SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 4
Baixar para ler offline
E quando eu for crescido 
à minha escola hei-de voltar 
para mostrar aos meus filhos 
como gostei de estudar. 
E eu hei-de continuar 
sempre, sempre a aprender 
porque é destino do homem 
aprender até morrer. 
Amanhã entro na escola 
e há uma estrela lá fora 
a iluminar a noite 
até ao romper da aurora. 
E eu sei que a sua luz 
não me irá abandonar 
mas onde será que eu pus 
o telescópio de brincar? 
José Jorge Letria 
Eu vou para a escola 
Porto, Ambar, 2001 
Eu EEEuuu vvvvoooouuuu ppppaaaarrrraaaa aaaa eeeessssccccoooollllaaaa 
Eu hoje vou para a escola 
mas já aprendi a contar 
levo mochila e cadernos 
e dez lápis para afiar. 
Vou fazer novos amigos 
companheiros para brincar 
vou escrever e fazer contas 
para depois não me enganar. 
Confesso que estou nervoso 
pois é um dia diferente 
tanta coisa para aprender, 
tantos anos pela frente.
Ontem eu nem quis comer 
pensei que estava doente 
o que estava era nervoso 
e um pouco impaciente. 
Levei horas a juntar 
o recheio da mochila 
escolhendo lápis, borrachas 
e o lugar na minha fila. 
O meu pai veio dizer-me 
que é algo muito importante 
uma pessoa nesta idade 
ser menino e ser estudante. 
A minha mãe, comovida, 
lembrou-se do primeiro dia 
em que entrou na sua escola 
pela mão da minha tia. 
E até o meu avô 
quis passar por nossa casa 
lembrando que quem não estuda 
é sempre quem mais se atrasa. 
E fez-me um grande discurso 
sobre o valor de estudar: 
“quem não estuda não aprende 
e depois perde o lugar”. 
Falou de amigos seus 
que eram inteligentes 
vou tentar marcar golos 
e ficar entre os melhores. 
Se houver um campo na escola 
também quero fazer desporto 
que a cabeça só está bem 
se também estiver o corpo. 
Levo cadernos e lápis 
na mochila que vou estrear 
e um retrato dos meus pais 
para me acompanhar. 
Começa uma vida nova 
nesta vida de criança 
quando eu entrar na escola 
também começa a mudança. 
Até o meu cão Pipocas 
irá aprender comigo 
pois que aquilo que sabemos 
partilha-se com um amigo. 
Eu agora vou dormir 
que amanhã é outro dia 
vou sozinho e vou seguro 
sem levar avô ou tia. 
Vou para a escola aprender 
como quem escuta do vento 
os segredos bem guardados 
que tem o conhecimento.
Levo cadernos, borrachas 
na minha mochila às cores 
e um “bom dia” sonoro 
para saudar professores. 
Eu não quero ser campeão 
que a escola não dá uma taça 
se houver só competição 
aprender já não tem graça. 
Eu agora vou para a escola 
e vou tornar-me estudante 
todos em casa me dizem 
como isso é importante. 
Vou ver menos televisão 
mas também não perco nada 
porque o tempo de aprender 
não é só de bonecada. 
Eu não quero ficar fechado 
na escola o tempo inteiro 
também vou fazer visitas 
com programa e com roteiro. 
Quero ir ver os museus 
e a vida que há lá fora 
não se aprende só na escola 
durante um dia ou uma hora. 
Eu agora vou para a escola 
e como os bons jogadores 
mas nunca chegaram ao fim 
por serem muito indolentes. 
E para eu não me esquecer 
falou-me da reguada 
que era no seu tempo 
o terror da pequenada. 
E contou-me que hoje em dia 
na nossa sociedade 
já não há castigos desses 
por existir liberdade. 
Eu de tudo tomei nota 
como se fosse uma lição 
também a vida nos mostra 
que é mestre de educação. 
Já tenho a mochila pronta 
e sei o caminho de cor 
e até sei que a minha escola 
já tem um computador. 
Também já me explicaram 
que é uma coisa com valor 
terem dado à minha escola 
o nome de um escritor. 
Eu não sei o que irei ser 
não faço a menor ideia 
porque os sonhos desta idade 
correm como os fios de areia.
Um dia temos um sonho 
que se desfaz como fumo 
e aquele que permanece 
é que vai traçar o rumo. 
Eu só espero que tanto estudo 
por fim não me vá tirar 
a vontade que eu tenho 
de continuar a brincar. 
Talvez vão dar-se bem 
o estudo e a brincadeira 
um completa o outro 
sem nenhum ser só canseira. 
Eu gostava que a escola 
fosse um sítio de prazer 
onde apeteça ficar 
para sonhar e aprender. 
Eu ainda não conheço 
os professores que vou ter 
talvez vão ser meus amigos 
se a escola for para valer. 
Não tenho medo da escola 
mesmo antes de lá entrar 
pois o que vou lá fazer 
há-de ser para me ajudar. 
Tenho uma prima mais velha 
que da escola tinha medo 
mas não dizia a ninguém 
chorando sempre em segredo. 
Levou tempo a vencer 
esse medo tão esquisito 
que sem sabermos porquê 
deixa um aluno aflito. 
E não me levem a mal 
a minha forma de estar 
sei que vou passar o tempo 
com muito para perguntar. 
E mesmo com esta idade 
sei que é assim que está bem 
se fosse só para decorar 
não dava gozo a ninguém. 
No tempo do meu avô 
eu sei que era diferente 
mas muita coisa mudou 
na cabeça desta gente. 
Eu não sei o que irei ser 
quando escolher a profissão 
mas da escola quero falar 
sempre com satisfação. 
Eu agora vou para a escola 
que o tempo é de aprender 
e sei que não é defeito 
sentir gosto de saber.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A menina-gigante sem texto
A menina-gigante sem textoA menina-gigante sem texto
A menina-gigante sem textoelsamariana
 
