SlideShare uma empresa Scribd logo
Informativo da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição - São Miguel do Anta/MG
MARÇO / ABRIL /2017  ANO IX  NÚMERO 61
A Igreja instituiu um período de 40 dias – a chamada Quares-
ma – como uma época de intensa preparação para a participação
total e frutífera no mistério pascal de Cristo. Durante esse período,
os catecúmenos são preparados para o batismo e os pecadores
fazem penitência, sendo a liturgia dominada por esses dois temas.
A Páscoa, para todo cristão, é a festa de seu batismo, que ele
celebra renovando as promessas que o ligam a Cristo, e, se quiser
aprofundar-se ainda mais no mistério da ressurreição de Cristo,
ele deve matar, pela penitência, toda ligação com o mal que ainda
exista em seus membros.
Portanto, no começo da Quaresma, na quarta-feira de cinzas,
todos recebem cinzas sobre a fronte, o que outrora era a marca de
um penitente público. Durante os quarenta
diasqueseseguem,oscristãosdescobrem
o significado e as inferências do seu batis-
mo, tentando, com redobrada força, tomar
todo o dia a sua cruz e seguir a Cristo. Eles
aprofundam seu ódio ao pecado e apren-
dem como as ações más afetam todo o
corpo da Igreja e como são ajudados em
seus esforços pelas orações em comum
dos seus companheiros cristãos.
A penitência da Igreja tampouco é
apenas interior e individual. Uma vida
mais intensa da existência cristã nos leva
aprosseguirsemosprazeresdispendiosos,
não só para o bem de nossas almas, senão,
também para que possamos ter algo a dar
àqueles que sofrem necessidades.
Em cada dia da Quaresma, a liturgia ajuda e orienta nossos
esforços por intermédio de leituras cuidadosamente escolhidas,
instruções, orações, salmos, hinos e, acima de tudo, pela ce-
lebração do sacrifício eucarístico.
Todos os que sinceramente desejam
preparar-se para a Páscoa deveriam
empenhar-se em assistir a essas
assembleias, para a instrução de sua
fé e para aumentar a caridade.
No Domingo de Ramos realiza-
-se uma procissão triunfal especial
na qual a Igreja celebra a entrada de
Cristo em Jerusalém acenando com
palmas e cantando as palavras que
as crianças hebraicas usaram para
reconhecer Cristo como seu Rei.
Na Quinta-feira Santa comemoramos a instituição da Eucaristia
com uma missa vespertina especial. A repetição do ato de Cristo,
que lavou os pés dos
seus discípulos, lembra-nos que a união com Cristo na Eucaristia
deveseracompanhadaporumauniãodeamorcomtodososirmãos
de Cristo expressa em obras
de misericórdia.
A Sexta-feira Santa, com
a adoração da cruz, coloca-
-nosaospésdoSenhorJesus
que nos assinala e salva com
o seu precioso sangue.
A grande Vigília da Pás-
coa nos traz da fria escuridão
damorte,queseprendeanós
pelos nossos pecados, à quente luz da
vidaressuscitadadeCristo.Afestapas-
cal tem um duplo caráter pois celebra
o mistério da “Páscoa”, a passagem
de Nosso Senhor da morte para a vida,
o qual, “morrendo, destruiu a nossa
morte, e ressuscitando devolveu-nos
a vida”, realizando a salvação da raça
humana em sua própria pessoa.
Após a Vigília da Páscoa, a festa
pascal prolonga-se por 50 dias de re-
gozijo. Durante a primeira semana da
Páscoa todas as atenções se voltam
para os recém-batizados. Na festa da
Ascensão, a Igreja celebra a entrada,
no céu, de Cristo, o seu chefe, para
sentar-se em majestade à direita do
Pai como o Senhor de toda a criação, tendo o poder de levar todos
os que n’Ele creem à salvação. O quinquagésimo dia, a festa de
Pentecostes, é o aniversário da Igreja. Nesse dia, Cristo envia Seu
Espírito Santo para fazer de
nós filhos adotivos. O Espírito
Santo desce sobre a Igreja
como um vento impetuoso,
enchendo seus membros com
zelo missionário, de modo que,
fortalecidos pela celebração do
mistério pascal, eles possam
levar a boa nova da salvação
a todos os homens. É através
deles que o Espírito renovará a face da terra.
(Extraído de: “A Liturgia da Igreja –Paulinus Milner – Ed. Renes)
LITURGIA – CELEBRAR A QUARESMA E A PÁSCOA
Informativo PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO2
PARA MEDITAR:
VOCÊ SABIA?...
Recentemente, a revista AVE
MARIA, dos Padres Claretianos,
publicou um precioso texto para
nos ajudar a crescer em humilda-
de e superar aquela tentação da
sensibilidade excessiva que tantas
vezes nos afasta do convívio em
comunidade.
O RABO DA VACA (Pe. Agnal-
do José): A cidade era pequena,
menos de 2 mil habitantes. Eu mo-
rava bem perto da praça central,
ao lado da igreja. Tinha apenas 7
anos, mas não me esqueço da-
quele dia chuvoso, 20 de janeiro,
festa de nosso padroeiro, São
Sebastião.
No barracão da comunidade
as equipes trabalhavam, sem
parar, nos preparativos da missa,
procissão e quermesse. Tudo era
maravilhoso para mim: o enfeite
do andor, o ensaio dos cantos, as
cozinheiras temperando frangos
e preparando a massa para os
pastéis. Minha avó paterna era
uma das responsáveis pelo andor.
Enfeitava-o com lindas flores na-
turais e uma fita vermelha para o
povo beijar, depois da procissão.
O Padre José morava na cidade
vizinha e chegava pouco antes da
missa para conferir se tudo esta-
va em ordem. Eu morria de medo
dele. Usava uma batina preta.
Dificilmente abria um sorriso e,
se as crianças fizessem bagunça
na igreja, fazia um sinal de chifres
com os dedos e dizia: “Fiquem
quietos, seus diab...!”
A noite chegou. Depois de brin-
car bastante, tomei banho e acom-
panhei minha avó à Missa. Padre
José celebrou com entusiasmo e,
no final, o andor de São Sebastião
deixou a igreja, seguido de muita
gente de nossa vila e de alguns
moradores de cidades próximas.
A chuva aumentou e minha avó
preferiu esperar na igreja, junto
com outras senhoras idosas. Eu
fiquei ali, pertinho dela, caso con-
trário não ganharia um pastel com
guaraná na quermesse.
Quando a procissão retornou,
os sinos começaram a tocar e fo-
gos de artifício saudaram o santo
protetor. Padre José, com a ajuda
de um megafone, gritava: “Viva
São Sebastião! Viva o padroeiro
de nossa comunidade!”. O povo
aplaudia com palmas e vivas. O
andor foi colocado à frente do
altar. Padre José, emocionado,
agradeceu a colaboração dos fes-
teiros e de todo o povo da cidade,
pela linda festa. Todavia, antes
da bênção final, resolveu dar uma
bronca em quem não acompanha-
ra a procissão: “Quero dar um avi-
so para as pessoas que são feitas
de açúcar e não saíram na chuva.
Por favor, não se aproximem do
andor! Quem foi à procissão pode
vir beijar a fita vermelha de São
Sebastião, mas, quem não foi,
vai beijar o rabo da vaca!” Minha
avozinha abaixou a cabeça, fez
silêncio e obedeceu. Apesar das
palavras duras do padre, ela conti-
nuou fazendo tudo do mesmo jeito,
com o mesmo amor. Permaneceu
sempre firme na fé, perseverante
na vida paroquial, até sua partida
para a casa do Pai.
Novos tempos! Os padres,
dificilmente, chamam as crianças
de diab...ou dizem para as pesso-
as beijarem o rabo da vaca. As
paróquias, geralmente são aco-
lhedoras, procuram viver a alegria
do Evangelho. Contudo, observo
algumas pessoas se afastando
por qualquer motivo. Talvez o pa-
dre não as tenha cumprimentado
direito; Jesus não tenha feito o
milagre que pediram; a Igreja não
tenha resolvido seus problemas
“na hora” que precisavam. É ne-
cessária uma fé madura para viver
em comunidade, pois contrarieda-
des sempre aparecem. Peçamos a
Jesus, que nos “amou até o fim”
(Jo 13,1), para nos ajudar a amar
e servir até o último instante de
nossas vidas!
”Se o amor tem necessi-
dade da verdade, também
a verdade precisa do amor;
amor e verdade não podem-
-se separar. Sem o amor, a
verdade torna-se fria, im-
pessoal, gravosa para a vida
concreta da pessoa”.
“Quem é da luz, não mos-
tra a sua religião e sim, o seu
amor”.
“O primeiro em pedir des-
culpas, é o mais valente.
O primeiro em perdoar, é o
mais forte. O primeiro em
esquecer, é o mais feliz.”
“Seguir a Jesus quer di-
zer dar-lhe o primeiro lugar,
despojando-nos das muitas
coisas que sufocam o nosso
coração”. (Papa Francisco)
Informativo PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO 3
NOSSOS ANIVERSARIANTES DIZIMISTAS
PARABÉNS! Que Deus te ilumine, te proteja e te guie
em todos os dias da tua vida. FELIZ ANIVERSÁRIO!
ANIVERSARIANTES DE MARÇO ANIVERSARIANTES DE ABRIL
1-Márcio dos Santos Lelis
2-Sebastião Vitorino, Paulo César Pereira, Kátia Maria Ribeiro Martins,
Eliza Francisca Sales Mayer
3-Alice Cristina Miranda, Lucas da Conceição de Oliveira, Tarcísio
Benedito Evangelista, Marcos Augusto Cunha Miranda, Efigênia
das Dores Evangelista, Etelvina das Dores Campos, Maria
Imaculada do Amaral Carvalho, Ediano da Silva, Jovito Lopes da
Silva
4-Daniel Moreira, Maria Efigênia, Marcelo Abrantes Silva
5- Rúbia Carla Queiroz Teixeira, Vicente Oliveira Moreira, José Sávio
Moreira, Helena Aparecida Macedo Félix
6- Maria Eugênia Assis, Maria da Consolação
7- Maria de Fátima Paiva Henriques, Márcia de Fátima Miranda, José
Nélcio da Silva, Diana Rodrigues Fideles, Dayane Rocha Araújo
8-Maria das Graças, Luciana Cupertino Lopes Lima, Maria de Lourdes
da Silva, Maria do Carmo Alexandra Belarmino, Cleiton Sávio de
Oliveira, Reinaldo da Paixão Fideles, Thomás de Souza Alves, Edio
Santos Advento
9- Maria Lopes Maia, Maria Helena Alves Viana, Antônio de Miranda
Pinto, Denisa Lopes Dias Moreira, Raquel Xavier de Oliveira, Maria
