bolsa de Valores
Bom Fundamento
 
Finanças.pptx
Finanças.pptxFinanças.pptx
Finanças.pptx
JoseLuisSouza4
 

Semelhante a O Sistema Financeiro Nacional - uma visão geral (20)

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA EAD-1ª AULA 2021.pptx
ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA EAD-1ª AULA 2021.pptxADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA EAD-1ª AULA 2021.pptx
ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA EAD-1ª AULA 2021.pptx
 
Administração financeira introdução literatus
Administração financeira   introdução literatusAdministração financeira   introdução literatus
Administração financeira introdução literatus
 
Administração financeira introdução literatus
Administração financeira   introdução literatusAdministração financeira   introdução literatus
Administração financeira introdução literatus
 
Administração financeira introdução literatus
Administração financeira   introdução literatusAdministração financeira   introdução literatus
Administração financeira introdução literatus
 
Sfn 100818160354-phpapp01
Sfn 100818160354-phpapp01Sfn 100818160354-phpapp01
Sfn 100818160354-phpapp01
 
Regulação do Sistema Bancário II, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG 2014)
Regulação do Sistema Bancário II, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG 2014)Regulação do Sistema Bancário II, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG 2014)
Regulação do Sistema Bancário II, Prof. Doutor Rui Teixeira Santos (ISG 2014)
 
Regulação do Sistema Financeiro II, prof. doutor Rui Teixeira Santos (2014)
Regulação do Sistema Financeiro II, prof. doutor Rui Teixeira Santos (2014)Regulação do Sistema Financeiro II, prof. doutor Rui Teixeira Santos (2014)
Regulação do Sistema Financeiro II, prof. doutor Rui Teixeira Santos (2014)
 
Slides gestão financeira
Slides gestão financeiraSlides gestão financeira
Slides gestão financeira
 
Sfn
SfnSfn
Sfn
 
Videoaula conh banc
Videoaula conh bancVideoaula conh banc
Videoaula conh banc
 
investeducar : Formação de Investidores
investeducar : Formação de Investidoresinvesteducar : Formação de Investidores
investeducar : Formação de Investidores
 
Sistema Financeiro Nacional
Sistema Financeiro NacionalSistema Financeiro Nacional
Sistema Financeiro Nacional
 
Texto 3 sistema financeiro brasileiro Economia Damásio
Texto 3   sistema financeiro brasileiro Economia DamásioTexto 3   sistema financeiro brasileiro Economia Damásio
Texto 3 sistema financeiro brasileiro Economia Damásio
 
Conhecimetos Bancários - Parte II
Conhecimetos Bancários - Parte IIConhecimetos Bancários - Parte II
Conhecimetos Bancários - Parte II
 
Basa 2012 apost cb - mód. 02-02
Basa 2012   apost cb - mód. 02-02Basa 2012   apost cb - mód. 02-02
Basa 2012 apost cb - mód. 02-02
 
Ec 08.06
Ec 08.06Ec 08.06
Ec 08.06
 
Bacen o sistema financeiro nacional
Bacen  o sistema financeiro nacionalBacen  o sistema financeiro nacional
Bacen o sistema financeiro nacional
 
mercado financeiro.pdf
mercado financeiro.pdfmercado financeiro.pdf
mercado financeiro.pdf
 
Curso de Iniciação na Bolsa de Valores
Curso de Iniciação na Bolsa de ValoresCurso de Iniciação na Bolsa de Valores
Curso de Iniciação na Bolsa de Valores
 
Finanças.pptx
Finanças.pptxFinanças.pptx
Finanças.pptx
 

Mais de Vivaldo Jose Breternitz

Tecnologia da Informação moldando nossas vidas
 Tecnologia da Informação moldando nossas vidas  Tecnologia da Informação moldando nossas vidas
Tecnologia da Informação moldando nossas vidas
Vivaldo Jose Breternitz
 
A brief history of computers
A brief history of computersA brief history of computers
A brief history of computers
Vivaldo Jose Breternitz
 
BIG DATA/ANALYTICS : EDUCATION AND MANAGEMENT OF DATA SCIENTISTS
BIG DATA/ANALYTICS : EDUCATION AND MANAGEMENT OF DATA SCIENTISTSBIG DATA/ANALYTICS : EDUCATION AND MANAGEMENT OF DATA SCIENTISTS
BIG DATA/ANALYTICS : EDUCATION AND MANAGEMENT OF DATA SCIENTISTS
Vivaldo Jose Breternitz
 
