SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 22
Baixar para ler offline
Cabos de Aço
Utilizados no Içamento e Amarração de Cargas
Safemov Consulting
História, Introdução e Regulamentação
Curso
à Distância
Módulos 1 e 2
Eugenio Rocha – Consultor / Tutor
Palavra do Instrutor / TutorPalavra do Instrutor / Tutor
1
Prezados profissionais,
Este material foi desenvolvido com o objetivo de orientar a
todos os profissionais que, direta, ou indiretamente,
estejam envolvidos com os Cabos de Aço, este importante
acessório empregado em inúmeras operações no meio
industrial.
Dentre estas operações, destacamos o içamento de cargas
através de Pontes e Pórticos Rolantes e Guindastes de
pequeno e médio portes, onde os Cabos de Aço são
utilizados para amarrar e elevar uma grande variedade de
cargas.
Ao final deste curso, esperamos que todos os participantes
estejam preparados e capacitados para avaliarem as reais
condições que estes acessórios são utilizados em suas
empresas.
2
Breve História
do Cabo de Aço.
Cabos de Aço
Breve História
Segundo relato de uma conceituada indústria fabricante de Cabos de Aço,
o cabo metálico mais antigo que se teve notícia, não era de aço, e sim de
bronze, descoberto durante operações de escavações em Pompéia, na
Grécia.
Precisava-se na época, de um substituto para as correntes utilizadas nas
minas de carvão. Como o aumento de profundidade das minas acarretava
aumento no comprimento das correntes, o peso das mesmas tornava
cada vez mais impraticável e inviável a sua utilização.
Então, surgiu a ideia de trançar arames, o que resultou em pesos bem
mais baixos, entretanto, com alta resistência. O cabo é formado então por
fios de aço, obtidos por um processo de esticamento, chamado de
trefilação.
3
Introdução
Uma Breve História do Cabo de Aço
Cabos de Aço
Breve História - Continuação.
Um conjunto desses fios forma uma perna. Essa é apenas uma parte do
cabo, pois um conjunto delas é novamente trançado em volta de uma
alma, formando então o cabo final.
O primeiro Cabo de Aço era formado por 3 pernas, cada uma por 4 arames
sem uma alma. Seria, na linguagem atual, um cabo 3x4 compacto.
Os arames tinham um diâmetro de 3,5mm e uma resistência à tração de
520N/mm². Para os padrões de hoje seriam arames fracos pois trabalha-se
com quase 4 vezes esse valor, mas os cabos cumpriram sua obrigação
muito bem e mostravam-se perfeitamente capazes de substituir as
correntes neste uso. Os arames e as pernas eram torcidos para o mesmo
lado. Hoje, denominaríamos o tipo de torção deste cabo como “Lang”.
4
Introdução
Uma Breve História do Cabo de Aço
Cabos de Aço
A partir de 1840, surgiriam as primeiras máquinas de fabricação de Cabos
de Aço, e produtos mais modernos e confiáveis começaram a ser
produzidos.
Atualmente estão disponíveis Cabos de Aço de excelente qualidade e
confiabilidade, produzidos com tecnologia de última geração, atendendo
a todas as exigências das normas nacionais e internacionais, conferindo
às operações de amarração e içamento de cargas elevado padrão de
segurança.
O Cabo de Aço, na forma como é conhecido nos dias de hoje, foi
fabricado em 1834, há quase 180 anos atrás, na Alemanha, pelo
conselheiro da indústria da mineração, chamado Wilhelm August Julius
Albert.
Breve História - Continuação.
5
6
Módulo 1 - Introdução
A Importância dos Cabos de Aço
no Içamento de Cargas.
Módulo 1 - Introdução
A Importância dos Cabos de Aço no Içamento de Cargas.
As operações de içamento de cargas realizadas no meio industrial, podem
ser classificadas como estratégicas sob o ponto de vista do atendimento
das necessidades de regularidade e fluidez dos materiais ao longo da
cadeia produtiva das empresas.
É importante salientar que um processo produtivo pode sofrer
interrupções indesejáveis, ou não programadas, devido ao estado
precário de um Cabo de Aço, e, desta forma, contabilizar danos e
prejuízos de grande monta, e até acidentes fatais.
Os Cabos de Aço estão presentes nas operações básicas de içamento de
cargas, sejam instalados nos equipamentos, na forma de laços e lingas
utilizados na amarração das cargas, ou ainda, em algumas operações de
arraste.
7
8
Módulo 1 - Introdução
Além das quatro operações básicas de içamento de cargas mais
comumente praticadas no meio industrial, que são: Carregamento e