da Conceição Teixeira Lopes
10- Maria Lopes Maia, Maria Helena Alves Viana, Antônio de Miranda
Pinto, Denisa Lopes Dias Moreira, Raquel Xavier de Oliveira, Maria
da Conceição Teixeira Lopes
11- Marlene Rodrigues Lima
12- Adriano Gomes Miranda, Raimundo Vicente de Oliveira, Julia Rosa
da Conceição Antônio, Jackson Lopes Dias, Maria Helena Cipriano,
Neuza da Paixão Ludgero, Joel Pinto Fontes
13-Getúlio Correa, Bruno Honório
14-Lourdes de Jesus Viana, Maria Aparecida Moura Ferreira
15-Raimunda Isidoro, Terezinha Saraiva
16-Suely de Souza Rodrigues, Maria Aparecida de Miranda da Silva,
Maria de Lourdes Freitas, José Saraiva Bittencourt, Marlene Roza
da Silva Honório
17- Maria Cristina de Ramos, Maria Auxiliadora Milagres, Aniceta
Arnaldo Lopes, Petrina Lopes de Faria
18- José Maria Teixeira, Maria Aparecida Vieira Coelho, Ubardina Pinto
Campos Fagundes, Cristina Duarte Pereira, Elisangela do Carmo
Miranda, Maria Apolônia Parreira.
19- Ana Lúcia Cipriano, Joaquim Queiroz de Miranda, Adalberto Saraiva
de Oliveira, José Antônio Pereira
20-Dalva Pereira Miranda, Alexandra Kelly Lopes Rezende, Rafael
Teixeira Filho, Ana Paula Miranda, Elvira Custódia Gordiano, Rita de
Cássia F. do Carmo, Jandira Gordiano Augusta
21- Irmã Maria Bernadete da Imaculada Conceição, Efigênia Custódia P.
Araújo, Ivone Cândida Campos, Irani Lopes Moreira, Donária Rosa
Souza Silva, Ivone Cândida Campos
22- Vicente Oslei, Geraldo Cândido Alves Pereira, Adalberto Carlos
Costa, Maria das Dores, Maria da Glória Caetano, Ana Claudia
Cunha
23- Valdir Gomes
24- Célia Maria Duarte Moreira
25-Maria da Glória Machado, Maria do Carmo Bittencourt Teixeira,
Carlota Soares Coelho Duarte, Ione Maria de Carvalho, Tamara
Cristina de Paula Belo, Sueli Rodrigues R. Lelis, Geraldina Maria de
Jesus, Celia Maria Duarte Moreira, Maria da Conceição Silva
26- Douglas Junior de Castro Paula
27- Luzia Laurita Pereira
28- Carina Maier Miranda, Sebastião Marcos da Silva
29- Maria da Conceição dos Santos Silva, Paulo Roberto de Oliveira
Alves
30- Maria das Graças Rodrigues
1- Maria de Lourdes Carvalho Silva, Izabel Elisa Correa, Pompéia
Iria Rodrigues, Beatriz Fortes de Sales, Maria José Saraiva
Bitencourt
2-Geraldo Donizete Rodrigues, Mardeleine Maria da Silva L. Isael,
Rafael Junior Freitas Alves, Maria José Moreira Bittencourt,
Janice da Silva, Amélia Lopes Ladeira Rodrigues
3-Maria Célia de Almeida, Antônio Rosa da Silva,
4-Vanda Aparecida dos S. Arnaldo, Arlindo Martins
5-Maria do Carmo M. Pereira, Luciene da Silva de Paula , Maria da
Conceição Cândida dos Reis
6-Edvânia Resende Oliveira, José Arlindo Moreira, Heloiza Hilene
Lopes Duarte, Onésimo Coelho, Alice Mariana Aguiar da Silva,
GustavoNogueiradaConceição,HeloisaHelena,IsabelSampaio
de Paula
8- Zenir Maria da Silva Rodrigues, Maria da Conceição Rodrigues,
MariaMartaMachado,NivaldoFidelisdaSilva,CarlosHenrique
Aguiar das Graças, Wesleidy Aparecida Moreira, Maria das
Graças
9-Rejane do Carmo Fagundes, Ariele Cristina Lino
10-Jamirson Lopes de Almeida, Oveni Viana, Alaide da Silva Israel
11-MariaCustódiaArruda,MariaAparecidadosSantos,Adimilson
Fidelis de Moura
12-MiltonRodriguesdeLima,MariadaGlóriaLimaLopes,Eularindo,
Sandra Aparecida de Só Faustino, Dilvana da Costa Silva
13-AntôniodePaulaAquino,LíviadaConceiçãoAntôniodeOliveira,
Lara Maria Lopes Martins, Maria Resende Jales, Rosival do
Carmo
14-Maria Beatriz de Castro
15-LucimarPereiraLelisdeOliveira,ElzaCupertino,MariaAparecida
Arruda, Daniela Aparecida Isidoro, Vandick Nascimento
16-Mara Lopes Fialho, Cecília Aparecida Lelis, Antônio de Paula,
Maria da Conceição do Carmo Santos, Maria da Conceição
Bittencourt, Carina Lopes Santana
17-TerezinhaCristinaS.P.Coelho,NeuzaMariaBarbosa,PauloLopes
do Nascimento, Rosa Patrícia de Jesus
18-Rosival Saraiva Rosa, Agripina de Jesus Pinto, Pedro Cândido
Xavier
19-Wagner Lopes de Oliveira, Maria José Miranda Soares, Aline
MariaAguiardaSilva,MariaJoséCoelhodeFreitas,Mariadas
Dores Ambiris da Silva
20-José Faustino Fialho, Cremilda Aparecida Milagres, Maria
Raimunda de Jesus, Ismael Carlos da Silva
21-Maria das Graças Rigueira, Antônio Luís P. Moreira, Divino
Antônio Rodrigues, Maria das Graças da Silva
22-BenevenutoSimões,MariaAparecidaFontesFialho,Domingos
Cândido
23-ArianeMarcelaB.Reis,AdilsonStanciole,MariaAparecidaRosa
24-Adão Henriques, Josino Barbosa Soares, Suely Cupertino D.
Sabino
25-Thobias de Souza Alves, Claudio Gilberto Eugênio
26- Geraldo Pastor Justo
27-ElaineCristinaIsraelLopes,ClaudianoLealLelis,GilmarRandolfo
Balbino,SebastiãoPatríciodasGraças,MariaFerreiraS.Coelho
28-Sebastião Marcos da Silva, Rita de Fátima Rosa da Costa,
Patrícia Brandão
29-Maria da Conceição dos Santos Silva,
30-Maria de Jesus Monteiro Ribeiro, Yara Alves Viana
31-Irmã Jeane Maria de Jesus Sacramentado
Informativo PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO4
09 / 03 -SÃO DOMINGO SÁVIO-SANTO QUE VIVEU O LEMA “ANTES MORRER
DO QUE PECAR”.
São Domingos Sávio nasceu no dia 2 de abril de 1842, em Turim, na
Itália. Era um dos três filhos de Carlos Sávio, ferreiro, e Brígida Agagliate,
costureira. Uma família simples, mas rica na fé. São Domingos Sávio foi
aluno de um mestre muito especial: São
João Bosco. Sabe-se hoje que, toda a sua
vida, tão curta e intensa, foi uma grande e
linda busca pela santidade. Ficava longe dos
meninosbagunceirosesófaziaamizadecom
os de boa índole. Disse, a um colega: “Eu
quero ser santo, se não me santificar, serei
um fracasso.” Começou a fazer pequenos
sacrifíciospelasalvaçãodasalmas:Esfregar
asmãosnaneve,colocarpedrasnocolchão,
doar suas roupas de frio para os meninos
pobres… Dom Bosco descobre e proíbe
sacrifícios que lhe prejudiquem a saúde
frágil, mas lhe ensina uma pequena formula para ser santo: “Ser sempre
alegre.. Fazer bem feito todas as coisas…”
Domingos Sávio, com 5 anos pediu para ser coroinha e todos os dias,
mesmo no rigoroso inverno da Itália, participava da Santa Missa. Isso
impressionava tanto o sacerdote, que permite a Domingos fazer a 1ª.
comunhão com apenas 7 anos. Nessa ocasião, Domingos escreve, com sua
letra de criança, as regras que seguiria por toda sua breve vida:
“Vou me confessar e comungar, tantas vezes quanto meu confessor
permitir… Santificarei os dias festivos.. Meus amigos serão Jesus e Maria;
Antes Morrer que pecar.”
Tocado pelo carisma de São João Bosco, e pelo grande ideal que se
resumia na expressão “Dai-me almas”, Domingos quis, mais do que nunca,
salvar mais e mais pessoas. Com seus melhores amigos, criou uma espécie
de clube secreto dentro do Oratório: “Companhia da Imaculada Conceição“.
DessaentidadesimplessaíramosmelhoresajudantesdeSãoJoãoBosco
Ele não pensava só em si. Várias vezes disse a Dom Bosco: “Quantas
almas esperam nosso auxílio na Inglaterra! Oh! Se eu tivesse forças e virtude,
quisera ir agora mesmo, e com sermões e bom exemplo, convertê-las todas,
a Deus”.
São Domingos Sávio tornou-se conhecido como uma pessoa com dons
espirituais especiais e que reconhecia a necessidade das pessoas, bem além
do percebido pelo padre comum, e tinha uma habilidade de profetizar.
Pequeno na estatura, mas gigante na busca de corresponder ao chamado
à santidade, foi um ícone da alegria de ser santo. Um jovem comum, que
buscava cumprir os seus deveres e amava a vida de oração.
Com a saúde fragilizada voltou para a casa dos pais e faleceu com apenas
15 anos.
Domingos Sávio foi beatificado em 1950 e canonizado em 12 de junho
de 1954 pelo Papa Pio XII. Ele é o padroeiro das pessoas que sofrem falsas
acusações, dos jovens delinquentes e dos cantores do coro da igreja. Sua
festa é celebrada no dia 5 de março.
02/04-SÃO FRANCISCO DE PAULA
Tiago, pai de Francisco, era um simples
lavrador que extraia do campo o sustento da
família. Muito católico, tinha o costume de
rezar enquanto trabalhava, fazia seguidos
jejuns, penitências e praticava boas obras.
Sua esposa chamava-se Viena e, como
ele, era boa, virtuosa e o acompanhava nos
preceitos religiosos. Demoraram a ter um
filho, tanto que pediram a são Francisco de
Assis pela intercessão da graça de terem
uma criança, cuja vida seria entregue a
serviço de Deus, se essa fosse sua vontade.
E foi o que aconteceu: no dia 27 de março de 1416, nasceu um menino que
recebeu o nome de Francisco, em homenagem ao Pobrezinho de Assis.
É também conhecido como "O Eremita da Caridade", por sua opção de
desprezo absoluto pelos valores transitórios da vida e dedicação integral ao
socorro do próximo. Consta que num só dia o venerado de Paula atendeu
em seu Mosteiro a mais de trezentas pessoas necessitadas do espírito e do
corpo, realizando curas prodigiosas.
Francisco de Paula fundou a Ordem dos Mínimos, uma fraternidade que
exige do interessado em nela ingressar uma única condição: que se considere
um "mínimo", pois Jesus dissera que se alguém quer ser o primeiro, que seja
o último e o servo de todos.
Venerado pelos pobres, pelos reis e pelos nobres de seu tempo, Francisco
de Paula deu o exemplo numa época em que prosperavam os abusos
eclesiásticos e quando se cultivavam os prazeres efêmeros e subalternos
da vida. Por essa razão, foi considerado um missionário especial, por sua
capacidade extraordinária de resgatar os mais puros e preciosos valores
evangélicos, tal qual seu mais famoso inspirador, Francisco de Assis, que