A vida como ela é!
A vida como ela é!A vida como ela é!
A vida como ela é!Lucas Soares
 
Dois Amigos, uma Escola - Vovó Mima Badan
Dois Amigos, uma Escola - Vovó  Mima  BadanDois Amigos, uma Escola - Vovó  Mima  Badan
Dois Amigos, uma Escola - Vovó Mima BadanVovó Mima Badan
 
Dois amigos, uma escola - Vovó Mima Badan
Dois amigos, uma escola - Vovó Mima BadanDois amigos, uma escola - Vovó Mima Badan
Dois amigos, uma escola - Vovó Mima BadanMima Badan
 
O amor dito por crianças ida
O amor dito por crianças idaO amor dito por crianças ida
O amor dito por crianças idaRogério Vara
 
Cartinha para adoção do Badanha...
Cartinha para adoção do Badanha...Cartinha para adoção do Badanha...
Cartinha para adoção do Badanha...Léa Marques
 
Amor dito por crianças
Amor dito por criançasAmor dito por crianças
Amor dito por criançasacontecer
 
H Ovibrador
H OvibradorH Ovibrador
H Ovibradorcab3032
 
O vibrador
O vibradorO vibrador
O vibradoralex
 
A menina gigante
A menina giganteA menina gigante
A menina giganteJoanaSerrao
 
Mensagem aos professores palavras dos alunos do bartolomeu - 2010
Mensagem aos professores   palavras dos alunos do bartolomeu - 2010Mensagem aos professores   palavras dos alunos do bartolomeu - 2010
Mensagem aos professores palavras dos alunos do bartolomeu - 2010Paulo Sérgio
 
Nota de aula 7: Vamos avaliar nossa escrita?
Nota de aula 7: Vamos avaliar nossa escrita?Nota de aula 7: Vamos avaliar nossa escrita?
Nota de aula 7: Vamos avaliar nossa escrita?Tatiane Martins
 
O ruca-na-escola (4)
O ruca-na-escola (4)O ruca-na-escola (4)
O ruca-na-escola (4)rosaria silva
 

Mais procurados (19)

Avos sao o maximo
Avos sao o maximoAvos sao o maximo
Avos sao o maximo
 
A menina-gigante sem texto
A menina-gigante sem textoA menina-gigante sem texto
A menina-gigante sem texto
 
A vida como ela é!
A vida como ela é!A vida como ela é!
A vida como ela é!
 
