SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 44
Baixar para ler offline
CENTRO UNIVERSITÁRIO SENAC
SANTO AMARO
Adilson Fernando Dos Santos
Cintia Oliveira Perrone Vicente
Luiz Guilherme De Arraes Garcia
Luiz Mazzucco Junior
Messias Fernandes Da Silva
Nilo Cesar Basilio
Rene François Chasseraux
Vanilton Novais De Oliveira
Implementação de Projetos de Tecnologia da Informação
São Paulo
2019
Adilson Fernando Dos Santos
Cintia Oliveira Perrone Vicente
Luiz Guilherme De Arraes Garcia
Luiz Mazzucco Junior
Messias Fernandes Da Silva
Nilo Cesar Basilio
Rene François Chasseraux
Vanilton Novais De Oliveira
Implementação de Projetos de Tecnologia da Informação
Projeto Integrador Multidisciplinar com o
objetivo de obter aprovação na disciplina de
Projeto Integrador III do terceiro semestre do
curso Gestão de TI.
Orientador: Prof. Me. Lenilson Lemos Vilas
Boas
São Paulo
2019
RESUMO
O objetivo deste projeto integrador é desenvolver um projeto de implementação de
portal WEB para a empresa fictícia chamada SP Tecnologia SA, levando em conta os
requisitos necessários e a aplicação prática da execução de um projeto de TI,
contendo os principais métodos de planejamento e controle. O projeto procura
entender o funcionamento da plataforma de aplicações WEB, identificar requisitos
mínimos para desenvolvimento de um portal WEB, levantar recursos físicos e
humanos, bem como elaborar cronograma e identificar riscos do projeto.
Palavras-chave: 1. Portal WEB. 2. Projeto de TI. 3. Gerenciamento e implantação de
aplicação WEB.
LISTA DE ILUSTRAÇÕES
Figura 1 – Gráfico quantidade de funcionários................................................. 17
Figura 2 – Gráfico quantidade por idade .......................................................... 17
Figura 3 – Gráfico quantidade por ramo de atividade ...................................... 18
Figura 4 – Gráfico quantidade por faturamento................................................ 18
Figura 5 – Gráfico quantidade por empresas que utilizariam o portal .............. 19
Figura 6 – Gráfico por qual motivo utilizariam .................................................. 19
Figura 7 – Organograma dos recursos humanos ............................................. 22
Figura 8 – Diagrama de contexto ..................................................................... 25
Figura 9 – Diagrama infraestrutura................................................................... 33
LISTA DE TABELAS
Tabela 1 – Cargos, funções e salários ............................................................. 21
Tabela 2 – Espaço físico, equipamentos.......................................................... 24
Tabela 3 – Riscos do projeto........................................................................... 34
Tabela 4 – Cronograma detalhado do projeto.................................................. 40
SUMÁRIO
1. INTRODUÇÃO ............................................................................................... 7
1.1. Contextualização..................................................................................... 7
1.2. Objetivos ................................................................................................. 7
1.3. Metodologia............................................................................................. 7
1.4. Estrutura do trabalho............................................................................... 8
2. CONCEITO DE PORTAL WEB...................................................................... 9
2.1. Intranet.................................................................................................... 9
2.2. Extranet................................................................................................. 10
2.3. Usabilidade ........................................................................................... 11
3. NECESSIDADE DE NEGÓCIO.................................................................... 13
3.1. Definição da empresa ........................................................................... 13
3.2. Canais de relacionamento..................................................................... 14
3.3. Atividades chave e produto oferecido .................................................. 15
4. MISSÃO, VISÃO E VALORES ..................................................................... 20
5. RECURSOS HUMANOS PARA O PORTAL ................................................ 21
6. RECURSOS FÍSICOS PARA O PORTAL .................................................... 23
7. INTEGRAÇÃO DO PORTAL ........................................................................ 25
8. CRONOGRAMA DO PROJETO................................................................... 27
9. SOFTWARES E HARDWARES NECESSÁRIOS ........................................ 28
10. REQUISITOS DE SUSTENTABILIDADE ................................................... 32
11. RISCOS DO PROJETO ............................................................................. 34
12. CONSIDERAÇÕES FINAIS ....................................................................... 37
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ................................................................. 38
APÊNDICES..................................................................................................... 40
APÊNDICE A – Cronograma Completo ....................................................... 40
7
1. INTRODUÇÃO
1.1. Contextualização
Em um mundo amplamente conectado, é possível observar a necessidade de
ampliar a comunicação das empresas com seus clientes, de modo a facilitar o contato
empresa/cliente, desenvolvendo alternativas aos meios tradicionais utilizados, como
e-mail e telefone. Atualmente, se uma empresa não evoluir, a concorrência o fará,
ainda mais com o crescimento do comércio eletrônico como B2B, B2C, C2C etc. A
criação de um Portal WEB pode ser o diferencial para empresas que desejam se
destacar, o que pode desempenhar um papel importante no relacionamento e
interação com o cliente.
1.2. Objetivos
Este trabalho tem como objetivo demonstrar a importância de um Portal WEB
no dia-a-dia de uma empresa, sua definição, como deve ser sua implantação e sua
apresentação para o cliente. Deste modo, será apresentado uma empresa fictícia que
irá implantar e fornecer um Portal WEB, a SP Tecnologia SA. Também será
apresentada a estrutura organizacional da empresa e os motivos que culminaram na
implementação e no uso desse portal.
1.3. Metodologia
A metodologia científica a ser utilizada no presente trabalho é a metodologia de
“estudo de caso”, baseando-se no livro Estudo de Caso: Planejamento e Métodos de
Robert K. Yin. A metodologia do estudo de caso é uma ferramenta para que se possa
entender a forma e os motivos que levaram a uma determinada definição. De acordo
com Robert Yin (2014) o estudo de caso é uma estratégia de pesquisa que
compreende um método que abrange tudo em abordagens especificas de coletas e
análise de dados.
8
1.4. Estrutura do trabalho
A estrutura do trabalho será dividida em duas partes. Na primeira parte, será
feita uma introdução e contextualização sobre portais WEB, além do levantamento da
necessidade de negócio e da empresa de estudo considerando missão, visão e valor.
Na segunda parte, serão explorados os recursos humanos, físicos, a integração do
portal, o cronograma, a infraestrutura e os riscos do projeto e, por fim, as
considerações finais.
9
2. CONCEITO DE PORTAL WEB
Portais são páginas da internet que tem por objetivo e serventia os pontos de
acesso direto a um certo número de serviços e informações. Através dos portais, é
possível o usuário encontrar numa só página, acesso a e-mails, vídeos, notícias,
entretenimento, downloads, jogos, rádios, blogs, páginas de humor, resultados de
exames, entre outros serviços. Ainda assim é possível classificar os portais
determinando em duas definições: Portal Horizontal: mostra ao usuário acesso a
vários tipos serviços ou informações de um assunto. Portal Vertical: mostra ao usuário
links de um assunto pesquisado.
Ao fim da década de 90, surgiram alguns sites criados com a finalidade de
busca de diversos conteúdos, porém com baixa eficiência. É possível exemplificar isso
como se fosse um iniciado de uma estrutura de acesso à internet em cidades do
interior, onde apenas as principais ruas seriam beneficiárias do serviço. Já no início
dos anos 2000, o portal de buscas o Google, criado em 1997 obteve seu start de
reconhecimento pelo alto desempenho no portal WEB vertical, ou seja, um portal de
buscas de links sobre um determinado assunto.
Com o passar dos anos e a inovação nos serviços de internet surgiram os
portais de notícias, especificamente enquadrados nas plataformas de conteúdos
verificais. Nos dias atuais podemos classificar esse tipo de portal como um site
agregador e distribuidor geral, pois através dele é possível redirecionar para outros
sites dentro ou fora do mesmo domínio do portal.
2.1. Intranet
É uma rede interna de computadores cuja finalidade é a comunicação interna
entre computadores de uma empresa. É uma rede de acesso restrita de uma
instituição, mas que utiliza a mesma tecnologia e os mesmos protocolos de serviços
da internet.
Podemos afirmar que é uma de tecnologia que somente os usuários da
empresa podem usufruir e acessar nos domicílios da empresa. Ela permite que os
departamentos da empresa possam trocar informações sem o contato com o mundo
exterior, permitindo assim mais sigilo e segurança nas informações trocadas, além de
permitir também que os demais departamentos possam se comunicar diretamente
10
com os colaboradores. A intranet possibilita que os computadores localizados
remotamente numa filial façam a comunicação com os servidores que estejam em
uma matriz. A segurança dessa rede é feita por meio de um recurso chamado firewall,
que são computadores com softwares específicos para filtrar o acesso à rede.
O serviço de intranet de uma empresa deve ser sempre concebido e estar
alinhado a necessidade de cada empresa devido ao tipo de serviços a serem
implementados, sendo assim ela abrange por completo todas as áreas da empresa,
porém quando for uma comunicação com fornecedores ela poderá ser expandida,
criando assim uma extranet.
Empresas como escritório de contabilidade, condomínios, rede se
supermercados, farmácias e bancos usam a intranet pelo motivo de permitir a
integração de bancos de dados internos da organização. Por meio dela as empresas
podem melhorar a sua gestão administrativa e contábil, através do compartilhamento
de programas, RH, contábil, estoque, contabilidade e informações dos clientes. Então
é possível disponibilizar informações para os usuários internos e tramitar resumos dos
processos e contas de clientes.
2.2. Extranet
Define-se extranet como acesso externo autorizado na intranet de uma
organização, podemos tomar como exemplo quando a intranet de uma empresa passa
a se conectar com a intranet de uma outra empresa, ou seja, uma intranet acessando
a outra. Isso é determinado como extranet, isto é, quando duas ou mais intranets se
comunicam e trocam dados entre si, significa que uma determinada intranet está
acessando externamente de forma autorizada outra intranet. É importante ressaltar
que essa autorização se dá por uma outra intranet ou por outro funcionário da
empresa, além do que, tanto intranet ou extranet utilizam a mesma tecnologia da
internet, pois a solução de conectividade que permite o acesso externo entre uma rede
corporativa fazendo compartilhamento de dados com determinados fins, ou seja, a
comunicação entre cliente e fornecedor é denominada como extranet.
Assim, extranet significa uma rede de computadores utilizando a internet para
compartilhar parte de seu sistema de informação com segurança. A extranet faz um
acesso de dados externo, por exemplo, fazendo o controle de negócios específicos
ou mesmo projetos educacionais.
11
Sua função é, portanto, a troca de grandes volumes de dados, compartilhar
produtos e catálogos, treinamento com outras empresas e principalmente o
fornecimento de serviços por uma empresa para um outro grupo de empresas. Além
de compartilhar notícias de interesse comum exclusivamente com empresas parceiras
com segmento de atividades semelhantes. Importante lembrar que a extranet é uma
internet que pode ser acessada via Web, com algumas restrições de segurança com
relação aos dados corporativos, por clientes ou outros usuários que estejam
autorizados, isto é, muitas empresas possuem dentro do portal uma área em que
dados corporativos podem ser acessados por funcionários e usuários autorizados.
2.3. Usabilidade
A usabilidade de um portal ou software nada mais é do que implementação de
recursos focando sempre no usuário final. A usabilidade no acesso à informação de
um portal faz com que o usuário espere muito do portal, ou seja, uma má utilização
da usabilidade resultará em clientes e usuários insatisfeitos e perdas de negócios.
Determina-se o modo que facilita o uso da interface pelo usuário, de forma que
o mesmo não perca a interação de suas funcionalidade com o sistema, tornando-o
funcional e ao mesmo tempo utilizável, uma vez que a agilidade dos usuários fará com
que o haja mais eficiência ao utilizá-la, levando em consideração o acesso, a
aprendizagem e a facilidade para memorizar.
Podemos dizer que existem sete regras básicas que devem ser seguidas, elas
por sua vez, faz com que o usuário consiga explorar de forma rápida o sistema e assim
realizar suas tarefas ou atividades.
A primordial seria a clareza na arquitetura da informação, sendo extremamente
importante para que o usuário consiga interagir e ao mesmo tempo conseguir destituir
o que é o prioritário e o que é secundário no portal. Desta forma, é necessário possuir
uma estrutura de informação, pois em muitos casos o usuário terá dificuldades para
encontrar o que está sendo procurado, então é necessário fornecer um senso de como
a informação está estruturada e localizada no portal, o atalho “mapa do site” é um
ótimo exemplo nesta situação.
Facilidade de navegação: utilizando está regra o usuário muita das vezes
consegue desenvolver o acesso à informação desejada em poucos cliques.
12
Simplicidade: quando o usuário faz a navegação no portal o intuito dele é
encontrar de forma rápida é ágil o objetivo da sua busca. Portanto, deve ser evitado
qualquer tipo de exagero, sempre dando prioridade e tranquilidade para que o usuário
possa analisar a informação desejada.
A relevância do conteúdo: sempre deve ser preservado a qualidade e
relevância no conteúdo, ou seja, texto e mídia mais concisos e objetivos possível. A
maioria dos leitores on-line sempre imprimem textos ou leem no celular e eles
necessitam de informações bem curtas.
Manter a consistência: um portal deve ser gerenciado como um único projeto
de interface com o usuário, ou seja, o usuário não precisa se preocupar a respeito do
que irá acontecer.
Tempo suportável: a forma de carga das páginas sempre deve obedecer a um
prazo curto de no máximo até dez segundos, caso contrário isso pode fazer com que
o usuário perca o interesse no conteúdo a ser carregado.
Foco nos usuários: esta regra é bem clara, pois é representada pela expressão
“sair do caminho”, com a finalidade do usuário possa fazer o que quer de maneira
rápida em um curto espaço de prazo.
Seguindo estas etapas, é possível fazer com que o portal WEB seja cabível as
necessidades do usuário, lembrando que sempre é necessário realizar ciclos de
análise, concepção e testes, com o principal objetivo de avaliar a qualidade das
interações do mesmo, sempre levando em consideração os resultados da construção
de novas versões de interface.
13
3. NECESSIDADE DE NEGÓCIO
3.1. Definição da empresa
A SP Tecnologia SA, foi fundada em 2009 por um grupo de desenvolvedores,
os quais tinham um sonho de abrir uma empresa de sistemas de gestão empresarial.
Atualmente a empresa está situada na cidade São Paulo, onde possui sede própria.
Ela emprega atualmente cerca de 60 funcionários, todos contratados com regime CLT,
bonificação por desempenho, área para descanso, apresentações semestrais nas
quais é possível qualquer funcionário apresentar inovações que possam auxiliar a
empresa a inovar no mercado de trabalho. Esses e outros benefícios fazem com que
os funcionários sintam motivação em trabalhar e desenvolver novas funcionalidade à
empresa.
A empresa está buscando nova melhoria para o desenvolvimento de sua
empresa e, também, para sua expansão no mercado de trabalho.
Numa das apresentações semestrais desenvolvidas pelos funcionários, foi
proposto o desenvolvimento de um Portal WEB, no qual clientes e novos clientes
poderão entrar em contato com a empresa. Por meio do portal, poderão solicitar
orçamentos, implementação e manutenção do software disponibilizado pela empresa.
Este portal, influenciará positivamente o negócio e o desenvolvimento da SP
Tecnologia SA, pois será algo inovador para toda a empresa.
Atualmente o processo realizado para capitar potenciais clientes na
implementação e na manutenção de software é realizado por meio de representantes
comerciais através de e-mail ou telefone. Após um primeiro contato telefônico ou via
e-mail, o representante vai até a empresa, coleta todas as informações necessárias
tais como: localidade, ramo de negócio, faturamento anual, entre outras informações.
Após coletar estas informações, o representante volta à SP Tecnologia SA e as
repassa para o setor responsável por administrar essas informações. Tendo retorno
da equipe responsável, o orçamento volta para o representante, e o mesmo entra em
contato com o cliente. Além de gerar demora no atendimento, frustrando o cliente,