Descarregamento de Caminhões, Montagem e Desmontagem, Suprimento
de Processos, Arraste ou Tracionamento e Armazenamento, ilustradas a
seguir, citamos também as operações de tombamento e inversão de
cargas, nas quais os Cabos de Aço desempenham função de extrema
importância.
Em todas estas situações, sem exceções, os Cabos de Aço necessitam de
constantes cuidados especiais durante as operações, por parte dos
operadores dos equipamentos, além de vistorias e inspeções minuciosas,
realizadas periodicamente por mecânico capacitado, com base no
histórico ou prontuário do cabo, e nas diretrizes do plano de manutenção
preventiva e preditiva da empresa.
A Importância dos Cabos de Aço no Içamento de Cargas.
Cabos de Aço - Operações BásicasCabos de Aço - Operações Básicas
A segurança e a confiabilidade destas operações, dependem, dentre outros fatores, das
condições de utilização e conservação dos Cabos de Aço.
9
10
Módulo 1 - Introdução
A Importância dos Cabos de Aço no Içamento de Cargas.
É fundamental que todos os profissionais envolvidos direta e indiretamente com os
Cabos de Aço, tenham uma visão sistêmica e integrada de todo o processo
produtivo da empresa, evitando, desta forma, atuarem de forma centralizada e
focada apenas no setor, ou setores onde são realizadas as operações de içamento
de cargas.
Somente a partir de uma visão sistêmica que os gestores, operadores,
profissionais de Segurança do Trabalho, dentre outros, poderão refletir e avaliar a
importância dos Cabos de Aço para a regularidade e confiabilidade das operações
de movimentação de materiais nas quais o içamento de cargas seja necessário
para o cumprimento do planejamento e da programação de produção.
A seguir exemplificamos e ilustramos, de forma sintetizada, a cadeia produtiva,
destacando a participação do içamento de cargas no processo, viabilizando o
deslocamento dos materiais, produtos semi acabados e acabados, até a
disponibilização para o cliente.
Cabos de Aço - Cadeia ProdutivaCabos de Aço - Cadeia Produtiva
A regularidade e fluidez dos materiais podem ser
interrompidos, de forma indesejada, caso os
Cabos de Aço apresentem problemas.
Fornecedor
11
12
Módulo 1 - Introdução
A Importância dos Cabos de Aço no Içamento de Cargas.
No processo de fabricação de determinados produtos, algumas matérias
primas, componentes, peças e partes, devido ao seu peso e volume
elevados, precisam ser deslocados através de equipamentos de içamento,
portanto, esta operação de suprimento do processo requer absoluta
fluidez, segurança e confiabilidade, para que o processo como um todo
não seja interrompido.
Portanto, observando a ilustração seguinte, podemos facilmente deduzir
que o deslocamento dos materiais, muitas vezes é totalmente dependente
do içamento das cargas, e, neste contexto, está o Cabo de Aço,
evidenciando em mais este exemplo a sua fundamental importância para
o perfeito andamento do processo, que certamente resultará no
cumprimento do planejamento da produção e dos prazos de entrega
firmados com os clientes.
Cabos de Aço - Suprimento do ProcessoCabos de Aço - Suprimento do Processo
Se um componente sofrer ação de descontinuidade, todo o processo poderá ser
interrompido provocando sérias consequências para a cadeia produtiva.
13
14
É comum observarmos em um número expressivo de empresas, que os
Cabos de Aço instalados nos equipamentos de içamento, nomeadamente
as Pontes e os Pórticos Rolantes, não possuem um plano rigoroso de
manutenção preventiva que vise monitorar as suas condições de
utilização.
Estes cabos operam, em muitos casos, até quatro a cinco anos sem
qualquer vistoria minuciosa, sobretudo nos pontos de contato mais
críticos, ou sejam, com as polias do moitão, polias compensadoras e com
o tambor de enrolamento, além dos pontos de fixação das extremidades.
É preciso destacar que o Cabo de Aço é um produto de consumo,
portanto, possui uma vida útil previamente estabelecida a partir do seu
histórico, ou registro de informações obtidas nas inspeções preventivas
periódicas realizadas por profissional comprovadamente capacitado.
Introdução – Comentários Finais
15
Os Cabos de Aço utilizados na amarração de cargas para içamento,
conhecidos como laços, estropos e lingas, são igualmente importantes
