SlideShare uma empresa Scribd logo
RELATÓRIO DE CONCLUSÃO DE ESTÁGIO

      SAYURI YAMANE RIBEIRO




     SENAC – Centro de Educação Profissional
              JESSÉ FEIRE – DF
                     2011




                  Brasília - DF
                     2011
SAYURI YAMANE RIBEIRO




               Relatório de conclusão de curso Técnico em
               Informática   do   Centro    de   Educação
               Profissional Senac Jessé Freire como parte
               dos requisitos para obtenção do certificado
               de Técnico em Informática.




       Brasília - DF
          2011
TERMO DE RECEBIMENTO




      Relatório de estágio entregue como requisito parcial para obtenção do certificado de
Técnico em Informática, em 05 de agosto de 2011




      _______________________________________________
                           Estagiário




      _______________________________________________
                           Supervisor do Estágio




      _______________________________________________
                           Resultado
AGRADECIMENTOS




       Agradeço ao Senhor Deus, Todo Poderoso, Clemente e Misericordioso, Magnânimo
Criador do Universo, que me ilumina com Suas infinitas bênçãos, Sua sabedoria e acima de
tudo a Salvação em Jesus Cristo.
       Aos meus filhos que não só tem colaborado com minhas vitórias, mas pela força e
inspiração de cada dia.
       À maravilhosa equipe da VOYAGER Business Technology Ltda., palavras são poucas
para expressar o sentimento de gratidão, citar nomes seria uma injustiça, pois todos
trabalharam e ajudaram nesta conquista.
LOCAL DE ESTÁGIO




Empresa                    VOYAGER Business Technology Ltda.
Endereço                   SCS QD.01 BL.G ED.BARACAT sl.702
CNPJ                       04.528.676/0001-03
Cidade                     Brasília – DF
CEP                        70.309-900
Telefone                   (61) 3321.0788
E-mail                     crm@voyager.srv.br
Responsável pela empresa   EMILSON DONIZETH DOS REIS
A Lei do Mundo:


    O mundo está cheio de coisas que possuem características próprias
                                          e que se relacionam entre si.


                                             _________Peter P. Chen


“The Entity-Relatioship Model: Toward the unified view of data - 1976”
SUMÁRIO



1. INTRODUÇÃO, pág. 8
2. DESENVOLVIMENTO, pág.9
 2.1.     APRESENTAÇÃO DA EMPRESA, pág.9
         2.1.1.   Institucional, pág.9
         2.1.2.   Breve Histórico, pág.9
         2.1.3.   Diagrama Funcional, pág.10
         2.1.4.   Principais Verticais, pág.11
3. PROGRAMAÇÃO DAS ATIVIDADES, pág.12
4. ATIVIDADES DESENVOLVIDAS, pág.13
  4.1. Início do Estágio, pág.13
  4.2. Atividades em ordem cronológica, pág.13
5. RECURSOS DA INFORMÁTICA, pág.16
  5.1. Hardware, pág.16
  5.2. Software, pág.16
  5.3. Internet, pág.16
6. CONCLUSÃO, pág.17
7. REFERÊNCIAS, pág.18
8


   1. INTRODUÇÃO:


       O Estágio de Licenciatura é uma exigência da Lei de Diretrizes e Bases da
Educação Nacional (nº 9394/96). O estágio é necessário à formação profissional a fim
de adequar essa formação às expectativas do mercado de trabalho onde o aluno irá
atuar. Assim o estágio dá oportunidade de aliar a teoria à prática.
               O presente trabalho tem por objetivo relatar as atividades desenvolvidas
durante o Estágio Supervisionado do curso Técnico em Informática, ministrada pelo
professor Paulo Tadeu Peres Ingrácio, como cumprimento da exigência acima. O
estágio foi realizado na empresa VOYAGER Business Technology LTDA.
       O Estágio Supervisionado visa fortalecer a relação teoria e prática baseado no
princípio metodológico de que o desenvolvimento de competências profissionais
implica em utilizar conhecimentos adquiridos, quer na vida acadêmica quer na vida
profissional e pessoal. Sendo assim, o estágio constitui-se em importante instrumento de
conhecimento e de integração do aluno na realidade social, econômica e do trabalho em
sua área profissional.
       Este trabalho foi desenvolvido na Unidade de Gestão da Qualidade e na Unidade
de Capacitação Tecnológica, em vários projetos, entre eles destacam-se Coordenação do
credenciamento Exin, Coordenação da entrega dos cursos de Desenvolvedores no Rio
de Janeiro, e Coordenação da Consultoria para implantação da NBR ISO/IEC 20000.
9

2. DESENVOLVIMENTO




     2.1. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA




                 2.1.1   Institucional

               RAZÃO SOCIAL: VOYAGER Business Technology


               VISÃO - Na vanguarda das inovações e do conhecimento humano
  em suas verticais de atuação, estabelecer-se como uma organização de base
  tecnológica sólida e de destaque regional.


               MISSÃO: Prover soluções de apoio à qualidade de serviços de
  Tecnologia da Informação – TI.




                 2.1.2   Breve Histórico



               Criada em 1997 e fundada em 2001, a VOYAGER é administrada
  e operada por um grupo de consultores de Tecnologia da Informação;


               Sua formação e marca imprime conceitos de VELOCIDADE DE
  RESPOSTA,       MODERNIDADE,           PROATIVIDADE,        QUALIDADE         e,
  sobretudo, INOVAÇÃO;


               Fundamentação técnica fortemente lastreada em comunidades de
  prática de Governança , Universidades, Institutos de Pesquisas e instituições de
  classe;
10

              Participação voluntária em comunidades de práticas e instituições
de classe, tais como: PMI (chapter DF), CobiT, SPIN, dentre outros;


              Entrega de serviços fundamentada em metodologia própria focada
em resultados e satisfação de clientes;


              Em seu seleto grupo de clientes, inclui: STF, ANTT, Coca Cola,
TCU, MRE, MTE, CAESB, Petrobrás, Correios, Odebrecht, Stefanini, TRF,
MARK, CTIS, dentre outros.



