SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 11
   Adjetivos são palavras que
designam   qualidades,   estados,
características ou circunstâncias
do nome, com o qual concordam
em género e número.
  Os adjetivos qualificativos indicam a qualidade ou o estado dos
seres ou ideias (nomes) que as acompanham.
                        Ex: rapariga alta
                              menina bonita
                              criança alegre

    Nota: Regra geral, o adjetivo é colocado depois do nome.
               Ex: A Sofia é uma mulher formosa.
          Mas o adjetivo também pode aparecer antes do nome.
               Ex: Este cão é um lindo animal.

  Os adjetivos numerais indicam a ordem ou sucessão numa
sequência, regra geral, surge antes do nome.
                    Ex. Este foi o primeiro atleta a cortar a meta.
                           Vivo no terceiro andar.
Os adjetivos formam o feminino de forma idêntica à dos nomes.

   Ex:           Masculino                 Feminino
         rapaz bondoso             rapariga bondosa
         homem alto                mulher alta

   Regra geral, o adjetivo apresenta duas formas: Uma para o
masculino e a outra para o feminino, sendo por isso adjetivos biformes.


   No entanto, há adjetivos que têm uma única forma para o masculino
e para o feminino, sendo por isso adjetivos uniformes.

   Ex:           Masculino                  Feminino
              cão triste               cadela triste
              homem feliz              mulher feliz
Os adjetivos formam o plural de forma idêntica à dos nomes.

   Regra geral, o adjetivo apresenta duas formas: Uma para o singular
e a outra para o plural, sendo por isso adjetivos biformes.

   Ex:
                  Singular                    Plural
                 mulher alta            mulheres altas
                 cão bonito             cães bonitos
                homem forte             homens fortes



    No entanto, há adjetivos que têm uma única forma para o
singular e para o plural, sendo por isso adjetivos uniformes.
                  Singular                    Plural
   Ex:
             Exercício simples          Exercícios simples
             Rapaz medricas             Rapazes medricas
Os adjetivos podem apresentar três graus: normal,
comparativo e superlativo.



 O grau Normal atribui uma qualidade.

 O grau Comparativo mostra que um ser tem igual,

superior ou inferior qualidade que outro.

 ●O grau Superlativo exprime a qualidade de um ser num

grau mais elevado.
Ex: … rapaz irrequieto…

                       …tempo frio…

                       … bola engraçada…


  As   palavras:    irrequieto,   frio   e   engraçada
atribuem qualidades aos nomes que as acompanham.
São adjetivos e encontram-se no grau normal.
Grau Comparativo de Superioridade
   Forma-se, colocando a palavra mais antes do adjetivo e do que depois.
          Ex: O Gustavo é mais alto do que a Mariana.
                A raposa é mais manhosa do que o lobo.

    Nota: Alguns adjetivos podem formar o comparativo de superioridade de outras maneiras.
                     Grau Normal           Grau Comparativo de Superioridade
                            Bom            … melhor do que …
                            Mau            … pior do que …
                          Grande           … maior do que …
                          Pequeno          … menor do que …
                            Alto           … superior a …
                           Baixo           … inferior a …


 Grau Comparativo de Igualdade
   Forma-se, empregando a palavra tão, antes do adjetivo e como, depois.
          Ex:      A banana é tão doce como a pêra.
                A pedra está tão quente como o ferro.


Grau Comparativo de Inferioridade
   Forma-se, colocando menos antes do adjetivo e do que depois.
           Ex:     O copo está menos frio do que o gelo.
                 O Rui é menos estudioso do que a Joana.
 Grau Superlativo Relativo de Superioridade
  Forma-se, colocando a expressão o(a) mais antes do adjetivo.
         Ex:   O Rui é o mais humilde dos alunos da turma.
               O caracol é o mais lento dos animais do jardim.


 Grau Superlativo Relativo de Inferioridade
  Forma-se, colocando a expressão o(a) menos antes do adjetivo.
         Ex:   A Sofia é a menos pobre das irmãs.
               O Luís é o menos corajoso dos colegas.


         O grau superlativo absoluto exprime uma qualidade no mais alto grau, não a
relacionando com a de outros seres.

 Grau Superlativo Absoluto Analítico
      Forma-se, colocando a palavra muito antes do adjetivo.
         Ex:      O crocodilo é um animal muito perigoso.
                  Este bolo é muito doce.