Dois Amigos, uma Escola - Vovó Mima Badan
Dois Amigos, uma Escola - Vovó  Mima  BadanDois Amigos, uma Escola - Vovó  Mima  Badan
Dois Amigos, uma Escola - Vovó Mima Badan
 
Homenagem
HomenagemHomenagem
Homenagem
 
Dois amigos, uma escola - Vovó Mima Badan
Dois amigos, uma escola - Vovó Mima BadanDois amigos, uma escola - Vovó Mima Badan
Dois amigos, uma escola - Vovó Mima Badan
 
O amor dito por crianças ida
O amor dito por crianças idaO amor dito por crianças ida
O amor dito por crianças ida
 
Composição
ComposiçãoComposição
Composição
 
Professores da mae natureza
Professores da mae naturezaProfessores da mae natureza
Professores da mae natureza
 
Cartinha para adoção do Badanha...
Cartinha para adoção do Badanha...Cartinha para adoção do Badanha...
Cartinha para adoção do Badanha...
 
Amor dito por crianças
Amor dito por criançasAmor dito por crianças
Amor dito por crianças
 
H Ovibrador
H OvibradorH Ovibrador
H Ovibrador
 
O vibrador
O vibradorO vibrador
O vibrador
 
A menina gigante
A menina giganteA menina gigante
A menina gigante
 
Mensagem aos professores palavras dos alunos do bartolomeu - 2010
Mensagem aos professores   palavras dos alunos do bartolomeu - 2010Mensagem aos professores   palavras dos alunos do bartolomeu - 2010
Mensagem aos professores palavras dos alunos do bartolomeu - 2010
 
Nota de aula 7: Vamos avaliar nossa escrita?
Nota de aula 7: Vamos avaliar nossa escrita?Nota de aula 7: Vamos avaliar nossa escrita?
Nota de aula 7: Vamos avaliar nossa escrita?
 
O ruca-na-escola (4)
O ruca-na-escola (4)O ruca-na-escola (4)
O ruca-na-escola (4)
 
O ruca-na-escola
O ruca-na-escolaO ruca-na-escola
O ruca-na-escola
 
Querido Papai Noel 1
Querido Papai Noel 1Querido Papai Noel 1
Querido Papai Noel 1
 

Destaque

Livro de Poesias "Escola"
Livro de Poesias "Escola" Livro de Poesias "Escola"
Livro de Poesias "Escola" lendoerelendo
 
Tudo Ao ContráRio Ana Luisa
Tudo Ao ContráRio Ana LuisaTudo Ao ContráRio Ana Luisa
Tudo Ao ContráRio Ana LuisaAna Tavares
 
E essa tal de escola como será?
E essa tal de escola como será?E essa tal de escola como será?
E essa tal de escola como será?Claudinéia Barbosa
 
A escola de marcelo
A escola de marceloA escola de marcelo
A escola de marceloLakalondres
 
Camila e a volta às aulas
Camila e a volta às aulasCamila e a volta às aulas
Camila e a volta às aulasDinilso Marques
 
O dia em que um monstro veio à escola
O dia em que um monstro veio à escolaO dia em que um monstro veio à escola
O dia em que um monstro veio à escolaMafalda Souto
 

Destaque (11)

Quero porque quero!!
Quero porque quero!!Quero porque quero!!
Quero porque quero!!
 
Livro de Poesias "Escola"
Livro de Poesias "Escola" Livro de Poesias "Escola"
Livro de Poesias "Escola"
 
tentacao
tentacaotentacao
tentacao
 
Tudo Ao ContráRio Ana Luisa
Tudo Ao ContráRio Ana LuisaTudo Ao ContráRio Ana Luisa
Tudo Ao ContráRio Ana Luisa
 
E essa tal de escola como será?
E essa tal de escola como será?E essa tal de escola como será?
E essa tal de escola como será?
 
