Sétima   dePentecoste    s
Com.: Dom da Temor de Deus O temor de Deus é um dom do EspíritoSanto que nos inclina ao respeito filial ao    Pai e nos af...
o vivo sentimento da grandeza de Deus eextremo horror a tudo o que ofenda sua infinita majestade; uma viva contrição   das...
7º dia: Sereis Batizados   no Espírito Santo
Vinde, Espírito Santo,enchei os corações dos vossos fiéis,      e acendei neles o fogo          do vosso amor.      Enviai...
Oremos: Ó Deus, que instruíste oscorações de Vossos fiéis com a Luz    do Espírito Santo, fazei que  apreciemos retamente ...
Oração IntrodutóriaC.: Vinde, Espírito Santo e enviai-nos do alto docéu, um raio da vossa luz!T.: Vinde, Pai dos pobres, v...
C.: Ó luz da felicidade, inundai plenamente oscorações dos vossos fiéis!T.:   Sem o vosso auxílio, nada pode ohomem, nada ...
C.: Dai aos vossos fiéis, que em vós confiam, ossete dons sagrados!T.: Dai-nos o mérito da virtude! Dai-nos otroféu da sal...
L eitura BíblicaLeitura do Livro dos Atos dos Apóstolos,capítulo 1, versículos de 4 a 9:1. Em minha primeira narração, ó T...
3. E a eles se manifestou vivo depois de suaPaixão, com muitas provas, aparecendo-lhesdurante quarenta dias e falando das ...
ReflexãoL.: Na celebração da vigília de Pentecostes de2004, em Roma, o Papa João Paulo II afirmouem seu discurso: “Desejo ...
Ora, o elemento central de toda aespiritualidade de Pentecostes não é umdevocional, um rito litúrgico ou uma novena deoraç...
“Entre os católicos da Renovação a frase‘batismo no Espírito Santo’ se refere a doissentidos ou momentos. O primeiro éprop...
Quando se fala, na renovação católica, dobatismo no Espírito Santo, recebido nainiciação, se torna sensível à consciência ...
Para Dom Paul Josef Cordes -atual presidentedo Pontifício Conselho Cor Unum (das obras demisericórdia) -, “o batismo no Es...
O “derramamento do Espírito Santo” éintrodução decisiva a uma renovada percepçãoe a um novo entendimento da presença e daa...
Com      demasiada     freqüência,   indivíduosbatizados não tiveram um encontro genuínocom o Senhor; “muitas vezes não se...
Aqui, “batismo no Espírito Santo” é usada comrespeito à experiência de receber o EspíritoSanto com a vida de graça, juntam...
Como se vê, há de se entender aqui a palavra“batismo”, no seu sentido primário, nãosacramental, que se refere ao ato de me...
Também se recorre com freqüência ao termoefusão do Espírito ou, ainda, “derramamento doEspírito”, e mesmo “um liberar do E...
Essa especial e profunda “percepção” –definida,  perceptível,   envolvente  -    dorelacionamento pessoal com Jesus Cristo...
Antes de entender e elaborar uma teologia arespeito do Espírito Santo, os apóstolos tiveramuma experiência com Ele. Ainda ...
Conversão interior radical e transformaçãoprofunda da vida;. Luz poderosa para compreender melhormistério de Deus e seu pl...
. Amor verdadeiro e autêntico à Igreja e às suasinstituições;. Descobrimento de uma verdadeira opçãopreferencial pelos pob...
C onsagração ao Divino E spírito Santo T.: Ó Espírito Santo, Divino Espírito deluz e de amor, eu vos consagro a minha inte...
Que o meu coração seja sempre inflamado doamor de Deus e pelo próximo. Que a minhavontade seja sempre conforme a vontadedi...
Oração Final C.: Espírito Santo, que conduziste osprofetas por desertos de areia ou pelaamplidão dos mares.T.: Sopra sobre...