 Grau Superlativo Absoluto Sintético
   Forma-se acrescentando os sufixos -íssimo, -érrimo e -ílimo aos adjetivos no grau
normal.
         Ex:   Aquele carro é baratíssimo.
Normal   Superlativo Absoluto Sintético      Normal   Superlativo Absoluto Sintético

amargo          amaríssimo                       magnífico   magnificentíssimo
amigo           amicíssimo                       maléfico    maleficentíssimo
antigo          antiquíssimo                     malévolo    malevolentíssimo
benéfico        beneficentíssimo                 nobre       nobilíssimo
benévolo        benevolentíssimo                 pessoal     personalíssimo
cristão         cristianíssimo                   pródigo     prodigalíssimo
cruel           crudelíssimo                     sábio       sapientíssimo
doce            dulcíssimo                       sagrado     sacratíssimo
fiel            fidelíssimo                      simples     simplicíssimo ou simplíssimo
frio            frigidíssimo                     soberbo     superbíssimo
geral           generalíssimo                    pobre       paupérrimo
inimigo         inimicíssimo                     célebre     celebérrimo
livre           libérrimo                        capaz       capacíssimo
negro           nigérrimo/negríssimo
humilde         humílimo/humildíssimo
 Grau normal        - A Sofia é inteligente.




                            de superioridade -A Sofia é mais inteligente do que a Joana.
  Grau comparativo           de igualdade –A Sofia é tão inteligente como a Maria.

                            de inferioridade -A Sofia é menos inteligente do que a Marta.



                        Relativo         de superioridade - A Marta é a mais inteligente.

 Grau superlativo                       de inferioridade - A Joana é a menos inteligente.


                        absoluto         analítico - A Sofia é muito inteligente.

                                         Sintético - A Marta é inteligentíssima.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Pronome em adjacencia_verbal
Pronome em adjacencia_verbalPronome em adjacencia_verbal
Pronome em adjacencia_verbalgracacruz
 
Modalidade do verbo
Modalidade do verboModalidade do verbo
Modalidade do verboAna Martins
 
Processos fonológicos
Processos fonológicosProcessos fonológicos
Processos fonológicosSílvia Faim
 
Orações subordinadas relativas
Orações subordinadas relativasOrações subordinadas relativas
Orações subordinadas relativasMargarida Tomaz
 
Orações subordinadas (substantiva relativa e adjetiva relativa)
Orações subordinadas (substantiva relativa e adjetiva relativa)Orações subordinadas (substantiva relativa e adjetiva relativa)
Orações subordinadas (substantiva relativa e adjetiva relativa)FranciscoSilva772
 
Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)
Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)
Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)Raquel Antunes
 
O cavaleiro da dinamarca categorias da narrativa
O cavaleiro da dinamarca  categorias da narrativaO cavaleiro da dinamarca  categorias da narrativa
O cavaleiro da dinamarca categorias da narrativafercariagomes
 
Português - funções sintáticas (ficha de trabalho).pdf
Português - funções sintáticas (ficha de trabalho).pdfPortuguês - funções sintáticas (ficha de trabalho).pdf
Português - funções sintáticas (ficha de trabalho).pdfPaula Lopes
 
Tempos verbais simples e compostos
Tempos verbais simples e compostosTempos verbais simples e compostos
Tempos verbais simples e compostosLurdes Augusto
 
9ºano gramática – português
9ºano gramática – português9ºano gramática – português
9ºano gramática – portuguêsMariana Monteiro
 
Avó e neto contra vento e areia
Avó e neto contra vento e areiaAvó e neto contra vento e areia
Avó e neto contra vento e areiaAna Silva
 
Relações semânticas entre palavras
Relações semânticas entre palavrasRelações semânticas entre palavras
Relações semânticas entre palavrasSofia Antunes
 
Esquema rimatico e versos
Esquema rimatico e versosEsquema rimatico e versos
Esquema rimatico e versosdomplex123
 
Classificação de orações
Classificação de oraçõesClassificação de orações
Classificação de oraçõesFernanda Monteiro
 

Mais procurados (20)

Complemento oblíquo
Complemento oblíquoComplemento oblíquo
Complemento oblíquo
 
Pronome em adjacencia_verbal
Pronome em adjacencia_verbalPronome em adjacencia_verbal
Pronome em adjacencia_verbal
 
Recursos expressivos
Recursos expressivosRecursos expressivos
Recursos expressivos
 
Recursos expressivos
Recursos expressivosRecursos expressivos
Recursos expressivos
 
