5 síria

222 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
222
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

5 síria

  1. 1. Síria: • Incluída no conjunto de levantes conhecido como “Primavera Árabe”. • Mais de quatro décadas de ditadura militar. • Desde março de 2011 o país vive ondas de manifestações por parte da população, exigindo mais democracia. • O Levante popular exige a saída do ditador Bashar Al Assad.
  2. 2. • Março de 2011: Protesto em Deraa, no sul do país, foi duramente reprimido pelo governo. • Segundo a ONU mais de 110 mil pessoas morreram no conflito • Outubro de 2011: Conselho Nacional Sírio; Comitê de Coordenação Nacional; Exército Livre Sírio (ELN) • Governo acusa haver terroristas infiltrados nos grupos de manifestantes. Assad encerrou o estado de sítio (48 anos) e promoveu eleições parlamentares. • Coalização Nacional Síria: fundada em 11 de novembro com inspiração no Egito. O grupo pede armamento e reconhecimento à comunidade internacional. • Refugiados: Segundo a ONU, 2 milhões de pessoas já deixaram o país, com principais destinos na Jordânia, Líbano, Turquia e Iraque.
  3. 3. Armamentos Químicos: • Em 21 de agosto de 2013 grupos opositores a Bashar Al Assad acusam o ditador de usar armamentos químicos contra a população civil na Periferia de Damasco, deixando 650 mortos, dentre eles centenas de crianças. O governo nega o ataque. • O uso de armamentos químicos é proibido pela ONU, sendo considerado desumano.
  4. 4. Ocidente X Oriente: • O secretário de Estado dos EUA, John Kerry, afirma que foram encontrados resíduos químicos sarín em amostras de sangue e cabelo, retiradas dos mortos no ataque de 21/08/2013. • Os Estados Unidos, juntamente com a OTAN e outros países ocidentais ameaçam uma represália militar à Síria, por conta da “inegável utilização de armamentos químicos contra a população. • Rússia – principal aliada da Síria - é contra a decisão de uma intervenção direta, alegando que não há provas suficientes para uma intervenção militar direta, e que o ato traria “consequências catastróficas”.
  5. 5. Problema: Até que ponto uma intervenção militar seria a solução para os conflitos? • Direito de intervir ou não • EUA: ‘polícia’ do mundo? Até que ponto não há interesses próprios em uma intervenção militar? (questão Iraque) • 31/08/2013: Barack Obama diz que a intervenção militar é inevitável, mas aguardará a aprovação do Congresso. • Parlamento Britânico votou na semana passada o ‘não’, a intervenção militar. • O que se esperar da Rússia?

×