C.: Sopra sobre nossos lábios, a fim deque só digam e cantem a Verdade deque liberta.T.: Abre nossos corações à beleza dom...
C.: Para que todos os nossos encontrossejam sempre louvores a Deus emotivos de amor.T.: E todas as criaturas constituamopo...
Hino L itúrgico              Veni C reator  Vem, Espírito Criador, visita o espírito             dos que são teus.   Enche...
Tu nos ofereces os sete dons, Tu és o        dedo da mão de Deus,    a verídica promessa do Pai:        Tu inspiras nossa ...
Afasta para longe de nós o inimigo.     Desde agora dá-nos a paz. Sê nosso guia no caminho para que     possamos evitar to...
7º dia
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

7º dia

1.118 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.118
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
364
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

7º dia

  1. 1. Sétima dePentecoste s
  2. 2. Com.: Dom da Temor de Deus O temor de Deus é um dom do EspíritoSanto que nos inclina ao respeito filial ao Pai e nos afasta do pecado. Este compreende três atitudes principais:
  3. 3. o vivo sentimento da grandeza de Deus eextremo horror a tudo o que ofenda sua infinita majestade; uma viva contrição das menores falta cometidas; e um cuidado constante para evitar ocasiões de pecado.
  4. 4. 7º dia: Sereis Batizados no Espírito Santo
  5. 5. Vinde, Espírito Santo,enchei os corações dos vossos fiéis, e acendei neles o fogo do vosso amor. Enviai o vosso Espírito e tudo será criado. E renovareis a face da terra.
  6. 6. Oremos: Ó Deus, que instruíste oscorações de Vossos fiéis com a Luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas ascoisas, segundo o mesmo Espírito, e gozemos sempre da sua consolação. Por Cristo, Senhor Nosso. Amém.
  7. 7. Oração IntrodutóriaC.: Vinde, Espírito Santo e enviai-nos do alto docéu, um raio da vossa luz!T.: Vinde, Pai dos pobres, vinde, fonte detodos os dons, vinde, luz dos corações!C.: Consolador magnífico! Doce hóspede daalma! Doce reconforto!T.: Sois repouso para o nosso trabalho,calmante para as nossas paixões, lenitivopara as nossas lágrimas!
  8. 8. C.: Ó luz da felicidade, inundai plenamente oscorações dos vossos fiéis!T.: Sem o vosso auxílio, nada pode ohomem, nada produz de bom!C.: Lavai as nossas manchas! Banhai a nossaaridez! Sarai as nossas feridas!T.: Dobrai a nossa dureza! Aquecei a nossafraqueza! Retificai os nossos erros!
  9. 9. C.: Dai aos vossos fiéis, que em vós confiam, ossete dons sagrados!T.: Dai-nos o mérito da virtude! Dai-nos otroféu da salvação! Dai-nos a alegria eterna!Amém! Aleluia!
  10. 10. L eitura BíblicaLeitura do Livro dos Atos dos Apóstolos,capítulo 1, versículos de 4 a 9:1. Em minha primeira narração, ó Teófilo, conteitoda a seqüência das ações e dosensinamentos de Jesus, 2. desde o princípio atéo dia em que, depois de ter dado pelo EspíritoSanto suas instruções aos apóstolos queescolhera, foi arrebatado (ao céu).
  11. 11. 3. E a eles se manifestou vivo depois de suaPaixão, com muitas provas, aparecendo-lhesdurante quarenta dias e falando das coisas doReino de Deus. 4. E comendo com eles,ordenou-lhes que não se afastassem deJerusalém, mas que esperassem ocumprimento da promessa de seu Pai, queouvistes, disse ele, da minha boca.C.: Palavra do Senhor.T.: Graças a Deus.
  12. 12. ReflexãoL.: Na celebração da vigília de Pentecostes de2004, em Roma, o Papa João Paulo II afirmouem seu discurso: “Desejo que a espiritualidadede Pentecostes se difunda na Igreja como umrenovado salto de oração, de santidade, decomunhão e de anúncio” (29/05/2004).
