SlideShare uma empresa Scribd logo
Noções de redes computacionais



       REDES DE COMPUTADORES




           Filipe Panta Flores
Internet
     
         A Internet é um conglomerado de
         redes em escala mundial de milhões
         de computadores interligados pelo
         TCP/IP que permite o acesso a
         informações e todo tipo de
         transferência de dados. Ela carrega
         uma ampla variedade de recursos e
         serviços, incluindo os documentos
         interligados     por    meio     de
         hiperligações da World Wide Web,
         e a infraestrutura para suportar
         correio eletrônico e serviços como
         comunicação        instantânea    e
         compartilhamento de arquivos.
     
         De acordo com dados de março de
         2007, a Internet é usada por 16,9%
         da população mundial[1] (em torno
         de 1,1 bilhão de pessoas).
Histórico

    O lançamento soviético do Sputnik (Guerra Espacial) causou
    como consequência a criação americana da Defense Advanced
    Research Projects Agency (Agência de Projetos de Pesquisa
    Avançada), conhecida como ARPA, em fevereiro de 1955, com
    o objetivo de obter novamente a liderança tecnológica perdida
    para os soviéticos durante a guerra fria.

     A ARPA criou o Information Processing Techniques Office
    (Escritório de Tecnologia de Processamento de Informações -
    IPTO) para promover a pesquisa do programa Semi Automatic
    Ground Environment, que tinha ligado vários sistemas de
    radares espalhados por todo o território americano pela primeira
    vez.

                  World Wide Web

    A World Wide Web (que em português significa, "Rede de
    alcance mundial"; também conhecida como Web e WWW) é um
    sistema de documentos em hipermídia que são interligados e
    executados na Internet.

    Os documentos podem estar na forma de vídeos, sons,
    hipertextos e figuras. Para visualizar a informação, pode-se
    usar um programa de computador chamado navegador para
    descarregar informações (chamadas "documentos" ou
    "páginas") de servidores web (ou "sítios") e mostrá-los na tela
    do usuário. O usuário pode então seguir as hiperligações na
    página para outros documentos ou mesmo enviar informações
    de volta para o servidor para interagir com ele. O ato de seguir
    hiperligações é, comumente, chamado de "navegar" ou "surfar"
    na Web.
Hipertexto e Hipermídia

    Hipertexto é o termo que remete a um texto em formato digital, ao
    qual agrega-se outros conjuntos de informação na forma de
    blocos de textos, palavras, imagens ou sons, cujo acesso se dá
    através de referências específicas denominadas hiperlinks, ou
    simplesmente links. Esses links ocorrem na forma de termos
    destacados no corpo de texto principal, ícones gráficos ou
    imagens e têm a função de interconectar os diversos
    conjuntos de informação, oferecendo acesso sob demanda as
    informações que estendem ou complementam o texto principal.

    Hipermídia é a reunião de várias mídias num suporte
    computacional, suportado por sistemas eletrônicos de
    comunicação.
TCP/IP
   
       O TCP/IP é um conjunto de
       protocolos      (normas)     de
       comunicação               entre
       computadores        em     rede
       (também chamado de pilha
       de protocolos TCP/IP). Seu
       nome vem de dois protocolos:
       o TCP (Transmission Control
       Protocol - Protocolo de
       Controle de Transmissão) e o
       IP    (Internet    Protocol   -
       Protocolo de Interconexão). O
       conjunto de protocolos pode
       ser visto como um modelo de
       camadas, onde cada camada
       é responsável por um grupo
       de tarefas.
Site

    Website ou websítio (também conhecido simplesmente como
    site ou sítio) é um conjunto de páginas web, isto é, de
    hipertextos acessíveis geralmente pelo protocolo HTTP na
    Internet. O conjunto de todos os sites públicos existentes
    compõe a World Wide Web. As páginas num site são
    organizadas a partir de um URL básico, ou sítio onde fica a
    página principal, e geralmente residem no mesmo diretório de
    um servidor.
Provedor
    
        O fornecedor de acesso à
        Internet (em em inglês Internet
        Service Provider, ISP) é uma
        empresa        que       oferece
        principalmente     serviço    de
        acesso à Internet, agregando a
        ele        outros       serviços
        relacionados, tais como "e-
        mail", "hospedagem de sites"
        ou blogs, entre outros.
    