para a segurança e confiabilidade das operações, devendo, portanto,
receberem atenção e cuidados especiais em relação as suas condições
de utilização, já que estão mais expostos a diversos tipos de danos que
os cabos instalados nos equipamentos de içamento não estão.
Portanto, chamamos a atenção dos participantes deste curso para a
importância dos Cabos de Aço no sistema de movimentação de cargas
por içamento, destacando que, todo um processo produtivo, ou parte
importante dele, pode ser interrompido, provocando acidentes de grande
gravidade, devido ao estado precário de um Cabo de Aço, seja ele do
equipamento de içamento, ou, utilizado na amarração das cargas, que não
tenham sido submetidos a vistorias constantes e a um plano rigoroso de
manutenção preventiva.
Introdução – Comentários Finais
16
1) Relacione as etapas da cadeia produtiva, ou de serviços, da sua
empresa, e assinale em qual(is) delas as operações de içamento de
cargas necessita ser realizada para o perfeito andamento do processo de
trabalho como um todo.
2) Relacione os possíveis danos e perdas causados na cadeia produtiva,
ou de serviços da sua empresa, caso ocorra uma interrupção não
programada devido a paralisação das operações de içamento de cargas
decorrente do rompimento de um Cabo de aço.
3) Defina, portanto, com base nas respostas das questões anteriores, qual
a real importância dos Cabos de Aço para as operações de içamento de
cargas, e, consequentemente, para a cadeia produtiva, ou de serviços da
sua empresa.
Teste seu Aprendizado
17
Módulo 2 - Regulamentação
Normas Técnicas
Aplicáveis.
18
Cabos de Aço - Regulamentação
Devem ser consideradas pelas empresas as seguintes normas técnicas
nacionais básicas vigentes e relacionadas diretamente com os Cabos de
Aço, nos âmbitos da fabricação, comercialização, utilização e inspeção:
1) Cabos de Aço de usos gerais: ABNT - NBR ISO 2408 - 2: 2009
2) Laços e Lingas: ABNT - NBR 13541 - 2: 2012
(Obs.: As normas da ABNT podem ser adquiridas no site: www.abntcatalogo.com.br)
3) Regulamento de Avaliação de Conformidade - RAC - INMETRO
(Obs.: Consulte Manual em PDF enviado ao participante em arquivo à parte)
4) Portaria MTE 3.214 - Norma Regulamentadora 11 - Item 11.1.3.1.
(Confira a seguir o texto do item, e no site do MTE, a Norma Regulamentadora 11, na íntegra:
www.portal.mte.gov.br )
19
Cabos de Aço - Regulamentação
Norma Regulamentadora 11 – Item 11.1.3.1.
“ Especial atenção será dada aos Cabos de Aço, cordas,
correntes, roldanas e ganchos, que deverão ser
inspecionados permanentemente, substituindo-se as suas
partes defeituosas”.
Comentário:
O texto da norma acima contempla, minimamente, as ações preventivas
que devem ser praticadas regularmente por todos os profissionais
envolvidos diretamente com os Cabos de Aço, nomeadamente, os
operadores dos equipamentos de içamento, os amarradores de cargas e
os responsáveis pela manutenção dos cabos.
Eugenio Rocha – Consultor / Tutor
Considerações Finais do InstrutorConsiderações Finais do Instrutor
20
Prezados profissionais,
Concluímos aqui os módulos 1 e 2, onde abordamos
aspectos introdutórios importantes e informamos sobre as
principais normas relacionadas com os Cabos de Aço.
O conteúdo elaborado para a introdução, expondo a
importância dos Cabos de Aço no contexto da
movimentação de cargas por içamento, pretende induzir
todos os profissionais envolvidos a uma profunda reflexão
sobre a necessidade de serem adotados cuidados
especiais com os cabos.
Havendo dúvidas, ou a necessidade de maiores
esclarecimentos sobre o conteúdo destes dois módulos,
utilize os recursos de contato expostos a seguir.
21
Tire suas Dúvidas com o InstrutorTire suas Dúvidas com o Instrutor
Havendo dúvidas ou a necessidade de maiores esclarecimentos sobre o
conteúdo destes dois módulos, utilize os recursos de contato abaixo
informados. Assessoria válida até 60 dias após a conclusão do curso:
1) E-mail: safemov@gmail.com
2) Skype: eugenio.rocha58
Conversação somente em texto, por um período diário de 0:30 h, apenas
com horário previamente agendado por e-mail.
3) Telefone: (31) 2552 – 5014
Atendimento por um período diário de 0:30 h, apenas com horário
previamente agendado por e-mail.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Cabos de Aço - Módulos 1 e 2