vivera dois séculos antes. Ele morreu aos noventa e um anos de idade, no
dia 2 de abril de 1507, na cidade francesa de Plessis-les-Tours, onde havia
fundado outro mosteiro. A fama de sua santidade só fez aumentar, tanto que
doze anos depois, em 1519, o papa Leão X autorizou o culto de são Francisco
de Paula, cuja festa litúrgica ocorre no dia de sua morte.
25/04 - SÃO MARCOS – EVANGELISTA
O evangelho de são Marcos é o mais curto se comparado aos
demais, mas traz uma visão toda especial, de quem conviveu e acom-
panhou a paixão de Jesus quando era ainda criança.
Ele pregou quando seus apóstolos se espalhavam pelo mundo,
transmitindo para o papel, principalmente, as pregações de são Pedro,
embora tenha sido também assistente de são Paulo e são Barnabé,
de quem era sobrinho.
Marcos, ou João Marcos, era judeu,
da tribo de Levi, filho de Maria de Jeru-
salém, e, segundo os historiadores, teria
sido batizado pelo próprio são Pedro,
fazendo parte de uma das primeiras
famílias cristãs de Jerusalém. Ainda
menino, viu sua casa tornar-se um pon-
to de encontro e reunião dos apóstolos
e cristãos primitivos. Foi na sua casa,
aliás, que Cristo celebrou a última ceia,
quando instituiu a eucaristia, e foi nela,
também, que os apóstolos receberam
a visita do Espírito Santo, após a res-
surreição.
Mais tarde, Marcos acompanhou são Pedro a Roma, quando o
jovem começou, então, a preparar o segundo evangelho. Nessa pie-
dosa cidade, prestou serviço também a são Paulo, em sua primeira
prisão. Tanto que, quando foi preso pela segunda vez, Paulo escreveu a
Timóteo e pediu que este trouxesse seu colaborador, no caso, Marcos,
a Roma, para ajudá-lo no apostolado.
Ele escreveu o Evangelho a pedido dos fiéis romanos e segundo
os ensinamentos que possuía de são Pedro, em pessoa. O qual, além
de aprová-lo, ordenou sua leitura nas igrejas.
Seu relato começa pela missão de João Batista, cuja “voz clama
no deserto”. Daí ser representado com um leão aos seus pés, porque
o leão, um dos animais símbolos da visão do profeta Ezequiel, faz
estremecer o deserto com seus rugidos.
Levando seu Evangelho, partiu para sua missão apostólica. Diz
a tradição que são Marcos, depois da morte de são Pedro e são
Paulo, ainda viajou para pregar no Chipre, na Ásia Menor e no Egito,
especialmente na Alexandria, onde fundou uma das igrejas que mais
floresceram.
Ainda segundo a tradição, ele foi martirizado no dia da Páscoa,
enquanto celebrava o santo sacrifício da missa. Mais tarde, as suas
relíquias foram trasladadas pelos mercadores italianos para Veneza,
cidade que é sua guardiã e que tomou são Marcos como padroeiro
desde o ano 828.
SANTOS DO MÊS
DIAS 11,12 e 13 de Agosto
Adquira sua passagem (R$380,00)
Responsável: Maria do Carmo Miranda
ROMARIA ARQUDIOCESANA
AO SANTUÁRIO NACIONAL
DE NOSSA SENHORA
Informativo PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO 5
XXVI ENCONTRO REGIONAL DA JUVENTUDE MARIANA
Aconteceu... Aconteceu... Aconteceu...
JOAM – JOVENS E ADOLESCENTES EM MISSÃO
Aconteceu nos dias 03 a 05 de
fevereiro onde jovens de várias
paroquias inclusive a nossa
participaram de três dias de profunda
experiência com Deus.
Aconteceu nos dias 27 a 29 de janeiro
em Ibatiba – ES, onde a Juventude
da Congregação Mariana de Minas
Gerais e Espirito Santo se reunirão
para viver seu encontro anual.
REUNIÃO DA FORANIA DA PASTORAL FAMILIAR
FALA AÊ JUVENTUDE!!!
São muitas vozes no mundo que tenta nos conquistar, nos levar para viver o pecado tão enraizado na Juventude
de hoje; a luta contra tudo isso é muito difícil, porém Jesus nos chama para viver uma vida nova, uma vida plena,
com dificuldades, é claro, mas também, de uma felicidade verdadeira, não uma euforia momentânea que o mundão
nos oferece! Ser de Cristo é ser alegre, ser brincalhão, viver no mundo, mas não ser do mundo, pois fomos feitos
para o céu. Nós Jovens precisamos e queremos ser ouvidos, acolhidos no seio da Igreja, nós fomos criados para
SERVIR e é isso que desejamos! “A Igreja só será jovem, quando os jovens forem Igreja” (São João Paulo II)
(Leonardo Moreira)
Dia 14/01- aconteceu na Paróquia,
reunião da Forania da Pastoral
Familiar, com representantes das
paróquias vizinhas.
SETENÁRIO DAS DORES
02 a 08 de abril
SEMANA SANTA
09 A 16 de abril
Informativo PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO6
MARÇO
A G E N DA
01- Qua -Abertura da CF (Cinzas)
Via Sacra – Rosário
02- Quin-Missa Capivara
03- Sex_ Apostolado da Oração
04- Sáb- Missa Sta. Filomena
05- Dom-Missa Bom Jardim
06-Seg- E. Presbíteros e Diáconos
07-Ter- E. Presbíteros e Diáconos
08- Qua- E. Presbíteros e Diáconos
CCP – Comunidade Centro
09-Qui- E. Presbíteros e Diáconos
10- Sex- Missa Buraco do Tanque
11- Sab- Liturgia Semana Santa
Reunião da Pastoral do Dízimo
Reunião Catequese da F. Viçosa
12- Dom- Missa Santo Expedito
Missa Senhorinha
14-Ter- Missa Fartura
15- Qua- Missa Pingos
16- Qui- Missa Santa Clara
Tríduo de São José – Fundaça
17- Sex- CCP- Santa Efigênia
18- Sab - Catequistas c/ Ir. Lourdes
13 às 19 h- Formação da Pastoral da
Esperança
Reunião de Padres e leigos da F. Viçosa
em Pedra do Anta
19 -Dom- Missa Fundaça e tríduo de São
José
CCP - Fundaça
Missa Capivara
20- Seg- Missa São José (Festa)
Encontro do ECC
21- Ter- Missa Cocais
22- Qua- Missa Rosário
23- Qui-Missa Serra Verde
24- Sex -Retiro TOV
25-Sáb - Retiro TOV
CPP
Reunião Regional da Pastoral da Criança
e do Menor
26- Dom- Retiro TOV
Missa Muqueca
CCP – Senhorinha
28-Ter- Missa São Vicente
Plenário
29- Qua- Missa Santa Efigênia
Reunião CCP- Rosário
30- Qui- HORA SANTA e Missa Matriz
ABRIL
01- Sab- Missa Santa Filomena
Retiro dos Jovens
Romaria SSVP –Aparecida do Norte
02- Dom- Missa Fundaça
Missa Bom Jardim
Setenário das Dores
03-Seg- Setenário das Dores
04-Ter- Setenário das Dores
05- Qua- Setenário das Dores
06- Qui-17h30 Missa Capivara
Setenário das Dores
CCP – Bom Jardim
07- Sex- Apostolado da Oração
Setenário das Dores
08- Sáb- Missa da Unidade
Setenário das Dores
Reunião da Pastoral do Dízimo
Reunião da P. do Dízimo da F. de Ponte
Nova
09- Dom- SEMANA SANTA
8h. Procissão de Ramos/ Missa
16h. Celebração Capivara/
Missa Senhorinha
18h30 Via Sacra e Missa
10- Seg- SEMANA SANTA
Missa e Procissão do Senhor dos Passos
Encontro do ECC – Reunião Setorial
11 Ter-SEMANA SANTA
Missa e Procissão de N.Sra. das Dores
12- Qua- SEMANA SANTA
15h – Missa para os Enfermos
19h – Procissão e Sermão do Encontro
13- Qui- SEMANA SANTA
4h- Caminhada Penitencial (Capivara à
Matriz)
19h – Missa , Lava-Pés e Adoração até
às 24 horas.
SEMANA SANTA
4h- Caminhada Penitencial (Capivara à
Matriz)
19h – Missa , Lava-Pés e Adoração até
às 24 horas.
14-Sex- SEMANA SANTA
15h Ação Litúrgica
19h Sermão do Descendimento e
Procissão
15- Sáb- SEMANA SANTA
21h Vigília Pascal
Reunião da P. do Batismo da F. de Viçosa
16- Dom- DOMINGO DE PÁSCOA
8h Missa com batizados . Procissão da
Ressurreição.
16h Missa Capivara
19h Missa Matriz
17- Seg- Missa São José
18- Ter- Missa Fartura
19- Qua- Festa de Santo Expedito
CCP – Comunidade Centro
20- Qui- Missa Santa Clara
21- Sex - Missa Pingos
CCP- Santa Efigênia
22- Sáb- CPP
23- Dom- Primeira Comunhão Eucarística
Missa Muqueca
24- Seg- Missa Buraco do Tanque
25- Ter- Missa Peroba
Plenário
26-Qua- Missa São Vicente
CCP – Rosário
27 – Qui- 18h Hora Santa e Missa Matriz
28- Sex- Missa Serra Verde
Retiro dos catequistas da F. Viçosa
29- Sáb- Casamento
30- Dom- Casamento
SACRAMENTO DA PENITÊNCIA
A Igreja pode perdoar os pecados?
O pecado é infidelidade e injúria a Deus: somente Deus
pode perdoá-lo. Mas Jesus, que é Deus e tem o poder de
perdoar os pecados (Mc 2,7-12) concedeu à sua Igreja este
poder, para ser exercido em seu Nome: “O que ligares na Terra
será ligado no Céu, e o que desligares na Terra será desligado
nos Céus”, está dito clara e categoricamente, mais de uma
vez, nos Evangelhos (Mt 16,19; 18,18; Jo 20,22ss). E os Após-
tolos confirmaram que receberam esta missão diretamente
do Senhor Jesus, como vemos na Escritura: “Tudo isso vem
de Deus, que nos reconciliou consigo por Cristo e nos confiou
o Ministério da Reconciliação” (2Cor 5, 18).
Para alguém que realmente crê e observa a Bíblia, não há
como negar algo dito e confirmado assim, tão claramente, nas
Escrituras. Espantosamente, porém, alguns insistem em pro-
curar subterfúgios, apelando para os maiores "malabarismos
mentais" na tentativa de negar esta realidade concreta, esta
ordem divina explícita que é fundamental para todo cristão;
o Cristo, que pode perdoar os pecados, deu à sua Igreja o
poder de perdoar os pecados em seu Nome: “Recebei o Es-
pírito Santo. Aqueles a quem perdoardes os pecados, serão
perdoados; aqueles aos quais os retiverdes (não perdoardes),
serão retidos” (Jo 20,22ss).
Por que confessar os pecados ao padre? Porque é ele o
ministro deste Sacramento. “Jesus Cristo confiou o Ministério
da Reconciliação aos seus Apóstolos, aos seus sucessores,
os bispos, e aos presbíteros, seus colaboradores, os quais
são instrumentos da Misericórdia e da Justiça de Deus. Eles
exercem o poder de perdoar os pecados em Nome do Pai, do
Filho e do Espírito Santo” (CIC §1461-1466/1495).
(Revista de Teologia)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Jornal dezembro
Jornal dezembroJornal dezembro
Jornal dezembro
saojosepascom
 