este acaba buscando outra empresa, onde encontra um atendimento mais rápido e
preciso para sua empresa.
Tendo isso em vista, propôs-se desenvolver um Portal WEB, o qual será
desenvolvido pela própria equipe de desenvolvimento da SP Tecnologia SA, onde
14
uma nova equipe será formada, podendo desta forma, desenvolver o Portal WEB
utilizando metodologias ágeis e também manter a qualidade de desenvolvimento e
manutenção de outros softwares desenvolvidos pela empresa.
O público-alvo a ser atingido pela empresa são as pequenas e médias
empresas, nas quais ainda não se faz uso de software de gerenciamento. Para obter
estas informações, foi realizada uma pesquisa de empresas desenvolvedoras
concorrentes. Nessa pesquisa foi possível observar que as empresas de
desenvolvimento possuem portal WEB, porém não funcionam adequadamente ou não
há retorno adequado para os potenciais clientes conforme deveria ser realizado.
O portal possui perspectiva de ser apresentado no mercado em até 1 ano e 06
meses após o início de seu desenvolvimento, pois será utilizada uma empresa piloto
para receber de maneira incremental, funcional e semanal atualizações sobre o portal.
Após a validação dos componentes do portal por meio deste cliente piloto, a empresa
disponibilizará para o mercado. Com isto, irá auxiliar novas empresas a entrarem em
contato direto com a SP Tecnologia SA, sem a necessidade de um representante
visitar a empresa. Para este novo processo, o cliente em potencial solicitará um
orçamento via portal para implementar o software em sua empresa, adicionando neste
portal a quantidade de funcionários no qual utilizarão o sistema, faturamento anual e
ramo de negócio, entre outras perguntas-chave realizadas para identificar o perfil e o
tamanho da empresa solicitante.
A SP Tecnologia SA, atualmente trabalha com desenvolvimento e manutenção
de software de gestão empresarial, também com inovações, tais como, inteligência
artificial e IoT (Internet of Things) ou Internet das Coisas. O foco da empresa está em
auxiliar pequenas e médias empresas a automatizarem seus processos e possibilitar
a implementação do software em qualquer empresa.
A empresa tem perspectiva de crescimento e exploração neste ramo de
inovação, tendo em vista que no prazo de 10 anos será possível implementar software
gerenciais para grandes empresas e empresas multinacionais.
3.2. Canais de relacionamento
Atualmente os canais de relacionamento entre os clientes e a SP Tecnologia
SA é realizada através de representantes que entram em contato com os clientes por
meio de contato telefônico, e-mail ou visita presencial. Isto afeta negativamente a
15
empresa, pois há demora no retorno da SP Tecnologia SA para com o cliente. Após a
implementação do Portal WEB, o canal de relacionamento será realizado através do
portal, possibilitando assim o cliente acompanhar orçamentos, correção de bugs e
status da implementação do software. Com isto, o Portal WEB afetará positivamente
a empresa, pois o cliente obterá rapidamente status de qualquer solicitação
encaminhada para a empresa.
3.3. Atividades chave e produto oferecido
Foi observado a longo prazo durante as implementações de software nas
empresas, que há a necessidade dos usuários poderem utilizar um canal de
comunicação entre a empresa desenvolvedora e o cliente. Algo que possibilite
acompanhar orçamentos solicitados, status da confecção do software,
acompanhamento de correção de bugs apontados pelos clientes, entre outras
funcionalidades.
Para saber com exatidão qual a expectativa que os usuários possuem na
utilização do portal, foi realizada em paralelo com os representantes comerciais, uma
pesquisa com cada cliente, os quais haviam solicitado o software da empresa SP
Tecnologia SA.
Foi feito um levantamento com perguntas sobre o perfil dos clientes, bem como
quantidade de funcionários, idade, ramo de atividade, faturamento mensal,
possibilidade da utilização do portal, assim como o motivo dessa utilização. Para essa
pesquisa foram definidos alguns padrões para obter o perfil das empresas, assim
como a organização dessas informações em gráficos com os dados sumarizados.
 Quantidade de funcionários:
a) De 0 a 50;
b) De 51 a 100;
c) De 101 a 500;
d) De 501 a 1000.
16
 Idade:
a) De 0 a 18;
b) De 19 a 30;
c) De 31 a 50;
d) De 50 ou mais.
 Ramo de atividade da empresa entrevistada:
a) Restaurante;
b) Supermercado;
c) Armarinho;
d) Loja de ferragens.
 Faturamento anual da empresa (R$):
a) De 0 a 100.000;
b) De 100.001 a 500.000;
c) De 500.001 a 1.000.000;
d) De 1.000.001 ou mais.
 Utilizaria o portal?
a) Sim;
b) Não;
c) Talvez;
d) Não soube informar.
 Por qual motivo?
a) Facilidade de acesso;
b) Acompanhamento de solicitações do software;
c) Agilidade no retorno de solicitações;
d) Não soube informar.
17
Figura 1 – Gráfico quantidade de funcionários.
Fonte: Os Autores (2019).
Figura 2 – Gráfico quantidade por idade.
Fonte: Os Autores (2019).
18
Figura 3 – Gráfico quantidade por ramo de atividade.
Fonte: Os Autores (2019).
Figura 4 – Gráfico quantidade por faturamento.
Fonte: Os Autores (2019).
19
Figura 5 – Gráfico quantidade por empresas que utilizariam o portal.
Fonte: Os Autores (2019).
Figura 6 – Gráfico por qual motivo utilizariam.
Fonte: Os Autores (2019).
É possível observar nesse levantamento que 76% das empresas entrevistadas
utilizariam o portal, sendo os principais motivos para isso a agilidade, a facilidade no
acesso e o acompanhamento de solicitações.
20
4. MISSÃO, VISÃO E VALORES
 Missão
A SP Tecnologia SA foi criada com o propósito de oferecer soluções em TI
integradas às necessidades de negócios empresariais e corporativos. Sua missão é
oferecer serviço de implementação e manutenção de software, adaptado às novas
realidades do mercado atual, criando soluções gerenciais completas, eficazes e
acessíveis, com tecnologias práticas e inovadoras.
 Visão
Ser referência em inovação, melhoria de processos, redução de custos,
concepção e implementação de soluções e aplicações em TI em território nacional.
Além de avivar a importância e a praticidade da utilização de aplicações e soluções
inovadoras para o ambiente empresarial e corporativo.
 Valores
A transparência das relações entre clientes e colaboradores estão norteadas
na ética, profissionalismo, qualidade, compromisso, integridade, sustentabilidade
econômica, social e ambiental, valorizando a equidade e buscando tratar de forma
justa todas as partes interessadas na gestão de negócio.
21
5. RECURSOS HUMANOS PARA O PORTAL
Visando manter uma qualidade dos serviços e facilidade na utilização dos
recursos que serão disponibilizados no Portal WEB, a SP Tecnologia SA criará uma
equipe especializada para desenvolvimento, manutenção e suporte ao cliente.
Selecionando do seu quadro de funcionários os profissionais com habilidades que
possam assumir os cargos para compor a equipe responsável pelo Portal WEB
mostrado na tabela abaixo.
Tabela 1 – Cargos, funções e salários.
Cargos Funções Salários
01 Gerente do Projeto Responsável pela equipe e
também a parte financeira
do projeto.
8.000,00
04 Atendentes de
Service Desk
Responsáveis pelo
atendimento ao cliente,
oferecendo suporte aos
problemas relacionados ao
programa de gestão
adquirido pelo cliente
(empresa).
2.000,00
cada
01 Especialista de Banco
de Dados
Técnico responsável pela
manutenção e segurança
do banco de dados
5.000,00
01 Web Design Responsável por toda parte
gráfica e visual do portal
4.000,00
01 Desenvolvedor do
sistema para o portal
Responsável pelo
desenvolvimento do
sistema que irá rodar no
portal.
5.000,00
Fonte: Os Autores (2019).
22
O gerente do projeto é uma peça chave para o sucesso do desenvolvimento,
ele deve possuir um perfil de liderança, trabalhar em equipe, facilidade na
comunicação com a equipe, clientes e fornecedores.
Figura 7 – Organograma dos recursos humanos.
Fonte: Os Autores (2019).
Gerente de
projeto
Service Desk
Atendente 1
Atendente 2
Atendente 3
Atendente 4
Banco de Dados
Especialista
Web Design
Web Designer
Desnvolvimento
de Sistema
Programador
23
6. RECURSOS FÍSICOS PARA O PORTAL
 Infraestrutura de TI
Na busca por novos clientes e fidelização dos existentes, atualmente a SP
Tecnologia SA possuindo sede própria, após decisão da sua diretoria, optou em
utilizar um Data Center na modalidade de serviço co-location, que consiste em alugar
toda infraestrutura necessária para suas operações e instalação de seus servidores.
Pensando em uma economia nos custos com infraestrutura e consequentemente na
equipe responsável pela manutenção e segurança que envolve um Data Center,
dessa forma buscando uma experiência aprimorada e de baixos custos.
Nesse contexto, fica claro que a empresa DataCenternews contratada para o
serviço dispõe de todos requisitos necessários, para que o portal funcione com
segurança e disponibilidade. Dispondo de suporte 24 horas por dia, 7 dias da semana
contando com uma equipe preparada de engenheiros e técnicos. Oferecendo
Redundância, um dos benefícios que atraiu a contratação do serviço, sendo possível
contar com várias camadas de segurança física e lógica, sem a preocupação com
períodos de interrupções. Outro ponto crucial Escalabilidade, a melhor maneira de
compreender esse processo se dá pela necessidade de demanda nos serviços
conectados que são cada vez maiores e podem mudar constantemente. Com isso, é
possível solicitar maior largura de banda para atender às novas necessidades e pagar
apenas pelo que foi utilizado.
 Ambiente para desenvolvimento
Para o desenvolvimento do projeto Portal WEB será utilizado uma área na
empresa SP Tecnologia SA, nesse espaço será divido por funções para um melhor
aproveitamento físico e melhor gerenciamento da equipe conforme a tabela abaixo.
24
Tabela 2 – Espaço físico, equipamentos.
Espaço Físico Equipamentos
Sala de Gerência Gerente do Projeto Mesa, cadeira,
notebook, telefone,
armário, impressora.
Sala de Suporte Atendente de
Suporte Técnico
Mesas, cadeiras,
desktops, telefones,
armário e
impressora
Sala de
Desenvolvedores
Especialista de
Banco de Dados,
Web Design e
Desenvolvedor do
sistema portal.
Mesas, cadeiras,
desktops, telefones,
armário e
impressora
Sala de Reuniões Mesas e cadeiras.
Fonte: Os Autores (2019).
 Equipamentos utilizados no portal
Os equipamentos necessários para criação e desenvolvimento do Portal WEB,
contam com desktops ou notebooks para o gerente de projeto, atendentes,
especialista de banco de dados, web design e desenvolvedor do sistema de gestão
do portal. Computador para servidor (com configuração mais completa e com maior
capacidade possível) para banco de dados e software do gerenciamento do portal que
será configurado pela SP Tecnologia AS. Após essa etapa, irá para o Data Center
alugado. Aparelhos telefônicos para o pessoal do suporte técnico. Móveis imobilizados
como mesas, cadeiras e armários.
25
7. INTEGRAÇÃO DO PORTAL
Foi realizado um diagrama de contexto para o Portal WEB da SP Tecnologia
SA. Esse diagrama define-se pela comunicação interna e externa no que tange a
infraestrutura tecnológica da empresa e seus relacionamentos.
Figura 8 – Diagrama de contexto.
Fonte: Os Autores (2019).
 Clientes
Cadastro – Fluxo de dados necessário para que o cliente inicie o seu
relacionamento com a SP Tecnologia SA, realizando seu cadastro e imputando todos
os seus dados relevantes para futuros acordos comerciais.
Compra – Fluxo de dados voltado a aquisição de um produto da SP Tecnologia
SA que, quando adquirida e registrada a compra, desencadeará alguns processos
burocráticos internos.
Solicitação de Manutenção – Requisição de serviço e acompanhamento
técnico, além de suporte aos softwares da SP Tecnologia SA.
26
 Field Services
Solicitação de Serviço – Quando recebida uma solicitação de visita técnica a
um dos clientes da SP Tecnologia SA.
Manutenção Atendida – Quando um técnico da SP Tecnologia SA concluiu um
serviço em um de seus clientes.
Visita Realizada – Quando um vendedor da SP Tecnologia SA concluiu uma
visita comercial a um cliente em potencial.
 Banco de Dados
Atualização em BD – Toda e qualquer informação solicitada ou cadastrada no
Portal WEB da SP Tecnologia SA seguirá como uma consulta e/ou atualização de
dados na base.
Resposta de Consulta – Toda e qualquer informação solicitada no Portal WEB
da SP Tecnologia SA será devolvida pelo Banco de dados a Aplicação na camada
WEB.
 CRM
Informações e Clientes – Todas as informações referentes a clientes seguirão
para a base do sistema de CRM, para análises de inteligência de mercado e como
insumo à comunicação com os clientes.
 ERP
Confirmação de Pagamento – Quando efetuado o pagamento do produto ou
serviço contratado pelo cliente, o ERP recebe a informação e a contabiliza.
Liberação de Venda e Serviço – Quando confirmado o pagamento, a venda do
produto ou serviço é liberada no Portal WEB da SP Tecnologia SA.
27
8. CRONOGRAMA DO PROJETO
O cronograma do projeto tem previsão de 18 meses para entrega. O início do
projeto está definido como dia 01 de julho de 2019 e término para o dia 30 de abril de
2021. Estarão envolvidos na elaboração do projeto o gerente de projetos,
desenvolvedor, testador, documentador, especialista banco de dados, equipe de
atendimento e outras áreas internas da SP Tecnologia SA, como setor de Compras e
Marketing. A diretoria estará envolvida nas estratégias de marketing e regras de
negócio. No Apêndice estão listadas as atividades mais detalhadas com seus
respectivos prazos e predecessoras.
28
9. SOFTWARES E HARDWARES NECESSÁRIOS
Para suportar o software desenvolvido (Portal), foi planejada a seguinte
topologia dentro da infraestrutura dividida nas seguintes camadas:
 Camada WEB
Com a função de realizar a apresentação da página WEB, será utilizado o
Servidor WEB (Apache).
Recomendações do fabricante seguida para correto funcionamento:
Para garantir segurança nas transações HTTP, o servidor dispõe de um módulo
chamado mod_ssl, o qual adiciona a capacidade do servidor atender requisições
utilizando o protocolo HTTPS. Este protocolo utiliza uma camada SSL para
criptografar todos os dados transferidos entre o cliente e o servidor, provendo maior
grau de segurança, confidencialidade e confiabilidade dos dados. A camada SSL é
compatível com certificados X.509, que são os certificados digitais fornecidos e
assinados por grandes entidades certificadoras no mundo.
O servidor é configurado por um arquivo mestre nomeado httpd.conf e
opcionalmente pode haver configurações para cada diretório utilizando arquivos com
o nome .htaccess, onde é possível utilizar autenticação de usuário pelo próprio
protocolo HTTP utilizando uma combinação de arquivo .htaccess com um
arquivo .htpasswd, que guardará os usuários e senhas (criptografadas).
 Camada de Aplicação
Para garantir a performance e funcionamento, será utilizado o software de
aplicação .Net Framework 4.
O pacote do instalador do Microsoft .NET Framework 4 na Web baixa e instala
arquivos de componentes do .NET Framework necessários para a execução na
arquitetura da máquina e no SO de destino. É necessária uma conexão com a Internet
durante a instalação. O .NET Framework 4 é necessário para executar e desenvolver
aplicativos que usam o .NET Framework 4 como destino.
Tendo como requisitos do Sistema Operacional compatível:
Windows XP SP3.
Windows Server 2003 SP2.
Windows Vista SP1 ou posterior.
29
Windows Server 2008 (sem suporte na função Server Core).
Windows 7.
Windows Server 2008 R2 (sem suporte na função Server Core).
Windows 7 SP1.
Windows Server 2008 R2 SP1.
Arquiteturas com suporte:
x86.
x64.
ia64 (não há suporte para alguns recursos em ia64, por exemplo, o WPF).
Requisitos de hardware:
Configuração mínima recomendada: Pentium 1 GHz ou superior com 512 MB
de RAM ou mais.
Requisitos de espaço em disco:
x86 - 850 MB.
x64 - 2 GB.
Pré-requisitos:
Windows Installer 3.1 ou posterior.
Internet Explorer 5.01 ou posterior.
 Camada de Banco de Dados
Com a função de armazenar os dados e com possibilidade de consulta,
inserção e alteração de dados pela aplicação, será utilizado BD Oracle 19c.
Recomendação padrão da Oracle, é necessário usar o pacote de pré-
instalação.
Para determinar o tamanho da memória física RAM:
# grep MemTotal /proc/meminfo
Para determinar o tamanho do swap configurado:
# grep SwapTotal /proc/meminfo
Para determinar a quantidade de espaço disponível no diretório / tmp:
# df -h /tmp
Para determinar a quantidade de espaço livre em disco no sistema:
# df -h
Para determinar a quantidade de memória RAM livre e espaço swap no
sistema:
30
# free -mt
Para determinar se a arquitetura do sistema pode executar o software:
# uname –m
Verificar se a arquitetura do processador corresponde à versão do software
x86-64 bits:
x86_64
 Sistema Operacional
Para gerencial os processos da aplicação, o portal estará em um servidor Linux
Ubuntu 18.04.
Requisitos mínimos da máquina:
Processador dual core de 2 GHz ou superior.
2 GB de memória RAM.
25 GB de espaço livre no disco rígido
Uma unidade de DVD ou uma porta USB que o Ubuntu 18.04 LTS possa ser
instalado.
 Antivírus
Segurança e prevenção de vírus será realizada pelo sistema Norton 360.
Requisitos de sistema para o Norton 360.
Sistemas operacionais:
Windows XP Home/XP Professional/XP Media Center Edition (apenas de 32
bits) com Service Pack 2 ou superior.
Windows Vista Starter/Home Basic/Home Premium/Business/Ultimate.
É necessário atender aos requisitos mínimos do sistema operacional Windows
Vista.
Windows 7 Starter/Basic/Premium/Professional/Ultimate.
É necessário atender aos requisitos mínimos do sistema operacional Windows
7.
Hardware:
Processador de 300 MHz ou superior.
256 MB de RAM (recomendado 512 MB).
300 MB de espaço disponível no disco rígido.
