SlideShare uma empresa Scribd logo
É conjunto de princípios e teorias políticas que apresenta
   como ponto principal a defesa da liberdade política e
econômica. Neste sentido, os liberais são contrários ao forte
  controle do Estado na economia e na vida das pessoas.

 Princípios básicos do liberalismo:
     Defesa da propriedade privada;
     Liberdade econômica (livre mercado);
     Mínima participação do Estado nos assuntos
    econômicos da nação (governo limitado);
     Igualdade perante a lei (estado de direito);
...ocorreram no que diz respeito a moda.
      A sociedade havia mudado e, com a
  industrialização, a ascensão da burguesia
ficou evidente, assim os ideais aristocráticos
          foram sendo desvalorizados.



                            Os primeiros sinais de mudança
                         aconteciam no modo de vestir-se das
                        pessoas. As perucas brancas e vestidos
                          rendados volumosos davam lugar a
                         pequenos chapéus, vestidos sóbrios,
                         casacas e cartolas. Assim burgueses
                                igualavam-se a nobres.
• O povo guiado pelos ideais de liberdade,
 consciência e autodeterminação pressiona as
 autoridades para anular as constituições antidemocráticas
 e os privilégios do clero e dos nobres.
       • Vários movimentos revolucionários eclodem em
 toda a Europa, entre 1820 e 1830.
       • Parte da burguesia, trabalhadores, intelectuais,
estudantes e profissionais liberais compõem o grupo de
revoltosos que reivindicava o fim das monarquias
absolutistas.
       • Apesar da repressão e perseguição dos
  conservadores      (Santa     Aliança), muitos   desses
  movimentos conseguiram promover mudanças no
  cenário político-social europeu.
Nesse contexto ainda surge
 um movimento que defendia a
  união de povos que tivessem
etnia, língua, história e cultura
              em comum, o que
      acabou transformando os
     antigos Impérios em novos
   países a partir da unificação
            das nacionalidades.
Por volta de 1820, a classe
média espanhola e um grupo
  de jovens e intelectuais
desaprovaram o reinado de
 Fernando VII, que aboliu a
Constituição de 1812, após
    ter jurado aceitá-la.




                               Fernando VII
Entre 1815 e 18570, ocorre na
                       um movimento liderado por
                        Giuseppe Garibaldi, que
                     buscava a unificação da Itália
                        sob um mesmo governo.
                            Conhecido como
                      Ressurgimento, esse levante
                       também é considerado de
                          caráter nacionalista.

Giuseppe Garibaldi
Na Rússia, os ideais
  liberalistas começaram a ser
empregados pelo exército, que
desejava ter a mesma liberdade
 dos militares de outras regiões
     da Europa e era contra o
 despotismo do Czar Nicolau I.
      Os participantes desse
movimento ficaram conhecidos
      como os Dezembristas.

                                   Nicolau I da Rússia
Entre 1821 e 1829, ocorre a
                   Revolução Grega, uma guerra
                   promovida pelos gregos com o
                       intuito de conquistar a
                independência da Grécia contra o
                Império Otomano. Doutrinada por
                   Rigas Feraios e liderado pelos
                    gregos, a independência foi
                 finalmente garantida por meio do
                   Tratado de Constantinopla, em
                            julho de 1832.

Rigas Feraios
Em 1830, ocorre uma insurreição
da burguesia e dos trabalhadores
  contra o governo autoritário de
Carlos X, que administrava o país
   empregando uma censura e
   impondo leis sem consultar o
Parlamento. Devido à insistência
    das manifestações, o rei foi
derrubado. Luis Filipe assumiu o
trono e os Bourbons deram lugar
           aos Orléans.
                                    Carlos X da França
Em 1831, D. Pedro I abdica
                do trono de imperador em
               conseqüência da oposição
                 gerada a partir de vários
                movimentos populares de
              caráter liberal, em relação à
              sua administração autoritária
                   e a crise econômica
                      generalizada.


Dom Pedro I
Na Suíça eclode uma guerra civil que tem como
 resultados uma serie de reformas políticas, como a
 ampliação do direito ao voto e o estabelecimento da
       igualdade de direitos entre os cidadãos.




