SlideShare uma empresa Scribd logo

Convento de Mafra

Visita e história do Convento de Mafra

1 de 39
Baixar para ler offline
Convento de Mafra
Clica a gosto…
D. João V, rei de Portugal, havia prometido construir uma
basílica se a sua esposa, D. Maria Ana Josefa de Áustria,
lhe desse descendência. O nascimento da princesa D. Maria
Bárbara foi interpretado por este monarca como uma graça
divina, pelo que, não olhando a despesas, mandou construir,
em Mafra, um enorme edifício composto por uma basílica,
um palácio real e um convento com uma das mais belas
bibliotecas europeias
Às 7 horas da manhã de 22 de Outubro de 1730, dia em que o
rei fazia 41 anos de idade, iniciou-se a festa de consagração
da basílica, que se prolongaria até às 7 da manhã do dia
seguinte. Foi servido, na ocasião, um banquete popular a
9.000 pessoas. As festas acabariam por se estender por mais
7 dias, ao som das melodias dos dois enormes carrilhões
mandados vir expressamente de Antuérpia.
Convento de Mafra
O Convento
Mandado edificar por D. João V em 1711, é o mais sumptuoso convento e
monumento barroco português. O projecto original é de João Frederico
Ludovice, também autor da basílica da Estrela, em Lisboa. O convento foi
ocupado por Franciscanos e Dominicanos.
D. Maria Pia, visitava
frequentemente o
Palácio de Mafra,
tendo mandado
construir um elevador
com acesso do rés-
do-chão ao terceiro
piso. Considerado o
primeiro em Portugal,
podia transportar até
dez pessoas e ao qual
comummente se
apelidava de
“ caranguejola”.
A existência de
morcegos na
Biblioteca chama a
atenção dos visitantes, tanto mais que estes contribuem para a
conservação dos livros. Os Carrilhões dos sinos têm em conjunto 92
sinos e pesam cerca de 217 toneladas. Foram encomendados por D. João
V e são considerados entre os melhores do mundo. Tocam valsas e
contradanças. A forte ligação do palácio à música mantém-se até hoje.

Recomendados

O Convento de Mafra - por João Aníbal Henriques
O Convento de Mafra - por João Aníbal HenriquesO Convento de Mafra - por João Aníbal Henriques
O Convento de Mafra - por João Aníbal HenriquesCascais - Portugal
 
Convento de Mafra
Convento de MafraConvento de Mafra
Convento de MafraJoão Couto
 
Convento de mafra
Convento de mafraConvento de mafra
Convento de mafraPelo Siro
 
Convento de mafra
Convento de mafraConvento de mafra
Convento de mafraOracy Filho
 
Património português classificado pela unesco como pat6rimónio da humanidade ...
Património português classificado pela unesco como pat6rimónio da humanidade ...Património português classificado pela unesco como pat6rimónio da humanidade ...
Património português classificado pela unesco como pat6rimónio da humanidade ...Agostinho.Gouveia
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Convento de Mafra
Convento de MafraConvento de Mafra
Convento de MafraBiaEsteves
 
Os 10 mais belos cafés do mundo
Os 10 mais belos cafés do mundoOs 10 mais belos cafés do mundo
Os 10 mais belos cafés do mundoAgostinho.Gouveia
 
Patrimonio Mundial
Patrimonio MundialPatrimonio Mundial
Patrimonio MundialJoão Couto
 
Patrimonio Mundial
Patrimonio MundialPatrimonio Mundial
Patrimonio MundialHelena
 
ΜΙΑ ΦΤΩΧΗ ΠΟΡΤΟΓΑΛΙΑ
ΜΙΑ ΦΤΩΧΗ ΠΟΡΤΟΓΑΛΙΑΜΙΑ ΦΤΩΧΗ ΠΟΡΤΟΓΑΛΙΑ
ΜΙΑ ΦΤΩΧΗ ΠΟΡΤΟΓΑΛΙΑDim Gal
 
Portugal Na Unesco
Portugal Na UnescoPortugal Na Unesco
Portugal Na Unescopedronr3
 
PatrimóNio PortuguêS Classificado Pela Unesco Como PatrimóNio Da Humanidade
PatrimóNio PortuguêS Classificado Pela Unesco Como PatrimóNio Da HumanidadePatrimóNio PortuguêS Classificado Pela Unesco Como PatrimóNio Da Humanidade
PatrimóNio PortuguêS Classificado Pela Unesco Como PatrimóNio Da Humanidadecab3032
 