               2.1.3   Diagrama Funcional




Figura 01 – Diagrama Funcional
11

                2.1.4   Principais Verticais


2.1.4.1 Gerenciamento de Projeto



               Alinhamento organizacional;
               Diagnóstico e planejamento;
               Implementação de metodologia;
               Implantação do PMO;
               Materialização do PMO;
               Integração de Ferramentas Tecnológicas;
               Programa de capacitação.



2.1.4.2. Governança Corporativa e de TI

               Diagnóstico e planejamento;
               Desenho e implantação de processos;
               Integração de Ferramentas Tecnológicas;
               Programa de capacitação.



2.1.4.3. Governo Eletrônico – Egov

               eGOV     INTERNET (rede de internet pública – elaboração e
implantação);
               eGOV DIGITAL (plataforma de modernização administrativa);
               eGOV      PREV (plataforma de gestão de previdência social
pública-privada).



2.1.4.4. Segurança da Informação

               Projetos de auditoria-consultoria;
               Sistemas especialistas
               Integração de componentes e software;
               Suporte corporativo
12



       2.1.4.5. Programas Especiais

                    PCT – Programa de Capacitação Tecnológica;
                    PSL – Programa de Software Livre;
                    PIC – Programa de Integração de Componentes.




       Em seu BACKOFFICE (ver Item 2.1.3. Diagrama Funcional), compõe a
Unidade de Gestão da Qualidade - UGQ e Unidade de Capacitação Tecnológica – UCT
onde foram desenvolvidas as atividades do estágio curricular. Na UGQ iniciou-se:


                    Credenciamento Exin, organismo certificador de qualidade em TI;
                    Implantação NBR ISO 9001-2008;
                    Consultoria NBR ISO/IEC 20000.


       A UCT coordena o Programa de Capacitação Tecnológica, onde foram
planejados a entrega dos cursos de JAVA Web e SCRUM.




       3. PROGRAMAÇÃO DAS ATIVIDADES



       Gráfico de Gantt produzido no MSO Project, das atividades de estágio curricular
SENAC, realizadas do período de 09/06 a 05/08/2011.




Figura 02 – Cronograma
13

       4. ATIVIDADES DESENVOLVIDAS


       4.1. Início do Estágio

       O estágio foi formalizado no período de 09/6 a 05/8, no BackOffice da UGQ e
UCT. Tendo como supervisor Valério Efrem, autorizado pelo Representante Legal da
empresa Sr.Emilson Donizeth.



       4.2. Atividades em ordem cronológica


       4.2.1 Coordenação do Credenciamento Exin

       – Atividade realizada na UGQ
       O EXIN é um dos principais players no mercado internacional de exames de
Gerenciamento de Serviços de TI (ITSM, IT Service Management). Esta posição foi
alcançada com a criação dos exames ITIL® V1 e V2. Diariamente, os exames do EXIN
são realizados em mais de 165 países, em 6 continentes e em 12 idiomas.


       Todos os exames do EXIN baseiam-se em competências e funções de trabalho
exigidas pelo setor, bem como em normas, melhores práticas e estruturas de aceitação
internacional, como ISO/IEC 20000, ISO/IEC 27000, ITIL®, MOF, ASL, biSL,
TMap® e SCP.
       http://www.exin-itsm.com.br/pt_BR/about.html


       Nesta atividade, foram necessários conhecimentos baseados em Operação e
Suporte em Informática, Administração básica e Gerenciamento de Projetos.



       4.2.2. Coordenação do Curso JavaWeb RJ

       – Atividade realizada na UCT (PCT)


       Entrega do terceiro módulo do objeto de contrato de licitação onde constam:
                    HTML/CSS/JavaScript;
14

                     Java Orientado a Objetos;
                     Java para desenvolvimento Web;
                     Java Enterprise Aplications;
                     Ajax;
                     Java Workshop;
                     ITIL;
                     SCRUM.


       Houve planejamento de cronograma, anúncio e seleção de profissionais
qualificados, editoração de apostilas, introdução ao sistema de gerenciamento de entrega
da empresa, técnicas de produção de texto e matemática financeira.




       4.2.3. Coordenação da Implantação ISO 9001-2008

       – Atividade realizada na UGQ


       ISO 9001:2008 é uma norma internacional que fornece requisitos para o Sistema
de Gestão da Qualidade (SGQ) das organizações. Faz parte de uma série de normas,
geralmente chamada no coletivo de Série ISO 9000. Foi elaborada através de um
consenso internacional sobre as práticas que uma empresa pode tomar a fim de atender
plenamente os requisitos de qualidade do cliente.


       Participando desta atividade, foi necessário conhecimentos de Gerência de
Projeto elaborando planejamento de agenda para as reuniões, técnicas de produção de
texto para documentação exigida.



       4.2.4. Coordenação da Consultoria ABNT

       – Atividade realizada na UGQ


       Fundada em 1940, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) é o
órgão responsável pela normalização técnica no país, fornecendo a base necessária ao
15

desenvolvimento tecnológico brasileiro. Assinou contrato de consultoria técnica
especializada com a VOYAGER vigente a partir de 01 de agosto.


       Relacionado com o organismo a fim de formalizar o contrato, obtendo e
recebendo dados para iniciar a entrega do serviço, junto a consultores especializados no
assunto do Objeto de contrato.



       4.2.5.Coordenação da Implantação ISO 20000

       - Atividade realizada na UGQ


       A ISO 20000 é um conjunto de normas que define as melhores práticas de
gerenciamento de serviços de TI, baseada na norma BS 15000 (British Standard) e tem
a intenção de ser completamente compatível com o ITIL (Information Technology
Infrastructure Library).


       Envolvimento com a equipe de consultores, participando de reuniões com o
clientes, participando da formulação de propostas e planejando as atividades dos
consultores.




       4.2.6. Entrevista dos estagiários

        – Atividade realizada na UCT


       Concedido     o     convênio   SENAC/VOYAGER,          a   empresa     solicitou    a
disponibilidade de estudantes a entidade para realizar trabalhos gráficos. A entrevista foi
realizada a partir de conhecimento de estudos de caso e fundamentos da administração
básica; com apoio da Alta Direção da empresa.



