SlideShare uma empresa Scribd logo
Sétima
   de
Pentecoste
    s
Com.: Dom do Conselho - O dom do
  conselho, também chamado "dom da
    prudência", nos faz saber pronta e
seguramente o que convém dizer e o que
convém fazer nas diversas circunstâncias
 da vida. É um dom de santificação que
      nos faz viver sob a orientação
            do Espírito Santo.
Por ele, o Paráclito nos fala ao coração e
  nos faz compreender o que devemos
fazer. Agimos sem timidez ou incerteza.
   Pelo dom do conselho, falamos ou
   agimos com toda confiança, com a
           audácia dos santos.
3º dia: O Espírito Santo é uma pessoa
Vinde, Espírito Santo,
enchei os corações dos vossos fiéis,
      e acendei neles o fogo
          do vosso amor.
      Enviai o vosso Espírito
        e tudo será criado.
   E renovareis a face da terra.
Oremos: Ó Deus, que instruíste os
corações de Vossos fiéis com a Luz
    do Espírito Santo, fazei que
  apreciemos retamente todas as
coisas, segundo o mesmo Espírito,
        e gozemos sempre
        da sua consolação.
 Por Cristo, Senhor Nosso. Amém.
Oração Introdutória

C.: Vinde, Espírito Santo e enviai-nos do alto do
céu, um raio da vossa luz!
T.: Vinde, Pai dos pobres, vinde, fonte de
todos os dons, vinde, luz dos corações!
C.: Consolador magnífico! Doce hóspede da
alma! Doce reconforto!
T.: Sois repouso para o nosso trabalho,
calmante para as nossas paixões, lenitivo
para as nossas lágrimas!
C.: Ó luz da felicidade, inundai plenamente os
corações dos vossos fiéis!
T.:   Sem o vosso auxílio, nada pode o
homem, nada produz de bom!
C.: Lavai as nossas manchas! Banhai a nossa
aridez! Sarai as nossas feridas!
T.: Dobrai a nossa dureza! Aquecei a nossa
fraqueza! Retificai os nossos erros!
C.: Dai aos vossos fiéis, que em vós confiam, os
sete dons sagrados!

T.: Dai-nos o mérito da virtude! Dai-nos o
troféu da salvação! Dai-nos a alegria eterna!
Amém! Aleluia!
L eitura Bíblica

Leitura do livro dos Atos dos Apóstolos, capítulo
13, versículos de 01 a 04:

1. Havia então na Igreja de Antioquia profetas e
doutores, entre eles Barnabé, Simão, apelidado
o Negro, Lúcio de Cirene, Manaém,
companheiro de infância do tetrarca Herodes, e
Saulo.
2. Enquanto celebravam o culto do Senhor,
depois de terem jejuado, disse-lhes o Espírito
Santo: Separai-me Barnabé e Saulo para a obra
a que os tenho destinado. 3. Então, jejuando e
orando, impuseram-lhes as mãos e os
despediram.
4. Enviados assim pelo Espírito Santo, foram a
Selêucia e dali navegaram para a ilha de
Chipre.

C.: Palavra do Senhor.

