SlideShare uma empresa Scribd logo
Catequese Crismal
1 
Paroquia São Francisco de Assis 
Catequese Crismal 
150 anos de Paroquia Caminhando com a Juventude 
Primeiro Encontro 
A PRIMEIRA SEDE, NOSSA SENHORA DA PENHA. 
ACOLHIDA: A critério do grupo. 
A paróquia São Francisco de Assis chega neste ano de 2014 aos seus 150 anos de história, porém, a religiosidade e a fé chegaram muito antes nestas terras. Comemorar um jubileu é antes de tudo resgatar as origens com passos firmes para o futuro, baseando-se no real seguimento a Jesus Cristo e no seu evangelho. Tudo começou no distrito de Santa Cruz, onde a Paróquia foi criada, desmembrando-se da Paróquia de Canindé, no ano de 1847, tendo como padroeira Nossa Senhora da Penha. 
A freguesia1 de Nossa Senhora da Penha foi elevada a Matriz em 1849. Primeiro civilmente pela Lei Provincial n° 262 de 3 de dezembro de 1842, Canonicamente, porém, só foi instituída em 3 de Dezembro de 1849, por Dom João da Purificação Marques Perdigão, Bispo de Olinda. 
Em 1849 a povoação de Santa Cruz foi elevada a Vila pela Lei Provincial n° 502 com nome Vila Constituinte. No ano seguinte retornou ao Nome de Santa Cruz de Uruburetama pela Lei Provincial 534 de 10 de dezembro 1850, A Paróquia adotou o nome de Freguesia de Nossa Senhora da Penha de Santa Cruz de Uruburetama. 
ORAÇÃO: Assim como foi suscitado o surgimento de uma nova paróquia, peçamos a Deus para que ilumine o despertar de novas vocações. 
ORAÇÃO PELAS VOCAÇÕES DE JOÃO PAULO II 
“Deus nosso Pai, a Ti confiamos os jovens e as jovens do mundo com seus problemas, aspirações e esperanças. Guarda-os com teu olhar de amor e faça- 
1 Distrito de uma paróquia.
2 
os transformadores da paz e construtores de uma sociedade de amor. Chame- os a seguir Jesus, teu Filho. Que eles compreendam que vale a pena doar inteiramente a vida por Ti e pela humanidade. Concede-lhes generosidade e prontidão na resposta. Acolhe, Senhor, o nosso louvor e a nossa oração também pelos jovens que a exemplo de Maria, Mãe da Igreja, acreditaram na tua Palavra e se preparam para o sacramento da ordem, à profissão dos conselhos evangélicos, ao empenho missionário. Ajude-os a compreenderem que o chamado que Tu deste a eles é sempre atual e urgente. Amém.” 
ILUMINADOS PELA PALAVRA: (Lucas 22, 14-20). 
Refletir a palavra. A Eucaristia torna-se momento de catequese para a comunidade dos que seguem a Jesus. Nessa comunidade, a autoridade não significa poder sobre os irmãos, mas função de serviço, a exemplo de Jesus. 
NOSSA HISTÓRIA: 
Ao longo dos nossos 150 anos de paroquiado tivemos Sacerdotes iluminados a função de pastorear nossa comunidade, sendo 17 párocos. 
Padre José Ferreira de Lima Sucupira celebrou o primeiro batizado da paróquia. 
Padre Rogério José Cavalcante, durante o seu paroquiato foram construídas a primeira capela de Irauçuba (1876) e de Tejuçuoca (1877) e também a igreja matriz atual (1878). 
Durante o paroquiato de Padre Paulo Ferreira de almeida, foram realizados congressos marianos, o primeiro congresso Eucarístico da paroquia e em 1947 recebeu a visita da imagem de Nossa Senhora de Fátima (Portugal). 
Padre Manoel Lima e Silva criou o conselho paroquial e promoveu duas reformas na Matriz. Após a morte de Padre Lima, em 1982, o Padre Pascoal Rios Osterne assumiu a paróquia. Em seu mandato descentralizou as atividades pastorais com a construção de várias capelas. 
Mais recentemente foram realizadas reformas na Matriz, na casa paroquial, nos salões e na secretaria, também a capela de Santa Rita. Foi também período fecundo na construção de novas capelas, entre elas o Templo da Esperança. Foram responsáveis: Padre Francisco Marques Mota, Padre Missias Santana Fernandes e Padre José Arnoldo.
3 
Atualmente a paróquia tem a frente o então pároco Padre Antônio Eugênio Simão de Oliveira. 
COMPROMISSO: 
Pesquisar a história do pároco atual ou de alguém que sirva ou serviu na comunidade. 
ORAÇÃO FINAL 
Preces espontâneas 
Oração do ano jubilar 
Ó Deus Santo, nós vos agradecemos pela caminhada de Fé da Paróquia São Francisco de Assis que chega aos seus 150 anos de história nesta terra do “frade de pedra”, à luz de vossa palavra e confiante em vossa misericórdia. 
Ao celebrarmos este Jubileu, tempo fértil e marcante, vos pedimos a graça de, a cada dia, nos tornarmos uma comunidade de fé comprometida com o Evangelho, com ardor missionário e baseada no verdadeiro seguimento a Jesus Cristo. 
Fazei-nos, ó Pai, uma nova paróquia, rede de comunidades, firmes na unidade, na comunhão e na paz, para que possamos, com nosso testemunho profético, anunciar com alegria o Vosso Reino que também é nosso, sob a dinâmica e santificadora ação do Espírito Santo, que de geração em geração, demonstra seu poder e sua bondade. 
Desperta em todos: padres, religiosas, leigos, pastorais, movimentos e comunidades, um profundo amor por Vossa Igreja, afim de que, com gratuidade e compromisso, possam doar sem medidas, seu serviço e seus corações a Vós, que sois nosso tesouro e nossa vida. 
Com a intercessão da Virgem Maria, de São Francisco e todos os santos, acolhe esta nova oração e preparai-nos para bem celebrar os cento e cinquenta anos de nossa Paróquia. Que por Jesus Cristo Nosso Senhor e Salvador vós, Senhor do céu e da terra, incline os vossos ouvidos à súplica do vosso povo presente em Itapajé. Assim seja, Amém.
4 
Segundo Encontro 
UMA NOVA SEDE, O INICIO DE UMA NOVA CAMINHADA. 
ACOLHIDA: A critério do grupo. 
ORAÇÃO: Pediremos as luzes do Espírito Santo para nos iluminar como iluminou nossa paróquia no inicio de um novo desafio. 
Vinde, Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do Vosso amor. Enviai, Senhor, o Vosso Espírito, e tudo será criado, e renovareis a face da terra. 
Oremos: Ó Deus, que instruístes os corações dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas e gozemos sempre da sua consolação. Por nosso Senhor Jesus Cristo, na unidade do Espírito Santo. Amem. 
ILUMINADOS PELA PALAVRA: (At 2, 1- 13) 
Refletir a palavra. Devemos lembrar que na base de qualquer comunidade cristã o Espírito Santo faz lembrar, compreender e continuar o testemunho de Jesus. No novo Pentecostes, Deus entrega o seu Espírito, realizando a nova aliança, dessa vez com toda a humanidade. 
AVANÇAI PARA ÁGUAS MAIS PROFUNDAS 
Com o crescente número de fieis vindos do “Arraial de São Francisco” (atual Itapajé) viu-se a necessidade de transferir a sede da paróquia. 
No ano de 1839, Antônio Rodrigues Magalhaes conhecido como “Carolinha” e sua esposa Raimunda Pinto de Mesquita fixaram residência no Sopé da Serra da Uruburetama, nas proximidades de Santa Cruz. Com a chegada de Carolinha, o núcleo que contava com alguns habitantes, desenvolveu-se rapidamente dando origem a Itapajé. 
Em 1846 quando, pela primeira vez, o vigário de Canindé visitou o povoado, escolheu uma casa de bolandeira (descaroçadora de algodão) pertencente a Rufino Ferreira Gomes, para celebrações religiosas. Uma enxada pendurada no telhado servia de sino. Então o Carolinha doou 72 braços de terra para a construção de uma capela dedicada a São Francisco de Assis essa capela foi construída em 1847 por Francisco Miguel de Andrade. A primeira imagem de São Francisco foi doada por Teixeira Bastos.
5 
