O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Intro microbiologia

1.261 visualizações

Publicada em

  • Entre para ver os comentários

Intro microbiologia

  1. 1. + Microbiologia Curso Profissional Técnico de Processamento e Controlo da Qualidade Alimentar 2013/2014 AE D. Afonso Sanches - Esc. Sec. D. Afonso Sanches Introdução à disciplina
  2. 2. +1. O Que é ser Técnico de Processamento e Controlo da Qualidade Alimentar?   O Técnico de Processamento e Controlo da Qualidade Alimentar é o profissional qualificado que coordena, organiza e executa operações relativas ao processamento dos produtos alimentares.   Aplica técnicas e métodos analíticos e estatísticos no controlo total da qualidade dos géneros alimentícios frescos e transformados, respeitando condições higieno- sanitárias, nutricionais e legais. AE D. Afonso Sanches - Esc. Sec. D. Afonso Sanches
  3. 3. + 2. O que faz?  Planifica e executa os processos técnicos de fabrico, segundo as normas vigentes;  Controla a quantidade e qualidade das matérias-primas e produtos acabados;  Inspecciona produtos e controla serviços ou processos de fabrico, de forma a verificar a sua conformidade com as normas de qualidade, de higiene e de segurança, assim como as disposições legais, profissionais e comerciais;  Verifica a aplicação das normas definidas na recepção, produção, embalamento, acondicionamento, armazenamento, distribuição e transporte;  Avalia a frequência e a importância das deficiências, de forma a dar o encaminhamento adequado aos produtos, e informa o departamento de produção;  Elabora relatórios referentes aos processos de transformação e conservação dos produtos alimentares AE D. Afonso Sanches - Esc. Sec. D. Afonso Sanches
  4. 4. + 3. Onde pode trabalhar?   Hipermercados e Mercados Abastecedores de produtos alimentares; Organismos de controlo e certificação de produtos alimentares;   Organizações de Agricultores (Cooperativas Agrícolas, Instituições de crédito);   Centros de normalização e embalagem de produtos agro – alimentares; Laboratórios de análise de alimentos e embalagens; Laboratórios de análise de águas potáveis; Serviços Regionais do Ministério da Agricultura;   Empresas ligadas ao ramo secundário e terciário; Empresas Agro – Industriais (fábricas de alimentos compostos para animais);   Unidades de transformação de produtos alimentares (ex: queijarias, matadouros). AE D. Afonso Sanches - Esc. Sec. D. Afonso Sanches
  5. 5. + 4. E a Microbiologia?   84 h correspondem a 5040 minutos, isto é, a 101 TL. AE D. Afonso Sanches - Esc. Sec. D. Afonso Sanches
  6. 6. + 5. Caracterização da disciplina A Microbiologia apresenta na sua relação com os alimentos dois aspectos fundamentais:   - A detecção de microrganismos de carácter pejorativo;   - A utilização de microrganismos para a produção de alimentos.   Assim, considera-se que o Técnico de Processamento e Controlo da Qualidade Alimentar tem de conhecer, por um lado a morfologia, a fisiologia e a ecologia dos microrganismos e, por outro, as características dos alimentos, das suas matérias-primas e dos principais processos tecnológicos utilizados.   Para além do conhecimento das técnicas mais adequadas e, também, das vantagens e limitações de cada uma dessas técnicas, o que permite a opção consciente em função da finalidade pretendida. AE D. Afonso Sanches - Esc. Sec. D. Afonso Sanches
  7. 7. + 6.Visão geral do Programa - Módulos AE D. Afonso Sanches - Esc. Sec. D. Afonso Sanches
  8. 8. + 7. Competências a desenvolver   Adquirir e utilizar dados, conceitos, modelos e teorias;   Desenvolver estratégias cognitivas em associação com o incremento do trabalho prático;   Adoptar atitudes e valores relacionados com a consciencialização pessoal e social e de decisões fundamentadas, visando uma educação para a cidadania.   A metodologia seguida deverá ser baseada na sensibilização para o treino de manipulação, na forma de obtenção de um ambiente adequado (esterilizado), no controlo das situações laboratoriais e na obtenção de postura laboratorial. AE D. Afonso Sanches - Esc. Sec. D. Afonso Sanches