  13. 13. Ora, o elemento central de toda aespiritualidade de Pentecostes não é umdevocional, um rito litúrgico ou uma novena deorações, simplesmente. Aquilo de maissignificativo que a espiritualidade dePentecostes -mormente em conseqüência dareflexão emanada do Concílio Vaticano II arespeito da Pessoa e do operar do EspíritoSanto –tem resgatado e oferecido à Igreja éuma experiência: a experiência do chamado“Batismo no Espírito Santo”.
  14. 14. “Entre os católicos da Renovação a frase‘batismo no Espírito Santo’ se refere a doissentidos ou momentos. O primeiro épropriamente teológico. Nesse sentido, todomembro da Igreja é batizado no Espírito Santopelo fato de ter recebido os sacramentos dainiciação Cristã. O segundo é de ordemexperiencial e se refere ao momento ouprocesso de crescimento pelo qual a presençaativa do Espírito, recebido na iniciação, se tornasensível à consciência da pessoa.
  15. 15. Quando se fala, na renovação católica, dobatismo no Espírito Santo, recebido nainiciação, se torna sensível à consciência dapessoa. Quando se fala, na renovação católica,do batismo no Espírito Santo, geralmente serefere a essa experiência consciente que é osentido experiencial.” (Documento de Malines,Orientações Teológicas e Pastorais da RCC,Cardeal Suenens e outros).
  16. 16. Para Dom Paul Josef Cordes -atual presidentedo Pontifício Conselho Cor Unum (das obras demisericórdia) -, “o batismo no Espírito Santo” éexperiência concreta da “graça de Pentecostes”na qual a ação do Espírito Santo torna-serealidade experimentada na vida do indivíduo eda comunidade de fé.
  17. 17. O “derramamento do Espírito Santo” éintrodução decisiva a uma renovada percepçãoe a um novo entendimento da presença e daação de Deus na vida pessoal e no mundo. É,em suma, a redescoberta experiencial, na fé, deque Jesus é Senhor pelo poder do Espírito paraa glória do Pai. Enraizado na graça batismal, o“batismo no Espírito” é essencialmenteexperiência da renovada comunhão com aspessoas divinas. É abertura e manifestação davida trinitária nos que foram batizados [...]
  18. 18. Com demasiada freqüência, indivíduosbatizados não tiveram um encontro genuínocom o Senhor; “muitas vezes não se verificou aprimeira evangelização” e ainda não há “adesãoexplícita e pessoal a Jesus Cristo” (CatecheseTradendae 19). Segundo ainda Dom PaulCordes, a expressão “batismo no Espírito” podeser usada em muitos sentidos.
  19. 19. Aqui, “batismo no Espírito Santo” é usada comrespeito à experiência de receber o EspíritoSanto com a vida de graça, juntamente com arecepção dos carismas, como parte integranteda iniciação cristã, ou como reapropriação ouinspiração mais tardia em um contexto nãosacramental do que já foi recebido na iniciação(op.cit; p.28).
  20. 20. Como se vê, há de se entender aqui a palavra“batismo”, no seu sentido primário, nãosacramental, que se refere ao ato de mergulhar,imergir alguma coisa ou alguém em uma outrarealidade (no nosso caso, um “inundar-se” nomistério da efusão do Espírito dispensado peloPai por intermédio de Jesus, em Pentecostes,que foi “derramado” conforme a promessa (cf.At 2,16-21).
  21. 21. Também se recorre com freqüência ao termoefusão do Espírito ou, ainda, “derramamento doEspírito”, e mesmo “um liberar do EspíritoSanto”, querendo-se, sempre, referir-se àquelaexperiência que nos leva a abrirmo-nos mais àrealidade da Trindade de Deus em nós, comuma crescente consciência a respeito dosignificado dos sacramentos da iniciação cristã,nos batizados sacramentalmente.