Reagindo à dominação holandesa, em 1830, ocorre uma
    revolução da população belga, com o intuito de
 conseguir sua independência, a qual foi proclamada e
    aceita na Confederação de Londres, em 1831.
 Carlos Henrique - nº 9
 Indira Barros - nº 18
 Layane Reis - nº 22
 Lucas Pereira - nº 27
 Marcos Patrício - nº 28
 Mônica Alves - nº 31
 Weslanya Fernandes - nº 38




                                           Colégio Diocesano
                          História – Professora Patrícia Prado

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Revolução liberal portuguesa 1820
Revolução liberal portuguesa 1820Revolução liberal portuguesa 1820
Revolução liberal portuguesa 1820
roxy2011
 
Revolução liberal 1820
Revolução liberal 1820Revolução liberal 1820
Revolução liberal 1820
JoanaRitaSilva
 
1.1.a europa do século xix
1.1.a europa do século xix1.1.a europa do século xix
1.1.a europa do século xix
valdeck1
 
A RevoluçãO Liberal De 1820
A RevoluçãO Liberal De 1820A RevoluçãO Liberal De 1820
A RevoluçãO Liberal De 1820
jdlimaaear
 
As revoluções de 1830 e 1848
As revoluções de 1830 e 1848As revoluções de 1830 e 1848
As revoluções de 1830 e 1848
Wilton Moretto
 
A difícil implantação do liberalismo em portugal
A difícil implantação do liberalismo em portugalA difícil implantação do liberalismo em portugal
A difícil implantação do liberalismo em portugal
Eduardo Sousa
 
Revoluções Liberais Séc XIX
Revoluções Liberais Séc XIXRevoluções Liberais Séc XIX
Revoluções Liberais Séc XIX
dmflores21
 
Revolução liberal portuguesa
Revolução liberal portuguesaRevolução liberal portuguesa
Revolução liberal portuguesa
cattonia
 
Revolução liberal portuguesa
Revolução liberal portuguesaRevolução liberal portuguesa
Revolução liberal portuguesa
josepinho
 
Congresso de viena 2020
Congresso de viena 2020Congresso de viena 2020
Guerra civil portuguesa
Guerra civil portuguesaGuerra civil portuguesa
Guerra civil portuguesa
13_ines_silva
 
Revoluções Liberais
Revoluções LiberaisRevoluções Liberais
Revoluções Liberais
Carlos Vieira
 
A revolução liberal portuguesa. raquel
A revolução liberal portuguesa. raquelA revolução liberal portuguesa. raquel
A revolução liberal portuguesa. raquel
ceufaias
 
Revolução liberal do Porto - Altair Aguilar.
Revolução liberal do Porto -  Altair Aguilar.Revolução liberal do Porto -  Altair Aguilar.
Revolução liberal do Porto - Altair Aguilar.
Altair Moisés Aguilar
 
A guerra civil
A guerra civilA guerra civil
A guerra civil
Eduardo Sousa
 
A guerra civil entre d. pedro e d. miguel compatível
A guerra civil entre d. pedro e d. miguel   compatívelA guerra civil entre d. pedro e d. miguel   compatível
A guerra civil entre d. pedro e d. miguel compatível
Anabela Sobral
 
Revolução americana
Revolução americanaRevolução americana
Revolução americana
Susana Simões
 
Revoluções liberais de 1830 e 1848
Revoluções liberais de 1830 e 1848Revoluções liberais de 1830 e 1848
Revoluções liberais de 1830 e 1848
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
A reacção absolutista
A reacção absolutistaA reacção absolutista
A reacção absolutista
Carla Teixeira
 
As revoluções liberais na europa no século xix
As revoluções liberais na europa no século xixAs revoluções liberais na europa no século xix
As revoluções liberais na europa no século xix
Nelia Salles Nantes
 

Mais procurados (20)

Revolução liberal portuguesa 1820
Revolução liberal portuguesa 1820Revolução liberal portuguesa 1820
Revolução liberal portuguesa 1820
 
Revolução liberal 1820
Revolução liberal 1820Revolução liberal 1820
Revolução liberal 1820
 