        Inicialmente como um serviço
        cobrado, com o tempo passou
        a ser oferecido também como
        serviço gratuito, por empresas
        que estruturaram um outro
        modelo         de       negócio,
        geralmente publicitário.
Endereços de sites

    Ex: http://www.google.com.br

    Http:// - Protocolo de transferência de hipertexto

    www – World Wide Web

     google – Nome da empresa ou organização

    .com – Significa que é um site com fins comerciais

    Existem ainda os seguintes termos:
     − .org
     − .edu
     − .net
     − .mil
LAN

    Em computação, rede de área local (ou LAN, acrônimo de local
    area network) é uma rede de computador utilizada na
    interconexão de equipamentos processadores com a finalidade
    de troca de dados. Um conceito mais definido seria: é um
    conjunto de hardware e software que permite a computadores
    individuais estabelecerem comunicação entre si, trocando e
    compartilhando informações e recursos. Tais redes são
    denominadas locais por cobrirem apenas uma área limitada (10
    Km no máximo, quando passam a ser denominadas MANs ),
    visto que, fisicamente, quanto maior a distância de um nó da rede
    ao outro, maior a taxa de erros que ocorrerão devido à
    degradação do sinal.

    As LANs são utilizadas para conectar estações, servidores,
    periféricos e outros dispositivos que possuam capacidade de
    processamento em uma casa, escritório, escola e edifícios
    próximos.
MAN





    MAN (Metropolitan Area Network), também conhecida como
    MAN é o nome dado às redes que ocupam o perímetro de uma
    cidade. São mais rápidas e permitem que empresas com filiais
    em bairros diferentes se conectem entre si.
WAN

    A Wide Area Network (WAN), Rede de área alargada ou Rede de
    longa distância, também conhecida como Rede geograficamente
    distribuída, é uma rede de computadores que abrange uma grande área
    geográfica, com freqüência um país ou continente. Difere, assim, das
    LAN e das MAN.

    A história da WAN começa em 1965 quando Lawrence Roberts e
    Thomas Merril ligaram dois computadores, um TX-2 em Massachussets
    a um Q-32 na Califórnia, através de uma linha telefônica de baixa
    velocidade, criando a primeira rede de área alargada (WAN). A maior
    WAN que existe é a Internet.

    Em geral, as redes geograficamente distribuídas contém conjuntos de
    servidores, que formam sub-redes. Essas sub-redes têm a função de
    transportar os dados entre os computadores ou dispositivos de rede.

    As WAN tornaram-se necessárias devido ao crescimento das
    empresas, onde as LAN não eram mais suficientes para atender a
    demanda de informações, pois era necessária uma forma de passar
    informação de uma empresa para outra de forma rapida e eficiente.
    Surgiram as WAN que conectam redes dentro de uma vasta área
    geográfica, permitindo comunicação de longa distância.
Tecnologias de acessos à
                Internet

    Conexão por linha comutada ou dial up (as vezes apelidada de
    Banda estreita em alusão a conexão Banda larga), é um tipo de
    acesso à Internet no qual uma pessoa usa um modem e uma
    linha telefónica para se ligar a um nó de uma rede de
    computadores do provedor de Internet.

    Apesar de ser a maneira pioneira de acesso à internet e ainda
    ser uma das formas de acesso predominantes, a conexão
    discada está perdendo cada vez mais espaço, devido à
    massificação de acessos de banda larga, como DSL, ADSL,
    ligações por cabo e por rádio, entre outros tipos de conexões, e
    também por causa da velocidade da conexão (máximo de 56,6
    kbps), que é baixa em relação a outros tipos de conexões.

    Ainda assim, a internet discada ainda é utilizada em áreas onde a
    banda larga não está disponível ou não é viável.
ADSL
 
     Asymmetric Digital Subscriber
     Line (ADSL) é um formato de DSL,
     uma tecnologia de comunicação de
     dados     que     permite    uma
     transmissão de dados mais rápida
     através de linhas de telefone do
     que um modem convencional pode
     oferecer.
Cabo
 
     Esta tecnologia, também conhecida
     por Cable Modem, utiliza as redes
     de transmissão de TV por cabo
     convencionais (chamadas de CATV
     - Community Antenna Television)
     para      transmitir  dados    em
     velocidades que variam de 70 Kbps
     a 150 Mbps, fazendo uso da
     porção de banda não utilizada pela
     TV a cabo. Pesquisas americanas
     mostraram que, entre 2004 e 2005,
     houve um aumento de 29% no
     número de usuários de Internet via
     cabo.
 
     Utiliza uma topologia de rede
     partilhada,    onde    todos    os
     utilizadores partilham a mesma
     largura de banda.
Fibra Ótica
     
         Fibra óptica é um filamento de vidro
         ou de materiais poliméricos com
         capacidade de transmitir luz. Tal
         filamento      pode        apresentar
         diâmetros variáveis, dependendo
         da aplicação, indo desde diâmetros
         ínfimos, da ordem de micrômetros
         (mais finos que um fio de cabelo)
         até vários milímetros.
     