Enquanto Santa Cruz crescia vagarosamente o arraial de São Francisco se desenvolvia com rapidez. Diante disso o presidente da Província, Lafayete Rodrigues Pereira, pela resolução N° 11 de 21 de novembro de 1864, transformou a Capela de São Francisco em Matriz e transferiu a sede da Paroquia para referida Capela. Mudou-se assim o órgão (nome da paróquia) de Nossa Senhora da Penha para se chamar Freguesia de São Francisco de Assis da Uruburetama. 
Em 1943 o município passou a ser chamado de Itapajé, a paroquia adotou o nome de São Francisco de Assis de Itapajé. Hoje essa paróquia é uma das mais organizadas e dinâmicas da Diocese. Em sua caminhada total de 163 anos contou com 32 vigários entre titulares e cooperadores. 
COMPROMISSO: 
Pesquisar a história religiosa de sua comunidade. 
ORAÇÃO FINAL 
Preces espontâneas 
Oração do ano jubilar 
Terceiro Encontro 
PARÓQUIA REDE DE COMUNIDADES: PASSOS PARA UM NOVO TEMPO. 
ACOLHIDA: A critério do grupo. ORAÇÃO: É a Igreja que está onde as pessoas se encontram, independentemente dos vínculos do território, de moradia ou de pertença geográfica. É a casa-comunidade onde as pessoas se encontram. A Paróquia como referencial para o cristão peregrino encontrar-se no lar. 
ORAÇÃO DA COMUNIDADE 
Senhor, vos peço pela minha Comunidade: Para que nos conheçamos sempre melhor em nossas aspirações e nos compreendamos mais em nossas limitações. Para que cada um de nós sinta e viva as necessidades do outro. Para que nenhum fique alheio aos momentos de cansaço, dissabor e desânimo do outro. Para que nossas discussões não nos dividam, mas nos
6 
unam na busca da verdade do bem. Para que cada um de nós, ao construir a própria vida, não impeça ao outro de viver a sua. Para que nossas diferenças não excluam a ninguém da comunidade, mas nos levem a buscar a riqueza da unidade. Para que olhemos para cada um. Senhor, com os vossos olhos e nos amemos com o vosso coração. Para que nossa Fraternidade não se feche em si mesma, mas seja disponível, aberta e sensível aos desejos dos outros. Para que no fim de todos os caminhos, além de todas as buscas, no final de cada discussão, e depois de cada encontro, nunca haja vencidos, mas somente e sempre irmãos. Amém. 
ILUMINADOS PELA PALAVRA: (I Corintios 12, 12-22) 
Reflexão da palavra. A unidade do corpo é usada para falar da unidade, diversidade e solidariedade que caracterizam a comunidade cristã. 
PASSOS PARA UM NOVO TEMPO 
A primeira matriz da paroquia foi a Capela de Nossa Senhora da Penha em Santa Cruz elevada a matriz em 1846 e ficou como sede até 1864, quando foi substituída pela capela de São Francisco de Assis. 
A segunda Matriz foi a Capela de São Francisco, primeiro oratório de Itapajé, que logo se mostrou mal localizada para sua nova função. Tornou-se urgente a construção de um novo templo, construção atual. 
CAPELAS 
1. Capela de Nossa Senhora do Rosário, localizada no Cemitério de Santa cruz – 1724 
2. Capela de Nossa Senhora da Penha , Santa Cruz – 1793 
3. Capela de São Francisco de Assis- 1847 (atualmente Centro Comercial Flavio Gomes) 
a. 1878 passou a ser capela de Nossa Senhora do Rosário 
b. 1906 Capela Sagrado Coração de Jesus. 
4. Capela de São Luiz Gonzaga – Irauçuba 1876, em 1961 passou a ser matriz tornando-se uma nova paróquia. 
5. Capela de são Pedro, Tejuçuoca - 1904, em 1946 foi elevada a paróquia. 
6. Capela de nossa Senhora Perpetuo Socorro – Pitombeira 1905 
7. Capela de nossa Senhora de Nazaré – 1908 Camará 
8. Capela de São Miguel – Iratinga 1911 
9. Capela Santa Rita de Cassia – 1984 
10. Capela São Sebastião – 1992
7 
11. Capela São Pedro (sede) 1993 
12. Capela Nossa Senhora de Fatima (Bela Vista)– 1998 
13. Capela São Judas Tadeu – 1999 
14. Capela São Gerardo - 1932 (Soledade – atualmente uma Capela Particular) 
15. Capela de Nossa senhora de Fatima – Soledade 1947 
16. Gruta Nossa Senhora de Lourdes – 1944 
17. Capela Sagrada Família – 1947 – Aguaí 
18. Capela São Tomé – 1968 – Sitio São Tomé 
19. Capela Nossa Senhora do rosário – 1986 Serrote do Meio 
20. Capela São Pedro – 1993 São Pedro Serra 
21. Capela de Nossa Senhora do Carmo – 1995 Salitre 
22. Gruta de Santa Edwiges – 1997 Paraíso 
23. Capela de Nossa Senhora Assunção – 1997 Sitio Jorge 
24. Capela Nossa Senhora Rosa Mística – 1997 – Centro Itapajé 
25. Capela Nossa Senhora das Graças – 1998 - Oiticica 
26. Capela Espírito Santo- 1998 Pedra d’Água 
27. Capela São José – 1998 Barateiro 
28. Capela Santo Expedito – 2000 Paraíso 
29. Capela Santa Terezinha do Menino Jesus – 2000 Chapada 
30. Capela Sagrado Coração de Jesus – 2000 São Francisco I 
31. Capela de Nossa Senhora da Luz – 2002 São Miguel da Luz 
32. Capela Santa Luzia – 2002 Bombas 
33. Capela Espírito Santo – 2007 Espírito Santo 
34. Capela Nossa Senhora Aparecida – 2008 Venâncio 
35. Capela Santo Expedito – 2009 Saco do Vento 
36. Capela Santa Terezinha do Menino Jesus- 2010 Ação I 
37. Capela Mãe Rainha – 2010 Salgado 
38. Capela São Luiz Gonzaga – 2011 Maritacaca 
39. Capela do armador – 2010 
40. Capela Bom Pastor – 2012 São Francisco II (em construção) 
41. Capela Santa Maria – 2012 Santa Maria 
42. Capela Santo Antônio – Reuniu as comunidades de Lagoinha e São Joaquim 
43. Capela de Nossa Senhora de Fatima – Jardim
8 
44. Capela Santa Clara – Conj. Pedro Rocha 
45. Capela Santa Luzia – Baixa Grande 
46. Capela São José – Lajeiro 
47. Capela Nossa Aparecida – Ação II 
48. Capela São Raimundo Nonato – Mato Grosso 
49. Capela Santa Filomena - Mulungu 
COMUNIDADES QUE NÃO HÁ CAPELA, MAS TEM MISSAS MENSAIS E PADROEIRO. 
50. Comunidade Sant’ana – Padroeiro escolhido São João 
51. Comunidade Canta Galo – São Francisco Xavier 
52. Comunidade Bom Jesus – as celebrações são realizadas na Escola Local. 
COMPROMISSO: 
Participar do CRISMAFEST 
ORAÇÃO FINAL 
Preces espontâneas 
Oração do ano jubilar 
HINO DO JUBILEU DOS 150 ANOS DA PARÓQUIA SÃO FRANCISCO 
DE ASSIS 
Em verdes serras, radiosa natureza, do artista Divino, um sinal: Um grande frade de pedra é a certeza, da presença do Senhor universal. 
Alegrai-vos, filhos de Itapajé, Vai ao mundo o Evangelho anunciar, Reaviva em seus corações a fé. Nossa Paróquia com alegria vive o seu Jubileu! Celebremos um século e meio, do presente que o Senhor nos deu. (bis) 
No sopé da serra muito bela, em São Francisco, um pequeno arraial. Foi ali construída uma Capela, pra vivência do amor sacramental. Em Santa Cruz foi criada a Paróquia, para o povo, com Deus, ser mais feliz. Em Itapajé dezessete anos mais tarde, era a Capela transformada em Matriz. Jubileu, tempo fértil e marcante, a paróquia se torna santuário. É Jesus, esta força fulgurante, a alegria do sesquicentenário! Sua história de glórias e conquistas, traz a nós grande exemplo de viver. Hoje nós somos os protagonistas, compromisso de todos o fazer! Novo tempo de sermos Igreja, caminhamos com Cristo nossa Luz. Esta via é graça e certeza: Para o céu só se chega pela cruz! Com Francisco firmar na humildade: O servir, partilhar, ser irmão. Deus o fez protetor desta cidade, pra que reine a justiça neste chão. Das crianças, adultos, juventude, a esperança se faz caminho, ação. Deus espera a nossa atitude: Que sejamos amantes da Missão. Com Maria, a senhora obediente, festejamos esta festa jubilar. Ela pede a todos, insistente: A Jesus, o seu filho imitar.
9