Modalidade do verbo
Modalidade do verboModalidade do verbo
Modalidade do verbo
 
Processos fonológicos
Processos fonológicosProcessos fonológicos
Processos fonológicos
 
Orações subordinadas relativas
Orações subordinadas relativasOrações subordinadas relativas
Orações subordinadas relativas
 
A métrica e a rima
A métrica e a rimaA métrica e a rima
A métrica e a rima
 
Orações subordinadas (substantiva relativa e adjetiva relativa)
Orações subordinadas (substantiva relativa e adjetiva relativa)Orações subordinadas (substantiva relativa e adjetiva relativa)
Orações subordinadas (substantiva relativa e adjetiva relativa)
 
Quantificadores
QuantificadoresQuantificadores
Quantificadores
 
Texto narrativo
Texto narrativoTexto narrativo
Texto narrativo
 
Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)
Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)
Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)
 
O cavaleiro da dinamarca categorias da narrativa
O cavaleiro da dinamarca  categorias da narrativaO cavaleiro da dinamarca  categorias da narrativa
O cavaleiro da dinamarca categorias da narrativa
 
Português - funções sintáticas (ficha de trabalho).pdf
Português - funções sintáticas (ficha de trabalho).pdfPortuguês - funções sintáticas (ficha de trabalho).pdf
Português - funções sintáticas (ficha de trabalho).pdf
 
Tempos verbais simples e compostos
Tempos verbais simples e compostosTempos verbais simples e compostos
Tempos verbais simples e compostos
 
9ºano gramática – português
9ºano gramática – português9ºano gramática – português
9ºano gramática – português
 
Avó e neto contra vento e areia
Avó e neto contra vento e areiaAvó e neto contra vento e areia
Avó e neto contra vento e areia
 
Relações semânticas entre palavras
Relações semânticas entre palavrasRelações semânticas entre palavras
Relações semânticas entre palavras
 
Esquema rimatico e versos
Esquema rimatico e versosEsquema rimatico e versos
Esquema rimatico e versos
 
Classificação de orações
Classificação de oraçõesClassificação de orações
Classificação de orações
 

Destaque

Subclasses adjetivos
Subclasses adjetivosSubclasses adjetivos
Subclasses adjetivosVanda Marques
 
Adjectivo Qualificativo
Adjectivo QualificativoAdjectivo Qualificativo
Adjectivo QualificativoOdete Capaz
 
Classes Palavras 7ano
Classes Palavras 7anoClasses Palavras 7ano
Classes Palavras 7anoTeresa Pombo
 
Subclasses dos nomes
Subclasses dos nomesSubclasses dos nomes
Subclasses dos nomesmaalcraz
 
Quantificadores & Adjetivos
Quantificadores & AdjetivosQuantificadores & Adjetivos
Quantificadores & AdjetivosAdriana Silva
 
Adjetivos colégio anglo lista de exercícios nº 16
Adjetivos colégio anglo lista de exercícios nº 16Adjetivos colégio anglo lista de exercícios nº 16
Adjetivos colégio anglo lista de exercícios nº 16jopinperslide
 
Processo De FormaçãO Das Palavras
Processo De FormaçãO Das PalavrasProcesso De FormaçãO Das Palavras
Processo De FormaçãO Das Palavrasguest75cb1b
 
Alberto caeiro eu nunca guardei rebanhos- análise
Alberto caeiro   eu nunca guardei rebanhos- análiseAlberto caeiro   eu nunca guardei rebanhos- análise
Alberto caeiro eu nunca guardei rebanhos- análiseAnabela Fernandes
 
O nome: classe e subclasses
O nome: classe e subclassesO nome: classe e subclasses
O nome: classe e subclassesGonçalo Silva
 
Grau dos adjectivos
Grau dos adjectivosGrau dos adjectivos
Grau dos adjectivosCarla Silva
 
Ficha trabalho: O adjetivo - subclasses e expressividade
Ficha trabalho: O adjetivo - subclasses e expressividadeFicha trabalho: O adjetivo - subclasses e expressividade
Ficha trabalho: O adjetivo - subclasses e expressividadeBecre Forte da Casa
 
Pronominalização - exercícios
Pronominalização - exercíciosPronominalização - exercícios
Pronominalização - exercíciosLurdes Augusto
 
Ficha de trabalho - grau dos adjetivos
Ficha de trabalho - grau dos adjetivosFicha de trabalho - grau dos adjetivos
Ficha de trabalho - grau dos adjetivosCentral Didática
 

