SlideShare uma empresa Scribd logo
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
Texto Básico: Mateus 5.1-12
Texto Devocional: Salmo 42.1-11
Versículo-Chave: Salmo 42.1-2
1 Como o cervo anseia por águas correntes, a minha alma
anseia por ti, ó Deus. 2 A minha alma tem sede de Deus,
do Deus vivo. Quando poderei entrar para apresentar-me
a Deus?".
Alvo da Lição: Mostrar que a cultura do mundo
e a cultura de Cristo estão em total desarmonia.
EBD PIB Penha - O Sermão do Monte - Lição 3: O caráter do Cristão (2) 2
Bem-aventurados
Palavra Grega: μακάριος - makarios - Abençoado
Na Bíblia NVI foi traduzida da seguinte forma: feliz (Mt 11.6), felizes (Mt
13.16), Bem-aventurados (Mt 5), bendito (1Tm 1.11), felicidade (At 20.35) e
bendita (Tt 2.13).
INTRODUÇÃO
3
EBD PIB Penha - O Sermão do Monte - Lição 3: O caráter do Cristão (2)
Bem-aventurança é diferente da felicidade do mundo
porque:
✓É algo que somente Deus pode dar (Sl 144.15);
✓É um estado que Deus deseja que seu povo desfrute
(Gn 1.28);
✓Não depende das circunstancias (Fp 4.11-13).
✓É relacionada com a obediência à palavra de Deus (Lc
11.27-28).
AS BEM-AVENTURANÇAS (1:26)
4
EBD PIB Penha - O Sermão do Monte - Lição 3: O caráter do Cristão (2)
Significado das Bem-aventuranças. Canal Desenhando a Bíblia. Disponível em <https://www.youtube.com/watch?v=E9QLTTUW1sw>.
1 – Os humildes de espírito/pobres em espírito (Mt 5:3)
Bem-aventurados os pobres em espírito, pois deles é o reino dos céus.
Quem são os pobres em espírito?
Aqueles que não têm absolutamente nada e, em virtude disso, colocam toda
a sua confiança em Deus.
Jesus ensinou que:
a) Devemos reconhecer a nossa pobreza espiritual.
Não temos nada a oferecer a Deus. O homem humilde de espírito é aquele
que reconhece a sua pobreza espiritual.
b) Os pobres em espírito receberão o reino dos céus.
O reconhecimento da nossa pobreza espiritual é a condição indispensável
para receber o reino de Deus, que é oferecido somente àqueles que são
humildes de espírito. Feliz é o crente que reconhece a sua pobreza espiritual.
I – O RELACIONAMENTO DO CRENTE COM DEUS
5
EBD PIB Penha - O Sermão do Monte - Lição 3: O caráter do Cristão (2)
2 – Os que choram (Mt 5:4)
Bem-aventurados os que choram, pois serão consolados.
Pergunta: A que tipo de choro o texto se refere?
Mt 26:75 Então, Pedro se lembrou da palavra que Jesus lhe havia dito: “Antes
que o galo cante, você me negará três vezes”. Saindo dali, chorou
amargamente.
Resposta: Choro de arrependimento.
2 Co 7:10 A tristeza segundo Deus produz arrependimento para salvação, não
remorso; a tristeza do mundo, porém, produz morte.
Somente os que choram pelos seus pecados serão consoladas porque
receberão o perdão pela graça infinita de Deus
Ap 21 3-4 3 Ouvi uma alta voz que vinha do trono e dizia: ― Eis que o
tabernáculo de Deus está com os homens, com os quais ele viverá. Eles serão
os seus povos; o próprio Deus estará com eles e será o Deus deles. 4 Ele
enxugará dos seus olhos toda lágrima. Não haverá mais morte, nem aflição,
nem choro, nem dor, pois as coisas antigas já passaram.
I – O RELACIONAMENTO DO CRENTE COM DEUS
6
EBD PIB Penha - O Sermão do Monte - Lição 3: O caráter do Cristão (2)
3 – Os mansos/humildes (Mt 5:5)
