SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 15
Baixar para ler offline
Profª Dra. Inge R. F. Suhr 
ingesuhr2011@gmail.com 
Elaboração de questões objetivas
Analisando a estrutura das questões 
•Texto base/contextualização (visual, imagético, numérico, artístico, etc.) 
Deve ser contextualizado, explorar situações vivenciadas, hipotéticas ou reais. 
•Situação problema (enunciado): 
Desafio que reporta o participante a um contexto reflexivo e instiga-o a tomar decisões. Precisa ter uma instrução expressa 
•Alternativas
ENADE 2009 
Vejamos alguns exemplos
•A urbanização no Brasil registrou marco histórico na década de 1970, quando o número de pessoas que viviam nas cidades ultrapassou o número daquelas que viviam no campo. No início deste século, em 2000, segundo dados do IBGE, mais de 80% da população brasileira já era urbana. 
•Considerando essas informações, estabeleça a relação entre as charges:
Porque
BARALDI, Márcio. http://www.marciobaraldi.com.br/baraldi2/component/joomgallery/?func=detail&id= 178. (Acessado em 5 out. 2009)
•Com base nas informações dadas e na relação proposta entre essas charges, é CORRETO afirmar que 
•A) a primeira charge é falsa, e a segunda é verdadeira. 
•B) a primeira charge é verdadeira, e a segunda é falsa. 
•C) as duas charges são falsas. 
•D) as duas charges são verdadeiras, e a segunda explica a primeira. 
•E) as duas charges são verdadeiras, mas a segunda não explica a primeira.
•Leia o gráfico, em que é mostrada a evolução do número de trabalhadores de 10 a 14 anos, em algumas regiões metropolitanas brasileiras, em dado período:
http://www1.folha/uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u85799.shtml, acessado em 2 out. 2009. (Adaptado)
Leia a charge: 
www.charges.com.br, acessado em 15 set. 2009.
Há relação entre o que é mostrado no gráfico e na charge? 
•A) Não, pois a faixa etária acima dos 18 anos é aquela responsável pela disseminação da violência urbana nas grandes cidades brasileiras. 
•B) Não, pois o crescimento do número de crianças e adolescentes que trabalham diminui o risco de sua exposição aos perigos da rua. 
•C) Sim, pois ambos se associam ao mesmo contexto de problemas socioeconômicos e culturais vigentes no país. 
•D) Sim, pois o crescimento do trabalho infantil no Brasil faz crescer o número de crianças envolvidas com o crime organizado. 
•E) Ambos abordam temas diferentes e não é possível se estabelecer relação mesmo que indireta entre eles.
ANALISANDO OUTRAS QUESTÕES
•1. Os grandes centros urbanos a partir da década de 1950 participam da transformação nos diversos segmentos de produção que evoluem e exigem trabalhadores alfabetizados. Nesta primeira fase a escola deixa de ser um privilégio elitizado e sim uma necessidade social, ou seja, uma questão política de reconstrução social e de democratização. São novos termos para uma velha escola administrada de forma improvisada. O sistema terá que se adaptar aos novos tempos e impor novas idéias. Para a atuação da direção são alguns desses fatores: 
•( ) planejamento estratégico 
•( ) avaliação educacional 
•( ) provas unificadas para todo o país 
•( ) avaliação institucional 
•( ) planejamento 
•( ) normatização
•2. Marque para cada item V- verdadeiro F – falso. 
Um Plano pode alimentar: 
o lado bom da escola; 
o lado mal da escola; 
o lado mal ou o lado bom do sistema escolar; 
nenhuma delas 
Assinale a seqüência correta: 
A.V-V-F-F 
B.F-F-V-F 
C.F-V-F-V 
D.V-V-V-F
Cuidados na elaboração 
•Contextualização e não “distração” 
•Enunciado claro, com as informações necessárias para a resolução da questão 
•Alternativas devem parecer plausíveis à primeira vista (retratar hipóteses de raciocínio na busca da solução da situação-problema) 
•Alternativas gramaticalmente ajustadas à questão 
•Alternativas com a mesma extensão 
•Evitar respostas “slogan” 
•Evitar termos absolutos e também os vagos 
•Cada alternativa com uma única ideia

