SlideShare uma empresa Scribd logo
PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA CELULA (11)95725-59271
MANUAL DE CULTOS NOS LARES
1) O ALVO DO CULTO DOMÉSTICO É A FAMILIA E
VIZINHANÇA
2) O QUE É UM CULTO NOS LARES?
3) VANTAGENS DOS CULTOS NOS LARES PARA A
IGREJA LOCAL
4) ALGUMAS NECESSIDADES DO CULTO NOS
LARES:
PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA
CELULAR : (11)957255927
WHATSAPP: (11)96837-4385
1
PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA CELULA (11)95725-59272
INTRODUÇÃO
este manual por ver a necessidade de ensinar novos e
corajosos obreiros arealizarem este tão importante e
frutífero trabalho.
Cultos nos Lares é um método e programa deevangelismo
bem antigo e reconhecido em nosso meio como algo que
funciona.
O culto doméstico visa RESGATAR pessoas que caminham
para o fogo do inferno, razão pela qual não devemos ficar
surpresos quanto aos ataques do príncipe das trevas
CONTRAOS QUE FAZEM ESTA OBRA.
Assim sendo, o desejo do meu coração é que o material
contido neste artigo possaajudá-lo a compreender o
propósito de Deus para a sua vida e ministério,pois
acredito que cada membro é um ministro em potencial.
Temos como alvo através de Cultos nos Lares, que cada
membro possadescobrir que tem valor,e que pode
trabalhar na seara do Senhor.
Vamos começar definindo a palavra“CASA” “OIKOS”
(no grego do N. T.) aparece 107 vezes, das quais seis vezes,
refere-se a um Culto nos Lares, usando uma casa para
reunião periódica.
 Atos 5.42: “todos os dias,no temploe nas casas,não
cessavamde ensinar e de anunciar a Jesus Cristo”.
A casa do convertido era usada como local deAdoração e
Ensino, identificando-o como cristão nasua comunidade.
 Atos 20.20: “como nada,queútil seja, deixei de vos
anunciar eensinar publicamenteepelas casas”,
 um programaequilibrado contém tanto a reunião de um
grande grupo no (templo),quanto a de um grupo
pequeno reunido no lar.
2
PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA CELULA (11)95725-59273
 Romanos 16.5: “Saudaitambém a igreja queestá em sua
casa.Saudai a Epêneto, meu amado, que é as primíciasda
Ásia em Cristo”. Priscilae Áquila
 tiveram cultos em sua casa. A igreja cristãde Romaera
compostadestes vários cultos nos lares.
 I Coríntios 16.19: “Asigrejasda Ásia vos saúdam.Saúdam-
vos afetuosamente no Senhor Áquila e Prisca, comaigreja
que está em sua casa”.
 Aqui temos Áquila e Priscilaem Éfeso,com uma igrejaem
sua casanovamente. Durante a semana a igrejase reunia
nas casas e no dia do Senhor a grande celebração da festa
do amor.
 Colossenses 4.15: “Saudai aosirmãosque estão em
Laodiceia, e a Ninfa,e à igreja que está em sua casa”.
 Umaparte da igrejada cidade de Colossos se reunia na
casade Ninfa.
 Estafoi à fase da igrejacristã,onde houve o maior
crescimento.Creio que uma das razões eraque a
mensagem não estavadesassociadada vida cotidianados
seus membros.
3
PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA CELULA (11)95725-59274
1) O ALVO DO CULTO DOMÉSTICO É A
FAMILIA E VIZINHANÇA
A FAMÍLIA:
As famílias são constituídasde: Pais, filhos, primos, tios e avós,
que compartilham a vida. Hojea médiaé de 3 a 4 pessoas numa
família, sem nenhum parentepor perto, por isso a vizinhança
também entra no plano de evangelismo do culto doméstico.
Peça à pessoa que cedeu a casa para o culto que convide seus
vizinhos e amigos para este culto.
E no dia imediato chegaram a Cesaréia. E Cornélio os estava
esperando, tendo já convidado osseusparentes e amigos mais
íntimos. (Atos 10: 24)
A VIZINHANÇA:
as pessoas viviam na mesmavizinhançapor toda a vida,
conhecendo e sendo conhecida. Hoje a média é de umamudança
a cada cinco anos, tendo umavizinhançatotalmente estranha.
Os grandesprédiosproduzem aindamaior distanciamento que
as comunidadesdosbairros.
Mas a igreja pode e deve vencer esta barreira convidando seus
vizinhos para o culto doméstico.
Incentiveos membros desua igreja a fazer amizadena
vizinhança, isso facilitará o convite. O versículo abaixo vaifalar
de um homem que tinha bom testemunho! Um crente com bom
testemunho não terá problema em convidar alguém para um
culto em suacasa!
E eles disseram: Cornélio, o centurião, homem justo e temente a
Deus, e que tem bom testemunho de todaa nação dosjudeus, foi
avisado por um santo anjo paraque te chamasse a sua casa, e
ouvisseas tuas palavras. (Atos 10: 22)
4
PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA CELULA (11)95725-59275
A IGREJA E A FAMÍLIA:
Até a década de60, a igreja era o centro davidado seu membro
e de suafamília, do nascimento ao sepultamento. Hoje as coisas
mudaram eprecisamosincentivar a ida do povo à igreja ou até
mesmo levar a igreja à casa da pessoa, e é aí que entra o culto
doméstico.
Há muitas possibilidades fora da igreja explore todas!
A propósito o termo IGREJA vem do grego EKLÉSIA que quer
dizer TIRADOSPARA FORA ou aindaa palavra IGREJA,
em português, derivado latim ECCLESIA, que, por suavez, é
umatransliteração, para o latim, da palavra grega eklesia.
O vocábulo eklesia significa “ajuntamento popular”,
eram as assembleias locais da antiga Grécia, ondeos
magistrados decidiam a vidajurídica doscidadãos,
At 19:32, 41.
As pessoaseram convocadas TIRADOSPARA FORA de seus lares
paraatenderem a esta reunião.
Vá lá fora com toda coragem e faça a obra!
Eu mesmo Pastor Carlos já fiz isso com a igreja que dirigi por
vários e colhemos muitosfrutos.
Hoje em diaainda há muitos queoferecem suas casas como
extensão da igreja local,
5
PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA CELULA (11)95725-59276
2) O QUE É UM CULTO NOS LARES?
O Culto nos Lares é uma reunião cristã intencional, com
número reduzido de pessoas, que acontece regularmente em
lares diversos ourepetidamente no mesmo lar, como
propósito comum de pregar oevangelho ou agradecer (ação
de graças) onde cada crente descobrirá e crescerá numa
vida abundante em Cristo.
CUIDADOS DEVIDOS EM CULTOS NOS LARES.
 O dirigenteresponsável por estes cultosdeveter alvos,
propósitos e objetivosmuitoclarosde gerar novoscrentes,
e deve fazer istocom muita maturidade.
 Quando a igreja for numerosa será importante não levar
muita gente a estes cultos para não por a pessoadona da
casaem apuros ou deixá-la preocupada quanto a
acomodações.
 O horário destes cultosé de suma importância tanto para
o início quanto para o término.O dirigente responsável
deve ser rigoroso naobservação deste pormenor.
Minha experiência é que este culto deva começar depois
das 7:30 horas quando ocorrer em dias de semana porque
assim as pessoas da casa játerão tido tempo para jantar e
preparar a casa para recepcionar os convidados e deve
terminar as 21:00 horas para não transtornar a rotinadas
pessoas da casa.
 Quando o culto for se repetir no mesmo lar, ficaa critério
do dirigente em comum acordo com o dono da casase a
reunião acontecerásemanalmente,quinzenalmente ou
mensalmente,de acordo com o propósito,necessidade e
possibilidade dos membros que compõem o grupo.
 É muito importante este tipo de trabalho e a igrejadeve
explorá-lo ao máximo.
 O pregador do culto nos lares não deve em hipótese
alguma atentar contra a fé das pessoas daquela casa,
falando contrasua crençasuas imagens ou coisadesse
tipo, o objetivo do culto nos lares é pregar Jesus e não
converter alguém pela força.
6
PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA CELULA (11)95725-59277
 O pregador do culto nos lares não deve
estender a pregação para não cansar o
ouvinte. Deve ser lúcido, objetivo e sempre
trazer um tema evangelístico.
 Um apelo deverá ser feito sempre ao final de cada
culto.
 Uma oração pelas pessoas da casa deverá ser feita
sempre ao final de cada culto.
 Esta oração deverá ser ministrada por um Pastor caso
haja um presente,


