SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 13
Baixar para ler offline
I CESTA DE LEITURA
Escola Municipal Antônio Santos Coelho Neto
Abertura
Canto e coreografia da música Bê-a-Bá (Toquinho)
Turma - 1º ano (Professora: Irineide)
Trabalho com a música Bê-a-Bá
(Toquinho) na sala de aula
                       Quando a gente cresce um pouco
                        É coisa de louco o que fazem com a
                        gente:
                        Tem hora pra levantar, hora pra se
                        deitar,
                        Pra visitar parente.
                        Quando se aprende a falar, se
                        começa a estudar,
                        Isso não acaba nunca.
                        E só vai saber ler, só vai saber
                        escrever
                        Quem aprender o bê-a-bá.
                        E além do abecedário, um grande
                        dicionário
                        Vamos todos precisar...
Leitura das regras da sala e apresentação de cartaz
Turma - 3º ano A (Professora: Kátia)
Leitura dramatizada
Turma – 5º ano A (Professora: Marlene)
Errar é Humano (Toquinho)

   Não, não é vergonha, não,             A vida irá, você vai ver,
    Você não ser o melhor da escola,       Aos poucos te ensinando
    Campeão de skate, o bom de bola        Que o certo você vai saber
    ou de natação.                         Errando, errando, errando.
    Não, não é vergonha, não,
    Aprender a andar de bicicleta
    Se escorando em outra mão.            Não, não é vergonha, não,
                                           Ser da turma toda o mais gordinho,
                                           Ter pernas tortas, ser bem baixinho
   Não, não é vergonha, não,              ou grandalhão.
    Você não saber a tabuada,              Não, não é vergonha, não.
    Pegar uma onda, contar piada,          Todos sempre têm algum defeito,
    rodar pião.                            Não existe a perfeição.
    Não, não é vergonha, não,
    Precisar de alguém que ajude
    A refazer sua lição.
Texto apresentado pela turma do 5º ano A

   Abertura (Hellen)
Estudamos nesta semana, eu e minha      Que o legal é encontrar cada
turma, dois textos: Escola é (Paulo     pedacinho e descobrir entre erros e
Freire) de um grande educador           acertos, aos poucos, a imagem que irá
brasileiro e Errar é humano do cantor   se formar.
e compositor Toquinho.
                                        Lemos também, o texto:
Aprendemos com os dois que sempre       Aprender, errar ou acertar e
estamos conhecendo coisas novas, que    descobrimos que Edson, o inventor da
o mundo é um enorme quebra-cabeça       lâmpada elétrica, errou 1999 vezes
que ninguém quer ganhar                 para concluir seu invento.
montado, pois isso seria muito chato!
                                        Já pensou se ele tivesse desistido? Até
                                        hoje, talvez estaríamos lendo a luz
                                        das velas.
Leitura dramatizada: “Ninguém é
perfeito”
Personagens:                                 José
   A narradora                           -   Ainda está chateado João?
   José                                     João
   João                                  -   E não é para estar? Todos estavam
                                              tirando onda com a minha cara, só
   Todos (Turma 5º ano A)
                                              porque não sei direito a tabuada. Sou
                                              um fracasso em matemática! Um
                                              dois! Tirei dois!
   Narradora
                                             José
Dois alunos no pátio de uma escola
qualquer... Um já se encontra sentado.    - Mas você tirou nove em português
Está pensativo, chateado, coitado! O      cara! Um nove!
outro, é este que entra cantarolando...
   João                                       José
-   E, isso eles não elogiaram...           -   Legal! É tão simples resolver as
                                                coisas quando não somos egoístas ou
   José                                        mal educados. “Taí”, vamos dar
-   Porque nem todos entenderam a aula          exemplo para aqueles que só sabem
    passada.                                    criticar!
   João                                       João
-   Não entenderam porque não               -   E quem sabe eles reconheçam como
    prestaram atenção, quando a                 também erraram e precisam se
    professora leu um texto falando que         “acertar” como pessoas.
    ninguém é perfeito, que errar é            José
    humano e que aprendemos com os
    erros.                                  -   Agora eu sei que... (aponta para a
                                                tela)
   José
                                            EXIBIÇÃO DO CLIP DA MÚSICA: ERRAR É
-   E que cada pessoa é especial em         HUMANO (TOQUINHO)
    alguma coisa, que ninguém sabe
    tudo. Por exemplo: eu sou bom em
    português...
                                               Todos da Turma
   João
                                            -   Por isso Paulo Freire diz:
-   Ei, cara! Isso me deu uma ideia. Você
    me ensina matemática e eu te ensino     “Ninguém sabe tudo, ninguém ignora
    português, que tal?                     tudo! Todos sabemos alguma coisa, por
                                            isso aprendemos sempre.”
Aprender, errar ou acertar
    (Texto lido pela turma do 5º ano A)
   “Ao longo da nossa história todos fazemos escolhas. As vezes erramos, outras acertamos. Mas os
    dois resultados podem nos trazer grandes proveitos.
   Quando acertamos, obviamente, ficamos mais animados e felizes com o nosso resultado.
    Porém, quando erramos sempre temos a oportunidade de aprender algo novo.
   Edison errou 1999 vezes até inventar a lâmpada elétrica. Porém, é bem possível que, em uma
    das vezes que ele errou, percebeu que o filamento que usava na lâmpada era fino demais e se
    partia; no outro erro, descobriu que o fio era grosso demais e não se inflamava o suficiente;
    então, ele errou mais uma vez e descobriu que o material que usava no filamento não era
    adequado... E assim por diante... 1999 vezes!
   Nas oportunidades em que erramos, ao olhar para trás e analisar quais passos nossos levaram a
    tais resultados, temos em mãos condições para entender o nosso engano e não repeti-lo.
    Podemos, então, buscar aprender o máximo, para não repetir aquela situação e aumentar a
    nossa chance de acertar da próxima vez.
   Aprender com nossos erros é tão interessante quanto acertar nas nossas escolhas. Uma vez que
    você realmente tenha aprendido a lição, dificilmente errará novamente. E aquilo que aprendeu
    com um erro pode ser exatamente o que lhe faltava para ter sucesso na sua empreitada.”
    (Roberto Shinyashiki)
   Fonte: http://shinyashiki.uol.com.br/blog/2009/06/errar-sim-mas-nao-repetir-o-erro/

