SlideShare uma empresa Scribd logo
Escola Secundária de Algures Técnico de Gestão de Equipamentos Informáticos Disciplina : Comunicação de Dados Modulo nº1  “Introdução a comunicação de dados” Professor: Paulo Pimentel
Componentes  de uma rede de dados ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Componentes de uma rede de dados
Meios de transmissão de dados ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Meios de transmissão de dados ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Meios de transmissão de dados ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Transmissão de sinais digitais
Transmissão de sinais digitais
Transmissão de sinais analógicos ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Modos  de transmissão de dados ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Grandezas e Medidas  –  Termos a Conhecer ! ,[object Object],Ao nível informático a  largura de banda  é a quantidade de informação que pode ser transferida de um nó para outro num determinado período. Um modem comum (já obsoleto!) terá 56 kbps  (7 KB/s)  de largura de banda, uma ligação ADSL terá 512 kbps  ( 64 KB/s) . A título de exemplo, se um servidor Web tiver 100 KB/s de largura de banda, 10 visitas nesse segundo poderão ter uma velocidade de download do site de 10 KB/s, mas 100 visitas nesse mesmo tempo só poderão ter 1 KB/s.
Grandezas e Medidas ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Topologias de Rede A topologia de uma rede de comunicação, refere-se à forma como as ligações físicas existentes e os nós de uma comutação estão organizados, determinando caminhos físicos existentes e utilizáveis entre quaisquer pares de estações conectadas a essa rede. A topologia de uma rede muitas vezes caracteriza o seu tipo, eficiência e velocidade.  Mesh   - a interconexão é total garantindo alta fiabilidade. Porém a complexidade da implementação física e o custo inviabilizam seu uso comercial.
Topologias de Rede ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Topologias de Rede Anel   - o barramento toma a forma de um anel, com ligações unidireccionais ponto a ponto. A mensagem é repetida de estação para estação até retornar à estação de origem, sendo então retirada do anel. Como o sinal é recebido por um circuito e reproduzido por outro há a regeneração do sinal no meio de comunicação; entretanto há também a inserção de um atraso mínimo de 1 bit por estação. O tráfego passa por todas as estações do anel, sendo que somente a estação destino interpreta a mensagem. É de fácil expansão, obtida através da ligação de módulos que implementam anéis independentes e que se tornam um grande anel quando conectados. Pode ter a sua fiabilidade incrementada pela adopção de dispositivos que realizam o bypass da estação no anel em caso de falha nos circuitos de conexão da mesma. Árvore   - é a expansão da topologia em barra herdando todas as suas capacidades e limitações. O barramento ganha ramificações que mantêm as características de difusão das mensagens e partilha do meio entre as estações.                   
Área Geográfica ou Organizacional ,[object Object]
Área Geográfica ou Organizacional ,[object Object],LANs   (ou redes locais, ou redes privadas) são redes utilizadas na interligação de equipamentos informáticos com a finalidade de troca de dados. Tais redes são denominadas locais por cobrirem apenas uma área limitada (10 Km no máximo). As LANs são utilizadas para conectar computadores, servidores, periféricos e outros dispositivos que possuam capacidade de processamento num escritório, escola e edifícios próximos.
Área Geográfica ou Organizacional ,[object Object],P ersonal  A rea  N etwork ou Rede de Área Pessoal é uma rede de equipamentos pessoais (telefones, PDA’s), ligados directamente entre si. Como exemplo podemos imaginar um computador portátil conectando-se a um outro e este a uma impressora, ou um computador e um portátil ligados a Internet com a ajuda de um router . Tecnologicamente é o mesmo que uma LAN, sendo a principal diferença a pouca possibilidade de crescimento e a sua utilização doméstica.