Livro Quem me dera
Livro Quem me deraLivro Quem me dera
Livro Quem me dera
 
A escola de marcelo
A escola de marceloA escola de marcelo
A escola de marcelo
 
Camila e a volta às aulas
Camila e a volta às aulasCamila e a volta às aulas
Camila e a volta às aulas
 
O livro dos medos
O livro dos medosO livro dos medos
O livro dos medos
 
O dia em que um monstro veio à escola
O dia em que um monstro veio à escolaO dia em que um monstro veio à escola
O dia em que um monstro veio à escola
 
SlideShare 101
SlideShare 101SlideShare 101
SlideShare 101
 

Semelhante a Eu vou para a escola j.j.letria

A vida como ela é
A vida como ela éA vida como ela é
A vida como ela éLucas Soares
 
Histórias Dos Alunos
Histórias Dos AlunosHistórias Dos Alunos
Histórias Dos Alunosceliagarci
 
172069713 minha-passagem-pela-escola-inaldo-manta
172069713 minha-passagem-pela-escola-inaldo-manta172069713 minha-passagem-pela-escola-inaldo-manta
172069713 minha-passagem-pela-escola-inaldo-mantaAnna Servelhere
 
Desentupidora alkatek - (41) 4108-4041
Desentupidora alkatek - (41) 4108-4041Desentupidora alkatek - (41) 4108-4041
Desentupidora alkatek - (41) 4108-4041Beth Jonas
 
Diário de um banana jeff kinney
Diário de um banana   jeff kinneyDiário de um banana   jeff kinney
Diário de um banana jeff kinneyBrunno Alves
 
Diário de um banana
Diário de um bananaDiário de um banana
Diário de um bananamaribelfb
 
Alegoria da Caverna 11
Alegoria da Caverna 11Alegoria da Caverna 11
Alegoria da Caverna 11Filosofia
 
REFLEXAO ADEQUAÇAO CURRICULAR DEPOIMENTI DE UM ALUNO
REFLEXAO ADEQUAÇAO CURRICULAR DEPOIMENTI DE UM ALUNOREFLEXAO ADEQUAÇAO CURRICULAR DEPOIMENTI DE UM ALUNO
REFLEXAO ADEQUAÇAO CURRICULAR DEPOIMENTI DE UM ALUNOguiomar4
 
Nossa Escola tem História
Nossa Escola tem HistóriaNossa Escola tem História
Nossa Escola tem HistóriaCalogs
 
Rosa minha irma rosa PRIMEIRO CAPITULO
Rosa minha irma rosa PRIMEIRO CAPITULORosa minha irma rosa PRIMEIRO CAPITULO
Rosa minha irma rosa PRIMEIRO CAPITULOvitaliykolyesnik
 
Quando a minha_escola_abrir
Quando a minha_escola_abrirQuando a minha_escola_abrir
Quando a minha_escola_abrirSónia Silva
 
Quando a minha escola abrir
Quando a minha escola abrirQuando a minha escola abrir
Quando a minha escola abrirCláudia Silva
 
Historia professores
Historia professoresHistoria professores
Historia professoresSueli
 
Capítulo 1 ataques, contra-ataques e conquistas
Capítulo 1   ataques, contra-ataques e conquistasCapítulo 1   ataques, contra-ataques e conquistas
Capítulo 1 ataques, contra-ataques e conquistasIolanda Medina
 

Semelhante a Eu vou para a escola j.j.letria (20)

A vida como ela é
A vida como ela éA vida como ela é
A vida como ela é
 
Livro infantil "CHUTANDO PEDRINHAS" Pro Mundo
Livro infantil "CHUTANDO PEDRINHAS" Pro MundoLivro infantil "CHUTANDO PEDRINHAS" Pro Mundo
Livro infantil "CHUTANDO PEDRINHAS" Pro Mundo
 
