SEMINÁRIO ADVENTISTA LATINO AMERICANO DE TEOLOGIA - SALT                                              INSTITUTO DE EVANGEL...
2         Segredo : O principal critério de analise na escolha desta ou aquela cidade para organizar uma cruzada era a    ...
3D)   Companheiros de oração.E)   Reuniões de intercessão.F)   Vigílias.G)   Grupos de oração para o evangelismo.H)   Reti...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A diferença é a oração apostila

608 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
608
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
18
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A diferença é a oração apostila

  1. 1. SEMINÁRIO ADVENTISTA LATINO AMERICANO DE TEOLOGIA - SALT INSTITUTO DE EVANGELISMO A DIFERENÇA É A ORAÇÃO ! Cinco recém graduados estudantes de teologia visitavam Londres, emocionados com a oportunidade de ouviralgum destacado pregador antes da sua ordenação para o ministério. O forte sol de verão os castigava enquantoaguardavam que as portas do tabernáculo de Spurgeon fossem abertas, a mesma igreja do mais famoso pregador daqueletempo. Um estrangeiro se aproximou deles e lhes disse: "Enquanto vocês estão esperando, não gostariam de ver o sistemade aquecimento da igreja ?” Ver o sistema de aquecimento em um dia abrasador de julho era a última coisa que eles tinham em mente, mas con-sentiram. Foram conduzidos alguns degraus abaixo para uma porta no subsolo. O guia abriu a porta e sussurrou em tombaixo : "Este é o sistema de aquecimento de nossa igreja”. Os jovens pastores viram diante deles 700 pessoas ajoelhadas em oração suplicando as bênçãos de Deus para areunião evangelística que seria conduzida no salão superior. O guia desconhecido se apresentou como o próprio CharlesSpurgeon.O ministério de Spurgeon foi poderoso por causa da oração. Em nossas vidas, em nossas e em nossas igrejas podemos fazer escolhas : por que usar um lápis, se tem acesso aum computador ? por que andar se você pode voar? por que tropeçar sem poder em nossas vidas ou igrejas, quando opotencial é tão grande? Spurgeon disse certa vez: "Quando Deus deseja fazer uma grande obra, ELE primeirocoloca seu povo para orar ." Max Lucado disse: “Quando nós trabalhamos, apenas trabalhamos. Mas quando nós oramos Deus trabalha !”. Oração faz toda a diferença na obra de Deus, há muitos exemplos que demonstram este principio, e aqui estão al-guns : 1) Pedro - Pregando a nova mensagem do evangelho em Jerusalém - em 30 AD . Resultado : 3.000 almas foram convertidas em um dia . O segredo: Os Discípulos tinham orado por 10 dias. John Maxwell disse : "hoje nós oramos por 10 minutos, prega- mos por 10 dias e apenas 3 se convertem". 2) Willian Carey : Considerado o "Pai das Missões Modernas", pregou na Índia a partir de 1792. Resultado : Por 42 Anos ele pregou e viajou. Ele traduziu partes da Bíblia para 25 dialetos indianos. No final da vida havia traduzido a Bíblia para a terça parte dos habitantes do mundo. O segredo: Willian Carey tinha uma irmã aleijada que era sua companheira de oração. Ele a escrevia semanalmente com seus pedidos de oração. Ela orava todos os dias por ele. 3) Charles Finney : O grande avivalista, pregou em Rochester e New York na década de 1850. Resultado: 10% de toda a cidade se converteu (1.000 pessoas em um só lugar, em um ano). Em Boston , 50 mil fizeram a decisão de se dedicarem a Deus em apenas uma semana. 85 de cada 100 que se convertiam sob a pregação de Finney permaneciam fiéis a Deus. Uma estimativa diz que ele foi responsável por meio milhão de conversões durante sua vida. Segredo: Ele tinha um companheiro de oração, Abel Clarey, que viajava com ele , e dedicava tempo integral a orar pelo ministério de Finney. Ele nunca partia e enquanto Finney pregava, ele continuava prostrado em oração. Finney admitiu posteriormente que sua pregação teria sido ineficaz sem Abel Clarey e outros companheiros de oração . 4) Dwight L .Moody: O grande evangelista pregou nos Estados Unidos e na Inglaterra na década de 1870. Resultado : Um total de 900.mil preciosas almas ganhas para Cristo, é o calculo da colheita que Deus fez por intermédio de seu humilde servo. Segredo: Maryann Adelard leu um recorte sobre o ministério de Moody e começou a interceder por ele regular- mente, alem de mobilizar outros a se unirem a ela. Moody costumava colocar 490 estudantes do seminário de Northfield para reuniões de oração e jejum em favor suas cruzadas evangelísticas. 5) Billy Graham : O evangelista do século XX, pregou a cerca de 200 milhões de pessoas desde o inicio de seu ministério e em quase 200 nações. Resultado : Extensas cruzadas e milhares aceitaram a Cristo.