BIG DATA E COMPUTATIONAL SOCIAL SCIENCE: GRANDES RISCOS
BIG DATA E COMPUTATIONAL SOCIAL SCIENCE: GRANDES RISCOSBIG DATA E COMPUTATIONAL SOCIAL SCIENCE: GRANDES RISCOS
BIG DATA E COMPUTATIONAL SOCIAL SCIENCE: GRANDES RISCOS
Vivaldo Jose Breternitz
 
BIG DATA: BRINGING NEW OPPORTUNITIES AND CHALLENGES
BIG DATA: BRINGING NEW OPPORTUNITIES AND CHALLENGESBIG DATA: BRINGING NEW OPPORTUNITIES AND CHALLENGES
BIG DATA: BRINGING NEW OPPORTUNITIES AND CHALLENGES
Vivaldo Jose Breternitz
 
ERP curso "Boas Práticas Aplicadas ao Processo de Seleção de Sistemas ERP pa...
ERP curso "Boas Práticas Aplicadas ao Processo de Seleção de Sistemas ERP pa...ERP curso "Boas Práticas Aplicadas ao Processo de Seleção de Sistemas ERP pa...
ERP curso "Boas Práticas Aplicadas ao Processo de Seleção de Sistemas ERP pa...
Vivaldo Jose Breternitz
 
Arquitetura Web Desacoplada - FCI/Mackenzie
Arquitetura Web Desacoplada - FCI/MackenzieArquitetura Web Desacoplada - FCI/Mackenzie
Arquitetura Web Desacoplada - FCI/Mackenzie
Vivaldo Jose Breternitz
 
Big Data, Analytics e o Cientista de Dados – um novo campo de trabalho se abre
Big Data, Analytics e o Cientista de Dados – um novo campo de trabalho se abreBig Data, Analytics e o Cientista de Dados – um novo campo de trabalho se abre
Big Data, Analytics e o Cientista de Dados – um novo campo de trabalho se abre
Vivaldo Jose Breternitz
 
Apresentação do TCC das alunas Jessica Valente Juvele e Stephanie de Angelo...
Apresentação do TCC das alunas Jessica Valente Juvele e   Stephanie de Angelo...Apresentação do TCC das alunas Jessica Valente Juvele e   Stephanie de Angelo...
Apresentação do TCC das alunas Jessica Valente Juvele e Stephanie de Angelo...
Vivaldo Jose Breternitz
 
CLASSIFICAÇÃO DE TEXTOS APLICADA À AVALIAÇÃO ECONÔMICA - TCC
CLASSIFICAÇÃO DE TEXTOS APLICADA À AVALIAÇÃO ECONÔMICA - TCCCLASSIFICAÇÃO DE TEXTOS APLICADA À AVALIAÇÃO ECONÔMICA - TCC
CLASSIFICAÇÃO DE TEXTOS APLICADA À AVALIAÇÃO ECONÔMICA - TCC
Vivaldo Jose Breternitz
 
Big Data - uma visão executiva
Big Data - uma visão executivaBig Data - uma visão executiva
Big Data - uma visão executiva
Vivaldo Jose Breternitz
 
Palestra 'Algumas tendências em TI' para estudantes de Matemática
Palestra 'Algumas tendências em TI' para estudantes de MatemáticaPalestra 'Algumas tendências em TI' para estudantes de Matemática
Palestra 'Algumas tendências em TI' para estudantes de Matemática
Vivaldo Jose Breternitz
 
Vasp uma pequena história
Vasp uma pequena históriaVasp uma pequena história
Vasp uma pequena história
Vivaldo Jose Breternitz
 
Ibm social business 20140310
Ibm social business 20140310Ibm social business 20140310
Ibm social business 20140310
Vivaldo Jose Breternitz
 
Como criar uma sandbox no jazznet (3)
Como criar uma sandbox no jazznet (3)Como criar uma sandbox no jazznet (3)
Como criar uma sandbox no jazznet (3)
Vivaldo Jose Breternitz
 