         A, transmissão da luz pela fibra
         segue      um     princípio    único,
         independentemente do material
         usado ou da aplicação: é lançado
         um feixe de luz numa extremidade
         da fibra e, pelas características
         ópticas do meio (fibra), esse feixe
         percorre a fibra por meio de
         reflexões sucessivas.
Wireless

    Uma rede sem fio se refere a uma rede de computadores sem a
    necessidade do uso de cabos – sejam eles telefônicos, coaxiais
    ou ópticos – por meio de equipamentos que usam
    radiofrequência (comunicação via ondas de rádio) ou
    comunicação via infravermelho, como em dispositivos
    compatíveis com IrDA.

    O uso da tecnologia vai desde transceptores de rádio como
    walkie-talkies até satélites artificais no espaço. Seu uso mais
    comum é em redes de computadores, servindo como meio de
    acesso à Internet através de locais remotos como um escritório,
    um bar, um aeroporto, um parque, ou até mesmo em casa, etc.

    Sua classificação é baseada na área de abrangência: redes
    pessoais ou curta distância (WPAN), redes locais (WLAN), redes
    metropolitanas (WMAN) e redes geograficamente distribuídas ou
    de longa distância (WWAN).
Bluetooth
     
         Bluetooth       é         uma
         especificação industrial para
         áreas de redes pessoais sem
         fio (Wireless personal area
         networks     -   PANs).     O
         Bluetooth provê uma maneira
         de     conectar   e     trocar
         informações              entre
         dispositivos como telefones
         celulares,        notebooks,
         computadores, impressoras,
         câmeras digitais e consoles
         de     videogames     digitais
         através de uma freqüência
         de rádio de curto alcance
         globalmente não licenciada e
         segura.
Wi-Fi
Satélite

    Internet via satélite é um método de acesso
    à Internet que, na teoria, pode ser oferecido
    em qualquer parte do planeta. Possibilita
    altas taxas de transferências de dados,
    sendo sua comunicação feita do cliente,
    para o satélite e deste para o servidor (ou
    podendo passar o sinal por outros satélites
    interligados). Como a maioria dos serviços
    de banda larga, a transmissão por satélite
    se faz de modo bidirecional (recebimento e
    envio de dados). Atualmente, a velocidade
    da conexão via satélite está entre 200 e 600
    Kbps pela Embratel

    É de referir que este tipo de ligações tem
    latências altas, ou seja, não é aconselhada
    por exemplo, para quem a pretende usar
    para jogar online.
Via Rádio
    
        Através de repetidoras localizadas
        em pontos estratégicos, o sinal é
        distribuído aos clientes, sendo que
        para obter o acesso, o local deve
        ter "visada" (enxergar) uma das
        torres     de    transmissão.     A
        velocidade de conexão pode
        chegar a 11 Megabits, sendo 200
        vezes mais rápido do que a
        conexão via linha telefônica com
        um modem de 56K.
    
        É possível implantar a Internet Via
        Rádio      numa     máquina     (ou
        diretamente um roteador) que será
        o servidor de acesso onde através
        dela todas as outras estações
        podem obter o acesso através da
        rede local.
3G

    As tecnologias 3G permitem às operadoras da rede oferecerem a
    seus usuários uma ampla gama dos mais avançados serviços, já
    que possuem uma capacidade de rede maior por causa de uma
    melhora na eficiência espectral. Entre os serviços, há a telefonia
    por voz e a transmissão de dados a longas distâncias, tudo em
    um ambiente móvel. Normalmente, são fornecidos serviços com
    taxas de 5 a 10 Megabits por segundo.

    Ao contrário das redes definidas pelo padrão IEEE 802.11, as
    redes 3G permitem telefonia móvel de longo alcance e evoluíram
    para incorporar redes de acesso à Internet em alta velocidade e
    Vídeo-telefonia. As redes IEEE 802.11 (mais conhecidas como
    Wi-Fi ou WLAN) são de curto alcance e ampla largura de banda
    e foram originalmente desenvolvidas para redes de dados, além
    de não possuírem muita preocupação quanto ao consumo de
    energia, aspecto fundamental para aparelhos que possuem
    pouca carga de bateria.
3G
Equipamentos
Cabo par trançado

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Redes de dados
Redes de dadosRedes de dados
Introducao a Redes de Computadores
Introducao a Redes de ComputadoresIntroducao a Redes de Computadores
Introducao a Redes de Computadores
Carlos Pampulim Caldeira
 
Redes de Computadores
Redes de ComputadoresRedes de Computadores
Redes de Computadores
Elaine Cecília Gatto
 
Noções de redes de computadores
Noções de redes de computadoresNoções de redes de computadores
Noções de redes de computadores
Filipe Flores
 
Comunicação de dados - Módulo 1
Comunicação de dados - Módulo 1Comunicação de dados - Módulo 1
Comunicação de dados - Módulo 1
Luis Ferreira
 
Estruturas de rede
Estruturas de redeEstruturas de rede
Estruturas de rede
cadudragon
 