Área Geográfica ou Organizacional ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Área Geográfica ou Organizacional ,[object Object]
Área Geográfica ou Organizacional ,[object Object],Uma  M etropolitan  A rea  N etwork ou  Rede de Área Metropolitana  é uma rede de comunicação que abrange uma cidade. O exemplo mais conhecido de uma MAN é a rede de TV cabo disponível em muitas cidades. A partir do momento que a Internet atraiu uma audiência de massa, as operadoras de redes de TV cabo, começaram a perceber que, com algumas mudanças no sistema, elas poderiam oferecer serviços de Internet utilizando a rede de distribuição de TV Cabo.
Área Geográfica ou Organizacional ,[object Object],Wide Area Network  ( WAN ),  Rede de área alargada  ou  Rede de longa distância , também conhecida como  Rede geograficamente distribuída , é uma rede de computadores que abrange uma grande área geográfica, com frequência um país ou continente. Difere, assim, das PAN, das LAN e das MAN. A história da WAN começa em 1965 quando Lawrence Roberts e Thomas Merril ligaram dois computadores, um TX-2 em Massachussets a um Q-32 na Califórnia, através de uma linha telefónica de baixa velocidade, criando a primeira rede de área alargada (WAN). A maior WAN que existe é a Internet. As WANS tornaram-se necessárias devido ao crescimento das empresas, onde as LAN’s não eram suficientes para atender todos os pedidos de informações, pois era necessária uma forma de passar informação de uma empresa para outra de forma rápida e eficiente.
Área Geográfica ou Organizacional ,[object Object]
Área Geográfica ou Organizacional ,[object Object],Uma  Rede Privada Virtual  ( Virtual Private Network  -  VPN ) é uma rede de comunicações privada normalmente utilizada por uma empresa ou um conjunto de empresas e/ou instituições, construída em cima de uma rede de comunicações pública (como por exemplo, a Internet). O tráfego de dados é levado pela rede pública utilizando protocolos padrão, não necessariamente seguros. VPNs seguras usam protocolos de criptografia por “tunelamento” que fornecem a confidencialidade, autenticação e integridade necessárias para garantir a privacidade das comunicações requeridas. Quando adequadamente implementados, estes protocolos podem assegurar comunicações seguras através de redes inseguras. .
Área Geográfica ou Organizacional ,[object Object],[object Object],[object Object]
Área Geográfica ou Organizacional ,[object Object],Extranet Quando uma intranet tem acesso a outra intranet, caso comum entre filiais de uma empresa ou entre empresas que trabalham em parceria, podemos chamar a junção das duas ou mais redes de extranet.
Benefícios de uma Redes de Dados ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Benefícios de uma Redes de Dados ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Tarefas de computadores em rede: ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Normalização de uma Rede ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Vantagens e desvantagens do uso de normas Vantagens Assegura a existência de um mercado mais alargado para um dado equipamento (hardware ou software), permitindo produções em maior escala com consequentes reduções de preço;  Permite que produtos de diferentes construtores possam comunicar entre si, dando ao utilizador maior flexibilidade na selecção e uso de equipamento;
Vantagens e desvantagens do uso de normas Desvantagens O seu uso tende a desacelerar a evolução e desenvolvimento de novos produtos; enquanto a norma é desenvolvida, sujeita a revisão, discutida e aprovada, é possível utilizar novas tecnologias mais eficientes, que entretanto tenham sido disponibilizadas;  A existência de múltiplas normas com o mesmo objectivo. Não se trata propriamente de uma desvantagem do uso de normas mas sim da sua concepção (regista-se uma crescente cooperação entre as várias entidades responsáveis pela normalização para a aceitação e estudo conjunto de normas);
Entidades responsáveis pela normalização ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Redes comunicacao de_dados_pr
Redes comunicacao de_dados_prRedes comunicacao de_dados_pr
Redes comunicacao de_dados_pr
redesinforma
 