 e não havendo segue-se na escala hierárquicapara baixo,
(Evangelista,Presbítero,Diácono,Cooperador).

 É necessário vigiar muito quanto à quem se dá
oportunidades nestes cultos para não ocorrer o contrário
do que já dissemos acima.
 O dirigente dos cultos nos lares deve instruir
previamente os participantes que as oportunidades
devem ser breves e objetivas,
 visando sempre levar aos ouvidos do pecador a salvação
em Cristo Jesus.“E em nenhum outro há salvação,porque
também debaixo do céunenhum outro nome há, dado
entre os homens, pelo qual devamos ser salvos”,atos
4,12.
 Deixar um folheto evangelístico para as pessoas da casa
com endereço da igreja ao término do culto é sempre
uma ótima ideia!
Evangelizar a vizinhançacomfolhetosonde haja o endereço
da igreja, antes após ou enquanto ocorreo culto no lar,é
também é uma ótima ideia!
 Mulheres cheias do espírito Santo bem como homens são
muito bem-vindos a este tipo de trabalho,
7
PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA CELULA (11)95725-59278
 pois são a salvação em casos caóticos como os de
possessão demoníacae outros.(Você verána prática!)
 O uso de aparelhos sonoros,como caixas de som,
guitarras etc.somente com permissão do dono da
casa,pois
 pode ser que ele (a) se sinta constrangido ao perturbar a
vizinhança com o barulho.
 Em caso do uso de aparelhos sonoros é de suma
importância que o volume não exceda os limites de
conforto para os ouvidos,
 o bom senso vai dizer qual o volume ideal. Carodirigente
responsável, esteja muito atento a este item, dele
dependerá o sucesso do culto e o possível retorno ao lar.
 Os membros da igreja promotora do culto nos lares
devem ter o objetivo e o acordo de praticar os
procedimentos descritos neste manual para alcançarem
o sucesso neste trabalho tão maravilhoso e não exporem
o nome de Jesus ao ridículo.
 Os cultos nos lares devem ser abertos àqueles que não
são convertidos e que desejam ter uma vida em Cristo,
(afinal eles são nosso alvo).
 Se a residência for de fácil acessoà rua,obreiros
preparados echeios do Espírito Santo deverão se
posicionar na porta de entrada ou portão para evitar
entrada de pessoas indesejadase garantir certa
segurança aoevento. (Na práticavocê vai saber do que eu
estoufalando).
 Os cultos nos lares devem ser abertos também àqueles
que são convertidos e que desejam uma vida cristãmais
profunda.
A vida abundante em Cristo e a salvação são os propósitos
de cada culto nos lares.Claro que este manual não pretende
ser a solução dos problemas de culto nos lares nem quero
dizer que tudo ocorrerásem falhas só porque você seguiuo
que está escrito aqui,pois o culto nos lares é algo que
depende de Cristo e sua atuação sobrenatural,mas se
seguir você serámuito bem-sucedido.
8
PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA CELULA (11)95725-59279
3) VANTAGENS DOS CULTOS NOS LARES
PARA A IGREJA LOCAL
 Ela vai crescer com certeza,tanto em quantidade quanto
em qualidade!
 Os Cultos nos Lares criam a possibilidade de atingir as
necessidades de outros.
 Nos cultos nos Lares Deus trabalhaem nossas vidas
através dos outros.
 Este tipo de trabalho é uma excelente se não a melhor
formapara evangelizar.
 Fará com que a igrejaproduza um testemunho de
evangelização em seu bairro.
DIFICULDADES DOS CULTOS NOS LARES PARAA IGREJA.
Hoje a tendência é de relacionamentos superficiais,cabe ao
pastor local ensinar à igreja a necessidade de
relacionamentos profundos e de amizade para que a pessoa
que cedeu o lar se sinta amada.
Não há um modelo praisso,faça o melhor que puder.
 O sucesso dos cultos nos laresdependerá muitode um
dirigentemotivado internamente
 que sejacheio do Espírito Santo e que ouça o clamor das
almas.
O dirigente dos Cultos nos Lares precisa estar convicto do
seu “Chamado Divino”,
pois a sua motivação teráque vir de Deus.
9
PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA CELULA (11)95725-592710
Lembre-se que você estará entrando e influenciando a
vidas de outras pessoas,seja agradável!Ser agradável não
quer dizer absolutamente deixar de falar a dura verdade de
Deus, mas falá-la com amor!
Os Cultos nos Lares expõem cada pessoaque dele participa,
revelando o nível de compromisso espiritualidade e amor
pelas almas que cada membro tem.
Queria usar este tópico para dizer que aquele cafezinho,
chazinho etc. após o culto devem ser combatidos
(salvo por insistência do anfitrião) para não gerar
nenhuma espécie de compromisso oudespesapor parte de
quem cede a casa.
Os Cultos nos Lares são uma experiência indubitavelmente
enriquecedora,expresse seu entusiasmo,
pois ao expressarmos o nosso entusiasmo,outros membros
do grupo serão influenciados e transmitirão este
entusiasmo a outros.
O objetivo do Culto nos Lares é gerar novos crentes e
amadurecer os demais num ambiente favorável ao
cumprimento da missão e da comunhão. Cultos nos lares é
Missão!
10
PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA CELULA (11)95725-592711
4) ALGUMAS NECESSIDADES DO CULTO NOS
LARES:
1. Espírito deequipe (O grupo é meu e eu sou do grupo).
2. Transparência (Expor qualidadese defeitos com todo o
respeito é claro).
3. Influência (Ajudar outrosa crescer).
4. Maturidade (Produzir crescimento).
5. Dois componentessão absolutamente imprescindíveisna
formação de um bom ambiente. O primeiro é entusiasmo e o
segundo é o amor. “Sem ambiente as coisas acontecem por
mero acidente”.
UM GRUPOCOM COMUNHÃO
Ter alguém quenos ouça, nos compreendaenosestimule é um
tesouro de inestimável valor. Este é um dos objetivos pelos
quais Deusnoschamou parafora deum mundo cheio de
desamor e nos transportou parao reino do Filho do Seu Amor
(Cl. 1:13).
Expresse este amor com gestos e palavras e daqui a pouco você
não terá mais como comportar aspessoas noslares de tantos que
serão aqueles que quererão te seguir!
A igreja foi constituída para, entre outrascoisas, mostrar o calor
da presençadeDeuspara os irmãosem Cristo e também para o
mundo tão carente desse calor humano.
 O dirigente dos cultos nos lares deveproduzir o melhor
ambiente possível. Dar exemplo decomunhão e ir à frentena
execução da missão.

