O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

Estudos sobre Adoração e Louvor - Completo.pptx

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 38 Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Semelhante a Estudos sobre Adoração e Louvor - Completo.pptx (20)

Mais recentes (20)

Anúncio

Estudos sobre Adoração e Louvor - Completo.pptx

  1. 1. ADORAÇÃO EM CRISE "O culto evangélico [de adoração] tem-se tornado radicalmente informal, presunçosamente inovador, e biblicamente empobrecido. A maior parte disso deve-se em grande medida ao abandono da liturgia centrada em Deus e regida pela Bíblia. O que tem sido descartado é a herança litúrgica protestante que, por séculos, levou com fidelidade os cristãos a adorarem a Deus de forma bíblica, além de nutrir sua fé em Cristo mediante os meios ordinários da Palavra e dos sacramentos.” PAYNE, Jon D. No esplendor da santidade: redescobrindo a beleza da adoração reformada para o século XXI. Recife, 2015, p.12.
  2. 2. ADORAÇÃO NÃO É... ♪ Apenas o momento de louvor que antecede a pregação ♪ Apenas performance artística (vocal/instrumental) ♪ Apenas uma questão de vida espiritual para músicos e cantores – envolve técnica. ♪ Emocionalismo (i.e. sentimentos intensos ou exagerados)
  3. 3. ADORAÇÃO NÃO É... ♪ Formalismo (i.e. liturgia engessada) ♪ Um ministério para uma classe especial de crentes (levitas e ministros) ♪ Um estilo musical específico. Todavia, nem toda música é adequada para o culto público. ♪ Culto-Show (Whorship)
  4. 4. “... É a atividade de glorificar a Deus em sua presença com nossa voz e com o nosso coração [culto público]. Portanto, adorar é uma expressão direta do nosso principal propósito na vida de glorificar a Deus e gozá-lo plena e eternamente” Wayne Grudem ADORAÇÃO É...
  5. 5. “Quanto mais conhecermos a respeito de Deus, por meio de sua Palavra, mais genuína será a nossa adoração. Na realidade, no momento em que nos desviarmos da verdade sobre Deus, cairemos em idolatria. Independentemente do que pensamos ou sentimos, não há autêntica adoração a Deus sem que haja um conhecimento correto a respeito dele.” Bob Kauflin ADORAÇÃO É... UMA RESPOSTA À PALAVRA
  6. 6. “... Adoração a Deus não trata principalmente de música, técnicas, liturgias, canções ou metodologias. Adoração é algo que diz respeito ao nosso coração. É sobre o que amamos acima de tudo”. ADORAÇÃO É... UMA RESPOSTA DO CORAÇÃO
  7. 7. “O grande Deus não preza o serviço dos homens, se o coração deles não estiver nisso: o Senhor vê e julga o coração; ele não presta atenção no formato exterior da adoração, se não houver adoração interior, se não houver piedosa afeição envolvida. Portanto, esta é uma questão de infinita importância: ADORAÇÃO É... ter um coração comprometido com Deus.” Isaac Watts
  8. 8. ADORAÇÃO MENTE CORAÇÃO MÃOS O QUE AMO? EM QUE ACREDITO? O QUE PRATICO? ENVOLVE TRÊS ELEMENTOS:
  9. 9. ADORAÇÃO CORAÇÃO O QUE AMO? ENVOLVE TRÊS ELEMENTOS: ♪ Cada um de nós trava dentro de si uma sanguenta batalha a respeito do que mais amamos: Deus ou alguma outra coisa. ♪ No que se refere a adoração devemos ser cuidadosos, pois os ídolos mais poderosos são aqueles que não conseguimos ver. São coisas como fama, poder e domínio.
  10. 10. ADORAÇÃO EM QUE ACREDITO? ENVOLVE TRÊS ELEMENTOS: ♪ Nossa adoração não se baseia em opiniões, ideias ou suposições que qualquer ser humano tenha sobre Jesus. ♪ Nossa adoração não está alicerçada em experiências pessoais ou sobrenaturais. ♪ Jesus tem um nome, uma história e um conjunto de ensinamentos especificados revelados. Deus tem uma teologia e ela molda nossa adoração. MENTE
  11. 11. ADORAÇÃO O QUE PRATICO? ENVOLVE TRÊS ELEMENTOS: ♪ A habilidade técnica é uma dádiva de Deus, para sua glória. ♪ A habilidade técnica deve ser desenvolvida. ♪A habilidade técnica deve ser avaliada por terceiros ♪ A habilidade técnica não faz a adoração ser mais aceitável a Deus. ♪ A habilidade técnica nos ajuda a focar em Deus e nos ajuda a servir a igreja com qualidade. MÃOS
  12. 12. O que aprendemos? ♪ A adoração agradável a Deus é aquela que resulta em resposta à Palavra. ♪ A adoração envolve a mente, o coração e as mãos. Isto é, o conteúdo das Escrituras, a intenção e preparo da alma e a qualidade do serviço. ♪ A adoração não se limita a esfera do culto, mas se tratando da reunião pública do povo de Deus, deve conduzir todos à presença de Deus. ♪ A adoração, como expressa por meio da música e dos cânticos, serve ao ministério da Palavra.
  13. 13. Sugestão de Leitura
