Oi gente,
tudo bem?
Vamos falar sobre
AI, UI, UX <3?
RESUMO
Dois problemas:
PRIMEIRO.
É um problema prático, com duas dicas.
SEGUNDO.
É um problema mais abrangente,
relacionad...
PRIMEIRO PROBLEMA
Interfaces exploráveis
Deixe o usuário explorar
(e duas dicas pra isso acontecer)
Às vezes acho que a gente projeta
pro outro aquilo que irrita a nós mesmos,
como se o outro fosse um alienígena.
DICA UM: Não perturbe
O usuário deve poder explorar o programa sem
interrupções.
EXEMPLO
Lightboxes perguntando toda hora ...
Como "nós" fazemos?
Pop-up|
Tour|
Confirmação|
ps. presta atenção na conversa "Tentar novamente?", e eu respondo "Okay"??? Oi?
Me perturbando com pop-up?|
OBS no catraca atualizaram e melhoraram
essa lightbox: antes ela aparecia logo ao
abrir o site...
Me perturbando com o tour?|
Você acha mesmo que eu vou
lembrar de tudo isso?
É muita informação em um
curto período. Eu qu...
Vou logo ao exemplo.
Ao arquivar uma mensagem, o
gmail utiliza uma mensagem de
feedback em amarelo discreta:
"The conversa...
Não é o caso de pop-ups, tours, janelas de
confirmação serem agentes do mal que nunca devam
ser usados.
Porém, usa-se de m...
DICA DOIS: Não puna o usuário
O usuário não pode ter medo. As pessoas erram.
Clicam em "não" quando na verdade queriam diz...
Waze e minha experiência traumática
No meu primeiro uso do Waze
eu reportei polícia. Mas não
tinha policiais ali. Eu apena...
Não conheço o Waze a fundo. Pode ser que o fato do usuário
não poder retirar um report que fez pode ter um objetivo
obscur...
O ato de desfazer/refazer é uma das
coisas mais maravilhosas da tecnologia.
Sério.
REVISÃO
É bacana, legal e tudo de
bom o usuário poder explorar.
DICA UM: Não interrompa o usuário
DICA DOIS: Não deixe o u...
SEGUNDO PROBLEMA
Entendendo o problema
Projetar:
O quê? Pra quem?
Para o quê?
Para o cliente final ou interno? Front ou backoffice?
Hotsite ou landing page? Sistema? Aplicativo ou web
app? CRM, ERP, e...
DÚVIDA
No mercado vejo muitos designers atuando no front de
hotsites e landing pages. Poucos em todas as outras
situações....
E afinal, qual o problema
e como vou direcionar esse projeto?
É um processo de melhoria?
> Pesquisa de mercado
> Teste de usabilidade
> Análise heurística
> Pesquisa etnográfica
> Análise de requisitos
NOTA
Alguns acreditam que é só a partir da pesquisa
etnográfica que a ‘inov...
Mas o cliente não
sabe o que quer”“
Ninguém entende seu negócio
melhor que o próprio dono.
Se o cliente busca o seu conhecimento, ele sabe que existe
um probl...
E assim termina!
That's all, folks
biancatrancoso@gmail.com
Vila Velha, 2015
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

AI, UI & UX do amor - parte 1

506 visualizações

Publicada em

Apresentação a ser realizada na Ufes

Publicada em: Design
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
506
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
31
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