PowerPoint-Comunicação de Dados
PowerPoint-Comunicação de DadosPowerPoint-Comunicação de Dados
PowerPoint-Comunicação de Dados
Leo Louro
 
IMEI Módulo 8 (Curso profissional de Gestão de Equipamentos Informáticos)
IMEI Módulo 8 (Curso profissional de Gestão de Equipamentos Informáticos)IMEI Módulo 8 (Curso profissional de Gestão de Equipamentos Informáticos)
IMEI Módulo 8 (Curso profissional de Gestão de Equipamentos Informáticos)
Luis Ferreira
 
Apresentação de Redes
Apresentação de RedesApresentação de Redes
Apresentação de Redes
CDP_Online
 
Componentes de Sistemas de Comunicação
Componentes de Sistemas de ComunicaçãoComponentes de Sistemas de Comunicação
Componentes de Sistemas de Comunicação
Mauro
 
Redes de-computadores-tipos-de-redes
Redes de-computadores-tipos-de-redesRedes de-computadores-tipos-de-redes
Redes de-computadores-tipos-de-redes
Leonardo Bruno
 
1ª Unidade Conceito e Estrutura de Redes.
1ª Unidade Conceito e Estrutura de Redes.1ª Unidade Conceito e Estrutura de Redes.
1ª Unidade Conceito e Estrutura de Redes.
Cleiton Cunha
 
Redes - Introdução
Redes - IntroduçãoRedes - Introdução
Redes - Introdução
Luiz Arthur
 
Aulas 6 e 7 - Redes e Telecomunicações
Aulas 6 e 7 - Redes e TelecomunicaçõesAulas 6 e 7 - Redes e Telecomunicações
Aulas 6 e 7 - Redes e Telecomunicações
Jocelma Rios
 
Comunicaçao de dados
Comunicaçao de dados Comunicaçao de dados
Comunicaçao de dados
bernardo4
 
Comunicação de dados
Comunicação de dadosComunicação de dados
Comunicação de dados
Marioalmeida_10
 
Introducao redes
Introducao redesIntroducao redes
Introducao redes
ErikHR
 
Redes de comunicação - TGPSI
Redes de comunicação - TGPSIRedes de comunicação - TGPSI
Redes de comunicação - TGPSI
Agrupamento de Escolas da Batalha
 
Conceito e estruturas de redes...
Conceito e estruturas de redes...Conceito e estruturas de redes...
Conceito e estruturas de redes...
Alison Rodrigues
 
Redes osi
Redes osiRedes osi
Redes osi
redesinforma
 
Conceitos redes
Conceitos redesConceitos redes
Conceitos redes
redesinforma
 
Redes de comunicação mod 1
Redes de comunicação   mod 1Redes de comunicação   mod 1
Redes de comunicação mod 1
João Faria
 
Fundamentos de Redes de Computadores parte 1
Fundamentos de Redes de Computadores parte 1Fundamentos de Redes de Computadores parte 1
Fundamentos de Redes de Computadores parte 1
Ricardo Pinheiro
 
Estruturas de rede
Estruturas de redeEstruturas de rede
Estruturas de rede
cadudragon
 
Redes de computadores
Redes de computadoresRedes de computadores
Redes de computadores
Ana Beatriz Gonçalves
 

Mais procurados (20)

Redes comunicacao de_dados_pr
Redes comunicacao de_dados_prRedes comunicacao de_dados_pr
Redes comunicacao de_dados_pr
 
PowerPoint-Comunicação de Dados
PowerPoint-Comunicação de DadosPowerPoint-Comunicação de Dados
PowerPoint-Comunicação de Dados
 
IMEI Módulo 8 (Curso profissional de Gestão de Equipamentos Informáticos)
IMEI Módulo 8 (Curso profissional de Gestão de Equipamentos Informáticos)IMEI Módulo 8 (Curso profissional de Gestão de Equipamentos Informáticos)
IMEI Módulo 8 (Curso profissional de Gestão de Equipamentos Informáticos)
 
Apresentação de Redes
Apresentação de RedesApresentação de Redes
Apresentação de Redes
 
Componentes de Sistemas de Comunicação
Componentes de Sistemas de ComunicaçãoComponentes de Sistemas de Comunicação
Componentes de Sistemas de Comunicação
 
Redes de-computadores-tipos-de-redes
Redes de-computadores-tipos-de-redesRedes de-computadores-tipos-de-redes
Redes de-computadores-tipos-de-redes
 
1ª Unidade Conceito e Estrutura de Redes.
1ª Unidade Conceito e Estrutura de Redes.1ª Unidade Conceito e Estrutura de Redes.
1ª Unidade Conceito e Estrutura de Redes.
 
Redes - Introdução
Redes - IntroduçãoRedes - Introdução
Redes - Introdução
 
Aulas 6 e 7 - Redes e Telecomunicações
Aulas 6 e 7 - Redes e TelecomunicaçõesAulas 6 e 7 - Redes e Telecomunicações
Aulas 6 e 7 - Redes e Telecomunicações
 
Comunicaçao de dados
Comunicaçao de dados Comunicaçao de dados
Comunicaçao de dados
 
Comunicação de dados
Comunicação de dadosComunicação de dados
Comunicação de dados
 
Introducao redes
Introducao redesIntroducao redes
Introducao redes
 
Redes de comunicação - TGPSI
Redes de comunicação - TGPSIRedes de comunicação - TGPSI
Redes de comunicação - TGPSI
 
Conceito e estruturas de redes...
Conceito e estruturas de redes...Conceito e estruturas de redes...
Conceito e estruturas de redes...
 