  2. 2. 2 Segredo : O principal critério de analise na escolha desta ou aquela cidade para organizar uma cruzada era a proporção de grupos de oração do povo da cidade em seu favor. Ruth Goodge orou por um quarto de século pelas campanhas de Billy Graham, organizando grupos de oração nas cidades onde Graham conduziria suas cruzadas. 6) Dwight Nelson : Tem sido o pastor da igreja Adventista “ Pioneer Memorial”, na uni versidade Andrews nos últimos 15 anos. Resultado: Jovens, adolescentes e pessoas de todas as gerações têm respondido ao seu ministério. Ele publicou 8 livros que tem alcançado milhões. Foi orador da Net´98 , programa evangelístico que cobriu o globo – a 1 a na historia da IASD. Segredo: A congregação de Dwight, no campus da universidade Andrews tem sido convocada ‘a oração. Nos últi- mos 8 anos, e no início de cada ano eles dedicam 10 dias para a oração (a exemplo dos 10 dias do Pentecostes). Cada sábado, enquanto Dwight está pregando, um grupo ora por aqueles que atenderão aos apelos. Na liturgia, alguns minutos são dedicados ao “jardim da oração” – Pessoas vem à frente para oração especial. O slogan de sua igreja, gravado em letras douradas num estandarte, diz: “Avançar sobre os joelhos” . O QUE SUA IGREJA PODE FAZER PARA CRESCER FORTE EM ORAÇÃO? Toda igreja poderosa tem lideres que dão prioridade à oração. A maior deficiência de uma igreja não está em pro-gramas, estratégias, materiais ou idéias, mas na oração. A maior força da igreja não está em programas estratégicos,materiais ou idéias, mas na oração. O poder para um ministério efetivo é alcançado através da oração. A oração dá enfoque`a missão da igreja.1. Oração, estudo da bíblia e ministério devem ser conservados fundamentalmente juntos. Ministério sem oração torna otrabalho improdutivo e cansativo. Oração e estudo da bíblia sem ministério é cristianismo contemplativo.2. Estabeleça tempo, programas e lugares para o povo orar junto – pela igreja, pelos lideres e pela comunidade.3. Encoraje a devoção pessoal e em família. Oração privativa é a mais alta atividade que uma alma pode engajar. Mas al- guém disse que se o culto familiar é negligenciado, qualquer outra tentativa de oração é como borrifara folhagem de planta com água e deixar as raízes secas.4. Estabeleça um coordenador de oração.COORDENADOR DE ORAÇÃODESCRIÇÃO : O coordenador de oração é o elemento essencial para uma igreja que ora. Ele ou ela é a pessoa que ajudará aintegrar a oração em toda a vida da igreja e no calendário da igreja – no nível da Associação / Missão e da igreja local .QUALIFICAÇÕES : A pessoa apontada para esta posição deve possuir os seguintes característicos:• Vida dedicada à oração.• Maturidade espiritual• Dons de organizar, encorajar e liderar com ênfase na oração.• Boa reputação na igreja e a confiança de lideres da igreja.• Tempo para atender eventos de oração.Trabalho do coordenador/Equipe de oração1- Identificar pessoas na igreja que tem indicado interesse na oração intercessória.2- Estabelecer grupos para oração, planejamento e comunicação das iniciativas da oração.3- Ajudar na implementação de planos para as duplas ou grupos que estarão orando por pedidos específicos- por nome – de pastores, professores, líderes de igreja, Associação/Missão, União, Divisão e Concílio Geral.4- Algumas idéias sugestivas poderiam ser :A) “Jardim da oração” no serviço de culto.B) Semana de ênfase na oração.C) Correntes de oração.
  3. 3. 3D) Companheiros de oração.E) Reuniões de intercessão.F) Vigílias.G) Grupos de oração para o evangelismo.H) Retiros de oração.I) Dia de jejum e oração.J) Oração para eventos e necessidades específicas.A batalha de Refidim (Ex. 17:8-16)Quem venceu os amalequitas? Onde estava o foco real da batalha? Quem era o principal guerreiro? Pense nos seguintesaspectos:a) O inimigo nos derrota a partir de nosso ponto mais fraco (Vs. 8).b) O êxito está em unir o esforço humano com o poder com o poder divino (Vs. 9 e 10).c) A vitória está nas mãos dos intercessores (Vs. 11 e 12).O registro de um estoriador secular, falaria da vitória de Josué. Mas a Bíblia abre nossos olhos a um quadro mais completoda situação: “Josué luta enquanto Moisés ora. Josué recebe o crédito da vitória. Para impressionar Israel sobre a importânciada oração intercessora, Deus permitiu que se alternasse o êxito e o fracasso, de socado com a oração”.

×