T.: Graças a Deus.
Reflexão

L.: Como já vimos, Deus é sempre um mistério.
E, das três Pessoas, o Espírito Santo parece
ser a mais misteriosa de todas. É o “Deus sem
face” (ao contrário do Filho que assumiu a
nossa natureza humana) o “Deus sem
referência humana” (ao contrário da Primeira
Pessoa, a quem chamamos por um nome que
nos é bastante comum: Pai!).
Para referir-se a Ele, as Sagradas Escrituras
lançam mão de símbolos, tais como: Água,
Unção, Fogo, Nuvem, Luz, Selo, Mão, Dedo e
Pomba (Catec. N 694 a 701). E quando
questionados a respeito de quem é o Espírito
Santo, comumente também respondemos com
conceitos totalmente impessoais, ou abstratos,
como: “Ele é o amor, a consolação, a luz, a
força, a esperança, o revelador...”
Na realidade, Deus é, na sua natureza, amor
(cf.1 Jo 4,16). Por conseguinte, dom, vida
incessantemente doada. Enquanto fonte
permanente desse dom, Deus é Pai. Enquanto
expressão e receptor desse dom, Deus é Filho.
Enquanto dom mesmo, ele é o Espírito. “Uma
só essência, uma substância ou natureza, mas
três pessoas”, nos ensina o Concílio de Latrão.
E, de fato, aprendemos todos – e desde cedo
-que o Espírito Santo é a terceira pessoa da
Santíssima Trindade. Mas em que sentido?
Como é que alguém que eu não vejo, não toco,
e que é “espírito”, pode ser uma pessoa?...
Ainda que limitados pelo curto alcance dos
conceitos humanos, podemos ser auxiliados
nessa “compreensão” quando associamos a
palavra pessoa (persona) ao conceito de
personalidade.
O Espírito Santo traz em si todos os atributos
de uma personalidade. Ele tem intenção (Rm
8,27), tem conhecimento (1 Cor 2,10-11), tem
vontade própria (1Cor 12,11) experimenta
emoções (Ef 4,30). Ele se relaciona e age como
somente uma pessoa poderia fazê-lo: Ele fala
(At. 1,16), ora (Rom 8,26-27), ensina (Jô 14, 26)
opera milagres (At 2, 4 ; 8, 39) ordena (At 8, 29;
10,19-20; 11,12; 13,2) proíbe (At 16, 6-7), guia
as pessoas (Rom 8,14) e consola a Igreja (At
9,31) - entre outras tantas ações.
A consciência de que o Espírito Santo é uma
pessoa deve gerar em nós um impacto que
interpele a nossa vida: se o Espírito Santo é
uma Pessoa, nós precisamos aprender a ter
com Ele um relacionamento pessoal -isto é, de
pessoa para Pessoa. Ele não pode continuar
sendo para nós apenas um dado teológico,
doutrinário, mas... uma Pessoa, amiga! Uma
Pessoa com quem posso partilhar minhas
dificuldades, minhas vitórias, meus fracassos,
minhas alegrias.
A propósito, você já entabulou uma conversa
com o Espírito Santo, hoje? Já lhe disse, por
exemplo, “Bom Dia Espírito Santo?”. Afinal, Ele
é também o nosso Advogado, o nosso
Consolador e Aquele que nos dá força.
C onsagração ao Divino E spírito Santo

 T.: Ó Espírito Santo, Divino Espírito de
luz e de amor, eu vos consagro a minha
 inteligência, o meu coração e a minha
vontade, todo o meu ser, no tempo e na
  eternidade. Que a minha inteligência
  seja sempre dócil às vossas celestes
inspirações e à doutrina da Santa Igreja
   Católica, de que sois guia infalível.
Que o meu coração seja sempre inflamado do
amor de Deus e pelo próximo. Que a minha
vontade seja sempre conforme a vontade
divina, e que toda a minha vida seja uma
imitação fiel da vida e das virtudes de Nosso
Senhor e Salvador Jesus Cristo, a quem, com o
Pai e convosco, sejam dadas honra e glória
para sempre Amém.

(Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai)
Oração Final

 C.: Espírito Santo, que conduziste os
profetas por desertos de areia ou pela
amplidão dos mares.
T.: Sopra sobre nossos olhos, a fim de
que, por toda parte, saibam ver a
Trindade Santa.
C.: Sopra sobre nossos lábios, a fim de
que só digam e cantem a Verdade de
que liberta.
T.: Abre nossos corações à beleza do
mundo, ao alegre esplendor das formas
sensíveis
C.: Para que todos os nossos encontros
sejam sempre louvores a Deus e
motivos de amor.
T.: E todas as criaturas constituam
oportunidades que nos levem ao
Criador. Amém.
Hino L itúrgico
              Veni C reator
  Vem, Espírito Criador, visita o espírito
             dos que são teus.
   Enche de graça e de esplendor os
    corações que tu mesmo criaste.
     Nós te chamamos o Defensor,
         dom de Deus altíssimo.
fonte viva, fogo, amor e unção da graça.
Tu nos ofereces os sete dons, Tu és o
        dedo da mão de Deus,
    a verídica promessa do Pai:
        Tu inspiras nossa voz.
       Abrasa-nos em tua luz,
      enche nossos corações.
 O que é fragilidade em nosso corpo
       revigora com Teu vigor.
Afasta para longe de nós o inimigo.
     Desde agora dá-nos a paz.
 Sê nosso guia no caminho para que
     possamos evitar todo mal.
     Dá que conheçamos o Pai,
         revela-nos o filho,
Tu és o Espírito do Pai e do filho. Que
       sempre creiamos em Ti!
                                          FIM