       4.2.7. Coordenação do Curso de SCRUM

       – Atividade realizada na UCT (PCT)
16



       SCRUM é um modelo ágil para desenvolvimento de software. Framework para
gerenciamento de projetos que utilizam metodologias ágeis.

       Assim como o item 4.2.2, houve planejamento de cronograma, anúncio e seleção
de profissionais qualificados, editoração de apostilas, introdução ao sistema de
gerenciamento de entrega da empresa, técnicas de produção de texto e matemática
financeira.



       5. RECURSOS DA INFORMÁTICA


       5.1. Hardware

                             Placa-mãe On-Board ASUS P5KPL-CM (2 PCI, 1 PCI-E
              X1, 1 PCI-E X16, 2 DDR2 DIMM, Audio, Video, Gigabit Lan);
                             Memória de 2 GB DDR 2-800;
                             Processador Dual Core Intel Pentium E2200 2218 MHZ;
                             Monitor analógico 17" LCD LG W1752;
                             Servidor Core 2 Quad, Asus




       5.2. Software

                            Sistema operacional Microsoft Windows XP Professional
                  Service Pack 3 32 Bits com a versão 5.1.2600;
                            Internet Explorer 8.0;
                            Mozilla Firefox 5.0;
                            Pacote Microsoft Office 2007 completo (Visio e Project);
                            Skype 5.3;

       5.3. Internet

       O acesso à Internet é realizado com a banda larga de 15 MB.
17




       6. CONCLUSÃO

       O estágio curricular é uma oportunidade à complementação do aprendizado
obtido na escola técnica. Proporcionando inclusive, orientação sobre a escolha da futura
especialização profissional. Foi de extrema importância os conhecimentos obtidos no
Curso Técnico em Informática, pois sem eles, não haveria possibilidade de executar as
funções propostas pela empresa. Todas as atividades do estágio reuniram noções de
informática, e gestão de TI, que estão inclusas na grade curricular, dispondo com
facilidade a maneira de exercer as tarefas. Validando ainda, o interesse em cursar o
ensino superior de Gestão de TI, e futuramente na área de Governança de TI e
Gerenciamento de Projetos.
       Apesar da grande importância do estágio, a grade curricular iluminou o saber
sobre a área de informática. Características profissionais, tais como pró-atividade,
qualidade, diplomacia e sobretudo respeito; foram de grande relevância para o bom
desempenho das tarefas. Houve momentos de grande dificuldades, mas foram superadas
com reuniões motivacionais e operacionais. É possível mensurar com louvor os
conhecimentos adquiridos com o estágio curricular. Cumprindo assim sua finalidade,
ser um período de experiência para o futuro Técnico em Informática, agregando tanto
informações técnicas como também o desenvolvimento das relações interpessoais.
18



7. REFERÊNCIAS


As referências utilizadas foram os manuais da empresa, termos NDA dos
organismos envolvidos, editais de licitação e consultas aos participantes da
equipe.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

TCC / Monografia em ITIL - 2
TCC / Monografia em ITIL - 2TCC / Monografia em ITIL - 2
TCC / Monografia em ITIL - 2
Fernando Palma
 
Manual pim i comum entre os cursos de gestão - turma 2010
Manual pim i   comum entre os cursos de gestão - turma 2010Manual pim i   comum entre os cursos de gestão - turma 2010
Manual pim i comum entre os cursos de gestão - turma 2010
Jose Rudy
 
Metodologia para Definição de Processo de Desenvolvimento de Software Baseada...
Metodologia para Definição de Processo de Desenvolvimento de Software Baseada...Metodologia para Definição de Processo de Desenvolvimento de Software Baseada...
Metodologia para Definição de Processo de Desenvolvimento de Software Baseada...
Francisco Edmundo Andrade
 
PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR IV - PIM IV
PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR IV - PIM IVPROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR IV - PIM IV
PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR IV - PIM IV
Henry Jackman
 
MELHORIA DE PROCESSO DE SOFTWARE BRASILEIRO APLICADO NO NÍVEL DE MATURIDADE F...
MELHORIA DE PROCESSO DE SOFTWARE BRASILEIRO APLICADO NO NÍVEL DE MATURIDADE F...MELHORIA DE PROCESSO DE SOFTWARE BRASILEIRO APLICADO NO NÍVEL DE MATURIDADE F...
MELHORIA DE PROCESSO DE SOFTWARE BRASILEIRO APLICADO NO NÍVEL DE MATURIDADE F...
Adson Wendel
 
PDF - Projeto de Pesquisa: MELHORIA DE PROCESSO DE SOFTWARE BRASILEIRO APLICA...
PDF - Projeto de Pesquisa: MELHORIA DE PROCESSO DE SOFTWARE BRASILEIRO APLICA...PDF - Projeto de Pesquisa: MELHORIA DE PROCESSO DE SOFTWARE BRASILEIRO APLICA...
PDF - Projeto de Pesquisa: MELHORIA DE PROCESSO DE SOFTWARE BRASILEIRO APLICA...
Adson Wendel
 
Como Implantar Uma Universidade Corporativa
Como Implantar Uma Universidade CorporativaComo Implantar Uma Universidade Corporativa
Como Implantar Uma Universidade Corporativa
webAula S/A
 
Novas Tecnologias em IES
Novas Tecnologias em IESNovas Tecnologias em IES
Novas Tecnologias em IES
Patricia Costa
 
BPM: Influência da sua implementação tecnológica numa organização.
BPM: Influência da sua implementação tecnológica numa organização.BPM: Influência da sua implementação tecnológica numa organização.
BPM: Influência da sua implementação tecnológica numa organização.
Tiago Assentiz Alberto, CSM
 
Artefato PETIC Final Petrobras UO-SEAL
Artefato PETIC Final Petrobras UO-SEAL Artefato PETIC Final Petrobras UO-SEAL
Artefato PETIC Final Petrobras UO-SEAL
diegofarias2014
 