Destaque (20)

Subclasses adjetivos
Subclasses adjetivosSubclasses adjetivos
Subclasses adjetivos
 
Adjetivos
AdjetivosAdjetivos
Adjetivos
 
A classe dos adjetivos
A classe dos adjetivosA classe dos adjetivos
A classe dos adjetivos
 
Adjectivo Qualificativo
Adjectivo QualificativoAdjectivo Qualificativo
Adjectivo Qualificativo
 
Adjetivo
AdjetivoAdjetivo
Adjetivo
 
Classes Palavras 7ano
Classes Palavras 7anoClasses Palavras 7ano
Classes Palavras 7ano
 
Subclasses dos nomes
Subclasses dos nomesSubclasses dos nomes
Subclasses dos nomes
 
Quantificadores & Adjetivos
Quantificadores & AdjetivosQuantificadores & Adjetivos
Quantificadores & Adjetivos
 
Adjetivo lp
Adjetivo lpAdjetivo lp
Adjetivo lp
 
Fernão Lopes
Fernão LopesFernão Lopes
Fernão Lopes
 
Adjetivos colégio anglo lista de exercícios nº 16
Adjetivos colégio anglo lista de exercícios nº 16Adjetivos colégio anglo lista de exercícios nº 16
Adjetivos colégio anglo lista de exercícios nº 16
 
Processo De FormaçãO Das Palavras
Processo De FormaçãO Das PalavrasProcesso De FormaçãO Das Palavras
Processo De FormaçãO Das Palavras
 
Ficha sobre adjetivos
Ficha sobre adjetivosFicha sobre adjetivos
Ficha sobre adjetivos
 
Alberto caeiro eu nunca guardei rebanhos- análise
Alberto caeiro   eu nunca guardei rebanhos- análiseAlberto caeiro   eu nunca guardei rebanhos- análise
Alberto caeiro eu nunca guardei rebanhos- análise
 
O nome: classe e subclasses
O nome: classe e subclassesO nome: classe e subclasses
O nome: classe e subclasses
 
Grau dos adjectivos
Grau dos adjectivosGrau dos adjectivos
Grau dos adjectivos
 
Ficha trabalho: O adjetivo - subclasses e expressividade
Ficha trabalho: O adjetivo - subclasses e expressividadeFicha trabalho: O adjetivo - subclasses e expressividade
Ficha trabalho: O adjetivo - subclasses e expressividade
 
Pronominalização - exercícios
Pronominalização - exercíciosPronominalização - exercícios
Pronominalização - exercícios
 
Ficha de trabalho - grau dos adjetivos
Ficha de trabalho - grau dos adjetivosFicha de trabalho - grau dos adjetivos
Ficha de trabalho - grau dos adjetivos
 
Fernão Lopes
Fernão LopesFernão Lopes
Fernão Lopes
 

Semelhante a A classe dos adjetivos

Estudo de gramática 6°ano – 2°trimestre – maio profa. vanessa
Estudo de gramática   6°ano – 2°trimestre – maio profa. vanessa Estudo de gramática   6°ano – 2°trimestre – maio profa. vanessa
Estudo de gramática 6°ano – 2°trimestre – maio profa. vanessa Luiza Collet
 
www.CentroApoio.com -Português - Adjetivos - Vídeo Aula
www.CentroApoio.com -Português  - Adjetivos -  Vídeo Aulawww.CentroApoio.com -Português  - Adjetivos -  Vídeo Aula
www.CentroApoio.com -Português - Adjetivos - Vídeo AulaVídeo Aulas Apoio
 
17441732 O Adjectivo Power Point 1
17441732 O Adjectivo Power Point 117441732 O Adjectivo Power Point 1
17441732 O Adjectivo Power Point 1Li Tagarelinhas
 
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mental
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mentalADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mental
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mentalSilvana Silva
 
Adjetivos.pdf
Adjetivos.pdfAdjetivos.pdf
Adjetivos.pdfMabi33
 
www.acompanhamentoescolar.net.br - Português - Adjetivo
www.acompanhamentoescolar.net.br - Português -  Adjetivowww.acompanhamentoescolar.net.br - Português -  Adjetivo
www.acompanhamentoescolar.net.br - Português - AdjetivoAcompanhamento Escolar
 