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

7º dia
7º dia7º dia
7º dia
babins
 
Exercicios espirituais-preparatorios-para-a-consagracao
Exercicios espirituais-preparatorios-para-a-consagracaoExercicios espirituais-preparatorios-para-a-consagracao
Exercicios espirituais-preparatorios-para-a-consagracao
Karine Serrano
 
Espiritismo para as crianças (cairbar schutel)
Espiritismo para as crianças (cairbar schutel)Espiritismo para as crianças (cairbar schutel)
Espiritismo para as crianças (cairbar schutel)
Fabiana Cesarini
 
Suplica dos dons do espírito santo
Suplica dos dons do espírito santoSuplica dos dons do espírito santo
Suplica dos dons do espírito santo
JMVSobreiro
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
MariadaSilva95
 
Orações para catquese infantil
Orações para catquese infantilOrações para catquese infantil
Orações para catquese infantil
Catequese Anjos dos Céus
 
Interpretando a Oração Pai Nosso
Interpretando a Oração Pai NossoInterpretando a Oração Pai Nosso
Interpretando a Oração Pai Nosso
Helio Cruz
 
precisamos ser cheios do espírito santo em 2014 pib 05.01.14
precisamos ser cheios do espírito santo em 2014   pib 05.01.14precisamos ser cheios do espírito santo em 2014   pib 05.01.14
precisamos ser cheios do espírito santo em 2014 pib 05.01.14
Pastor Cerqueira
 
Espiritismo para crianças
Espiritismo para criançasEspiritismo para crianças
Espiritismo para crianças
anaccc2013
 
TEMPOS SOLENES pdf
TEMPOS SOLENES pdfTEMPOS SOLENES pdf
TEMPOS SOLENES pdf
Projeto Preparar um Povo
 
Missa_PDF_exemplo
Missa_PDF_exemploMissa_PDF_exemplo
Missa_PDF_exemplo
Valdir Lima
 
07. como deus nos fala
07. como deus nos fala07. como deus nos fala
07. como deus nos fala
pohlos
 
Atos Lição 2 - Cheios do Espírito Santo
Atos Lição 2 - Cheios do Espírito SantoAtos Lição 2 - Cheios do Espírito Santo
Atos Lição 2 - Cheios do Espírito Santo
Cleide Corrêa
 
56 pão temporal
56   pão temporal56   pão temporal
56 pão temporal
pohlos
 
Silas a importância de ser cheio do espírito santo
Silas a importância de ser cheio do espírito santoSilas a importância de ser cheio do espírito santo
Silas a importância de ser cheio do espírito santo
Tarcila Lais
 
As orações
As oraçõesAs orações
Dp16 a oracao
Dp16 a oracaoDp16 a oracao
Dp16 a oracao
Elsa Matânia
 
00 escola 1º encontro querigma
00   escola 1º encontro  querigma00   escola 1º encontro  querigma
00 escola 1º encontro querigma
WALTERJOSEMOREIRA
 
29 01 12
29 01 1229 01 12
Entre mim e Deus. Reflexões
Entre mim e Deus. Reflexões Entre mim e Deus. Reflexões
Entre mim e Deus. Reflexões
Seduc MT
 

Mais procurados (20)

7º dia
7º dia7º dia
7º dia
 
Exercicios espirituais-preparatorios-para-a-consagracao
Exercicios espirituais-preparatorios-para-a-consagracaoExercicios espirituais-preparatorios-para-a-consagracao
Exercicios espirituais-preparatorios-para-a-consagracao
 
Espiritismo para as crianças (cairbar schutel)
Espiritismo para as crianças (cairbar schutel)Espiritismo para as crianças (cairbar schutel)
Espiritismo para as crianças (cairbar schutel)
 
Suplica dos dons do espírito santo
Suplica dos dons do espírito santoSuplica dos dons do espírito santo
Suplica dos dons do espírito santo
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
Orações para catquese infantil
Orações para catquese infantilOrações para catquese infantil
Orações para catquese infantil
 
Interpretando a Oração Pai Nosso
Interpretando a Oração Pai NossoInterpretando a Oração Pai Nosso
Interpretando a Oração Pai Nosso
 
precisamos ser cheios do espírito santo em 2014 pib 05.01.14
precisamos ser cheios do espírito santo em 2014   pib 05.01.14precisamos ser cheios do espírito santo em 2014   pib 05.01.14
precisamos ser cheios do espírito santo em 2014 pib 05.01.14
 
Espiritismo para crianças
Espiritismo para criançasEspiritismo para crianças
Espiritismo para crianças
 