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

MANUAL DE CULTO NAS CASA
MANUAL DE CULTO NAS CASA MANUAL DE CULTO NAS CASA
MANUAL DE CULTO NAS CASA
PASTOR CARLOS SILVA
 
ECOVIDA Nov/Dezembro2016
ECOVIDA Nov/Dezembro2016ECOVIDA Nov/Dezembro2016
ECOVIDA Nov/Dezembro2016
Lada vitorino
 
Portal da Providência
Portal da ProvidênciaPortal da Providência
Portal da Providência
realvictorsouza
 
QUERIGMA PASCOM (Jornal N° 08)
QUERIGMA PASCOM (Jornal N° 08)QUERIGMA PASCOM (Jornal N° 08)
QUERIGMA PASCOM (Jornal N° 08)
Victor Souza
 
Jornal dezembro
Jornal dezembroJornal dezembro
Jornal dezembro
saojosepascom
 
Jornal outubro 2014
Jornal outubro 2014Jornal outubro 2014
Jornal outubro 2014
saojosepascom
 
Informativo Luterano - março 2011
Informativo Luterano - março 2011Informativo Luterano - março 2011
Informativo Luterano - março 2011
Congregação da Paz
 
Jornal agosto 2014
Jornal agosto 2014Jornal agosto 2014
Jornal agosto 2014
saojosepascom
 
Ecovida
Ecovida  Ecovida
Ecovida
Igrejaconceicao
 
Jornal Janeiro JMV Sobreiro
Jornal Janeiro JMV SobreiroJornal Janeiro JMV Sobreiro
Jornal Janeiro JMV Sobreiro
JMVSobreiro
 