  14. 14. TÓPICOS: Adoração Congregacional na Bíblia Perguntas Cruciais sobre Adoração PARTE II
  15. 15. Adoração Congregacional na Bíblia Quando Deus tirou Israel do Egito, ele o tomou para si como o seu povo. E o modo como ele confirmou esse novo relacionamento com Israel foi por meio de um pacto, geralmente chamada de “aliança mosaica” (Ex. 24). Neste pacto, Deus também revelou como deveria ser adorado. Ou seja, a adoração não era apenas uma questão de “intenção” ou “boa vontade”, mas de obediência a Lei Divina. ANTIGO TESTAMENTO
  16. 16. Adoração Congregacional na Bíblia Em outras palavras, para Israel, a adoração corporativa era uma ocasião especial, que se dava apenas poucas vezes no ano. A adoração, entendida como devoção exclusiva ao Senhor, era algo que os israelitas eram chamados a fazer em todo tempo (Deuteronômio 6.13-15). Mas, no sentido de ter acesso à presença de Deus como congregação, estava restrita a pessoas, lugares e ocasiões específicas. ANTIGO TESTAMENTO
  17. 17. Adoração Congregacional na Bíblia Na Nova Aliança nós temos uma mudança significativa no que se refere a adoração. Primeiro, porque em Cristo, temos o pleno cumprimento das exigências da Lei. Segundo, por causa da sua obra na cruz, agora temos livre acesso à presença de Deus (Ef. 3.12; Hb. 1019). Sendo assim, a adoração no Novo Testamento é radicalmente diferente da exigida no Antigo. Embora, o princípio de obediência a revelação permaneça o mesmo. NOVO TESTAMENTO
  18. 18. Adoração Congregacional na Bíblia Análise Comparativa Tabernáculo ou Templo Em todo/qualquer lugar Sacrifícios de Animais Sacrifício de Cristo Festas ou Períodos Específicos Em todo tempo Uso de determinados Elementos (incenso, altar, mesas etc) O coração sincero A mediação de sacerdotes Auxílio do Espírito Santo Permanece o princípio de obediência a revelação AT NT
  19. 19. Perguntas Cruciais sobre a Adoração 1. Canções de conteúdo duvidoso ou com doutrina herética • O louvor da igreja deve cantar o fiel ensino das Escrituras. 2. Linguagem verbal ou corporal exagerada • O culto a Deus é solene e caracterizado por sabedoria cristã. 3. Qualquer manifestação artística ou cultural que não estejam enquadradas como elementos litúrgicos nas Escrituras • Deus exige ser adorado nos padrões estabelecidos por sua Palavra. O que deve ser evitado no culto/louvor?
  20. 20. Perguntas Cruciais sobre a Adoração 1. Centrado em Deus - No culto de adoração toda postura de estrelato ou exibicionismo deve ser evitada. O culto é para Deus e sua glória! 2. Confessional - As canções devem ser teologicamente ricas. O louvor é a expressão da nossa fé cantada e declarada diante de Deus e dos homens. 3. Participativo - A reunião de adoração coletiva é pública. Devemos experimentá-la cientes de que somos um corpo. Toda igreja deve estar envolvida na adoração. 4. Encorajador – Quando louvamos no culto público estamos encorajando uns aos outros, por meio do vigor da nossa voz, afirmando que não estamos sozinhos nesta caminhada. Somo um corpo. Um só povo! Como deve ser o canto congregacional?
  21. 21. Perguntas Cruciais sobre a Adoração 1. Escolha canções condizentes com a pregação • O louvor congregacional é servo da Palavra de Deus. É uma outra forma de fixar o fiel ensino das Escrituras a mente dos ouvintes. 2. Priorize músicas com letras e melodias simples • O louvor não é apresentação de um grupo especifico, mas a expressão de fé de toda uma congregação. Logo, todos devem participar do momento. 3. Cantes louvores conhecidos da igreja • O culto não é uma sala de aula. Contudo, se deseja introduzir novas canções, faça com antecedência, quem sabe durante as celebrações no meio da semana. Como escolher o repertório para o culto?
  22. 22. Perguntas Cruciais sobre a Adoração 1. Reverente – A forma como você se apresenta publicamente pode afetar diretamente a qualidade e forma como Deus é adorado. Pense nisso! 2. Educadora – Ensine a igreja o que será cantado. Antes de cada canção reafirme as verdades que serão declaradas por meio da música. 3. Harmônica – Assim como qualquer outra equipe, o entrosamento é um requisito indispensável no louvor da igreja. Evite desencontros na hora de cantar! 4. Litúrgica – O grupo de louvor deve conduzir a igreja em adoração. Sempre incentivando a participação de todos. Como deve ser a conduta da equipe de Louvor?
  23. 23. Sugestão de Leitura
  24. 24. TÓPICOS: Adoração Congregacional na Bíblia Perguntas Cruciais sobre Adoração