SLIDES-FUNDIÇÃO.pdf
SLIDES-FUNDIÇÃO.pdfSLIDES-FUNDIÇÃO.pdf
SLIDES-FUNDIÇÃO.pdfbarbara369277
 
Where are the Risks - Içamento de Cargas
Where are the Risks - Içamento de CargasWhere are the Risks - Içamento de Cargas
Where are the Risks - Içamento de CargasEugenio Rocha
 
191823789 boletim-tecnico-transporte-de-motores-eletricos
191823789 boletim-tecnico-transporte-de-motores-eletricos191823789 boletim-tecnico-transporte-de-motores-eletricos
191823789 boletim-tecnico-transporte-de-motores-eletricosLuis Carlos Catraio Silva
 
Catálogo técnico aricabos 2015
Catálogo técnico aricabos 2015Catálogo técnico aricabos 2015
Catálogo técnico aricabos 2015gucassiolato
 
b21f56fed0d7a56d9ccd5acb4cd6e9fc_(1).pdf
b21f56fed0d7a56d9ccd5acb4cd6e9fc_(1).pdfb21f56fed0d7a56d9ccd5acb4cd6e9fc_(1).pdf
b21f56fed0d7a56d9ccd5acb4cd6e9fc_(1).pdfJohnatasGama
 
Estudo_Cabo_de_Aco_Esticamento_RC2092KS_Rev_1.pdf
Estudo_Cabo_de_Aco_Esticamento_RC2092KS_Rev_1.pdfEstudo_Cabo_de_Aco_Esticamento_RC2092KS_Rev_1.pdf
Estudo_Cabo_de_Aco_Esticamento_RC2092KS_Rev_1.pdfGrgoriTroina
 
movimentação e implantação de postes
movimentação e implantação de postesmovimentação e implantação de postes
movimentação e implantação de postesPedroHenriqueLimaSan1
 
Influência do fio esmaltado nos retornos em garantia de motores elétricos
Influência do fio esmaltado nos retornos em garantia de motores elétricosInfluência do fio esmaltado nos retornos em garantia de motores elétricos
Influência do fio esmaltado nos retornos em garantia de motores elétricosMarcelo Gandra Falcone
 
_Treinamento_Andaimes.ppt
_Treinamento_Andaimes.ppt_Treinamento_Andaimes.ppt
_Treinamento_Andaimes.pptssuser7d6b72
 
treinamento Andaimes 01.pptx
treinamento Andaimes 01.pptxtreinamento Andaimes 01.pptx
treinamento Andaimes 01.pptxFlvioSegredo
 
_Treinamento_Andaimes.ppt
_Treinamento_Andaimes.ppt_Treinamento_Andaimes.ppt
_Treinamento_Andaimes.pptantonio832480
 
Artigo içamento
Artigo içamentoArtigo içamento
Artigo içamentoJulio110862
 
Juntas de Expansão - Tubulações Industriais - Rio Oil & Gas 2008
Juntas de Expansão - Tubulações Industriais - Rio Oil & Gas 2008Juntas de Expansão - Tubulações Industriais - Rio Oil & Gas 2008
Juntas de Expansão - Tubulações Industriais - Rio Oil & Gas 2008jordanaveiga
 
Projeto de linha de vida segundo normas brasileiras consultoria & engen...
Projeto de linha de vida segundo normas brasileiras   consultoria & engen...Projeto de linha de vida segundo normas brasileiras   consultoria & engen...
Projeto de linha de vida segundo normas brasileiras consultoria & engen...Guilherme Henrique
 

Semelhante a Cabos de Aço - Módulos 1 e 2 (20)

SLIDES-FUNDIÇÃO.pdf
SLIDES-FUNDIÇÃO.pdfSLIDES-FUNDIÇÃO.pdf
SLIDES-FUNDIÇÃO.pdf
 
15 dicas que você precisa saber sobre linha
15 dicas que você precisa saber sobre linha15 dicas que você precisa saber sobre linha
15 dicas que você precisa saber sobre linha
 
15 dicas que voce precisa saber sobre linha
15 dicas que voce precisa saber sobre linha15 dicas que voce precisa saber sobre linha
15 dicas que voce precisa saber sobre linha
 
Where are the Risks - Içamento de Cargas
Where are the Risks - Içamento de CargasWhere are the Risks - Içamento de Cargas
Where are the Risks - Içamento de Cargas
 
Andaimes e Balancim.ppt
Andaimes e Balancim.pptAndaimes e Balancim.ppt
Andaimes e Balancim.ppt
 
191823789 boletim-tecnico-transporte-de-motores-eletricos
191823789 boletim-tecnico-transporte-de-motores-eletricos191823789 boletim-tecnico-transporte-de-motores-eletricos
191823789 boletim-tecnico-transporte-de-motores-eletricos
 
Catálogo técnico aricabos 2015
Catálogo técnico aricabos 2015Catálogo técnico aricabos 2015
Catálogo técnico aricabos 2015
 
Segurança Andaimes
Segurança AndaimesSegurança Andaimes
Segurança Andaimes
 
b21f56fed0d7a56d9ccd5acb4cd6e9fc_(1).pdf
b21f56fed0d7a56d9ccd5acb4cd6e9fc_(1).pdfb21f56fed0d7a56d9ccd5acb4cd6e9fc_(1).pdf
b21f56fed0d7a56d9ccd5acb4cd6e9fc_(1).pdf
 