Jornal abril 2016
Jornal abril 2016Jornal abril 2016
Jornal abril 2016
saojosepascom
 
Jornal outubro 2014
Jornal outubro 2014Jornal outubro 2014
Jornal outubro 2014
saojosepascom
 
Jornal maio 2014
Jornal maio 2014Jornal maio 2014
Jornal maio 2014
saojosepascom
 
Jornal dezembro 2014 janeiro 2015
Jornal dezembro 2014   janeiro 2015Jornal dezembro 2014   janeiro 2015
Jornal dezembro 2014 janeiro 2015
saojosepascom
 
Jornal junho 2015
Jornal junho 2015Jornal junho 2015
Jornal junho 2015
saojosepascom
 
Jornal agosto 2014
Jornal agosto 2014Jornal agosto 2014
Jornal agosto 2014
saojosepascom
 
Jornal novembro 2015
Jornal novembro 2015Jornal novembro 2015
Jornal novembro 2015
saojosepascom
 
Jornal julho
Jornal julhoJornal julho
Jornal julho
saojosepascom
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Fevere...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Fevere...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Fevere...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Fevere...
ParoquiaDeSaoPedro
 
Ecovida julho-Agôsto
Ecovida   julho-AgôstoEcovida   julho-Agôsto
Ecovida julho-Agôsto
Lada vitorino
 
Jornal outubro
Jornal outubroJornal outubro
Jornal outubro
saojosepascom
 
Jornal agosto 2015
Jornal agosto 2015Jornal agosto 2015
Jornal agosto 2015
saojosepascom
 
Jornal outubro 2015
Jornal outubro 2015Jornal outubro 2015
Jornal outubro 2015
saojosepascom
 
Jornal julho 2015
Jornal julho 2015Jornal julho 2015
Jornal julho 2015
saojosepascom
 
Ecovida maio e .junho
Ecovida  maio e .junhoEcovida  maio e .junho
Ecovida maio e .junho
Lada vitorino
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Janeir...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Janeir...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Janeir...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Janeir...
ParoquiaDeSaoPedro
 
Jornal setembro 2015
Jornal setembro 2015Jornal setembro 2015
Jornal setembro 2015
saojosepascom
 
Ofício da Novena de Natal 2010
Ofício da Novena de Natal 2010Ofício da Novena de Natal 2010
Ofício da Novena de Natal 2010
Bernadetecebs .
 
Jornal agosto
Jornal agostoJornal agosto
Jornal agosto
saojosepascom
 

Mais procurados (20)

Jornal dezembro
Jornal dezembroJornal dezembro
Jornal dezembro
 
Jornal abril 2016
Jornal abril 2016Jornal abril 2016
Jornal abril 2016
 
Jornal outubro 2014
Jornal outubro 2014Jornal outubro 2014
Jornal outubro 2014
 
Jornal maio 2014
Jornal maio 2014Jornal maio 2014
Jornal maio 2014
 
Jornal dezembro 2014 janeiro 2015
Jornal dezembro 2014   janeiro 2015Jornal dezembro 2014   janeiro 2015
Jornal dezembro 2014 janeiro 2015
 
Jornal junho 2015
Jornal junho 2015Jornal junho 2015
Jornal junho 2015
 
Jornal agosto 2014
Jornal agosto 2014Jornal agosto 2014
Jornal agosto 2014
 
Jornal novembro 2015
Jornal novembro 2015Jornal novembro 2015
Jornal novembro 2015
 
Jornal julho
Jornal julhoJornal julho
Jornal julho
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Fevere...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Fevere...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Fevere...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Fevere...
 
Ecovida julho-Agôsto
Ecovida   julho-AgôstoEcovida   julho-Agôsto
Ecovida julho-Agôsto
 
Jornal outubro
Jornal outubroJornal outubro
Jornal outubro
 
Jornal agosto 2015
Jornal agosto 2015Jornal agosto 2015
Jornal agosto 2015
 
Jornal outubro 2015
Jornal outubro 2015Jornal outubro 2015
Jornal outubro 2015
 
Jornal julho 2015
Jornal julho 2015Jornal julho 2015
Jornal julho 2015
 
Ecovida maio e .junho
Ecovida  maio e .junhoEcovida  maio e .junho
Ecovida maio e .junho
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Janeir...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Janeir...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Janeir...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Janeir...
 