Lingua portuguesa pg110
Lingua portuguesa pg110Lingua portuguesa pg110
Lingua portuguesa pg110kisb1337
 
O nome, adj, quant
 O nome, adj, quant O nome, adj, quant
O nome, adj, quantHelena Cunha
 
Aula substantivo x adjetivo - 2º ano do Ensino Médio
Aula  substantivo x adjetivo - 2º ano do Ensino MédioAula  substantivo x adjetivo - 2º ano do Ensino Médio
Aula substantivo x adjetivo - 2º ano do Ensino MédioProf Palmito Rocha
 
Resumo da gramática - classe de palavras
Resumo da gramática - classe de palavrasResumo da gramática - classe de palavras
Resumo da gramática - classe de palavrasLurdes Augusto
 
2º ANO - Classes-de-palavras.pdf
2º ANO - Classes-de-palavras.pdf2º ANO - Classes-de-palavras.pdf
2º ANO - Classes-de-palavras.pdfMarlenePastor2
 
Substantivo e adjetivo
Substantivo e adjetivoSubstantivo e adjetivo
Substantivo e adjetivolabrant
 

Semelhante a A classe dos adjetivos (20)

Estudo de gramática 6°ano – 2°trimestre – maio profa. vanessa
Estudo de gramática   6°ano – 2°trimestre – maio profa. vanessa Estudo de gramática   6°ano – 2°trimestre – maio profa. vanessa
Estudo de gramática 6°ano – 2°trimestre – maio profa. vanessa
 
O Adjectivo
O AdjectivoO Adjectivo
O Adjectivo
 
Adjetiv oss
Adjetiv ossAdjetiv oss
Adjetiv oss
 
Adjetivos
AdjetivosAdjetivos
Adjetivos
 
www.CentroApoio.com -Português - Adjetivos - Vídeo Aula
www.CentroApoio.com -Português  - Adjetivos -  Vídeo Aulawww.CentroApoio.com -Português  - Adjetivos -  Vídeo Aula
www.CentroApoio.com -Português - Adjetivos - Vídeo Aula
 
17441732 O Adjectivo Power Point 1
17441732 O Adjectivo Power Point 117441732 O Adjectivo Power Point 1
17441732 O Adjectivo Power Point 1
 
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mental
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mentalADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mental
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mental
 
Adjetivos.pdf
Adjetivos.pdfAdjetivos.pdf
Adjetivos.pdf
 
Adjetivos
AdjetivosAdjetivos
Adjetivos
 
www.acompanhamentoescolar.net.br - Português - Adjetivo
www.acompanhamentoescolar.net.br - Português -  Adjetivowww.acompanhamentoescolar.net.br - Português -  Adjetivo
www.acompanhamentoescolar.net.br - Português - Adjetivo
 
adjetivo.pdf
adjetivo.pdfadjetivo.pdf
adjetivo.pdf
 
Adjetivo
AdjetivoAdjetivo
Adjetivo
 
Lingua portuguesa pg110
Lingua portuguesa pg110Lingua portuguesa pg110
Lingua portuguesa pg110
 
O nome, adj, quant
 O nome, adj, quant O nome, adj, quant
O nome, adj, quant
 
Aula substantivo x adjetivo - 2º ano do Ensino Médio
Aula  substantivo x adjetivo - 2º ano do Ensino MédioAula  substantivo x adjetivo - 2º ano do Ensino Médio
Aula substantivo x adjetivo - 2º ano do Ensino Médio
 
Resumo da gramática - classe de palavras
Resumo da gramática - classe de palavrasResumo da gramática - classe de palavras
Resumo da gramática - classe de palavras
 
2º ANO - Classes-de-palavras.pdf
2º ANO - Classes-de-palavras.pdf2º ANO - Classes-de-palavras.pdf
2º ANO - Classes-de-palavras.pdf
 
Substantivo e adjetivo
Substantivo e adjetivoSubstantivo e adjetivo
Substantivo e adjetivo
 
5603729.ppt
5603729.ppt5603729.ppt
5603729.ppt
 
CLASSES DE PALAVRAS.pdf
CLASSES DE PALAVRAS.pdfCLASSES DE PALAVRAS.pdf
CLASSES DE PALAVRAS.pdf
 

Mais de gifamiliar

Família de palavras e Campo lexical
Família de palavras e Campo lexicalFamília de palavras e Campo lexical
Família de palavras e Campo lexicalgifamiliar
 