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Elaboração de questões objetivas

Tecn assuntos educacionais
Tecn assuntos educacionaisTecn assuntos educacionais
Tecn assuntos educacionaisCarmen Machado
 
Caminho Pedagógico 01: Migração campo-cidade / Urbanização brasileira
Caminho Pedagógico 01: Migração campo-cidade / Urbanização brasileiraCaminho Pedagógico 01: Migração campo-cidade / Urbanização brasileira
Caminho Pedagógico 01: Migração campo-cidade / Urbanização brasileiraEnsinoGeo
 
Prova de Sociologia 3 fase
Prova de Sociologia 3 faseProva de Sociologia 3 fase
Prova de Sociologia 3 fasepascoalnaib
 
Enem slides
Enem slidesEnem slides
Enem slidesnayalves
 
Questões gabaritadas transportes e logística 01 05-2014
Questões gabaritadas transportes e logística 01 05-2014Questões gabaritadas transportes e logística 01 05-2014
Questões gabaritadas transportes e logística 01 05-2014Fabiano Cunha Marinho
 
APOSTILA SEE/PE - PROFESSOR - CONCURSO PÚBLICO 2016 - PARTE COMUM A TODOS OS ...
APOSTILA SEE/PE - PROFESSOR - CONCURSO PÚBLICO 2016 - PARTE COMUM A TODOS OS ...APOSTILA SEE/PE - PROFESSOR - CONCURSO PÚBLICO 2016 - PARTE COMUM A TODOS OS ...
APOSTILA SEE/PE - PROFESSOR - CONCURSO PÚBLICO 2016 - PARTE COMUM A TODOS OS ...Valdeci Correia
 
Fgv curso de_graduacao_em_admp
Fgv curso de_graduacao_em_admpFgv curso de_graduacao_em_admp
Fgv curso de_graduacao_em_admpFEA-USP
 
PARTE BÁSICA.docxKLDKDSKDKDSKDSKDSKDSKDKDKKDKDKDKDKD
PARTE BÁSICA.docxKLDKDSKDKDSKDSKDSKDSKDKDKKDKDKDKDKDPARTE BÁSICA.docxKLDKDSKDKDSKDSKDSKDSKDKDKKDKDKDKDKD
PARTE BÁSICA.docxKLDKDSKDKDSKDSKDSKDSKDKDKKDKDKDKDKDEXATASCURSINHO
 
PLAN. PROJETO DE VIDA - 1º ANO THAIS.doc
PLAN. PROJETO DE VIDA - 1º ANO THAIS.docPLAN. PROJETO DE VIDA - 1º ANO THAIS.doc
PLAN. PROJETO DE VIDA - 1º ANO THAIS.docThasFelcioChagas1
 
Dissertação completa.pptx
Dissertação completa.pptxDissertação completa.pptx
Dissertação completa.pptxAndreRamos99
 
Escola Do Futuro
Escola Do FuturoEscola Do Futuro
Escola Do Futurolouisacarla
 
Escola Do Futuro
Escola Do FuturoEscola Do Futuro
Escola Do Futurolouisacarla
 
ATIVIDADE DE GEOGRAFIA PARA O ENSINO FUNDAMENTAL
ATIVIDADE DE GEOGRAFIA PARA O ENSINO FUNDAMENTALATIVIDADE DE GEOGRAFIA PARA O ENSINO FUNDAMENTAL
ATIVIDADE DE GEOGRAFIA PARA O ENSINO FUNDAMENTALvaniaamovc
 
Questões de português esaf
Questões de português esafQuestões de português esaf
Questões de português esafCléa Gomes
 
Rumo à "Sociedade do Conhecimento": As Trajetórias do Brasil e da Coréia do Sul
Rumo à "Sociedade do Conhecimento": As Trajetórias do Brasil e da Coréia do SulRumo à "Sociedade do Conhecimento": As Trajetórias do Brasil e da Coréia do Sul
Rumo à "Sociedade do Conhecimento": As Trajetórias do Brasil e da Coréia do SulJose Claudio Terra
 

Semelhante a Elaboração de questões objetivas (20)