Bem-aventurados os humildes, pois receberão a terra por herança.
Palavra grega com os seguintes significados:
a. “suave” referente a coisas;
b. “dócil” referente a animais;
c. “gentil” ou “agradável” referente a pessoas;
d. “amável” ou “leniente” referente a coisas tais como atividades ou
punições.
Obs. Traz a ideia de serenidade pacífica e amistosa.
“A condição pela qual tomamos posse de nossa herança espiritual em Cristo,
não é a força, mas a mansidão, pois tudo é nosso se somos de Cristo” (John
Stott). É a bem-aventurança da pessoa cuja vida é controlada por Deus!
I – O RELACIONAMENTO DO CRENTE COM DEUS
7
EBD PIB Penha - O Sermão do Monte - Lição 3: O caráter do Cristão (2)
4 – Os que têm fome e sede de justiça (Mt 5:6)
Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, pois serão satisfeitos.
O que é justiça? É a virtude de dar a cada um o que é seu.
A justiça deve ser desejada pelo cristão.
O cristão deve se engajar na busca pela libertação dos oprimidos e na
promoção dos direitos humanos.
Am 5:10-11 10 Vocês odeiam aquele que defende a justiça no tribunal e
detestam aquele que fala a verdade. 11 Vocês oprimem o pobre e o forçam a
pagar impostos de trigo. Por isso, embora tenham construído mansões de
pedras lavradas, não morarão nelas; embora tenham plantado vinhas
verdejantes, não beberão do seu vinho.
Na Bíblia há 4 tipos de justiça: retributiva, distributiva, restauradora e
redentora.
Sobre JUSTIÇA - ver Sermão do Pr. Eliezer Victor de 12/11/2023
https://www.youtube.com/watch?v=avcyd3vTXG0#t=26m13s
I – O RELACIONAMENTO DO CRENTE COM DEUS
8
EBD PIB Penha - O Sermão do Monte - Lição 3: O caráter do Cristão (2)
I – O RELACIONAMENTO DO CRENTE COM DEUS (2:20)
9
EBD PIB Penha - O Sermão do Monte - Lição 3: O caráter do Cristão (2)
Significado das Bem-aventuranças. Canal Desenhando a Bíblia. Disponível em <https://www.youtube.com/watch?v=E9QLTTUW1sw>.
1 – Os misericordiosos (Mt 5:7)
Bem-aventurados os misericordiosos, pois obterão misericórdia.
A misericórdia é compaixão e socorro para uma pessoa que não tem a
mínima possibilidade de ajudar a si mesmo
Reflexão: Há tantas pessoas abandonadas pela sociedade e, muitas vezes,
pela própria igreja, que necessitam de um ato de misericórdia da nossa
parte. Muitas pessoas preferem isolar-se da situação dolorosa da
humanidade.
II – O RELACIONAMENTO DO CRENTE COM O SEU PRÓXIMO
10
EBD PIB Penha - O Sermão do Monte - Lição 3: O caráter do Cristão (2)
2 – Os limpos (puros) de coração (Mt 5:8)
Bem-aventurados os puros de coração, pois verão a Deus.
O coração puro/limpo é o coração sincero.
Salmo 51:10 Cria em mim um coração puro, ó Deus, e renova dentro de mim
um espírito estável.
Reflexão: “Como são poucos os que dentre nós, vivem uma vida aberta!
Somos tentados a usar uma máscara diferente e representar um papel
diferente, de acordo com cada ocasião. Isso não é realidade, mas
representação, que é a essência da hipocrisia” Jonh Stott.
II – O RELACIONAMENTO DO CRENTE COM O SEU PRÓXIMO
11
EBD PIB Penha - O Sermão do Monte - Lição 3: O caráter do Cristão (2)
3 – Os pacificadores (Mt 5:9)
Bem-aventurados os pacificadores, pois serão chamados filhos de Deus.
Há uma grande necessidade hoje em dia de pacificadores – na indústria,
entre empregador e empregado; na família, entre marido e mulher, pais e