A estrutura da carta
A estrutura da cartaA estrutura da carta
A estrutura da cartagifamiliar
 
Parágrafo período - palavra
Parágrafo   período - palavraParágrafo   período - palavra
Parágrafo período - palavragifamiliar
 
Ficha informativa de determinantes
Ficha informativa de determinantesFicha informativa de determinantes
Ficha informativa de determinantesgifamiliar
 
Família de palavras e área vocabular
Família de palavras e área vocabularFamília de palavras e área vocabular
Família de palavras e área vocabulargifamiliar
 
Nova versão da Cinderela
Nova versão da CinderelaNova versão da Cinderela
Nova versão da Cinderelagifamiliar
 
Formação de palavras
Formação de palavrasFormação de palavras
Formação de palavrasgifamiliar
 

Mais de gifamiliar (11)

Família de palavras e Campo lexical
Família de palavras e Campo lexicalFamília de palavras e Campo lexical
Família de palavras e Campo lexical
 
A estrutura da carta
A estrutura da cartaA estrutura da carta
A estrutura da carta
 
Parágrafo período - palavra
Parágrafo   período - palavraParágrafo   período - palavra
Parágrafo período - palavra
 
A conjunção
A conjunçãoA conjunção
A conjunção
 
Os pronomes
Os pronomesOs pronomes
Os pronomes
 
Ficha informativa de determinantes
Ficha informativa de determinantesFicha informativa de determinantes
Ficha informativa de determinantes
 
Família de palavras e área vocabular
Família de palavras e área vocabularFamília de palavras e área vocabular
Família de palavras e área vocabular
 
Verbos
VerbosVerbos
Verbos
 
Nova versão da Cinderela
Nova versão da CinderelaNova versão da Cinderela
Nova versão da Cinderela
 
Formação de palavras
Formação de palavrasFormação de palavras
Formação de palavras
 
Advérbios
AdvérbiosAdvérbios
Advérbios
 

Último

Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)Centro Jacques Delors
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxKeslleyAFerreira
 
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaQuando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaREGIANELAURALOUREIRO1
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfManuais Formação
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptxnelsontobontrujillo
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!Centro Jacques Delors
 
Teatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioTeatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioWyngDaFelyzitahLamba
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaCentro Jacques Delors
 
13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................mariagrave
 
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdfMESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdfprofesfrancleite
 
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxSlides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
12_mch9_nervoso.pptx...........................
12_mch9_nervoso.pptx...........................12_mch9_nervoso.pptx...........................
12_mch9_nervoso.pptx...........................mariagrave
 
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºanoCATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºanomarla71199
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfAnaAugustaLagesZuqui
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Centro Jacques Delors
 
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da provaESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da provaANNAPAULAAIRESDESOUZ
 

Último (20)

Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaQuando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
 
Teatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioTeatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundario
 
Novena de Pentecostes com textos de São João Eudes
Novena de Pentecostes com textos de São João EudesNovena de Pentecostes com textos de São João Eudes
Novena de Pentecostes com textos de São João Eudes
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
 
13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................
 
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdfMESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
 
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxSlides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
12_mch9_nervoso.pptx...........................
12_mch9_nervoso.pptx...........................12_mch9_nervoso.pptx...........................
12_mch9_nervoso.pptx...........................
 
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºanoCATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
 
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da provaESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 