ITINERARIO.pdf
ITINERARIO.pdfITINERARIO.pdf
ITINERARIO.pdf
 
Prova enad r.h. 2009
Prova enad r.h. 2009Prova enad r.h. 2009
Prova enad r.h. 2009
 
Tecn assuntos educacionais
Tecn assuntos educacionaisTecn assuntos educacionais
Tecn assuntos educacionais
 
Caminho Pedagógico 01: Migração campo-cidade / Urbanização brasileira
Caminho Pedagógico 01: Migração campo-cidade / Urbanização brasileiraCaminho Pedagógico 01: Migração campo-cidade / Urbanização brasileira
Caminho Pedagógico 01: Migração campo-cidade / Urbanização brasileira
 
Prova de Sociologia 3 fase
Prova de Sociologia 3 faseProva de Sociologia 3 fase
Prova de Sociologia 3 fase
 
Simulado 2
Simulado 2Simulado 2
Simulado 2
 
Plano de-aula-geo5-03und01
Plano de-aula-geo5-03und01Plano de-aula-geo5-03und01
Plano de-aula-geo5-03und01
 
Enem slides
Enem slidesEnem slides
Enem slides
 
Questões gabaritadas transportes e logística 01 05-2014
Questões gabaritadas transportes e logística 01 05-2014Questões gabaritadas transportes e logística 01 05-2014
Questões gabaritadas transportes e logística 01 05-2014
 
APOSTILA SEE/PE - PROFESSOR - CONCURSO PÚBLICO 2016 - PARTE COMUM A TODOS OS ...
APOSTILA SEE/PE - PROFESSOR - CONCURSO PÚBLICO 2016 - PARTE COMUM A TODOS OS ...APOSTILA SEE/PE - PROFESSOR - CONCURSO PÚBLICO 2016 - PARTE COMUM A TODOS OS ...
APOSTILA SEE/PE - PROFESSOR - CONCURSO PÚBLICO 2016 - PARTE COMUM A TODOS OS ...
 
Fgv curso de_graduacao_em_admp
Fgv curso de_graduacao_em_admpFgv curso de_graduacao_em_admp
Fgv curso de_graduacao_em_admp
 
PARTE BÁSICA.docxKLDKDSKDKDSKDSKDSKDSKDKDKKDKDKDKDKD
PARTE BÁSICA.docxKLDKDSKDKDSKDSKDSKDSKDKDKKDKDKDKDKDPARTE BÁSICA.docxKLDKDSKDKDSKDSKDSKDSKDKDKKDKDKDKDKD
PARTE BÁSICA.docxKLDKDSKDKDSKDSKDSKDSKDKDKKDKDKDKDKD
 
PLAN. PROJETO DE VIDA - 1º ANO THAIS.doc
PLAN. PROJETO DE VIDA - 1º ANO THAIS.docPLAN. PROJETO DE VIDA - 1º ANO THAIS.doc
PLAN. PROJETO DE VIDA - 1º ANO THAIS.doc
 
Dissertação completa.pptx
Dissertação completa.pptxDissertação completa.pptx
Dissertação completa.pptx
 
Enade2009 administracao
Enade2009 administracaoEnade2009 administracao
Enade2009 administracao
 
Escola Do Futuro
Escola Do FuturoEscola Do Futuro
Escola Do Futuro
 
Escola Do Futuro
Escola Do FuturoEscola Do Futuro
Escola Do Futuro
 
ATIVIDADE DE GEOGRAFIA PARA O ENSINO FUNDAMENTAL
ATIVIDADE DE GEOGRAFIA PARA O ENSINO FUNDAMENTALATIVIDADE DE GEOGRAFIA PARA O ENSINO FUNDAMENTAL
ATIVIDADE DE GEOGRAFIA PARA O ENSINO FUNDAMENTAL
 
Questões de português esaf
Questões de português esafQuestões de português esaf
Questões de português esaf
 
Rumo à "Sociedade do Conhecimento": As Trajetórias do Brasil e da Coréia do Sul
Rumo à "Sociedade do Conhecimento": As Trajetórias do Brasil e da Coréia do SulRumo à "Sociedade do Conhecimento": As Trajetórias do Brasil e da Coréia do Sul
Rumo à "Sociedade do Conhecimento": As Trajetórias do Brasil e da Coréia do Sul
 

