Senso comum o inimigo
da inovação
Miguel Angel Saavedra A.
Facilitador de procesos com PNL
• Para empreender e
garantir o sucesso é
preciso inovar muitas
coisas o produto, a
técnica, os processos, os
objetivos ent...
O que é o senso comum?
• O senso comum é um conhecimento
evidente que pensa o que existe tal
como existe e cuja função é
r...
O que é inovação?
• É um processo de aprendizagem que transforma a experiência em
valor agregado. Assim este processo prod...
O problema
• Nossos cérebros estão desenhados para ser
brilhantemente não criativos. Estão desenhados
para tomar pautas es...
Ponto de partida para a
inovação
Raciocínio
abdutivo
Raciocínio
dedutivo.
Raciocínio
indutivo.
Pensamento
integrativo
O raciocínio indutivo.
• Neste raciocínio a conclusão não é certeira apenas provável. É
um tipo de raciocínio que assume o...
Raciocínio dedutivo.
• Garante que a conclusão na que chegamos é verdadeira.
Neste raciocínio implica a veracidade das pre...
Raciocínio abdutivo
• Uma hipótese é adotada como a possível explicação
para um fato observado, de acordo com leis
conheci...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Senso comum o inimigo da inovação

225 visualizações

Publicada em

Em sociedades onde há desigualdade social uma das respostas é a inovação, no entanto, o senso comum não deixa inovar.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
225
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Senso comum o inimigo da inovação

  1. 1. Senso comum o inimigo da inovação Miguel Angel Saavedra A. Facilitador de procesos com PNL
  2. 2. • Para empreender e garantir o sucesso é preciso inovar muitas coisas o produto, a técnica, os processos, os objetivos entre outros. Nesse sentido é preciso ficar longe do senso comum.
  3. 3. O que é o senso comum? • O senso comum é um conhecimento evidente que pensa o que existe tal como existe e cuja função é reconciliar a tudo custo a consciência comum consigo própria. É, pois, um pensamento necessariamente conservador e fixista.
  4. 4. O que é inovação? • É um processo de aprendizagem que transforma a experiência em valor agregado. Assim este processo produz crise sem ela mesma entrar em crise.
  5. 5. O problema • Nossos cérebros estão desenhados para ser brilhantemente não criativos. Estão desenhados para tomar pautas estruturadas fixas e logo utilizar estas estruturas em qualquer oportunidade que se faça presente. (Eduard de Bono)
  6. 6. Ponto de partida para a inovação Raciocínio abdutivo Raciocínio dedutivo. Raciocínio indutivo. Pensamento integrativo
  7. 7. O raciocínio indutivo. • Neste raciocínio a conclusão não é certeira apenas provável. É um tipo de raciocínio que assume o futuro como repetição do passado, por exemplo: • Este corvo é preto. • O corvo que vi ontem é preto. • Por tanto todos os corvos são pretos.
  8. 8. Raciocínio dedutivo. • Garante que a conclusão na que chegamos é verdadeira. Neste raciocínio implica a veracidade das premissas, portanto, se as premissas são verdadeiras não há como a conclusão ser falsa, por exemplo: • Todas as baleias são mamíferos. • Todos os mamíferos têm pulmões. • Por tanto todas as baleias têm pulmões.
  9. 9. Raciocínio abdutivo • Uma hipótese é adotada como a possível explicação para um fato observado, de acordo com leis conhecidas. Aqui o raciocínio não garante que as conclusões produzidas sejam verdadeiras, mas apenas que sejam plausíveis, por exemplo: • Se a grama é molhada então ela fica escorregadia. • Se chove então a rua fica molhada. • Se chove então a grama fica molhada. • Se o irrigador é ligado então à grama fica molhada. • A rua não esta molhada. • Por tanto o irrigador foi ligado.

×