TCC - Estudo de caso: Implantação do Modelo MPS.BR
TCC - Estudo de caso: Implantação do Modelo MPS.BRTCC - Estudo de caso: Implantação do Modelo MPS.BR
TCC - Estudo de caso: Implantação do Modelo MPS.BR
Edimar Ramos
 
Manual do pim III Gestão da qualidade
Manual do pim III Gestão da qualidadeManual do pim III Gestão da qualidade
Manual do pim III Gestão da qualidade
Revair Ferraresi
 
Tcc fgv - engajamento de stakeholders na recuperação de brownfields por me...
Tcc   fgv -  engajamento de stakeholders na recuperação de brownfields por me...Tcc   fgv -  engajamento de stakeholders na recuperação de brownfields por me...
Tcc fgv - engajamento de stakeholders na recuperação de brownfields por me...
Waltemir de Melo
 
Aise
AiseAise
Planificação AISE
Planificação AISEPlanificação AISE
Planificação AISE
aerc1
 

Mais procurados (15)

TCC / Monografia em ITIL - 2
TCC / Monografia em ITIL - 2TCC / Monografia em ITIL - 2
TCC / Monografia em ITIL - 2
 
Manual pim i comum entre os cursos de gestão - turma 2010
Manual pim i   comum entre os cursos de gestão - turma 2010Manual pim i   comum entre os cursos de gestão - turma 2010
Manual pim i comum entre os cursos de gestão - turma 2010
 
Metodologia para Definição de Processo de Desenvolvimento de Software Baseada...
Metodologia para Definição de Processo de Desenvolvimento de Software Baseada...Metodologia para Definição de Processo de Desenvolvimento de Software Baseada...
Metodologia para Definição de Processo de Desenvolvimento de Software Baseada...
 
PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR IV - PIM IV
PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR IV - PIM IVPROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR IV - PIM IV
PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR IV - PIM IV
 
MELHORIA DE PROCESSO DE SOFTWARE BRASILEIRO APLICADO NO NÍVEL DE MATURIDADE F...
MELHORIA DE PROCESSO DE SOFTWARE BRASILEIRO APLICADO NO NÍVEL DE MATURIDADE F...MELHORIA DE PROCESSO DE SOFTWARE BRASILEIRO APLICADO NO NÍVEL DE MATURIDADE F...
MELHORIA DE PROCESSO DE SOFTWARE BRASILEIRO APLICADO NO NÍVEL DE MATURIDADE F...
 
PDF - Projeto de Pesquisa: MELHORIA DE PROCESSO DE SOFTWARE BRASILEIRO APLICA...
PDF - Projeto de Pesquisa: MELHORIA DE PROCESSO DE SOFTWARE BRASILEIRO APLICA...PDF - Projeto de Pesquisa: MELHORIA DE PROCESSO DE SOFTWARE BRASILEIRO APLICA...
PDF - Projeto de Pesquisa: MELHORIA DE PROCESSO DE SOFTWARE BRASILEIRO APLICA...
 
Como Implantar Uma Universidade Corporativa
Como Implantar Uma Universidade CorporativaComo Implantar Uma Universidade Corporativa
Como Implantar Uma Universidade Corporativa
 
Novas Tecnologias em IES
Novas Tecnologias em IESNovas Tecnologias em IES
Novas Tecnologias em IES
 
BPM: Influência da sua implementação tecnológica numa organização.
BPM: Influência da sua implementação tecnológica numa organização.BPM: Influência da sua implementação tecnológica numa organização.
BPM: Influência da sua implementação tecnológica numa organização.
 
Artefato PETIC Final Petrobras UO-SEAL
Artefato PETIC Final Petrobras UO-SEAL Artefato PETIC Final Petrobras UO-SEAL
Artefato PETIC Final Petrobras UO-SEAL
 
TCC - Estudo de caso: Implantação do Modelo MPS.BR
TCC - Estudo de caso: Implantação do Modelo MPS.BRTCC - Estudo de caso: Implantação do Modelo MPS.BR
TCC - Estudo de caso: Implantação do Modelo MPS.BR
 
Manual do pim III Gestão da qualidade
Manual do pim III Gestão da qualidadeManual do pim III Gestão da qualidade
Manual do pim III Gestão da qualidade
 
Tcc fgv - engajamento de stakeholders na recuperação de brownfields por me...
Tcc   fgv -  engajamento de stakeholders na recuperação de brownfields por me...Tcc   fgv -  engajamento de stakeholders na recuperação de brownfields por me...
Tcc fgv - engajamento de stakeholders na recuperação de brownfields por me...
 
Aise
AiseAise
Aise
 
Planificação AISE
Planificação AISEPlanificação AISE
Planificação AISE
 

Semelhante a 12082011 tcc senac_sayuri

Tecnologia da Informação para Concurso Dataprev
Tecnologia da Informação para Concurso DataprevTecnologia da Informação para Concurso Dataprev
Tecnologia da Informação para Concurso Dataprev
Estratégia Concursos
 
Estagio modelo relatorio
Estagio modelo relatorioEstagio modelo relatorio
Estagio modelo relatorio
renannmaia13
 
Projecto TICE.PT – Apoios Financeiros
Projecto TICE.PT – Apoios FinanceirosProjecto TICE.PT – Apoios Financeiros
Projecto TICE.PT – Apoios Financeiros
Strongstep - Innovation in software quality
 
Maturidade e Implantação do CobIT® - Prof. Maurílio Benevento
Maturidade e Implantação do CobIT® - Prof. Maurílio Benevento Maturidade e Implantação do CobIT® - Prof. Maurílio Benevento
Maturidade e Implantação do CobIT® - Prof. Maurílio Benevento
Sustentare Escola de Negócios
 
CURSO SPED FISCAL - ENC LEIAUTE
CURSO SPED FISCAL - ENC LEIAUTECURSO SPED FISCAL - ENC LEIAUTE
CURSO SPED FISCAL - ENC LEIAUTE
Professor Edgar Madruga
 