Portugal na unesco(som)
Portugal na unesco(som)Portugal na unesco(som)
Portugal na unesco(som)luis silva
 

Mais procurados (14)

Convento de Mafra
Convento de MafraConvento de Mafra
Convento de Mafra
 
Os 10 mais belos cafés do mundo
Os 10 mais belos cafés do mundoOs 10 mais belos cafés do mundo
Os 10 mais belos cafés do mundo
 
Patrimonio Mundial
Patrimonio MundialPatrimonio Mundial
Patrimonio Mundial
 
Patrimonio Mundial
Patrimonio MundialPatrimonio Mundial
Patrimonio Mundial
 
ΜΙΑ ΦΤΩΧΗ ΠΟΡΤΟΓΑΛΙΑ
ΜΙΑ ΦΤΩΧΗ ΠΟΡΤΟΓΑΛΙΑΜΙΑ ΦΤΩΧΗ ΠΟΡΤΟΓΑΛΙΑ
ΜΙΑ ΦΤΩΧΗ ΠΟΡΤΟΓΑΛΙΑ
 
Convento de Mafra
Convento de MafraConvento de Mafra
Convento de Mafra
 
Convento de mafra 11º ano
Convento de mafra 11º anoConvento de mafra 11º ano
Convento de mafra 11º ano
 
Convento de mafra
Convento de mafraConvento de mafra
Convento de mafra
 
Att00067
Att00067Att00067
Att00067
 
Att00003
Att00003Att00003
Att00003
 
Port Unesco
Port UnescoPort Unesco
Port Unesco
 
Portugal Na Unesco
Portugal Na UnescoPortugal Na Unesco
Portugal Na Unesco
 
PatrimóNio PortuguêS Classificado Pela Unesco Como PatrimóNio Da Humanidade
PatrimóNio PortuguêS Classificado Pela Unesco Como PatrimóNio Da HumanidadePatrimóNio PortuguêS Classificado Pela Unesco Como PatrimóNio Da Humanidade
PatrimóNio PortuguêS Classificado Pela Unesco Como PatrimóNio Da Humanidade
 
Portugal na unesco(som)
Portugal na unesco(som)Portugal na unesco(som)
Portugal na unesco(som)
 

Destaque

O Convento De Mafra
O Convento De MafraO Convento De Mafra
O Convento De Mafraaneto
 
Palácio/ Convento de Mafra
Palácio/ Convento de Mafra Palácio/ Convento de Mafra
Palácio/ Convento de Mafra Susana Simões
 
Gian Lorenzo Bernini 2
Gian Lorenzo Bernini 2Gian Lorenzo Bernini 2
Gian Lorenzo Bernini 2hcaslides
 
Palácio de Mafra
Palácio de MafraPalácio de Mafra
Palácio de Mafrahcaslides
 
Real Edificio De Mafra
Real Edificio De MafraReal Edificio De Mafra
Real Edificio De Mafraancate
 

Destaque (6)

O Convento De Mafra
O Convento De MafraO Convento De Mafra
O Convento De Mafra
 
Convento de Mafra
Convento de MafraConvento de Mafra
Convento de Mafra
 
Palácio/ Convento de Mafra
Palácio/ Convento de Mafra Palácio/ Convento de Mafra
Palácio/ Convento de Mafra
 
Gian Lorenzo Bernini 2
Gian Lorenzo Bernini 2Gian Lorenzo Bernini 2
Gian Lorenzo Bernini 2
 
Palácio de Mafra
Palácio de MafraPalácio de Mafra
Palácio de Mafra
 
Real Edificio De Mafra
Real Edificio De MafraReal Edificio De Mafra
Real Edificio De Mafra
 