Necessário para todas as instalações:
31
Unidade de DVD ou CD-ROM.
Conexão de banda larga ou de alta velocidade com a Internet (para backup on-
line).
Navegadores da Internet.
Microsoft Internet Explorer 6.0 (somente de 32 bits) e posterior.
Mozilla Firefox 3.0 e posterior.
Programas de e-mail.
A verificação de e-mail suporta qualquer programa de e-mail POP3 e SMTP
como os seguintes:
Microsoft Outlook 2002 e posterior.
Outlook Express 6.0 e posterior (no Windows XP).
Windows Mail no Windows Vista (só spam filtering).
Clientes de mensagens instantâneas.
Os seguintes programas de mensagens instantâneas são suportados pela
verificação de vírus:
Yahoo Messenger 5.0 até 6.1, e 9.0 ou posterior.
MSN® Messenger 6.0 ou posterior.
AOL Instant Messenger 4.7 até 5.
32
10. REQUISITOS DE SUSTENTABILIDADE
Como mencionado, a empresa trabalhará no modo de co-location, sendo de
responsabilidade da empresa que está adquirindo esse tipo de serviço a compra dos
equipamentos e alocar um espaço físico de um datacenter.
 Infraestrutura de TI
Visando ter um ambiente altamente disponível e trabalhar com equipamentos
de última geração, a empresa irá adquirir dois servidores com a tecnologia de
hiperconvergência, onde tem-se num único equipamento alta performance, alto
espaço de armazenamento e alta disponibilidade.
Como estrutura de backup, um terceiro servidor contendo a réplica do
ambiente, assim como um backup de todo ambiente, visando retenções de até 30
dias.
Como proteção de acesso à rede, será adquirido um firewall, modelo NGFW
(Next Generation Firewall – Firewall de Próxima Geração), este tendo como
característica proteção e verificação da camada Nível 7 no protocolo OSI.
Para interconectar todo o ambiente será utilizado um switch core com
comunicação Ethernet 10 GB.
Todos esses equipamentos alocados em um datacenter Tier3, com a garantia
de conectividade e disponibilidade de rede elétrica para manter todo a estrutura
funcionando. Ao adquirir os modelos de equipamento mencionados, a empresa está
visando um crescimento para, no mínimo, 5 anos. Ainda garantindo toda a segurança
de equipamentos altamente disponíveis e em caso de falhas, há um terceiro servidor
com a réplica e backup do ambiente.
Toda a infraestrutura será virtualizada conforme as boas práticas do fabricante
dos equipamentos com os respectivos softwares. Ferramentas de backup e replicação
de mercado com suporte ativo.
Os servidores de virtualização estarão divididos em quatro, sendo dois de
produção e dois de homologação. Desses dois servidores um será a base de dados e
um será a aplicação web. Na figura 9 está um diagrama do ambiente final.
33
Figura 9 – Diagrama infraestrutura.
iLO
UID
Drive Box ID:
Box 2Box 1
Box 3
ProLiant
DL380
Gen10
10GBE Firewall
Switch
Servidores
Hiperconvergencia
Backup
Replicação
Fonte: Os Autores (2019).
34
11. RISCOS DO PROJETO
Abaixo seguem os riscos do projeto e suas ações. Os riscos foram estimados
através da relação de probabilidade x impacto, na tabela 3, abaixo.
Tabela 3 – Riscos do projeto.
Probabilidade
Impacto
Baixo (1) Médio (2) Alto (3)
Alto (3) 3 6 9
Médio (2) 2 4 6
Baixo (1) 1 2 3
ID Descrição Prob. Imp. Aval. Trat.
01
Solução técnica adotada pode não ser
viável
1 2 2 M
Ação Realizar estudo de viabilidade.
ID Descrição Prob. Imp. Aval. Trat.
02 Falta de plano de comunicação 2 2 4 M
Ação Elaborar Plano de Comunicação e mantê-lo atualizado.
ID Descrição Prob. Imp. Aval. Trat.
03 Envolvidos não estão cientes dos desafios 1 2 2 M
Ação Realizar reuniões de conscientização e engajamento com os envolvidos.
ID Descrição Prob. Imp. Aval. Trat.
04 Responsabilidades não alinhadas 2 3 6 M
Ação Elaborar matriz de responsabilidades para as atividades e definir as alçadas
de cada envolvido no projeto.
ID Descrição Prob. Imp. Aval. Trat.
05 Cancelamento/Suspensão dor projeto 2 3 6 M
35
Ação Estudo de viabilidade e relatórios de controle financeiro constantemente
atualizados. Controle do orçamento.
ID Descrição Prob. Imp. Aval. Trat.
06 Redução ou corte no orçamento 2 3 6 M
Ação Levantamento e controle dos custos de projeto.
Estimar 20% para cobertura de emergências.
ID Descrição Prob. Imp. Aval. Trat.
07 Mudança de escopo 2 3 6 M
Ação Definir e alinhar escopo com todos os envolvidos no projeto.
ID Descrição Prob. Imp. Aval. Trat.
08 Tempo de projeto muito longo 3 3 9 M
Ação Estimar prazo onde atividades possam ser antecipadas sem impacto
financeiro e sobrecargas de trabalho.
Adicionar um segundo desenvolvedor.
ID Descrição Prob. Imp. Aval. Trat.
09 Atraso em atividades importantes 2 3 6 M
Ação Estabelecer controles que possam ser previstos tais atrasos. Contingenciar
atividades importantes em recursos.
ID Descrição Prob. Imp. Aval. Trat.
10
Atraso na disponibilização de recursos e
ferramentas para as equipes
2 3 6 T
Ação Antecipar a aquisição de recursos fundamentais ao projeto.
Acionar parceiro com a disponibilidade dos recursos necessários.
ID Descrição Prob. Imp. Aval. Trat.
11
Erros de desenvolvimento detectados na
fase de implantação
2 3 6 M
36
Ação Estabelecer um plano de testes e equipe devidamente treinada para a
condução de testes no produto.
ID Descrição Prob. Imp. Aval. Trat.
12
Férias para integrantes importantes da
equipe
3 3 9 M
Ação Contingenciar desenvolvedor, documentador, especialista banco de dados
e testador.
ID Descrição Prob. Imp. Aval. Trat.
13
Saída de integrantes importantes da
equipe
1 3 3 M
Ação Contingenciar desenvolvedor, documentador, especialista banco de dados
e testador.
Realizar pesquisa de clima organizacional com equipe.
Fonte: Os Autores (2019).
Legenda:
Prob. – Probabilidade do risco
Imp. – Impacto do risco
Aval. – Avalição da relação probabilidade x impacto
Trat. – Tratamento estratégico dado ao risco
M – Mitigar risco
A – Aceitar risco
T – Transferir risco
37
12. CONSIDERAÇÕES FINAIS
O presente projeto permite o desenvolvimento e implantação de um portal WEB
de relacionamentos onde estão inseridos clientes, fornecedores, usuários internos e
externos a companhia.
Esta solução denominada “Portal WEB” proporciona à empresa SP Tecnologia
SA a melhoria de seu relacionamento, assim como o controle de dados que permeiam
suas demandas de atividades.
A equipe de desenvolvimento buscou aplicar as melhores técnicas e práticas,
para realizar uma implantação com sucesso, buscando utilizar a melhor infraestrutura
disponível.
Sendo essa uma Versão 1.0, existem oportunidades de melhoria no produto no
que tange a performance e a usabilidade, conforme o aumento dos dados trafegados
e as conexões realizadas.
38
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
AKABANE, G. K. Gestão estratégica da tecnologia da informação: conceitos,
metodologias, planejamento e avaliações. São Paulo. Atlas. 2012.
BOENTE, A. Gerenciamento e controle de projetos. Rio de Janeiro: Axcel, 2003.
BORGERTH, V. M. da C. Sox: entendendo a Lei Sarbanex - Oxley: um caminho para
a informação transparente. São Paulo: Cengage Learning, 2011.
COMSTOR, W. Colocation e Data Center: o que é e quais as vantagens. Canal
Westcon. Disponível em: <https://blogbrasil.westcon.com/colocation-data-center-o-
que-e-e-quais-as-vantagens>. Acesso em: 19 mar. 2019.
FERREIRA, L. Como montar uma empresa de criação de website. SEBRAE, 2011.
Disponível em: <http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/ideias/como-montar-
uma-empresa-de-criacao-de-
website,75987a51b9105410VgnVCM1000003b74010aRCRD>. Acesso em: 20 mar.
2019.
GULLIVER, A. Como instalar e configurar Oracle Database 12c. iMasters, 2013.
Disponível em: <https://imasters.com.br/data/como-instalar-e-configurar-oracle-
database-12c>. Acesso em: 17 mai. 2019.
LAHTI, C.; PETERSON, R. Sarbanes-Oxley conformidade TI usando CobiT e
ferramentas open source. Rio de Janeiro: Alta Books, 2006.
MARCHETTI, A. M. Beyond Sarbanes-Oxley compliance: effective enterprise risk
management. New Jersey: John Wiley & Sons, 2005.
MICROSOFT .NET Framework 4. Microsoft, 2011. Disponível em:
<https://www.microsoft.com/pt-br/download/details.aspx?id=17851>. Acesso em: 18
mai. 2019.
MIRANDA, H. Diagrama de Contexto na coleta de requisitos. Projetos e TI, 2017.
Disponível em: <https://projetoseti.com.br/diagrama-de-contexto-na-coleta-de-
requisitos/>. Acesso em: 15 mar. 2019.
39
NEGROMONTE, E. Requisitos de sistema do Ubuntu 18.04 LTS. SempreUPdate,
2018. Disponível em: <https://sempreupdate.com.br/requisitos-de-sistema-para-do-
ubuntu-18-04-lts/>. Acesso em: 18 mai. 2019.
NIELSEN, J.; LORANGER, H. Usabilidade na WEB: projetando websites com
qualidade. Rio de Janeiro: Campus, 2006.
OFICINA, R. Servidor apache. Oficina da NET, 2010. Disponível em:
<https://www.oficinadanet.com.br/artigo/405/servidor_apache>. Acesso em: 17 mai.
2019.
PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE. PMBOK: guia do conjunto de conhecimentos
(Guia PMBOK). São Paulo: Saraiva, 2014.
REQUISITOS de sistema para o Norton 360 Versão 5.0. Norton, 2011. Disponível
em:
<https://support.norton.com/sp/pt/br/home/current/solutions/v52738208_EndUserProf
ile_pt_br>. Acesso em: 18 mai. 2019.
SIVIY, J. M.; PENN, M. L.; STODDARD, R. W. CMMI and six sigma: partners in
process improvement. Upper Saddle River, NJ:Addison-Wesley, 2008.
TURBAN, E.; VOLONINO, L. N. Tecnologia da Informação para Gestão: em busca
do melhor desempenho estratégico e operacional. Porto Alegre: Bookman, 2013.
WEILL, P.; ROSS, J. W. Governança de TI. Tecnologia da informação. São Paulo:
M. Books, 2006.
YIN, R. K. Estudo de Caso: Planejamento e Métodos. 5ª ed. Porto Alegre: Bookman,
2014.
40
APÊNDICES
APÊNDICE A – Cronograma Completo
Tabela 4 – Cronograma detalhado do projeto.
ID Nome da tarefa Duração Início Término Predecessoras
1 Portal WEB SPTEC 480 dias Seg 01/07/19 Sex 30/04/21
2 Aceite de projeto 2 dias Seg 01/07/19 Ter 02/07/19
3 Reunião para aceite de projeto 1 dia Seg 01/07/19 Seg 01/07/19
4 Apresentar Termo de Abertura 1 dia Ter 02/07/19 Ter 02/07/19 3
5 Mapear processos 65 dias Qua 03/07/19 Ter 01/10/19
6 Lead 11 dias Qua 03/07/19 Qua 17/07/19
7 Definir participantes 1 dia Qua 03/07/19 Qua 03/07/19 4
8 Conduzir entrevistas 3 dias Qui 04/07/19 Seg 08/07/19 7
9 Reunir evidências 3 dias Ter 09/07/19 Qui 11/07/19 8
10 Analisar informações coletadas 3 dias Sex 12/07/19 Ter 16/07/19 9
11 Apresentar reporte final 1 dia Qua 17/07/19 Qua 17/07/19 10
12 Cadastro 11 dias Qui 18/07/19 Qui 01/08/19
13 Definir participantes 1 dia Qui 18/07/19 Qui 18/07/19 11
14 Conduzir entrevistas 3 dias Sex 19/07/19 Ter 23/07/19 13
15 Reunir evidências 3 dias Qua 24/07/19 Sex 26/07/19 14
16 Analisar informações coletadas 3 dias Seg 29/07/19 Qua 31/07/19 15
17 Apresentar reporte final 1 dia Qui 01/08/19 Qui 01/08/19 16
18 Compras 11 dias Sex 02/08/19 Sex 16/08/19
19 Definir participantes 1 dia Sex 02/08/19 Sex 02/08/19 17
20 Conduzir entrevistas 3 dias Seg 05/08/19 Qua 07/08/19 19
21 Reunir evidências 3 dias Qui 08/08/19 Seg 12/08/19 20
41
22 Analisar informações coletadas 3 dias Ter 13/08/19 Qui 15/08/19 21
23 Apresentar reporte final 1 dia Sex 16/08/19 Sex 16/08/19 22
24 Orçamento 11 dias Seg 19/08/19 Seg 02/09/19
25 Definir participantes 1 dia Seg 19/08/19 Seg 19/08/19 23
26 Conduzir entrevistas 3 dias Ter 20/08/19 Qui 22/08/19 25
27 Reunir evidências 3 dias Sex 23/08/19 Ter 27/08/19 26
28 Analisar informações coletadas 3 dias Qua 28/08/19 Sex 30/08/19 27
29 Apresentar reporte final 1 dia Seg 02/09/19 Seg 02/09/19 28
30 Suporte e Atendimento 11 dias Ter 03/09/19 Ter 17/09/19
31 Definir participantes 1 dia Ter 03/09/19 Ter 03/09/19 29
32 Conduzir entrevistas 3 dias Qua 04/09/19 Sex 06/09/19 31
33 Reunir evidências 3 dias Seg 09/09/19 Qua 11/09/19 32
34 Analisar informações coletadas 3 dias Qui 12/09/19 Seg 16/09/19 33
35 Apresentar reporte final 1 dia Ter 17/09/19 Ter 17/09/19 34
36 Elaborar documento final dos processos
mapeados
10 dias Qua 18/09/19 Ter 01/10/19 35;11;17;23;29
37 Levantar requisitos 19 dias Qua 02/10/19 Seg 28/10/19
38 Levantar requisitos funcionais 5 dias Qua 02/10/19 Ter 08/10/19 36
39 Levantar requisitos não-funcionais 5 dias Qua 02/10/19 Ter 08/10/19 36
40 Documentar requisitos 10 dias Qua 09/10/19 Ter 22/10/19 39
41 Reunir com equipe 1 dia Qua 23/10/19 Qua 23/10/19 40
42 Gerar relatório final 3 dias Qui 24/10/19 Seg 28/10/19 41
43 Criar layout 23 dias Ter 29/10/19 Qui 28/11/19
44 Definir jornada do cliente 3 dias Ter 29/10/19 Qui 31/10/19 42
45 Desenhar interfaces de usuário 10 dias Sex 01/11/19 Qui 14/11/19 44
46 Definir layout dos relatórios 5 dias Sex 15/11/19 Qui 21/11/19 45
47 Definir regras de negócio 5 dias Sex 22/11/19 Qui 28/11/19 46
48 Desenvolvimento 233 dias Sex 29/11/19 Ter 20/10/20
42
49 Desenvolver Módulos 150 dias Sex 29/11/19 Qui 25/06/20
50 Lead 30 dias Sex 29/11/19 Qui 09/01/20 47;42
51 Cadastro 30 dias Sex 10/01/20 Qui 20/02/20 50
52 Orçamento 30 dias Sex 21/02/20 Qui 02/04/20 51
53 Compras 30 dias Sex 03/04/20 Qui 14/05/20 52
54 Suporte e Atendimento 30 dias Sex 15/05/20 Qui 25/06/20 53
55 APIs 40 dias Sex 26/06/20 Qui 20/08/20
56 Desenvolver API de integração com ERP 20 dias Sex 26/06/20 Qui 23/07/20 54
57 Desenvolver API de integração com CRM 20 dias Sex 24/07/20 Qui 20/08/20 56
58 Testes 202 dias Sex 29/11/19 Seg 07/09/20
59 Desenvolver plano de testes 15 dias Sex 29/11/19 Qui 19/12/19 47
60 Aplicar Testes 162 dias Sex 10/01/20 Seg 24/08/20
61 Testar Módulos 130 dias Sex 10/01/20 Qui 09/07/20
62 Lead 10 dias Sex 10/01/20 Qui 23/01/20 50;59
63 Cadastro 10 dias Sex 21/02/20 Qui 05/03/20 51
64 Orçamento 10 dias Sex 03/04/20 Qui 16/04/20 52
65 Compras 10 dias Sex 15/05/20 Qui 28/05/20 53
66 Suporte e Atendimento 10 dias Sex 26/06/20 Qui 09/07/20 54
67 Testar APIs 22 dias Sex 24/07/20 Seg 24/08/20
68 Testar integração com ERP 2 dias Sex 24/07/20 Seg 27/07/20 56
69 Testar integração com CRM 2 dias Sex 21/08/20 Seg 24/08/20 57
70 Elaborar relatório de erros 10 dias Ter 25/08/20 Seg 07/09/20 69
71 Aplicar correções de testes 30 dias Ter 08/09/20 Seg 19/10/20 70
72 Portal WEB SPTEC Liberado 1 dia Ter 20/10/20 Ter 20/10/20 71
73 Infraestrutura 73 dias Ter 29/10/19 Qui 06/02/20
74 Definir Requisitos Servidor de SGBD 2 dias Ter 29/10/19 Qua 30/10/19 42
75 Definir Requisitos Servidor de Aplicação 2 dias Ter 29/10/19 Qua 30/10/19 42
76 Compras 71 dias Qui 31/10/19 Qui 06/02/20
43
77 Aquisição de Hardware 71 dias Qui 31/10/19 Qui 06/02/20
78 Cotar Servidor de Aplicação 3 dias Qui 31/10/19 Seg 04/11/19 75
79 Cotar Servidor de SGBD 3 dias Qui 31/10/19 Seg 04/11/19 74
80 Elaborar proposta de aquisição 3 dias Ter 05/11/19 Qui 07/11/19 78;79
81 Solicitar aprovação para compra 1 dia Sex 08/11/19 Sex 08/11/19 80
82 Emitir ordem de compra 1 dia Qui 14/11/19 Qui 14/11/19 81TI+3 dias
83 Receber equipamentos 60 dias Sex 15/11/19 Qui 06/02/20 82
84 Aquisição de Software 71 dias Qui 31/10/19 Qui 06/02/20
85 Cotar Sistema de Banco de Dados e
Licenças
3 dias Qui 31/10/19 Seg 04/11/19 74
86 Cotar Licença para Sistema Operacional 3 dias Qui 31/10/19 Seg 04/11/19 74
87 Elaborar proposta de aquisição 3 dias Ter 05/11/19 Qui 07/11/19 86
88 Solicitar aprovação para compra 1 dia Sex 08/11/19 Sex 08/11/19 87
89 Emitir ordem de compra 1 dia Qui 14/11/19 Qui 14/11/19 88TI+3 dias
90 Receber Softwares e Licenças 60 dias Sex 15/11/19 Qui 06/02/20 89
91 Implantar Portal WEB SPTEC 222 dias Sex 07/02/20 Seg 14/12/20
92 Instalar estrutura física e lógica 186 dias Sex 07/02/20 Sex 23/10/20
93 Instalar Servidores 1 dia Sex 07/02/20 Sex 07/02/20
94 Instalar fisicamente Servidor de Aplicação 1 dia Sex 07/02/20 Sex 07/02/20 83
95 Instalar fisicamente Servidor de Banco de
Dados
1 dia Sex 07/02/20 Sex 07/02/20 83
96 Preparar Servidor de Aplicação 3 dias Seg 10/02/20 Qua 12/02/20 94
97 Preparar Servidor de SGBD 3 dias Seg 10/02/20 Qua 12/02/20 95
98 Instalar Aplicação Portal WEB SPTEC 3 dias Qua 21/10/20 Sex 23/10/20 96;72
99 Instalar Banco de Dados 3 dias Qua 21/10/20 Sex 23/10/20 97;72
100 Configurar Banco de Dados 4 dias Seg 26/10/20 Qui 29/10/20 99
101 Configurar Aplicação Portal WEB SPTEC 4 dias Seg 26/10/20 Qui 29/10/20 98
102 Integração 3 dias Sex 30/10/20 Ter 03/11/20
44
103 Parametrizar integração com ERP 3 dias Sex 30/10/20 Ter 03/11/20 101
104 Parametrizar integração com CRM 3 dias Sex 30/10/20 Ter 03/11/20 101
105 Testar Acesso ao Portal WEB SPTEC 4 dias Qua 04/11/20 Seg 09/11/20 104;103
106 Validar Módulos 25 dias Ter 10/11/20 Seg 14/12/20
107 Validar Prospecção ou Lead 5 dias Ter 10/11/20 Seg 16/11/20 105
108 Validar Cadastro 5 dias Ter 17/11/20 Seg 23/11/20 107
109 Validar Orçamento 5 dias Ter 24/11/20 Seg 30/11/20 108
110 validar Compras 5 dias Ter 01/12/20 Seg 07/12/20 109
111 Validar Suporte e Atendimento 5 dias Ter 08/12/20 Seg 14/12/20 110
112 Marketing 412 dias Ter 02/07/19 Qua 27/01/21
113 Definir estratégia de Marketing 4 dias Ter 02/07/19 Sex 05/07/19 3
114 Planejar estratégia de Marketing 10 dias Seg 08/07/19 Sex 19/07/19 113
115 Definir metas de crescimento 5 dias Seg 22/07/19 Sex 26/07/19 114
116 Alinhar metas com objetivos estratégicos 5 dias Seg 29/07/19 Sex 02/08/19 115
117 Levantar orçamento para marketing 7 dias Seg 05/08/19 Ter 13/08/19 116
118 Executar estratégia de marketing 30 dias Qui 17/12/20 Qua 27/01/21 111TI+2 dias
119 Documentação 90 dias Ter 15/12/20 Seg 19/04/21
120 Diagramar os processos dos módulos 30 dias Ter 15/12/20 Seg 25/01/21 111
121 Elaborar manual do usuário 30 dias Ter 26/01/21 Seg 08/03/21 120
122 Elaborar manual para manutenção 30 dias Ter 09/03/21 Seg 19/04/21 121
123 Capacitação 8 dias Ter 20/04/21 Qui 29/04/21
124 Treinar Equipe de Atendimento 3 dias Ter 20/04/21 Qui 22/04/21 122
125 Treinar Cliente Piloto 3 dias Ter 27/04/21 Qui 29/04/21 124TI+2 dias
126 Encerramento 1 dia Sex 30/04/21 Sex 30/04/21
127 Entrega do Projeto 1 dia Sex 30/04/21 Sex 30/04/21 125
Fonte: Os Autores (2019).