Soldagem finalizado
Soldagem finalizadoSoldagem finalizado
Soldagem finalizado
 
Estudo_Cabo_de_Aco_Esticamento_RC2092KS_Rev_1.pdf
Estudo_Cabo_de_Aco_Esticamento_RC2092KS_Rev_1.pdfEstudo_Cabo_de_Aco_Esticamento_RC2092KS_Rev_1.pdf
Estudo_Cabo_de_Aco_Esticamento_RC2092KS_Rev_1.pdf
 
movimentação e implantação de postes
movimentação e implantação de postesmovimentação e implantação de postes
movimentação e implantação de postes
 
Andaimeparte2
Andaimeparte2Andaimeparte2
Andaimeparte2
 
Influência do fio esmaltado nos retornos em garantia de motores elétricos
Influência do fio esmaltado nos retornos em garantia de motores elétricosInfluência do fio esmaltado nos retornos em garantia de motores elétricos
Influência do fio esmaltado nos retornos em garantia de motores elétricos
 
_Treinamento_Andaimes.ppt
_Treinamento_Andaimes.ppt_Treinamento_Andaimes.ppt
_Treinamento_Andaimes.ppt
 
treinamento Andaimes 01.pptx
treinamento Andaimes 01.pptxtreinamento Andaimes 01.pptx
treinamento Andaimes 01.pptx
 
_Treinamento_Andaimes.ppt
_Treinamento_Andaimes.ppt_Treinamento_Andaimes.ppt
_Treinamento_Andaimes.ppt
 
Artigo içamento
Artigo içamentoArtigo içamento
Artigo içamento
 
Juntas de Expansão - Tubulações Industriais - Rio Oil & Gas 2008
Juntas de Expansão - Tubulações Industriais - Rio Oil & Gas 2008Juntas de Expansão - Tubulações Industriais - Rio Oil & Gas 2008
Juntas de Expansão - Tubulações Industriais - Rio Oil & Gas 2008
 
Projeto de linha de vida segundo normas brasileiras consultoria & engen...
Projeto de linha de vida segundo normas brasileiras   consultoria & engen...Projeto de linha de vida segundo normas brasileiras   consultoria & engen...
Projeto de linha de vida segundo normas brasileiras consultoria & engen...
 

Mais de Eugenio Rocha

Palestra Teste 10 slides
Palestra Teste 10 slidesPalestra Teste 10 slides
Palestra Teste 10 slidesEugenio Rocha
 
Where are the Risks - Empilhadeiras
Where are the Risks -  EmpilhadeirasWhere are the Risks -  Empilhadeiras
Where are the Risks - EmpilhadeirasEugenio Rocha
 
Cabos de Aço - Módulos 3 e 4
Cabos de Aço - Módulos 3 e 4Cabos de Aço - Módulos 3 e 4
Cabos de Aço - Módulos 3 e 4Eugenio Rocha
 
Palestra Gerenciamento de Riscos no Içamento de Cargas na Indústria.
Palestra Gerenciamento de Riscos no Içamento de Cargas na Indústria.Palestra Gerenciamento de Riscos no Içamento de Cargas na Indústria.
Palestra Gerenciamento de Riscos no Içamento de Cargas na Indústria.Eugenio Rocha
 
Içamento de Cargas - Roteiro para Auditoria e Planejamento
Içamento de Cargas - Roteiro para Auditoria e PlanejamentoIçamento de Cargas - Roteiro para Auditoria e Planejamento
Içamento de Cargas - Roteiro para Auditoria e PlanejamentoEugenio Rocha
 
Seis Fatores Fundamentais no Içamento de Cargas
Seis Fatores Fundamentais no Içamento de CargasSeis Fatores Fundamentais no Içamento de Cargas
Seis Fatores Fundamentais no Içamento de CargasEugenio Rocha
 

Mais de Eugenio Rocha (6)

Palestra Teste 10 slides
Palestra Teste 10 slidesPalestra Teste 10 slides
Palestra Teste 10 slides
 
Where are the Risks - Empilhadeiras
Where are the Risks -  EmpilhadeirasWhere are the Risks -  Empilhadeiras
Where are the Risks - Empilhadeiras
 
Cabos de Aço - Módulos 3 e 4
Cabos de Aço - Módulos 3 e 4Cabos de Aço - Módulos 3 e 4
Cabos de Aço - Módulos 3 e 4
 
Palestra Gerenciamento de Riscos no Içamento de Cargas na Indústria.
Palestra Gerenciamento de Riscos no Içamento de Cargas na Indústria.Palestra Gerenciamento de Riscos no Içamento de Cargas na Indústria.
Palestra Gerenciamento de Riscos no Içamento de Cargas na Indústria.
 