 Qual o ambiente ideal parao Culto nos Lares?
 O que deveacontecer no culto no lar? Perguntascomo estas
feitas à igreja farão com quevocê descubrao nível de
conhecimento que a igreja tem a respeito desse tipo de
trabalho. Caso não descubrapasse umacópia desse manual
paracada pessoa que sai ao campo com você!
11
PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA CELULA (11)95725-592712
O nosso alvo, é que os Cultos nos Lares viabilizem o discipulado,
colocando os crentes em ação, fora do templo!
Aquela velha ideia dadependênciado Pastor (embora
reconhecidamente, sua ajudaé de fundamentalimportância)
deveser combatida,
pois MISSÃO SE FAZ COM CADA CRENTE.
Agora você está pronto, comece então sem demoraos cultos nos
Lares!
Porém antes de você começar quero perguntar?
Você lê a Bíblia? Ela é seu livro decabeceira?
Ou vocêsó a pega quando vaiparaa igreja?
 O que devo fazer para mepreparar bem paraeste início?

 ORE, JEJUE, LEIA A BÍBLIA E MÃOS À OBRA!
QUALIDADESQUE O DIRIGENTE DOSCULTOS NOS LARES DEVE
TER.
O primeiro dever do dirigente dos CultosnosLares é
ser modelodos discípulos!
Conservao modelo das sãs palavrasque de mim tens ouvido, na
fé e no amor que há em Cristo Jesus. (II Timóteo 1: 13).
Ninguém desprezeatua mocidade; mas sê o exemplo dos fiéis,
na palavra, no trato, no amor, no espírito, na fé, napureza. (I
Timóteo 4: 12)
12
PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA CELULA (11)95725-592713
 Ter vidadevocional (leitura da Bíblia e Oração).
 Bom relacionamento familiar.
 Bom envolvimento com a Igreja local.
 Compromisso com discipulado.
Pessoas são a nossa matéria-prima. Temos que aprender a
trabalhar com elas e amá-las.
Para tanto, o dirigente doscultos noslares deveser dedicado às
pessoas.
FINALIZANDOSABE O QUE É O MELHOR DESSE MANUAL?É
saber que os dirigentes dosCultos nosLares não nascem
prontos, eles são desenvolvidoseequipados. Deusnão somente
usa pessoas preparadas, masprepara pessoas para usar!Aleluia!
BUSQUE SEMPRE O APERFEIÇOAMENTO.
 Saiba ouvir – Tiago 1.19.
 Fazer boas perguntas(exemplo de Jesus).
 Aperfeiçoar a participação do grupo noscultos.
 Familiarizar-se com o nívelespiritual em que está o grupo
que te ajuda.
 Transmitir ânimo a ele.
 Comunicar cuidado, calor humano e confiança, jamais use
palavrasque vão baixar o moral(o ânimo)do grupo sempre
seja otimista, quando estiver em dificuldadesbusqueajudado
Pastor e principalmentedo Sumo Pastor JesusCristo.
 Preparar-sebem paraas reuniões.
 Treine futurosdirigentesque possam te substituir!
Que Deuste abençoe muito nesta tarefa, eu creio queDeuste
chamou, e vocêo que pensasobre isto?
13