Semelhante a Convento de Mafra

UFCD CLC6 - Cultura Comunicação e Média
UFCD CLC6 - Cultura Comunicação e MédiaUFCD CLC6 - Cultura Comunicação e Média
UFCD CLC6 - Cultura Comunicação e MédiaNome Sobrenome
 
memorial_do_convento (1).pptx
memorial_do_convento (1).pptxmemorial_do_convento (1).pptx
memorial_do_convento (1).pptxIriaFernandes2
 
ufcd_clc6 Cultura urbanismo e mobilidade.pptx
ufcd_clc6 Cultura urbanismo e mobilidade.pptxufcd_clc6 Cultura urbanismo e mobilidade.pptx
ufcd_clc6 Cultura urbanismo e mobilidade.pptxMartineRicardo
 
casopratico_mod6.cultura palco.pptx
casopratico_mod6.cultura palco.pptxcasopratico_mod6.cultura palco.pptx
casopratico_mod6.cultura palco.pptxMariana Neves
 
PaláCio De Queluz 3
PaláCio De Queluz 3PaláCio De Queluz 3
PaláCio De Queluz 3Teresa
 
PaláCio De Queluz 3
PaláCio De Queluz 3PaláCio De Queluz 3
PaláCio De Queluz 3Teresa
 
PaláCio De Queluz 4
PaláCio De Queluz 4PaláCio De Queluz 4
PaláCio De Queluz 4Teresa
 
Património do concelho de vila franca de xira
Património do concelho de vila franca de xiraPatrimónio do concelho de vila franca de xira
Património do concelho de vila franca de xirabecresforte
 
Património do Concelho de Vila Franca de Xira
Património do Concelho de Vila Franca de XiraPatrimónio do Concelho de Vila Franca de Xira
Património do Concelho de Vila Franca de Xirabecresforte
 
Património do concelho de Vila Franca de Xira
Património do concelho de Vila Franca de XiraPatrimónio do concelho de Vila Franca de Xira
Património do concelho de Vila Franca de Xirabecresforte
 
Património do concelho de vila franca de xira
Património do concelho de vila franca de xiraPatrimónio do concelho de vila franca de xira
Património do concelho de vila franca de xirabecresforte
 
G arte romana em portugal
G arte romana em portugalG arte romana em portugal
G arte romana em portugalAntónio Silva
 
Museu Nacional de Arte Antiga - Património Cultural e Paisagístico Português ...
Museu Nacional de Arte Antiga - Património Cultural e Paisagístico Português ...Museu Nacional de Arte Antiga - Património Cultural e Paisagístico Português ...
Museu Nacional de Arte Antiga - Património Cultural e Paisagístico Português ...Universidade Sénior Contemporânea do Porto
 
PaláCio Nacional De Queluz
PaláCio Nacional De QueluzPaláCio Nacional De Queluz
PaláCio Nacional De QueluzTeresa
 

Semelhante a Convento de Mafra (20)

Mafra
MafraMafra
Mafra
 
UFCD CLC6 - Cultura Comunicação e Média
UFCD CLC6 - Cultura Comunicação e MédiaUFCD CLC6 - Cultura Comunicação e Média
UFCD CLC6 - Cultura Comunicação e Média
 
memorial_do_convento (1).pptx
memorial_do_convento (1).pptxmemorial_do_convento (1).pptx
memorial_do_convento (1).pptx
 
ufcd_clc6 Cultura urbanismo e mobilidade.pptx
ufcd_clc6 Cultura urbanismo e mobilidade.pptxufcd_clc6 Cultura urbanismo e mobilidade.pptx
ufcd_clc6 Cultura urbanismo e mobilidade.pptx
 
casopratico_mod6.cultura palco.pptx
casopratico_mod6.cultura palco.pptxcasopratico_mod6.cultura palco.pptx
casopratico_mod6.cultura palco.pptx
 
Convento de Mafra
Convento de MafraConvento de Mafra
Convento de Mafra
 
PaláCio De Queluz 3
PaláCio De Queluz 3PaláCio De Queluz 3
PaláCio De Queluz 3
 
PaláCio De Queluz 3
PaláCio De Queluz 3PaláCio De Queluz 3
PaláCio De Queluz 3
 
PaláCio De Queluz 4
PaláCio De Queluz 4PaláCio De Queluz 4
PaláCio De Queluz 4
 
Património do concelho de vila franca de xira
Património do concelho de vila franca de xiraPatrimónio do concelho de vila franca de xira
Património do concelho de vila franca de xira
 
Património do Concelho de Vila Franca de Xira
Património do Concelho de Vila Franca de XiraPatrimónio do Concelho de Vila Franca de Xira
Património do Concelho de Vila Franca de Xira
 