Companhia Paulista de Estradas de Ferro - alguns fatos
Companhia Paulista de Estradas de Ferro - alguns fatosCompanhia Paulista de Estradas de Ferro - alguns fatos
Companhia Paulista de Estradas de Ferro - alguns fatos
Vivaldo Jose Breternitz
 
Palestra IBM-Mack Zvm linux
Palestra  IBM-Mack Zvm linux  Palestra  IBM-Mack Zvm linux
Palestra IBM-Mack Zvm linux
Vivaldo Jose Breternitz
 
Palestra mack ibm system z overview
Palestra mack  ibm system z overviewPalestra mack  ibm system z overview
Palestra mack ibm system z overview
Vivaldo Jose Breternitz
 
Big Data
Big DataBig Data
Desenvolvimento de games apresentação calouros
Desenvolvimento de games apresentação calourosDesenvolvimento de games apresentação calouros
Desenvolvimento de games apresentação calouros
Vivaldo Jose Breternitz
 

Mais de Vivaldo Jose Breternitz (20)

Tecnologia da Informação moldando nossas vidas
 Tecnologia da Informação moldando nossas vidas  Tecnologia da Informação moldando nossas vidas
Tecnologia da Informação moldando nossas vidas
 
A brief history of computers
A brief history of computersA brief history of computers
A brief history of computers
 
BIG DATA/ANALYTICS : EDUCATION AND MANAGEMENT OF DATA SCIENTISTS
BIG DATA/ANALYTICS : EDUCATION AND MANAGEMENT OF DATA SCIENTISTSBIG DATA/ANALYTICS : EDUCATION AND MANAGEMENT OF DATA SCIENTISTS
BIG DATA/ANALYTICS : EDUCATION AND MANAGEMENT OF DATA SCIENTISTS
 
BIG DATA E COMPUTATIONAL SOCIAL SCIENCE: GRANDES RISCOS
BIG DATA E COMPUTATIONAL SOCIAL SCIENCE: GRANDES RISCOSBIG DATA E COMPUTATIONAL SOCIAL SCIENCE: GRANDES RISCOS
BIG DATA E COMPUTATIONAL SOCIAL SCIENCE: GRANDES RISCOS
 
BIG DATA: BRINGING NEW OPPORTUNITIES AND CHALLENGES
BIG DATA: BRINGING NEW OPPORTUNITIES AND CHALLENGESBIG DATA: BRINGING NEW OPPORTUNITIES AND CHALLENGES
BIG DATA: BRINGING NEW OPPORTUNITIES AND CHALLENGES
 
ERP curso "Boas Práticas Aplicadas ao Processo de Seleção de Sistemas ERP pa...
ERP curso "Boas Práticas Aplicadas ao Processo de Seleção de Sistemas ERP pa...ERP curso "Boas Práticas Aplicadas ao Processo de Seleção de Sistemas ERP pa...
ERP curso "Boas Práticas Aplicadas ao Processo de Seleção de Sistemas ERP pa...
 
Arquitetura Web Desacoplada - FCI/Mackenzie
Arquitetura Web Desacoplada - FCI/MackenzieArquitetura Web Desacoplada - FCI/Mackenzie
Arquitetura Web Desacoplada - FCI/Mackenzie
 
Big Data, Analytics e o Cientista de Dados – um novo campo de trabalho se abre
Big Data, Analytics e o Cientista de Dados – um novo campo de trabalho se abreBig Data, Analytics e o Cientista de Dados – um novo campo de trabalho se abre
Big Data, Analytics e o Cientista de Dados – um novo campo de trabalho se abre
 
Apresentação do TCC das alunas Jessica Valente Juvele e Stephanie de Angelo...
Apresentação do TCC das alunas Jessica Valente Juvele e   Stephanie de Angelo...Apresentação do TCC das alunas Jessica Valente Juvele e   Stephanie de Angelo...
Apresentação do TCC das alunas Jessica Valente Juvele e Stephanie de Angelo...
 