Jornal janeiro web
Jornal janeiro webJornal janeiro web
Jornal janeiro web
JMVSobreiro
 
3. março
3. março3. março
3. março
Leigos
 
430
430430
Verbo sim 11_março_2013_impressão
Verbo sim 11_março_2013_impressãoVerbo sim 11_março_2013_impressão
Verbo sim 11_março_2013_impressão
173319
 
Jornal maio 2014
Jornal maio 2014Jornal maio 2014
Jornal maio 2014
saojosepascom
 
Jornal junho
Jornal junhoJornal junho
Jornal junho
saojosepascom
 

Mais procurados (16)

MANUAL DE CULTO NAS CASA
MANUAL DE CULTO NAS CASA MANUAL DE CULTO NAS CASA
MANUAL DE CULTO NAS CASA
 
ECOVIDA Nov/Dezembro2016
ECOVIDA Nov/Dezembro2016ECOVIDA Nov/Dezembro2016
ECOVIDA Nov/Dezembro2016
 
Portal da Providência
Portal da ProvidênciaPortal da Providência
Portal da Providência
 
QUERIGMA PASCOM (Jornal N° 08)
QUERIGMA PASCOM (Jornal N° 08)QUERIGMA PASCOM (Jornal N° 08)
QUERIGMA PASCOM (Jornal N° 08)
 
Jornal dezembro
Jornal dezembroJornal dezembro
Jornal dezembro
 
Jornal outubro 2014
Jornal outubro 2014Jornal outubro 2014
Jornal outubro 2014
 
Informativo Luterano - março 2011
Informativo Luterano - março 2011Informativo Luterano - março 2011
Informativo Luterano - março 2011
 
Jornal agosto 2014
Jornal agosto 2014Jornal agosto 2014
Jornal agosto 2014
 
Ecovida
Ecovida  Ecovida
Ecovida
 
Jornal Janeiro JMV Sobreiro
Jornal Janeiro JMV SobreiroJornal Janeiro JMV Sobreiro
Jornal Janeiro JMV Sobreiro
 
Jornal janeiro web
Jornal janeiro webJornal janeiro web
Jornal janeiro web
 
3. março
3. março3. março
3. março
 
430
430430
430
 
Verbo sim 11_março_2013_impressão
Verbo sim 11_março_2013_impressãoVerbo sim 11_março_2013_impressão
Verbo sim 11_março_2013_impressão
 
Jornal maio 2014
Jornal maio 2014Jornal maio 2014
Jornal maio 2014
 
Jornal junho
Jornal junhoJornal junho
Jornal junho
 

Semelhante a 150 anos de paróquia caminhando com a juventude

Portal da Providência
Portal da ProvidênciaPortal da Providência
Portal da Providência
realvictorsouza
 
391
391391
Encontro com o Padroeiro Santo André 2011
Encontro com o Padroeiro Santo André 2011Encontro com o Padroeiro Santo André 2011
Encontro com o Padroeiro Santo André 2011
José Vieira Dos Santos
 
Historia da paroquia Santa Catarina Labouré BH
Historia da paroquia Santa Catarina Labouré BHHistoria da paroquia Santa Catarina Labouré BH
Historia da paroquia Santa Catarina Labouré BH
leandro721469
 
Guia Paróquia Nossa Senhora de Fátima Ed. 01
Guia Paróquia Nossa Senhora de Fátima Ed. 01Guia Paróquia Nossa Senhora de Fátima Ed. 01
Guia Paróquia Nossa Senhora de Fátima Ed. 01
Elejota Editora
 
ECOVIDA Setembro-outubro
ECOVIDA Setembro-outubroECOVIDA Setembro-outubro
ECOVIDA Setembro-outubro
Lada vitorino
 
389
389389
Edicao 007
Edicao 007 Edicao 007
Edição 009
Edição 009 Edição 009
428 maio
428 maio428 maio
Informativo Mês de Novembro 2013
Informativo Mês de Novembro 2013Informativo Mês de Novembro 2013
Informativo Mês de Novembro 2013
pjesusbompastor
 
424
424424
Informativo Paroquial Vinde e Adoremos - Maio 2012 - Paróquia São Benedito
Informativo Paroquial Vinde e Adoremos - Maio 2012 - Paróquia São BeneditoInformativo Paroquial Vinde e Adoremos - Maio 2012 - Paróquia São Benedito
Informativo Paroquial Vinde e Adoremos - Maio 2012 - Paróquia São Benedito
Adriano de Paula
 
Jornal Novos horizontes - Março 2015
Jornal Novos horizontes - Março 2015Jornal Novos horizontes - Março 2015
Jornal Novos horizontes - Março 2015
Pascom Paroquia Nssc
 
Texto Base Intereclesial do 13º Intereclesial das CEBs em 2014 - Juazeiro d...
Texto Base Intereclesial  do 13º Intereclesial das CEBs em  2014 - Juazeiro d...Texto Base Intereclesial  do 13º Intereclesial das CEBs em  2014 - Juazeiro d...
Texto Base Intereclesial do 13º Intereclesial das CEBs em 2014 - Juazeiro d...
Bernadetecebs .
 
Sagrada Notícias Online - 19° Edição A4
Sagrada Notícias Online - 19° Edição A4Sagrada Notícias Online - 19° Edição A4
Sagrada Notícias Online - 19° Edição A4
Liliane Jornalista
 
Ecovida set-out 2108
Ecovida   set-out 2108Ecovida   set-out 2108
Ecovida set-out 2108
Lada vitorino
 
Jornal outubro
Jornal outubroJornal outubro
Jornal outubro
saojosepascom
 
Ecovida Mar\Abril 2017
Ecovida  Mar\Abril 2017Ecovida  Mar\Abril 2017
Ecovida Mar\Abril 2017
Igrejaconceicao
 
Jornal Raios de Luz_Marco
Jornal Raios de Luz_MarcoJornal Raios de Luz_Marco
Jornal Raios de Luz_Marco
JMVSobreiro
 

Semelhante a 150 anos de paróquia caminhando com a juventude (20)

Portal da Providência
Portal da ProvidênciaPortal da Providência
Portal da Providência
 