Jornal setembro 2015
Jornal setembro 2015Jornal setembro 2015
Jornal setembro 2015
 
Ofício da Novena de Natal 2010
Ofício da Novena de Natal 2010Ofício da Novena de Natal 2010
Ofício da Novena de Natal 2010
 
Jornal agosto
Jornal agostoJornal agosto
Jornal agosto
 

Semelhante a Ecovida Mar\Abril 2017

Missões no Setor 9 das CEBs - Homenagem para as mães
Missões no Setor 9 das CEBs - Homenagem para as mãesMissões no Setor 9 das CEBs - Homenagem para as mães
Missões no Setor 9 das CEBs - Homenagem para as mães
Bernadetecebs .
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Julho ...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Julho ...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Julho ...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Julho ...
ParoquiaDeSaoPedro
 
Jornal aliança nº 176 junho 2014
Jornal aliança nº 176 junho 2014Jornal aliança nº 176 junho 2014
Jornal aliança nº 176 junho 2014
mcj2013
 
Cruzada do coração de jesus
Cruzada do coração de jesusCruzada do coração de jesus
Cruzada do coração de jesus
catolicosemitaperuna
 
Folha da mensagem ano xii nº77 - tempo da quaresma
Folha da mensagem ano xii nº77 - tempo da quaresmaFolha da mensagem ano xii nº77 - tempo da quaresma
Folha da mensagem ano xii nº77 - tempo da quaresma
Paróquia Pardilhó
 
150 anos de paróquia caminhando com a juventude
150 anos de paróquia caminhando com a juventude150 anos de paróquia caminhando com a juventude
150 anos de paróquia caminhando com a juventude
Marcos Santos
 
Edição 010
Edição 010Edição 010
Folha Dominical - 01.03.15 Nº 558
Folha Dominical - 01.03.15 Nº 558Folha Dominical - 01.03.15 Nº 558
Folha Dominical - 01.03.15 Nº 558
Comunidades Vivas
 
Somos Servos - Maio 2014
Somos Servos - Maio 2014Somos Servos - Maio 2014
Somos Servos - Maio 2014
Charlie Maria
 
Mare alta
Mare altaMare alta
Mare alta
Nuno Bessa
 
Jornal Balada da União nº328- Abril / Maio 2015
Jornal Balada da União  nº328- Abril / Maio 2015Jornal Balada da União  nº328- Abril / Maio 2015
Jornal Balada da União nº328- Abril / Maio 2015
Convívios Fraternos Leiria-Fátima
 
429
429429
São Luiz em Notícias - Maio 2016
São Luiz em Notícias - Maio 2016São Luiz em Notícias - Maio 2016
São Luiz em Notícias - Maio 2016
Marcelo Schmitz
 
Jornal dezembro 2017
Jornal dezembro 2017Jornal dezembro 2017
Jornal dezembro 2017
Luca Bueno
 
Informativo Mês de Novembro 2013
Informativo Mês de Novembro 2013Informativo Mês de Novembro 2013
Informativo Mês de Novembro 2013
pjesusbompastor
 
Informativo Paroquial Vinde e Adoremos - Maio 2012 - Paróquia São Benedito
Informativo Paroquial Vinde e Adoremos - Maio 2012 - Paróquia São BeneditoInformativo Paroquial Vinde e Adoremos - Maio 2012 - Paróquia São Benedito
Informativo Paroquial Vinde e Adoremos - Maio 2012 - Paróquia São Benedito
Adriano de Paula
 
ILHÉUS / Festa de Nossa Senhora Aparecida 2015
ILHÉUS / Festa de Nossa Senhora Aparecida   2015ILHÉUS / Festa de Nossa Senhora Aparecida   2015
ILHÉUS / Festa de Nossa Senhora Aparecida 2015
Roberto Rabat Chame
 
Diocese de ilhéus programação da festa em louvor a são francisco de assis
Diocese de ilhéus  programação da festa em louvor a são francisco de  assisDiocese de ilhéus  programação da festa em louvor a são francisco de  assis
Diocese de ilhéus programação da festa em louvor a são francisco de assis
Roberto Rabat Chame
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Outubr...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Outubr...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Outubr...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Outubr...
ParoquiaDeSaoPedro
 
ECOVIDA Setembro-outubro
ECOVIDA Setembro-outubroECOVIDA Setembro-outubro
ECOVIDA Setembro-outubro
Lada vitorino
 

Semelhante a Ecovida Mar\Abril 2017 (20)

Missões no Setor 9 das CEBs - Homenagem para as mães
Missões no Setor 9 das CEBs - Homenagem para as mãesMissões no Setor 9 das CEBs - Homenagem para as mães
Missões no Setor 9 das CEBs - Homenagem para as mães
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Julho ...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Julho ...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Julho ...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Julho ...
 
Jornal aliança nº 176 junho 2014
Jornal aliança nº 176 junho 2014Jornal aliança nº 176 junho 2014
Jornal aliança nº 176 junho 2014
 
Cruzada do coração de jesus
Cruzada do coração de jesusCruzada do coração de jesus
Cruzada do coração de jesus
 
Folha da mensagem ano xii nº77 - tempo da quaresma
Folha da mensagem ano xii nº77 - tempo da quaresmaFolha da mensagem ano xii nº77 - tempo da quaresma
Folha da mensagem ano xii nº77 - tempo da quaresma
 
150 anos de paróquia caminhando com a juventude
150 anos de paróquia caminhando com a juventude150 anos de paróquia caminhando com a juventude
150 anos de paróquia caminhando com a juventude
 
Edição 010
Edição 010Edição 010
Edição 010
 
Folha Dominical - 01.03.15 Nº 558
Folha Dominical - 01.03.15 Nº 558Folha Dominical - 01.03.15 Nº 558
Folha Dominical - 01.03.15 Nº 558
 
Somos Servos - Maio 2014
Somos Servos - Maio 2014Somos Servos - Maio 2014
Somos Servos - Maio 2014
 
Mare alta
Mare altaMare alta
Mare alta
 
Jornal Balada da União nº328- Abril / Maio 2015
Jornal Balada da União  nº328- Abril / Maio 2015Jornal Balada da União  nº328- Abril / Maio 2015
Jornal Balada da União nº328- Abril / Maio 2015
 
429
429429
429
 
São Luiz em Notícias - Maio 2016
São Luiz em Notícias - Maio 2016São Luiz em Notícias - Maio 2016
São Luiz em Notícias - Maio 2016
 
Jornal dezembro 2017
Jornal dezembro 2017Jornal dezembro 2017
Jornal dezembro 2017
 
Informativo Mês de Novembro 2013
Informativo Mês de Novembro 2013Informativo Mês de Novembro 2013
Informativo Mês de Novembro 2013
 
Informativo Paroquial Vinde e Adoremos - Maio 2012 - Paróquia São Benedito
Informativo Paroquial Vinde e Adoremos - Maio 2012 - Paróquia São BeneditoInformativo Paroquial Vinde e Adoremos - Maio 2012 - Paróquia São Benedito
Informativo Paroquial Vinde e Adoremos - Maio 2012 - Paróquia São Benedito
 
ILHÉUS / Festa de Nossa Senhora Aparecida 2015
ILHÉUS / Festa de Nossa Senhora Aparecida   2015ILHÉUS / Festa de Nossa Senhora Aparecida   2015
ILHÉUS / Festa de Nossa Senhora Aparecida 2015
 
Diocese de ilhéus programação da festa em louvor a são francisco de assis
Diocese de ilhéus  programação da festa em louvor a são francisco de  assisDiocese de ilhéus  programação da festa em louvor a são francisco de  assis
Diocese de ilhéus programação da festa em louvor a são francisco de assis
 
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Outubr...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Outubr...Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Outubr...
Folha de São Pedro - O Jornal da Paróquia de São Pedro (Salvador-BA) - Outubr...
 
ECOVIDA Setembro-outubro
ECOVIDA Setembro-outubroECOVIDA Setembro-outubro
ECOVIDA Setembro-outubro
 

Último

15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
marcusviniciussabino1
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
CleideTeles3
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 

Último (14)