TEMPOS SOLENES pdf
TEMPOS SOLENES pdfTEMPOS SOLENES pdf
TEMPOS SOLENES pdf
 
Missa_PDF_exemplo
Missa_PDF_exemploMissa_PDF_exemplo
Missa_PDF_exemplo
 
07. como deus nos fala
07. como deus nos fala07. como deus nos fala
07. como deus nos fala
 
Atos Lição 2 - Cheios do Espírito Santo
Atos Lição 2 - Cheios do Espírito SantoAtos Lição 2 - Cheios do Espírito Santo
Atos Lição 2 - Cheios do Espírito Santo
 
56 pão temporal
56   pão temporal56   pão temporal
56 pão temporal
 
Silas a importância de ser cheio do espírito santo
Silas a importância de ser cheio do espírito santoSilas a importância de ser cheio do espírito santo
Silas a importância de ser cheio do espírito santo
 
As orações
As oraçõesAs orações
As orações
 
Dp16 a oracao
Dp16 a oracaoDp16 a oracao
Dp16 a oracao
 
00 escola 1º encontro querigma
00   escola 1º encontro  querigma00   escola 1º encontro  querigma
00 escola 1º encontro querigma
 
29 01 12
29 01 1229 01 12
29 01 12
 
Entre mim e Deus. Reflexões
Entre mim e Deus. Reflexões Entre mim e Deus. Reflexões
Entre mim e Deus. Reflexões
 

Semelhante a 3º dia

Novena pentecostes simplificada
Novena pentecostes simplificadaNovena pentecostes simplificada
Novena pentecostes simplificada
Tatiano Ribeiro Dos Santos
 
4º culto sábado - segundo culto jovem
4º culto   sábado - segundo culto jovem4º culto   sábado - segundo culto jovem
4º culto sábado - segundo culto jovem
wendelberg
 
Graça - livro
Graça - livroGraça - livro
Graça - livro
Silvio Dutra
 
Graça
GraçaGraça
Graça
Silvio Dutra
 
Novena ao Espírito Santo com textos de São João Eudes
Novena ao Espírito Santo com textos de São João EudesNovena ao Espírito Santo com textos de São João Eudes
Novena ao Espírito Santo com textos de São João Eudes
Unidad de Espiritualidad Eudista
 
Cat02
Cat02Cat02
OFICIO DA LUZ PENTECOSTES 20 24.ppt
OFICIO DA LUZ PENTECOSTES 20                            24.pptOFICIO DA LUZ PENTECOSTES 20                            24.ppt
OFICIO DA LUZ PENTECOSTES 20 24.ppt
ParoquiaSantoAntonio3
 
Espírito santo (parte 1)
Espírito santo (parte 1)Espírito santo (parte 1)
Espírito santo (parte 1)
ESTUDANTETEOLOGIA
 
Retiro com Crismandos
Retiro com CrismandosRetiro com Crismandos
Retiro com Crismandos
José Vieira Dos Santos
 
missal 191 anos - 2
missal 191 anos - 2missal 191 anos - 2
missal 191 anos - 2
Victor Cavalcanti
 
E Recebereis Poder(RP) - MM
E Recebereis Poder(RP) - MME Recebereis Poder(RP) - MM
E Recebereis Poder(RP) - MM
Gérson Fagundes da Cunha
 
Módulo serviço – apostila 2
Módulo serviço – apostila 2  Módulo serviço – apostila 2
Módulo serviço – apostila 2
Cassio Felipe
 
Novena de Pentecostes com textos de São João Eudes
Novena de Pentecostes com textos de São João EudesNovena de Pentecostes com textos de São João Eudes
Novena de Pentecostes com textos de São João Eudes
Unidad de Espiritualidad Eudista
 
Livro Orações Para Todas As Horas
Livro Orações Para Todas As HorasLivro Orações Para Todas As Horas
Livro Orações Para Todas As Horas
Nilson Almeida
 
Feast of the Sacred Heart Mass
Feast of the Sacred Heart MassFeast of the Sacred Heart Mass
Feast of the Sacred Heart Mass
MariadaSilva95
 
Método do-cerco-de-jericó-em-equipe
Método do-cerco-de-jericó-em-equipeMétodo do-cerco-de-jericó-em-equipe
Método do-cerco-de-jericó-em-equipe
Elizangela Serrati
 
Nos Lugares Celestiais(LUC) - MM
Nos Lugares Celestiais(LUC) - MMNos Lugares Celestiais(LUC) - MM
Nos Lugares Celestiais(LUC) - MM
Gérson Fagundes da Cunha
 