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Aprendendo com os erros é humano

Discussão aval em processo
Discussão aval em processoDiscussão aval em processo
Discussão aval em processoKaren Araki
 
Alegoria da Caverna 16
Alegoria da Caverna 16Alegoria da Caverna 16
Alegoria da Caverna 16Filosofia
 
aulão spaece.pdf
aulão spaece.pdfaulão spaece.pdf
aulão spaece.pdfsezalpina1
 
Encontro PNAIC 12 de setembro 2015 Fabiana Esteves
Encontro PNAIC 12 de setembro 2015 Fabiana EstevesEncontro PNAIC 12 de setembro 2015 Fabiana Esteves
Encontro PNAIC 12 de setembro 2015 Fabiana EstevesFabiana Esteves
 
Guia de Sobrevivência Calouro ESPM
Guia de Sobrevivência Calouro ESPMGuia de Sobrevivência Calouro ESPM
Guia de Sobrevivência Calouro ESPMFelipe Duarte
 
Humor na sala de aula (apresentação)
Humor na sala de aula (apresentação)Humor na sala de aula (apresentação)
Humor na sala de aula (apresentação)lscosta2007
 
Humor na sala de aula (apresentação)
Humor na sala de aula (apresentação)Humor na sala de aula (apresentação)
Humor na sala de aula (apresentação)lscosta2007
 
Projeto de leitura interdisciplinar um menino invísível
Projeto de leitura interdisciplinar    um menino invísívelProjeto de leitura interdisciplinar    um menino invísível
Projeto de leitura interdisciplinar um menino invísívelObed Souza
 
Atividade04 planejando hipertexto_marcely
Atividade04 planejando hipertexto_marcelyAtividade04 planejando hipertexto_marcely
Atividade04 planejando hipertexto_marcelymarcely
 
Emburrecimento Programado - John Taylor Gatto.pdf
Emburrecimento Programado - John Taylor Gatto.pdfEmburrecimento Programado - John Taylor Gatto.pdf
Emburrecimento Programado - John Taylor Gatto.pdfVIEIRA RESENDE
 
Apostila Sociologia para adolescentes.
Apostila Sociologia para adolescentes.Apostila Sociologia para adolescentes.
Apostila Sociologia para adolescentes.pascoalnaib
 
Coleção planejamento ensino infantil simone helen drumond1
Coleção planejamento ensino infantil  simone helen drumond1Coleção planejamento ensino infantil  simone helen drumond1
Coleção planejamento ensino infantil simone helen drumond1SimoneHelenDrumond
 
Aula 01 inter. de texto
Aula 01  inter. de textoAula 01  inter. de texto
Aula 01 inter. de textokleber lima
 
Prova por-6 ef-manha
Prova por-6 ef-manhaProva por-6 ef-manha
Prova por-6 ef-manhaBreno Fostek
 

Semelhante a Aprendendo com os erros é humano (20)