Histórias Dos Alunos
Histórias Dos AlunosHistórias Dos Alunos
Histórias Dos Alunos
 
172069713 minha-passagem-pela-escola-inaldo-manta
172069713 minha-passagem-pela-escola-inaldo-manta172069713 minha-passagem-pela-escola-inaldo-manta
172069713 minha-passagem-pela-escola-inaldo-manta
 
Estudo errado
Estudo erradoEstudo errado
Estudo errado
 
Desentupidora alkatek - (41) 4108-4041
Desentupidora alkatek - (41) 4108-4041Desentupidora alkatek - (41) 4108-4041
Desentupidora alkatek - (41) 4108-4041
 
Diário de um banana jeff kinney
Diário de um banana   jeff kinneyDiário de um banana   jeff kinney
Diário de um banana jeff kinney
 
Diário de um banana
Diário de um bananaDiário de um banana
Diário de um banana
 
Alegoria da Caverna 11
Alegoria da Caverna 11Alegoria da Caverna 11
Alegoria da Caverna 11
 
REFLEXAO ADEQUAÇAO CURRICULAR DEPOIMENTI DE UM ALUNO
REFLEXAO ADEQUAÇAO CURRICULAR DEPOIMENTI DE UM ALUNOREFLEXAO ADEQUAÇAO CURRICULAR DEPOIMENTI DE UM ALUNO
REFLEXAO ADEQUAÇAO CURRICULAR DEPOIMENTI DE UM ALUNO
 
Antologia 07 08
Antologia 07 08Antologia 07 08
Antologia 07 08
 
Nossa Escola tem História
Nossa Escola tem HistóriaNossa Escola tem História
Nossa Escola tem História
 
Rosa minha irma rosa PRIMEIRO CAPITULO
Rosa minha irma rosa PRIMEIRO CAPITULORosa minha irma rosa PRIMEIRO CAPITULO
Rosa minha irma rosa PRIMEIRO CAPITULO
 
Quando a minha_escola_abrir
Quando a minha_escola_abrirQuando a minha_escola_abrir
Quando a minha_escola_abrir
 
Quando a minha escola abrir
Quando a minha escola abrirQuando a minha escola abrir
Quando a minha escola abrir
 
CLARICE
CLARICECLARICE
CLARICE
 
Memórias 8 a1
Memórias 8 a1Memórias 8 a1
Memórias 8 a1
 
Historia professores
Historia professoresHistoria professores
Historia professores
 
Tosco em ação-2012
Tosco em ação-2012Tosco em ação-2012
Tosco em ação-2012
 
Capítulo 1 ataques, contra-ataques e conquistas
Capítulo 1   ataques, contra-ataques e conquistasCapítulo 1   ataques, contra-ataques e conquistas
Capítulo 1 ataques, contra-ataques e conquistas
 

Último

Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoJayaneSales1
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e Américawilson778875
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSUM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSdjgsantos1981
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceRonisHolanda
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesGilbraz Aragão
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...MANUELJESUSVENTURASA
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 

Último (20)

Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e América
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
 
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSUM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das Religiões
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 