filhos; na igreja, entre a liderança e membros, e entre um membro e outro.
Fp 4:2 Peço a Evódia e a Síntique que tenham o mesmo entendimento no
Senhor.
Rm 12:18 Se possível, naquilo que depender de vocês, vivam em paz com
todos os homens.
II – O RELACIONAMENTO DO CRENTE COM O SEU PRÓXIMO
12
EBD PIB Penha - O Sermão do Monte - Lição 3: O caráter do Cristão (2)
1 Pe 4.14-15 14 Se são insultados por causa do nome de Cristo, vocês são bem-
aventurados, pois o glorioso Espírito de Deus repousa sobre vocês. 15
Portanto, nenhum de vocês sofra como assassino, ladrão, criminoso, nem
como quem se intromete nos negócios alheios.
Num mundo onde Cristo foi rejeitado (e crucificado), seu seguidores devem
esperar compartilhar dos sofrimentos dEle.
13
EBD PIB Penha - O Sermão do Monte - Lição 3: O caráter do Cristão (2)
4 – Os perseguidos por causa da
justiça (Mt 5:10-12)
10 Bem-aventurados os perseguidos ...
Para reflexão:
• Seria correto dizer que toda crítica
feita a um cristão ou ao cristianismo
é uma perseguição religiosa?
4 – Os perseguidos por causa da justiça (Mt 5:10-12)
10 Bem-aventurados os perseguidos por causa da justiça, pois deles é o reino
dos céus”. 11 Bem-aventurados serão vocês quando, por minha causa, os
insultarem, os perseguirem e, mentindo, disserem todo tipo de mal contra
vocês. 12 Alegrem-se e regozijem-se, porque grande é a sua recompensa nos
céus, pois da mesma forma perseguiram os profetas que viveram antes de
vocês.
• Motivo da perseguição: “Por causa da justiça” e “por minha causa”.
• Reação diante da perseguição: Regozijai-vos e exultai
• Prêmio pela perseguição: Grande é o vosso galardão.
II – O RELACIONAMENTO DO CRENTE COM O SEU PRÓXIMO
14
EBD PIB Penha - O Sermão do Monte - Lição 3: O caráter do Cristão (2)
II – O RELACIONAMENTO DO CRENTE COM O SEU PRÓXIMO (2:52)
15
EBD PIB Penha - O Sermão do Monte - Lição 3: O caráter do Cristão (2)
Significado das Bem-aventuranças. Canal Desenhando a Bíblia. Disponível em <https://www.youtube.com/watch?v=E9QLTTUW1sw>.
Conclusão
Todos os crentes devem demonstrar todas as características
detalhadas aqui.
Ef 4:15 Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em
todas as coisas naquele que é a cabeça, Cristo.
"Tal inversão dos valores humanos é básica na religião bíblica.
Os métodos do Deus das Escrituras parecem uma confusão
para os homens, pois exaltam o humilde e humilham o
orgulhoso; chamam de primeiros os últimos, e de últimos, os
primeiros. Resumindo, Jesus parabeniza aqueles que o mundo
mais despreza, e chama de bem-aventurados" aqueles que o
mundo rejeita" (Stott).
EBD PIB Penha - O Sermão do Monte - Lição 3: O caráter do Cristão (2) 16
Para saber mais:
Livro: Contracultura Cristã. A mensagem do Sermão do Monte. John R. W. Stott. ABU Editora
Vídeo: A Teologia do Reino de Deus - Luiz Sayão
https://www.youtube.com/watch?v=VReSGDpu8tY
Vídeo: Valores Absolutos do Reino de Deus - Hernandes Dias Lopes
https://www.youtube.com/watch?v=9L25Frh1e84
Vídeo: O Reino de Deus - Russell Shedd
https://www.youtube.com/watch?v=yBYVVameTVQ
Vídeo: Significado das Bem-aventuranças – Canal Desenhando a Bíblia
https://www.youtube.com/watch?v=E9QLTTUW1sw
EBD PIB Penha - O Sermão do Monte - Lição 3: O caráter do Cristão (2) 17