Mini Curso - Redes de Computadores
Mini Curso - Redes de ComputadoresMini Curso - Redes de Computadores
Mini Curso - Redes de Computadores
Fabio Augusto Oliveira
 
Curso De Redes
Curso De RedesCurso De Redes
Curso De Redes
marcelomarkus
 
Redes de Comunicação 11º M1 - TGPSI
Redes de Comunicação 11º M1 - TGPSIRedes de Comunicação 11º M1 - TGPSI
Redes de Comunicação 11º M1 - TGPSI
Luis Ferreira
 
Redes de comunicação
Redes de comunicaçãoRedes de comunicação
Redes de comunicação
Giulliana Marialva
 
Redes de computadores
Redes de computadoresRedes de computadores
Redes de computadores
Ana Beatriz Gonçalves
 
Redes I - 1.Introdução às Redes de Comunicação de Dados
Redes I - 1.Introdução às Redes de Comunicação de DadosRedes I - 1.Introdução às Redes de Comunicação de Dados
Redes I - 1.Introdução às Redes de Comunicação de Dados
Mauro Tapajós
 
Apresentaçao Final De Redes
Apresentaçao Final De RedesApresentaçao Final De Redes
Apresentaçao Final De Redes
guesta9bd8d
 
Comunicação de dados!
Comunicação de dados!Comunicação de dados!
Comunicação de dados!
Armando Rivarola
 
Fundamentos de Redes de Computadores parte 1
Fundamentos de Redes de Computadores parte 1Fundamentos de Redes de Computadores parte 1
Fundamentos de Redes de Computadores parte 1
Ricardo Pinheiro
 
Introducao redes
Introducao redesIntroducao redes
Introducao redes
ErikHR
 
Curso de redes de computadores Parte 1
Curso de redes de computadores Parte 1Curso de redes de computadores Parte 1
Curso de redes de computadores Parte 1
Djayllton Moraes
 
Tipos de redes de Computadores
Tipos de redes de ComputadoresTipos de redes de Computadores
Tipos de redes de Computadores
Nilson Mori
 
Aula 5 - Redes de computadores
Aula 5 - Redes de computadoresAula 5 - Redes de computadores
Aula 5 - Redes de computadores
LucasMansueto
 
Redes comunicacao de_dados_pr
Redes comunicacao de_dados_prRedes comunicacao de_dados_pr
Redes comunicacao de_dados_pr
redesinforma
 

Mais procurados (20)

Redes de dados
Redes de dadosRedes de dados
Redes de dados
 
Introducao a Redes de Computadores
Introducao a Redes de ComputadoresIntroducao a Redes de Computadores
Introducao a Redes de Computadores
 
Redes de Computadores
Redes de ComputadoresRedes de Computadores
Redes de Computadores
 
Noções de redes de computadores
Noções de redes de computadoresNoções de redes de computadores
Noções de redes de computadores
 
Comunicação de dados - Módulo 1
Comunicação de dados - Módulo 1Comunicação de dados - Módulo 1
Comunicação de dados - Módulo 1
 
Estruturas de rede
Estruturas de redeEstruturas de rede
Estruturas de rede
 
Mini Curso - Redes de Computadores
Mini Curso - Redes de ComputadoresMini Curso - Redes de Computadores
Mini Curso - Redes de Computadores
 
Curso De Redes
Curso De RedesCurso De Redes
Curso De Redes
 
Redes de Comunicação 11º M1 - TGPSI
Redes de Comunicação 11º M1 - TGPSIRedes de Comunicação 11º M1 - TGPSI
Redes de Comunicação 11º M1 - TGPSI
 
Redes de comunicação
Redes de comunicaçãoRedes de comunicação
Redes de comunicação
 
Redes de computadores
Redes de computadoresRedes de computadores
Redes de computadores
 
Redes I - 1.Introdução às Redes de Comunicação de Dados
Redes I - 1.Introdução às Redes de Comunicação de DadosRedes I - 1.Introdução às Redes de Comunicação de Dados
Redes I - 1.Introdução às Redes de Comunicação de Dados
 
Apresentaçao Final De Redes
Apresentaçao Final De RedesApresentaçao Final De Redes
Apresentaçao Final De Redes
 
Comunicação de dados!
Comunicação de dados!Comunicação de dados!
Comunicação de dados!
 