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Pequenos grupos o que é e como fazer (apostila)
Pequenos grupos   o que é e como fazer (apostila)Pequenos grupos   o que é e como fazer (apostila)
Pequenos grupos o que é e como fazer (apostila)
Sundar Andrade
 
Transição e Implantação de Células nas Igrejas
Transição e Implantação de Células nas IgrejasTransição e Implantação de Células nas Igrejas
Transição e Implantação de Células nas Igrejas
Edinéia Almeida
 
Célula nota 10
Célula nota 10Célula nota 10
Célula nota 10
Rodrigo Costa
 
O líder de célula
O líder de célula O líder de célula
O líder de célula
Anderson Menger
 
Treinamento MDA - Eu Escolhi Discipular
Treinamento MDA - Eu Escolhi DiscipularTreinamento MDA - Eu Escolhi Discipular
Treinamento MDA - Eu Escolhi Discipular
revolucaoaje
 
Planejamento Estratégico PIB
Planejamento Estratégico PIBPlanejamento Estratégico PIB
Planejamento Estratégico PIB
Primeira Igreja Batista de Joinville
 
Vida de oração
Vida de oraçãoVida de oração
Vida de oração
Márcio Melânia
 
Dons espirituais
Dons espirituaisDons espirituais
Dons espirituais
Dagmar Wendt
 
Lição 6 - Deus, o Autor de Missões
Lição 6 - Deus, o Autor de MissõesLição 6 - Deus, o Autor de Missões
Lição 6 - Deus, o Autor de Missões
Éder Tomé
 
Apostila de Curso de Formação de Professores da Escola Dominical
Apostila de Curso de Formação de Professores da Escola DominicalApostila de Curso de Formação de Professores da Escola Dominical
Apostila de Curso de Formação de Professores da Escola Dominical
Amor pela EBD
 
Planejamento estratégico para igrejas
Planejamento estratégico para igrejasPlanejamento estratégico para igrejas
Planejamento estratégico para igrejas
Natalino das Neves Neves
 
Visão Celular
Visão CelularVisão Celular
Visão Celular
André rug
 
Estudo sobre dizimos
Estudo sobre dizimos Estudo sobre dizimos
Estudo sobre dizimos
josecidade
 
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento EspiritualLição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Éder Tomé
 
Estudo batismo oficialmontesinai
Estudo batismo oficialmontesinaiEstudo batismo oficialmontesinai
Estudo batismo oficialmontesinai
Elisa Schenk
 
Postila para igreja em células
Postila para igreja em célulasPostila para igreja em células
Postila para igreja em células
Joao Rumpel
 
A família e a escola dominical
A família e a escola dominicalA família e a escola dominical
A família e a escola dominical
Moisés Sampaio
 
Questionário de crescimento da célula
Questionário de crescimento da célulaQuestionário de crescimento da célula
Questionário de crescimento da célula
Anderson Menger
 
ESTUDO - BATISMO NAS AGUAS PALESTRA - PR DAVI PASSOS
ESTUDO - BATISMO NAS AGUAS PALESTRA - PR DAVI PASSOSESTUDO - BATISMO NAS AGUAS PALESTRA - PR DAVI PASSOS
ESTUDO - BATISMO NAS AGUAS PALESTRA - PR DAVI PASSOS
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
Liderando a célula com paixão
Liderando a célula com paixãoLiderando a célula com paixão
Liderando a célula com paixão
Fernando Balthar
 

Mais procurados (20)

Pequenos grupos o que é e como fazer (apostila)
Pequenos grupos   o que é e como fazer (apostila)Pequenos grupos   o que é e como fazer (apostila)
Pequenos grupos o que é e como fazer (apostila)
 
Transição e Implantação de Células nas Igrejas
Transição e Implantação de Células nas IgrejasTransição e Implantação de Células nas Igrejas
Transição e Implantação de Células nas Igrejas
 
Célula nota 10
Célula nota 10Célula nota 10
Célula nota 10
 
O líder de célula
O líder de célula O líder de célula
O líder de célula
 
Treinamento MDA - Eu Escolhi Discipular
Treinamento MDA - Eu Escolhi DiscipularTreinamento MDA - Eu Escolhi Discipular
Treinamento MDA - Eu Escolhi Discipular
 
Planejamento Estratégico PIB
Planejamento Estratégico PIBPlanejamento Estratégico PIB
Planejamento Estratégico PIB
 
Vida de oração
Vida de oraçãoVida de oração
Vida de oração
 
Dons espirituais
Dons espirituaisDons espirituais
Dons espirituais
 
Lição 6 - Deus, o Autor de Missões
Lição 6 - Deus, o Autor de MissõesLição 6 - Deus, o Autor de Missões
Lição 6 - Deus, o Autor de Missões
 
Apostila de Curso de Formação de Professores da Escola Dominical
Apostila de Curso de Formação de Professores da Escola DominicalApostila de Curso de Formação de Professores da Escola Dominical
Apostila de Curso de Formação de Professores da Escola Dominical
 
Planejamento estratégico para igrejas
Planejamento estratégico para igrejasPlanejamento estratégico para igrejas
Planejamento estratégico para igrejas
 
Visão Celular
Visão CelularVisão Celular
Visão Celular
 
Estudo sobre dizimos
Estudo sobre dizimos Estudo sobre dizimos
Estudo sobre dizimos
 
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento EspiritualLição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
Lição 9 - É preciso buscar Crescimento Espiritual
 
Estudo batismo oficialmontesinai
Estudo batismo oficialmontesinaiEstudo batismo oficialmontesinai
Estudo batismo oficialmontesinai
 
Postila para igreja em células
Postila para igreja em célulasPostila para igreja em células
Postila para igreja em células
 
A família e a escola dominical
A família e a escola dominicalA família e a escola dominical
A família e a escola dominical
 
Questionário de crescimento da célula
Questionário de crescimento da célulaQuestionário de crescimento da célula
Questionário de crescimento da célula
 
ESTUDO - BATISMO NAS AGUAS PALESTRA - PR DAVI PASSOS
ESTUDO - BATISMO NAS AGUAS PALESTRA - PR DAVI PASSOSESTUDO - BATISMO NAS AGUAS PALESTRA - PR DAVI PASSOS
ESTUDO - BATISMO NAS AGUAS PALESTRA - PR DAVI PASSOS
 