Içamento de Cargas - Roteiro para Auditoria e Planejamento
Içamento de Cargas - Roteiro para Auditoria e PlanejamentoIçamento de Cargas - Roteiro para Auditoria e Planejamento
Içamento de Cargas - Roteiro para Auditoria e Planejamento
 
Seis Fatores Fundamentais no Içamento de Cargas
Seis Fatores Fundamentais no Içamento de CargasSeis Fatores Fundamentais no Içamento de Cargas
Seis Fatores Fundamentais no Içamento de Cargas
 

Último

As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no textoMariaPauladeSouzaTur
 
Modelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumoModelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumoprofleticiasantosbio
 
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxProva de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxJosAurelioGoesChaves
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 

Último (20)

As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no texto
 
Modelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumoModelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumo
 
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxProva de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 

Cabos de Aço - Módulos 1 e 2

  • 1. Cabos de Aço Utilizados no Içamento e Amarração de Cargas Safemov Consulting História, Introdução e Regulamentação Curso à Distância Módulos 1 e 2
  • 2. Eugenio Rocha – Consultor / Tutor Palavra do Instrutor / TutorPalavra do Instrutor / Tutor 1 Prezados profissionais, Este material foi desenvolvido com o objetivo de orientar a todos os profissionais que, direta, ou indiretamente, estejam envolvidos com os Cabos de Aço, este importante acessório empregado em inúmeras operações no meio industrial. Dentre estas operações, destacamos o içamento de cargas através de Pontes e Pórticos Rolantes e Guindastes de pequeno e médio portes, onde os Cabos de Aço são utilizados para amarrar e elevar uma grande variedade de cargas. Ao final deste curso, esperamos que todos os participantes estejam preparados e capacitados para avaliarem as reais condições que estes acessórios são utilizados em suas empresas.
  • 4. Cabos de Aço Breve História Segundo relato de uma conceituada indústria fabricante de Cabos de Aço, o cabo metálico mais antigo que se teve notícia, não era de aço, e sim de bronze, descoberto durante operações de escavações em Pompéia, na Grécia. Precisava-se na época, de um substituto para as correntes utilizadas nas minas de carvão. Como o aumento de profundidade das minas acarretava aumento no comprimento das correntes, o peso das mesmas tornava cada vez mais impraticável e inviável a sua utilização. Então, surgiu a ideia de trançar arames, o que resultou em pesos bem mais baixos, entretanto, com alta resistência. O cabo é formado então por fios de aço, obtidos por um processo de esticamento, chamado de trefilação. 3
  • 5. Introdução Uma Breve História do Cabo de Aço Cabos de Aço Breve História - Continuação. Um conjunto desses fios forma uma perna. Essa é apenas uma parte do cabo, pois um conjunto delas é novamente trançado em volta de uma alma, formando então o cabo final. O primeiro Cabo de Aço era formado por 3 pernas, cada uma por 4 arames sem uma alma. Seria, na linguagem atual, um cabo 3x4 compacto. Os arames tinham um diâmetro de 3,5mm e uma resistência à tração de 520N/mm². Para os padrões de hoje seriam arames fracos pois trabalha-se com quase 4 vezes esse valor, mas os cabos cumpriram sua obrigação muito bem e mostravam-se perfeitamente capazes de substituir as correntes neste uso. Os arames e as pernas eram torcidos para o mesmo lado. Hoje, denominaríamos o tipo de torção deste cabo como “Lang”. 4
  • 6. Introdução Uma Breve História do Cabo de Aço Cabos de Aço A partir de 1840, surgiriam as primeiras máquinas de fabricação de Cabos de Aço, e produtos mais modernos e confiáveis começaram a ser produzidos. Atualmente estão disponíveis Cabos de Aço de excelente qualidade e confiabilidade, produzidos com tecnologia de última geração, atendendo a todas as exigências das normas nacionais e internacionais, conferindo às operações de amarração e içamento de cargas elevado padrão de segurança. O Cabo de Aço, na forma como é conhecido nos dias de hoje, foi fabricado em 1834, há quase 180 anos atrás, na Alemanha, pelo conselheiro da indústria da mineração, chamado Wilhelm August Julius Albert. Breve História - Continuação. 5
  • 7. 6 Módulo 1 - Introdução A Importância dos Cabos de Aço no Içamento de Cargas.