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a 3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)

LIÇÃO 13 – A MULTIFORME SABEDORIA DE DEUS
LIÇÃO 13 – A MULTIFORME SABEDORIA DE DEUSLIÇÃO 13 – A MULTIFORME SABEDORIA DE DEUS
LIÇÃO 13 – A MULTIFORME SABEDORIA DE DEUS
Ismael Isidio
 
021 pedro 2º
021 pedro 2º021 pedro 2º
021 pedro 2º
Diógenes Gimenes
 
13 11 11
13 11 1113 11 11
Lição 1112016_O que Pedro disse sobre o grande conflito_GGR
Lição 1112016_O que Pedro disse sobre o grande conflito_GGRLição 1112016_O que Pedro disse sobre o grande conflito_GGR
Lição 1112016_O que Pedro disse sobre o grande conflito_GGR
Gerson G. Ramos
 
Apresentação com estudos sobre a ética do sermão do monte
Apresentação com estudos sobre a ética do sermão do monteApresentação com estudos sobre a ética do sermão do monte
Apresentação com estudos sobre a ética do sermão do monte
João Eduardo
 
Lição 3 - Vivendo em Santidade e Integridade
Lição 3 - Vivendo em Santidade e IntegridadeLição 3 - Vivendo em Santidade e Integridade
Lição 3 - Vivendo em Santidade e Integridade
Éder Tomé
 
❉ Respostas_1112016_O que Pedro disse sobre o grande conflito_GGR
❉ Respostas_1112016_O que Pedro disse sobre o grande conflito_GGR❉ Respostas_1112016_O que Pedro disse sobre o grande conflito_GGR
❉ Respostas_1112016_O que Pedro disse sobre o grande conflito_GGR
Gerson G. Ramos
 
A multiforme sabedoria de Deus
A multiforme sabedoria de DeusA multiforme sabedoria de Deus
A multiforme sabedoria de Deus
Moisés Sampaio
 
Aula 1 Soberania de Deus, evangelização e Missões.pptx
Aula 1 Soberania de Deus, evangelização e Missões.pptxAula 1 Soberania de Deus, evangelização e Missões.pptx
Aula 1 Soberania de Deus, evangelização e Missões.pptx
Julio Gallo
 
Curso-de-Batismo.pdf
Curso-de-Batismo.pdfCurso-de-Batismo.pdf
Curso-de-Batismo.pdf
JooAlbertoSoaresdaSi
 
153 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_2_corintios-parte_2
153 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_2_corintios-parte_2153 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_2_corintios-parte_2
153 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_2_corintios-parte_2
Robson Tavares Fernandes
 
04 03 12
04 03 1204 03 12
A multiforme sabedoria de Deus
A multiforme sabedoria de DeusA multiforme sabedoria de Deus
A multiforme sabedoria de Deus
Adenísio dos Reis
 
CURSO EETAD -
CURSO EETAD - CURSO EETAD -
Teologia pastoral ii
Teologia pastoral iiTeologia pastoral ii
Teologia pastoral ii
saritaribeiro5
 
A obra da salvacao aula final
A obra da salvacao aula finalA obra da salvacao aula final
A obra da salvacao aula final
Samuel De Lima Santana
 
Lição 4
Lição 4Lição 4
Lição 4
Carlos Santos
 
2 tessalonicenses (moody)
2 tessalonicenses (moody)2 tessalonicenses (moody)
2 tessalonicenses (moody)
Shirley Militão
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
PIB Penha
 
A santidade e a santificação do crente
A santidade e a santificação do crenteA santidade e a santificação do crente
A santidade e a santificação do crente
Eder L. Souza
 

Semelhante a 3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2) (20)

LIÇÃO 13 – A MULTIFORME SABEDORIA DE DEUS
LIÇÃO 13 – A MULTIFORME SABEDORIA DE DEUSLIÇÃO 13 – A MULTIFORME SABEDORIA DE DEUS
LIÇÃO 13 – A MULTIFORME SABEDORIA DE DEUS
 