391
391391
391
 
Encontro com o Padroeiro Santo André 2011
Encontro com o Padroeiro Santo André 2011Encontro com o Padroeiro Santo André 2011
Encontro com o Padroeiro Santo André 2011
 
Historia da paroquia Santa Catarina Labouré BH
Historia da paroquia Santa Catarina Labouré BHHistoria da paroquia Santa Catarina Labouré BH
Historia da paroquia Santa Catarina Labouré BH
 
Guia Paróquia Nossa Senhora de Fátima Ed. 01
Guia Paróquia Nossa Senhora de Fátima Ed. 01Guia Paróquia Nossa Senhora de Fátima Ed. 01
Guia Paróquia Nossa Senhora de Fátima Ed. 01
 
ECOVIDA Setembro-outubro
ECOVIDA Setembro-outubroECOVIDA Setembro-outubro
ECOVIDA Setembro-outubro
 
389
389389
389
 
Edicao 007
Edicao 007 Edicao 007
Edicao 007
 
Edição 009
Edição 009 Edição 009
Edição 009
 
428 maio
428 maio428 maio
428 maio
 
Informativo Mês de Novembro 2013
Informativo Mês de Novembro 2013Informativo Mês de Novembro 2013
Informativo Mês de Novembro 2013
 
424
424424
424
 
Informativo Paroquial Vinde e Adoremos - Maio 2012 - Paróquia São Benedito
Informativo Paroquial Vinde e Adoremos - Maio 2012 - Paróquia São BeneditoInformativo Paroquial Vinde e Adoremos - Maio 2012 - Paróquia São Benedito
Informativo Paroquial Vinde e Adoremos - Maio 2012 - Paróquia São Benedito
 
Jornal Novos horizontes - Março 2015
Jornal Novos horizontes - Março 2015Jornal Novos horizontes - Março 2015
Jornal Novos horizontes - Março 2015
 
Texto Base Intereclesial do 13º Intereclesial das CEBs em 2014 - Juazeiro d...
Texto Base Intereclesial  do 13º Intereclesial das CEBs em  2014 - Juazeiro d...Texto Base Intereclesial  do 13º Intereclesial das CEBs em  2014 - Juazeiro d...
Texto Base Intereclesial do 13º Intereclesial das CEBs em 2014 - Juazeiro d...
 
Sagrada Notícias Online - 19° Edição A4
Sagrada Notícias Online - 19° Edição A4Sagrada Notícias Online - 19° Edição A4
Sagrada Notícias Online - 19° Edição A4
 
Ecovida set-out 2108
Ecovida   set-out 2108Ecovida   set-out 2108
Ecovida set-out 2108
 
Jornal outubro
Jornal outubroJornal outubro
Jornal outubro
 
Ecovida Mar\Abril 2017
Ecovida  Mar\Abril 2017Ecovida  Mar\Abril 2017
Ecovida Mar\Abril 2017
 
Jornal Raios de Luz_Marco
Jornal Raios de Luz_MarcoJornal Raios de Luz_Marco
Jornal Raios de Luz_Marco
 

Mais de Marcos Santos

Orientações para trabalho científico escolar
Orientações para trabalho científico escolarOrientações para trabalho científico escolar
Orientações para trabalho científico escolar
Marcos Santos
 
Spaece 2015 aula 1 terra e universo e vida e ambiente
Spaece 2015 aula 1 terra e universo e vida e ambienteSpaece 2015 aula 1 terra e universo e vida e ambiente
Spaece 2015 aula 1 terra e universo e vida e ambiente
Marcos Santos
 
Moluscos e anelídeos
Moluscos e anelídeosMoluscos e anelídeos
Moluscos e anelídeos
Marcos Santos
 
Conceitos em ecologia e ecossistemas
Conceitos em ecologia e ecossistemasConceitos em ecologia e ecossistemas
Conceitos em ecologia e ecossistemas
Marcos Santos
 
Principais verminoses humanas
Principais verminoses humanasPrincipais verminoses humanas
Principais verminoses humanas
Marcos Santos
 
Doenças causadas por protozoários
Doenças causadas por protozoáriosDoenças causadas por protozoários
Doenças causadas por protozoários
Marcos Santos
 
Bactérias simples
Bactérias simplesBactérias simples
Bactérias simples
Marcos Santos
 
Angiospermas Prof. Marcos Santos
Angiospermas Prof. Marcos SantosAngiospermas Prof. Marcos Santos
Angiospermas Prof. Marcos Santos
Marcos Santos
 
Mamíferos 2º ano
Mamíferos 2º anoMamíferos 2º ano
Mamíferos 2º ano
Marcos Santos
 
Revisão 1º ano 2013.2
Revisão 1º ano 2013.2Revisão 1º ano 2013.2
Revisão 1º ano 2013.2
Marcos Santos
 
Revisão 2º ano - 4º PERÍODO - 2013
Revisão 2º ano - 4º PERÍODO - 2013Revisão 2º ano - 4º PERÍODO - 2013
Revisão 2º ano - 4º PERÍODO - 2013
Marcos Santos
 
Platyhelminthes
PlatyhelminthesPlatyhelminthes
Platyhelminthes
Marcos Santos
 
áLbum de fotografias 1º a
áLbum de fotografias 1º aáLbum de fotografias 1º a
áLbum de fotografias 1º a
Marcos Santos
 
Fungos 2º ano
Fungos 2º anoFungos 2º ano
Fungos 2º ano
Marcos Santos
 
Algas aula
Algas aulaAlgas aula
Algas aula
Marcos Santos
 
Biologia introdução
Biologia introduçãoBiologia introdução
Biologia introdução
Marcos Santos
 

Mais de Marcos Santos (17)

Orientações para trabalho científico escolar
Orientações para trabalho científico escolarOrientações para trabalho científico escolar
Orientações para trabalho científico escolar
 
Spaece 2015 aula 1 terra e universo e vida e ambiente
Spaece 2015 aula 1 terra e universo e vida e ambienteSpaece 2015 aula 1 terra e universo e vida e ambiente
Spaece 2015 aula 1 terra e universo e vida e ambiente
 
Moluscos e anelídeos
Moluscos e anelídeosMoluscos e anelídeos
Moluscos e anelídeos
 
Conceitos em ecologia e ecossistemas
Conceitos em ecologia e ecossistemasConceitos em ecologia e ecossistemas
Conceitos em ecologia e ecossistemas
 
