O Culto, a Música e o Ministério de Louvor na Igreja

11.929 visualizações

Publicada em

O Culto, a Música e o Grupo de Louvor. Dicas práticas para tornar um culto mias dinâmico e envolventes

0 comentários
12 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
11.929
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
509
Comentários
0
Gostaram
12
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Culto, a Música e o Ministério de Louvor na Igreja

  1. 1. Culto IdealComo Tornar Significativa a Adoração?
  2. 2. Culto Ideal - Como Tornar Significativa a Adoração Éber Liessi
  3. 3. A música na Igreja Vocal x Instrumental. 3 Perguntas reflexivas: 1- Oque Deus espera de nós quando o adoramos? -O que a igreja espera quando cantamos e tocamos?-Como nos vimos em ação na louvor e adoração nos cultos da Igreja?
  4. 4. Como a prática da adoração pode ser bíblica, preencher as necessidades dosadoradores e estar de acordocom a dinâmica eclesiástica?.
  5. 5. Se perguntássemos aos adoradores sobre o queacabaram de fazer, terminado o culto, o que nosresponderiam? Ficaríamos satisfeitos se nosdissessem que participaram de uma reunião deadoração. Mas poderíamos ser surpreendidoscom outras respostas. Eles poderiam dizer queestiveram numa convenção; ou num encontro deconfraternização, aula de treinamento, concertomusical, congresso cultural ou ainda terapia de auto-ajuda.
  6. 6. Por outro lado, a fim de seconseguir assistência, não é difícil que um famoso orador, ou grupo musical, seja a fonte de atração.A correta motivação para o serviçoreligioso é o encontro com Deus, e tudo deve ser feito para cumprir esse objetivo.
  7. 7. ATÉ QUE PONTO ? O culto foi transformado em um ‘programa’ e o desejo de se obter ‘felicidade’ é certamente maior do que o de se obter ‘santidade’. ... Julgamos o culto como ‘agradável’, não como base nainstrução bíblica apresentada, mas no grau de ‘satisfação’ pessoal alcançada.
  8. 8. Compreensão de adoração Como tornar a adoração mais significativa para uma comunidade repleta de crianças , jovens e adultos com as mais variadas necessidades espirituais ? Como conduzir a prática da adoração que seja bíblica e atenda necessidadesespirituais, combinando com a dinâmica do funcionamento eclesiástico?
  9. 9. Aqui vão algumassugestões:
  10. 10. Em primeiro lugar, há umanecessidade urgente de estudo da teologia da adoração. Como bem percebeu Zinaldo A. Santos, "a excelência da qualidade da adoração será alcançada na medida em que os adoradores forem conscientizados do que realmente significa cultuar a Deus".
  11. 11. Adoração e Serviço Em segundo lugar, necessita-se colocar o chamado para o serviço cristão no seudevido lugar. Quando Jesus foi tentado pelo inimigo no deserto, Ele respondeu tanto sobre a importância de adorar ao Senhor, como de servi-Lo, estabelecendo a devidaprioridade: "Porque está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás, e só a Ele servirás" (Mateus 4:10).
  12. 12. Calendário Denominacional A terceira sugestão envolve o estudo do calendáriodenominacional. Entendemos que projetos, datas, sermões e orientações são sugestivos. Cada igreja deve planejar e trabalhar de acordo com suas necessidades e possibilidades.
  13. 13. Cada reunião, um objetivo. Uma quarta sugestão se faz necessária.A igreja primitiva tinha uma vida de adoração simples efervorosa. "E perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações...louvando a Deus e contando com a simpatia de todo o povo. Enquanto isso acrescentava-lhes o Senhor, dia a dia, os que iam sendo salvos" (Atos 2:42 e 47). É necessário que se faça distinção entre as características básicas de cada culto: de estudo, de comunhão e de proclamação.
  14. 14. O lugar da Palavra A centralidade da Bíblia é a quinta sugestão.Cláudio Hirle opina que "desenvolver qualquerprograma ou encontro na casa de Deus, sem a centralidade da Palavra... qualquer concentração da igreja, seja um encontro jovem, um musical que apresente arte, cultura e emoção, se não oferecer a Palavra ou se atribuir a ela posição secundária, poderá levar os presentes a qualquer reação, menos a uma atitude de adoração."A arte tem o poder de impressionar, mas é a Palavra que tem o poder de transformar".
  15. 15. Em sexto lugar, para tornar a adoração mais significativa é preciso valorizar o canto congregacional. No passado, o reformadorZuínglio chegou a eliminar toda música do culto.Outros, mais tolerantes, limitaram-na aos "salmos métricos, canto uníssono pela congregação.Hinários foram queimados e órgãos destruídos agolpes de machado. Mais tarde, surgiu a música evangélica da época dos movimentos reavivamentalistas dos séculos XIX e XX.
  16. 16. A música na Igreja Vocal x Instrumental. Perguntas reflexivas:-Será que a congregação está contente com o modo que a música está sendo conduzida na igreja? -Será que o volume de intensidade está de acordo com permitido? Tocamos para nos agradar ou agradar à Deus?-O que a igreja espera das músicas que estão sendo executadas no louvor? Elas( letras, ritmos) estão em consonância com as demais partes do culto?
  17. 17. A música na Igreja Vocal x Instrumental. Perguntas reflexivas:-Qual a interação da equipe de louvor com a igreja nos momentos de ( louvor, adoração, comunhão, consagração?O que a igreja espera das músicas executadas antes e depois do culto? -Em relação às tonalidades das músicas, estão de acordo com a altura permitida à igreja? A igreja sente-se confortável em cantar tal música?
  18. 18. Participação totalA adoração pode se tornar muitomais significativa, se possibilitar maior participação. Essa é a sétima sugestão.Como? Monte você mesmo e sua equipe... 1- 2- 3- etc..http://www.musicaeadoracao.com.br/artigos/adoracao/louvor_adoracao.htm

×