  25. 25. Adoração Congregacional na Bíblia Quando Deus tirou Israel do Egito, ele o tomou para si como o seu povo. E o modo como ele confirmou esse novo relacionamento com Israel foi por meio de um pacto, geralmente chamada de “aliança mosaica” (Ex. 24). Neste pacto, Deus também revelou como deveria ser adorado. Ou seja, a adoração não era apenas uma questão de “intenção” ou “boa vontade”, mas de obediência a Lei Divina. ANTIGO TESTAMENTO
  26. 26. Adoração Congregacional na Bíblia Em outras palavras, para Israel, a adoração corporativa era uma ocasião especial, que se dava apenas poucas vezes no ano. A adoração, entendida como devoção exclusiva ao Senhor, era algo que os israelitas eram chamados a fazer em todo tempo (Deuteronômio 6.13-15). Mas, no sentido de ter acesso à presença de Deus como congregação, estava restrita a pessoas, lugares e ocasiões específicas. ANTIGO TESTAMENTO
  27. 27. Adoração Congregacional na Bíblia Na Nova Aliança nós temos uma mudança significativa no que se refere a adoração. Primeiro, porque em Cristo, temos o pleno cumprimento das exigências da Lei. Segundo, por causa da sua obra na cruz, agora temos livre acesso à presença de Deus (Ef. 3.12; Hb. 1019). Sendo assim, a adoração no Novo Testamento é radicalmente diferente da exigida no Antigo. Embora, o princípio de obediência a revelação permaneça o mesmo. NOVO TESTAMENTO
  28. 28. Adoração Congregacional na Bíblia Análise Comparativa Tabernáculo ou Templo Em todo/qualquer lugar Sacrifícios de Animais Sacrifício de Cristo Festas ou Períodos Específicos Em todo tempo Uso de determinados Elementos (incenso, altar, mesas etc) O coração sincero A mediação de sacerdotes Auxílio do Espírito Santo Permanece o princípio de obediência a revelação AT NT
  29. 29. Perguntas Cruciais sobre a Adoração 1. Canções de conteúdo duvidoso ou com doutrina herética • O louvor da igreja deve cantar o fiel ensino das Escrituras. 2. Linguagem verbal ou corporal exagerada • O culto a Deus é solene e caracterizado por sabedoria cristã. 3. Qualquer manifestação artística ou cultural que não estejam enquadradas como elementos litúrgicos nas Escrituras • Deus exige ser adorado nos padrões estabelecidos por sua Palavra. O que deve ser evitado no culto/louvor?
  30. 30. Perguntas Cruciais sobre a Adoração 1. Centrado em Deus - No culto de adoração toda postura de estrelato ou exibicionismo deve ser evitada. O culto é para Deus e sua glória! 2. Confessional - As canções devem ser teologicamente ricas. O louvor é a expressão da nossa fé cantada e declarada diante de Deus e dos homens. 3. Participativo - A reunião de adoração coletiva é pública. Devemos experimentá-la cientes de que somos um corpo. Toda igreja deve estar envolvida na adoração. 4. Encorajador – Quando louvamos no culto público estamos encorajando uns aos outros, por meio do vigor da nossa voz, afirmando que não estamos sozinhos nesta caminhada. Somo um corpo. Um só povo! Como deve ser o canto congregacional?
  31. 31. Perguntas Cruciais sobre a Adoração 1. Escolha canções condizentes com a pregação • O louvor congregacional é servo da Palavra de Deus. É uma outra forma de fixar o fiel ensino das Escrituras a mente dos ouvintes. 2. Priorize músicas com letras e melodias simples • O louvor não é apresentação de um grupo especifico, mas a expressão de fé de toda uma congregação. Logo, todos devem participar do momento. 3. Cantes louvores conhecidos da igreja • O culto não é uma sala de aula. Contudo, se deseja introduzir novas canções, faça com antecedência, quem sabe durante as celebrações no meio da semana. Como escolher o repertório para o culto?
  32. 32. Perguntas Cruciais sobre a Adoração 1. Reverente – A forma como você se apresenta publicamente pode afetar diretamente a qualidade e forma como Deus é adorado. Pense nisso! 2. Educadora – Ensine a igreja o que será cantado. Antes de cada canção reafirme as verdades que serão declaradas por meio da música. 3. Harmônica – Assim como qualquer outra equipe, o entrosamento é um requisito indispensável no louvor da igreja. Evite desencontros na hora de cantar! 4. Litúrgica – O grupo de louvor deve conduzir a igreja em adoração. Sempre incentivando a participação de todos. Como deve ser a conduta da equipe de Louvor?
  33. 33. Sugestão de Leitura
  34. 34. Material organizado por: Thiago E. M. Sanches Pastor Auxiliar da Primeira Igreja Batista em Planalto Caucaia e Líder do Ministério de Ensino. Formado em Teologia por Escola Charles Spurgeon e Professor de Teologia Histórica do Instituto de Teologia Semear. Contato: thiago1517@gmail.com

×