If baiano ihc - aula 06 - comunicabilidade

1.477 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.477
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
46
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

If baiano ihc - aula 06 - comunicabilidade

  1. 1. MINISTERIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCACÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA IFBaiano – Campus CATU Curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Interface Humano-Computador em Projeto de Web Sites COMUNICABILIDADE Prof. Romero Mendes Freire de Moura Júnior
  2. 2. Agenda  Introdução  Gap (abertura, fissura, falha, fenda)  Expressões da Comunicabilidade
  3. 3. Introdução  O computador NÃO é, como muitos ainda imaginam, uma máquina inteligente.  Ele NÃO FAZ NADA SOZINHO;  É fundamental que nós digamos ao computador o que fazer, e quando fazer.  Para isso, é necessário ESTABELECER UM DIÁLOGO com a máquina, a fim de “dar ordens” para ela.  Em outras palavras, temos que ESTABELECER COMUNICAÇÃO COM O COMPUTADOR.
  4. 4. Introdução  Um aplicativo executa tarefas adequadamente, ao receber comandos claros e inequívocos.  Assim, dará ao usuário a correta idéia de suas funções, bem como das respostas às suas requisições.  Deve ser estabelecido, um diálogo chamado de interface.
  5. 5. Introdução  É através da interface que são fornecidos os comandos de entrada para o aplicativo.  E também por meio dela que se apresenta o resultado do seu processamento.  E para que não haja erros, essa interface deve fornecer um diálogo sem ambiguidades, sem termos obscuros e funções quase inacessíveis.
  6. 6. Gap  Quando existe um gap na interface, pode-se dizer que ali existe uma grande possibilidade de ocorrerem falhas de comunicabilidade.  Uma falha de comunicabilidade ocorre quando o usuário precisa se desviar da interação rumo ao objetivo a ser alcançado para buscar o entendimento da própria interação.
  7. 7. Gap  Nesse contexto, caso o usuário não saiba que rumo tomar adiante ou mesmo se ele não conseguir interpretar os itens de interface do aplicativo, estamos diante de uma quebra de comunicabilidade.  E, se há uma quebra de comunicabilidade, certamente existe algo a ser corrigido.
  8. 8. Gap  Ao detectar quebras (ou falhas) de comunicabilidade, é fundamental que saibamos cada passo que o usuário executou no aplicativo.  Um teste de comunicabilidade é absolutamente igual a um teste empírico tradicional.  A grande diferença está na análise dos dados, onde é feito um passo adicional – a etiquetagem das quebras de comunicabilidade, que é feita conforme as chamadas expressões de comunicabilidade.
  9. 9. Expressões CADÊ?  Quando acontece? ◦ Quando o usuário quer achar alguma funcionalidade, e não a consegue encontrar na interface em um primeiro momento.  Quais os sintomas? ◦ Ficar “passeando” com o cursor do mouse sobre menus e botões da interface.
  10. 10. Expressões E AGORA?  Quando acontece? ◦ Quando o usuário simplesmente fica “perdido” e não sabe o que fazer a seguir.  Quais os sintomas? ◦ “Passear” com o cursor do mouse a esmo, ou ficar com ele parado durante muito tempo.
  11. 11. Expressões O QUE É ISTO?  Quando acontece? ◦ Quando o usuário não sabe o que significa um dado elemento da interface.  Quais os sintomas? ◦ Pousar o cursor do mouse sobre o elemento de interface, esperando que apareça uma hint sobre ele.
  12. 12. Expressões EPA!  Quando acontece? ◦ Quando o usuário cometeu um erro na interação, e deseja desfazê-la.  Quais os sintomas? ◦ Acionamento do Undo, ou cancelamento da abertura de janela (que foi aberta indevidamente).
  13. 13. Expressões ONDE ESTOU?  Quando acontece? ◦ Quando o usuário confunde a ação que tem de efetuar com uma outra ação qualquer.  Quais os sintomas? ◦ O usuário faz a ação incorreta para, em seguida, se aperceber do erro e mudar para a ação correta.
  14. 14. Expressões ASSIM NÃO DÁ!  Quando acontece? ◦ O usuário executa uma sequência longa de ações na interface, antes de perceber o seu erro e voltar atrás constantemente.  Quais os sintomas? ◦ A utilização repetida do comando Undo.
  15. 15. Expressões POR QUE NÃO FUNCIONA?  Quando acontece? ◦ A operação efetuada não produz o efeito desejado, e o usuário não entende o porquê de não estar funcionando.  Quais os sintomas? ◦ O sintoma típico consiste em o usuário repetir a ação.
  16. 16. Expressões UÉ, O QUE HOUVE?  Quando acontece? ◦ O usuário não percebe ou não entende a resposta dada pelo sistema para a sua ação (isso se o sistema der alguma resposta...).  Quais os sintomas? ◦ A utilização do comando Undo, ou a busca de uma forma alternativa de fazer a tarefa.
  17. 17. Expressões PARA MIM ESTÁ BOM...  Quando acontece? ◦ Quando o usuário se engana, e acha que realizou uma tarefa com sucesso.  Quais os sintomas? ◦ Encerrar a tarefa e dar o assunto por resolvido, indicando isso no questionário pós-teste.
  18. 18. Expressões NÃO DÁ!  Quando acontece? ◦ Quando o usuário não consegue fazer a tarefa e desiste de tentar.  Quais os sintomas? ◦ A interrupção súbita da tarefa.
  19. 19. Expressões VAI DE OUTRO JEITO...  Quando acontece? ◦ Quando o usuário não consegue realizar a tarefa da maneira que o desenvolvedor imaginou que ele fizesse.  Quais os sintomas? ◦ O usuário seguir um outro caminho, que pode ser mais longo ou complicado.
  20. 20. Expressões NÃO, OBRIGADO  Quando acontece? ◦ O usuário sabe que caminho o desenvolvedor desejou que ele seguisse para a execução da tarefa, mas prefere outro caminho.  Quais os sintomas? ◦ O usuário seguir um outro caminho, de sua preferência.
  21. 21. Expressões SOCORRO!  Quando acontece? ◦ O usuário não consegue realizar a sua tarefa através da exploração da interface.  Quais os sintomas? ◦ Recorrer à documentação do sistema, ou ao auxílio de outra pessoa.
  22. 22. Importância  De acordo com o que foi visto, pode- se concluir que a comunicabilidade é fator determinante na utilização de um aplicativo.
  23. 23. Atividades  Equipe de 05 componentes ◦ De acordo com as diretrizes de usabilidade e comunicabilidade:  Monte o protótipo de um site para CONSULTA de livros numa biblioteca.  Apresentação em até 05 minutos cada.
  24. 24. Bibliografia  BLASCO, E. Teste de Comunicabilidade. Disponível em: < http://www.linhadecodigo.com.br/artigo/2504/teste-de-comunicabilidade.aspx >. Acesso em: 30/abr/2010.

×