Mais de Inge Suhr

Níveis de raciocínio segundo bloom
Níveis de raciocínio segundo bloomNíveis de raciocínio segundo bloom
Níveis de raciocínio segundo bloomInge Suhr
 
Organização dos cursos segundo o modelo de competências
Organização dos cursos segundo o modelo de competênciasOrganização dos cursos segundo o modelo de competências
Organização dos cursos segundo o modelo de competênciasInge Suhr
 
A formação continuada do professor que atua nos cursos superiores no formato ...
A formação continuada do professor que atua nos cursos superiores no formato ...A formação continuada do professor que atua nos cursos superiores no formato ...
A formação continuada do professor que atua nos cursos superiores no formato ...Inge Suhr
 
A CONSTITUIÇÃO DE GRUPOS DE ESTUDO COMO ESTRATÉGIA DE FORMAÇÃO CONTINUADA CE...
A CONSTITUIÇÃO DE GRUPOS DE ESTUDO COMO ESTRATÉGIA  DE FORMAÇÃO CONTINUADA CE...A CONSTITUIÇÃO DE GRUPOS DE ESTUDO COMO ESTRATÉGIA  DE FORMAÇÃO CONTINUADA CE...
A CONSTITUIÇÃO DE GRUPOS DE ESTUDO COMO ESTRATÉGIA DE FORMAÇÃO CONTINUADA CE...Inge Suhr
 
Conselho de classe no ensino médio: elementos a favor da ampliação da qualida...
Conselho de classe no ensino médio: elementos a favor da ampliação da qualida...Conselho de classe no ensino médio: elementos a favor da ampliação da qualida...
Conselho de classe no ensino médio: elementos a favor da ampliação da qualida...Inge Suhr
 
Implantação de cursos semipresenciais utilizando a metodologia da sala de aul...
Implantação de cursos semipresenciais utilizando a metodologia da sala de aul...Implantação de cursos semipresenciais utilizando a metodologia da sala de aul...
Implantação de cursos semipresenciais utilizando a metodologia da sala de aul...Inge Suhr
 
Percepções acerca da implantação de cursos superiores semipresenciais usando ...
Percepções acerca da implantação de cursos superiores semipresenciais usando ...Percepções acerca da implantação de cursos superiores semipresenciais usando ...
Percepções acerca da implantação de cursos superiores semipresenciais usando ...Inge Suhr
 
O currículo no ensino superior estruturado em
O currículo no ensino superior estruturado emO currículo no ensino superior estruturado em
O currículo no ensino superior estruturado emInge Suhr
 
Blended learning caminho natural para as ies
Blended learning caminho natural para as iesBlended learning caminho natural para as ies
Blended learning caminho natural para as iesInge Suhr
 
Avaliaçao da aprendizagem em cursos blended learning
Avaliaçao da aprendizagem em cursos blended learningAvaliaçao da aprendizagem em cursos blended learning
Avaliaçao da aprendizagem em cursos blended learningInge Suhr
 
O papel da educação básica na inserção do trabalhador na indústria o olhar de...
O papel da educação básica na inserção do trabalhador na indústria o olhar de...O papel da educação básica na inserção do trabalhador na indústria o olhar de...
O papel da educação básica na inserção do trabalhador na indústria o olhar de...Inge Suhr
 
Elaboração de questões discursivas
Elaboração de questões discursivasElaboração de questões discursivas
Elaboração de questões discursivasInge Suhr
 
O currículo no ensino superior estruturado em
O currículo no ensino superior estruturado emO currículo no ensino superior estruturado em
O currículo no ensino superior estruturado emInge Suhr
 
Os critérios de empregabilidade na indústria e o papel do ensino médio na ins...
Os critérios de empregabilidade na indústria e o papel do ensino médio na ins...Os critérios de empregabilidade na indústria e o papel do ensino médio na ins...
Os critérios de empregabilidade na indústria e o papel do ensino médio na ins...Inge Suhr
 