Principais verminoses humanas
Principais verminoses humanasPrincipais verminoses humanas
Principais verminoses humanas
 
Viroses
VirosesViroses
Viroses
 
Doenças causadas por protozoários
Doenças causadas por protozoáriosDoenças causadas por protozoários
Doenças causadas por protozoários
 
Bactérias simples
Bactérias simplesBactérias simples
Bactérias simples
 
Angiospermas Prof. Marcos Santos
Angiospermas Prof. Marcos SantosAngiospermas Prof. Marcos Santos
Angiospermas Prof. Marcos Santos
 
Mamíferos 2º ano
Mamíferos 2º anoMamíferos 2º ano
Mamíferos 2º ano
 
Revisão 1º ano 2013.2
Revisão 1º ano 2013.2Revisão 1º ano 2013.2
Revisão 1º ano 2013.2
 
Revisão 2º ano - 4º PERÍODO - 2013
Revisão 2º ano - 4º PERÍODO - 2013Revisão 2º ano - 4º PERÍODO - 2013
Revisão 2º ano - 4º PERÍODO - 2013
 
Platyhelminthes
PlatyhelminthesPlatyhelminthes
Platyhelminthes
 
áLbum de fotografias 1º a
áLbum de fotografias 1º aáLbum de fotografias 1º a
áLbum de fotografias 1º a
 
Fungos 2º ano
Fungos 2º anoFungos 2º ano
Fungos 2º ano
 
Algas aula
Algas aulaAlgas aula
Algas aula
 
Biologia introdução
Biologia introduçãoBiologia introdução
Biologia introdução
 

Último

Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
ESCRIBA DE CRISTO
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
ESCRIBA DE CRISTO
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADASCARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Janilson Noca
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Nilson Almeida
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
JonasRibeiro61
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTASEscola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
ceciliafonseca16
 
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 

Último (16)

Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADASCARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
 
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
 
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTASEscola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
 