Fundamentos de Redes de Computadores parte 1
Fundamentos de Redes de Computadores parte 1Fundamentos de Redes de Computadores parte 1
Fundamentos de Redes de Computadores parte 1
 
Introducao redes
Introducao redesIntroducao redes
Introducao redes
 
Curso de redes de computadores Parte 1
Curso de redes de computadores Parte 1Curso de redes de computadores Parte 1
Curso de redes de computadores Parte 1
 
Tipos de redes de Computadores
Tipos de redes de ComputadoresTipos de redes de Computadores
Tipos de redes de Computadores
 
Aula 5 - Redes de computadores
Aula 5 - Redes de computadoresAula 5 - Redes de computadores
Aula 5 - Redes de computadores
 
Redes comunicacao de_dados_pr
Redes comunicacao de_dados_prRedes comunicacao de_dados_pr
Redes comunicacao de_dados_pr
 

Semelhante a Noções de redes de computadores

aula 20 de dezembro.pptx
aula 20 de dezembro.pptxaula 20 de dezembro.pptx
aula 20 de dezembro.pptx
ADASVIEIRAArmazmPara
 
A internet tic catarina silva 9ºc nº2
A internet tic catarina silva 9ºc nº2A internet tic catarina silva 9ºc nº2
A internet tic catarina silva 9ºc nº2
Gafanhota
 
Internet v1 [modo de compatibilidade]
Internet v1 [modo de compatibilidade]Internet v1 [modo de compatibilidade]
Internet v1 [modo de compatibilidade]
navegananet
 
Rede mundial de computadores
Rede mundial de computadoresRede mundial de computadores
Rede mundial de computadores
Clayton de Almeida Souza
 
inteernet
inteernetinteernet
inteernet
Kalil Leandro
 
Internet
InternetInternet
Internet
Amalfi18
 
Módulo 5 - Redes de Computadores e Internet, Apostila
Módulo 5 - Redes de Computadores e Internet, ApostilaMódulo 5 - Redes de Computadores e Internet, Apostila
Módulo 5 - Redes de Computadores e Internet, Apostila
Paulo Guimarães
 
Apresentação INTERNET
Apresentação INTERNETApresentação INTERNET
Apresentação INTERNET
henriquecorreio
 
Trabalho de fundamentos da informática como funciona a internet
Trabalho de fundamentos da informática   como funciona a internetTrabalho de fundamentos da informática   como funciona a internet
Trabalho de fundamentos da informática como funciona a internet
adelymelo
 
Trabalho de fundamentos da informática como funciona a internet
Trabalho de fundamentos da informática   como funciona a internetTrabalho de fundamentos da informática   como funciona a internet
Trabalho de fundamentos da informática como funciona a internet
adelymelo
 
TELECENTRO COMUNITÁRIO VOZ POPULAR - MÓDULO INTERNET
TELECENTRO COMUNITÁRIO VOZ POPULAR - MÓDULO INTERNETTELECENTRO COMUNITÁRIO VOZ POPULAR - MÓDULO INTERNET
TELECENTRO COMUNITÁRIO VOZ POPULAR - MÓDULO INTERNET
INSTITUTO VOZ POPULAR
 
Internet
InternetInternet
Internet
Rita Galrito
 
Apostila de internet básica
Apostila de internet básicaApostila de internet básica
Apostila de internet básica
abraão silva
 
Curso GIGA INTERNET
Curso GIGA INTERNETCurso GIGA INTERNET
Curso GIGA INTERNET
Giga Informatica
 
Tecnologias de informação e comunicação
Tecnologias de informação e comunicaçãoTecnologias de informação e comunicação
Tecnologias de informação e comunicação
telmaberto
 
Tecnologias de informação e comunicação
Tecnologias de informação e comunicaçãoTecnologias de informação e comunicação
Tecnologias de informação e comunicação
telmaberto
 
Tcp
TcpTcp
Internet aula completa
Internet aula completaInternet aula completa
Internet aula completa
Universidade Zambeze
 
Redes arquitetura tcp-ip parte 1
Redes   arquitetura tcp-ip parte 1Redes   arquitetura tcp-ip parte 1
Redes arquitetura tcp-ip parte 1
Felipe Pereira
 
Informática
InformáticaInformática
Informática
Victor lima
 

Semelhante a Noções de redes de computadores (20)

aula 20 de dezembro.pptx
aula 20 de dezembro.pptxaula 20 de dezembro.pptx
aula 20 de dezembro.pptx
 
A internet tic catarina silva 9ºc nº2
A internet tic catarina silva 9ºc nº2A internet tic catarina silva 9ºc nº2
A internet tic catarina silva 9ºc nº2
 
Internet v1 [modo de compatibilidade]
Internet v1 [modo de compatibilidade]Internet v1 [modo de compatibilidade]
Internet v1 [modo de compatibilidade]
 
Rede mundial de computadores
Rede mundial de computadoresRede mundial de computadores
Rede mundial de computadores
 
inteernet
inteernetinteernet
inteernet
 
Internet
InternetInternet
Internet
 
Módulo 5 - Redes de Computadores e Internet, Apostila
Módulo 5 - Redes de Computadores e Internet, ApostilaMódulo 5 - Redes de Computadores e Internet, Apostila
Módulo 5 - Redes de Computadores e Internet, Apostila
 