PROJETO TREINAMENTO EMPRESARIAL
PROJETO TREINAMENTO EMPRESARIALPROJETO TREINAMENTO EMPRESARIAL
PROJETO TREINAMENTO EMPRESARIAL
Freisder Lúcio Pereira
 
Curso Tecnologia da Informação (I) p/ SMG/SP - APDO
Curso Tecnologia da Informação (I) p/ SMG/SP - APDOCurso Tecnologia da Informação (I) p/ SMG/SP - APDO
Curso Tecnologia da Informação (I) p/ SMG/SP - APDO
Estratégia Concursos
 
123456789987654321
123456789987654321123456789987654321
123456789987654321
LDS-Labs
 
COBIT - Control Objectives for Information and related Technology
COBIT - Control Objectives for Information and related TechnologyCOBIT - Control Objectives for Information and related Technology
COBIT - Control Objectives for Information and related Technology
Deroci Nonato Júnior
 
Relatorio_TIC_2012
Relatorio_TIC_2012Relatorio_TIC_2012
Relatorio_TIC_2012
Armando Gonçalves
 
Apresentação TCC I - IES/SC 2013
Apresentação TCC I - IES/SC 2013Apresentação TCC I - IES/SC 2013
Apresentação TCC I - IES/SC 2013
William Melchior Jablonski, CTFL
 
Pim 4
Pim 4Pim 4
CV Pedro Varandas
CV Pedro VarandasCV Pedro Varandas
20090401 Palestra Capm Grupo Yahoo V01
20090401 Palestra Capm Grupo Yahoo V0120090401 Palestra Capm Grupo Yahoo V01
20090401 Palestra Capm Grupo Yahoo V01
Carlos Augusto Freitas
 
Maceio ge19-gestão de projetos-implantação da manutenção autônoma (ma) nas ár...
Maceio ge19-gestão de projetos-implantação da manutenção autônoma (ma) nas ár...Maceio ge19-gestão de projetos-implantação da manutenção autônoma (ma) nas ár...
Maceio ge19-gestão de projetos-implantação da manutenção autônoma (ma) nas ár...
Marco Coghi
 
Maceio ge19-gestão de projetos-implantação da manutenção autônoma (ma) nas ár...
Maceio ge19-gestão de projetos-implantação da manutenção autônoma (ma) nas ár...Maceio ge19-gestão de projetos-implantação da manutenção autônoma (ma) nas ár...
Maceio ge19-gestão de projetos-implantação da manutenção autônoma (ma) nas ár...
Marco Coghi
 
Startup em Scrum
Startup em ScrumStartup em Scrum
Startup em Scrum
Noaldo Sales
 
Portuguese CV
Portuguese CVPortuguese CV
Portuguese CV
rutevieira37
 
Rites Edital FIEMG Lab
Rites  Edital FIEMG LabRites  Edital FIEMG Lab
Planejamento Estratéfico de TI - Grupo-B
Planejamento Estratéfico de TI - Grupo-BPlanejamento Estratéfico de TI - Grupo-B
Planejamento Estratéfico de TI - Grupo-B
ferottoboni
 

Semelhante a 12082011 tcc senac_sayuri (20)

Tecnologia da Informação para Concurso Dataprev
Tecnologia da Informação para Concurso DataprevTecnologia da Informação para Concurso Dataprev
Tecnologia da Informação para Concurso Dataprev
 
Estagio modelo relatorio
Estagio modelo relatorioEstagio modelo relatorio
Estagio modelo relatorio
 
Projecto TICE.PT – Apoios Financeiros
Projecto TICE.PT – Apoios FinanceirosProjecto TICE.PT – Apoios Financeiros
Projecto TICE.PT – Apoios Financeiros
 
Maturidade e Implantação do CobIT® - Prof. Maurílio Benevento
Maturidade e Implantação do CobIT® - Prof. Maurílio Benevento Maturidade e Implantação do CobIT® - Prof. Maurílio Benevento
Maturidade e Implantação do CobIT® - Prof. Maurílio Benevento
 
CURSO SPED FISCAL - ENC LEIAUTE
CURSO SPED FISCAL - ENC LEIAUTECURSO SPED FISCAL - ENC LEIAUTE
CURSO SPED FISCAL - ENC LEIAUTE
 
PROJETO TREINAMENTO EMPRESARIAL
PROJETO TREINAMENTO EMPRESARIALPROJETO TREINAMENTO EMPRESARIAL
PROJETO TREINAMENTO EMPRESARIAL
 
Curso Tecnologia da Informação (I) p/ SMG/SP - APDO
Curso Tecnologia da Informação (I) p/ SMG/SP - APDOCurso Tecnologia da Informação (I) p/ SMG/SP - APDO
Curso Tecnologia da Informação (I) p/ SMG/SP - APDO
 
123456789987654321
123456789987654321123456789987654321
123456789987654321
 
COBIT - Control Objectives for Information and related Technology
COBIT - Control Objectives for Information and related TechnologyCOBIT - Control Objectives for Information and related Technology
COBIT - Control Objectives for Information and related Technology
 
Relatorio_TIC_2012
Relatorio_TIC_2012Relatorio_TIC_2012
Relatorio_TIC_2012
 
Apresentação TCC I - IES/SC 2013
Apresentação TCC I - IES/SC 2013Apresentação TCC I - IES/SC 2013
Apresentação TCC I - IES/SC 2013
 
Pim 4
Pim 4Pim 4
Pim 4
 
CV Pedro Varandas
CV Pedro VarandasCV Pedro Varandas
CV Pedro Varandas
 
20090401 Palestra Capm Grupo Yahoo V01
20090401 Palestra Capm Grupo Yahoo V0120090401 Palestra Capm Grupo Yahoo V01
20090401 Palestra Capm Grupo Yahoo V01
 
Maceio ge19-gestão de projetos-implantação da manutenção autônoma (ma) nas ár...
Maceio ge19-gestão de projetos-implantação da manutenção autônoma (ma) nas ár...Maceio ge19-gestão de projetos-implantação da manutenção autônoma (ma) nas ár...
Maceio ge19-gestão de projetos-implantação da manutenção autônoma (ma) nas ár...
 