Liderando a célula com paixão
Liderando a célula com paixãoLiderando a célula com paixão
Liderando a célula com paixão
 

Semelhante a MANUAL DE CULTO NAS CASA

Boletim IPC Limeira 03/12/17
Boletim IPC Limeira 03/12/17Boletim IPC Limeira 03/12/17
Boletim IPC Limeira 03/12/17
Adelson R. Dos Santos
 
A palavra parahoje 32
A palavra parahoje 32A palavra parahoje 32
A palavra parahoje 32
seisemeia
 
Boletim155
Boletim155Boletim155
[E book] assim uma igreja conquista almas - gene edwards
[E book] assim uma igreja conquista almas - gene edwards[E book] assim uma igreja conquista almas - gene edwards
[E book] assim uma igreja conquista almas - gene edwards
Bruno Thomaz
 
Assim esta igreja conquista almas gene edwards
Assim esta igreja conquista almas   gene edwardsAssim esta igreja conquista almas   gene edwards
Assim esta igreja conquista almas gene edwards
Roberto Moura de Carvalho
 
Evangelismo apresentação - paulistana
Evangelismo   apresentação - paulistanaEvangelismo   apresentação - paulistana
Evangelismo apresentação - paulistana
Sérgio Silva
 
Boletim 601 04-08-13
Boletim 601 04-08-13Boletim 601 04-08-13
Boletim 601 04-08-13
ibrcaruaru
 
Tadel comeje (22 jul 15)
Tadel comeje (22 jul 15)Tadel comeje (22 jul 15)
Tadel comeje (22 jul 15)
Roberto Trindade
 
Cepad 6
Cepad 6Cepad 6
Cepad 6
marciothd
 
Cepad 6
Cepad 6Cepad 6
Cepad 6
marciothd
 
Lição 12
Lição 12Lição 12
Lição 12
Ailton da Silva
 
TLC NIVEL M.D.A
TLC NIVEL M.D.ATLC NIVEL M.D.A
TLC NIVEL M.D.A
KENNEDY771062
 
Missões News 02/2024 - Informativo Missionário
Missões News 02/2024 - Informativo MissionárioMissões News 02/2024 - Informativo Missionário
Missões News 02/2024 - Informativo Missionário
Comando Resgatai
 
Novena natal 2011 . diocese de são José dos campos - SP
Novena natal 2011 . diocese de são José dos campos - SPNovena natal 2011 . diocese de são José dos campos - SP
Novena natal 2011 . diocese de são José dos campos - SP
Bernadetecebs .
 
Evangelismo efetivo retrato
Evangelismo efetivo   retratoEvangelismo efetivo   retrato
Evangelismo efetivo retrato
Vinicio Pacifico
 
restaurando_a _visao_01.pptx
restaurando_a _visao_01.pptxrestaurando_a _visao_01.pptx
restaurando_a _visao_01.pptx
secretariaiptingui
 
Boletim Novembro 2014
Boletim Novembro 2014Boletim Novembro 2014
Boletim Novembro 2014
willams
 
2014 03
2014 032014 03
Carta Convite aos Não-Crentes
Carta Convite aos Não-CrentesCarta Convite aos Não-Crentes
Carta Convite aos Não-Crentes
Cristian Carvalho
 
Ministério da Diaconisa
Ministério da DiaconisaMinistério da Diaconisa
Ministério da Diaconisa
Iasd Jardim Paulista
 

Semelhante a MANUAL DE CULTO NAS CASA (20)

Boletim IPC Limeira 03/12/17
Boletim IPC Limeira 03/12/17Boletim IPC Limeira 03/12/17
Boletim IPC Limeira 03/12/17
 
A palavra parahoje 32
A palavra parahoje 32A palavra parahoje 32
A palavra parahoje 32
 
Boletim155
Boletim155Boletim155
Boletim155
 
[E book] assim uma igreja conquista almas - gene edwards
[E book] assim uma igreja conquista almas - gene edwards[E book] assim uma igreja conquista almas - gene edwards
[E book] assim uma igreja conquista almas - gene edwards
 
Assim esta igreja conquista almas gene edwards
Assim esta igreja conquista almas   gene edwardsAssim esta igreja conquista almas   gene edwards
Assim esta igreja conquista almas gene edwards
 
Evangelismo apresentação - paulistana
Evangelismo   apresentação - paulistanaEvangelismo   apresentação - paulistana
Evangelismo apresentação - paulistana
 
Boletim 601 04-08-13
Boletim 601 04-08-13Boletim 601 04-08-13
Boletim 601 04-08-13
 
Tadel comeje (22 jul 15)
Tadel comeje (22 jul 15)Tadel comeje (22 jul 15)
Tadel comeje (22 jul 15)
 
Cepad 6
Cepad 6Cepad 6
Cepad 6
 
Cepad 6
Cepad 6Cepad 6
Cepad 6
 
Lição 12
Lição 12Lição 12
Lição 12
 
TLC NIVEL M.D.A
TLC NIVEL M.D.ATLC NIVEL M.D.A
TLC NIVEL M.D.A
 
Missões News 02/2024 - Informativo Missionário
Missões News 02/2024 - Informativo MissionárioMissões News 02/2024 - Informativo Missionário
Missões News 02/2024 - Informativo Missionário
 
Novena natal 2011 . diocese de são José dos campos - SP
Novena natal 2011 . diocese de são José dos campos - SPNovena natal 2011 . diocese de são José dos campos - SP
Novena natal 2011 . diocese de são José dos campos - SP
 
Evangelismo efetivo retrato
Evangelismo efetivo   retratoEvangelismo efetivo   retrato
Evangelismo efetivo retrato
 
restaurando_a _visao_01.pptx
restaurando_a _visao_01.pptxrestaurando_a _visao_01.pptx
restaurando_a _visao_01.pptx
 
Boletim Novembro 2014
Boletim Novembro 2014Boletim Novembro 2014
Boletim Novembro 2014
 
2014 03
2014 032014 03
2014 03
 
Carta Convite aos Não-Crentes
Carta Convite aos Não-CrentesCarta Convite aos Não-Crentes
Carta Convite aos Não-Crentes
 