021 pedro 2º
021 pedro 2º021 pedro 2º
021 pedro 2º
 
13 11 11
13 11 1113 11 11
13 11 11
 
Lição 1112016_O que Pedro disse sobre o grande conflito_GGR
Lição 1112016_O que Pedro disse sobre o grande conflito_GGRLição 1112016_O que Pedro disse sobre o grande conflito_GGR
Lição 1112016_O que Pedro disse sobre o grande conflito_GGR
 
Apresentação com estudos sobre a ética do sermão do monte
Apresentação com estudos sobre a ética do sermão do monteApresentação com estudos sobre a ética do sermão do monte
Apresentação com estudos sobre a ética do sermão do monte
 
Lição 3 - Vivendo em Santidade e Integridade
Lição 3 - Vivendo em Santidade e IntegridadeLição 3 - Vivendo em Santidade e Integridade
Lição 3 - Vivendo em Santidade e Integridade
 
❉ Respostas_1112016_O que Pedro disse sobre o grande conflito_GGR
❉ Respostas_1112016_O que Pedro disse sobre o grande conflito_GGR❉ Respostas_1112016_O que Pedro disse sobre o grande conflito_GGR
❉ Respostas_1112016_O que Pedro disse sobre o grande conflito_GGR
 
A multiforme sabedoria de Deus
A multiforme sabedoria de DeusA multiforme sabedoria de Deus
A multiforme sabedoria de Deus
 
Aula 1 Soberania de Deus, evangelização e Missões.pptx
Aula 1 Soberania de Deus, evangelização e Missões.pptxAula 1 Soberania de Deus, evangelização e Missões.pptx
Aula 1 Soberania de Deus, evangelização e Missões.pptx
 
Curso-de-Batismo.pdf
Curso-de-Batismo.pdfCurso-de-Batismo.pdf
Curso-de-Batismo.pdf
 
153 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_2_corintios-parte_2
153 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_2_corintios-parte_2153 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_2_corintios-parte_2
153 estudo panoramico-da_biblia-o_livro_de_2_corintios-parte_2
 
04 03 12
04 03 1204 03 12
04 03 12
 
A multiforme sabedoria de Deus
A multiforme sabedoria de DeusA multiforme sabedoria de Deus
A multiforme sabedoria de Deus
 
CURSO EETAD -
CURSO EETAD - CURSO EETAD -
CURSO EETAD -
 
Teologia pastoral ii
Teologia pastoral iiTeologia pastoral ii
Teologia pastoral ii
 
A obra da salvacao aula final
A obra da salvacao aula finalA obra da salvacao aula final
A obra da salvacao aula final
 
Lição 4
Lição 4Lição 4
Lição 4
 
2 tessalonicenses (moody)
2 tessalonicenses (moody)2 tessalonicenses (moody)
2 tessalonicenses (moody)
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
 
A santidade e a santificação do crente
A santidade e a santificação do crenteA santidade e a santificação do crente
A santidade e a santificação do crente
 

Último

Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
Especialidade  Arqueologia  Bíblica.pptxEspecialidade  Arqueologia  Bíblica.pptx
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
AlexandreJr7
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
Nilson Almeida
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
valneirocha
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
PIB Penha
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
SanturioTacararu
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
Marta Gomes
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃOgrabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
luartfelt
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Ricardo Azevedo
 
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
EdimarEdigesso
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
PIB Penha
 
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.pptA VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
FranciscoAudisio2
 
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.pptAngelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
mfixa3824
 
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
OBrasilParaCristoRad
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
PIB Penha
 
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
OBrasilParaCristoRad
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
AntonioMugiba
 
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
PIB Penha
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 

Último (20)

Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
Especialidade  Arqueologia  Bíblica.pptxEspecialidade  Arqueologia  Bíblica.pptx
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃOgrabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
 
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
 
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.pptA VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
 