Novena ao espírito santo para os sete dons
Novena ao espírito santo para os sete donsNovena ao espírito santo para os sete dons
Novena ao espírito santo para os sete dons
gospa2012
 
Assembléia de catequese 2013
Assembléia de catequese 2013Assembléia de catequese 2013
Assembléia de catequese 2013
Liana Plentz
 
A Fé Pela Qual Eu Vivo (FV) - MM
A Fé Pela Qual Eu Vivo (FV) - MMA Fé Pela Qual Eu Vivo (FV) - MM
A Fé Pela Qual Eu Vivo (FV) - MM
Gérson Fagundes da Cunha
 

Semelhante a 3º dia (20)

Novena pentecostes simplificada
Novena pentecostes simplificadaNovena pentecostes simplificada
Novena pentecostes simplificada
 
4º culto sábado - segundo culto jovem
4º culto   sábado - segundo culto jovem4º culto   sábado - segundo culto jovem
4º culto sábado - segundo culto jovem
 
Graça - livro
Graça - livroGraça - livro
Graça - livro
 
Graça
GraçaGraça
Graça
 
Novena ao Espírito Santo com textos de São João Eudes
Novena ao Espírito Santo com textos de São João EudesNovena ao Espírito Santo com textos de São João Eudes
Novena ao Espírito Santo com textos de São João Eudes
 
Cat02
Cat02Cat02
Cat02
 
OFICIO DA LUZ PENTECOSTES 20 24.ppt
OFICIO DA LUZ PENTECOSTES 20                            24.pptOFICIO DA LUZ PENTECOSTES 20                            24.ppt
OFICIO DA LUZ PENTECOSTES 20 24.ppt
 
Espírito santo (parte 1)
Espírito santo (parte 1)Espírito santo (parte 1)
Espírito santo (parte 1)
 
Retiro com Crismandos
Retiro com CrismandosRetiro com Crismandos
Retiro com Crismandos
 
missal 191 anos - 2
missal 191 anos - 2missal 191 anos - 2
missal 191 anos - 2
 
E Recebereis Poder(RP) - MM
E Recebereis Poder(RP) - MME Recebereis Poder(RP) - MM
E Recebereis Poder(RP) - MM
 
Módulo serviço – apostila 2
Módulo serviço – apostila 2  Módulo serviço – apostila 2
Módulo serviço – apostila 2
 
Novena de Pentecostes com textos de São João Eudes
Novena de Pentecostes com textos de São João EudesNovena de Pentecostes com textos de São João Eudes
Novena de Pentecostes com textos de São João Eudes
 
Livro Orações Para Todas As Horas
Livro Orações Para Todas As HorasLivro Orações Para Todas As Horas
Livro Orações Para Todas As Horas
 
Feast of the Sacred Heart Mass
Feast of the Sacred Heart MassFeast of the Sacred Heart Mass
Feast of the Sacred Heart Mass
 
Método do-cerco-de-jericó-em-equipe
Método do-cerco-de-jericó-em-equipeMétodo do-cerco-de-jericó-em-equipe
Método do-cerco-de-jericó-em-equipe
 
Nos Lugares Celestiais(LUC) - MM
Nos Lugares Celestiais(LUC) - MMNos Lugares Celestiais(LUC) - MM
Nos Lugares Celestiais(LUC) - MM
 
Novena ao espírito santo para os sete dons
Novena ao espírito santo para os sete donsNovena ao espírito santo para os sete dons
Novena ao espírito santo para os sete dons
 
Assembléia de catequese 2013
Assembléia de catequese 2013Assembléia de catequese 2013
Assembléia de catequese 2013
 
A Fé Pela Qual Eu Vivo (FV) - MM
A Fé Pela Qual Eu Vivo (FV) - MMA Fé Pela Qual Eu Vivo (FV) - MM
A Fé Pela Qual Eu Vivo (FV) - MM
 

Mais de babins

Carta de despedida
Carta de despedidaCarta de despedida
Carta de despedida
babins
 
Três músi..
Três músi..Três músi..
Três músi..
babins
 
Encontro responsavel diocesano juventude
Encontro responsavel diocesano juventudeEncontro responsavel diocesano juventude
Encontro responsavel diocesano juventudebabins
 
Escala ministros %20_novembro_2011[1]
Escala ministros %20_novembro_2011[1]Escala ministros %20_novembro_2011[1]
Escala ministros %20_novembro_2011[1]babins
 