Redes osi
Redes osiRedes osi
Redes osi
 
Conceitos redes
Conceitos redesConceitos redes
Conceitos redes
 
Redes de comunicação mod 1
Redes de comunicação   mod 1Redes de comunicação   mod 1
Redes de comunicação mod 1
 
Fundamentos de Redes de Computadores parte 1
Fundamentos de Redes de Computadores parte 1Fundamentos de Redes de Computadores parte 1
Fundamentos de Redes de Computadores parte 1
 
Estruturas de rede
Estruturas de redeEstruturas de rede
Estruturas de rede
 
Redes de computadores
Redes de computadoresRedes de computadores
Redes de computadores
 

Destaque

Rct 4 - modelos e arquiteturas de rede - internet e tcp ip
Rct   4 - modelos e arquiteturas de rede - internet e tcp ipRct   4 - modelos e arquiteturas de rede - internet e tcp ip
Rct 4 - modelos e arquiteturas de rede - internet e tcp ip
Universal.org.mx
 
Topologias de redes
Topologias de redesTopologias de redes
Topologias de redes
sergiocef96
 
Si modelação dados
Si   modelação dadosSi   modelação dados
Si modelação dados
Andreia Gonçalves
 
Si diagrama de classes
Si  diagrama de classesSi  diagrama de classes
Si diagrama de classes
Andreia Gonçalves
 
Diagrama de Classes
Diagrama de ClassesDiagrama de Classes
Diagrama de Classes
Andre de Carvalho
 
Sistemas Computacionais Aula 07 - Sistemas de Informação Organizacionais (SI...
Sistemas Computacionais  Aula 07 - Sistemas de Informação Organizacionais (SI...Sistemas Computacionais  Aula 07 - Sistemas de Informação Organizacionais (SI...
Sistemas Computacionais Aula 07 - Sistemas de Informação Organizacionais (SI...
Leinylson Fontinele
 
Diagrama de classe
Diagrama de classeDiagrama de classe
Diagrama de classe
Suissa
 
Sistemas Computacionais Aula 05 - Tipos de Sistemas de Informação, Exemplos d...
Sistemas Computacionais Aula 05 - Tipos de Sistemas de Informação, Exemplos d...Sistemas Computacionais Aula 05 - Tipos de Sistemas de Informação, Exemplos d...
Sistemas Computacionais Aula 05 - Tipos de Sistemas de Informação, Exemplos d...
Leinylson Fontinele
 
Exercicio de UML - Documentacao Restaurante
Exercicio de UML  - Documentacao RestauranteExercicio de UML  - Documentacao Restaurante
Exercicio de UML - Documentacao Restaurante
Juliana Cindra
 
Topologias de rede
Topologias de redeTopologias de rede
Topologias de rede
Susana Oliveira
 
UML - Criando Diagramas Eficientes
UML - Criando Diagramas EficientesUML - Criando Diagramas Eficientes
UML - Criando Diagramas Eficientes
Rodrigo Cascarrolho
 

Destaque (11)

Rct 4 - modelos e arquiteturas de rede - internet e tcp ip
Rct   4 - modelos e arquiteturas de rede - internet e tcp ipRct   4 - modelos e arquiteturas de rede - internet e tcp ip
Rct 4 - modelos e arquiteturas de rede - internet e tcp ip
 
Topologias de redes
Topologias de redesTopologias de redes
Topologias de redes
 
Si modelação dados
Si   modelação dadosSi   modelação dados
Si modelação dados
 
Si diagrama de classes
Si  diagrama de classesSi  diagrama de classes
Si diagrama de classes
 
Diagrama de Classes
Diagrama de ClassesDiagrama de Classes
Diagrama de Classes
 
Sistemas Computacionais Aula 07 - Sistemas de Informação Organizacionais (SI...
Sistemas Computacionais  Aula 07 - Sistemas de Informação Organizacionais (SI...Sistemas Computacionais  Aula 07 - Sistemas de Informação Organizacionais (SI...
Sistemas Computacionais Aula 07 - Sistemas de Informação Organizacionais (SI...
 