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.pptAngelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
 
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
 
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
 
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 

3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)

  • 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2) Texto Básico: Mateus 5.1-12 Texto Devocional: Salmo 42.1-11 Versículo-Chave: Salmo 42.1-2 1 Como o cervo anseia por águas correntes, a minha alma anseia por ti, ó Deus. 2 A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo. Quando poderei entrar para apresentar-me a Deus?". Alvo da Lição: Mostrar que a cultura do mundo e a cultura de Cristo estão em total desarmonia. EBD PIB Penha - O Sermão do Monte - Lição 3: O caráter do Cristão (2) 2
  • 3. Bem-aventurados Palavra Grega: μακάριος - makarios - Abençoado Na Bíblia NVI foi traduzida da seguinte forma: feliz (Mt 11.6), felizes (Mt 13.16), Bem-aventurados (Mt 5), bendito (1Tm 1.11), felicidade (At 20.35) e bendita (Tt 2.13). INTRODUÇÃO 3 EBD PIB Penha - O Sermão do Monte - Lição 3: O caráter do Cristão (2) Bem-aventurança é diferente da felicidade do mundo porque: ✓É algo que somente Deus pode dar (Sl 144.15); ✓É um estado que Deus deseja que seu povo desfrute (Gn 1.28); ✓Não depende das circunstancias (Fp 4.11-13). ✓É relacionada com a obediência à palavra de Deus (Lc 11.27-28).
  • 4. AS BEM-AVENTURANÇAS (1:26) 4 EBD PIB Penha - O Sermão do Monte - Lição 3: O caráter do Cristão (2) Significado das Bem-aventuranças. Canal Desenhando a Bíblia. Disponível em <https://www.youtube.com/watch?v=E9QLTTUW1sw>.
  • 5. 1 – Os humildes de espírito/pobres em espírito (Mt 5:3) Bem-aventurados os pobres em espírito, pois deles é o reino dos céus. Quem são os pobres em espírito? Aqueles que não têm absolutamente nada e, em virtude disso, colocam toda a sua confiança em Deus. Jesus ensinou que: a) Devemos reconhecer a nossa pobreza espiritual. Não temos nada a oferecer a Deus. O homem humilde de espírito é aquele que reconhece a sua pobreza espiritual. b) Os pobres em espírito receberão o reino dos céus. O reconhecimento da nossa pobreza espiritual é a condição indispensável para receber o reino de Deus, que é oferecido somente àqueles que são humildes de espírito. Feliz é o crente que reconhece a sua pobreza espiritual. I – O RELACIONAMENTO DO CRENTE COM DEUS 5 EBD PIB Penha - O Sermão do Monte - Lição 3: O caráter do Cristão (2)
  • 6. 2 – Os que choram (Mt 5:4) Bem-aventurados os que choram, pois serão consolados. Pergunta: A que tipo de choro o texto se refere? Mt 26:75 Então, Pedro se lembrou da palavra que Jesus lhe havia dito: “Antes que o galo cante, você me negará três vezes”. Saindo dali, chorou amargamente. Resposta: Choro de arrependimento. 2 Co 7:10 A tristeza segundo Deus produz arrependimento para salvação, não remorso; a tristeza do mundo, porém, produz morte. Somente os que choram pelos seus pecados serão consoladas porque receberão o perdão pela graça infinita de Deus Ap 21 3-4 3 Ouvi uma alta voz que vinha do trono e dizia: ― Eis que o tabernáculo de Deus está com os homens, com os quais ele viverá. Eles serão os seus povos; o próprio Deus estará com eles e será o Deus deles. 4 Ele enxugará dos seus olhos toda lágrima. Não haverá mais morte, nem aflição, nem choro, nem dor, pois as coisas antigas já passaram. I – O RELACIONAMENTO DO CRENTE COM DEUS 6 EBD PIB Penha - O Sermão do Monte - Lição 3: O caráter do Cristão (2)