Eu vou para a escola j.j.letria

  • 1. E quando eu for crescido à minha escola hei-de voltar para mostrar aos meus filhos como gostei de estudar. E eu hei-de continuar sempre, sempre a aprender porque é destino do homem aprender até morrer. Amanhã entro na escola e há uma estrela lá fora a iluminar a noite até ao romper da aurora. E eu sei que a sua luz não me irá abandonar mas onde será que eu pus o telescópio de brincar? José Jorge Letria Eu vou para a escola Porto, Ambar, 2001 Eu EEEuuu vvvvoooouuuu ppppaaaarrrraaaa aaaa eeeessssccccoooollllaaaa Eu hoje vou para a escola mas já aprendi a contar levo mochila e cadernos e dez lápis para afiar. Vou fazer novos amigos companheiros para brincar vou escrever e fazer contas para depois não me enganar. Confesso que estou nervoso pois é um dia diferente tanta coisa para aprender, tantos anos pela frente.
  • 2. Ontem eu nem quis comer pensei que estava doente o que estava era nervoso e um pouco impaciente. Levei horas a juntar o recheio da mochila escolhendo lápis, borrachas e o lugar na minha fila. O meu pai veio dizer-me que é algo muito importante uma pessoa nesta idade ser menino e ser estudante. A minha mãe, comovida, lembrou-se do primeiro dia em que entrou na sua escola pela mão da minha tia. E até o meu avô quis passar por nossa casa lembrando que quem não estuda é sempre quem mais se atrasa. E fez-me um grande discurso sobre o valor de estudar: “quem não estuda não aprende e depois perde o lugar”. Falou de amigos seus que eram inteligentes vou tentar marcar golos e ficar entre os melhores. Se houver um campo na escola também quero fazer desporto que a cabeça só está bem se também estiver o corpo. Levo cadernos e lápis na mochila que vou estrear e um retrato dos meus pais para me acompanhar. Começa uma vida nova nesta vida de criança quando eu entrar na escola também começa a mudança. Até o meu cão Pipocas irá aprender comigo pois que aquilo que sabemos partilha-se com um amigo. Eu agora vou dormir que amanhã é outro dia vou sozinho e vou seguro sem levar avô ou tia. Vou para a escola aprender como quem escuta do vento os segredos bem guardados que tem o conhecimento.
  • 3. Levo cadernos, borrachas na minha mochila às cores e um “bom dia” sonoro para saudar professores. Eu não quero ser campeão que a escola não dá uma taça se houver só competição aprender já não tem graça. Eu agora vou para a escola e vou tornar-me estudante todos em casa me dizem como isso é importante. Vou ver menos televisão mas também não perco nada porque o tempo de aprender não é só de bonecada. Eu não quero ficar fechado na escola o tempo inteiro também vou fazer visitas com programa e com roteiro. Quero ir ver os museus e a vida que há lá fora não se aprende só na escola durante um dia ou uma hora. Eu agora vou para a escola e como os bons jogadores mas nunca chegaram ao fim por serem muito indolentes. E para eu não me esquecer falou-me da reguada que era no seu tempo o terror da pequenada. E contou-me que hoje em dia na nossa sociedade já não há castigos desses por existir liberdade. Eu de tudo tomei nota como se fosse uma lição também a vida nos mostra que é mestre de educação. Já tenho a mochila pronta e sei o caminho de cor e até sei que a minha escola já tem um computador. Também já me explicaram que é uma coisa com valor terem dado à minha escola o nome de um escritor. Eu não sei o que irei ser não faço a menor ideia porque os sonhos desta idade correm como os fios de areia.
  • 4. Um dia temos um sonho que se desfaz como fumo e aquele que permanece é que vai traçar o rumo. Eu só espero que tanto estudo por fim não me vá tirar a vontade que eu tenho de continuar a brincar. Talvez vão dar-se bem o estudo e a brincadeira um completa o outro sem nenhum ser só canseira. Eu gostava que a escola fosse um sítio de prazer onde apeteça ficar para sonhar e aprender. Eu ainda não conheço os professores que vou ter talvez vão ser meus amigos se a escola for para valer. Não tenho medo da escola mesmo antes de lá entrar pois o que vou lá fazer há-de ser para me ajudar. Tenho uma prima mais velha que da escola tinha medo mas não dizia a ninguém chorando sempre em segredo. Levou tempo a vencer esse medo tão esquisito que sem sabermos porquê deixa um aluno aflito. E não me levem a mal a minha forma de estar sei que vou passar o tempo com muito para perguntar. E mesmo com esta idade sei que é assim que está bem se fosse só para decorar não dava gozo a ninguém. No tempo do meu avô eu sei que era diferente mas muita coisa mudou na cabeça desta gente. Eu não sei o que irei ser quando escolher a profissão mas da escola quero falar sempre com satisfação. Eu agora vou para a escola que o tempo é de aprender e sei que não é defeito sentir gosto de saber.