15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 

Ecovida Mar\Abril 2017

  • 1. Informativo da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição - São Miguel do Anta/MG MARÇO / ABRIL /2017  ANO IX  NÚMERO 61 A Igreja instituiu um período de 40 dias – a chamada Quares- ma – como uma época de intensa preparação para a participação total e frutífera no mistério pascal de Cristo. Durante esse período, os catecúmenos são preparados para o batismo e os pecadores fazem penitência, sendo a liturgia dominada por esses dois temas. A Páscoa, para todo cristão, é a festa de seu batismo, que ele celebra renovando as promessas que o ligam a Cristo, e, se quiser aprofundar-se ainda mais no mistério da ressurreição de Cristo, ele deve matar, pela penitência, toda ligação com o mal que ainda exista em seus membros. Portanto, no começo da Quaresma, na quarta-feira de cinzas, todos recebem cinzas sobre a fronte, o que outrora era a marca de um penitente público. Durante os quarenta diasqueseseguem,oscristãosdescobrem o significado e as inferências do seu batis- mo, tentando, com redobrada força, tomar todo o dia a sua cruz e seguir a Cristo. Eles aprofundam seu ódio ao pecado e apren- dem como as ações más afetam todo o corpo da Igreja e como são ajudados em seus esforços pelas orações em comum dos seus companheiros cristãos. A penitência da Igreja tampouco é apenas interior e individual. Uma vida mais intensa da existência cristã nos leva aprosseguirsemosprazeresdispendiosos, não só para o bem de nossas almas, senão, também para que possamos ter algo a dar àqueles que sofrem necessidades. Em cada dia da Quaresma, a liturgia ajuda e orienta nossos esforços por intermédio de leituras cuidadosamente escolhidas, instruções, orações, salmos, hinos e, acima de tudo, pela ce- lebração do sacrifício eucarístico. Todos os que sinceramente desejam preparar-se para a Páscoa deveriam empenhar-se em assistir a essas assembleias, para a instrução de sua fé e para aumentar a caridade. No Domingo de Ramos realiza- -se uma procissão triunfal especial na qual a Igreja celebra a entrada de Cristo em Jerusalém acenando com palmas e cantando as palavras que as crianças hebraicas usaram para reconhecer Cristo como seu Rei. Na Quinta-feira Santa comemoramos a instituição da Eucaristia com uma missa vespertina especial. A repetição do ato de Cristo, que lavou os pés dos seus discípulos, lembra-nos que a união com Cristo na Eucaristia deveseracompanhadaporumauniãodeamorcomtodososirmãos de Cristo expressa em obras de misericórdia. A Sexta-feira Santa, com a adoração da cruz, coloca- -nosaospésdoSenhorJesus que nos assinala e salva com o seu precioso sangue. A grande Vigília da Pás- coa nos traz da fria escuridão damorte,queseprendeanós pelos nossos pecados, à quente luz da vidaressuscitadadeCristo.Afestapas- cal tem um duplo caráter pois celebra o mistério da “Páscoa”, a passagem de Nosso Senhor da morte para a vida, o qual, “morrendo, destruiu a nossa morte, e ressuscitando devolveu-nos a vida”, realizando a salvação da raça humana em sua própria pessoa. Após a Vigília da Páscoa, a festa pascal prolonga-se por 50 dias de re- gozijo. Durante a primeira semana da Páscoa todas as atenções se voltam para os recém-batizados. Na festa da Ascensão, a Igreja celebra a entrada, no céu, de Cristo, o seu chefe, para sentar-se em majestade à direita do Pai como o Senhor de toda a criação, tendo o poder de levar todos os que n’Ele creem à salvação. O quinquagésimo dia, a festa de Pentecostes, é o aniversário da Igreja. Nesse dia, Cristo envia Seu Espírito Santo para fazer de nós filhos adotivos. O Espírito Santo desce sobre a Igreja como um vento impetuoso, enchendo seus membros com zelo missionário, de modo que, fortalecidos pela celebração do mistério pascal, eles possam levar a boa nova da salvação a todos os homens. É através deles que o Espírito renovará a face da terra. (Extraído de: “A Liturgia da Igreja –Paulinus Milner – Ed. Renes) LITURGIA – CELEBRAR A QUARESMA E A PÁSCOA
  • 2. Informativo PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO2 PARA MEDITAR: VOCÊ SABIA?... Recentemente, a revista AVE MARIA, dos Padres Claretianos, publicou um precioso texto para nos ajudar a crescer em humilda- de e superar aquela tentação da sensibilidade excessiva que tantas vezes nos afasta do convívio em comunidade. O RABO DA VACA (Pe. Agnal- do José): A cidade era pequena, menos de 2 mil habitantes. Eu mo- rava bem perto da praça central, ao lado da igreja. Tinha apenas 7 anos, mas não me esqueço da- quele dia chuvoso, 20 de janeiro, festa de nosso padroeiro, São Sebastião. No barracão da comunidade as equipes trabalhavam, sem parar, nos preparativos da missa, procissão e quermesse. Tudo era maravilhoso para mim: o enfeite do andor, o ensaio dos cantos, as cozinheiras temperando frangos e preparando a massa para os pastéis. Minha avó paterna era uma das responsáveis pelo andor. Enfeitava-o com lindas flores na- turais e uma fita vermelha para o povo beijar, depois da procissão. O Padre José morava na cidade vizinha e chegava pouco antes da missa para conferir se tudo esta- va em ordem. Eu morria de medo dele. Usava uma batina preta. Dificilmente abria um sorriso e, se as crianças fizessem bagunça na igreja, fazia um sinal de chifres com os dedos e dizia: “Fiquem quietos, seus diab...!” A noite chegou. Depois de brin- car bastante, tomei banho e acom- panhei minha avó à Missa. Padre José celebrou com entusiasmo e, no final, o andor de São Sebastião deixou a igreja, seguido de muita gente de nossa vila e de alguns moradores de cidades próximas. A chuva aumentou e minha avó preferiu esperar na igreja, junto com outras senhoras idosas. Eu fiquei ali, pertinho dela, caso con- trário não ganharia um pastel com guaraná na quermesse. Quando a procissão retornou, os sinos começaram a tocar e fo- gos de artifício saudaram o santo protetor. Padre José, com a ajuda de um megafone, gritava: “Viva São Sebastião! Viva o padroeiro de nossa comunidade!”. O povo aplaudia com palmas e vivas. O andor foi colocado à frente do altar. Padre José, emocionado, agradeceu a colaboração dos fes- teiros e de todo o povo da cidade, pela linda festa. Todavia, antes da bênção final, resolveu dar uma bronca em quem não acompanha- ra a procissão: “Quero dar um avi- so para as pessoas que são feitas de açúcar e não saíram na chuva. Por favor, não se aproximem do andor! Quem foi à procissão pode vir beijar a fita vermelha de São Sebastião, mas, quem não foi, vai beijar o rabo da vaca!” Minha avozinha abaixou a cabeça, fez silêncio e obedeceu. Apesar das palavras duras do padre, ela conti- nuou fazendo tudo do mesmo jeito, com o mesmo amor. Permaneceu sempre firme na fé, perseverante na vida paroquial, até sua partida para a casa do Pai. Novos tempos! Os padres, dificilmente, chamam as crianças de diab...ou dizem para as pesso- as beijarem o rabo da vaca. As paróquias, geralmente são aco- lhedoras, procuram viver a alegria do Evangelho. Contudo, observo algumas pessoas se afastando por qualquer motivo. Talvez o pa- dre não as tenha cumprimentado direito; Jesus não tenha feito o milagre que pediram; a Igreja não tenha resolvido seus problemas “na hora” que precisavam. É ne- cessária uma fé madura para viver em comunidade, pois contrarieda- des sempre aparecem. Peçamos a Jesus, que nos “amou até o fim” (Jo 13,1), para nos ajudar a amar e servir até o último instante de nossas vidas! ”Se o amor tem necessi- dade da verdade, também a verdade precisa do amor; amor e verdade não podem- -se separar. Sem o amor, a verdade torna-se fria, im- pessoal, gravosa para a vida concreta da pessoa”. “Quem é da luz, não mos- tra a sua religião e sim, o seu amor”. “O primeiro em pedir des- culpas, é o mais valente. O primeiro em perdoar, é o mais forte. O primeiro em esquecer, é o mais feliz.” “Seguir a Jesus quer di- zer dar-lhe o primeiro lugar, despojando-nos das muitas coisas que sufocam o nosso coração”. (Papa Francisco)
