Malba Tahane oDia daMatemática
Júlio César deMello e Souzapseudônimo:Malba Tahannascido em 06 de maiode 1895 no Rio deJaneiro e criado emQueluz, em São P...
Foi Aluno do Colégio Pedro II e da Escola Polythecnica doRio de Janeiro. Formou-se como professor na Escola Normale em Eng...
Lecionou em diversosestabelecimentos como oColégio Pedro II, aEscola Normal e naFaculdade de Arquitetura daUniversidade Fe...
Julio César deMello eSouza, escreveualguns livros didáticosde matemática e oDicionário Curiosoe Recreativo daMatemática.
Criou para si opseudônimo MalbaTahan, por meio doqual publicouinúmeros livros derecreaçãomatemática, fábulase lendas passa...
A obra mais conhecida deMalba Tahan é o Homemque Calculava publicado em várias línguas.
Problema dos 35camelosPartilha de 35 camelos entre 3 irmãos sendoque o mais velho deveria receber a metade, oo irmão do me...
Juntando um camelo a mais aos 35 que já haviam, ficandocom portanto com 36 camelos a partilha foi feita daseguinte maneira...
— Pela vantajosa divisão feita entre os irmãoNamir — partilha em que todos três saíramlucrando — couberam 18 camelos ao pr...
Júlio César escreveu ao longo de sua vidacerca de 120 livros de matemáticarecreativa, didática da matemática, história dam...
Durante muitosanos o públicoacreditou queJulio Cesare MalbaTahan fossemduas pessoasdiferentes.
Quando Julio Cesar de Mello e Souza criou opseudônimo Malba Tahan, não queria apenas criarum pseudônimo, mas fazer com que...
Júlio Cesar também colaborou em diversosperiódicos, entre os quais se destacam “OImparcial”, “O Jornal”, “Correio deManhã”...
Suas obras antecipam muitas ideias hoje conhecidaspelos professores de Matemática como a Resolução deProblemas, a importân...
Monumento àMatemáticaMonumento construído por iniciativa do Prefeito Dr. Carlos Moacyr deFaria Souto, na confluência das a...
O monumento é constituído por duas pirâmides hexagonaisentrelaçadas. Nas faces superiores, estão gravados osprincipais sím...
O Prefeitoprocurou JúlioCésar de Melloe Souza (MalbaTahan), quepromoveu, entreseus alunos, umconcurso para aescolha do mel...
( 1895 - 1974 )Julio Cesar faleceu emRecife no dia 18 de Junhode 1974 vítima de umataque cardíaco.
Dia da Matemática06 de maio
LEI Nº 2501, DE 29 DE DEZEMBRO DE 1995.INSTITUI NO CALENDÁRIO OFICIAL DO ESTADO DO RIO DEJANEIRO, O DIA DA MATEMÁTICA.O Go...
Compilação do texto, Montagem e Fotos Monumento da MatemáticaFlávia SoaresTexto e imagenshttp://www.malbatahan.com.br
Malba tahan e o dia da matemática
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Malba tahan e o dia da matemática