CLASSIFICAÇÃO DE TEXTOS APLICADA À AVALIAÇÃO ECONÔMICA - TCC
CLASSIFICAÇÃO DE TEXTOS APLICADA À AVALIAÇÃO ECONÔMICA - TCCCLASSIFICAÇÃO DE TEXTOS APLICADA À AVALIAÇÃO ECONÔMICA - TCC
CLASSIFICAÇÃO DE TEXTOS APLICADA À AVALIAÇÃO ECONÔMICA - TCC
 
Big Data - uma visão executiva
Big Data - uma visão executivaBig Data - uma visão executiva
Big Data - uma visão executiva
 
Palestra 'Algumas tendências em TI' para estudantes de Matemática
Palestra 'Algumas tendências em TI' para estudantes de MatemáticaPalestra 'Algumas tendências em TI' para estudantes de Matemática
Palestra 'Algumas tendências em TI' para estudantes de Matemática
 
Vasp uma pequena história
Vasp uma pequena históriaVasp uma pequena história
Vasp uma pequena história
 
Ibm social business 20140310
Ibm social business 20140310Ibm social business 20140310
Ibm social business 20140310
 
Como criar uma sandbox no jazznet (3)
Como criar uma sandbox no jazznet (3)Como criar uma sandbox no jazznet (3)
Como criar uma sandbox no jazznet (3)
 
Companhia Paulista de Estradas de Ferro - alguns fatos
Companhia Paulista de Estradas de Ferro - alguns fatosCompanhia Paulista de Estradas de Ferro - alguns fatos
Companhia Paulista de Estradas de Ferro - alguns fatos
 
Palestra IBM-Mack Zvm linux
Palestra  IBM-Mack Zvm linux  Palestra  IBM-Mack Zvm linux
Palestra IBM-Mack Zvm linux
 
Palestra mack ibm system z overview
Palestra mack  ibm system z overviewPalestra mack  ibm system z overview
Palestra mack ibm system z overview
 
Big Data
Big DataBig Data
Big Data
 
Desenvolvimento de games apresentação calouros
Desenvolvimento de games apresentação calourosDesenvolvimento de games apresentação calouros
Desenvolvimento de games apresentação calouros
 