Artigo erosgrau reformador
Artigo erosgrau reformadorArtigo erosgrau reformador
Artigo erosgrau reformador
babins
 
Aprendiz (viver apesar)
Aprendiz (viver apesar)Aprendiz (viver apesar)
Aprendiz (viver apesar)
babins
 
1 quando digo deus
1 quando digo deus1 quando digo deus
1 quando digo deus
babins
 
Jmj rio2013
Jmj rio2013Jmj rio2013
Jmj rio2013
babins
 
1 quando digo deus
1 quando digo deus1 quando digo deus
1 quando digo deus
babins
 
Anjos na viela
Anjos na vielaAnjos na viela
Anjos na viela
babins
 
1 quando digo deus
1 quando digo deus1 quando digo deus
1 quando digo deus
babins
 
Escala ministros outubro_2011[1]
Escala ministros outubro_2011[1]Escala ministros outubro_2011[1]
Escala ministros outubro_2011[1]babins
 
Centroda biblia
Centroda bibliaCentroda biblia
Centroda biblia
babins
 
Luau divulgação para o site.ppt 2
Luau   divulgação para o site.ppt 2Luau   divulgação para o site.ppt 2
Luau divulgação para o site.ppt 2
babins
 
Cartaz curso.salmos
Cartaz  curso.salmosCartaz  curso.salmos
Cartaz curso.salmosbabins
 
Vem espirito santo pentecostes 2010 eun
Vem espirito santo  pentecostes 2010 eunVem espirito santo  pentecostes 2010 eun
Vem espirito santo pentecostes 2010 eun
babins
 
Peregrinação janeiro 2012
Peregrinação janeiro 2012Peregrinação janeiro 2012
Peregrinação janeiro 2012
babins
 
Tratado da verdadeira devoção à santíssima virgem
Tratado da verdadeira devoção à santíssima virgemTratado da verdadeira devoção à santíssima virgem
Tratado da verdadeira devoção à santíssima virgembabins
 
Exercicios espirituaispefeitadevocao
Exercicios espirituaispefeitadevocaoExercicios espirituaispefeitadevocao
Exercicios espirituaispefeitadevocao
babins
 
Conheça a ppi
Conheça a ppiConheça a ppi
Conheça a ppi
babins
 

Mais de babins (20)

Carta de despedida
Carta de despedidaCarta de despedida
Carta de despedida
 
Três músi..
Três músi..Três músi..
Três músi..
 
Encontro responsavel diocesano juventude
Encontro responsavel diocesano juventudeEncontro responsavel diocesano juventude
Encontro responsavel diocesano juventude
 
Escala ministros %20_novembro_2011[1]
Escala ministros %20_novembro_2011[1]Escala ministros %20_novembro_2011[1]
Escala ministros %20_novembro_2011[1]
 
Artigo erosgrau reformador
Artigo erosgrau reformadorArtigo erosgrau reformador
Artigo erosgrau reformador
 
Aprendiz (viver apesar)
Aprendiz (viver apesar)Aprendiz (viver apesar)
Aprendiz (viver apesar)
 
1 quando digo deus
1 quando digo deus1 quando digo deus
1 quando digo deus
 
Jmj rio2013
Jmj rio2013Jmj rio2013
Jmj rio2013
 
1 quando digo deus
1 quando digo deus1 quando digo deus
1 quando digo deus
 
Anjos na viela
Anjos na vielaAnjos na viela
Anjos na viela
 
1 quando digo deus
1 quando digo deus1 quando digo deus
1 quando digo deus
 
Escala ministros outubro_2011[1]
Escala ministros outubro_2011[1]Escala ministros outubro_2011[1]
Escala ministros outubro_2011[1]
 
Centroda biblia
Centroda bibliaCentroda biblia
Centroda biblia
 
Luau divulgação para o site.ppt 2
Luau   divulgação para o site.ppt 2Luau   divulgação para o site.ppt 2
Luau divulgação para o site.ppt 2
 
Cartaz curso.salmos
Cartaz  curso.salmosCartaz  curso.salmos
Cartaz curso.salmos
 
Vem espirito santo pentecostes 2010 eun
Vem espirito santo  pentecostes 2010 eunVem espirito santo  pentecostes 2010 eun
Vem espirito santo pentecostes 2010 eun
 
Peregrinação janeiro 2012
Peregrinação janeiro 2012Peregrinação janeiro 2012
Peregrinação janeiro 2012
 