  • 3. Informativo PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO 3 NOSSOS ANIVERSARIANTES DIZIMISTAS PARABÉNS! Que Deus te ilumine, te proteja e te guie em todos os dias da tua vida. FELIZ ANIVERSÁRIO! ANIVERSARIANTES DE MARÇO ANIVERSARIANTES DE ABRIL 1-Márcio dos Santos Lelis 2-Sebastião Vitorino, Paulo César Pereira, Kátia Maria Ribeiro Martins, Eliza Francisca Sales Mayer 3-Alice Cristina Miranda, Lucas da Conceição de Oliveira, Tarcísio Benedito Evangelista, Marcos Augusto Cunha Miranda, Efigênia das Dores Evangelista, Etelvina das Dores Campos, Maria Imaculada do Amaral Carvalho, Ediano da Silva, Jovito Lopes da Silva 4-Daniel Moreira, Maria Efigênia, Marcelo Abrantes Silva 5- Rúbia Carla Queiroz Teixeira, Vicente Oliveira Moreira, José Sávio Moreira, Helena Aparecida Macedo Félix 6- Maria Eugênia Assis, Maria da Consolação 7- Maria de Fátima Paiva Henriques, Márcia de Fátima Miranda, José Nélcio da Silva, Diana Rodrigues Fideles, Dayane Rocha Araújo 8-Maria das Graças, Luciana Cupertino Lopes Lima, Maria de Lourdes da Silva, Maria do Carmo Alexandra Belarmino, Cleiton Sávio de Oliveira, Reinaldo da Paixão Fideles, Thomás de Souza Alves, Edio Santos Advento 9- Maria Lopes Maia, Maria Helena Alves Viana, Antônio de Miranda Pinto, Denisa Lopes Dias Moreira, Raquel Xavier de Oliveira, Maria da Conceição Teixeira Lopes 10- Maria Lopes Maia, Maria Helena Alves Viana, Antônio de Miranda Pinto, Denisa Lopes Dias Moreira, Raquel Xavier de Oliveira, Maria da Conceição Teixeira Lopes 11- Marlene Rodrigues Lima 12- Adriano Gomes Miranda, Raimundo Vicente de Oliveira, Julia Rosa da Conceição Antônio, Jackson Lopes Dias, Maria Helena Cipriano, Neuza da Paixão Ludgero, Joel Pinto Fontes 13-Getúlio Correa, Bruno Honório 14-Lourdes de Jesus Viana, Maria Aparecida Moura Ferreira 15-Raimunda Isidoro, Terezinha Saraiva 16-Suely de Souza Rodrigues, Maria Aparecida de Miranda da Silva, Maria de Lourdes Freitas, José Saraiva Bittencourt, Marlene Roza da Silva Honório 17- Maria Cristina de Ramos, Maria Auxiliadora Milagres, Aniceta Arnaldo Lopes, Petrina Lopes de Faria 18- José Maria Teixeira, Maria Aparecida Vieira Coelho, Ubardina Pinto Campos Fagundes, Cristina Duarte Pereira, Elisangela do Carmo Miranda, Maria Apolônia Parreira. 19- Ana Lúcia Cipriano, Joaquim Queiroz de Miranda, Adalberto Saraiva de Oliveira, José Antônio Pereira 20-Dalva Pereira Miranda, Alexandra Kelly Lopes Rezende, Rafael Teixeira Filho, Ana Paula Miranda, Elvira Custódia Gordiano, Rita de Cássia F. do Carmo, Jandira Gordiano Augusta 21- Irmã Maria Bernadete da Imaculada Conceição, Efigênia Custódia P. Araújo, Ivone Cândida Campos, Irani Lopes Moreira, Donária Rosa Souza Silva, Ivone Cândida Campos 22- Vicente Oslei, Geraldo Cândido Alves Pereira, Adalberto Carlos Costa, Maria das Dores, Maria da Glória Caetano, Ana Claudia Cunha 23- Valdir Gomes 24- Célia Maria Duarte Moreira 25-Maria da Glória Machado, Maria do Carmo Bittencourt Teixeira, Carlota Soares Coelho Duarte, Ione Maria de Carvalho, Tamara Cristina de Paula Belo, Sueli Rodrigues R. Lelis, Geraldina Maria de Jesus, Celia Maria Duarte Moreira, Maria da Conceição Silva 26- Douglas Junior de Castro Paula 27- Luzia Laurita Pereira 28- Carina Maier Miranda, Sebastião Marcos da Silva 29- Maria da Conceição dos Santos Silva, Paulo Roberto de Oliveira Alves 30- Maria das Graças Rodrigues 1- Maria de Lourdes Carvalho Silva, Izabel Elisa Correa, Pompéia Iria Rodrigues, Beatriz Fortes de Sales, Maria José Saraiva Bitencourt 2-Geraldo Donizete Rodrigues, Mardeleine Maria da Silva L. Isael, Rafael Junior Freitas Alves, Maria José Moreira Bittencourt, Janice da Silva, Amélia Lopes Ladeira Rodrigues 3-Maria Célia de Almeida, Antônio Rosa da Silva, 4-Vanda Aparecida dos S. Arnaldo, Arlindo Martins 5-Maria do Carmo M. Pereira, Luciene da Silva de Paula , Maria da Conceição Cândida dos Reis 6-Edvânia Resende Oliveira, José Arlindo Moreira, Heloiza Hilene Lopes Duarte, Onésimo Coelho, Alice Mariana Aguiar da Silva, GustavoNogueiradaConceição,HeloisaHelena,IsabelSampaio de Paula 8- Zenir Maria da Silva Rodrigues, Maria da Conceição Rodrigues, MariaMartaMachado,NivaldoFidelisdaSilva,CarlosHenrique Aguiar das Graças, Wesleidy Aparecida Moreira, Maria das Graças 9-Rejane do Carmo Fagundes, Ariele Cristina Lino 10-Jamirson Lopes de Almeida, Oveni Viana, Alaide da Silva Israel 11-MariaCustódiaArruda,MariaAparecidadosSantos,Adimilson Fidelis de Moura 12-MiltonRodriguesdeLima,MariadaGlóriaLimaLopes,Eularindo, Sandra Aparecida de Só Faustino, Dilvana da Costa Silva 13-AntôniodePaulaAquino,LíviadaConceiçãoAntôniodeOliveira, Lara Maria Lopes Martins, Maria Resende Jales, Rosival do Carmo 14-Maria Beatriz de Castro 15-LucimarPereiraLelisdeOliveira,ElzaCupertino,MariaAparecida Arruda, Daniela Aparecida Isidoro, Vandick Nascimento 16-Mara Lopes Fialho, Cecília Aparecida Lelis, Antônio de Paula, Maria da Conceição do Carmo Santos, Maria da Conceição Bittencourt, Carina Lopes Santana 17-TerezinhaCristinaS.P.Coelho,NeuzaMariaBarbosa,PauloLopes do Nascimento, Rosa Patrícia de Jesus 18-Rosival Saraiva Rosa, Agripina de Jesus Pinto, Pedro Cândido Xavier 19-Wagner Lopes de Oliveira, Maria José Miranda Soares, Aline MariaAguiardaSilva,MariaJoséCoelhodeFreitas,Mariadas Dores Ambiris da Silva 20-José Faustino Fialho, Cremilda Aparecida Milagres, Maria Raimunda de Jesus, Ismael Carlos da Silva 21-Maria das Graças Rigueira, Antônio Luís P. Moreira, Divino Antônio Rodrigues, Maria das Graças da Silva 22-BenevenutoSimões,MariaAparecidaFontesFialho,Domingos Cândido 23-ArianeMarcelaB.Reis,AdilsonStanciole,MariaAparecidaRosa 24-Adão Henriques, Josino Barbosa Soares, Suely Cupertino D. Sabino 25-Thobias de Souza Alves, Claudio Gilberto Eugênio 26- Geraldo Pastor Justo 27-ElaineCristinaIsraelLopes,ClaudianoLealLelis,GilmarRandolfo Balbino,SebastiãoPatríciodasGraças,MariaFerreiraS.Coelho 28-Sebastião Marcos da Silva, Rita de Fátima Rosa da Costa, Patrícia Brandão 29-Maria da Conceição dos Santos Silva, 30-Maria de Jesus Monteiro Ribeiro, Yara Alves Viana 31-Irmã Jeane Maria de Jesus Sacramentado
  • 4. Informativo PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO4 09 / 03 -SÃO DOMINGO SÁVIO-SANTO QUE VIVEU O LEMA “ANTES MORRER DO QUE PECAR”. São Domingos Sávio nasceu no dia 2 de abril de 1842, em Turim, na Itália. Era um dos três filhos de Carlos Sávio, ferreiro, e Brígida Agagliate, costureira. Uma família simples, mas rica na fé. São Domingos Sávio foi aluno de um mestre muito especial: São João Bosco. Sabe-se hoje que, toda a sua vida, tão curta e intensa, foi uma grande e linda busca pela santidade. Ficava longe dos meninosbagunceirosesófaziaamizadecom os de boa índole. Disse, a um colega: “Eu quero ser santo, se não me santificar, serei um fracasso.” Começou a fazer pequenos sacrifíciospelasalvaçãodasalmas:Esfregar asmãosnaneve,colocarpedrasnocolchão, doar suas roupas de frio para os meninos pobres… Dom Bosco descobre e proíbe sacrifícios que lhe prejudiquem a saúde frágil, mas lhe ensina uma pequena formula para ser santo: “Ser sempre alegre.. Fazer bem feito todas as coisas…” Domingos Sávio, com 5 anos pediu para ser coroinha e todos os dias, mesmo no rigoroso inverno da Itália, participava da Santa Missa. Isso impressionava tanto o sacerdote, que permite a Domingos fazer a 1ª. comunhão com apenas 7 anos. Nessa ocasião, Domingos escreve, com sua letra de criança, as regras que seguiria por toda sua breve vida: “Vou me confessar e comungar, tantas vezes quanto meu confessor permitir… Santificarei os dias festivos.. Meus amigos serão Jesus e Maria; Antes Morrer que pecar.” Tocado pelo carisma de São João Bosco, e pelo grande ideal que se resumia na expressão “Dai-me almas”, Domingos quis, mais do que nunca, salvar mais e mais pessoas. Com seus melhores amigos, criou uma espécie de clube secreto dentro do Oratório: “Companhia da Imaculada Conceição“. DessaentidadesimplessaíramosmelhoresajudantesdeSãoJoãoBosco Ele não pensava só em si. Várias vezes disse a Dom Bosco: “Quantas almas esperam nosso auxílio na Inglaterra! Oh! Se eu tivesse forças e virtude, quisera ir agora mesmo, e com sermões e bom exemplo, convertê-las todas, a Deus”. São Domingos Sávio tornou-se conhecido como uma pessoa com dons espirituais especiais e que reconhecia a necessidade das pessoas, bem além do percebido pelo padre comum, e tinha uma habilidade de profetizar. Pequeno na estatura, mas gigante na busca de corresponder ao chamado à santidade, foi um ícone da alegria de ser santo. Um jovem comum, que buscava cumprir os seus deveres e amava a vida de oração. Com a saúde fragilizada voltou para a casa dos pais e faleceu com apenas 15 anos. Domingos Sávio foi beatificado em 1950 e canonizado em 12 de junho de 1954 pelo Papa Pio XII. Ele é o padroeiro das pessoas que sofrem falsas acusações, dos jovens delinquentes e dos cantores do coro da igreja. Sua festa é celebrada no dia 5 de março. 02/04-SÃO FRANCISCO DE PAULA Tiago, pai de Francisco, era um simples lavrador que extraia do campo o sustento da família. Muito católico, tinha o costume de rezar enquanto trabalhava, fazia seguidos jejuns, penitências e praticava boas obras. Sua esposa chamava-se Viena e, como ele, era boa, virtuosa e o acompanhava nos preceitos religiosos. Demoraram a ter um filho, tanto que pediram a são Francisco de Assis pela intercessão da graça de terem uma criança, cuja vida seria entregue a serviço de Deus, se essa fosse sua vontade. E foi o que aconteceu: no dia 27 de março de 1416, nasceu um menino que recebeu o nome de Francisco, em homenagem ao Pobrezinho de Assis. É também conhecido como "O Eremita da Caridade", por sua opção de desprezo absoluto pelos valores transitórios da vida e dedicação integral ao socorro do próximo. Consta que num só dia o venerado de Paula atendeu em seu Mosteiro a mais de trezentas pessoas necessitadas do espírito e do corpo, realizando curas prodigiosas. Francisco de Paula fundou a Ordem dos Mínimos, uma fraternidade que exige do interessado em nela ingressar uma única condição: que se considere um "mínimo", pois Jesus dissera que se alguém quer ser o primeiro, que seja o último e o servo de todos. Venerado pelos pobres, pelos reis e pelos nobres de seu tempo, Francisco de Paula deu o exemplo numa época em que prosperavam os abusos eclesiásticos e quando se cultivavam os prazeres efêmeros e subalternos da vida. Por essa razão, foi considerado um missionário especial, por sua capacidade extraordinária de resgatar os mais puros e preciosos valores evangélicos, tal qual seu mais famoso inspirador, Francisco de Assis, que vivera dois séculos antes. Ele morreu aos noventa e um anos de idade, no dia 2 de abril de 1507, na cidade francesa de Plessis-les-Tours, onde havia fundado outro mosteiro. A fama de sua santidade só fez aumentar, tanto que doze anos depois, em 1519, o papa Leão X autorizou o culto de são Francisco de Paula, cuja festa litúrgica ocorre no dia de sua morte. 