Apresentação INTERNET
Apresentação INTERNETApresentação INTERNET
Apresentação INTERNET
 
Trabalho de fundamentos da informática como funciona a internet
Trabalho de fundamentos da informática   como funciona a internetTrabalho de fundamentos da informática   como funciona a internet
Trabalho de fundamentos da informática como funciona a internet
 
Trabalho de fundamentos da informática como funciona a internet
Trabalho de fundamentos da informática   como funciona a internetTrabalho de fundamentos da informática   como funciona a internet
Trabalho de fundamentos da informática como funciona a internet
 
TELECENTRO COMUNITÁRIO VOZ POPULAR - MÓDULO INTERNET
TELECENTRO COMUNITÁRIO VOZ POPULAR - MÓDULO INTERNETTELECENTRO COMUNITÁRIO VOZ POPULAR - MÓDULO INTERNET
TELECENTRO COMUNITÁRIO VOZ POPULAR - MÓDULO INTERNET
 
Internet
InternetInternet
Internet
 
Apostila de internet básica
Apostila de internet básicaApostila de internet básica
Apostila de internet básica
 
Curso GIGA INTERNET
Curso GIGA INTERNETCurso GIGA INTERNET
Curso GIGA INTERNET
 
Tecnologias de informação e comunicação
Tecnologias de informação e comunicaçãoTecnologias de informação e comunicação
Tecnologias de informação e comunicação
 
Tecnologias de informação e comunicação
Tecnologias de informação e comunicaçãoTecnologias de informação e comunicação
Tecnologias de informação e comunicação
 
Tcp
TcpTcp
Tcp
 
Internet aula completa
Internet aula completaInternet aula completa
Internet aula completa
 
Redes arquitetura tcp-ip parte 1
Redes   arquitetura tcp-ip parte 1Redes   arquitetura tcp-ip parte 1
Redes arquitetura tcp-ip parte 1
 