Tratado da verdadeira devoção à santíssima virgem
Tratado da verdadeira devoção à santíssima virgemTratado da verdadeira devoção à santíssima virgem
Tratado da verdadeira devoção à santíssima virgem
 
Exercicios espirituaispefeitadevocao
Exercicios espirituaispefeitadevocaoExercicios espirituaispefeitadevocao
Exercicios espirituaispefeitadevocao
 
Conheça a ppi
Conheça a ppiConheça a ppi
Conheça a ppi
 

3º dia

  • 1. Sétima de Pentecoste s
  • 2. Com.: Dom do Conselho - O dom do conselho, também chamado "dom da prudência", nos faz saber pronta e seguramente o que convém dizer e o que convém fazer nas diversas circunstâncias da vida. É um dom de santificação que nos faz viver sob a orientação do Espírito Santo.
  • 3. Por ele, o Paráclito nos fala ao coração e nos faz compreender o que devemos fazer. Agimos sem timidez ou incerteza. Pelo dom do conselho, falamos ou agimos com toda confiança, com a audácia dos santos.
  • 4.
  • 5. 3º dia: O Espírito Santo é uma pessoa
  • 6. Vinde, Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis, e acendei neles o fogo do vosso amor. Enviai o vosso Espírito e tudo será criado. E renovareis a face da terra.
  • 7. Oremos: Ó Deus, que instruíste os corações de Vossos fiéis com a Luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas, segundo o mesmo Espírito, e gozemos sempre da sua consolação. Por Cristo, Senhor Nosso. Amém.
  • 8. Oração Introdutória C.: Vinde, Espírito Santo e enviai-nos do alto do céu, um raio da vossa luz! T.: Vinde, Pai dos pobres, vinde, fonte de todos os dons, vinde, luz dos corações! C.: Consolador magnífico! Doce hóspede da alma! Doce reconforto! T.: Sois repouso para o nosso trabalho, calmante para as nossas paixões, lenitivo para as nossas lágrimas!
  • 9. C.: Ó luz da felicidade, inundai plenamente os corações dos vossos fiéis! T.: Sem o vosso auxílio, nada pode o homem, nada produz de bom! C.: Lavai as nossas manchas! Banhai a nossa aridez! Sarai as nossas feridas! T.: Dobrai a nossa dureza! Aquecei a nossa fraqueza! Retificai os nossos erros!
  • 10. C.: Dai aos vossos fiéis, que em vós confiam, os sete dons sagrados! T.: Dai-nos o mérito da virtude! Dai-nos o troféu da salvação! Dai-nos a alegria eterna! Amém! Aleluia!
  • 11. L eitura Bíblica Leitura do livro dos Atos dos Apóstolos, capítulo 13, versículos de 01 a 04: 1. Havia então na Igreja de Antioquia profetas e doutores, entre eles Barnabé, Simão, apelidado o Negro, Lúcio de Cirene, Manaém, companheiro de infância do tetrarca Herodes, e Saulo.
  • 12. 2. Enquanto celebravam o culto do Senhor, depois de terem jejuado, disse-lhes o Espírito Santo: Separai-me Barnabé e Saulo para a obra a que os tenho destinado. 3. Então, jejuando e orando, impuseram-lhes as mãos e os despediram.
  • 13. 4. Enviados assim pelo Espírito Santo, foram a Selêucia e dali navegaram para a ilha de Chipre. C.: Palavra do Senhor. T.: Graças a Deus.
  • 14. Reflexão L.: Como já vimos, Deus é sempre um mistério. E, das três Pessoas, o Espírito Santo parece ser a mais misteriosa de todas. É o “Deus sem face” (ao contrário do Filho que assumiu a nossa natureza humana) o “Deus sem referência humana” (ao contrário da Primeira Pessoa, a quem chamamos por um nome que nos é bastante comum: Pai!).
  • 15. Para referir-se a Ele, as Sagradas Escrituras lançam mão de símbolos, tais como: Água, Unção, Fogo, Nuvem, Luz, Selo, Mão, Dedo e Pomba (Catec. N 694 a 701). E quando questionados a respeito de quem é o Espírito Santo, comumente também respondemos com conceitos totalmente impessoais, ou abstratos, como: “Ele é o amor, a consolação, a luz, a força, a esperança, o revelador...”