1.1.a europa do século xix
1.1.a europa do século xix1.1.a europa do século xix
1.1.a europa do século xix
 
A RevoluçãO Liberal De 1820
A RevoluçãO Liberal De 1820A RevoluçãO Liberal De 1820
A RevoluçãO Liberal De 1820
 
As revoluções de 1830 e 1848
As revoluções de 1830 e 1848As revoluções de 1830 e 1848
As revoluções de 1830 e 1848
 
A difícil implantação do liberalismo em portugal
A difícil implantação do liberalismo em portugalA difícil implantação do liberalismo em portugal
A difícil implantação do liberalismo em portugal
 
Revoluções Liberais Séc XIX
Revoluções Liberais Séc XIXRevoluções Liberais Séc XIX
Revoluções Liberais Séc XIX
 
Revolução liberal portuguesa
Revolução liberal portuguesaRevolução liberal portuguesa
Revolução liberal portuguesa
 
Revolução liberal portuguesa
Revolução liberal portuguesaRevolução liberal portuguesa
Revolução liberal portuguesa
 
Congresso de viena 2020
Congresso de viena 2020Congresso de viena 2020
Congresso de viena 2020
 
Guerra civil portuguesa
Guerra civil portuguesaGuerra civil portuguesa
Guerra civil portuguesa
 
Revoluções Liberais
Revoluções LiberaisRevoluções Liberais
Revoluções Liberais
 
A revolução liberal portuguesa. raquel
A revolução liberal portuguesa. raquelA revolução liberal portuguesa. raquel
A revolução liberal portuguesa. raquel
 
Revolução liberal do Porto - Altair Aguilar.
Revolução liberal do Porto -  Altair Aguilar.Revolução liberal do Porto -  Altair Aguilar.
Revolução liberal do Porto - Altair Aguilar.
 
A guerra civil
A guerra civilA guerra civil
A guerra civil
 
A guerra civil entre d. pedro e d. miguel compatível
A guerra civil entre d. pedro e d. miguel   compatívelA guerra civil entre d. pedro e d. miguel   compatível
A guerra civil entre d. pedro e d. miguel compatível
 
Revolução americana
Revolução americanaRevolução americana
Revolução americana
 
Revoluções liberais de 1830 e 1848
Revoluções liberais de 1830 e 1848Revoluções liberais de 1830 e 1848
Revoluções liberais de 1830 e 1848
 
A reacção absolutista
A reacção absolutistaA reacção absolutista
A reacção absolutista
 
As revoluções liberais na europa no século xix
As revoluções liberais na europa no século xixAs revoluções liberais na europa no século xix
As revoluções liberais na europa no século xix
 

Destaque

Fichamento ELLEN WOORTMANN complementaridade e dependência. espaço, tempo e g...
Fichamento ELLEN WOORTMANN complementaridade e dependência. espaço, tempo e g...Fichamento ELLEN WOORTMANN complementaridade e dependência. espaço, tempo e g...
Fichamento ELLEN WOORTMANN complementaridade e dependência. espaço, tempo e g...
Monica Alves
 
Slide historia
Slide historiaSlide historia
Slide historia
Monica Alves
 
Somos todos Inocentes - OG Rego
Somos todos Inocentes - OG Rego Somos todos Inocentes - OG Rego
Somos todos Inocentes - OG Rego
Monica Alves
 
O conde de monte cristo
O conde de monte cristoO conde de monte cristo
O conde de monte cristo
Monica Alves
 
Civilização Persa
Civilização PersaCivilização Persa
Civilização Persa
Monica Alves
 
Afeganistão
AfeganistãoAfeganistão
Afeganistão
Monica Alves
 
Puberdade .pptx;d
Puberdade .pptx;dPuberdade .pptx;d
Puberdade .pptx;d
Monica Alves
 
A ciencia através dos tempos
A ciencia através dos temposA ciencia através dos tempos
A ciencia através dos tempos
Monica Alves
 
Solar mango corporate presentation
Solar mango   corporate presentationSolar mango   corporate presentation
Solar mango corporate presentation
Anjali Khandelwal
 

Destaque (9)

Fichamento ELLEN WOORTMANN complementaridade e dependência. espaço, tempo e g...
Fichamento ELLEN WOORTMANN complementaridade e dependência. espaço, tempo e g...Fichamento ELLEN WOORTMANN complementaridade e dependência. espaço, tempo e g...
Fichamento ELLEN WOORTMANN complementaridade e dependência. espaço, tempo e g...
 