1.740 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

Malba tahan e o dia da matemática

  1. 1. Malba Tahane oDia daMatemática
  2. 2. Júlio César deMello e Souzapseudônimo:Malba Tahannascido em 06 de maiode 1895 no Rio deJaneiro e criado emQueluz, em São Paulo
  3. 3. Foi Aluno do Colégio Pedro II e da Escola Polythecnica doRio de Janeiro. Formou-se como professor na Escola Normale em Engenharia Civil pela Universidade do Brasil.
  4. 4. Lecionou em diversosestabelecimentos como oColégio Pedro II, aEscola Normal e naFaculdade de Arquitetura daUniversidade Federal doRio de Janeiro.
  5. 5. Julio César deMello eSouza, escreveualguns livros didáticosde matemática e oDicionário Curiosoe Recreativo daMatemática.
  6. 6. Criou para si opseudônimo MalbaTahan, por meio doqual publicouinúmeros livros derecreaçãomatemática, fábulase lendas passadas noOriente.
  7. 7. A obra mais conhecida deMalba Tahan é o Homemque Calculava publicado em várias línguas.
  8. 8. Problema dos 35camelosPartilha de 35 camelos entre 3 irmãos sendoque o mais velho deveria receber a metade, oo irmão do meio a terça parte o mais moço, anona parte.Como dividir dessa forma 35 camelos sendoque a metade de 35 é 17 e meio e terça parte ea nona parte de 35 também não são exatas?
  9. 9. Juntando um camelo a mais aos 35 que já haviam, ficandocom portanto com 36 camelos a partilha foi feita daseguinte maneira:— Ao mais velho caberia a metade de 35, isto é, 17 emeio. Com 36 camelos, recebeu 18 e nada poderiareclamar.— Ao segundo irmão, caberia receber um terço de35, isto é, 11 e pouco. Com 36 camelos, passou a receberum terço de 36, isto é, 12.—O mais moço deverias receber uma nona parte de35, isto é, 3 e tanto. Recebeu 4.
  10. 10. — Pela vantajosa divisão feita entre os irmãoNamir — partilha em que todos três saíramlucrando — couberam 18 camelos ao primeiro, 12ao segundo e 4 ao terceiro, o que dá um resultado(18+12+4) de 34 camelos. Dos 36camelos, sobram, portanto, dois. Umpertence, como sabem, ao bagdali, meu amigo ecompanheiro, outro toca por direito a mim, por terresolvido, a contento de todos, o complicadoproblema de herança!
  11. 11. Júlio César escreveu ao longo de sua vidacerca de 120 livros de matemáticarecreativa, didática da matemática, história damatemática e ficção infanto-juvenil, tendopublicado com seu nome verdadeiro ou sobpseudônimo.
  12. 12. Durante muitosanos o públicoacreditou queJulio Cesare MalbaTahan fossemduas pessoasdiferentes.
  13. 13. Quando Julio Cesar de Mello e Souza criou opseudônimo Malba Tahan, não queria apenas criarum pseudônimo, mas fazer com que ele parecessereal, como se houvesse realmente existido uma pessoacom esse nome. Passou então a estudar a cultura e alíngua árabes, para que pudesse inventar a biografia deMalba Tahan e para que seus contos árabes fossemconvincentes em termos de estilo, linguagem eambientação.Júlio Cesar nunca saiu do Brasil.
  14. 14. Júlio Cesar também colaborou em diversosperiódicos, entre os quais se destacam “OImparcial”, “O Jornal”, “Correio deManhã”, “A Noite”, “O Cruzeiro”, “NoiteIlustrada” e no “Tico-Tico”.Até falecer, mantinha uma coluna diária no jornal“Última Hora”, denominada “MatemáticaRecreativa”.
  15. 15. Suas obras antecipam muitas ideias hoje conhecidaspelos professores de Matemática como a Resolução deProblemas, a importância do Laboratório deMatemática, o uso de jogos e recreaçõesmatemáticas, entre tantas outras. Faz críticas ao excessode algebrismo na Matemática e deixa inúmerosconselhos sobre a ética do professor e sobre o ensinode Matemática .
  16. 16. Monumento àMatemáticaMonumento construído por iniciativa do Prefeito Dr. Carlos Moacyr deFaria Souto, na confluência das avenidas Presidente Sodré e Frei Tomás,com frente voltada para a praça Rui Barbosa
  17. 17. O monumento é constituído por duas pirâmides hexagonaisentrelaçadas. Nas faces superiores, estão gravados osprincipais símbolos e sinais matemáticos. As pirâmides, sobretrês discos circulares sobrepostas, estão cercadassimbolicamente, por três figuras geométricas: uma esfera, umcone e um cilindro.Foram gravadas váriasfigurasgeométricas, quelembram capítulosimportantes, conceitosou teoriasfamosas, pensamentosque exaltam aMatemática e nomesde celebridades, emcinco faces.
  18. 18. O Prefeitoprocurou JúlioCésar de Melloe Souza (MalbaTahan), quepromoveu, entreseus alunos, umconcurso para aescolha do melhorprojeto.O concurso foirealizado entre osacadêmicos dearquitetura e oprêmio oferecidopela Prefeitura deItaocara foi aquantia dequinhentos milréis.O vencedor foi Godofredo Formenti e seuconstrutor, o Sr. Italarico Alves, residenteem Itaocara.
  19. 19. ( 1895 - 1974 )Julio Cesar faleceu emRecife no dia 18 de Junhode 1974 vítima de umataque cardíaco.
  20. 20. Dia da Matemática06 de maio
  21. 21. LEI Nº 2501, DE 29 DE DEZEMBRO DE 1995.INSTITUI NO CALENDÁRIO OFICIAL DO ESTADO DO RIO DEJANEIRO, O DIA DA MATEMÁTICA.O Governador do Estado do Rio de Janeiro,Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eusanciono a seguinte Lei:Art. 1º - Fica instituído e incluído no Calendário Oficial do Estado do Rio o DIADA MATEMÁTICA.Parágrafo único - O Dia da Matemática será comemorado, anualmente, no dia06 de maio, data de nascimento do escritor, educador e matemático MALBATAHAN.Art. 2º - O Poder Executivo, através das Secretarias de Estado de Educação e deCultura e Esporte, incentivará a promoção de atividades alusivas àdata, homenageando a maior expressão do binômio “Ciência-Imaginação”Art. 3º - Esta lei entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas asdisposições em contrário.Rio de Janeiro, 29 de dezembro de 1995.MARCELLO ALENCAR
  22. 22. Compilação do texto, Montagem e Fotos Monumento da MatemáticaFlávia SoaresTexto e imagenshttp://www.malbatahan.com.br

×