Maceio ge19-gestão de projetos-implantação da manutenção autônoma (ma) nas ár...
Maceio ge19-gestão de projetos-implantação da manutenção autônoma (ma) nas ár...Maceio ge19-gestão de projetos-implantação da manutenção autônoma (ma) nas ár...
Maceio ge19-gestão de projetos-implantação da manutenção autônoma (ma) nas ár...
 
Startup em Scrum
Startup em ScrumStartup em Scrum
Startup em Scrum
 
Portuguese CV
Portuguese CVPortuguese CV
Portuguese CV
 
Rites Edital FIEMG Lab
Rites  Edital FIEMG LabRites  Edital FIEMG Lab
Rites Edital FIEMG Lab
 
Planejamento Estratéfico de TI - Grupo-B
Planejamento Estratéfico de TI - Grupo-BPlanejamento Estratéfico de TI - Grupo-B
Planejamento Estratéfico de TI - Grupo-B
 

Mais de Sayurï Yamane

Tópicos Avançados de Administração
Tópicos Avançados de AdministraçãoTópicos Avançados de Administração
Tópicos Avançados de Administração
Sayurï Yamane
 
FINANÇAS COMPORTAMENTAIS:
FINANÇAS COMPORTAMENTAIS:FINANÇAS COMPORTAMENTAIS:
FINANÇAS COMPORTAMENTAIS:
Sayurï Yamane
 
Origem
OrigemOrigem
Origem
OrigemOrigem
Teoria do Caos
Teoria do CaosTeoria do Caos
Teoria do Caos
Sayurï Yamane
 
O significado do sacramento
O significado do sacramentoO significado do sacramento
O significado do sacramento
Sayurï Yamane
 
Daisuki convenience v8
Daisuki convenience v8 Daisuki convenience v8
Daisuki convenience v8
Sayurï Yamane
 
Comp org inovacao
Comp org inovacaoComp org inovacao
Comp org inovacao
Sayurï Yamane
 
Licao43
Licao43Licao43
12082011 tcc senac_sayuri
12082011 tcc senac_sayuri12082011 tcc senac_sayuri
12082011 tcc senac_sayuri
Sayurï Yamane
 
Tsm
TsmTsm
Hinos mocas
Hinos mocasHinos mocas
Hinos mocas
Sayurï Yamane
 
Lição 40 completo
Lição 40 completoLição 40 completo
Lição 40 completo
Sayurï Yamane
 
Licao43
Licao43Licao43

Mais de Sayurï Yamane (14)

Tópicos Avançados de Administração
Tópicos Avançados de AdministraçãoTópicos Avançados de Administração
Tópicos Avançados de Administração
 
FINANÇAS COMPORTAMENTAIS:
FINANÇAS COMPORTAMENTAIS:FINANÇAS COMPORTAMENTAIS:
FINANÇAS COMPORTAMENTAIS:
 
Origem
OrigemOrigem
Origem
 
Origem
OrigemOrigem
Origem
 
Teoria do Caos
Teoria do CaosTeoria do Caos
Teoria do Caos
 
O significado do sacramento
O significado do sacramentoO significado do sacramento
O significado do sacramento
 
Daisuki convenience v8
Daisuki convenience v8 Daisuki convenience v8
Daisuki convenience v8
 
Comp org inovacao
Comp org inovacaoComp org inovacao
Comp org inovacao
 
Licao43
Licao43Licao43
Licao43
 
12082011 tcc senac_sayuri
12082011 tcc senac_sayuri12082011 tcc senac_sayuri
12082011 tcc senac_sayuri
 