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula Pronta - Gerenciamento de Projetos
Aula Pronta - Gerenciamento de ProjetosAula Pronta - Gerenciamento de Projetos
Aula Pronta - Gerenciamento de ProjetosAyslanAnholon
 
Banco de dados - Mapeamento MER - Relacional
Banco de dados - Mapeamento MER - RelacionalBanco de dados - Mapeamento MER - Relacional
Banco de dados - Mapeamento MER - RelacionalDaniel Brandão
 
Plano Diretor de Tecnologia da Informação
Plano Diretor de Tecnologia da InformaçãoPlano Diretor de Tecnologia da Informação
Plano Diretor de Tecnologia da InformaçãoHelio Rebouças
 
Material ITIL Fondation - parte 03 de 03
Material ITIL Fondation - parte 03 de 03Material ITIL Fondation - parte 03 de 03
Material ITIL Fondation - parte 03 de 03Fernando Palma
 
Banco de Dados - Introdução - Projeto de Banco de Dados - DER
Banco de Dados - Introdução - Projeto de Banco de Dados - DERBanco de Dados - Introdução - Projeto de Banco de Dados - DER
Banco de Dados - Introdução - Projeto de Banco de Dados - DERRangel Javier
 
Tutorial BizAgi Modelagem de Processos de Negócio
Tutorial BizAgi Modelagem de Processos de NegócioTutorial BizAgi Modelagem de Processos de Negócio
Tutorial BizAgi Modelagem de Processos de NegócioRildo (@rildosan) Santos
 
Aula 1 Modelagem De Processos
Aula 1   Modelagem De ProcessosAula 1   Modelagem De Processos
Aula 1 Modelagem De ProcessosMarcos Barato
 
Aula 1 - Gestão de Projetos
Aula 1 - Gestão de ProjetosAula 1 - Gestão de Projetos
Aula 1 - Gestão de ProjetosFernando Dantas
 
Ebook Governança de TI na Prática
Ebook Governança de TI na PráticaEbook Governança de TI na Prática
Ebook Governança de TI na PráticaFernando Palma
 
Novidades da Sétima Edição do Guia PMBOK
Novidades da Sétima Edição do Guia PMBOKNovidades da Sétima Edição do Guia PMBOK
Novidades da Sétima Edição do Guia PMBOKRildo (@rildosan) Santos
 
O erp e o seu papel na gestão das empresas
O erp e o seu papel na gestão das empresasO erp e o seu papel na gestão das empresas
O erp e o seu papel na gestão das empresasEdilberto Souza
 
Pim III e IV - UNIP - Gestão de Tecnologia da Informação
Pim III e IV - UNIP - Gestão de Tecnologia da InformaçãoPim III e IV - UNIP - Gestão de Tecnologia da Informação
Pim III e IV - UNIP - Gestão de Tecnologia da InformaçãoDiego Curumim
 
Lista de exercicios de sig (respondida) 1bimestre 2013
Lista de exercicios de sig (respondida) 1bimestre 2013Lista de exercicios de sig (respondida) 1bimestre 2013
Lista de exercicios de sig (respondida) 1bimestre 2013José Nascimento
 
Arquitetura de Software
Arquitetura de SoftwareArquitetura de Software
Arquitetura de Softwareelliando dias
 
Modelo de Declaracao do escopo do projeto
Modelo de Declaracao do escopo do projetoModelo de Declaracao do escopo do projeto
Modelo de Declaracao do escopo do projetoFernando Palma
 
Modelagem de Sistemas de Informação
Modelagem de Sistemas de InformaçãoModelagem de Sistemas de Informação
Modelagem de Sistemas de InformaçãoHelder Lopes
 

Mais procurados (20)

Aula Pronta - Gerenciamento de Projetos
Aula Pronta - Gerenciamento de ProjetosAula Pronta - Gerenciamento de Projetos
Aula Pronta - Gerenciamento de Projetos
 
Banco de dados - Mapeamento MER - Relacional
Banco de dados - Mapeamento MER - RelacionalBanco de dados - Mapeamento MER - Relacional
Banco de dados - Mapeamento MER - Relacional
 
Plano Diretor de Tecnologia da Informação
Plano Diretor de Tecnologia da InformaçãoPlano Diretor de Tecnologia da Informação
Plano Diretor de Tecnologia da Informação
 
Material ITIL Fondation - parte 03 de 03
Material ITIL Fondation - parte 03 de 03Material ITIL Fondation - parte 03 de 03
Material ITIL Fondation - parte 03 de 03
 
Banco de Dados - Introdução - Projeto de Banco de Dados - DER
Banco de Dados - Introdução - Projeto de Banco de Dados - DERBanco de Dados - Introdução - Projeto de Banco de Dados - DER
Banco de Dados - Introdução - Projeto de Banco de Dados - DER
 
Banco de dados
Banco de dadosBanco de dados
Banco de dados
 
Tutorial BizAgi Modelagem de Processos de Negócio
Tutorial BizAgi Modelagem de Processos de NegócioTutorial BizAgi Modelagem de Processos de Negócio
Tutorial BizAgi Modelagem de Processos de Negócio
 
Aula 1 Modelagem De Processos
Aula 1   Modelagem De ProcessosAula 1   Modelagem De Processos
Aula 1 Modelagem De Processos
 
Aula 1 - Gestão de Projetos
Aula 1 - Gestão de ProjetosAula 1 - Gestão de Projetos
Aula 1 - Gestão de Projetos
 
Analise de Requisitos Software
Analise de Requisitos SoftwareAnalise de Requisitos Software
Analise de Requisitos Software
 
Ebook Governança de TI na Prática
Ebook Governança de TI na PráticaEbook Governança de TI na Prática
Ebook Governança de TI na Prática
 
Novidades da Sétima Edição do Guia PMBOK
Novidades da Sétima Edição do Guia PMBOKNovidades da Sétima Edição do Guia PMBOK
Novidades da Sétima Edição do Guia PMBOK
 
Gestão de Projetos
Gestão de ProjetosGestão de Projetos
Gestão de Projetos
 
O erp e o seu papel na gestão das empresas
O erp e o seu papel na gestão das empresasO erp e o seu papel na gestão das empresas
O erp e o seu papel na gestão das empresas
 
Pim III e IV - UNIP - Gestão de Tecnologia da Informação
Pim III e IV - UNIP - Gestão de Tecnologia da InformaçãoPim III e IV - UNIP - Gestão de Tecnologia da Informação
Pim III e IV - UNIP - Gestão de Tecnologia da Informação
 
Lista de exercicios de sig (respondida) 1bimestre 2013
Lista de exercicios de sig (respondida) 1bimestre 2013Lista de exercicios de sig (respondida) 1bimestre 2013
Lista de exercicios de sig (respondida) 1bimestre 2013
 
Arquitetura de Software
Arquitetura de SoftwareArquitetura de Software
Arquitetura de Software
 
Implantação de um PMO modelo Canvas
Implantação de um PMO modelo CanvasImplantação de um PMO modelo Canvas
Implantação de um PMO modelo Canvas
 
Modelo de Declaracao do escopo do projeto
Modelo de Declaracao do escopo do projetoModelo de Declaracao do escopo do projeto
Modelo de Declaracao do escopo do projeto
 
Modelagem de Sistemas de Informação
Modelagem de Sistemas de InformaçãoModelagem de Sistemas de Informação
Modelagem de Sistemas de Informação
 

Semelhante a PI III - IMPLEMENTACAO DE PROJETOS DE TI

Relatório Semestral PIBITIVOL 2011 - Izabella Rezende
Relatório Semestral PIBITIVOL 2011 - Izabella RezendeRelatório Semestral PIBITIVOL 2011 - Izabella Rezende
Relatório Semestral PIBITIVOL 2011 - Izabella RezendeIzabella Rezende
 
Izabella Relatório Semetral PIBITIVOL
Izabella Relatório Semetral PIBITIVOLIzabella Relatório Semetral PIBITIVOL
Izabella Relatório Semetral PIBITIVOLIzabella Rezende
 
Projetointegrador3 terceiro semestre - juliovidal versaofinal
Projetointegrador3 terceiro semestre - juliovidal versaofinalProjetointegrador3 terceiro semestre - juliovidal versaofinal
Projetointegrador3 terceiro semestre - juliovidal versaofinaljulio vidal
 
Portais Corporativos e Estratégia Empresarial
Portais Corporativos e Estratégia EmpresarialPortais Corporativos e Estratégia Empresarial
Portais Corporativos e Estratégia EmpresarialMarcelo Pimenta (menta90)
 
UNIP Projeto Multidisciplinar II: UMA EMPRESA COWORKING.docx
UNIP Projeto Multidisciplinar II: UMA EMPRESA COWORKING.docxUNIP Projeto Multidisciplinar II: UMA EMPRESA COWORKING.docx
UNIP Projeto Multidisciplinar II: UMA EMPRESA COWORKING.docxZeusOiM
 
UTILIZAÇÃO DAS REDES SOCIAIS VIRTUAIS COMO FERRAMENTA DE DIVULGAÇÃO NA GESTÃO...
UTILIZAÇÃO DAS REDES SOCIAIS VIRTUAIS COMO FERRAMENTA DE DIVULGAÇÃO NA GESTÃO...UTILIZAÇÃO DAS REDES SOCIAIS VIRTUAIS COMO FERRAMENTA DE DIVULGAÇÃO NA GESTÃO...
UTILIZAÇÃO DAS REDES SOCIAIS VIRTUAIS COMO FERRAMENTA DE DIVULGAÇÃO NA GESTÃO...yorana mendes
 
B2B para-micro-empresas
B2B para-micro-empresasB2B para-micro-empresas
B2B para-micro-empresasMatheus Neves
 
Artigo 1 o que e o share point-versao2
Artigo 1   o que e o share point-versao2Artigo 1   o que e o share point-versao2
Artigo 1 o que e o share point-versao2Carlos Eduardo Miranda
 
Questionário Empresa Webvix
Questionário Empresa WebvixQuestionário Empresa Webvix
Questionário Empresa Webvixgueste3d3ab
 
Business Discovery e suas ferramentas
Business Discovery e suas ferramentasBusiness Discovery e suas ferramentas
Business Discovery e suas ferramentasRoberto Oliveira
 
Relatorio de estagio tecnico em informatica
Relatorio de estagio tecnico em informaticaRelatorio de estagio tecnico em informatica
Relatorio de estagio tecnico em informaticaLucianaFerreira163
 
Plataforma OpenSuite
Plataforma OpenSuitePlataforma OpenSuite
Plataforma OpenSuiteStart4up
 
Apostila comunicação visual para web
Apostila comunicação visual para webApostila comunicação visual para web
Apostila comunicação visual para webPedro de Siqueira
 
Curso Arquitetura de Informação @ iMasters Jan 2013
Curso Arquitetura de Informação @ iMasters Jan 2013Curso Arquitetura de Informação @ iMasters Jan 2013
Curso Arquitetura de Informação @ iMasters Jan 2013Instituto Faber-Ludens
 
Introdução à Arquitetura de Informação
Introdução à Arquitetura de InformaçãoIntrodução à Arquitetura de Informação
Introdução à Arquitetura de InformaçãoInstituto Faber-Ludens
 
Palestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato Rosa
Palestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato RosaPalestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato Rosa
Palestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato Rosawudrs
 

Semelhante a PI III - IMPLEMENTACAO DE PROJETOS DE TI (20)

Relatório Semestral PIBITIVOL 2011 - Izabella Rezende
Relatório Semestral PIBITIVOL 2011 - Izabella RezendeRelatório Semestral PIBITIVOL 2011 - Izabella Rezende
Relatório Semestral PIBITIVOL 2011 - Izabella Rezende
 
Izabella Relatório Semetral PIBITIVOL
Izabella Relatório Semetral PIBITIVOLIzabella Relatório Semetral PIBITIVOL
Izabella Relatório Semetral PIBITIVOL
 
Ai ad-tp2-g3-a
Ai ad-tp2-g3-aAi ad-tp2-g3-a
Ai ad-tp2-g3-a
 
Projetointegrador3 terceiro semestre - juliovidal versaofinal
Projetointegrador3 terceiro semestre - juliovidal versaofinalProjetointegrador3 terceiro semestre - juliovidal versaofinal
Projetointegrador3 terceiro semestre - juliovidal versaofinal
 
Portais Corporativos e Estratégia Empresarial
Portais Corporativos e Estratégia EmpresarialPortais Corporativos e Estratégia Empresarial
Portais Corporativos e Estratégia Empresarial
 
GUIA - Achei A..Z
GUIA - Achei A..ZGUIA - Achei A..Z
GUIA - Achei A..Z
 
UNIP Projeto Multidisciplinar II: UMA EMPRESA COWORKING.docx
UNIP Projeto Multidisciplinar II: UMA EMPRESA COWORKING.docxUNIP Projeto Multidisciplinar II: UMA EMPRESA COWORKING.docx
UNIP Projeto Multidisciplinar II: UMA EMPRESA COWORKING.docx
 
UTILIZAÇÃO DAS REDES SOCIAIS VIRTUAIS COMO FERRAMENTA DE DIVULGAÇÃO NA GESTÃO...
UTILIZAÇÃO DAS REDES SOCIAIS VIRTUAIS COMO FERRAMENTA DE DIVULGAÇÃO NA GESTÃO...UTILIZAÇÃO DAS REDES SOCIAIS VIRTUAIS COMO FERRAMENTA DE DIVULGAÇÃO NA GESTÃO...
UTILIZAÇÃO DAS REDES SOCIAIS VIRTUAIS COMO FERRAMENTA DE DIVULGAÇÃO NA GESTÃO...
 