Slide historia
Slide historiaSlide historia
Slide historia
 
Somos todos Inocentes - OG Rego
Somos todos Inocentes - OG Rego Somos todos Inocentes - OG Rego
Somos todos Inocentes - OG Rego
 
O conde de monte cristo
O conde de monte cristoO conde de monte cristo
O conde de monte cristo
 
Civilização Persa
Civilização PersaCivilização Persa
Civilização Persa
 
Afeganistão
AfeganistãoAfeganistão
Afeganistão
 
Puberdade .pptx;d
Puberdade .pptx;dPuberdade .pptx;d
Puberdade .pptx;d
 
A ciencia através dos tempos
A ciencia através dos temposA ciencia através dos tempos
A ciencia através dos tempos
 
Solar mango corporate presentation
Solar mango   corporate presentationSolar mango   corporate presentation
Solar mango corporate presentation
 

Semelhante a Historia

A Era das Revoluções
A Era das RevoluçõesA Era das Revoluções
A Era das Revoluções
Paulo Alexandre
 
revolucoes-atecomunismo-110713164905-phpapp02 (1).ppt
revolucoes-atecomunismo-110713164905-phpapp02 (1).pptrevolucoes-atecomunismo-110713164905-phpapp02 (1).ppt
revolucoes-atecomunismo-110713164905-phpapp02 (1).ppt
ADILSONRODRIGUESDASI5
 
A social democracia é a solução para o fracasso do liberalismo, do socialismo...
A social democracia é a solução para o fracasso do liberalismo, do socialismo...A social democracia é a solução para o fracasso do liberalismo, do socialismo...
A social democracia é a solução para o fracasso do liberalismo, do socialismo...
Fernando Alcoforado
 
A miopia da esquerda brasileira
A miopia da esquerda brasileiraA miopia da esquerda brasileira
A miopia da esquerda brasileira
CIRINEU COSTA
 
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDO
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDOA GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDO
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDO
Fernando Alcoforado
 
Revoluções de 1830 e 1848 - Professor Marsellus.pptx
Revoluções de 1830 e 1848 - Professor Marsellus.pptxRevoluções de 1830 e 1848 - Professor Marsellus.pptx
Revoluções de 1830 e 1848 - Professor Marsellus.pptx
Marsellus Cardousous
 
Primavera dos Povos
Primavera dos PovosPrimavera dos Povos
Primavera dos Povos
Raphaelly Fernandes
 
Revolução francesa 2
Revolução francesa  2Revolução francesa  2
Revolução francesa 2
Zeze Silva
 
Apostila 2ª fase - Sagrado
Apostila 2ª fase - SagradoApostila 2ª fase - Sagrado
Apostila 2ª fase - Sagrado
jorgeccpeixoto
 
11 Ha M5 u3
11 Ha M5 u311 Ha M5 u3
11 Ha M5 u3
Carla Freitas
 
A grande revolução francesa
A grande revolução francesaA grande revolução francesa
A grande revolução francesa
Fernando Alcoforado
 
Unidade 6 revoluções e estados_liberais_e_conservadores
Unidade 6 revoluções e estados_liberais_e_conservadoresUnidade 6 revoluções e estados_liberais_e_conservadores
Unidade 6 revoluções e estados_liberais_e_conservadores
Vítor Santos
 
A REVOLUÇÃO FRANCESA
A REVOLUÇÃO FRANCESAA REVOLUÇÃO FRANCESA
A REVOLUÇÃO FRANCESA
Paulo Alexandre
 
A era das revoluções
A era das  revoluçõesA era das  revoluções
A era das revoluções
Monique Rodrigues
 
A onda revolucionária
A onda revolucionáriaA onda revolucionária
A onda revolucionária
Marlon Barros Cardozo
 