  • 8. Módulo 1 - Introdução A Importância dos Cabos de Aço no Içamento de Cargas. As operações de içamento de cargas realizadas no meio industrial, podem ser classificadas como estratégicas sob o ponto de vista do atendimento das necessidades de regularidade e fluidez dos materiais ao longo da cadeia produtiva das empresas. É importante salientar que um processo produtivo pode sofrer interrupções indesejáveis, ou não programadas, devido ao estado precário de um Cabo de Aço, e, desta forma, contabilizar danos e prejuízos de grande monta, e até acidentes fatais. Os Cabos de Aço estão presentes nas operações básicas de içamento de cargas, sejam instalados nos equipamentos, na forma de laços e lingas utilizados na amarração das cargas, ou ainda, em algumas operações de arraste. 7
  • 9. 8 Módulo 1 - Introdução Além das quatro operações básicas de içamento de cargas mais comumente praticadas no meio industrial, que são: Carregamento e Descarregamento de Caminhões, Montagem e Desmontagem, Suprimento de Processos, Arraste ou Tracionamento e Armazenamento, ilustradas a seguir, citamos também as operações de tombamento e inversão de cargas, nas quais os Cabos de Aço desempenham função de extrema importância. Em todas estas situações, sem exceções, os Cabos de Aço necessitam de constantes cuidados especiais durante as operações, por parte dos operadores dos equipamentos, além de vistorias e inspeções minuciosas, realizadas periodicamente por mecânico capacitado, com base no histórico ou prontuário do cabo, e nas diretrizes do plano de manutenção preventiva e preditiva da empresa. A Importância dos Cabos de Aço no Içamento de Cargas.
  • 10. Cabos de Aço - Operações BásicasCabos de Aço - Operações Básicas A segurança e a confiabilidade destas operações, dependem, dentre outros fatores, das condições de utilização e conservação dos Cabos de Aço. 9
  • 11. 10 Módulo 1 - Introdução A Importância dos Cabos de Aço no Içamento de Cargas. É fundamental que todos os profissionais envolvidos direta e indiretamente com os Cabos de Aço, tenham uma visão sistêmica e integrada de todo o processo produtivo da empresa, evitando, desta forma, atuarem de forma centralizada e focada apenas no setor, ou setores onde são realizadas as operações de içamento de cargas. Somente a partir de uma visão sistêmica que os gestores, operadores, profissionais de Segurança do Trabalho, dentre outros, poderão refletir e avaliar a importância dos Cabos de Aço para a regularidade e confiabilidade das operações de movimentação de materiais nas quais o içamento de cargas seja necessário para o cumprimento do planejamento e da programação de produção. A seguir exemplificamos e ilustramos, de forma sintetizada, a cadeia produtiva, destacando a participação do içamento de cargas no processo, viabilizando o deslocamento dos materiais, produtos semi acabados e acabados, até a disponibilização para o cliente.
  • 12. Cabos de Aço - Cadeia ProdutivaCabos de Aço - Cadeia Produtiva A regularidade e fluidez dos materiais podem ser interrompidos, de forma indesejada, caso os Cabos de Aço apresentem problemas. Fornecedor 11
  • 13. 12 Módulo 1 - Introdução A Importância dos Cabos de Aço no Içamento de Cargas. No processo de fabricação de determinados produtos, algumas matérias primas, componentes, peças e partes, devido ao seu peso e volume elevados, precisam ser deslocados através de equipamentos de içamento, portanto, esta operação de suprimento do processo requer absoluta fluidez, segurança e confiabilidade, para que o processo como um todo não seja interrompido. Portanto, observando a ilustração seguinte, podemos facilmente deduzir que o deslocamento dos materiais, muitas vezes é totalmente dependente do içamento das cargas, e, neste contexto, está o Cabo de Aço, evidenciando em mais este exemplo a sua fundamental importância para o perfeito andamento do processo, que certamente resultará no cumprimento do planejamento da produção e dos prazos de entrega firmados com os clientes.
  • 14. Cabos de Aço - Suprimento do ProcessoCabos de Aço - Suprimento do Processo Se um componente sofrer ação de descontinuidade, todo o processo poderá ser interrompido provocando sérias consequências para a cadeia produtiva. 13
  • 15. 14 É comum observarmos em um número expressivo de empresas, que os Cabos de Aço instalados nos equipamentos de içamento, nomeadamente as Pontes e os Pórticos Rolantes, não possuem um plano rigoroso de manutenção preventiva que vise monitorar as suas condições de utilização. Estes cabos operam, em muitos casos, até quatro a cinco anos sem qualquer vistoria minuciosa, sobretudo nos pontos de contato mais críticos, ou sejam, com as polias do moitão, polias compensadoras e com o tambor de enrolamento, além dos pontos de fixação das extremidades. É preciso destacar que o Cabo de Aço é um produto de consumo, portanto, possui uma vida útil previamente estabelecida a partir do seu histórico, ou registro de informações obtidas nas inspeções preventivas periódicas realizadas por profissional comprovadamente capacitado. Introdução – Comentários Finais