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
 

150 anos de paróquia caminhando com a juventude

  • 2. 1 Paroquia São Francisco de Assis Catequese Crismal 150 anos de Paroquia Caminhando com a Juventude Primeiro Encontro A PRIMEIRA SEDE, NOSSA SENHORA DA PENHA. ACOLHIDA: A critério do grupo. A paróquia São Francisco de Assis chega neste ano de 2014 aos seus 150 anos de história, porém, a religiosidade e a fé chegaram muito antes nestas terras. Comemorar um jubileu é antes de tudo resgatar as origens com passos firmes para o futuro, baseando-se no real seguimento a Jesus Cristo e no seu evangelho. Tudo começou no distrito de Santa Cruz, onde a Paróquia foi criada, desmembrando-se da Paróquia de Canindé, no ano de 1847, tendo como padroeira Nossa Senhora da Penha. A freguesia1 de Nossa Senhora da Penha foi elevada a Matriz em 1849. Primeiro civilmente pela Lei Provincial n° 262 de 3 de dezembro de 1842, Canonicamente, porém, só foi instituída em 3 de Dezembro de 1849, por Dom João da Purificação Marques Perdigão, Bispo de Olinda. Em 1849 a povoação de Santa Cruz foi elevada a Vila pela Lei Provincial n° 502 com nome Vila Constituinte. No ano seguinte retornou ao Nome de Santa Cruz de Uruburetama pela Lei Provincial 534 de 10 de dezembro 1850, A Paróquia adotou o nome de Freguesia de Nossa Senhora da Penha de Santa Cruz de Uruburetama. ORAÇÃO: Assim como foi suscitado o surgimento de uma nova paróquia, peçamos a Deus para que ilumine o despertar de novas vocações. ORAÇÃO PELAS VOCAÇÕES DE JOÃO PAULO II “Deus nosso Pai, a Ti confiamos os jovens e as jovens do mundo com seus problemas, aspirações e esperanças. Guarda-os com teu olhar de amor e faça- 1 Distrito de uma paróquia.
  • 3. 2 os transformadores da paz e construtores de uma sociedade de amor. Chame- os a seguir Jesus, teu Filho. Que eles compreendam que vale a pena doar inteiramente a vida por Ti e pela humanidade. Concede-lhes generosidade e prontidão na resposta. Acolhe, Senhor, o nosso louvor e a nossa oração também pelos jovens que a exemplo de Maria, Mãe da Igreja, acreditaram na tua Palavra e se preparam para o sacramento da ordem, à profissão dos conselhos evangélicos, ao empenho missionário. Ajude-os a compreenderem que o chamado que Tu deste a eles é sempre atual e urgente. Amém.” ILUMINADOS PELA PALAVRA: (Lucas 22, 14-20). Refletir a palavra. A Eucaristia torna-se momento de catequese para a comunidade dos que seguem a Jesus. Nessa comunidade, a autoridade não significa poder sobre os irmãos, mas função de serviço, a exemplo de Jesus. NOSSA HISTÓRIA: Ao longo dos nossos 150 anos de paroquiado tivemos Sacerdotes iluminados a função de pastorear nossa comunidade, sendo 17 párocos. Padre José Ferreira de Lima Sucupira celebrou o primeiro batizado da paróquia. Padre Rogério José Cavalcante, durante o seu paroquiato foram construídas a primeira capela de Irauçuba (1876) e de Tejuçuoca (1877) e também a igreja matriz atual (1878). Durante o paroquiato de Padre Paulo Ferreira de almeida, foram realizados congressos marianos, o primeiro congresso Eucarístico da paroquia e em 1947 recebeu a visita da imagem de Nossa Senhora de Fátima (Portugal). Padre Manoel Lima e Silva criou o conselho paroquial e promoveu duas reformas na Matriz. Após a morte de Padre Lima, em 1982, o Padre Pascoal Rios Osterne assumiu a paróquia. Em seu mandato descentralizou as atividades pastorais com a construção de várias capelas. Mais recentemente foram realizadas reformas na Matriz, na casa paroquial, nos salões e na secretaria, também a capela de Santa Rita. Foi também período fecundo na construção de novas capelas, entre elas o Templo da Esperança. Foram responsáveis: Padre Francisco Marques Mota, Padre Missias Santana Fernandes e Padre José Arnoldo.
  • 4. 3 Atualmente a paróquia tem a frente o então pároco Padre Antônio Eugênio Simão de Oliveira. COMPROMISSO: Pesquisar a história do pároco atual ou de alguém que sirva ou serviu na comunidade. ORAÇÃO FINAL Preces espontâneas Oração do ano jubilar Ó Deus Santo, nós vos agradecemos pela caminhada de Fé da Paróquia São Francisco de Assis que chega aos seus 150 anos de história nesta terra do “frade de pedra”, à luz de vossa palavra e confiante em vossa misericórdia. Ao celebrarmos este Jubileu, tempo fértil e marcante, vos pedimos a graça de, a cada dia, nos tornarmos uma comunidade de fé comprometida com o Evangelho, com ardor missionário e baseada no verdadeiro seguimento a Jesus Cristo. Fazei-nos, ó Pai, uma nova paróquia, rede de comunidades, firmes na unidade, na comunhão e na paz, para que possamos, com nosso testemunho profético, anunciar com alegria o Vosso Reino que também é nosso, sob a dinâmica e santificadora ação do Espírito Santo, que de geração em geração, demonstra seu poder e sua bondade. Desperta em todos: padres, religiosas, leigos, pastorais, movimentos e comunidades, um profundo amor por Vossa Igreja, afim de que, com gratuidade e compromisso, possam doar sem medidas, seu serviço e seus corações a Vós, que sois nosso tesouro e nossa vida. Com a intercessão da Virgem Maria, de São Francisco e todos os santos, acolhe esta nova oração e preparai-nos para bem celebrar os cento e cinquenta anos de nossa Paróquia. Que por Jesus Cristo Nosso Senhor e Salvador vós, Senhor do céu e da terra, incline os vossos ouvidos à súplica do vosso povo presente em Itapajé. Assim seja, Amém.
  • 5. 4 Segundo Encontro UMA NOVA SEDE, O INICIO DE UMA NOVA CAMINHADA. ACOLHIDA: A critério do grupo. ORAÇÃO: Pediremos as luzes do Espírito Santo para nos iluminar como iluminou nossa paróquia no inicio de um novo desafio. Vinde, Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do Vosso amor. Enviai, Senhor, o Vosso Espírito, e tudo será criado, e renovareis a face da terra. Oremos: Ó Deus, que instruístes os corações dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas e gozemos sempre da sua consolação. Por nosso Senhor Jesus Cristo, na unidade do Espírito Santo. Amem. ILUMINADOS PELA PALAVRA: (At 2, 1- 13) Refletir a palavra. Devemos lembrar que na base de qualquer comunidade cristã o Espírito Santo faz lembrar, compreender e continuar o testemunho de Jesus. No novo Pentecostes, Deus entrega o seu Espírito, realizando a nova aliança, dessa vez com toda a humanidade. AVANÇAI PARA ÁGUAS MAIS PROFUNDAS Com o crescente número de fieis vindos do “Arraial de São Francisco” (atual Itapajé) viu-se a necessidade de transferir a sede da paróquia. No ano de 1839, Antônio Rodrigues Magalhaes conhecido como “Carolinha” e sua esposa Raimunda Pinto de Mesquita fixaram residência no Sopé da Serra da Uruburetama, nas proximidades de Santa Cruz. Com a chegada de Carolinha, o núcleo que contava com alguns habitantes, desenvolveu-se rapidamente dando origem a Itapajé. Em 1846 quando, pela primeira vez, o vigário de Canindé visitou o povoado, escolheu uma casa de bolandeira (descaroçadora de algodão) pertencente a Rufino Ferreira Gomes, para celebrações religiosas. Uma enxada pendurada no telhado servia de sino. Então o Carolinha doou 72 braços de terra para a construção de uma capela dedicada a São Francisco de Assis essa capela foi construída em 1847 por Francisco Miguel de Andrade. A primeira imagem de São Francisco foi doada por Teixeira Bastos.