Informática
InformáticaInformática
Informática
 

Noções de redes de computadores

  • 1. Noções de redes computacionais REDES DE COMPUTADORES Filipe Panta Flores
  • 2. Internet  A Internet é um conglomerado de redes em escala mundial de milhões de computadores interligados pelo TCP/IP que permite o acesso a informações e todo tipo de transferência de dados. Ela carrega uma ampla variedade de recursos e serviços, incluindo os documentos interligados por meio de hiperligações da World Wide Web, e a infraestrutura para suportar correio eletrônico e serviços como comunicação instantânea e compartilhamento de arquivos.  De acordo com dados de março de 2007, a Internet é usada por 16,9% da população mundial[1] (em torno de 1,1 bilhão de pessoas).
  • 3. Histórico  O lançamento soviético do Sputnik (Guerra Espacial) causou como consequência a criação americana da Defense Advanced Research Projects Agency (Agência de Projetos de Pesquisa Avançada), conhecida como ARPA, em fevereiro de 1955, com o objetivo de obter novamente a liderança tecnológica perdida para os soviéticos durante a guerra fria.  A ARPA criou o Information Processing Techniques Office (Escritório de Tecnologia de Processamento de Informações - IPTO) para promover a pesquisa do programa Semi Automatic Ground Environment, que tinha ligado vários sistemas de radares espalhados por todo o território americano pela primeira vez.
  • 4. World Wide Web  A World Wide Web (que em português significa, "Rede de alcance mundial"; também conhecida como Web e WWW) é um sistema de documentos em hipermídia que são interligados e executados na Internet.  Os documentos podem estar na forma de vídeos, sons, hipertextos e figuras. Para visualizar a informação, pode-se usar um programa de computador chamado navegador para descarregar informações (chamadas "documentos" ou "páginas") de servidores web (ou "sítios") e mostrá-los na tela do usuário. O usuário pode então seguir as hiperligações na página para outros documentos ou mesmo enviar informações de volta para o servidor para interagir com ele. O ato de seguir hiperligações é, comumente, chamado de "navegar" ou "surfar" na Web.
  • 5. Hipertexto e Hipermídia  Hipertexto é o termo que remete a um texto em formato digital, ao qual agrega-se outros conjuntos de informação na forma de blocos de textos, palavras, imagens ou sons, cujo acesso se dá através de referências específicas denominadas hiperlinks, ou simplesmente links. Esses links ocorrem na forma de termos destacados no corpo de texto principal, ícones gráficos ou imagens e têm a função de interconectar os diversos conjuntos de informação, oferecendo acesso sob demanda as informações que estendem ou complementam o texto principal.  Hipermídia é a reunião de várias mídias num suporte computacional, suportado por sistemas eletrônicos de comunicação.
  • 6. TCP/IP  O TCP/IP é um conjunto de protocolos (normas) de comunicação entre computadores em rede (também chamado de pilha de protocolos TCP/IP). Seu nome vem de dois protocolos: o TCP (Transmission Control Protocol - Protocolo de Controle de Transmissão) e o IP (Internet Protocol - Protocolo de Interconexão). O conjunto de protocolos pode ser visto como um modelo de camadas, onde cada camada é responsável por um grupo de tarefas.
  • 7. Site  Website ou websítio (também conhecido simplesmente como site ou sítio) é um conjunto de páginas web, isto é, de hipertextos acessíveis geralmente pelo protocolo HTTP na Internet. O conjunto de todos os sites públicos existentes compõe a World Wide Web. As páginas num site são organizadas a partir de um URL básico, ou sítio onde fica a página principal, e geralmente residem no mesmo diretório de um servidor.
  • 8. Provedor  O fornecedor de acesso à Internet (em em inglês Internet Service Provider, ISP) é uma empresa que oferece principalmente serviço de acesso à Internet, agregando a ele outros serviços relacionados, tais como "e- mail", "hospedagem de sites" ou blogs, entre outros.  Inicialmente como um serviço cobrado, com o tempo passou a ser oferecido também como serviço gratuito, por empresas que estruturaram um outro modelo de negócio, geralmente publicitário.
  • 9. Endereços de sites  Ex: http://www.google.com.br  Http:// - Protocolo de transferência de hipertexto  www – World Wide Web  google – Nome da empresa ou organização  .com – Significa que é um site com fins comerciais  Existem ainda os seguintes termos: − .org − .edu − .net − .mil
  • 10. LAN  Em computação, rede de área local (ou LAN, acrônimo de local area network) é uma rede de computador utilizada na interconexão de equipamentos processadores com a finalidade de troca de dados. Um conceito mais definido seria: é um conjunto de hardware e software que permite a computadores individuais estabelecerem comunicação entre si, trocando e compartilhando informações e recursos. Tais redes são denominadas locais por cobrirem apenas uma área limitada (10 Km no máximo, quando passam a ser denominadas MANs ), visto que, fisicamente, quanto maior a distância de um nó da rede ao outro, maior a taxa de erros que ocorrerão devido à degradação do sinal.  As LANs são utilizadas para conectar estações, servidores, periféricos e outros dispositivos que possuam capacidade de processamento em uma casa, escritório, escola e edifícios próximos.
  • 11. MAN  MAN (Metropolitan Area Network), também conhecida como MAN é o nome dado às redes que ocupam o perímetro de uma cidade. São mais rápidas e permitem que empresas com filiais em bairros diferentes se conectem entre si.
  • 12. WAN  A Wide Area Network (WAN), Rede de área alargada ou Rede de longa distância, também conhecida como Rede geograficamente distribuída, é uma rede de computadores que abrange uma grande área geográfica, com freqüência um país ou continente. Difere, assim, das LAN e das MAN.  A história da WAN começa em 1965 quando Lawrence Roberts e Thomas Merril ligaram dois computadores, um TX-2 em Massachussets a um Q-32 na Califórnia, através de uma linha telefônica de baixa velocidade, criando a primeira rede de área alargada (WAN). A maior WAN que existe é a Internet.  Em geral, as redes geograficamente distribuídas contém conjuntos de servidores, que formam sub-redes. Essas sub-redes têm a função de transportar os dados entre os computadores ou dispositivos de rede.  As WAN tornaram-se necessárias devido ao crescimento das empresas, onde as LAN não eram mais suficientes para atender a demanda de informações, pois era necessária uma forma de passar informação de uma empresa para outra de forma rapida e eficiente. Surgiram as WAN que conectam redes dentro de uma vasta área geográfica, permitindo comunicação de longa distância.