Património do concelho de Vila Franca de Xira
Património do concelho de Vila Franca de XiraPatrimónio do concelho de Vila Franca de Xira
Património do concelho de Vila Franca de Xira
 
Património do concelho de vila franca de xira
Património do concelho de vila franca de xiraPatrimónio do concelho de vila franca de xira
Património do concelho de vila franca de xira
 
G arte romana em portugal
G arte romana em portugalG arte romana em portugal
G arte romana em portugal
 
Museu Nacional de Arte Antiga - Património Cultural e Paisagístico Português ...
Museu Nacional de Arte Antiga - Património Cultural e Paisagístico Português ...Museu Nacional de Arte Antiga - Património Cultural e Paisagístico Português ...
Museu Nacional de Arte Antiga - Património Cultural e Paisagístico Português ...
 
Pena
PenaPena
Pena
 
PaláCio Nacional De Queluz
PaláCio Nacional De QueluzPaláCio Nacional De Queluz
PaláCio Nacional De Queluz
 
Conimbriga
ConimbrigaConimbriga
Conimbriga
 
Alentejo
AlentejoAlentejo
Alentejo
 
Palácio de Queluz
Palácio de QueluzPalácio de Queluz
Palácio de Queluz
 

Mais de João Couto

Sapal de Corroios
Sapal de CorroiosSapal de Corroios
Sapal de CorroiosJoão Couto
 
Previsoes surpreendentes
Previsoes surpreendentesPrevisoes surpreendentes
Previsoes surpreendentesJoão Couto
 
Cores do douro - As casas
Cores do douro  -  As casasCores do douro  -  As casas
Cores do douro - As casasJoão Couto
 
Malika Favre talentosa!
Malika Favre  talentosa!Malika Favre  talentosa!
Malika Favre talentosa!João Couto
 
Museu da Tailândia a 3 dimensões.
Museu da Tailândia a 3 dimensões.Museu da Tailândia a 3 dimensões.
Museu da Tailândia a 3 dimensões.João Couto
 
Acha-se com boa dicção? ... Teste a mesma.
Acha-se com boa dicção? ... Teste a mesma.Acha-se com boa dicção? ... Teste a mesma.
Acha-se com boa dicção? ... Teste a mesma.João Couto
 
Portugal Douro - Outono
Portugal   Douro - OutonoPortugal   Douro - Outono
Portugal Douro - OutonoJoão Couto
 
Os carros da nossa vida
Os carros da nossa vidaOs carros da nossa vida
Os carros da nossa vidaJoão Couto
 
Isto sim, são grafittis!
Isto sim, são grafittis!Isto sim, são grafittis!
Isto sim, são grafittis!João Couto
 
Igrejas dessacralizadas1
Igrejas dessacralizadas1Igrejas dessacralizadas1
Igrejas dessacralizadas1João Couto
 
Isto sim, são grafittis!
Isto sim, são grafittis!Isto sim, são grafittis!
Isto sim, são grafittis!João Couto
 
Os carros da nossa vida (1)
Os carros da nossa vida (1)Os carros da nossa vida (1)
Os carros da nossa vida (1)João Couto
 
Estradas dificeis
Estradas dificeisEstradas dificeis
Estradas dificeisJoão Couto
 
Turismo e humor!...
Turismo e humor!...Turismo e humor!...
Turismo e humor!...João Couto
 
Mestre ferreiro (uma maravilha!!)
Mestre ferreiro (uma maravilha!!)Mestre ferreiro (uma maravilha!!)
Mestre ferreiro (uma maravilha!!)João Couto
 
Provavelmente nunca viu antes
Provavelmente nunca viu antesProvavelmente nunca viu antes
Provavelmente nunca viu antesJoão Couto
 

Mais de João Couto (20)

Sapal de Corroios
Sapal de CorroiosSapal de Corroios
Sapal de Corroios
 
Previsoes surpreendentes
Previsoes surpreendentesPrevisoes surpreendentes
Previsoes surpreendentes
 
Cores do douro - As casas
Cores do douro  -  As casasCores do douro  -  As casas
Cores do douro - As casas
 
Malika Favre talentosa!
Malika Favre  talentosa!Malika Favre  talentosa!
Malika Favre talentosa!
 
Museu da Tailândia a 3 dimensões.
Museu da Tailândia a 3 dimensões.Museu da Tailândia a 3 dimensões.
Museu da Tailândia a 3 dimensões.
 