AI, UI & UX do amor - parte 1

  1. 1. Oi gente, tudo bem? Vamos falar sobre AI, UI, UX <3?
  2. 2. RESUMO Dois problemas: PRIMEIRO. É um problema prático, com duas dicas. SEGUNDO. É um problema mais abrangente, relacionado a conceitos e profissão.
  3. 3. PRIMEIRO PROBLEMA Interfaces exploráveis
  4. 4. Deixe o usuário explorar (e duas dicas pra isso acontecer)
  5. 5. Às vezes acho que a gente projeta pro outro aquilo que irrita a nós mesmos, como se o outro fosse um alienígena.
  6. 6. DICA UM: Não perturbe O usuário deve poder explorar o programa sem interrupções. EXEMPLO Lightboxes perguntando toda hora se deseja realizar aquela ação. Se for uma ação rotineira é ainda mais insuportável.
  7. 7. Como "nós" fazemos?
  8. 8. Pop-up|
  9. 9. Tour|
  10. 10. Confirmação| ps. presta atenção na conversa "Tentar novamente?", e eu respondo "Okay"??? Oi?
  11. 11. Me perturbando com pop-up?| OBS no catraca atualizaram e melhoraram essa lightbox: antes ela aparecia logo ao abrir o site, hoje só depois de um tempo. Muito melhor desse jeito. É comum logo ao abrir um site vir uma mega pop-up pedindo pra segui-lo. Saco! Deixe-me ver o conteúdo primeiro! Outro problema é que poucas vezes é responsivo. Impossível fechar a lightbox no celular!
  12. 12. Me perturbando com o tour?| Você acha mesmo que eu vou lembrar de tudo isso? É muita informação em um curto período. Eu quero experimentar primeiro, ter minhas dúvidas! O pior é que quando as dúvidas surgirem, não tem nada para me ajudar. O que poderia me ajudar são help-text contextuais, Q&A, por exemplo.
  13. 13. Vou logo ao exemplo. Ao arquivar uma mensagem, o gmail utiliza uma mensagem de feedback em amarelo discreta: "The conversation has been archived. Learn more Undo". Não te interrompe com um diálogo pra confirmar. O melhor é que também é possível "desfazer" a ação por ali. Sem traumas. E a tal da confirmação?|
  14. 14. Não é o caso de pop-ups, tours, janelas de confirmação serem agentes do mal que nunca devam ser usados. Porém, usa-se de maneira rotineira e indiscriminada, interrompendo de modo bem desagradável o uso. Existem outros modos de fazer. Por que não quebrar um pouco a cabeça?
  15. 15. DICA DOIS: Não puna o usuário O usuário não pode ter medo. As pessoas erram. Clicam em "não" quando na verdade queriam dizer "sim, quero salvar o arquivo". EXEMPLO Se ao clicar em "deletar", ele não puder desfazer a ação, o usuário ficará com medo de deletar outro arquivo na próxima. Ele pode parar de usar o programa.
  16. 16. Waze e minha experiência traumática No meu primeiro uso do Waze eu reportei polícia. Mas não tinha policiais ali. Eu apenas saí clicando em tudo até fazer alguma coisa no aplicativo. O problema é que lá não tem como retirar um alerta que você fez. Fiquei com vergonha. OBS Depois que descobri que meu alerta não aparece no mapa dos outros, só quando mais pessoas reportam que aparece.
  17. 17. Não conheço o Waze a fundo. Pode ser que o fato do usuário não poder retirar um report que fez pode ter um objetivo obscuro por trás. Ou eles acharam que com tantas confirmações antes, ninguém erraria. Não sei. Não fui atrás. Só vou falar dos "sentimentos": na hora não ficou claro pra mim que só apareceria quando outros usuários reportassem. E por isso, fiquei com medo. Fiquei um tempo sem usar. É claro também que sendo uma função de uso não tão constante, eu voltei a usar. Se fosse uma ação mais rotineira, teria sido pior.
  18. 18. O ato de desfazer/refazer é uma das coisas mais maravilhosas da tecnologia. Sério.
  19. 19. REVISÃO É bacana, legal e tudo de bom o usuário poder explorar. DICA UM: Não interrompa o usuário DICA DOIS: Não deixe o usuário com medo Deixa ele explorar, ser feliz.
  20. 20. SEGUNDO PROBLEMA Entendendo o problema
  21. 21. Projetar: O quê? Pra quem? Para o quê?
  22. 22. Para o cliente final ou interno? Front ou backoffice? Hotsite ou landing page? Sistema? Aplicativo ou web app? CRM, ERP, especialista ou apoio a decisão? Desktop, web, tablet, mobile, watch, toten? Projetar...
  23. 23. DÚVIDA No mercado vejo muitos designers atuando no front de hotsites e landing pages. Poucos em todas as outras situações. O que acham disso: uma oportunidade perdida ou um mercado difícil de penetrar?
  24. 24. E afinal, qual o problema e como vou direcionar esse projeto?
  25. 25. É um processo de melhoria? > Pesquisa de mercado > Teste de usabilidade > Análise heurística
  26. 26. > Pesquisa etnográfica > Análise de requisitos NOTA Alguns acreditam que é só a partir da pesquisa etnográfica que a ‘inovação’ pode acontecer. Ou de descobrimento?
  27. 27. Mas o cliente não sabe o que quer”“
  28. 28. Ninguém entende seu negócio melhor que o próprio dono. Se o cliente busca o seu conhecimento, ele sabe que existe um problema, só não sabe como atacá-lo. É necessário um processo de descobrimento seu: entender qual o negócio do cliente e seu problema. Cliente, o grande vilão
  29. 29. E assim termina!
  30. 30. That's all, folks biancatrancoso@gmail.com Vila Velha, 2015

×