B2B para-micro-empresas
B2B para-micro-empresasB2B para-micro-empresas
B2B para-micro-empresas
 
Artigo 1 o que e o share point-versao2
Artigo 1   o que e o share point-versao2Artigo 1   o que e o share point-versao2
Artigo 1 o que e o share point-versao2
 
Questionário Empresa Webvix
Questionário Empresa WebvixQuestionário Empresa Webvix
Questionário Empresa Webvix
 
Ai1617 ac-tp2-g2-a
Ai1617 ac-tp2-g2-aAi1617 ac-tp2-g2-a
Ai1617 ac-tp2-g2-a
 
Business Discovery e suas ferramentas
Business Discovery e suas ferramentasBusiness Discovery e suas ferramentas
Business Discovery e suas ferramentas
 
Relatorio de estagio tecnico em informatica
Relatorio de estagio tecnico em informaticaRelatorio de estagio tecnico em informatica
Relatorio de estagio tecnico em informatica
 
Plataforma OpenSuite
Plataforma OpenSuitePlataforma OpenSuite
Plataforma OpenSuite
 
Apostila comunicação visual para web
Apostila comunicação visual para webApostila comunicação visual para web
Apostila comunicação visual para web
 
Portal web coorporativo
Portal web coorporativoPortal web coorporativo
Portal web coorporativo
 
Curso Arquitetura de Informação @ iMasters Jan 2013
Curso Arquitetura de Informação @ iMasters Jan 2013Curso Arquitetura de Informação @ iMasters Jan 2013
Curso Arquitetura de Informação @ iMasters Jan 2013
 
Introdução à Arquitetura de Informação
Introdução à Arquitetura de InformaçãoIntrodução à Arquitetura de Informação
Introdução à Arquitetura de Informação
 
Palestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato Rosa
Palestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato RosaPalestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato Rosa
Palestra "Usabilidade: conceito, aplicações e testes" de Renato Rosa
 

Mais de Nilo Basílio

SEGURANCA E AUDITORIA DE SISTEMAS DE INFORMACAO
SEGURANCA E AUDITORIA DE SISTEMAS DE INFORMACAOSEGURANCA E AUDITORIA DE SISTEMAS DE INFORMACAO
SEGURANCA E AUDITORIA DE SISTEMAS DE INFORMACAONilo Basílio
 
ARQUITETURA ORIENTADA A SERVICOS
ARQUITETURA ORIENTADA A SERVICOSARQUITETURA ORIENTADA A SERVICOS
ARQUITETURA ORIENTADA A SERVICOSNilo Basílio
 
INTRODUCAO A ENGENHARIA DE PRODUCAO
INTRODUCAO A ENGENHARIA DE PRODUCAOINTRODUCAO A ENGENHARIA DE PRODUCAO
INTRODUCAO A ENGENHARIA DE PRODUCAONilo Basílio
 
PRESS START - DESENVOLVENDO JOGOS DIGITAIS
PRESS START - DESENVOLVENDO JOGOS DIGITAISPRESS START - DESENVOLVENDO JOGOS DIGITAIS
PRESS START - DESENVOLVENDO JOGOS DIGITAISNilo Basílio
 
PI IV - DESENVOLVIMENTO DE SERVICOS DE TI
PI IV - DESENVOLVIMENTO DE SERVICOS DE TIPI IV - DESENVOLVIMENTO DE SERVICOS DE TI
PI IV - DESENVOLVIMENTO DE SERVICOS DE TINilo Basílio
 
PI II - CONCEPCAO DE SERVICOS DE TI
PI II - CONCEPCAO DE SERVICOS DE TIPI II - CONCEPCAO DE SERVICOS DE TI
PI II - CONCEPCAO DE SERVICOS DE TINilo Basílio
 
PI I - DIAGNOSTICO DE SERVICOS
PI I - DIAGNOSTICO DE SERVICOSPI I - DIAGNOSTICO DE SERVICOS
PI I - DIAGNOSTICO DE SERVICOSNilo Basílio
 
MODELOS DE GOVERNANCA DE TI
MODELOS DE GOVERNANCA DE TIMODELOS DE GOVERNANCA DE TI
MODELOS DE GOVERNANCA DE TINilo Basílio
 
ESCRITORIO DE PROJETOS
ESCRITORIO DE PROJETOSESCRITORIO DE PROJETOS
ESCRITORIO DE PROJETOSNilo Basílio
 
MODELAGEM DE PROCESSOS
MODELAGEM DE PROCESSOSMODELAGEM DE PROCESSOS
MODELAGEM DE PROCESSOSNilo Basílio
 
MODELOS DE GERENCIAMENTO DE SERVICOS DE TI
MODELOS DE GERENCIAMENTO DE SERVICOS DE TIMODELOS DE GERENCIAMENTO DE SERVICOS DE TI
MODELOS DE GERENCIAMENTO DE SERVICOS DE TINilo Basílio
 
EMPREENDEDORISMO, INOVACAO E ECONOMIA CRIATIVA
EMPREENDEDORISMO, INOVACAO E ECONOMIA CRIATIVAEMPREENDEDORISMO, INOVACAO E ECONOMIA CRIATIVA
EMPREENDEDORISMO, INOVACAO E ECONOMIA CRIATIVANilo Basílio
 
MODELOS DE GESTAO DA QUALIDADE DE SOFTWARE
MODELOS DE GESTAO DA QUALIDADE DE SOFTWAREMODELOS DE GESTAO DA QUALIDADE DE SOFTWARE
MODELOS DE GESTAO DA QUALIDADE DE SOFTWARENilo Basílio
 
GERENCIAMENTO DE SERVICOS DE TI
GERENCIAMENTO DE SERVICOS DE TIGERENCIAMENTO DE SERVICOS DE TI
GERENCIAMENTO DE SERVICOS DE TINilo Basílio
 
GOVERNANCA DE SERVICOS
GOVERNANCA DE SERVICOSGOVERNANCA DE SERVICOS
GOVERNANCA DE SERVICOSNilo Basílio
 
GERENCIAMENTO DE PROJETOS
GERENCIAMENTO DE PROJETOSGERENCIAMENTO DE PROJETOS
GERENCIAMENTO DE PROJETOSNilo Basílio
 
GOVERNANCA E ESTRATEGIA CORPORATIVA
GOVERNANCA E ESTRATEGIA CORPORATIVAGOVERNANCA E ESTRATEGIA CORPORATIVA
GOVERNANCA E ESTRATEGIA CORPORATIVANilo Basílio
 
QUALIDADE DE SOFTWARE
QUALIDADE DE SOFTWAREQUALIDADE DE SOFTWARE
QUALIDADE DE SOFTWARENilo Basílio
 

Mais de Nilo Basílio (20)

SEGURANCA E AUDITORIA DE SISTEMAS DE INFORMACAO
SEGURANCA E AUDITORIA DE SISTEMAS DE INFORMACAOSEGURANCA E AUDITORIA DE SISTEMAS DE INFORMACAO
SEGURANCA E AUDITORIA DE SISTEMAS DE INFORMACAO
 
ARQUITETURA ORIENTADA A SERVICOS
ARQUITETURA ORIENTADA A SERVICOSARQUITETURA ORIENTADA A SERVICOS
ARQUITETURA ORIENTADA A SERVICOS
 
INTRODUCAO A ENGENHARIA DE PRODUCAO
INTRODUCAO A ENGENHARIA DE PRODUCAOINTRODUCAO A ENGENHARIA DE PRODUCAO
INTRODUCAO A ENGENHARIA DE PRODUCAO
 
PRESS START - DESENVOLVENDO JOGOS DIGITAIS
PRESS START - DESENVOLVENDO JOGOS DIGITAISPRESS START - DESENVOLVENDO JOGOS DIGITAIS
PRESS START - DESENVOLVENDO JOGOS DIGITAIS
 
PI IV - DESENVOLVIMENTO DE SERVICOS DE TI
PI IV - DESENVOLVIMENTO DE SERVICOS DE TIPI IV - DESENVOLVIMENTO DE SERVICOS DE TI
PI IV - DESENVOLVIMENTO DE SERVICOS DE TI
 
PI II - CONCEPCAO DE SERVICOS DE TI
PI II - CONCEPCAO DE SERVICOS DE TIPI II - CONCEPCAO DE SERVICOS DE TI
PI II - CONCEPCAO DE SERVICOS DE TI
 
PI I - DIAGNOSTICO DE SERVICOS
PI I - DIAGNOSTICO DE SERVICOSPI I - DIAGNOSTICO DE SERVICOS
PI I - DIAGNOSTICO DE SERVICOS
 
MODELOS DE GOVERNANCA DE TI
MODELOS DE GOVERNANCA DE TIMODELOS DE GOVERNANCA DE TI
MODELOS DE GOVERNANCA DE TI
 
GESTAO DE PESSOAS
GESTAO DE PESSOASGESTAO DE PESSOAS
GESTAO DE PESSOAS
 
ESCRITORIO DE PROJETOS
ESCRITORIO DE PROJETOSESCRITORIO DE PROJETOS
ESCRITORIO DE PROJETOS
 
MODELAGEM DE PROCESSOS
MODELAGEM DE PROCESSOSMODELAGEM DE PROCESSOS
MODELAGEM DE PROCESSOS
 
MODELOS DE GERENCIAMENTO DE SERVICOS DE TI
MODELOS DE GERENCIAMENTO DE SERVICOS DE TIMODELOS DE GERENCIAMENTO DE SERVICOS DE TI
MODELOS DE GERENCIAMENTO DE SERVICOS DE TI
 
GOVERNANCA DE TI
GOVERNANCA DE TIGOVERNANCA DE TI
GOVERNANCA DE TI
 
EMPREENDEDORISMO, INOVACAO E ECONOMIA CRIATIVA
EMPREENDEDORISMO, INOVACAO E ECONOMIA CRIATIVAEMPREENDEDORISMO, INOVACAO E ECONOMIA CRIATIVA
EMPREENDEDORISMO, INOVACAO E ECONOMIA CRIATIVA
 
MODELOS DE GESTAO DA QUALIDADE DE SOFTWARE
MODELOS DE GESTAO DA QUALIDADE DE SOFTWAREMODELOS DE GESTAO DA QUALIDADE DE SOFTWARE
MODELOS DE GESTAO DA QUALIDADE DE SOFTWARE
 
GERENCIAMENTO DE SERVICOS DE TI
GERENCIAMENTO DE SERVICOS DE TIGERENCIAMENTO DE SERVICOS DE TI
GERENCIAMENTO DE SERVICOS DE TI
 
GOVERNANCA DE SERVICOS
GOVERNANCA DE SERVICOSGOVERNANCA DE SERVICOS
GOVERNANCA DE SERVICOS
 
GERENCIAMENTO DE PROJETOS
GERENCIAMENTO DE PROJETOSGERENCIAMENTO DE PROJETOS
GERENCIAMENTO DE PROJETOS
 
GOVERNANCA E ESTRATEGIA CORPORATIVA
GOVERNANCA E ESTRATEGIA CORPORATIVAGOVERNANCA E ESTRATEGIA CORPORATIVA
GOVERNANCA E ESTRATEGIA CORPORATIVA
 
QUALIDADE DE SOFTWARE
QUALIDADE DE SOFTWAREQUALIDADE DE SOFTWARE
QUALIDADE DE SOFTWARE
 

Último

Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiEntrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiPaulo Pagliusi, PhD, CISM
 
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPalestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPaulo Pagliusi, PhD, CISM
 
From_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdf
From_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdfFrom_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdf
From_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdfRodolpho Concurde
 
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIAEAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIAMarcio Venturelli
 
Apostila e caderno de exercicios de WORD
Apostila e caderno de exercicios de  WORDApostila e caderno de exercicios de  WORD
Apostila e caderno de exercicios de WORDRONDINELLYRAMOS1
 
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...Dirceu Resende
 
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINASCOI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINASMarcio Venturelli
 
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)Alessandro Almeida
 
O futuro e o impacto da tecnologia nas salas de aulas
O futuro e o impacto da tecnologia  nas salas de aulasO futuro e o impacto da tecnologia  nas salas de aulas
O futuro e o impacto da tecnologia nas salas de aulasAurioOliveira6
 

Último (9)

Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiEntrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
 
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPalestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
 
From_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdf
From_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdfFrom_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdf
From_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdf
 
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIAEAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
 
Apostila e caderno de exercicios de WORD
Apostila e caderno de exercicios de  WORDApostila e caderno de exercicios de  WORD
Apostila e caderno de exercicios de WORD
 
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
 
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINASCOI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
 
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
 
O futuro e o impacto da tecnologia nas salas de aulas
O futuro e o impacto da tecnologia  nas salas de aulasO futuro e o impacto da tecnologia  nas salas de aulas
O futuro e o impacto da tecnologia nas salas de aulas
 