  • 16. 15 Os Cabos de Aço utilizados na amarração de cargas para içamento, conhecidos como laços, estropos e lingas, são igualmente importantes para a segurança e confiabilidade das operações, devendo, portanto, receberem atenção e cuidados especiais em relação as suas condições de utilização, já que estão mais expostos a diversos tipos de danos que os cabos instalados nos equipamentos de içamento não estão. Portanto, chamamos a atenção dos participantes deste curso para a importância dos Cabos de Aço no sistema de movimentação de cargas por içamento, destacando que, todo um processo produtivo, ou parte importante dele, pode ser interrompido, provocando acidentes de grande gravidade, devido ao estado precário de um Cabo de Aço, seja ele do equipamento de içamento, ou, utilizado na amarração das cargas, que não tenham sido submetidos a vistorias constantes e a um plano rigoroso de manutenção preventiva. Introdução – Comentários Finais
  • 17. 16 1) Relacione as etapas da cadeia produtiva, ou de serviços, da sua empresa, e assinale em qual(is) delas as operações de içamento de cargas necessita ser realizada para o perfeito andamento do processo de trabalho como um todo. 2) Relacione os possíveis danos e perdas causados na cadeia produtiva, ou de serviços da sua empresa, caso ocorra uma interrupção não programada devido a paralisação das operações de içamento de cargas decorrente do rompimento de um Cabo de aço. 3) Defina, portanto, com base nas respostas das questões anteriores, qual a real importância dos Cabos de Aço para as operações de içamento de cargas, e, consequentemente, para a cadeia produtiva, ou de serviços da sua empresa. Teste seu Aprendizado
  • 18. 17 Módulo 2 - Regulamentação Normas Técnicas Aplicáveis.
  • 19. 18 Cabos de Aço - Regulamentação Devem ser consideradas pelas empresas as seguintes normas técnicas nacionais básicas vigentes e relacionadas diretamente com os Cabos de Aço, nos âmbitos da fabricação, comercialização, utilização e inspeção: 1) Cabos de Aço de usos gerais: ABNT - NBR ISO 2408 - 2: 2009 2) Laços e Lingas: ABNT - NBR 13541 - 2: 2012 (Obs.: As normas da ABNT podem ser adquiridas no site: www.abntcatalogo.com.br) 3) Regulamento de Avaliação de Conformidade - RAC - INMETRO (Obs.: Consulte Manual em PDF enviado ao participante em arquivo à parte) 4) Portaria MTE 3.214 - Norma Regulamentadora 11 - Item 11.1.3.1. (Confira a seguir o texto do item, e no site do MTE, a Norma Regulamentadora 11, na íntegra: www.portal.mte.gov.br )
  • 20. 19 Cabos de Aço - Regulamentação Norma Regulamentadora 11 – Item 11.1.3.1. “ Especial atenção será dada aos Cabos de Aço, cordas, correntes, roldanas e ganchos, que deverão ser inspecionados permanentemente, substituindo-se as suas partes defeituosas”. Comentário: O texto da norma acima contempla, minimamente, as ações preventivas que devem ser praticadas regularmente por todos os profissionais envolvidos diretamente com os Cabos de Aço, nomeadamente, os operadores dos equipamentos de içamento, os amarradores de cargas e os responsáveis pela manutenção dos cabos.
  • 21. Eugenio Rocha – Consultor / Tutor Considerações Finais do InstrutorConsiderações Finais do Instrutor 20 Prezados profissionais, Concluímos aqui os módulos 1 e 2, onde abordamos aspectos introdutórios importantes e informamos sobre as principais normas relacionadas com os Cabos de Aço. O conteúdo elaborado para a introdução, expondo a importância dos Cabos de Aço no contexto da movimentação de cargas por içamento, pretende induzir todos os profissionais envolvidos a uma profunda reflexão sobre a necessidade de serem adotados cuidados especiais com os cabos. Havendo dúvidas, ou a necessidade de maiores esclarecimentos sobre o conteúdo destes dois módulos, utilize os recursos de contato expostos a seguir.
  • 22. 21 Tire suas Dúvidas com o InstrutorTire suas Dúvidas com o Instrutor Havendo dúvidas ou a necessidade de maiores esclarecimentos sobre o conteúdo destes dois módulos, utilize os recursos de contato abaixo informados. Assessoria válida até 60 dias após a conclusão do curso: 1) E-mail: safemov@gmail.com 2) Skype: eugenio.rocha58 Conversação somente em texto, por um período diário de 0:30 h, apenas com horário previamente agendado por e-mail. 3) Telefone: (31) 2552 – 5014 Atendimento por um período diário de 0:30 h, apenas com horário previamente agendado por e-mail.