Ideologias do século xix
Ideologias do século xixIdeologias do século xix
Ideologias do século xix
profmarloncardozo
 
Revolução liberal 1820
Revolução liberal 1820Revolução liberal 1820
Revolução liberal 1820
José Palma
 
Cap. 16 iluminismo
Cap. 16 iluminismoCap. 16 iluminismo
Cap. 16 iluminismo
Gustavo Cuin
 
Iluminismo e Revolução Francesa
Iluminismo e Revolução FrancesaIluminismo e Revolução Francesa
Iluminismo e Revolução Francesa
Paulo Alexandre
 
Revoluções de 1830 e 1848 2020
Revoluções de 1830 e 1848 2020Revoluções de 1830 e 1848 2020
Revoluções de 1830 e 1848 2020
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 

Semelhante a Historia (20)

A Era das Revoluções
A Era das RevoluçõesA Era das Revoluções
A Era das Revoluções
 
revolucoes-atecomunismo-110713164905-phpapp02 (1).ppt
revolucoes-atecomunismo-110713164905-phpapp02 (1).pptrevolucoes-atecomunismo-110713164905-phpapp02 (1).ppt
revolucoes-atecomunismo-110713164905-phpapp02 (1).ppt
 
A social democracia é a solução para o fracasso do liberalismo, do socialismo...
A social democracia é a solução para o fracasso do liberalismo, do socialismo...A social democracia é a solução para o fracasso do liberalismo, do socialismo...
A social democracia é a solução para o fracasso do liberalismo, do socialismo...
 
A miopia da esquerda brasileira
A miopia da esquerda brasileiraA miopia da esquerda brasileira
A miopia da esquerda brasileira
 
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDO
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDOA GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDO
A GRANDE REVOLUÇÃO FRANCESA QUE MUDOU O MUNDO
 
Revoluções de 1830 e 1848 - Professor Marsellus.pptx
Revoluções de 1830 e 1848 - Professor Marsellus.pptxRevoluções de 1830 e 1848 - Professor Marsellus.pptx
Revoluções de 1830 e 1848 - Professor Marsellus.pptx
 
Primavera dos Povos
Primavera dos PovosPrimavera dos Povos
Primavera dos Povos
 
Revolução francesa 2
Revolução francesa  2Revolução francesa  2
Revolução francesa 2
 
Apostila 2ª fase - Sagrado
Apostila 2ª fase - SagradoApostila 2ª fase - Sagrado
Apostila 2ª fase - Sagrado
 
11 Ha M5 u3
11 Ha M5 u311 Ha M5 u3
11 Ha M5 u3
 
A grande revolução francesa
A grande revolução francesaA grande revolução francesa
A grande revolução francesa
 
Unidade 6 revoluções e estados_liberais_e_conservadores
Unidade 6 revoluções e estados_liberais_e_conservadoresUnidade 6 revoluções e estados_liberais_e_conservadores
Unidade 6 revoluções e estados_liberais_e_conservadores
 
A REVOLUÇÃO FRANCESA
A REVOLUÇÃO FRANCESAA REVOLUÇÃO FRANCESA
A REVOLUÇÃO FRANCESA
 
A era das revoluções
A era das  revoluçõesA era das  revoluções
A era das revoluções
 
A onda revolucionária
A onda revolucionáriaA onda revolucionária
A onda revolucionária
 
Ideologias do século xix
Ideologias do século xixIdeologias do século xix
Ideologias do século xix
 
Revolução liberal 1820
Revolução liberal 1820Revolução liberal 1820
Revolução liberal 1820
 
Cap. 16 iluminismo
Cap. 16 iluminismoCap. 16 iluminismo
Cap. 16 iluminismo
 
Iluminismo e Revolução Francesa
Iluminismo e Revolução FrancesaIluminismo e Revolução Francesa
Iluminismo e Revolução Francesa
 
Revoluções de 1830 e 1848 2020
Revoluções de 1830 e 1848 2020Revoluções de 1830 e 1848 2020
Revoluções de 1830 e 1848 2020
 