  • 16. Na realidade, Deus é, na sua natureza, amor (cf.1 Jo 4,16). Por conseguinte, dom, vida incessantemente doada. Enquanto fonte permanente desse dom, Deus é Pai. Enquanto expressão e receptor desse dom, Deus é Filho. Enquanto dom mesmo, ele é o Espírito. “Uma só essência, uma substância ou natureza, mas três pessoas”, nos ensina o Concílio de Latrão.
  • 17. E, de fato, aprendemos todos – e desde cedo -que o Espírito Santo é a terceira pessoa da Santíssima Trindade. Mas em que sentido? Como é que alguém que eu não vejo, não toco, e que é “espírito”, pode ser uma pessoa?... Ainda que limitados pelo curto alcance dos conceitos humanos, podemos ser auxiliados nessa “compreensão” quando associamos a palavra pessoa (persona) ao conceito de personalidade.
  • 18. O Espírito Santo traz em si todos os atributos de uma personalidade. Ele tem intenção (Rm 8,27), tem conhecimento (1 Cor 2,10-11), tem vontade própria (1Cor 12,11) experimenta emoções (Ef 4,30). Ele se relaciona e age como somente uma pessoa poderia fazê-lo: Ele fala (At. 1,16), ora (Rom 8,26-27), ensina (Jô 14, 26) opera milagres (At 2, 4 ; 8, 39) ordena (At 8, 29; 10,19-20; 11,12; 13,2) proíbe (At 16, 6-7), guia as pessoas (Rom 8,14) e consola a Igreja (At 9,31) - entre outras tantas ações.
  • 19. A consciência de que o Espírito Santo é uma pessoa deve gerar em nós um impacto que interpele a nossa vida: se o Espírito Santo é uma Pessoa, nós precisamos aprender a ter com Ele um relacionamento pessoal -isto é, de pessoa para Pessoa. Ele não pode continuar sendo para nós apenas um dado teológico, doutrinário, mas... uma Pessoa, amiga! Uma Pessoa com quem posso partilhar minhas dificuldades, minhas vitórias, meus fracassos, minhas alegrias.
  • 20. A propósito, você já entabulou uma conversa com o Espírito Santo, hoje? Já lhe disse, por exemplo, “Bom Dia Espírito Santo?”. Afinal, Ele é também o nosso Advogado, o nosso Consolador e Aquele que nos dá força.
  • 21. C onsagração ao Divino E spírito Santo T.: Ó Espírito Santo, Divino Espírito de luz e de amor, eu vos consagro a minha inteligência, o meu coração e a minha vontade, todo o meu ser, no tempo e na eternidade. Que a minha inteligência seja sempre dócil às vossas celestes inspirações e à doutrina da Santa Igreja Católica, de que sois guia infalível.
  • 22. Que o meu coração seja sempre inflamado do amor de Deus e pelo próximo. Que a minha vontade seja sempre conforme a vontade divina, e que toda a minha vida seja uma imitação fiel da vida e das virtudes de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, a quem, com o Pai e convosco, sejam dadas honra e glória para sempre Amém. (Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai)
  • 23. Oração Final C.: Espírito Santo, que conduziste os profetas por desertos de areia ou pela amplidão dos mares. T.: Sopra sobre nossos olhos, a fim de que, por toda parte, saibam ver a Trindade Santa.
  • 24. C.: Sopra sobre nossos lábios, a fim de que só digam e cantem a Verdade de que liberta. T.: Abre nossos corações à beleza do mundo, ao alegre esplendor das formas sensíveis
  • 25. C.: Para que todos os nossos encontros sejam sempre louvores a Deus e motivos de amor. T.: E todas as criaturas constituam oportunidades que nos levem ao Criador. Amém.
  • 26. Hino L itúrgico Veni C reator Vem, Espírito Criador, visita o espírito dos que são teus. Enche de graça e de esplendor os corações que tu mesmo criaste. Nós te chamamos o Defensor, dom de Deus altíssimo. fonte viva, fogo, amor e unção da graça.
  • 27. Tu nos ofereces os sete dons, Tu és o dedo da mão de Deus, a verídica promessa do Pai: Tu inspiras nossa voz. Abrasa-nos em tua luz, enche nossos corações. O que é fragilidade em nosso corpo revigora com Teu vigor.
  • 28. Afasta para longe de nós o inimigo. Desde agora dá-nos a paz. Sê nosso guia no caminho para que possamos evitar todo mal. Dá que conheçamos o Pai, revela-nos o filho, Tu és o Espírito do Pai e do filho. Que sempre creiamos em Ti! FIM