Ministério da Diaconisa
Ministério da DiaconisaMinistério da Diaconisa
Ministério da Diaconisa
 

Último

A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
JonasRibeiro61
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Nilson Almeida
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
André Ricardo Marcondes
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Nilson Almeida
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
ESCRIBA DE CRISTO
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
Nelson Pereira
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
PONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docx
PONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docxPONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docx
PONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docx
ElijainaVelozoGonalv
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdfAula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
SrgioLinsPessoa
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
AlessandroSanches8
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
ESCRIBA DE CRISTO
 

Último (18)

A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
PONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docx
PONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docxPONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docx
PONTOS PRINCIPAIS DA VIDA DE ZAQUEU O SERMÃO.docx
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdfAula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
 

MANUAL DE CULTO NAS CASA

  • 1. PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA CELULA (11)95725-59271 MANUAL DE CULTOS NOS LARES 1) O ALVO DO CULTO DOMÉSTICO É A FAMILIA E VIZINHANÇA 2) O QUE É UM CULTO NOS LARES? 3) VANTAGENS DOS CULTOS NOS LARES PARA A IGREJA LOCAL 4) ALGUMAS NECESSIDADES DO CULTO NOS LARES: PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA CELULAR : (11)957255927 WHATSAPP: (11)96837-4385 1
  • 2. PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA CELULA (11)95725-59272 INTRODUÇÃO este manual por ver a necessidade de ensinar novos e corajosos obreiros arealizarem este tão importante e frutífero trabalho. Cultos nos Lares é um método e programa deevangelismo bem antigo e reconhecido em nosso meio como algo que funciona. O culto doméstico visa RESGATAR pessoas que caminham para o fogo do inferno, razão pela qual não devemos ficar surpresos quanto aos ataques do príncipe das trevas CONTRAOS QUE FAZEM ESTA OBRA. Assim sendo, o desejo do meu coração é que o material contido neste artigo possaajudá-lo a compreender o propósito de Deus para a sua vida e ministério,pois acredito que cada membro é um ministro em potencial. Temos como alvo através de Cultos nos Lares, que cada membro possadescobrir que tem valor,e que pode trabalhar na seara do Senhor. Vamos começar definindo a palavra“CASA” “OIKOS” (no grego do N. T.) aparece 107 vezes, das quais seis vezes, refere-se a um Culto nos Lares, usando uma casa para reunião periódica.  Atos 5.42: “todos os dias,no temploe nas casas,não cessavamde ensinar e de anunciar a Jesus Cristo”. A casa do convertido era usada como local deAdoração e Ensino, identificando-o como cristão nasua comunidade.  Atos 20.20: “como nada,queútil seja, deixei de vos anunciar eensinar publicamenteepelas casas”,  um programaequilibrado contém tanto a reunião de um grande grupo no (templo),quanto a de um grupo pequeno reunido no lar. 2
  • 3. PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA CELULA (11)95725-59273  Romanos 16.5: “Saudaitambém a igreja queestá em sua casa.Saudai a Epêneto, meu amado, que é as primíciasda Ásia em Cristo”. Priscilae Áquila  tiveram cultos em sua casa. A igreja cristãde Romaera compostadestes vários cultos nos lares.  I Coríntios 16.19: “Asigrejasda Ásia vos saúdam.Saúdam- vos afetuosamente no Senhor Áquila e Prisca, comaigreja que está em sua casa”.  Aqui temos Áquila e Priscilaem Éfeso,com uma igrejaem sua casanovamente. Durante a semana a igrejase reunia nas casas e no dia do Senhor a grande celebração da festa do amor.  Colossenses 4.15: “Saudai aosirmãosque estão em Laodiceia, e a Ninfa,e à igreja que está em sua casa”.  Umaparte da igrejada cidade de Colossos se reunia na casade Ninfa.  Estafoi à fase da igrejacristã,onde houve o maior crescimento.Creio que uma das razões eraque a mensagem não estavadesassociadada vida cotidianados seus membros. 3
  • 4. PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA CELULA (11)95725-59274 1) O ALVO DO CULTO DOMÉSTICO É A FAMILIA E VIZINHANÇA A FAMÍLIA: As famílias são constituídasde: Pais, filhos, primos, tios e avós, que compartilham a vida. Hojea médiaé de 3 a 4 pessoas numa família, sem nenhum parentepor perto, por isso a vizinhança também entra no plano de evangelismo do culto doméstico. Peça à pessoa que cedeu a casa para o culto que convide seus vizinhos e amigos para este culto. E no dia imediato chegaram a Cesaréia. E Cornélio os estava esperando, tendo já convidado osseusparentes e amigos mais íntimos. (Atos 10: 24) A VIZINHANÇA: as pessoas viviam na mesmavizinhançapor toda a vida, conhecendo e sendo conhecida. Hoje a média é de umamudança a cada cinco anos, tendo umavizinhançatotalmente estranha. Os grandesprédiosproduzem aindamaior distanciamento que as comunidadesdosbairros. Mas a igreja pode e deve vencer esta barreira convidando seus vizinhos para o culto doméstico. Incentiveos membros desua igreja a fazer amizadena vizinhança, isso facilitará o convite. O versículo abaixo vaifalar de um homem que tinha bom testemunho! Um crente com bom testemunho não terá problema em convidar alguém para um culto em suacasa! E eles disseram: Cornélio, o centurião, homem justo e temente a Deus, e que tem bom testemunho de todaa nação dosjudeus, foi avisado por um santo anjo paraque te chamasse a sua casa, e ouvisseas tuas palavras. (Atos 10: 22) 4