Tsm
TsmTsm
Tsm
 
Hinos mocas
Hinos mocasHinos mocas
Hinos mocas
 
Lição 40 completo
Lição 40 completoLição 40 completo
Lição 40 completo
 
Licao43
Licao43Licao43
Licao43
 

12082011 tcc senac_sayuri

  • 1. RELATÓRIO DE CONCLUSÃO DE ESTÁGIO SAYURI YAMANE RIBEIRO SENAC – Centro de Educação Profissional JESSÉ FEIRE – DF 2011 Brasília - DF 2011
  • 2. SAYURI YAMANE RIBEIRO Relatório de conclusão de curso Técnico em Informática do Centro de Educação Profissional Senac Jessé Freire como parte dos requisitos para obtenção do certificado de Técnico em Informática. Brasília - DF 2011
  • 3. TERMO DE RECEBIMENTO Relatório de estágio entregue como requisito parcial para obtenção do certificado de Técnico em Informática, em 05 de agosto de 2011 _______________________________________________ Estagiário _______________________________________________ Supervisor do Estágio _______________________________________________ Resultado
  • 4. AGRADECIMENTOS Agradeço ao Senhor Deus, Todo Poderoso, Clemente e Misericordioso, Magnânimo Criador do Universo, que me ilumina com Suas infinitas bênçãos, Sua sabedoria e acima de tudo a Salvação em Jesus Cristo. Aos meus filhos que não só tem colaborado com minhas vitórias, mas pela força e inspiração de cada dia. À maravilhosa equipe da VOYAGER Business Technology Ltda., palavras são poucas para expressar o sentimento de gratidão, citar nomes seria uma injustiça, pois todos trabalharam e ajudaram nesta conquista.
  • 5. LOCAL DE ESTÁGIO Empresa VOYAGER Business Technology Ltda. Endereço SCS QD.01 BL.G ED.BARACAT sl.702 CNPJ 04.528.676/0001-03 Cidade Brasília – DF CEP 70.309-900 Telefone (61) 3321.0788 E-mail crm@voyager.srv.br Responsável pela empresa EMILSON DONIZETH DOS REIS
  • 6. A Lei do Mundo: O mundo está cheio de coisas que possuem características próprias e que se relacionam entre si. _________Peter P. Chen “The Entity-Relatioship Model: Toward the unified view of data - 1976”
  • 7. SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO, pág. 8 2. DESENVOLVIMENTO, pág.9 2.1. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA, pág.9 2.1.1. Institucional, pág.9 2.1.2. Breve Histórico, pág.9 2.1.3. Diagrama Funcional, pág.10 2.1.4. Principais Verticais, pág.11 3. PROGRAMAÇÃO DAS ATIVIDADES, pág.12 4. ATIVIDADES DESENVOLVIDAS, pág.13 4.1. Início do Estágio, pág.13 4.2. Atividades em ordem cronológica, pág.13 5. RECURSOS DA INFORMÁTICA, pág.16 5.1. Hardware, pág.16 5.2. Software, pág.16 5.3. Internet, pág.16 6. CONCLUSÃO, pág.17 7. REFERÊNCIAS, pág.18
  • 8. 8 1. INTRODUÇÃO: O Estágio de Licenciatura é uma exigência da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (nº 9394/96). O estágio é necessário à formação profissional a fim de adequar essa formação às expectativas do mercado de trabalho onde o aluno irá atuar. Assim o estágio dá oportunidade de aliar a teoria à prática. O presente trabalho tem por objetivo relatar as atividades desenvolvidas durante o Estágio Supervisionado do curso Técnico em Informática, ministrada pelo professor Paulo Tadeu Peres Ingrácio, como cumprimento da exigência acima. O estágio foi realizado na empresa VOYAGER Business Technology LTDA. O Estágio Supervisionado visa fortalecer a relação teoria e prática baseado no princípio metodológico de que o desenvolvimento de competências profissionais implica em utilizar conhecimentos adquiridos, quer na vida acadêmica quer na vida profissional e pessoal. Sendo assim, o estágio constitui-se em importante instrumento de conhecimento e de integração do aluno na realidade social, econômica e do trabalho em sua área profissional. Este trabalho foi desenvolvido na Unidade de Gestão da Qualidade e na Unidade de Capacitação Tecnológica, em vários projetos, entre eles destacam-se Coordenação do credenciamento Exin, Coordenação da entrega dos cursos de Desenvolvedores no Rio de Janeiro, e Coordenação da Consultoria para implantação da NBR ISO/IEC 20000.
  • 9. 9 2. DESENVOLVIMENTO 2.1. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA 2.1.1 Institucional  RAZÃO SOCIAL: VOYAGER Business Technology  VISÃO - Na vanguarda das inovações e do conhecimento humano em suas verticais de atuação, estabelecer-se como uma organização de base tecnológica sólida e de destaque regional.  MISSÃO: Prover soluções de apoio à qualidade de serviços de Tecnologia da Informação – TI. 2.1.2 Breve Histórico  Criada em 1997 e fundada em 2001, a VOYAGER é administrada e operada por um grupo de consultores de Tecnologia da Informação;  Sua formação e marca imprime conceitos de VELOCIDADE DE RESPOSTA, MODERNIDADE, PROATIVIDADE, QUALIDADE e, sobretudo, INOVAÇÃO;  Fundamentação técnica fortemente lastreada em comunidades de prática de Governança , Universidades, Institutos de Pesquisas e instituições de classe;
  • 10. 10  Participação voluntária em comunidades de práticas e instituições de classe, tais como: PMI (chapter DF), CobiT, SPIN, dentre outros;  Entrega de serviços fundamentada em metodologia própria focada em resultados e satisfação de clientes;  Em seu seleto grupo de clientes, inclui: STF, ANTT, Coca Cola, TCU, MRE, MTE, CAESB, Petrobrás, Correios, Odebrecht, Stefanini, TRF, MARK, CTIS, dentre outros. 2.1.3 Diagrama Funcional Figura 01 – Diagrama Funcional
  • 11. 11 2.1.4 Principais Verticais 2.1.4.1 Gerenciamento de Projeto  Alinhamento organizacional;  Diagnóstico e planejamento;  Implementação de metodologia;  Implantação do PMO;  Materialização do PMO;  Integração de Ferramentas Tecnológicas;  Programa de capacitação. 2.1.4.2. Governança Corporativa e de TI  Diagnóstico e planejamento;  Desenho e implantação de processos;  Integração de Ferramentas Tecnológicas;  Programa de capacitação. 2.1.4.3. Governo Eletrônico – Egov  eGOV INTERNET (rede de internet pública – elaboração e implantação);  eGOV DIGITAL (plataforma de modernização administrativa);  eGOV PREV (plataforma de gestão de previdência social pública-privada). 2.1.4.4. Segurança da Informação  Projetos de auditoria-consultoria;  Sistemas especialistas  Integração de componentes e software;  Suporte corporativo
  • 12. 12 2.1.4.5. Programas Especiais  PCT – Programa de Capacitação Tecnológica;  PSL – Programa de Software Livre;  PIC – Programa de Integração de Componentes. Em seu BACKOFFICE (ver Item 2.1.3. Diagrama Funcional), compõe a Unidade de Gestão da Qualidade - UGQ e Unidade de Capacitação Tecnológica – UCT onde foram desenvolvidas as atividades do estágio curricular. Na UGQ iniciou-se:  Credenciamento Exin, organismo certificador de qualidade em TI;  Implantação NBR ISO 9001-2008;  Consultoria NBR ISO/IEC 20000. A UCT coordena o Programa de Capacitação Tecnológica, onde foram planejados a entrega dos cursos de JAVA Web e SCRUM. 3. PROGRAMAÇÃO DAS ATIVIDADES Gráfico de Gantt produzido no MSO Project, das atividades de estágio curricular SENAC, realizadas do período de 09/06 a 05/08/2011. Figura 02 – Cronograma