  • 7. 3 – Os mansos/humildes (Mt 5:5) Bem-aventurados os humildes, pois receberão a terra por herança. Palavra grega com os seguintes significados: a. “suave” referente a coisas; b. “dócil” referente a animais; c. “gentil” ou “agradável” referente a pessoas; d. “amável” ou “leniente” referente a coisas tais como atividades ou punições. Obs. Traz a ideia de serenidade pacífica e amistosa. “A condição pela qual tomamos posse de nossa herança espiritual em Cristo, não é a força, mas a mansidão, pois tudo é nosso se somos de Cristo” (John Stott). É a bem-aventurança da pessoa cuja vida é controlada por Deus! I – O RELACIONAMENTO DO CRENTE COM DEUS 7 EBD PIB Penha - O Sermão do Monte - Lição 3: O caráter do Cristão (2)
  • 8. 4 – Os que têm fome e sede de justiça (Mt 5:6) Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, pois serão satisfeitos. O que é justiça? É a virtude de dar a cada um o que é seu. A justiça deve ser desejada pelo cristão. O cristão deve se engajar na busca pela libertação dos oprimidos e na promoção dos direitos humanos. Am 5:10-11 10 Vocês odeiam aquele que defende a justiça no tribunal e detestam aquele que fala a verdade. 11 Vocês oprimem o pobre e o forçam a pagar impostos de trigo. Por isso, embora tenham construído mansões de pedras lavradas, não morarão nelas; embora tenham plantado vinhas verdejantes, não beberão do seu vinho. Na Bíblia há 4 tipos de justiça: retributiva, distributiva, restauradora e redentora. Sobre JUSTIÇA - ver Sermão do Pr. Eliezer Victor de 12/11/2023 https://www.youtube.com/watch?v=avcyd3vTXG0#t=26m13s I – O RELACIONAMENTO DO CRENTE COM DEUS 8 EBD PIB Penha - O Sermão do Monte - Lição 3: O caráter do Cristão (2)
  • 9. I – O RELACIONAMENTO DO CRENTE COM DEUS (2:20) 9 EBD PIB Penha - O Sermão do Monte - Lição 3: O caráter do Cristão (2) Significado das Bem-aventuranças. Canal Desenhando a Bíblia. Disponível em <https://www.youtube.com/watch?v=E9QLTTUW1sw>.
  • 10. 1 – Os misericordiosos (Mt 5:7) Bem-aventurados os misericordiosos, pois obterão misericórdia. A misericórdia é compaixão e socorro para uma pessoa que não tem a mínima possibilidade de ajudar a si mesmo Reflexão: Há tantas pessoas abandonadas pela sociedade e, muitas vezes, pela própria igreja, que necessitam de um ato de misericórdia da nossa parte. Muitas pessoas preferem isolar-se da situação dolorosa da humanidade. II – O RELACIONAMENTO DO CRENTE COM O SEU PRÓXIMO 10 EBD PIB Penha - O Sermão do Monte - Lição 3: O caráter do Cristão (2)
  • 11. 2 – Os limpos (puros) de coração (Mt 5:8) Bem-aventurados os puros de coração, pois verão a Deus. O coração puro/limpo é o coração sincero. Salmo 51:10 Cria em mim um coração puro, ó Deus, e renova dentro de mim um espírito estável. Reflexão: “Como são poucos os que dentre nós, vivem uma vida aberta! Somos tentados a usar uma máscara diferente e representar um papel diferente, de acordo com cada ocasião. Isso não é realidade, mas representação, que é a essência da hipocrisia” Jonh Stott. II – O RELACIONAMENTO DO CRENTE COM O SEU PRÓXIMO 11 EBD PIB Penha - O Sermão do Monte - Lição 3: O caráter do Cristão (2)