Estudo errado
Estudo erradoEstudo errado
Estudo errado
 
Simulado unicamp
Simulado unicampSimulado unicamp
Simulado unicamp
 
Simulado 2011
Simulado 2011Simulado 2011
Simulado 2011
 
Discussão aval em processo
Discussão aval em processoDiscussão aval em processo
Discussão aval em processo
 
Simulado2011
Simulado2011Simulado2011
Simulado2011
 
Alegoria da Caverna 16
Alegoria da Caverna 16Alegoria da Caverna 16
Alegoria da Caverna 16
 
aulão spaece.pdf
aulão spaece.pdfaulão spaece.pdf
aulão spaece.pdf
 
Encontro PNAIC 12 de setembro 2015 Fabiana Esteves
Encontro PNAIC 12 de setembro 2015 Fabiana EstevesEncontro PNAIC 12 de setembro 2015 Fabiana Esteves
Encontro PNAIC 12 de setembro 2015 Fabiana Esteves
 
4 edição
4 edição4 edição
4 edição
 
Guia de Sobrevivência Calouro ESPM
Guia de Sobrevivência Calouro ESPMGuia de Sobrevivência Calouro ESPM
Guia de Sobrevivência Calouro ESPM
 
Humor na sala de aula (apresentação)
Humor na sala de aula (apresentação)Humor na sala de aula (apresentação)
Humor na sala de aula (apresentação)
 
Humor na sala de aula (apresentação)
Humor na sala de aula (apresentação)Humor na sala de aula (apresentação)
Humor na sala de aula (apresentação)
 
Projeto de leitura interdisciplinar um menino invísível
Projeto de leitura interdisciplinar    um menino invísívelProjeto de leitura interdisciplinar    um menino invísível
Projeto de leitura interdisciplinar um menino invísível
 
Atividade04 planejando hipertexto_marcely
Atividade04 planejando hipertexto_marcelyAtividade04 planejando hipertexto_marcely
Atividade04 planejando hipertexto_marcely
 
Resistance (3ªedição)
Resistance (3ªedição)Resistance (3ªedição)
Resistance (3ªedição)
 
Emburrecimento Programado - John Taylor Gatto.pdf
Emburrecimento Programado - John Taylor Gatto.pdfEmburrecimento Programado - John Taylor Gatto.pdf
Emburrecimento Programado - John Taylor Gatto.pdf
 
Apostila Sociologia para adolescentes.
Apostila Sociologia para adolescentes.Apostila Sociologia para adolescentes.
Apostila Sociologia para adolescentes.
 
Coleção planejamento ensino infantil simone helen drumond1
Coleção planejamento ensino infantil  simone helen drumond1Coleção planejamento ensino infantil  simone helen drumond1
Coleção planejamento ensino infantil simone helen drumond1
 
Aula 01 inter. de texto
Aula 01  inter. de textoAula 01  inter. de texto
Aula 01 inter. de texto
 
Prova por-6 ef-manha
Prova por-6 ef-manhaProva por-6 ef-manha
Prova por-6 ef-manha
 

Mais de Patrícia Fernanda da Costa Santos

Culminância da Semana de Alimentação Saudável _ Profª Jéssica (Ciências) e Pr...
Culminância da Semana de Alimentação Saudável _ Profª Jéssica (Ciências) e Pr...Culminância da Semana de Alimentação Saudável _ Profª Jéssica (Ciências) e Pr...
Culminância da Semana de Alimentação Saudável _ Profª Jéssica (Ciências) e Pr...Patrícia Fernanda da Costa Santos
 

Mais de Patrícia Fernanda da Costa Santos (20)

V Cesta de Leitura _ Exposição de Painéis
V Cesta de Leitura _ Exposição de PainéisV Cesta de Leitura _ Exposição de Painéis
V Cesta de Leitura _ Exposição de Painéis
 
Acolhida - Educação de Jovens e Adultos
Acolhida - Educação de Jovens e AdultosAcolhida - Educação de Jovens e Adultos
Acolhida - Educação de Jovens e Adultos
 
Convite Festa de São João _ 2013
Convite Festa de São João _ 2013Convite Festa de São João _ 2013
Convite Festa de São João _ 2013
 
Convite ii
Convite iiConvite ii
Convite ii
 
Decreto nº 7.823 de 21 de março de 2013
Decreto nº 7.823 de 21 de março de  2013Decreto nº 7.823 de 21 de março de  2013
Decreto nº 7.823 de 21 de março de 2013
 
Culminância da Semana de Alimentação Saudável _ Profª Jéssica (Ciências) e Pr...
Culminância da Semana de Alimentação Saudável _ Profª Jéssica (Ciências) e Pr...Culminância da Semana de Alimentação Saudável _ Profª Jéssica (Ciências) e Pr...
Culminância da Semana de Alimentação Saudável _ Profª Jéssica (Ciências) e Pr...
 