  22. 22. Essa especial e profunda “percepção” –definida, perceptível, envolvente - dorelacionamento pessoal com Jesus Cristo queessa experiência proporciona não faz parte denenhum movimento em particular - em caráterexclusivo - mas é patrimônio da Igreja, quecelebra os sacramentos da iniciação e porquem recebemos o Espírito Santo.
  23. 23. Antes de entender e elaborar uma teologia arespeito do Espírito Santo, os apóstolos tiveramuma experiência com Ele. Ainda que, aprincípio, não entendêssemos tudo o que podesignificar, os frutos desse chamado batismo noEspírito deveriam, por si sós, motivar-nos aquerê-lo, a desejá-lo- e com muita sede - para anossa vida de fé. Alguns dos frutos que sepercebem na vida dos que buscam eexperimentam essa graça são:
  24. 24. Conversão interior radical e transformaçãoprofunda da vida;. Luz poderosa para compreender melhormistério de Deus e seu plano de salvação;. Novo compromisso pessoal com Cristo;. Gosto pela oração pessoal e comunitária;. Amor ardente à Palavra de Deus na Escritura;. Busca viva dos sacramentos da Reconciliaçãoe da Eucaristia;
  25. 25. . Amor verdadeiro e autêntico à Igreja e às suasinstituições;. Descobrimento de uma verdadeira opçãopreferencial pelos pobres;. Entrega generosa ao serviço dos irmãos, nafé;. Força divina para dar testemunho de Jesus emtodas as partes.
  26. 26. C onsagração ao Divino E spírito Santo T.: Ó Espírito Santo, Divino Espírito deluz e de amor, eu vos consagro a minha inteligência, o meu coração e a minhavontade, todo o meu ser, no tempo e na eternidade. Que a minha inteligência seja sempre dócil às vossas celestesinspirações e à doutrina da Santa Igreja Católica, de que sois guia infalível.
  27. 27. Que o meu coração seja sempre inflamado doamor de Deus e pelo próximo. Que a minhavontade seja sempre conforme a vontadedivina, e que toda a minha vida seja umaimitação fiel da vida e das virtudes de NossoSenhor e Salvador Jesus Cristo, a quem, com oPai e convosco, sejam dadas honra e glóriapara sempre Amém.(Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai)
  28. 28. Oração Final C.: Espírito Santo, que conduziste osprofetas por desertos de areia ou pelaamplidão dos mares.T.: Sopra sobre nossos olhos, a fim deque, por toda parte, saibam ver aTrindade Santa.
  29. 29. C.: Sopra sobre nossos lábios, a fim deque só digam e cantem a Verdade deque liberta.T.: Abre nossos corações à beleza domundo, ao alegre esplendor das formassensíveis
  30. 30. C.: Para que todos os nossos encontrossejam sempre louvores a Deus emotivos de amor.T.: E todas as criaturas constituamoportunidades que nos levem aoCriador. Amém.
  31. 31. Hino L itúrgico Veni C reator Vem, Espírito Criador, visita o espírito dos que são teus. Enche de graça e de esplendor os corações que tu mesmo criaste. Nós te chamamos o Defensor, dom de Deus altíssimo.fonte viva, fogo, amor e unção da graça.
  32. 32. Tu nos ofereces os sete dons, Tu és o dedo da mão de Deus, a verídica promessa do Pai: Tu inspiras nossa voz. Abrasa-nos em tua luz, enche nossos corações. O que é fragilidade em nosso corpo revigora com Teu vigor.
  33. 33. Afasta para longe de nós o inimigo. Desde agora dá-nos a paz. Sê nosso guia no caminho para que possamos evitar todo mal. Dá que conheçamos o Pai, revela-nos o filho,Tu és o Espírito do Pai e do filho. Que sempre creiamos em Ti! FIM

×