25/04 - SÃO MARCOS – EVANGELISTA O evangelho de são Marcos é o mais curto se comparado aos demais, mas traz uma visão toda especial, de quem conviveu e acom- panhou a paixão de Jesus quando era ainda criança. Ele pregou quando seus apóstolos se espalhavam pelo mundo, transmitindo para o papel, principalmente, as pregações de são Pedro, embora tenha sido também assistente de são Paulo e são Barnabé, de quem era sobrinho. Marcos, ou João Marcos, era judeu, da tribo de Levi, filho de Maria de Jeru- salém, e, segundo os historiadores, teria sido batizado pelo próprio são Pedro, fazendo parte de uma das primeiras famílias cristãs de Jerusalém. Ainda menino, viu sua casa tornar-se um pon- to de encontro e reunião dos apóstolos e cristãos primitivos. Foi na sua casa, aliás, que Cristo celebrou a última ceia, quando instituiu a eucaristia, e foi nela, também, que os apóstolos receberam a visita do Espírito Santo, após a res- surreição. Mais tarde, Marcos acompanhou são Pedro a Roma, quando o jovem começou, então, a preparar o segundo evangelho. Nessa pie- dosa cidade, prestou serviço também a são Paulo, em sua primeira prisão. Tanto que, quando foi preso pela segunda vez, Paulo escreveu a Timóteo e pediu que este trouxesse seu colaborador, no caso, Marcos, a Roma, para ajudá-lo no apostolado. Ele escreveu o Evangelho a pedido dos fiéis romanos e segundo os ensinamentos que possuía de são Pedro, em pessoa. O qual, além de aprová-lo, ordenou sua leitura nas igrejas. Seu relato começa pela missão de João Batista, cuja “voz clama no deserto”. Daí ser representado com um leão aos seus pés, porque o leão, um dos animais símbolos da visão do profeta Ezequiel, faz estremecer o deserto com seus rugidos. Levando seu Evangelho, partiu para sua missão apostólica. Diz a tradição que são Marcos, depois da morte de são Pedro e são Paulo, ainda viajou para pregar no Chipre, na Ásia Menor e no Egito, especialmente na Alexandria, onde fundou uma das igrejas que mais floresceram. Ainda segundo a tradição, ele foi martirizado no dia da Páscoa, enquanto celebrava o santo sacrifício da missa. Mais tarde, as suas relíquias foram trasladadas pelos mercadores italianos para Veneza, cidade que é sua guardiã e que tomou são Marcos como padroeiro desde o ano 828. SANTOS DO MÊS DIAS 11,12 e 13 de Agosto Adquira sua passagem (R$380,00) Responsável: Maria do Carmo Miranda ROMARIA ARQUDIOCESANA AO SANTUÁRIO NACIONAL DE NOSSA SENHORA
  • 5. Informativo PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO 5 XXVI ENCONTRO REGIONAL DA JUVENTUDE MARIANA Aconteceu... Aconteceu... Aconteceu... JOAM – JOVENS E ADOLESCENTES EM MISSÃO Aconteceu nos dias 03 a 05 de fevereiro onde jovens de várias paroquias inclusive a nossa participaram de três dias de profunda experiência com Deus. Aconteceu nos dias 27 a 29 de janeiro em Ibatiba – ES, onde a Juventude da Congregação Mariana de Minas Gerais e Espirito Santo se reunirão para viver seu encontro anual. REUNIÃO DA FORANIA DA PASTORAL FAMILIAR FALA AÊ JUVENTUDE!!! São muitas vozes no mundo que tenta nos conquistar, nos levar para viver o pecado tão enraizado na Juventude de hoje; a luta contra tudo isso é muito difícil, porém Jesus nos chama para viver uma vida nova, uma vida plena, com dificuldades, é claro, mas também, de uma felicidade verdadeira, não uma euforia momentânea que o mundão nos oferece! Ser de Cristo é ser alegre, ser brincalhão, viver no mundo, mas não ser do mundo, pois fomos feitos para o céu. Nós Jovens precisamos e queremos ser ouvidos, acolhidos no seio da Igreja, nós fomos criados para SERVIR e é isso que desejamos! “A Igreja só será jovem, quando os jovens forem Igreja” (São João Paulo II) (Leonardo Moreira) Dia 14/01- aconteceu na Paróquia, reunião da Forania da Pastoral Familiar, com representantes das paróquias vizinhas. SETENÁRIO DAS DORES 02 a 08 de abril SEMANA SANTA 09 A 16 de abril
  • 6. Informativo PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO6 MARÇO A G E N DA 01- Qua -Abertura da CF (Cinzas) Via Sacra – Rosário 02- Quin-Missa Capivara 03- Sex_ Apostolado da Oração 04- Sáb- Missa Sta. Filomena 05- Dom-Missa Bom Jardim 06-Seg- E. Presbíteros e Diáconos 07-Ter- E. Presbíteros e Diáconos 08- Qua- E. Presbíteros e Diáconos CCP – Comunidade Centro 09-Qui- E. Presbíteros e Diáconos 10- Sex- Missa Buraco do Tanque 11- Sab- Liturgia Semana Santa Reunião da Pastoral do Dízimo Reunião Catequese da F. Viçosa 12- Dom- Missa Santo Expedito Missa Senhorinha 14-Ter- Missa Fartura 15- Qua- Missa Pingos 16- Qui- Missa Santa Clara Tríduo de São José – Fundaça 17- Sex- CCP- Santa Efigênia 18- Sab - Catequistas c/ Ir. Lourdes 13 às 19 h- Formação da Pastoral da Esperança Reunião de Padres e leigos da F. Viçosa em Pedra do Anta 19 -Dom- Missa Fundaça e tríduo de São José CCP - Fundaça Missa Capivara 20- Seg- Missa São José (Festa) Encontro do ECC 21- Ter- Missa Cocais 22- Qua- Missa Rosário 23- Qui-Missa Serra Verde 24- Sex -Retiro TOV 25-Sáb - Retiro TOV CPP Reunião Regional da Pastoral da Criança e do Menor 26- Dom- Retiro TOV Missa Muqueca CCP – Senhorinha 28-Ter- Missa São Vicente Plenário 29- Qua- Missa Santa Efigênia Reunião CCP- Rosário 30- Qui- HORA SANTA e Missa Matriz ABRIL 01- Sab- Missa Santa Filomena Retiro dos Jovens Romaria SSVP –Aparecida do Norte 02- Dom- Missa Fundaça Missa Bom Jardim Setenário das Dores 03-Seg- Setenário das Dores 04-Ter- Setenário das Dores 05- Qua- Setenário das Dores 06- Qui-17h30 Missa Capivara Setenário das Dores CCP – Bom Jardim 07- Sex- Apostolado da Oração Setenário das Dores 08- Sáb- Missa da Unidade Setenário das Dores Reunião da Pastoral do Dízimo Reunião da P. do Dízimo da F. de Ponte Nova 09- Dom- SEMANA SANTA 8h. Procissão de Ramos/ Missa 16h. Celebração Capivara/ Missa Senhorinha 18h30 Via Sacra e Missa 10- Seg- SEMANA SANTA Missa e Procissão do Senhor dos Passos Encontro do ECC – Reunião Setorial 11 Ter-SEMANA SANTA Missa e Procissão de N.Sra. das Dores 12- Qua- SEMANA SANTA 15h – Missa para os Enfermos 19h – Procissão e Sermão do Encontro 13- Qui- SEMANA SANTA 4h- Caminhada Penitencial (Capivara à Matriz) 19h – Missa , Lava-Pés e Adoração até às 24 horas. SEMANA SANTA 4h- Caminhada Penitencial (Capivara à Matriz) 19h – Missa , Lava-Pés e Adoração até às 24 horas. 14-Sex- SEMANA SANTA 15h Ação Litúrgica 19h Sermão do Descendimento e Procissão 15- Sáb- SEMANA SANTA 21h Vigília Pascal Reunião da P. do Batismo da F. de Viçosa 16- Dom- DOMINGO DE PÁSCOA 8h Missa com batizados . Procissão da Ressurreição. 16h Missa Capivara 19h Missa Matriz 17- Seg- Missa São José 18- Ter- Missa Fartura 19- Qua- Festa de Santo Expedito CCP – Comunidade Centro 20- Qui- Missa Santa Clara 21- Sex - Missa Pingos CCP- Santa Efigênia 22- Sáb- CPP 23- Dom- Primeira Comunhão Eucarística Missa Muqueca 24- Seg- Missa Buraco do Tanque 25- Ter- Missa Peroba Plenário 26-Qua- Missa São Vicente CCP – Rosário 27 – Qui- 18h Hora Santa e Missa Matriz 28- Sex- Missa Serra Verde Retiro dos catequistas da F. Viçosa 29- Sáb- Casamento 30- Dom- Casamento SACRAMENTO DA PENITÊNCIA A Igreja pode perdoar os pecados? O pecado é infidelidade e injúria a Deus: somente Deus pode perdoá-lo. Mas Jesus, que é Deus e tem o poder de perdoar os pecados (Mc 2,7-12) concedeu à sua Igreja este poder, para ser exercido em seu Nome: “O que ligares na Terra será ligado no Céu, e o que desligares na Terra será desligado nos Céus”, está dito clara e categoricamente, mais de uma vez, nos Evangelhos (Mt 16,19; 18,18; Jo 20,22ss). E os Após- tolos confirmaram que receberam esta missão diretamente do Senhor Jesus, como vemos na Escritura: “Tudo isso vem de Deus, que nos reconciliou consigo por Cristo e nos confiou o Ministério da Reconciliação” (2Cor 5, 18). Para alguém que realmente crê e observa a Bíblia, não há como negar algo dito e confirmado assim, tão claramente, nas Escrituras. Espantosamente, porém, alguns insistem em pro- curar subterfúgios, apelando para os maiores "malabarismos mentais" na tentativa de negar esta realidade concreta, esta ordem divina explícita que é fundamental para todo cristão; o Cristo, que pode perdoar os pecados, deu à sua Igreja o poder de perdoar os pecados em seu Nome: “Recebei o Es- pírito Santo. Aqueles a quem perdoardes os pecados, serão perdoados; aqueles aos quais os retiverdes (não perdoardes), serão retidos” (Jo 20,22ss). Por que confessar os pecados ao padre? Porque é ele o ministro deste Sacramento. “Jesus Cristo confiou o Ministério da Reconciliação aos seus Apóstolos, aos seus sucessores, os bispos, e aos presbíteros, seus colaboradores, os quais são instrumentos da Misericórdia e da Justiça de Deus. Eles exercem o poder de perdoar os pecados em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo” (CIC §1461-1466/1495). (Revista de Teologia)