Apresentação iii cesta de leitura
Apresentação iii cesta de leituraApresentação iii cesta de leitura
Apresentação iii cesta de leitura
 
Ler é bom demais ....
Ler é bom demais ....Ler é bom demais ....
Ler é bom demais ....
 
Folder Cesta de Leitura
Folder Cesta de LeituraFolder Cesta de Leitura
Folder Cesta de Leitura
 
Apresentação _ Ler é bom demais!!!
Apresentação _ Ler é bom demais!!!Apresentação _ Ler é bom demais!!!
Apresentação _ Ler é bom demais!!!
 
Folder III Cesta de Leitura
Folder III Cesta de LeituraFolder III Cesta de Leitura
Folder III Cesta de Leitura
 
Atividades propostas - Projeto gêneros textuais na EJA
Atividades propostas - Projeto gêneros textuais na EJAAtividades propostas - Projeto gêneros textuais na EJA
Atividades propostas - Projeto gêneros textuais na EJA
 
Projeto - Os gêneros textuais na EJA
Projeto - Os gêneros textuais na EJAProjeto - Os gêneros textuais na EJA
Projeto - Os gêneros textuais na EJA
 
Apresentação _ 2ª Cesta de Leitura
Apresentação _ 2ª Cesta de LeituraApresentação _ 2ª Cesta de Leitura
Apresentação _ 2ª Cesta de Leitura
 
Ruth Rocha _ Marcelo, Marmelo, Martelo
Ruth Rocha _ Marcelo, Marmelo, MarteloRuth Rocha _ Marcelo, Marmelo, Martelo
Ruth Rocha _ Marcelo, Marmelo, Martelo
 
Sistematização Dia Internacional da Mulher
Sistematização Dia Internacional da MulherSistematização Dia Internacional da Mulher
Sistematização Dia Internacional da Mulher
 
Homenagem ao dia internacional da mulher apresentação
Homenagem ao dia internacional da mulher   apresentaçãoHomenagem ao dia internacional da mulher   apresentação
Homenagem ao dia internacional da mulher apresentação
 
Ruth rocha marcelo marmelo martelo
Ruth rocha   marcelo marmelo marteloRuth rocha   marcelo marmelo martelo
Ruth rocha marcelo marmelo martelo
 
O homem que calculava _ Capítulo III
O homem que calculava _ Capítulo IIIO homem que calculava _ Capítulo III
O homem que calculava _ Capítulo III
 
Projeto Tangram _ Professor Inaldo Lopes
Projeto Tangram  _ Professor Inaldo Lopes Projeto Tangram  _ Professor Inaldo Lopes
Projeto Tangram _ Professor Inaldo Lopes
 

Último

AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptxErivaldoLima15
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.HildegardeAngel
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?MrciaRocha48
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
Combinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptx
Combinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptx
Combinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxalessandraoliveira324
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 

Último (20)

AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
6°ano Uso de pontuação e acentuação.pptx
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
LIVRO A BELA BORBOLETA. Ziraldo e Zélio.
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
Combinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptx
Combinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptx
Combinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptxCombinatória.pptx
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
(76- ESTUDO MATEUS) A ACLAMAÇÃO DO REI..
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 