PI III - IMPLEMENTACAO DE PROJETOS DE TI

  • 1. CENTRO UNIVERSITÁRIO SENAC SANTO AMARO Adilson Fernando Dos Santos Cintia Oliveira Perrone Vicente Luiz Guilherme De Arraes Garcia Luiz Mazzucco Junior Messias Fernandes Da Silva Nilo Cesar Basilio Rene François Chasseraux Vanilton Novais De Oliveira Implementação de Projetos de Tecnologia da Informação São Paulo 2019
  • 2. Adilson Fernando Dos Santos Cintia Oliveira Perrone Vicente Luiz Guilherme De Arraes Garcia Luiz Mazzucco Junior Messias Fernandes Da Silva Nilo Cesar Basilio Rene François Chasseraux Vanilton Novais De Oliveira Implementação de Projetos de Tecnologia da Informação Projeto Integrador Multidisciplinar com o objetivo de obter aprovação na disciplina de Projeto Integrador III do terceiro semestre do curso Gestão de TI. Orientador: Prof. Me. Lenilson Lemos Vilas Boas São Paulo 2019
  • 3. RESUMO O objetivo deste projeto integrador é desenvolver um projeto de implementação de portal WEB para a empresa fictícia chamada SP Tecnologia SA, levando em conta os requisitos necessários e a aplicação prática da execução de um projeto de TI, contendo os principais métodos de planejamento e controle. O projeto procura entender o funcionamento da plataforma de aplicações WEB, identificar requisitos mínimos para desenvolvimento de um portal WEB, levantar recursos físicos e humanos, bem como elaborar cronograma e identificar riscos do projeto. Palavras-chave: 1. Portal WEB. 2. Projeto de TI. 3. Gerenciamento e implantação de aplicação WEB.
  • 4. LISTA DE ILUSTRAÇÕES Figura 1 – Gráfico quantidade de funcionários................................................. 17 Figura 2 – Gráfico quantidade por idade .......................................................... 17 Figura 3 – Gráfico quantidade por ramo de atividade ...................................... 18 Figura 4 – Gráfico quantidade por faturamento................................................ 18 Figura 5 – Gráfico quantidade por empresas que utilizariam o portal .............. 19 Figura 6 – Gráfico por qual motivo utilizariam .................................................. 19 Figura 7 – Organograma dos recursos humanos ............................................. 22 Figura 8 – Diagrama de contexto ..................................................................... 25 Figura 9 – Diagrama infraestrutura................................................................... 33
  • 5. LISTA DE TABELAS Tabela 1 – Cargos, funções e salários ............................................................. 21 Tabela 2 – Espaço físico, equipamentos.......................................................... 24 Tabela 3 – Riscos do projeto........................................................................... 34 Tabela 4 – Cronograma detalhado do projeto.................................................. 40
  • 6. SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO ............................................................................................... 7 1.1. Contextualização..................................................................................... 7 1.2. Objetivos ................................................................................................. 7 1.3. Metodologia............................................................................................. 7 1.4. Estrutura do trabalho............................................................................... 8 2. CONCEITO DE PORTAL WEB...................................................................... 9 2.1. Intranet.................................................................................................... 9 2.2. Extranet................................................................................................. 10 2.3. Usabilidade ........................................................................................... 11 3. NECESSIDADE DE NEGÓCIO.................................................................... 13 3.1. Definição da empresa ........................................................................... 13 3.2. Canais de relacionamento..................................................................... 14 3.3. Atividades chave e produto oferecido .................................................. 15 4. MISSÃO, VISÃO E VALORES ..................................................................... 20 5. RECURSOS HUMANOS PARA O PORTAL ................................................ 21 6. RECURSOS FÍSICOS PARA O PORTAL .................................................... 23 7. INTEGRAÇÃO DO PORTAL ........................................................................ 25 8. CRONOGRAMA DO PROJETO................................................................... 27 9. SOFTWARES E HARDWARES NECESSÁRIOS ........................................ 28 10. REQUISITOS DE SUSTENTABILIDADE ................................................... 32 11. RISCOS DO PROJETO ............................................................................. 34 12. CONSIDERAÇÕES FINAIS ....................................................................... 37 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ................................................................. 38 APÊNDICES..................................................................................................... 40 APÊNDICE A – Cronograma Completo ....................................................... 40
  • 7. 7 1. INTRODUÇÃO 1.1. Contextualização Em um mundo amplamente conectado, é possível observar a necessidade de ampliar a comunicação das empresas com seus clientes, de modo a facilitar o contato empresa/cliente, desenvolvendo alternativas aos meios tradicionais utilizados, como e-mail e telefone. Atualmente, se uma empresa não evoluir, a concorrência o fará, ainda mais com o crescimento do comércio eletrônico como B2B, B2C, C2C etc. A criação de um Portal WEB pode ser o diferencial para empresas que desejam se destacar, o que pode desempenhar um papel importante no relacionamento e interação com o cliente. 1.2. Objetivos Este trabalho tem como objetivo demonstrar a importância de um Portal WEB no dia-a-dia de uma empresa, sua definição, como deve ser sua implantação e sua apresentação para o cliente. Deste modo, será apresentado uma empresa fictícia que irá implantar e fornecer um Portal WEB, a SP Tecnologia SA. Também será apresentada a estrutura organizacional da empresa e os motivos que culminaram na implementação e no uso desse portal. 1.3. Metodologia A metodologia científica a ser utilizada no presente trabalho é a metodologia de “estudo de caso”, baseando-se no livro Estudo de Caso: Planejamento e Métodos de Robert K. Yin. A metodologia do estudo de caso é uma ferramenta para que se possa entender a forma e os motivos que levaram a uma determinada definição. De acordo com Robert Yin (2014) o estudo de caso é uma estratégia de pesquisa que compreende um método que abrange tudo em abordagens especificas de coletas e análise de dados.
  • 8. 8 1.4. Estrutura do trabalho A estrutura do trabalho será dividida em duas partes. Na primeira parte, será feita uma introdução e contextualização sobre portais WEB, além do levantamento da necessidade de negócio e da empresa de estudo considerando missão, visão e valor. Na segunda parte, serão explorados os recursos humanos, físicos, a integração do portal, o cronograma, a infraestrutura e os riscos do projeto e, por fim, as considerações finais.
  • 9. 9 2. CONCEITO DE PORTAL WEB Portais são páginas da internet que tem por objetivo e serventia os pontos de acesso direto a um certo número de serviços e informações. Através dos portais, é possível o usuário encontrar numa só página, acesso a e-mails, vídeos, notícias, entretenimento, downloads, jogos, rádios, blogs, páginas de humor, resultados de exames, entre outros serviços. Ainda assim é possível classificar os portais determinando em duas definições: Portal Horizontal: mostra ao usuário acesso a vários tipos serviços ou informações de um assunto. Portal Vertical: mostra ao usuário links de um assunto pesquisado. Ao fim da década de 90, surgiram alguns sites criados com a finalidade de busca de diversos conteúdos, porém com baixa eficiência. É possível exemplificar isso como se fosse um iniciado de uma estrutura de acesso à internet em cidades do interior, onde apenas as principais ruas seriam beneficiárias do serviço. Já no início dos anos 2000, o portal de buscas o Google, criado em 1997 obteve seu start de reconhecimento pelo alto desempenho no portal WEB vertical, ou seja, um portal de buscas de links sobre um determinado assunto. Com o passar dos anos e a inovação nos serviços de internet surgiram os portais de notícias, especificamente enquadrados nas plataformas de conteúdos verificais. Nos dias atuais podemos classificar esse tipo de portal como um site agregador e distribuidor geral, pois através dele é possível redirecionar para outros sites dentro ou fora do mesmo domínio do portal. 2.1. Intranet É uma rede interna de computadores cuja finalidade é a comunicação interna entre computadores de uma empresa. É uma rede de acesso restrita de uma instituição, mas que utiliza a mesma tecnologia e os mesmos protocolos de serviços da internet. Podemos afirmar que é uma de tecnologia que somente os usuários da empresa podem usufruir e acessar nos domicílios da empresa. Ela permite que os departamentos da empresa possam trocar informações sem o contato com o mundo exterior, permitindo assim mais sigilo e segurança nas informações trocadas, além de permitir também que os demais departamentos possam se comunicar diretamente
  • 10. 10 com os colaboradores. A intranet possibilita que os computadores localizados remotamente numa filial façam a comunicação com os servidores que estejam em uma matriz. A segurança dessa rede é feita por meio de um recurso chamado firewall, que são computadores com softwares específicos para filtrar o acesso à rede. O serviço de intranet de uma empresa deve ser sempre concebido e estar alinhado a necessidade de cada empresa devido ao tipo de serviços a serem implementados, sendo assim ela abrange por completo todas as áreas da empresa, porém quando for uma comunicação com fornecedores ela poderá ser expandida, criando assim uma extranet. Empresas como escritório de contabilidade, condomínios, rede se supermercados, farmácias e bancos usam a intranet pelo motivo de permitir a integração de bancos de dados internos da organização. Por meio dela as empresas podem melhorar a sua gestão administrativa e contábil, através do compartilhamento de programas, RH, contábil, estoque, contabilidade e informações dos clientes. Então é possível disponibilizar informações para os usuários internos e tramitar resumos dos processos e contas de clientes. 2.2. Extranet Define-se extranet como acesso externo autorizado na intranet de uma organização, podemos tomar como exemplo quando a intranet de uma empresa passa a se conectar com a intranet de uma outra empresa, ou seja, uma intranet acessando a outra. Isso é determinado como extranet, isto é, quando duas ou mais intranets se comunicam e trocam dados entre si, significa que uma determinada intranet está acessando externamente de forma autorizada outra intranet. É importante ressaltar que essa autorização se dá por uma outra intranet ou por outro funcionário da empresa, além do que, tanto intranet ou extranet utilizam a mesma tecnologia da internet, pois a solução de conectividade que permite o acesso externo entre uma rede corporativa fazendo compartilhamento de dados com determinados fins, ou seja, a comunicação entre cliente e fornecedor é denominada como extranet. Assim, extranet significa uma rede de computadores utilizando a internet para compartilhar parte de seu sistema de informação com segurança. A extranet faz um acesso de dados externo, por exemplo, fazendo o controle de negócios específicos ou mesmo projetos educacionais.
  • 11. 11 Sua função é, portanto, a troca de grandes volumes de dados, compartilhar produtos e catálogos, treinamento com outras empresas e principalmente o fornecimento de serviços por uma empresa para um outro grupo de empresas. Além de compartilhar notícias de interesse comum exclusivamente com empresas parceiras com segmento de atividades semelhantes. Importante lembrar que a extranet é uma internet que pode ser acessada via Web, com algumas restrições de segurança com relação aos dados corporativos, por clientes ou outros usuários que estejam autorizados, isto é, muitas empresas possuem dentro do portal uma área em que dados corporativos podem ser acessados por funcionários e usuários autorizados. 2.3. Usabilidade A usabilidade de um portal ou software nada mais é do que implementação de recursos focando sempre no usuário final. A usabilidade no acesso à informação de um portal faz com que o usuário espere muito do portal, ou seja, uma má utilização da usabilidade resultará em clientes e usuários insatisfeitos e perdas de negócios. Determina-se o modo que facilita o uso da interface pelo usuário, de forma que o mesmo não perca a interação de suas funcionalidade com o sistema, tornando-o funcional e ao mesmo tempo utilizável, uma vez que a agilidade dos usuários fará com que o haja mais eficiência ao utilizá-la, levando em consideração o acesso, a aprendizagem e a facilidade para memorizar. Podemos dizer que existem sete regras básicas que devem ser seguidas, elas por sua vez, faz com que o usuário consiga explorar de forma rápida o sistema e assim realizar suas tarefas ou atividades. A primordial seria a clareza na arquitetura da informação, sendo extremamente importante para que o usuário consiga interagir e ao mesmo tempo conseguir destituir o que é o prioritário e o que é secundário no portal. Desta forma, é necessário possuir uma estrutura de informação, pois em muitos casos o usuário terá dificuldades para encontrar o que está sendo procurado, então é necessário fornecer um senso de como a informação está estruturada e localizada no portal, o atalho “mapa do site” é um ótimo exemplo nesta situação. Facilidade de navegação: utilizando está regra o usuário muita das vezes consegue desenvolver o acesso à informação desejada em poucos cliques.
  • 12. 12 Simplicidade: quando o usuário faz a navegação no portal o intuito dele é encontrar de forma rápida é ágil o objetivo da sua busca. Portanto, deve ser evitado qualquer tipo de exagero, sempre dando prioridade e tranquilidade para que o usuário possa analisar a informação desejada. A relevância do conteúdo: sempre deve ser preservado a qualidade e relevância no conteúdo, ou seja, texto e mídia mais concisos e objetivos possível. A maioria dos leitores on-line sempre imprimem textos ou leem no celular e eles necessitam de informações bem curtas. Manter a consistência: um portal deve ser gerenciado como um único projeto de interface com o usuário, ou seja, o usuário não precisa se preocupar a respeito do que irá acontecer. Tempo suportável: a forma de carga das páginas sempre deve obedecer a um prazo curto de no máximo até dez segundos, caso contrário isso pode fazer com que o usuário perca o interesse no conteúdo a ser carregado. Foco nos usuários: esta regra é bem clara, pois é representada pela expressão “sair do caminho”, com a finalidade do usuário possa fazer o que quer de maneira rápida em um curto espaço de prazo. Seguindo estas etapas, é possível fazer com que o portal WEB seja cabível as necessidades do usuário, lembrando que sempre é necessário realizar ciclos de análise, concepção e testes, com o principal objetivo de avaliar a qualidade das interações do mesmo, sempre levando em consideração os resultados da construção de novas versões de interface.
  • 13. 13 3. NECESSIDADE DE NEGÓCIO 3.1. Definição da empresa A SP Tecnologia SA, foi fundada em 2009 por um grupo de desenvolvedores, os quais tinham um sonho de abrir uma empresa de sistemas de gestão empresarial. Atualmente a empresa está situada na cidade São Paulo, onde possui sede própria. Ela emprega atualmente cerca de 60 funcionários, todos contratados com regime CLT, bonificação por desempenho, área para descanso, apresentações semestrais nas quais é possível qualquer funcionário apresentar inovações que possam auxiliar a empresa a inovar no mercado de trabalho. Esses e outros benefícios fazem com que os funcionários sintam motivação em trabalhar e desenvolver novas funcionalidade à empresa. A empresa está buscando nova melhoria para o desenvolvimento de sua empresa e, também, para sua expansão no mercado de trabalho. Numa das apresentações semestrais desenvolvidas pelos funcionários, foi proposto o desenvolvimento de um Portal WEB, no qual clientes e novos clientes poderão entrar em contato com a empresa. Por meio do portal, poderão solicitar orçamentos, implementação e manutenção do software disponibilizado pela empresa. Este portal, influenciará positivamente o negócio e o desenvolvimento da SP Tecnologia SA, pois será algo inovador para toda a empresa. Atualmente o processo realizado para capitar potenciais clientes na implementação e na manutenção de software é realizado por meio de representantes comerciais através de e-mail ou telefone. Após um primeiro contato telefônico ou via e-mail, o representante vai até a empresa, coleta todas as informações necessárias tais como: localidade, ramo de negócio, faturamento anual, entre outras informações. Após coletar estas informações, o representante volta à SP Tecnologia SA e as repassa para o setor responsável por administrar essas informações. Tendo retorno da equipe responsável, o orçamento volta para o representante, e o mesmo entra em contato com o cliente. Além de gerar demora no atendimento, frustrando o cliente, este acaba buscando outra empresa, onde encontra um atendimento mais rápido e preciso para sua empresa. Tendo isso em vista, propôs-se desenvolver um Portal WEB, o qual será desenvolvido pela própria equipe de desenvolvimento da SP Tecnologia SA, onde