  • 13. 13 4. ATIVIDADES DESENVOLVIDAS 4.1. Início do Estágio O estágio foi formalizado no período de 09/6 a 05/8, no BackOffice da UGQ e UCT. Tendo como supervisor Valério Efrem, autorizado pelo Representante Legal da empresa Sr.Emilson Donizeth. 4.2. Atividades em ordem cronológica 4.2.1 Coordenação do Credenciamento Exin – Atividade realizada na UGQ O EXIN é um dos principais players no mercado internacional de exames de Gerenciamento de Serviços de TI (ITSM, IT Service Management). Esta posição foi alcançada com a criação dos exames ITIL® V1 e V2. Diariamente, os exames do EXIN são realizados em mais de 165 países, em 6 continentes e em 12 idiomas. Todos os exames do EXIN baseiam-se em competências e funções de trabalho exigidas pelo setor, bem como em normas, melhores práticas e estruturas de aceitação internacional, como ISO/IEC 20000, ISO/IEC 27000, ITIL®, MOF, ASL, biSL, TMap® e SCP. http://www.exin-itsm.com.br/pt_BR/about.html Nesta atividade, foram necessários conhecimentos baseados em Operação e Suporte em Informática, Administração básica e Gerenciamento de Projetos. 4.2.2. Coordenação do Curso JavaWeb RJ – Atividade realizada na UCT (PCT) Entrega do terceiro módulo do objeto de contrato de licitação onde constam:  HTML/CSS/JavaScript;
  • 14. 14  Java Orientado a Objetos;  Java para desenvolvimento Web;  Java Enterprise Aplications;  Ajax;  Java Workshop;  ITIL;  SCRUM. Houve planejamento de cronograma, anúncio e seleção de profissionais qualificados, editoração de apostilas, introdução ao sistema de gerenciamento de entrega da empresa, técnicas de produção de texto e matemática financeira. 4.2.3. Coordenação da Implantação ISO 9001-2008 – Atividade realizada na UGQ ISO 9001:2008 é uma norma internacional que fornece requisitos para o Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ) das organizações. Faz parte de uma série de normas, geralmente chamada no coletivo de Série ISO 9000. Foi elaborada através de um consenso internacional sobre as práticas que uma empresa pode tomar a fim de atender plenamente os requisitos de qualidade do cliente. Participando desta atividade, foi necessário conhecimentos de Gerência de Projeto elaborando planejamento de agenda para as reuniões, técnicas de produção de texto para documentação exigida. 4.2.4. Coordenação da Consultoria ABNT – Atividade realizada na UGQ Fundada em 1940, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) é o órgão responsável pela normalização técnica no país, fornecendo a base necessária ao
  • 15. 15 desenvolvimento tecnológico brasileiro. Assinou contrato de consultoria técnica especializada com a VOYAGER vigente a partir de 01 de agosto. Relacionado com o organismo a fim de formalizar o contrato, obtendo e recebendo dados para iniciar a entrega do serviço, junto a consultores especializados no assunto do Objeto de contrato. 4.2.5.Coordenação da Implantação ISO 20000 - Atividade realizada na UGQ A ISO 20000 é um conjunto de normas que define as melhores práticas de gerenciamento de serviços de TI, baseada na norma BS 15000 (British Standard) e tem a intenção de ser completamente compatível com o ITIL (Information Technology Infrastructure Library). Envolvimento com a equipe de consultores, participando de reuniões com o clientes, participando da formulação de propostas e planejando as atividades dos consultores. 4.2.6. Entrevista dos estagiários – Atividade realizada na UCT Concedido o convênio SENAC/VOYAGER, a empresa solicitou a disponibilidade de estudantes a entidade para realizar trabalhos gráficos. A entrevista foi realizada a partir de conhecimento de estudos de caso e fundamentos da administração básica; com apoio da Alta Direção da empresa. 4.2.7. Coordenação do Curso de SCRUM – Atividade realizada na UCT (PCT)
  • 16. 16 SCRUM é um modelo ágil para desenvolvimento de software. Framework para gerenciamento de projetos que utilizam metodologias ágeis. Assim como o item 4.2.2, houve planejamento de cronograma, anúncio e seleção de profissionais qualificados, editoração de apostilas, introdução ao sistema de gerenciamento de entrega da empresa, técnicas de produção de texto e matemática financeira. 5. RECURSOS DA INFORMÁTICA 5.1. Hardware  Placa-mãe On-Board ASUS P5KPL-CM (2 PCI, 1 PCI-E X1, 1 PCI-E X16, 2 DDR2 DIMM, Audio, Video, Gigabit Lan);  Memória de 2 GB DDR 2-800;  Processador Dual Core Intel Pentium E2200 2218 MHZ;  Monitor analógico 17" LCD LG W1752;  Servidor Core 2 Quad, Asus 5.2. Software  Sistema operacional Microsoft Windows XP Professional Service Pack 3 32 Bits com a versão 5.1.2600;  Internet Explorer 8.0;  Mozilla Firefox 5.0;  Pacote Microsoft Office 2007 completo (Visio e Project);  Skype 5.3; 5.3. Internet O acesso à Internet é realizado com a banda larga de 15 MB.
  • 17. 17 6. CONCLUSÃO O estágio curricular é uma oportunidade à complementação do aprendizado obtido na escola técnica. Proporcionando inclusive, orientação sobre a escolha da futura especialização profissional. Foi de extrema importância os conhecimentos obtidos no Curso Técnico em Informática, pois sem eles, não haveria possibilidade de executar as funções propostas pela empresa. Todas as atividades do estágio reuniram noções de informática, e gestão de TI, que estão inclusas na grade curricular, dispondo com facilidade a maneira de exercer as tarefas. Validando ainda, o interesse em cursar o ensino superior de Gestão de TI, e futuramente na área de Governança de TI e Gerenciamento de Projetos. Apesar da grande importância do estágio, a grade curricular iluminou o saber sobre a área de informática. Características profissionais, tais como pró-atividade, qualidade, diplomacia e sobretudo respeito; foram de grande relevância para o bom desempenho das tarefas. Houve momentos de grande dificuldades, mas foram superadas com reuniões motivacionais e operacionais. É possível mensurar com louvor os conhecimentos adquiridos com o estágio curricular. Cumprindo assim sua finalidade, ser um período de experiência para o futuro Técnico em Informática, agregando tanto informações técnicas como também o desenvolvimento das relações interpessoais.
  • 18. 18 7. REFERÊNCIAS As referências utilizadas foram os manuais da empresa, termos NDA dos organismos envolvidos, editais de licitação e consultas aos participantes da equipe.