  • 13. Tecnologias de acessos à Internet  Conexão por linha comutada ou dial up (as vezes apelidada de Banda estreita em alusão a conexão Banda larga), é um tipo de acesso à Internet no qual uma pessoa usa um modem e uma linha telefónica para se ligar a um nó de uma rede de computadores do provedor de Internet.  Apesar de ser a maneira pioneira de acesso à internet e ainda ser uma das formas de acesso predominantes, a conexão discada está perdendo cada vez mais espaço, devido à massificação de acessos de banda larga, como DSL, ADSL, ligações por cabo e por rádio, entre outros tipos de conexões, e também por causa da velocidade da conexão (máximo de 56,6 kbps), que é baixa em relação a outros tipos de conexões.  Ainda assim, a internet discada ainda é utilizada em áreas onde a banda larga não está disponível ou não é viável.
  • 14. ADSL  Asymmetric Digital Subscriber Line (ADSL) é um formato de DSL, uma tecnologia de comunicação de dados que permite uma transmissão de dados mais rápida através de linhas de telefone do que um modem convencional pode oferecer.
  • 15. Cabo  Esta tecnologia, também conhecida por Cable Modem, utiliza as redes de transmissão de TV por cabo convencionais (chamadas de CATV - Community Antenna Television) para transmitir dados em velocidades que variam de 70 Kbps a 150 Mbps, fazendo uso da porção de banda não utilizada pela TV a cabo. Pesquisas americanas mostraram que, entre 2004 e 2005, houve um aumento de 29% no número de usuários de Internet via cabo.  Utiliza uma topologia de rede partilhada, onde todos os utilizadores partilham a mesma largura de banda.
  • 16. Fibra Ótica  Fibra óptica é um filamento de vidro ou de materiais poliméricos com capacidade de transmitir luz. Tal filamento pode apresentar diâmetros variáveis, dependendo da aplicação, indo desde diâmetros ínfimos, da ordem de micrômetros (mais finos que um fio de cabelo) até vários milímetros.  A, transmissão da luz pela fibra segue um princípio único, independentemente do material usado ou da aplicação: é lançado um feixe de luz numa extremidade da fibra e, pelas características ópticas do meio (fibra), esse feixe percorre a fibra por meio de reflexões sucessivas.
  • 17. Wireless  Uma rede sem fio se refere a uma rede de computadores sem a necessidade do uso de cabos – sejam eles telefônicos, coaxiais ou ópticos – por meio de equipamentos que usam radiofrequência (comunicação via ondas de rádio) ou comunicação via infravermelho, como em dispositivos compatíveis com IrDA.  O uso da tecnologia vai desde transceptores de rádio como walkie-talkies até satélites artificais no espaço. Seu uso mais comum é em redes de computadores, servindo como meio de acesso à Internet através de locais remotos como um escritório, um bar, um aeroporto, um parque, ou até mesmo em casa, etc.  Sua classificação é baseada na área de abrangência: redes pessoais ou curta distância (WPAN), redes locais (WLAN), redes metropolitanas (WMAN) e redes geograficamente distribuídas ou de longa distância (WWAN).
  • 18. Bluetooth  Bluetooth é uma especificação industrial para áreas de redes pessoais sem fio (Wireless personal area networks - PANs). O Bluetooth provê uma maneira de conectar e trocar informações entre dispositivos como telefones celulares, notebooks, computadores, impressoras, câmeras digitais e consoles de videogames digitais através de uma freqüência de rádio de curto alcance globalmente não licenciada e segura.
  • 19. Wi-Fi
  • 20. Satélite  Internet via satélite é um método de acesso à Internet que, na teoria, pode ser oferecido em qualquer parte do planeta. Possibilita altas taxas de transferências de dados, sendo sua comunicação feita do cliente, para o satélite e deste para o servidor (ou podendo passar o sinal por outros satélites interligados). Como a maioria dos serviços de banda larga, a transmissão por satélite se faz de modo bidirecional (recebimento e envio de dados). Atualmente, a velocidade da conexão via satélite está entre 200 e 600 Kbps pela Embratel  É de referir que este tipo de ligações tem latências altas, ou seja, não é aconselhada por exemplo, para quem a pretende usar para jogar online.
  • 21. Via Rádio  Através de repetidoras localizadas em pontos estratégicos, o sinal é distribuído aos clientes, sendo que para obter o acesso, o local deve ter "visada" (enxergar) uma das torres de transmissão. A velocidade de conexão pode chegar a 11 Megabits, sendo 200 vezes mais rápido do que a conexão via linha telefônica com um modem de 56K.  É possível implantar a Internet Via Rádio numa máquina (ou diretamente um roteador) que será o servidor de acesso onde através dela todas as outras estações podem obter o acesso através da rede local.
  • 22. 3G  As tecnologias 3G permitem às operadoras da rede oferecerem a seus usuários uma ampla gama dos mais avançados serviços, já que possuem uma capacidade de rede maior por causa de uma melhora na eficiência espectral. Entre os serviços, há a telefonia por voz e a transmissão de dados a longas distâncias, tudo em um ambiente móvel. Normalmente, são fornecidos serviços com taxas de 5 a 10 Megabits por segundo.  Ao contrário das redes definidas pelo padrão IEEE 802.11, as redes 3G permitem telefonia móvel de longo alcance e evoluíram para incorporar redes de acesso à Internet em alta velocidade e Vídeo-telefonia. As redes IEEE 802.11 (mais conhecidas como Wi-Fi ou WLAN) são de curto alcance e ampla largura de banda e foram originalmente desenvolvidas para redes de dados, além de não possuírem muita preocupação quanto ao consumo de energia, aspecto fundamental para aparelhos que possuem pouca carga de bateria.
  • 23. 3G