  • 5. PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA CELULA (11)95725-59275 A IGREJA E A FAMÍLIA: Até a década de60, a igreja era o centro davidado seu membro e de suafamília, do nascimento ao sepultamento. Hoje as coisas mudaram eprecisamosincentivar a ida do povo à igreja ou até mesmo levar a igreja à casa da pessoa, e é aí que entra o culto doméstico. Há muitas possibilidades fora da igreja explore todas! A propósito o termo IGREJA vem do grego EKLÉSIA que quer dizer TIRADOSPARA FORA ou aindaa palavra IGREJA, em português, derivado latim ECCLESIA, que, por suavez, é umatransliteração, para o latim, da palavra grega eklesia. O vocábulo eklesia significa “ajuntamento popular”, eram as assembleias locais da antiga Grécia, ondeos magistrados decidiam a vidajurídica doscidadãos, At 19:32, 41. As pessoaseram convocadas TIRADOSPARA FORA de seus lares paraatenderem a esta reunião. Vá lá fora com toda coragem e faça a obra! Eu mesmo Pastor Carlos já fiz isso com a igreja que dirigi por vários e colhemos muitosfrutos. Hoje em diaainda há muitos queoferecem suas casas como extensão da igreja local, 5
  • 6. PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA CELULA (11)95725-59276 2) O QUE É UM CULTO NOS LARES? O Culto nos Lares é uma reunião cristã intencional, com número reduzido de pessoas, que acontece regularmente em lares diversos ourepetidamente no mesmo lar, como propósito comum de pregar oevangelho ou agradecer (ação de graças) onde cada crente descobrirá e crescerá numa vida abundante em Cristo. CUIDADOS DEVIDOS EM CULTOS NOS LARES.  O dirigenteresponsável por estes cultosdeveter alvos, propósitos e objetivosmuitoclarosde gerar novoscrentes, e deve fazer istocom muita maturidade.  Quando a igreja for numerosa será importante não levar muita gente a estes cultos para não por a pessoadona da casaem apuros ou deixá-la preocupada quanto a acomodações.  O horário destes cultosé de suma importância tanto para o início quanto para o término.O dirigente responsável deve ser rigoroso naobservação deste pormenor. Minha experiência é que este culto deva começar depois das 7:30 horas quando ocorrer em dias de semana porque assim as pessoas da casa játerão tido tempo para jantar e preparar a casa para recepcionar os convidados e deve terminar as 21:00 horas para não transtornar a rotinadas pessoas da casa.  Quando o culto for se repetir no mesmo lar, ficaa critério do dirigente em comum acordo com o dono da casase a reunião acontecerásemanalmente,quinzenalmente ou mensalmente,de acordo com o propósito,necessidade e possibilidade dos membros que compõem o grupo.  É muito importante este tipo de trabalho e a igrejadeve explorá-lo ao máximo.  O pregador do culto nos lares não deve em hipótese alguma atentar contra a fé das pessoas daquela casa, falando contrasua crençasuas imagens ou coisadesse tipo, o objetivo do culto nos lares é pregar Jesus e não converter alguém pela força. 6
  • 7. PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA CELULA (11)95725-59277  O pregador do culto nos lares não deve estender a pregação para não cansar o ouvinte. Deve ser lúcido, objetivo e sempre trazer um tema evangelístico.  Um apelo deverá ser feito sempre ao final de cada culto.  Uma oração pelas pessoas da casa deverá ser feita sempre ao final de cada culto.  Esta oração deverá ser ministrada por um Pastor caso haja um presente,    e não havendo segue-se na escala hierárquicapara baixo, (Evangelista,Presbítero,Diácono,Cooperador).   É necessário vigiar muito quanto à quem se dá oportunidades nestes cultos para não ocorrer o contrário do que já dissemos acima.  O dirigente dos cultos nos lares deve instruir previamente os participantes que as oportunidades devem ser breves e objetivas,  visando sempre levar aos ouvidos do pecador a salvação em Cristo Jesus.“E em nenhum outro há salvação,porque também debaixo do céunenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos”,atos 4,12.  Deixar um folheto evangelístico para as pessoas da casa com endereço da igreja ao término do culto é sempre uma ótima ideia! Evangelizar a vizinhançacomfolhetosonde haja o endereço da igreja, antes após ou enquanto ocorreo culto no lar,é também é uma ótima ideia!  Mulheres cheias do espírito Santo bem como homens são muito bem-vindos a este tipo de trabalho, 7
  • 8. PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA CELULA (11)95725-59278  pois são a salvação em casos caóticos como os de possessão demoníacae outros.(Você verána prática!)  O uso de aparelhos sonoros,como caixas de som, guitarras etc.somente com permissão do dono da casa,pois  pode ser que ele (a) se sinta constrangido ao perturbar a vizinhança com o barulho.  Em caso do uso de aparelhos sonoros é de suma importância que o volume não exceda os limites de conforto para os ouvidos,  o bom senso vai dizer qual o volume ideal. Carodirigente responsável, esteja muito atento a este item, dele dependerá o sucesso do culto e o possível retorno ao lar.  Os membros da igreja promotora do culto nos lares devem ter o objetivo e o acordo de praticar os procedimentos descritos neste manual para alcançarem o sucesso neste trabalho tão maravilhoso e não exporem o nome de Jesus ao ridículo.  Os cultos nos lares devem ser abertos àqueles que não são convertidos e que desejam ter uma vida em Cristo, (afinal eles são nosso alvo).  Se a residência for de fácil acessoà rua,obreiros preparados echeios do Espírito Santo deverão se posicionar na porta de entrada ou portão para evitar entrada de pessoas indesejadase garantir certa segurança aoevento. (Na práticavocê vai saber do que eu estoufalando).  Os cultos nos lares devem ser abertos também àqueles que são convertidos e que desejam uma vida cristãmais profunda. A vida abundante em Cristo e a salvação são os propósitos de cada culto nos lares.Claro que este manual não pretende ser a solução dos problemas de culto nos lares nem quero dizer que tudo ocorrerásem falhas só porque você seguiuo que está escrito aqui,pois o culto nos lares é algo que depende de Cristo e sua atuação sobrenatural,mas se seguir você serámuito bem-sucedido. 8