  • 6. 5 Enquanto Santa Cruz crescia vagarosamente o arraial de São Francisco se desenvolvia com rapidez. Diante disso o presidente da Província, Lafayete Rodrigues Pereira, pela resolução N° 11 de 21 de novembro de 1864, transformou a Capela de São Francisco em Matriz e transferiu a sede da Paroquia para referida Capela. Mudou-se assim o órgão (nome da paróquia) de Nossa Senhora da Penha para se chamar Freguesia de São Francisco de Assis da Uruburetama. Em 1943 o município passou a ser chamado de Itapajé, a paroquia adotou o nome de São Francisco de Assis de Itapajé. Hoje essa paróquia é uma das mais organizadas e dinâmicas da Diocese. Em sua caminhada total de 163 anos contou com 32 vigários entre titulares e cooperadores. COMPROMISSO: Pesquisar a história religiosa de sua comunidade. ORAÇÃO FINAL Preces espontâneas Oração do ano jubilar Terceiro Encontro PARÓQUIA REDE DE COMUNIDADES: PASSOS PARA UM NOVO TEMPO. ACOLHIDA: A critério do grupo. ORAÇÃO: É a Igreja que está onde as pessoas se encontram, independentemente dos vínculos do território, de moradia ou de pertença geográfica. É a casa-comunidade onde as pessoas se encontram. A Paróquia como referencial para o cristão peregrino encontrar-se no lar. ORAÇÃO DA COMUNIDADE Senhor, vos peço pela minha Comunidade: Para que nos conheçamos sempre melhor em nossas aspirações e nos compreendamos mais em nossas limitações. Para que cada um de nós sinta e viva as necessidades do outro. Para que nenhum fique alheio aos momentos de cansaço, dissabor e desânimo do outro. Para que nossas discussões não nos dividam, mas nos
  • 7. 6 unam na busca da verdade do bem. Para que cada um de nós, ao construir a própria vida, não impeça ao outro de viver a sua. Para que nossas diferenças não excluam a ninguém da comunidade, mas nos levem a buscar a riqueza da unidade. Para que olhemos para cada um. Senhor, com os vossos olhos e nos amemos com o vosso coração. Para que nossa Fraternidade não se feche em si mesma, mas seja disponível, aberta e sensível aos desejos dos outros. Para que no fim de todos os caminhos, além de todas as buscas, no final de cada discussão, e depois de cada encontro, nunca haja vencidos, mas somente e sempre irmãos. Amém. ILUMINADOS PELA PALAVRA: (I Corintios 12, 12-22) Reflexão da palavra. A unidade do corpo é usada para falar da unidade, diversidade e solidariedade que caracterizam a comunidade cristã. PASSOS PARA UM NOVO TEMPO A primeira matriz da paroquia foi a Capela de Nossa Senhora da Penha em Santa Cruz elevada a matriz em 1846 e ficou como sede até 1864, quando foi substituída pela capela de São Francisco de Assis. A segunda Matriz foi a Capela de São Francisco, primeiro oratório de Itapajé, que logo se mostrou mal localizada para sua nova função. Tornou-se urgente a construção de um novo templo, construção atual. CAPELAS 1. Capela de Nossa Senhora do Rosário, localizada no Cemitério de Santa cruz – 1724 2. Capela de Nossa Senhora da Penha , Santa Cruz – 1793 3. Capela de São Francisco de Assis- 1847 (atualmente Centro Comercial Flavio Gomes) a. 1878 passou a ser capela de Nossa Senhora do Rosário b. 1906 Capela Sagrado Coração de Jesus. 4. Capela de São Luiz Gonzaga – Irauçuba 1876, em 1961 passou a ser matriz tornando-se uma nova paróquia. 5. Capela de são Pedro, Tejuçuoca - 1904, em 1946 foi elevada a paróquia. 6. Capela de nossa Senhora Perpetuo Socorro – Pitombeira 1905 7. Capela de nossa Senhora de Nazaré – 1908 Camará 8. Capela de São Miguel – Iratinga 1911 9. Capela Santa Rita de Cassia – 1984 10. Capela São Sebastião – 1992
  • 8. 7 11. Capela São Pedro (sede) 1993 12. Capela Nossa Senhora de Fatima (Bela Vista)– 1998 13. Capela São Judas Tadeu – 1999 14. Capela São Gerardo - 1932 (Soledade – atualmente uma Capela Particular) 15. Capela de Nossa senhora de Fatima – Soledade 1947 16. Gruta Nossa Senhora de Lourdes – 1944 17. Capela Sagrada Família – 1947 – Aguaí 18. Capela São Tomé – 1968 – Sitio São Tomé 19. Capela Nossa Senhora do rosário – 1986 Serrote do Meio 20. Capela São Pedro – 1993 São Pedro Serra 21. Capela de Nossa Senhora do Carmo – 1995 Salitre 22. Gruta de Santa Edwiges – 1997 Paraíso 23. Capela de Nossa Senhora Assunção – 1997 Sitio Jorge 24. Capela Nossa Senhora Rosa Mística – 1997 – Centro Itapajé 25. Capela Nossa Senhora das Graças – 1998 - Oiticica 26. Capela Espírito Santo- 1998 Pedra d’Água 27. Capela São José – 1998 Barateiro 28. Capela Santo Expedito – 2000 Paraíso 29. Capela Santa Terezinha do Menino Jesus – 2000 Chapada 30. Capela Sagrado Coração de Jesus – 2000 São Francisco I 31. Capela de Nossa Senhora da Luz – 2002 São Miguel da Luz 32. Capela Santa Luzia – 2002 Bombas 33. Capela Espírito Santo – 2007 Espírito Santo 34. Capela Nossa Senhora Aparecida – 2008 Venâncio 35. Capela Santo Expedito – 2009 Saco do Vento 36. Capela Santa Terezinha do Menino Jesus- 2010 Ação I 37. Capela Mãe Rainha – 2010 Salgado 38. Capela São Luiz Gonzaga – 2011 Maritacaca 39. Capela do armador – 2010 40. Capela Bom Pastor – 2012 São Francisco II (em construção) 41. Capela Santa Maria – 2012 Santa Maria 42. Capela Santo Antônio – Reuniu as comunidades de Lagoinha e São Joaquim 43. Capela de Nossa Senhora de Fatima – Jardim
  • 9. 8 44. Capela Santa Clara – Conj. Pedro Rocha 45. Capela Santa Luzia – Baixa Grande 46. Capela São José – Lajeiro 47. Capela Nossa Aparecida – Ação II 48. Capela São Raimundo Nonato – Mato Grosso 49. Capela Santa Filomena - Mulungu COMUNIDADES QUE NÃO HÁ CAPELA, MAS TEM MISSAS MENSAIS E PADROEIRO. 50. Comunidade Sant’ana – Padroeiro escolhido São João 51. Comunidade Canta Galo – São Francisco Xavier 52. Comunidade Bom Jesus – as celebrações são realizadas na Escola Local. COMPROMISSO: Participar do CRISMAFEST ORAÇÃO FINAL Preces espontâneas Oração do ano jubilar HINO DO JUBILEU DOS 150 ANOS DA PARÓQUIA SÃO FRANCISCO DE ASSIS Em verdes serras, radiosa natureza, do artista Divino, um sinal: Um grande frade de pedra é a certeza, da presença do Senhor universal. Alegrai-vos, filhos de Itapajé, Vai ao mundo o Evangelho anunciar, Reaviva em seus corações a fé. Nossa Paróquia com alegria vive o seu Jubileu! Celebremos um século e meio, do presente que o Senhor nos deu. (bis) No sopé da serra muito bela, em São Francisco, um pequeno arraial. Foi ali construída uma Capela, pra vivência do amor sacramental. Em Santa Cruz foi criada a Paróquia, para o povo, com Deus, ser mais feliz. Em Itapajé dezessete anos mais tarde, era a Capela transformada em Matriz. Jubileu, tempo fértil e marcante, a paróquia se torna santuário. É Jesus, esta força fulgurante, a alegria do sesquicentenário! Sua história de glórias e conquistas, traz a nós grande exemplo de viver. Hoje nós somos os protagonistas, compromisso de todos o fazer! Novo tempo de sermos Igreja, caminhamos com Cristo nossa Luz. Esta via é graça e certeza: Para o céu só se chega pela cruz! Com Francisco firmar na humildade: O servir, partilhar, ser irmão. Deus o fez protetor desta cidade, pra que reine a justiça neste chão. Das crianças, adultos, juventude, a esperança se faz caminho, ação. Deus espera a nossa atitude: Que sejamos amantes da Missão. Com Maria, a senhora obediente, festejamos esta festa jubilar. Ela pede a todos, insistente: A Jesus, o seu filho imitar.
  • 10. 9