Diagrama de classe
Diagrama de classeDiagrama de classe
Diagrama de classe
 
Sistemas Computacionais Aula 05 - Tipos de Sistemas de Informação, Exemplos d...
Sistemas Computacionais Aula 05 - Tipos de Sistemas de Informação, Exemplos d...Sistemas Computacionais Aula 05 - Tipos de Sistemas de Informação, Exemplos d...
Sistemas Computacionais Aula 05 - Tipos de Sistemas de Informação, Exemplos d...
 
Exercicio de UML - Documentacao Restaurante
Exercicio de UML  - Documentacao RestauranteExercicio de UML  - Documentacao Restaurante
Exercicio de UML - Documentacao Restaurante
 
Topologias de rede
Topologias de redeTopologias de rede
Topologias de rede
 
UML - Criando Diagramas Eficientes
UML - Criando Diagramas EficientesUML - Criando Diagramas Eficientes
UML - Criando Diagramas Eficientes
 

Semelhante a 01 guia cd - mod1

Redes
RedesRedes
Noções de redes de computadores para concursos
Noções de redes de computadores para concursosNoções de redes de computadores para concursos
Noções de redes de computadores para concursos
CDIM Daniel
 
Aula 5 - Redes de computadores
Aula 5 - Redes de computadoresAula 5 - Redes de computadores
Aula 5 - Redes de computadores
LucasMansueto
 
Redes IP-2022-2S-Classificacao Redes.pdf
Redes IP-2022-2S-Classificacao Redes.pdfRedes IP-2022-2S-Classificacao Redes.pdf
Redes IP-2022-2S-Classificacao Redes.pdf
fernando74870
 
Dia 12 04_2010
Dia 12 04_2010Dia 12 04_2010
Dia 12 04_2010
scorpio3
 
Rede de computadores
Rede de computadoresRede de computadores
Rede de computadores
Francisco Marques
 
Redes
RedesRedes
Redes
Nuno Sousa
 
AULA DO DIA SEGUNDO DIA.pptx
AULA DO DIA SEGUNDO DIA.pptxAULA DO DIA SEGUNDO DIA.pptx
AULA DO DIA SEGUNDO DIA.pptx
ADASVIEIRAArmazmPara
 
Redes de computadores
Redes de computadoresRedes de computadores
Redes de computadores
Carol Pereira
 
Linhas de Comunicação
Linhas de ComunicaçãoLinhas de Comunicação
Linhas de Comunicação
Micaele Sales
 
Powerpoint by xanato
Powerpoint by xanatoPowerpoint by xanato
Powerpoint by xanato
Xanato Fernandes
 
Comunicaç...Ppt1
Comunicaç...Ppt1Comunicaç...Ppt1
Comunicaç...Ppt1
bruno roberto
 
Trabalho frame relay
Trabalho frame relayTrabalho frame relay
Trabalho frame relay
Anderson Zardo
 
Tbr de redes
Tbr de redesTbr de redes
Tbr de redes
jettaboris
 
Aula2
Aula2Aula2
Introdução rede- I unidade
Introdução rede- I unidadeIntrodução rede- I unidade
Introdução rede- I unidade
João Freire Abramowicz
 
121 redes
121 redes121 redes
121 redes
ARILSON OLIVEIRA
 
Classificacao
ClassificacaoClassificacao
5393 redes
5393 redes5393 redes
5393 redes
Arkstra
 
5393 redes
5393 redes5393 redes
5393 redes
Cassio Kappes
 

Semelhante a 01 guia cd - mod1 (20)

Redes
RedesRedes
Redes
 
Noções de redes de computadores para concursos
Noções de redes de computadores para concursosNoções de redes de computadores para concursos
Noções de redes de computadores para concursos
 
Aula 5 - Redes de computadores
Aula 5 - Redes de computadoresAula 5 - Redes de computadores
Aula 5 - Redes de computadores
 
Redes IP-2022-2S-Classificacao Redes.pdf
Redes IP-2022-2S-Classificacao Redes.pdfRedes IP-2022-2S-Classificacao Redes.pdf
Redes IP-2022-2S-Classificacao Redes.pdf
 
Dia 12 04_2010
Dia 12 04_2010Dia 12 04_2010
Dia 12 04_2010
 
Rede de computadores
Rede de computadoresRede de computadores
Rede de computadores
 