  • 14. 14 uma nova equipe será formada, podendo desta forma, desenvolver o Portal WEB utilizando metodologias ágeis e também manter a qualidade de desenvolvimento e manutenção de outros softwares desenvolvidos pela empresa. O público-alvo a ser atingido pela empresa são as pequenas e médias empresas, nas quais ainda não se faz uso de software de gerenciamento. Para obter estas informações, foi realizada uma pesquisa de empresas desenvolvedoras concorrentes. Nessa pesquisa foi possível observar que as empresas de desenvolvimento possuem portal WEB, porém não funcionam adequadamente ou não há retorno adequado para os potenciais clientes conforme deveria ser realizado. O portal possui perspectiva de ser apresentado no mercado em até 1 ano e 06 meses após o início de seu desenvolvimento, pois será utilizada uma empresa piloto para receber de maneira incremental, funcional e semanal atualizações sobre o portal. Após a validação dos componentes do portal por meio deste cliente piloto, a empresa disponibilizará para o mercado. Com isto, irá auxiliar novas empresas a entrarem em contato direto com a SP Tecnologia SA, sem a necessidade de um representante visitar a empresa. Para este novo processo, o cliente em potencial solicitará um orçamento via portal para implementar o software em sua empresa, adicionando neste portal a quantidade de funcionários no qual utilizarão o sistema, faturamento anual e ramo de negócio, entre outras perguntas-chave realizadas para identificar o perfil e o tamanho da empresa solicitante. A SP Tecnologia SA, atualmente trabalha com desenvolvimento e manutenção de software de gestão empresarial, também com inovações, tais como, inteligência artificial e IoT (Internet of Things) ou Internet das Coisas. O foco da empresa está em auxiliar pequenas e médias empresas a automatizarem seus processos e possibilitar a implementação do software em qualquer empresa. A empresa tem perspectiva de crescimento e exploração neste ramo de inovação, tendo em vista que no prazo de 10 anos será possível implementar software gerenciais para grandes empresas e empresas multinacionais. 3.2. Canais de relacionamento Atualmente os canais de relacionamento entre os clientes e a SP Tecnologia SA é realizada através de representantes que entram em contato com os clientes por meio de contato telefônico, e-mail ou visita presencial. Isto afeta negativamente a
  • 15. 15 empresa, pois há demora no retorno da SP Tecnologia SA para com o cliente. Após a implementação do Portal WEB, o canal de relacionamento será realizado através do portal, possibilitando assim o cliente acompanhar orçamentos, correção de bugs e status da implementação do software. Com isto, o Portal WEB afetará positivamente a empresa, pois o cliente obterá rapidamente status de qualquer solicitação encaminhada para a empresa. 3.3. Atividades chave e produto oferecido Foi observado a longo prazo durante as implementações de software nas empresas, que há a necessidade dos usuários poderem utilizar um canal de comunicação entre a empresa desenvolvedora e o cliente. Algo que possibilite acompanhar orçamentos solicitados, status da confecção do software, acompanhamento de correção de bugs apontados pelos clientes, entre outras funcionalidades. Para saber com exatidão qual a expectativa que os usuários possuem na utilização do portal, foi realizada em paralelo com os representantes comerciais, uma pesquisa com cada cliente, os quais haviam solicitado o software da empresa SP Tecnologia SA. Foi feito um levantamento com perguntas sobre o perfil dos clientes, bem como quantidade de funcionários, idade, ramo de atividade, faturamento mensal, possibilidade da utilização do portal, assim como o motivo dessa utilização. Para essa pesquisa foram definidos alguns padrões para obter o perfil das empresas, assim como a organização dessas informações em gráficos com os dados sumarizados.  Quantidade de funcionários: a) De 0 a 50; b) De 51 a 100; c) De 101 a 500; d) De 501 a 1000.
  • 16. 16  Idade: a) De 0 a 18; b) De 19 a 30; c) De 31 a 50; d) De 50 ou mais.  Ramo de atividade da empresa entrevistada: a) Restaurante; b) Supermercado; c) Armarinho; d) Loja de ferragens.  Faturamento anual da empresa (R$): a) De 0 a 100.000; b) De 100.001 a 500.000; c) De 500.001 a 1.000.000; d) De 1.000.001 ou mais.  Utilizaria o portal? a) Sim; b) Não; c) Talvez; d) Não soube informar.  Por qual motivo? a) Facilidade de acesso; b) Acompanhamento de solicitações do software; c) Agilidade no retorno de solicitações; d) Não soube informar.
  • 17. 17 Figura 1 – Gráfico quantidade de funcionários. Fonte: Os Autores (2019). Figura 2 – Gráfico quantidade por idade. Fonte: Os Autores (2019).
  • 18. 18 Figura 3 – Gráfico quantidade por ramo de atividade. Fonte: Os Autores (2019). Figura 4 – Gráfico quantidade por faturamento. Fonte: Os Autores (2019).
  • 19. 19 Figura 5 – Gráfico quantidade por empresas que utilizariam o portal. Fonte: Os Autores (2019). Figura 6 – Gráfico por qual motivo utilizariam. Fonte: Os Autores (2019). É possível observar nesse levantamento que 76% das empresas entrevistadas utilizariam o portal, sendo os principais motivos para isso a agilidade, a facilidade no acesso e o acompanhamento de solicitações.
  • 20. 20 4. MISSÃO, VISÃO E VALORES  Missão A SP Tecnologia SA foi criada com o propósito de oferecer soluções em TI integradas às necessidades de negócios empresariais e corporativos. Sua missão é oferecer serviço de implementação e manutenção de software, adaptado às novas realidades do mercado atual, criando soluções gerenciais completas, eficazes e acessíveis, com tecnologias práticas e inovadoras.  Visão Ser referência em inovação, melhoria de processos, redução de custos, concepção e implementação de soluções e aplicações em TI em território nacional. Além de avivar a importância e a praticidade da utilização de aplicações e soluções inovadoras para o ambiente empresarial e corporativo.  Valores A transparência das relações entre clientes e colaboradores estão norteadas na ética, profissionalismo, qualidade, compromisso, integridade, sustentabilidade econômica, social e ambiental, valorizando a equidade e buscando tratar de forma justa todas as partes interessadas na gestão de negócio.
  • 21. 21 5. RECURSOS HUMANOS PARA O PORTAL Visando manter uma qualidade dos serviços e facilidade na utilização dos recursos que serão disponibilizados no Portal WEB, a SP Tecnologia SA criará uma equipe especializada para desenvolvimento, manutenção e suporte ao cliente. Selecionando do seu quadro de funcionários os profissionais com habilidades que possam assumir os cargos para compor a equipe responsável pelo Portal WEB mostrado na tabela abaixo. Tabela 1 – Cargos, funções e salários. Cargos Funções Salários 01 Gerente do Projeto Responsável pela equipe e também a parte financeira do projeto. 8.000,00 04 Atendentes de Service Desk Responsáveis pelo atendimento ao cliente, oferecendo suporte aos problemas relacionados ao programa de gestão adquirido pelo cliente (empresa). 2.000,00 cada 01 Especialista de Banco de Dados Técnico responsável pela manutenção e segurança do banco de dados 5.000,00 01 Web Design Responsável por toda parte gráfica e visual do portal 4.000,00 01 Desenvolvedor do sistema para o portal Responsável pelo desenvolvimento do sistema que irá rodar no portal. 5.000,00 Fonte: Os Autores (2019).
  • 22. 22 O gerente do projeto é uma peça chave para o sucesso do desenvolvimento, ele deve possuir um perfil de liderança, trabalhar em equipe, facilidade na comunicação com a equipe, clientes e fornecedores. Figura 7 – Organograma dos recursos humanos. Fonte: Os Autores (2019). Gerente de projeto Service Desk Atendente 1 Atendente 2 Atendente 3 Atendente 4 Banco de Dados Especialista Web Design Web Designer Desnvolvimento de Sistema Programador
  • 23. 23 6. RECURSOS FÍSICOS PARA O PORTAL  Infraestrutura de TI Na busca por novos clientes e fidelização dos existentes, atualmente a SP Tecnologia SA possuindo sede própria, após decisão da sua diretoria, optou em utilizar um Data Center na modalidade de serviço co-location, que consiste em alugar toda infraestrutura necessária para suas operações e instalação de seus servidores. Pensando em uma economia nos custos com infraestrutura e consequentemente na equipe responsável pela manutenção e segurança que envolve um Data Center, dessa forma buscando uma experiência aprimorada e de baixos custos. Nesse contexto, fica claro que a empresa DataCenternews contratada para o serviço dispõe de todos requisitos necessários, para que o portal funcione com segurança e disponibilidade. Dispondo de suporte 24 horas por dia, 7 dias da semana contando com uma equipe preparada de engenheiros e técnicos. Oferecendo Redundância, um dos benefícios que atraiu a contratação do serviço, sendo possível contar com várias camadas de segurança física e lógica, sem a preocupação com períodos de interrupções. Outro ponto crucial Escalabilidade, a melhor maneira de compreender esse processo se dá pela necessidade de demanda nos serviços conectados que são cada vez maiores e podem mudar constantemente. Com isso, é possível solicitar maior largura de banda para atender às novas necessidades e pagar apenas pelo que foi utilizado.  Ambiente para desenvolvimento Para o desenvolvimento do projeto Portal WEB será utilizado uma área na empresa SP Tecnologia SA, nesse espaço será divido por funções para um melhor aproveitamento físico e melhor gerenciamento da equipe conforme a tabela abaixo.
  • 24. 24 Tabela 2 – Espaço físico, equipamentos. Espaço Físico Equipamentos Sala de Gerência Gerente do Projeto Mesa, cadeira, notebook, telefone, armário, impressora. Sala de Suporte Atendente de Suporte Técnico Mesas, cadeiras, desktops, telefones, armário e impressora Sala de Desenvolvedores Especialista de Banco de Dados, Web Design e Desenvolvedor do sistema portal. Mesas, cadeiras, desktops, telefones, armário e impressora Sala de Reuniões Mesas e cadeiras. Fonte: Os Autores (2019).  Equipamentos utilizados no portal Os equipamentos necessários para criação e desenvolvimento do Portal WEB, contam com desktops ou notebooks para o gerente de projeto, atendentes, especialista de banco de dados, web design e desenvolvedor do sistema de gestão do portal. Computador para servidor (com configuração mais completa e com maior capacidade possível) para banco de dados e software do gerenciamento do portal que será configurado pela SP Tecnologia AS. Após essa etapa, irá para o Data Center alugado. Aparelhos telefônicos para o pessoal do suporte técnico. Móveis imobilizados como mesas, cadeiras e armários.
  • 25. 25 7. INTEGRAÇÃO DO PORTAL Foi realizado um diagrama de contexto para o Portal WEB da SP Tecnologia SA. Esse diagrama define-se pela comunicação interna e externa no que tange a infraestrutura tecnológica da empresa e seus relacionamentos. Figura 8 – Diagrama de contexto. Fonte: Os Autores (2019).  Clientes Cadastro – Fluxo de dados necessário para que o cliente inicie o seu relacionamento com a SP Tecnologia SA, realizando seu cadastro e imputando todos os seus dados relevantes para futuros acordos comerciais. Compra – Fluxo de dados voltado a aquisição de um produto da SP Tecnologia SA que, quando adquirida e registrada a compra, desencadeará alguns processos burocráticos internos. Solicitação de Manutenção – Requisição de serviço e acompanhamento técnico, além de suporte aos softwares da SP Tecnologia SA.
  • 26. 26  Field Services Solicitação de Serviço – Quando recebida uma solicitação de visita técnica a um dos clientes da SP Tecnologia SA. Manutenção Atendida – Quando um técnico da SP Tecnologia SA concluiu um serviço em um de seus clientes. Visita Realizada – Quando um vendedor da SP Tecnologia SA concluiu uma visita comercial a um cliente em potencial.  Banco de Dados Atualização em BD – Toda e qualquer informação solicitada ou cadastrada no Portal WEB da SP Tecnologia SA seguirá como uma consulta e/ou atualização de dados na base. Resposta de Consulta – Toda e qualquer informação solicitada no Portal WEB da SP Tecnologia SA será devolvida pelo Banco de dados a Aplicação na camada WEB.  CRM Informações e Clientes – Todas as informações referentes a clientes seguirão para a base do sistema de CRM, para análises de inteligência de mercado e como insumo à comunicação com os clientes.  ERP Confirmação de Pagamento – Quando efetuado o pagamento do produto ou serviço contratado pelo cliente, o ERP recebe a informação e a contabiliza. Liberação de Venda e Serviço – Quando confirmado o pagamento, a venda do produto ou serviço é liberada no Portal WEB da SP Tecnologia SA.
  • 27. 27 8. CRONOGRAMA DO PROJETO O cronograma do projeto tem previsão de 18 meses para entrega. O início do projeto está definido como dia 01 de julho de 2019 e término para o dia 30 de abril de 2021. Estarão envolvidos na elaboração do projeto o gerente de projetos, desenvolvedor, testador, documentador, especialista banco de dados, equipe de atendimento e outras áreas internas da SP Tecnologia SA, como setor de Compras e Marketing. A diretoria estará envolvida nas estratégias de marketing e regras de negócio. No Apêndice estão listadas as atividades mais detalhadas com seus respectivos prazos e predecessoras.
  • 28. 28 9. SOFTWARES E HARDWARES NECESSÁRIOS Para suportar o software desenvolvido (Portal), foi planejada a seguinte topologia dentro da infraestrutura dividida nas seguintes camadas:  Camada WEB Com a função de realizar a apresentação da página WEB, será utilizado o Servidor WEB (Apache). Recomendações do fabricante seguida para correto funcionamento: Para garantir segurança nas transações HTTP, o servidor dispõe de um módulo chamado mod_ssl, o qual adiciona a capacidade do servidor atender requisições utilizando o protocolo HTTPS. Este protocolo utiliza uma camada SSL para criptografar todos os dados transferidos entre o cliente e o servidor, provendo maior grau de segurança, confidencialidade e confiabilidade dos dados. A camada SSL é compatível com certificados X.509, que são os certificados digitais fornecidos e assinados por grandes entidades certificadoras no mundo. O servidor é configurado por um arquivo mestre nomeado httpd.conf e opcionalmente pode haver configurações para cada diretório utilizando arquivos com o nome .htaccess, onde é possível utilizar autenticação de usuário pelo próprio protocolo HTTP utilizando uma combinação de arquivo .htaccess com um arquivo .htpasswd, que guardará os usuários e senhas (criptografadas).  Camada de Aplicação Para garantir a performance e funcionamento, será utilizado o software de aplicação .Net Framework 4. O pacote do instalador do Microsoft .NET Framework 4 na Web baixa e instala arquivos de componentes do .NET Framework necessários para a execução na arquitetura da máquina e no SO de destino. É necessária uma conexão com a Internet durante a instalação. O .NET Framework 4 é necessário para executar e desenvolver aplicativos que usam o .NET Framework 4 como destino. Tendo como requisitos do Sistema Operacional compatível: Windows XP SP3. Windows Server 2003 SP2. Windows Vista SP1 ou posterior.
  • 29. 29 Windows Server 2008 (sem suporte na função Server Core). Windows 7. Windows Server 2008 R2 (sem suporte na função Server Core). Windows 7 SP1. Windows Server 2008 R2 SP1. Arquiteturas com suporte: x86. x64. ia64 (não há suporte para alguns recursos em ia64, por exemplo, o WPF). Requisitos de hardware: Configuração mínima recomendada: Pentium 1 GHz ou superior com 512 MB de RAM ou mais. Requisitos de espaço em disco: x86 - 850 MB. x64 - 2 GB. Pré-requisitos: Windows Installer 3.1 ou posterior. Internet Explorer 5.01 ou posterior.  Camada de Banco de Dados Com a função de armazenar os dados e com possibilidade de consulta, inserção e alteração de dados pela aplicação, será utilizado BD Oracle 19c. Recomendação padrão da Oracle, é necessário usar o pacote de pré- instalação. Para determinar o tamanho da memória física RAM: # grep MemTotal /proc/meminfo Para determinar o tamanho do swap configurado: # grep SwapTotal /proc/meminfo Para determinar a quantidade de espaço disponível no diretório / tmp: # df -h /tmp Para determinar a quantidade de espaço livre em disco no sistema: # df -h Para determinar a quantidade de memória RAM livre e espaço swap no sistema:
  • 30. 30 # free -mt Para determinar se a arquitetura do sistema pode executar o software: # uname –m Verificar se a arquitetura do processador corresponde à versão do software x86-64 bits: x86_64  Sistema Operacional Para gerencial os processos da aplicação, o portal estará em um servidor Linux Ubuntu 18.04. Requisitos mínimos da máquina: Processador dual core de 2 GHz ou superior. 2 GB de memória RAM. 25 GB de espaço livre no disco rígido Uma unidade de DVD ou uma porta USB que o Ubuntu 18.04 LTS possa ser instalado.  Antivírus Segurança e prevenção de vírus será realizada pelo sistema Norton 360. Requisitos de sistema para o Norton 360. Sistemas operacionais: Windows XP Home/XP Professional/XP Media Center Edition (apenas de 32 bits) com Service Pack 2 ou superior. Windows Vista Starter/Home Basic/Home Premium/Business/Ultimate. É necessário atender aos requisitos mínimos do sistema operacional Windows Vista. Windows 7 Starter/Basic/Premium/Professional/Ultimate. É necessário atender aos requisitos mínimos do sistema operacional Windows 7. Hardware: Processador de 300 MHz ou superior. 256 MB de RAM (recomendado 512 MB). 300 MB de espaço disponível no disco rígido. Necessário para todas as instalações:
  • 31. 31 Unidade de DVD ou CD-ROM. Conexão de banda larga ou de alta velocidade com a Internet (para backup on- line). Navegadores da Internet. Microsoft Internet Explorer 6.0 (somente de 32 bits) e posterior. Mozilla Firefox 3.0 e posterior. Programas de e-mail. A verificação de e-mail suporta qualquer programa de e-mail POP3 e SMTP como os seguintes: Microsoft Outlook 2002 e posterior. Outlook Express 6.0 e posterior (no Windows XP). Windows Mail no Windows Vista (só spam filtering). Clientes de mensagens instantâneas. Os seguintes programas de mensagens instantâneas são suportados pela verificação de vírus: Yahoo Messenger 5.0 até 6.1, e 9.0 ou posterior. MSN® Messenger 6.0 ou posterior. AOL Instant Messenger 4.7 até 5.
  • 32. 32 10. REQUISITOS DE SUSTENTABILIDADE Como mencionado, a empresa trabalhará no modo de co-location, sendo de responsabilidade da empresa que está adquirindo esse tipo de serviço a compra dos equipamentos e alocar um espaço físico de um datacenter.  Infraestrutura de TI Visando ter um ambiente altamente disponível e trabalhar com equipamentos de última geração, a empresa irá adquirir dois servidores com a tecnologia de hiperconvergência, onde tem-se num único equipamento alta performance, alto espaço de armazenamento e alta disponibilidade. Como estrutura de backup, um terceiro servidor contendo a réplica do ambiente, assim como um backup de todo ambiente, visando retenções de até 30 dias. Como proteção de acesso à rede, será adquirido um firewall, modelo NGFW (Next Generation Firewall – Firewall de Próxima Geração), este tendo como característica proteção e verificação da camada Nível 7 no protocolo OSI. Para interconectar todo o ambiente será utilizado um switch core com comunicação Ethernet 10 GB. Todos esses equipamentos alocados em um datacenter Tier3, com a garantia de conectividade e disponibilidade de rede elétrica para manter todo a estrutura funcionando. Ao adquirir os modelos de equipamento mencionados, a empresa está visando um crescimento para, no mínimo, 5 anos. Ainda garantindo toda a segurança de equipamentos altamente disponíveis e em caso de falhas, há um terceiro servidor com a réplica e backup do ambiente. Toda a infraestrutura será virtualizada conforme as boas práticas do fabricante dos equipamentos com os respectivos softwares. Ferramentas de backup e replicação de mercado com suporte ativo. Os servidores de virtualização estarão divididos em quatro, sendo dois de produção e dois de homologação. Desses dois servidores um será a base de dados e um será a aplicação web. Na figura 9 está um diagrama do ambiente final.
  • 33. 33 Figura 9 – Diagrama infraestrutura. iLO UID Drive Box ID: Box 2Box 1 Box 3 ProLiant DL380 Gen10 10GBE Firewall Switch Servidores Hiperconvergencia Backup Replicação Fonte: Os Autores (2019).
  • 34. 34 11. RISCOS DO PROJETO Abaixo seguem os riscos do projeto e suas ações. Os riscos foram estimados através da relação de probabilidade x impacto, na tabela 3, abaixo. Tabela 3 – Riscos do projeto. Probabilidade Impacto Baixo (1) Médio (2) Alto (3) Alto (3) 3 6 9 Médio (2) 2 4 6 Baixo (1) 1 2 3 ID Descrição Prob. Imp. Aval. Trat. 01 Solução técnica adotada pode não ser viável 1 2 2 M Ação Realizar estudo de viabilidade. ID Descrição Prob. Imp. Aval. Trat. 02 Falta de plano de comunicação 2 2 4 M Ação Elaborar Plano de Comunicação e mantê-lo atualizado. ID Descrição Prob. Imp. Aval. Trat. 03 Envolvidos não estão cientes dos desafios 1 2 2 M Ação Realizar reuniões de conscientização e engajamento com os envolvidos. ID Descrição Prob. Imp. Aval. Trat. 04 Responsabilidades não alinhadas 2 3 6 M Ação Elaborar matriz de responsabilidades para as atividades e definir as alçadas de cada envolvido no projeto. ID Descrição Prob. Imp. Aval. Trat. 05 Cancelamento/Suspensão dor projeto 2 3 6 M
  • 35. 35 Ação Estudo de viabilidade e relatórios de controle financeiro constantemente atualizados. Controle do orçamento. ID Descrição Prob. Imp. Aval. Trat. 06 Redução ou corte no orçamento 2 3 6 M Ação Levantamento e controle dos custos de projeto. Estimar 20% para cobertura de emergências. ID Descrição Prob. Imp. Aval. Trat. 07 Mudança de escopo 2 3 6 M Ação Definir e alinhar escopo com todos os envolvidos no projeto. ID Descrição Prob. Imp. Aval. Trat. 08 Tempo de projeto muito longo 3 3 9 M Ação Estimar prazo onde atividades possam ser antecipadas sem impacto financeiro e sobrecargas de trabalho. Adicionar um segundo desenvolvedor. ID Descrição Prob. Imp. Aval. Trat. 09 Atraso em atividades importantes 2 3 6 M Ação Estabelecer controles que possam ser previstos tais atrasos. Contingenciar atividades importantes em recursos. ID Descrição Prob. Imp. Aval. Trat. 10 Atraso na disponibilização de recursos e ferramentas para as equipes 2 3 6 T Ação Antecipar a aquisição de recursos fundamentais ao projeto. Acionar parceiro com a disponibilidade dos recursos necessários. ID Descrição Prob. Imp. Aval. Trat. 11 Erros de desenvolvimento detectados na fase de implantação 2 3 6 M
  • 36. 36 Ação Estabelecer um plano de testes e equipe devidamente treinada para a condução de testes no produto. ID Descrição Prob. Imp. Aval. Trat. 12 Férias para integrantes importantes da equipe 3 3 9 M Ação Contingenciar desenvolvedor, documentador, especialista banco de dados e testador. ID Descrição Prob. Imp. Aval. Trat. 13 Saída de integrantes importantes da equipe 1 3 3 M Ação Contingenciar desenvolvedor, documentador, especialista banco de dados e testador. Realizar pesquisa de clima organizacional com equipe. Fonte: Os Autores (2019). Legenda: Prob. – Probabilidade do risco Imp. – Impacto do risco Aval. – Avalição da relação probabilidade x impacto Trat. – Tratamento estratégico dado ao risco M – Mitigar risco A – Aceitar risco T – Transferir risco
  • 37. 37 12. CONSIDERAÇÕES FINAIS O presente projeto permite o desenvolvimento e implantação de um portal WEB de relacionamentos onde estão inseridos clientes, fornecedores, usuários internos e externos a companhia. Esta solução denominada “Portal WEB” proporciona à empresa SP Tecnologia SA a melhoria de seu relacionamento, assim como o controle de dados que permeiam suas demandas de atividades. A equipe de desenvolvimento buscou aplicar as melhores técnicas e práticas, para realizar uma implantação com sucesso, buscando utilizar a melhor infraestrutura disponível. Sendo essa uma Versão 1.0, existem oportunidades de melhoria no produto no que tange a performance e a usabilidade, conforme o aumento dos dados trafegados e as conexões realizadas.
  • 38. 38 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS AKABANE, G. K. Gestão estratégica da tecnologia da informação: conceitos, metodologias, planejamento e avaliações. São Paulo. Atlas. 2012. BOENTE, A. Gerenciamento e controle de projetos. Rio de Janeiro: Axcel, 2003. BORGERTH, V. M. da C. Sox: entendendo a Lei Sarbanex - Oxley: um caminho para a informação transparente. São Paulo: Cengage Learning, 2011. COMSTOR, W. Colocation e Data Center: o que é e quais as vantagens. Canal Westcon. Disponível em: <https://blogbrasil.westcon.com/colocation-data-center-o- que-e-e-quais-as-vantagens>. Acesso em: 19 mar. 2019. FERREIRA, L. Como montar uma empresa de criação de website. SEBRAE, 2011. Disponível em: <http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/ideias/como-montar- uma-empresa-de-criacao-de- website,75987a51b9105410VgnVCM1000003b74010aRCRD>. Acesso em: 20 mar. 2019. GULLIVER, A. Como instalar e configurar Oracle Database 12c. iMasters, 2013. Disponível em: <https://imasters.com.br/data/como-instalar-e-configurar-oracle- database-12c>. Acesso em: 17 mai. 2019. LAHTI, C.; PETERSON, R. Sarbanes-Oxley conformidade TI usando CobiT e ferramentas open source. Rio de Janeiro: Alta Books, 2006. MARCHETTI, A. M. Beyond Sarbanes-Oxley compliance: effective enterprise risk management. New Jersey: John Wiley & Sons, 2005. MICROSOFT .NET Framework 4. Microsoft, 2011. Disponível em: <https://www.microsoft.com/pt-br/download/details.aspx?id=17851>. Acesso em: 18 mai. 2019. MIRANDA, H. Diagrama de Contexto na coleta de requisitos. Projetos e TI, 2017. Disponível em: <https://projetoseti.com.br/diagrama-de-contexto-na-coleta-de- requisitos/>. Acesso em: 15 mar. 2019.
  • 39. 39 NEGROMONTE, E. Requisitos de sistema do Ubuntu 18.04 LTS. SempreUPdate, 2018. Disponível em: <https://sempreupdate.com.br/requisitos-de-sistema-para-do- ubuntu-18-04-lts/>. Acesso em: 18 mai. 2019. NIELSEN, J.; LORANGER, H. Usabilidade na WEB: projetando websites com qualidade. Rio de Janeiro: Campus, 2006. OFICINA, R. Servidor apache. Oficina da NET, 2010. Disponível em: <https://www.oficinadanet.com.br/artigo/405/servidor_apache>. Acesso em: 17 mai. 2019. PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE. PMBOK: guia do conjunto de conhecimentos (Guia PMBOK). São Paulo: Saraiva, 2014. REQUISITOS de sistema para o Norton 360 Versão 5.0. Norton, 2011. Disponível em: <https://support.norton.com/sp/pt/br/home/current/solutions/v52738208_EndUserProf ile_pt_br>. Acesso em: 18 mai. 2019. SIVIY, J. M.; PENN, M. L.; STODDARD, R. W. CMMI and six sigma: partners in process improvement. Upper Saddle River, NJ:Addison-Wesley, 2008. TURBAN, E.; VOLONINO, L. N. Tecnologia da Informação para Gestão: em busca do melhor desempenho estratégico e operacional. Porto Alegre: Bookman, 2013. WEILL, P.; ROSS, J. W. Governança de TI. Tecnologia da informação. São Paulo: M. Books, 2006. YIN, R. K. Estudo de Caso: Planejamento e Métodos. 5ª ed. Porto Alegre: Bookman, 2014.
  • 40. 40 APÊNDICES APÊNDICE A – Cronograma Completo Tabela 4 – Cronograma detalhado do projeto. ID Nome da tarefa Duração Início Término Predecessoras 1 Portal WEB SPTEC 480 dias Seg 01/07/19 Sex 30/04/21 2 Aceite de projeto 2 dias Seg 01/07/19 Ter 02/07/19 3 Reunião para aceite de projeto 1 dia Seg 01/07/19 Seg 01/07/19 4 Apresentar Termo de Abertura 1 dia Ter 02/07/19 Ter 02/07/19 3 5 Mapear processos 65 dias Qua 03/07/19 Ter 01/10/19 6 Lead 11 dias Qua 03/07/19 Qua 17/07/19 7 Definir participantes 1 dia Qua 03/07/19 Qua 03/07/19 4 8 Conduzir entrevistas 3 dias Qui 04/07/19 Seg 08/07/19 7 9 Reunir evidências 3 dias Ter 09/07/19 Qui 11/07/19 8 10 Analisar informações coletadas 3 dias Sex 12/07/19 Ter 16/07/19 9 11 Apresentar reporte final 1 dia Qua 17/07/19 Qua 17/07/19 10 12 Cadastro 11 dias Qui 18/07/19 Qui 01/08/19 13 Definir participantes 1 dia Qui 18/07/19 Qui 18/07/19 11 14 Conduzir entrevistas 3 dias Sex 19/07/19 Ter 23/07/19 13 15 Reunir evidências 3 dias Qua 24/07/19 Sex 26/07/19 14 16 Analisar informações coletadas 3 dias Seg 29/07/19 Qua 31/07/19 15 17 Apresentar reporte final 1 dia Qui 01/08/19 Qui 01/08/19 16 18 Compras 11 dias Sex 02/08/19 Sex 16/08/19 19 Definir participantes 1 dia Sex 02/08/19 Sex 02/08/19 17 20 Conduzir entrevistas 3 dias Seg 05/08/19 Qua 07/08/19 19 21 Reunir evidências 3 dias Qui 08/08/19 Seg 12/08/19 20
  • 41. 41 22 Analisar informações coletadas 3 dias Ter 13/08/19 Qui 15/08/19 21 23 Apresentar reporte final 1 dia Sex 16/08/19 Sex 16/08/19 22 24 Orçamento 11 dias Seg 19/08/19 Seg 02/09/19 25 Definir participantes 1 dia Seg 19/08/19 Seg 19/08/19 23 26 Conduzir entrevistas 3 dias Ter 20/08/19 Qui 22/08/19 25 27 Reunir evidências 3 dias Sex 23/08/19 Ter 27/08/19 26 28 Analisar informações coletadas 3 dias Qua 28/08/19 Sex 30/08/19 27 29 Apresentar reporte final 1 dia Seg 02/09/19 Seg 02/09/19 28 30 Suporte e Atendimento 11 dias Ter 03/09/19 Ter 17/09/19 31 Definir participantes 1 dia Ter 03/09/19 Ter 03/09/19 29 32 Conduzir entrevistas 3 dias Qua 04/09/19 Sex 06/09/19 31 33 Reunir evidências 3 dias Seg 09/09/19 Qua 11/09/19 32 34 Analisar informações coletadas 3 dias Qui 12/09/19 Seg 16/09/19 33 35 Apresentar reporte final 1 dia Ter 17/09/19 Ter 17/09/19 34 36 Elaborar documento final dos processos mapeados 10 dias Qua 18/09/19 Ter 01/10/19 35;11;17;23;29 37 Levantar requisitos 19 dias Qua 02/10/19 Seg 28/10/19 38 Levantar requisitos funcionais 5 dias Qua 02/10/19 Ter 08/10/19 36 39 Levantar requisitos não-funcionais 5 dias Qua 02/10/19 Ter 08/10/19 36 40 Documentar requisitos 10 dias Qua 09/10/19 Ter 22/10/19 39 41 Reunir com equipe 1 dia Qua 23/10/19 Qua 23/10/19 40 42 Gerar relatório final 3 dias Qui 24/10/19 Seg 28/10/19 41 43 Criar layout 23 dias Ter 29/10/19 Qui 28/11/19 44 Definir jornada do cliente 3 dias Ter 29/10/19 Qui 31/10/19 42 45 Desenhar interfaces de usuário 10 dias Sex 01/11/19 Qui 14/11/19 44 46 Definir layout dos relatórios 5 dias Sex 15/11/19 Qui 21/11/19 45 47 Definir regras de negócio 5 dias Sex 22/11/19 Qui 28/11/19 46 48 Desenvolvimento 233 dias Sex 29/11/19 Ter 20/10/20
  • 42. 42 49 Desenvolver Módulos 150 dias Sex 29/11/19 Qui 25/06/20 50 Lead 30 dias Sex 29/11/19 Qui 09/01/20 47;42 51 Cadastro 30 dias Sex 10/01/20 Qui 20/02/20 50 52 Orçamento 30 dias Sex 21/02/20 Qui 02/04/20 51 53 Compras 30 dias Sex 03/04/20 Qui 14/05/20 52 54 Suporte e Atendimento 30 dias Sex 15/05/20 Qui 25/06/20 53 55 APIs 40 dias Sex 26/06/20 Qui 20/08/20 56 Desenvolver API de integração com ERP 20 dias Sex 26/06/20 Qui 23/07/20 54 57 Desenvolver API de integração com CRM 20 dias Sex 24/07/20 Qui 20/08/20 56 58 Testes 202 dias Sex 29/11/19 Seg 07/09/20 59 Desenvolver plano de testes 15 dias Sex 29/11/19 Qui 19/12/19 47 60 Aplicar Testes 162 dias Sex 10/01/20 Seg 24/08/20 61 Testar Módulos 130 dias Sex 10/01/20 Qui 09/07/20 62 Lead 10 dias Sex 10/01/20 Qui 23/01/20 50;59 63 Cadastro 10 dias Sex 21/02/20 Qui 05/03/20 51 64 Orçamento 10 dias Sex 03/04/20 Qui 16/04/20 52 65 Compras 10 dias Sex 15/05/20 Qui 28/05/20 53 66 Suporte e Atendimento 10 dias Sex 26/06/20 Qui 09/07/20 54 67 Testar APIs 22 dias Sex 24/07/20 Seg 24/08/20 68 Testar integração com ERP 2 dias Sex 24/07/20 Seg 27/07/20 56 69 Testar integração com CRM 2 dias Sex 21/08/20 Seg 24/08/20 57 70 Elaborar relatório de erros 10 dias Ter 25/08/20 Seg 07/09/20 69 71 Aplicar correções de testes 30 dias Ter 08/09/20 Seg 19/10/20 70 72 Portal WEB SPTEC Liberado 1 dia Ter 20/10/20 Ter 20/10/20 71 73 Infraestrutura 73 dias Ter 29/10/19 Qui 06/02/20 74 Definir Requisitos Servidor de SGBD 2 dias Ter 29/10/19 Qua 30/10/19 42 75 Definir Requisitos Servidor de Aplicação 2 dias Ter 29/10/19 Qua 30/10/19 42 76 Compras 71 dias Qui 31/10/19 Qui 06/02/20
  • 43. 43 77 Aquisição de Hardware 71 dias Qui 31/10/19 Qui 06/02/20 78 Cotar Servidor de Aplicação 3 dias Qui 31/10/19 Seg 04/11/19 75 79 Cotar Servidor de SGBD 3 dias Qui 31/10/19 Seg 04/11/19 74 80 Elaborar proposta de aquisição 3 dias Ter 05/11/19 Qui 07/11/19 78;79 81 Solicitar aprovação para compra 1 dia Sex 08/11/19 Sex 08/11/19 80 82 Emitir ordem de compra 1 dia Qui 14/11/19 Qui 14/11/19 81TI+3 dias 83 Receber equipamentos 60 dias Sex 15/11/19 Qui 06/02/20 82 84 Aquisição de Software 71 dias Qui 31/10/19 Qui 06/02/20 85 Cotar Sistema de Banco de Dados e Licenças 3 dias Qui 31/10/19 Seg 04/11/19 74 86 Cotar Licença para Sistema Operacional 3 dias Qui 31/10/19 Seg 04/11/19 74 87 Elaborar proposta de aquisição 3 dias Ter 05/11/19 Qui 07/11/19 86 88 Solicitar aprovação para compra 1 dia Sex 08/11/19 Sex 08/11/19 87 89 Emitir ordem de compra 1 dia Qui 14/11/19 Qui 14/11/19 88TI+3 dias 90 Receber Softwares e Licenças 60 dias Sex 15/11/19 Qui 06/02/20 89 91 Implantar Portal WEB SPTEC 222 dias Sex 07/02/20 Seg 14/12/20 92 Instalar estrutura física e lógica 186 dias Sex 07/02/20 Sex 23/10/20 93 Instalar Servidores 1 dia Sex 07/02/20 Sex 07/02/20 94 Instalar fisicamente Servidor de Aplicação 1 dia Sex 07/02/20 Sex 07/02/20 83 95 Instalar fisicamente Servidor de Banco de Dados 1 dia Sex 07/02/20 Sex 07/02/20 83 96 Preparar Servidor de Aplicação 3 dias Seg 10/02/20 Qua 12/02/20 94 97 Preparar Servidor de SGBD 3 dias Seg 10/02/20 Qua 12/02/20 95 98 Instalar Aplicação Portal WEB SPTEC 3 dias Qua 21/10/20 Sex 23/10/20 96;72 99 Instalar Banco de Dados 3 dias Qua 21/10/20 Sex 23/10/20 97;72 100 Configurar Banco de Dados 4 dias Seg 26/10/20 Qui 29/10/20 99 101 Configurar Aplicação Portal WEB SPTEC 4 dias Seg 26/10/20 Qui 29/10/20 98 102 Integração 3 dias Sex 30/10/20 Ter 03/11/20
  • 44. 44 103 Parametrizar integração com ERP 3 dias Sex 30/10/20 Ter 03/11/20 101 104 Parametrizar integração com CRM 3 dias Sex 30/10/20 Ter 03/11/20 101 105 Testar Acesso ao Portal WEB SPTEC 4 dias Qua 04/11/20 Seg 09/11/20 104;103 106 Validar Módulos 25 dias Ter 10/11/20 Seg 14/12/20 107 Validar Prospecção ou Lead 5 dias Ter 10/11/20 Seg 16/11/20 105 108 Validar Cadastro 5 dias Ter 17/11/20 Seg 23/11/20 107 109 Validar Orçamento 5 dias Ter 24/11/20 Seg 30/11/20 108 110 validar Compras 5 dias Ter 01/12/20 Seg 07/12/20 109 111 Validar Suporte e Atendimento 5 dias Ter 08/12/20 Seg 14/12/20 110 112 Marketing 412 dias Ter 02/07/19 Qua 27/01/21 113 Definir estratégia de Marketing 4 dias Ter 02/07/19 Sex 05/07/19 3 114 Planejar estratégia de Marketing 10 dias Seg 08/07/19 Sex 19/07/19 113 115 Definir metas de crescimento 5 dias Seg 22/07/19 Sex 26/07/19 114 116 Alinhar metas com objetivos estratégicos 5 dias Seg 29/07/19 Sex 02/08/19 115 117 Levantar orçamento para marketing 7 dias Seg 05/08/19 Ter 13/08/19 116 118 Executar estratégia de marketing 30 dias Qui 17/12/20 Qua 27/01/21 111TI+2 dias 119 Documentação 90 dias Ter 15/12/20 Seg 19/04/21 120 Diagramar os processos dos módulos 30 dias Ter 15/12/20 Seg 25/01/21 111 121 Elaborar manual do usuário 30 dias Ter 26/01/21 Seg 08/03/21 120 122 Elaborar manual para manutenção 30 dias Ter 09/03/21 Seg 19/04/21 121 123 Capacitação 8 dias Ter 20/04/21 Qui 29/04/21 124 Treinar Equipe de Atendimento 3 dias Ter 20/04/21 Qui 22/04/21 122 125 Treinar Cliente Piloto 3 dias Ter 27/04/21 Qui 29/04/21 124TI+2 dias 126 Encerramento 1 dia Sex 30/04/21 Sex 30/04/21 127 Entrega do Projeto 1 dia Sex 30/04/21 Sex 30/04/21 125 Fonte: Os Autores (2019).