A classe dos adjetivos

  • 1.
  • 2. Adjetivos são palavras que designam qualidades, estados, características ou circunstâncias do nome, com o qual concordam em género e número.
  • 3.  Os adjetivos qualificativos indicam a qualidade ou o estado dos seres ou ideias (nomes) que as acompanham. Ex: rapariga alta menina bonita criança alegre Nota: Regra geral, o adjetivo é colocado depois do nome. Ex: A Sofia é uma mulher formosa. Mas o adjetivo também pode aparecer antes do nome. Ex: Este cão é um lindo animal.  Os adjetivos numerais indicam a ordem ou sucessão numa sequência, regra geral, surge antes do nome. Ex. Este foi o primeiro atleta a cortar a meta. Vivo no terceiro andar.
  • 4. Os adjetivos formam o feminino de forma idêntica à dos nomes. Ex: Masculino Feminino rapaz bondoso rapariga bondosa homem alto mulher alta Regra geral, o adjetivo apresenta duas formas: Uma para o masculino e a outra para o feminino, sendo por isso adjetivos biformes. No entanto, há adjetivos que têm uma única forma para o masculino e para o feminino, sendo por isso adjetivos uniformes. Ex: Masculino Feminino cão triste cadela triste homem feliz mulher feliz
  • 5. Os adjetivos formam o plural de forma idêntica à dos nomes. Regra geral, o adjetivo apresenta duas formas: Uma para o singular e a outra para o plural, sendo por isso adjetivos biformes. Ex: Singular Plural mulher alta mulheres altas cão bonito cães bonitos homem forte homens fortes No entanto, há adjetivos que têm uma única forma para o singular e para o plural, sendo por isso adjetivos uniformes. Singular Plural Ex: Exercício simples Exercícios simples Rapaz medricas Rapazes medricas
  • 6. Os adjetivos podem apresentar três graus: normal, comparativo e superlativo.  O grau Normal atribui uma qualidade.  O grau Comparativo mostra que um ser tem igual, superior ou inferior qualidade que outro.  ●O grau Superlativo exprime a qualidade de um ser num grau mais elevado.
  • 7. Ex: … rapaz irrequieto… …tempo frio… … bola engraçada… As palavras: irrequieto, frio e engraçada atribuem qualidades aos nomes que as acompanham. São adjetivos e encontram-se no grau normal.
  • 8. Grau Comparativo de Superioridade Forma-se, colocando a palavra mais antes do adjetivo e do que depois. Ex: O Gustavo é mais alto do que a Mariana. A raposa é mais manhosa do que o lobo. Nota: Alguns adjetivos podem formar o comparativo de superioridade de outras maneiras. Grau Normal Grau Comparativo de Superioridade Bom … melhor do que … Mau … pior do que … Grande … maior do que … Pequeno … menor do que … Alto … superior a … Baixo … inferior a …  Grau Comparativo de Igualdade Forma-se, empregando a palavra tão, antes do adjetivo e como, depois. Ex: A banana é tão doce como a pêra. A pedra está tão quente como o ferro. Grau Comparativo de Inferioridade Forma-se, colocando menos antes do adjetivo e do que depois. Ex: O copo está menos frio do que o gelo. O Rui é menos estudioso do que a Joana.
  • 9.  Grau Superlativo Relativo de Superioridade Forma-se, colocando a expressão o(a) mais antes do adjetivo. Ex: O Rui é o mais humilde dos alunos da turma. O caracol é o mais lento dos animais do jardim.  Grau Superlativo Relativo de Inferioridade Forma-se, colocando a expressão o(a) menos antes do adjetivo. Ex: A Sofia é a menos pobre das irmãs. O Luís é o menos corajoso dos colegas. O grau superlativo absoluto exprime uma qualidade no mais alto grau, não a relacionando com a de outros seres.  Grau Superlativo Absoluto Analítico Forma-se, colocando a palavra muito antes do adjetivo. Ex: O crocodilo é um animal muito perigoso. Este bolo é muito doce.  Grau Superlativo Absoluto Sintético Forma-se acrescentando os sufixos -íssimo, -érrimo e -ílimo aos adjetivos no grau normal. Ex: Aquele carro é baratíssimo.
  • 10. Normal Superlativo Absoluto Sintético Normal Superlativo Absoluto Sintético amargo amaríssimo magnífico magnificentíssimo amigo amicíssimo maléfico maleficentíssimo antigo antiquíssimo malévolo malevolentíssimo benéfico beneficentíssimo nobre nobilíssimo benévolo benevolentíssimo pessoal personalíssimo cristão cristianíssimo pródigo prodigalíssimo cruel crudelíssimo sábio sapientíssimo doce dulcíssimo sagrado sacratíssimo fiel fidelíssimo simples simplicíssimo ou simplíssimo frio frigidíssimo soberbo superbíssimo geral generalíssimo pobre paupérrimo inimigo inimicíssimo célebre celebérrimo livre libérrimo capaz capacíssimo negro nigérrimo/negríssimo humilde humílimo/humildíssimo
  • 11.  Grau normal - A Sofia é inteligente. de superioridade -A Sofia é mais inteligente do que a Joana. Grau comparativo de igualdade –A Sofia é tão inteligente como a Maria. de inferioridade -A Sofia é menos inteligente do que a Marta. Relativo de superioridade - A Marta é a mais inteligente.  Grau superlativo de inferioridade - A Joana é a menos inteligente. absoluto analítico - A Sofia é muito inteligente. Sintético - A Marta é inteligentíssima.