Acha-se com boa dicção? ... Teste a mesma.
Acha-se com boa dicção? ... Teste a mesma.Acha-se com boa dicção? ... Teste a mesma.
Acha-se com boa dicção? ... Teste a mesma.
 
Portugal Douro - Outono
Portugal   Douro - OutonoPortugal   Douro - Outono
Portugal Douro - Outono
 
Os carros da nossa vida
Os carros da nossa vidaOs carros da nossa vida
Os carros da nossa vida
 
Berlin 1945
Berlin 1945Berlin 1945
Berlin 1945
 
Aguarelas!
Aguarelas!Aguarelas!
Aguarelas!
 
Isto sim, são grafittis!
Isto sim, são grafittis!Isto sim, são grafittis!
Isto sim, são grafittis!
 
Igrejas dessacralizadas1
Igrejas dessacralizadas1Igrejas dessacralizadas1
Igrejas dessacralizadas1
 
Borboletas
BorboletasBorboletas
Borboletas
 
Os ninhos
Os ninhosOs ninhos
Os ninhos
 
Isto sim, são grafittis!
Isto sim, são grafittis!Isto sim, são grafittis!
Isto sim, são grafittis!
 
Os carros da nossa vida (1)
Os carros da nossa vida (1)Os carros da nossa vida (1)
Os carros da nossa vida (1)
 
Estradas dificeis
Estradas dificeisEstradas dificeis
Estradas dificeis
 
Turismo e humor!...
Turismo e humor!...Turismo e humor!...
Turismo e humor!...
 
Mestre ferreiro (uma maravilha!!)
Mestre ferreiro (uma maravilha!!)Mestre ferreiro (uma maravilha!!)
Mestre ferreiro (uma maravilha!!)
 
Provavelmente nunca viu antes
Provavelmente nunca viu antesProvavelmente nunca viu antes
Provavelmente nunca viu antes
 

Último

2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;azulassessoriaacadem3
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...excellenceeducaciona
 
08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da MulherMary Alvarenga
 
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdfPlanejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdfCludiaFrancklim
 
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptxAndreia Silva
 
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...azulassessoriaacadem3
 
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...azulassessoriaacadem3
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...azulassessoriaacadem3
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...azulassessoriaacadem3
 
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...azulassessoriaacadem3
 
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...azulassessoriaacadem3
 
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...azulassessoriaacadem3
 
ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024excellenceeducaciona
 
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...DL assessoria 29
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...azulassessoriaacadem3
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...excellenceeducaciona
 
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...azulassessoriaacadem3
 
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIMSOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIMHisrelBlog
 
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptxSlides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
 
08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher
 
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdfPlanejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdf
 
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
 
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoriaAtividade sobre o anacronismo na HIstoria
Atividade sobre o anacronismo na HIstoria
 
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
1. Encontre um Livro Didático de Língua Portuguesa, que seja para o 1º, 2º ou...
 
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
 
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
 
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
 
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
Atividade Proposta: A empresa Lótus Indústria e Comércio de Móveis Ltda., ini...
 
ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIA DO DIREITO - 51/2024
 
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
 
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIMSOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
 
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptxSlides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
Slides Lição 9, BETEL, Família, primeiro ministério e maior patrimônio.pptx
 