  • 9. PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA CELULA (11)95725-59279 3) VANTAGENS DOS CULTOS NOS LARES PARA A IGREJA LOCAL  Ela vai crescer com certeza,tanto em quantidade quanto em qualidade!  Os Cultos nos Lares criam a possibilidade de atingir as necessidades de outros.  Nos cultos nos Lares Deus trabalhaem nossas vidas através dos outros.  Este tipo de trabalho é uma excelente se não a melhor formapara evangelizar.  Fará com que a igrejaproduza um testemunho de evangelização em seu bairro. DIFICULDADES DOS CULTOS NOS LARES PARAA IGREJA. Hoje a tendência é de relacionamentos superficiais,cabe ao pastor local ensinar à igreja a necessidade de relacionamentos profundos e de amizade para que a pessoa que cedeu o lar se sinta amada. Não há um modelo praisso,faça o melhor que puder.  O sucesso dos cultos nos laresdependerá muitode um dirigentemotivado internamente  que sejacheio do Espírito Santo e que ouça o clamor das almas. O dirigente dos Cultos nos Lares precisa estar convicto do seu “Chamado Divino”, pois a sua motivação teráque vir de Deus. 9
  • 10. PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA CELULA (11)95725-592710 Lembre-se que você estará entrando e influenciando a vidas de outras pessoas,seja agradável!Ser agradável não quer dizer absolutamente deixar de falar a dura verdade de Deus, mas falá-la com amor! Os Cultos nos Lares expõem cada pessoaque dele participa, revelando o nível de compromisso espiritualidade e amor pelas almas que cada membro tem. Queria usar este tópico para dizer que aquele cafezinho, chazinho etc. após o culto devem ser combatidos (salvo por insistência do anfitrião) para não gerar nenhuma espécie de compromisso oudespesapor parte de quem cede a casa. Os Cultos nos Lares são uma experiência indubitavelmente enriquecedora,expresse seu entusiasmo, pois ao expressarmos o nosso entusiasmo,outros membros do grupo serão influenciados e transmitirão este entusiasmo a outros. O objetivo do Culto nos Lares é gerar novos crentes e amadurecer os demais num ambiente favorável ao cumprimento da missão e da comunhão. Cultos nos lares é Missão! 10
  • 11. PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA CELULA (11)95725-592711 4) ALGUMAS NECESSIDADES DO CULTO NOS LARES: 1. Espírito deequipe (O grupo é meu e eu sou do grupo). 2. Transparência (Expor qualidadese defeitos com todo o respeito é claro). 3. Influência (Ajudar outrosa crescer). 4. Maturidade (Produzir crescimento). 5. Dois componentessão absolutamente imprescindíveisna formação de um bom ambiente. O primeiro é entusiasmo e o segundo é o amor. “Sem ambiente as coisas acontecem por mero acidente”. UM GRUPOCOM COMUNHÃO Ter alguém quenos ouça, nos compreendaenosestimule é um tesouro de inestimável valor. Este é um dos objetivos pelos quais Deusnoschamou parafora deum mundo cheio de desamor e nos transportou parao reino do Filho do Seu Amor (Cl. 1:13). Expresse este amor com gestos e palavras e daqui a pouco você não terá mais como comportar aspessoas noslares de tantos que serão aqueles que quererão te seguir! A igreja foi constituída para, entre outrascoisas, mostrar o calor da presençadeDeuspara os irmãosem Cristo e também para o mundo tão carente desse calor humano.  O dirigente dos cultos nos lares deveproduzir o melhor ambiente possível. Dar exemplo decomunhão e ir à frentena execução da missão.   Qual o ambiente ideal parao Culto nos Lares?  O que deveacontecer no culto no lar? Perguntascomo estas feitas à igreja farão com quevocê descubrao nível de conhecimento que a igreja tem a respeito desse tipo de trabalho. Caso não descubrapasse umacópia desse manual paracada pessoa que sai ao campo com você! 11
  • 12. PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA CELULA (11)95725-592712 O nosso alvo, é que os Cultos nos Lares viabilizem o discipulado, colocando os crentes em ação, fora do templo! Aquela velha ideia dadependênciado Pastor (embora reconhecidamente, sua ajudaé de fundamentalimportância) deveser combatida, pois MISSÃO SE FAZ COM CADA CRENTE. Agora você está pronto, comece então sem demoraos cultos nos Lares! Porém antes de você começar quero perguntar? Você lê a Bíblia? Ela é seu livro decabeceira? Ou vocêsó a pega quando vaiparaa igreja?  O que devo fazer para mepreparar bem paraeste início?   ORE, JEJUE, LEIA A BÍBLIA E MÃOS À OBRA! QUALIDADESQUE O DIRIGENTE DOSCULTOS NOS LARES DEVE TER. O primeiro dever do dirigente dos CultosnosLares é ser modelodos discípulos! Conservao modelo das sãs palavrasque de mim tens ouvido, na fé e no amor que há em Cristo Jesus. (II Timóteo 1: 13). Ninguém desprezeatua mocidade; mas sê o exemplo dos fiéis, na palavra, no trato, no amor, no espírito, na fé, napureza. (I Timóteo 4: 12) 12
  • 13. PASTOR CARLOS ALBERTO C DA SILVA CELULA (11)95725-592713  Ter vidadevocional (leitura da Bíblia e Oração).  Bom relacionamento familiar.  Bom envolvimento com a Igreja local.  Compromisso com discipulado. Pessoas são a nossa matéria-prima. Temos que aprender a trabalhar com elas e amá-las. Para tanto, o dirigente doscultos noslares deveser dedicado às pessoas. FINALIZANDOSABE O QUE É O MELHOR DESSE MANUAL?É saber que os dirigentes dosCultos nosLares não nascem prontos, eles são desenvolvidoseequipados. Deusnão somente usa pessoas preparadas, masprepara pessoas para usar!Aleluia! BUSQUE SEMPRE O APERFEIÇOAMENTO.  Saiba ouvir – Tiago 1.19.  Fazer boas perguntas(exemplo de Jesus).  Aperfeiçoar a participação do grupo noscultos.  Familiarizar-se com o nívelespiritual em que está o grupo que te ajuda.  Transmitir ânimo a ele.  Comunicar cuidado, calor humano e confiança, jamais use palavrasque vão baixar o moral(o ânimo)do grupo sempre seja otimista, quando estiver em dificuldadesbusqueajudado Pastor e principalmentedo Sumo Pastor JesusCristo.  Preparar-sebem paraas reuniões.  Treine futurosdirigentesque possam te substituir! Que Deuste abençoe muito nesta tarefa, eu creio queDeuste chamou, e vocêo que pensasobre isto? 13