Sobre plágio
Sobre plágioSobre plágio
Sobre plágioInge Suhr
 
Os desafios da interdisciplinaridade: a busca da organização de uma proposta ...
Os desafios da interdisciplinaridade: a busca da organização de uma proposta ...Os desafios da interdisciplinaridade: a busca da organização de uma proposta ...
Os desafios da interdisciplinaridade: a busca da organização de uma proposta ...Inge Suhr
 

Mais de Inge Suhr (16)

Níveis de raciocínio segundo bloom
Níveis de raciocínio segundo bloomNíveis de raciocínio segundo bloom
Níveis de raciocínio segundo bloom
 
Organização dos cursos segundo o modelo de competências
Organização dos cursos segundo o modelo de competênciasOrganização dos cursos segundo o modelo de competências
Organização dos cursos segundo o modelo de competências
 
A formação continuada do professor que atua nos cursos superiores no formato ...
A formação continuada do professor que atua nos cursos superiores no formato ...A formação continuada do professor que atua nos cursos superiores no formato ...
A formação continuada do professor que atua nos cursos superiores no formato ...
 
A CONSTITUIÇÃO DE GRUPOS DE ESTUDO COMO ESTRATÉGIA DE FORMAÇÃO CONTINUADA CE...
A CONSTITUIÇÃO DE GRUPOS DE ESTUDO COMO ESTRATÉGIA  DE FORMAÇÃO CONTINUADA CE...A CONSTITUIÇÃO DE GRUPOS DE ESTUDO COMO ESTRATÉGIA  DE FORMAÇÃO CONTINUADA CE...
A CONSTITUIÇÃO DE GRUPOS DE ESTUDO COMO ESTRATÉGIA DE FORMAÇÃO CONTINUADA CE...
 
Conselho de classe no ensino médio: elementos a favor da ampliação da qualida...
Conselho de classe no ensino médio: elementos a favor da ampliação da qualida...Conselho de classe no ensino médio: elementos a favor da ampliação da qualida...
Conselho de classe no ensino médio: elementos a favor da ampliação da qualida...
 
Implantação de cursos semipresenciais utilizando a metodologia da sala de aul...
Implantação de cursos semipresenciais utilizando a metodologia da sala de aul...Implantação de cursos semipresenciais utilizando a metodologia da sala de aul...
Implantação de cursos semipresenciais utilizando a metodologia da sala de aul...
 
Percepções acerca da implantação de cursos superiores semipresenciais usando ...
Percepções acerca da implantação de cursos superiores semipresenciais usando ...Percepções acerca da implantação de cursos superiores semipresenciais usando ...
Percepções acerca da implantação de cursos superiores semipresenciais usando ...
 
O currículo no ensino superior estruturado em
O currículo no ensino superior estruturado emO currículo no ensino superior estruturado em
O currículo no ensino superior estruturado em
 
Blended learning caminho natural para as ies
Blended learning caminho natural para as iesBlended learning caminho natural para as ies
Blended learning caminho natural para as ies
 
Avaliaçao da aprendizagem em cursos blended learning
Avaliaçao da aprendizagem em cursos blended learningAvaliaçao da aprendizagem em cursos blended learning
Avaliaçao da aprendizagem em cursos blended learning
 
O papel da educação básica na inserção do trabalhador na indústria o olhar de...
O papel da educação básica na inserção do trabalhador na indústria o olhar de...O papel da educação básica na inserção do trabalhador na indústria o olhar de...
O papel da educação básica na inserção do trabalhador na indústria o olhar de...
 
Elaboração de questões discursivas
Elaboração de questões discursivasElaboração de questões discursivas
Elaboração de questões discursivas
 
O currículo no ensino superior estruturado em
O currículo no ensino superior estruturado emO currículo no ensino superior estruturado em
O currículo no ensino superior estruturado em
 
Os critérios de empregabilidade na indústria e o papel do ensino médio na ins...
Os critérios de empregabilidade na indústria e o papel do ensino médio na ins...Os critérios de empregabilidade na indústria e o papel do ensino médio na ins...
Os critérios de empregabilidade na indústria e o papel do ensino médio na ins...
 
Sobre plágio
Sobre plágioSobre plágio
Sobre plágio
 
Os desafios da interdisciplinaridade: a busca da organização de uma proposta ...
Os desafios da interdisciplinaridade: a busca da organização de uma proposta ...Os desafios da interdisciplinaridade: a busca da organização de uma proposta ...
Os desafios da interdisciplinaridade: a busca da organização de uma proposta ...
 