  9. 9. + 8. Orientações Metodológicas / Avaliação   O ensino desta disciplina terá um carácter teórico-prático em relação aos assuntos em estudo em cada módulo, sendo a componente prática desenvolvida em laboratórios   A avaliação sumativa de cada módulo deve traduzir a progressão efectuada pelo formando nas componentes teórica, teórico-prática e prática. AE D. Afonso Sanches - Esc. Sec. D. Afonso Sanches
  10. 10. + MÓDULO 1 Introdução à Microbiologia   Neste módulo pretende-se fazer uma introdução a este campo da ciência, dedicado ao estudo de microrganismos que é a Microbiologia. Assim, dá-se a conhecer qual o objecto e método de estudo da microbiologia e o âmbito da sua aplicação.   Módulo teórico-prático, com 70% de conteúdos teóricos e 30% de conteúdos práticos. AE D. Afonso Sanches - Esc. Sec. D. Afonso Sanches
  11. 11. + Situações de Aprendizagem/ Avaliação (Módulo 1) Situações de Aprendizagem   Exposição oral e diálogo com os formandos com recurso a material audiovisual   Orientação dos formandos nas actividades práticas laboratoriais   Fichas informativas e formativas Avaliação   Avaliação diagnóstica   Avaliação formativa   Avaliação contínua ao longo das aulas teórico-práticas com recurso a escalas/grelhas de observação   Avaliação sumativa com recurso a testes escritos e provas práticas   Relatórios das aulas práticas AE D. Afonso Sanches - Esc. Sec. D. Afonso Sanches
  12. 12. + MÓDULO 2 Introdução às Técnicas em Microbiologia   Com este módulo pretende-se uma abordagem de forma prática, simples e acessível aos métodos e técnicas mais correntemente utilizados na análise microbiológica de alimentos.   Módulo teórico-prático, com 20% de conteúdos teóricos e 80% de conteúdos práticos. AE D. Afonso Sanches - Esc. Sec. D. Afonso Sanches
  13. 13. + Situações de Aprendizagem/ Avaliação (Módulo 2) Situações de Aprendizagem  Exposição oral e diálogo com os formandos com recurso a material audiovisual;  Orientação dos formandos nas actividades práticas laboratoriais;  Fichas informativas e formativas;  Análise das normas e legislação em vigor;  Utilização das Normas Portuguesas;  Visitas de estudo;  Participação em colóquios e seminários. Avaliação  Avaliação diagnóstica;  Avaliação formativa;  Avaliação contínua ao longo das aulas teórico-práticas com recurso a escalas/grelhas de observação;  Avaliação sumativa com recurso a testes escritos e provas práticas;  Relatórios das aulas práticas;  Relatórios das visitas de estudo. AE D. Afonso Sanches - Esc. Sec. D. Afonso Sanches
  14. 14. + MÓDULO 3 Bactérias e Vírus   Neste módulo pretende-se uma abordagem específica ao estudo das bactérias e vírus, uma vez que entre todos os tipos de microrganismos que intervêm na alimentação, as bactérias formam o grupo mais importante, tanto pelo número como pela diversidade e pela frequência das suas acções.   Além das bactérias, os vírus também podem estar presentes nos alimentos. A sua presença nos alimentos pode provocar infecções virais.   Módulo teórico-prático, com 30% de conteúdos teóricos e 70% de conteúdos práticos. AE D. Afonso Sanches - Esc. Sec. D. Afonso Sanches
  15. 15. + Situações de Aprendizagem/ Avaliação (Módulo 3) Situações de Aprendizagem   Exposição oral e diálogo com os formandos com recurso a material audiovisual   Orientação dos formandos nas actividades práticas laboratoriais   Fichas informativas e formativas   Análise das normas e legislação em vigor   Utilização das Normas Portuguesas   Participação em colóquios e seminários Avaliação   Avaliação diagnóstica   Avaliação formativa   Avaliação contínua ao longo das aulas teórico-práticas com recurso a escalas/grelhas de observação   Avaliação sumativa com recurso a testes escritos e provas práticas   Relatórios das aulas práticas AE D. Afonso Sanches - Esc. Sec. D. Afonso Sanches
  16. 16. + AE D. Afonso Sanches - Esc. Sec. D. Afonso Sanches

×