Redes
RedesRedes
Redes
 
AULA DO DIA SEGUNDO DIA.pptx
AULA DO DIA SEGUNDO DIA.pptxAULA DO DIA SEGUNDO DIA.pptx
AULA DO DIA SEGUNDO DIA.pptx
 
Redes de computadores
Redes de computadoresRedes de computadores
Redes de computadores
 
Linhas de Comunicação
Linhas de ComunicaçãoLinhas de Comunicação
Linhas de Comunicação
 
Powerpoint by xanato
Powerpoint by xanatoPowerpoint by xanato
Powerpoint by xanato
 
Comunicaç...Ppt1
Comunicaç...Ppt1Comunicaç...Ppt1
Comunicaç...Ppt1
 
Trabalho frame relay
Trabalho frame relayTrabalho frame relay
Trabalho frame relay
 
Tbr de redes
Tbr de redesTbr de redes
Tbr de redes
 
Aula2
Aula2Aula2
Aula2
 
Introdução rede- I unidade
Introdução rede- I unidadeIntrodução rede- I unidade
Introdução rede- I unidade
 
121 redes
121 redes121 redes
121 redes
 
Classificacao
ClassificacaoClassificacao
Classificacao
 
5393 redes
5393 redes5393 redes
5393 redes
 
5393 redes
5393 redes5393 redes
5393 redes
 

Último

cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AntonioVieira539017
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 

Último (20)

cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 

01 guia cd - mod1

  • 1. Escola Secundária de Algures Técnico de Gestão de Equipamentos Informáticos Disciplina : Comunicação de Dados Modulo nº1 “Introdução a comunicação de dados” Professor: Paulo Pimentel
  • 2.
  • 3. Componentes de uma rede de dados
  • 4.
  • 5.
  • 6.
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12.
  • 13. Topologias de Rede A topologia de uma rede de comunicação, refere-se à forma como as ligações físicas existentes e os nós de uma comutação estão organizados, determinando caminhos físicos existentes e utilizáveis entre quaisquer pares de estações conectadas a essa rede. A topologia de uma rede muitas vezes caracteriza o seu tipo, eficiência e velocidade. Mesh - a interconexão é total garantindo alta fiabilidade. Porém a complexidade da implementação física e o custo inviabilizam seu uso comercial.
  • 14.
  • 15. Topologias de Rede Anel - o barramento toma a forma de um anel, com ligações unidireccionais ponto a ponto. A mensagem é repetida de estação para estação até retornar à estação de origem, sendo então retirada do anel. Como o sinal é recebido por um circuito e reproduzido por outro há a regeneração do sinal no meio de comunicação; entretanto há também a inserção de um atraso mínimo de 1 bit por estação. O tráfego passa por todas as estações do anel, sendo que somente a estação destino interpreta a mensagem. É de fácil expansão, obtida através da ligação de módulos que implementam anéis independentes e que se tornam um grande anel quando conectados. Pode ter a sua fiabilidade incrementada pela adopção de dispositivos que realizam o bypass da estação no anel em caso de falha nos circuitos de conexão da mesma. Árvore - é a expansão da topologia em barra herdando todas as suas capacidades e limitações. O barramento ganha ramificações que mantêm as características de difusão das mensagens e partilha do meio entre as estações.                   
  • 16.
  • 17.
  • 18.
  • 19.
  • 20.
  • 21.
  • 22.
  • 23.
  • 24.
  • 25.
  • 26.
  • 27.
  • 28.
  • 29.
  • 30.
  • 31. Vantagens e desvantagens do uso de normas Vantagens Assegura a existência de um mercado mais alargado para um dado equipamento (hardware ou software), permitindo produções em maior escala com consequentes reduções de preço; Permite que produtos de diferentes construtores possam comunicar entre si, dando ao utilizador maior flexibilidade na selecção e uso de equipamento;
  • 32. Vantagens e desvantagens do uso de normas Desvantagens O seu uso tende a desacelerar a evolução e desenvolvimento de novos produtos; enquanto a norma é desenvolvida, sujeita a revisão, discutida e aprovada, é possível utilizar novas tecnologias mais eficientes, que entretanto tenham sido disponibilizadas; A existência de múltiplas normas com o mesmo objectivo. Não se trata propriamente de uma desvantagem do uso de normas mas sim da sua concepção (regista-se uma crescente cooperação entre as várias entidades responsáveis pela normalização para a aceitação e estudo conjunto de normas);
  • 33.