Historia

  • 1.
  • 2. É conjunto de princípios e teorias políticas que apresenta como ponto principal a defesa da liberdade política e econômica. Neste sentido, os liberais são contrários ao forte controle do Estado na economia e na vida das pessoas. Princípios básicos do liberalismo:  Defesa da propriedade privada;  Liberdade econômica (livre mercado);  Mínima participação do Estado nos assuntos econômicos da nação (governo limitado);  Igualdade perante a lei (estado de direito);
  • 3. ...ocorreram no que diz respeito a moda. A sociedade havia mudado e, com a industrialização, a ascensão da burguesia ficou evidente, assim os ideais aristocráticos foram sendo desvalorizados. Os primeiros sinais de mudança aconteciam no modo de vestir-se das pessoas. As perucas brancas e vestidos rendados volumosos davam lugar a pequenos chapéus, vestidos sóbrios, casacas e cartolas. Assim burgueses igualavam-se a nobres.
  • 4. • O povo guiado pelos ideais de liberdade, consciência e autodeterminação pressiona as autoridades para anular as constituições antidemocráticas e os privilégios do clero e dos nobres. • Vários movimentos revolucionários eclodem em toda a Europa, entre 1820 e 1830. • Parte da burguesia, trabalhadores, intelectuais, estudantes e profissionais liberais compõem o grupo de revoltosos que reivindicava o fim das monarquias absolutistas. • Apesar da repressão e perseguição dos conservadores (Santa Aliança), muitos desses movimentos conseguiram promover mudanças no cenário político-social europeu.
  • 5. Nesse contexto ainda surge um movimento que defendia a união de povos que tivessem etnia, língua, história e cultura em comum, o que acabou transformando os antigos Impérios em novos países a partir da unificação das nacionalidades.
  • 6.
  • 7. Por volta de 1820, a classe média espanhola e um grupo de jovens e intelectuais desaprovaram o reinado de Fernando VII, que aboliu a Constituição de 1812, após ter jurado aceitá-la. Fernando VII
  • 8. Entre 1815 e 18570, ocorre na um movimento liderado por Giuseppe Garibaldi, que buscava a unificação da Itália sob um mesmo governo. Conhecido como Ressurgimento, esse levante também é considerado de caráter nacionalista. Giuseppe Garibaldi
  • 9. Na Rússia, os ideais liberalistas começaram a ser empregados pelo exército, que desejava ter a mesma liberdade dos militares de outras regiões da Europa e era contra o despotismo do Czar Nicolau I. Os participantes desse movimento ficaram conhecidos como os Dezembristas. Nicolau I da Rússia
  • 10. Entre 1821 e 1829, ocorre a Revolução Grega, uma guerra promovida pelos gregos com o intuito de conquistar a independência da Grécia contra o Império Otomano. Doutrinada por Rigas Feraios e liderado pelos gregos, a independência foi finalmente garantida por meio do Tratado de Constantinopla, em julho de 1832. Rigas Feraios
  • 11. Em 1830, ocorre uma insurreição da burguesia e dos trabalhadores contra o governo autoritário de Carlos X, que administrava o país empregando uma censura e impondo leis sem consultar o Parlamento. Devido à insistência das manifestações, o rei foi derrubado. Luis Filipe assumiu o trono e os Bourbons deram lugar aos Orléans. Carlos X da França
  • 12. Em 1831, D. Pedro I abdica do trono de imperador em conseqüência da oposição gerada a partir de vários movimentos populares de caráter liberal, em relação à sua administração autoritária e a crise econômica generalizada. Dom Pedro I
  • 13. Na Suíça eclode uma guerra civil que tem como resultados uma serie de reformas políticas, como a ampliação do direito ao voto e o estabelecimento da igualdade de direitos entre os cidadãos. Reagindo à dominação holandesa, em 1830, ocorre uma revolução da população belga, com o intuito de conseguir sua independência, a qual foi proclamada e aceita na Confederação de Londres, em 1831.
  • 14.
  • 15.
  • 16.  Carlos Henrique - nº 9  Indira Barros - nº 18  Layane Reis - nº 22  Lucas Pereira - nº 27  Marcos Patrício - nº 28  Mônica Alves - nº 31  Weslanya Fernandes - nº 38 Colégio Diocesano História – Professora Patrícia Prado