Convento de Mafra

  • 2. D. João V, rei de Portugal, havia prometido construir uma basílica se a sua esposa, D. Maria Ana Josefa de Áustria, lhe desse descendência. O nascimento da princesa D. Maria Bárbara foi interpretado por este monarca como uma graça divina, pelo que, não olhando a despesas, mandou construir, em Mafra, um enorme edifício composto por uma basílica, um palácio real e um convento com uma das mais belas bibliotecas europeias
  • 3. Às 7 horas da manhã de 22 de Outubro de 1730, dia em que o rei fazia 41 anos de idade, iniciou-se a festa de consagração da basílica, que se prolongaria até às 7 da manhã do dia seguinte. Foi servido, na ocasião, um banquete popular a 9.000 pessoas. As festas acabariam por se estender por mais 7 dias, ao som das melodias dos dois enormes carrilhões mandados vir expressamente de Antuérpia.
  • 5. O Convento Mandado edificar por D. João V em 1711, é o mais sumptuoso convento e monumento barroco português. O projecto original é de João Frederico Ludovice, também autor da basílica da Estrela, em Lisboa. O convento foi ocupado por Franciscanos e Dominicanos.
  • 6. D. Maria Pia, visitava frequentemente o Palácio de Mafra, tendo mandado construir um elevador com acesso do rés- do-chão ao terceiro piso. Considerado o primeiro em Portugal, podia transportar até dez pessoas e ao qual comummente se apelidava de “ caranguejola”. A existência de morcegos na Biblioteca chama a atenção dos visitantes, tanto mais que estes contribuem para a conservação dos livros. Os Carrilhões dos sinos têm em conjunto 92 sinos e pesam cerca de 217 toneladas. Foram encomendados por D. João V e são considerados entre os melhores do mundo. Tocam valsas e contradanças. A forte ligação do palácio à música mantém-se até hoje.
  • 7. Surpresa, é o primeiro sentimento que invade quem chega a Mafra. A dimensão do Convento espanta qualquer um: é visto ao longe, de qualquer ponto da cidade.
  • 8. Os aposentos do rei foram construídos numa extremidade e os da rainha na outra, a 232m de distância. Ao centro, a basílica coberta por uma cúpula e rodeada por duas imponentes torres.
  • 10. O último rei português - D. Manuel II - dormiu no Palácio-Convento de Mafra na última noite que passou em Portugal, antes de partir para o exílio a 5 de Outubro de 1910 (Dia da implementação da República).
  • 11. A caça era uma das actividades eleitas pela família real, de tal modo que tinham uma sala do Palácio decorada só com elementos relacionados com caça. Os terrenos que circundavam o Convento permitiam estas grandes caçadas por serem ricos em fauna e flora.
  • 12. Hoje, nessa mesma tapada decorre um projecto para a preservação dos lobos ibéricos.
  • 13. Além da sala de caça também no Palácio existe uma sala de jogos e uma sala da música/sala amarela que mostram a ostentação da família real.
  • 14. Sala de jogos Sala da música
  • 15. Se o exterior já impressiona, o interior ainda nos espanta mais. É forrado a mármore, tem seis órgãos do princípio do século XIX que voltaram a tocar em 2010 após 11 anos em recuperação ("Um espectáculo memorável", como descreve António Barata), possui 11 capelas com 450 esculturas de mármore, 45 tribunas e é servida por 18 portas. Basílica Os carrilhões que pesam cerca de 217 toneladas são considerados os melhores do mundo e tocam valsas e contradanças
  • 18. A Catedral, contígua ao Convento e ao Palácio, é também imponente.
  • 19. O que mais impressiona em todo o Convento de Mafra é a sua biblioteca. Com cerca de 40 000 livros com encadernações em couro gravadas em ouro, inclui uma segunda edição de "Os Lusíadas" de Luís de Camões. Biblioteca
  • 25. A conservação das obras literárias é feita por morcegos. Estes mamíferos alimentam-se das larvas que "tentam" destruir os livros, impedindo, assim, que isto aconteça.
  • 26. Ainda nos dias de hoje o Mosteiro reflecte o estilo de vida dos monges franciscanos - completamente diferente do estilo de vida da família real. Humilde, apenas com o essencial, possui uma cozinha, uma botica, um hospital - com 16 cubículos privados de onde os pacientes podiam ver e ouvir missa na capela sem saírem das suas camas - celas dos monges e artefactos de autopunição para reprimir o pecado. Quarto dos monges franciscanos
  • 36. Antiga Nota de 50 Escudos com o Convento de Mafra
  • 37. D. João V, Monarca português, vigésimo quarto rei de Portugal, o seu reinado, que durou de 1707 até à sua morte em 1750, foi um dos mais longos da História portuguesa. Nasceu a 22 de Outubro de 1689, filho de D. Pedro II e de D. Maria Sofia de Neuburgo, e foi aclamado rei a 1 de Janeiro de 1707. Casou a 9 de Julho de 1708 com D. Maria Ana da Áustria, irmã do imperador austríaco Carlos III.
  • 38. O alemão Frederic Ludwig, foi o autor do projecto do Convento de Mafra.
  • 39. F I M Texto e imagens da: Internet (Google) Música: STRAUSS – Valsa dos Bosques de Viena Composição: Linito