Aprendendo com os erros é humano

  • 1. I CESTA DE LEITURA Escola Municipal Antônio Santos Coelho Neto
  • 3. Canto e coreografia da música Bê-a-Bá (Toquinho) Turma - 1º ano (Professora: Irineide)
  • 4.
  • 5. Trabalho com a música Bê-a-Bá (Toquinho) na sala de aula  Quando a gente cresce um pouco É coisa de louco o que fazem com a gente: Tem hora pra levantar, hora pra se deitar, Pra visitar parente. Quando se aprende a falar, se começa a estudar, Isso não acaba nunca. E só vai saber ler, só vai saber escrever Quem aprender o bê-a-bá. E além do abecedário, um grande dicionário Vamos todos precisar...
  • 6.
  • 7. Leitura das regras da sala e apresentação de cartaz Turma - 3º ano A (Professora: Kátia)
  • 8. Leitura dramatizada Turma – 5º ano A (Professora: Marlene)
  • 9. Errar é Humano (Toquinho)  Não, não é vergonha, não,  A vida irá, você vai ver, Você não ser o melhor da escola, Aos poucos te ensinando Campeão de skate, o bom de bola Que o certo você vai saber ou de natação. Errando, errando, errando. Não, não é vergonha, não, Aprender a andar de bicicleta Se escorando em outra mão.  Não, não é vergonha, não, Ser da turma toda o mais gordinho, Ter pernas tortas, ser bem baixinho  Não, não é vergonha, não, ou grandalhão. Você não saber a tabuada, Não, não é vergonha, não. Pegar uma onda, contar piada, Todos sempre têm algum defeito, rodar pião. Não existe a perfeição. Não, não é vergonha, não, Precisar de alguém que ajude A refazer sua lição.
  • 10. Texto apresentado pela turma do 5º ano A  Abertura (Hellen) Estudamos nesta semana, eu e minha Que o legal é encontrar cada turma, dois textos: Escola é (Paulo pedacinho e descobrir entre erros e Freire) de um grande educador acertos, aos poucos, a imagem que irá brasileiro e Errar é humano do cantor se formar. e compositor Toquinho. Lemos também, o texto: Aprendemos com os dois que sempre Aprender, errar ou acertar e estamos conhecendo coisas novas, que descobrimos que Edson, o inventor da o mundo é um enorme quebra-cabeça lâmpada elétrica, errou 1999 vezes que ninguém quer ganhar para concluir seu invento. montado, pois isso seria muito chato! Já pensou se ele tivesse desistido? Até hoje, talvez estaríamos lendo a luz das velas.
  • 11. Leitura dramatizada: “Ninguém é perfeito” Personagens:  José  A narradora - Ainda está chateado João?  José  João  João - E não é para estar? Todos estavam tirando onda com a minha cara, só  Todos (Turma 5º ano A) porque não sei direito a tabuada. Sou um fracasso em matemática! Um dois! Tirei dois!  Narradora  José Dois alunos no pátio de uma escola qualquer... Um já se encontra sentado. - Mas você tirou nove em português Está pensativo, chateado, coitado! O cara! Um nove! outro, é este que entra cantarolando...
  • 12. João  José - E, isso eles não elogiaram... - Legal! É tão simples resolver as coisas quando não somos egoístas ou  José mal educados. “Taí”, vamos dar - Porque nem todos entenderam a aula exemplo para aqueles que só sabem passada. criticar!  João  João - Não entenderam porque não - E quem sabe eles reconheçam como prestaram atenção, quando a também erraram e precisam se professora leu um texto falando que “acertar” como pessoas. ninguém é perfeito, que errar é  José humano e que aprendemos com os erros. - Agora eu sei que... (aponta para a tela)  José EXIBIÇÃO DO CLIP DA MÚSICA: ERRAR É - E que cada pessoa é especial em HUMANO (TOQUINHO) alguma coisa, que ninguém sabe tudo. Por exemplo: eu sou bom em português...  Todos da Turma  João - Por isso Paulo Freire diz: - Ei, cara! Isso me deu uma ideia. Você me ensina matemática e eu te ensino “Ninguém sabe tudo, ninguém ignora português, que tal? tudo! Todos sabemos alguma coisa, por isso aprendemos sempre.”
  • 13. Aprender, errar ou acertar (Texto lido pela turma do 5º ano A)  “Ao longo da nossa história todos fazemos escolhas. As vezes erramos, outras acertamos. Mas os dois resultados podem nos trazer grandes proveitos.  Quando acertamos, obviamente, ficamos mais animados e felizes com o nosso resultado. Porém, quando erramos sempre temos a oportunidade de aprender algo novo.  Edison errou 1999 vezes até inventar a lâmpada elétrica. Porém, é bem possível que, em uma das vezes que ele errou, percebeu que o filamento que usava na lâmpada era fino demais e se partia; no outro erro, descobriu que o fio era grosso demais e não se inflamava o suficiente; então, ele errou mais uma vez e descobriu que o material que usava no filamento não era adequado... E assim por diante... 1999 vezes!  Nas oportunidades em que erramos, ao olhar para trás e analisar quais passos nossos levaram a tais resultados, temos em mãos condições para entender o nosso engano e não repeti-lo. Podemos, então, buscar aprender o máximo, para não repetir aquela situação e aumentar a nossa chance de acertar da próxima vez.  Aprender com nossos erros é tão interessante quanto acertar nas nossas escolhas. Uma vez que você realmente tenha aprendido a lição, dificilmente errará novamente. E aquilo que aprendeu com um erro pode ser exatamente o que lhe faltava para ter sucesso na sua empreitada.” (Roberto Shinyashiki)  Fonte: http://shinyashiki.uol.com.br/blog/2009/06/errar-sim-mas-nao-repetir-o-erro/