B14 exercício de quimiossíntese

2.860 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.860
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
80
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

B14 exercício de quimiossíntese

  1. 1. Exercício de Quimiossíntese
  2. 2. Nuno Correia 2011/12 2
  3. 3. Uma das mais surpreendentes descobertas efectuadas no domínio da biologia das grandesprofundidades foi a dos ecossistemas ligados às fontes hidrotermais profundas, quer pelaexuberância, quer pelas características dos organismos.Nos povoamentos hidrotermais profundos, a produção primária é assegurada por bactériasque obtêm a energia necessária para a fixação do CO2 a partir da oxidação desulfuretos, tais como o H2S ou o HS–, provenientes, na sua maioria, dos gases vulcânicos queemanam das fontes hidrotermais. As bactérias que vivem nas fontes hidrotermais sãohipertermófilas, possuindo uma temperatura óptima de crescimento muito elevada. Parasobreviverem a tais temperaturas, estas bactérias apresentam um grande número deadaptações, pois, à medida que as membranas celulares são sujeitas a temperaturas altas,a estabilidade e a fluidez essencial ao bom funcionamento ficam comprometidas. Assim,estas bactérias apresentam alterações na estrutura dos fosfolípidos constituintes das suasmembranas, que resultam no aumento do tamanho das caudas dos ácidos gordos e na suasaturação (remoção das ligações múltiplas). Desta forma, os fosfolípidos ficam maiscompactados, mantendo a estabilidade das membranas a temperaturas e a pressões maiselevadas. O organismo mais característico do ecossistema hidrotermal é um animalvermiforme tubícola, de grandes dimensões, Riftia pachyptila, que forma densos agregadose que não possui nem boca nem tubo digestivo, intervindo na sua nutrição bactériassimbiontes. Este animal transfere sulfuretos para um órgão especializado no seu corpo, ondese alojam as bactérias simbiontes.Baseado em L. Saldanha, «Fauna das profundezas marinhas», Colóquio/Ciências, 1991 Nuno Correia 2011/12 3
  4. 4. Nuno Correia 2011/12 4
  5. 5. Nuno Correia 2011/12 5
  6. 6. Nuno Correia 2011/12 6
  7. 7. Nuno Correia 2011/12 7
  8. 8. Nuno Correia 2011/12 8
  9. 9. Nuno Correia 2011/12 9
  10. 10. Nuno Correia 2011/12 10
  11. 11. Nuno Correia 2011/12 11
  12. 12. Nuno Correia 2011/12 12

×