Último

A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsxGilbraz Aragão
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Mary Alvarenga
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTEJoaquim Colôa
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.pptDaniloConceiodaSilva
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e Américawilson778875
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfRafaela Vieira
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 

Último (20)

A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
 
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.ppt
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e América
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 

Elaboração de questões objetivas

  • 1. Profª Dra. Inge R. F. Suhr ingesuhr2011@gmail.com Elaboração de questões objetivas
  • 2. Analisando a estrutura das questões •Texto base/contextualização (visual, imagético, numérico, artístico, etc.) Deve ser contextualizado, explorar situações vivenciadas, hipotéticas ou reais. •Situação problema (enunciado): Desafio que reporta o participante a um contexto reflexivo e instiga-o a tomar decisões. Precisa ter uma instrução expressa •Alternativas
  • 3. ENADE 2009 Vejamos alguns exemplos
  • 4. •A urbanização no Brasil registrou marco histórico na década de 1970, quando o número de pessoas que viviam nas cidades ultrapassou o número daquelas que viviam no campo. No início deste século, em 2000, segundo dados do IBGE, mais de 80% da população brasileira já era urbana. •Considerando essas informações, estabeleça a relação entre as charges:
  • 7. •Com base nas informações dadas e na relação proposta entre essas charges, é CORRETO afirmar que •A) a primeira charge é falsa, e a segunda é verdadeira. •B) a primeira charge é verdadeira, e a segunda é falsa. •C) as duas charges são falsas. •D) as duas charges são verdadeiras, e a segunda explica a primeira. •E) as duas charges são verdadeiras, mas a segunda não explica a primeira.
  • 8. •Leia o gráfico, em que é mostrada a evolução do número de trabalhadores de 10 a 14 anos, em algumas regiões metropolitanas brasileiras, em dado período:
  • 10. Leia a charge: www.charges.com.br, acessado em 15 set. 2009.
  • 11. Há relação entre o que é mostrado no gráfico e na charge? •A) Não, pois a faixa etária acima dos 18 anos é aquela responsável pela disseminação da violência urbana nas grandes cidades brasileiras. •B) Não, pois o crescimento do número de crianças e adolescentes que trabalham diminui o risco de sua exposição aos perigos da rua. •C) Sim, pois ambos se associam ao mesmo contexto de problemas socioeconômicos e culturais vigentes no país. •D) Sim, pois o crescimento do trabalho infantil no Brasil faz crescer o número de crianças envolvidas com o crime organizado. •E) Ambos abordam temas diferentes e não é possível se estabelecer relação mesmo que indireta entre eles.
  • 13. •1. Os grandes centros urbanos a partir da década de 1950 participam da transformação nos diversos segmentos de produção que evoluem e exigem trabalhadores alfabetizados. Nesta primeira fase a escola deixa de ser um privilégio elitizado e sim uma necessidade social, ou seja, uma questão política de reconstrução social e de democratização. São novos termos para uma velha escola administrada de forma improvisada. O sistema terá que se adaptar aos novos tempos e impor novas idéias. Para a atuação da direção são alguns desses fatores: •( ) planejamento estratégico •( ) avaliação educacional •( ) provas unificadas para todo o país •( ) avaliação institucional •( ) planejamento •( ) normatização
  • 14. •2. Marque para cada item V- verdadeiro F – falso. Um Plano pode alimentar: o lado bom da escola; o lado mal da escola; o lado mal ou o lado bom do sistema escolar; nenhuma delas Assinale a seqüência correta: A.V-V-F-F B.F-F-V-F C.F-V-F-V D.V-V-V-F
  • 15. Cuidados na elaboração •Contextualização e não “distração” •Enunciado claro, com as informações necessárias para a resolução da questão •Alternativas devem parecer plausíveis à primeira vista (retratar hipóteses de raciocínio na busca da solução da situação-problema) •Alternativas gramaticalmente ajustadas à questão •Alternativas com a mesma extensão •Evitar respostas “slogan” •Evitar termos absolutos e também os vagos •Cada alternativa com uma única ideia