  • 12. 3 – Os pacificadores (Mt 5:9) Bem-aventurados os pacificadores, pois serão chamados filhos de Deus. Há uma grande necessidade hoje em dia de pacificadores – na indústria, entre empregador e empregado; na família, entre marido e mulher, pais e filhos; na igreja, entre a liderança e membros, e entre um membro e outro. Fp 4:2 Peço a Evódia e a Síntique que tenham o mesmo entendimento no Senhor. Rm 12:18 Se possível, naquilo que depender de vocês, vivam em paz com todos os homens. II – O RELACIONAMENTO DO CRENTE COM O SEU PRÓXIMO 12 EBD PIB Penha - O Sermão do Monte - Lição 3: O caráter do Cristão (2)
  • 13. 1 Pe 4.14-15 14 Se são insultados por causa do nome de Cristo, vocês são bem- aventurados, pois o glorioso Espírito de Deus repousa sobre vocês. 15 Portanto, nenhum de vocês sofra como assassino, ladrão, criminoso, nem como quem se intromete nos negócios alheios. Num mundo onde Cristo foi rejeitado (e crucificado), seu seguidores devem esperar compartilhar dos sofrimentos dEle. 13 EBD PIB Penha - O Sermão do Monte - Lição 3: O caráter do Cristão (2) 4 – Os perseguidos por causa da justiça (Mt 5:10-12) 10 Bem-aventurados os perseguidos ... Para reflexão: • Seria correto dizer que toda crítica feita a um cristão ou ao cristianismo é uma perseguição religiosa?
  • 14. 4 – Os perseguidos por causa da justiça (Mt 5:10-12) 10 Bem-aventurados os perseguidos por causa da justiça, pois deles é o reino dos céus”. 11 Bem-aventurados serão vocês quando, por minha causa, os insultarem, os perseguirem e, mentindo, disserem todo tipo de mal contra vocês. 12 Alegrem-se e regozijem-se, porque grande é a sua recompensa nos céus, pois da mesma forma perseguiram os profetas que viveram antes de vocês. • Motivo da perseguição: “Por causa da justiça” e “por minha causa”. • Reação diante da perseguição: Regozijai-vos e exultai • Prêmio pela perseguição: Grande é o vosso galardão. II – O RELACIONAMENTO DO CRENTE COM O SEU PRÓXIMO 14 EBD PIB Penha - O Sermão do Monte - Lição 3: O caráter do Cristão (2)
  • 15. II – O RELACIONAMENTO DO CRENTE COM O SEU PRÓXIMO (2:52) 15 EBD PIB Penha - O Sermão do Monte - Lição 3: O caráter do Cristão (2) Significado das Bem-aventuranças. Canal Desenhando a Bíblia. Disponível em <https://www.youtube.com/watch?v=E9QLTTUW1sw>.
  • 16. Conclusão Todos os crentes devem demonstrar todas as características detalhadas aqui. Ef 4:15 Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em todas as coisas naquele que é a cabeça, Cristo. "Tal inversão dos valores humanos é básica na religião bíblica. Os métodos do Deus das Escrituras parecem uma confusão para os homens, pois exaltam o humilde e humilham o orgulhoso; chamam de primeiros os últimos, e de últimos, os primeiros. Resumindo, Jesus parabeniza aqueles que o mundo mais despreza, e chama de bem-aventurados" aqueles que o mundo rejeita" (Stott). EBD PIB Penha - O Sermão do Monte - Lição 3: O caráter do Cristão (2) 16
  • 17. Para saber mais: Livro: Contracultura Cristã. A mensagem do Sermão do Monte. John R. W. Stott. ABU Editora Vídeo: A Teologia do Reino de Deus - Luiz Sayão https://www.youtube.com/watch?v=VReSGDpu8tY Vídeo: Valores Absolutos do Reino de Deus - Hernandes Dias Lopes https://www.youtube.com/watch?v=9L25Frh1e84 Vídeo: O Reino de Deus - Russell Shedd https://www.youtube.com/watch?v=yBYVVameTVQ Vídeo: Significado das Bem-aventuranças – Canal Desenhando a Bíblia https://www.youtube.com/watch?v=E9QLTTUW1sw EBD PIB Penha - O Sermão do Monte - Lição 3: O caráter do Cristão (2) 17