O Sistema Financeiro Nacional - uma visão geral

  • 1. Universidade PresbiterianaUniversidade Presbiteriana MackenzieMackenzie O Sistema Financeiro Nacional – uma visão geral Prof. Dr. Vivaldo José BreternitzProf. Dr. Vivaldo José Breternitz Faculdade de Computação e Informática
  • 2. • Existem diversos personagens no mercado financeiro, alguns com excesso de recursos e dispostos a investi- los, outros precisando de recursos visando atender suas necessidades de caixa. • O “local” onde esses personagens se encontram é o Sistema Financeiro Nacional, onde instituições captam a poupança dos investidores e transferem para aqueles que necessitam de recursos. • Esse processo é chamado intermediação financeira
  • 3. SFN Subsistema Normativo Subsistema de Intermediação Conselho Monetário Nacional Banco Central do Brasil Comissão de Valores Mobiliários Superintendência de Seguros Privados - SUSEP Secretaria de Previdência Complementar Agentes Especiais Demais Instituições • Banco do Brasil • BNDES •Caixa Econômica Federal • Bancos Múltiplos • Bancos Comerciais • Bancos de Desenvolvimento • Sociedades de Crédito Financiamento e Investimento • Corretoras e Distribuidoras • Bolsas Estrutura básica do SFN
  • 4. CONSELHO MONETÁRIO NACIONAL • É o responsável por expedir as diretrizes gerais para o bom funcionamento do Sistema Financeiro Nacional. Suas principais atribuições são: – Estabelecer as diretrizes gerais das políticas monetária, cambial e creditícia. Por exemplo, é competência do CMN definir a meta de inflação no País e disciplinar todos os tipos de crédito. – Regular as condições de constituição, funcionamento e fiscalização das instituições financeiras. – Estabelecer medidas de prevenção ou correção de desequilíbrios econômicos. • É um órgão normativo, não é executor - ele regula o funcionamento e a fiscalização das instituições financeiras, mas quem fiscaliza, são o Banco Central e a CVM.
  • 5. BANCO CENTRAL DO BRASIL • É o principal executor das orientações do Conselho Monetário Nacional e responsável por garantir o poder de compra da moeda nacional, combatendo a inflação. Dentre suas atribuições estão: – Autorizar o funcionamento e fiscalizar as instituições financeiras. – Efetuar operações de compra e venda de títulos públicos federais. – Receber recolhimentos compulsórios das instituições financeiras. – Realizar operações de empréstimo às instituições financeiras. – Exercer o controle de crédito e da movimentação de capitais estrangeiros. – Emitir moeda.
  • 6. COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS • É responsável por regulamentar, desenvolver, controlar e fiscalizar o mercado de valores mobiliários do país, promovendo medidas incentivadoras para a canalização de poupança de investimentos ao mercado de capitais - é competência da CVM tudo que diz respeito a valores mobiliários - ações, por exemplo, são valores mobiliários. Para este fim, procura: – assegurar o funcionamento eficiente dos mercados de capitais (bolsas de valores e mercado de balcão); – das instituições operadoras do mercado de capitais; – proteger os investidores, coibir fraudes e manipulação do mercado; – assegurar transparência de informações do mercado de capitais
  • 7. SUSEP • é responsável pelo controle e fiscalização dos mercados de seguro, resseguro, previdência privada aberta e capitalização
  • 8. Secretaria da Previdência Complementar • responsável por fiscalizar as atividades das entidades fechadas de Previdência Complementar (fundos de pensão).
  • 9. Agentes Especiais • O Banco do Brasil e a CEF são assim chamados por terem algumas funções um pouco diferentes dos demais bancos, mas que no momento não nos interessam • O BNDES: empresa pública federal, é o principal instrumento de financiamento de longo prazo para investimentos em todos os segmentos da economia, incluindo as dimensões social, regional e ambiental.
  • 11. Bancos múltiplos e comerciais • Há algumas diferenças entre os bancos múltiplos e os bancos comerciais, mas que não interessam em nosso curso. De maneira simplificada, podemos dizer que bancos são instituições financeiras que realizam operações ativas (operações de crédito), passivas (operações de captação) e serviços diversos como: – Contas correntes; – Empréstimos; – Investimentos (CDBs, p. ex) – Crédito e financiamento (financeiras); – Arrendamento mercantil (leasing). • Alguns desses serviços podem ser efetuados por instituições financeiras especializadas, como veremos mais à frente
  • 12. Bancos múltiplos e comerciais – bancos/carteiras de investimento • Um tipo mais especializado de banco são os bancos de investimento, instituições financeiras especializadas em: • financiamento de capital fixo e capital de giro, a médio e longo prazos; • administração de recursos de terceiros (administração e venda de fundos de investimento); • Os bancos de investimento frequentemente são carteiras (partes) dos bancos múltiplos.
  • 13. Bancos de desenvolvimento • são instituições financeiras controladas pelos governos estaduais, e têm como objetivo proporcionar os recursos necessários ao financiamento, a médio e a longo prazos, de programas e projetos que visem a promover o desenvolvimento econômico e social do respectivo Estado
  • 14. Sociedades de crédito, financiamento e investimento • também conhecidas por financeiras, têm como objetivo básico a realização de financiamento para a aquisição de bens, serviços e capital de giro.
  • 15. CORRETORAS E DISTRIBUIDORAS DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS • são instituições cuja área de atuação é, basicamente, o mercado acionário, de câmbio e de commodities (mercadorias). Dentre suas principais funções estão: – operar em bolsas por conta própria e de terceiros; – administração de carteiras e custódia de títulos e valores mobiliários; – instituir, organizar e administrar fundos e clubes de investimento; – intermediar operações de câmbio; – praticar operações de compra e venda de metais preciosos e outras mercadorias , no mercado físico, por conta própria e de terceiros. • As distribuidoras podem ser vistas como corretoras que não podem realizar algumas das atividades destas (essa diferença não nos interessa no momento)
  • 16. BOLSAS • Em termos práticos, temos no Brasil uma empresa chamada BM&FBOVESPA S.A. – Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros, criada em 2008 a partir da integração entre a Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) e a Bolsa de Valores de São Paulo (BOVESPA). Juntas, formam uma das maiores bolsas do mundo em valor de mercado, a segunda das Américas e a líder no continente latino-americano. • Para facilidade de entendimento, consideraremos que existem duas bolsas, a BOVESPA e a BM&F; na primeira são negociadas basicamente ações, e na segunda commodities (mercadorias), moedas e índices.